Page 1

Gazeta DIVINÓPOLIS•MG | QUINTA-FEIRA, 18 de agosto de 2011 | ANO XIX | N.º 1.639 | R$ 2,50

DO OESTE

Crevisa faz balanço de dois anos de atendimentos Página 04

Aumento de 21 vereadores é considerado inviável por Comissão Especial Presidente da Comissão Especial, Edmar Rodrigues (PRTB), pretende entregar hoje o parecer final sobre o projeto, que propõe o aumento de cadeiras no Legislativo Municipal. Página 03 André Bernardes

380 lixões ainda devem ser extintos no Estado André Bernardes

Empresários debatem sustentabilidade ‘Desenvolvimento Sustentável’ foi o tema da palestra ministrada pelo secretário Estadual de Meio Ambiente Adriano Magalhães, ontem na sede da Fiemg em Divinópolis. Na oportunidade o secretário abordou as ações e projetos do governo e afirmou ainda que as empresas precisam regularizar a situação ambiental nos municípios. Página 07

Vagão de soja abre e moradores recolhem os grãos Júlio Silva

Aterro Controlado mudou cenário do antigo lixão O lixo é enterrado diariamente para acelerar o processo de decomposição, porém nossa reportagem flagrou uma vala aberta e inúmeros urubus em busca de restos. Secretário de Estado de Meio Ambiente afirma que governo tem projetos para incentivar as prefeituras à investir pesado nos consórcios. Página 05

Página 11


02 OPINIÃO

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 18/08/11

editorial

Pode ser mas não pode

H

á uma fábula japonesa que conta a história de um menino que passava o tempo ocupado em pegar pulgas. Na medida em que ia aprisionando os bichinhos colocava-os debaixo dos dedos – à razão de uma pulga por vez – até que todos os dedos ficassem ocupados. Às vezes insatisfeito de prender apenas dez pulgas, tentava inserir a décima primeira. Nessa hora todas escapavam. Isso poderia ser traduzido por ‘quem muito quer nada tem’. Criticar em excesso compromete os detratores, assim como navegar na maionese também ‘suicida’ políticos e administradores. Dia desses após uma sequência de derrotas do Guarani na Taça Minas Gerais de Futebol Juvenil, o sistema de comunicação oficial saiu com esta: ‘Participação do Guarani traz visibilidade nacional a Divinópolis’. Quer dizer: usam a acidez das derrotas para fins de propaganda. Como se o Bugre fosse um IBIS transmontano que não tivesse compromisso com vitórias. Pedro Simon vai para plenário conclamar os colegas senadores para que ‘suprapartidariamente’ se juntem ao redor da presidente Dilma Rousseff, preocupada em varrer da vida política a elite da corrupção brasileira. Os partidários de Dilma respondem com pedidos e pressões para liberação de verbas, condicionando apoio a privilégios. Caso clássico de retroação ativada na decolagem. Bush pai e Bush filho promovem duas guerras seguidas contra o Iraque e depois contra o Talebã. Quebram o país. Os republicanos querem beber o sangue de Obama, quando foram eles próprios a derrubar a economia do país, que pela primeira vez na história vira primo pobre do sistema financeiro mundial. No tabuleiro da política não existe o que se chama comumente de ‘lógica’. O que acaba por No tabuleiro da política consagrar a burla em todos os não existe o que se chama setores administrativos. Quando comumente de ‘lógica’. O nada favorece os estrategistas, que acaba por consagrar a mágicos e alquimistas, que transburla em todos os setores formam água em vinho e limão administrativos. em limonada. Razão pela qual permanece no imaginário popular a descrença quanto a atuação dos políticos em todos os níveis da vida nacional. E motivo maior para que as reformas dormitem indefinidamente em nichos dos congressistas, esses, os únicos seres do planeta a conseguir aprisionar um número maior de pulgas que os previstos na fábula japonesa. Para quem já atravessou alfândegas com dólares na cueca, prender os bichinhos pulantes debaixo dos dedos, é fichinha. Certa feita o Mahatma Ghandi pregava para enorme multidão em Benares. Argumentava no sentido de destinar cargos de confiança somente aos que fossem realmente de confiança. ‘Você deixaria seus haveres com um desconhecido?’ simplificava. Assim preparava seu povo para a independência da Inglaterra que com um pouco mais viria. Enquanto duraram os ecos do velho pacifista e líder indiano, se país nunca foi considerado uma pátria de corruptos. Mas não há regra imutável neste planeta dos bens materiais, na sociedade de consumo, A Índia está convulsionada com outro Ghandi na cadeia, em greve de fome, que se recusa a deixar a prisão exceto se o primeiro-ministro pedir baixa do cargo. O premiê Manmohan Shing não sabe mais o que fazer para convencer o popular ativista Anna Hazare a deixar o cárcere. Promete inclusive dar combate sem tréguas à corrupção. Coisa que podia ter feito antes que a bolha estourasse. Hagare permanece tranquilo na cadeia. Se lhe dessem o soro da verdade confessaria que o quer mesmo é a cadeira de Singh.

ÓRGÃO Do grupo Gazeta do Oeste de comunicação ltda

FUNDADOR: Antônio Eustáquio Rodrigues Cassimiro (1947 2004)

Diretor PRESIDENTE Fernando Marcos Rodrigues

Diretor DE MARKETING Leonardo Marcos Rodrigues

EDITORA CHEFE Liziane Ricardo

Assessores Jurídicos Dr. Márcio F. Vaz • Dr. Mauro M. Nogueira • Dr. Breno M. de Faria Administração, Redação E GRÁFICA: Rua Rio Branco, 948 - Porto Velho • Divinópolis (MG) • CEP 35.500-430 TELEFONE: (37) 3222-6322 • www.g37.com.br • gazeta@gazetaoeste.com.br O jornal não é solidário com conceitos emitidos em colunas e matérias assinadas.

Wagner Oliveira

wagner@repensarndh.com.br

Não deixe para depois... Você sabia que de acordo com uma recente pesquisa 24% das pessoas se consideram procrastinadoras crônicas? Talvez esse seja um número até otimista se pensarmos que grande parte das pessoas que participaram da pesquisa podem ter deixado o questionário para “responder depois”. A procrastinação é um problema muito comum e pode se tornar muito sério, fazendo com que as pessoas deixem de pagar as contas em dia, não terminem projetos no tempo determinado ou deixem de se preparar da forma correta para provas e entrevistas importantes. Pela sua complexidade procrastinar pode ter origem numa série de causas como, por exemplo, o medo do fracasso, perfeccionismo, níveis baixos de autocontrole, tendência a ver os projetos como um todo em vez de subdividi-los em partes menores, ter inclinação para o tédio, sentir que a vida é curta demais para se preocupar com tarefas aparentemente pouco importantes e incapacidade de estimar com precisão o tempo que se leva para fazer as coisas. Explicações sobre as raízes fisiológicas da procrastinação, em sua grande parte, focam no envolvimento do córtex pré-frontal. Essa área do cerébro é responsável por funções de execução cerebral como planejamento, controle de impulsos, atenção, e age como um filtro diminuindo estímulos que causam distração, que vêm de outras regiões do cérebro. Lesões ou baixa utilização dessa área podem reduzir a capacidade de uma pessoa de filtrar estímulos que causam distração, resultando em má organização, perda de atenção e aumento de procrastinação. Uma ótima descrição para o fato de procrastinarmos: somos reféns de nossos sistemas de recompensas tardias. Mesmo para nossos pequenos prazeres, a preferência está sempre no agora: vadiar agora e trabalhar depois. Precisamos pesar o presente versus o custo e benefício de ações futuras. No entanto, uma observação feita pela psicóloga russa Bluma Zeigarnik nos anos 1920, quando ela ainda era uma estudante de psicologia, mostra que esse problema pode ser vencido (ou melhorado) aplicando-se uma simples técnica. Reza a lenda que Zeigarnik estava tomando chá com o monitor de sua turma. Ao estudar reações humanas em diversas circunstâncias, estavam observando como os garçons e clientes se comportavam e acabaram notando um fenômeno curioso. Quando um cliente pedia a conta os garçons se lembravam facilmente dos pedidos que haviam sido feitos. Porém se o cliente pagasse a conta e minutos depois, fizesse alguma pergunta sobre o que tinha sido consumido, os garçons precisavam se esforçar bastante para lembrar. Zeigarnik voltou ao laboratório a fim de testar sua idéia. Como na observação dos garçons, Zeigarnik descobriu que as tarefas inacabadas ficavam na cabeça das pessoas, e, portanto, eram muito mais fáceis de serem lembradas. Começar qualquer atividade faz com que a mente experimente uma espécie de ansiedade psíquica. Depois de concluída a tarefa a mente solta um suspiro inconsciente de alívio, e é tudo esquecido. Porém, se por algum motivo formos impedidos de completar a atividade, a mente ansiosa fica insistindo até que tenhamos terminado o que começamos. E a procrastinação, o que tem a ver com isso? Como o estudo de Zeigarnik pode nos ajudar a lidar com a procrastinação? Os procrastinadores adiam o início de certas atividades por vários motivos, mas, se puderem convencer a si mesmos a trabalhar na atividade por “apenas alguns minutos” é comum sentirem a necessidade de terminar logo e vê-la completada. Algumas pesquisas mostram que o “apenas alguns minutos” é uma forma bastante eficaz de vencer a procrastinação e pode ajudar as pessoas a terminar as tarefas mais difíceis. De acordo com o trabalho de Zeigarnik, esses “poucos minutos iniciais de atividade” fazem com que o cérebro fique ansioso e se recuse a descansar enquanto o trabalho não estiver concluído. Agora que você sabe disso, “mãos a obra”. Não deixe para depois o que você pode fazer agora por “apenas alguns minutos”.

Francisco Resende

franciscor@pitagoras.com.br

Uma breve análise sobre o saber * Baseado no texto: FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas. São Paulo: Martins Fontes, 2007. p.475 – 517. Analisar cada uma das obras de Michel Foucault é uma forma de entender a enorme variedade de pesquisas sobre o referido escritor. Aliás, a grande dificuldade em se definir a real linha de pensamentos de Foucault por grandes e consagrados estudiosas evidencia a complexidade de suas análises ao longo das décadas. Neste texto especificamente, Foucault procura traçar um perfil e elaborar uma análise histórica das Ciências Humanas no plano geral dos saberes. Uma tarefa tão complexa como a própria definição exata da linha de pensamento defendida pelo autor. Foucault faz uma retomada histórica para buscar a explicação das relações humanas. Na época clássica, o campo do saber era homogêneo, ou seja, o conhecimento procedia às ordenações pelo estabelecimento das diferenças. A busca pelo saber partia da matemática e outras ciências exatas, ou seja, a objetividade era o ponto central (núcleo) na busca pelo conhecimento. Somente a partir do século XIX, com o surgimento de novas formas de pensar, o campo epistemológico se direciona para outros caminhos. O ideal da “matematização” começa a perder espaço para novas formas subjetivas de se analisar o conhecimento. Foucault é um gênio no estudo do saber. Alguns autores se “aventuram” em classificar suas obras sob o ponto de vista cronológico: na década de 60, textos arqueológicos que tem por tema o saber, nos anos 70 textos genealógicos, e por fim nos anos derradeiros de sua vida textos arqueogenealógicos. Michel Foucault, ao analisar a gênese e a filosofia das ciências, mostra como é recente o aparecimento do “homem” na história do nosso saber. O autor busca estudar a mudança interior de nossa cultura do século XVIII ao século XIX, através da gramática geral, que se tornou filologia; da análise das riquezas, que se tornou economia política, e da história natural, que se tornou biologia. É fantástica e instigante a análise de Foucault em relação ao discurso ocidental (o autor de atém ao período entre o Renascimento até o início do século XIX). O autor enfatiza este período específico como o “tempo de efetivação da modernidade”, ou seja, o momento em que as Ciências Humanas se tornam uma importante referência no plano geral dos saberes. É neste momento que a subjetividade conquista um importante espaço nas cadeiras de pesquisas e no ciclo de conhecimento das pessoas, concebendo novas maneiras de se enxergar as diferentes realidades. A relação que o autor faz entre saber e poder instiga a uma reflexão mais profunda sobre o assunto, principalmente quando ele afirma que “com o saber e por trás de todo o saber, de todo conhecimento o que está em jogo é uma luta de poder”. As três áreas do saber reiteradas pelo autor (vida, trabalho e linguagem) seria a origem de novas formas de se pensar, colocando o homem como o centro das atenções e das linhas de estudo. Surge aí um paradoxo – que, diga-se de passagem, vivemos até os dias atuais - entre as chamadas ciências exatas e ciências humanas. Foucault faz uma análise conjunta do surgimento dos domínios empíricos com a problemática do homem. Partindo do estudo do trabalho, da linguagem e das ciências da vida, o homem vira, de fato, objeto do saber. É importante perceber a visão histórica do autor, quando ele afirma que “tudo nas Ciências Humanas é matematizável é suscetível de formalização”. Nesta passagem, fica evidente a visão moderna de Foucault, que procura desvincular a existência das ciências humanas modernas das ciências exatas tradicionais, afirmando que “é pouco provável que a relação com as matemáticas seja constitutiva das Ciências Humanas”. Fica claro, após esta breve análise, o motivo de tantos pesquisadores não conseguirem uma unanimidade em relação aos estudos envolvendo o saber. Francisco Resende Costa Neto Coordenador dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda Faculdade Pitágoras/Divinópolis


POLÍTICA 03

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 18/08/11

Presidente da Comissão Especial adianta que aumento de 21 vereadores será inviável Flávia Brandão

flavia.brandao@gazetaoeste.com.br

O vereador Edmar Rodrigues (PRTB), que é o presidente da Comissão Especial (CM 011/2011), nomeada pelo presidente da Câmara Municipal, Pastor Paulo César (PRB), para emitir parecer sobre a proposta de Emenda a Lei Orgânica Municipal CM004/2011, que trata do aumento no número de vereadores, adiantou que os levantamentos da Comissão apontam que o aumento para 21 cadeiras é inviável não

pelo orçamento, mas pela estrutura física da Câmara Municipal. De acordo com Edmar, a previsão é que hoje, seja apresentado o parecer final ao presidente da Câmara e a toda imprensa. O vereador Edmar destacou que a Comissão Especial está empenhada em concluir a análise do impacto do aumento de parlamentares levando em conta detalhes da previsão do orçamento de 2013 e as despesas do Legislativo, bem como o espaço físico, que teria que ser modificado para comportar oito

novos gabinetes. “Se nós passarmos para 21 vereadores teríamos que ter mais oito salas e iria ficar inviável”, declarou. Relatório O presidente Edmar Rodrigues acredita que hoje será possível apresentar o relatório final, o qual irá avaliar se deverão ser mantidos os 13 vereadores ou se será feito um aumento no número de cadeiras. “Estamos fechando os estudos e iremos avaliar se a Câmara deve manter os 13 ou se vai ter um aumento nem que

seja irrisório, verificando se essa mudança não irá trazer nenhum prejuízo para a população nem para a Câmara Municipal nos trabalhos futuros” destacou. O parlamentar disse que está sendo estudada pela Comissão a sugestão de um aumento pequeno nesse mandato para não trazer transtornos para os próximos presidentes e no futuro poderia ser estudado um aumento maior. O peerretebista citou que na época em que foi presidente do Legislativo fez um pedido ao prefeito Vladimir Azevedo (PSDB) no

intuito de que fosse cedido um espaço ao Legislativo no prédio da FACED e essa hipótese não foi descartada. “Pedimos ao senhor prefeito, quando eu fui presidente da Casa, que nos desse um pedaço daquele terreno lá da FACED para que pudesse ser implantada a Câmara Municipal naquele local”, afirmou. Questionado qual seria a idéia para o prédio atual, caso houvesse um novo prédio para a Câmara, Edmar disse que isso deveria ser decidido pelo presidente que estiver à frente do

Legislativo na época. “Poderia ser uma parte do protocolo, que servir tanto para Prefeitura como para a Câmara Municipal. O próprio presidente da época poderá decidir qual seria a parte que poderia estar funcionando no local”, disse. O parlamentar avalia que o ideal é que se voltasse para 19 vereadores - o número que havia anteriormente - mas salientou que é preciso aguardar todos os levantamentos da Comissão Especial, que irá emitir o parecer sobre a questão.

CPI de Edson Sousa retoma trabalhos sem grandes desdobramentos Fita tão esperada com oferecimento de cargos na Copasa está com a gravação inaudível Flávia Brandão

Régis Faria disse que não tinha conhecimento da gravação e que passou rapidamente na oficina do irmão de Edson Flávia Brandão

flavia.brandao@gazetaoeste.com.br

Após 42 dias da primeira reunião, foi retomado ontem (17), na Câmara Municipal de Divinópolis, os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada pela Portaria CM 120/2011 com o objetivo de apurar os fatos, que envolvem suposto esquema de corrupção com negociação de cargos junto à Copasa e recebimento de propina da Trancid por parte do vereador Edson Sousa (sem partido). Estiveram presentes para prestar depoimento, nessa segunda reunião: Régis Carlos Faria, Fausto Barros, e o vereador Edson Sousa (sem partido). O primeiro depoimento, que estava marcado para as 13 horas, teve início com quase 40 minutos de atraso, visto que o depoente Régis Faria pediu para ouvir a gravação da propina da Trancid entregue pelo tribuno Venâncio a toda imprensa - a qual ele (Régis) é citado em conversa entre o senhor Valdeci de Sousa (irmão de Edson) e o ex-assessor Ricardo Salgado. O atraso foi devido ao fato de que a princípio o DVD não se encontrava nos documentos da Comissão. Após sanado o impasse e ouvida a gravação, os membros da comissão começaram o depoimento de Régis Faria,

que é tio do prefeito Vladimir Azevedo (PSDB) e trabalha como representante comercial. Em seu depoimento, Régis Faria disse que “não gravou a fita” e que passou pela oficina do irmão de Edson, no momento em que estavam conversando Ricardo Salgado e Valdeci, que cumprimentou os dois, mas ficou apenas cerca de dois minutos no local e não sabia que estava sendo gravado. Disse que não orientou os questionamentos ao irmão de Sousa. Questionado se era coincidência ele estar justamente no momento da conversa entre Ricardo e Valdeci, Régis disse: “passei por lá”. A respeito da nomeação de sua esposa, Janaína Karla da Silva Biondini, pela Portaria CM072, em abril de 2009, como Chefe da Seção de Controle Patrimonial na Diretoria Administrativa e Financeira, na Câmara Municipal, como algum tipo de favorecimento, Régis não quis falar a respeito e disse: “não respondo perguntas pessoais”. Impasses Entre o primeiro depoimento e o segundo a reunião foi marcada por um longo impasse entre o procurador do vereador Edson Sousa, o advogado José Carlos de Sousa, a vereadora Heloísa Cerri (PV) e o presidente da CPI, Adair Otaviano (PMDB). O presidente

Fausto Barros disse que Ricardo Salgado passou em seu escritório para mostrar gravação e que na época contou o fato a Edson Sousa

O vereador disse que tudo é uma armação do PSDB e citou uma serie de pessoas que devem ser convocadas entre elas o prefeito Vladimir

alegou que o advogado estava interferindo nas perguntas conversando de “forma paralela” com a vereadora Cerri, e que queria conduzir o interrogatório com “lisura”. A vereadora e o procurador indignados afirmaram que as acusações eram sem fundamento e que quem não estava com “lisura” no encaminhamento dos trabalhos era Adair Otaviano, com certo protecionismo ao depoente Régis. O vereador presidente chegou a pedir para que a vereadora Cerri e o procurador mudassem de lugar para não ficarem próximos, os quais se negaram e criticaram o pedido. Além disso, Adair chamou o procurador do Legislativo, Roberto Franklin, para dar esclarecimentos técnicos aos presentes sobre a interferência do procurador nos trabalhos. Cessadas as discussões internas da comissão, foi aberto o segundo depoimento com empresário Fausto Barros, que é presidente do Diretório Municipal do PMDB. Questionado sobre vínculos de amizade, Barros disse que era amigo de Edson Sousa, que já conversou com Ricardo Salgado umas cinco vezes, mas que não possui vínculos de amizade, e em relação a Régis Faria disse que só o conhece de vista. O empresário disse que realmente há cinco anos, Ricardo Salgado

pal, para arrumar um cargo para uma indicação de Ricardo, mas que se negou e isso provocou a inimizade. O parlamentar disse que o ex-assessor não tem uma “vida pregressa de bons antecedentes”, que já foi processado porque desacatou sua esposa e agora o ameaçou de morte.

parou na porta de seu estabelecimento comercial perguntando se tinha um computador, pois queria mostrar uma gravação. Barros disse que tinha o computador e os dois entraram juntos no escritório da empresa para ouvir e saíram juntos, assim que acabaram. O empresário disse que ouviu a fita somente essa vez e que Ricardo que tinha posse do CD. Barros disse que Ricardo não disse qual era a intenção da gravação, mas acredita que “boa intenção não era”. O empresário finalizou dizendo que na época procurou o vereador Edson Sousa para falar a respeito dessa fita com seu irmão. Finalizando os depoimentos, o vereador Edson Sousa disse que o desentendimento com o irmão Valdeci Alves teve início no ano de 2006, quando ele era presidente da Câmara Municipal e foi procurado para interceder por um sobrinho, que havia sido preso. O parlamentar disse que sempre foi correto e optou por ficar do lado da lei, não usando de poderes públicos para privilegiar o parente. Essa negativa, segundo Edson motivou o “ódio familiar” do irmão que passou a falar coisas sem fundamento. A respeito do ex-assessor Ricardo Salgado, o vereador disse que ele foi procurado, quando era presidente do Legislativo Munici-

Cargos Questionado a respeito do oferecimento de cargos para o cidadão Venâncio, Edson Sousa disse que o tribuno “gosta de palco”, e faz denúncias infundadas e que ele seria a última pessoa em Divinópolis que iria encaminhar a um emprego, visto que “não competência moral e intelectual”. Além disso, Edson disse que a Copasa é uma empresa do Estado, que nem o prefeito conseguiria indicar alguém. Sobre o seu ex-assessor, Roberto Clementino, Edson disse que sabia que profissional não tinha defeitos de caráter. PSDB O parlamentar enfatizou que tudo foi uma armação do governo do PSDB, que utilizou o cidadão Venâncio, para desviar a atenção do repasse do esgoto para a Copasa, querendo desmoralizar o vereador perante a opinião pública e ele quer que a investigação seja aprofundada trazendo a tona os

verdadeiros fatos. “Nunca entrou na minha casa, coisa que não fosse do meu trabalho”, declarou. Nesse contexto de aprofundamento da investigação, Edson pediu uma acareação com Régis Faria, Valdeci de Sousa, Ricardo Salgado e Fausto Barros. Além disso, solicitou que fosse convocada uma série de pessoas como: prefeito Vladimir Azevedo (PSDB); Carlos Eduardo, presidente da Trancid; o jornalista, Walon Delano; os secretários Pedro Coelho e Lúcio Espíndola; o deputado Domingos Sávio (PSDB), o vereador Rodyson do Zé Milton(PSDB); a mãe do cidadão José Venâncio; e o proprietário do estacionamento próximo ao campo do Guarani, José Satiro. Fita Copasa A tão esperada fita com suposto oferecimento de cargos na Copasa ao cidadão José Venâncio pelo ex-assessor, Roberto Clementino, foi apresentado aos presentes a reunião, mas o conteúdo estava inaudível. A vereadora Heloísa Cerri pediu que o conteúdo fosse encaminhado para perícia. A respeito das próximas convocações e possíveis acareações, o presidente da CPI, Adair Otaviano, disse que iria analisar com os membros da Comissão e não precisou data das próximas oitivas.


04 CIDADES

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 18/08/11

Atendimento veterinário e auxilio a cães e gatos são prestados de forma gratuita em Divinópolis Crevisa divulga balanço dos resultados após dois anos de atendimentos prestados flaviane.oliveira@gazetaoeste.com.br

Cirurgias, atendimento veterinário, banco de adoção de cães e gatos e todo o controle de zoonoses são prestados de forma totalmente gratuita no Crevisa em Divinópolis. Após dois anos de trabalhos prestados no município, agentes e membros da secretaria de saúde estiveram presentes em uma reunião onde foram apresentados os resultados dos atendimentos e ações realizados no município. Segundo a diretora da vigilância em saúde, Adriana Gomes, em dois anos de trabalho toda a estrutura do Crevisa foi analisada e melhorada “Nós conseguimos em dois anos instituir os processos de trabalho no Crevisa que incluem as normas, as rotinas, as padronizações, o regimento interno, condutas que são adquiridas, avaliamos o tempo todo e nesse tempo nós já fizemos vária intervenções e modificações em alguns processos de trabalho para buscar sempre

a melhoria para que a população tenha sempre o melhor atendimento” ressalta. Adriana avalia ainda que a população de Divinópolis nunca teve um trabalho prestado junto aos animais como o realizado pelo Crevisa “Acredito que outros municípios do estado de minas Gerais não tenham um trabalho como o desenvolvido em Divinópolis com essa excelência nos trabalhos. Nós temos aqui um bloco cirúrgico que tem todo o fluxo de processo de trabalho dentro da legislação pertinente. A gente tem uma equipe de trabalho coesa e capacitada” frisou. O coordenador do Crevisa e veterinário, Alex Marcelino comemora o resultado de dois anos de trabalho “A nossa avaliação é positiva. A gente busca sempre atender o máximo possível para a pessoa ter uma resolução. Ou a gente mesmo resolve ou dá um encaminhamento nos casos mais complicados para uma clínica particular. Na questão de toda população de cães e gatos a gente tem visto certo controle,

Baixa umidade do ar pode causar desidratação Natalia Santos

Letícia Menezes Da Redação

Há alguns meses não chove em Divinópolis e nem nas demais cidades da região Centro-Oeste de Minas. Com o tempo seco é preciso tomar cuidado para não se desidratar. Os sintomas mais freqüentes são dores de cabeça, vômitos, náuseas, diarréia, boca e língua ressecadas, fraqueza e febre. A umidade está baixa e as temperaturas elevadas, por isso, as pessoas devem se prevenir sendo necessário ingerir boa quantidade de água durante todo o dia e ter uma alimentação mais leve. Frutas e verduras que contem maior concentração de água também ajudam na prevenção. Nesta época do ano pessoas com problemas respiratórios, e que trabalham com a voz sentem sinais do tempo seco afetar no seu

cotidiano. Este é o caso de Paulo Silva que trabalha como locutor e apesar de se prevenir ainda sente quanto o tempo seco o têm prejudicado profissionalmente. “Quando chega ao final da tarde estou quase sem voz por causa do tempo seco, por isso tomo muita água para não desidratar” conta Paulo. Já a dona de casa Adélia Alves, tem dois filhos, e neste tempo seco para que eles não gripem ou ficam desidratados não poupa de dar água á eles. “Sempre ofereço uma fruta e água para eles, pois com o tempo seco eles gripam fácil”, comentou. Não apenas as crianças, mas também adultos e idosos devem ficar atentos, pois além dos sintomas citados, a desidratação pode se agravar trazendo mais problemas para as pessoas que não se cuidarem.

Os resultados foram apresentados no auditório da Semusa

não um aumento tão grande de vários animais nas ruas principalmente pelo trabalho de castração desses animais” avalia. Alex destaca ainda que população pode entrar em contato sempre que encontrar algum animal passando por maus tratos ou mesmo doente “A pessoa pode ligar para nós em caso de animais doentes, agressivos nas ruas, cadelas no cio, cadelas com filhotes, todos esses animais são recolhidos. A população pode

utilizar o atendimento clínico, a consulta, a própria castração de animais, com respeito aos sintomas dos animais com suspeita de Leishmaniose pode contatar o Crevisa.Todos os serviços são gratuitos” frisou. RESULTADOS No que se refere ao atendimento às solicitações da população para remoção de animais nas proximidades das comunidades ou de áreas comprometi-

das por notificações de focos de zoonoses, um grande número de animais foi recolhido. Foram realizadas 2.656 castrações no período, sendo 811 cães, 1.352 cadelas, 203 gatos e 290 gatas. Para detectar a Leishmaniose visceral canina foram coletadas 2.124 amostras sanguíneas até o início desse ano. Desse total 1.670 foram considerados negativos e 143 positivos. Já 311 exames estão em andamento.

As eutanásias são realizadas em animais portadores de doença grave que coloquem em perigo a saúde dos demais animais ou da coletividade, ou de lesão irreversível que os cães e gatos fiquem impossibilitados de viver de modo normal e saudável. Em dois anos de trabalho foram realizadas 2.202 eutanásias. Mensalmente o Crevisa apresenta um relatório para informar sobre os procedimentos realizados no período, inclusive com cópia dos relatórios assinados pelos médicos veterinários responsáveis pelas eutanásias. Em dois anos foram realizados 3.597 atendimentos, sendo uma média de 150 / mês. Nos últimos 12 meses, a média de atendimentos passou a ser de 200 avaliações mensais. O Crevisa oferece ainda um posto fixo e permanente de vacinação contra a raiva. Nesse período 1.847 animais foram vacinados. Em dois anos 939 foram adotados por meio das feiras de adoção, desse total 365 eram adultos e 574 filhotes.

Medalha será entregue na Câmara Homenagens serão distribuídas em duas etapas Dentre os projetos e manifestações relativas ao centenário de Divinópolis, o jornal Pinga-Fogo e a Casa de Gravatá estarão conferindo a Medalha do Centenário a importantes figuras da comunidade no próximo dia 26 do mês corrente nas dependências da Câmara Municipal. Seguindo uma linha auxiliar de participação – a exemplo de algumas ações da iniciativa privada – os organizadores optaram pela distribuição das homenagens em duas etapas, com cerimônias a serem realizadas no ciclo dos 100 anos de emancipação do município. Sobre os critérios de escolha dos contemplados, os organizadores esclarecem ter preferido escolher figuras históricas, que vivenciaram, na sua maioria, os últimos 50 anos da cidade, acompanhando a sua evolução, participando dos seus eventos marcantes, e que se destacaram como cidadãos conscientes de suas responsabilidades sociais. Interessante destacar que a seleção vem sendo conduzida há mais de dois anos, quando da elaboração do primeiro projeto (não oficial) do Centenário, tendo buscado sempre afastar-se da escolha meramente político/ partidária, na tentativa de des-

Divulgação

A população divinopolitana tem sofrido com a baixa umidade

Flaviane Oliveira

Flaviane Oliveira

Três cinemas: Popular, Divinópolis e Cine Arte (este, construído um pouquinho mais tarde) eram o xodó da juventude

pertar outros segmentos da atividade produtiva ou entidades de variadas categorias a tomar a atitude de reconhecer méritos de seus colaboradores. O início da primeira etapa de entregas das medalhas ainda em 2011, e não em 2012 como seria de se esperar, está ligada ao fato de que o ano do Centenário compreende o período de 2 de junho de 2011 a 1 de junho de 2012 como exclusivo das comemorações é uma convenção fixada no imaginário popular como número específico. Como parceiro da iniciativa, a Gazeta do Oeste irá publicar em edição da próxima semana a relação dos contemplados com a Medalha do Centenário e matérias posteriores mostrando a repercussão da cerimônia.

ASPECTOS HISTÓRICOS Na época do cinquentenário (1962) a sociedade girava em torno do Divinópolis Clube (ainda não havia o Estrela do Oeste como clube social) do DTC (dirigido por Alberto Pequeno Sobrinho) e fazia sua vida noturna até as 22 horas. Três cinemas: Popular, Divinópolis e Cine Arte (este, construído um pouquinho mais tarde) eram o xodó da juventude. Aliás, comia-se um bom churrasco na Churrascaria Xodó, conhecida também por Churrascaria do Gordinho, na avenida, onde fica o estacionamento da Padaria Divinópolis. Dançava-se embalado pelo conjunto Ivan Silva e o carnaval popular era no ‘Vem cá Brotinho’, aberto nos três dias de folia, chamados de, - valha-nos Deus

– Tríduo Momesco. E por sinal o Rei Momo era o inesquecível Nelson Peregrino. Não tinha pra ninguém. Era ele o Momo oficial da corte. O lança-perfume Rodouro ainda não era considerado ilegal e ninguém podia imaginar aquele frasco amarelo como sendo entorpecente. Era vendido livremente nas ruas. O Ginásio Estadual (onde nasceu a Turma do M.A.U., mas na realiade do bem) era o máximo em termos de ensino. Quem passava nas provas de ingresso ao Ginásio Estadual era considerado de inteligência superior. Quem era católico preferia as missas do padre Grevi, na recém-inaugurada catedral. O santo homem celebrava missa dominical para as crianças em pouco mais de vinte minutos. Época do Zé Picolé, Gumercindo Sapateiro, Frei Mariano, dona Didi Guimarães, figuras épicas do primeiro centenário de Divinópolis. A cidade era um presépio de arquitetura colonial erguidas em torno da praça da Catedral, postes de madeira no meio das ruas e água tratada pelo SAAE. Ambos, luz e água, não eram da melhor qualidade, mas pagavam-se pequenas taxas e vivia-se sem grandes interferências aleatórias.


CIDADES 05

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 18/08/11

Mais de 3 mil toneladas de lixo por mês são depositados no aterro controlado

André Bernardes

André Bernardes

andre.bernardes@gazetaoeste.com.br

Divinópolis está crescendo e consequentemente os resíduos criados por este desenvolvimento também. Há poucos anos a cidade mantinha um ‘lixão’, onde o lixo da cidade era depositado de maneira incorreta, onde haviam pessoas morando em meio a sujeira e animais. A realidade no município atualmente é outra. Com os catadores retirados do lixão, a prefeitura criou o aterro controlado, onde o lixo não fica exposto a céu aberto. Nossa reportagem esteve no local e pode constatar a nova situação do aterro, com espaço delimitado e segurança controlando a entrada. Encontramos uma vala aberta onde um caminhão estava depositando o lixo.

As valas são fechadas todos os dias e no pequeno tempo em que estava aberta, uma quantidade enorme de urubus pousaram no local em busca dos restos. A empresa Viasolo, responsável pela coleta de lixo e maquinário do aterro, informou que por mês são recolhidos em média de 3.733,66 mil toneladas de lixo, os quais são aterrados diariamente. Por ainda não ser um aterro sanitário, o lixo decompõe a longo prazo no meio da terra. O secretário municipal de Meio Ambiente, Pedro Coelho, afirmou que a prefeitura está trabalhando para que o aterro passe a ser sanitário, além da compostagem, ou seja, um processo de transformação de materiais grosseiros, como palha e estrume, em materiais orgânicos utilizáveis na agricultura. Este processo

A empresa Viasolo, é a responsável pela coleta de lixo e maquinário do aterro

envolve transformações extremamente complexas de natureza bioquímica, promovidas por milhões de microorganismos do solo que têm na matéria orgânica in natura sua fonte de energia, nutrientes minerais e carbono. Por essa razão uma pilha de composto não é apenas um monte de lixo orgânico empilhado ou acondicionado em um compartimento. Este é um modo de fornecer as condições adequadas aos microorganismos para que esses degradem a matéria orgânica e disponibilizem nutrientes para as plantas. “Temos hoje um aterro controlado, e é um avanço para uma cidade que conviveu tanto tempo com um ‘lixão’ onde as pessoas de bem e bandidos se misturavam em situações precárias, hoje não convivemos com isso. O aterro é uma área limitada com vigilância 24 h com mecanismos que diminuem o impacto causado pelos resíduos e continuamos trabalhando para o aterro sanitário e a usina de compostagem” frisou Pedro. Em visita a Divinópolis, o secretário Estadual de Meio Ambiente, Adriano Magalhães, garantiu que o governo está trabalhando para extinguir mais de 380 lixões que ainda existem no Estado. “O crescimento urbano pressupõe geração de resíduos, tanto sólidos quanto líquidos e o primeiro passo é trabalhar bem

No decorrer de tempo em que a vala estava aberta, uma quantidade enorme de urubus pousaram no local em busca dos restos

isso. E tem uma ação importante da secretaria de Desenvolvimento Urbano que é trabalhar os planos diretores primeiro das cidades, fazer o crescimento de forma organizada. O Ministério das Cidades incentiva isso, o governo do Estado tem técnicos especializados e planejar bem as cidades e depois fazer a aprovação das expansões urbanas de forma que isso seja aprovado na forma de sustentabilidade na visão do órgão ambiental. O

terceiro passo é trabalhar seus resíduos e temos um grande problema com relação ao lixo, temos recursos para isso e queremos incentivar as prefeituras a investir pesadamente nos consórcios” revelou o secretário. Adriano pontuou que o governo federal disponibiliza verbas para o tratamento do lixo. “Nós estamos priorizando os recursos para projeto, pois o governo federal tem muito recurso para execução. A FUNASA tem

R$ 7 bilhões de recurso disponível para tratar saneamento e resíduo e temos sim condições de dar apoio para isso”, assumiu Magalhães. No município 63% do lixo recolhido é orgânico. Visando um armazenamento melhor do lixo, a prefeitura lançará em setembro uma campanha de coleta seletiva, onde lixos de diferentes materiais serão recolhidos em dias específicos, além de lixeiras espelhadas pela cidade.

Cemitérios municipais são alvo de vândalos e rituais de magia negra Falta de vigilância propicia entrada de pessoas durante a noite André Bernardes

No cemitério do bairro Interlagos nossa reportagem encontrou o túmulo aberto e o caixão quebrado André Bernardes

andre.bernardes@gazetaoeste.com.br

Os cidadãos que enterraram entes queridos em cemitérios municipais não devem acreditar no bordão “descanse em paz”, pois os túmulos estão sendo alvo de vândalos e rituais de magia negra. Ontem pela manhã, nossa reportagem flagrou um túmulo aberto no cemitério do bairro Interlagos em Divinópolis, onde

o caixão foi aberto para fins “religiosos”. Os cemitérios municipais estão passando por uma limpeza e capina para melhorar o ambiente aos familiares que visitam os túmulos de seus entes queridos, mas o grande problema agora é a falta de vigilância. De acordo com uma testemunha que estava no local, existe a necessidade de contratar rondantes, mas ninguém se interessa pela vaga.

Um funcionário da prefeitura estava fechando o túmulo enquanto nossa reportagem estava no local

As velas em formato de sapo e caveiras encontradas dentro do túmulo usadas no ritual de magia negra

No cemitério do bairro Interlagos nossa reportagem encontrou o túmulo aberto e o caixão quebrado. A testemunha nos mostrou as velas em formato de sapo e caveiras encontradas dentro do túmulo usadas no ritual de magia negra e disse que esses acontecimentos são comuns e a família não chega a ser avisada. “É comum e acontece em todos os cemitérios. As pessoas abrem para fazer macumba.

de imagens de santos e crucifixos de ouro. E nestes casos os materiais geralmente são revendidos a troco de drogas. No caso do cemitério do Interlagos, apesar dos vândalos terem quebrado o caixão, o corpo enterrado permaneceu intacto, mas já em estado de decomposição avançado. “O certo seria o dono do túmulo fazer tampas e parafusar. Se põe a tampa de mármore ou metal eles não me-

Lá no cemitério do Belvedere eles arrombaram o túmulo e lá dentro estava uma galinha, imagens velas pretas e vermelhas” contou. A testemunha disse que vândalos também entram nos cemitérios para depredá-lo conforme ocorrido no cemitério do distrito de Ermida, onde vândalos quebraram todas a cruzes que ficavam em cima dos túmulos. Na delegacia também já foram registradas ocorrências de furtos

xem” disse a testemunha. Um funcionário da prefeitura estava fechando o túmulo enquanto nossa reportagem estava no local. Os funcionários do cemitério acionaram a polícia e fizeram um boletim de ocorrência. Procuramos o responsável pelo setor de luto da prefeitura municipal, porém os servidores não quiseram se pronunciar sobre o ocorrido nem sobres as constantes violações dos túmulos na localidade.


06 CIDADES

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 18/08/11

Jornada em homenagem a Guimarães Rosa é realizada em Divinópolis Participantes da jornada farão visita à cidade natal do escritor Flaviane Oliveira

flaviane.oliveira@gazetaoeste.com.br

Entre os dias 13 de agosto e 01 de setembro Divinópolis recebe a Jornada das Gerais “Imersão no Universo de Guimarães Rosa”. O evento foi iniciado no último sábado (13) por meio de uma Conversa Literária Guimarães: Universal de Minas e ministrada pelo professor Ro-

O escritor nasceu no interior de Minas Gerais

dicina, formando-se médico. drigo Alves. Após a abertura realizada no Mudando-se para o Rio de JaneiUniseb Interativo Campus Alfa, ro em 1932, fez concurso para a a programação segue pela sema- carreira de diplomata no então na. Na noite de hoje (18) às sete Ministério do Exterior, iniciane meia da noite será realizada no do uma atividade que o levaria a várias partes Café com Creme a do mundo. Entre apresentação de “Outras estórias: "Quando escrevo, repito o suas obras mais conhecidas estão A representação que já vivi antes. do Universo de E para estas duas vidas, um Sagarana (contos - 1946); Corpo de Guimarães Rosa no Cinema”. O léxico só não é suficiente. baile (novelas, Em outras palavras, 1956 - Manuelzão Café Literário será comandado pelo gostaria de ser um crocodilo e Miguilim; No Urubuquaquá no secretario municivivendo no rio São pal de cultura Ber- Francisco. Gostaria de ser Pinhém; Noites nardo Rodrigues. um crocodilo porque amo os do sertão); Grande sertão: veredas grandes rios, O ESCRITOR (romance 1956); pois são profundos como Primeiras estórias João Guimarães Rosa nasceu a alma de um homem...” (contos, 1962); em Cordisburgo, Tutaméia (con(Guimarães Rosa) pequena cidade tos, 1967); Estas do interior de Miestórias (contos, nas Gerais. Filho de um comer- 1969). Apesar de respeitado por ciante da região, ali fez seus alguns críticos e já reconhecido estudos primários, indo pos- como renovador do conto brateriormente a Belo Horizonte, sileiro, Guimarães Rosa ficou onde cursou o secundário e quase desconhecido até 1956, ingressou na Faculdade de Me- quando a publicação de Gran-

de Sertão Veredas o tornou um nome internacional. TERRA DE GUIMARÃES Os participantes da Jornada das Gerais terão ainda a oportunidade de conhecer a terra em que viveu Guimarães Rosa. No domingo (21) será realizada uma visita pedagógica na cidade de Cordisburgo onde os visitantes poderão conferir os cenários das histórias do escritor. Já no quarto dia de jornada, os participantes irão se reunir na Boutique do Livro para participar de uma Roda Literária em que será discutido o livro Primeiras Estórias, com a mediação da Professora Alessandra Fonseca, no dia 25/08 às sete da noite. O evento será finalizado no dia primeiro de setembro com a oficina Didático Pedagógica ministrada pelo professor Rodrigo Alves onde professores receberão dicas de como ensinar Guimarães Rosa aos alunos do Ensino Médio. Os interessados em participar podem entrar em contato pelo telefone (37) 32227716.


:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 18/08/11

Empresários são incentivados a regularizar situação ambiental Assunto foi abordado pelo Secretário Estadual de Meio Ambiente em palestra André Bernardes

André Bernardes

andre.bernardes@gazetaoeste.com.br

O Plano de Desenvolvimento Social, promovido pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), trouxe a Divinópolis o Secretário do Estado de Meio Ambiente, Adriano Magalhães para uma palestra sobre ‘Desenvolvimento Sustentável’. A palestra foi ministrada no auditório da FIEMG ontem pela manhã, e reuniu empresários, sindicalistas e políticos. Nunca se falou tanto em sustentabilidade como nos últimos anos. Desenvolvimento sustentável é o crescimento que supri as necessidades atuais sem prejudicar as gerações futuras e o secretário, depois de oito anos sem vir a Divinópolis, trouxe em sua visita diversos planos e ações desenvolvidas pelo Governo de Minas. O presidente da FIEMG regional Afonso Gonzaga, disse que este encontro foi uma oportunidade dos empresários conhecerem melhor as ações do governo com o meio ambiente, que de acordo com Afonso, é um grande entrave para o crescimento. “É uma oportunidade de conhecer o trabalho do governo do Estado juntamente com as empresas, procurando não só a melhoria do atendimento por parte do governo, mas também o acesso a informação que possa transformar os negócios que envolve o meio ambiente. É preparar o ambiente para que possamos continuar sendo uma região extremamente desenvolvimentista. Nós temos enxergado que as questões ambientais são o principal entrave para o crescimento e essa oportunidade de tomar conhecimento de melhorar essa ambiência” frisou. Adriano atendeu a imprensa em uma coletiva, onde abordou diversos temas sobre sustenta-

O secretário de Estado Adriano Magalhães abordou diversos temas sobre sustentabilidade

bilidade. Entre os tópicos, o secretário afirmou que o Governo do Estado está trabalhando para que as empresas se regularizem nos quesitos ambientais. “Nós temos incentivado os empresários do setor produtivo para que o meio ambiente faça parte da tomada de decisões das empresas, e que não vá ao meio ambiente apenas para licenciamento após as decisões. Nós entendemos que o meio ambiente não pode ser apenas um caminho para se obter licença prévia, licença de instalação e licença de operação. Estamos juntos com os empresários, e eles ganham muito quando participamos da tomada de decisão. Isso quem ganha é o meio ambiente e o empresário também, eles evitam escolher áreas inadequadas para instalação de empresas evitando conflitos com a biodiversidade” enfatizou o secretário. Para que as empresas se regularizem, o governo desenvolveu um programa chamado de ‘Pré Balcão’, onde os empresários são incentivados a procurar uma equipe do meio ambiente do Estado antes de começar os

projetos. “Nós vemos a questão ambiental em relação a resíduos, ou seja deixa de ser um problema e passa a ser uma oportunidade de negócio e precisamos profissionalizar a gestão ambiental no estado e realmente colocar uma sustentabilidade. Temos que acreditar que existem alternativas e soluções e temos avançado com essa parceria com os empresários” afirmou. Afonso Gonzaga revelou ao secretário na ocasião sobre as dificuldades encontradas pelos empresários em relação a reutilização de resíduos. O presidente citou o caso das confecções que geram resíduos que poderiam servir de geração de energia para a indústria de cal. “O próprio governo tem uma deficiência no corpo técnico e isso é uma demora na resposta por parte da instituição ambiental e nós queremos desburocratizar essa condição de poder disponibilizar resíduos, que na verdade são matéria prima usadas em outras empresas” explicou Afonso. Adriano Magalhães disse que Estado está trabalhando para agilizar os processos ambientais.

Entre os tópicos, o secretário afirma que o Governo do Estado está trabalhando para que as empresas se regularizem nos quesitos ambientais

Para isso foram criadas duas subsecretárias, uma para regularização ambiental com foco de integrar todo o processo de atos autorizativos e licenciamento ambiental. É uma subsecretaria de controle e fiscalização. “Nós temos a visão de que o meio ambiente não pode ter uma visão de órgão arrecadador, então não é nossa visão punir o setor produtivo e sim buscar a regularização ambiental. Nós temos incentivado os empresários é que nos procurem para regularizar a questão ambiental” esclareceu. O secretário municipal de Meio Ambiente, Pedro Coelho, também esteve presente no encontro e disse que Divinópolis cresceu nas questões ambientais e que a sustentabilidade faz parte dos planos do atual governo. “Divinópolis segue o mesmo modelo de gestão de governo estadual. Nós nunca avançamos tanto em nossa cidade como já foi dito na parte de resíduos sólidos e arborização urbana. As vezes as pessoas veem uma árvore plantada perto da outra, nós já estamos pensando que daqui a dois ou três anos aquela espécie já serviu a comunidade precisa ser suprimida e a nova estará maior para substituí-la. O tratamento do esgoto também foi um grande passo que em 2016 teremos tudo tratado. Outro ponto é o Parque da Ilha no qual visamos a educação ambiental, esporte e levar a família para dentro do parque” afirmou Coelho. A reportagem questionou ao secretário Pedro sobre a matéria publicada pela Gazeta do Oeste no dia 30 de julho, na qual apresenta as obras embargadas da alça da trincheira, uma vez que a mesma foi realizada a apenas quatro metros de um córrego, contrário dos trinta metros permitidos. Na ocasião o município alegou que não “prestou atenção” e que não sabia da existência do córrego. “Este foi um assunto que nós mencionamos que é necessário fazer obras de utilidade pública e interesse social visando criar melhores condições para aquela travessia e que visa o coletivo. No decorrer de uma obra sempre é necessário fazer correções”, explicou. Sobre este contexto, o secretário estadual, analisou que é preciso ser feito um planejamento bem estruturado pelo município. “É importante a prefeitura trabalhar o zoneamento do município e pré definir quais as áreas de expansão urbana, parte viária, industrial e quais são as Áreas de Preservação Permanente (APP). Existem regras e leis, e é possível fazer intervenções em APP’s desde que observado a legislação. Mas a prefeitura por si só, não tem essa autonomia” finalizou.

CIDADES 07 JULLIER INDUSTRIA E COMÉRCIO LTDA, inscrita no CNPJ sob o Nº 17.270.729 / 0001- 76, torna público que obteve do Conselho Estadual de Política Ambiental – COPAM - ASF, através do PROCESSO Nº. 00930 / 2003 / 002 / 2003, Licença de Operação para a atividade de Lavanderias industriais com tingimento, amaciamento e outros acabamentos em roupas, peças do vestuário e artefatos diversos de tecidos, na Rua Goiás, Nº 1.538, no Centro em Divinópolis – MG válida por 6 (seis) anos condicionadas ao cumprimento do Plano de Controle Ambiental. JULLIER INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA, inscrita no CNPJ sob o Nº 17.270.729/0001- 76 por determinação do Conselho Estadual de Política Ambiental – COPAM – ASF, torna público que solicitou através do Processo N° 00930 / 2003 / 002 / 2003, a Renovação da Licença de Operação para a atividade de Lavanderias industriais com tingimento, amaciamento e outros acabamentos em roupas, peças do vestuário e artefatos diversos de tecidos, na Rua Passagem Comum B, nº 80, no Bairro Catalão – Divinópolis - MG. COMARCA DE DIVINÓPOLIS/MG-SECRETARIA DA 5ª VARA CÍVEL - EDITAL DE CITAÇÃO COM PRAZO DE 20 DIAS -O Dr. José Maria dos Reis, MM. Juiz de Direito da 5ª Vara Cível, desta cidade e Comarca de Divinópolis, Estado de Minas Gerais, em pleno exercício do seu cargo e na forma da Lei, etc. FAZ SABER a todos que o presente virem ou deste conhecimento tiverem, que, perante este Juízo e Secretaria, se processa uma Ação de Usucapião, nº 0223 11 004707-1, requerida por José Antônio Ferreira, brasileiro, casado, corretor de imóveis, CPF 265.666.216-87, e sua esposa Quitéria Maria da Silva Ferreira, brasileira, do lar, CPF 985.568.946-15; Lourival José do Nascimento, brasileiro, casado, motorista, CPF 067.867.466-91 e sua esposa Lucilene Ferreira do Nascimento, brasileira, costureira, CPF 013.245.446-78; Narciso Antônio Ferreira, brasileiro, casado, fazendeiro, CPF 567.756.606-34 e sua esposa Rosângela Ramos Ferreira, brasileira, do lar, CPF 045.952.146-26; Júlio César Ferreira de Melo, brasileiro, solteiro, mecânico, CPF 094.925.646-37; Oramar Ferreira, brasileiro, separado judicialmente, vendedor, CPF 256.160.13668; Aparecida Sebastiana Ferreira Melo, brasileira, casada, do lar, CPF 068.781.796-02 e seu marido Geraldo Vergílio de Melo, brasileiro, motorista, CPF 251.034.156-15; Maria da Silva Pereira Ferreira, brasileira, casada, do lar, CPF 048.902.466-14 e seu marido Valdeir Antônio Ferreira, brasileiro, vendedor, CPF 002.930.356-79; Sebastião Antônio Ferreira, brasileiro, casado, vendedor, CPF 718.562.266-20 e sua esposa Maria Geralda de Sousa Ferreira, brasileira, costureira, CPF 028.365.206-39, todos com endereço na av. 1º de junho, 1.037/11, centro, em Divinópolis/MG, sobre o seguinte imóvel: área do imóvel rural localizado no lugar denominado Fazenda Sete Lagoas, na localidade de Sete Lagoas, todo fechado por cerca de arame, dentro do seguinte descritivo de perímetro, medidas, confrontações e áreas como segue: começa no canto da cerca de arame com o Ribeirão, na divisa com as terras de Sebastião Geraldo Ferreira, daí segue divisas pelo veio do ribeirão abaixo, numa extensão de 44,65 metros vai até o P1 nas coordenadas do UTM 510,965-E e 7.758-N, no canto da cerca de arame, na divisa com as terras de Jair Francisco Ferreira, daí volve a direita, segue divisas pela cerca de arame sinuosa, numa extensão de 291,35 metros vai até o P2 nas coordenadas de UTM 511,205-E e 7.758,299-N, no canto da cerca de arame, daí volve a direita, segue divisas por cerca de arame sinuosa, numa extensão de 388,70 metros, ainda confrontando-se com as terras de Jair Francisco Ferreira, vai até o P3 nas coordenadas de UTM 511,482-E e 7.758,041-N, no canto da cerca de arame, na divisa com as terras de José Antônio Pereira, daí volve a direita, segue divisas pela cerca de arame sinuosa, numa extensão de 81,20 metros, vai até o P4 nas coordenadas de UTM 511,485-E e 7.757,964-N, no canto da cerca de arame na margem da estrada, na divisa com as terras de Sebastião Ferreira, daí volve a direita, segue divisas pela cerca de arame, margeando a estrada, numa extensão de 220,35 metros, confrontando com as terras de Sebastião Ferreira e posteriormente com as terras de José Antônio Pereira, vai até o P5 nas coordenadas de UTM 511,266-E e 7.757,949-N, no canto da cerca de arame, daí volve a direita, segue divisas pela cerca de arame reta, numa extensão de 59,20 metros, ainda confrontando com as terras de José Antônio Pereira, vai até o P6 nas coordenadas de UTM 511,235-E e 7.757,999-N, na divisa com as terras de Sebastião Geraldo Ferreira, daí segue divisas pela cerca de arame, numa extensão de 130,45 metros vai até o P7 nas coordenadas de UTM 511,167-E e 7.758,110-N, no canto da cerca de arame, daí volve a esquerda, segue divisas pela cerca de arame sinuosa, ainda com a mesma confrontação, numa extensão de 187,25 metros vai até o P0 no ponto inicial; perímetro que descreve uma área de 9.62,20 Há (nove hectares, sessenta e dois ares e vinte centiares) de terras de cultura e campo-cerrado. Assim, é o presente Edital para CITAÇÃO, dos interessados ausentes, incertos e desconhecidos, para que, querendo contestem a presente ação e seus demais termos no prazo de 15 (quinze) dias, sob pena de serem tidos como verdadeiros os fatos articulados na inicial, ficando desde já advertidos do disposto do art. 285 do CPC, de que: Não sendo contestada a ação, se presumirão aceitos como verdadeiros os fatos articulados na inicial. E, para que chegue ao conhecimento de todos, expediu-se o presente edital que será publicado na forma da Lei. Dado e passado nesta cidade e comarca de Divinópolis, aos 14 de março de 2011. Eu,(Kellen Silva Carvalho), Escrivã Judicial, o digitei e subscrevi (José Maria dos Reis) MM. Juiz de Direito da 5ª Vara Cível. Advogado: Dr. Múcio Francisco Fagundes, OAB/MG 109.443. SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDUSTRIAS DA CONSTRUÇAO E DO MOBILIARIO DE DIVINOPOLIS E REGIAO MG-CNPJ-201622510001-80 EDITAL DE CONVOCAÇAO-ACORDO SALARIAL 2011/2012 FICAM CONVOCADOS TODOS OS TRABALHADORES E TRABALHADORAS SOCIOS E NAO SOCIOS DAS INDUSTRIAS DE MOVEIS E ARTEFATOS DE MADEIRA-CAL E GESSO-PRODUÇAO DE CIMENTO-CERAMICA NA PRODUÇAO E OLARIA-MARMORES E GRANITOS-INSTALAÇOES ELETRICAS,HIDRAULICOS-GAS E SANITARIOS, DA CIDADE DE DIVINOPOLIS MG, PARA PARTICIPAREM DE UMA ASSENBLEIA GERAL EXTRAORDINARIA DE NEGOCIAÇAO SALARIAL 2011/2012 DATA BASE MES PRIMEIRO DE OUTUBRO A REALIZAR NO DIA 14 DE SETEMBRO DE 2011 AS 17:00(DEZESETE HORAS) NA SEDE DA ENTIDADE SITUADA RUA ITAPECERICA 610 CENTRO MUNICIPIO DE DIVINOPOLIS MG, EM PRIMEIRA CONVOCAÇAO PARA DISCUSSAO E APROVAÇAO DAS SEGUINTES MATERIAS: 01- LEITURA DA ULTIMA ATA 02- LEITURA DO EDITAL DE CONVOCAÇAO 03-AUTORIZAÇAOPARAADIRETORIACELEBRARACORDOSALARIALANO2011/2012,OUDISSIDIO COLETIVO COM A CLASSE EMPREGADORA, COM O SEU REPRESENTANTE LEGAL. 04- DISCUSSAO E APROVAÇAO DO ROL DE REIVINDICAÇOES SALARIAIS PARA A CATEGORIA PROFISSIONAL, PARA ASSIM ARRIMAR O PROCESSO ADMINISTRATIVO OU JUDICIAL 06- DISCUSSAO PARA DELIBERAÇAO OU NAO DE PAGAMENTO DE TAXA ASSISTENCIAL, CONFEDERATIVA OU DE FORTALECIMENTO ABRANGIDOS PARA TODOS OS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DA CATEGORIA SOCIOS E NAO SOCIOS COM FIXAÇAO DE VALOR E DIREITO DE OPOSIÇAO. NAO HAVENDO O NUMERO LEGAL DE TRABALHADORES E TRABALHADORAS CONFORME DISPOSIÇOES ESTATUTARIAS A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINARIA REALIZAR-SE-A NO MESMO LOCAL E DATA AS 17;30(DEZESETE HORAS E TRINTA MINUTOS) COM QUALQUER NUMERO. DIVINOPOLIS 17 DE AGOSTO DE 2011 POLICAR OLIVEIRA DA SILVA PRESIDENTE


08 VARIEDADES

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 18/08/11

Marco Aurélio Braga braga.marco@gmail.com

Morena Rosa Beach

Encontro

Amanhã, dia 19, o Barkaça movimenta a cena cultural com o projeto super interessante com lançamentos do livreto “Galakticos”, de Hugo Lima; da terceira edição do jornal de poesia contemporânea “DEZFACES”; exibição do vídeo “Transverso”, de Rodrigo Campos e apresentação de poemas por com Rimbaud: Poesia com Adriana Versiani, Camilo Lara, Hugo Lima, Marcos Assis, Ana F. e Amanda Bruno. O jornal “Dezfaces” foi criado em 2009 pelos amigos Márcio Almeida, Camilo Lara, Carlos Augusto Novais, Marcelo Dolabela e Adriana Versiani. O evento será na Casa Barkaça, que fica na rua Rio Grande do Sul 1430.

Marisa Martins

Mídia

Boutique Av. 21 de Abril, 554 - Centro Divinópolis - Minas Gerais (37) 3221-5422

O noticiário brasileiro dedicou boa parte de seus espaços noticiando que o empresário divinopolitano Ricardo Nunes, fundador da Ricardo Eletro, foi condenado pela Justiça Federal a três anos e quatro meses de reclusão sob a acusação de pagamento de propina ao auditor da Receita Federal Einar de Albuquerque Pismel Júnior. A decisão foi do juiz Hélio Egydio Nogueira, da 9ª Vara Federal Criminal de São Paulo, mas o processo corre em segredo de justiça, sob o número 00107342320104036181. Segundo informação publicada no jornal Valor Econômico, o auditor Einar Pismel Júnior foi preso em 23 de setembro do ano passado, quando saía da sede da Ricardo Eletro, em São Paulo, com R$ 50 mil e US$ 4 mil em espécie. Em nota, o advogado de Nunes, Nélio Machado, afirma que o empresário é vítima e não cometeu nenhuma infração penal. Machado já recorreu da decisão no Tribunal Regional Federal.

Felipe, Cadú, Siomara Rausch

Robertson Jordão e Laura Fabbrini irão se casar em uma cerimônia Celta

Parte da turma do jornal de poesias DEZFACES


:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 18/08/11

a Divinópolis depois de morar vários anos em Petrópolis. Lá, ele também trabalhava com antiquidades no Antiquário da Princesa, que funciona no palácio de Princesa Isabel e o Conde D `Eu. Agora Laurinda irá contar com toda a bagagem e experiência que o irmão Davi possui para movimentar seu antiquário por aqui.

VARIEDADES 09

Stylist NY

Fernando Rodrigues, diretor da Gazeta do Oeste, e sua esposa Sheron Mamede comemoram a confirmação da gravidez. O casal aproveitou os bons motivos para celebração, uma delas os 18 anos do jornal e sua transição para o mais novo diário da região, e seguiu esta semana para os Estados Unidos, onde passam temporada de férias em Nova Iorque.

Casamento

Kabanna com novas marcas para você Iorane Rabelo

50 anos

w Divinópolis fez a alegria de várias crianças

presários Roberto e Valquíria Notini, da Cacau Show s, comemoram o sucesso da campanha “Faça Sua alizada anualmente pela Cacau Show, e em 2010 ua sétima edição. No total, houve doação de 100 mil scoa para crianças e adolescentes carentes de todo o Os irmãos Rodrigo Polack e Sérgia Maria ciando mais de 600 instituições, todas localizadas em O divinopolitano Rodrigo Polack volta a cena fashiom, sem de a Cacau Show possui lojas, indicadas pelos franque- nunca ter saído O moderno arrojado convite é prenúncio que nao casadela. O epersonal stylist éjáassunto na de mídia da região. Por aqui, Roberto e Valquíria levaram ovos cional, quemento de Beethoven Guimarães Duarteque seráassina um verdanão cansa de elogiá-lo pelase Nídia produções deiro conto de fadas high tech. A cerimônia religiosa será às 20 te para as entidades: CMEI Maria A. Oliveira, CMEI na retomada da Vide Bula no mercado, depois que foi vendida Hugo e Zélia Magalhães, exemplo de união horas, do dia três de setembro, na Igreja de Santo Expedito e São Moreira da Silva, Associação Mãe do Perpétuo Socorro, para o grupo capixaba PWseguida Brasil (das marcas no Missbella Haus). A Vicente de Paula, de recepção Buffet daeLaurinda. úcleo Maria José Botelho Notini, Comunidade Servos Sabiamente escreveu Charlis Chaplin “O amor perfeito é a também Polack produções catálogo da Coca-Cola noiva é assina filha de as Arnaldo Duartedo Calção e de Silvia Juliana Duarte São Damião e Centro Educacional Infantil Cantinho mais bela das frustrações, pois está acima do que se pode exClothing. Oe odivinopolitano, quedemudou o perfil fashion da cantora noivo de Francisco Assis Guimarães e de Tânia Eustáquia primir”, e avemos maispossui perfeitaduas tradução Hugo Dias Guimarães. m Divinópolis, Cacausua Show lojas,nanahistória rua deWanessa Camargo, agora tem feito consultoria de moda para as e Zélia Magalhães, queJunho, completam Um e na avenida Primeiro de 629. 50 anos de feliz união. atrizes globais Paola de Oliveira, Carol Castro e Priscila Fantin.

INVERNO 2010

amor que dura décadas, plantado há tanto tempo, regado com respeito e com muitos frutos coroado pelos filhos e netos. EEéquem com pensa que já é muita coisa, para o verão 2011 Polack já Se depender esforço e da criatividade dos amigospara e sócios está produzindo ensaiosdocom a atriz Fernanda Machado motivos de sobra para celebrar a vida que o casal comemora suas Sidney Silva paulista e FabianaeOliveira a revista que eles pretendem Bodas decontinua Ouro no dia 10 de setembro.oA meio missa de Ação deuma Graças marca de jeans com a brasileira queridinha de Mascarenhas movimentando social lançar na cidade será um sucesso. Intitulado “A Corte”, o projeto será às 19 horas, na Catedral do Divino Espírito Santo, seguida a atriz Alice Braga, para uma grife cearense. Polack ícias gastronômicas de seu Buffet Doce Procê, que hollywood, de recepção no Buffet Paulinelli. O cerimonial, com certeza, será está super arrojado e com um time de colunistas de diversas áreas cantora Sérgia Maria.a publicação. de Pará de Minas e Divinópolis. No próximo dia 17 é é irmão daconvocados para estrear do filho Peterson Magalhães.

Comemoração dupla

ina o cardápio da festa que irá marcar os aniversários s de Maurício Mota e Nelma Freitas, no sítio da mãe Celta Maria Freitas.

A Corte

Erramos

Na coluna social do último sábado troquei o nome do candidaSerá com uma cerimônia de casamento Celta, celebrada pela to a deputado federal Francisco Martins pelo do médico Francisco sacerdotisa paulista Beatriz Leite que a professora universitária Laura Fabbrini irá se unir com o dentista carioca Robertson JorGonçalves, que já foi deputado federal mas que neste pleito dão. O enlace será no dia nove de setembro, às 18 horas, no sítio ximo dia 15 a agenda social se volta para o Show de nem pensa em entrar na disputa. Citei “Chiquinhos” diferentes Santa Cruz, Divinópolis.Dulcemar Ela é filha de Carlos Luísdados Santos e no encontro que Macy de Paula organizou em sua residência ue Padre Reni e aem empresária Rodrigues de Marilene Fabbrini dos Santos e ele de Roberto Oliveira Jordão para o lançamento oficial da candidatura de Francisco Martins. ão organizando. A renda será destinada as obras de e de Maria do Carmo Jordão. Errei! Quem nunca trocou um nome que atire o primeiro mouse.

Beneficente

Lar dos Idosos e várias empresas disseram “sim” ao doaram produtos para o evento, dentre elas a Classe Já li na imprensa coisas de arrepiar os cabelos. Teve um colega Armazém Brasil StoreDa que trocou Cordon Bleu por candomblé, inspirado, quem sabe, Arezzo, Passarela, Água de Cheiro, Restaurante Amanhã a cidade ganha mais uma megaVítor loja da por algum Exu decidido a botar macumba na culinária francesa. ique Express, Monacelian, Sintonia, Espaço e Armazém Brasil Store, de Cristine Resende. O espaço tem ares cosmoia. Agora, resta a comunidade apoiar a causa nobre Mas sou solidário com quem troca quem tem nomes e apelidos politas, embora a decoração seja toda com móveis e peças de É na seção Erramos, da Folha de São Paulo, que me r do Show de Prêmios, que será no Lar dos Idosos, ás idênticos. antiquários, e abre suas portas com uma grande variedade de A empresária Luciana Medeiros, da YT Boutique, na foto com sua amiga encontro sócios nessa amnésia onomástica. Me desntradaitens. pelaOavenida JK, com muitas novidades. Mais conforto eKarla Braga, foi fazer pesquisa de moda em Nova Iorque espaço fica na rua Minas Gerais, 764, centro. culpe pela falha! es pelo telefone (37) 3221-3921.

ssistir aos jogos da Copa do Mundo em um sofá bastante confortável, que se maneira que você quer ficar deitado? Isso já é possível com um lançamento da Lider Interiores. Trata-se do sofá Lego (8000), o primeiro conceito de sofá de etrátil do Brasil. Utilizando sistema de catracas importadas, e assento profundo, ama Lego por que tem almofadas e módulos que lhe dão possibilidades de m, assim com o brinquedo Lego. Design do italiano Ângelo Giandomênico.

IZONTE: MINASCASA, PONTEIO, CATALÃO E SILVIANO BRANDÃO

M: ITAÚPOWER SHOPPING

LIS I MATEUS LEME I SETE LAGOAS I DF - ES - RJ - SP

ERIORES.COM.BR

Lançamento Verão 2012

av. 21 de abril, 444 - centro - divinópolis - mg Av. 21 de Abril, 444 - Centro - (37) 3222-2764 (37) 3222-2764 - kabana@ig.com.br


10 VARIEDADES

Horóscopo Dia de correr atrás do prejuízo e procurar bons acordos para garantir o seu sustento.

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 18/08/11

Novelas Cordel Encantado Globo - 18h Timóteo obriga Miguézim a contar onde está o tesouro. Açucena sonha com Jesuíno. Petrus pede para Dora levá-lo ao acampamento dos cangaceiros. Úrsula acredita

Dificuldades em enxergar boas saídas para os seus problemas pessoais. Ideias confusas.

que Herculano nunca a entregará para as autoridades de Seráfia. Chega o dia do casamento de Açucena. Miguézim não conta onde está o tesouro e Timóteo fica irritado. Jesuíno chega a tempo de interromper o

Xuxa ganha R$ 1,1 milhão de indenização da Band fotos da apresentadora em uma revista masculina no extinto programa "Atualíssima", apresentado por Leão Lobo e Rosana Hermann. Ainda é possível recorrer da decisão no Supremo Tribunal de Justiça, porém as possibilidades de vitória diminuem devido à unanimidade na última votação.

A apresentadora Xuxa venceu o processo que movia contra a Rede Bandeirantes desde 2008 por danos morais e materiais, informa o jornal Extra. Na última terça-feira (16), a 5ª Câmara Cível condenou a emissora a pagar uma indenização de R$ 1 milhão por danos morais e R$ 100 mil por danos materiais pela divulgação de

casamento.

Dia propício a aprender novas tecnologias e gastar o seu tempo com a pessoa amada.

Morde e Assopra Globo - 19h Zariguim diz a Júlia que se ela achar os diamantes terá uma surpresa. Amanda re-

Mente aberta a novos ganhos através de modificações no seu jeito de ganhar dinheiro.

conhece as roupas de Naomi no espantalho e conclui que ela está escondida na fazenda. A família de Abner age de forma estranha e Júlia desconfia. Naomi sugere que Júlia não reatou com Abner porque está apai-

Dia de magnetismo pessoal e conquistas através de bons acordos e ideias inovadores.

xonada por Ícaro. Júlia conta para Ícaro que Zariguim descobriu diamantes nas terras de Abner. Salomé e Celeste saem da cadeia. Abner recebe Celeste na volta para casa e diz que não irá mais se casar com ela.

Falta de concentração para lidar com os desafios do dia. Aproveite para se atualizar.

Insensato Coração Globo - 21h A emissora não disponibilizou o capítulo.

Muita paixão e amor no coração podem deixar a sua mente um pouco distante da realidade.

Amor e Revolução SBT - 22h15 Maria diz a José que não pode deixar seu sonho. Ela pede para José abandonar o Exército. José fala em levar Maria para um lugar mais reservado. Coronel Santos diz a

Novidades e mudanças podem não afetar você diretamente, mas podem tomar o seu tempo.

Jeová que já encontrou um médico para cuidar dele, pois o caso dele tem cura. Jeová tenta convencer o pai de que a homossexualidade faz parte da natureza dele. O coronel diz ao filho que não entende como

Hoje você pode ficar um pouco longe do centro das atenções para cuidar do seu sustento.

um homem pode ser feliz sem uma mulher e sem uma família.

Vidas em Jogo Record - 22h15 Mantenha-se firme aos seus propósitos para que seus ganhos pessoais sejam maiores ainda.

Carlos vai falar com Welligton e encontra algumas pílulas. O rapaz mente que são algumas vitaminas. Regina volta para casa e finge que está tudo bem. Patrícia estranha e decide conversar com sua mãe. A empresária conta o que descobriu e Patrícia finge

Projeção pessoal e oportunidades de estabelecer contratos e acordos vitais para você.

estar surpresa. A moça conta para Maurício que Regina descobriu quem explodiu o veleiro. Raimundo vai até o quarto da empresária para dizer que está indo embora. Juliana o acompanha. Regina expulsa a

Falta de entendimento nos relacionamentos. Posições retrógradas podem atrapalhar você.

jovem de sua casa. Os resumos dos capítulos de todas as novelas são de responsabilidade de cada emissora, estando sujeitos a eventuais alterações.

Priscila Fantin dá a Hilary Duff aparece luz ao primeiro filho pela primeira vez com Priscila Fantin deu à luz seu primeiro filho, Romeo, às 17h15 desta terça-feira (16), na unidade da Barra da Tijuca da maternidade Perinatal, no Rio de Janeiro. A informação foi divulgada pela assessoria de imprensa do local. A atriz estava acompanhada do namorado, Renan Abreu, e da mãe, Silvana. Ainda de acordo com a assessoria do hospital, a família não permitiu a divulgação do peso e da altura da criança, que nasceu através de uma

cesariana. Mãe e filho passam bem e não tem previsão de alta. Priscila deu entrada no hospital na manhã desta terça-feira (16) e ao menos no início, não pretende contar com ajuda especializada para cuidar do filho. “Ela não quer saber de babá, pelo menos por enquanto, nem pediu para eu ficar na casa dela, mesmo nos primeiros dias”, disse a mãe da atriz. O quarto do pequeno Romeu tem como tema a natureza.

Juarez de Fausto Prestupa

barriguinha de gravidez Hilary Duff apareceu pela primeira vez com barriguinha de gravidez. A atriz foi fotografada indo para academia em Beverly Hills, nos Estados Unidos, nesta terça-feira, 16. Hilary está casada há um ano com Mike Comrie, e espera seu primeiro filho. A atriz divulgou a gravidez no último domingo, dia 14, mas não revelou o tempo de gestação.

ciencia.estelar@gmail.com

Os Números e nossa vida comum Para muitas pessoas, talvez a grande maioria, estudar os números é uma erudição esotérica que não faz sentido ou tem relação com a vida prática e cotidiana. Mas, este é um grande equívoco. Quando pensamos na vida corrida, praticamente regida pelo relógio, não imaginamos como os números podem ser importantes e presentes. O próprio relógio marca a passagem do tempo que é há séculos marcado na forma de anos, meses, semanas, dias, horas, minutos e segundos. Os meses são em número de doze, assim como doze são as horas de antes e de depois do meio-dia. Doze era o número das tribos judaicas e doze também são os signos astrológicos. Este número deriva do número seis ou é o seis em suas versões positiva e negativa. Vejamos, quantas pontas tem uma estrela de seis pontas? Se você respondeu seis pontas é porque está se referindo às pontas masculinas e externas, mas se olhar bem esta estrela tem seis pontas internas ou femininas, para dentro de si. Ou seja, a estrela de seis pontas na verdade tem doze pontas! Mas, o número seis derivou do número três. Como assim? Ora, a estrela de seis pontas é formada por dois triângulos (três pontas cada) entrelaçados e em sentidos contrários. Enquanto um triângulo aponta para baixo (como aparece nos elevadores) o outro aponta para cima. É interessante que a Trindade expressa pelo triângulo, também conhecido por Delta Sagrado, expressa as forças tanto da Criação como da Elevação, tanto da manifestação como da transcendência. Da mesma forma podemos encontrar este triângulo tanto no ventre feminino que contém o útero que concebe a vida quanto na ponta do órgão masculino que verte a semente de vida. Para que haja uma concepção se faz necessário que concorram estes dois triângulos, o masculino e o feminino. Magnífico, não? E o que podemos dizer do tão conhecido e divulgado cabalístico número sete? São sete dias da semana, sete virtudes e também pecados capitais[1]. Na Bíblia encontramos diversas citações acerca do sete a começar pelos dias da Criação. Vale lembrar que no hebraico, língua falada por Jesus, cada letra também é um número[2] e uma ideia ou conceito! Ou seja, é um símbolo completo em si mesmo. Talvez a simbologia do sete mais enigmática e que desperta mais a curiosidade na Bíblia[3] seja no cabalístico livro do Apocalipse: são sete selos, sete anjos, sete cavaleiros, etc.. É recomendável que o leitor atento vá até as referências indicadas por endereços na Internet para que assim possa complementar a informação,

ampliar o conhecimento e assim ir formando sua base de julgamento próprio sobre os assuntos aqui abordados. Isso tudo é muito mais do que “coincidência”[4]! Na verdade, coincidência é a palavra que o ignorante usa para fugir da explicação de fatos conexos (co=junto, insidir=ocorrer) que exigem uma explicação lógica, mas que foge de sua compreensão. Se você leu os livros sobre “A Profecia Celestina” pode compreender melhor a questão da “coincidência” e a intensão do espírito universal. Por outro lado, é crescente o conceito da visão sistêmica em que tudo está relacionado com tudo. Este conceito já adentrou inclusive muitas disciplinas científicas e ficou famoso com o filme “Quem Somos Nós”[5]. A já conhecida “globalização” nada mais é do que a realidade sistêmica na prática mais real possível. Um exemplo é o caso da economia mundial que é afetada por problemas com as hipotecas americanas, isso acaba afetando a vida de uma pessoa aqui no interior de Minas Gerais. Há uma forte tendência para que questões antes tidas como “viagens de quem não tem o que fazer” receberem a atenção de importantes personalidades de nossa sociedade. Antigamente, por exemplo, pensar e lutar por ecologia era coisa de “maluco”, mas agora até o ex-vice-presidente norte americano, Al Gore, abre o peito e defende sem receio; a Organização Internacional para Padronização lançou o selo ISO 14.001[6] amplamente adotado pelos mercados mundiais. Então, chamar o estudo dos números, a visão sistêmica e a manifestação do universo subjetivo no mundo concreto de “coincidências” e de “coisa de bicho-grilo” é estar na contramão da atualidade e ao invés de estar olhando para o futuro é uma conduta retrógrada. [1] http://www.numberseven.com.br/restaurante/numero/ [2] http://www.luzparavida.net/curiosidades_numero7.html [3] http://mundo-doscomentarios.blogspot.com/2011/03/o-misteriosonumero-7_15.html [4] http://filosofiasdevida.blogspot.com/2006/11/coincidncias.html [5] http://estadonoetico.blogspot.com/2008/03/resenha-do-filme-quemsomos-ns-what.html [6] http://www.bsibrasil.com.br/certificacao/sistemas_gestao/normas/ iso14001/


POLÍCIA 11

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 18/08/11

Serviços e infraestrutura das delegacias Menor é apreendido com 370 pedras de crack serão vistoriados pela ALMG

André Bernardes

Em Divinópolis os inquéritos de investigações estão parados por falta de profissionais Divulgação

Arquivo GO

Foram encontradas 370 pedras de crack, duas balanças de precisão, materiais para embalar a droga e uma réplica de pistola André Bernardes

andre.bernardes@gazetaoeste.com.br

O deputado Sargento Rodrigues (PDT) questionou os perigos de sobrecarga dos profissionais NATALIA SANTOS

natalia.santos@gazetaoeste.com.br

Uma das pautas da Assembléia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) foi a questão do plantão regionalizado da Polícia Civil. Depois de discutirem o assunto na última terça-feira (16), os parlamentares decidiram fazer uma visita ao secretário de Estado de Defesa Social, Lafayette de Andrada, para discutir os plantões e principalmente a sobrecarga de trabalho de policiais civis e militares e a integração das duas polícias no Estado. A ação é desdobramento da audiência pública da Comissão de Segurança Pública da ALMG, e foi solicitada pelos deputados João Leite (PSDB), Sargento Rodrigues (PDT), Cássio Soares (PRTB) e pela deputada Maria Tereza Lara (PT). Além de visita

ao secretário, a comissão aprovou a realização de visitas aos plantões da Polícia Civil no Estado, para verificar as condições dos serviços prestados. O deputado Sargento Rodrigues afirmou que, com a nova forma de trabalho da Polícia Civil, policiais militares têm que realizar deslocamentos por longas distâncias para registrar ocorrências em plantões em cidades vizinhas. O parlamentar também citou o cansaço físico e mental causado nos militares devido ao deslocamento e à longa jornada de trabalho, o que, conforme Rodrigues, já gerou acidentes e mortes de policiais. De acordo com o superintendente de investigação e polícia judiciária, Celso Ávila Prado, os plantões regionalizados funcionam para cumprir a legislação que estabelece jornada de

Gorete Rios pontuou a precariedade dos profissionais da delegacia e suas conseqüências

trabalho de 40 horas semanais, no máximo. Celso pontuou que carências em relação à prestação de serviços são comuns a todo o sistema de justiça criminal. Além disso, para diminuir a falta de profissionais no quadro da polícia civil, o Estado abriu concurso público para 144 vagas de delegado e 205 para escrivão. Divinópolis A delegada Gorete Rios, em entrevista a Gazeta do Oeste, comentou a sobrecarga de serviço na delegacia da cidade. De acordo com a delegada, mesmo com o concurso que foi aberto recentemente para 16 delegados destinados para Divinópolis, o total não será o bastante para ao município. “Cada dia que passa perdemos pessoas para outras instituições que pagam melhor. Que tem uma

carga horária menor. Em 2002 tínhamos 15 delegados, hoje não tem mais que meia dúzia”, reclamou. Gorete Rios, frisou que a 1° Regional da Polícia Civil não atende atualmente casos de outras cidades, e sobre os plantões regionais ela informou que a delegacia de Divinópolis atende até o momento apenas os municípios de Cláudio e Carmo do Cajuru. Ela admitiu e alardeou que a delegacia consegue apenas atender a demanda dos flagrantes. “Os inquéritos de investigações estão parados por falta de profissionais. Não tempos profissionais para dar conta de toda demanda que nos é imposta”, elucidou Gorete. A delegada espera que a situação de Divinópolis tome outra proporção e disse que as greves dos policiais é um direito e tem o teor de pedir mudanças.

PM encontra arma de Carga de soja cai de vagão fogo em zona rural e moradores aproveitam Divulgação PM

para recolher a mercadoria Júlio Silva

Os dois menores foram apreendidos juntamente com a arma NATALIA SANTOS

natalia.santos@gazetaoeste.com.br

Policiais militares apreenderam nessa terça-feira, 16 de agosto, uma arma de fogo na comunidade rural de Buritis. De acordo com a assessoria de Comunicação Organizacional do 23º BPM, a polícia de Divinópolis recebeu denúncias de moradores da comunidade rural de Buriti, de que indivíduos esta-

riam efetuando disparos de arma de fogo. De imediato policiais militares da Patrulha Rural se deslocaram até a comunidade onde abordaram os menores infratores “M”, 16 anos, e “M”, 15 anos, sendo localizado um revólver calibre .22, capacidade 07 (sete) munições. Os menores infratores foram apreendidos, juntamente com a arma, sendo levados até a delegacia onde prestaram esclarecimentos sobre o caso.

Várias pessoas aproveitam e catam mercadoria no chão NATALIA SANTOS

natalia.santos@gazetaoeste.com.br

Quem passou pelo cruzamento da linha férrea, entre as ruas Mateus Leme e Francisco de Almeida notou várias pessoas recolhendo grãos, que estavam espalhados na linha. A comporta de um trem que passava pela local na madrugada desta quarta-feira, (17), se abriu e a mercadoria se esparramou nos trilhos. De acordo com informações da Ferrovia Centro Atlântica

(FCA) a chamada “escotilha” abriu esbarrando no asfalto, causando o problema. Na manhã de ontem, era possível ver próximo ao bairro, inúmeras pessoas recolhendo a soja. As pessoas levaram sacolas, sacos e carrinhos de mão para poderem recolher o alimento. De acordo com a FCA uma equipe foi enviada ao local para recolher a carga. A comunicação de Ferrovia ainda completou que será feita uma investigação para saber as causas do acidente.

A polícia militar prendeu na tarde de ontem, 17, um menor de 15 anos com 370 pedras de crack, na rua Deputado Jaime Martins, no Alto São João de Deus. O menor já estava sendo vigiado pela polícia por envolvimento com tráfico de drogas. A abordagem aconteceu por volta das 16h30, quando a polícia recebeu uma denúncia anônima de tráfico. Ao chegar ao local, o menor estava na porta de sua casa e os policias suspeitaram que poderia haver drogas dentro de sua casa. A mãe do adolescente liberou a entrada dos policiais na casa, que encontraram 370 pedras de crack, duas balanças de precisão, materiais para

embalar a droga e uma réplica de pistola. O celular do menor também foi apreendido e tocava incessantemente. De acordo com Sargento Talisson, que participou da abordagem, as ligações provavelmente eram de usuários procurando a droga. Juventude perdida O menor tem apenas quinze anos e de acordo com policiais já é conhecido no mundo das drogas. “Ele vem de uma família boa e a mãe já havia pedido ajuda aos policiais para vigiá-lo”, contou Sargento Talisson. O adolescente foi encaminhado para a delegacia de polícia civil, onde aguardou decisão do delegado. A quantidade de droga apreendida já é considerada tráfico de drogas.

Suspeitos são presos por receptação NATALIA SANTOS

natalia.santos@gazetaoeste.com.br

Policiais do 23º Batalhão da Polícia Militar prenderam nessa terça-feira, 16 de agosto, três pessoas suspeitas de receptação. O crime, a receptação se caracteriza por “Adquirir, receber, transportar, conduzir ou ocultar, em proveito próprio ou alheio, coisa que sabe ser produto de crime, (receptação própria) ou influir para que terceiro, de boa fé, a adquira, receba ou oculte.”. Dos três suspeitos, um foi encontrado em Divinópolis, e os outros dois em Itaúna. Conforme divulgado pela a assessoria de Comunicação Organizacional do 23º BPM, policiais de Divinópolis se deslocaram até a rua Carmo da Mata no bairro Interlagos, onde a vítima de 23 anos relatou que teve sua motocicleta de cor preta, furtada no dia 14 de julho deste ano, e que um indivíduo tentou contato com ele na intenção de legalizar a documentação da referida motocicleta. Diante do relato da vítima, os militares aguardaram a chegada de V.R.P., 26 anos, para o referido contato com a vítima, sendo que este foi detido e confirmou que havia comprado a motocicleta

de outro indivíduo morador do distrito de Santo Antônio dos Campos. Ele alegou não saber que o veículo seria produto de crime. Em seguida, os militares deslocaram até Ermida e localizaram S.A.P., 41 anos, que confirmou que havia recebido o veículo em pagamento por um serviço prestado, e que posteriormente o vendeu para V.R.P.. Diante dos fatos os suspeitos foram presos e conduzidos até a delegacia. Itaúna Em Itaúna, a polícia prendeu uma dupla suspeita de praticar o mesmo crime. Durante patrulhamento, a PM se deparou com uma motocicleta em atitude suspeita transitando pela rua Delmira Gonçalves no Bairro Garcias. O menor infrator “I”, 15 anos, se encontrava conduzindo a motocicleta e V.M.J., 19 anos, como passageiro. Antes da abordagem a placa do veículo estava dobrada, impossibilitando a visualização, motivo este que levantou suspeita dos militares. Durante a abordagem foi constatado que a motocicleta havia sido furtada. Diante do fato o menor infrator foi apreendido e o suspeito preso, sendo ambos conduzidos até a delegacia da cidade.


12 ESPORTES

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 18/08/11

Bobô é apresentado no Cruzeiro

Chico Maia

Torcida atleticana vai mais além! A torcida do Atlético tem motivos de sobra para cobrar e ligar o alerta vermelho, quando o time despenca na tabela, como agora. Além do time atual, ela precisa ter uma preocupação a mais: novembro, quando haverá eleição no clube. Se está ruim com Alexandre Kalil, sem ele e essa diretoria, será a volta ao caos. Diariamente recebo centenas de e-mail com “explicações” pelas campanhas ruins de 2010, 2011 e os motivos dos fracassos de treinadores e jogadores de ponta no clube. São teorias e achismos que vão da cor do manto da Santa, passando por “sapo enterrado” no campo de treino e até que a CBF e Globo querem se “vingar” do Atlético, por causa da briga do Kalil pelos direitos de transmissão. Teve um que sugeriu que o Arcebispo Dom Serafim reze uma missa na sede de Lourdes, com mais um pedido de perdão à Santa. Repetindo o ano passado, atendi ao telefonema de um Pai de Santo, que disse estar às ordens “por um preço especial, claro”, para tirar o “encosto” e desfazer um “serviço” que foi feito por um inimigo do Galo. Tem também os que culpam Eduardo Maluf, dizendo tratar-se de um “infiltrado” do Zezé Perrella. Claro que não faltam aqueles que afirmam peremptoriamente: “eu avisei que a contratação de fulano não daria certo”. Aliás, a maioria! São os profetas do acontecido, muito comuns entre nós da imprensa também. Como se tivessem uma bola de cristal com verdades que só eles enxergaram antes. Há também as opiniões com as quais concordo: contratações de jogadores que estavam há muito tempo sem jogar. Tipo de aquisição que raramente dá certo. O Atlético é contumaz nisso. Jogadores que minam o ambiente, não dão o retorno que se espera deles, mas por serem bons de lábia, ficam amigos de repórteres e dirigentes e escapam de toda degola, como o lateral Leandro, por exemplo. Jogadores que nunca entram em forma física, mas que também não são dispensados, como o Daniel Carvalho. Todo clube passa por isso, mas consegue resolver em curto ou médio prazo, dependendo do treinador. Dorival Junior salvou o time do rebaixamento e esperava-se que ele montasse um grupo durante o Campeonato Mineiro. Foi demitido na 15ª rodada do Brasileiro sem um time definido. Para melhorar o ambiente ficou apenas na dispensa do Ricardinho e Zé Luiz, mantendo outros no elenco. Tirava jogadores até da lista de reservas, para depois retornar com eles como titulares, e vice versa. Que grupo ganha confiança desse jeito? Como fica um ambiente de trabalho em um time assim? Cuca pode dar certo, mas terá trabalho dobrado, pois pega o barco em alto mar. Aí leio que a culpa do time mal na tabela é do Kalil, que deveria atrasar os salários dos jogadores e voltar com os treinos para a Vila Olímpica, que não tem as “mordomias” da Cidade do Galo. Que não deveria contratar medalhões; outros reclamam que contratou jogadores desconhecidos! Ou porque o Maluf era do Cruzeiro e bla, bla, bla... Como diz o Mestre Rogério Perez: “menos gente! menos...” Sim e não! O Cruzeiro deveria se esforçar mais para segurar Thiago Ribeiro, um jogador importante dentro e fora das quatro linhas. Testado e aprovado! Keirrison é uma aposta. Mais um jogador de sucesso meteórico, no Curitiba; motivo de briga do Vanderlei Luxemburgo no Palmeiras; contratado por uma fortuna

pelo Barcelona, e que agora perambula por grandes clubes, que apostam em seu renascimento. Pode dar certo sim, mas também pode repetir o fracasso que foi no Santos. O Barça continuará pagando R$ 200 mil do seu salário; o Cruzeiro R$ 150. Vale o investimento, mas seria bom também manter o Thiago Ribeiro.

O treinador Joel Santana tem um elenco reduzido na Toca da Raposa. Apesar da boa condição de Charles, existem os desfalques dos zagueiros Gil (suspenso)e Victorino que se recupera de uma contusão na coxa esquerda sofrida no jogo contra a Argentina, válido pelas quartas de final da Copa América, quando ele defendia o Uruguai na competição. O atacante Wallyson também é ausência certa até o fim do ano. O jogador fraturou o tornozelo esquerdo no jogo contra o Internacional e ficará fora de combate por cerca de quatro meses. A busca por reforços era inevitável Primeiro foi Keirrison e ontem o atacante Bobô, que já está na Toca da Raposa II. O atleta veio fazer exames médicos e falou sobre sua carreira vitoriosa no Besiktas da Turquia, onde foi o maior goleador estrangeiro na história do clube turco. Devison Rogério da Silva contou que o apelido Bobô foi colocado pelo pai do atleta, em referência ao ex-jogador Bobô, que fez sucesso no Bahia e em outros times como São Paulo, Flamengo, Corinthians e Fluminense nas décadas de 80 e 90. “Eu saí novo daqui (Brasil), fui criado nas categorias de base do Corinthians e saí jovem. Cumpri meu contrato inteiro no

Divulgação Cruzeiro

chicomaiabd@gmail.com

Joel Santana vai recebendo reforços na esperança de se recuperar dentr do Brasileirão

Besiktas-TUR, de cinco anos e meio, resolvi voltar para o Brasil por ter saudades de disputar o Campeonato Brasileiro e outras questões de família. Sou um jogador de área, centroavante, gosto mais de ficar na área, finalizar em gol, mas também consigo sair”, disse. Bobô comentou sobre a fama de goleador que conquistou na Turquia, entrando para a história do Besiktas-TUR como

o maior artilheiro estrangeiro do clube. A expectativa do novo reforço para o ataque estrelado é de ter o mesmo sucesso com a camisa do Cruzeiro.“Minha história no Besiktas-TUR foi sempre assim. Todo ano eu tive uma média de gols muito boa lá, sou o maior artilheiro estrangeiro da história do clube, com 96 gols em 227 partidas e espero repetir aqui o que fiz lá. Eu fui muito feliz na Turquia e quero

ser aqui no Cruzeiro também”, projetou. O atacante se sente familiarizado na Raposa, já que aqui ele encontrará velhos amigos, que atuaram junto com ele no Corinthians. Trata-se do volante Fabrício e do armador Roger, que conquistaram o Campeonato Brasileiro de 2005. Naquela ocasião, Bobô tinha acabado de ser promovido ao profissional do time paulista. “Joguei com o Fabrício e com o Roger também na época do Corinthians. Foi uma época boa e nos conhecemos até hoje e somos amigos”, lembrou. O jogador confirmou o que sempre ouviu falar a respeito da estrutura do clube cinco estrelas. Bobô destacou a fama que o Cruzeiro tem ao redor do mundo e se mostrou bastante empolgado em fazer parte de um time vencedor e de altíssimo nível como o a Raposa. "Conheci um pouco e pelo que me falavam, principalmente jogadores que atuam na Europa que já passaram por aqui, pude confirmar. A estrutura do Cruzeiro tem fama mundial, quando você encontra um jogador brasileiro ou estrangeiro que conhecem o Brasil, todo mundo fala que o Cruzeiro tem a melhor estrutura", completou. A entrevista completa pode ser acessada no site oficial do Cruzeiro.

Mineiro de Peteca será realizado n EOC Divulgação

A partir de amanhã, sexta-feira (19), terá início o Campeonato Mineiro de Peteca 2011 das categorias Master e Veterano. Programado para iniciar às 18h, na Sede Campestre do Estrela do Oeste Clube (EOC). Serão dez equipes participando e dessa disputa serão definidos os campeões deste ano. Foram 80 atletas inscritos que disputarão a oportunidade de classificação para o campeonato brasileiro a ser realizado em outubro, em Goiânia. Os jogos acontecerão durante todo o fim de semana, no sábado de 9h às 17h e no domingo das 9h às 13h. O evento reúne atletas de Belo Horizonte, Divinópolis, Uberlândia, Montes Claros e Ipatinga, reunindo competidores nas faixas etárias de 40 a 49 anos, 50 a 57 anos. 58 a 63 anos e 64 anos ou mais. De acordo com o diretor técnico da Federação Mineira de Peteca (Fempe) Ronaldo Medeiros, é grande a expecta-

Campeonato Mineiro de Peteca tem inicio amanhã no EOC

tiva de público. “Entre atletas, técnicos, diretores de Clubes e Federação, árbitros, equipe de apoio e torcida estimamos a presença de pessoas de todo o Estado” afirmou.

Participam os seguintes clubes: AABB de Belo Horizonte; Associação Recreativa Telemar/ Belo Horizonte ; Estrela do Oeste Clube / Divinópolis; Ipaminas / Ipatinga; Iate Clube de Belo Ho-

rizonte; Jaraguá Country Club / Belo Horizonte; Clube Maxmin / Montes Claros; Minas Tênis Clube/ Belo Horizonte; Praia Clube de Uberlândia; Pampulha Iate Clube/ Belo Horizonte.


ESPORTES 13

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 18/08/11

Desafio de Tênis do Divinópolis Clube é um sucesso Luciano Eurides

PEC reascende o futebol do bairro Candelária

Luciano Eurides

LUCIANO EURIDES

luciano.eurides@gazetaoeste.com.br

Palmério Aquino, homenageado pelo Departamento de Tênis do Divinópolis Clube

abaixo do seu normal quando estão participado de um jogo de torneio. Para os novatos isto fica ainda mais evidente. Portanto, o desafio está ajudando a todos a adquirir mais experiência, e com isto melhorar seu desempenho nos Campeonatos”, analisou Veiga. Até neste momento o Desafio de Tênis ainda esta em período de experiência e adaptação, avaliando ainda procedimentos e realizando novas adaptações no regulamento inicial, e sempre muito bem aceitas pelos participantes. Para também um dos Coordenadores e Presidente do Conselho do Divinópolis Clube, Rogério Aquino, o Desafio de Tênis do Divinópolis Clube é um grande sucesso. “O projeto conquistou uma grande quantidade de adeptos e pela sua avaliação essa demanda poderá ser ainda maior neste segundo semestre”, disse. De acordo com o Coordenador de Logística do projeto Mateus Levi, o evento recebe novas inscrições semanalmente e os interessados devem retirar sua ficha de inscrição na quadras da sede campestre do Divinópolis Clube. “O desafio de tênis tem conseguido alcançar seus objetivos traçados no seu planejamento, neste momento todos da organização estão empenhados e atentos no aperfeiçoamento do projeto que já se torna um sucesso”, avaliou.

A Secretaria de Esporte e Lazer, representada pelo Chefe de Setor de Esporte Competitivo, Rogério Silva, e pelo Gerente de Marketing, Edílson de Oliveira, juntamente com o Gerente de Turismo da SEMDE, Nilson Carlos Lopes, participaram do Seminário Centros de Treinamento de Seleções, promovido pela Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo (SECOPA). O evento aconteceu no dia 12/08, no Tauá Grande Hotel, em Araxá e contou com a participação de diversas autoridades, gestores municipais da Região, empresários e pessoas envolvidas com o futebol profissional. Na abertura do encontro, o Secretário de Estado da Copa, Sérgio Barroso, falou da impor-

tância da Copa do Mundo e do trabalho realizado pela SECOPA no processo de seleção e auxilio às cidades que se candidataram à Centros de Treinamento de Seleções (C.T.S). “Hoje damos o pontapé inicial para levar a Copa de 2014 ao interior de Minas Gerais, que é uma das prioridades do Governo em relação ao maior evento esportivo do mundo”, declarou o Secretário. Na palestra inicial, os ex-técnicos, Carlos Alberto Parreira (Brasil) e Francisco Maturana (Colômbia), falaram sobre as características necessárias para um município acolher uma seleção de futebol durante uma Copa do Mundo, tendo em vista o Mundial de 2014.

muito longe, o goleiro que é de pouca estatura não conseguiu alcançar e marcou o gol de empate. O placar de 1x1 permanecia e fazia justiça a luta da equipe do Padre Eustáquio. A resistência foi quebrada depois que Alyster, jogador muito alto, sacrificado por jogar de volante, criticado por um torcedor, subiu no terceiro andar para fazer o segundo gol do PEC. Na tentativa desesperada do empate acabou abrindo a defesa do Padre Eustáquio. Mayron do PEC aproveitou, entrou como quis, escolheu o canto e decretou a vitória, mas o placar somente seria fechado com o próprio Mayron. Depois da cabeçada de Wemerson, o goleiro deu rebote e Mayron aproveitou e fechou o marcador.

O atleta Pablo se sentiu bem jogando em casa. Ele que ao lado de Wemerson defendia o Padre Eustáquio, jogaram de maneira diferente, e mais a vontade. “O Padre Eustáquio não deu valor no jogador que tinha e fazer o que? Defender o PEC e mostrar meu futebol para todos. Jogar no meio é melhor e não ganhei nada sozinho, foi o PEC”, disse Pablo. O PEC jogou com Vitor, Igor, Luan, Sávio, Wemerson, Wallison, MaYron, Alyster, Luan Gontijo, Pablo e Lucas. O Padre Eustáquio de Thulio, Brendon, Diogo, Iago, Felipe, Pablo, Ricardo, Iuri, Igor, Gabriel e Wesley.

após uma cobrança de falta pela esquerda, sem chances para o goleiro Pedro. A defesa falhava muito, João Vitor tirou a bola do zagueiro, viu a saída do goleiro e tocou para ampliar o marcador. Para ampliar o desespero do time do Planalto, Mateus fez o terceiro gol do PEC. O Padre Eustáquio não teve reação. Voltou para o segundo tempo apático como estava na primeira etapa. Sofreu mais dois gols e perdeu de goleada. PRÉ-MIRIM Recém formada no bairro Planalto o time não teve boa apresentação. Perdeu por 7x0 e a grande atração da partida foi o endiabrado Deivinho. Ele fez três gols e a alegria dos pais presentes ao novo “Caldeirão do Diabo”.

MIRIM O PEC goleou por 5x0. O placar foi aberto com Mateus

Gian Rodrigues usa tecnologia para aprimorar os treinamentos LUCIANO EURIDES

luciano.eurides@gazetaoeste.com.br

SEL e SEMDE participam do Seminário Centros de Treinamento de Seleções

Equipe infantil do PEC fez bonito, venceu o Padre Eustáquio e abre a copinha com vitória

O Guarani segue se preparando para a Taça Minas Gerais de Futebol e o treinador Gian Rodrigues já trás uma inovação. Depois de filmar os treinos, reuniu na tarde de ontem todos os atletas para uma demonstração em vídeo dos acertos e erros. Uma avaliação há trinta dias antes do inicio da competição. Os treinos físicos e táticos seguem depois de uma pequena pausa por conta do Dia dos Pais. Os jogadores foram liberados na sexta-feira e retornaram na segunda para dar continuidade a preparação. No treino de ontem a maior novidade ficou por conta da reunião envolvendo os jogadores e comissão técnica para assistirem a um trabalho em vídeo. Segundo o treinador esse trabalho é importante para que o grupo entenda perfeitamente os objetivos a serem alcançados. “A parte visual do atleta é importante, ele acompanha, vê aquilo que

ele fez de errado e corrija dentro de campo”, falou o treinador. Gian Rodrigues é um treinador jovem, do interior de São Paulo e já se percebe diferenciações ou detalhes importantes para o futebol mineiro. Uma delas é o uso da tecnologia. “Sim. O ser humano é áudio visual sinestésico. Às vezes o atleta é auditivo, você fala com ele dentro de campo e ele segue. Se é um atleta visual ou sinestésico ele não tem esse entendimento na hora. É importante abranger e o atleta executa em campo. Que ele assista em vídeo, ou programa de tática, para que facilite o entendimento. Isso vale para que na hora do jogo enfrentarmos o adversário como ele vier”, considerou. No geral Gian Rodrigues está motivado com o trabalho até agora realizado. Segundo ele um elenco escolhido e sem surpresas, apenas algumas peças a serem encontradas no mercado. “Um início de trabalho muito bom e dentro do planejamento feito. Ainda faltam umas peças de contratação

Luciano Eurides

O Departamento de Tênis do Divinópolis Clube comemora o sucesso do desafio de tênis que em apenas três meses após sua criação, já consta com mais de 160 participantes divididos em quatro classes sendo A, B, C e a Classe D (Especial Feminina) a divisão dos tenistas foi realizada de acordo com seu nível técnico e sua auto avaliação. O evento tem como objetivo de promover jogos diariamente, onde em cada confronto temos um desafiante e um desafiado, que buscam melhorar ou ao menos conseguir manter suas posições no Ranking. As partidas normalmente são acompanhadas por amigos dos tenistas, dando uma força ainda maior aos competidores. De acordo com um dos organizadores Nelson Veiga, o desafio serve de experiência a todos. “Os jogadores se empenham mais do que em um jogo sem valer nada, mas jogam com menos pressão do que se estivessem disputando um torneio, em qualquer esporte, a tensão da disputa de um Campeonato normalmente prejudica o desempenho do competidor, devido ao nervosismo”. No Tênis isto fica ainda mais evidente, por ser um esporte muito técnico, de grande precisão e onde a parte mental é fundamental. “É comum vermos que a maioria dos tenistas, têm um desempenho técnico muito

O Projeto Esportivo Candelária (PEC) é o caçulinha das competições divinopolitanas. Apesar da pouca idade vem participando das competições oficiais promovidas pela Liga Municipal de Desportos de Divinópolis (LMDD) e também da Copinha Divinópolis de Futebol. No final de semana passou fácil pelo tradicional Padre Eustáquio. A categoria infantil do PEC encarou o tradicional Padre Eustáquio. Com uma atuação acima da média dos ex-atletas do verdão do bairro Planalto, Wemerson e Pablo, o time venceu por 4x1 e saiu com o pé direito na Copinha. O placar puro e simplesmente não mostra a realidade do jogo. O PEC começou melhor a partida levando mais perigo ao gol do adversário. O Padre Eustáquio tentava responder nas cobranças de bola parada. Aos 13 minutos, Pablo ganhou a bola pela esquerda e chutou cruzado fazendo o primeiro gol para o time da casa. No segundo tempoos dois times se igualaram, em especial na marcação, isso dificultou a criação de oportunidades de gols. O PEC sempre levava perigo nas cobranças de escanteios. O Padre Eustáquio também sabia aproveitar as cobranças de bolas paradas. Em uma delas Diogo cobrou da intermediária e a bola foi alta, de

Gian Rodrigues grava treinos para os atletas assistirem os próprios erros e acertos

para ficarmos ainda mais fortes. O grupo muito intenso e concentrado no que está fazendo e sabendo

as dificuldades da competição e bem concentrado naquilo que a gente quer. O momento é de dar uma base anaeróbica e aeróbica aqueles jogadores que estavam parados. Importante aprimorar o trabalho de posicionamento em campo e acertar isso” ressaltou. Uma procura por jogadores, no segundo semestre do ano é sempre complicada, pois maioria dos bons atletas está empregada e jogando as quatro séries do Campeonato Brasileiro. Mesmo assim o grupo está formado e tem o aval do treinador. “Os atletas foram escolhidos, já passaram aqui, tem uma história, outros conhecidos por mim e precisamos agora dar essa liga. Temos de ter agora esse comprometimento entre o grupo, comissão e diretoria, esse comprometimento com a causa, objetivo que temos. Estamos no caminho certo”, declarou. O time continua a preparação em ritmo forte. Descanso apenas na manhã de quinta-feira. O restante treino em dois períodos e um jogo treino manhã de sábado.


14 GERAL

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 18/08/11

Gazeta do Oeste  

edição 1639