Issuu on Google+

Ano 4 . Nº 41 . Setembro/2011

Por Braulio O. Távora Núcleo Estadual do Ministério de Comunicação

N

o evangelho de São Mateus, capítulo 8, vemos uma das mais belas demonstrações de fé e confiança na palavra de Deus: Entrou Jesus em Cafarnaum. Um centurião veio a ele e lhe fez esta súplica: Senhor, meu servo está em casa, de cama, paralítico, e sofre muito. Disse-lhe Jesus: Eu irei e o curarei. Respondeu o centurião: Senhor, eu não sou digno que entreis em minha casa. Dizei uma só palavra e meu servo será curado. É algo admirável de se perceber a fé que este homem demonstra ter nas palavras de Jesus, ou melhor, no poder das palavras de Cristo. Ele, sendo centurião, romano, não professava a mesma fé. Provavelmente não sabia nada a respeito da lei de Moisés e tão pouco sobre a promessa de um Messias. É muito provável que durante o seu trabalho rotineiro tenha ouvido falar sobre Jesus e o poder da sua palavra, talvez em algum momento tenha até cruzado com Jesus pelo caminho. O que mais me admira neste caso é que mesmo sem conhecer muito, mesmo sem fazer parte do povo escolhido na época, os judeus, ele percebe nas palavras de Jesus algo diferente, capaz de mudar o que parecia imutável. Fico pensando, se eu estivesse no lugar deste romano, será que diria a mesma frase ou será que só acreditaria no restabelecimento do meu servo quando o Senhor fosse até a minha casa e o tocasse? E você? É muito comum pedirmos, clamarmos, entregarmos as nossas dificuldades, os nossos problemas ao Senhor e se a solução demora um pouquinho, nós já os pegamos de volta e tentamos resolver do nosso jeito, da nossa própria maneira.

É preciso confiar! É preciso dar um passo na fé! Fico pensando no momento em que Moisés ficou com o Mar Vermelho à sua frente e todos os soldados egípcios a sua retaguarda e Deus ordena a ele: Moisés pega o teu cajado e toca o mar, para que ele se abra e todo o povo passe a pé enxuto. Talvez Moisés tenha duvidado por um instante, mas ao final ele acreditou, correu o risco e fez o que Deus lhe falava e o resultado nós já conhecemos: A liberdade chegou para o povo Hebreu. Pode ser que Deus esteja neste momento te ordenando que pegues o teu cajado e toques o imenso mar vermelho que está a sua frente, para que você e seus irmãos possam atravessá-lo. Não tenha medo. Confie, corra o risco. Pode ser que Deus esteja pedindo para ferir a pedra com o cajado, assim como fez com Moisés, para que sacies a sua sede e a de seus irmãos. Repito. É preciso confiar!

Feliz aquele que faz a experiência de uma entrega absoluta nas mãos do mestre, que como ovelha dócil consegue ouvir a voz do Bom Pastor; Feliz foi Abrão que ouviu a voz de Deus e que impulsionado por ela deixou sua terra, sua casa, sua família e foi para a terra que Deus lhe ordenou. Feliz foi Moisés que com o coração aberto para ouvir a palavra de Deus pôde vislumbrar a sarça ardendo em glória, pisar em solo santo e ser protagonista da libertação do povo hebreu. Feliz foi Josué que motivado e encorajado pela mesma palavra pode adentrar a terra prometida junto com todo o povo escolhido. Felizes foram Maria e José que confiaram na promessa de Deus e se tornaram pais do grande rei. Enfim felizes somos todos nós que hoje somos chamados a confiar e testemunhar o poder da PALAVRA DE DEUS. Shalon


ACONTECEU

XVII Congresso Estadual da RCC Espírito Santo Por Braulio O. Távora Núcleo Estadual do Ministério de Comunicação

ormação, Alegria, graça, discernimento, Comprometimento, escuta, chamado, estas são algumas das palavras que talvez pudessem definir o que experimentamos no XVII Congresso Estadual da RCC Espírito Santo que se realizou entre os dias 28 a 31 de julho no Ginásio da Arca, em Aracruz. Muitas pessoas questionavam sobre o local escolhido para o congresso. Por que sair da Grande Vitória? Mas creio que o início da resposta, o Senhor já deu aos participantes do evento, pois percebemos o quanto a pequena cidade de Aracruz se tornou um pequeno céu aqui na terra, durante os dias de congresso. No ar sentíamos exalar o doce perfume do Espírito Santo e sabemos que por onde este perfume passa, ele muda as realidades aí existentes. E o que falar de um congresso que começa amando e formando os líderes do seu movimento? Sim, assim começou a manhã de sexta-feira, onde a liderança da RCC do Estado pode à luz da palavra de Deus, repensar a sua caminhada. Durante todo o Congresso fomos exortados a “consertar” as nossas redes, pois redes rasgadas, corroídas pelo tempo e desgaste já não conseguem segurar os peixes que chegam até elas. Meditando o evangelho de Lc 5,5 percebemos que os discípulos estavam consertando as redes por conta da frustração da pesca anterior, e necessitariam das redes consertadas para a próxima pesca. Um pescador, para ser bom, tem que saber consertar as redes. Muitas vezes, desejamos que outros o façam. Queremos que esta iniciativa venha de outra liderança, mas cabe a nós esta tarefa. Se lançarmos as redes, e essas redes estiverem velhas,rompidas, nos frustraremos. Além disso, o Congresso contou com pregações sobre a liderança e pastoreio de Pedro, o nosso primeiro Papa, sobre projetos desenvolvidos pelo movimento como o Projeto 02

Nossa Casa, Nossa Bênção, Projeto Amigos de Deus, entre outros. , o XVII Congresso Estadual da RCC Espírito Santo foi um reavivar na vida e missão de todos os presentes, inclusive os que acompanharam pelas ondas das rádios América AM 690 e FM 101,5 e FM Líder 91,1 e pela internet pelos sites da RCC Espírito Santo, RCC Vitória e Católicos na Net . Eis alguns relatos que comprovam isso:

“O Congresso é sempre uma oportunidade que temos de experimentar o novo, os direcionamentos de Deus, o reabastecimento de nossa fé. Aprendi muito e me emocionei bastante com o carinho de toda RCC com a nossa missão no exterior durante o envio e, é claro, com a oração do Zé Carlos e os coordenadores de G.O, foi algo maravilhoso.” Hugo Leonardo (Integrante da Banda Ciros)

“Eu não pude estar no Congresso, em Aracruz, mas acompanhei pela net e ouvi as missas pelas rádios. Gostei muito da missa do sábado pela manhã quando o padre falava das vitórias de Deus em nossas vidas. Eu assumo que serei sempre vitoriosa em Deus, não importa o desafio que se lance a minha frente.” Gisseli Ferreira

“Para mim foi muito bom. Pregações maduras, de caráter formativo. Acho que Deus derramou um novo batismo sobre todos aqueles que estavam aqui, e a pregação do nosso presidente estadual foi um marco na vida dos coordenadores.” Frantieska Rangel Santos

(G.O Maria Mãe de Deus, em Campo Grande, Cariacica)

“O Congresso foi 10, só fiquei sentido por tanta gente não poder estar aqui, na sexta feira. O resto tava tudo ótimo!” Elias Ferreira Nunes

(Coordenador do Grupo de Oração Jesus Luz da Vida, em Novo Brasil, Cariacica)

(Pregadora do Grupo de Oração Emanuel, em Guarapari)

Enfim diante destes e de tantos outros testemunhos que tivemos a oportunidade de ouvir durante o evento, podemos dizer com toda a segurança que a rcc do estado já não é a mesma e que todos os carismáticos capixabas podem afirmar com toda unção: Por causa da tua Palavra lançaremos as redes.


TESTEMUNHO

Testemunho Meu nome é Rosemeyre de Oliveira Kinupes, sou casada, tenho dois filhos, sirvo no núcleo do grupo de oração Maria Mãe de Deus, em Campo Grande, Cariacica e em 1996 eu sofria de insônia há 10 anos, embora tomasse medicações, passava noites e noites sem dormir, atormentada, revirando na cama de um lado para o outro, ficava aliviada quando o dia clareava, porém cansada, pois a noite havia passado e não tinha conseguido descansar, foi neste tempo que fiz seminário de vida no espírito, experiência de oração e comecei a freqüentar o grupo de oração nas quartas-feiras e o grupo de perseverança nas segundas-feiras. Lembro-me que na experiência de oração, após a pregação sobre Maria, o irmão que conduzia o momento de oração pediu para que nós tentássemos visualizar Maria na nossa casa, e que fôssemos apresentando e convidando-a a entrar em todos os cômodos da nossa casa. Assim eu fiz, fui levando a mãe a todos os cômodos de minha casa: sala, ba-

nheiro, cozinha, me lembro que a pia da cozinha estava toda suja, então pedi para que ela não reparasse, pois estava muito cansada, enfim, todos os cômodos. Quando tentei levá-la ao meu quarto, eu entrei, porém ela não quis entrar, perguntei então: Ô mãezinha porque a senhora não quer entrar no meu quarto? Vamos, entre, entre.

Ela não me respondeu nada, nem tampouco entrou no quarto, somente olhou para mim e em seguida para o guarda-roupa que estava dentro do quarto. Percebi então que alguma coisa que estava dentro do guarda-roupa não a agradava, perguntei a ela se tinha alguma coisa dentro do guarda-roupa que não a agradava, ao mesmo tempo em que me dirigia a ele e abria a porta e deixava aparecer os travesseiros que havia ganho há algum tempo atrás. Ela olhou os travesseiros e em seguida olhou para mim, aí perguntei se eram os travesseiros e ela balançou a cabeça em sinal de confirmação. Após a reunião fui para casa peguei os travesseiros, joguei fora e acreditei que tinha sido curada e finalmente após vários anos pude dormir tranquilamente. Hoje já faz mais de cinco anos que isto aconteceu e eu não tenho mais insônia e tenho certeza de que Jesus, Maria e os anjos acompanham o meu sono. Obrigado Jesus, obrigado Maria, obrigado grupo de oração.

Se você tiver algum testemunho e quiser que seja publicado no nosso informativo envie para o email: casademariarcc@hotmail.com com o tema TESTEMUNHO.

03


FORMAÇÃO

Por Alan Cota Pregador da RCC Rio de Janeiro

É

m Ozéias 4,6, Deus nos fala: “Meu povo se perde por falta de conhecimento”. Em atenção a sua palavra partilharemos um artigo sobre algo que vivenciamos muito, mas que ainda conhecemos pouco. Dons e carismas, divididos em 4 partes: Antes de começarmos a explicar cada um dos dons do Espírito Santo, precisamos entender o que eles são e como eu posso recebê-los. Os dons e carismas do Espírito Santo são manifestações reais e sobrenaturais da presença de Deus. Sobrenatural no sentido real da palavra, ou seja, é uma ação “sobre” o “natural”. Tanto os dons quanto os carismas são presentes de Deus, concedidos para que sejamos testemunhas dele nesta terra. Para efeito catequético podemos usar apenas a palavra dom para definir os dons e carismas, classificando-os em infusos e efusos. Vamos entender melhor o que significam estas palavras. Toda manifestação do Espírito Santo acontece no nosso batismo. Existe o batismo sacramental, ou seja, aquele que recebemos como iniciação a vida Cristã, onde nos tornamos Igreja e somos lavados de nosso pecado original, com o qual nascemos. Isso é batismo sacramental no Espírito Santo. Neste batismo recebemos, gratuitamente e por amor, os 07 dons chamados infusos, ou seja, que estão dentro (embutidos) com tal sacramento. São eles: 1. Sabedoria: conhecimento entre o bem e o mal 2. Inteligência: entendimento das verdades de Deus 3. Conselho/prudência: equilíbrio para tudo que fazemos 4. Fortaleza/coragem: força sobrenatural adquirida pelo poder do Espírito Santo 04

5. Ciência: reconhecimento e valorização da pessoa de Deus e por tudo que Ele fez e faz 6. Temor a Deus: reconhecimento da grandeza e do amor de Deus. Temer não é ter medo e sim respeito 7. Piedade/equidade: capacidade de amar o próximo e o olharmos com compaixão. Todo Cristão Católico batizado possui estes 07 dons, que muitas vezes passam quase que imperceptíveis em nosso dia-a-dia por não reconhecermos sua existência e muito menos colocá-los em prática.

pedem e acreditam nesta promessa perpétua de Jesus. Sempre que acontece um “novo Pentecostes”, seja onde for ali acontecem os mesmos sinais e prodígios vistos pelos apóstolos e pela multidão reunida em Jerusalém para a festa das colheitas, celebrada 50 dias depois da Páscoa. O apóstolo São Paulo nos narra: 1. Agora, a respeito dos dons do Espírito, irmãos, não quero que vivais na ignorância. 2. Sabeis que, quando ainda pagãos, éreis como que desviados e levados para o culto dos ídolos mudos. 3. Por isso, agora eu vos declaro que ninguém, falando sob influência do Espírito de Deus, vai dizer: “Jesus seja maldito”, como também ninguém será capaz de dizer: “Jesus é Senhor”, a não ser sob influência do Espírito Santo. 4. Há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo. 5. Há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo.

Os carismas, discutidos a seguir, são dons efusos e que são distribuídos pelo próprio Espírito Santo através da experiência do “Batismo no Espírito Santo” ou para não confundir com o batismo sacramental, “Efusão do Espírito Santo”. A efusão foi vivenciada pelos apóstolos de Jesus e por sua Santíssima mãe Maria, como nos narra São Lucas no livro dos Atos dos Apóstolos capítulo 2. Ali houve um derramamento do Espírito Santo. Este Espírito continua a ser derramado sobre aqueles que

6. Há diferentes atividades, mas é o mesmo Deus que realiza tudo em todos. 7. A cada um é dada a manifestação do Espírito, em vista do bem de todos.” (cf. 1Cor 12,1-7) É desejo de Jesus que o Espírito Santo de Deus mova-se em nós, nos preenchendo de seus dons e carismas! Continua na próxima edição do nosso informativo.

EXPEDIENTE Coordenação: Murilo Soares Peixoto Colaboradores nesta edição: Braulio O. Távora / Ana Lúcia Antunes Editoração Eletrônica: Vera Miranda - 3081-6839 Impressão: Gráfica Luppy - 3322-0416


informativo_setembro_2011