Issuu on Google+

Relat贸rio da Caravana Cremepe - Simepe 2011 Etapa Sert茫o

1


APRESENTAÇÃO

Esse foi o sétimo ano da Caravana do Cremepe e Simepe, as entidades em um primeiro momento, durante o período do ano de 2005 ao ano de 2008, visitaram todos os municípios do estado de Pernambuco, produzindo ao final dessas visitas um diagnóstico sobre as condições de vida do povo pernambucano. As análises foram feitas a partir de fiscalizações nos Hospitais, revelando as condições do atendimento médico-hospitalar à população. Ao mesmo tempo foram realizadas reuniões com os gestores para conhecimento das políticas públicas em curso nas cidades e ainda foram aplicadas pesquisas aos moradores no intuito de avaliar a qualidade de vida e o acesso aos serviços públicos prestados por município. Terminada essa fase as entidades médicas produziram um relatório, que gerou o Livro “Severina, que vida é essa? - Conhecendo todo Pernambuco”. Havia então uma necessidade de voltar a esses municípios para apresentar esses dados, para debater as condições em que a população do interior vem vivendo, para questionar o porquê da ausência de políticas públicas, para incentivar uma maior organização política dos habitantes de cada município. As entidades médicas elaboraram então um roteiro de um filme que foi construído a partir das experiências do primeiro ciclo de visitas da Caravana. O filme foi produzido pelo Cremepe, Simepe e teve o patrocínio do Conselho Federal de Medicina – CFM e da Federação Nacional dos Médicos – Fenam. O filme chamado “Pela Vida... Pelo Tempo...” foi finalizado em 2009, e já nesse ano saiu a primeira Caravana, em um novo formato. O filme foi exibido em todos os municípios da Zona da Mata, após o filme foram realizados debates com população, com as secretarias de saúde e educação, com os profissionais da saúde, estudantes, professores, conselho tutelar, polícia militar, e várias outras representações. As pesquisas sobre a qualidade de vida da população foram novamente aplicadas e aconteceram também novas fiscalizações nos hospitais e PSFs. Em 2010, foi o ano do retorno ao Agreste. Neste ano de 2011, A Caravana fecha mais um ciclo ao retornar aos municípios do Sertão de Pernambuco. Foram visitadas 52 (cinqüenta e duas) cidades, por seis grupos de dez pessoas, compostos por médicos, funcionários do Cremepe e Simepe, e vários outros profissionais de outras áreas. A seguir disponibilizamos o relatório de todas as atividades desempenhadas por cidade - Da fiscalização dos hospitais e PSFs, dos Debates ocorridos após a exibição do filme “Pela Vida... Pelo Tempo...” e da pesquisa que foi aplicada à população, este ano não mais classificando os serviços públicos como bons, regulares ou ruins, mas atribuindo notas de 0 (zero) a 10 (dez) às políticas públicas desempenhadas nos municípios de nosso Estado. Os relatos presentes nesse documento, colocados nos debates realizados e pesquisa A média geral da nota obtida foi (5,4), onde as piores notas são relativas à corrupção e ao desemprego.

2


Os relatos presentes nesse documento, colocados tanto nos debates realizados, como para a equipe de pesquisadores foram feitos pela população de cada município e as identidades não serão disponibilizadas.

3


Grupo 1 - Verde

MOREILÂNDIA Data: 22/08/11 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO: Conceito: Ruim Em virtude da atual reforma na unidade mista de Santa Terezinha o atendimento encontra-se bastante prejudicado. Chama atenção a falta de lavabo na sala de parto (improvisada) e a falta de pilha nos laringoscópios. A secretária de saúde foi comunicada pessoalmente. O plantonista Boliviano, Júlio C. Hernandes Monteiro, encontra-se regularmente inscrito no CREMEPE (CRM 17148). PSF- Programa de saúde da família 04 unidades de saúde, sem médicos, com enfermeiras, auxiliares de enfermagem e ACS. Dois médicos dos municípios visitam essas unidades uma vez por semana, cada uma. Na unidade visitada não havia comunitários, pois estes só procuram quando tem o médico. Há grande dificuldade na organização dos grupos de Pré-natal, Hiperdia, planejamento familiar. As USFs são casas alugadas inadequadas para o programa, assistência de saúde totalmente prejudicada e a prevenção e promoção feita com muito sacrifício pelos outros componentes da equipe. Sem o médico fica difícil dinamizar a Estratégia Saúde da Família. 1.285 famílias cobertas Equipe: Não possui médico, 01 enfermeira, 01 auxiliar de enfermagem, 08 ACS. Imóvel alugado ao PSF. Há coleta seletiva de lixo. Não possui fonte de oxigênio, nem ar comprimido Não há materiais e rotinas para Urgência.

DEBATE Conceito: Bom Houve participação efetiva do público no debate. Foram relatados casos de abuso sexual e exploração infantil na região;

4


Não há local especializado para tratamento das vítimas de violência contra a mulher. A delegacia especializada mais próxima fica em Petrolina, o que muitas vezes inviabiliza as vítimas de realizarem a denúncia. Há grande violência na cidade. O uso de drogas é muito intenso, em especial a maconha; Relataram que um dos grandes problemas na cidade é a falta de emprego, basicamente só a prefeitura emprega. – Baixa probabilidade de profissionalização. NÚMERO DE PARTICIPANTES: 45 (média)

PESQUISA Dados quantitativos: Total de entrevistados: 34 pessoas Quanto ao gênero: Feminino: 17 pessoas= 50.0% Masculino: 17 pessoas = 50.0 % Quanto ao estado civil: Solteiro: 11 pessoas= 32,35% Casado: 20 pessoas= 58,82% Outros: 01 pessoa= 2,84% Desquitado: 02 pessoas = 5,88% Entendimento sobre a cultura negra: Sim: 09 pessoas= 26,47% Não: 24 pessoas = 73,53% Média das notas por variáveis: Emprego= 2,39 Diversão= 2,26 Educação= 6,07 Saúde= 4,04 Transporte= 4,98 Moradia= 6,61 Violência e drogas= 3,64 Corrupção= 1,85 Coleta de lixo= 7,29 Média geral: 4,34

Dados qualitativos: - Diversão: Quadra poliesportiva, academia da cidade, festas municipais uma vez ao ano. A quadra está em péssimas condições, sem iluminação, como também a academia da cidade, sendo a área utilizada a noite para uso de drogas.

5


- Em relação ao abastecimento de água é precário, quando chega é de má qualidade, não sendo aproveitada para o consumo - só utilizada para higiene. Para o consumo de faz-se necessário comprar água mineral. - Não existe delegacia específica da mulher - A impunidade e descaso são frequentes, em casos de assalto, abusos sexuais e agressões. Não existe nenhuma proteção. - Alto índice de desemprego e alcoolismo. - Muitos menores dirigindo motos e automóveis. - Muitos assaltos e má conservação das estradas na zona rural. - Faltam creches para as crianças. - Faltam matadouros para cidade. - Transporte coletivo público não existe, apenas transporte escolar (D20 aberta, caminhões pau de arara e ônibus) inadequado e insuficiente. - Uso de drogas como maconha, cocaína e cola. Usados a noite na Academia da Cidade, no cemitério, quadra e próximo a escola Santa Terezinha. - Saúde: sempre faltam remédios, médicos, equipamentos. Os pacientes levam até três meses para receber resultados dos exames realizados. Médicos despreparados, atendimento considerado ruim. - Transporte de saúde insuficiente. - Casos de violência abafados por pessoas com grau de parentesco com os agressores trabalhando nos órgãos competentes. - Entulho nas ruas. - Educação: A escola estadual é de boa qualidade, porém a municipal tem estrutura precária. - Abuso de poder e agressões por parte de policiais.

GRANITO Data: 22/08/11 Turno: Tarde

6


FISCALIZAÇÃO: Conceito: Regular - Chama atenção à falta de desfibrilador no hospital, o fluxo da sala de parto e esterilização é bastante precário. - O fluxo de pacientes dentro da unidade não é plano, tem corredores estreitos e possui degraus. - Em relação ao EC6 (eletrocardiograma) possui convênio com empresa televida em São Paulo (telecardio). - Os fatos foram comunicado, pessoalmente, a secretária de saúde. PSF- programa de saúde da família Em relação ao PSF, em Granito existem 03 unidades de Saúde da Família, todas com equipes completas, dando 100 % de cobertura à população, as USF são construções próprias, adequadas ao programa. Há reuniões administrativas, capacitações freqüentes para a equipe e grupos de Hiperdia, Pré-natal, planejamento familiar. A farmácia dispensa medicamentos controlados, além dos básicos para o programa. Os exames de laboratórios, USG e radiológicas e as consultas com especialistas não ultrapassam uma semana para serem realizados. Falta adequação das salas e prontuários mais elaborados. 959 famílias cobertas Equipe: 01 médico, 01 enfermeira, 01 auxiliar, 07 ACS Imóvel construído para ser PSF Não há coleta seletiva de lixo Possui fonte de oxigênio Não há materiais e rotinas para Urgência.

DEBATE Conceito: Regular Apesar do grande público não houve boa participação dos presentes no debate. A população informou que o juiz e o promotor acumulam comarcas, consequentemente, os casos ficam aglomerados – morosidade para resolução das questões. Os alunos informaram que as escolas fazem trabalhos de prevenção sobre o uso de drogas. Eles acreditam que as palestras realizadas ajudaram a diminuir o índice de uso das mesmas. Relataram que só tem médico clínico geral, não possuindo médicos especialistas. Quando precisam de acompanhamento específico recorrem à cidade de Ouricuri. NÚMERO DE PARTICIPANTES: 65 (média)

7


PESQUISA: Dados quantitativos: Total de entrevistados: 26 pessoas Quanto ao gênero: Feminino: 16 pessoas= 61,53% Masculino: 10 pessoas = 38,46 % Quanto ao estado civil: Solteiro: 21 pessoas= 80,76% Casado: 04 pessoas= 15,38% Viúvo: 01 pessoa= 3,84% Entendimento sobre a cultura negra: Sim: 14 pessoas= 53,84% Não: 12 pessoas = 43,18% Média das notas por variáveis: Emprego= 3,15 Diversão= 3,19 Educação= 8,57 Saúde= 5,53 Transporte= 7,07 Moradia= 6,96 Violência e drogas= 5,76 Corrupção= 4,28 Coleta de lixo= 5,26 Média geral: 5,53 Dados qualitativos: -Diversão: Os entrevistados informaram que na cidade possui quadra poliesportiva, academia da cidade, festas culturais ( máximo duas vezes ao ano). - Transporte: Na cidade não possui o transporte público coletivo. Em relação ao transporte escolar existe, no entanto, é inadequado e em números insuficientes. Os meios mais utilizados são D20 aberta, microônibus, ônibus. Há transporte de saúde, mas de difícil acesso. - Educação: As escolas municipais e a estaduais foram bem elogiada, bons professores e chegam a reduzir a marginalidade. - Saúde: Faltam médicos; faltam equipamentos, a marcação para consultas é difícil, os enfermeiros são despreparados, alguns deles não sabem aferir pressão. - Lixo: A coleta de lixo é feita, porém não existe aterro sanitário. - Uso de drogas como maconha, cocaína e cola.

8


- Muitas queixas sobre o acesso a cidade, como a estrada até Moreilândia e o acesso a escola que é muito ruim e em época de chuva fica precário porque além da lama, buracos, o rio enche causando enchente e deixando o lugar sem acesso por falta de uma ponte local. - Nos informaram que na estrada de Serrita ocorre o mesmo problema a ponte não foi concluída. - Muitos assaltos nas estradas da zona rural (principalmente nos dias de feira e no pagamento de bolsa- família e aposentadoria). - A falta de água é constante, o abastecimento precário. - Muito desemprego e alcoolismo. - Vários casos de abuso sexual, estupro, inclusive a crianças e deficientes mentais. Foi relatado que uma senhora que foi estuprada pelo cunhado, chegou a dar queixa, porém foi ameaçada e retirou a queixa.

EXÚ Data: 23/08/11 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÂO Conceito: Ruim - Falta de dispensador de sabão, sabão e papel toalha na grande maioria das pias. Possui dois consultórios para atendimento médico sendo um sem pia. - Possui o médico plantonista com relato de até 150 atendimentos/ 24 hs. - Centro cirúrgico com duas salas equipadas e não funciona em virtude de falta de central de gás e de lavanderia (não é equipada). PSF- Programa de saúde da família Conceito: Regular Unidade própria das instalações adequadas, equipe completa com médico 32 horas semanais, excesso de famílias (2.300) dificultando a realização da assistência, promoção e prevenção à saúde pela sobrecarga. Prontuários precários, poucas anotações. 9


2.300 famílias cobertas Equipe: 01 médico, 01 enfermeira, 01 auxiliar, 07 ACS Imóvel próprio do PSF. Não possui fonte de oxigênio, nem ar comprimido. Não há materiais e rotinas para Urgência.

DEBATE Conceito: Bom O presidente do Conselho tutelar relatou o uso excessivo do álcool (droga lícita – no entanto, com venda proibida para menores de 18 anos) por crianças e adolescentes. Segundo ele os conselheiros chegam a tomar dos adolescentes garrafas de bebidas nos bares e nas ruas, informou também que a venda de bebidas é livre aos menores. Representante da secretaria de saúde relatou alto índice de gravidez de adolescentes, bem como aumento de casos de soropositivos e outros tipos de DST’s; Considerável uso de drogas; A prostituição infantil é alta. A violência contra a mulher é elevada, principalmente no campo, há uma grande submissão das mulheres – medo de denunciar; A cidade não possui delegacias especializadas para violência contra a mulher. Quando as queixas são feitas, em geral, são retiradas pelas denunciantes por medo. A Delegacia Civil não é preparada para acolher as vitimas de violência contra a mulher. Relato do caso de um idoso que abusa sexualmente de sua enteada de apenas sete anos de idade. Representantes do Centro de Referência da Assistência Social -CRAS, Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Conselho Tutelar criticaram o filme – informaram que deveríamos balancear pontos negativos com pontos positivos da vida no Sertão; Informaram que apesar de fazerem denúncia pelo disk 100, em geral, não vêem resultado – caso de abuso sexual infantil que há mais de dois meses foi denunciado, no entanto, até a presente data não houve contato com a cidade. NÚMERO DE PARTICIPANTES: 130 (média)

PESQUISA Dados quantitativos: Total de entrevistados: 38 pessoas 10


Quanto ao gênero: Feminino: 21 pessoas= 55,26 % Masculino: 17 pessoas = 44,74% Quanto ao estado civil: Solteiro: 18 pessoas= 47,36 % Casado: 18 pessoas= 47,36 % Viúvo: 01 pessoa= 2,63% Outro: 01 pessoa= 2,63% Entendimento sobre a cultura negra: Sim: 05 pessoas= 13,15% Não: 33 pessoas =86,84% Média das notas por variáveis: Emprego= 3,97 Diversão= 3,86 Educação= 5,92 Saúde= 3,65 Transporte= 4,6 Moradia= 7,1 Violência e drogas= 4,68 Corrupção= 3,31 Coleta de lixo= 6,97 Média geral: 4,89

Dados qualitativos: Saúde: Faltam médicos, remédios, equipamentos, não são realizados exames. Informaram que por qualquer coisa faz-se necessário transferir para outras cidades. O atendimento é considerado ruim. Para marcar uma consulta, a população precisa chegar de madrugada para conseguir uma ficha que são em número insuficiente para atender a demanda da cidade. Educação: O colégio estadual tem uma estrutura melhor porque tem melhor condição financeira. No entanto, em geral, os professores são desmotivados. Nas escolas há merenda, porém não tem variação no que é servido (sopa com bolacha). Transporte: Não existe um transporte público na cidade. O transporte escolar é feito através ônibus, microondas, D20, Kombi, caminhões pau de arara, muitos desses veículos em péssimo estado, sem manutenção e nenhum conforto. Foi informado que existe um ônibus que atende a zona rural com atendimento dentário. - Relataram que a cidade possui alto índice de alcoolismo, inclusive por crianças e adolescentes. - Muitos menores dirigindo motos e carros inclusive sem equipamentos de segurança. - Foram relatados que na cidade existem várias plantações de maconha. O uso de drogas é grande, as mais usuais são a maconha, o crack e a cola, esta última em menor quantidade. 11


- Os entrevistados informaram que o Conselho Tutelar não consegue suprir a necessidade da cidade (elevada demanda), devido ao grande número de crianças e adolescentes. - A população solicita que a cidade seja asfaltada, que seja construída mais universidades próximas a região, saneamento básico e rede de esgoto. Reclamam também da poluição sonora de carros de som e particulares, inclusive na frente de hospitais e escolas. Pedem também a organização e sinalização para o trânsito. - Muitos entulhos nas ruas (lixo). - Alto índice de agressões as mulheres, na maior parte dos casos o próprio marido é o agressor. - Alto índice de gravidez na adolescência e crianças a partir de 10 anos. - Foi relatado que nas casas populares ocorrem muitos casos de violência, assaltos estupros, abuso sexual, uso e tráfico de drogas e até mortes por vingança. - Em relação a zona rural foram informados que há muitos assaltos nas estradas e nas casas. - Alto índice de prostituição adulta e infantil até em troca de cigarros e bombons em toda cidade - banalização. - Foram relatados que a cidade não possui diversão pública

BODOCÓ Data: 22/08/11 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÃO Conceito: Ruim - Apesar de possuir coleta seletiva de lixo pela firma SERQUIP não encaminha a placenta a qual é armazenada no “cemitério de placenta”. Foi lavrado termo de notificação para condição para correção de imediato. - Realiza palestras e exibe filmes sobre amamentação e cuidados gerais para recém-nascido, para todas as puerperais. - Chama atenção avaliando o censo de maio, junho e julho que mais de 90% dos atendimentos médicos do plantão são considerados ambulatoriais e menos de 10% de urgência. 12


PSF- Programa de Saúde da Família O município consta com 11 USFs, com equipes incompletas. Na unidade visitada PSF 11 o médico não estava presente. Prontuários inadequados, quase sem registros médicos. Não conseguimos saber se há cumprimento da carga horária. Atendimento para 787 famílias: 2819 pessoas, unidade requalificada para o programa de saúde com boa estrutura. Há excesso de famílias para todos os PSFs e todas as equipes incompletas, com médicos com 01 ou 2 dias freqüentando as unidades por semana. Prontuários precários, poucas anotações. (Ruim). 787 famílias cobertas Equipe: 01 médico, 01 enfermeira, 01 auxiliar, 06 ACS Imóvel alugado ao PSF Há coleta seletiva de lixo Não há materiais e rotinas para Urgência.

DEBATE Conceito: Regular Público formado por jovens, representantes da promotoria, secretaria de saúde e Conselho Tutelar – o presidente do Conselho Tutelar, Sr Robson, é professor da escola onde foi realizado o debate. Os participantes pedem humanização da saúde. Informaram que nos PSF’s o atendimento é precário, em geral, só possuem médico uma vez por semana. Jovem relata que difícil é ficar longe das drogas, há muita influência - o uso do crack é muito forte na região. Após o debate, em reunião com duas representantes do Conselho Tutelar, houve relatos que na cidade há casos de pais que cedem suas filhas em troca de dinheiro e alimentos, além de casos em que o abuso sexual acontece dentro de casa, pelos próprios pais ou parentes. Em geral, quando as mães denunciam o caso ao conselho tutelar, por medo de agressão ou “amor” aos parceiros as denunciantes retiram as queixas. Na cidade não possui delegacia específica para crimes de violência infantil e contra a mulher; Informaram que o bairro São Francisco é tido como grande distribuidor de drogas na cidade – quando a droga chega avisam com queima de fogos; A promotoria é responsável por toda região o que ocasiona morosidade, descrédito; A representante da secretaria de saúde, em público, informou que possui duas casas de apoio para a população (Petrolina e Recife), no entanto, após o debate, assistentes do CRAS

13


informaram que na casa de Petrolina não há mantimentos e o atendimento é precário (casos de maus tratos). NÚMERO DE PARTICIPANTES: 120 (média)

PESQUISA Dados quantitativos: Total de entrevistados: 32 pessoas Quanto ao gênero: Feminino: 26 pessoas= 81,25% Masculino: 06 pessoas = 18.75% Quanto ao estado civil: Solteiro: 21 pessoas= 55,26% Casado: 11 pessoas= 28.94 % Entendimento sobre a cultura negra: Sim: 14 pessoas= 50% Não: 14 pessoas = 50% Média das notas por variáveis: Emprego= 2,90 Diversão= 3,96 Educação= 3,65 Saúde= 3,81 Transporte= 3,84 Moradia= 6,03 Violência e drogas= 3,62 Corrupção= 2,62 Coleta de lixo= 7,37 Média geral: 4,2 Dados qualitativos: Em relação ao transporte público foram informados que há apenas o transporte escolar e o da saúde. O escolar, para os alunos, é feito por caminhões F400 e caminhonetes F100 com a carroceria aberta, sem lona de proteção e para os professores ônibus e microônibus. Para a saúde são os transportes são realizados por ambulância. - Diversão: Festas comemorativas, a quadra poliesportiva é utilizada apenas para as aulas de educação física, a cidade não possui Academia da Cidade. - Foram informados que é alto o índice de desemprego; - Existem muitos portadores de necessidades especiais, que estão desassistidos. - Elevado consumo de álcool adulto e infantil - Menores estão dirigindo motos e automóveis sem o uso de capacetes. 14


- Muitos casos de gravidez infanto-juvenil, a partir de 10 anos e prostituição infantil principalmente nas ruas das pedras e na usina abandonada. Inúmeros prostíbulos (prostituição adulta e infanto-juvenil). - Número elevado de meninos de ruas pedintes de esmola, existência de tráfico e uso de drogas como: cola, cocaína, maconha, cigarro principalmente na vila São Francisco e na usina abandonada. - A cidade é considerada esconderijo de traficantes do eixo RJ-SP. - Informaram que em relação ao policiamento na cidade é escasso (poucos policiais para a grande demanda da cidade). - No matadouro não há higiene e são descartados os restos de animais nas proximidades da via principal. - As estradas do Município estão em péssimo estado. Muitos animais nas estradas causando acidentes. - O abastecimento de água é precário - sempre falta água na região; - Muitos casos de agressões contra as mulheres, sem denuncias; - Denúncia de cárcere privado, filho do SR. Chiquinho no sítio Ferreiro. - Saúde: Faltam médicos e remédios, o atendimento é ruim. Não tem mastologista, psiquiatra, dentista. Os pacientes são transferidos para receberem o atendimento em Ouricuri. Em relação a marcação de consultas, informaram que é difícil conseguir. Os postos de saúde não estão atendendo. - Educação: A escola estadual em melhor condição que a municipal. Porém a estadual não tem água, deixando a escola muito suja, bancas quebradas. Os professores são qualificados, dedicados e a merenda escolar foi considerada boa e diversificada.

SANTA FILOMENA Data: 23/08/11 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÃO 15


Conceito: Ruim - Lavrado termo de notificação para providenciar: coleta seletiva de lixo e também para diretor técnico (médico); - Falta desfibrilador na unidade; - Unidade é um centro de saúde e não produz AIH; - Possui estrutura física bastante precária.

PSF- Programa de Saúde da Família Conceito: Ruim. - PSF – USF - com estrutura adequada, cadastro de 2008 com 1108 famílias. Médica ausente e com carga horária de 03 turnos semanais. Prontuários ruins, com poucos registros médicos. - A cidade conta com cinco PSF’s, funcionando como o visitado. Médicos com três termos semanais. 541 famílias cobertas Equipe: 01 médico, 01 enfermeira, 03 auxiliares, 09 ACS Imóvel construído para ser PSF Há coleta seletiva de lixo Não possui fonte de oxigênio, nem ar comprimido Não há materiais e rotinas para Urgência.

DEBATE Conceito: Ruim - Apesar do grande público não houve o debate; - Os presentes não tiveram interesse em se pronunciar. NÚMERO DE PARTICIPANTES: 400 (média) PESQUISA DE RUA: Dados quantitativos: Total de entrevistados: 30 pessoas Quanto ao gênero: Feminino: 19 pessoas= 63,33% Masculino: 11 pessoas = 36.66% Quanto ao estado civil: Solteiro: 17 pessoas= 56.66% 16


Casado: 09 pessoas= 30% Divorciado: 02 pessoas= 6,66% Viúvo: 01 pessoa= 3,33% Entendimento sobre a cultura negra: Sim: 09 pessoas= 30% Não: 21 pessoas = 70% Média das notas por variáveis: Emprego= 2,13 Diversão= 2,93 Educação= 3,96 Saúde= 5,66 Transporte= 3,36 Moradia= 5,03 Violência e drogas= 5,03 Corrupção= 3,8 Coleta de lixo= 6,31 Média geral: 4,24 Dados qualitativos: Durante as entrevistas de rua foram relatados os seguintes fatos pela população local: - Educação – A escola municipal tem o ensino e merenda considerada ruim, os professores são despreparados e desmotivados. Faltam bancas porque a maioria está quebrada. Informaram que a escola estadual tem uma situação melhor; - Transporte público apenas o escolar e o da saúde. O transporte escolar é feito através do ônibus, micro-ônibus, camionete D20 com carroceria coberta de lona e caminhões pau-dearara. A maioria dos veículos em péssimo estado e sem manutenção. Já o transporte da saúde é feito através de micro-ônibus e ambulância de fácil acesso a população; - Diversão pública: como diversão foram citadas a praça, as festas comemorativas, a quadra poliesportiva que é de fácil acesso a população e o CRAS, que oferece um programa para a terceira idade, onde existe uma recreação, ginástica e dança pra idosos. Nesta cidade não tem academia da cidade pública; - A questão da água é um problema constante, porque nos poucos locais aonde chega é salobra, sendo usada para a higiene e não para beber. Quem tem condição compra água mineral; - Iluminação Pública: A cidade praticamente só tem iluminação no centro, os demais bairros ficam com as ruas escuras; - Muito desemprego; - Muita de prostituição infantil; - Uso de drogas, principalmente a maconha; 17


- Alcoolismo ( adulto e juvenil); - Menores dirigindo motos e carros; - Falta de saneamento básico e esgoto a céu aberto; - Pobreza, chegando à miséria; - Segurança: baixo índice de violência, apenas alguns assaltos nas estradas da zona rural; - Saúde: Tanto o hospital quanto os postos de saúde tem poucos médicos, atendimento ruim e deficiente. Os pacientes precisam chegar de madrugada para pegar fichas para atendimento (poucas vagas). É complicado marcar exames, podendo levar até um mês para isso, quando se consegue fazer o exame, tem que passar por outra espera pelo resultado. Não tem exames de RX. O hospital tem um espaço muito reduzido, fazendo com que o ambiente fique lotado e sem o mínimo de conforto para os pacientes. Além do mais, apresenta-se em péssimas condições de higiene e conservação.

SANTA CRUZ Data: 24/08/11 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÃO Conceito: Regular - Lavrado termo de notificação para registro CRM no Estado de Pernambuco, (CREMEPE) em virtude de a médica plantonista possuir apenas registro no Ceará; - Falta de grade nas camas (leitos); - Falta de sabão líquido e dispersador de sabão e de papel em praticamente todas as pias; - Apresenta boa estrutura física com sala de observação separada por sexo e para pediatria, com banheiros próprios, com entrada para cadeirante e climatizados com Split. Esterilização ampla, climatizada, equipada e com bom fluxo; - Sala de parto ampla, climatizada, equipada, mas falta desfibrilador; - Há pouco treinamento equipe. Feito reunião com secretária de saúde e diretor técnico.

18


PSF- Programa de Saúde da Família Conceito: Regular - PSF – USF – Bem estruturada, sem dispensa de medicamentos. Equipe completa, médico com carga de 32 horas semanais. Há sobrecarga de consultas 541 famílias. - Prontuários precários, poucas anotações. 1.108 famílias cobertas Equipe: 01 médico, 01 enfermeira, 02 auxiliares, 06 ACS Imóvel alugado ao PSF Não há coleta seletiva de lixo Não possui oxigênio, nem ar comprimido Não há materiais e rotinas para Urgência.

DEBATE Conceito: Bom - Na cidade visitada o público, basicamente, foi formado por jovens; - Os presentes relataram sobre a falta de humanização da saúde; - O presidente do conselho Tutelar, Sr. Edmilson, informou que está elevado o uso de drogas na região. Segundo ele, a prostituição infantil está crescendo de forma assustadora – é mascarada, não há prostíbulos na cidade. Também denunciou casos de violência contra mulher. Ainda informou que a promotoria da cidade é lenta, deu exemplo de um caso de estupro que demorou três anos para haver a ouvida. - Foram relatados casos de violência no campo, como também os moradores da zona rural sofrem com a exclusão social – discriminação. - Um jovem queixou-se da falta de médicos, principalmente cirurgiões. Quando precisam buscam auxílio em Ouricuri. NÚMERO DE PARTICIPANTES: 100 (média)

PESQUISA Dados quantitativos: Total de entrevistados: 31 pessoas Quanto ao gênero: Feminino: 13 pessoas= 41,93% 19


Masculino: 18 pessoas = 58,06% Quanto ao estado civil: Solteiro: 23 pessoas= 74,19% Casado: 07 pessoas= 22,58% Divorciado: 01 pessoa= 3,22% Entendimento sobre a cultura negra: Sim: 16 pessoas= 51,61% Não: 15 pessoas =48,38% Média das notas por variáveis: Emprego= 5,08 Diversão= 3,74 Educação= 6,74 Saúde= 5,19 Transporte= 6,08 Moradia= 5,16 Violência e drogas= 3,96 Corrupção= 3,70 Coleta de lixo= 5,41 Média geral: 5,00 Dados qualitativos: - Durante as entrevistas de rua foram relatados os seguintes fatos pela população local: - Segurança: cidade tranquila, porém ocorrem assaltos nas estradas e casas da zona rural, principalmente na época do pagamento da aposentadoria e bolsa família; - Baixo policiamento, como também falta de compromisso deles com a sociedade; - Violência doméstica contra mulher, sem denúncias; - Menores dirigindo carros e motos, inclusive sem capacetes; - Conselho tutelar não atuante e omisso; - Alcoolismo, entre adultos e crianças e adolescentes; - Uso de drogas, como maconha, álcool, cigarro, cola por crianças e adolescentes, inclusive algumas vezes dentro das escolas; - Água: o abastecimento é precário - sempre falta, necessitando utilizar caminhões pipa. A água é salobra. Quem tem condição só a usa para a higiene; - As estradas da zona rural estão em péssimas condições, com muitos buracos; - Diversão: Academia da Cidade, recentemente inaugurada e as festas municipais comemorativas. Existe uma quadra poliesportiva, mas não é de acesso livre aos alunos, que apenas tem tido aulas teóricas de educação física e em sala de aula. A população também não possui acesso a quadra. 20


- Em relação ao transporte público, existe apenas o escolar e o da saúde. O escolar é feito por meio de ônibus, vans, micro-ônibus, caminhões F4000 com a carroceria coberta por lona. A maioria desses veículos em péssimas condições e sem nenhuma manutenção. Já o transporte da saúde é feito através de ambulância; - Saúde: Faltam médicos, remédios. Só fazem exames básicos. A população precisa recorrer a outras cidades. Para marcar consulta precisa chegar de madrugada, sendo 15 fichas para atendimento e três fichas de urgência; - Educação: A escola municipal foi considerada de má qualidade, onde a merenda e a estrutura são ruins e os banheiros sujos. A escola estadual é considerada muito boa, porém, faltam bancas, porque muitas estão quebradas e sem professor de informática. A aula de educação física é apenas teórica, não são realizadas aulas práticas na quadra; - A população pediu que fosse colocada a sinalização de trânsito nas ruas, porque sua ausência tem causado vários acidentes; - Os alunos relataram que na Av. Antônio Floresta nas proximidades da Escola Estadual Elvira Granja de Souza, a maior da região, não há calçamento e como é uma via de grande fluxo de automóveis levanta muita poeira. Em época de chuvas a situação fica ainda pior - muita lama. Eles pedem o calçamento de trecho com urgência.

IPUBI Data: 25/08/11 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO Conceito: Ruim - Foi lavrado termo de notificação: em virtude do médico plantonista não possuir registro no CREMEPE, apenas no CRM do Ceará. Falta de diretor técnico (médico) e necessidade de coleta seletiva de lixo, inclusive para placenta (um cemitério de placentas); - Falta carrinho de parada na sala de parto; - Hospital é amplo e limpo; - Chama atenção a presença de manual de normas e rotina de enfermagem que se encontra nas enfermarias e de fácil acesso para todos;

21


- Realizado reunião com a secretaria de saúde, Silvanete Andrade Leandro.

PSF- Programa de Saúde da Família Conceito: Regular PSF – no município existem 04 PSF – urbanas e 07 USF – em área rural. As equipes estão incompletas pela falta de odontólogos e médicos que se distribuem pelas unidades da seguinte forma: 2 ou 3 turnos semanais em cada uma. As unidades são estruturas adequadas ao programa e correspondem a sua necessidade a coleta de material perfuro-cortante é feita pela vigilância sanitária. A política de recursos humanos para o município é inadequada. Há excesso do número de pessoas para cada unidade, e também não possui o atendimento garantido pela escassez de profissionais médicos. 500 PESSOAS Equipe: 01 médico, 01 enfermeira, 01 auxiliar, 07 ACS Imóvel próprio do PSF Há coleta seletiva de lixo Não possui fonte de oxigênio, nem ar comprimido Não há materiais e rotinas para Urgência.

DEBATE Conceito: Ruim - Não houve exibição do filme – por estar havendo festa da cidade no período. Mas houve divulgação na rádio, nos estabelecimentos e no pátio de eventos durante um show no dia anterior – público de mais de 20 mil pessoas; - Foi realizada uma reunião com os conselheiros tutelares, representantes da pastoral da criança e direitos das crianças; - O conselheiro tutelar, Sr. João, relata sobre a resistência da população ao trabalho do conselho, principalmente donos de bares que insistem em vender bebidas alcoólicas aos menores de idade. Segundo ele, bares na região abrem de madrugada, estimulando a prostituição infantil, uso de drogas e bebidas. - Os conselheiros tutelares responsabilizaram os pais por omissão. Os filhos intimidam os próprios pais. Houve caso de crianças denunciarem os pais por agressão, no entanto, segundo informado, a criança tentava rebelar-se (uso de drogas, violência); - Ainda segundo os conselheiros tutelares há morosidade da polícia civil - o Conselho encaminha a denúncia, mas não há investigação. Informaram que o Conselho possui boa parceria com o Ministério Público e Câmara dos Vereadores. - Em relação ao uso de drogas – uso principalmente da cocaína e álcool. 22


- As escolas não promovem atividades culturais; - Os menores dirigem carros e motos sem fiscalização dos órgãos competentes; - Muitas pessoas portam armas brancas (facas, estiletes). NÚMERO DE PARTICIPANTES: 07

PESQUISA Dados quantitativos: Total de entrevistados: 32 pessoas Quanto ao gênero: Feminino: 19 pessoas= 59,37% Masculino: 13 pessoas = 40,62% Quanto ao estado civil: Solteiro: 13 pessoas= 40,62% Casado: 16 pessoas= 50% Outros: 02 pessoas= 6,25% Entendimento sobre a cultura negra: Sim: 04 pessoas= 12,5% Não: 28 pessoas = 87,5% Média das notas por variáveis: Emprego= 5,28 Diversão= 3,28 Educação= 6,25 Saúde= 4,31 Transporte= 3,71 Moradia= 7,81 Violência e drogas= 2,15 Corrupção= 2,03 Coleta de lixo= 7,78 Média geral: 4,73 Dados qualitativos: - Durante as entrevistas de rua foram relatados os seguintes fatos pela população local: - Promoção de lazer público comunitário: Quadra poliesportiva com acesso livre para a população, academia da cidade, pátio de eventos para as pessoas municipais, estádio de futebol, CRAS com atividades para idosos como costura e bordados, porém este último, poucos têm conhecimento;

23


- Empregos: Existe uma facilidade maior para os homens em encontrar, devido a presença do pólo gesseiro. Porém, as mulheres têm dificuldades e quando conseguem, normalmente não recebem o valor do salário mínimo; - Saúde: Faltam médicos e remédios, inclusive os de uso controlado, obrigando a população a comprar nas farmácias comerciais. Dificuldade em marcar consultas médicas. Exames só o básico. Péssimo atendimento. PSF médico duas vezes ao mês. Muitas vezes enfermeiros do PSF são obrigados a assumir plantões no lugar de médicos sob ameaça de demissão. O paciente chega a passar até 6 horas de espera para conseguir atendimento médico; - Prostituição infantil; - Alcoolismo adulto e juvenil; - Menores dirigindo motos e automóveis; - Baixo policiamento. Não ativantes. Abuso de autoridade, sem o mínimo respeito pela sociedade; - Estradas da zona rural em péssimo estado; - PE-590 até Serrolândia em péssimo estado; - Existência de vários prostíbulos na cidade; - Coleta de lixo deficiente; - Uso de drogas, como: cocaína e maconha e em menor uso, o crack, inclusive por menores; - Conselho tutelar pouco atuante; - Transporte público apenas o escolar e o da saúde. O escolar através de caminhões F-4000, com carroceria coberta com lona e o F-1000 somente lona. Ônibus e micro-ônibus a maioria em péssimas condições de conservação. Alguns caminhões chegam a levar 63 crianças de uma só vez. Já o transporte da saúde é feito através de ambulância e automóveis, mas de difícil acesso a população; - Água: o abastecimento é precário, sempre falta, chegando às vezes, a frequência de 8 em 8 dias, 15 em 15 dias, levando até um mês sem água, dependendo da região. O que obriga a população a comprar água de caminhões pipa. A água que chega vem do rio São Francisco e é de boa qualidade; - Segurança: muitos assaltos aos pedestres, aos comerciantes e residências na cidade, como também nas estradas e casas da zona rural e a motos; - Mortes por brigas e vinganças; - Educação: a escola estadual foi considerada muito boa, porém a municipal sem merenda, poucos bancos, sem higiene nos banheiros, falta professores, e os que têm são despreparados, desestimulados e sobrecarregados.

24


TRINDADE Data: 25/08/11 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÃO Conceito: Ruim - A unidade mista encontra-se em reforma e área destinada à obstetrícia com pré-parto, sala de parto e puerpério tem previsão de inauguração com aproximadamente 10 dias. A maior parte dos equipamentos já está na unidade e foi vista pela fiscalização; - Após inauguração dessa parte o restante da unidade também sofrerá reforma (previsão aproximadamente pra 01 ano de duração); - Falta desfibrilador na sala de urgência; - Coleta não seletiva de lixo.

PSF- Programa de Saúde da Família PSF – São 11 unidades de saúde no perímetro urbano. Todas as unidades foram requalificadas para o programa. Há 10 médicos contratados, todos com apenas 3 turnos em cada unidade. 01 unidade está descoberta; - Percorremos as unidades e as encontramos fechadas, pois só funcionam até as 14 horas. O horário e o nome dos profissionais foram encontramos afixados na portaria do hospital da cidade.

DEBATE Conceito: Bom - Os participantes relataram que a educação na cidade é de qualidade, já a saúde está deficiente, sofrem com a falta de equipamentos e qualidade no atendimento médico; - Houve reclamação do descaso da saúde na Região do Araripe bem como a falta de qualificação dos profissionais da saúde – problemas com triagem de pacientes. Informaram que os PSF’s não possuem médicos diariamente – no máximo três vezes por semana; - Um representante da polícia Militar da cidade informou que há apenas uma viatura para a cidade; 25


- Os presentes relataram sobre o crescimento da violência na cidade em razão do aumento do uso das drogas – principalmente o crack; - Suely, presidente do Conselho Tutelar da cidade, informou que a maior dificuldade em seu trabalho é com a aceitação da família de usuários de drogas, há uma natural negação do problema, relatou também que muitas crianças levam, portam armas brancas para as escolas; - Ainda segundo ela, a prostituição infantil está crescendo assustadoramente na cidade; - A cidade está sem promotor e juiz; NÚMERO DE PARTICIPANTES: 70 (média)

PESQUISA Dados quantitativos: Total de entrevistados: 27 pessoas Quanto ao gênero: Feminino: 10 pessoas= 37,03% Masculino: 17 pessoas = 62,96% Quanto ao estado civil: Solteiro: 10 pessoas= 37,03% Casado: 09 pessoas= 33,33% Outros: 06 pessoas= 22.22% Entendimento sobre a cultura negra: Sim: 06 pessoas= 22,22% Não: 21 pessoas = 77,77% Média das notas por variáveis: Emprego= 5,92 Diversão= 2,85 Educação= 5,37 Saúde= 4,33 Transporte= 9,51 Moradia= 5,85 Violência e drogas= 2,07 Corrupção= 0,37 Coleta de lixo= 5,03 Média geral: 4,58

Dados qualitativos: - Durante as entrevistas de rua foram relatados os seguintes fatos pela população local: - Lazer público: Quadra poliesportiva, academia da cidade, festas municipais e o CRAS com diversão para terceira idade como cursos de artesanato, que poucos conhecem; 26


- Coleta de lixo ineficiente e sem dia certo; - Muito desemprego; - Consumo exacerbado de álcool por adultos e adolescentes; - Muitos de jovens dirigindo motos e automóveis; - Policiamento ineficiente com duas viaturas, sendo uma militar e outra civil; - Iluminação pública apenas no centro da cidade, ficando os demais bairros às escuras; - Muitos relatos de gravidez na adolescência; - Vários relatos sobre a existência de prostituição infantil, principalmente no pátio do posto de combustíveis onde ficam estacionados os caminhões; - Casos de estupro e abusos sexuais existem, mas são abafados na cidade; - Pais negociam suas filhas para o sexo; - Água e iluminação disponíveis no centro, bairros populares sem água e sem iluminação pública; - Falta de saneamento básico e esgoto; - Mortes por droga, brigas e vingança; - Acontecem inúmeros acidentes de moto por falta de equipamento de segurança; - Recorrência de assaltos na zona urbana nas residências, aos pedestres e no comércio. Na zona rural nas estradas e nas residências; - Uso de drogas como maconha, crack, loló e lança-perfume; - Transporte público: Apenas o escolar e o da saúde, o escolar em ônibus, vans, Kombi, todos superlotados. Já o da saúde apenas uma ambulância para toda a cidade de difícil acesso pela população e em condições precárias; - Muitos casos de violência nos bairros São Geraldo e COHAB’s; - Saúde: faltam médicos, remédios, a estrutura é ruim e o atendimento péssimo. Na maternidade faltam camas e lençóis; - Existe uma facilidade maior para os homens em encontrar empregos, devido o pólo gesseiro. Já as mulheres, têm muita dificuldade e mesmo as que conseguem uma colocação profissional não recebem o valor do salário mínimo; - Educação: Escolas com professores despreparados, precisando de qualificação; falta material didático e de limpeza e merenda.

27


Considerações finais PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA: No PSF de Moreilândia, não há médico na escala. Nos PSFs de Exu, Santa Cruz e Ipubi - foi encontrado médico no momento da vistoria. Todos os PSF’s possuem apenas uma equipe. Média de famílias por equipe: 1.163 Apenas a unidade de Granito possui Gases. Lixo: 04 possuem coleta seletiva, 02 não possuem coleta seletiva, 01 não há informação Imóvel: 02 foram construídos para PSF, 02 são próprios e 03 alugados.

NÚMERO TOTAL DE ENTREVISTADOS NAS 08 CIDADES: 250 pessoas

MÉDIA POR ITEM DA PESQUISA NAS 08 CIDADES: Emprego: 3,75 Diversão: 3,25 Educação Pública: 5,81 Transporte: 4,64 Habitação: 6,31 Violência: 3,82 Corrupção: 2,7 Coleta de lixo: 6,42 Saúde: 4,56

MÉDIA GERAL DAS CIDADES VISITADAS – 4,58

28


GRUPO 2 – LARANJA PETROLINA

Dormentes Data: 22/08/11 Turno: Manhã

Fiscalização Conceito: Ruim Hospital Nossa Senhora da Paz Contratos de trabalho precários. Paciente sem evolução médica a 9 (nove) dias. Raio-x não permite segurança para os trabalhadores. Apenas uma enfermeira para tudo. PSF SEDE, Rua José Clementino Rodrigues, s/n, Dormentes - Presença do NUTES, com discussão de casos clínicos, capacitação dos profissionais e educação em saúde. Estrutura física razoável, ao lado da Secretaria Municipal de Saúde, que dava suporte de limpeza e expurgo. Esterilização de material feito no Hospital. Coleta de exames laboratoriais em laboratório próprio da Prefeitura. Local de referencia para rede especializada – Petrolina. Não há dispensação de medicamentos. Prontuários não preenchidos adequadamente. Composição: 01 médico 03 (três) turnos; 01 (um) enfermeiro; 02 (dois) auxiliares de enfermagem; 01 (um) ASB; 01 (um) Cirurgião-Dentista; 01 (um) recepcionista; 07 (sete) ACS.

Debate Conceito: Regular O filme foi passado numa capacitação de professores. Foi interessante o público por serem educadores, porém não foi possível o debate pelo adiantamento da hora. Entramos numa agenda montada anteriormente e já nos demos por satisfeitos de conseguir exibir o filme. Dr. Roberto fez as considerações e a secretaria de educação também.

Pesquisa O serviço de saúde do município encaminha muitos pacientes para Petrolina, os exemplos foram em casos de fratura e nódulo na mama. O lixo é recolhido em um caminhão comum, sem nenhum cuidado, um gari faz o percurso inteiro, sem luvas e dentro do lixo.

29


Afrânio Data: 22/08/11 Turno: Tarde

Fiscalização Conceito: Ruim Hospital Municipal Maria Coelho Cavalcanti Rodrigues Fossa fétida com tampa na recepção; vínculo de trabalho precário, raio-x inseguro para trabalhadores. Apenas um enfermeiro na unidade. PSF fechado às 14:30, não sendo possível realizar a visita.

Debate Conceito: bom Apresentamos o filme numa escola e apesar da faixa de idade estar entre 13 e 16 anos houve um grande debate. Aparecendo relatos de abusos sexuais e drogas.

Pesquisa Comentários de entrevistados: Em relação ao transporte público, há 5 (cinco) ônibus e apenas 3 (três) funcionam, existe "paude-arara". Merenda escolar. A prostituição de menores ocorre em um posto de gasolina a noite. Onde param muitos caminhoneiros.

Santa Maria da Boa Vista Data: 23/08/11 Turno: manhã

Fiscalização Conceito: Regular Hospital Municipal Ângelo Sampaio Presença de estudantes nos finais de semana, com médicos, infiltrações, mofos, vasos sanitários sem tampa, lavanderia precária. Escala médica insuficiente (R$ 2.000 por plantão 24 horas). PSF Raimundo Bedor, Rua Dr. Marbac, 328, Centro, Santa Maria da Boa Vista. Demanda agendada e espontânea, médica por 4 dias na semana, dois turnos. 13 ACS, 1 equipe. Conta com 4 consultórios, sendo do medico, enfermeiro, dentista e pré-consulta. Não contava com sala de vacina funcionando, sem vacinadora. Sala de curativo e sala de procedimentos no mesmo ambiente. Esterilização feita no auto-clave do dentista. Material de limpeza em local 30


improvisado. Copa em local improvisado. Farmácia com armazenamento inadequado, mas com boa oferta de medicação. Equipe: 01 médico; 01 enfermeiro; 01 dentista; 01 ASB; 01 auxiliar de enfermagem; 01 recepcionista; 13 ACS.

Debate Conceito: Bom O filme foi apresentado em uma escola estadual de referencia para estudantes do ensino médio, estava presente o secretario municipal de saúde. Houve debate e ficou evidenciado que o filme retrata a realidade daquele município, com ênfase ao problema de drogas.

Pesquisa Comentários dos entrevistados: Corrupção. Inclusive ha três meses o prefeito foi cassado. Ocorrem muitas brigas políticas no local. Existe muita demora na marcação de serviços de saúde e no recebimento de remédios.

Lagoa Grande Data: 23/08 Turno: Tarde

Fiscalização Conceito: Regular Hospital Municipal Jose Henrique de Lima Não faz parto normal. Prescrições médicas repetidas por datas seguidas. Ausência de evolução medica regular. Bloco cirúrgico na sala de parto fechados, maioria dos médicos com CRM da Bahia. PSF 2 – Vasco, Rua José Ricardo, s/n, Vasco, Lagoa Grande. Demanda agendada e espontânea. 1200 famílias, 01 equipe, 08 ACS. Não há agenda integrada com a comunidade nem articulação. Boa estrutura física, salas amplas, com três consultórios. Sala de vacina presente com geladeira própria. Sala de curativo e procedimentos em um mesmo ambiente. Presença do NUTES, com discussão de casos clínicos, educação permanente. Farmácia com armazenamento inadequado, mas com boa oferta de medicamentos. Equipe: 01 médico(3 turnos); 01 enfermeiro; 01 dentista; 02 auxiliares de enfermagem; 01 ASB; 01 recepcionista; 08 ACS.

Debate Não houve realização da atividade por falta de mobilização. Todos realizaram pesquisa.

31


Pesquisa Comentário dos Entrevistados: No período de janeiro a março ocorre maior dificuldade a emprego, devido ao período entre as safras de uva. A presença das drogas é muito grande, inclusive do crack.

Orocó Data: 24/08/11 Turno: Manhã

Fiscalização: Conceito: Ruim Hospital Municipal Eulina Novaes Bione Desorganização. Escala medica esvaziada. Apenas uma enfermeira operacional. Não se sabe o destino das placentas que são recolhidas pela coleta de lixo da cidade. PSF Luiz Gonzaga, Rua 15, Cohab. Atendimento por demanda espontânea; Estrutura física precária e sem maquinário adequado; Não há integração com a comunidade, nem ações comunitárias fora do cronograma ministerial; Conta apenas com 2 consultórios, não podendo ter atendimento simultâneo do médico e do enfermeiro; Não possui sala de vacina, banheiro precário e de difícil acesso. Não possui sala de curativos e/ou procedimentos; Não possui sala de limpeza ou esterilização; Médico por duas manhãs; Disponibilização apenas de medicações para hipertensão, diabetes e planejamento familiar; Equipe: 01 médico; 01 enfermeiro; 02 auxiliares; 01 (um) Cirurgião Dentistas; 01 ASB; 05 ACS.

Debate Conceito: bom Foi apresentado o filme no centro social aberto para um publico diversificado, com crianças e adultos, estavam presentes secretários municipais de saúde e educação, membros do conselho tutelar e professores.

Pesquisa A violência é recorrente na região, já houve casos de seqüestros e tentativas de estupro. Inclusive segundo moradores, no domingo, 20/8/11, morreram três pessoas. No posto de gasolina ha prostituição e vendas de drogas (maconha, cocaína, crack). Já ocorreram mortes por overdose no município.

32


Cabrobó Data: 24/08/11 Turno: Tarde

Fiscalização Conceito: Ruim Hospital Mun. Dr. Arnaldo Alencar Lavanderia precária. Falta lençol. Cesáreas com obstetra, anestesista e técnicos auxiliando. PSF Alto do Cancão, Rua Prefeito Pedro Sobrinho, 1236, Centro. Presença do médico de segunda a quinta, dois turnos; Não possui articulação com a comunidade; Atividades de grupo nas escolas, integração com outros programas como o Mãe Coruja; Estrutura ampla, com amplas salas, mas espaço limitado para farmácia, sala de curativo e procedimentos e a copa; Sala de vacina exclusiva, geladeira própria sem a adequada conservação; Esterilização do material feita no Hospital; Equipe: 01 médico(4 dias, 2 turnos); 01 enfermeiro; 02 auxiliares de enfermagem; 05 ACS; NASF e CAPSI.

Debate Conceito: Ótimo Melhor do que o esperado, foram realizados dois debates. O primeiro foi feito com mais de 200 alunos de escolas do ensino médio, onde houve um debate com muito calor entre os jovens e gestores. Alunos colocaram principalmente as dificuldades no atendimento hospitalar. O segundo foi realizado com profissionais da área de saúde e de assistência social. O debate revelou que o município vem sofrendo com uso de Crack e Álcool. Surgiu a informação do caso de uma criança de 8 anos dependente de crack, de conhecimento do conselho tutelar. Relataram a dificuldade da rede pública de não terem aonde internar sem postos pacientes dependente de crack. Querem implantar um CAPS ad regional o mais rápido possível e preparar leitos no próprio hospital local para internar usuários de crack. Secretária participou das discussões e providenciou treinamento da atenção básica para porta de entrada de crack e de um medico para assistir doentes no hospital. Foi abordada a situação paradoxal critica em relação à distribuição de água na zona rural. Preocupante alcoolismo nesta área. Posto de gasolina como foco de prostituição inclusive infantil apos 22 horas.

Pesquisa Foram feitos os seguintes comentários pelos entrevistados: O atendimento médico ruim. A falta de receptividade nos serviços de saúde, a dificuldade na marcação de exames e procedimentos. O salário do professor municipal é de R$300,00 (trezentos reais). Há muitas drogas, entre eles o crack, do OXI.

33


Itacuruba Fiscalização Conceito: Regular Unidade Dr. Manoel Novaes Funciona como centro de saúde. Médico único no único PSF fica de sobreaviso na US. Sem material de reanimação. Criança (11/12 anos) com transtorno de ansiedade (DNV). Dez por cento da população faz uso de psicotrópicos. Estava acontecendo a Conferência Municipal de Saúde, por isso não tinha atendimento no PSF.

Debate Conceito: Regular Cem pessoas participaram da apresentação, variando de alunos de 15 a 18 anos. Realizado na Pastoral. Esteve presente o CREAS, o conselho tutelar, secretario de saúde e de educação. Tendo total apoio do secretario de saúde. Foi relatado no debate que existem no município inúmeros casos uso de drogas, principalmente maconha e crack.

Pesquisa Informações fornecidas pelos entrevistados: Existe uma série de problemas na secretaria de saúde como: falta de médicos no plantão noturno, falta de medicamentos e demora na realização de exames de laboratórios.

Belém de São Francisco Data: 25/08/11 Turno: Tarde

Fiscalização Conceito: Regular Hospital Dr. Jose Albertino Lima Cesáreas com médico sobreaviso sem anestesista e auxiliar (o médico faz tudo). Raio-x inseguro. Contrato sem carteira assinada e funcionários sem férias. Lavanderia precária. Sem material de reanimação. Recebimento da equipe da mãe coruja sem ter atendido os critérios necessários. PSF Belo Horizonte, Rua Eurípedes Gomes de Carvalho, Belém do São Francisco;- PSF atende zona urbana e rural; PSF com demanda espontânea e agendada; PSF com 471 famílias, 01 equipe. Problema com abastecimento de água, que está sempre faltando, não tem cisterna ou caixa de água; Não há articulação com a comunidade; PSF novo, iniciou os trabalhos em março 34


desse ano; Não possui sala de limpeza, de pequenos procedimentos, esterilização, sala de dentista; Há demora na chegada de exames em mais de duas semanas; Farmácia com dispensação de medicamentos; Médico trabalha 4 turnos; Equipe: 01 médico; 01 enfermeiro; 05 ACS.

Debate Não houve debate porque não houve mobilização dos secretários. A equipe fez pesquisa.

Pesquisa Informações cedidas pelos entrevistados: O atendimento hospitalar é de má qualidade e falta médico. Caso de um homem que veio a óbito por descaso médico. Existe consumo de várias drogas e a prostituição de menores é enorme, citam inclusive que alguns policiais se envolvem com as garotas.

35


Grupo 3 – Salgueiro

CARNAUBEIRA DA PENHA Data: 22/08/11 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO: Conceito: REGULAR Na Unidade Mista, faltam médicos aos domingos. Lá são realizadas pequenas cirurgias a cada 15 (quinze) dias, com anestesia local. Possui os materiais básicos de reanimação, inclusive para crianças. Na visita não foi possível ter acesso ao Raio X. Foram detectados problemas com os exames de bioquímica. Outro aspecto preocupante é a não utilização dos equipamentos de proteção individual pelos profissionais nas lavanderias. A cozinha da unidade é bastante precária.

PSF – Bem estruturado, usam o antigo hospital o que possibilita uma boa organização das salas. Ainda não possui dentista, mas a sala está sendo adequada. A área rural está sendo atendida, fazendo preventivo, pré natal e citologia. PNI também está funcionando possuindo geladeiras separadas para comunidade, para os animais e para as comunidades indígenas. Na unidade possuem Fonoaudiólogo, Fisioterapeuta, Psicólogo e Nutricionista.

DEBATE: Conceito: REGULAR Prejudicado pela mobilização de um público de faixa etária muito baixa. Presença dos professores, diretora da escola, Secretária de Educação, conselho tutelar. Não estive presente nenhum profissional de saúde. Foram colocados pelas professoras a necessidade de manter um dialogo com os pais, principalmente a respeito da sexualidade dos adolescentes, visto que há na cidade muitos casos de gravidez na adolescência.

PESQUISA: MÉDIA GERAL: 5,72 36


As pessoas no geral tiveram muito receio em participar da pesquisa. Essas fizeram relatos de que a população tem sofrido principalmente com tráfico de drogas e falta de água chegando a ficar 6 (seis) meses sem água. Segundo a população o município fica sem médicos no final de semana. A estrada que é única via de acesso à comunidade, em períodos de chuvas fica interditada e a população fica literalmente ilhada. Não há emprego para todos, a economia da cidade gira em torno da prefeitura e de pequenos comércios. O transporte dos estudantes é feito pau de arara, inclusive os universitários que vão para faculdades em municípios vizinhos. A população sofre também com as gestões corruptas, segundo um morador os prefeitos “entram na prefeitura de descalços e saem ricos”. A coleta de lixo só é regular no centro. A população elogiou o ensino, a estrutura das escolas e o programa de atenção básica à saúde.

MIRANDIBA Data: 22/08/11 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÃO: Conceito: RUIM A unidade está funcionando em condições precárias, é nítida a falta de rotina no hospital, o destino do lixo hospitalar é preocupante, ele é descartado junto ao lixo comum e esses vão para o lixão sem nenhum tipo de tratamento, são seringas, tubos de ensaio para exames ainda com sangue. Na unidade há também um cemitério de placentas, em uma fossa com tampa. A equipe está visivelmente despreparada, medicações vencidas, a sala de parto está sub-utilizada. Não são feitas cirurgias, não tem material de reanimação para crianças, o único tubo estava vencido. Os prontuários não têm um preenchimento adequado. Possui parteira todos os dias. Escala de médicos e enfermeiros estão incompletas.

PSF – Está sem médico, fonoaudiólogo e psicólogo. O programa está comprometido pela falta de territorialização. As metas de citologia não são alcançadas.

DEBATE Conceito: Bom 37


Grande mobilização da cidade, presença de assistente sociais, professores das escolas estaduais, municipais, PET e Pró-jovem, Secretária de Educação, conselho tutelar, vereadora e estudantes. Foram apontados casos de prostituição infantil, violência doméstica e também de brigas vinculadas à política. A questão do lixo hospitalar também foi abordado no debate.

PESQUISA MÉDIA GERAL: 6,91 Novamente a equipe de pesquisadores tiveram algumas dificuldades na coleta de dados, muitas pessoas se recusaram a participar da pesquisa. No geral a questão do abuso de poder foi muito comentada pelos moradores. Outras questões colocadas foram à falta de médicos e atendimento precário nos hospitais, o tráfico de drogas, falta de emprego, casos de prostituição infantil na rua principal da cidade onde passam muitos caminhoneiros. O saneamento básico é praticamente inexistente, as pessoas costumam a construir suas próprias fossas. O transporte escolar é precário, também feito em pau de arara, e ainda é utilizado pela prefeitura para fins próprios. Ha relato também de desconto salarial em casos de “afronta” à gestão da prefeitura. Também foi colocado que existe muito racismo na cidade. A questão do lixo vem comprometendo a saúde do município principalmente dos que manipulam esses dejetos, vários catadores já contrariam doenças ao entrar com o lixo hospitalar descartado, alguns inclusive vieram a óbito.

CEDRO Data: 23/08/11 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO: Conceito: RUIM Quando a médica fiscal chegou à unidade não havia nenhum médico, embora tivessem pacientes internados. Após 40 (quarenta) minutos dois médicos chegaram. Foi feita uma notificação, pois a unidade estava sem desfibrilador. Os outros materiais de reanimação não estavam na sala. Os profissionais demonstraram um grande despreparo, não encontravam materiais básicos. As placentas também são colocadas em uma fossa com tampa. 38


PSF – A unidade é pequena e pouco estruturada. Presença remota do médico e não são feitas reuniões clínicas. As reuniões acontecem apenas entre os enfermeiros e Agentes comunitários de saúde. Possui dentista e mastologista. Não há ficha de notificação compulsória. É equipado com o NUTES – Núcleo de tele saúde. Não tem estipulado um processo de marcação de consultas. O programa de vacinação funciona bem.

DEBATE Conceito: BOM Inicialmente a presença do prefeito inibiu um pouco as pessoas presentes. A sala estava cheia, as secretarias todas estavam mobilizadas. O conselho tutelar demonstrou ser bastante atuante. Foram feitos relatos sobre uso de drogas e prostituição de menores. Os próprios adolescentes presentes pediram aos gestores e professores que fossem feitas mais atividades educativas principalmente voltadas para sexualidade. Os presentes pretendem dar continuidade aos encontros.

PESQUISA: MÉDIA: 5,82 As pessoas pareciam mais a vontade para falar. No geral a comunidade colocou que o tráfico de drogas vem coagindo a população local. Existe alto índice de gravidez na adolescência. A população coloca que não existem médicos na Unidade de Saúde no turno da noite, nem nos finais de semana. A economia também é centralizada na prefeitura. Sobre o lazer foi informado que a prefeitura construiu uma academia da cidade, porém esta fica muito distante do centro da cidade, de modo que as pessoas não vão até lá e ela está abandonada. A escola estadual está interditada sob o risco de desabamento. Também foram recebidas denúncias sobre o funcionamento de uma casa de prostituição, chamado cabaré de Maria Preta, inclusive a dona do local foi presa recentemente e logo foi solta, tornando a suas atividades. Foi possível constatar que existem crianças morando na casa.

SERRITA Data: 23/08/11 Turno: Manhã 39


FISCALIZAÇÃO Conceito: REGULAR No geral a Unidade estava organizada, o principal ponto negativo é o armazenamento do lixo hospitalar. Têm médicos todos os dias, com média de 60 (sessenta) atendimentos por dia. Sala de parto é bem equipada e possui material de reanimação, realiza uma média de 20 (vinte) partos por mês. Possui 31 (trinta e um) leitos de internamento. Perdeu alguns profissionais devido à portaria 134.

PSF – No geral é bem precário. Faltam dados as salas são inadequadas, o médico só está em 3 (três) turnos, muitos remédios estão fora da validade, não possui o envelope das famílias, não acontecem reuniões com a comunidade para explicar o programa. Existe um CAPS de Transtorno na cidade.

DEBATE Conceito: Não ocorreu. Houve um nítido boicote às nossas atividades. A secretária de educação nos pediu para esperar por ela na câmara dos vereadores e não apareceu. O grupo resolveu então ir para rádio local para falar sobre a Caravana e fazer considerações sobre o hospital do município, já não iria acontecer o debate. O que foi bastante produtivo, alguns ouvintes inclusive ligaram para tirar dúvidas e tecer comentários.

PESQUISA MÉDIA GERAL: 5,25 Novamente houve muita resistência dos moradores em participar. A questão mais recorrente é a falta de emprego e os salários bem abaixo do mínimo pagos pelo comércio local. As pessoas dizem que a estrutura da escola é boa, mas que os professores são ruins. As opiniões sobre a saúde pública estão divididas.

PARNAMIRIM Data: 24/08/11 40


Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO Conceito: REGULAR A Unidade não apresentou grandes problemas, o lixo é recolhido pela vigilância sanitária. E Existem vários especialistas – ginecologistas, pediatra, endoscopia, clínica médica e cardiologia. PSF

– Não está em funcionamento adequado. Não tem médico, o controle de peso é

feito apenas em função do programa Bolsa família. Não há controle de hipertensos e diabéticos. Não tem controle de farmácia, não tem ficha de notificação compulsória e não há reunião da equipe.

DEBATE Conceito: REGULAR Presença do conselho tutelar, Secretário de saúde, diretor do hospital, diretora de atenção à saúde, estudantes, entre outros. A sala estava cheia porém não tiveram muitas participações. As pessoas falaram principalmente sobre a falta de emprego. O conselheiro tutelar não parecia muito atuante, e chegou a ficar muito encabulado ao falar sobre sexualidade e gravidez na adolescência. Na platéia estava uma garota albina com sérios e perceptíveis problemas de visão e sem usar óculos, o que mostra o descompromisso e falta de cuidado por parte da escola e do PSF.

PESQUISA MÉDIA GERAL: 6,57 Segundo moradores o município, possui muitos portadores de necessidades especiais mentais e não há nenhuma assistência psiquiátrica, ou psicossocial. Inclusive uma residência foi visitada ao receber uma denúncia de que um rapaz portador de necessidade espacial mental, agride constantemente a própria mãe, também portadora de necessidade especial física. Foram relatados ainda casos de salários mensais no valor de 80 (oitenta) reais. E em alguns comércios os trabalhadores ainda deixam parte de seu salário no estabelecimento, o que pode ser configurado como um trabalho escravo. Várias pessoas que precisam realizar exames fora do município não recebem nenhuma ajuda da prefeitura. A cidade possui hoje encanamento, porém a água não chega.

41


De positivo, a cidade possui um aterro sanitário. E as obras das Trans-nordestina estão gerando alguns empregos que pagam conforme as leis trabalhistas.

TERRA NOVA Data: 24/08/11 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÃO Conceito: RUIM A Unidade Mista está abandonada, faltam médicos, não tem equipamentos básicos, não tem estrutura mínima de reanimação, só faz parto em último caso. Foi feita uma notificação com prazo de 120 (cento e vinte) dias para resolução. PSF – A unidade é boa, possui três consultórios, sala de vacina e de curativo. Atende 1.270 famílias, são feitas reuniões semanais da equipe, possui relação mensal do Hiperdia e um laboratório de teste rápido para HIV, Hepatite e Chagas. Não tem NUTES.

DEBATE Conceito: BOM Bastante participativo. Relatos de casos de pedofilia e estupro. Segundo agentes comunitárias de Saúde, o uso do crack se intensificou cronicamente nos últimos anos. Uma professora colocou que existiam reuniões permanentes com os estudantes e seus pais para tratar de temas como sexualidade, drogas, entre outros assuntos, mas os encontros foram perdendo a freqüência de pessoas e deixaram de acontecer.

PESQUISA MÉDIA GERAL: 5,53 Na cidade foram relatados vários casos de depressão de jovens, muito uso de drogas principalmente o Crack. Alguns casos de violência doméstica foram colocados, inclusive violência sexual contra menores.

42


Segundo moradores os salários também são muito abaixo do mínimo. Nas escolas existem mais estagiários do que professores nas salas de aula. O destino do lixo não é conhecido. A água chega dia sim (até 12h), dia não.

SÃO JOSÉ DO BELMONTE Data: 25/08/11 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO Conceito: REGULAR Não há nenhum problema grave no hospital, o que chama atenção é a falta de capacitação dos funcionários PSF – Está sem médico há um mês, todos os PSFs estão sem médico. Não tem material de curativo, nem descartex. Os territórios das ações não são definidos. Tinha o NUTES, mas perdeu devido ao corte da internet pela prefeitura. Existe um CAPS de transtorno no município.

DEBATE Conceito: REGULAR O espaço estava bastante cheio, porém durante o debate tiveram poucas participações. Os gestores afirmaram suas propostas de gestão sem maiores aprofundamentos. Pessoas colocaram o problema da falta de água e de ruas com o esgoto a céu aberto. Casos de prostituição de menores e uso de drogas também foram pontuados.

PESQUISA MÉDIA: 5.46 A população torna a falar basicamente dos mesmos problemas, casos de pedofilia, abuso sexual, prostituição infantil, uso de drogas, transporte escolar em pau de arara, lixo contaminado a céu aberto, falta de emprego, corrupção, etc. Uma particularidade é que o banheiro público da cidade que ficava na região em que é realizada a feira de verduras e frutas da cidade, foi fechado pela prefeitura, agora as pessoas vêm fazendo suas necessidades 43


fisiológicas próximas dos alimentos que estão sendo comercializados, o que vem comprometendo a saúde pública do local.

VERDEJANTE Data: 25/08/11 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÃO Conceito: RUIM Unidade não tem material de reanimação, de segunda a sexta dois médicos se revezam em plantões de 48 (quarenta e oito) e 72 (setenta e duas) horas. Não tem médicos no final de semana. Os casos graves são enviados em ambulâncias. A unidade possui um cemitério de placentas, o único tratamento é a colocação de cal sobre as placentas.

PSF – Tem cobertura de 100% da população, todos os programas são feitos pela enfermeira. A farmácia e a sala de curativo estão em um lugar comum, não tem banheiro para os usuários. O dentista vai para unidade 4 (quatro) vezes por semana. É feito atendimento psiquiátrico em dois dias da semana. O PSF não tem NUTES e aguarda sua nova sede.

DEBATE Conceito: BOM Boa participação da cidade, participação dos agentes de saúde, enfermeiros, diretor do hospital, secretário de governo, secretária de saúde e de educação, além dos estudantes. Foram debatidas várias questões sobre o funcionamento do hospital e da saúde de um modo geral.

PESQUISA MÉDIA GERAL: 6,9

44


Os moradores colocaram a falta de água com um dos problemas mais graves na cidade, chega a faltar água durante 15 (quinze) dias. A coleta de lixo é feita apenas nas ruas calçadas. A cidade também possui muitos portadores de necessidades especiais e não existe nenhum programa para assistência para essas pessoas. A cidade foi a única visitada pelo grupo que possui transporte escolar adequado, a prefeitura disponibiliza transporte também para os universitários que fazem cursos em outras cidades. A construção da Trans-Nordestina tem gerado vários empregos para os moradores.

45


GRUPO 4 – PRETO PAJEÚ

IGUARACY Data: 22/08/2011 Turno: Manhã

Fiscalização Conceito: REGULAR PSF – Boa infraestrutura, 4USF´s no município; Unidade sem médico há dois meses e sem dentista há um mês; Assistem a 1038 famílias. NUTES-UFPE presente e ativo; Vínculos empregatícios extremamente frágeis. HOSPITAL - Infraestrutura mediana, limpo. Paciente sem evolução, sem prescrição e sem admissão. Não há sala vermelha, sem material de reanimação. O hospital dispõe de 11 leitos, com somente um paciente Internado. Placentas incineradas de forma precária e rudimentar no chão dos fundos do hospital, sem incinerador, sala de parto em péssimas condições, sem berço aquecido, faz 8 partos/ano muito abaixo do recomendado. Parteira em atividade, nutricionista apenas uma vez ao mês. Medicação controlada sem controle específico, lavanderia rudimentar (tanque), sem uso de EPI´s. Dois médicos ocupam escala de 4 dias, fins de semana sem médico. Enfermeira somente diarista. Triagem de fim de semana é realizada por técnicos de enfermagem.

DEBATE Devido a uma falha de comunicação, apesar dos telefonemas realizados para confirmação, a atividade do debate não foi executada.

PESQUISA Os destaques positivos são: educação (bastante elogiada pelos comunitários), coleta de lixo e moradia.

46


Destaques negativos: poucas oportunidades de emprego, saúde (considerada bastante ruim por boa parte dos entrevistados), falta de acesso ao lazer, sendo a cidade bastante ociosa. Zona Rural: frequentemente sem médico Comunidade quilombola ocasiona bom intercambio com a cidade, sendo responsável pela pouca atividade cultural de Iguaracy; Existência de sala de inclusão digital no município. Foi citada a presença de conteúdos sobre cultura e história Afro-brasileira nas escolas; A cidade possui Academia da Saúde; Intenso transporte pau-de-arara.

CARNAÍBA Data: 22/08/2011 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÃO Conceito: BOM PSF CARNAIBA II Regular: Estrutura adaptada de um antigo hospital, bastante ampla. Dois médicos dividem os trabalhos da unidade, sendo com frequência de dois dias por semana e outro quatro dias por semana. Horário corrido (7-14 h). Seis ACS (todas as áreas cobertas), vínculos precários. Hospital Bom: Infra-estrutura de boa qualidade, bom dimensionamento do espaço; Porta única de entrada; escala médica completa, laboratório próprio que funciona no horário comercial; RX bem equipado, mas sem automatização de funcionamento; Sala de observação unissex; Cemitério de placenta ativo; Uso parcial de EPI´s; Cerca de cinco partos por mês, lavanderia adequada, com coleta de lixo hospitalar adequada.

DEBATE Conceito: ÓTIMO Excelente e boa presença de vários segmentos sociais. Realizado numa escola estadual recentemente reformada e bastante organizada; Discussão focada na questão da violência contra a mulher, uso de droga, política de saúde mental, saúde do homem e segurança pública; Presença da um sargento da PM enriqueceu o debate com suas contribuições sobre o município.

47


PESQUISA Sentimento de satisfação dos comunitários em relação ao município como um todo; Comunidade quilombola próxima e bastante conectada com a cidade, realizado atividades culturais com frequência; Cidade vive momento de boa expectativa devido à abertura de novas indústrias (doces e cimento); Em andamento também nova escola técnica estadual. Destacamos a Escola de Música do Carnaíba, agora ainda mais ativa e presente na vida das crianças e adolescente. Parte do grupo fez uma visita rápida e evidenciou o bom trabalho lá realizado.

FLORES Data: 23/08/2011 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO Conceito: BOM PSF/Bom: A equipe médica estava completa; os equipamentos urgência/emergência existiam, porém não havia treinamento para esses atendimentos.

de

Hospital/Bom: Infraestrutura boa, a manutenção realizada periodicamente; Porta de entrada única; Hospital organizado porém havia muita ociosidade; a sala vermelha era escondida no fundo do hospital, adaptada do bloco cirúrgico já que o mesmo não é utilizado, o material de reanimação estava bagunçado e contaminado; Em relação à documentação, as escalas estavam confusas.

DEBATE Conceito: BOM Debate bem acalorado com boa representação de trabalhadores da saúde, estudantes de escola especial e outros setores da sociedade local; Foco na discussão de uso de drogas, política de saúde mental; Não há promotor na cidade, vindo duas vezes por mês.

48


PESQUISA Considerações: Emprego e diversão mediana; Educação bem elogiada; Saúde pública bem avaliada; Transporte escolar teve melhoras; Aumento de usuários de drogas ( crack principalmente) Moradia é considerada boa; Presença de discussões de cultura afro.

CALUMBI Data: 23/08/11 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÃO Conceito: RUIM PSF: Fechado, só funciona pela manhã. Hospital: Sujo, mal conservado, claramente sem manutenção; Funcionamento ambulatorial: ociosidade no serviço; Lavanderia adequada; Laboratório repleto de baratas.

DEBATE Conceito: RUIM Sala esvaziada, presença basicamente de estudantes; Pouca interação; Pouco interesse dos em participar do debate.

PESQUISA Considerações: Cidade bastante pobre; Muitos casos de etilismo crônico sem possibilidade de tratamento no município; Relatos de prostituição infantil; 49


Prefeitura com vínculos precarizados; Água nas torneiras três vezes por semana; Conselho Municipal de Saúde está sem representação de usuários Escola encontra-se bastante suja.

BREJINHO Data: 24/08/2011 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO Conceito: REGULAR PSF/BOM: Muito boa infraestrutura; Escala de plantão completa; Criação de um blog na USF. Hospital/Péssimo: 100% demanda do SUS com repasse dificultoso por parte da gestão municipal, pequena porta de entrada única e sem material de reanimação. Farmácia fechada, somente aberta quando a funcionária está na cidade. Sala de parto, pré-operatório com estrutura bem antiga, claramente em desuso; ausência de acondicionamento de lixo (sacolas de supermercado); dispensa sem porta; apenas dois pacientes internados; lavanderia precária.

DEBATE Conceito: Temas abordados: Pouca atividade econômica; Boa cobertura dos PSF´s; Alto índice de suicídio; Sem acompanhamento e resolutividade no campo da saúde mental; Inexistência de CAPS, alto índice de uso de psicotrópicos.

PESQUISA Considerações: Boa impressão da saúde; Pouca oportunidade de emprego; Muitos migram em busca de emprego em outros estados. Segurança comprometida, população faz uso de segurança privada. Cidade marcada pela presença maciça de mulheres e crianças, pois os homens permanecem buscando oportunidades de emprego em outras cidades, seja no corte de cana, seja na busca de oportunidade em cidades grandes. 50


Há cerca de quinze dias quarenta homens migraram para São Paulo, em busca de um emprego, deixando suas famílias.

ITAPETIM Data: 24/08/2011 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÃO Conceito: REGULAR PSF: Infraestrutura bem limitada; enfermeiro coordena o programa; médico atende alguma fichas e vai embora; sem urgência e emergência; em processo de implantação do NASF; grande índice de gravidez da adolescência; número elevado de famílias por ACS (1200); Não há política de educação permanente. Unidade mista; notória as readequações do hospital; pediatria com leitos amontoados; pós operatório em funcionamento; poucos leitos ocupados; sala de parto sucateada; material de reanimação sem disponibilidade de uso imediato; incubadora em desuso; sem banco de sangue; emergência confusa, sem fluxo, sem divisão de ambiente; RX muito antigo; chave da sala na casa da técnica ; sem autorização para funcionamento; sem dosímetro

DEBATE Conceito: RUIM Foram comentados temas como gravidez na adolescência e abuso de drogas;

PESQUISA Considerações: Assuntos mais comentados pelos entrevistados: Hospital sem remédio, Gravidez na adolescência; Elevado consumo de álcool e outras drogas; Desemprego; Segurança privada devido à falta de policiamento.

51


INGAZEIRA Data: 25/08/2011 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO Conceito: RUIM PSF/REGULAR: Médico, enfermeiro e dentista três vezes por semana; Estrutura física bastante precária; Presença de plataforma NUTES; Hospital/Péssimo: Hospital Municipal - Unidade Mista; Médico duas vezes por semana; Farmacêutico duas vezes por mês; sala vermelha com material de reanimação confuso e sem utilização; falta de medicação no carro de parada; ausência de coleta seletiva; sala de obstetrícia em desuso desde 2009; Portas de enfermaria de internamento e emergência em comum; CME divide o mesmo espaço com a lavanderia; lavanderia rudimentar com quatro máquinas domesticas; Instrumentais cirúrgicos erroneamente desinfetados; Farmácia desorganizada e desabastecida, sem registro de dispensa e controle de psicotrópicos; Sala de parto precária sem material de reanimação.

DEBATE Conceito: RUIM Presença de poucas pessoas. Relato de alto consumo de álcool entre adolescente.

PESQUISA Considerações: Temas mais abordados pelos entrevistados: Ausência de políticas públicas para lazer e bem estar da população; Pouca oportunidade de emprego; Alto índice de gravidez na adolescência; População com boa expectativa dos projetos governamentais (Academia da cidade, mercado livre e casas populares).

52


AFOGADOS DA INGAZEIRA Data: 25/08/2011 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÃO Conceito: REGULAR PSF/Regular: Estrutura Física bastante comprometida com único consultório para toda a equipe. Construção residencial mal adaptada para USF. Pacientes chegam de madrugada para garantir as poucas fichas de atendimento médico. Acaba por ser um atendimento de demanda espontânea focado no horário corrido (5h as 13h) do médico. Hospital/Bom: Estrutura grande e espaçosa com duas portas de entrada (sendo a de pediatria não utilizada); Não há acolhimento e estratificação de risco: ausência de regulação de leitos (SUS e conveniados da cidade) pela central de regulação; Posto de enfermagem único na emergência ( para adulto, pediatria e obstetrícia) e corredor único para clinica médica, pediatria, obstetrícia e cirurgia; Enfermarias separadas por sexo; Boa sala vermelha; Centro cirúrgico e obstétrico no mesmo espaço(mesmo bloco cirúrgico); Três incubadoras sem utilização; Repasse de 74.000,00 insuficientes para todas as despesas; Farmácia bem organizada(farmacêutico 5x na semana); Lavanderia com fluxo sujo/limpo inadequada; funcionários sem uso de EPI; Material de limpeza utilizado de uso domestico (inadequado);Laboratório funciona fora do hospital; Banco de sangue fora do hospital; Escala médica incompleta.

DEBATE Conceito: ÓTIMO Debate produtivo e participativo. Foco no abuso sexual de crianças e adolescentes e violência contra mulher. Pessoas relatam o abuso de álcool e outras drogas na cidade. Relato emocionante de adolescente vítima de espancamento.

PESQUISA Considerações: Assuntos abordados pelos entrevistados: Lazer resumido a shows e festas, ausência de outras atividades culturais; Pessoas relatam presença de corrupção no município; Saúde considerada mediana.

53


QUIXABÁ Data: 26/08/2011 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO Conceito: RUIM PSF: Confuso, unidade alugada, prestes a inaugurar unidade nova (segundo relatos da equipe); Médicos três vezes por semana, enfermeira cinco vezes na semana, dentista quatro vezes por semana. Facilidade dos vínculos empregatícios. Muito comum presença de médicos cubanos e bolivianos, sem CRM. 1080 famílias. Dois PSF’s no município, equipes sobrecarregadas Hospital: Cidade sem serviço de pronto-atendimento. Centro médico, sem presença de médicos. Grande quantidade de mediação injetável, unidade bagunçada, PNI desorganizado, basicamente ambulatorial. Consultório odontológico sucateado, fora de uso.

DEBATE Conceito: BOM Os participantes desta atividade fizeram os seguintes destaques: Apesar das grandes dificuldades relacionadas à saúde e transporte, a cidade conta com biblioteca e escola de música. Atendimento de consciência política dos comunitários. Atividades culturais articuladas em boa parte da comunidade quilombola (sítio da gia) Presença de associação de combate de violência contra a mulher. Muitos casos de prostituição infantil. Não há promotor na cidade. Grupo de AA ativo. Fornecimento de água: 15/15 dias (dois dias na torneira)

PESQUISA Considerações: Os entrevistados abordaram os seguintes assuntos: Estrada péssima, o que já ocasionou muitos acidentes, alguns com mortes. Poucas oportunidades de emprego. População fala do alto índice de corrupção. E do poder estar centralizado em uma única família. 54


Muitos casos de abuso de drogas na cidade.

55


GRUPO 05 - AMARELO SERRA TALHADA

SÃO JOSÉ DO EGITO Data: 22/08/2011 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO Unidade Mista de Saúde Maria de Rafael de Siqueira (Municipalizada), CNPJ 11.543.180/0001-20, estabelecida na Praça da Bandeira s/n, fone: 87-38441192. Foram sido verificadas as seguintes ocorrências: 1 – Não existe comissão de ética médica e de revisão de prontuário médico; 2 – Não havia escala médica completa, bem como livro de ocorrências; 3 – O Rx se situa a frente da sala de triagem e sem dosímetro, ausência de hemoterapia e ultra-sonografia. USF: CENTRAL (Assiste a 4500 pessoas) Sem acesso a cadeirantes, não havia usuários na Unidade sob alegação de que a última semana do mês é para trabalhos burocráticos. A antiga copa/cozinha é utilizada para coleta de Papanicolau, expurgo e guarda de material de limpeza, em um só ambiente. Faltam vacinas contra meningite, DPT, hepatite B, Tríplice viral. Os prontuários são preenchidos inadequadamente, com pouquíssimas informações, algumas antigas, com aparência de pouca utilização. Conclusão: Prédio mal adaptado para funcionar como Unidade de Saúde, faltam várias medicações básicas, inclusive vacinas, sem rotinas relacionadas à Estratégia Saúde da Família.

DEBATE Temas abordados: Violência contra as prostitutas tanto pela polícia como pela população. Críticas em relação ao filme julgando mostrar apenas o lado negativo do sertanejo e que deveria mostrar as potencialidades. Drogas – Crack tanto na zona rural como na zona urbana o que tem aumentado significativamente os índices de violência na cidade com pequenos furtos e invasões aos domicílios. 56


Dificuldades no acesso à saúde pelos moradores do sítio pois lhes é negado atendimento nos hospital da cidade sendo encaminhados para os PSF’s que não tinham médico. Equidade e igualdades na saúde.

PESQUISA Considerações: Foram colhidas informações junto à comunidade no dia, 22 de agosto entre 10 às 11:45 da manhã, no qual foram entrevistados 27 moradores deste municípios, dentre os quais; 15 são mulheres e 12 homens com idade de 15 à 78 anos. Diversas foram às contestações com destaque para ausência de saneamento básico, lazer, transporte, médicos, medicamentos, atendimento de péssima qualidade. Os elogios estavam voltados à limpeza e educação, quanto à violência contra mulher os entrevistados informaram que havia muitos casos e era visto por todos. O uso de drogas aumentou visivelmente o índice de violência na cidade.

TUPARETAMA Data: 22/08/11 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÃO Conceito: Unidade de Mista de Saúde Severino Souto Siqueira (Municipalizada), CNPJ 11.358.124/0001-60, estabelecida na Av. Pedro Tunu da Costa s/n, fone 87-38281156 R -206, Não possui comissão de ética; R-X sem qualquer proteção e de frente a sala de triagem, expondo a todos a irradiação, e sem dosímetros; Sala de parto, fluxo Pré-parto-PartoPuerpério, Bloco cirúrgico, esterilização e unidade de nutrição inadequados, e ausência de farmacêutico. USF: JOSEFA TORRES (SEDE) Cobre 1700 famílias. Vacinas, curativos e nebulizações são feitos numa mesma sala. Não há acesso a cadeirantes, os consultórios não tem lavatório para as mãos (pia), só há uma pia na USF sem sabão, nem papel. Os únicos antibióticos na USF são amoxicilina pediátrica e ampicilina adulto. Conclusão: Prédio sem condições de funcionar como Unidade de Saúde, equipe sem organização dos seus arquivos e dados, unidade tem aparência de escassa movimentação de usuários. 57


DEBATE Temas abordados: Dificuldade no acesso à saúde devido às más condições das estradas. Ausência dos direitos trabalhistas para os trabalhadores rurais. Gravidez na adolescência. Violência contra a mulher. Abuso sexual de meninas por seus padrastos. Aumento da violência por causa das drogas – crack e álcool. Carência de uma UTI e UPA’s para a região do Pajeú para referenciar pacientes.

PESQUISA Considerações: Foram colhidas informações junto à comunidade no dia, 22 de agosto entre 14 às 16:00 da tarde, no qual foram entrevistados 24 moradores deste municípios, dentre os quais; 15 são mulheres e 8 homens com idade de 22 à 64 anos. O que se pode destacar foi à qualidade na educação, elogiada por todos, porém na saúde a população relata ausência de médicos, equipamento em geral e atendimento ruim. A violência vem crescendo mediante ao aumento de usurários de drogas.

TRIUNFO Data: 23/08/11 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO Unidade Mista de Saúde Felinto Wanderley, CNPJ 11.350.650/0001-95, estabelecida na Av. Prof. Pompilio E. Wanderley s/n, fone: 87-38461240, tendo sido observado as seguintes situações: – Não possui comissão de ética médica e de revisão de prontuário médico e livro de ocorrência médica e sem parteira: 58


– Ausência de Rx, hemoterapia e ultra-sonografia, este ultimo encontra-se inativado desde o começo de 2011, por falta de médico. – Sala de parto, fluxo Pré-parto-Parto-Puerpério, esterilização e fluxo, além de unidade de nutrição e dietética inadequados, vale salientar o improviso do leito aquecido.

PSF: ARTUR LEAL DINIZ (PSF 1 de área Urbana) Assiste 1476 famílias. Vacina é a mesma, com janela aberta para a recepção, sem condicionador de ar. Coleta de Papanicolau, e puericultura é feito no consultório de enfermagem, que não tem pia, nem janela. O consultório médico não tem janela. Sorologia para Hepatite é feita no LACEN, com demora para o resultado de até 4 a 7 meses. HIV é feito por teste rápido na própria USF. Conclusão: equipe merecia um melhor local para trabalhar, tem potencial para se desenvolver, mas falta infra-estrutura física, exames complementares, especialistas, treinamentos.

DEBATE Temas abordados: Dificuldade no acesso à saúde para quem mora no sítio. Necessidade da população de participar das conferências municipais de saúde como controle social. Necessidade da população para transformar realidade e brigar pelos direitos. Exemplo de inclusão social, pois havia na platéia uma intérprete de libras para alunos com deficiência auditiva. Relato de vida sobre a peregrinação de uma mãe até chegar à capital onde oferecia atendimento adequado e especializado para seus filhos com histiocitose.

PESQUISA Considerações: Foram colhidas informações junto à comunidade no dia, 23 de agosto entre 10 às 12:00 , no qual foram entrevistados 22 moradores deste municípios, dentre os quais; 13 são mulheres e 9 homens com a seguinte faixa etária de: 13 à 87 anos. A cidade é rica em turismo, porém sem atrativo para população que fica restrita ao SESC. Os jovens entrevistados falavam da falta de perspectivas de bons empregos. A educação é boa, já a saúde é precária, muitos reclamavam da falta de profissionais e medicamentos. Foi comentado pelos entrevistados que um cidadão precisou comprar material para fazer curativos. O índice de violência é baixo a 59


cidade é pacata e poucos são os relatos de usuários de drogas e violência contra mulher. A situação de emprego é muito difícil e a maioria das pessoas são funcionários da prefeitura.

SANTA CRUZ DA BAIXA VERDE Data: 23/08/11 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÃO Unidade Mista de Saúde São Francisco, CNPJ 35.445.485/0001-01, estabelecida a rua Manoel da Cruz, nº 426, fone: 87-38468146, tendo sido verificado as seguintes situações: – Não tem comissão de ética e de revisão de prontuário médico e nem livro de ocorrência médica: – Equipe Médica incompleta: – Não tem laboratório, ECG, Hemoterapia e ultra-sonografia, já o Raio-X não possui parede adequada.

PSF - Imóvel construído para PSF, novo e recém inaugurado, com acesso a cadeirantes. Conclusão: apesar de muito nova, é claro o aproveitamento do investimento no prédio para melhorar a saúde da população como um todo, colocando alem de uma equipe de PSF para uma área adstrita, um consultório de oftalmologia, um de ultrassonografia, e prótese dentária, estes últimos três para a população em geral. Os exames laboratoriais do município são terceirizados com um laboratório privado.

DEBATE Temas abordados: Prostituição de menores que se oferecem nas feiras. Violência contra a mulher na zona rural com poucas denúncias. Leilão de médicos – cidade que pagar melhor salário tem médico.

60


Necessidade da carreira de estado para médico, estabelecendo piso salarial fixo para todo o estado. A população perene do município é composta de mulheres, crianças e idosos, pois a maior oportunidade de emprego é no corte da cana em outras cidades, onde os homens provedores da família passam 7 (sete) meses fora de casa.

PESQUISA Considerações: Foram colhidas informações junto à comunidade no dia, 23 de agosto entre 14 às 16:00, no qual foram entrevistados 21 moradores deste municípios, dentre os quais; 11 são mulheres e 10 homens com idade de 11 à 60 anos. Quanto à saúde tivemos vários relatos no que se refere à ausência de médicos e medicamentos em geral, além do péssimo atendimento prestado à população pelos médicos. A coleta não seletiva, o lixo comum se mistura ao lixo hospitalar. A população sofre com a água porque eles tem que pagar R$ 30,00 reais pela água salgada e R$ 10,00 reais pela doce de pendendo da situação se compram três garrafões de água por semana, em alguns locais a água nem chega. Não tem transporte público para a população, os estudantes são transportados em pau-de-arara. O emprego é escasso, a maioria das pessoas são funcionárias da prefeitura.

SANTA TEREZINHA Data: 24/08/11 Turno: Manhã FIZCALIZAÇÃO Unidade mista de saúde Santa Terezinha, CNPJ – 11.385.140/0001-52, estabelecida a Rua Silvino Leite s/n, na cidade de Santa Terezinha, fone: 87-38591206, em 24 de agosto de 11, tendo sido verificado as seguintes situações: – Não existe comissão de ética e revisão de prontuário: – Não havia médico e nem paciente na unidade:

USF: USF EDSON MORATO DE HOLANDA (Área Urbana) Assiste 900 famílias.

61


Conclusão: Unidade ampla, bom padrão de construção, utilizada como base para os serviços da Atenção Básica Municipal, como digitação e transmissão de dados, e como instalação do PNI, não é uma Unidade Típica de PSF.

USF: USF VILA MARIA LICA (Área Urbana) Assiste 750 famílias. Salas pequenas, escuras, com mofo, e infiltração. Consultório sem janelas, sem condicionador de ar. Sorologia HIV e Hepatite até 180 dias. Falta captopril, azitromicina,. Há casos de alcoolismo e crack na comunidade, porém não tem como tratar. Conclusão: Tão precária que não tem condições de funcionamento.

DEBATE Temas abordados: População pouco participativa. Problemas crescentes: crack e prostituição. Apelo para os pais participarem no combate às drogas. Migração em busca de oportunidades de emprego, principalmente na construção civil em São Paulo.

PESQUISA Considerações: Foram colhidas informações junto à comunidade no dia, 24 de agosto entre 10 às 12:00, no qual foram entrevistados 23 moradores deste municípios, dentre os quais; 12 são mulheres e 11 homens com idade 17 à 62 anos. População relatou acima de tudo a falta de emprego. A corrupção também foi mencionada como um problema grave no município. A população não tem acesso a um lazer público, existe programa de combate as drogas, embora pareça crescente o número de usuários. A coleta de lixo foi destacada como um ponto positivo, contrário a isso na saúde, a população vem sofrendo com a falta constante de médicos, medicamentos e um hospital desestruturado para o atendimento. A educação vem gradativamente melhorando.

62


TABIRA Data: 24/08/11 Turno: Tarde

FIZCALIZAÇÃO Hospital Dr. Luiz José da Silva Neto, CNPJ – 10.687.065/0001-00, estabelecida a av. Raimundo Pereira Pinto nº 167, fone 87-32472722, tendo sido observado às seguintes situações: – Não possui comissão de ética e de revisão de prontuário, nem livro de ocorrência médica e nem hemoterapia: OBS: A ESTRUTURA DO HOSPITAL DEIXA A DESEJAR, E MESMO ASSIM É SUBUTILIZADA.

PSF BAIRRO DE FÁTIMA (Área Urbana) Assiste 1254 famílias. Equipe tenta se organizar em espaço exíguo, Unidade sem água já há algum tempo, há baldes para armazenar água. Conclusão: USF sem condições de funcionamento.

DEBATE Temas abordados: Saúde precária: faltam médicos nos PSF’s e no Hospital, atendimento péssimo e estruturas físicas inadequadas. Transporte escolar do sítio em pau de arara. Venda de álcool para menores de idade sem fiscalização. Uso de Crack. Muitos casos de agressão contra a mulher Encanamento da água feito de amianto com abastecimento a cada 15 dias Necessidade de programas voltados para humanização da saúde.

63


PESQUISA Considerações: Foram colhidas informações junto à comunidade no dia, 24 de agosto entre 14h às 16:00 , no qual foram entrevistados 23 moradores deste municípios, dentre os quais; 11 são mulheres e 12 homens com idades entre 17 à 68 anos. A cidade conta com pólos industriais em crescente ascensão, contudo falta escola técnica profissionalizante para os jovens. A saúde está fragilizada, não tem médicos nem medicamentos. A Gestão não investe na qualidade da saúde, educação, segurança, projetos de inclusão social e resgate dos jovens do cenário de criminalidade e drogas. O saneamento básico precário. O conselho Tutelar é atuante.

SOLIDÃO Data: 25/08/11 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO Unidade de saúde Maria Gesuína da Silva, CNPJ – 09.794.975/0157-20, estabelecida a rua Luiz Carolino de Siqueira nº139 fone: 87-38301108 (orelhão), tendo sido verificado as seguintes situações: – Não tem comissão de ética médica e de revisão de prontuário: – Não havia médico de plantão, nem enfermeira chefe, nem paciente internado, e nem escala de plantão: – O mesmo possui serviço de fisioterapia e odontologia: –Raio-X está quebrado há 4 anos, laboratório sem funcionar, e ultra-sonografia quebrada; – Possui sala de parto, bloco cirúrgico sem funcionar, sendo que a esterilização esta com autoclave quebrado, além de gerador quebrado: OBS: A unidade em tese possui uma ótima estrutura física, necessitando de reparos adequados bem como de recursos humanos, para funcionar adequadamente.

USF: PSF CENTRO (Área Urbana) Assiste 810 famílias.

64


Acesso a água corrente na USF é um grande problema, tanto pela escassez quanto pela falta de instalações hidráulicas. A copa é sala de espera para o consultório odontológico, e onde são pesados os bebês para puericultura. Conclusão: USF sem condições de funcionamento.

DEBATE Temas abordados: Alguns relatos centrados na religiosidade. O valor da mulher. Casos de prostituição de menores em ponto turístico da cidade (a gruta da santa). Necessidade da revolução interna para então buscar a transformação da realidade.

PESQUISA Considerações: Foram colhidas informações junto à comunidade no dia 25 de agosto entre 9:30h às 10:30h, no qual foram entrevistados 20 moradores deste municípios, dentre os quais; 12 são mulheres e 08 homens com idade entre 13 a 66 anos. Entre os assuntos mais abordados foram a prostituição, o uso de drogas, que supostamente levou dois jovens ao suicídio no município, além do notório aumento da violência. Conselho tutelar atuante, fazem ronda sempre. Os entrevistados colocaram que a falta de médicos é uma constante na cidade, além da falta de medicamentos. Os PSFs da zona rural promovem mutirões de atendimento, onde todos são atendidos em dois dias. A educação foi elogiada, e promove trabalhos voltados para a inclusão social com alunos especiais. Relatos de violência contra mulher, casos de espancamento diário. O lixo comum misturado com lixo hospitalar queimados a céu aberto provocando transtornos à população. A população coloca ainda a falta da promoção de lazer público, comunitário. A água chega de oito em oito dias e não há saneamento básico.

SERRA TALHADA Data: 25/08/11 Turno: Tarde 65


FISCALIZAÇÃO Hospital Regional Professor Agamenon Magalhães, estabelecido a Rua Comandante Superior nº955, centro, na cidade de Serra Talhada, fone: 87-38319600. Verificadas as seguintes ocorrências: – Não possui comissão de ética médica e de revisão de prontuário médico e nem hemoterapia: É importante frisar que o hospital necessita urgente de recursos humanos, tanto de médicos como de enfermagem.

USF: PSF SÃO CRISTÓVÃO (Área Urbana) Assiste 1741 famílias. O expediente da equipe é de 07 às 13 horas. Tem um padrão razoável com alguns erros fáceis de corrigir, como autoclave em sala de curativo. Conclusão: USF em condições de funcionamento, a carência é de Recursos Humanos.

DEBATE Temas abordados: Escalas médicas incompletas nos PSF’s e HOSPITAL Prostituição e drogas. Ausência de programas focados na humanização da saúde. Crítica ao filme por mostrar apenas tristezas do sertanejo. Denúncia de descaso no atendimento hospitalar.

PESQUISA Considerações: Foram colhidas informações junto à comunidade no dia, 25 de agosto entre 14:15 às 16:00 , no qual foram entrevistados moradores deste municípios, dentre os quais; 11 são mulheres e 12 homens com idade entre 17 à 68 anos. Dentre os assuntos mais comentados estão a educação e a saúde. Estudantes falaram com positivamente do local onde estudam e população de modo geral aprovava a estrutura da saúde, pontuando alguns problemas existentes, como: falta de medicação e de médios nos atendimentos dos PSFs. Ha diferença no abastecimento de água de acordo com a região. Foi dado o exemplo da rua chamada de Sem 66


Teto, desprovida de saneamento básico, coleta de lixo e de água encanada. A violência vem aumentando em virtude do uso de drogas.

OBSERVAÇÃO GERAL SOBRE O FUNCIONAMENTO DOS PSFs No grupo cinco, fechamos as fiscalizações nas USFs de 08 municípios sem encontrar nenhum medico para entrevistar. Há um padrão de contratação de médicos na região de 03 expedientes por semana. As instalações prediais são, de um modo geral precárias, algumas sem condições de funcionamento. A Carência de médicos é o que caracteriza a região, fazendo com o processo de trabalho médico não guarde nenhuma relação com a especialidade de Medicina de Família e Comunidade.

– Importante destacar sobre a carência de sorologia de HIV e Hepatite B, que são feitos no LACEN e demoram até 180 dias para chegar, é algo que a SES poderia melhorar. Grande parte destas Prefeituras terceirizam os exames básicos com laboratórios particulares. Na cidade de Solidão tem um bom Hospital sem profissionais para fazê-lo funcionar, e uma atenção primária completamente desaparelhada.

67


Grupo 6 - Lilás

Betânia Data: 22/08/11 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO: Conceito: Regular O hospital não tem CEM, CCIH e nem Comissão de Revisão de Prontuário. Não tem sala vermelha e nem material de reanimação na sala de parto e sala de cirurgia. A escala de plantão é coberta por três médicos. O diretor técnico dá plantão de 4ª a sábado e se divide entre o hospital e o PSF. Enfermarias sem fonte de o². ECG com telemetria em Salvador. Rx inadequado. Lavanderia artesanal. Roupa seca ao relento. Não tem coleta seletiva de lixo. O esgoto corre a céu aberto.

PSF- Programa de saúde da família Visitado o PSF no distrito de São Caetano. Médico presente em três turnos/semana. Sala do NASF. Computador c/ rede NUTES. O médico não estava no horário da visita. A enfermeira não soube informar quantas famílias a equipe atende. Farmácia abastecida. Estrutura física boa. Sala de odontologia.

DEBATE Conceito: Bom Estavam presentes 74 pessoas (predomínio de estudantes). Presentes também de profissionais da saúde e educação. Foram relatados casos de abuso sexual e exploração infantil na região; Caso de padrasto que abusou de três crianças e está preso. Dificuldade no acesso à assistência médica de qualidade. Destaque para o alto consumo de drogas, especialmente no bar do sovaco.

68


PESQUISA Dados quantitativos: Total de entrevistados: 21 pessoas Quanto ao gênero: Feminino: 12 pessoas= 57,1 % Masculino: 09 pessoas = 42,9 % Quanto ao estado civil: Solteiro: 09 pessoas= 42,9 % Casado: 10 pessoas= 47,7% Outros: 01 pessoa=4,7 % Viúvo: 01 pessoa =4,7 % Entendimento sobre a cultura negra: Sim: 12 pessoas= 57,1 % Não: 09 pessoas = 42,9 % Média das notas por variáveis: Emprego= 4,26% Diversão= 5,8% Educação= 7,74% Saúde= 6,59% Transporte= 7,13% Moradia= 6,93% Violência e drogas=5,32% Corrupção= 4,93% Coleta de lixo= 8,61% Média geral: 6,34%

Dados qualitativos: - Não existe lazer público. - Não tem saneamento básico em vários bairros. - Transporte escolar em pau de arara – escolas e faculdades. - Quantidade insuficiente de médicos - Muita venda de drogas (maconha e cocaína) - Transporte de saúde- ambulância -Educação: As escolas melhoraram. - Polícia agressiva. - Empregos em função da prefeitura.

69


Custódia Data: 22/08/11 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÃO: Conceito: Regular A Unidade está em reforma. Há 3 ambulâncias. A escala médica está completa, com três obstetras de sobreaviso. Há material de emergência. Tem CCIH. O Raio-X estava em manutenção. Tem ECG com telemetrio. O laboratório funciona 12 horas diurno. Não tem USG. A lavanderia é adequada. A Farmácia é bem organizada.

PSF- Programa de saúde da família Há médico três vezes na semana. A estrutura física é boa. A farmácia é abastecida. Tem NASF e rede Nuts.

DEBATE Conceito: Ótimo O público foi bastante participativo, estiveram presentes sindicatos, profissionais de saúde, vereadores, Conselho Tutelar. Mencionaram que a violência vem aumentando com o uso de drogas na cidade. O abuso sexual é frequente. Falta de capacitação profissional Número de participantes: 42(média)

PESQUISA Dados quantitativos: Total de entrevistados: 20 pessoas Quanto ao gênero: Feminino: 9 pessoas= 45% 70


Masculino: 11 pessoas = 55% Quanto ao estado civil: Solteiro: 11 pessoas = 55% Casado: 08 pessoas= 40% Viúvo: 01 pessoa = 5% Entendimento sobre a cultura negra: Sim: 3 pessoas = 15% Não: 17 pessoas = 85% Média das notas por variáveis: Emprego= 5,75 Diversão= 3,75 Educação= 5,15 Saúde= 3,1 Transporte= 5,45 Moradia= 6,6 Violência e drogas= 5,3 Corrupção= 2,8 Coleta de lixo= 7,1 Média geral: 5,2

Dados qualitativos: Existe pau de arara Muitos problemas com drogas e já existe crack na cidade. Polícia agressiva Muitos casos de alcoolismo Não tem lazer público.

Jatobá Data: 23/08/11 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO: Conceito: Regular

71


O hospital foi do estado e recentemente foi municipalizado. A unidade recebe casos da Bahia. A Escala médica está completa e tem obstetra de sobreaviso. O Raio-X está sendo instalado. Tem CCIH. Não existe sala vermelha. No bloco cirúrgico foi encontrado material oxidado e não existe sala de observação. Não há farmacêutico. E faltam extintores há dois meses.

PSF- Programa de saúde da família Número excessivo de famílias, mais de 1.000. Há médico três vezes na semana. Tem rede Nuts. Há uma microárea descoberta. O PSF não tem farmácia interna, só na geral do município.

DEBATE Conceito: Bom Estiveram presentes estudantes, secretário de saúde, coordenadoria da mulher. Foi exposto que as festas da cidade são obrigatoriamente com bandas que não toquem músicas vulgares. O conselho tutelar reclamou da falta de estrutura. Foi identificado o problema com drogas na cidade. Número de participantes: 37(média)

PESQUISA Dados quantitativos: Total de entrevistados: 20 pessoas Quanto ao gênero: Feminino: 10 pessoas= 50% Masculino: 10 pessoas = 50% Quanto ao estado civil: Solteiro: 5 pessoas = 25% Casado: 13 pessoas= 65% Divorciado: 02 pessoas= 10% Entendimento sobre a cultura negra: Sim: 3 pessoas = 15% Não: 17 pessoas = 85% Média das notas por variáveis: 72


Emprego= 5,55 Diversão= 3,33 Educação= 7,77 Saúde= 4 Transporte= 7,55 Moradia= 5,11 Violência e drogas= 1,11 Corrupção= 1,44 Coleta de lixo= 7,66 Média geral: 4,84

Dados qualitativos: As pessoas avaliaram a saúde como ruim. Médicos fazem horário para atender. O lazer público é péssimo. O transporte escolar foi elogiado. A coleta seletiva é feita pela Chesf. História de médico que agrediu uma paciente após discussão.

PETROLÂNDIA Data: 22/08/11 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÃO: Conceito: Bom - Estrutura física boa - Escala de Médicos completa - Tem classificação de risco - Sala vermelha bem equipada - Centro cirúrgico com 02 salas, todas bem equipadas. - Laboratório completo atende urgências e ambulatório. Dosam até troponina. 73


- Farmácia completa, nenhuma medicação em falta nesta data. - Ambulatório de várias especialidades. - Serviço de Fisioterapia, Psicologia e Fonoaudiologia, inclusive realizam audiometria. - Rx bem equipado com laudo do DEN e dosímetros. ECG com telemetria (Salvador), EEG, USG. - Centro de referência em hematologia para a região. - Ceatox para a região - Arquivo de prontuários muito bom - Cozinha bem equipada e higienizada - Coleta seletiva do lixo. - Lavanderia dentro dos padrões. - 8 Ambulâncias

PSF- programa de saúde da família Conta com 07 equipes de PSF04 em zona rural e 03 em área urbana Estrutura física ruim, banheiro único, sem acessibilidade para cadeirante,. Tem hiperdia e pré-natal. Equipe com 01 médico, 01 enfermeira, 01 aux. de enfermagem, 07 ACS e 01 recepcionista.

DEBATE Conceito: Regular Alto índice de suicídio. Facilidade com o tráfico de drogas. Aumento do consumo de drogas na região. O conselho tutelar, promotor e demais autoridades vêm tendo dificuldades em agir porque a população omite as informações e não denunciam o crescente número de abuso sexual. NÚMERO DE PARTICIPANTES: 53(média)

PESQUISA: Dados quantitativos: Total de entrevistados: 20 pessoas Quanto ao gênero: 74


Feminino: 5 pessoas = 25 % Masculino: 15 pessoas = 75 % Quanto ao estado civil: Solteiro: 10 pessoas= 50 % Casado: 09 pessoas= 45 % Divorciado: 01 pessoa=5 % Entendimento sobre a cultura negra: Sim: 4 pessoas= 20 % Não: 16 pessoas = 80 % Média das notas por variáveis: Emprego= 4,7 Diversão= 4,3 Educação= 8,0 Saúde= 5,4 Transporte= 8,2 Moradia= 7,5 Violência e drogas= 4,3 Corrupção= 3,9 Coleta de lixo= 8,3 Média geral: 6,5 Dados qualitativos: Referido como único lazer a orla do Rio S. Francisco. Transporte escolar satisfatório Educação satisfatória Muito uso de droga levando ao aumento da violência. Relato de crianças atravessando o rio S. Francisco com drogas. Acesso à saúde com filas de madrugada para pegar ficha. Polícia agressiva

Tacaratu Data: 24/08/11 Turno: Manhã

75


FISCALIZAÇÃO: Conceito: Regular A maior queixa da gestão do hospital foi cumprimento da Portaria 134/Ministério da Saúde, o município perdeu muitos médicos especialistas e desestruturou a rede. A escala de médicos é completa. A escala de enfermagem é incompleta. A lavanderia é doméstica. Não existe bloco cirúrgico, apenas obstétrico.

PSF- Programa de saúde da família USF Alto da Boa Vista, há médico concursado e na USF quatro dias/semana. O enfermeiro é concursado. A Unidade tem boa estrutura física, porém sem sala de pequenos procedimentos. A Unidade é muito organizada, com quadros de rotinas. Não tem farmácia, esta fica no hospital (centralizada).

DEBATE Conceito: Ótimo O debate contou com a presença de professores, estudantes, moradores, representantes da Polícia Militar. Foram relatados diversos casos de envolvimento com drogas e alcoolismo. Número de participantes: 101 (média)

PESQUISA Dados quantitativos: Total de entrevistados: 19 pessoas Quanto ao gênero: Feminino: 6 pessoas= 31,5% Masculino: 13 pessoas = 68,5 % Quanto ao estado civil: Solteiro: 2 pessoas= 10,5% Casado: 14 pessoas= 73,6% Viúvo: 01 pessoa = 5,3% Não respondeu: 01 pessoa = 5,3% Divorciado: 01 pessoa = 5,3% Entendimento sobre a cultura negra: 76


Não: 17 pessoas = 89,5% Não respondeu: 2 pessoas = 10,5% Média das notas por variáveis: Emprego= 2,8 Diversão= 2,8 Educação= 7,3 Saúde= 6,5 Transporte= 9,1 Moradia= 7,5 Violência e drogas= 4,4 Corrupção= 3,9 Coleta de lixo= 6,8 Média geral: 5,7

Dados qualitativos: O transporte público foi bem conceituado. A coleta de lixo é diária, porém o depósito de lixo é próximo ao matadouro da cidade. A cidade tem boa rede de saúde e de referência.

INAJÁ Data: 24/08/11 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÂO Conceito: Ruim - Não tem CEM e de revisão de prontuário. Tem CCIH. - Realiza atendimentos de emergências e parto normal. - Não realiza cirurgia. Não tem bloco cirúrgico. - Só tem médico de 2ª a 6ª feira - Escala de enfermagem também incompleta 77


- Na sala de emergência falta desfibrilador. - Cozinha adequada. - Lavanderia doméstica. - Não há coleta seletiva do lixo - Possui três ambulâncias

PSF- Programa de saúde da família Conceito: Ruim Equipe: 01 médico, 01 enfermeira, 01 auxiliar, 04 ACS Não sabem se é próprio ou alugado, tem 03 consultórios. Recepção espaçosa e limpa. Faz hiperdia e pré-natal Não possui fonte de oxigênio, nem ar comprimido. Não há materiais e rotinas para Urgência.

DEBATE Conceito: Bom Presença do Conselho tutelar, ACS, médico e enfermeira. Relato do uso de drogas e alto índice de prostituição da juventude. Existe abuso sexual, mas às vezes não é denunciado porque as mulheres não querem entregar os maridos, por se tratar do provedor da família e também por medo de ser agredida e até morta. O alcoolismo é crescente por falta de lazer, o que aumenta o índice de violência. É cultural o pai levar o filho menor para iniciar a bebida. O conselho tutelar não tem transporte. Existe um clube que era utilizado pela população, mas agora está nas mãos dos comerciantes e só usa quem pode pagar.

NÚMERO DE PARTICIPANTES: 102 (média)

PESQUISA Dados quantitativos: Total de entrevistados: 17 pessoas Quanto ao gênero: Feminino: 14 pessoas= % Masculino: 03 pessoas =% 78


Quanto ao estado civil: Solteiro: 05 pessoas= 47,36 % Casado: 09 pessoas= % Viúvo: 01 pessoa= % Divorciado: 02 pessoa=% Entendimento sobre a cultura negra: Sim: 01 pessoas=% Não: 16 pessoas =% Média das notas por variáveis: Emprego= 6,33 Diversão= 3,33 Educação= 7,66 Saúde= 7,66 Transporte= 8,6 Moradia= 7,33 Violência e drogas= 6.0 Corrupção= 6.0 Coleta de lixo= 7.33 Média geral: 6,71

Dados qualitativos: Falta saneamento básico Transporte é pau de arara Tem academia da cidade Relato de pedofilia Falta Juiz, Promotor e Efetivo Policial Ex prédio da Celpe ao lado do açougue, segundo denúncias funciona como prostíbulo.

MANARI Data: 25/08/11 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO Conceito: Ruim 79


-Não tem nenhuma comissão, a CCIH está em formação -A unidade não está credenciada ao SUS. -Atende emergências e partos normais. -Não tem plantonista diariamente, escalas médicas e de enfermagem incompletas, há parteiras o tempo todo. -Não tem Raio X e nem ultrassom, tem eletro. O laboratório é terceirizado. -A cozinha é razoável, tem nutricionista. -Possui responsável pela farmácia. -Há duas ambulâncias e está sendo licitada mais uma. -A lavanderia é artesanal e não tem coleta seletiva do lixo.

PSF- Programa de saúde da família Conceito: Equipe: 01 médico, 01 enfermeira, 01 auxiliar, 04 ACS. Não faz hiperdia nem pré-natal. A unidade funciona num local alugado, tem 01 consultório. Recepção inadequada. Não possui fonte de oxigênio, nem ar comprimido. Faltam vacinas. A farmácia está sem porta há meses e some medicação o tempo todo. Não há coleta seletiva do lixo.

PESQUISA Dados quantitativos: Total de entrevistados: 10 pessoas Quanto ao gênero: Feminino: 08 pessoas= 80% Masculino: 02 pessoas = 20% Quanto ao estado civil: Solteiro: 02 pessoas= 20 % Casado: 06 pessoas= 60% Outros: 02 pessoas= 20 % Entendimento sobre a cultura negra: 80


Sim: 01 pessoa=10% Não: 09 pessoas =90% Média das notas por variáveis: Emprego= 2,5 Diversão= 5,8 Educação= 7,7 Saúde= 6,5 Transporte= 7 Moradia= 6,9 Violência e drogas= 5,4 Corrupção= 7,1 Coleta de lixo= 6,2 Média geral: 6,25

Dados qualitativos: Diagnostica muitas ruas sem pavimentação, esgoto a céu aberto. Relatado que há muita violência doméstica. O prefeito traz muitas atrações nacionais para fazer shows na cidade. Uso de pau de arara. Muitos casos de prostituição infantil. Fonte de trabalho se resume a vínculos com a Prefeitura e a agricultura.

IBIMIRIM Data: 25/08/11 Turno: Tarde

FISCALIZAÇÃO Conceito: Regular -Não tem diretor técnico - Não Tem CEM e CCIH. Tem comissão de revisão de prontuário

81


- Atende emergência e parto normal. Não tem bloco cirúrgico - Não realiza cirurgia. Não tem bloco cirúrgico. - Nenhum funcionário da Unidade tem carteira assinada, a relação de trabalho é através de contrato. - Há médico de segunda a sábado. Apena no domingo não há médico. - Não tem sala vermelha. - Todo material de reanimação está guardado, foi feita orientação para ser colocado na sala de emergência. - Tem ECG e Raio X - Não tem nutricionista - Tem o responsável pela farmácia. -A lavanderia inadequada. - Existem quatro ambulâncias. - Tem coleta seletiva do lixo - Têm várias incubadoras (projeto mãe coruja) e não há pediatra de plantão - Foi feita notificação pela falta de acesso ao material de reanimação e a falta de um diretor técnico

PSF- Programa de saúde da família Conceito: Ruim 12 equipes de Saúde da família Equipe: 01 médico, 01 enfermeira, 01 auxiliar, 04 ACS A unidade funciona num local alugado, tem três consultórios. Recepção espaçosa e limpa. Não possui fonte de oxigênio, nem ar comprimido. Há medicamentos.

DEBATE Conceito: Bom Presença de enfermeiros, ACS´s, professores, secretária adjunta de educação e secretária de assistência social. Relato que menores consomem bebidas alcoólicas e drogas. Há prostituição, 82


promiscuidade, casos de gravidez na adolescência. Falta de oportunidade e lazer. A quadra de esportes da cidade está cobrando para as pessoas entrarem. A secretária de assistência social citou alguns programas que existem no município: Projovem, CRAS, CAEAS, são disponibilizados psicólogos e advogados para a população. Ela reforçou que o Conselho Tutelar é atuante, apesar de que algumas pessoas relataram o contrário.

NÚMERO DE PARTICIPANTES: 34 (média)

PESQUISA Dados quantitativos: Total de entrevistados: 12 pessoas Quanto ao gênero: Feminino: 07 pessoas= 58,3% Masculino: 05 pessoas = 41,7% Quanto ao estado civil: Solteiro: 08 pessoas= 66,7 % Casado: 04 pessoas= 33,3% Entendimento sobre a cultura negra: Sim: 02 pessoas=16,6% Não: 10 pessoas =83,4% Média das notas por variáveis: Emprego= 5,49 Diversão= 2,66 Educação= 6,5 Saúde= 5,24 Transporte= 5,99 Moradia= 7,16 Violência e drogas= 2,58 Corrupção= 2,74 Coleta de lixo= 7,74 Média geral: 5,31

Dados qualitativos: São utilizados pau de arara para transporte dos estudantes. Os estudantes universitários dispõem de um ônibus pago. Relataram que o prefeito fechou algumas escolas na zona rural para contratar mais transporte (pau de arara) para estudantes irem para a cidade. A empresa é de um amigo do prefeito. Pouco efetivo policial, alto índice de consumo de drogas, inclusive o crack. 83


Casos de prostituição infantil. Há projeto que dispõem de aulas de capoeira para a população.

SERTÂNIA Data: 26/08/11 Turno: Manhã

FISCALIZAÇÃO Conceito: Regular -Não tem comissão de CEM, tem CCIH e comissão de revisão de prontuário -Atende emergências, partos normais e cirurgias de pequenos e médios portes. -A escala médica é completa. Tem pediatria e obstetrícia fazendo ambulatório -Enfermeiro e parteira todos os dias. -O Raio X não é baritado, a porta não é revestida de chumbo e fica na recepção do hospital. O funcionário não tem dosímetro e sem capote de chumbo. -Tem eletro com telemetria, ultrassom e laboratório. -Colhe exame de urgência durante o dia. -O bloco cirúrgico dispõem de uma sala. - 3 ambulâncias -A lavanderia é inadequada. -Não tem coleta seletiva do lixo.

PSF- Programa de saúde da família Conceito: Ruim 12 equipes de Saúde da família -Equipe: 01 médico, 01 enfermeira, 01 auxiliar, 05 ACS

84


-A unidade funciona com sede própria, tem 03 consultórios. Recepção inadequada. -Não possui fonte de oxigênio, nem ar comprimido. -Não faz hiperdia nem pré-natal. -Na sala de odontologia as cadeiras são antigas. -O programa mãe coruja fez pacto para entregar exames laboratoriais em 4 dias. -O armazenamento da farmácia é inadequado. -Há coleta seletiva de lixo. -O sanitário é único para usuários e funcionários. - 3 aparelhos de glicosímetro sem fita há mais de meses. -Balança quebrada O médico é concursado e está na Unidade de segunda a quinta. Ele é muito querido pela população.

PESQUISA Dados quantitativos: Total de entrevistados: 20 pessoas Quanto ao gênero: Feminino: 11pessoas= 55% Masculino: 09 pessoas =45 % Quanto ao estado civil: Solteiro: 10 pessoas= 50 % Casado:09 pessoas= 45% Divorciado: 01 pessoa = 5% Entendimento sobre a cultura negra: Sim: 0 Não: 20 pessoas =100% Média das notas por variáveis: Emprego= 2,3 Diversão= 1,3 Educação=5 Saúde= 2 Transporte=6,8 Moradia= 6,1 Violência e drogas= 4,3 Corrupção= 3,9 Coleta de lixo= 8,5 Média geral: 4,4 85


Dados qualitativos: -Casos de prostituição infantil no local chamado Morro do Macaco. -Recentemente prenderam uma mulher com dinheiro falsificado. -Foi encontrada uma fazenda com plantação de maconha. -A droga é vendida na porta das escolas, foi feita uma apreensão recentemente de 400kg de crack. -Casos de roubos na cidade -Falta médico no serviço público e particular também. -Utilização de pau de arara. - A prefeita está tentando implantar a coleta seletiva.

86


Relatório Cremepe Simepe - caravana 2011