Page 10

DOSSIER

parcerias na cooperação para o desenvolvimento

EMPRESAS

PARCERIAS ENTRE ONGD E EMPRESAS NO ÂMBITO DO MERCADO DAS MULTILATERAIS Inês Jácome AICEP (Grupo de Trabalho das Multilaterais AICEP – GPEARI)

As parcerias entre ONGD e empresas são determinantes no âmbito do mercado das multilaterais, beneficiando todos ONGD, empresas, locais e a multilateral financiadora. O volume das oportunidades de negócio e de financiamento providenciadas pelas multilaterais (Bancos de Desenvolvimento/IFIs, União Europeia e Nações Unidas) não tem paralelo no mercado. E as parcerias são um factor crítico de sucesso para explorar estas oportunidades, quando contribuem para a efectiva valorização das propostas, com complementaridade de experiências e valências. A missão e a visão das Organizações Não Governamentais de Desenvolvimento (ONGD) e das empresas são distintas à partida, potenciando parcerias para maximizar o acesso ao mercado das multilaterais com benefícios comuns. Para as ONGD, as empresas aportam soluções para necessidades identificadas e o desenvolvimento do sector privado (emprego, disponibilidade de bens e serviços, formação, transferência de tecnologia, etc.). As empresas reforçam os resultados da intervenção das ONGD no terreno e junto das populações locais, viabilizando e trazendo sustentabilidade às iniciativas, que são factores ponderados pelas multilaterais financiadoras. Para as empresas, as ONGD trazem um enquadramento de operação diferenciado e uma presença mais próxima dos locais, bem como competências específicas, como seja nas

Número 11

|

componentes social, humana e ambiental. As ONGD permitem às empresas dar resposta a determinados requisitos de concursos e apresentar projectos com um maior impacto no desenvolvimento, e logo mais valorizados pelas multilaterais. Alguns exemplos de parcerias foram partilhados, a 7 de Junho, na acção da Plataforma Portuguesa das ONGD e do Grupo de Trabalho das Multilaterais (AICEP + GPEARI-Ministério das Finanças), que promove e presta apoio à participação de empresas, consultores e outras entidades portuguesas no mercado das multilaterais. As apresentações dessas experiências podem ser consultadas aqui, traduzindo-se, muito sinteticamente, nos seguintes casos: - Projecto Saúde para Todos, de São Tomé e Príncipe, onde uma empresa (PT) faculta a solução (de telemedicina) que viabiliza/revoluciona o projecto (de prestação de cuidados de saúde) da ONGD (IMVF); - Projecto de Assistência Técnica à Direcção Nacional de Águas, de Angola, onde as empresas (AdP Internacional e OGIMATECH) e as ONGD (TESE) apresentam uma proposta em conjunto a um concurso de multilateral, valorizando a mesma e permitindo que esta seja selecionada; - ONGD MONTE e CRP-SA (Alentejo e Santo Antão), onde um projecto de cooperação entre as ONGD promove o envolvimento de empresas das suas regiões de origem; - Consórcio OIKOS/PositiveGravity, onde a ONGD (OIKOS) conta com a parceria de uma empresa (PositiveGravity), para dar resposta a uma necessidade identificada no mercado (sustentabilidade do sector bananeiro e a redução da pobreza em Piura, Peru) e para o desenvolvimento do seu projecto.

‘as parcerias são da maior relevância, pressupondo os ODS um maior envolvimento da sociedade civil e do sector privado’ Em conclusão, entendemos que a temática das parcerias é da maior relevância, pressupondo os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável um maior envolvimento da sociedade civil e do sector privado, incluído no âmbito das multilaterais.

REVISTA DA PLATAFORMA PORTUGUESA DAS ONGD

|

10

Profile for Plataforma Portuguesa das ONGD

Revista da Plataforma Portuguesa das ONGD - Número XI  

Parcerias na Cooperação para o Desenvolvimento - Setembro/Outubro 2016

Revista da Plataforma Portuguesa das ONGD - Número XI  

Parcerias na Cooperação para o Desenvolvimento - Setembro/Outubro 2016

Advertisement