Page 1


Olá ! É com muito prazer, que apresentamos à você, leitor, a Edição número 1 da Revista Zero15. E como nosso slogan diz, não queremos apresentar apenas uma nova revista e sim um conceito novo, voltado para atitudes positivas, especialmente para o nosso planeta ! Não possuímos impressão na revista, portanto, podemos nos considerar uma fonte de informação sustentável, pois nos preocupamos em diminuir ao maximo o impacto ambiental que causamos em nosso planeta. Não iremos adentar nesse óbice agora, pois temos a Coluna da Carol Menk, engenheira ambiental, que a cada edição trará uma novidade para nós relacionado a sutentabilidade e meio-ambiente. Gostaríamos sim, compartilhar nossa alegria com o leitor, e dizer que esse projeto foi concebido com muito carinho, visando trazer a você não somente imagens, imagens e mais imagens. Claro, imagens são necessárias, porém cremos que não deve ser a única fonte de informação de uma revista. Nos preocupamos em trazer INFORMAÇÃO ! Agradecemos a todos os nossos patrocinadores, aos nossos colunistas, que são os responsáveis por trazer essa informação para vocês, perdendo várias horas em pesquisa e para redigir os textos. Nosso muito obrigado ! Agradecemos também ao ex-jogador Adhemar, importante figura na cidade de Porto Feliz, que nos concedeu uma entrevista fantástica, e um tanto polêmica. Aproveitem, pois todas as colunas estão incríveis, e procuramos ter assuntos mais variados possíveis, desde direito até Moda. Se tiverem dúvidas e sugestões, fiquem a vontade para nos escrever: contato@zero15.com.br. Ah, e não deixe de curtir nossa página no Facebook !!!! É só clicar abaixo e depois clicar em curtir na janela do seu navegador


Esperamos que literalmente curtam, e nĂŁo deixem de recomendar a revista aos amigos.

Equipe zero15 Cleber Martins

Ă?ndice Direito .................................................................... 4/5 Gastronomia .......................................................... 12/13 Prata da Casa ......................................................... 18/23 Vista-se .................................................................... 24/25 Sustentabilidade ...................................................... 31/32 Moda ........................................................................ 34/35 Editorial ................................................................... 42/49


Sobre ilegalidade da reprodução sem referência de artigos, textos e imagens sem menção das respectivas fontes e autoria.

Juntamente com a Zero 15, inauguramos a coluna Direito visando esclarecer de forma simples e descomplicada os fatos do cotidiano ligados ao mundo jurídico, de acordo com os questionamentos feitos, por vocês, caros leitores. Assim, iniciaremos com um assunto comumente negligenciado pela maioria das pessoas, em especial àquelas em processo de formação escolar e acadêmica, e até mesmo algumas em exercício de atividades profissionais que, não raramente se utilizam de obras intelectuais, sem apontar a verdadeira Procedendo deste modo, no autoria, prática esta mais conhecida como “plágio”. Na definição do dicionário Houaiss em próprio e incorrer na prática sua versão eletrônica, plágio é a “apresentação feita por alguém, como de sua própria autoria, ador também estará contribui de trabalho, obra intelectual, etc. produzido strução das pessoas que egres por outrem.”, ou seja, é retirar o crédito do comprometendo, inclusive criador da obra, ignorando todo o trabalho tido para alcançar determinado resultado. A cultura existente em torno desta prática leva as pessoas mais desavisadas a uma falsa impressão de normalidade, haja vista a ausência de conscientização a respeito das consequências que podem advir pela reprodução não referenciada de obras intelectuais. No entanto, visando à proteção dos interesses e direitos dos autores intelectuais, sobrevém a legislação e impõe a toda a Sociedade que a violação desses direitos acarretará ao agente violador consequências nas esferas cível e criminal. Nesta linha, temos que na esfera criminal uma vez identificado o plágio e claro, seu respectivo autor, surge para o Estado, enquanto protetor dos interesses dos cidadãos, o dever de persegui-lo processualmente, objetivando a justa punição pelo mal praticado, o que também tem por finalidade servir de exemplo para que outros não ajam da mesma forma. Enquanto isso, na esfera cível, abre-se a possibilidade para a vítima direta do referido crime, o direito de se ver indenizada pelos danos materiais e morais que o uso indevido de suas ideias possam lhe ter causado, pelos quais, uma vez reclamado ao Poder Judiciário, certamente haverá uma decisão judicial lhe assegurando o direito à obtenção de uma justa e devida compensação em dinheiro.


Direito

Podemos citar como base protetiva destes direitos, a Lei Federal 9.610/1998, que regulou e conceituou, dentre outras coisas, os direitos morais e patrimoniais que os autores possuem por suas criações, sejam elas textuais, de imagem, sonoras ou outras tantas formas que do subjetivo decorram, combinado ainda com o próprio Código Civil. Nesta mesma linha, o Código Penal criminalizou a conduta do uso indevido da propriedade intelectual de outrem, instituindo no artigo 184 a figura do crime de “Violação de direito autoral”, sem prejuízo ainda do enquadramento simultâneo no artigo 299, que trata do crime de “falsidade ideológica”. É sabido que com a era da informatização, essa prática se tornou muito usual, na medida em que a utilização dos famosos comandos “CTRL + C” e “CTRL + V” facilitou a vida daqueles que buscam apenas uma aprovação, sem se importar com a aquisição do conhecimento. Procedendo deste modo, nota-se que além ota-se que além de enganar a si de enganar a si próprio e incorrer na prática de dois crimes graves, o plagiador também estará a de dois crimes graves, o plagi- contribuindo para a piora do nível de instrução das que egressam das instituições de ensino, indo para a piora do nível de in- pessoas comprometendo, inclusive, o desenvolvimento do ssam das instituições de ensino, país. Por fim, interessante visualizar esse aspece, o desenvolvimento do país. to sobre a faceta do “longo prazo”, pensando não apenas em se dar bem (com a falsa impressão de sucesso na empreitada), mas sim ter a consciência da necessidade de somar, de alguma forma, para melhorar a qualidade de vida dos que estão por vir, valorizando ainda o digno trabalho daqueles que de um modo ou outro, já pensam assim. Utopia ou não, é uma questão a se pensar e que deve nos impulsionar a uma mudança de atitude, para assim agirmos com o que o Direito realmente visa: Justiça. 1 - DICIONARIO ELETRONICO HOUAISS DA LÍNGUA PORTUGUESA, HOUAISS, Antonio - Editora: OBJETIVA.

Paulo Henrique Wilson Funcionário Público Estadual Bacharel em Direito, formado pela Universidade Paulista em Sorocaba.


(15) 9745-8341 (15) 7813-3465


(15) 9745-8341 (15) 7813-3465

Av. Monsenhor Seckler, 523 - Vila AmĂŠrica - Porto Feliz


Moda/Publicidade/Eventos Fotografia de Moda: -Books/Ensaios Fotográficos/Desfiles Eventos: Aniversários/Casamentos/Festas Publicidade: Still/Make/Criação e pós-produção

(15) 8104-1068/3262-5464


Morena Tropical Moda Praia/Lingerie/Acess贸rios (15) 3261-1313

Rua: Bandeirantes, 80 - Centro - Porto Feliz


What’s up, brothers? (and sisters) Hoje vamos falar de hambúrguer! Uma receita popular, deliciosa, prática e versátil. Afinal, quem é que não gosta de carne? (sorry vegans, ainda faço uma receita para vocês.) Hambúrguer, na língua inglesa, é o nome dado ao sanduíche completo. A peça de carne em si chama-se patty. (Patrícias de todo o mundo, viram como vocês são populares?) Ele pode ser feito com vários tipos de carne de vários animais diferentes, proporcionando aberturas para incontáveis receitas únicas. Focarei na receita de carne bovina, afinal, quem não gosta de carne, né? Hehe! Esta receita eu inventei depois de muitas tentativas de encontrar um sabor rico e marcante. Algum dia eu inventarei uma receita secreta e única, mas, no momento, fiquem com essa que é deliciosa e foi muito refinada. Ingredientes: 800gr de maminha moída 200gr de bacon moído (por essa vocês não esperavam, hein) 1 cebola 1 pimenta dedo de moça 1 colher de sopa de mostarda Dijon 1 colher de sopa de azeite 1 dente de alho 1 colher de chá de pimenta do reino moída 2 colheres de sopa de shoyu


Gastronomia Preparo: Bater no liquidificador todos os ingredientes exceto pela carne e pelo bacon. Misturar os temperos batidos com a carne e com o bacon, e porcionar em peças de 100gr. Portanto essa receita nos dará 10 patties (é um harém de Patrícias). Sugestões de uso: (tá, é óbvio, mas isso não nos impede de sermos criativos!) -Strong burger Eu gosto de potencializar as comidas ao invés de balanceá-las. Se algum ingrediente possui um sabor forte e marcante, eu prefiro combiná-lo com outros ingredientes fortes. Para esta receita eu tenho uma gangue da pesada: Pão de hambúrguer integral Mostarda Dijon Pepino em conserva Queijo gorgonzola 5 a 6 folhas de rúcula Fatias de cebola roxa crua Para harmonizar eu aconselho a Baden Baden Red Ale ou a 1999. É muita macheza!

AlexandreTakahashi Formado em Gastronomia pela UNISO - Universidade de Sorocaba e-mail: alexandre@zero15.com.br


Rua Cardoso Pimentel, 34 - Centro - Porto Feliz (15) 9601-4088 - 7813-6506 ID: 959*28535


Fotos: Cleber Martins Make: Isadora Cato

Rua Cardoso Pimentel, 34 - Centro - Porto Feliz (15) 9601-4088 - 7813-6506 ID: 959*28535


Clique aqui e curta nossa paรกge no Facebook !


Num mundo entre o esporte e projetos sociais, Adhemar Ferreira de Camargo tem experiência de sobra para tocar o “Bom de Bola, bom de escola” em Porto Feliz. Ele administra três escolas, filhos, carreira e dá pitacos no futebol nacional e alemão. Mesmo sem ter nascido em Porto Feliz, ele é considerado “Prata da Casa”. Hoje, nosso bate-papo é com esse grande jogador.

Adhemar, você teve uma fase de ínicio de carreira entre a convivência com drogas e depois com o esporte. O que te levou a buscar esse caminho? Você foi salvo pelo esporte? No meu caso, a busca pelo caminho errado foi principalmente pela curiosidade de adolescente, que depois gera sérias consequências. Fui salvo por Jesus, mas também não dá para ser um atleta, conciliar esportes e drogas. A mensagem que passo dessa minha experiência é: “A diferença entre o sábio e o inteligente é que o inteligente aprende quebrando a cara, e o sábio aprende com o erros dos outros.” Então, uma criança ou adolescente pode ver que está cheio de exemplos por aí de gente que quebrou a cara por causa das drogas. Ele tem que ter sabedoria pra nunca nem pensar em entrar numa dessa.

Quem te incentivou a jogar bola?

Meu pai. Ele é meu grande incentivador. Teve vários treinadores que me ajudaram bastante, mas é muito da força de vontade individual. Você foi “descoberto” aos 28 anos, quando jogava no São Caetano. Você começou a jogar bola profissionalmente tarde ? Ou foi descoberto tarde pela mídia ? Fui descoberto tarde pela mídia, pois jogo bola desde 3 anos de idade. A mídia é um fator essencial pra carreira de qualquer jogador, e quando acho que o jogador diz que não dará entrevista, o único que perde é o próprio jogador. Os meios de comunicação irão existir mesmo sem o jogador, quem perde é só ele.

Acha que teria sido diferente caso tivesse sido descoberto antes? Teria sido diferente, pois eu teria enfiado uma Ferrari no poste.


Prata da Casa

Então foi um desígnio divino. Fui descoberto na hora que Deus achou mais apropriada, pois se eu tivesse sido descoberto aos 17 anos, por exemplo, com o ímpeto adolescente, com certeza eu teria cometido erros que iriam refletir no resto da minha vida. Quantas crianças você orienta no projeto “Bom de Bola, bom na escola”? Qual o intuito do seu projeto? Mais de 120 crianças. O intuito do projeto é formar um cidadão, depois um atleta, porque eles têm como obrigação ter média escolar 7, pra poder participar do projeto, ganhar uniforme e ir aos jogos. Pela ótica das crianças, como você vê o futebol na sua época e o futebol agora? Na minha época, o garoto quando começava a jogar futebol, o sonho era vestir a camisa da seleção e o presente mais esperado era uma bola de capotão. Por isso eu tinha um objetivo. Ou vencia no futebol ou estudava. Hoje é difícil, infelizmente estamos perdendo nossos filhos para os vídeogames, TV a cabo, celulares, internet, e às vezes não fazemos nada. E você vê alguma solução para essa vida eletrônica (leia-se sedentarismo) dos nossos adolescentes? Incentivo dos pais à pratica de esportes. Os pais são o maior espelho dos filhos, e deve vir deles esse incentivo. Um pouco desse sedentarismo se deve a violência, pois hoje não dá pra deixar nossos filhos no campinho de terra, portanto é um assunto polêmico e não dá somente para colocar a culpa em cima dos pais. E com o futebol americano, como foi? Que idade você tinha? Foi um teste que eu fui realizar em são Paulo, no Mackenzie- Tamboré para ser kicker, e o empresário gostou, adorou a idéia, mas devido a burocracia americana preferi ficar no Brasil. Já tinha 34 anos. E sobre morar em outros países, você morou quanto tempo fora? O que essa experiência te trouxe? Em torno de 4 anos, 2 anos na Alemanha, 1 na coréia e um no Japão. Trouxe uma experiência de vida que ninguém nos tira, várias culturas, idiomas, tradições, o próprio futebol, que é diferente em cada país. As gafes, as coisas engraçadas .....


Conte-nos ! Comprei uma piscina na Alemanha por 25 dólares achando que tinha feito um baita negócio, e gastei pra encher 300 dólares de água. Costumo falar que na Alemanha, paga-se a água na entrada e na saída. Além dela ser muito cara, o esgoto também é todo tratado, então são duas taxas caríssimas. Na Coréia, todo mundo falava que existia carne de cachorro, e comecei a tirar sarro, pois foram meses lá e ainda não tinha visto carne de cachorro. Um belo dia num hotel,chegaram com um vasilhame cheio de carne de cachorro. Eu comi um pedacinho sem mastigar, mas tive que engolir. Ah, tem essa da Alemanha também .... Logo no início, fui em um restaurante, vi a foto de um camarão no cardápio e pedi, apontando com o dedo o que estava escrito do lado. Pedi “para viagem”, e fui embora. Quando cheguei em casa e abri, era lula. Aí fiquei em um dilema: eu volto e peço camarão, corro o risco de o garçom achar que eu estou pedindo lula de novo ou fico calado? Moral da história: comi um miojo. Artilheiro do São Caetano, título consagrado até hoje... Comentários e especulações a respeito da seleção. Foram várias oportunidades, você antes de tudo, imaginava esse sucesso todo? Nunca, meu sonho era muito pequeno perto do sonho de Deus. Aliás, muitas vezes sonhamos pequeno, e quando nos deparamos com os planos de Deus, às vezes não estamos preparados. Mas não podemos parar de sonhar, nunca. Sobre seleção brasileira. Ficou algo por você não ter sido convocado quando estava no auge no são Caetano ? Você acha que deveria ter sido convocado ? Na época, o Romário foi cortado, e fiquei sabendo que houve uma sondagem e que estava entre eu e o Luizão, mas ... o Luizão já tinha sido campeão no Brasil e em vários times, e ele estava na Alemanha junto comigo. Eu tinha feito 7 gols em 5 jogos e o Luizão apenas 1. Mas fico contente só com o fato de ter sido cogitado. Só de ter sido lembrado já me sinto honrado.


Prata da Casa

Você acredita que o cenário de futebol no Brasil está a um nível internacional? Dando um pitado de crítica, como você avalia nossa estrutura para o mega evento da Copa no ano que vem? Em termos de jogadores estamos no nível da Europa, pagando-se muito bem aos jogadores e trazendo grandes nomes do futebol mundial para jogar aqui. Em relação a estrutura, vamos aguardar. Temos mais 15 meses, a Copa das Confederações e acho que “vamos ter que esconder muita coisa com “maderit”. Fazemos um grafite e falamos que é arte. Porto Feliz: Por quê ficou aqui? Falo pra muita gente que quando cheguei em porto feliz no final de 1990, entrei na cidade e vi aquele monte de paralelepípedos. Pensei comigo que nunca iria morar numa cidade dessa. E aí descemos pra correr na gruta, e literalmente eu bebi a água da gruta, e hoje não me vejo em outra cidade que não seja esta. Seu primeiro time foi aqui ? Meu primeiro time foi o Estrela de Porto Feliz. Todo mundo diz que aqui é a bola da vez, mas nós temos que fazer isso aqui ser a bola da vez, e não ficar esperando empresários de fora. Eles podem nos ajudar, mas temos que colaborar pra que realmente essa cidade, depois de muitos anos de existência possa vir a crescer um pouco mais. Como você vê o futuro do esporte em Porto Feliz ? Trocamos de gestão agora e tem muita coisa que precisa ser revista, muitos projetos que precisamos organizar urgente. É melhor gastarmos um milhão de reais em incentivo no esporte, do que gastar três milhões em clinicas de recuperação. E também para formarmos cidadãos, não para simplesmente pensarmos em ter jogador profissionais. O esporte é disciplina, companheirismo, envolve muita coisa. E o principal: saúde.


Há alguns anos, havia em Porto Feliz categorias de base de esportes como basquete, vôlei e handball, que representavam muito bem a cidade em jogos estaduais e até nacionais. Você vê esse cenário hoje? Não vejo, mas creio que a nova gestão deve lembrar disso e pode organizar projetos para voltemos a ser notícia no cenário esportivo nacional. Você acha que o fim do ginásio de esporte colaborou para a falta de incentivo ao esporte ? Sim, principalmente pelo futsal, pois tínhamos campeonatos regionais de alto nível aqui. Uma dica pros novos governantes: um ginásio municipal, urgente! Você conta com algum apoio, de alguma empresa ou órgão píblico para o seu projeto ? Nenhum. Estou a 50 metros da prefeitura e nunca ganhei 1 bola. Tenho mais de 120 crianças anualmente treinando, tenho que dar material, dar bola e nunca recebi nem um “muito obrigado”, e também quanto às empresas, o meu projeto não pede ajuda financeira, preciso é de material esportivo: bolas, cones, coletes, tênis, short etc. Quem estiver disposto a colaborar, o endereço é bem fácil. Pode vir falar pessoalmente comigo. Não quero um centavo de empresário algum.

Estou a 50 metr nunca gan (Adhemar, ex

Então você já tirou dinheiro do bolso pra esse projeto? Tirei não, tiro. Por exemplo, tenho que pagar o professor, tenho que comprar bola, tenho que pagar a água, tenho que fazer manutenção da grama. Tudo isso é custo. Mas, não tem dinheiro que pague o sorriso de uma criança. Você disse em uma outra entrevista que quer ser exemplo contra as drogas. Você tem planos de fazer algum projeto social antidrogas? Eu gostaria de agregar ao meu projeto palestras para as crianças


Prata da Casa alertando antes de elas entrarem nesse mundo obscuro, pois para alguns, infelizmente é um caminho sem volta. Então se eu conseguir profissionais, médicos, palestrantes e outros profissionais que dêem esse alerta, podemos evitar que eles caiam nesse mundo. Qual é o seu sonho para o esporte em nossa cidade ? Tenho muitos. Meu sonho é ter um complexo esportivo na cidade, em que todos os esportes olímpicos possam ser praticados de maneira gratuita, e que a gente possa selecionar desde cedo o atleta em cada esporte ou modalidade, porque hoje no Brasil tood mundo joga bola até os 15 anos, depois ele escolhe o esporte. Portanto se fizermos uma triagem desde cedo, poderíamos ter atletas de ponta.

ros da prefeitura e nhei 1 bola. x-São Caetano) formar cidadãos.

E novos projetos? Há

alguma novidade pra gente? Tenho algumas ideias: Por exemplo: conseguir bolsas de estudo para as crianças do projeto em escolas particulares e escolaas de idioma, computação e quem sabe, até em faculdades. Como disse antes, nosso propósito é

Entrevista idealizada e realizada por Cleber Martins e Marcela Cortez

Marcela Cortez Bacharel em Comunicação Social/Jornalismo pelo CEUNSP Atualmente trabalha na TV Tem Sorocaba


Vista-se Olhe, inspire-se, vista-se!

Algo que as mulheres sempre terão no guardaroupa: peças de couro. Calças, jaquetas, saias, shorts, são peças estilosas e nunca podem faltar porque sempre serão tendências. Como hoje em dia temos que nos preocupar com o ambiente, o couro sintético é a melhor opção quando iremos comprar uma peça, pois na realidade não é nada de couro animal e sim é feito de PVC (derivado de petróleo).

O short de couro sintético é confortável e feminino além de combinar com diferentes estilos (de rock até romântica), diferentes calçados (salto até sapatilha) e diferentes peças para montar o look (camisas, camisetas, tricôs, renda). Ele também fica ótimo se colocar um acessório diferente, como maxicolar, cachecol, turbante, de acordo com o estilo que você vai se adequar. Dica: para manter o equilíbrio, nunca usar mais que uma peça de couro.

Nesse look temos uma peça chave e uma tendência de verão: couro e franjas. Fica perfeito para ser usado no dia-a-dia, além de trazer um ar sofisticado mesclado com romântico. Com tendências da década de 1970 e algumas referências de 1920, as franjas ressurgiram com tudo nesse verão. Em algumas peças, as franjas se tornam mais elegantes e delicadas, como blusas, saias e vestidos combinando com sapatilhas e dependendo do look com acessórios maxi. Existem também, franjas com o ar rústico e country, pois costumam ser de couro e camurça e vão bem com botas de cano alto ou baixo. Dica: sempre que usar alguma peça com franja, apostar nas combinações neutras ou de cor única.


Vista-se Olhe, inspire-se, vista-se!

A estampa floral caiu perfeitamente bem nos looks do verão 2012, principalmente nas saias, que são peças-chave no guardaroupa de qualquer mulher por serem confortáveis e também por se adequar a qualquer ocasião, seja um look diurno ou noturno. A saia florida é muito fácil de combinar, por suas variadas cores de estampa. Sendo assim, pode-se variar com cores fortes ou neutras de blusas, se quiser um look clean, ou de camisas para um look mais elaborado. Dica: nunca usar ela com uma blusa ou camisa florida, pois o look ficará pesadíssimo. Nesse look houve uma mistura de duas grandes tendências: a floral e o militar. São duas peças de estilos diferentes que juntos dão o ar sofisticado. O militarismo entrará firme e forte no outono/inverno 2013, com seus traços bem marcados, principalmente nos ombros, e dando destaque para os botões. Os casaquetos mesclam o tom militar com o estilo Paquita, e se encontram em cores fortes, como azul, vermelho, amarelo, além da versão clássica: os camuflados. Eles combinam com diversas peças e diversos estilos, podendo ser usado desde uma calça social ou jeans até uma mini saia ou vestido, ou um look de trabalho até um look de balada.

Dica: se for usar o casaqueto color, use tons neutros para mesclar as peças ou tons próximos se for usar uma estampa na composição, assim o look não fica exagerado.

Modelo: Michelle Holtz - Look: Packa Noia

Isadora Cato Casagrande Estudante de Design de Moda na ESAMC Sorocaba Fashion Designer e-mail: isadora@zero15.com.br


Você sabia que ..... Existe regulamentação para o uso de Insulfilm ?

Não vai se arriscar né ?


Somos os únicos da cidade a aplicar insulfilm residencial Películas de Controle solar (film) - Inibe em até 95% dos raios UV; (causador do câncer de pele) - Refresca e mantêm em boa temperatura, ambientes como o interior do veículo e escritórios e economiza ate 50% do ar condicionado - Protege painéis de veículos, estofamentos, móveis e utensílios contra rachaduras, envelhecimentos e desgastes dos bancos - Proporciona privacidade, segurança e bem-estar; - Deixa os ambientes, esteticamente, mais requintados, com um toque imponente.

Venha e faça já seu orçamento !

Clique aqui e curta nossa página Também fique a vontade para postar suas dúvidas sobre o uso correto do Insulfilm

(15) 9712-4573 (15) 9104-1990 Av. Dr. Antonio Pires de Almeida, 612 - Porto Feliz (Ao lado do Roncão Escapamentos)


PA NO

Moda F

(15) 81

Rua: José Bonifá Porto


ACKA OIA

Feminina

133-7274

รกcio, 147 - Centro Feliz-SP


A Revista Zero015 e a Sustentabilidade

A principal estratégia da Revista zero015 será a divulgação de seu conteúdo inteiramente em meio digital. Isso possibilitará que as informações cheguem de maneira mais rápida e concisa a seus leitores, além de causar menos danos ao meio ambiente, por não gerar lixo. Um exemplo rápido para termos base de quanto iremos preservar com a utilização desse jornalismo Online: Uma árvore de Eucalipto (com 5 a 7 anos) rende entre 20 a 24 mil folhas de papel A4; são necessárias 11 árvores para produzir uma tonelada de papel. O consumo brasileiro é de 44 kg por ano em média, ou seja, cada um de nós consome média de meia árvore por ano. Considerando-se que a população brasileira, segundo Censo do IBGE de 2010 é de 190.732.694 habitantes. Conseguimos ter uma ideia do “estrago” que temos causado. A utilização sustentável ( Sustentabilidade) dos recursos naturais é definida como: “Suprir as necessidades da geração presente sem afetar a possibilidade das gerações futuras de suprir as suas”. Ou a grosso modo: “tudo o que vai, volta”, sejam suas ações boas ou não. Todas as vezes que eu pergunto para alguém sobre qual noção básica sobre sustentabilidade, sempre dão aquela enrolada, aquela engolida de choro,desconversam.... mas não sabem de fato o que significa...e é tão simples: são ações e atividade que fazemos para suprir nossas necessidades atuais, sem que comprometam o futuro das próximas gerações.......pronto.. agora já sabem o que responder quando o RH da empresa vier perguntar sobre tua ideia sobre sustentabilidade... Porque olha... é clichê perguntarem isso em entrevistas, e as vezes, nem eles mesmo sabem o que significa..


Sustentabilidade A natureza nos dá bens preciosos, que são os recursos naturais ( água, terra, minérios etc). Cabe a nós, sabermos utiliza-los de maneira racional e SUSTENTÁVEL, para que não se esgotem. A melhor parte disso tudo, é que alem de ajudarmos o meio ambiente, ajudamos o nosso próprio bolso. Com a redução de gastos, reduzimos as contas. Adotando-se boas ações de sustentabilidade, garantimos tanto a médio quanto a longo prazo, boas condições no desenvolvimento de diferentes tipos de vidas; manutenção dos recursos naturais e a garantia de boa qualidade de vida para nossos filho, netos... Ao longo das próximas edições, iremos discutir sobre a Sustentabilidade e nossas ações no meio em que estamos. Nós da revista zero015 estamos fazendo nossa parte, e você? Está fazendo a sua?

Carolina G. Menk Pós graduada em Engenharia de Segurança do Trabalho Pós Graduada em Gestão Ambiental Graduada em Engenharia Florestal e-mail: menk@zero15.com.br


Pin-ups. Elas fizeram história. Beleza, pele alva, e varias situações divertidas: é essa a imagem que temos das famosas pin-ups, com uma maquiagem forte, traço marcante e expressão alegre, ainda hoje podemos encontrar diversas releituras deste estilo, seja na moda, na ilustração ou fotografia. Com sua estética característica das décadas de 40 e 50, elas se popularizaram por estamparem pôsteres e pequenos cartões, presentes principalmente nos alojamentos dos soldados norte-americanos. O estilo de maquiagem demonstrava beleza e saúde, as cores vibrantes e a boa iluminação criavam uma atmosfera alegre, servindo de incentivo para os homens, aos quais fazia falta uma figura feminina, em meio a meses de convivência essencialmente masculina. A Origem da Pin-up remete às Gibsons Girls, nada mais nada menos que mulheres provocantes e de beleza atemporal, pintadas pelo artista norte-americano Charles Dana Gibson, sendo o seu erotismo considerado “ousado” para a época. Não havia nudez, porém a linguagem corporal e os demais elementos presentes transmitiam sensualidade, evidenciando a delicadeza e as curvas femininas. Certo ar de inocência com uma dose de sensualidade, somadas à expressão de “ops, fiz sem querer”, compunham a cena. Os cenários mais comuns apresentavam ícones infantis, áreas de trabalho, incidentes como pegar uma caneta no chão, enroscar a saia em uma gaveta, martelar o dedo sem querer, sempre evidenciando alguma parte do corpo feminino. Alguns mesclavam elementos que para a época eram tidos como tipicamente masculinos, como carros, motos e trabalhos manuais, dessa forma a garota se coloca no mesmo patamar que outros objetos de desejo dos garotões.


Moda Pin-ups Elas ainda fazem história... Tivemos várias pin-ups na atualidade, mas é impossível não citar Dita Von Teese, com suas sobrancelhas arqueadas, cabelos escuros em contraste com sua pele clara e um vasto guarda-roupa bastante inspirado neste universo, ela é responsável pela reinvenção da estética pin-up na atualidade. Outras personalidades adotaram o rótulo temporariamente, como Katy Perry e Gwen Stephany. Pitty e Kat Von D. acrescentaram tatuagens ao estilo, e neste grupo também é incluído o time das meninas Rockabilly, as quais não apenas aderiram ao estilo pin-up de se vestir, maquiar e pentear, como também incorporaram o visual retrô na decoração da casa e no gosto musical.

Modelo: Juliana Medger Make/Produção: Isadora Cato Fotos: Cleber Martins

Gabriela Avancci Estilista e Consultora de moda Formada em Design de Moda pelo CEUNSP e-mail: avancci@zero15.com.br


Adicione-nos no Facebook


Música Ao Vivo De Quinta à Domingo Av. Monsenhor Seckler, 456 - Porto Feliz (15) 3261-5095


Editorial - Moda Enfim, é isso pessoal ... Chegamos ao fim da primeira edição da revista Zero15 e para encerrar com chave de ouro apresentamos o nosso Editorial. Porém, ao invés de fazer um único ensaio, uso o espaço do Editorial como uma forma de agradecer a todos aqueles que contribuíram para que essa primeira edição e esse projeto pudesse ser concluído de forma satisfatória. Agradecemos aos modelos, que perderam horas do seu tempo para serem clicados pelas nossas lentes, e nos emprestaram a exibição de sua imagem. Também nosso muito obrigado a todos que estiveram envolvidos com a produção, especialmente aos makers. Agradecemos a todos os patrocinadores e as lojas que contribuiram. Muito obrigado pelo apoio e principalmente pela confiança em nosso trabalho e profissionalismo !

Modelos

Amanda Semi-Jóias: Bia Moraes Morena Tropical: Bruna Hiromi, Iasmin Cristina e Karoline Azevedo Mari Modas: Giselli Mesquita, Jean Ragazzi e Bia Moraes Coluna Vista-se: Michelle Holtz Loja Packa Nóia: Hayolly Cristiny e Carla Rafaela Elegance Noivas: Graciele Paulin, Tatiana Giuli e Flávia Sampaio Sessão Pinups: Juliana Medger Capa e Mariana Cabeleireira: Ayeska Sampaio

Makers

Tiago Bonfá (Amanda Semi-Jóias e Morena Tropical) Aline Corrêa: Elegance Noivas e Packa Nóia Mari Modas: Sessão Vista-se, Sessão Pin-ups e Mari Modas Mariana Demétrio: Capa e Mariana Cabeleireira

Muito obrigado a todos, e até a próxima.


Giselli Mesquita veste: Mari Modas Foto: Cleber Martins Make: Isadora Cato


Tatiana Giuli e FlĂĄvia Sampaio vestem: Elegance Noivas Foto: Cleber Martins Make: Aline CorrĂŞa


Jean Ragazzi e Giselli Mesquita vestem: Mari Modas Make: Isadora Cato


Hayolly e Carla vestem: PacaN贸ia Make: Aline Corr锚a Fotos: Cleber Martins


Revista Zero15 - 1a Edição  

Primeira Edição da Revista Zero15.