Page 1


Ficha técnica

Autores:

Turma do 4ºB da escola EB1 de Olhos de Água

Elaboração:

Equipa da BE/CRE:

Carla Ferreira e Paula Cunha

Capa:

Expressão Plástica: Célia Nobre

Data de edição: ano lectivo 2007/2008


INTRODUÇÃO

Na sequência do projecto “O Meu Diário é um Livro”, apresentado no início do ano lectivo a todas as turmas, os alunos começaram por entregar textos que descreviam um dia especial ou um acontecimento marcante. A adesão foi tão positiva que resolvemos envolver todos os alunos de todas as turmas e assim criar um Diário para cada uma delas. Este foi o resultado...


Quando tive de mudar de escola custou-me muito, ter de deixar os meus amigos, alguns eram os meus melhores amigos. Quando cheguei, alguns meninos vieram ter comigo e perguntaram-me o nome e eu respondi, assim comecei a fazer novos amigos. Com o tempo fui conhecendo outros meninos. Hoje tenho amigos da minha turma e de outras. Alexandre Carrilo


Um sábado fui às rochas e vi lá muitos caranguejos, fui chamar o meu irmão e juntos fomos dizer ao meu pai se podíamos pôr os cofres. O meu pai disse que sim, mas tínhamos de levar o colete. O meu pai ajudou-nos a levar as pranchas. No dia seguinte fomos tirá-los, no meu cofre vinham duas moreias, um amigo do meu pai fritou e nós comemos todos. Passado um mês, num domingo, a minha irmã foi pôr um cofre, ela queria pôr dum lado e o meu irmão dizia para ela pôr do outro, acabou por pôr onde ele disse e três horas depois já lá tinha um polvo. Nessa noite o meu pai tinha ido ao mar, quando chegou trazia douradas, cavalas, carapaus, sardinhas e robalos. Fizemos uma assada quando chegaram os meus tios de França. Alexandre Gomes


A aventura na Ucrânia No ano de 2006 eu e a minha irmã, nas férias de Verão fomos à Ucrânia. Fomos visitar os nossos avós que já tinham muitas saudades nossas. Fomos as férias todas (2 meses e meio). Todos os dias nós iamos às lojas porque a minha irmã queria compar roupa. Eu também comprei algumas roupas, sapatos, batons... mas a maioria das coisas que comprei foram brinquedos. Eu e a minha irmã chateámo-nos várias vezes. Mas esta viagem fez-me perceber uma coisa, a minha irmã é quase a minha vida. Eu adorei a viagem! Anastasia


Um dia, nos treinos, quarta-feira à tarde, depois de sete ou oito voltas ao campo, quase no fim do treino, levei uma bolada no nariz e fiquei a sangrar. O Bruno veio ter comigo para me pedir desculpas, eu desculpei porque sabia que não tinha sido de propósito. Passado um tempo o nariz deixou de sangrar e eu voltei a jogar. A equipa do Bruno ganhou. Eu fiquei lá nos treinos porque o senhor da carrinha não consegue levar-nos a todos. Bartolomeu Souza


O meu fim-de-semana na Serra Nevada O meu fim-de-semana na Serra Nevada foi fixe, dormi num hotel de quatro estrelas e brinquei na neve com os meus amigos Ricardo, a Catarina Jesus, a minha irmã Catarina e um amigo da minha mãe que se chama Carlos. Estivemos a brincar na neve, a fazer bonecos de neve, a atirar bolas de neves uns aos outros e andámos numas bóias numa pista. No dia seguinte fiz sku, andei de trenó e passeei na rua à noite, à chuva. Beatriz Santos


A aventura na praia Um dia fui à praia com uma amiga de Leiria. Quando lá chegámos eu fui para a água, mas a minha amiga não quis ir. Encontrei o João Serôdio e decidimos jogar à apanhada dentro de água, eu nadava muito depressa. Depois o João foi-se embora e eu fiquei um bocadinho triste, mas fui ter com a minha amiga. Disse-lhe que já estava com muita fome, mas ela respondeu que ainda não era hora do almoço e que tinha de esperar pelo meio-dia. Para mim foi como se tivessem passado 1000 horas. É um exagero não acham, eu também acho que exagerei um bocadinho. E assim acaba a nossa aventura na praia. Beatriz Silva


Um dia fui à horta da minha tia, na arrecadação onde está guardada a comida dos animais estava um coelho em cima dos sacos de comida, mas quando nos viu fugiu. Todos os dias ia à arrecadação para ver se encontrava o coelhinho. Um dia encontrei-o, mas ele começou a fugir de mim, eu consegui apanhá-lo, fiz-lhe festinhas e ele ficou meu amigo. Daniel Martins


Quando andei no futebol dos Olhos de Água marquei quinze golos. Mas depois saí porque já não queria mais jogar. Habituei-me a jogar berlindes e deixei de jogar futebol na escola. Agora inscrevi-me, fora da escola na música e no xadrez, que é dado por um mestre e também no futebol das Ferreiras. Daniel Viera


A aventura no futebol Um dia na Primavera eu fui ao Imortal com a minha exnamorada que se chama Kátia. Ela ainda gostava de mim, mas não admitia porque tinha vergonha. Quando cheguei o “Mister” pediu-me para fazer o treino e eu aceitei logo, ele disse que começava em quinze minutos. Quando terminou o treino o “Mister” perguntou-me se já tinha jogado em algum clube, eu disse que não. O “Mister” disse que eu jogava muito bem. Diogo Oliveira


Um dia no corta mato Há uns dias atrás fomos ao corta mato com a escola, fomos os primeiros a chegar. Quando entrámos, dei duas voltas à pista e fiquei em terceiro lugar. Quando começou a prova, primeiro foram as raparigas e a Melissa ficou em terceiro lugar. Depois foram os rapazes e eu fiquei outra vez em terceiro lugar. Guillaume Gomes


Ontem, dia 10 de Março de 2008, saltei à corda com a Beatriz Santos, a Anastácia e o João, na escola. Gostei muito. Irina Dogot


Quando joguei futebol Eu estava no Jardim de Infância e na minha sala estavam dois meninos que se chamavam Álvaro e Mateus. Eles treinaram-me à baliza. Jogavam muito bem. Num jogo com o 2º ano, eu fui o melhor guarda-redes, porque defendi muito bem. Um dia fizemos um campeonato, a equipa do Álvaro contra a do Mateus, eu era da equipa do Álvaro, defendia uns golos, outros entravam, mas a nossa equipa ganhou sempre. João Martins


Eu ajudei uma senhora a descer as escadas da praça de touros, e disse: -Quer ajuda? E a senhora que já era muito idosa, disse: -Obrigada meu rapazinho. E eu disse: -De nada. Acho que os mais novos têm que ajudar as pessoas a passar a passadeira, a descer escadas, etc. Eu fiz uma boa acção e a senhora agradeceu. João Serôdio


O dia que soube que estava curado No dia 14 de Junho de 2007, Quarta-feira, eu e a minha mãe fomos a Lisboa, ao Hospital de Sta. Maria. Foi o dia que eu fui operado, fiz uma circuncisão. Quando cheguei esperei uma meia hora, depois mandaram-me para a sala dos jogos onde estive mais 5 minutos. Veio a médica com uma seringa e disse-me para beber o líquido que estava na seringa. Sabia muito mal, era a anestesia geral. Depois da operação estava com muita sede e o médico só me deu uma gotinha de água. À noite as médicas disseram que eu tinha de urinar para um dentro de um frasquinho de plástico, eu disse-lhes que falar era fácil o difícil era fazer, porque ardiame e doía-me muito, até me dava vontade de chorar. Passei lá a noite. No dia seguinte a médica foi observar-me e disse que estava tudo bem. Eu perguntei-lhe se estava curado e ela disse que sim. Mesmo assim eu ainda fui ao meu médico de família que também disse que eu já estava curado. Eu fiquei muito contente porque à dez anos que este problema durava. João Silva


A minha melhor amiga A minha melhor amiga, a Katie foi-se embora e eu fiquei muito triste, foi um dia muito mau, porque eu brincava com ela, lanchava com ela. Somos as melhores amigas de sempre. Gostamos muito uma da outra. Eu e ela ficรกmos muito tristes. Kรกtia Roldam


Uma vez quando era bebé, eu estava com a minha tia na sala e parei de respirar, a minha tia pegou em mim e levou-me à minha mãe que estava na cozinha. A minha mãe chamou a minha vizinha para me vir fazer respiração boca-a-boca e eu comecei a respirar outra vez, a minha vizinha salvou-me a vida. Graças à minha vizinha é que hoje estou viva. Katie-Mae Sharp


As minhas férias de Natal Eu e a minha família fomos a Espanha na semana antes do Natal fomos ao Pirinéus espanhóis. Fomos do Algarve para Madrid e de Madrid para os Pirinéus, demorámos dois dias. Quando chegámos houve um conflito com a agência e o Hotel, porque tinham quatro adultos e não dois adultos e duas crianças, mas depois resolveu-se tudo. Fiquei num apartamento com o chão quente. No segundo dia começou a nevar de noite, eu e a minha irmã ficámos muito felizes. Fomos jantar, a comida foi: esparguete com tomate concentrado, depois foi frango com batatas fritas. Passados três dias fomos embora e fiquei na Guarda ainda um dia e depois fui para Tomar e dormi lá dois dias. Brincámos com os cães pequeninos. No dia seguinte regressámos ao Algarve. E a aventura acabou!!! Foi muito fixe! Margarida Andrade


Um dia joguei futebol com os meus amigos na escola e marquei muitos golos. Eu agora sou guarda-redes e gosto muito. Jogo na equipa dos Olhos de Água com o Guillaume, o Alexandre, o Bartolomeu e o João Serôdio. O futebol é o meu desporto preferido. Markiyan Hirnyak


As minhas férias de Verão Nas minhas férias de verão, os meus primos de África vieram-nos visitar. Jantámos juntos, fomos à piscina do Hotel onde estavam hospedados. Passados dois dias foram para minha casa. Quando chegámos a casa fomos fazer as camas para eles o meu primo ficou a jogar PSP enquanto o meu irmão via televisão. Mas no almoço fizemos um disparate no restaurante colocámos pimenta no vinho do meu tio! Melissa Cordeiro


Quando vim para a escola dos Olhos de Água conheci novos amigos. Um dia fui à praia dos Olhos de Água com alguns amigos e as suas namoradas, eu também levei a minha namorada Anastasia. O Diogo foi com a Kátia, o Vasile com a Melissa e o meu irmão Ronaldo com a Beatriz Silva. Nadámos e divertimo-nos, mais tarde o Diogo encontrou um caranguejo e veio logo mostrar-nos. Foi um dia agradável. Depois acordei. Romário Nam


Um dia fomos jogar contra a equipa das Ferreiras. Quando chegámos fomos logo para os balneários, equipámo-nos e fomos para o campo jogar. Começámos nós por marcar um golo, depois eles marcaram, voltaram a marcar, depois marcámos nós, eles marcaram dois seguidos , depois marcámos nós, voltámos a marcar, depois marcaram eles. O árbitro fez batota e nós perdemos o jogo. E assim acaba a minha aventura nas Ferreiras. Ronaldo Nam


À alguns dias atrás fui a Espanha. Estive à espera do barco e quando cheguei ao outro lado, a Espanha, fui ao mercado municipal. Há lá de tudo, de maçãs até peixe. Depois fui a um café e comi um prato típico espanhol. Gostei muito de Espanha. Thomas Webster


Fui passear a Londres com o meu tio e a minha tia, passámos por muitos sítios no topo de um autocarro, andámos às voltas à procura de uma casa-de-banho e por fim fomos comer. Eu comi pizza e bebi chocolate quente, que estava bem quente. Depois andámos perdidos e vimos tudo de novo, fomos à casa-de-banho e pagámos 50p (0,50£). depois andámos de metro. Tiago Nóbrega


A aventura no estágio de karaté Estava num estágio de karaté quando os professores vieram dar as notas do kata Os professores chamaram os mais velhos para fazerem os estágios. Quando chegou à hora das notas, ficaram vermelhos como uns tomates, envergonhados e nervosos. Dos cintos mais velhos só passou o melhor, o filho do professor. Quando chegou a nossa vez todos pensámos que ele só passou por ser filho do professor. Mas depois foi uma surpresa, da nossa sala passaram todos e com notas mais altas que os mais velhos. Os mais velhos ficaram envergonhados. Vasile Galateanu


O meu Diário é um Livro - 4ºB  

Autores: Turma do 4ºB da escola Capa: Expressão Plástica: Célia Nobre Carla Ferreira e Paula Cunha EB1 de Olhos de Água Data de edição: ano...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you