Issuu on Google+

Dia do Médico 2000 Comemorado com a União da Classe O Dia do Médico em Santa Catarina foi comemorado com união, congraçamento e reflexão através de eventos desenvolvidos durante o mês de outubro em todas as regiões do estado.

Páginas 07 a 10

Simpósio ACM sobre LER/DORT Página 05

Conselho Deliberativo Aprova Contas Página 03


2

EXPEDIENTE EDITORIAL

ECOS DA UNIÃO A classe médica catarinense deu Sem dúvida, a proposta da Ordem mais uma importante demonstração é uma razão a mais para comemorarde sua capacidade de união neste mês mos; é a expressão maior do sucesso de outubro, quando comemorou-se alcançado pelo COSEMESC, que oficialmente, em todo o país, o DIA nasceu aqui na sede da nossa AssociDO MÉDICO. Mais do que festejar ação, num fórum histórico realizado a data, a categoria no ano de 1996 e soube congregar os que reuniu em “A UNIÃO FOI O MOTE profissionais, atradefinitivo a vés de eventos sociACM, o CRECENTRAL DE TODO ais, científicos e poMESC e o SIlíticos, desenvolMESC nas suas O TRABALHO DA vendo em todo o causas comuns, ASSOCIAÇÃO estado o mais amplo respeitando as faespírito associativo. ces únicas de C ATARINENSE Na verdade, a cada instituição. união foi o mote Queremos que DE MEDICINA NESTE ANO central de todo o o resultado desta trabalho da Associacumplicidade ga2000, QUE ENCERRA ção Catarinense de nhe braços ainda O MILÊNIO REPLETA DE Medicina neste ano mais fortes e sóli2000, que encerra o dos, que seus AVANÇOS CONQUISTADOS , milênio repleta de ecos soem em toavanços conquistados os nossos 293 DESAFIOS A SEREM dos e desafios a semunicípios, trarem enfrentados e zendo as resposENFRENTADOS E vencidos em nossa tas que almejaárea de atuação. mos, entre elas o Para iniciar 2001, resgate definitivo nada melhor do que planejar a con- da dignidade médica na sociedade, as cretização de um antigo sonho da condições de trabalho e remuneração ACM: a Ordem dos Médicos Catari- dignas, o respeito aos nossos direitos nenses, que deve iniciar com a cons- como profissionais e cidadãos. trução da sede única das entidades, gerando a integração ainda maior das representações médicas, facilidades para o atendimento dos profissionais e a racionalização de custos. Por sua importância, a obra já ganhou até projeto arquitetônico e deve ter maiores Carlos Gilberto Crippa definições nos próximos meses. Presidente

Informativo da Associação Catarinense de Medicina - ACM Rodovia SC-401, Km 4, Bairro Saco Grande - Florianópolis/SC Fone/Fax: (0**48) 231-0300 DIRETORIA Presidente Dr. Carlos Gilberto Crippa Vice-Presidente Dr. Viriato João Leal da Cunha Secretário Geral Dr. Jorge Anastácio Kotzias Filho Diretor de Patrimônio Dr. João José Luz Schaefer Diretor de Publicações Dr. Viriato João Leal da Cunha Diretor Científico Dra. Regina Célia S. Valin Diretor de Esporte Dr. Gilberto D. da Veiga Diretor de Defesa de Classe Dra. Nilzete L. Bresolin Diretor Sócio-Cultural Dra. Sandra M. W. Rinaldi Diretor Administrativo Dr. Irineu M. Brodbeck Diretor de Previdência Dr. Waldemar de Souza Júnior Diretor Financeiro Dr. Dorival Vitorello Diretor de Regionais Dr.Tarcísio Crocomo VICE-DISTRITAIS Sul – Dr. Júlio Márcio Rocha Planalto – Dr. Fernando Luiz Pagliosa Norte – Dr. Marcos F. Subtil Vale do Itajaí – Dr. Péricles Henrique Zarske de Mello Centro-Oeste – Dr. Élcio Luiz Bonamigo Extremo-Oeste – Airton José Macarini DELEGADOS JUNTO À AMB Dr. Remaclo Fischer Júnior Dr. Jorge Abi Saab Neto Dr. Almir Gentil Dr. Théo Bub Dr. Luiz Carlos Espíndola Dr. Roberto Benvenutti Dr. Milton Ernesto Scopell Dr. Altair Carlos Pereira Dr. Manoel Bardini Alves Dr. Oscar Antônio Defonso

Edição Texto Final - Assessoria de Comunicação Jornalistas Lena Obst Reg. 6048 MT/RS Denise Christians Reg. 5698 MT/RS Colaboradoras Lúcia Py Lüchman e Adriana Freitas Fotografia Renato Gama Diagramação Gráfica Agnus Impressão Gráfica e Editora Agnus Ltda. Tiragem 5.000 exemplares


3

CONSELHO DELIBERATIVO APROVA PRESTAÇÃO DE CONTAS No dia 28 de outubro, a ACM reuniu membros do Conselho Deliberativo (Presidentes de Regionais, Sociedades e Departamentos Científicos) para apresentar o relatório final da tesouraria da entidade, referente ao período de 10/1999 a 10/2000, e o parecer dos auditores independentes sobre as contas, recebendo dos participantes a aprovação por unanimidade. A reunião também referendou a eleição do Dr. Edevard José de Araujo, Presidente da Sociedade Catarinense de Cirurgia Pediátrica, como novo membro representante do Conselho da ACM.

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES Examinamos as demonstrações Financeiras (Balanço Patrimonial e Demonstração do Resultado do Exercício) da ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE MEDICINA – ACM, do exercício findo em 30 de setembro de 2000, elaborado sob a responsabilidade de sua administração. Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis. Nossos exames foram conduzidos de acordo com as normas de auditoria e compreenderam: a) o planejamento dos trabalhos, considerando a relevância dos saldos, o volume

de transações e o sistema contábil e de controles internos da entidade; b) a constatação, com base em testes, das evidências e dos registros que suportam os valores e as informações contábeis divulgados; c) a avaliação das práticas e das estimativas contábeis mais representativas adotadas pela administração da entidade, bem como da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em seu conjunto. Em nossa opinião, as Demonstrações Contábeis referidas no primeiro parágrafo representam, adequadamente, em todos os

seus aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE MEDICINA – ACM, em 30 de setembro de 2000, de acordo com os Princípios Fundamentais de Contabilidade. Florianópolis, 27 de outubro de 2000. Valcélio Lourenço de Oliveira Contador CRC/SC nº 19.908/O-0 CPF: 601.739.989-68 Diretor da Veiga Auditoria e Consultoria

AMB FAZ BALANÇO DAS ATIVIDADES

Reunida na sede da Associação Paulista de Medicina, dia 20 de outubro, em São Paulo, a Assembléia de Delegados, órgão supremo das decisões da Associação Médica Brasileira, fez um relato das atividades da diretoria da entidade nacional neste primeiro ano de gestão. O principal ponto destacado foi a efetiva união AMB e CFM, marcada por atuações políticas importantes, trazendo benefícios concretos à classe médica. Entre outras ações de destaque desta parceria estão: - a campanha nacional contra as operadoras de planos e seguros-saúde; - a luta contra a abertura de novas faculdades de medicina e a favor do ensino médico de qualidade; - a abertura da CPI para averiguar as empresas de planos de saúde; - a atuação pela aprovação da PEC; - a efetiva participação das entidades na Agência Nacional de Saúde; - o movimento contra a sentença do CADE; - a elaboração da nova LPM e das Diretrizes. No âmbito interno da AMB, destacaram-se os investimentos feitos na comunicação da entidade, a inauguração do escritório AMB no Distrito Federal, a reestruturação do Sinam e a integração da entidade com suas Federadas e Sociedades de Especialidades. A Assembléia teve a presença do Presidente da Associação Catarinense de Medicina, Dr. Carlos Gilberto Crippa, que também aprovou e vo-

ASSEMBLÉIA DA AMB OCORREU NO DIA 20 DE OUTUBRO, EM SÃO PAULO

tou as propostas da reforma do Estatuto Social da AMB. Para o próximo ano, a entidade nacional deverá fixar suas ações na implantação de um programa de acreditação dos planos e seguros-saúde, fiscalização do sistema público de saúde e criação de um projeto de lei que inviabilize a abertura de novas escolas médicas.


4

ARTIGO JURÍDICO

O CONSENSO DO PACIENTE E A AUTONOMIA DO MÉDICO PARTE III (FINAL)

GOSS & OLIVEIRA ADVOGADOS ASSOCIADOS NILO DE OLIVEIRA NETO / CLÁUDIO JUNIOR DA ROSA PERSICH / CRISTHIANO MARCELO GEVAERD / DJALMA GOSS SOBRINHO

O contrato liga as partes concordantes, estabelecendo um vínculo obrigacional entre elas. De acordo com a legislação civil, a validade dos contratos em geral exige acordo de vontades, agente capaz e, ainda, objeto lícito, determinado e possível. Ademais, incidem sobre a contratualidade três princípios básicos, quais sejam: a) autonomia da vontade, que significa a liberdade das partes na estipulação do que lhes convenha; b) supremacia da ordem pública, que traduz a autonomia da vontade como sendo relativa, sujeita que é à lei e aos princípios da moral e da ordem pública; c) obrigatoriedade do contrato, significando que o contrato faz lei entre as partes. No assunto em apreciação, cumpre realçar que a obrigação médica pode ser de meios ou de resultado. Na primeira, o que se exige do devedor da obrigação é simplesmente o emprego de determinados meios com a diligência necessária e normal da profissão, para o melhor resultado, mes-

DO CONSENTIMENTO COMO CONTRATO

mo que não seja conseguido. Neste caso, o objeto do contrato é a própria atividade do devedor, sendo o tipo de obrigação envolvido na maioria dos contratos de prestação de serviços, como por exemplo advogados, médicos, publicitários etc. Aqui o consentimento firmado tem como objeto a atividade intermediária. Porém, há uma sombra de irresponsabilidade na proporção da margem de erro tolerada pela imperfeição da própria ciência. Assim, na existência de mais de uma terapêutica para determinado tratamento, a escolha da que não logre o objeto convencionado, por si só não conduz os direito de indenização, posto que a responsabilidade médica nasce do erro manifesto. Já na obrigação de resultado, o devedor obriga-se a determinado fim, sem o qual não terá cumprido a obrigação. Ou consegue o resultado avençado ou arcará

com as conseqüências. É o que se dá, por exemplo, no contrato de empreitada, transporte e cirurgia estética ou cosmetológica. Outros exemplos ilustrativos encontram-se na análise de exame de raio-X, realização de avaliação geral, aplicação de ondas de calor, transfusão de sangue, cirurgia plástica e, ainda, quando o profissional assume expressamente a garantia da cura. Nesta modalidade o contrato firmado com o paciente encontra maior vulnerabilidade, eis que o objeto do contrato é delimitado. Na contratualidade, além do objeto, devem estar expressos pontos importantes a caracterizar a relação havida, sem dubiedades e sem adentrar na esfera tutelada pelo interesse público. Desta forma, estarão resguardados os direitos dos pólos da questão, a fim de elidir dúvidas diante de uma demanda judicial. Em matéria de consentimento do doente faz ver

• BIBLIOGRAFIA PODE SER SOLICITADA JUNTO AOS

Paul Monzhein (5), Presidente da Câmara na Corte de Apelação de Paris, “A Responsabilidade Penal do Médico”, Jornal do Advogado, maio de 1978, pág. 9,que a tendência para o agravamento da repressão encontra-se em algumas decisões proferidas em que se imputou ao médico o grave fato de não haver obtido do doente “um consentimento esclarecido”, vale dizer, não ter logrado um acordo depois do doente haver recebido todas as explicações úteis sobre a natureza de seu mal, os meios de o remediar, e sem que lhe tenham sido desvendados os riscos da terapêutica recomendada. A discussão acerca da presente explanação encontra grande ressonância mundial. O posicionamento majoritário alicerça-se na obrigatoriedade da existência de consenso firmado entre o médico e o paciente para os tratamentos. Como demonstrado, o incremento das relações médico paciente, o senso do exercício pleno da cidadania e as inegáveis mudanças que vêm ocorrendo em nosso país, recomendam aos profissionais da saúde cautela e transparência no seu dia a dia.

AUTORES

CAMPANHA EM DEFESA DOS HOSPITAIS DE JARAGUÁ

“Se Ligue Mais na Vida” é o nome da campanha deflagrada pela Associação de Amparo aos Hospitais e Regional Médica de Jaraguá do Sul no sentido de manter e ajudar os hospitais do município. A idéia é envolver a comunidade, para que ela mesma possa ter um atendimento de qualidade. Para isso, basta a pessoa física ou jurídica autorizar o débito de qualquer quantia, a partir de R$ 2,50, em sua conta de luz. A cada vencimento, o doador troca o valor debitado por cupons. Cada R$ 2,50 autorizados valem um cupom que deve ser preenchido e depositado

nas urnas que estão disponíveis nas casas lotéricas, no Centro dos Profissionais Liberais (CPL) e nos Hospitais Jaraguá e São José. No dia 22 de março serão sorteados entre os doadores um carro Celta, um vídeo cassete, uma TV 20 polegadas e um micro ondas. As escolas de Jaraguá do Sul também podem participar e aquela que conseguir o maior número de autorizações na média dos alunos, ganhará um computador. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone (47) 371-9343, no CPL.


5

PROGRAME-SE PARA O SIMPÓSIO ACM SOBRE LER/DORT

Nos dias 08 e 09 de dezembro a ACM promove o Simpósio “LER/DORT NO CONTEXTO DAS SÍNDROMES DOLOROSAS CRÔNICAS – UMA VISÃO MULTIDISCIPLINAR”, envolvendo diversas Sociedades e Departamentos de Especialidades, que através de seus representantes apresentam, a seguir, as razões para o importante debate. “O Simpósio sobre LER/DORT será um evento multidisciplinar que pretende chegar a uma opinião mais profunda sobre um problema bastante atual, principalmente porque muitas pessoas vêm utilizando equipamentos de forma excessiva e inadequada. Nosso desejo é discutir o problema mais profundamente e chegar a um consenso de medidas preventivas que possam auxiliar tanto os nossos pacientes como a população em geral”. Dra. Regina Célia Santos Valim, Diretora Científica da Associação Catarinense de Medicina “As LER/DORT têm-se constituído em um grande problema da saúde pública na maioria dos países industrializados. De acordo com a literatura específica é possível verificar que muitos dos mesmos acometem a região cervical, cintura escapular e membros superiores, podendo evoluir para doenças severas e incapacitantes. Tal problemática tem suscitado a criação de diversos grupos de estudos e pesquisas a nível nacional e internacional, no sentido de melhor compreender estas doenças. Em função da importância do assunto, profissionais de diversas áreas estarão discutindo a questão do diagnóstico, prevenção e tratamento na ACM. Sua opinião é importante! Compareça!”. Dr. Alfredo Jorge Cherem, Associação Catarinense de Medicina do Trabalho “Cada vez mais aumenta o número de pacientes portadores de patologias músculo-esqueléticas que acometem principalmente os membros superiores, em particular os tendões e articulações, pelo uso abusivo das estruturas tendinosas e articulares pelo trabalho excessivo. Na maioria das vezes, este trabalho está sendo executado de forma não adequada, fora das medidas ergonômicas, o que aumenta a suscetibilidade a este tipo de patologias, que atualmente são conhecidas como doenças músculo-esqueléticas relacionadas ao trabalho. A necessidade do reconhecimento adequado deste quadro pela classe médica fará com que o diagnóstico seja precoce e o tratamento adequado levará ao alívio rápido do quadro do paciente, permitindo que este retorne rapidamente a seu ambiente de trabalho. A ACM, com este Simpósio multidisciplinar, traz a todos a oportunidade de reconhecimento deste problema. Dr. Ivânio Alves Pereira, Sociedade Catarinense de Reumatologia

“O Simpósio sobre LER/DORT da ACM é uma grande iniciativa. Esperamos poder discutir assuntos importantes como sobre onde começa a haver uma lesão irreversível, assim como estabelecer quando a lesão é decorrente do serviço (responsabilidade da empresa) ou quando ocorre pelos hábitos do paciente. Desejo que o médico catarinense tenha condições de comparecer neste evento e desfrutar das trocas de experiências que acontecerão”. Dr. Eduardo Rodrigues de Moraes, Sociedade Catarinense de Ortopedia e Traumatologia “É preciso chegar-se a um bom diagnóstico das LER/DORT para que seja feito um tratamento adequado. Cada patologia tem uma forma específica de tratar, geralmente fisioterápica e medicamentosa, com apoio da psiquiatria e, quando necessário, são realizadas intervenções cirúrgicas. Todas as especialidades são importantes na terapia”. Dr. Luiz Fernando de Vincenzi, Sociedade Catarinense de Medicina Física e Reabilitação “A interação da psiquiatria em áreas clínicas sempre é muito importante, especialmente quando se trata de doenças relacionadas ao ambiente de trabalho, onde os fatores psiquiátricos são fundamentais. A ansiedade, por exemplo, promove tensão muscular piorando os sintomas da LER/DORT ou, por outro ângulo, o ganho secundário destes quadros desempenham um fator de manutenção dos sintomas da DORT”. Dr. Pedro Largura, Sociedade Catarinense de Psiquiatria “Eu considero o Simpósio multidisciplinar sobre LER/DORT de extrema importância. Primeiramente, por estas patologias envolverem um número considerável da população de trabalhadores que no decorrer dos anos podem desenvolver enfermidades e, em segundo, por a LER envolver muitas causas e a abordagem ser multiprofissional. Outros aspectos que devem ser considerados são as mudanças nos postos de trabalho advindas com a globalização da economia, as mudanças na legislação e do enfoque do INSS a respeito da DORT. O que também requer debates, tanto do ponto de vista de tratamentos convencionais, como de novas terapias, com destaque para a acupuntura, que tem trazido bons benefícios no tratamento da dor e na recuperação dos pacientes” Dr. Júlio César Marchi, Sociedade Médica de Acupuntura de Santa Catarina

TEMAS ABORDADOS

Aspectos Epidemiológicos e Clínicos das LER/DORT Avaliação Clínica das LER/ DORT na visão do Ortopedista, reumatologista, médico do trabalho, psiquiatra, perito do INSS Análise Ergonômica do Trabalho O papel da D.R.T. Tratamento das LER/DORT e os papéis da medicação, acupuntura, hipnose e neurolingüística, psiquiatria, fisiatria e reabilitação profissional Perspectivas em saúde ocupacional para o próximo milênio INSCRIÇÕES NO LOCAL Estudantes – grátis Sócios ACM – R$ 10,00 Não sócios ACM – R$ 20,00 INFORMAÇÕES: ACM Eventos – fone: 48 – 231.0300 fax: 231.0329 – e.mail: eventos@acm.org.br www.acmeventos@org.br


6


7

Para comemorar o último Dia do Médico do Século XX, as entidades médicas de Santa Catarina promoveram festas em todo o estado, congregando colegas e ampliando a união da classe.

JOINVILLE A Sociedade Joinvilense de Medicina (SJM), em comemoração ao Dia do Médico e pelos seus 80 anos de fundação, promoveu entre os dias 16 e 22 de outubro a Semana do Médico. No dia 16, a SJM foi homenageada na Câmara de Vereadores do município. Na ocasião, 11 médicos presentes e oito in memorian foram homenageados pelos relevantes serviços prestados à comunidade. No dia 17 foi aberta oficialmente a exposição de Artes Plásticas de Médicos e familiares no Shopping Müller com a participação de 339 visitantes. Logo após este evento, os médicos que completaram 20, 30 e 40 anos de formatura foram agraciados com a Prata da Casa. As festividades da Semana do Médico concluíram com o tradicional “Baile da Esmeralda”, na Sociedade Harmonia Lira, com a participação de 300 convidados. Entre eles, o presidente da OAB de Joinville, Carlos Adauto Vieira, a representante da Ajorpeme de Joinville, Cristine Schram Guisso, diretoria da Unicred, o presidente da Unimed, Dr.Edwin Schossland, e Paulo Zimmermann, representando a ABO – regional de Joinville.

ANIMAÇÃO E MÚSICA ACOMPANHARAM O ENCONTRO DOS MÉDICOS DE TUBARÃO

JOAÇABA Em Joaçaba, a Regional Médica Centro Oeste Catarinense, em parceria com a UNIMED do município, promoveu um jantar no dia 20 de outubro, no Clube Cruzeiro. Também participaram do evento médicos de Campos Novos. Durante a festa, que teve como DJ o médico Arildo Disaró, houve o sorteio de uma TV de 29 polegadas.

O JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO EM SÃO MIGUEL FOI ACOMPANHADO DE MÚSICA, DANÇA E SORTEIOS

CRICIÚMA Os associados da Regional Médica da Zona Carbonífera mostraram todo seu talento artístico no jantar comemorativo realizado no dia 18 de outubro, no Criciúma Clube. Além de uma bela exposição de arte com trabalhos em couro, pintura, mosaico e fotografia, alguns colegas cantaram, tocaram instrumentos musicais como piano, violão e sanfona e recitaram poesias. A festa foi divulgada pela televisão, no programa Intervew – TV 20. A promoção foi em conjunto com a Unimed, Unicred e Sindicato dos Médicos.

RIO DO SUL C ONFRATERNIZAÇÃO FOI ENTRE COLEGAS DE J OAÇABA E C AMPOS N OVOS

SÃO MIGUEL D’OESTE DR. LAIRTON VALENTIM, PRESIDENTE DA SJM, RECEBEU HOMENAGEM DA CÂMARA DE VEREADORES PELOS 80 ANOS DA ENTIDADE

TUBARÃO A Regional Médica de Tubarão promoveu, junto com a Unimed do município, um almoço festivo com conjunto musical e muita animação no Clube do Médico. Dando continuidade às festividades, no dia 20, o reumatologista Sebastião Radminski, presidente da Sociedade Brasileira de Reumatologia, proferiu uma palestra sobre LER/DORT.

Cremesc, Unimed, Unicred e Sindicato dos Médicos se uniram à Regional Médica das Fronteiras em São Miguel D’Oeste para comemorar o Dia do Médico. No dia 28, enquanto os profissionais participavam de uma assembléia geral da Unimed, seus familiares assistiram o trabalho realizado pelo Projeto Cultural Teatro da UNOESC do município, no Centro Cultural. Logo após, todos seguiram para o restaurante Di Fiori para um jantar de confraternização com muita música, apresentação de dança e sorteio de brindes.

A sede campestre da associação Brejeiros da Madrugada foi o ponto de encontro da classe e familiares da Regional Médica do Alto Vale do Itajaí, em Rio do Sul. Karaokê, jogos de bocha, sinuca e muita recreação animaram as cerca de 100 pessoas presentes na festa, que iniciou às 10 horas e terminou no final da tarde.

TAIÓ Os médicos da Associação Centro Catarinense de Medicina, em Taió, reuniramse com seus familiares para passar um fim de semana no Hotel Pedras Brancas, no município de Lages. A programação foi seguida por reunião de classe, passeio ecológico e jantar com música ao vivo.


8

HOMENAGENS ESPECIAIS NA SEDE DA ACM

No dia 20 de outubro a sede da Associação Catarinense de Medicina abriu suas portas para uma festa muito especial: o jantar dançante em comemoração ao Dia dos Médicos 2000, que reuniu no mesmo evento a ACM, o CREMESC e o SIMESC. O momento foi de confraternização e de emoção na homenagem especial a colegas que se destacaram na história da medicina nas últimas décadas. A ACM homenageou os profissionais escolhidos pelas Regionais como Méritos Associativos e Científicos, enquanto o Conselho de Medicina aproveitou o momento para jubilar médicos com mais de 70 anos na região da capital catarinense, e o Sindicato prestou uma homenagem a Dra. Wladslawa Mussi, segunda médica catarinense com registro no CREMESC. Após a solenidade de abertura, realizada no Centro de Convenções, os convidados foram para o restaurante da sede social, onde aconteceu o jantar, com a participação de aproximadamente 500 convidados que dançaram ao som da Banda Estação Brasil. Através de parcerias firmadas pela ACM, alguns prêmios foram sorteados durante a festa: O oftalmologista Astor Grumann Júnior ganhou o prêmio mais cobiçado, a passagem aérea de ida e volta para Miami, com direito a acompanhante, cortesia da WFraga, representante da TAM, ficando as despesas de embarque por conta da Turisan Turismo. Da Regional de São José, o médico João Batista Berto foi sorteado com um final de semana no Maria do Mar Resort, para duas pessoas, com um automóvel à disposição. A Turisan Turismo completou o prêmio com um almoço com vista para o mar ou um jantar à luz de velas. A cesta com produtos do Hippo Supermercados ficou para Maria Elena Andrade Boing, esposa do Dr. Hailton Boing Jr.

AO SOM DA BANDA ESTAÇÃO BRASIL, A DANÇA

S OLENIDADE DE ABERTURA DAS COMEMORAÇÕES REUNIU DIRIGENTES DA CLASSE NO C ENTRO DE C ONVENÇÕES

JANTAR LOTOU A SEDE DA ACM COM MÉDICOS DE TODO ESTADO E CONVIDADOS ESPECIAIS

O OFTALMOLOGISTA ASTOR GRUMANN JÚNIOR GANHOU O PRÊMIO MAIS COBIÇADO, A PASSAGEM AÉREA DE IDA E VOLTA PARA MIAMI

C ASAL ANFITRIÃO DA NOITE : D R . C ARLOS G ILBERTO E CLEUSA C RIPPA

TOMOU CONTA DA NOITE

D RA . W LADSLAWA M USSI , RECEBEU O ABRAÇO DOS

P RESIDENTES DO CREMESC, D R . EDEVARD ARAUJO, E DA ACM, DR. CARLOS GILBERTO CRIPPA, POR SEUS 40 ANOS DE DEDICAÇÃO À MEDICINA

Para tornar a festa do Dia do Médico ainda melhor, os promotores tiveram a colaboração e o patrocínio das seguintes empresas: TAM, Hippo, Hotel Maria do Mar, Unidas Rent a Car, Sega Seguros, Baía Sul Medical Center, Turisan Turismo, Monticello Consultoria de Informática, Unimed e Unicred.


9

VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS CATARINENSES

DESTAQUE ASSOCIATIVO ESTADUAL Dr. Almir Adir Gentil

Gastroenterologista com residência na Espanha, ex-Presidente da ACM, Delegado da ACM junto à AMB, ex-diretor de Patrimônio da AMB, Presidente da Unimed de Florianópolis, sócio-fundador da Unicred da capital, ex-Diretor do Hospital São José.

D R . ALMIR RECEBEU A HOMENAGEM DAS MÃOS DO D R. J ORGE ANASTÁCIO K OTZIAS , S ECRETÁRIO GERAL DA ACM:

“É UMA HONRA RECEBER ESTE M ÉRITO A SSOCIATIVO POR UM TRABALHO QUE FAÇO COM PRAZER E ORGULHO PORQUE ACREDITO NA CAUSA MÉDICA . M EU CURRÍCULO ASSOCIATIVO REFLETE MEU DESEJO DE VER A CLASSE EM CONSTANTE CRESCIMENTO E UNIDA ”.

MÉRITOS INDICADOS PELAS REGIONAIS

ASSOCIATIVOS

Dr. Ademar Aureliano Duarte – Brusque Dr. Elio Gilberto Pfuetzenreiter – Lages Dr. Edson Villela – Itajaí Dr. Jorge Luiz Beluco – Araranguá Dr. Alexandre José Ferreira – Blumenau Dr. Seno Hagemann – Joinville Dr. Roberto Gonçalves d’Ávila – Balneário Camboriú Dr. Rui José de Luca - Criciúma Dr. José Garrido Yánes (In Merorian) – São Miguel d’Oeste

CIENTÍFICOS

Dr. Vidal de Souza – Lages Dr. Carlos Caetano Peluso – São Lourenço d’Oeste Dr. Roberto Von Hertwig – Blumenau Dr. Anderson Ricardo Roman Gonçalves – Joinville Dr. José Geraldo Simões Flório – Balneário Camboriú Dr. Albino José de Souza Filho – Criciúma

DESTAQUE CIENTÍFICO ESTADUAL

Dr. Geraldo Righi Vieira Cirurgião Cardiovascular e Angiologista, ex-Presidente do CREMESC, médico visitante de serviços de Cirurgia Vascular nos EUA, Japão, França, Alemanha, Escócia, Espanha e Itália, membro fundador da Academia Catarinense de Medicina

DR. GERALDO RECEBEU HOMENAGEM DAS MÃOS DO DR. VIRIATO LEAL DA CUNHA, VICE-PRESIDENTE DA ACM:

“E STE É UM DOS MOMENTOS MAIS GRATIFICANTES DA CARREIRA DE QUALQUER PROFISSIONAL , POIS REPRESENTA O RECONHECIMENTO DOS COLEGAS E DE TODO O TRABALHO DESENVOLVIDO . É UM MOMENTO DE IMENSO VALOR PARA MIM ”.

MÉDICOS EM FESTA NO ESTADO

A Sociedade Médica do Alto Irani promoveu um jantar no Dia do Médico no Big Bouling, em Xanxerê. Cerca de 130 pessoas, entre médicos e familiares participaram da confraternização. A Regional Médica Dr. Osvaldo de Oliveira, em Canoinhas, e a Unimed do município publicaram uma mensagem de página inteira felicitando os médicos pelos seu dia no jornal “Ótimo”. Os médicos da Regional Médica do Vale do Araranguá reuniram–se no dia 20 de outubro para um jantar de confraternização no Grêmio da Fronteira, patrocinado pela Unimed do município. Os médicos da Regional Médica de Videira participaram no dia 18 de outubro de um jantar de confraternização no restaurante Sapore D’Itália em Fraiburgo. A Associação Médica de Concórdia promoveu, junto com a ABO do município, um jantar no dia 27 de outubro, no restaurante Casa Nostra. Houve apresentação de um conjunto musical, desfile de modas e várias brincadeiras com os médicos e dentistas. Logo após, todos se divertiram em um belo baile. A Associação Médica Osvaldo Cruz de Rio dos Cedros promoveu uma festa na cidade de Pomerode, com o apoio da Unimed de Blumenau, marcando também um ano da atual gestão da Regional. Os médicos de Campos Novos, pertencentes à Regional Médica Dr. Hélio dos Anjos, reuniram-se no Dia do Médico, com suas esposas, para um jantar de confraternização no restaurante Candelabro.


10

BLUMENAU

CAÇADOR

A Associação Médica de Blumenau, em parceria com a Unimed, Unicred e Centro de Estudos dos Hospitais Santa Isabel, Santo Antônio e Santa Catarina, reuniu cerca de 350 pessoas no Dia do Médico para um jantar de confraternização no Tabajara Tênis Clube. Houve som ao vivo e sorteio de brindes. S ERRANO T ÊNIS C LUBE RECEBEU OS MÉDICOS DA REGIÃO DA SERRA

JARAGUÁ DO SUL

O JANTAR DA AMBL FOI REALIZADO NO TABAJARA TÊNIS CLUBE

MAFRA

Os médicos e familiares da Associação Médica Miguel Couto, de Mafra, passaram um dia festivo no Santa Helena Clube de Campo. A festa, no dia 21, iniciou às 10 horas e prosseguiu até às 19 horas. Foi servido churrasco e um café colonial. As crianças se divertiram com uma série de programações recreativas.

E M MAFRA O DIA DE FESTA ACONTECEU NO SANTA HELENA CLUBE DE CAMPO

LAGES

A Regional Médica da Serra programou uma série de eventos para comemorar o Dia do Médico. No dia 18, um torneio de boliche reuniu cerca de 80 médicos de Lages. Na sexta-feira seguinte, o presidente da Sociedade Brasileira de Urologia de 1995 a 1997, Orlando Praun, proferiu palestra e, no sábado, toda a classe participou de um jantar dançante com música ao vivo com Jocelito Diniz e karaokê no Serrano Tênis Clube.

A Regional Médica de Jaraguá do Sul promoveu a 6ª Jornada Médica do município nos dias 20 e 21 de outubro. O tema de abertura do evento foi “A Evolução do Pensamento Médico”, abordado pelo Dr. Carlos Alberto Justus. No dia 21, o presidente da ACM, Dr. Carlos Gilberto Crippa, esteve presente para o lançamento do programa Saúde da Mulher de Jaraguá do Sul, proferindo uma palestra sobre a terapia de reposição hormonal. A intenção do programa é facilitar o acesso das mulheres aos consultórios particulares através de descontos nas consultas médicas.

LAGUNA A Associação Médica da Região da Amurel promoveu dois jantares de confraternização com música ao vivo no Dia do Médico nos municípios que fazem parte da sua área de atuação: Laguna e Imbituba. O principal objetivo do presidente da Associação, Dr. Valdir Sérgio Zanatta, foi fazer uma confraternização e pedir aos médicos que evitem conflitos no dia-a-dia dos hospitais e se relacionem como irmãos.

SÃO LOURENÇO D’OESTE Os médicos da Regional Médica do Noroeste Catarinense reuniram-se no restaurante Bom Prato, no dia 19, para o congraçamento dos colegas de São Lourenço d’Oeste, São Domingos, Galvão e Campo Erê. O principal enfoque do encontro foi enfatizar a importância dos médicos se associarem à Associação Catarinense de Medicina. Na ocasião, o Dr. Carlos Boetano Peluso foi homenageado por ter recebido o prêmio de mérito científico dado pela ACM.

A Associação Médica de Caçador uniuse à Associação Odontológica do município para uma tarde de atividades recreativas e esportivas no Rancho Fundo Clube de Campo, no dia 21 de outubro. À noite, houve um jantar no Strike Bowling. Também em comemoração ao Dia do Médico, a sala da classe do Hospital Maicé virou palco de apresentações musicais com sorteio de livros entre os presentes, em todos os sábados do mês de outubro.

BRUSQUE Os médicos da Sociedade Brusquense de Medicina participaram de uma missa, na igreja matriz do município, no dia 18 de outubro. No dia seguinte, em uma promoção conjunta com a Unicred, cerca de 90 médicos e seus familiares participaram de uma jantar na Sociedade Esportiva Bandeirantes. Na ocasião, vários brindes foram sorteados.

CHAPECÓ A Associação Médica Regional Oeste Catarinense (AMREO), juntamente com a Unimed e aUnicred, promoveu dois eventos festivos para comemorar. No dia 20 de outubro, 75 pessoas participaram de um jantar no Hotel Bertaso e, no dia 22, 180 pessoas foram a um almoço na sede social da AMREO, oferecido pela Associação dos Representantes de Laboratórios.

SÃO BENTO DO SUL Os médicos de São Bento do Sul e seus familiares participaram de uma festa promovida pela Associação Médica Celso Emílio Tagliari, em conjunto com a Unimed do município. A festa, que foi realizada no dia 21, na chácara de Ivo Brant, teve várias atrações, como karaokê, mensagens, fogos, torneios de pesca e truco. Tudo com muita animação. Além do almoço, houve um café colonial e jantar.


11

Destaques Catarinenses O Jornal ACM oferece um espaço especial para os médicos de Santa Catarina que ocupam ou já ocuparam a Presidência de Sociedades Científicas Nacionais de Especialidades.

DR. ORLANDO HUGO PRAUN JÚNIOR Dr. Orlando Hugo Praun Júnior, presidente da Sociedade Brasileira de Urologia entre 1995 e 1997, começou seu trabalho buscando dar maior credibilidade à entidade mudando seu perfil centralizador, indo ao encontro dos desejos dos urologistas. “Criamos seccionais em Alagoas, Maranhão, Amazonas, Mato Grosso do Sul e no Rio de Janeiro. Além disso, reorganizamos e reestruturamos a Comissão de Residência Médica e chegamos ao primeiro consenso nacional da próstata, onde estabelecemos normas para orientar os colegas no tratamento. A maior realização de minha gestão foi, sem dúvida, fazer, pela primeira vez, um congresso de urologia fora de uma grande capital. Foi na cidade de Blumenau, com a presença de 1.800 urologistas do Brasil e América Latina”. Outro trabalho desenvolvido pelo Dr. Praun na Sociedade Brasileira de Urologia foi iniciar programas de educação continuada destinados aos profissionais do interior. A urologia, na opinião do médico, é uma das especialidades mais completas, pois a sua formação envolve conhecimentos em cirurgia geral, vascular, plástica e de endocrinologia. “Hoje, os grandes avanços tecnológicos, como a litotripcia, cirurgia vídeo laparoscópica, vêm também tornando a urologia uma especialidade extrema-

mente complexa. Em relação ao câncer de próstata, há avanços substanciais através de normas técnicas, exames diagnósticos e terapêuticas”, explica o médico. “O primeiro passo, fundamental para a reorganização da especialidade em Santa Catarina, foi dado em 1989. Desde aquela época até hoje, os urologistas catarinenses se reúnem a cada três meses para uma reciclagem de conhecimentos. Este trabalho só é possível graças ao entendimento e compreensão dos colegas do estado”. O urologista formou-se em 1969, na PUC do Paraná, fez residência no serviço do professor Henrique Rupp, no Rio de Janeiro, e trabalha há 30 anos no Hospital Santa Isabel, em Blumenau. O médico também é professor do curso de medicina da FURB. “Eu me sinto recompensado pelo árduo trabalho de ser o primeiro professor urologista no interior do país e a de ser Presidente da SBU Nacional”.

“Por Dentro” do Site NOITE DE SORTE No jantar comemorativo do Dia do Médico, realizado no último dia 20, na Sede da ACM, Dr. Astor Grumann Jr., membro da Sociedade Catarinense de Oftalmologia foi o grande premiado da noite, ganhando uma viagem de ida e volta a Miami, com direito a acompanhante, oferecida pela W. Fraga, representante da TAM em Florianópolis. Incluídas no pacote as despesas de embarque – gentileza da Turisan Turismo – tudo o que o Dr. Astor tem a fazer é embarcar e “curtir” as mordomias da TAM com o seu novo estilo de voar. Não menos feliz ficou o Dr. João Batista Berto, contemplado

com um fim de semana no Hotel Maria do Mar, também com direito a acompanhante. O Maria do Mar é um dos mais aconchegantes hotéis da Ilha, privilegiado com uma vista cinematográfica da Baía Norte, e uma cozinha excepcional, famosa pela feijoada servida aos sábados. Essa poderá ser uma opção do sorteado, ou se for da sua preferência, um jantar à luz de velas, oferta de boas-vindas da Turisan Turismo. Mas não é só. A Unidas Rent-acar, como parte da comemoração do Dia do Médico, colocou à disposição do Dr. João Batista, um dos seus modernos automóveis, por todo o final de semana.

COMPRAS ONLINE

Em breve o Supermercado Hippo estará lançando o seu cartão magnético, com o qual o cliente Hippo poderá, além de fazer suas compras online, fazer também o pagamento online. O site da ACM foi escolhido pelo Super-

mercado Hippo como um dos canais de divulgação dessa nova facilidade. Aliás, o Hippo também prestigiou o Dia do Médico, sorteando uma linda cesta para a participante Maria Elena Andrade Boeing.

CIRURGIA NO SITE A Sociedade Catarinense de Cirurgia é a mais nova entidade a aderir ao site da ACM. Contando com o apoio da Cremer, o site da Cirurgia, que tem à frente seu Presidente, Dr.

Celso Empinotti, será um importante provedor de conteúdo médico-científico em Santa Catarina, devendo introduzir uma nova dinâmica no âmbito da Sociedade.

SEJAM BEM VINDOS O cadastramento dos e-mails continua a todo vapor. Diariamente mais e mais médicos, associados ou não, enviam ou atualizam

seus endereços eletrônicos para a Associação Catarinense de Medicina. Ficar de fora é ficar por fora. Cadastre-se!


12

O que estou lendo “ N ã o me vejo diferente das demais pessoas, ou seja, tenho uma vida bastante agitada, com muito A PEDIATRA DIVIDE trabalho, SEUS MOMENTOS DE muita tenLAZER COM A são e cada vez menos LEITURA, FILMES E tempo para o descanso. E, como todas as mulheres que exercem uma profissão, sobrepõem-se as atividades domésticas, cuja maior parte ainda sobra para nós: casa, compras, filhos etc. Nos meus momentos de lazer tento curtir a vida de três maneiras: mexendo na terra – plantando e arrumando vasos, assistindo filmes e lendo. Tanto em filmes como em livros, prefiro o gênero ficção, principalmente dramas, tramas e suspenses. Meus autores preferidos são Frederick Forsyth e Robert Ludlum. Outros que também já li muito foram Morris West, Taylor Caldwell, Irving Wallace. Sidney Sheldon me impressionou mais nas primeiras obras. Já entre os autores brasileiros gostei muito de Machado de Assis e Érico Veríssimo. Dos atuais gosto mais do Luiz Fernando Veríssimo e Jô Soares. No momento, saí do meu gênero, e estou lendo A Riqueza e a Pobreza das Nações, de David Landes. É um livro extenso e muito interessante, porque o autor faz uma análise de porque o desenvolvimento mundial explodiu na Europa e não em civilizações tão ou mais antigas como a China e a Índia, por exemplo. O lado positivo da liberdade de pensamento e da busca de conhecimentos, questionando falsas verdades de um lado e do outro, sociedades e países onde a liberdade de questionar era tolhida por impérios totalitários ou mesmo pela religião. Momentos, infelizmente cada vez mais raros, de uma rede e um livro, perto de meus filhos e meu marido, são os mais felizes da minha vida”.

Dra. Eliane Vieira de Araujo Pediatra e Diretora Técnica do Hospital Infantil Joana de Gusmão

ALÉM DO CONSULTÓRIO ... Esta página está reservada para divulgar as habilidades, hobbies, atividades pessoais, viagens, leituras, opções esportivas e artísticas dos médicos catarinenses, além do consultório.

Meu lado artístico

lhor ator de Santa Catarina e O dom que herdou do avô recebeu menção honrosa do (o ator e diretor de teatro Ânjúri do Festival Nacional do gelo Cútulo) e um curso técTeatro de Pelotas (RS). “O nico de laboratório médico foteatro, pra mim não é só um ram decisivos na escolha prohobbie,émaisumaprofissão. fissionaldopediatrahomeopaJá me apresentei em várias ta e ator Luiz Cútulo. A ativicidades no Brasil e exterior dade artística do médico cocomo em Santiago, no Chile, meçou cedo na escola e em Santa Fé, na Argentina, em 1975 recebeu seu primeiro Puerto Rico e San José, no prêmio, num concurso de InCaribe”, conta o pediatra. terpretação Dramática em Po- EM 1985 O PEDIATRA RECEBEU A INDICAÇÃO DE Atualmente, Cútulo está esia, no Paraná. Em 1977, MELHOR ATOR DE SANTA CATARINA E UMA estudando alguns projetos quandoprecisouescolheruma carreira para prestar vestibular, profissional, “Os Sete Segredos do Mar”. de peças teatrais para encenar no próoptou pelas duas atividades. De lá pra cá, participou de 14 peças, três ximo ano. “A conciliação entre a meDurante o dia estudou medi- filmes, vários comerciais para TV, um es- dicina e o teatro é vital . A medicina cina na UFSC e, à noite, tea- pecial para RBS TV do Rio Grande do me dá prazer, mas exige muito. Litro. No mesmo ano em que se Sul, uma rádio novela e muitas outras dar com a doença e a morte não é fácil. O teatro é mais alegre. A mediciformoumédico,em1983,apre- atividades na área. sentou sua primeira peça como Em 1985, foi indicado como o me- na sem arte é mais difícil. A medicina é uma ciência de aplicação e o teatro de criação”.

Meu esporte preferido

Pacientes, funcionários e colegas do Hospital Florianópolis ficaram muitas vezes espantadas de ver aquele atleta com roupa de corrida subir apressadamente os degraus do prédio para tomar um banho, trocar de roupa e ir para a sala de cirurgia. Esta rotina fazia parte do dia-a-dia do anestesiologista Paulo Fábio Pereira, que descobriu no treinamento para participar de maratonas a melhor forma para manter corpo e mente saudáveis. “Como não tinha muito tempo para treinar, eu costumava ir e voltar do trabalho correndo”. O ritmo acelerado das atividades fez com que o médico buscasse no esporte

uma opção para aliviar o estresse. Desde que começou a treinar, em 1987, já participou de doze maratonas: oito em Blumenau, duas no Rio de Janeiro, uma em Buenos Aires e outra em Nova Iorque. Atualmente, o anestesiologista está reiniciando os treinos para participar, no próximo ano, da São Silvestre e da maratona de Veneza. “É muito bom participar des-

DR. PAULO FÁBIO PEREIRA E BEATRIZ, SUA

tas provas. Nas internacionais, no dia que antecede a corrida, há um grande jantar à base de massas para os maratonistas, onde se pode conversar, trocar fotos e confraternizar com novos amigos e parceiros. Após a prova, é possível conhecer o lugar e passar dias agradáveis fazendo turismo”. A maratona, esporte de encerramento das olimpíadas, exige uma estrutura bem mais complexa do que os outros esportes. São 42 quilômetros e 195 metros de corrida, com um número grande de participantes. Para poder atender bem o ritmo da prova é necessário uma equipe com aproximadamente 800 pessoas, como bombeiros, socorristas, policiais etc.


13

ACM PARTICIPA DE ENCONTRO DE RESIDENTES Promovido pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de Santa Catarina (CREMESC), no dia 16 de outubro a sede da ACM abrigou um grupo de participantes do 1º Encontro de Residentes, que aconteceu simultaneamente nas cidades de Florianópolis, Joinville, Blumenau e Criciúma. A proposta do evento foi reunir os residentes para conversar sobre legislação, relação médico-paciente e responsabilidade profissional, entre outros temas fundamentais para a formação dos novos médicos catarinenses. A programação iniciou às 18 horas, com a apresentação das atividades, funções e projetos do CREMESC, informando sobre os

serviços que o profissional tem à sua disposiçãoatravésdaentidadeedesuas obrigações frente ao Conselho. Os palestrantes foram definidos pelas Delegacias de cada uma das regiões, com espaços reservados para o debate e questionamentos sobre os temas abordados. Em Florianópolis, a programação encerrou às 21 horas, com uma mesa-redonda com a presença dos Presidentes da ACM, Dr. Carlos Gilberto Crippa, do CREMESC, Dr. Edevard Araujo, e do SIMESC, Dr. Geraldo Swiech, que abordaram especialmente sobre as atividades do COSEMESC ( Conselho Superior das Entidades Médicas de Santa Catarina).

MESA FINAL DO ENCONTRO TEVE A PARTICIPAÇÃO DOS DIRIGENTES DAS ENTIDADES MÉDICAS, DAS COOPERATIVAS E DA ASSOCIAÇÃO DE RESIDENTES

UNICRED DA CAPITAL INAUGURA NOVA SEDE

PRESIDENTE DA ACM, DR. CARLOS GILBERTO CRIPPA, RECEBEU LIVRO AUTOGRAFADO DO DR. MURILLO CAPELLA

O Presidente da ACM, Dr. Carlos Gilberto Crippa, participou da solenidade de inauguração da nova sede da Unicred de Florianópolis, ocorrida na noite de 27 de outubro, com a presença das lideranças da classe médica catarinense e dirigentes da Cooperativa de Crédito Médico do Brasil. Instalada numa área de aproximadamente 2 mil metros quadrados distribuída em três pavimentos, muito espaço, segurança, con-

forto e funcionalidade, a nova sede atende as necessidades do sistema no presente e no futuro, sendo motivo de grande comemoração para os 1.300 médicos cooperados da singular, que também comemoraram os sete anos de atividades da Cooperativa na região. Uma das propostas da Unicred agora é de dispor um espaço especial para as entidades médicas (ACM, CREMESC e SIMESC) que quiserem instalar um escritório

de serviços no terceiro pavimento das sua nova “casa”. Durante a solenidade de inauguração a Cooperativa fez homenagens especiais aos membros do seu Conselho de Administração e aos associados fundadores do sistema na região. A noite também foi contemplada com o lançamento do livro “Ponto de Encontro”, do médico e Vice-Prefeito de Florianópolis, Dr. Murillo Ronald Capella.

COLABORADORES DA ACM Para conhecer mais de perto a ACM, publicamos nesta coluna entrevistas com os colaboradores da entidade, descrevendo suas funções e expectativas. Tânea Regina Anderson Conceição começou a trabalhar como escriturária na secretaria da ACM em 1977. Ficou fora da entidade durante um ano e sete meses e voltou para atender o administrador e a secretaria, onde a funcionária trabalha até hoje. “Nossa função é atender todos os médicos, independente de ser sócio ou não. Somos responsáveis pelas inscrições de novos associados, pelos Títulos de Especialistas, declarações, pelas carteirinhas dos sócios e seus dependentes. Atendemos

ainda os Departamentos e Sociedades filiadas à ACM. Apoiamos as Sociedades de Ginecologia/Obstetrícia, Pediatria, Terapia Intensiva e secretariamos a Associação Nacional de Medicina do Trabalho, que tem aproximadamente 3.100 sócios em todo o Brasil. Além disso, colaboramos com os eventos realizados pelas Sociedades e Departamentos”, afirma a colaboradora. A relação da funcionária com a entidade e os colegas de trabalho

é muito boa. “A gente é realmente uma família. Há muita amizade, colaboração e respeito entre nós. A maioria dos funcionários é antiga e a gente busca passar para os novos este relação que temos um com o outro. Na verdade, vestimos mesmo a camisa. O número de anos de trabalho para a ACM mostra o quanto gostamos da Associação. Minha meta de trabalho, aliás de todos nós, é aumentar o quadro associativo com novos sócios e, principalmente, resgatar os sócios inadimplentes”.

TÂNEA CONCEIÇÃO: “VESTIMOS MESMO A CAMISA DA ASSOCIAÇÃO”


14


15

AGENDA DA DIRETORIA OUTUBRO/2000 Dia 09 – Reunião do COSEMESC Dia 10 – Reunião com dirigentes do CREMESC e lideranças de Sociedades de Especialidades Dia 16 – Reunião de Diretoria da ACM - 1º Encontro de Residentes Dia 18 – Reunião com a Diretoria de Previdência Dia 19 – Assembléia de Delegados da AMB Dia 20 – Assembléia de Delegados da AMB - Baile do Dia do Médico Dia 21 – Palestra na VI Jornada Médica de Jaraguá do Sul Dia 23 – Abertura da 34º Jornada Catarinense de Debates Científicos e Estudos Médicos Dia 24 – Audiência Pública na OAB/SC, junto à Comissão de Direitos Humanos Dia 25 – Palestra na FURB, na Semana Acadêmica de Medicina Dia 26 – Audiência na Procuradoria, referente ao IPESC Dia 27 – Inauguração da nova sede da Unicred de Florianópolis Dia 28 – Reunião do Conselho Deliberativo da ACM

AGENDA CIENTÍFICA I Congresso Brasileiro de Política Médica Data: 17 e 18 de novembro/2000 Local: Maksoud Plaza, São Paulo (SP) Informações: (0xx11) 3188-4248 O evento é promoção da AMB e da APM e reunirá as federadas e sociedades de especialidades da AMB, Conselhos Federal e Regionais de Medicina e Sindicatos Médicos, com representantes dos Ministérios da Saúde e da Justiça, Frente Parlamentar de Saúde, CADE, OAB, CNBB e órgãos de defesa do consumidor. Homeopatia do Século XXI Data: 29 de novembro a 01 de dezembro/2000 Local: Unicamp – São Paulo Informações e inscrições: Fone (0xx19) 253-1892 Objetivo: Promover um amplo debate sobre a homeopatia e sua relação com a Universidade, em função do seu estatuto científico, de ser uma especialidade médica, de seu potencial como área de pesquisa e de suas implicações para a melhoria do Sistema Assistencial de Saúde e para a melhoria da qualidade de vida da sociedade. XII Congresso Latino Americano de Pediatria Data: 29 de novembro a 01 de dezembro /2000 Local: Radisson Victória Plaza Hotel – Montevideo – Uruguai Informações e inscrições: Pag. Web – www.sup.hc.ed.uy 5º Congresso Latino-Americano de Perinatologia Data: 30 de novembro a 02 de dezembro/2000 Local: Hotel Intercontinental, Rio de Janeiro Informações e inscrições: fone 55(21) 286-2846 Tema Central: Mortalidade Perinatal – Ações para sua Redução Paralelamente acontecerá concurso para obtenção do Título de Especialista com área de atuação em Neonatologia. IV Congresso Brasileiro de Ortopedia Pediátrica I Congresso de la Sociedad Latinoamericana de Ortopedia y Traumatologia Infantil Data: 28 a 31 de março de 2001 Local: CentroSul Eventos, Florianópolis Informações: (0xx48) 231-0300 Temas Centrais: Trauma na Criança Lesões do esporte na infância Doença Neuromuscular Doenças Congênitas Convidados: Anthony Catterall – do Royal National Orthopeaedic Hospital em Londres (England). George Thompson – do Rainbow Babies and Children Hospital em Cleveland (USA). Freeman Miller – do Instituto duPont em Wilmington, Delaware (USA). 11º Congresso da ANAMT Data: 29 de abril a 04 de maio de 2001 Local: Minascentro, Belo Horizonte (MG) Informações e inscrições: Fone (0xx31) 227-8544 Temas Centrais: Reestruturação Produtiva na Virada do Milênio Novas Tecnologias Gerenciais e suas Repercussões na Saúde do Trabalhador Problemas da Saúde do Trabalhador Relacionados à Antiga Tecnologia Evolução da Legislação de Proteção à Saúde do Trabalhador no Brasil e no mundo Haverá apresentação de temas livres e cursos pré-Congresso. Reuniões Setoriais: Ensino da Medicina do Trabalho Indústria Têxtil Trabalho em Metalúrgicas e Siderúrgicas Trabalho Agrícola e Florestal Trabalho em Empresas de Papel e Celulose Trabalho em Empresas de Linhas de Montagem

ATENÇÃO

A Associação Catarinense de Medicina está interessada em realizar no ano 2001 o XVIII Curso de Especialização em Medicina do Trabalho, em convênio com a Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Para efetivação de tal evento, há necessidade de relacionar os associados interessados, que devem entrar em contato com a ACM através do fone (0xx48) 231-0325, com a colaboradora Ivonete, das 11 às 19 horas, de segunda a sexta-feira.


16

CRÔNICA MÉDICA SONETO AOS 77 ANOS Repousar ? ... Não cogito. Tenho brio em confeitar com rimas meu cansaço. Acendo tantas luzes no que faço que até pareço um fósforo bravio. Se galopo na insônia ? ... Sim. E laço, sendo de amor, o tema mais sadio (nunca destes que exaltem muito o cio). Vulgaridade, em mim, não tem espaço. E tudo às claras, que sou fã da aurora, sou fã do riso e da canção sonora ... Velhice ! Qual ? ... Não ouço o seu recado. Sinto que a vida é cada vez mais bela ! E a morte ? ... Amigos, nem me falem dela ! Morrer não posso. Estou muito ocupado.

O REPOUSO FAZ MAL Para mim, cuja vida é contínua batalha, o descanso faz mal. Se há percalços na rota, ponho a fé modulando a minh’alma devota e com ela afugento o temor pela falha. O relógio não pára ... o meu tempo se esgota. Sei que a idade arrefece o artesão que trabalha. Mas na arena recuso atirar a toalha, porque nem a velhice insinua derrota. Sim, prefiro a oficina, o suor não me suja, ao contrário, talvez ofereça conforto. Convencido já estou : o repouso enferruja. Colher rimas ?! ... Ó céus ! Me parece um passeio ... Certamente, algum dia, hão de dar-me por morto, de caneta na mão e um verso pelo meio.

CONVITE PARA JANTAR Ela e a Tristeza ? Sim, há semelhança. Ambas estão no pensamento agora. E a chuva chove ... Chove e não se cansa ... Muito solícita, a vidraça chora. O meu relógio diz de hora em hora, uma palavra só: - Desesperança ! E a chuva chove lenta, fria e mansa e fria e mansa não se vai embora. A minha amada, longe, não me escreve ... Corre em meu rosto a lágrima, de leve, e vem borrar o retratinho antigo. A solidão renova o olhar sizudo ... Chove ... Silêncio ... ( e o telefone mudo ...) Pois bem tristeza, janta aqui comigo !

Dr. Miguel Russowsky Homenagem aos médicos catarinenses formados há mais de 50 anos.


Edição 213- Out 2000