Page 1

“CAÇA AO TESOURO” Jogo de Pista

AGRUPAMENTO 223 ALCOCHETE ALCATEIA N.º6 NOSSA SENHORA DA VIDA


Caça ao Tesouro Piratas Local: Vila de Alcochete Calendarização: sábado dia 14 de Maio das 16h às 18h:15m Participantes: Todos os Bandos da Alcateia Área: Desenvolvimento Físico; Desenvolvimento Afectivo; Desenvolvimento do Carácter

Trilho Educativo: Desempenho Objectivo: 8.

Que o Lobito participe em actividades físicas que lhe ajudam

a ser mais ágil e habilidoso; Trilho Educativo: Relacionamento e Sensibilidade Objectivo: Que o Lobito saiba que os meninos se comportam de maneira diferente e respeitem isso;

Trilho Educativo: Autonomia Objectivos: 9. Que o Lobito saiba a Lei e as Máximas da Alcateia e perceba o que querem dizer; 10. Que o Lobito participe em actividades que o ajudem a aprender coisas novas;

Trilho Educativo: Responsabilidade Objectivos:

MAIO – 2011


11. Que o Lobito cumpra as tarefas que lhe são dadas, porque sabe que isso é importante para todos; 12. Que difíceis;

o Lobito não desista, mesmo quando as tarefas são

13. Que o Lobito reconheça que as suas acções têm consequências.

Preparação da actividade Fundo de Cena: Contar uma história de Piratas, informando quem foram os piratas, como viviam, suas leis, bem como as dificuldades que enfrentavam. Criar uma lenda sobre um tesouro perdido. Os Mapas: Deverão ser organizados de acordo com o espaço disponível, utilizando o fundo de cena e nomeando os postos de acordo com o mesmo. Após cumprirem o primeiro desafio, será entregue junto com o mapa, um guia com os sinais de pista para facilitar o seu reconhecimento. Os Postos: Serão 4 postos. Todos deverão estar prontos (com material disponível) antes de a actividade começar. Materiais necessários: Fantasias: cartolinas; tesouras; colas; papel autocolante prateado; elástico; musgami. Bandeira: pano branco; marcadores; canetas de feltro; cabo de vassoura. 1º Posto: Alguidar com água; peixes; canas de pesca. 2ª Posto: Garrafas com sumo maçã (rum); 3ª Posto: Quadrados de papelão; moedas do tesouro; 4ª Posto: Tesouro Tesouro: moedas de chocolate, chupas... (guloseimas)


Desenvolvimento da actividade Os Lobitos realizarão a actividade em Bandos.

1ª Etapa: • Confecção dos materiais (chapéu/pala para o olho/espada/bandeiras); • Adestramento dos sinais básicos de pista; Duração: 1 hora

2ª Etapa: Caça ao tesouro Tendo como fundo de cena “Os Piratas” tema da caçada escolhida, os Lobitos, divididos por Bandos, se tornarão piratas. Cada bando fantasiado e com sua bandeira, em posse de um mapa deverão seguir para os locais indicados (4 postos) onde enfrentarão desafios dificílimos, como os piratas enfrentavam nas suas viagens. Próximo de cada posto encontrarão sinais de pistas indicando o caminho a seguir em busca do tesouro. Haverá um chefe, em cada posto, que orientará o bando na tarefa a ser cumprida para conquistar a pista que os levará ao próximo. Passarão assim por 4 postos até que consigam a última pista que os levará ao tesouro. Duração: 1h:15m

Avaliação da actividade A avaliação incidirá essencialmente no aspecto da observação. Através das actividades desenvolvidas registaremos as dificuldades de cada Lobito, sejam elas de relacionamento, de entendimento, carácter ou motor, podemos:


. Observar o lobito no seu desenvolvimento nas diversas áreas; • Observar o relacionamento entre pares (reconhecer e aceitar as possibilidades e limitações do outro); • Observar o espírito de equipa dos lobitos, bem como liderança, disciplina e solidariedade.

Outro factor indicativo para a avaliação é o entusiasmo com que os lobitos vão percorrendo os diferentes postos. Fica fácil avaliar a actividade quando os lobitos têm interesse em participar e participam com empenho. Eles próprios vão nos dando a sua apreciação através de comentários que fazem entre si. Discutirão as melhores formas de vencer cada desafio. Verificandose o desenvolvimento no trato com as outras crianças do grupo. Com a avaliação, cabe aos velhos lobos instigarem os “patatenra” a melhorarem sempre!

Na semana posterior à actividade farseá uma avaliação, oral por Bando, onde se pretende retirar dos Lobitos a sua opinião relativa os pontos fortes e o que deveremos melhorar e ter em conta nas futuras actividades.

A Equipa de Animação

Fundo de Cena “A História dos Piratas” Entre fantasia e realidade, o que sabemos é que os piratas existiram mesmo e se tornaram numerosos depois de Colombo descobrir a América. É que os bandidos do mar passaram a cobiçar os navios carregados de ouro, prata e


pedras preciosas que iam para a Espanha, França e Inglaterra. Esta época ficou conhecida como a Idade de Ouro da Pirataria. O mundo dos piratas não era só de aventuras, saques e farras! Quem embarcasse nessa tinha que enfrentar uma dura rotina capaz de fazer qualquer vilão chorar. A tripulação de um navio pirata era feita de desempregados, bandidos e desertores. O visual e os modos desses homens eram os piores possíveis: além de sujos e grosseiros, abusavam do rum para aguentar a falta de conforto, a fome e as tarefas a bordo do navio. Muitos nunca viram uma escova de dentes pela frente, quando um dente doía, preferiam arrancálo e atirálo no oceano. Com uma vida tão pouco saudável, os ladrões estavam sempre sujeitos a várias doenças. E quando alguém adoecia... coitadinho! Sem médico, remédios ou uma mãe boazinha para fazer uma bela sopa, o pobre pirata acabava batendo as botas e era “enterrado” no mar mesmo.

Alguns piratas ficaram muito famosos como Barba Negra um dos mais terríveis da história, Sir Francis Drake patife inglês que era protegido da rainha Elizabeth I e Barba Ruiva, um pirata grego. Todos os navios piratas tinham uma bandeira negra no mastro. A mais famosa é aquela com uma caveira e dois ossos cruzados, que ganhou o apelido de Jolly Roger. Ela esvoaçou pela primeira vez em 1700, no navio francês Emmanuel Wynne. Para manter a ordem num navio pirata não era fácil. Com o navio cheio de marujos briguentos eram necessárias algumas regras. Antes de embarcarem, os traiçoeiros juravam sobre a bíblia respeitar as regras do bando. E ai de quem quebrasse o trato. Algumas leis piratas:


Todos obedeciam ao capitão, que era escolhido pelos marinheiros. Os piratas combinavam como seria a divisão dos saques antes de zarpar. O capitão ficava com uma parte bem gorda. O mestre, o carpinteiro, o contramestre e o artilheiro tinham direito a receber um pouco mais do que os outros. O sortudo que gritasse primeiro “Vela à Vista!” Ganhava 100 moedas ouro novinhas! Nada de brigas no navio. Só podiam guerrear entre si em terra firme. Os marinheiros tinham que manter suas armas sempre limpas e prontas para serem usadas. Castigos Piratas: A traição era o pior crime para os ladrões do mar. O espertinho que enganasse os seus companheiros era abandonado numa ilha deserta com um garrafão de água, uma arma e pouca pólvora. Outras punições para quem não levasse a sério a lei: ficar sem comida ou levar 100 chibatadas com o gato de nove rabos (pedaço de pau com nove nós de corda amarrados na ponta).


1º Posto – Sede Há muitos anos o barco do terrível Pirata “Johnn Cabeludo” naufragou perto daa nossa praia… dizse que o tesouro foi resgatado e escond dido num dos mais antigos mon numentos de Alcochete! A tua aventura come eça aqui! Encontrámos, num livvro muito antigo, um mapa que temm pistas que te vão levar à desco oberta do tesouro do “John Cabe eludo”… tens de estar muito atennto a todos os pormenores… com mo sabes os Piratas têm as sua as próprias leis e também os se eus castigos dolorosos! 1ª Tarefa: Cada elemento do Baando terá de pescar um peixe! Em m troca será vos dado uma parte e do mapa para chegarem ao po osto n.º2! Lá encontrarão o Capittão “Tom Mauzão” que vos daráá a próxima pista a seguir se cum mprirem a tarefa que irá ordenar.

* O guia do bando tterá de ser transportado em “cad deirinha” até ao próximo posto.


Já sabes que os Piratas têm a sua lei… os lobitos também uma lei. Escrevea. 1 2

1ª Tarefa – Os Piratas têm um lema e um grito próprio que os distinguem… têm 08 minutos para inventarem um lema e um grito! Em todos os postos terão de dizer o lema e dar o grito! Pede o mapa ao Capitão!

No próximo posto procurem o Capitão “Jack Daniel” e não se esqueçam da primeira lei dos Piratas: todos obedecem ao Capitão!

* Um dos elementos do bando terá de encher a boca com “rum” e fazer todo o percurso até ao 3º posto sem despejar ou beber a água.


Chegaram ao local onde supostamente o barco do terrível “John Cabeludo” naufragou. Aqui poderão encontrar algumas moedas que deram à costa e que estão “enterradas” na areia mas atenção, para chegarem até à área onde estão as moedas terão de passar por uma zona de “areia movediça”, que só poderá ser ultrapassada se todos os elementos do bando utilizarem as pedras mágicas. Cada um terá direito a usar duas pedras mágicas na travessia, devendo obedecer à regra de só pisarem nas pedras. Não poderão de maneira nenhuma encostar o pé na “areia movediça”, sob o risco de ter que começar novamente.

1ª Tarefa: procurem as moedas (cada elemento só poderá tirar 1 moeda!) e entreguem no próximo posto. Pede o mapa ao Capitão!

Sigam para o 4º e último posto, procura o Capitão “Peter Desdentado”.


4º Posto – Igreja Matriz

Muito bem… a caça está a terminar, só falta encontrarem o Tesouro! Pede o mapa ao Capitão “Jimmy Black”, segue as pistas o boa caça! * Depois de encontrarem o mapa cantem uma canção escutista.

Lobitos! Lanchar e preparar para a Eucaristia!


Moldes:


“Caça ao Tesouro” 

Caça ao Tesouro  

Caça ao Tesouro

Caça ao Tesouro  

Caça ao Tesouro

Advertisement