Page 1


CopyrightÓ2007 por Waldemar Janzen A. D. SANTOS EDITORA Al. Júlia da Costa, 215 80410-070 - Curitiba - Paraná - Brasil +55(41)3324-9390 www.adsantos.com.br editora@adsantos.com.br Seguindo a Tradução Literal do NT do Textus Receptus de Fridolin Janzen. Sincronismo de “JESUS FROM NINE SOURCES” Copyright © 2000 - Kenneth Ray Taylor.

Capa PROC Design Diagramação Manoel Menezes Impressão e acabamento: Ed. Betânia

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) JANZEN, Waldemar. A Vida de Jesus nunca antes contada assim / Waldemar Janzen – Curitiba: A. D. SANTOS EDITORA, 2007. 232 p. ISBN – 97885-7459-142-1 1. Os evangelhos 2. Novo Testamento CDD – 225 1ª Edição do autor 2ª Edição revisada: dezembro / 2007 – 3.000 exemplares. Proibida a reprodução total ou parcial, por quaisquer meios a não ser em citações breves, com indicação da fonte. Edição e Distribuição:


PREFÁCIO

Por que a vida de Jesus nunca antes foi contada assim? Contá-la com a beleza e a riqueza dos ensinamentos que inspiram e orientam os maiores líderes mundiais na seqüência dos fatos é trabalho que requer investimento e dedicação. Ao longo dos tempos muitos são os que têm se lançado à árdua tarefa de traduzir o texto bíblico. Várias versões foram apresentadas e esta é um das mais fiéis e confiáveis. Um relato completo dos quatro evangelhos contando a vida de Jesus na ordem seqüencial dos acontecimentos com detalhes e costumes da época, enriquecidos com o significado das palavras gregas inserido em comentários feitos por Fridolin Janzen. O autor incluiu mapas que o levarão a conhecer e a percorrer os caminhos por onde Jesus, seus discípulos e contemporâneos andaram, também o auxiliarão a entender melhor a geografia das regiões, a localização de rios e lagos e dos lugares onde foram realizados os milagres. Nossa intenção é apresentar um texto com todos os relatos da vida de Jesus e nessa intenção o tempo dos verbos pode soar estranho, pois foi propositalmente deixado como no original grego, com raras exceções como nos casos dos numerais “um”ou “dois”, gadarenos, cantos de galos, cegos, etc. A Vida de Jesus Nunca Antes Contada Assim o levará a encontrar o homem mais fascinante da história.

i


ii


ÍNDICE

A INFÂNCIA DE JESUS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1 1. Introdução - Lucas 1:1-4 2. O Verbo se tornou carne - João 1:1 - 18 3. A genealogia de Jesus - Mateus 1:1-17 4. O nascimento de João Batista anunciado a Zacarias No Templo em Jerusalém - Judéia - Lucas 1:5-25 5. O nascimento de Jesus anunciado a Maria Nazaré - Galiléia – Lucas 1:26-38 6. Maria visita Elisabete - Judéia - Lucas 1:39-56 7. O nascimento de João Batista - Judéia - Lucas 1:57-80 8. O Dilema de José - Nazaré - Galiléia - Mateus 1:18-25a 9. O Nascimento de Jesus - Belém - Judéia - Mateus 1:25b e Lucas 2:1-21 10. Jesus apresentado no Templo - Jerusalém - Judéia - Lucas 2:22-39a 11. Os Sábios do oriente - Jerusalém - Judéia e Belém da Judéia - Mateus 2:1-12 12. A fuga para o Egito - Belém - Judéia - Egito - Mateus 2:13-15 13. Herodes mata as crianças de Belém - Belém - Judéia - Mateus 2:16 -18 14. O retorno a Nazaré - Egito e Nazaré da Galiléia - Mateus 2:19-23 e Lucas 2:39b 15. O menino Jesus impressiona os estudiosos - Jerusalém - Judéia Lucas 2:40-52

O INÍCIO DO MINISTÉRIO DE JESUS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13 16. João Batista prega - Deserto da Judéia às margens do rio Jordão – Mateus 3:1-12; Marcos 1:1-8 e Lucas 3:1- 18 17. João batiza Jesus - Deserto de Judéia - rio Jordão - Mateus 3:13-17; Marcos 1:9-11 e Lucas 3:21-22 18. A Genealogia de Jesus por outro antepassado - Lucas 3:23-38 19. A tentação de Jesus - Deserto da Judéia - Mateus 4:1-11; Marcos 1:12-13 e Lucas 4:1-13

iii


20. João é interrogado pelos fariseus - Betabara - Peréia - João 1:19-28 21. João Batista apresenta Cristo - Betabara - Peréia - João 1:29-34 22. João, André e Pedro encontram Jesus - Betabara - Peréia - João 1:35-42 23. Filipe e Natanael encontram Jesus - Betabara - Peréia - João 1:43-51 24. Jesus transforma água em vinho - Caná - Galiléia - João 2:1-11 25. Primeira limpeza do Templo - Cafarnaum - Galiléia e Jerusalém - Judéia - João 2:12-22 26. Jesus fala com Nicodemos - Jerusalém - Judéia - João 2:23-3:21 27. Jesus fica mais famoso do que João Batista - Enom - Judéia - João 3:22-36

O ANO DE POPULARIDADE. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 25 28. João Batista é encarcerado - Maqueronte - Peréia - Lucas 3:19-20 29. Jesus parte da Judéia - Judéia - Mateus 4 -12a; Marcos 1:14a; Lucas 4:14a; e João 4:1-3 30. A mulher junto ao poço - Sícar - Samaria - João 4:4-42 31. Jesus retorna à Galiléia - Galiléia - Mateus 4:12b - 17; Marcos 1:14b - 15; Lucas 4:14b - 15 e João 4:43 -45 32. Jesus cura o filho de um nobre - Caná - Galiléia - João 4:43-54 33. Jesus rejeitado em Nazaré - Nazaré - Galiléia - Lucas 4:16-30 34. Jesus fixa residência em Cafarnaum - Cafarnaum - Galiléia Mateus 4:13-16 e Lucas 4:31a 35. Jesus chama quatro pescadores - À margem oeste do lago da Galiléia Mateus 4:18-22 e Marcos 1:16-20 36. O endemoninhado de Cafarnaum - Cafarnaum - Galiléia - Marcos 1:21-28 e Lucas 4:31b-37 37. Jesus cura a sogra de Pedro -Cafarnaum - Galiléia - Mateus 8:14-15; Marcos 1:29-31 e Lucas 4:38-39 38. Jesus cura a muitos após o pôr do Sol - Cafarnaum - Galiléia Mateus 8:16-17; Marcos 1:32-34 e Lucas 4:40-41 39. Jesus levanta cedo para orar - Cafarnaum - Galiléia - Marcos 1:35-38 e Lucas 4:42-43 40. Primeiro circuito de Jesus pela Galiléia - Galiléia - Mateus 4:23-25; Marcos 1:39 e Lucas 4:44 41. Sermão da montanha - Galiléia - Mateus 5:1-8:1 42. A grande pescaria - Às margens do lago de Genesaré (= Galiléia) Lucas 5:1-11 43. Jesus cura um leproso - Galiléia - Mateus 8:2-4; Marcos 1:40-45 e Lucas 5:12-16

iv


44. Jesus perdoa os pecados de um paralítico - Cafarnaum - Galiléia Mateus 9:1b-8; Marcos 2:1-12 e Lucas 5:17-26 45. Jesus chama Mateus - Cafarnaum à beira do lago - Galiléia Mateus 9:9-13; Marcos 2:13-17 e Lucas 5:27-32 46. A questão sobre o jejum - Cafarnaum - Galiléia - Mateus 9:14-17; Marcos 2:18-22 e Lucas 5:33-39 47. Filha de Jairo ressuscitada - Cafarnaum - Galiléia - Mateus 9:18-26; Marcos 5:22-6:1a; Lucas 8:41-56 48. Jesus cura dois cegos - Cafarnaum - Galiléia - Mateus 9:27-31 49. Jesus cura um mudo - Cafarnaum - Galiléia - Mateus 9:32-34

O ANO DE OPOSIÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 47 50. Jesus cura um homem junto ao tanque - Jerusalém - Judéia – João 5:1-47 e 7:1 51. Os discípulos catam trigo no Sábado - Galiléia - Mateus12:1-8; Marcos 2:23-28 e Lucas 6:1-5 52. Jesus cura uma mão ressecada no sábado - Galiléia - Mateus 12:9-14; Marcos 3:1-6 e Lucas 6:6-11 53. Jesus se retira para o lago - Às margens do lago da Galiléia – Mateus 12:15-21 e Marcos 3:7-12 54. A escolha dos doze apóstolos - Galiléia - Marcos 3:13-19a e Lucas 6:12-16 55. O Sermão da planície - Galiléia - Lucas 6:17-49 56. Jesus cura o servo de um centurião - Cafarnaum - Galiléia Mateus 8:5-13 e Lucas 7:1-10 57. Jesus desperta o filho de uma viúva. - Naim - Galiléia - Lucas 7:11-17 58. Pergunta de João Batista - Galiléia - Mateus 11:2-19 e Lucas 7:18-35 59. Ais das cidades impenitentes - Galiléia - Mateus 11:20-24 60. Venham a mim - Galiléia - Mateus 11:25-30 61. Uma mulher pecadora unge os pés de Jesus - Galiléia - Lucas 7:36-50 62. Segundo circuito de Jesus pela Galiléia - Galiléia - Lucas 8:1-3 63. Jesus acusado de usar poder satânico - Cafarnaum- Galiléia – Mateus 12:22-37 e Marcos 3:19b-30 64. Os fariseus pedem um sinal - Cafarnaum - Galiléia - Mateus 12:38-45 65. A mãe e irmãos de Jesus - Cafarnaum - Galiléia - Mateus 12:46-50; Marcos 3:31-35; e Lucas 8:19-21 66. Jesus ensina por parábolas - Beira do lago - Galiléia - Mateus 13:1-53; Marcos 4:1-34; e Lucas 8:4-18 67. Jesus acalma uma tempestade - Lago da Galiléia - Mateus 8:18, 23-27; Marcos 4:35-41; e Lucas 8:22-25

v


68. Os gadarenos endemoninhados - Terra dos gadarenos e dos gergesenos região da Decápolis - Mateus 8:28-9:1a; Marcos 5:1-21 e Lucas 8:26-40 69. Jesus é novamente rejeitado em Nazaré - Nazaré - Galiléia – Mateus 13:54-58 e Marcos 6:1b-6a 70. O terceiro circuito de Jesus pela Galiléia - Galiléia Mateus 9:35-38 e Marcos 6:6b 71. O envio dos doze apóstolos - Galiléia - Mateus 10:1-11:1; Marcos 6:7-13 e Lucas 9:1-6

O ANO DE REVELAÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 73 72. João Batista é decapitado - Maqueronte - Peréia 14:1-12; Marcos 6:14-29 e Lucas 9:7-9 73. Jesus alimenta cinco mil - Deserto próximo a Betsaida - Júlias de Gaulinítide Mateus 14:13-21; Marcos 6:30-44; Lucas 9:10-17 e João 6:1-14 74. Jesus anda sobre o lago - Lago da Galiléia - Mateus 14:22-33; Marcos 6:45-52 e João 6:15-21 75. Jesus cura a muitos em Genesaré - Planície de Genesaré - Galiléia Mateus 14:34-36 e Marcos 6:53-56 76. Jesus, o pão da vida - Cafarnaum - Galiléia - João 6:22-71 77. Jesus ensina sobre imundícia - Cafarnaum - Galiléia - Mateus 15:1-20 e Marcos 7:1-23 78. Jesus cura a filha de uma mulher não judaica - Nos limites de Tiro e Sídon - Siro-Fenícia - Mateus 15:21-28 e Marcos 7:24-30 79. Jesus cura um surdo mudo - Às margens do lago da Galiléia - Decápolis Marcos 7:31-37 80. Jesus alimenta quatro mil - Próximo ao lago da Galiléia - Decápolis Mateus 15:29-39 e Marcos 8:1-10 81. Os fariseus solicitam novamente um sinal - Região de Dalmanuta e Magdala - Galiléia - Mateus 16:1-4 e Marcos 8:11-13 82. O fermento dos fariseus - Lado leste do lago da Galiléia Mateus 16:5-12 e Marcos 8:14-21 83. Jesus cura um cego em Betsaida - Betsaida - Júlias de Gaulinítide Marcos 8:22-26 84. A confissão de Pedro - A região próxima de Cesaréia de Filipe - Ituréia Mateus 16:13-20; Marcos 8:27-30 e Lucas 9:18-21 85. Jesus anuncia sua morte e ressurreição - Ituréia - Mateus 16:21-28; Marcos 8:31-9:1 e Lucas 9:22-27 86. A transfiguração - Monte Hermon - Ituréia - Mateus 17:1-13; Marcos 9:2-13; Lucas 9:28-37a e II. Pedro 1:17-18 87. Jesus cura a um menino possesso - Aos pés do monte Hermon - Ituréia Mateus 17:14-21; Marcos 9:14-29 e Lucas 9:37b-43a

vi


88. Jesus ensina a respeito de sua morte - Galiléia - Mateus 17:22-23; Marcos 9:30-32 e Lucas 9:43b-45 89. Jesus na festa dos tabernáculos - Galiléia e Jerusalém - Judéia João 7:2-53 90. A mulher surpreendida no adultério - Jerusalém - Judéia - João 8:1-11 91. Jesus a luz do mundo - Jerusalém - Judéia - João 8:12 - 59 92. Jesus cura um cego de nascença - Jerusalém - Judéia - João 9:1 - 41 93. Jesus paga seus impostos - Cafarnaum - Galiléia - Mateus 17:24-27 e Marcos 9:33a 94. Quem é o maior? - Cafarnaum - Galiléia - Mateus 18:1-35; Marcos 9:33b-50 e Lucas 9:46-50

JESUS NO ÚLTIMO CAMINHO TERRESTRE PARA O SUL . . . . . . . . . . 103 95. Jesus parte da Galiléia - Galiléia - a caminho de Jerusalém Mateus 19:1a e Marcos 10: 1a 96. Os samaritanos rejeitam a Jesus - Samaria - Lucas 9:51-56 97. Os discípulos pretensiosos - Samaria - Mateus 8:19-22 e Lucas 9:57-62 98. Os envio dos setenta discípulos - Judéia - Lucas 10:1 - 24 99. A parábola do bom samaritano - Judéia - Lucas 10:25-37 100. Maria e Marta - Betânia - Judéia - Lucas 10:38-42 101. Jesus ensina seus discípulos a orar - Judéia - Lucas 11:1-13 102. Jesus é novamente acusado de usar poder satânico Judéia – Lucas 11:14-36 103. Jesus repreende os escribas e fariseus - Judéia - Lucas 11:37-54 104. Jesus alerta contra hipocrisia - Judéia - Lucas 12:1-12 105. Jesus ensina sobre prioridades - Judéia - Lucas 12:13-59 106. Se arrependam ou pereçam igualmente - Judéia - Lucas 13:1-9 107. Jesus cura uma mulher aleijada - Judéia - Lucas 13:10-21 108. Jesus é o Bom Pastor - Jerusalém - Judéia - João 10:1-39 109. Jesus vai além do Jordão - Betabara - Peréia - Mateus 19:1b-2; Marcos10:1b e João 10:40-42 110. Jesus ensina sobre o divórcio - Peréia - Mateus 19:3 - 12 e Marcos 10:2-12 111. Poucos são salvos - Peréia - Lucas 13:22-30 112. Mensagem de Jesus a Herodes - Peréia - Lucas13:31-35 113. Jesus cura um pessoa hidrópica - Peréia - Lucas 14:1-6 114. Jesus ensina humildade - Peréia - Lucas 14:7-14 115. A bênção de dar - Peréia - Atos 20:35b

vii


116. A parábola da grande ceia - Peréia - Lucas 14:15-24 117. O preço do discipulado - Peréia - Lucas 14:25-35 118. As parábolas das coisas perdidas - Peréia - Lucas 15:1 - 32 119. A parábola do injusto mordomo - Peréia - Lucas 16:1-13 120. O homem rico e Lázaro - Peréia - Lucas 16:14 - 31 121. Jesus ensina sobre fé e humildade - Peréia - Lucas 17:1 - 10 122. Jesus limpa dez leprosos - Peréia - Lucas 17:11 - 19 123. Quando o Reino virá? - Peréia - Lucas 17:20 - 37 124. A parábola do juiz injusto - Peréia - Lucas 18:1 - 8 125. A parábola do fariseu e do publicano - Peréia - Lucas 18:9 - 14 126. Jesus abençoa as crianças - Peréia - Mateus 19:13 - 15; Marcos 10:13-16 e Lucas 18:15-17 127. O rico jovem príncipe - Peréia - Mateus 19:16 a 20:16; Marcos 10:17-31 e Lucas18:18-30 128. Jesus ressuscita Lázaro da morte - Peréia e Betânia da Judéia – João 11:1 - 46 129. A conspiração para matar Jesus -Jerusalém da Judéia e Efraim da Judéia João 11:47 -54

A VISITA FINAL DE JESUS A JERUSALÉM . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 137 130. Os judeus preparam a Páscoa -Jerusalém - Judéia - João 11:55 - 57 131. Jesus a caminho de Jerusalém - Judéia a caminho de Jerusalém Mateus 20:17-19; Marcos 10:32-34 e Lucas 18:31-34 132. Tiago e João procuram grandeza - Judéia a caminho de Jerusalém Mateus 20:20-28 e Marcos 10:35-45 133. Um cego ouve Jesus passar - Na entrada de Jericó - Judéia Marcos 10:46a e Lucas 18:35-37 134. Jesus é convidado à casa de Zaqueu -Jericó - Judéia - Lucas 19:1-10 135. A parábola das minas - Jericó - Judéia - Lucas 19:11-28 136. Jesus cura a dois cegos - Na saída de Jericó - Judéia - Mateus 20:29-34; Marcos 10:46b-52 e Lucas 18:38-43 Quinta-feira 137. Jesus chega a Betânia -Betânia - Judéia - João 12:1, 9-11 Sexta-feira 138. Entrada triunfal de Jesus em Jerusalém - Betânia da Judéia e Jerusalém da Judéia - Mateus 21:1-11; Marcos 11:1-11;

viii


Domingo 139. Jesus amaldiçoa uma figueira - Na periferia de Jerusalém - Judéia Mateus 21:18-19a Marcos 11:12-14 140. A última limpeza do Templo por Jesus - Jerusalém - Judéia - Mateus 21:12-17; Marcos 11:15-19 e Lucas 19:45-48 Segunda-feira 141. A lição da figueira ressequida - Na periferia de Jerusalém - Judéia Mateus 21:19b-22 e Marcos 11:20-26 142. A autoridade de Jesus é questionada - Jerusalém - Judéia Mateus 21:23-27; Marcos 11:27-33 e Lucas 20:1-8 143. A parábola dos dois filhos - Jerusalém - Judéia - Mateus 21:28-32 144. A parábola do mordomo perverso - Jerusalém - Judéia Mateus 21:33-46; Marcos 12:1-12 e Lucas 20:9-19 145. A parábola das bodas - Jerusalém - Judéia - Mateus 22:1-14 146. É lícito pagar impostos a César? - Jerusalém - Judéia Mateus 22:15-22; Marcos 12:13-17 e Lucas 20:20-26 147. Como pode ocorrer uma ressurreição? - Jerusalém - Judéia Mateus 22:23-33; Marcos 12:18-27 e Lucas_20:27-39 148. Qual o maior dos mandamentos? - Jerusalém - Judéia Mateus 22:34-40 e Marcos 12:28-34a 149. É Cristo apenas o filho de Davi? - Jerusalém - Judéia Mateus 22:41-46; Marcos 12:34b-37a e Lucas 20:40-44 150. Jesus alerta contra os escribas e fariseus - Jerusalém - Judéia Mateus 23:1-39; Marcos 12:37b-40 e Lucas 20:45-47 151. A oferta da viúva - Jerusalém - Judéia - Marcos 12:41-44 e Lucas 21:1-4 152. O discurso do Monte das Oliveiras - Jerusalém da Judéia e Monte das Oliveiras - Mateus 24:1-25:46; Marcos 13:1-37; e Lucas 21:5-36 (Sincronismo de introdução, A e B pelo autor deste livro). Introdução - Mateus 24:1-4; Marcos 13:1-5; e Lucas 21:5-8a A - Primeira devastação de Jerusalém por Tito A.D. 68-70 - A.D. 68-70 Marcos 13:9e11; e Lucas 21:12-24 B - Futura, segunda, devastação de Jerusalém Mateus 24:5-25:46; Marcos 13:6-8,10e12-37; e Lucas 21:8b-11,25-36 153. O complô para matar Jesus - Monte das Oliveiras e Jerusalém da Judéia Mateus 26:1-5; Marcos 14:1-2 e Lucas 22:1-2 154. Maria Betânia unge a Jesus - Betânia - Judéia - Mateus 26:6-13; Marcos 14:3-9 e João 12:2-8 155. Judas concorda trair Jesus - Jerusalém - Judéia - Mateus 26:14-16; Marcos 14:10-11 e Lucas 22:3-6

ix


Terça-feira 156. A movimentação de Jesus durante a festa - Jerusalém Judéia e Monte das Oliveiras - Lucas 21:37-38 157. O último discurso público de Jesus - Jerusalém - Judéia - João 12:20-36 158. Resumo do ministério de Jesus - Jerusalém - Judéia - João 12:37-50

A MORTE DE JESUS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 167 159. A Páscoa preparada - Monte das Oliveiras e Jerusalém da Judéia Mateus 26:17-19; Marcos 14:12-16; Lucas 22:7-13 e João 13:1 160. Jesus institui a Ceia - Jerusalém - Judéia - Mateus 26:20, 26-29; Marcos 14:17, 22-25; Lucas 22:14-20 e I. Coríntios 11:23b-25 161. Os discípulos discutem sobre quem é o maior - Jerusalém - Judéia Lucas 22:24-30 162. Jesus lava os pés dos discípulos - Jerusalém - Judéia - João 13:2-17 163. Jesus aponta seu traidor - Jerusalém - Judéia - Mateus 26:21-25; Marcos 14:18-21; Lucas 22:21-23 e João 13:18-30 164. O novo mandamento - Jerusalém - Judéia - João 13:31-35 165. Jesus prediz as negações de Pedro - Jerusalém - Judéia Mateus 26:31-35; Marcos 14:27-31; Lucas 22:31-34 e João 13:36-38 166. Jesus avisa os discípulos para se cuidar - Jerusalém - Judéia Lucas 22:35-38 167. Jesus consola os seus discípulos - Jerusalém - Judéia - João 14:1-31 168. Jesus e seus discípulos vão ao Monte das Oliveiras A caminho do monte das Oliveiras - Mateus 26:30; Marcos 14:26 e Lucas 22:39 169. O discurso de Jesus ao longo do caminho - A caminho do monte das Oliveiras - João 15:1-16:33 170. Jesus ora pelos seus discípulos - A caminho do monte das Oliveiras João 17:1 - 26 171. A agonia de Jesus no jardim - Jardim de Getsêmani - aos pés do monte das Oliveiras - Mateus 26:36-46; Marcos 14:32-42; Lucas 22:40-46 e João 18:1-2 Quarta-feira 172. Jesus é preso - Jardim de Getsêmani - para a casa do sumo-sacerdote Anás - para o palácio do sumo-sacerdote Caifás - Jerusalém - Judéia - Mateus 26:47-56; Marcos 14:43-52; Lucas 22:47-54a e João 18:3-14 173. A primeira negação de Pedro - Palácio do sumo-sacerdote Caifás Jerusalém - Judéia - Mateus 26:58, 69-71; Marcos 14:54, 66-69; Lucas 22:54b-57 e João 18:15-18 174. Jesus interrogado por Anás - Palácio do sumo-sacerdote - Jerusalém Judéia - João 18:19-24

x


175. Jesus perante o Sinédrio - Palácio do sumo-sacerdote - Jerusalém Judéia - Mateus 26:57, 59-66 e Marcos 14:53, 55-64 176. Pedro nega a Jesus mais duas vezes - Palácio do sumo-sacerdote Jerusalém - Judéia - Mateus 26:72-75; Marcos 14:70-72; Lucas_22:58-62; e João 18:25-27 177. Jesus é zombado e surrado - Palácio do sumo-sacerdote - Jerusalém Judéia - Mateus 26:67-68; Marcos 14:65 e Lucas 22:63-65 178. O julgamento da manhã - Palácio do sumo-sacerdote - Jerusalém - Judéia Mateus 27:1; Marcos 15:1a e Lucas 22:66-71 179. Judas se enforca - Periferia de Jesusalém - Judéia - Mateus 27:3-10 e Atos 1:18-19 180. Jesus perante Pilatos - Pretório - Jerusalém - Judéia - Mateus 27:2, 11-14; Marcos 15:1b-5; Lucas 23:1-7 e João_18:28-38 181. Jesus perante Herodes - Palácio de Herodes - Jerusalém - Judéia Lucas 23:8-12 182. A multidão escolhe a Barrabás - Pretório - Jerusalém - Judéia Mateus 27:15-23a Marcos 15:6-14a Lucas_23:13-22 e João 18:39-40 183. Os soldados ferem e zombam de Jesus - Pretório - Jerusalém - Judéia Mateus 27:26b , 27-30; Marcos 15:15b 16-19; e João 19:1-3 184. Pilatos condena Jesus - Pretório - Jerusalém - Judéia - Mateus 27:23b-26a, 26c; Marcos 15:14b-15a, 15c e 31a, 20a; Lucas 23:23-25 e João 19:4-16a 185. A caminho de Gólgota - A caminho do monte Gólgota - na divisa oeste de Jerusalém- Judéia - Mateus 27:31b-32; Marcos 15:20b-22a; Lucas 23:26-32 186. A crucificação - Monte Gólgota - na divisa oeste de Jerusalém- Judéia - Mateus 27:33-56; Marcos 15:22b-41; Lucas 23:33-49 e João 19:17b-30 187. O lado de Jesus transpassado - Monte Gólgota - na divisa oeste de JerusalémJudéia - João 19:31 - 37 188. José de Arimatéia sepulta a Jesus - Na divisa oeste de Jerusalém- Judéia Mateus 27:57-61; Marcos 15:42-47; Lucas 23:50-56 e João 19:38-42 Quinta-feira, o grande sábado, Sexta-feira e sábado semanal 189. O túmulo é guardado - Na divisa oeste de Jerusalém- Judéia Mateus 27:62-66

A RESSURREIÇÃO DE JESUS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 197 Sábado semanal após o pôr-do-Sol e Domingo 190. A tumba vazia - Na divisa oeste de Jerusalém - Judéia - Mateus 28:1-8; Marcos 16:1-8; Lucas 24:1-11; e João 20:1-2 191. Pedro e João inspecionam o túmulo - Na divisa oeste de Jerusalém- Judéia Lucas 24:12 e João 20:3-10 192. Jesus aparece a Maria Madalena - Na divisa oeste de Jerusalém- Judéia Marcos 16:9-11 e João 20:11-18

xi


193. Jesus aparece às mulheres - Na divisa oeste de Jerusalém- Judéia Mateus 28:9-10 194. Os soldados são subornados - Jerusalém - Judéia - Mateus 28:11 - 15 195. Jesus aparece a Lucas, Cléopas e Pedro - No caminho de Jerusalém para Emaús - Judéia - Marcos 16:12-13; Lucas 24:13-35 e I. Coríntios 15:5a 196. Jesus aparece aos seus discípulos - Jerusalém - Judéia - Marcos 16:14; Lucas 24:36-48 e João 20:19-23 O domingo seguinte 197. Jesus aparece a Tomé - Jerusalém - Judéia - João 20:24-31 e I. Coríntios 15:5b

Acontecimentos posteriores. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 205 198. Jesus aparece junto ao lago da Galiléia - Praia do lago da Galiléia João 21:1-25 199. A grande comissão - Uma montanha na Galiléia - Mateus 28:16-20; Marcos 16:15-18 e 1 Coríntios 15:6 200. Jesus aparece a Tiago - 1 Coríntios 15:7a 201. Jesus ascende ao Céu - Jerusalém Judéia e Betânia Monte das Oliveiras Judéia - Marcos 16:19; Lucas 24:49-52; Atos 1:1-14 e I. Coríntios15:7b 202. Judas é substituído - Jerusalém - Judéia - Atos 1:15-17, 20-26 203. O dia de Pentecostes - Jerusalém - Judéia - Atos 2:1 - 47 204. A igreja primitiva - Jerusalém - Judéia - Marcos 16:20; Lucas 24:53 e Atos 2:42 - 47

xii


A infância de Jesus

1. Introdução - Lucas 1:1-4 Visto que muitos se propuseram descrever em ordem a narrativa dos assuntos dos quais entre nós temos plena convicção, como nos foi transmitida por aqueles que desde o princípio se tornaram testemunhas oculares e subalternos da Palavra, pareceu-me bem, também a mim, tendo examinado tudo minuciosamente desde o princípio, a descrevê-los seqüencialmente a você, excelentíssimo Teófilo, para que você conheça a firmeza das palavras em que foi instruído.

2. O Verbo se tornou carne - João 1:1-18 No princípio era o Verbo1, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. O mesmo estava no princípio com Deus. Tudo surgiu por intermédio dele, e aparte dele nada surgiu, daquilo que surgiu. Nele estava a vida, e a vida era a luz das pessoas. E a luz brilha nas trevas, mas as trevas não se apropriaram dela. Havia uma pessoa enviada por Deus, seu nome era João. O mesmo veio para testemunho, para que testificasse a respeito da luz, a fim de que todos cressem por intermédio dele. Ele não era essa luz, veio, contudo, para testemunhar da luz. Essa era a verdadeira luz que ilumina a toda pessoa vinda ao mundo. Estava no mundo, e o mundo surgiu por intermédio dele, mas o mundo não o reconheceu. Veio para o seu, mas os seus não o receberam. Mas a todos quantos o receberam concedeu-lhes a autoridade de se tornarem filhos de Deus, aos crentes no seu nome. Os quais foram gerados, não pelo sangue, nem pela vontade da carne, nem pela vontade de homem, no entanto por 1 Logos em grego: Palavra ou Verbo em português.

1


A VIDA DE JESUS

Deus. E o Verbo se tornou carne e acampou2 entre nós, e assistimos à sua glória, glória como de um unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade. João testifica a seu respeito, e clamou, dizendo: “Este era aquele do qual havia dito: ‘Aquele que vem depois de mim, é o que tem a precedência sobre mim, porque era antes de mim”. E de sua plenitude todos nós recebemos graça sobre graça. Porque a Lei foi dada por intermédio de Moisés; a graça e a verdade vieram por intermédio de Jesus Cristo. Ninguém jamais viu a Deus. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o revelou.

3. A genealogia de Jesus Mateus 1:1-17 O livro da genealogia de Jesus Cristo3, Filho de Davi, filho de Abraão. Abraão gerou a Isaque, Isaque gerou a Jacó, Jacó gerou a Judá e a seus irmãos, e Judá gerou a Perez e Zerá, de Tamar, e Perez gerou a Esrom, e Esrom gerou a Arão, e Arão gerou a Aminadabe, e Aminadabe gerou a Naassom, e Naassom gerou a Salmom, e Salmom gerou a Boaz, de Raabe, e Boaz gerou a Obede, de Rute, e Obede gerou a Jessé, e Jessé gerou ao rei Davi, e o rei Davi gerou a Salomão, da que era de Urias, e Salomão gerou a Roboão, e Roboão gerou a Abias, e Abias gerou a Asa, e Asa gerou a Josafá, e Josafá gerou a Jorão, e Jorão gerou a Uzias, e Uzias gerou a Jotão, e Jotão gerou a Acaz, e Acaz gerou a Ezequias, e Ezequias gerou a Manassés, e Manassés gerou a Amom, e Amom gerou a Josias, e Josias gerou a Jeconias e a seus irmãos na época da deportação babilônica. E após a deportação babilônica, Jeconias gerou a Salatiel, e Salatiel gerou a Zorobabel, e Zorobabel gerou a Abiúde, e Abiúde gerou a Eliaquim, e Eliaquim gerou a Azor, e Azor gerou a Sadoque, e Sadoque gerou a Aquim, e Aquim gerou a Eliúde, e Eliúde gerou a Eleazar, e Eleazar gerou a Matã, e Matã gerou a Jacó, e Jacó gerou a José, o marido4 de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado Cristo. De maneira que todas as gerações, desde Abraão até Davi, foram catorze gerações; e, de Davi até a deportação babilônica, catorze 2 Eskhnwsen (eskenosen): Verbo inexistente em português. Seria tabernacular. 3 ×ñéóôovò (Christos): Ungido em grego, o mesmo que Messias em hebraico. 4 A Pesito (versão siríaca, aramaico) informa aqui “pai” ao invés “marido”. Isto faz sentido também com as 3 x 14 gerações).

2


A INFÂNCIA DE JESUS gerações; e, desde a deportação babilônica até a Cristo, catorze gerações.

4. O nascimento de João Batista anunciado a Zacarias Ano 4 A.C. -No Templo de Jerusalém - Judéia - Lucas 1:5-25 Aconteceu, nos dias de Herodes, o rei da Judéia, havia certo sacerdote, da ordem de Abias, por nome Zacarias, e sua esposa, das filhas de Arão, e seu nome era Elizabete. Ambos, porém, eram justos diante de Deus, andando em todos os mandamentos e ordenanças do Senhor irrepreensivelmente. Mas não tinham eles filho, sendo que Elizabete era estéril, e ambos avançados em seus dias. E aconteceu que, exercendo ele o sacerdócio diante de Deus, de acordo com o mandato de sua ordem, de acordo com o costume do serviço sacerdotal, caiu-lhe a sorte de entrar no Templo do Senhor e queimar o incenso. E toda a multidão do povo estava orando do lado de fora, à hora do incenso. E apareceu-lhe um anjo do Senhor, parado à direita do altar do incenso. E, vendo-o, Zacarias ficou assustado, e medo se apoderou dele. Mas o anjo lhe disse: “Não tenha medo, Zacarias, porque a sua súplica foi ouvida, e a sua esposa Elizabete lhe dará à luz a um filho, e você lhe dará o nome de João. E ele lhe será por felicidade e exultação, e muitos se alegrarão com o seu nascimento. Porque ele será grande diante do Senhor, e jamais beberá vinho, nem bebida forte, e já desde o ventre materno estará cheio do Espírito Santo. E converterá a muitos dos filhos de Israel ao Senhor, seu Deus. E irá adiante dele no espírito e no poder de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e os descrentes à sabedoria dos justos, para preparar para o Senhor um povo ordenado5”. E disse Zacarias ao anjo: “Como tomarei conhecimento disso? Porque eu sou idoso e minha esposa avançada nos seus dias”. E, respondendo, o anjo disse-lhe: “Eu sou Gabriel, que sirvo diante de Deus, e fui enviado para falar com você, e anunciar-lhe esta Boa Mensagem. Mas eis que você ficará mudo, e não será capaz de falar até ao dia em que isto suceder, por não ter crido nas minhas palavras que se cumprirão a seu tempo”. E o povo esperava por Zacarias, e admiravam-se pela sua demora no Templo. Tendo, porém, saído, não era 5 Malaquias 4:5-6

3


A VIDA DE JESUS

capaz de falar com eles, e perceberam que havia tido uma visão no Templo. E ele lhes fazia sinais e permanecia mudo. E aconteceu que, tendo-se completado os dias de seu serviço, foi para a sua casa. Ora, após esses dias, Elizabete, sua esposa, concebeu, e se encerrou por cinco meses, dizendo: “Assim procedeu o Senhor nos dias em que ele me contemplou, para tirar a minha vergonha dentre as pessoas”.

5. O nascimento de Jesus anunciado a Maria Nazaré - Galiléia - Lucas 1:26-38 E, no sexto mês, foi enviado o anjo Gabriel por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem, desposada com um homem chamado José, da casa de Davi. E o nome da virgem era Maria. E o anjo, entrando para com ela, disse: “Felicitações, altamente favorecida! O Senhor está com você, bendita entre as mulheres!” Mas ela, vendo-o, assustou-se muito com a sua palavra, e ponderava sobre que tipo de saudação seria esta. E o anjo disse-lhe: “Não tenha medo, Maria! Porque você achou graça diante de Deus. E eis que você conceberá no seu ventre e dará à luz a um filho, e você chamará o seu nome de Jesus. O mesmo será grande, e será chamado de Filho Supremo’. E o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. E reinará sobre a casa de Jacó pelas eras, e o seu reino não terá fim”. Disse, porém, Maria ao anjo: “Como sucederá isso, visto que não tenho relações com homem?” E, respondendo, o anjo disse-lhe: “O Espírito Santo lhe sobrevirá, e o poder do Supremo lhe sombreará. Razão porque também o Santo nascido será chamado de Filho de Deus. E, eis que Elizabete, sua parenta, também concebeu um filho na sua velhice, e está no sexto mês, ela que era chamada de estéril. Porque nada será impossível para com Deus!” E Maria disse: “Eis a serva do Senhor! Aconteça comigo segundo a sua palavra”. E partiu dela o anjo.

6. Maria visita Elizabete - Judéia - Lucas 1:39-56 Levantando-se, pois, Maria, naqueles dias, foi apressadamente à região montanhosa, para uma cidade de Judá, e entrou na casa de Zacarias e saudou a Elizabete. E aconteceu que, ao ouvir Elizabete a saudação de Maria, o bebê saltou no seu ventre, e Elizabete ficou 4


A INFÂNCIA DE JESUS

5


A VIDA DE JESUS

cheia do Espírito Santo, e exclamou em alta voz, e disse: “Bendita você entre as mulheres, e bendito o fruto do seu ventre! Como é possível que venha a mim a mãe do meu Senhor?! Porque eis que, quando a voz da sua saudação chegou aos meus ouvidos, o bebê saltou de felicidade no meu ventre. E bem-aventurada é a que creu, porque cumprir-se-á o que lhe foi dito pelo Senhor”. E disse Maria: “A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito exulta em Deus meu Salvador, porque contemplou na humildade de sua serva. Eis que a partir de agora me declararão bem-aventurada todas as gerações, porque o Poderoso me fez maravilhas, e Santo é o seu nome, e sua misericórdia dura de gerações a gerações para os que o temem. Agiu com poder pelo seu braço, dispersou os altivos na imaginação de seus corações. Depôs dinastas dos tronos, e exaltou humildes. Cumulou de bens os famintos, e despediu vazios os ricos. Ajudou a seu servo Israel, em lembrança de sua misericórdia, como falou aos nossos pais, a Abraão e à sua descendência para sempre”. Permaneceu, pois Maria com ela por em torno de três meses, e retornou para a sua casa.

7. O nascimento de João Batista - Judéia - Lucas 1:57-80 Ora, a Elizabete cumpriu-se o tempo para o parto, e deu à luz a um filho. E seus vizinhos e parentes ouviram que o Senhor lhe havia enaltecido a sua misericórdia, e se alegraram com ela. E ocorreu que, no oitavo dia, vieram circuncidar o menino, e chamaram-no de acordo com o nome de seu pai, Zacarias. Mas a mãe, respondendo, disse: “Não! Mas será chamado de João!” Mas eles lhe disseram: “Não tem ninguém entre seus parentes chamado por este nome!” Fizeram sinais ao seu pai em como desejava que fosse chamado. E, pedindo por um quadrinho, escreveu, dizendo: “O seu nome é João”. E todos se surpreenderam. E imediatamente abriu-se-lhe a boca e soltou-se sua língua e ele falava, bendizendo a Deus. E sobreveio temor a todos os que moravam ao seu redor. E em toda a região montanhosa da Judéia comentava-se todo o ocorrido. E todos que o ouviram guardavam tudo no seu coração, dizendo: “O que será deste menino?!” E a mão do Senhor estava com ele. E seu pai Zacarias ficou cheio do Espírito Santo e profetizou, dizendo: “Bendito o 6


A INFÂNCIA DE JESUS Senhor Deus de Israel! Porque visitou e operou a redenção do seu povo, e levantou-nos um chifre de salvação na casa de seu servo Davi, assim como havia dito pela boca de seus santos profetas, desde o princípio, salvos de nossos inimigos e da mão de todos os que nos odeiam, para executar misericórdia aos nossos pais, e lembrar-se do seu Santo Testamento, do juramento que prestou a nosso pai Abraão, de nos conceder que, resgatados da mão de nossos inimigos, o servíssemos destemidamente, em santidade e justiça diante dele, todos os dias de nossa vida. E você, menino, será chamado Profeta Supremo, porque andará diante da face do Senhor, para preparar os seus caminhos, para dar o conhecimento da salvação ao seu povo, pela remissão de seus pecados, pelas afeições de misericórdia de nosso Deus, pelas quais nos visitou o alvorecer das alturas, para brilhar sobre os assentados nas trevas e na sombra da morte, para dirigir nossos passos ao caminho da paz”. E o menino crescia e se fortalecia no espírito. E estava nos desertos até ao dia de sua aparição a Israel.

8. O Dilema de José - Nazaré - Galiléia - Mateus 1:18-25a Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando sua mãe, Maria, desposada com José, antes de coabitarem, achou-se grávida pelo Espírito Santo. Mas José, seu marido, sendo justo, não querendo expô-la em público, intencionou despedi-la secretamente. Enquanto refletia sobre essas questões, eis que um anjo do Senhor lhe apareceu em sonho, dizendo: “José, Filho de Davi, não tema de se unir a Maria, sua esposa, porque o que nela foi concebido é do Espírito Santo. E ela dará à luz a um filho e você chamará o seu nome de Jesus, porque salvará o seu povo dos seus pecados. Tudo isso aconteceu para se cumprir o que havia sido proferido pelo Senhor, por intermédio do profeta, dizendo: ‘Eis que a virgem conceberá e dará à luz a um filho, e chamarão o seu nome de Emanuel’6, traduzido isto é: ‘Deus conosco’”. E, despertando José do sono, agiu como o anjo do Senhor lhe ordenara, e se uniu à sua esposa. Mas não teve relações com ela até que desse à luz ao seu filho primogênito. 6 Isaías 7:14.

7


A VIDA DE JESUS

9. O Nascimento de Jesus Ano 3 A.C. - Belém - Judéia - Mateus 1:25b e Lucas 2:1-21 E aconteceu naqueles dias que foi publicado um edito por César Augusto, que todo o mundo fosse inscrito nos registros. Esse primeiro censo ocorreu na época em que Quirino era governador da Síria. E todos foram para ser registrados, cada um na sua própria cidade. E subiu também José, da Galiléia, da cidade de Nazaré, para a Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém, sendo que era da casa e do clã de Davi, para ser registrado, junto com Maria, sua mulher a ele desposada, que estava grávida. E aconteceu que, na época em que lá estavam, cumpriram-se os dias para o parto. E deu à luz ao seu filho, o primogênito, e envolveu-o em fraldas, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na pousada. E havia pastores nos campos daquela região, dormindo a céu aberto, cuidando de seu rebanho durante a noite. E eis que lhes apareceu um anjo do Senhor, e a glória do Senhor brilhou ao seu redor, e ficaram tremendamente amedrontados. E disse-lhes o anjo: “Não temam! Eis que lhes anuncio Boa Mensagem, que será razão de grande alegria para todo o povo. Porque hoje lhes nasceu o Salvador, o qual é Cristo, o Senhor, na cidade de Davi. E este lhes será o sinal: Encontrarão um bebê, envolto em fraldas, deitado numa manjedoura”. E de repente havia com o anjo uma multidão dos exércitos celestes, glorificando a Deus, e dizendo: “Glória a Deus nas Alturas, e paz na Terra, às pessoas a sua benevolência”. E aconteceu que ao partirem deles os anjos para o Céu, os homens pastores disseram uns aos outros: “Vamos agora até Belém, e vejamos o ocorrido, que o Senhor nos fez saber”. E foram apressadamente, e encontraram Maria e José, e o bebê deitado na manjedoura. E, tendo-o visto, contaram o que lhes fora dito a respeito deste menino. E todos que o ouviram maravilharam-se daquilo que lhes diziam os pastores. Mas Maria guardava a lembrança de todas essas palavras, meditando nelas no seu coração. E os pastores voltaram, glorificando e louvando a Deus por tudo aquilo que haviam ouvido e visto, como lhes havia sido dito. E, ao completarem-se os oito dias para a circuncisão do menino, José chamou o seu nome de Jesus, assim como fora chamado pelo anjo, antes de ter sido concebido no ventre. 8


A INFÂNCIA DE JESUS 10. Jesus apresentado no Templo Ano 3 A.C. + 40 dias - Jerusalém - Judéia - Lucas 2:22-39a E, quando se cumpriram os dias de sua purificação, de acordo com a Lei de Moisés, levaram-no para Jerusalém, para apresentá-lo ao Senhor, como tem sido escrito na Lei do Senhor: “Todo primogênito masculino que abrir a madre será chamado de santo ao Senhor”7, e oferecerá um sacrifício de acordo com o que foi dito na Lei do Senhor: “Um par de rolas ou dois pombinhos”8. E eis que havia um homem em Jerusalém, cujo nome era Simeão. E este homem era justo e piedoso, aguardando a consolação de Israel, e o Espírito Santo estava sobre ele. E fora-lhe revelado pelo Espírito Santo que não veria a morte antes de ter visto o Cristo do Senhor. E foi ao Templo, movido pelo Espírito. E quando os pais trouxeram o menino Jesus para proceder com ele segundo o costume da Lei, e tomou-o em seus braços, e bendisse a Deus, e disse: “Soberano, agora pode despedir o seu servo em paz, de acordo com a sua palavra, porque os meus olhos viram a sua salvação, a qual o Senhor preparou diante de todos os povos, Luz para a iluminação dos povos e glória de seu povo Israel”. E José e sua mãe se admiraram daquilo que foi falado a seu respeito. E Simeão abençoou-os, e disse a Maria, sua mãe: “Eis que este é posto para ruína e para o levantamento de muitos em Israel, e por sinal de contradição. E também uma espada atravessará a sua alma, para que as intenções dos corações de muitos sejam reveladas”. E havia uma profetiza, Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser, de idade avançada, tendo convivido por sete anos com o seu marido desde a sua virgindade, e era viúva, de em torno de oitenta e quatro anos, que não deixava o Templo, servindo dia e noite com jejuns e orações. E, vindo ela naquele momento, deu graças ao Senhor, e falava a respeito dele para todos os que aguardavam a redenção em Jerusalém. E, havendo concluído tudo de acordo com a Lei do Senhor, retornaram.

7 Êxodo 13:2 8 Levítico 12:8

9


A VIDA DE JESUS

11. Os Sábios do oriente - Ano 2 a 1 A.C. Do oriente para Jerusalém - Judéia e depois Belém da Judéia - Mateus 2:1-12 Ora, tendo Jesus nascido em Belém da Judéia, nos dias do rei Herodes, eis que chegaram sábios do Levante9 para Jerusalém, dizendo: “Onde está o recém-nascido rei dos judeus? Porque temos visto sua estrela no Levante e viemos adorá-lo”. Ouvindo isso o rei Herodes, ficou alarmado, e com ele toda a Jerusalém. E, convocando todos os arqui-sacerdotes10 e escribas11 do povo, informou-se deles onde havia de nascer o Cristo. E disseram-lhe: “Em Belém da Judéia, porque tem sido escrito da seguinte maneira pelo profeta: ‘Mas você Belém, terra de Judá, não é de modo algum a menor entre as capitais de Judá, porque de você sairá o Líder que apascentará o meu povo de Israel’12”. Então Herodes, chamando os sábios em particular, informou-se minuciosamente quanto à época da aparição da estrela. E, enviando-os para Belém, disse: “Vão e procurem cuidadosamente pelo menino, e, tão logo o encontrarem, tragam notícias, para que eu também possa ir adorá-lo”. Tendo eles, pois, ouvido o rei, partiram. E eis que a estrela que haviam visto no Levante os precedia até chegar e parar por sobre o lugar em que se encontrava o menino. E, vendo a estrela, regozijaram-se com alegria extremamente grande. E, entrando na casa13 encontraram o menino com Maria, sua mãe, e, prostrando-se, o adoraram. E, abrindo os seus tesouros, deram-lhe presentes: ouro, e incenso e mirra. Mas, sendo alertados por Deus em sonho para não retornar para Herodes, regressaram ao seu país por outra rota.

9 Levante é o sol nascente, portanto o Leste. 10 avrkiereuvs (arkiereus): arke = o que está primeiro, e iereus = sacerdote; o arke grego equivale ao nosso „arce-“ ou „arqui-“, muito usado como prefixo. Os arqui-sacerdotes eram da descendência de Aarão e estavam à frente das questões religiosas em Israel. 11 grammateuvs (grammateus): Escritor, secretário. Homem estudioso da Lei de Moisés que interpretava as questões mais profundas e abrangentes. 12 Miquéias 5:2 13 Note que não é mais o estábulo.

10


A INFÂNCIA DE JESUS 12. A fuga para o Egito Ano 2 a 1 A.C. - Belém - Judéia - Egito - Mateus 2:13-15 Ora, tendo partido, eis que um anjo do Senhor aparece em sonho a José, dizendo: “Levante-se, tome o menino e sua mãe, e fuja para o Egito, e lá permaneça até lhe avisar, porque Herodes procurará o menino para matá-lo”. E, levantando-se, tomou o menino e sua mãe, durante a noite, e partiu para o Egito. E lá permaneceu até a morte de Herodes, para que se cumprisse o que foi proferido pelo Senhor por intermédio do profeta, dizendo: “Do Egito chamei o meu filho”14.

13. Herodes mata as crianças de Belém Ano 2 a 1 A.C. - Belém - Judéia - Mateus 2:16-18 Herodes, então, percebendo que os sábios haviam-no ludibriado, enfureceu-se tremendamente, e mandou eliminar todos os meninos de Belém e seus arredores, de dois anos e abaixo, de acordo com a época a respeito da qual se informara minuciosamente com os sábios. Então se cumpriu o que foi proferido pelo profeta Jeremias, dizendo: “Ouviu-se uma voz em Ramá, lamentação, e choro e grande pranto: Raquel chorando seus filhos, não querendo ser consolada, porque já não existem”15.

14. O retorno a Nazaré - Ano 4 a 5 A.D. Egito para Nazaré - Galiléia - Mateus 2:19-23 e Lucas 2:39b Mas, tendo Herodes morrido, eis que um anjo do Senhor aparece em sonho a José, no Egito, dizendo: “Levante-se, tome o menino e sua mãe, e vá para a terra de Israel, porque já morreram os que têm atentado contra a vida do menino”. Levantando-se, pois, tomou o menino e sua mãe, e foi para a terra de Israel. Mas, ouvindo que Arquelau reinava na Judéia, no lugar de seu pai Herodes, temeu ir para lá, e, sendo alertado por Deus em sonho, desviou-se para as regiões da Galiléia, à sua própria cidade: Nazaré. E, vindo, foi morar

14 Miquéias 5:2 15 Miquéias 5:2

11


A VIDA DE JESUS

numa cidade chamada Nazaré, para se cumprir o proferido16 pelos profetas, que seria chamado de Nazareno.

15. O menino Jesus impressiona os estudiosos Ano - 10 A.D. - Jerusalém - Judéia - Lucas 2:40-52 E o menino crescia e se tornou forte no espírito, repleto de sabedoria, e a graça de Deus estava sobre ele. E seus pais iam anualmente para Jerusalém por ocasião da festa da Páscoa. E, chegando à idade de doze anos, e tendo subido para Jerusalém de acordo com o costume da festa, e, chegando aqueles dias ao término, enquanto eles retornavam, o menino Jesus ficou para trás em Jerusalém, e José e sua mãe não o souberam, supondo, porém, ele estar na companhia dos viajantes, prosseguiram na jornada de um dia, e procuraram-no entre os parentes e entre os conhecidos. Mas, não tendo-o encontrado, retornaram para Jerusalém, à sua procura. E aconteceu, após três dias, que o encontraram no Templo, sentado no meio dos mestres, tanto ouvindo-os quanto dirigindo-lhes perguntas. E todos que o ouviam ficaram impressionados com o seu conhecimento e com as suas respostas. E, vendo-o, ficaram surpresos, e disse-lhe sua mãe: “Filho, por que nos fez isto? Eis que seu pai e eu lhe procuramos angustiados!”. E ele disse-lhes: “Por que procuraram por mim? Não sabiam que devo estar no que é de meu Pai?” Mas eles não entenderam a palavra que lhes falou. E desceu com eles e foi para Nazaré, e era-lhes submisso. E sua mãe guardava todas essas palavras no seu coração. E Jesus crescia em sabedoria e maturidade, e graça para com Deus e as pessoas.

16 É importante notar a palavra “proferido” e não “escrito”. Não temos o relato escrito no VT, mas Mateus sabia que havia sido falado, e por mais de um profeta. Veja situação semelhante para Mateus 27:9-10.

12

A vida de Jesus 01  

Seguindo a Tradução Literal do NT do Textus Receptus de Fridolin Janzen. Sincronismo de “JESUS FROM NINE SOURCES” Copyright © 2000 - Kenneth...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you