Page 1

Publicação com informação e análise das realidades e aspirações comunitárias

Campinarte Dicas & Fatos Distribuição Gratuita

MAIO AIO / 2013 2013

Mensal Um Informativo Digno de Você!

Duque de Caxias - RJ - E-mail - campinarte@gmail.com / Ano XVI - N.º 189 - Fundado em 27/09/1996 - http://campinartedicasefatos.blogspot.com

Zeca Pagodinho conta as maiores emoções que viveu em seus 30 anos de carreira Entre os versos de “Camarão que dorme a onda leva”, uma sentença: malandro tem que se ligar pois “hoje é dia da caça, amanhã, do caçador”. Isso sem perder o humor, nem o amor. O samba, entoado por Zeca Pagodinho e feito em parceira com Arlindo Cruz e Beto Sem Braço, encontrou eco em Beth Carvalho, que pescou o sambista no Cacique de Ramos e o levou para gravar a música no disco “Suor no rosto”. Trinta anos após essa “pescaria”, Zeca celebra sua carreira reproduzindo a capa do álbum da cantora (feita pelo artista plástico Elifas Andreato) na Canal Extra e lançando o DVD “Vida que segue”. Nesta entrevista, ele revê histórias de 54 anos de vida e 30 amigos e parentes o descrevem como um camarão bem vivo, que tira onda no oceano do samba. (Fonte - extra.globo.com/tv-e-lazer)

LEIA A REPRODUÇÃO DA ENTREVISTA NA PÁGINA 04


Página 02

Dicas & Fatos

Expediente

Painel Campinarte

Campinarte

Em época de Dengue, Bairros de Duque de Caxias voltam a sofrer com a coleta de lixo irregular / Maté-

Dicas & Fatos

Publicação com informação e análise das realidades e aspirações comunitárias Nova Campinas / Cep: 25040250 Duque de Caxias - RJ Telefone / 2775-9481 BLOG C A M P I N A R T E D I C A S E FAT O S . BL O G S P O T . C O M

e-mail: campinarte@gmail.com Fundado em 27/09/1996 por Huayrãn Ribeiro Fotos: Arquivo Campinarte Diagramação, Arte Final e Pesquisa: Equipe Campinarte Relações Públicas: Huayrãn Ribeiro

Colaboram: Dra. Sandra Borges (Cirurgiã Dentista), Dr. Máximo G. Costa (Direito), Missionária Maria da Gloria (Religião Assembléia de Deus), AVLADUC - (Associação de Vôo Livre e Amigos de Duque de Caxias - Instrutor: Jaú - Transporte), Carlito do Sal (Radialista Comunitário), Embaixada de Portugal, Giselle Miranda (Espaço Saúde), Professor Joacil - Esporte - Jiu-Jitsu - (Academia Joalon - Santa Cruz da Serra). Os artigos assinados são de exclusiva responsabilidade de seus autores, onde nem sempre refletem o pensamento do Campinarte Dicas e Fatos, O Informativo. Tiragem: 4.000 exemplares.

Campinarte Dicas e Fatos Um Informativo Digno de Você! ESCRITÓRIO VIRTUAL

Para Enviar TEXTOS, CONTOS, CRÔNICAS, POESIAS, PESQUISAS... GOSTARIA DE SER UMA ESPÉCIE DE CORRESPONDENTE DO CAMPINARTE DICAS E FATOS? Você deverá se utilizar do e-mail campinarte@gmail.com No cabeçalho escreva o seu nome / idade / formação / bairro, cidade e país... Nos casos (por exemplo), de pesquisas, crônicas ou qualquer outro artigo – não deixe de citar as fontes... Caso o material seja de terceiros, exija (por escrito) a autorização dos mesmos...

Fotos e vídeos... No cabeçalho escreva o seu nome / idade / formação / bairro, cidade e país... Os mesmo cuidados em relação aos direitos autorais devem ser tomados no que diz respeito ao envio de vídeos e/ou fotos... Não se esqueça de dar os devidos créditos e/ou citar as respectivas fontes... Obs.: caso os vídeos estejam no You Tube, etc., basta enviar apenas o link...

ria publicada no duquedecaxias.net.br - Diversos bairros de Duque de Caxias estão sofrendo com a coleta de lixo irregular. Novamente, alguns bairros da cidade estão cobertos de lixo, e pior, em estado de epidemia da Dengue. Um motorista de uma das empresas que faz a coleta de lixo na cidade, comentou com a nossa equipe que a empresa não está pagando hora extra para os funcionários, o que ocasiona o atraso da coleta. “Os caminhões tem uma rota a ser percorrida em um determinado tempo. Se não for percorrido esse percurso, os caminhões voltam para o galpão, os trabalhadores não ganham hora extra e a cidade fica cheia de lixo.” Comentou o motorista de um caminhão compactador que preferiu não se identificar. Diversos bairros como Olavo Bilac, Barro Branco, Parque Paulista, estão com os lixos acumulados e sendo espalhados nas ruas por animais. Algubs bairros acumulam lixo há mais de um mês, onde moradores estão tendo que queimá-lo por causa do mau cheiro. Coleta de lixo em Duque de Caxias seria normalizada em até 2 meses Em seu primeiro dia de trabalho, o prefeito de Duque de Caxias, Alexandre Cardoso, havia afirmado que a coleta de lixo na cidade seria normalizada em até 60 dias. (“Já se passaram 100 dias e a coleta ainda não foi normalizada”)

Parque Paulista / GTA MANTÉM SALA DE LEITURA E AULAS DE INGLÊS E ESPANHOL Por / J. Arimatéia Ferreira / Numa casa humilde de uma rua sem asfalto, num bairro sem abastecimento de água, no Parque Paulista, terceiro Distrito de Duque de Caxias, reduto historicamente esquecido pela autoridade constituída, eis que neste local um tesouro tenta resistir às intempéries do clima e da indiferença. Aqui nasceu em 2007 a Biblioteca Comunitária do GTA - Grupo Tia Angélica, que hoje conta com cerca de 5.000 títulos, livros doados que abrangem todas as áreas do conhecimento, a espera de leitores. Com as enchentes de 18.03.13, o local recebeu 60 cm de água e muitos livros se perderam, mas a luta continua na recuperação e manutenção do projeto. Moradora há 40 anos no Bairro, Maria Angélica de Jesus, (Tia Angélica) é do tipo que faz a diferença e pratica ações sociais desde o início da década de 80. Seu sonho, concluir as obras da biblioteca e ampliar os cursos grátis para a comunidade, que possa ajudar a tirar das ruas uma galera que vive vulnerável ao caminho socialmente indesejado Além das palestras e rodas de conversa, que já acontecem periodicamente, sobre prevenção de DST/Aids e tuberculose, a instituição oferece gratuitamente aulas de

inglês e espanhol às segundas feiras, das 9:00 hs às 11:00 hs, com a professora Cidra Lirrischteinvisk - artista plástica e escritora especializada em tradução, conversação e pronúncia. As aulas são destinadas à crianças, jovens e adultos da região. Entre outros projetos, empresas que quiserem patrocinar uma coleção de cartilhas educativas produzidas e elaboradas pelo GTA - com experiência em vivências populares, “Olho Vivo no Trânsito” “A droga é uma droga” e “Lixo Nosso de cada Dia”, entrem em contato. Este projeto literário e informativo, tem como objetivo promover uma reflexão coletiva para o despertar de uma nova consciência, em temas relacionados ao Trânsito, Família e Meio Ambiente. A instituição está inscrita no CNPJ: 090.97884/0001-10 - Utilidade Pública Municipal: Lei 2348/10, com sede à Rua Tapinhoá, Lt 02 Qd 151 - Parque Paulista -Duque de Caxias/RJ -Tel (21) 2675-3141 / 9329-3524 / 9176-7642 / 75750848 / 8869-1484

Nota de Falecimento Adilson * 21/09/56 + 10/04/2013 E com pesar que o Campinarte comunica o falecimento do amigo e colaborador Adilson Ferreira da Silva. (proprietário do Carícia Piscina Clube AV. A/ Nova Campinas) Estimado por todos no bairro onde foi bastante colaborativo... Sua ausência abriu uma grande lacuna no coração de todos que o conheceram e o tinham como uma figura doce, simpática e muito prestativa... Moradores de Nova Campinas e bairros vizinhos lamentaram e continuam lamentando essa perda irreparável... Descanse em paz...

Campinarte

Escritores Brasileiros

Machado de Assis Joaquim Maria Machado de Assis é considerado um dos mais importantes escritores da literatura brasileira. Nasceu no Rio de Janeiro em 21/6/1839, filho de uma família muito pobre. Mulato e vítima de preconceito, perdeu na infância sua mãe e foi criado pela madrasta. Superou todas as dificuldades da época e tornou-se um grande escritor. Na infância, estudou numa escola pública durante o primário e aprendeu francês e latim. Trabalhou como aprendiz de tipógrafo, foi revisor e funcionário público. Publicou seu primeiro poema intitulado Ela, na revista Marmota Fluminense. Trabalhou como colaborador de algumas revistas e jornais do Rio de Janeiro. Foi um dos fundadores da Academia Brasileira de letras e seu primeiro presidente. Podemos dividir as obras de Machado de Assis em duas fases: Na primeira fase (fase romântica) os personagens de suas obras possuem características românticas, sendo o amor e os relacionamentos amorosos os principais temas de seus livros. Desta fase podemos destacar as seguintes obras: Ressurreição (1872), seu primeiro livro, A Mão e a Luva (1874), Helena (1876) e Iaiá Garcia (1878). Na Segunda Fase (fase realista ), Machado de Assis abre espaços para as questões psicológicas dos personagens. É a fase em que o autor retrata muito bem as características do realismo literário. Machado de Assis faz uma análise profunda e realista do ser humano, destacando suas vontades, necessidades, defeitos e qualidades. Nesta fase destaca-se as seguintes obras: Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881), Quincas Borba (1892), Dom Casmurro (1900) e Memorial de Aires (1908). Machado de Assis também escreveu contos, tais como: Missa do Galo, O Espelho e O Alienista. Escreveu diversos poemas, crônicas sobre o cotidiano, peças de teatro, críticas literárias e teatrais. Machado de Assis morreu de câncer, em sua cidade natal, no ano de 1908.


Campinarte Página 16

Dicas Dicas && Fatos Fatos

Editorial

Campinarte Página 03

NÓS SOMOS JOVENS NÓS SOMOS JOVENS

Municípios têm menos de 30 dias para cadastrar ambulâncias do Samu

ÀS INFORMAÇÕES JUVENIS NO BRASIL, AMERICA LATINA E O MUNDO, REALI-

(Paula Laboissière / Repórter da Agêncian Brasil)

PARA ORGANIZAÇÕES E PARCERIAS, ESPAÇOS DE INTERATIVIDADE, NOTÍCI-

PRESTE ATENÇÃO!

ESSA SEÇÃO É NORTEADA POR ESTUDOS E PESQUISAS RELACIONADOS

ZADOS PELA EQUIPE DO CAMPINARTE DICAS E FATOS. ESSA SEÇÃO OFERECE SERVIÇOS ESPECÍFICOS, DISPONIBILIZANDO LINKS

NÓS SOMOS JOVENS

AS E OPORTUNIDADES (TRABALHO, CURSOS, BOLSAS, PROGRAMAS).

B P Brasília – Gestores de municípios com cobertura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) têm MENOS DE 30 dias para cadastrar todas as ambulâncias e centrais de regulação de urgências no sistema oficial do Ministério da Saúde. O objetivo da norma, segundo a pasta, é aumentar o controle dos serviços oferecidos e evitar que os veículos fiquem parados. De acordo com o ministério, os gestores terão que informar os números mensalmente ao Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde. Os municípios que não atualizarem o banco de dados por mais de três meses consecutivos terão suspensos os repasses para custeio das unidades móveis do Samu. “Assim que os gestores locais atualizarem o cadastro e voltarem a registrar sistematicamente a produção, o repasse de recursos será normalizado”, diz o comunicado do governo federal. Segundo o Ministério da Saúde, atualmente, 2.528 ambulâncias do Samu atendem a mais de 70% da população brasileira – cerca de 135 milhões de pessoas. No ano passado, os investimentos na área somaram R$ 526,9 milhões. Edição: Juliana Andrade

Campinarte Pesquisa / Jornalismo Comunitário - Jornalismo Local

Por Fernando Rebouças / O Jornalismo Comunitário é um trabalho jornalístico que atua sobre os fatos ocorridos numa determinada comunidade, abrangendo bairros, vila, aldeia, povoado, distrito, municípios e regiões carentes. O jornalismo comunitário também é referido como uma ação comunicativa exercida pelos indivíduos que moram na comunidade, no caso de produção de jornais, rádios e sites comunitários pertencente aos moradores. Na prática é considerado numa forma de educação nãoformal, ferramenta de renovação da imagem da comunidade e da cidadania. Possibilita reportar e dar voz a quem muitas ve-

zes não é considerado na “grande mídia”. Para os estudiosos em comunicação, o jornalismo começou comunitário antes de possuir mecanismos para cobrir assuntos em nível nacional e internacional. Porém, nos dias atuais, o jornalismo comunitário e o jornalismo comunitário independente se expandiram através do advento de novas tecnologias. A produção de conteúdo por meio de computadores possibilitou uma redução de custos na confecção de veículos independentes impressos, via correio eletrônico e na versão on- line. No fim do século XX, diversos institutos e ONGs incentivaram a capacitação de profissionais téc-

nicos na produção de mídia. O jornalismo comunitário não deve ser visto somente como algo presente em áreas e comunidades carentes, também é utilizado em condomínios de luxo e vilas de bairros abastados. A redação de um jornal comunitário utiliza-se de linguagem e métodos informais. A maioria dos veículos comunitários possui uma equipe composta de repórteres e colaboradores voluntários. A produção de um veículo dessa natureza é mantida por comerciantes locais. Além de cobrir eventos e novidades culturais, o jornalismo comunitário visa expor a situação social e mercadologia que cerceia a comunidade.

Autista ganha na Justiça direito de estudar em instituto federal

Aconteceu dia 23/04, no salão de festas da Associação de Moradores de Nova Campinas (Pres. Milton G. dos Reis ) a tradicional missa em homenagem a São Jorge seguida de feijoada e muita festa.

Na foto, Eduardo Meneghel Barcellos da Costa (à direita) com os irmãos e o pai

A comunidade local, como sempre marcou presença, abrilhantando o evento que tem tudo a ver com a história de Nova Campinas. (Na foto abaixo, Ivanil Tavares que todo ano cede a sua imagem de São Jorge para o evento)

Huayrãn Ribeiro

Duque de Caxias / Tem gente enganando e fazendo média.... Pára com isso! É lamentável ler no Facebook ou em faixas esticadas pelas comunidades de Duque de Caxias agradecimentos ao prefeito ou a qualquer político por ter feito o seu dever de casa... Por fazer aquilo para o qual foram eleitos... Por que lamentável?... Porque esses agradecimentos não são feitos pelas comunidades e sim por algum vereador ou mesmo algum secretário ou amando de um deles... É... Nos dias de hoje ainda temos parlamentares que se prestam a esse tipo de demagogia... Em outras palavras - enganando, iludindo, fazendo média - e o que é pior - em nome da população... Pára com isso...!

"MALDITO SEJA TODO USUÁRIO DE QUALQUER TIPO DE DROGA"

Em Nova Campinas... Salve Jorge!

Zezé, moradora muito querida

Tenho Cara de Palhaço?

A

Após quatro meses de espera o estudante Eduardo Meneghel Barcellos da Costa, 15, autista e apaixonado pela ciência e pelos bichos, ganhou na Justiça o direito de se matricular no Ifes (Instituto Federal do Espírito Santo). Após cursar o curso preparatório para a instituição e obter 170 pontos no processo seletivo, ele não conseguiu garantir a vaga pelo processo seletivo regular para o curso técnico de agropecuária integral. O instituto não tem reserva de vagas para pessoas com deficiência. De acordo com a decisão da Justiça, o Ifes tem dez dias para adotar todas as providências e orientar Maurice Barcellos da Costa, pai de Eduardo, sobre os

procedimentos a serem adotados para início das aulas. Segundo Maurice, a iniciativa de buscar os direitos do filho na Justiça surgiu da luta do próprio estudante por mais autonomia. "Ele foi diagnosticado com autismo aos dois anos e desde lá vem se desenvolvendo muito bem, foi alfabetizado na 4ª série, concluiu o ensino fundamental e frequentou o preparatório do Ifes. Tenho um vago conhecimento das leis que garantem direitos aos deficientes e fui procurar me aprofundar para ajudá-lo", disse Maurice. A escolha do curso agropecuária integral surgiu da paixão de Eduardo pela ciência e por bichos. Segundo o pai, a partir daí começou a busca por um cur-

so que agregasse um pouco dos temas e que possibilitasse a inserção de Eduardo no mercado de trabalho. Professor universitário, Maurice conta que os 170 pontos garantiram apenas a vaga de suplente ao filho, mas que buscou na Justiça os direitos garantidos aos deficientes para que ele não perdesse a vaga. "Sabíamos que o melhor colocado no processo seletivo havia feito 310 pontos e a última aprovada 220. Já os candidatos cotistas [de escola pública] foram aprovados com 110 pontos. O que buscamos na Justiça foi também um acesso privilegiado para situações peculiares, como a de Eduardo", explicou.

Tiroteio, perseguição, usuários de drogas, traficantes, policiais e a população servindo de escudo ... Na fuga eles acabam invadindo casas, pulando os muros (inclusive)... Não é de hoje que a população vem denunciando o aumento do consumo de drogas (todos os tipos) e a ousadia dos usuários... Isso mesmo...Dos usuários... Não tem hora e nem local para o consumo de drogas... Não respeitam ninguém... A população está abandonada, esquecida, largada ao Deus dará... Falta uma política séria na área social... Faltam programas de arte, cultura, esporte...educação de qualidade... Duque de Caxias (continua) sem governo... Sem liderança... A coisa está indo de mal a pior... Quem viver chorará...!

SERÁ QUE ELES PENSAM REALMENTE QUE TODO MUNDO TEM CARA DE PALHAÇO, ASSIM COMO EU? Huayrãn Ribeiro


Página 04

Dicas & Fatos

Campinarte

Blog Rádio Campinarte O som das comunidades http://radiocampinarte.blogspot.com Zeca Pagodinho conta as maiores emoções que viveu em seus 30 anos de carreira - TV e Lazer Nesta entrevista, ele revê histórias de 54 anos de vida e 30 amigos e parentes o descrevem como um camarão bem vivo, que tira onda no oceano do samba. CANAL — Beth disse que a sua primeira gravação em “Camarão que dorme...” foi com um microfone de ouro. ZECA PAGODINHO — É verdade, tinha isso mesmo, mas o meu maior desejo era botar aquele fone no ouvido... (ele muda de assunto). Estou com um sapato furadinho, os mosquitos entram nele para me morder! Os mosquitos da Barra são f.., tarados, entram na cueca do indivíduo! Mas voltando, ficou nervoso? Não. O Rildo Hora que botava medo na gente. Fiquei nervoso quando me apresentei com a Beth. Ia cantar na quinta música. Deu dor de barriga. Só cantei na 13ª. Batiam na porta e eu gritava: “Pula mais uma”. Foi uma m... pra cantar. A coisa foi feia. Perdeu o pânico do palco? Nada. Em outro show da Beth, no Asa Branca, me chamaram no camarim e falaram: “Toma um uísque, bota uma roupa só pra ver se vai dar”. Quando vi, estava em cena com a Beth. Cantei bem, fui aplaudidíssimo, mas briguei com uma namorada no fim do show e acabei preso. Fui do palco para o xadrez da 5ª DP (Lapa). E foi o Fundo de Quintal todo lá para me soltar: Ubirany, Bira Presidente, que doideira! Como virou cantor sendo assim? Não imaginava nada para minha vida. Tinha vergonha, não me achava capaz. Ainda não me acho. Gravo pensando: “Isso não vai dar certo”. E acaba dando. A vida é que foi me levando. Só queria mesmo ouvir a minha música nas rádio na voz dos outros. Mas “Camarão que dorme...” foi uma porrada. Ali, arrumei tanto parente. Tudo duro. Nenhum rico apareceu (risos). E hoje o frio na barriga passou? Para pisar no palco não sofro mais. Só não pode ser estreia, lançamento. Estreia é injeção, é sempre um inferno. Fico rouco, com febre, doente, achando que não vou conseguir cantar. Aliás, já tomei a minha injeção desse disco (mostra o braço esquerdo com o curativo). Agora só no outro álbum. Para esse já estou vacinado (risos). E o primeiro show da turnê onde vai ser? Não sei de nada disso. Eu gosto é de andar na rua, tomar minha cerveja, ver meus amigos. Só me falam: “amanhã você tem que ir pro aeroporto”. Quando chego lá, descubro para onde vou...

E tem algum ritual pré-show? Evito beber, procuro ficar calado para entrar com gás e não gosto de saber de notícia de ninguém. Acham que é frescura, mas tem gente que entra no camarim e fala: “Fulano morreu, deram tiro lá na portaria”. Deixa, que depois eu vou saber... Na gravação do novo DVD, você trocou a cerveja por vinho... Quando você viu isso, eu estava rouco. Quando começo a beber cerveja, não paro mais. Se eu começar a beber agora (eram 15h), só paro à meia-noite. E como é seu processo de composição? É como antigamente? Claro que não. Antigamente, ia na casa do Arlindo (Cruz), chegava lá ao meio-dia, saía às 16h, com cinco músicas prontas. E isso só com uma cerveja e dois cigarros a varejo. A gente ficava com aquele copo rendendo (risos). Agora, onde a gente vai tem uma caixa de cerveja, uísque. Eu tinha um editor de músicas que, ao me pagar, dizia: “Você vai ficar rico e vai perder a inspiração. Compositor tem que ficar na chuva, a mulher bota para fora de casa. Isso é que inspira”. Ele tinha razão, você fica acomodado. Como é a escolha de repertório? É um inferno, mas a música tem que ser boa para entrar. Tem compositor que fala: “Estou precisando gravar contigo porque meu telhado caiu, porque estou com câncer...”. E eu digo: “Bota a música aí. Se for boa, entra, senão, até ajudo com remédio ou no telhado. Mas não vou gravála porque você está com câncer”. O Bira Presidente rezava no estúdio

quando você ia gravar disco? O Bira é o cacique do Cacique de Ramos. Na tamarineira plantada lá tem uma reza da mãe dele. Ele sempre foi o representante espiritual daqueles que vieram do Cacique. Dizem que você é um cara muito grato... A Velha Guarda da Portela todo ano tem que estar nos meus discos. Isso porque, na realidade, comecei a frequentar roda de samba no Pagode da Tia Doca (em Madureira) e aprendi muito com a Velha Guarda da antiga com Casquinha, Manacéia, Chico Santana, Argemiro. Eles falavam: “Deixa esse menino cantar”. Tia Doca pedia: “Canta aí, Zequinha”. O Monarco eu vi pela primeira vez no 261 em Del Castilho. Entrei no ônibus só para conhecê-lo. Conversamos, mas não pude ir longe. Não tinha dinheiro para voltar. Fui até Pilares e voltei a pé. E qual a importância do produtor Max Pierre na sua carreira? Não tem A.C, antes de Cristo? No meu trabalho, tem antes e depois de Max. Ele deu dignidade ao meu samba, caprichou nos arranjos. Passei a fazer samba elegante. Como não se iludir com a fama? É mais difícil ser difícil do que ser fácil. Eu tenho orgulho do que faço, mas não boto banca... Prefiro ser assim, de vez em quando visto um Armani. Mas gosto mesmo de camiseta, bermuda e chinelo. Ando de ônibus, van. Temos motorista, mas se vejo um amigo saindo de carro, pergunto para onde está indo. Todo mundo dá carona. Às vezes, paro no botequim, bebo, bebo, bebo e até que chega um amigo de carro e me

leva para casa. Gosta de futebol? Não vejo jogo. Gosto da festa. Tenho um filho flamenguista, um vascaíno e sou botafoguense. Então, se um dos três ganhar, está bom. Não sou doente, não sei julgar nada, nem escola de samba. Sou igual ao Caetano (Veloso): “É tudo lindo!”. E o que te estressa? Muita coisa: calúnia, ingratidão, ver criança jogando bolinha no sinal, essa garotada se matando por causa de briga de torcida. Também me irrita ver meu país afundando em desgraças, uma roubalheira danada. Não rola uma passeata bacana pela saúde, educação, pelo desemprego. As pessoas só se revoltam com coisas banais, sem necessidade. Essa revolta fez você ajudar as pessoas nas chuvas de Xerém? Se você estivesse lá, ajudaria também. Meus vizinhos ajudaram. Por eu ser o Zeca Pagodinho, deu mídia. Na minha casa tinha mais de 40 voluntários. Você tem bom coração, mas alguém já se aproveitou disso? Sim, mas o castigo não vem para mim. Faço a minha parte. Em Xerém, uns caras levaram uma coça dos moleques porque encheram um fusca com 15 cestas básicas doadas para vender. Tinha um cara que falava: “Desse arroz eu não como”. O ser humano é complicado... E qual seu sonho? A vida eterna! Vejo tantos amigos morrendo. Isso me deixa triste. Até porque vai chegar a minha hora. A Nana Caymmi disse no enterro do Emílio Santiago: “Está morrendo todo mundo, quando eu morrer não vai ter ninguém para ir no meu enterro”. Ela está certa. Qual foi o momento mais bacana da sua carreira? E o pior? Foram tantas emoções. Mas teve um pior momento que virou o melhor. Fiquei rouco num show no Credicard Hall (São Paulo). O lugar parecia um castelo, lotado, e fiquei apavorado quando vi aquilo. Mas a plateia cantou o tempo todo comigo, fez o show para mim. Eu só ficava olhando, emocionado, triste, sem saber o que fazer naquela situação inusitada. Sou bem recebido em qualquer lugar aonde vou, não só no palco. Esse é meu grande troféu nesta vida. E como é o assédio feminino? Elas passam do limite? É uma beleza! Eu adoro um cheirinho aqui, ali! Ninguém morre disso, não. Pelo contrário, vive mais ainda! Não tenho do que reclamar.

INFOR NOVA ELETRÔNICA Telefone: Telefone: 2675-0207 2675-0207 – – Direção Direção Moacir Moacir

Compra e e Venda Venda de de Aparelhos Aparelhos Usados Usados – – TV’s, TV’s, Sons... Sons... Compra E Mais: Mais: Venda Venda de de Componentes, Componentes, Cabos Cabos e e Conexões Conexões E Av. B, 51 – Rua da Feira – Nova Campinas - Duque de Caxias


Campinarte

Dicas & Fatos

Página 05

ESPIRITISMO

No Caminho da Verdade

CRIACIONISMO x EVOLUCIONISMO Ponto de divergência entre religiões, a origem do ser humano verte por duas correntes, as quais vamos abordar. As que negam a vida após a morte defendem o Criacionismo segundo o qual somos criados por Deus no momento do nascimento. Assim o ser tem apenas o tempo de vida, que pode ser curta ou não, para se desenvolver moral e intelectualmente, criar laços de família e se integrar ao progresso incessante e os avanços da ciência de um modo geral. Segundo a tese, somos criados no momento do nascimento, ou será na concepção (????); a explicação se faz necessária, pois não podemos viver no mundo da fantasia e do fantástico; sabemos que o corpo é gestado durante nove meses, fruto de um processo meramente humano, mas e o Espírito que irá animar àquele corpo? Tem um passado? Se sim, não nasce, mas reencarna; se não, de onde vem os laços de família? De onde vem lembranças que por vezes nos surpreendem? É preciso achar respostas. Àqueles que defendem o Criacionismo baseiam suas afirmações na bíblia e dizem que se ali está escrito assim tem que ser, não precisa entender, apenas aceitar... (???). Mas somos seres dotados de inteligência, discernimento e livre arbítrio e crer

P

e aceitar que de apenas um homem, Adão, descende toda a população do globo terrestre é querer ser muito néscio; e a diversidade de raças, cultura, cor, como surgiram? A evolução cada vez mais rápida de nossas crianças, que em curto espaço de tempo se integram a marcha da ciência, se adaptando com facilidade aos mais modernos avanços; falam e andam mais cedo, se adequam aos progressos da informática com imensa facilidade e evoluem física e intelectualmente aos nossos olhos. Nossas origens? Nosso passado? Somos Evolução e seguiremos evoluindo seguindo as leis da natureza e fazendo cumprir a assertiva:-"somos cri8ados simples e ignorantes mas destinados a perfeição"; O Evolucionismo segue as leis da natureza e da ciência, tudo evolui a nossa volta, animais, vegetais seguem em marcha de progresso, descobrem-se progressivamente novas maravilhas da natureza, a ciência, sempre com a permissão do Criador, descobre sem cessar novas espécies, novos astros nos céus e é preciso sempre lembrar a declaração de Alan Kardec :- "Se a ciência um dia provar que nossa

crença está errada, refazeremos o que estiver em desacordo." Por ora tudo o que a doutrina espírita pregou e anunciou foi comprovado, no devido tempo, pela ciência. Atentemos para as palavras de Jesus:- "Que vejam os que tem olhos de ver, que ouçam os que tem ouvidos de ouvir."; Trazemos em nós um arquivo mental que está junto ao perispírito (laço entre o corpo e o espírito) a fim de que nossos conhecimentos não se percam na poeira dois tempos. Ao ser preparado para reencarnar, o espírito passa por um esquecimento, que é aonde se manifesta a bondade e a justiça de Deus, a fim de que o novo ser possa se quitar com a Lei e corrigir erros passados, sem ser oprimido e sufocado por erros antes cometidos, uma intuição o guia para o caminho do bem, e se perde a rota e volta a errar será preciso novo retorno, até que se quite totalmente com a lei; assim evoluímos e nos dirigimos à Deus. Paz e Luz irmãos.

(Texto * Danilo Alves de Bastos)

Na próxima edição "Fora da caridade não há salvação"

* DANILO A LVES DE BASTOS : CRIADO DENTRO DO CATOLICISMO TENDO FEITO CATECISMO E 1ª COMUNHÃO , SENTIA FALTA DE ENTÃO BUSCOU UM MODO DE MELHOR COMPREENDER OS ENSINAMENTOS DE JESUS E PROCUROU EM VÁRIAS RELIGIÕES E DOUTRINAS ATÉ CONHECER A DOUTRINA ESPÍRITA NO CENTRO E SPÍRITA L AR DE UBIRAJARA EM VILA ISABEL, LÁ INICIOU SEU APRENDIZADO DENTRO DA DOUTRINA, FREQÜENTANDO O CURSO DE MÉDIUM. FAZIA PARTE DO GRUPO DE CARIDADE QUE VISITAVA HOSPITAIS E LOGO AFLOROU NELE O DOM DA CURA, APÓS 5 ANOS NESSA CASA, MUDOU PARA C ATAGUASES -MG ONDE INGRESSOU NO CENTRO ESPÍRITA P AZ , LUZ E A MOR AONDE PERMANECEU POR 5 ANOS , DE VOLTA AO R IO DE J ANEIRO LIGOU SE AO C ENTRO ESPÍRITA F RANCISCO DE P AULA NA T IJUCA AONDE DESENVOLVIA MISSÕES DE CURA E DESOBSESSÃO, O QUE DUROU 8 ANOS. A TUALMENTE FREQÜENTO O CENTRO E SPÍRITA LEON DENIS EM BENTO R IBEIRO FAZENDO PARTE DO ATENDIMENTO FRATERNO , GRUPO DE VISITA AOS LARES , CURA E TRATAMENTO ESPIRITUAL ALÉM DE PRONUNCIAR PALESTRAS SOBRE A DOUTRINA . MAIORES EXPLICAÇÕES SOBRE O QUE ERA ENSINADO.

Trovas Espírita Evita a bajulação que te aparece na estrada, a língua do adulador é qual lâmina de espada. Aprende a orvalhar de luz o afeto de teu caminho, se queres amar a rosa, não lhe condenes o espinho. Na defesa da saúde, usa a prudência e a bondade, por vezes, mudar de médico é mudar de enfermidade. (Extraídas do livro "GOTAS DE LUZ", de Francisco Cândido Xavier, ditadas pelo espírito Casimiro Cunha)

Religião - Como começou?

- Descrença moderna Deve a busca continuar? (parte 1) “Deus não é mais uma preocupação costumeira dos seres humanos. Cada vez menos se lembram dele na sua rotina diária ou ao tomarem as suas decisões. . . . Deus foi substituído por outros valores: renda e produtividade. Talvez outrora Deus tenha sido considerado a fonte de significado para todas as atividades humanas, mas hoje ele foi relegado aos calabouços secretos da história. . . . Deus desapareceu da consciência dos seres humanos.” — As Origens do Moderno Ateísmo (em inglês). NÃO FAZ muitos anos que Deus desempenhava uma parte muito importante na vida das pessoas no mundo ocidental. Para ser socialmente aceitável, a pessoa tinha de evidenciar ter fé em Deus, mesmo que nem todos praticassem o que diziam crer. Quaisquer dúvidas e incertezas eram discretamente guardadas no íntimo. Expressá-las em público seria chocante, e talvez até mesmo expusesse a pessoa à censura. Hoje, porém, a situação se inverteu. Ter fortes convicções religiosas é tido por muitos como ser bitolado, dogmático, até mesmo fanático. Em muitos países, nota-se uma prevalecente indiferença ou falta de interesse com relação a Deus e religião. A maioria das pessoas não mais buscam a Deus, seja porque não crêem que ele existe, seja porque têm dúvidas quanto a isso. De fato, alguns usam o termo “pós-Cristã” para classificar a nossa era. Assim, é imperativo perguntar: Como foi que o conceito de Deus ficou tão alienado da vida das pessoas? Que forças ocasionaram essa mudança? Há sólidas razões para continuar na busca de Deus?

D

Conseqüências da Reforma como vimos no capítulo anterior, a Reforma protestante do século 16 causou uma notável mudança no conceito das pessoas quanto à autoridade, quer religiosa, quer outra. A auto-afirmação e a liberdade de expressão tomaram o lugar do conformismo e da submissão. Embora a maioria das pessoas permanecesse dentro do âmbito da religião tradicional, algumas seguiram linhas mais radicais, desafiando os dogmas e os ensinos básicos das religiões tradicionais. Ainda outras, notando o papel da religião nas guerras, nos sofrimentos e nas injustiças em toda a história, tornaram-se totalmente cépticas com relação à religião. Já em 1572, um relatório intitulado Exposição Sobre a Situação Atual na Inglaterra (em inglês), dizia: “O reino está dividido em três partidos: os papistas, os ateus e os protestantes. Todos os três são igualmente favorecidos: o primeiro e o segundo porque, sendo muitos, não nos atrevemos a desagradá-los.” Outra estimativa deu 50.000 como o total de ateus em Paris, em 1623, embora o termo tivesse sido usado um tanto vagamente. Seja como for, é claro que a Reforma, no seu empenho de livrar-se do domínio da autoridade papal, trouxe à tona também os que desafiavam a posição das religiões tradicionais. Como Will e Ariel Durant escreveram em A História da Civilização: Volume VII — Começa a Idade da Razão: “Os pensadores da Europa — a vanguarda do espírito europeu — não mais discutiam a autoridade do papa; seus debates giravam em torno da existência de Deus.”

NA PRÓXIMA EDIÇÃO / DESCRENÇA MODERNA — DEVE A BUSCA CONTINUAR? (PARTE 2)


Página 06

Dicas & Fatos

Campinarte

Nada justifica a geração de empregos na fabricação de algo nocivo à saúde das pessoas

S

Se Coca-Cola é comprovadamente nociva à saúde farei algumas perguntas... Quer dizer então que aquela conversa de uma alimentação saudável já era...? Que as escolas deveriam oferecer uma merenda com base nas frutas e sucos naturais... Já era? Aquele discurso contra os salgadinhos (pizzas, coxinha de galinha, quibes, etc)... Já era? Aquele blá, blá, blá, contra o consumo de refrigerantes... Também, já era? Cadê aqueles que defendiam uma alimentação saudável, principalmente, para as crianças em idade escolar...? E aqueles que se apresentavam muito preocupados com a obesidade (de adultos e crianças)...? Cadê os nutricionistas que antes faziam campanhas contra o consumo dessas batatas em saquinho, biscoitos, doces, balas e volto a repetir... Contra o consumo de refrigerantes?

Se, simplesmente, eram contra o consumo de refrigerantes, porque será que agora todos se calam (quem cala consente) e ainda por cima aplaudem o anúncio da construção de uma FÁBRICA DE REFRIGERANTE em Duque de Caxias? Quer dizer que toda aquela falácia foi por água abaixo – ou melhor – Coca-Cola abaixo? Quer dizer que é plenamente justificável a implantação dessa fábrica com a desculpa que ela vai gerar alguns empregos? Sim, ela vai gerar alguns empregos para continuar envenenando milhões...?...É isso? Claro que ninguém é contra a geração de empregos, mas [à custa] da fabricação daquilo que sempre foi condenado por TODOS que carregavam a bandeira de uma alimentação saudável? Por favor... Não precisa explicar... Eu só queria entender...!!! (Huayrãn Ribeiro)

Ministério da Integração Nacional repassa R$ 13,2 milhões para Duque de Caxias

Receitas de Peixes e Frutos do Mar Apoio / Peixaria da Serra Av. Automóvel Club - Sta. Cruz da Serra Teles: 2672-4791 / 9403-3344

Estrogonofe de camarão

INGREDIENTES 1 colher (sopa) de manteiga 1 cebola média ralada 1/2kg de camarão médio limpo Sal e pimenta do reino 4 colheres (sopa) de conhaque 100g de cogumelos em conserva picados 3 colheres (sopa) de catchup 1 colher (sopa) de mostarda 1 caixinha de creme de leite

MODO DE FAZER

O Ministério da Integração Nacional autorizou no dia 22/04 o repasse de R$ 13,2 milhões para o restabelecimento de serviços essenciais no município de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. A Portaria nº 153 foi publicada na edição do Diário Oficial da União desta segunda-feira (22/04). O município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, está entre as cidades atingidas pelas fortes chuvas que causaram prejuízos no estado do Rio de Janeiro este ano. Em janeiro, o Ministério da Integração Nacional repassou R$ 1,25 milhão ao município para socorro e assistência e em março, R$ 12 milhões, para a execução de obras de reconstrução e recuperação de danos causados por enxurradas. Segundo o ministério, a verba será destinada a acessos viários, ao fornecimento de água para os moradores, à desobstrução de rios, entre outros serviços. Diante da urgência para a execução das ações, será liberada a primeira parcela no valor de R$ 4 milhões. O valor será transferido pelo Cartão de Pagamento de Defesa Civil, instrumento utilizado em 18 estados e 108 municípios brasileiros para repassar recursos a regiões em situação de emergência ou calamidade pública. Edição: Juliana Andrade

O

Limpe os camarões, retire as cascas e lave muito bem em água e limão, escorra e reserve Aqueça a manteiga e doure nela a cebola Junte os camarões e mexa bem, tempere com sal e pimenta Aqueça o conhaque em uma concha até este pegar fogo e despeje-o sobre os camarões, flambando-os Junte o cogumelo, o catchup, a mostarda e deixe ferver por cerca de 5 minutos No momento de servir, junte o creme de leite, mexa bem e aqueça sem ferver Sirva o strogonoff acompanhado de arroz branco e batata palha NOTA Além de saboroso, o consumo de peixe é muito nutritivo e deveria estar sempre em nossa alimentação. Para começar, o peixe é rico em proteínas, como qualquer outra carne. Por isso, quem quer deixar de lado a carne vermelha, estará bem nutrido comendo peixe. Além disso, tem grande quantidade de minerais, entre eles cálcio, fósforo, iodo e cobalto, e é também fonte das vitaminas A, D e B. E a melhor notícia é que peixe tem pouca gordura! É claro que existem algumas espécies gordurosas, mas, em geral, o peixe tem bem menos gordura do que carne vermelha e frango, e isso faz com que sua digestão seja mais rápida. E peixe é ótimo para quem quer perder peso e controlar o nível de colesterol no sangue! Algumas espécies de peixe, principalmente aqueles de água fria, são ricos em ômega-3, que é um tipo de gordura bastante benéfica à nossa saúde.

A

Peixaria da Serra PEIXE

FRESCO TODO DIA!

Av. Automóvel Club - Santa Cruz da Serra - Teles: 2672-4791 / 9403-3344

OS M TE E L O

G


Campinarte

REALMENTE CURIOSO

Dicas & Fatos

ALMANAQUE CAMPINARTE

AS MELHORES PIADAS DE PORTUGUES:

AS CULTURAS E AS MEMÓRIAS BRASILEIRAS, DESTRINCHADAS EM PERFIS, BIOGRAFIAS, CURIOSIDADES, JOGOS E BRINCADEIRAS.

O Campinarte adverte:

ÁGUA OU COCA-COLA?

U Os malefícios da Coca Cola

J

Já imaginou o que acontece com seu organismo depois de tomar uma Coca-Cola geladinha? Veja aqui, passo-a-passo, o que ocorre após ingerir Coca-Cola. Você já imaginou porque a Coca-Cola te deixa alegre? É porque ela te deixa meio "alto", se é que vocês me entendem. Eles tiraram a cocaína da fórmula há quase 100 anos, sabe porque? Porque ela era totalmente redundante. 10 minutos - Uma quantidade parecida com 10 colheres de chá de açúcar golpeiam seu organismo (100% da recomendação diária). Com essa quantidade de açúcar, você só não vomita imediatamente porque o ácido fosfórico quebra o enorme sabor de açúcar, permitindo que a Coca não fique tão doce. 20 minutos - O açúcar do seu sangue aumenta, causando uma explosão de insulina. Seu fígado responde transformando todo o açúcar em gordura (que nesse momento é abundante). 40 minutos - A absorção de cafeína está completa. Suas pupilas dilatam, sua pressão aumenta e, como resposta, seu fígado joga mais açúcar em sua corrente sanguínea. Os receptores de adenosina no seu cérebro são bloqueados, evitando que você fique entorpecido. 45 minutos - Seu corpo aumenta a produção de dopamina, estimulando os centros de prazer do seu cérebro. Fisicamente, é exatamente isso que acontece se você tomar uma dose de heroína. 60 minutos - O ácido fosfórico prende o cálcio, o magnésio e zinco no seu intestino grosso, provocando um aumento no metabolismo. Essa junção é composta por altas doses de açúcar e adoçantes artificiais. Isso também faz você eliminar cálcio pela urina. 65 minutos - A propriedade diurética da cafeína começa a agir, e faz você ter vontade de ir ao banheiro. Agora é certo que você ira defecar a junção de cálcio, magnésio e zinco; que deveriam ir para seus ossos, assim como o sódio e a água. 70 minutos - O entusiasmo que você sentia, passa. Você começa a sentir falta de açúcar, que faz você ficar meio irritado e/ou com preguiça. Essa hora você já urinou toda a água da Coca, mas não sem antes levar junto alguns nutrientes que seu corpo iria usar para hidratar o organismo e fortalecer ossos e dentes. Isso tudo será seguido por uma enorme falta de cafeína em poucas horas. Menos de duas, se você for fumante.

Mas não tem problema, toma outra Coca-Cola aí que vai fazer você se sentir melhor.

Página 07

Um copo de água corta a sensação de fome durante a noite para quase 100% das pessoas em regime. É o que mostra um estudo na Universidade de Washington. Falta de água é o fator nº. 1 da causa de fadiga durante o dia. Estudos preliminares indicam que de 8 a 10 copos de água por dia, poderiam aliviar significativamente as dores nas costas e nas juntas em 80% das pessoas que sofrem desses males. Uma mera redução de 2% da água no corpo humano pode provocar incoerência na memória de curto prazo, problemas com matemática e dificuldade em focalizar um écran de computador ou uma página impressa. Beber 5 copos de água por dia, diminui o risco de câncer no cólon em 45%, pode diminuir o risco de câncer de mama em 79% e em 50% a probabilidade de se desenvolver câncer na bexiga. Você está bebendo a quantidade de água que deveria, todos os dias?

COCA-COLA Em muitos estados nos EUA, as patrulhas rodoviárias carregam dois galões de Coca-Cola no porta-bagagens, para serem usados na remoção de sangue na estrada depois de um acidente. Se você colocar um osso numa tigela com Coca-Cola, ele se dissolverá em dois dias. Para limpar banheiros: despeje uma lata de Coca-Cola dentro do vaso e deixe a "coisa" decantar por uma hora e então dê descarga. O ácido cítrico na Coca-Cola remove manchas na louça. Para remover pontos de ferrugem dos pára-choques cromados de automóveis, esfregue o pára-choques com um chumaço de papel de alumínio (usado para embrulhar alimentos) molhado com Coca-Cola. Para limpar corrosão dos terminais de baterias de automóveis, despeje uma lata

NOSSAS

PIADAS SÃO MUITO ENGRAÇADAS,

CUIDADO PARA NÃO MORRER DE RIR!!!!

de Coca-Cola sobre os terminais e deixe efervescer sobre a corrosão. Para soltar um parafuso emperrado por corrosão, aplique um pano encharcado com Coca-Cola sobre o parafuso enferrujado, por vários minutos. Para remover manchas de graxa das roupas, despeje uma lata de Coca-Cola dentro da máquina com as roupas, adicione detergente. A Coca-Cola ajudará a remover as manchas de graxa. A Coca-Cola também ajuda a limpar o embaçamento do pára-brisa do seu carro.

Para sua informação: O ingrediente ativo na Coca-Cola é o ácido fosfórico. Seu PH é 2,8. Ele dissolve uma unha em cerca de 4 dias. Ácido fosfórico também rouba cálcio dos ossos e é o maior contribuinte para o aumento da osteoporose. Há alguns anos, fizeram uma pesquisa na Alemanha para detectar o porquê do aparecimento de osteoporose em crianças a partir de 10 anos (pré-adolescentes). Resultado: Excesso de Coca-Cola, por falta de orientação dos pais. Para transportar o xarope de Coca-Cola, os caminhões comerciais são identificados com a placa de Material Perigoso, que é reservado para o transporte de materiais altamente corrosivos. Os distribuidores de Coca-Cola têm usado a Coca para limpar os motores de seus caminhões há pelo menos 20 anos. Mais um detalhe: A Coca Light tem sido considerada cada vez mais pelos médicos e pesquisadores, como bomba de efeito retardado, por causa da combinação Coca + Aspartame, suspeito de causar lúpus e doenças degenerativas do sistema nervoso. A pergunta é: "Você gostaria de um copo de água ou um copo de Coca-Cola? Não se esqueça de repassar essa mensagem para seus amigos e conhecidos, a prevenção da saúde deles pode está em suas mãos, ajude-os a terem longa vida.

* O Joaquim ia viajar e pediu para o seu vizinho, Manuel, cuidar do seu gato. — É só você dar comida pra ele e no sábado lhe dar um banho! — orientou Joaquim. Uma semana depois ele volta e vê o gato pendurado no varal, todo torcido, totalmente duro. Aproxima-se do bichano, cheira-o e diz: - Como este Manuel é burro! Esqueceu o sabonete! * Manuel chega em casa tarde e ao ver a cara feia da Maria, vai logo se explicando: — Ó Maria, estou acabado! Pois resolvi dar uma passadinha no shopping e quando estava no meio da escada rolante, acabou a força! Tive que ficar quase duas horas em pé, esperando a força voltar! - Ó Manuel, mas tu és burro mesmo! Por que não te sentaste? * O português foi contratado para pintar as faixas de uma estrada. No primeiro dia ele pintou quinze quilômetros de faixa. — Parabéns, seu Joaquim! Excelente! — elogiou o inspetor. No dia seguinte, ele pintou doze quilômetros. — Bom Trabalho! — elogiou o inspetor. No terceiro dia ele pintou oito quilômetros. — Precisa melhorar! — pediu o inspetor. No outro dia ele pintou quatro quilômetros. - A sua produção está baixíssima, seu Joaquim! — advertiu o inspetor. No outro dia ele pintou um quilômetro. — O senhor está despedido! — declarou o inspetor. — Oras bolas — defendeu-se o portuga. — Que culpa eu tenho se a lata de tinta fica cada vez mais longe?


Página 08

Dicas & Fatos

Campinarte

Muitas frutas possuem reconhecidas propriedades curativas e podem, por isso, se tornar uma maneira econômica, prática e saborosa de eliminar alguns mal-estares passageiros. Conheça as propriedades medicinais de algumas frutas de A a Z. C / Cambucá - Alivia as dores de estômago. Caqui - Alcalinizante, bom para as afecções do fígado, e os catarros da bexiga. Castanha - Benéfica para os rins, fígado, e muito útil na diarreia das crianças. Cereja - Alcalinizante, remineralizante, antidisintérrica, e eficiente contra a arteriosclerose. Coco - Calmante, febrífugo, vermífugo e útil nas inflamações intestinais.

Dicas do Abel

F / Figo - Expectorante, laxante, emoliente, vulnerário. Fruta-do-conde - Abre o apetite. G / Goiaba - Antidiarreica, e combate os tumores. Grumixama - Aperiente, eufórica, reanimadora. J / Jenipapo - Indicado na dispepsia e nas afecções do fígado e baço. Jabuticaba - Abre o apetite, é eufórica, reanimadora. L / Laranja - Antiescorbútica, aperiente, reguladora intestinal, laxante, diurética, antirreumática, anti-histérica, calmante, digestiva, antifebril, anti-hemorrágica, emenagoga, antinefrítica, depurativa, etc. Lima - Alcalinizante e escorbútica. Limão - O suco é aperiente, diurético, febrífugo, antirreumático, antiescorbútico, antisséptico, adstringente, vulnerário, antivomitivo, dissolve os cálculos;combate as afecções produzidas por diversos micro-organismos (cólera, disenteria, tifo, etc.)

CONTINUA NA PRÓXIMA EDIÇÃO

Sacolão do Povo

Tradição de Qualidade Promoção Promoção Todo Todo Venha Venha e e

Dia!!! Dia!!! Comprove!!! Comprove!!!

Av. B, 411 - Nova Campinas - Duque de Caxias - RJ

ACADEMIA JOALON / DUQUE DE CAXIAS – RJ

www.altoestiloemnoivas.com.br

Manhã, Tarde e Noite Adultos e Crianças Telefone: 3658-7656

(Professor Joacil) RUA 19, QD. 32 / LT. 12ª – SANTA CRUZ DA SERRA

- Rua da Feira - Sta. Cruz da Serra -


Campinarte

Dicas & Fatos

Página 09

Acesse o nosso blog http://hasempreumoasisnodeserto.blogspot.com

Mãe, os filhos são seus

DIA DAS MÃES? QUE MÃES?

Como gostaríamos de poder dizer Com todo prazer: Nossas Crianças! Mas elas não são nossas, são suas.

Mães que não comparecem, Mães que se esquecem, Sua função maior: Amar aos pequeninos, As meninas e aos meninos Que por Deus lhes foi confiado.

Como gostaríamos de nos alegrar, E até chorar, não de tristezas, Mas de alegria por ver as suas crianças Que não são nossas, compartilhando do melhor.

Mães que não estão nem aí Aos problemas que vem cercando, Suas crianças e deixando-as Num curral imundo Onde as marcas que voam Em todo o mundo Nunca se apagarão. Dia das mães? Que mães? Mães Que nunca se interessam Em saber em que caminho Trilha o seu pequenino? Ele vai onde quer, Quando quiser.

E você mãe as pode levar para onde quiser, E elas nem mais comparecer ao lugar de Culto. Onde cantando um Cântico Novo a cada Domingo, Junto conosco nos alegrando!

Casa da mãe? Que mãe? Casa sem muro, sem ferrolho Onde o pimpolho entra e sai, E a mãe nem sabe onde: Ele ou ela vai. Sem se falar nos maus exemplos Do palavriado obceno Sendo passado dia a dia Numa eterna folia Aos pequeninos que tudo assiste E por isso não resiste Em trilhar o mesmo trilho Na verdade descarrilho Por onde fatalmente tombarão. Sem que haja cura. Não há ternura! (Maria da Gloria)

Se num caminho estreito, mas, com efeito, Limpos de coração, pés e mãos, num recinto, Onde se possa sentir uma presença boa Nos sons musicais que suas crianças entoam. Mas elas são suas, não são nossas.

Mas as crianças mãe são suas e não nossas, São do papai e da mamãe que não compartilham, Nossas emoções e alegrias, nem sequer podem imaginar, O quanto foi importante para Deus suas crianças criar, E te entregar. Estão elas em suas mãos, são suas. Que neste Natal de Jesus, Possa haver muita luz, a Luz de Jesus, Iluminando muitas mães na condução de suas crianças, E que na encruzilhada da vida possa você mãe perceber, E escolher para as suas crianças o melhor caminho.

(De Maria da Gloria)

CUIDAR, CUIDANDO

MAS QUE TOLICE Tomar posse de velhice? Mas que tolice! Se submeter ao rebaixamento, De um condicionamento Que humilha ferindo, E ao mesmo tempo sorrindo. Apontando sempre um lugar à parte, Como se não fizessem parte Da mesma sociedade, Só por que viveram alguns anos a mais. Tomar posse de velhice? Mas que tolice! Querem ser mesmo preteridos? Esquecidos? Por uma sociedade infame, Que massacra os de mais idade? Que na realidade se amoldam e Também se acomodam, A um sistema hipócrita. Tomar posse de velhice? É não ter nada colecionado, É não ter nada ambicionado Nem aprendido, É continuar a ser preterido. Não te acomodes, nem abraces a esta hipocrisia, Que no dia a dia quer te alienar Rebaixar-te, e humilhar, Apontando sempre um lugar à parte Como se não fizesses parte da mesma sociedade hipócrita.

C uidar, Cuidando, O nde com Classe se pode, M uito fazer pelos pequenos. C uidar, Cuidando, L onge de querer ser A ntes realizar ou fazer S uavemente cuidar S em deixar-se levar, E m vaidades, mas simplesmente Cuidar. N as Artes pintadas, pelas crianças, A s chamadas aquarelas, S e fazem lindas, nas mãozinhas delas. A R T E S

h! também encontramos lefletindo em sonhos eatro de fantoches, e vamos, ntre risos aprendendo que, onhos se realizam quando Cuidamos, Cuidando!

C uidar, Cuidando, quando ensinamos, U nindo sonhos, à realidade, I sto sim, traz felicidade. D eixando que as crianças A inda na infância possam aprender. N a Escola Vinde Meninos, importante é saber: D eus é Importante, pois desde infante, O s Santos ensinos... D eixou aos pequeninos, E aos Doutores da Lei. V iver é preciso, e também cuidar. I nda que difícil possa parecer, D otado de Classe nas Artes irão deixar, A esperança renascer, e ver que, S e pode: ” Com Classe nas Artes, de Vidas Cuidar

(De Maria da Gloria)

(De Maria da Gloria)

Igreja Assembléia de Deus Do Senhor é a Terra e toda a sua plenitude - Salmo 24

Terças - Culto de Doutrina - 18:30 h / Quartas - Culto de Consagração - 09:00 h Quintas - Culto de Libertação - 15:00 h / Sábados - Escola Bíblica - 09:00 h Domingos - Escola Dominical - 09:00 h / Culto Público - 18:00 h Rua da Associação, 21 - Irajá - Telefone 3381-3030 - Rio de Janeiro - RJ / e-mail: projetovindemeninos@gmail.com


Página 10

Dicas & Fatos

Campinarte

Saúde é Vital

Espaço Saúde

CHUPETA na dose certa

FISIOTERAPIA NA DISFUNÇÃO DA ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM)

A coisa muda de figura se as refeições são feitas na mamadeira. Dela o leite sai com facilidade, minimizando o esforço do bebê. E a chupeta passa a funcionar como um bom complemento. Mas cuidado com o exagero, mesmo os bicos ortodônticos alteram a dentição. Quanto menos chupeta, maiores as chances dos dentes voltarem ao lugar. A criança deve ser encorajada a usar cada vez menos. Apenas 25% dos bebês que são alimentados exclusivamente no peito até os seis meses se apegam à chupeta. A higiene é um item que não podemos esquecer, pois é só bobear e a chupeta vai parar no chão. O tombo é um RA ANDRA ORGES prato cheio para os micróbios. Fervê-las diariamente por 10 minutos reduz pela CIRURGIÃ DENTISTA metade o número de bactérias. HOMEOPATA Como escolher a chupeta: ODONTOPEDRIATRA 1 – BICO – O ortodôntico, achatado como um mamilo é menos preELEFONE judicial. Repare se ele é de silicone, mais fácil de limpar . 2 - ESCUDO – Para se encaixar-se perfeitamente na boca ele deve ser arredondado. Prefira os modelos com recorte, que não empurram o nariz. 3 – TAMANHO – Respeite a indicação por faixa de idade. Do contrário a boca do seu filho fica o tempo todo semi-aberta, o que não é bom, pois pode torná-lo um respirador bucal. 4 – FURINHOS - Eles devem ser pelo menos dois – um de cada lado. Estes orifícios servem para ventilar a região da boca. 5 - RECORTE PARA O NARIZ - Antes de induzir o uso da chupeta, repare se o bebê está mesmo precisando sugar. Não abuse. A criança precisa do acessório só depois de mamar ou antes de dormir. Retire-a assim que ela dormir. Lembre-se: carinho é o melhor É possível lançar mão dela de manei- calmante para se filho. ra inteligente, sem comprometer tanto os dentes de seu filho. Para pais e bebês, a chupeta é uma mão na roda, está sempre na boca dos pequenos, ora para acalmar o choro, ora para embalar o sono. Até os dois anos, vá lá. Um estudo da Universidade de São Paulo avaliou os dentes e a musculatura facial de 61 crianças de O até 5 anos. Resultado: todas as que usaram o acessório além da conta apresentam problemas dentários, como mordida cruzada e sorriso dentuço. “Os danos foram menores naquelas que haviam largado a chupeta a tempo”, revelou o estudo. Nos primeiros seis meses, o bebê precisa mesmo sugar. Além de ser um anseio de ordem psicológica (o bebê se encontra na fase oral), isto desenvolve a musculatura da boca.

D .S

T

É

B

/ 3653-7088

A articulação temporomandibular (ATM) é responsável pelos movimentos da nossa boca e temos uma de cada lado (em frente de cada orelha). As patologias que acometem essa articulação e os músculos que fazem seus movimentos são chamadas de disfunções temporomandibulares (DTM). Milhões de pessoas no mundo apresentam sinais e sintomas da disfunção temporomandibular, porém a DTM ainda é pouco conhecida. As lesões são causadas por movimentos desnecessários que fazemos com a boca, hábitos chamados de parafuncionais como mascar chicletes, roer unhas, apoiar o queixo com a mão, morder gelo, canetas e outros objetos. O bruxismo como é conhecido o ato de ranger os dentes que algumas pessoas realizam ao dormir, também está entre os principais fatores que causam DTM. A vigilância cognitiva comportamental para eliminação desses hábitos, a proteção dos dentes e dos músculos para os que apresentam esse distúrbio do movimento, pode ser a chave para o alívio dos sintomas da disfunção. Esta é uma disfunção que causa sofrimento a milhões de pessoas no mundo e não escolhe sexo nem idade, até crianças e adolescentes podem desenvolver DTM, sendo que 90% dos que buscam tratamento são mulheres na faixa etária de 15 a 45 anos. A DTM causa dor e muitas vezes incapacitante, diminuindo a qualidade de vida e até privando as pessoas do convívio social. O Tratamento Na maioria dos casos, o tratamento é simples e conservador, feito por meio de exercícios, compressas, relaxamento muscular, controle da ansiedade e depressão, treino comportamental. Porém é necessária a atuação de uma equipe multidisciplinar com profissionais de diversas áreas, como odontologia, fisioterapia, neurologia, reumatologia, psicologia, otorrinolaringologia, endocrinologia e fonoaudiologia, uma vez que a origem das DTM´s é multifatorial. A Fisioterapia em DTM e Dor Orofacial Para a Academia Americana de Desordens Craniomandibulares, “a fisioterapia ajuda a aliviar a dor músculo-esquelética e a restaurar a função normal por meio da alteração da entrada sensorial e redução da inflamação, diminuindo, coordenando e fortalecendo a atividade muscular, e promovendo o reparo e regeneração dos tecidos”. A intervenção da fisioterapia nas DTM é realizada através do emprego de várias modalidades terapêuticas tais como a acupuntura, a eletroterapia por ultra-som e fonoforese, laserterapia e analgesia por estimulação elétrica transcutânea (TENS), terapia de calor e frio, terapia manual para mobilização de tecidos moles e articulares bem como a liberação miofascial dependendo de uma avaliação criteriosa do paciente. Já na abordagem postural através dos conceitos de cadeias musculares, a RPG, reeducação postural global, atua como fator de prevenção e correção das alterações biomecânicas, objetivando melhorar

A

GISELLE MIRANDA FORMADA EM FISIOTERAPIA PELA UNIGRANRIO EM DEZEMBRO DE 2003, ESPECIALISTA EM RPG, ACUPUNTURA E PILATES E SEGUNDA GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA. o posicionamento da cabeça e da coluna cervical, reduzindo os esforços musculares e articulares impostos às articulações. Também se mostra eficaz no controle das dores causadas pela formação dos pontos gatilhos (os trigger points). A Fisioterapia atua nos seguintes casos: • Processos inflamatórios: edemas causado por capsulites, retrodiscites e traumas agudos; • Processos dolorosos agudos e crônicos: inflamação, tensão muscular e ligamentar, pontos gatilhos e dor miofascial; • Processos degenerativos: osteoartrite e osteoartose devido à alteração da biomecânica mandibular; • Tratamento da disfunção parafuncional através da melhora da coordenação dos movimentos mandibulares; • Patologias articulares: deslocamento articular com ou sem redução de disco, fibrose discal; • Pós-operatórios de cirurgias ambulatoriais e hospitalares; • Melhora na condição de hipomobilidade e hipermobilidade articular; • Correção de fatores posturais e biomecânicos. Principais sintomas de DTM: • Cefaléias (dores de cabeça, muito parecidas com enxaquecas); • Otalgias (dor de ouvido ou ao redor); • Dor orbicular (dor e pressão atrás dos olhos); • Ruídos articulares: um “clique” ou sensação de desencaixe ao abrir ou fechar a boca; • Dor ao bocejar, ao abrir muito a boca ou ao mastigar; • Mandíbulas que “ficam presas”, travam ou saem do lugar; • Fadiga (cansaço) nos músculos da mastigação; • Uma brusca mudança no modo em que os dentes superiores e inferiores se encaixam; • Bruxismo (ranger dos dentes noturno) e/ou apertamento diurno; • Alguns tipos de zumbido; • Cervicalgia (dor no pescoço) referindo dor para a face.


Campinarte

Dicas & Fatos

CAMPINARTE DICAS EFATOS E OS DIREITOS DAS PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS

Página 11

Campinarte só para Mulheres

COLOCAMOS

AO SEU DISPOR TUDO O QUE VOCÊ

[ MULHER ]

PRECISA SABER , E

QUANDO FALAMOS TUDO É PORQUE ESTAMOS LITERALMENTE COLOCANDO OS ARTI GOS MAIS INTERESSANTES !

C ONTAMOS

COM GRANDES COLABORADORES E PARCEI -

ROS PARA TORNAR ESTA SEÇÃO UMA SEÇÃO NO MÍNIMO ÚTIL .

Ministras participam da entrega do Prêmio Mulheres Negras Contam sua História Fotos / Elza Fiúza/ABr - Brasília – As ministras da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, e da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Bairros, participam da entrega do Mulheres Negras Contam sua História. Na foto, à esquerda, a presidenta da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas, Creuza Maria Oliveira.

Na foto, ao centro, Tássia Nascimento

Na foto, ao centro, Valdenice José Raimundo

Na foto, ao centro, Leila Regina Lopes

Na foto, ao centro, Doris Regina Barros da Silva


Página 12

Dicas & Fatos

Campinarte

Bazar da Ilha Material de Construção Teles / 8021-3871 / 7206-8934

Av. A, n.º 23 – Ilha – Nova Campinas

Rua H, 561- Nova Campinas - Área 2


Campinarte

- Ascom Ass. Comunitária de Santa Cruz da Serra - informa Segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), anualmente são usados 3 bilhões de litros de óleo no pais. Como não é consumido integralmente, o problema de onde descartar o óleo que restou das frituras é sério. A atitude mais comum dos consumidores é jogar o óleo usado na pia. Porém, esse gesto é errado e causa muitos transtornos. Quando jogado na rede de esgoto, o óleo pode se solidificar e entupir os encanamentos. Para se ter uma idéia de como isso é grave, 40% dos casos de entupimentos de tubulações são causados pelo óleo solidificado. O desentupimento ou mesmo a troca desses canos custa caro e esse preço é revertido ao consumidor na tarifa de esgoto que consta na conta de água. O entupimento dos encanamentos também facilita a ocorrência de enchentes. Além disso, o óleo contamina a água. Um litro de óleo contamina até 25 mil litros de água. Se o esgoto não passar por tratamento, e 62,1% do esgoto produzido no Brasil não passa (de acordo com dados do SNIS – Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento Básico – de 2010), o óleo contaminará também os rios que recebem o esgoto, causando danos consideráveis à fauna e à flora aquática. O óleo também contamina o solo e quando entra em decomposição libera o gás metano, um dos principais responsáveis pelo efeito estufa. Fazer a sua parte é fácil Após o uso, espere que o óleo esfrie e passe-o por uma peneira para que impurezas sejam retidas. Coloque-o em uma garrafa pet limpa e seca. Quando juntar uma boa quantidade, traga até a ASCOM – Associação Comunitária de Santa Cruz da Serra. Serão vários litros de óleo a menos poluindo as águas e o solo.

Dicas & Fatos

ESPERANÇA DE NOVA CAMPINAS Luiz Fernando / Destaque

S

L

Luiz Fernando é morador de Nova Campinas em Duque de Caxias, nasceu na cidade de Itaocara em 22/06/1950. Técnico em Artes Gráficas (aposentado – IBGE). Sua família mudou-se para o Rio de Janeiro quando Luiz tinha apena um aninho. Luiz Fernando quando desfilou pela primeira (Unidos de Lucas) tinha 15 anos. Além da agremiação de Lucas, Luiz desfilou na Quem Fala de Nós não Sabe o que Diz e em muitas e muitas outras agremiações carnavalescas. Luiz Fernando é destaque do Esperança de Nova Campinas desde a sua fundação, ao todo são mais de 35 anos dedicados ao samba. Luiz confecciona as suas próprias fantasias, “sempre foi assim”, faz questão de ressaltar. Luiz considera um dos seus maiores troféus a sua ida para a Beija-Flor de Nilópolis a convite de Neguinho da Beija-Flor... Há dois anos afastado da agremiação de Nova Campinas, Luiz voltou a desfilar no Esperança no Carnaval / 2013 e sua participação foi muito importante para o verde e branco conquistar o primeiro lugar no Grupo quatro.

Página 13

Orlandino dos Santos: idealizador do Projeto CIPA nas Escolas que acabou virando Lei Federal - é morador de Santa Cruz da Serra

Nossas poderosas lentes captaram sábado (13/04) em Santa Cruz da Serra a figura de Orlandino dos Santos (67), Técnico de Segurança do Trabalho aposentado pela Estil Eletrônica (RJ) com passagens pela FNM, Flexa Carioca, Gordura de Coco Carioca, Sacór, dentre outras. Divorciado, pai de duas filhas, o nosso personagem que é carioca, nascido e criado no Morro da Mangueira, afirma ser o idealizador do Projeto CIPA nas ESCOLAS (CIPA - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes). Esse projeto (segundo Orlandino dos Santos) virou (em Duque de Caxias) Lei Municipal em 5 de Novembro de 2003 - Lei – 1762 de autoria do vereador Nivan de Almeida – instituindo o DIA MUNICIPAL DE SEGURANÇA E SAÚDE NAS ESCOLAS... Que acabou virando Lei Federal – Lei n.º 12. 645 de 16 de Maio de 2012 que institui o DIA NACIONAL DE SEGURANÇA E DE SAÚDE NAS ESCOLAS.

N

Odette Candido – Arte AOS SÁBADOS E DOMINGOS (EM FRENTE AO TRENZINHO ) NA P RAÇA DE N OVA C AMPINAS – D UQUE

Aceito encomendas Telefone (21) 3652-7576

DE

C AXIAS

ARTESANATO (pintura em tecido - estampas de aves, paisagens, utensílios, bonecas) Tudo para a sua Cozinha e o seu Banheiro Panos de Prato / Toalha de Mesa / Cortinas de Pia / Jogos de Cozinha... Tapetes para Box / Jogos de Banheiro, etc...

E MAIS: TEMPEROS CASEIRO EM GERAL!


Página 14

Dicas & Fatos

Minha Pátria é Minha Língua

Campinarte

TORTURA HOJE

Banco de Portugal apresenta nova nota de cinco euros

O

O governador do Banco de Portugal apresenta a nova nota de cinco euros, em circulação a partir de 2 de Maio. De acordo com o regulador a nova série de notas do euro que recebe o nome "Europa" terá notas mais seguras, mais resistentes e mais duradouras. Ambas as séries estarão em circulação de forma simultânea. A nova série de notas de euro chama-se "Europa" devido ao retrato de Europa que aparece no holograma e na marca de água das notas. Europa é a personagem da mitologia grega que deu origem ao nome do continente. Uma figura que deu azo a várias especulações, quando no final de 2012, o Banco Central Europeu (BCE) apresentou pela primeira vez a nova "embaixadora" do euro, por ser mulher e grega. O ‘The Wall Street Journal', por exemplo, destacava a escolha de uma figura feminina para

o papel, depois da polémica surgida na altura, no seio do Parlamento Europeu, devido à falta de mulheres em cargos superiores de gestão do BCE. Mas além de ser mulher, "Europa" é grega. Numa primeira reacção o editor-chefe do Financial Times em Frankfurt, Michael Steen publicava na altura o seguinte via ‘tweet': "As novas notas são altamente seguras e têm uma figura grega... Será uma mensagem?". De acordo com o jornal britânico, esta escolha sugeria um renovado voto de confiança de Frankfurt, e colocava completamente de lado uma possível saída grega da zona euro. As restantes notas da série "Europa" serão colocadas em circulação de forma gradual, por ordem crescente de denominação, ao longo de vários anos. Ou seja, depois da nota de 5 euros será introduzida a nota de 10 euros e assim sucessivamente.

Diamantino’s Bar Chopp / Porções / Frango Assado Tradição de Qualidade No Coração de Sta. Cruz da Serra

África, dicas e fatos

Desemprego aumenta 4,1% em Cabo Verde Entre os concelhos mais afetados figura o de São Vicente, segundo centro populacional do arquipélago, onde a taxa de desemprego atinge os 28,9 porcento, seguido do da Praia, principal centro urbano do país, com 17,2 porcento, de São Domingos (Santiago, 16,6 porcento) e Boavista (14,3 porcento). Praia - A taxa de desemprego em Cabo Verde aumentou de 12,7 porcento em 2011 para 16,8 porcento em 2012, segundo os últimos dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE). Entre os concelhos mais afetados figura o de São Vicente, segundo centro populacional do arquipélago, onde a taxa de desemprego atinge os 28,9 porcento, seguido do da Praia, principal centro urbano do país, com 17,2 porcento, de São Domingos (Santiago, 16,6 porcento) e Boavista (14,3 porcento). No polo oposto está o concelho dos Mosteiros (ilha do Fogo), em que a taxa de desemprego é de apenas 1,5 porcento. De acordo ainda com os mesmos dados, o desemprego é maior no meio urbano (19,1 por-

cento) do que no rural (12,1 porcento), e a faixa etária mais afetada é a situada entre os 15 e os 25 anos (32,1 porcento), prevalência que tem tendência para diminuir com o aumento da idade, pois entre os 15 e os 34 anos a percentagem é de 24,1 porcento. Estes dados constam de um inquérito ao emprego realizado junto de uma amostra de nove mil 918 agregados familiares (8,4 porcento do total), selecionada de forma aleatória e independente dentro de cada concelho, respeitando a representatividade a nível nacional, por meio de residência e para os 22 concelhos. O nível de confiança do estudo é de 90 porcento e abrangeu agregados com idade superior a 15 anos.

Todo Dia é dia de Índio

Xavantes entregam denúncias de violação à Comissão Nacional da Verdade Alex Rodrigues Repórter Agência Brasil Brasília – Um grupo de representantes dos índios xavantes que atualmente vivem na Terra Indígena Marãiwatsédé, no norte de Mato Grosso, entregou hoje (23) a representantes da Comissão Nacional da Verdade um documento em que relatam episódios de violações aos seus direitos ao longo de décadas. Entregue à psicanalista Maria Rita Kehl, responsável por coordenar a apuração das denúncias sobre violações aos direitos indígenas entre 1946 e 1988, o Relatório sobre Violações dos Direitos Humanos: O Caso dos Xavante de Marãiwatsédé narra, a partir do ponto de vista indígena, fatos como a invasão do território tradicionalmente ocupado pelos xavantes de Mato Grosso, além de assassinatos e a disseminação de doenças contra as quais os índios não tinham proteção natural. O grupo xavante também aproveitou o encontro para relatar as dificuldades que continuam enfrentando após receberem o direito ao usufruto da terra – que, legalmente, pertence à União. Também denunciaram que um grupo de pelo menos 50 não índios que se identificam como antigos moradores voltou a ocupar a área nos últimos dias. De acordo com Maria Rita Kehl, os índios xavantes narram, no relatório, entre outros fatos, as expulsões que sofreram; as epidemias que, nos anos 1950 e 1960, dizimaram mais da metade da etnia; e a ocupação de suas terras por um fazendeiro que abriu uma empresa com a conivência do governo, quando os índios foram retirados do lugar. “A maioria dos xavantes morreu por epidemias antes de, já nos anos 1990, voltarem para uma reserva muito menor que o território que tinham anteriormente”, disse Maria Rita Kehl ao fim do encontro. O relatório foi produzido pela Associação Bö´U (Urucum) e pela ONG Operação Amazônia Nativa (Opan). “A importância do relatório é para que nossa história seja reconhecida nacionalmente. Nossos antepassados sofreram muito quando foram transferidos de nossa terra tradicional e [no local] foi instalada a fazenda [Suiá Missú]”, comentou Cosme Paridzané, filho do cacique Damião Paridzané, lembrando que, a partir daí, o grupo xavante passou a se transferir de uma reserva a outra.

B Programa de atendimento psicológico às vítimas da ditadura militar chega ao Rio de Janeiro Cristina Indio do Brasil Repórter da Agência Brasil

R

Rio de Janeiro – Hoje (17/04) foi a vez do Rio de Janeiro fazer a primeira etapa do projeto Clínicas do Testemunho, chamada de conversas públicas, quando os interessados em participar do programa de atendimento gratuito psicológico à vitimas da ditadura militar conhecem a metodologia que será aplicada. Segundo o secretário nacional de Justiça, Paulo Abrão, que também é presidente da Comissão da Anistia, as clínicas terão 702 vagas não apenas para os anistiados políticos, conhecidos como vítimas da ditadura, como também às pessoas da família. "Temos clareza que os traumas não atingem única e exclusivamente os perseguidos políticos, mas também àqueles que sofreram sequelas do autoritarismo, como seus filhos, seus pais e seus companheiros, reconhecendo a dimensão do dano. As clínicas de testemunhas têm como propósito atender às demandas de importante segmento da nossa sociedade civil oferecendo assistência psicológica gratuita àqueles que foram atingidos por atos de exceção durante a ditadura militar", disse. Segundo o secretário, em São Paulo, onde já foram feitas as conversas públicas, agora estão sendo recebidos os emails dos participantes confirmando as inscrições e a adesão à metodologia. Os nomes serão passados para as clínicas a fim de agendar as sessões de atendimento. As clínicas, de acordo com Paulo Abrão, foram seleci-

onadas por meio de edital. "Foi selecionado um conjunto de profissionais com vasta e comprovada experiência no tratamento de traumas advindos de crimes de violência de Estado, mais especificamente as particularidades da violência do Estado de exceção. Essas pessoas são profissionais gabaritados que já vinham promovendo atendimentos nessa área e já comprovaram, inclusive, articulação com outras redes de atendimento psicológico a vítimas da ditadura na Argentina, no Chile e no Uruguai", disse. Abrão informou ainda que o programa terá como prazo incial dois anos e será avaliado no fim do periodo. "No primeiro momento avaliamos que essas cidades teriam a maior demanda. Agora estamos analisando a possibilidade de ampliação. As conversas públicas estão servindo para avaliar a adesão ao programa. Embora as clínicas estejam localizadas nessas cidades, as pessoas que moram fora desses locais podem se inscrever para participar”. Segundo o secretário, a Comissão de Anistia, como orgão, já trabalhava no campo da reparação econômica. “Uma frente de reparação moral é o pedido de desculpas do Estado brasileiro. Outra de frente de reparação coletiva são os projetos de memória e agora esta é a quarta frente do programa de reparação do Estado brasileiro. A nossa expectativa é de que o principal resultado dos programas seja a melhora do bem-estar das vítimas e também dos parentes", concluiu.


Campinarte

Dicas & Fatos

Página 15

É HORA DE PENSAR

ESPORTE

LEMBRA DE MIM?... LUISÃO, ex-jogador do Bangu

R

Recebi um e-mail esta semana do leitor Matheus Cicarino, que fazia um pedido muito especial. Queria ver o atacante Luisão na seção "Por onde anda?". Sérgio Luís Tolentino de Carvalho, atualmente, com 59 anos, dono de uma escolinha de futebol em Seropédica, é um dos mais lembrados jogadores banguenses de todos os tempos. Mesmo quem não o viu jogar, sabe da existência de um atacante forte, alto, desengonçado, trombador e que fazia muitos gols. Luisão chegou ao Bangu vindo do Flamengo de Volta Redonda em 1976 e logo conquistou a torcida ao se tornar artilheiro e campeão do Torneio da Integração daquele ano. O destaque repentino fez com que o Sport Recife se interessasse pelo atacante, mas as negociações não se concretizaram, para sorte do Bangu.

Recentemente, Luisão voltou ao campo de Moça Bonita para jogar uma "pelada" de veteranos e, claro, relembrou diversos momentos marcantes da carreira. Houve um jogo contra a Ferroviária, em Araraquara, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro da 2ª Divisão de 1980. Luisão era a terceira opção para o ataque, atrás de Dé e Caio Cambalhota. O Bangu perdia por 2 a 0, Luisão entrou no lugar do ponta-esquerda Marcelo, marcou um gol e virou titular de um time cheio de veteranos contratados por Castor de Andrade. Aliás, foi em 1980 que Luisão ganhou notoriedade nacional. Contra o Palmeiras, no Parque Antártica, ele fez dois gols na inacreditável vitória banguense por 3 a 2. "Naquele dia, coloquei Seropédica no mapa do futebol brasileiro, com a imprensa toda indo lá em casa" - diverte-se. Parece que 1980 foi realmente o ano de Luisão no Bangu. Naquele mesmo ano, fez uma aposta com Castor de Andrade antes de um jogo contra o Fluminense, em Marechal Hermes. Prometeu o gol da vitória. O Bangu saiu atrás do marcador, empatou com um gol de Ademir Vicente e virou, justamente, com um gol de Luisão. Foi o suficiente para o Patrono, agradecido, presenteá-lo com um carro. "Fiquei muito marcado como jogador do Bangu, tanto até que tinha gente que até pensava que eu era um capanga do doutor Castor. Mas não posso negar, minha família e minha vida devem muito ao Bangu". Luisão atuou em 250 partidas entre 1976 e 1984, com 94 vitórias, 75 empates, 81 derrotas, uma expulsão de campo e 70 gols marcados. Fez diversos amigos e faz questão de se lembrar de Ademir Batista, Dreyfus, Serjão e Marinho. Hoje, Luisão é evangélico, vai a igreja todos os dias, mas sempre que pode observa a situação do clube que o projetou: "Vejo que o Bangu está voltando a ser o que foi há algum tempo. Acredito no trabaho que está se fazendo". Carlos Molinari e Fabio Menezes (12/07/2010)

MEIO AMBIENTE

Esgoto em rio de Caxias vira jogo de empurra POR CONSTANÇA REZENDE Rio - Enquanto a Cedae afirma que o esgotamento sanitário de municípios da Baixada cortados pelos rios Sarapuí e Iguaçu, que formaram um uma ilha de lixo lama e esgoto de 3 mïlhões de metros quadrados na Baía de Guanabara, na altura de Duque de Caxias, é de responsabilidades das prefeituras, o prefeito do município, Alexandre Cardoso, diz que a tarefa cabe à companhia. “O nome não é Companhia Estadual de Águas e Esgotos? Então, todo o esgoto da cidade cabe à Cedae”, disse. O monte de lixo no rio foi denunciado ontem em matéria do DIA. Além disso, Cardoso disse que “a manutenção do corpo hídrico” de rios que cortam várias cidades é dever do estado. “Está na Lei Nacional de Recursos Hídricos: só é de responsabilidade das prefeituras os rios que nascem e morrem na mesma cidade, os que cortam é do governo. Nos cabe apenas o reassentamento das famílias que moram nas casas à beira desses rios em situação de risco”, argumentou. A reportagem flagrou casas em São João de Meriti jogando esgoto in natura de canos clandestinos no Rio Pavuna. Os moradores alegaram que as tubulações de esgoto estão entupidas na região e que nem todas as casas tem saneamento. “É horrível porque o meu lixo acaba voltando para den-

tro de casa quando chove forte e o rio alaga”, disse a empacotadeira Patrícia Medeiros. Mesmo assim, a Cedae disse que já realiza o tratamento de esgoto captado em parte da região da Baixada na Estação de Tratamento de Esgotos Sarapuí, reconstruída e reinaugurada em 2011, que já trata 1.500 litros de esgoto por segundo em Belford Roxo, Queimados, Nilópolis, Mesquita e Meriti.

Pouco oxigênio nas águas Amostras das águas do Rio Iguaçu coletadas ano passado pela ONG Onda Verde e analisadas em laboratório, constataram que oxigênio dissolvido no rio está abaixo da média prevista em legislação, o que compromete a biodiversidade fluvial. Também constatou nível de fosfato insatisfatório para a saúde humana. Segundo o biólogo Rafael Dellamare, que analisou o estudo, a causa é o esgoto in natura. Concluiu que a presença excessiva de compostos de fósforo e nitrogênio nos corpos d’agua desencadeia o desenvolvimento de algas ou outras plantas aquáticas indesejáveis, principalmente em cursos lentos, reservatórios ou águas paradas. Elas podem levar à diminuição do oxigênio dissolvido, provocando a morte e decomposição de muitos organismos. (O Dia Online)

Contato silvalusu@ig.com.br Olá caros leitores, colaboradores e amigos do Campinarte. Eu sou o Profº. Luciano da Silva, formado em História, Pós-Graduado em História Social do Brasil e estudante do curso de Pedagogia da UERJ e estarei com vocês aqui na coluna Campinarte: É Hora de Pensar. TOMBAR OU NÃO TOMBAR, EIS A QUESTÃO

V

Valorizar uma cultura é elucidar a importância que ela tem no engrandecimento e na formação da identidade de um povo. Na verdade é a marca de uma história construída e vivida, no entanto, vários fatores materiais e imateriais se somam para formar essa cultura, não é um ponto específico ou algo individual. Dentro do universo da cultura tudo que apresentar consistência histórica, artística, cultural e provar de certa forma uma função no campo social pode ser elevado ao topo de patrimônio histórico e ser tombado. Fato como esse foi visto no Rio de Janeiro, só que com a CACHAÇA, reconhecida como patrimônio histórico, na aprovação de um projeto Lei pela ALERJ (Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro ). A grande questão é, tombar algo em nível de patrimônio, este deve apresentar de forma positiva sua relação de importância e consistência na vida do povo, principalmente no processo social. Qual a importância social da cachaça? Anestésica? Porque muitos dizem que bebem para esquecer os problemas. Ou climática? Porque se costuma dizer que também se bebe para esquentar quando está frio e para refrescar quando está quente. Talvez se espere que esse tombamento vá além das expectativas, possa ser que sua relação esteja na educação, pois há aqueles que afirmam ser o magistério uma cachaça que de tão forte quem entra se embebeda, fica dependente e não consegue mais sair até a aposentadoria. Mas com o tombamento tudo vai ser diferente, o que não era valorizado, agora será contemplado, pois se o magistério é uma cachaça e a cachaça é patrimônio, os profissionais da educação serão lembrados pelo menos por quem bebe. Há também nesse processo um possível reconhecimento a cidadania e o combate a discriminação, pois se alguém vir um bêbado caído, irá falar não mexa com ele é patrimônio histórico. Na educação em consequência o currículo será alterado, tudo partirá da área de interesse, a Geografia enfatizará o programa do Proálcool; a História a economia canavieira; a Matemática com quantos copos se derruba um indivíduo; a Física em que velocidade o indivíduo leva o copo a boca e qual o tempo ele leva para cair; a Química será abolida do currículo, pois levando em conta a dependência ninguém mais passará de série. Na Pedagogia os especialistas estarão radiantes e irão falar que agora finalmente a interdisciplinaridade está realmente acontecendo, todos focando o mesmo tema na ótica de cada área específica. É hora de pensar! Será que em um país como o nosso em que a saúde é precária, a educação deficiente, a lei de trânsito cada vez mais rígida, transformar um produto que causa dependência e faz mal a saúde em patrimônio é sensato? É coerente dar ibope a cachaça? Visto que nas escolas ela é combatida, nos hospitais é a maior promotora de cirrose, na imprensa é a porta das crianças e adolescentes para outras drogas e nos alcoólicos anônimos ela é a assombração que destrói famílias e eles tentam retira-la daqueles que não conseguem mais livrarse dela. É fica a todos um momento para reflexão sobre essa questão bem intrigante que nos faz pensar sobre os rumos do nosso país, e como tem mudado a concepção política e dos políticos que dirigem a nossa nação.


Página 16

Dicas & Fatos

Campinarte

A VOLTA VOLTA DO DO OBSERVATÓRIO OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO COMUNITÁRIO A APÓS LONGA E MERECIDAS FÉRIAS, ELE ESTÁ DE VOLTA AO NOSSO TABLOIDE... E PARA A ALEGRIA DA NAÇÃO CAMPINARTE O BLOG DO NOSSO OBSERVADOR TAMBÉM VOLTOU A SER ATUALIZADO... DIFERENTE, MODERNIZADO, DINÂMICO E CADA VEZ MAIS INFORMATIVO, INSTRUTIVO, ELUCIDATIVO...

Moradores do Pq. Paulista sofrem sem água Reproduzimos na íntegra a carta de Meiriellen Medeiros, moradora do Parque Paulista, em Duque de Caxias. “Oi, bom dia! Nós moradores do bairro Parque Paulista, estamos sofrendo a 2 meses sem água da Cedae, moradores vão até a unidade de Jardim Primavera e é sempre a mesma desculpa .....Tudo começou após a tragédia de Xerém, nunca mais tivemos água, estamos em estado crítico, você só consegue água pagando ou pegando água da chuva! A Cedae nunca tem uma solução diz que e culpa do manobreiro quem não distribui a água, outra hora diz que o problema é em xerém. Na minha rua 15 Lavosier no Parque Paulista, nunca mas vimos água da rua, apenas enchente que aconteceu a 20 dias e que prejudicou muito gente, além de dizer que soltaram a represa de Xerém pois não tinha chovido tanto assim pra haver tanta água muitas casas inundaram, casas que nunca enxeram foi uma calamidade. POR FAVOR CONTO COM O APOIO DE VOCÊS! obrigada pela atenção! Nota: Entramos em contato com a CEDAE, mas até o momento não tivemos retorno. (Fonte / Voz Caxiense: Após tragédia de Xerém, moradores do Parque Paulista sofrem sem água | Duquedecaxias.NET.br)

Moradora desabafa: Será que o Jardim Barro Branco NUNCA sera pavimentado??? De novo... Mais uma vez...!!! É por isso que o Campinarte tem publicado uma série de denúncias... A todo instante nos chegam reclamações sobre o abandono, principalmente, em bairros do Terceiro Distrito. Abaixo, na íntegra, um e-mail de Alexandra Geraldo, moradora do Jardim Barro Branco, provavelmente um dos bairros mais odiados pelo governo municipal. Leia o texto e vejam as imagens enviadas por essa moradora. (“A cada dia que passa fica dificil acreditar que verei TODAS as ruas do jardim barro branco asfaltada, que um dia teremos uma praça para nossas crianças brincarem, teremos agua encanada, não veremos mais esgoto a ceu aberto, teremos ruas mais iluminadas... Pq a cada dia que passa a unica coisa que vemos é lama, lixo, mato, mosquito, cobras, ratos ... O Jardim Barro Branco está LITERALMENTE largado as traças , caramujos e outros bichos peçonhentos... vejam as fotos das ruas.... todo dia é um sacrificio sair para trabalhar ou ir para a escola.. é DESANIMADOR... E o Prefeito Alexandre Cardoso tá fazendo o que? Vamos começar a se movimentar prefeito,, vamos começar a trabalhar e colocar esse povo para trabalhar tb... o Senhor não foi eleito para ficar socado no gabinete esperando que as coisas aconteçam não.. FAÇA O SENHOR ACONTECER!!! Faça a diferença.. Não seja apenas MAIS UM prefeito que PASSA pela prefeitura sem nada fazer”.... Alexandra Geraldo)

- Anita Brinquedos Teles: 3777-1467 / 9400-7342 / 7763-3711 E-mail: jaju1973@hotmail.com

Aceitamos Cartões A criançada vai adorar Pula-pula... Castelinho... Escorrega... E muito mais...

s eu s s is e o s ma . n r . To ento idos. t v e ver di

Rua i, n.º 306 – esquina c/6 – Nova Campinas – Duque de Caxias – RJ

Brasileiros marcham contra voto secreto parlamentar e PEC 37 Entre os dias 19 e 21, milhares de brasileiros saíram às ruas em pelo menos 78 cidades das cinco regiões do país e do estrangeiro para protestar contra o voto secreto parlamentar e a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 37. Em Duque de Caxias, onde a marcha foi do Teatro Raúl Cortez, no Centro, até a estátua de Zumbi dos Palmares, um jovem manifestante conseguiu chamar a atenção de forma criativa. “A dancinha foi uma brincadeira do meu amigo Gaspar, que começou a dançar as músicas que uma loja de eletrodomésticos estava botando. Como o povo parava para ver, a gente abordava as pessoas para informar sobre a PEC 37 e recolher as assinaturas! Todas acharam um absurdo e disseram que se fosse para derrubar essa proposta elas assinariam”, descreveu Lucas Cibillo, coordenador do Basta em Duque de Caxias, estudante de enfermagem da ETERFAETEC. “Foi uma brincadeira que acabou ajudando, bastante.”

campinarte edição de maio  

Informação e análise das realidades e aspirações comunitárias

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you