Page 1

Ano 13 - nº 66 - março 2010

A Páscoa no PDV Ações bem planejadas nos pontos de vendas são fundamentais para garantir o sucesso dos negócios

torcida brasileira Aymoré e Triunfo lançam promoções temáticas

Elas por elas Mulheres que ajudam a transformar realidades revelam por que escolheram a responsabilidade social como filosofia de vida

4 mil vendedores Programa contagia colaboradores na semana que antecede a data mais importante para a indústria de chocolates


revista impulso expressão

revista impulso Perspectiva

03 perspectiva

Nossa meta para 2010 é o sucesso!

04

expressão Mulheres que fizeram da responsabilidade social uma bandeira de vida, ajudando a transformar a realidade de muitos cidadãos anônimos

EXPEDIENTE

07 campanhas & ideias

A Revista IMPULSO é produzida sob a responsabilidade da área de Marketing da ARCOR do Brasil e dirigida a seus colaboradores, clientes e parceiros comerciais.

Novo portal da Arcor Brasil: mais do que nunca, conectado às redes sociais

08

Coordenação: Meire de Souza – gerente de Serviços de Marketing

campanhas & ideias

Conselho editorial:

Em clima de Copa do Mundo: promoções agitam a torcida brasileira

Jorge Conti, Gabriel Porciani, Otameiry Furtado, Sandra de Souza, Célia Aguiar e Rodrigo Peçanha

Colaboradores: Juliano Almeida, Margareth Moura, Cleverson Moreira Simões e Fernando Narita

Projeto editorial:

10

capa Ações planejadas em PDVs ajudam a incrementar os negócios

Trama Comunicação

Diretora de redação: Leila Gasparindo MTb: 23.449

Editora-chefe:

12

mercado & tendências Novos displays da Arcor nos PDVs Estratégias de sampling

Helen Garcia MTb: 28.969

Editor: Adriano Zanni MTb: 34.799

Reportagens:

14 16

vida saudável Atividades físicas ao ar livre invadem as grandes metrópoles e conquistam número maior de praticantes

Adriano Zanni e Simone Bernardes

Revisão gramatical e ortográfica: Gisele C. Batista Rego

Revisão, desenhos e imagens:

viagens & gastronomia

Gilberto Colorni

Circuito das Águas Paulista: culinária caipira e cachoeiras na região de Bragança (SP)

Projeto gráfico e design: Arthur Siqueira

Impressão: AR Fernandez Pré-Impressão e Gráfica Tiragem: 6.000 exemplares

18 atitude cidadã

Projeto Tamar comemora 30 anos

Entre em contato conosco: Suas sugestões, críticas e ideias contribuirão com nossa publicação. Via e-mail: impulso@arcor.com.br

20 capital humano Campanha mobiliza 4mil vendedores na semana que antecede a Páscoa

23

nossa gente Colaborador aprende Língua Brasileira de Sinais (Libras) e ajuda colegas no ambiente de trabalho

Nossa meta para 2010 é o sucesso! o O ano de 2010 iniciou-se com ótimas perspectivas de desenvolvimento tanto para a economia do País como para os negócios empresariais. Podemos afirmar que estas expectativas de crescimento também estão alinhadas com os planos da Arcor. Por isso, não esperamos nada menos do que o sucesso em todas as nossas ações ao longo do ano.

Por estarmos em período de Páscoa, destaco nosso desempenho no mercado de chocolates: hoje somos o quarto maior fabricante da categoria no País, posição que conquistamos ao longo de 29 anos de atuação no Brasil. Mas ainda há muito para crescer! Tenho certeza de que somos capazes de alcançar muitas metas desafiadoras com profissionalismo e dedicação. Basta olharmos para a ótima campanha desenvolvida para esta importante data comemorativa. Nesta edição de Impulso!, você poderá conferir todas as novidades da Arcor preparadas para a Páscoa 2010. O Programa “4000 Vendedores”, lançado de forma pioneira por nossa empresa e que já se estabeleceu em diversas regiões do País, é um estímulo a mais para o êxito da campanha de Páscoa. Aproveito para convidar todos os nossos “colaboradores-vendedores” a participarem da terceira edição do Programa, visitando os pontos de venda nos dias que antecedem este evento. Com o envolvimento e comprometimento de todos, conseguiremos levar o Grupo Arcor a um papel ainda de maior destaque no mercado de chocolates, especialmente. E esta prática, como sabem, vale não só para a Páscoa, mas para o ano todo. Lembrem-se de que nossa meta é o sucesso!

E o sucesso para a Arcor significa, além de excelentes negócios, produtos de qualidade a preços justos, respeito aos consumidores, como também o compromisso com a educação e com o meio ambiente. Neste sentido, temos muito orgulho de participar do Projeto Tamar, uma atuação bemsucedida que está completando 30 anos e da qual somos parceiros. De 2003, quando iniciamos o apoio ao Projeto, até agora, o concurso “Amigos do Mar”, um dos maiores programas de educação ambiental do País, já recebeu a participação de mais de 1 milhão de estudantes, um desempenho que reforça e consolida nossa responsabilidade socioambiental. Por fim, 2010 já está a todo vapor. Logo mais, teremos a Copa do Mundo de Futebol, na África do Sul, outro acontecimento rodeado de muita expectativa e otimismo acerca da atuação de nossa seleção e de nosso negócio de Biscoitos, que contará com uma importante campanha promocional durante esse período. Que saibamos transpor a euforia de toda a torcida brasileira, que deve contagiar os gramados e estádios, para o campo dos negócios. Novas oportunidades irão se abrir para nós e iremos saber aproveitá-las, se estivermos atentos. Um grande ano para todos e feliz Páscoa 2010! Boa leitura! Sergio Asís Diretor Geral - Arcor Brasil

Pelo correio: Av. Doutor Cardoso de Melo, 1.855 - 5º andar Vila Olímpia - CEP 04548-005 - São Paulo-SP

Arcor do Brasil Ltda. Rua Olimpíadas, 205 – 16º andar CEP 04551-000 - São Paulo – SP Tel.: (11) 3046-6800

3


Elasporelas u

Uma delas cursou medicina. A outra fez pedagogia. Mais adiante, temos uma publicitária e também psicóloga. Por fim, uma professora. Elas possuem carreiras distintas, mas são movidas pelo mesmo desejo: o de melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. Por conta disso, tiveram de deixar o ostracismo de lado. Em um dado momento de suas vidas, fundaram instituições, ganharam as páginas de jornal e tornaram-se referência naquilo que praticam: a responsabilidade social. Em função das comemorações pelo Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, a Impulso! foi ouvir Marta Salomão, diretora do Instituto Adolfo Lutz em São Paulo (SP), Dagmar Rivieri Garroux (a Tia Dag), funda-

4

ARCOR IMPULSO

Divulgação

Levi Mendes Junior

Divulgação

Divulgação

revista impulso expressão

Mulheres que batalham para transformar a realidade de muitos “desconhecidos” revelam por que escolheram deixar o anonimato e assumir a responsabilidade social como bandeira de suas vidas

dora da ONG Casa do Zezinho, Mara Gabrilli, vereadora paulistana e primeira cadeirante a assumir um cargo no legislativo da maior metrópole brasileira, e Dorina Nowill, presidente da Fundação que leva seu nome e apoio a milhares de cegos por todo o Brasil. Todas elas contam com exclusividade suas trajetórias vitoriosas e analisam a contribuição feminina em movimentos sociais que têm por finalidade o bem comum. Desde quando se sentiu motivada a trabalhar com projetos na área de responsabilidade social? Marta Salomão – Formei-me em medicina, em 1973, em Botucatu (SP), onde fiz residência médica em saúde pública. Estou no

Instituto Adolfo Lutz desde 2007. Lá, tenho procurado cumprir os compromissos com o desenvolvimento de pesquisas de interesse à saúde pública. Na construção da minha carreira, foi grande a interferência do momento político pelo qual passava o País algumas décadas atrás, em que a luta pela participação incluía enfrentar um regime militar e autoritário que se opunha à liberdade de expressão. Isso despertou em mim certas vocações. Tia Dag - Sempre estive envolvida em questões sociais e com foco em educação. Na década de 1970, dava aulas para filhos de refugiados políticos. Ao mesmo tempo, via com muita preocupação a condição da criança de baixa renda que não tinha, e não tem, acesso a um ensino de qualidade. Esse foi o insight para criação da Casa do Zezinho, no extremo sul da cidade de São Paulo. Começamos essa longa jornada com oito jovens e hoje atendemos 1,2 mil crianças e adolescentes em um espaço de 3,2 mil m², inaugurado em 1994. Mara Gabrilli - Quando sofri um acidente, tive condições para viajar e buscar os melhores tratamentos na área de reabilitação. Ao retornar,

me deparei com a nossa realidade, com a total falta de acessos para pessoas com deficiência. Resolvi, então, fundar uma ONG para ajudar atletas com deficiência e fomentar pesquisas na área de paralisias. Surgiu o Projeto Próximo Passo (PPP) que, aos poucos, foi crescendo e hoje é o braço direito do Instituto Mara Gabrilli. Toda essa minha vontade de transformar ideias me levou à carreira política. Primeiramente, como secretária da Pessoa com Deficiência e, depois, como vereadora paulistana. Dorina Nowill - Fiquei cega aos 17 anos devido a uma patologia ocular. Tentei diversos tratamentos, mas nada foi possível para recuperar minha visão. Na época, minha mãe rezou muito para que eu voltasse a enxergar e, se isso não fosse possível, que eu não ficasse revoltada. E não fiquei. Muitas oportunidades surgiram na minha vida e fui aproveitando o que me era oferecido. A cegueira é difícil para uns, um pouco menos para outros. Fácil, para ninguém. Não conhecia a realidade da deficiência visual. Não imaginava até onde o trabalho desenvolvido por mim e algumas amigas iria, até onde alcançaria. Mas fui em frente com o trabalho que me propus fazer e criei a Fundação.

5


revista impulso expressão

revista impulso Campanhas & Ideias

Como avalia as ações de responsabilidade social no Brasil? Marta Salomão - Considero que estamos crescendo e avançando. O Sistema Único de Saúde (SUS) é uma política pública de nosso País que exige solidariedade entre estados e municípios e promoveu a inclusão. Como cidadãos, devemos nos engajar sempre em ações que promovam a responsabilidade social. É o que busco fazer. Em 2009, o Adolfo Lutz se dedicou a estudos sobre a gripe H1N1, tendo conduzido com maestria testes em tempo recorde. Tudo isso foi possível por termos um grupo de pesquisadores com grande capacidade técnica e dedicação extrema àquilo que fazem. Esse é o sentimento que precisamos cultivar. Tia Dag – O cenário melhorou um pouco em relação há 15 anos, mas tudo o que é feito até o momento é ainda muito tímido. Não só da parte do governo, mas de instituições privadas que podem apoiar projetos sociais e também em relação ao cidadão comum que, em sua grande maioria, ainda não acordou para os graves problemas que enfrentamos. Se cada um pudesse ajudar da maneira que fosse possível, não teríamos boa parte dos problemas que enfrentamos na periferia.

Divulgação

Divulgação

Mara Gabrilli – Novamente, vou bater na tecla da informação. Não adianta ser solidário, mas não conhecer a causa. É simples: como você pode ajudar alguém se não sabe o que ela realmente precisa. Se você for analisar os lugares que mais têm acessibilidade, vai perceber que são os locais que mais investem em educação, conhecimento. A solidariedade é importante. Mas, para abrir o coração, primeiro é necessário abrir a mente.

6

ARCOR IMPULSO

Dorina Nowill - Em 63 anos de atuação, muitas transformações aconteceram no mundo em relação às pessoas cegas e às condições sociais delas. A evolução dos processos de saúde e da tecnologia trouxe modificações na maneira de se avaliar e atender as pessoas com deficiência visual. Porém, pode-se destacar que uma das maiores dificuldades das ainda está diretamente ligada à mobilidade, à falta de emprego que ocasiona problemas financeiros, à ausência de legislação adequada, entre outros temas. É preciso batalhar muito ainda. Por que vemos tantas mulheres engajadas nesse setor? Marta Salomão - As mulheres têm aumentado sua participação profissional e social no País por vários motivos: econômicos, satisfação pessoal, vontade de contribuir com a sociedade, entre outros. A mulher tem maior facilidade de expressar sensibilidade. Tia Dag - A mulher, por seu acolhimento, tem uma facilidade maior em relação ao ato de ensinar. Talvez isso explique o porquê de naturalmente muitas delas procurarem atividades ligadas à responsabilidade social, como é o caso da educação. Aliás, acolhimento e ensino são coisas que andam de mãos dadas.

O novo click

da Arcor O

Os internautas não perdem por esperar pelas novidades que devem invadir o novo portal da Arcor Brasil, em breve com um conteúdo dinâmico e ferramentas interativas. O incrementado projeto tem como objetivo fazer do espaço virtual um canal de comunicação da Arcor, disponibilizando conteúdo atrativo para internautas e consumidores, além de garantir uma ótima experiência de navegação. Sem dúvida, a principal novidade do novo espaço na web será a existência de links que remetem ao perfil da empresa e seus produtos nas principais redes

O que um site deve ter de bom para prender a atenção dos internautas? A Arcor está investindo em maior interatividade e dinamismo para oferecer aos usuários uma experiência única

sociais do momento, como o Twitter, o Facebook e o Orkut, além de redirecionar quem navega por lá para vídeos interessantes postados no Youtube. Através dessas ferramentas, os internautas poderão se aproximar ainda mais da Arcor para interagir e opinar sobre os serviços e produtos desenvolvidos. Em “Momentos”, os consumidores serão convidados a relacionar de maneira lúdica os produtos da Arcor às mais diversas atividades do cotidiano, seja no ambiente de trabalho, em casa, na escola, seja nos momentos de lazer e diversão.

Mara Gabrilli - Acredito que isso se originou do próprio preconceito que a condição feminina foi submetida ao longo das décadas. O fato de termos sido tão reprimidas nos levou a buscarmos mais igualdade e justiça. A mulher, quando bem informada, é capaz de executar uma tarefa tão bem quanto um homem. Mas ela vai além, pois consegue mostrar a importância do agir, justamente por ser uma provedora. Dorina Nowill - Enquanto esposa, mãe e professora de muitas experiências, posso afirmar que acredito ser a educação a arma mais poderosa para a consolidação da nossa liberdade e dos nossos direitos. A mulher tem essa grande missão de educar. Nós somos as agentes dessa transformação.

7


revista impulso Campanhas & Ideias

Festa para a torcida brasileira AYMORÉ E TRIUNFO LANÇAM CAMPANHAS QUE PROMETEM FAZER O PÚBLICO VIBRAR DE EMOÇÃO, ANTES MESMO DOS JOGOS DA COPA. CONSUMIDORES CONCORREM A UMA CASA EQUIPADA* PARA TORCER PELO BRASIL, UMA “MESADA” ATÉ 2014** E DIVERSOS VALES-COMPRAS***

A

A bola ainda nem rolou nos gramados sul-africanos e a Arcor resolveu dar o pontapé inicial nos preparativos para celebrar o Brasil como sede da Copa do Mundo de 2014. As novas campanhas das marcas de biscoitos Aymoré e Triunfo convidam o consumidor a festejar já em 2010!

Aymoré vai premiar o consumidor com 01 (um) certificado de ouro no valor de R$ 94 mil (noventa e quatro mil reais), com o qual poderá adquirir uma casa e equipá-la conforme desejar (TV, home teather, geladeira, cadeira de massagem, etc) para torcer pelo Brasil na companhia da família e dos amigos! Para participar da promoção “Aymoré Casa da Torcida”, junte três códigos de barras de produtos diferentes da linha de biscoitos Aymoré e responda à pergunta “Qual marca de biscoitos torce com você?” e concorra ao prêmio estabelecido. Os cupons acompanhados da resposta à pergunta devem ser encaminhados para o CEP promocional indicado nos materiais promocionais da campanha, no período entre 5 de abril e 2 de julho de 2010. O resultado com o vencedor será divulgado no portal Aymoré, no dia 8 de julho. Acesse o site www.aymore.com.br para mais informações e detalhes sobre o regulamento da promoção.

8

ARCOR IMPULSO

Em 2014, a Copa será aqui

Muito “din din” A Triunfo faz contagem regressiva para Copa do Mundo no Brasil ofertando prêmios na promoção “Comemore com Triunfo”. Para participar, basta juntar três códigos de barras de diferentes produtos da linha e responder à pergunta: “Com qual marca de biscoitos você comemora até 2014?”. Serão sorteados: um prêmio em título de previdência privada no valor total de R$ 80 mil (oitenta mil reais), que poderá ser convertido em uma renda certa mensal de R$ 2 mil até 2014 e 14 (catorze) vales-compras no valor de R$ 1 mil (um mil reais) cada para gastar no que quiser! A promoção começa no dia 5 de abril e estende-se até o dia 2 de julho. O sorteio acontece do dia 8 de julho e o resultado será divulgado pela internet. Mais informações e o regulamento da promoção estão disponíveis no site www.tododiaumtriunfo.com.br ou pelo telefone 0800-055-8450.

* sugestão de uso para o prêmio em certificado de ouro no valor de R$ 94.000,00 (noventa e quatro mil reais). ** plano de previdência privada no valor de R$ 80.000,00 (oitenta mil reais), podendo ser convertido em renda certa mensal de R$ 2.000,00 até o ano de 2014. *** são 14 (catorze) cartões de débito no valor de R$ 1.000,00 (um mil reais) cada.

Certamente, 2014 será um ano para lá de especial para os brasileiros. Para muitos torcedores, será a primeira oportunidade de assistir em casa ao principal torneio da modalidade esportiva mais praticada no mundo. As cidades de Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Natal (RN), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP) já se preparam para receber 32 equipes e suas comitivas para a realização de 64 partidas. Somados a esse público estarão os milhares de turistas que também devem movimentar essas localidades. As primeiras estimativas da Fifa apontam que os investimentos gerais para a realização do mundial no Brasil devem ultrapassar o valor de US$ 5 bilhões. Parte da verba virá dos cofres da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Os gastos com infraestrutura nas sedes dos jogos que envolvem construção de estádios, obras em estradas, aeroportos e sistemas de telecomunicações correrão por conta de cada unidade da federação. A Fifa deve anunciar a lista de estádios que vão abrigar partidas do Mundial somente no fim de 2011. Serão selecionados, no mínimo, 8 e, no máximo, 12 campos de futebol. Esta será a segunda Copa do Mundo realizada nos gramados do País – a primeira, em 1950, ficou estigmatizada pela derrota da “canarinho” na final para o Uruguai, calando o Maracanã.

9


revista impulso capa

Mais do que um espaço para promoção de vendas, o PDV deve ser um ambiente capaz de reunir experiências únicas e entretenimento para o consumidor

A

A compra de qualquer produto é resultado da comunicação eficiente entre uma determinada empresa e seus consumidores. A pergunta é: será que existem fórmulas mágicas para fazer com que a mensagem exposta em uma propaganda seja potencializada e alavanque ainda mais as vendas? Nesse sentido, o investimento em ações inteligentes que posicionem os produtos de maneira adequada nos pontos de venda pode ser o coelho tirado da cartola. É o que diz a especialista em comunicação no ponto de venda e professora da pósgraduação em Comunicação com o Mer-

10

ARCOR IMPULSO

cado da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Heloísa Omine. Segundo a pesquisadora, o Brasil é um dos países que mais rapidamente evoluíram e perceberam a importância do chamado PDV em seus negócios, uma vez que as empresas nacionais de grande ou pequeno porte, em sua maioria, aproveitam esses espaços de acordo com sua principal função: a de aproximar consumidores de seu produto.

Para isso, os empresários brasileiros buscam exemplos em países como os Estados Unidos, considerados um dos melhores do mundo no que diz respeito ao trabalho de comunicação e ações dentro dos PDVs. “Em se tratando de um país emergente que nem sempre se tem acesso a grandes investimentos e às tecnologias de comunicação, estamos entre os primeiros a desenvolver alternativas mais baratas para atingir o consumidor”, completa Heloísa. Ver para ser visto Independentemente do tamanho da empresa e do volume de investimentos em comunicação, Heloísa afirma que o importante é saber aplicar os recursos em ações estra-

tégicas e inteligentes. “Mais do que um espaço de venda, o PDV deve ser um ambiente de entretenimento que ofereça soluções únicas para o consumidor”, reforça. Os produtos estrategicamente colocados no corredor que leva os consumidores até o caixa das lojas são uma prova que os empresários seguem essa tendência. “Se você torna seu produto visível, mostra ao cliente que você está preocupado em solucionar o problema dele e isso será um diferencial na hora da compra”, afirma. A tematização do ambiente também é fundamental para um PDV. Se o produto chega à mão do consumidor de forma diferenciada, ele sentirá prazer em levar esse produto para casa. “É nesse espaço que acontece o processo intermediário entre a indústria e o consumidor final. O alinhamento entre eles é que dará ao cliente a convicção e a segurança de que ele está adquirindo exatamente aquilo que foi prometido em anúncio ou propaganda. O fabricante tem a certeza de que entregou a promessa para o consumidor se o mesmo for até a loja procurar”, enfatiza.

dez dicas preciosas A especialista Heloísa Omine lista os elementos que devem estar presentes no planejamento das ações em PDV: • Comunicação integrada: o que está dentro e fora do PDV deve ser único para maximizar a informação • Ações adequadas com o canal: pense na localização do produto e se os materiais para divulgá-los se adequam ao local escolhido • Tematização: o consumidor precisa se identificar com o produto • Experimentação: o contato e a proximidade do consumidor com o produto geram a compra • O atendente deve falar a linguagem do produto • Manutenção e atualização do espaço e das ações • Indique os demais lugares onde o produto pode ser encontrado. Dessa forma, você pode relacioná-lo a marcas que geram credibilidade para seu negócio • Explore a comunicação visual nas embalagens • Mais do que vender o produto, venda uma solução. Em vez de levar apenas um, o consumidor acaba levando dois • Planeje suas ações de acordo com o calendário, aproveitando as datas comemorativas. Ou então, crie temas.

Marcos Fernandes / Carrrefour Limão - São Paulo - SP

As Soluções que só ele oferece

Marcos Fernandes / Carrrefour Limão - São Paulo - SP

PDVs com vistas à capilaridade de seus negócios, ou seja, para estarem presentes nas diversas localidades do País. Por outro lado, as pequenas, que não possuem recursos suficientes para altos investimentos em marketing, encontraram no ponto de venda um caminho mais curto e direto para atingir o consumidor em uma região específica”, analisa.

“Além de investir em propagandas na mídia, as grandes empresas apostam nos

11


revista impulso mercado & tendências

O valor de uma

Ao alcance do consumidor

Arcor amplia a distribuição dos displays de guloseimas. As peças ganharam um design mais arrojado para agradar o público de todas as idades

a

Além dos supermercados, atacados e distribuidores, também é possível encontrar as guloseimas da Arcor nas lojas de conveniência, padarias, bonbonnières, bancas de jornal, quiosques de aeroporto, rodoviárias e shoppings de todo Brasil.

De acordo com o diretor de Marketing de Guloseimas e Chocolates da Arcor, Gabriel Porciani, a estratégia do grupo é alcançar o maior número de consumidores, aumentando a capilaridade dos produtos. “O aumento de locais de distribuição e o novo design das peças valorizam os pontos de venda e acabam gerando muitos negócios para a empresa”, diz. Os chicles Poosh Hortelã, Big Big, Kriptonita e Bolin Bolitas são distribuídos em um mesmo display moderno e com design arrojado.

Outra inovação é o display da marca Butter Toffees, que também está com uma nova cara, mais personalizado e que já pode ser encontrado nos principais pontos de vendas do Brasil. No topo do material de PDV, foi reproduzido o caramelo Butter Toffees em tamanho maior. Dele, parte um delicioso derramamento de chocolate que se estende por toda a base do display, de modo a traduzir a exata sensação do consumidor ao se deparar com o recheio da bala no momento da degustação. “Além de decorar os pontos de venda, as novas peças também são mais atrativas e impactantes, o que deve atrair ainda mais o público”, finaliza Gabriel Porciani.

amostra grátis

n

Não há quem resista à proposta de provar o sabor de um novo biscoito ou mesmo de levar para casa uma amostra do lançamento de um chocolate ou uma guloseima. Pesquisas comprovam que essa atitude, característica de uma ação de marketing conhecida como sampling, agrada, e muito, os consumidores. Boas estratégias nesse sentido podem mesmo angariar vendas. Em um estudo realizado recentemente pelo Núcleo de Varejo da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), os pesquisadores descobriram que 82% dos consumidores decidem por uma compra depois de experimentar um produto. “Quando você proporciona a experimentação do produto, as suas chances de venda podem crescer até três vezes”, enfatiza Roberto Nascimento de Oliveira, professor da ESPM. Ainda segundo o pesquisador, o uso do sampling para atrair novos consumidores é uma tendência difundida à exaustão no mundo todo, embora essa prática seja aplicada em maior escala por aqui em função do comportamento e da cultura do povo brasileiro. “Apesar de serem tipicamente fiéis às marcas tradicionais, os nossos consumidores repensam uma compra quando levam para casa uma amostra grátis de um determinado produto”, analisa. Lado a lado com o consumidor O princípio básico para uma ação de sampling de um produto é ir até onde está seu públicoalvo. Além de investir em tais estratégias nos pontos de venda, é importante fazer parcerias

12

ARCOR IMPULSO

Boas estratégias de sampling aumentam até três vezes o volume de vendas. Pesquisas indicam que 82% dos consumidores decidem por uma compra quando experimentam o produto

com empresas públicas e privadas para levar as amostras para localizações como pedágios, grandes eventos culturais e esportivos, parques públicos, litoral, entre outros. No entanto, antes de colocar as ações em prática, Roberto faz um alerta quanto aos principais fatores que devem ser levados em consideração no planejamento de sampling. “Para atingir o público de maneira estratégica, o produto distribuído deve ser atrativo, de qualidade, prático e disponível em larga escala no mercado. Não adianta criar uma baita estratégia se o produto não tem capilaridade. Isso pode frustrar o consumidor”, reforça. O mercado de cosméticos, produtos de beleza e higiene pessoal para mulheres e alimentício, principalmente, de cookies e biscoitos, são os melhores exemplos de práticas de sucesso nesse sentido. “Pesquisas de mercado que indiquem o perfil do consumidor aliadas a um plano estratégico de sampling é a grande chave para o sucesso”, diz o consultor. A Arcor também segue essa tendência ao desenvolver ações de sampling ao longo do ano em diversas regiões do Brasil. Distribuiu amostras grátis de seus produtos em pedágios, universidades, pré-estreias dos cinemas, nas principais praias do litoral brasileiro, por meio do Projeto Verão, e grandes eventos musicais, como o Axé Brasil, em Minas Gerais. A Arcor também fez parcerias com algumas companhias aéreas para distribuir gratuitamente amostras de seus produtos.

Shutterstock

revista impulso mercado & tendências

13


Mais ânimo, mais liberdade n O crescente número de adeptos à prática de atividade física ao ar livre mostra que o ambiente arejado pode ser um grande aliado na luta contra o sedentarismo

Não é de hoje que é possível ver aparelhos de ginástica espalhados pelas praças, parques e outros tantos espaços públicos em diversas cidades do Brasil. Os investimentos das prefeituras e de empresas privadas na revitalização desses lugares com equipamentos para exercícios têm um motivo.

A cada ano aumenta o número de pessoas que optam por praticar atividade física ao ar livre. Segundo Miguel Luiz Batista Júnior, especialista em esportes e pesquisador do Departamento de Biologia Celular do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB), da Universidade de São Paulo (USP), em espaços abertos é possível atingir um público maior e variar as modalidades de exercícios praticados de acordo com o ambiente.

14

ARCOR IMPULSO

Ainda de acordo com o estudioso, não existem pesquisas que comprovem que a prática de atividade física outdoor garante melhores resultados do que os exercícios realizados nas academias. “No entanto, a interação social é um fator determinante para gerar o estímulo psicológico para a prática, principalmente, se o praticante é portador de alguma doença”, pontua. Por isso, quando a moradora de Recife Jade Cleide Gomes decidiu buscar na atividade física uma das soluções para perder peso e melhorar sua condição de saúde, não teve dúvidas quanto ao ambiente que mais lhe atrairia para realizar exercícios diários. “Na academia da praça, encontrei diversas pessoas que passam pela mesma situação,

assim faço amizades e troco experiências”, relata a técnica de enfermagem que, em seis anos, emagreceu 17 quilos.

da metrópole. A iniciativa integra o projeto “Academia a Céu Aberto”, coordenado pelo Instituto Fitness Brasil.

A prática também conquistou alguns colaboradores da Arcor. Eliane de Godoy, analista de Desenvolvimento de Embalagem, de Bragança Paulista (SP), já participou de maratonas como a de São Silvestre. O operador Paulo Roberto dos Reis, de Contagem (MG), compete em provas de ruas há 18 anos. Assim como Marcelo Ramos Chaib, médico do trabalho e Adalto Moreira Martins, operador, que também já se inscreveram em maratonas e corridas em Campinas (SP).

De acordo com a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente do município, o Parque do Ibirapuera recebe, em média, 20 mil visitantes de segunda a sexta-feira. Aos sábados e domingos, esse número varia entre 70 mil e 130 mil. O programa “Saúde nos Parques”, também mantido pela Prefeitura de São Paulo, disponibiliza plantões com educadores físicos que orientam os praticantes de exercícios, frequentadores do local.

Cresce o número de adeptos Uma pesquisa elaborada por docentes da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) mostra que homens, entre 18 e 30 anos, de classe econômica mais favorecida, são os que mais costumam frequentar os parques da capital paranaense. A caminhada é um dos hobbies que mais atraem os “atletas”, fazendo que muitos deixem o sedentarismo de lado.

Para o especialista Batista Júnior, independentemente da opção em relação ao ambiente para a prática esportiva, é importante que o atleta se exercite sempre orientado por um profissional da área. “O educador físico saberá indicar os exercícios ideais de acordo com as necessidades de cada pessoa”, ressalta.

prepare-se! A pesquisa, que foi realizada entre março e maio de 2009, com 1.461 moradores localizados próximos aos parques públicos de Curitiba, mostra que 60,9% das pessoas que residem à distância de até um quilômetro do parque costumam fazer uso desse espaço público, sendo que a frequência é alta: uma ou mais vezes durante a semana.

Você sabe quais são os cuidados básicos que devem ser tomados antes de iniciar qualquer atividade física ao ar livre? Fique de olho nas dicas para se proteger e garantir bom desempenho e resultados! 1. Utilize roupas leves e adequadas para o ambiente 2. Prefira os tênis que oferecem algum sistema de amortecimento de impacto 3. Beba bastante líquido 4. Use protetor solar 5. Nos dias ensolarados e de muito calor, não dispense o boné 6. Evite caminhar ou correr em terrenos acidentados

Quando perguntados se frequentavam parques mais distantes de suas residências, a porcentagem aumentou: 83,6% disseram ir a qualquer um dos inúmeros espaços verdes da cidade, só que a frequência diminui para um ou menos dias na semana.

7. Exercite-se sempre com a orientação de um profissional Shutterstock

Shutterstock

revista impulso VIDA SAUDÁVEL

E foi também para atender a um público que tem verdadeira paixão pela prática esportiva em ambientes ao ar livre que a administração do Parque do Ibirapuera, em São Paulo (SP), instalou 52 aparelhos de ginástica nesta que é uma das maiores áreas verdes

15


revista impulso Viagens & Gastronomia

Divulgação

Para aqueles que não abrem mão da adrenalina, vale lembrar que o Circuito das Águas Paulista tornou-se um dos polos mais bem estruturados do Brasil com diversos parques e espaços que oferecem mais de 17 opções de modalidades esportivas, como o rafting e o rapel.

b

Belos montes, vales e cachoeiras fazem parte do cenário que chama atenção dos milhares de turistas que escolhem o Circuito das Águas Paulista como destino nos finais de semana, feriados e período de férias. Além das incríveis paisagens, as oito cidades que compõem o circuito, localizado na serra da Mantiqueira, no estado de São Paulo, possuem em comum a abundância de água com excelente qualidade e uma das mais variadas opções de lazer e cultura do País. Fazem parte da região, incluída no roteiro turístico brasileiro desde agosto de 2000, as cidades de Águas de Lindoia, Amparo, Jaguariúna, Lindoia, Monte Alegre do Sul, Pedreira, Serra Negra e Socorro. O ponto forte do circuito, localizado a cerca de 200 km da capital paulista, são as inúmeras fontes e balneários onde é possível relaxar e apro-

16

ARCOR IMPULSO

veitar os benefícios de águas puras e com propriedades medicinais. De acordo com Carlos Tavares, diretor de Relações Institucionais do Circuito das Águas Paulista, o complexo é um dos maiores exemplos de turismo sustentável. “Além de preservar os recursos naturais, ele movimenta a economia regional”, pontua. No período das férias, o número de visitantes chega a 1 milhão.

É no município de Bragança Paulista, que faz divisa com o Circuito das Águas no interior de São Paulo, que está inserida a planta-modelo da Arcor no Brasil. A unidade foi inaugurada em 1999 e, atualmente, fabrica e distribui uma extensa gama de produtos como tabletes, bombons, caixas sortidas, coberturas, gotas, além da linha de Páscoa. A planta industrial de Bragança Paulista é referência no mercado nacional de chocolates, porque foi projetada e construída com base nos padrões internacionais de boas práticas de fabricação e utiliza como modelo de gestão a metodologia Total Product Maintanence (TPM). Além de atender o mercado interno, os chocolates da fábrica da Arcor são exportados para 37 países como África do Sul, Argentina, Bolívia, China, Colômbia, Coreia do Sul, Costa Rica, Cuba, Emirados Árabes, Equador, Espanha, Filipinas, México, Paraguai, Porto Rico, Uruguai, Venezuela e Vietnã.

Divulgação

O Circuito das Águas Paulista tornou-se referência no roteiro turístico do Brasil. As opções de lazer vão de sessões de terapias aquáticas a esportes radicais

Além dos milhares de turistas brasileiros, o circuito também recebe anualmente visitantes estrangeiros de países como a Argentina, Venezuela, Austrália, Estados Unidos, Chile, Alemanha, Japão e China.

A Arcor em Bragança Paulista Divulgação

Uma enxurrada de atrações

O turismo rural também merece destaque, seja na visitação a sítios e alambiques, seja na degustação de um café caipira, na cavalgada, para assistir a shows de cães pastores ou simplesmente em caminhadas pelas trilhas. A história do País está muito bem retratada na arquitetura dos casarões e das igrejas das fazendas que, no passado, abrigavam sinhás e escravos. Os visitantes têm ainda a oportunidade de acompanhar a produção artesanal de queijos, vinhos, cachaças e beber água mineral direto da fonte.

Miscigenação de sabores Além da abundância das águas, a gastronomia, os passeios históricos e os esportes de aventura também são grandes atrativos. Na culinária, as cidades demonstram sofrer forte influência italiana, em função da imigração, e também mineira, por conta da proximidade com a divisa do referido estado. Pode-se degustar desde um leitão à pururuca a um bacalhau servido à francesa em louças de porcelana.

17


A ação seleciona cidades em 16 estados das regiões Nordeste, Sudeste e Sul que possuam mais de 20 escolas municipais com ensino fundamental para dar início a uma série de atividades que acontecem ao longo do ano. Os professores das escolas selecionadas recebem guias sobre educação ambiental para que assuntos como o aquecimento global sejam trabalhados em sala de aula. Esse mesmo material é utilizado pelos educadores para orientar os alunos quanto à produção dos desenhos que concorrerão ao prêmio, sempre no mês de dezembro. As cinco escolas mais bem colocadas recebem kits com cartazes, ovos e carcaças de tartarugas, DVDs e jogos educativos que podem ser utilizados em salas e laboratórios como recursos extras. Cada aluno vencedor também recebe mochilas, bonés e camisetas do Projeto Tamar e pode adotar, simbolicamente, uma tartaruga.

A praia

As duas escolas com as melhores notas nos desenhos recebem em suas dependências a exposição que mostra o trabalho do Tamar e as ilustrações feitas pelos alunos. Além do público interno, a comunidade e outras instituições de ensino são convidadas a apreciar a mostra.

como sala de aula

n

No ano em que o Projeto Tamar/ICMBio comemora três décadas de vida e sua base de pesquisa em Ubatuba, litoral paulista, completa 20 anos, a Arcor Brasil tornou-se participante ilustre desta celebração e foi convidada a apagar as velinhas com o pessoal do projeto. Desde 2003, por meio do Instituto Arcor, apoia a iniciativa que é reconhecida internacionalmente como uma das mais bemsucedidas experiências de conservação da vida marinha. “É fundamental estarmos engajados com uma organização que promove ações transparentes com resultados nas esferas ambien-

18

ARCOR IMPULSO

Em prol da vida no mar O Projeto Tamar foi criado em 1980 pelo antigo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF), atual Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama). Atualmente, o projeto possui 23 bases de pesquisa em todo Brasil e conta com o trabalho de mais de 100 profissionais entre biólogos, oceanógrafos e veterinários. Em Ubatuba (SP), está a primeira base de alimentação do Tamar, uma vez que é nessa região do litoral brasileiro onde quatro das cinco espécies que vivem no País crescem e se alimentam. É comum encontrar tartarugas das espécies aruanã ou verde, de couro ou gigante, cabeçuda ou mestiça, e a de pente, legítima ou verdadeira. “Um trabalho de conscientização e inclusão social com as comunidades de pescadores que faz com que eles nos ajudem a capturar e conhecer os animais que aparecem na costa”, afirma a coordenadora do projeto em São Paulo. Berenice calcula que mais de 10 mil tartarugas já foram localizadas na região desde que a base foi criada, há 20 anos. O centro de reabilitação atende cerca de 80 animais por ano. Comunidades carentes de Ubatuba também encontram no Tamar uma fonte de renda. As confecções comercializadas nas lojas do projeto são produzidas por moradores locais. Além disso, os jovens da cidade têm acesso a aulas de computação, inglês e oficina de papel reciclado.

tal, educacional, social e cultural”, ressalta Sergio Asís, diretor geral da Arcor e também presidente do Instituto. A Arcor oferece apoio para as pesquisas desenvolvidas pelo Tamar, sobretudo, nas bases de Ubatuba e Florianópolis (SC). Realiza também ações de marketing de causa ao destinar uma porcentagem das vendas dos produtos da linha “Tortuguita” para o projeto, sendo que o repasse é feito via Instituto que, por sua vez, criou e ajuda a manter um dos maiores programas de educação ambiental do País por meio do concurso “Amigos do mar”.

Na imagem acima, Sergio Asís (ao centro), diretor Geral da Arcor Brasil e também presidente do Instituto, nas celebrações de 30 anos do Projeto Divulgação

Parceria do Instituto Arcor com o projeto Tamar fomenta um dos maiores programas de educação ambiental no Brasil. Mais de 1 milhão de estudantes já participaram do concurso “Amigos do Mar”

“É através de parcerias como esta que viabilizamos nossos projetos. Junto à Arcor, conseguimos desenvolver uma ação de excelência educacional e estamos levando o Tamar para todo o Brasil”, pontua Berenice Maria Gomes da Silva, coordenadora do Projeto Tamar no estado de São Paulo. Desde a primeira edição, o concurso atingiu mais de 7,2 mil escolas de municípios de 16 estados, reunindo quase 2 milhões de alunos.

Divulgação

Divulgação

revista impulso Atitude Cidadã

Tamar, em Ubatuba, no litoral paulista

19


revista impulso CAPITAL HUMANO

Marcos Fernandes / Carrrefour Limão - São Paulo - SP

“Este é um reflexo da união entre os colaboradores da Arcor do Brasil. O resultado final é muito gratificante. Em 2009, vivi um dos momentos mais inesquecíveis ao ver o estoque de produtos esgotar-se em apenas um dia. A campanha dura uma semana, mas o aprendizado é para a vida toda”, relata o colaborador.

I

Assim como Jefferson, outros “quatro mil colaboradores” atuam como vendedores nos mais de 40 pontos de venda espalhados por São Paulo (SP) e regiões de Bragança Paulista, Campinas e Rio das Pedras, interior de São Paulo, durante a

Vendedores

semana que antecede a Páscoa. A iniciativa foi criada há três anos, já reuniu centenas de colaboradores em todas as suas edições e ganhou o reconhecimento do mercado. De acordo com José Eduardo Cabral Guerra, gerente nacional de Key Account da Arcor, o foco é o consumidor final. “Este é o momento para estar próximo dele, de modo a compreender suas reais necessidades, seus desejos e sua opinião em relação aos nossos produtos”, ressalta. Ainda segundo o gerente, os resultados não têm reflexos positivos somente na área em que atua, o que implica diretamente o aumento do faturamento nesse período. Os colaboradores levam muitas experiências para seu dia a dia de trabalho. “Desde que comecei a participar, percebi que minha capacidade de comunicação melhorou. Além disso, essa é uma opor-

Divulgação

h

Há dois anos, o técnico em química, Jefferson Antônio da Silva, 26 anos, deixa a área de Pesquisa e Desenvolvimento, na planta de Bragança Paulista, no interior de São Paulo, para se unir aos vários colegas de trabalho em pontos de venda da Arcor. O objetivo é participar da campanha “4000 Vendedores”.

Campanha especial de vendas na Páscoa reúne colaboradores de diversas áreas e comprova que a troca de experiências é fundamental para o crescimento dos profissionais e da empresa

20

ARCOR IMPULSO

Divulgação

por uma semana 21


revista impulso Nossa Gente

“CONHECER DE PERTO A VONTADE DO PÚBLICO ME AJUDA A DESENVOLVER NOVAS ESTRATÉGIAS” JEFFERSON ANTÔNIO DA SILVA, área DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO

tunidade de ver a empresa pelos olhos do cliente. Conhecer de perto a vontade do público me ajuda a desenvolver novas estratégias”, conta o colaborador Jefferson. A mesma sensação tem Felipe Matheus de Faria Pighini, analista de Administração de Vendas da planta de Campinas. “É muito importante saber que contribuo com o crescimento do Grupo”. Quando participou pela primeira vez da iniciativa, ele trabalhava na área de desenvolvimento de embalagens. “O contato direto nos ajuda a ter um feedback real sobre as ações que tocamos e a imagem da Arcor como um todo”, completa.

Espírito de equipe Para Alessandre Cordero, gerente de Produto do Negócio Páscoa, um dos momentos mais importantes e particulares da Páscoa é a vida embaixo da parreira, local onde são vendidos os ovos de chocolate. “Ali podemos fazer a diferença, sentir a emoção da época, ver a alegria das pessoas. Diretores, gerentes, coordenadores e assistentes são todos iguais, vestindo uma só camisa na luta pelo mesmo ideal, o sucesso da campanha.” O esforço mútuo demonstrado pelas equipes também incentiva colaboradores como Karina Martins Lima que, há dois anos, participa da campanha. A analista de Serviços de Capital Humano do Edifício Continental Square atua em duas frentes. Além de contribuir com as vendas, ela incentiva um maior número de colaboradores a aderir à proposta. “O projeto nos ajuda a conhecer o trabalho dos promotores e as dificuldades de venda para o consumidor. Nós, como capital humano, devemos motivar todos os colaboradores a participar da iniciativa”, diz Karina.

22

ARCOR IMPULSO

Divulgação

Divulgação

No ano passado, diversos colaboradores “trocaram” os escritórios e os ambientes das plantas industriais por ações embaixo das “parreiras” de ovos: aprendizado e contato mais próximo com os consumidores

Uma janela

para o mundo a A sensibilidade com o próximo é uma característica marcante da personalidade de Cleverson Moreira Simões. Há quatro anos, o operador da planta da Arcor em Rio das Pedras (SP) teve a oportunidade de colocar em prática, no próprio ambiente de trabalho, seu voluntariado com colaboradores portadores de deficiência auditiva. Paralelamente às atividades profissionais, Cleverson responde pela tradução, na Língua Brasileira de Sinais (Libras), dos conteúdos dos treinamentos das áreas de qualidade e segurança, pelos quais os cerca de dez profissionais da unidade precisam passar ao longo do ano. “Desenvolver uma ação profissional e de responsabilidade social, no mesmo espaço, é muito gratificante”, ressalta o operador, há nove anos na Arcor. O talento foi descoberto quando ele começou a ser procurado pelos colegas portadores de deficiência auditiva para bate-papos nos intervalos do almoço ou após o término do expediente. Seu desempenho na comunicação e colaboração com os colegas fez que fosse convidado a mudar de turno para fazer a intermediação do relacionamento entre empresa e os colaboradores. Tanto que, em 2005, a Arcor patrocinou um curso de aperfeiçoamento de três meses em Libras para Cleverson.

O gosto pelo conhecimento e o espírito solidário incentivam operador a transformar o cotidiano de pessoas com deficiência auditiva

“Não há preço que pague o sentimento de saber que contribuo com a inclusão deles. Nosso relacionamento acaba sendo de troca. Eles me ensinam muito também e trazem diversos livros e novidades da área para mim”, comenta. Leituras ampliadas O primeiro contato de Cleverson com Libras aconteceu há cinco anos quando o irmão, que trabalha em uma grande empresa, levou para casa um dos livros que utilizava para ensinar os amigos de profissão. “Ao começar a folhear as primeiras páginas, tomei a decisão de aprender a linguagem dos sinais e poder ajudar o próximo através dela”, conta. Atualmente, os seis membros da família de Cleverson sabem utilizar a linguagem. Todos acabaram se envolvendo com trabalhos sociais na comunidade onde moram. “Já até acompanhei pai e filha em uma consulta médica. É muito bom saber que posso ajudar essas pessoas a se expressarem melhor”, acrescenta.

Divulgação

revista impulso CAPITAL HUMANO

O interesse cresceu tanto que, recentemente, ele começou a cursar graduação em Comunicação de Mãos, em Rio das Pedras. “Os estudos e a especialização na área podem me ajudar a chegar mais longe e contribuir com um número cada vez maior de cidadãos.”

23


Nossa Pรกscoa tem mais Momentos Mรกgicos!

www.arcor.com.br

Impulso no. 66  

Revista segmentada e mantida pela Arcor do Brasil. Traz reportagens sobre a indústria alimentícia, marketing, novos negócios, consumo, etc....