Page 1

07

GTCCPM ASS. PRO MORRO

EDIÇÃO BODAS DE PRATA

DIÁRIO MINDELACT a par e passo, o evento dos afetos


ESCOLA DE MULHERES Rocca Vera Cruz A comédia Escola de Mulheres conta a historia do ciumento Arnolf que, na vã tentativa de fugir aos chifres, decide casarse com a menina mais ingénua possível, a doce Inês. No entanto, a ingenuidade da moça é tão grande que ela acaba por se apaixonar por Horácio, jovem galante que a corteja. Com a ajuda de dois criados atrapalhados, o par passa por varias dificuldades para poder ficar junto e chegar ao almejado final feliz que acaba por não acontecer pois Inês, no fim diz a Horacio ‘já bô abri-me oi, agora m crê conchê mundo’. Resumindo, ‘tud gente fcá de bic sec e mninha fca c’uvid em pé’.

"Escola de Mulheres" - GTCCPM

"Os Dias de Birgitt" - Cia. Sikinada


Com casa cheia, esta adaptação de Molière, a Soncente, acaba por homenagear esta ilha e o seu cosmopolitismo sendo facilmente identificáveis o gin&tonic, o golf, o ténis, a língua portuguesa, o inglês, o italiano e o francês, misturados com o crioulo e suas expressões típicas. A nossa música, sublimemente interpretada ao piano por Khali, em deliciosa interação com Arnolf, não podia faltar. A riola, a vida de fachada, o ‘passa sabe môrrê ca nada’, estão presentes pois como diria Molière, ‘et pour cause…’. Sob a direção artística de João Branco, piano de Khali e cenografia de Fernando Morais (Noia), a encenação que João Branco propõe centra-se, essencialmente, no trabalho dos atores sendo de aplaudir a opção pois tem-se a impressão que ninguém sai de cena. No elenco temos Edson Fortes, Fidelia Fonseca, Elísio Leite, Jair Estevão, Janaína Alves e Renato Lopes, sendo que atuação de Elisio Leite, (Arnolfo), cria alguma empatia com a plateia, mesmo quando diz atrocidades em relação ao casamento e às mulheres. Ontem e hoje, fica claro que amor forjado assim como obediência e respeito forçados não chegam para submeter o ser humano e faze-lo desistir de relações sinceras e profundas. Caso contrário, tudo se resume a quem tem medo de ser corno, é melhor optar por ficar solteiro. Quanto à mulher nos dias de hoje, se não continua a ser a inocente Inês, continuará ou não a estar debaixo do jugo da beleza, da tirania da boa forma e das roupas bonitas? Seja como for, é evidente na peça as atitudes de confrontação das mulheres pelo destaque dado à emancipação feminina mesmo que, conforme disse alguém à saída, ‘jas das paridade ma es ca ta txa de ser paridera’, com tudo o que esta frase, implicitamente, esconde.

"Escola de Mulheres" - GTCCPM


Festival Off - Associação Pro Morro Rafa Pikapau


HOMENAGEM MINDELACT 2019 TÉCNICO - EDSON FORTES

Profile for Associação Mindelact

Diário Mindelact 2019 Nº07  

Para acompanhar, a par e passo, tudo o que acontece no Mindelact 2019 Edição Bodas de Prata.

Diário Mindelact 2019 Nº07  

Para acompanhar, a par e passo, tudo o que acontece no Mindelact 2019 Edição Bodas de Prata.

Advertisement