Page 1

Capitães de Abril Em 1974 havia a guerra do Ultramar, quem era soldado tinha de ir para lá, mas havia pessoas que não queriam ir, muitas dessas pessoas ficaram loucas. Um dia, numa estação de comboios, dois namorados despediam-se, porque o namorado que se chamava Daniel tinha de ir para a guerra. Quando o Daniel chegou ao quartel viu o capitão Salgueiro Maia com o Major Gervásio a conversar. O Salgueiro Maia e o Major Gervásio tinham ido falar com o Tenente Lobão para saber se ele queria entrar numa revolução, o Tenente Lobão tinha dito que não queria ir para a revolução, então o Salgueiro Maia teve de prender o Tenente Lobão. Daniel e os outros soldados estavam a dormir, quando de repente, entrou um senhor para acordálos. Eles levantaram-se a pensar que iam ir para a guerra do Ultramar. Foram para a rua, e foi então que o Tenente Lobão disse ao Salgueiro Maia que queria entrar na revolução. Quatro soldados estavam na rádio de Lisboa a informar as outras pessoas para não saírem de casa. Mas as pessoas em vez de ficarem em casa, foram para a rua festejar a liberdade. Salgueiro Maia ia prender o Ministro da Defesa mas ele fez um buraco na parede e fugiu. Enquanto na praça do Carmo o senhor que mandava na PIDE queimava as provas para ele não ser preso. Lá, foi o único lugar onde houve mortos. Salgueiro Maia foi pôr Marcelo Caetano e outras pessoas importantes ao Aeroporto enquanto o Major Gervásio tomava conta dos soldados. No Aeroporto, Marcelo Caetano já tinha entrado no avião quando Salgueiro Maia encontrou o marido da Antónia e eles foram para a prisão de Caxias ver os presos políticos a serem soltos. Celso 4.º ano

  


Capitães de Abril_celso  

Quatro soldados estavam na rádio de Lisboa a informar as outras pessoas para não saírem de importantes ao Aeroporto enquanto o Major Gervási...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you