Page 74

74

REFERENCIAL GOVINT PARA A PROMOÇÃO DO ENVELHECIMENTO NA COMUNIDADE

Figura 19 – Das Dimensões-Chave à co-criação dos Processos Colaborativo

O COMUM VISÃ

DC1 Valores e Representações Sociais Valorizar a longevidade e o envelhecimento ativo em contexto comunitário

Capacitar todos os cidadãos ao longo do ciclo de vida para lidarem com o seu processo de envelhecimento

DC2 Capacitação Individual

CO-CONSTRUÇÃO DOS PROCESSOS COLABORATIVOS PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS INTEGRADOS

DC3 Habitação e Espaço Público Adequar as habitações e espaços públicos às necessidades e potencialidades de todos os cidadãos, promovendo a sua segurança e participação social Assegurar a coordenação colaborativa dos serviços e cuidadores formais e informais a nível local

DC4 Serviços e prestadores de cuidados

Como se trata de processos que integram lógicas de trabalho de diferentes proveniências setoriais e disciplinares, é importante que desde cedo se discutam os custos/benefícios associados à sua implementação, tendo particular atenção ao “retorno social do investimento”. Nunca será demais relembrar que a governação integrada só será realmente adequada, eficaz e eficiente, se estivermos a lidar com problemas sociais complexos. Se for um problema linear, certamente que a lógica organizacional, setorial e disciplinar será sempre mais proficiente.

Profile for Instituto Padre António Vieira

Referencial GovInt para a Promoção do Envelhecimento na Comunidade  

Esta publicação é uma edição da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e resulta do trabalho desenvolvido pelo Grupo de Trabalho dedicado às P...

Referencial GovInt para a Promoção do Envelhecimento na Comunidade  

Esta publicação é uma edição da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e resulta do trabalho desenvolvido pelo Grupo de Trabalho dedicado às P...

Profile for ipav
Advertisement