Issuu on Google+

Ano IV - Número 208

3 de maio 2012

Notícias Maristas 208

Irmãos Maristas - Casa Geral - Roma

"Pergamum" Criação do novo sistema de gestão de arquivos do instituto marista

D

e 12 a 31 de março de 2012, a comissão “Pergamum” trabalhou intensamente para definir e criar a terceira versão do Archivum, o sistema de gestão de arquivos e documentos do Instituto dos Irmãos Maristas. O trabalho foi dividido em duas etapas distintas: a primeira, em Roma, foi centrada na definição do sistema informático e a segunda, em Alcalá de Henares, cuidou da formação inicial dos arquivistas e catalogadores que já usavam a versão anterior do Archivum.

A comissão “Pergamum” é formada integralmente pelo pessoal vinculado à instituição marista, a equipe de informática procedente da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (Brasil) e os técnicos arquivistas de várias Províncias maristas da Europa. A equipe é orientada pelo Irmão Josep María Soteras, Conselheiro geral e coordenada pelo Irmão Pedro Sánchez de León, Secretário geral.

O projeto “Pergamum” será pioneiro em vários aspectos, tanto dentro do Instituto Marista como no campo da arquivística, pois, pela primeira vez foi programado um sistema de gestão documental para arquivos (Archivum, v. 3) a partir de programa informático criado inicialmente para a gestão de bibliotecas (Pergamum). Finalmente, o passo mais importante nessa nova etapa para Archivum está na gestão documental a ser realizada em nível de todo o Instituto, facilitando o trabalho

Casa Geral Os Irmãos Emili Turú e Josep Soteras, Michael De Wass e Eugène Kabanguka estiveram, respectivamente, em El Escorial e Manziana, apoiando e participando da segunda sessão do curso de espiritualidade para animadores de comunidade. Os Irmãos Antônio Ramalho e Ernesto Sánchez estão terminando a visita à Província Marista da África Austral. Do dia 28 de abril ao dia primeiro de maio estiveram, na Casa Geral, os Irmãos das comunidades maristas de Mataró e Les Corts (Barcelona), da Espanha.


Notícias Maristas

Ano IV - Número 208

corporativo e em rede, entre as várias Províncias maristas e o governo geral. Otimizando recursos e tempo, e ainda garantindo a acessibilidade e preservação dos nossos documentos.

Finalizo assinalando que, em Alcalá de Henares, se concluiu a fase de implantação do novo sistema da Base de Dados para o Instituto e que já entramos na fase de produção, isto é, progressivo uso e sucessivas melhoras com evolução normal da ferramenta. Foi batizado com o nome de “Knonos”. ________________ Ir. Pedro Sánchez de León - Secretário geral

A partir de hoje mesmo, a comissão “Pergamum” continua sua agenda de trabalhos com o objetivo de pôr em marcha o Archivum 3, antes do fim deste ano.

Manaus, 25 a 27 março de 2012 I Encontro de Irmãos Maristas na Amazônia

R

ealizou-se, em Manaus, de 25 a 27 de marzo, o I Encontro de Irmãos Maristas na Amazônia. O encontro contou com a participação dos Irmãos Javier Espinosa (Secretariado de Leigos, Casa Geral), Damián Raúl Provéns (Cruz Del Sur), Carlos Saúl Corzo (Norandina), Reinaldo Becerra, Isidro Azpeleta, Fernando Pino, Juan Manuel García y Hugo Bernaola (Santa María de los Andes), Alejandro González (México Occidental), José Sánchez (México Central), Antonio Quintiliano, Valdicer Civa Fachi (Umbrasil), Alvanei Finamor (Brasil, Centro-Sul), Vinicius Tenedini, Romidio Siveris (Brasil, Rio Grande do Sul), Adalberto Batista Amaral (Brasil, Centro-Norte), Lédio Jesus Matias, Demétrio Herman, Sadi Cella, Luiz Gerhardt, João Gutemberg Sampaio, Sebastião A. Ferrarini, Valdir Raymundo Gobatto (Brasil, D.M. Amazônia), e a Irmã Izabel Galvão (Irmã Marista, Brasil , Ji-Paraná).

O encontro começou com um dia na Natureza. Tivemos a oportunidade e o privilégio de navegar pelo Amazonas, até o encontro das águas (união dos rios Negro e Solimões), contemplando como a natureza é extraordinariamente generosa e abundante em água, vegetação, ar e chuva. O primeiro dia de trabalho e reflexão centrou-se totalmente na informação e busca de dados que nos pudessem ajudar no cumprimento do objetivo. O segundo dia de trabalho centrou-se na oração, reflexão, discernimento e partilha dos chamados que sentimos para a missão marista na Região da Amazônia. Sonhos: • Sonhamos com comunidades que aprendam a viver com o ecossistema, sendo profetas da ecologia. • Sonhamos com comunidades reestruturadas, internacionais, interprovinciais, intercongregacionais e interculturais. • Sonhamos com Irmãos que se amem e que amem a Jesus Cristo, os pobres e a natureza. • Sonhamos em fortalecer as comunidades maristas que já

Esse encontro teve como lema: “Maristas na Amazônia: missão inculturada a favor da vida”, e perseguiu o objetivo de compartir a vida e a missão marista comum dentro da grande bacia amazônica, buscando meios de integração e apoio mútuo.

2


Notícias Maristas

3 de maio 2012

estão na Amazônia. • Sonhamos com a defesa da vida, a defesa dos direitos da criança, como Projeto educativo marista. • Sonhamos com um grupo de Irmãos bem formados e comprometidos com os assuntos amazônicos.

e a vida dos povos indígenas. • Propomos aproveitar nossa educação marista para educar no cuidado da vida e da natureza. • Propomos que a Umbrasil possa criar um movimento de incidência política para proteger os interesses dos mais abandonados da Amazônia. • Propomos que a Amazônia seja incorporada aos projetos missionários “ad gentes” da Congregação.

Propostas: • Propomos que nos próximos 5 anos (2017, bicentenário marista) se possa criar algum projeto interprovincial ou intercongregacional em regiões de fronteira da Amazônia, ou então transformar alguma comunidade da Região em interprovincial ou intercongregacional. • Propomos intensificar a ação vocacional na Região para despertar mais vocações maristas de Irmãos e Leigos. • Propomos a promoção de uma comunidade inculturada, em sintonia com o meio ambiente, que promova a cultura

A avaliação do encontro foi muito satisfatória, pela simplicidade, fraternidade, reflexão e pelos sonhos da futura vida marista na Região da Amazônia. Suplicamos a Deus e à nossa Boa Mãe que abençoem nossos bons desejos e façam frutificar nossos desejos de fidelidade marista. ______________ Manaus, 27 de março de 2012. Ir. Isidro Azpeleta, Chile

H. Francis Lukong Novo Superior do Distrito da África do Oeste

O

Ir. Provincial da Província Mediterrânea e seu Conselho nomeou o Ir. Francis Lukong Superior do Distrito da África Ocidental, por um período de três anos, a partir da tomada de posse, no Capítulo Distrital, de 10 a 15 de agosto do 2012.

período acompanhou um curso na universidade “Jean Moulin Lyon !!”, na França, obtendo o Diploma de Estu-

Dedicou-se à docência nos colégios maristas da República dos Camarões e, desde 1999, é Diretor, primeiro, em “Saint Joseph’s Catholic Comprehensive College”, de Mbengwi e, depois, em “Saint Albert’s Comprehensive College”, de Bafut.

O Ir. Francis nasceu em 2 de abril de 1963, em Melf-Kumbo, Nso (Camarões). Realizou seus estudos primários em seu povoado de origem e os secundários, em Mankon-Bamenda (Sacred Heart College, administrado pelos Irmãos Maristas) e Soppo-Buea. No MIC (Marist International Centre) de Nairóbi (Quênia) obteve o Diploma em Ciências da Educação e Bacharelato em Teologia. Posteriormente (1994-98), conseguiu na Universidade de Wolverhampton, no Reino Unido, a licenciatura com Prêmio Extraordinário em Francês e História. Durante esse

Mestrado em Educação na ‘Commonwealth Open University” e atualmente, no mesmo centro, faz estudos de Filosofia da Educação.

dos Universitários Franceses (DEUF). Recentemente (2006) realizou um

3

Desde o ano 2000 é conselheiro do Distrito e, atualmente, exercia o mandato de vice-superior do Distrito. O Ir. Sylvain Yao conclui seus seis anos regulares à frente do Distrito. Desejamos ao Ir. Francis Lukong o maior acerto na animação do Distrito, suas obras e Irmãos, e pedimos à Boa Mãe o materno amparo.


Notícias Maristas

Ano IV - Número 208

Desenvolvimento de Formação Profissional em Kisangani Escola secundária de formação técnica de Chololo

A

escola secundária de formação técnica e Industrial de Chololo está localizada na Província Oriental do Congo, nos arredores de Kisanga, que é a terceira maior cidade do Congo. Kisangani foi muito destruída durante a guerra que aconteceu no Congo de 1998 a 2003. Desde aquele tempo até hoje Kisangani foi declarada em francês "La Ville Martyre" “A cidade Martirizada” o que significa dizer que a Kisangani sofreu muito pela ação dos exércitos de Ruanda e Uganda que lutaram no Congo. Durante esse período muitos civis perderam suas vidas e bens, o que empobreceu ainda mais a cidade, e hoje mesmo com o fim da guerra, a economia do país em geral não está se recuperando rápidamente. Além disso, o governo não cuida muito das escolas e muitas crianças não podem frequentá-las e mesmo para aquelas que estão matriculadas as condições para o estudo são bastante precárias. A escola de Chololo foi criada em 1954 pelos Irmãos Marista; essa foi aprimeira escola técnica na Província Oriental do Congo. Devido a alguns problemas, os Irmãos Maristas deixaram essa obra em 1977 e a gestão da escola passou a ser de responsabilidade da diocese. Devido à situação política e econômica do país, a escola não recebeu subsídio e sua infra-estrutura sofreu com a falta de conservação. Como se isso não bastasse, a escola está localizada atrás de um acampamento militar, o que a colocou no alvo de balas e bombas durante o período de guerra. Sendo a maior escola técnica na cidade de Kisangani, a instituição

recebe mais de 2000 estudantes a cada ano. São meninos e meninas provenientes especialmente de famílias pobres. Os estudantes são forma-

mecânica de automóvel e mecânica em geral. A fim de ajudar os alunos dessa cidade, o Conselho provincial dos Irmãos Maristas de PACE decidiu reassumir a obra neste ano de 2010-2011. A escola tem 39 salas de aula que estão distribuídas em 6 grandes edifícios.

Infelizmente, os Irmãos Maristas encontraram a escola em estado crítico. Quase 500 alunos não têm mesa e cadeira para o seu estudo e muitas classes não estão iluminadas, faldos em várias áreas técnicas como: tam portas, janelas, quadros-negros electricidade, carpintaria, alvenaria, e uma parte do equipamento que a escola possui é obsoleto. Tal situação contribui para a falta de Notícias MARISTAS N.º 208 – Ano IV – 3 de maio 2012 estímulo dos alunos que acabam abandonando a escola após dois Diretor técnico: Redação e Administração ou três meses de aula. Com o Ir. Alberto Ricica Piazzale Marcellino Champagnat, 2 C.P. 10250 – 00144 ROMA apoio da FMSI os Irmãos Maristas Produção: E-mail: publica@fms.it estão tentando encontrar resposSr. Luiz da Rosa Sitio web: www. champagnat.org tas para essa situação. Editor Instituto Irmãos Maristas - Casa Geral – Roma

4


208_PT