Page 1

AURORA BOREAL

X

BRASIL ENFRENTA A FRANÇA HOJE, EM BRASÍLIA

Atores do grupo teatral O Pessoal do Tarará falam sobre novo espetáculo

THAÍSSA CARVALHO, NO AR COMO A SIMPÁTICA ISABEL DE ‘FLOR DO CARIBE’

EXPRESSÃO, 3

TV GAZETA, 2

Página 10

AZETA G

SEM MEIAS PALAVRAS. NEM MEIAS VERDADES.

@gazetaoeste

D O

O E S T E

Ano 37 — Nº 9.383 — Mossoró-RN, DOMINGO, 9 de junho de 2013

POLÍCIA

www.gazetadooeste.com.br

Henrique recebe Rosalba amanhã

EDNILTO NEVES

ESPECIAL

gazetadooeste

O presidente da República interino, Henrique Alves (PMDB), vai receber a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) em audiência amanhã. Rosalba pede pressa na liberação de empréstimo junto ao Banco Mundial. Página 3

g

WILSON MORENO

AUTORIDADES DETALHAM ESQUEMA DE SEGURANÇA PARA O CIDADE JUNINA

Baobá

TRADIÇÃO NORDESTINA SE MANTÉM VIVA Quadrilhas, comidas típicas, fogueira e muitas outras tradições ganham espaço durante um dos meses mais animados do ano na região.

MOSSORÓ, 11

MOSSORÓ, 6 E 7 ALCIVAN COSTA

SECRETARIA LIBERA RECURSOS PARA A MÁRIO NEGÓCIO MOSSORÓ, 11

Histórias e belezas dos Baobás plantados no município de Assu há centenas de anos. CIDADES, Capa CÉLIO DUARTE

MÁRCIO OLIVEIRA FALA SOBRE O SETOR IMOBILIÁRIO

NOS JARDINS

O empresário e diretor da empresa MN Imóveis analisa o mercado de imóveis na região e detalha projetos e expansão dos negócios. EXPRESSÃO, 4 e 5

GAZETA lança concurso de reportagem O jornal GAZETA DO OESTE apresenta o concurso “Minha escola é notícia”. Estudantes e professores de escolas integrantes do programa Ler Para Saber Mais poderão participar. MOSSORÓ, 4

INTERCOM VAI REUNIR MAIS DE MIL PESSOAS MOSSORÓ, 2

INSCRIÇÕES AO SISU COMEÇAM AMANHÃ CIDADES, 5

MUTIRÃO DO TJRN JULGARÁ 1.350 AÇÕES CIDADES, 4

FALE COM A GENTE: 3314-1687 — redação@gazetadooeste.com.br; comercial@gazetadooeste.com.br — ESTA EDIÇÃO TEM 72 páginas — PREÇO DESTA EDIÇÃO R$ 2,00


2 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Opinião Circulando em OFF

Espaço Dorian Jorge Freire ENFIM,A CIVILIZAÇÃO

Gilberto de Sousa

Paulo Afonso Linhares - Advogado

gilberto@gazetadooeste.com.br diretorderedacao@gazetadooeste.com.br gilberto-de-sousa@hotmail.com

INFLAÇÃO DEVOLTA O programa nacional do partido Democratas, exibido através da televisão, do qual a governadora Rosalba Ciarlini preferiu não participar, foi totalmente direcionado a bater no governo da presidenta Dilma. E um dos principais pontos do ataque do partido oposicionista foi sobre o retorno da inflação. O líder do Democratas, senador potiguar José Agripino, expôs dados em que revela que o preço da cesta básica subiu em média cerca de 20% em relação ao ano passado, enquanto que o salário mínimo aumentou apenas 9%. Agripino destacou, também, que o governo é gastador, criticou o número elevado de ministérios, 39, e ainda lembrou que nos últimos oito anos o governo petista dobrou a dívida interna. Faz sentido. EM TEMPO Essa questão do aumento da inflação é patente, embora o governo pareça tentar esconder os números. O brasileiro vem perdendo o poder de compra e se endividando. É osso.

CIDADE JUNINA

ALCIVAN COSTA

ORÇAMENTO IMPOSITIVO Os deputados estaduais querem derrubar as negociações de barganha para aprovação de suas emendas através do Orçamento impositivo que vem se propondo. Politicamente isso é péssimo para o governo Rosalba Ciarlini. Anote aí. PARA REFLETIR "Que os vossos esforços desafiem as impossibilidades, lembrai-vos de que as grandes coisas do homem foram conquistadas do que parecia impossível", já dizia Charles Chaplin. TRATAMENTO REPUBLICANO Bem que a governadora Rosalba Ciarlini poderia aprender com a presidenta Dilma a conceder tratamento republicano a não aliados do governo. Alguns prefeitos de oposição estão reclamando da falta de ação do governo em seus municípios. ALIADOS O pior é que gestores aliados também estão reclamando.Quer dizer,são poucos o que estão recebendo atenção do governo. Fazer o quê? POUPANÇA EM BAIXA Pesquisa do Ibope encomendada pelo Serasa revela que 69% dos brasileiros não poupa. A sondagem soma-se aos hábitos financeiros de pessoas maiores de 16 anos. As entrevistas foram realizadas no primeiro trimestre de 2013 com 2.002 pessoas em 142 cidades de todos os Estados brasileiros e Distrito Federal, incluindo capitais, periferia e interior. DESCONHECIMENTO O estudo apontou que o desconhecimento das vantagens financeiras de uma aplicação pode explicar a falta de interesse: mais de metade (52%) dos entrevistados não sabia (24%) ou não informou corretamente (28%) quanto teriam em uma aplicação financeira, após um ano, se investissem R$ 100,00,com juros de 2%.Dos 48% que responderam corretamente (R$ 102,00),a maioria tem curso superior e renda mensal acima de 10 salários mínimos. SALINEIROS Durante o encontro com os empresários na Fecomércio,na sexta-feira,em Natal, o deputado Henrique Alves adiantou que, esta semana, a Câmara deverá aprovar a Medida Provisória que trata da isenção do PIS, Cofins e Pasep dos itens

RELAX

Estudante na prestigiosa Universidade de Brasília,nos fins dos anos '70, fui atraído para um evento que movimentou os meios acadêmicos e políticos brasilienses: uma conferência que reuniria dois ferrenhos adversários da Ditadura Militar, esta que vivia seus estertores, ademais de serem aquelas figuras mitológicas não apenas de Brasília, mas do Brasil: Oscar Niemeyer, um dos magos da arquitetura contemporânea, cujo maior conjunto de obras está em Brasília, e Darcy Ribeiro, o genial antropólogo que, entre tantas coisas que criou, trouxe a lume a mesma Universidade de Brasília. Claro, no auditório lotado era enorme o contingente de agentes (disfarçados, claro) dos órgãos de segurança, com o propósito nem assim tão velado de intimidar os conferencistas e mesmo a plateia, sem sucesso em ambas as hipóteses: aqueles, transmudados em verdadeiras metralhadoras giratórias verbais, logo mostraram porque eram tão odiados pelos então donos do poder, para entusiasmo dos presentes. Nunca aplaudimos tanto e com tamanho entusiasmo; era como um mundo novinho em folhas se mostrasse para nós: pobre e decrépita Ditadura. Na fala de Niemeyer aprendi uma lição importante: falando sobre o trabalho do urbanista Lúcio Costa e do seu próprio, no planejamento da nova capital, ele mostrou as implicações ideológicas dos projetos por eles elaborados; em suma, é um mito apenas a propalada neutralidade da ciência e tecnologia. Mesmo os traços rudimentares de uma arquitetura podem revelar uma visão (ideológica) de mundo. Essa premissa do sábio Niemeyer tem mais uma comprovação com as recentes construções dos novos estádios brasileiros para a Copa do Mundo de 2014. Sem dúvida, essas novas praças de esportes, planejados segundo os padrões ditados pela FIFA, configuram uma enorme quebra de paradigmas arquitetônicos e de segurança dos antigos estádios de futebol brasileiros, compostos de vários aparatos e barreiras tipicamente medievais, como enormes fossos que separavam as arquibancadas dos gramados, além dos tradicionais alambrados e outros tapumes do tipo, isto sem falar na segregação das torcidas e presença nas adjacências dos gramados de fortes aparatos de polícia ostensiva. Os novos leiautes - enquanto distribuição física de elementos num determinado espaço - são capazes de ditar sim novos modelos com-

portamentais, condutas a ser exigidas do torcedor que transcende em muito aquilo que está plasmado no já arcaico Estatuto do Torcedor (Lei nº10.671, de 15 de maio de 2003). Nos novos estádios da FIFA tudo tem como fio condutor uma nova postura do torcedor fortemente embasada nas noções de convivência democrática, solidariedade social e respeito aos direitos de cada cidadão. Passa, por igual, uma forte ideia de dever de cada cidadão pelo bem-estar coletivo, com a responsabilização do que é mais precioso para o torcedor:o seu time responde pelas besteiras que armarem seus simpatizantes. Os clubes de futebol pagam caro pelas badernas de seus torcedores. Foi assim que na Europa inteira os "hooligans" findaram dominados. As brigas, tumultos e invasões do campo de jogo passaram a acarretar severas sanções individuais (prisões,multas,proibições de frequentar estádios,etc.) ou para os clubes (multas, desclassificação em torneios e campeonatos,expulsão das entidades - as ligas - futebolísticas,etc.). Num país civilizado, nestes moldes, o Corinthians, por exemplo,teria sido expulso da Libertadores,além de arcar com enorme multa. Tudo em razão da morte do adolescente boliviano Kevin Douglas Beltrán Espada, vítima de aparato pirotécnico (sinalizador) acionado por torcedor corintiano,durante a partida entre San José e Corinthians, em Oruro, na Bolívia, pela Copa Libertadores da América. Lastimável e triste episódio. No Brasil atual a situação afigura-se tanto mais grave: os clubes estimulam e financiam as tais "torcidas organizadas", grupos de baderneiros cuja motivação é promover arruaças, dentro ou fora dos estádios. Essas gangues uniformizadas, felizmente, são incompatíveis com as novas configurações dos estádios da Copa de 2014. No entanto, elas somente serão eficientes se houver um firme engajamento das entidades desportivas, inclusive os clubes, e autoridades de diversos níveis, desde policiais, gestores públicos, magistrados ou membros do Ministério Público. As atitudes diante de baderneiros e dos clubes que os acobertam devem ser eficazes, rápidas e severas, sem qualquer contemplação para com esses abusos em face das leis. E que atrapalham os espetáculos de futebol. Com efeito, a boa "pedagogia do Jucá", como se diz cá nestes sertões, funciona que é uma beleza. E como civiliza!

Charge

POR: LAÉRCIO EUGÊNIO

Prefeita Cláudia Regina, ontem, comemorando o sucesso do evento Pingo da Mei-Dia

da cesta básica. O sal foi incluído como item da cesta e terá alíquota zero. "Essa é uma conquista importante para a indústria salineira e para a economia do Rio Grande do Norte. Respondemos por 95% do sal brasileiro", frisou. NOS JARDINS O empresário Márcio Oliveira, diretor da MN Imóveis, comenta durante entrevista na seção Nos Jardins da Gazeta, sobre a situação do mercado imobiliário após informações sobre a redução dos investimentos da Petrobras e frisa que, através da empresa MN Story, está explorando outros mercados. A QUEM INTERESSAR POSSA "Envelhecer ganha da alternativa morrer jovem". FPM EM CAIXA A primeira parcela mensal do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) será repassado aos municípios pelo Tesouro Nacional amanhã e com aumento de 11% em relação a idêntico período do ano passado. POSSE NO TRT A mais nova desembargadora federal do Trabalho do Rio Grande do Norte, Joseane Dantas dos Santos, será empossada amanhã, às 9 horas, em sessão solene presidida pelo desembargador José Rêgo Júnior, no pleno do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN). Juíza titular da 7ª Vara do Trabalho de Natal,Joseane Dantas,foi nomeada pela presidenta da República,Dilma Rousseff,pelo critério do merecimento, e assume vaga decorrente da aposentadoria do desembargador Joaquim Sílvio Caldas.

"Minha vida é andar, por esse país/Pra ver se um dia, descanso feliz/Guardando as recordações/Das terras por onde passei/Andando pelos sertões/E dos amigos que lá deixei..." LUIZ GONZAGA

Artigo AS CASTAS E OS OTÁRIOS Rubens Coelho- Jornalista -rubensfcoelho@hotmail.com O Brasil desde a sua "achação", denominada de descobrimento, até nossos dias, tem sido dominado por reduzidas camadas sociais sobre a imensa base dos deserdados. Na colônia foi assim, onde os brancos europeus aqui chegaram para explorar as Terras de Santa Cruz, subjugando os povos nativos, os índios, que generosamente os acolheu. Quando recusaram a submissão,foram massacrados,quase dizimados.Depois veio a escravidão associada ao cultivo da cana-de-açúcar, a extração do ouro e finalmente com o cultivo do café. No decorrer dessa história que ainda não terminou, os brasileiros sempre conviveram com a injustiça social imposta pelas classes dominantes. As castas de exploradores sobrevivem impávidas. Atualmente estão divididas entre os grandes e médios capitalistas, proprietários de quase tudo e os potentados da República, constituídos de altos funcionários dos três poderes:Executivo,Legislativo e Judiciário,que se locupletam com altos salários e privilégios injustificáveis, formando a casta no topo da pirâmide social. Na base dessa pirâmide, a imensa massa de brasileiros que dá duro o ano inteiro para sustentar os privilegiados do Estado, que lhes impõem uma gama de taxas e impostos, umas das cargas tributárias mais altas do mundo para mantê-la nababescamente. A imensa maioria da população que sustenta a casta parasitária dos três poderes é o que, numa linguagem popular, chamaríamos de otários, termo definido pelo Dicionário Auré-

lio, como tolos, ou indivíduos fáceis de serem enganados. E, de certo modo, a carapuça cai na cabeça de todos nós contribuintes. Pois suportamos todo tipo de espoliação, de enganação, sem se indignar, sem se revoltar. Pelo contrário, basta uma novela fútil e imoral da TV Globo, um Jornal Nacional da mesma emissora ou de outras congêneres do mesmo naipe; uma partidinha de futebol no final de semana, nosso time jogar; ser campeão; o forró, o carnaval, pronto. Estamos satisfeitos. É tudo maravilha, dar-se-á um jeito naquilo que não for. Enquanto os deuses do Olimpo vão sugando o sangue da nação espezinhada, sem oferecer qualquer recompensa para o sacrifício. Semana passada o Senado Federal, sob a presidência interina do senador André Vargas, do PT paranaense, promulgou a criação de mais quatro Tribunais Regionais Federais, para se juntar aos cinco já existentes. Nessa brincadeira, as despesas com o Poder Judiciário Federal serão acrescidas anualmente de mais um bilhão de reais, numa avaliação otimista dos especialistas. A criação desses Tribunais asseguraria a celeridade da Justiça no País? Ninguém acredita nisso. Então, por que foram criados? Ora, para satisfazer a interesses políticos da casta dominante e os otários contribuintes pagarem. Usaremos o conceito do Marquês de Maricá, para definir o perverso processo político brasileiro, onde o povo sempre muda de senhores, mas não da condição de espoliado.

Gazeta do Oeste www.gazetadooeste.com.br

Um produto da C. Q. Organização Gráfica e Editorial Ltda. Fundada em 30 de abril de 1977 por Canindé Queiroz

Diretor CANINDÉ QUEIROZ

Diretor-adjunto PAULO LINHARES

Diretor de Redação GILBERTO DE SOUSA

Editora Interina DANIELE SILVEIRA

Av. Cunha da Mota, 96/100 – Centro – Mossoró/RN – Fone: 3314-1687 Site: www.gazetadooeste.com.br – e-mail: gazeta@gazetadooeste.com.br AS MATÉRIAS ASSINADAS SÃO DA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES

Diretor Comercial LEÔNIDAS TERCEIRO


Gazeta do Oeste 3

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Política Rosalba será recebida pelo presidente da República Henrique Alves

Municípios podem prestar serviços de banda larga diretamente à população

EDNILTO NEVES

A

governadora Ro s a l b a Ciarlini (DEM) vai pedir ao presidente da República interino,Henrique Alves, mais empenho para liberação dos recursos da ordem de US$ 540 milhões relativos ao empréstimo que será contraído pelo Estado junto ao Banco Mundial, já que o processo está em tramitação no Senado Federal. A governadora do Rio Grande do Norte tem audiência marcada com Alves amanhã, primeiro dia de trabalho de Henrique como presidente da República, que está no cargo em razão da viagem da chefe do Executivo nacional,Dilma Rousseff, que cumpre agenda amanhã e terça-feira na Europa participando do encerramento do Ano do Brasil em Portugal. Ao confirmar o pedido de audiência, no contato com a imprensa em Natal, a governadora também comentou sobre informações indicando a possibilidade de deixar o partido Democratas e migrar para um partido da base aliada da presidenta Dilma Rousseff.

O Brasil ultrapassou a marca de 100 milhões de acessos à internet em banda larga no dia 7 de maio. Para aumentar esses números, os municípios agora podem prestar serviços de banda larga para a população. A decisão da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) simplifica a prestação de serviço de banda larga pelas prefeituras, e entidades da administração pública direta e indireta e organizações sem fins lucrativos. As novas regras estão no regulamento do Serviço Limitado Privado (SLP). Com a mudança, o acesso à internet será ampliado principalmente pela população não atendiRosalba vai ao Planalto pedir empenho para liberação dos recursos da ordem de US$ 540 milhões

A princípio ela negou a informação, embora tenha continuado a elogiar a postura de Dilma em relação aos pleitos do Estado. Um dos pontos que vem sendo questionados pela imprensa ainda é sobre a recusa de Rosalba em ter participa-

do do programa nacional do DEM na televisão,que foi ao ar na quinta-feira passada. O programa foi direcionado a críticas ao Governo Federal, destacando gastos exagerados através do governo e o retorno da infração. O senador José Agripino,

líder do DEM, não poupou críticas ao governo Dilma, afirmando que o poder de compra do brasileiro está bem menor e fez inclusive comparações em relação ao aumento da cesta básica,em detrimento do aumento do salário mínimo.

Deputados apresentam PEC do orçamento impositivo no Rio Grande do Norte CEDIDA

Seguindo o exemplo da Câmara Federal, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte começa as discussões para tornar o Orçamento do Estado impositivo. Os deputados Kelps Lima (PR) e Nélter Queiroz (PMDB) apresentarão nos próximos dias uma Proposta de Emenda Constitucional para garantir o empenho dos recursos destinados pelos parlamentares aos municípios potiguares. Atualmente, o Orçamento é autorizativo, podendo o governo cumprir ou não a previsão aprovada pelo Legislativo. Cada parlamentar no Rio Grande do Norte apresenta emendas no valor total de R$ 2 milhões, que visam atender aos pleitos dos municípios nos mais diferentes aspectos. O deputado Kelps Lima, por exemplo, apresentou emenda ao Orçamento para a compra de dez viaturas destinadas aos bairros mais violentos de Natal. "Até agora os recursos não foram liberados e nem tenho respostas sobre a previsão do Executivo", disse. Para o parlamentar, a proposta visa corrigir o que ele considera uma distorção da prerrogativa do Legislativo. "As emendas não podem ser objeto de barganhas. A

Kelps condena barganha

CEDIDA

prerrogativa do deputado deve ser respeitada",afirma Kelps Lima. A PEC será apresentada em conjunto pelos deputados Kelps Lima e Nélter Queiroz. "O nosso projeto é semelhante ao do Congresso Nacional para que as emendas sejam prioridade. Ficar negociando com o governo a liberação dos recursos é muito ultrapassado", reclama Nélter Queiroz. Se aprovada, a proposta obriga o governo a liberar recursos das emendas parlamentares, despesas incluídas por deputados no Orçamento, enviado pelo Executivo todos os anos para a Assembleia Legislativa.

Audiência pública sobre sistema carcerário será amanhã Nesta segunda-feira, 10, às 14h30, a Assembleia Legislativa realiza audiência pública para discutir a situação do sistema carcerário no Rio Grande do Norte. Tendo como tema "Sistema Penitenciário:Soluções Possíveis e Urgentes para as Demandas no RN", a audiência pública objetiva debater a realidade carcerária do Estado, com foco para as soluções possíveis e urgentes que possam minimizar os graves problemas existentes nos presídios estaduais. O evento é uma promoção do Centro de Estudos e Debates da Assembleia Legislativa e atende a iniciativa conjunta dos deputados Hermano Morais (PMDB) e Kelps Lima (PR). Foram convidados para a audiência pública representantes das secretarias estaduais de Justiça e Cidadania e de Segurança Pública e Defesa

Social,do Ministério Público, do Tribunal de Justiça, da OAB, da Pastoral Carcerária, dos Agentes Penitenciários, do Conselho Estadual de Direitos Humanos, do Conselho Penitenciário e de outras instituições interessadas em discutir o sistema carcerário do Rio Grande do Norte. Também foram enviados convites para os integrantes da bancada federal do RN em Brasília,o Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). "Queremos discutir as alternativas para solucionar ou minimizar os muitos problemas que afetam o sistema carcerário estadual. Os problemas todos nós já sabemos. Queremos debater quais as saídas possíveis e urgentes para melhorar a realidade dos nossos presídios", diz o deputado Hermano Morais. CEDIDA

Até agora os recursos não foram liberados e nem tenho respostas sobre a previsão do Executivo Nélter: prioridade em emendas

da pelas atuais prestadoras de serviços. Com a alteração do regulamento, os municípios interessados poderão prestar o serviço de forma direta para a população, sem necessidade de contração de empresas terceirizadas. Só será preciso utilizar o Serviço Limitado Privado (SLP). Mas vale lembrar aos gestores que para explorar o SLP, as prefeituras dependem de prévia autorização da Anatel. Além disso, é preciso pagar o valor estabelecido no regulamento de cobrança de preço público pelo direito de exploração de serviços de telecomunicações e pelo direito de exploração de satélite.

Hermano quer saída urgente


4 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Política Projetos da deputada Larissa Rosado melhoram Saúde e Educação

A

deputada estadual Larissa Rosado (PSB) propõe que,nas escolas do Rio Grande do Norte,a Educação Física seja ministrada somente por professores especializados. Ela é autora de projeto de lei, na Assembleia Legislativa, nesse sentido. É que, segundo a parlamentar, a disciplina é ministrada por professores das demais matérias na educação infantil e nas séries iniciais do ensino fundamental, embora não tenham sido preparados nem sejam profissionais da área. "Reconhecemos a boa

vontade e presteza dos professores que cumprem papel, mesmo não sendo da área. Mas, a disciplina precisa ser ministrada por formados em Educação Física. Isso é bom para os profissionais e melhor ainda para os alunos", comenta. SAÚDE Outro projeto da deputada Larissa, aprovado quarta-feira, 5, na Assembleia Legislativa, cria a Semana Estadual para Conscientização e Prevenção ao HPV, que é um vírus que provoca cerca de 90% dos casos de

câncer do colo do útero. "Embora grave, o HPV ainda é pouco conhecido e não existem ações de governo consistentes de informação e tratamento.Por isso, a semana de conscientização é necessária. Queremos institucionalizar essas medidas do RN", explica. Além da campanha de orientação, Larissa lembra ser autora de projeto de lei que torna obrigatória vacina contra HPV na rede pública de Saúde. "Mas, para que haja procura pela vacinação, a população precisa ser informada", observa. JOÃO GILBERTO

Deputada Larissa preside reunião da Comissão de Educação da Assembleia

Luís Roberto Barroso é nomeado oficialmente novo ministro do Supremo A presidente Dilma Rousseff nomeou oficialmente Luís Roberto Barroso para a vaga no STF (Supremo Tribunal Federal) deixada pelo seu antecessor Carlos Ayres Britto. O ato foi publicado na edição de sextafeira (7) do "Diário Oficial" da União. O Senado aprovou sua escolha na última quartafeira (5), após uma sabatina de quase sete horas, na qual ele disse que não sofrerá influência de ninguém na análise do mensalão. Ele também disse que o STF foi duro ao julgar o caso,representando "um ponto fora da curva" em relação a outros julgamentos. Para que ele comece a exercer o mandato, Barroso deverá tomar posse em uma cerimônia formal no plenário do Supremo Tribunal Federal. Caberá ao próprio tribunal marcar a data, mas o mais provável é que só ocorra na segunda quinzena de junho, pois o cerimonial do STF precisa de alguns dias para enviar todos os convites. A cadeira de Britto estava vaga havia mais de seis meses. Oficialmente, foi o mais longo hiato da histó-

ria recente da Corte. A nomeação de Luiz Fux, em março de 2011, até então a mais longa, durou poucos dias a menos. Na época, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou para Dilma a prerrogativa de escolher o sucessor de Eros Grau,que se aposentara em agosto de 2010. PERFIL O indicado como ministro do STF é natural de Vassouras, no interior do Rio, é casado e tem um casal de filhos. Nos tempos de estudante na Faculdade de Direito da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), onde se formou em 1980, o advogado e procurador do Estado era tido por seus colegas de curso como uma espécie de "geninho". Um ano depois de formado era professor assistente de Direito Internacional Privado; em 1995 passou em primeiro lugar no concurso para professor titular da universidade. Repetiu o primeiro lugar que já havia conquistado quando prestou concurso para a Procuradoria Geral do Estado, em 1985 -- ele acumula a função de pro-

curador do Estado com o trabalho em seu escritório de advocacia, com sede no Rio e filiais em São Paulo e em Brasília. Por isso, normalmente divide sua semana entre as três cidades. Segundo informou a assessoria da Procuradoria-Geral do Estado, não há impedimento para que ele exerça a função paralelamente à atuação como advogado, desde que não assine causas contra o Estado Fã de Chico Buarque, Frank Sinatra,de bons charutos e bons vinhos, Barroso fala fluentemente inglês, espanhol e francês. Há dois anos, os desembargadores do Tribunal do Rio fizeram um movimento e tentaram convencê-lo a disputar uma vaga de desembargador pelo Quinto Constitucional. Ele não aceitou. Educadamente disse que pensava em outra coisa para a carreira. A seus amigos da magistratura costuma dizer que não tem "tendência política. Nem direita, nem esquerda". A primeira vez que seu nome surgiu para uma vaga no STF foi no governo Lula, mas o escolhido acabou sendo Dias Toffoli para a vaga no STF.


Gazeta do Oeste 5

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Opinião O SUCESSO QUEM FAZ ÉVOCÊ ELVIRO REBOUÇAS - Economista e empresário Pergunte para qualquer pessoa que estiver perto de você agora: todas querem alcançar a felicidade, o sucesso pessoal. Não perca de vista a humildade, ela deve guiar todos os nossos passos na vida, mas o sucesso (sem confundir com o estrelato) é o primeiro dos objetivos do ser humano. Seja na carreira, no relacionamento com os amigos ou com a família, ser bem-sucedido é o desejo de dez entre dez pessoas, este sentimento vem intrínseco à criatura humana, e é um princípio revestido de decência e elegância. Contudo, poucas delas entram em reação para fazer com que esse sonho se torne realidade. Problemas com saúde, dificuldades de tantas ordens, percalços todos nós temos, dependendo da intensidade, até se chega à depressão, que é a distância angular do horizonte da elevação. A principal justificativa para isso? É muito difícil alcançar a felicidade plena. Entretanto, se você prestar atenção, verá que ser alguém bem-sucedido não é um bicho de sete cabeças. Na verdade, é mais simples do que você pensa. Basta que você siga essas quatro regras simples, mas das quais você não pode se afastar, e quem nos ensina é o austríaco Sigismund Schlomo FREUD (6 de maio de 1856-23 de setembro de 1939), o pai da psicanálise. Sintetizando os ensinamentos no contexto freudiano, podemos arguir: 1. Defina objetivos. Sucesso é algo subjetivo, portanto você deve descobrir o que ele representa na sua vida. Uma vez que você entende o que considera sucesso, pode estabelecer as metas capazes de levá-lo até lá. Escreva uma lista de objetivos todos os dias pela manhã e circule aquele que é mais importante. O critério deve ser sempre "o que posso fazer hoje para ficar mais perto do sucesso?". Isso vai ajudá-lo a manter as ações voltadas para o seu objetivo final; 2. Seja consciente. Ser uma pessoa consciente nas decisões que você toma no dia a dia faz com que suas ações estejam sempre alinhadas com aquilo que você quer conquistar em longo prazo. Tenha um propósito na vida, aja de acordo com os seus valores e não deixe que as pessoas digam a você o que fazer. Lembre-se de que o único responsável por alcançar seu sucesso é você mesmo. Não espere que as pessoas ao seu redor ensinem a você

como chegar lá;

Penso, logo...

Canindé Queiroz

Rubens Coelho Interino - rubensfcoelho@hotmail.com

3. Creia em si mesmo. Por mais difícil que pareça alcançar o seu objetivo, acredite em si mesmo. Só assim você vai se sentir confiante o bastante para seguir em frente mesmo quando os obstáculos surgirem no seu caminho. Talvez pareça difícil (especialmente no começo) acreditar que as coisas podem dar certo pra você, mas é preciso desenvolver um sistema que funcione para ti. Mantenha os pensamentos positivos. Lembre-se: diversas pessoas já alcançaram objetivos grandiosos e nada disso foi feito sem confiança pessoal. Acreditar que você é capaz já é meio caminho para chegar onde você quer; 4. Invista em si mesmo. Querer e acreditar não são suficientes, você precisa agir. Para isso, no entanto, é necessário estar preparado. Cuide de você, tanto física quanto emocional e intelectualmente. Exercite-se, procure aprender algo novo todos os dias, leia mais, procure a leitura ampla e, em particular, os trabalhos literários inerentes à carreira que deseja alcançar. Mantenha em mente que para galgar os seus alvos é necessário ser uma pessoa capacitada, e você só conseguirá alçar objetivos sólidos com competência, zelo, intelecto e entusiasmo no que faz. A vida, hoje, é globalizada, o que acontece no Rio Grande do Norte pode ter repercussão, no mesmo dia, em Tóquio, Pequim ou Nova York. A boa utilização da ferramenta da internet é indispensável. Falar e ler o idioma inglês é atualmente obrigação mundial. É o dialético oficial do planeta, inclusive na Rússia e na China esta - com os seus 1,4 bilhões de habitantes, extensão territorial de 9,6 milhões de quilômetros quadrados, um PIB anual de Us$. 14 trilhões e sendo hoje, ultrapassando os Estados Unidos, o país que mais produz automóveis no mundo - mantendo o seu milenarmente idioma, o mandarim. Procure cursos relacionados com a área de sua vida onde você quer obter mais sucesso, aprenda tudo o que puder sobre aquilo. Mantenha-se uma pessoa ativa, não fique esperando que as coisas caiam do céu. A fé em Deus, a honestidade nos seus atos e no trato com os seus semelhantes, a pontualidade com os seus compromissos assumidos (financeiros ou não) são basilares na sua conduta à grandeza profissional e para sua autoestima.

NUNCA JAMAIS Neste Rio Grande do Norte se viu uma prática política tão sem princípios. O desenho que está se esboçando é de composição entre forças nunca dantes pensadas nem conjecturadas de estar juntas, ou seja, PMDB, PT e o PTB, com Carlos Augusto e Rosalba lado a lado, com os capas pretas petistas, descendo a Avenida Presidente Dutra na campanha de 2014. ESTÃO DUVIDANDO? Pois não duvidem não, tudo é feito pela tal governabilidade de uns, e pelo projeto nacional de outros, para justificar esdrúxulas composições ou decomposições. SERÁ? Que a saída de Rosalba do DEM para ingressar no PTB é mesmo fofoca,como disse José Agripino? Tem muita gente dizendo que o senador quer tampar o sol com a peneira. Essa hipótese parece ser a verdadeira. OPINIÃO DO DEPUTADO Getúlio Rêgo afirmou que o DEM "está vivo", tendo, inclusive, se revigorado nas eleições passadas para prefeito no Brasil, ao eleger prefeitos de cidades importantes,como Salvador (BA), Vila Velha (ES) e Aracaju (SE). No Rio Grande do Norte, segundo Getúlio, o DEM "cresceu muito" nas eleições 2012, inclusive mantendo sob seu controle cidades importantes como Mossoró e Pau dos Ferros. A palavra de Rêgo. ROSALBA PENSA Diferente do deputado Getúlio, pois a governadora Rosalba Ciarlini declarou quando foi abordada sobre a situação do partido,reconhecer que o DEM está enfraquecido.Quem está com a razão? Penso que o deputado Getúlio Rêgo está sendo motivado pela lealdade e Rosalba pela dubiedade. BETINHO O deputado Betinho Rosado já deu o grito de largada, vai sair do DEM de qualquer jeito. E a debandada parece que não vai ficar por aí. CONCEITO WERBERNIANO O antropólogo francês Max Weber, com muita propriedade, conceitua a política: "Há duas maneiras de fazer política. Ou se vive para a política ou se vive da política. Nessa oposição não há nada de exclusivo. Muito ao contrário, em geral se fazem uma e outra coisa ao mesmo tempo, tanto idealmente quanto na prática". Parece até que Weber conheceu a política potiguar. MUDANÇA DE COMANDO O PSDC está prestes a sofrer alterações em seu comando estadual e municipal.São os arranjos para 2014 que começam a mexer com as siglas partidárias ao sabor de seus caciques.

MAIRTON FRANÇA Secretário do Meio Ambiente de Mossoró,pelo elogiável trabalho realizado no município, foi convidado para participar da reunião do Conselho Estadual do Meio Ambiente, que será realizada no próximo dia 11, terça-feira, em Natal. A PROPÓSITO O Cadastro Ambiental Rural,criado pela Lei 12.651/2012, é um registro eletrônico,obrigatório para todos os imóveis rurais, que tem por finalidade integrar as informações ambientais referentes à situação das Áreas de Preservação Permanente APP, das áreas de Reserva Legal, das florestas e dos remanescentes de vegetação nativa, das Áreas de Uso Restrito e das áreas consolidadas das propriedades e posses rurais do País. MONITORAMENTE No âmbito do Sistema Nacional de Informação sobre Meio Ambiente - SINIMA, o CAR se constitui em base de dados estratégica para o controle, monitoramento e combate ao desmatamento das florestas e demais formas de vegetação nativa do Brasil,bem como para planejamento ambiental e econômico dos imóveis rurais.Fiquem atentos proprietários de fazendas, sítios e chácaras, inclusive meu caro diretor de Redação desta GAZETA DO OESTE, Gilberto de Sousa, com seu latifúndio próximo a Mossoró. QUE SE CUIDEM Os que têm conta no cartório, pois o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) desde o dia 6 passado, realiza o Mutirão contra a Improbidade Administrativa,com o objetivo de julgar até o final deste ano as ações de improbidade administrativa e as ações penais relativas a crimes contra a Administração Pública ajuizadas até o final de 2011.A iniciativa busca cumprir a Meta 18, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Seis juízes designados pelo TJRN serão responsáveis pelo julgamento de 1.177 ações de improbidade e 173 ações penais relativas ao período. JUÍZES DESIGNADOS Foram designados para atuação no Mutirão, os juízes Airton Pinheiro,Flávia Sousa Dantas Pinto,Cleanto Alves Pantaleão Filho, José Herval Sampaio, Cleanto Fortunato da Silva e Fábio Ataíde Alves. Quatro deles deverão julgar os 1.177 processos relativos às ações de improbidade e dois ficarão responsáveis pelas 173 ações penais relativas a crimes contra a administração pública. O TJRN dotou ainda uma infraestrutura no Fórum Miguel Seabra Fagundes para o desenvolvimento dos trabalhos do Mutirão. FRASE Todos os pensamentos inteligentes já foram pensados; é preciso apenas tentar repensá-los. (Goeth)


6 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Gerais REPRODUÇÃO

Inflação dos alimentos é a menor desde março de 2012, diz IBGE

O

s alimentos foram os principais responsáveis pela desaceleração do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), de 0,55% em abril para 0,37% em maio. Segundo os dados do IBGE, a alta de preços do grupo perdeu força na passagem do quarto para o quinto mês do ano, passando de 0,96% para 0,31%. A alta dos alimentos em maio é a menor desde março de 2012 quando foi 0,25%, segundo informou Eulina Nunes dos Santos, coordenadora da Coordenação de Índices de Preços do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na sexta-feira (7). “A razoável, mas importante, desaceleração do IPCA, de 0,55% para 0,37% em maio, teve como principal causa o recuo dos alimentos, que vinham desenhando um cenário de alta”, disse. Segundo Eulina, o ritmo menor na alta dos preços dos alimentos se deve principalmente à safra que está entrando no mercado, com uma previsão

de ser uma safra recorde de quase 186 milhões de toneladas. “Também os problemas que vinham sendo causados no escoamento da safra estão sendo debelados e não há dúvida de que a desoneração da cesta básica ajudou. Por exemplo, o óleo de soja está na lista dos desonerados, e soja, milho e arroz concentram 92% da produção agrícola do país”, explicou. O tomate, que foi o grande vilão da inflação por meses, voltou à mesa dos brasileiros, com preços bem mais baixos: após uma alta de 7,39% em abril, registrou recuo de 10,31% no mês passado. “O tomate teve a normalização da oferta. Como o preço subiu muito e o ciclo de plantio é curto, os produtores se animaram a plantar mais. Com isso, a oferta aumenta e preço tende a cair”, informou. Apesar do ritmo menos intenso dos preços, a inflação dos alimentos no ano já acumula uma taxa de 5,98% e em 12 meses soma 13,5%. Eulina disse que ainda

não pode falar em tendência de queda porque a metodologia da pesquisa do IPCA precisa do resultado de pelo menos mais dois meses para consolidar um cenário. “O que os dados mostram em maio é a brusca mudança de movimento de alta, com a perspectiva de safra grande que está sendo colhida agora”, disse. Mas alguns produtos ainda registraram alta, como os feijões, resultado da seca que afeta as lavouras do Nordeste, e toda a cadeia de alimentos derivados do leite, que está na entressafra. OUTRAS QUEDAS Além do grupo dos alimentos, ajudou a desacelerar a inflação o grupo de transportes, com quedas no preço do etanol, devido à safra de cana-de-açúcar entrando no mercado com benefícios para os produtores; da gasolina, que em abril passou a ter um percentual maior de etanol em sua composição; das passagens aéreas, com promoções das companhias; e do carro novo, por conta da prorrogação da redução do

Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), explicou a coordenadora do IBGE. Outras quedas importantes, que diferenciaram maio em relação a meses anteriores, foram as despesas pessoais. Os custos de empregada doméstica, cabeleireiro e manicure, que vinham em alta, caíram em maio. Segundo Eulina, não há ainda se pode afirmar que haja influência da PEC das Domésticas, em relação às empregadas, ou uma retração do consumo, com referência a cabeleireiros e manicures, uma vez que é a primeira vez em meses que esses serviços mostram queda. "É prematuro concluir com o cenário de apenas um mês. Temos que ter mais dois ou três meses para ter uma conclusão”, disse. A coordenadora adiantou alguns impactos esperados no IPCA de junho: reajuste nas passagens de ônibus no Rio, de 7,27% a partir de 1 de junho; aumento de 6,75% nas passagens de ônibus, metrô e trens em São Paulo a partir de 2 de junho; e reajuste nas passagens de ônibus de 11% em Goiânia a par-

Tomate fica mais barato e inflação dos alimentos é a menor em 14 meses

tir de 11 de maio. Tarifas de água e esgoto em Belo Horizonte, com reajuste de 5,25% a partir 13 de maio,

e de 8,51% em Fortaleza a partir de 16 de junho também influenciarão o IPCA de junho.


Gazeta do Oeste 7

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Gerais Coca-Cola e Brahma lideram ranking de marcas que já falam de Copa na TV

O

clima de Copa das Confederações e Copa do Mundo já chegou nos intervalos comerciais e, segundo levantamento da Controle da Concorrência, que monitora o mercado publicitário na TV, Coca-Cola e Brahma foram no mês de maio os anunciantes com o maior número de inserções na TV aberta brasileira de campanhas que "pegam carona" nos eventos. De acordo com o levantamento, a Coca-Cola, que é parceira global da Fifa, liderou o ranking,com 401 inserções no mês de filmes com o tema Copa ou Copa das Confederações.Na viceliderança aparece a Brahma,da Ambev,com 352 veiculações. A marca é uma das patrocinadoras oficiais da Copa das Confederações e da Copa de 2014. Na terceira posição figura a Johnson & Johnson,que também é um dos patrocinadores globais do evento da Fifa, com 331 inserções. No quarto lugar aparece a Oi, outra patrocinadora da Copa, com 297 inserções, seguida pela Hyundai (229), Garoto (142) e Visa (82), que também são parceiras da Fifa.

FOTOS: REPRODUÇÃO

Completam o top 10: Nestlé (61),governo federal (32) e Kia (24). O levantamento leva em conta as propagandas exibidas durante o mês de maio nas emissoras Band,Globo, Record, Rede TV e SBT. A Copa do Mundo de 2014 tem seis patrocinadores nacionais, oito globais, além de parceiros da Fifa que têm direitos globais sobre todos os eventos da entidade. RANKING DO ACUMULADO NO ANO A Coca-Cola também lidera o ranking dos anunciantes com o maior número de campanhas relacionadas à Copa e à Copa das Confederações veiculadas na TV aberta desde o dia 1º de janeiro. No total, foram 914 inserções. Na vice-liderança, considerando o acumulado no ano até maio, está a Johnsons & Johnsons, com 892 veiculações, seguida pelo Banco Itaú, que também é patrocinador oficial do evento, com 695. Completam o top 10: Garoto (476),Ambev (410), Visa (369), Oi (332), Hyundai (314),Nestlé (141) e Wise Up (108).

Brahma é patrocinadora oficial da Copa das Confederações

Coca-Cola lançou a campanha 'Vamos Colorir' para a Copa das Confederações

Receita abre amanhã consulta ao 1º lote do IR 2013, o maior da história A Secretaria da Receita Federal informou que serão abertas na próxima amanhã 10, a partir das 9h, as consultas ao primeiro lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2013, ano-base 2012, e a lotes residuais dos anos anteriores. Ao todo, serão pagos R$ 2,8 bilhões no lote multiexercício, o maior da história,para 1,99 milhão de contribuintes. Até o momento, o maior lote já pago pelo Fisco havia sido em julho do ano passado, no valor de R$ 2,6 bilhões. Do valor total do lote, R$ 2,7 bilhões referem-se ao primeiro lote do IR 2013, englobando 1,96 milhão de contribuintes. O Fisco informou ainda que R$ 2,24 bilhões em restituições serão pagos para 1,73 milhão de contribuintes com preferência no recebimento dos valores, sendo 1,54 milhão de idosos e 191 mil pessoas com deficiência física, mensal ou moléstia grave. CONSULTAS Assim que abertas, as consultas poderão ser feitas por meio do site da Receita, pelo telefone 146 (opção 3) ou via aplicativo para dispositivos móveis

(smartphones e tablets). Os valores das restituições, por sua vez, poderão ser sacados a partir do dia 17 de junho. Ao todo, são sete lotes de restituição, entre junho e dezembro. Ordem de recebimento A Receita estima que o volume de restituições que deverá ser pago em 2013 seja semelhante do do ano passado: cerca de R$ 12 bilhões. Pessoas com mais de 65 anos terão prioridade para receber a restituição do imposto, não importando a forma como a declaração foi feita, assim como deficientes físicos e portadores de doença grave. Na sequência, deverão ser liberadas as restituições segundo a ordem de envio da declaração à Receita. O órgão lembra que, em qualquer uma das situações,é necessário que não haja pendências,irregularidades,erros ou omissões. Na ocorrência de algum destes casos, a declaração é retida na malha fina para verificação. Neste ano, foram recebidas 26 milhões de declarações do Imposto de Renda dentro do prazo regulamentar, ou seja, entre o início de março e o final do mês de abril.


8 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Sociais Karenine Fernandes karenine_f@hotmail.com twitter: @kareninefernand site: www.kareninefernandes.com

Sras. Edna Rêgo Vasconcelos e Ene Pinheiro Moreira, da sociedade pau-ferrense

LISBOA A “Festa dos Destaques”do colunista pau-ferrense Lisboa Batista, foi um sucesso. O evento, que aconteceu no dia 1º de junho, no Clube AABB de Pau dos Ferros, contou com a participação de membros da sociedade pauferrense, de Mossoró e região. A Festa dos Destaques homenageou os profissionais do ano de 2012 e celebrou os 10 anos da coluna de Lisboa Batista. Confira alguns cliques da festa.

PRESENTE ENTRE OS GRANDES

César Rêgo/Fátima Araújo, ela destaque como secretária de Meio Ambiente

De Mossoró na FD: Jormar Paiva/Zélia, Ione Câmara e Zuíla Alves

A Comunidade Católica Shalom, através do Projeto “Volta Israel”, lança no próximo dia 10 de junho a campanha “Vida quero mais”,uma série de atividades que busca dar visibilidade ao Dia Internacional de Combate às Drogas, que transcorre em 26 de junho, bem como despertar consciência preventiva quanto ao uso e abuso de álcool e drogas.

Nilton Figueiredo - destaque médico - e sra. Maria José Vilaça, madrinha da festa

Advogado Ígor Licurgo representou o prefeito Fabrício Torquato, patrono do evento

Leila Fernandes, destaque empresarial com sua Ótica A Graciosa

Padre Sátiro Dantas recebeu homenagem especial do colunista Lisboa Batista

Empresária de moda, Marilac Souza, destaque no ítem ‘Boutique’

Colunistas Wandilson Ramalho e Tica Soares

Klégia Galiza, destaque em Enfermagem na FD

Colunista Sérgio Chaves no comando de um grupo mossoroense

Quatro criativos da equipe Opa! Comunicação Integrada participam do 19º Festival Mundial de Publicidade de Gramado-RS, que aconteceu entre os dias 5 e 7 de junho de 2013. A Opa! é uma das agências sugeridas oficialmente na fanpage do evento no Facebook, presente entre os grandes do mercado publicitário.

LANÇAMENTO...


Gazeta do Oeste 9

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Opinião Neto Queiroz netoqueiroz@uol.com.br

PARA REFLETIR A ÁRVORE ALCIVAN COSTA

NOTAS GERAIS

O PTB no Rio Grande do Norte está sem dono. A comissão executiva era provisória e seu mandato terminou em 4 de maio passado. Quem quer o PTB?

CONTRARIANDO O PARTIDO Fiquei imaginando com meus botões. Rosalba anunciou claramente que apoia o Governo de Dilma. O DEM tem uma orientação nacional de oposição ao Governo Federal. Rosalba está então desobedecendo ao partido, dando motivos para sua expulsão.

O deputado estadual Ezequiel Ferreira, que foi retirado do comando do partido por decisão de Benito Gama, não mais retornará ao comando da sigla.

GOVERNADOR TEM LIBERDADE É claro que a lógica diz que não se expulsa a governadora de Estado de um partido. Ela tem liberdade pra dizer o que quiser e fazer o que quiser. Mas se isso fizer parte de um jogo de cartas marcadas? Bom, aí são outros quinhentos.

A inflação é hoje o único adversário que pode tirar de Dilma Rousseff um segundo mandato na Presidência da República. É o que diz uma pesquisa interna pelo PT.

ROSALBA NÃO IRÁ À JUSTIÇA Penso isso porque descarto completamente a hipótese de Rosalba vir a entrar na Justiça pedindo justa causa para sua saída alegando que foi discriminada ou perseguida pela direção do partido. A exemplo do que já foi feito pelo deputado Betinho Rosado.

Segundo os dados da pesquisa, a população está apreensiva com os rumos da economia brasileira: volta da inflação, PIB pequeno e dólar em alta.

Já está devidamente nomeada uma equipe de seis pessoas integrantes dos quadros da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte que fará o trabalho de transição do reitorado. Faz parte dos preparativos para a posse do novo reitor, professor Pedro Fernandes, que acontecerá em setembro próximo

RÁPIDAS

Era uma vez uma árvore, no meio de uma floresta. Ela era uma árvore muito pequena, de galhos muito frágeis, mas sonhava ser grande e dar muitos frutos. O tempo foi passando, seu caule engrossou e suas folhas se multiplicaram. Um belo dia, ela perguntou à sua mãe quando é que os frutos viriam. - Oh! Meu amor! Não somos árvores frutíferas. Somos só assim, mesmo... E a árvore chorou, porque não tinha nada pra oferecer. Via as pessoas apanharem frutas de suas companheiras, e até folhas medicinais, enquanto ela vivia ali, parada, inútil. Até que ficou tão triste que teve vontade de morrer. Suas folhas, então, foram murchando. Seus galhos começaram a secar. Ela foi ficando cada vez mais curvada, seca, e, no silêncio de sua dor, ouviu um pássaro piar: - Pelo amor de Deus, Dona Árvore! Não faça isto. Minha esposa está chocando nossos filhotes, aqui neste seu galho. Se ele cair, que será de nós? Espantada, ela começou a prestar atenção em si mesma. E passou a reparar quantos seres moravam nela. Tinha uma família de micos-leões. E mais uma casinha de João-de-barro. E mais uns besouros. Uma orquídea em botão, presa ao seu tronco, sussurrou: - Espere um pouco mais, pra ver a surpresa que vou lhe fazer!... Então ela viu as abelhas que se tinham alojado num vão entre suas raízes, onde fabricavam mel saboroso. E viu uma família de pessoas almoçando à sua sombra. E só então ela conseguiu ouvir a voz de Deus em seu coração, dizendo: - Nem todas as árvores têm frutos para dar. Porém algumas, como você, podem ter muito mais a oferecer... A árvore, com aquele pensamento, recuperou a vontade de viver, ficando saudável em poucos dias. Assim, ela pôde festejar quando os passarinhos nasceram, e a orquídea logo se abriu. E até hoje ela está lá, dando cada vez mais sombra, sustentando cada vez mais vidas, feliz por ter encontrado sua verdadeira razão de viver.

PLUGADO

A informação não é exclusiva do Governo. Os partidos de oposição têm dado idênticos mostrando que a volta da inflação é o grande temor dos brasileiros hoje. Pelo cronograma da Câmara dos Deputados somente no retorno do recesso de julho é que entrará em votação a proposta de reforma política. Entre agosto e setembro.

AFRONTA A AGRIPINO Seria uma grande afronta a governadora entrar na Justiça com uma acusação deste porte contra José Agripino, mesmo porque todos sabem que isso não é verdade. Por isso, descarto a hipótese de Rosalba deixar o DEM pela via judicial. SAIR PELA VIA DA EXPULSÃO Por isso que aventei a possibilidade de Rosalba deixar o DEM por outro caminho, pela via da expulsão. Não seria tão honroso, mas evitaria a disputa judicial. Pelo que eu sei, ao anunciar apoio a Dilma, Rosalba está contrariando frontalmente uma orientação partidária. ROSALBA SAIRÁ MESMO DO DEM Só para fechar este assunto, reafirmo minha opinião de que Rosalba vai deixar o DEM. De um jeito ou de outro. Não há como ela costurar a reeleição estando no DEM. Vai lhe faltar aliados necessários a um projeto difícil como esse.

• POLÊMICA - As duas partes têm um pouco de razão nessa briga entre o Governo do Estado e os professores com relação às horas extras. • JORNADA - A jornada de trabalho do professor é de 30 horas. E não consta que ele esteja trabalhando além disso. Por isso não existem horas extras. • DÚVIDA - A polêmica aqui é se das 30 horas trabalhadas, 20 são em sala de aula e 10 em atividades extraclasse, como manda a lei. • EXTRAS - O sindicato alega que os professores estão dando 24 horas aula em sala e por isso teria direito a quatro horas extras por semana. • SALAS - O Governo responde dizendo que não existe a história dos professores ficarem fora da escola nas 10 horas extraclasse.


10 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Esporte

Pressionado, Brasil enfrenta a França Seleção espera voltar a derrotar um campeão mundial para embalar rumo a Copa das Confederações

ogo amistoso, mas com peso de decisão para o Brasil. O confronto diante da França, hoje, às 16h, na Arena do Grêmio, não é apenas o último teste antes da estreia na Copa das Confederações, como também significa a chance derradeira de por fim a um jejum que incomoda a Seleção. Sem vencer uma equipe campeã mundial desde o fim de 2009, o Brasil é cobrado por um resul-

J

tado convincente aliado a uma boa exibição. Situações que polarizaram os temas das coletivas durante as duas primeiras semanas de trabalhos no Rio de Janeiro e em Goiânia. Pressão que aumentou, principalmente, após o empate com a Inglaterra, no Maracanã. Fato que faz com os jogadores reconheçam a necessidade por uma resposta rápida e efetiva. "Estamos nos ajeitando. Os jogadores estão se doando. E é importante ter alto crítica. Trabalhamos com dedicação e amor", disse o zagueiro Dante. E dentro do contexto de desprestígio comparada a outras seleções, o Brasil caiu para a 22ª colocação no ranking da Fifa, divulgado esta semana. Mais um agravante com conotação negativa para contrariar o grupo, que rebate. Talento que precisará se

sobressair contra um adversário cujo retrospecto é equilibrado. Nos 14 confrontos entre Brasil e França, cada equipe venceu cinco vezes, além de quatro empates. Nos últimos anos,porém,os franceses têm levado a melhor. Eles foram responsáveis, por exemplo, por três de cinco eliminações recentes do Brasil em Copas. E o encontro de 2011, o último até então, a França venceu por a 1 a 0. Situações e retrospecto, portanto, que redobram as atenções dos brasileiros para o jogo de domingo. "A França tem um ataque muito veloz. Temos de tomar cuidado com os contraataques. O sistema defensivo deles também é consistente, com jogadores muito fortes fisicamente", destacou o zagueiro Thiago Silva. Para o jogo na Arena do Grêmio, o Brasil não pode contar com Leandro Da-

mião. O jogador, com lesão muscular na coxa direita,foi cortado até da lista da Copa das Confederações. Jô, do Atlético-MG,foi chamado por Felipão. A França deverá ter mudanças na base do time que enfrentou o Uruguai, na quarta-feira, e foi derrotado por 1 a 0, no Centenário. Dos jogadores que começaram a partida, somente Mauitidi,Valbuena,Payet e Gourcuff devem ser mantidos para pegar o Brasil. BRASIL: Julio Cesar, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz, Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Oscar; Hulk, Neymar e Fred. Técnico: Luiz Felipe Scolari. FRANÇA: Lloris, Debuchy, Rami, Sakho e Mathieu; Cabaye, Matuidi, Payet, Valbuena e Gourcuff; Benzema. Técnico: Didier Deschamps. JEFFERSON BERNARDES/VIPCOMM

Seleção de Felipão tem hoje nova missão de voltar a vencer um grande adversário do futebol mundial

Lucas revela cobrança de Felipão para reforçar a marcação MOWA PRESS

O meia-atacante Lucas foi um dos escolhidos da Seleção Brasileira, na manhã de sexta-feira, para atender à imprensa. Durante entrevista coletiva, o meia, que tem sido utilizado no banco de reservas, revelou que é cobrado pelo técnico Luiz Felipe Scolari no sentido de marcar os laterais. "O Felipão cobra os atacantes que jogam pelas laterais. Pede pra que ajudem na marcação e que tenham consciência para partir para cima. Tanto eu quanto o Hulk ouvimos bastante dele", declarou. Contratado pelo PSG no meio da temporada europeia, Lucas garante que seu

futebol já melhorou muito com a experiência e acredita que pode contribuir de novas maneiras para a Seleção. "Percebo uma melhora, principalmente na parte tática. Temos uma filosofia de trabalho diferente lá na Europa. Disputamos os melhores campeonatos do mundo e, conhecendo os melhores jogadores, tenho a chance de me fazer conhecido. Está sendo muito bom para mim e espero poder ajudar o Brasil com isso", concluiu. A Seleção entra em campo neste domingo, contra a França, a partir das 16h (de Brasília), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Lucas tem que fazer serviço 'pesado' pra agradar Felipão


Gazeta do Oeste 11

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Esporte Desfalcado e na lanterna do Brasileirão, Cantinho da recordação Atlético-MG recebe o Grêmio em Sete Lagoas Olismar Lima

SITE DO GALO

m jogo adiado pela segunda rodada do Brasileirão,Atlético-MG e Grêmio se encontram neste domingo na Arena do Jacaré. Com o Independência já entregue à Fifa, a equipe mineira irá buscar seu primeiro triunfo no Brasileirão em Sete Lagoas, enquanto os gaúcho tentam se aproveitar do compromisso longe do caldeirão do Horto para surpreender e encerrar a série invicta do Galo dentro de casa. Com apenas um gol marcado nas primeiras três partidas, o Atlético-MG quer dar fim ao tabu negativo de seis jogos sem vitórias e vencer o tricolor gaúcho na Arena do Jacaré.Para isso, Cuca terá que mexer no time mais uma vez. Além de Rever e Bernard, o artilheiro Jô também partiu para a Seleção Brasileira e não joga mais nesta primeira parte do torneio nacional. Ronaldinho Gaúcho e Diego Tardelli, ausentes na derrota diante do Vasco, voltam à equipe e são a principal esperança do torcedor alvinegro para somar os três pontos. Ao lado de Luan, os médios ofensivos irão municiar Alecsandro, novo centro avante do time principal."A equipe é essa, o time titular que a gente tem hoje é este. É um bom time, tenho certeza que vamos fazer bom jogo",falou o técnico Cuca. Após a vitória sobre o Vitória durante a semana, o Grêmio chega a um momento bastante diferente do que inicio o Brasileirão. Após a eliminação na Libertadores, a tranquilidade paira sobre o clube gaúcho,

E

HERMANO SILVA

REPRODUÇÃO

Hermano Silva - craque que sagrou-se campeão estadual de futebol, defendendo Potiguar e Baraúnas

Diego Tardelli está de volta ao Galo depois de ser desfalque contra o Vasco

que tem percentual de líder da competição. Irá se igualar no número de jogos apenas na próxima quarta-feira. O técnico Vanderlei Luxemburgo não deu indícios do time que entra em campo. A tendência é que o meia Guilherme Biteco permaneça no meio-campo, na vaga de Elano, que mesmo com o gol marcado pode seguir no banco de reservas. Adriano segue no lugar de Fernando. "O Atlético é o Atlético. Não muda a situação. Eles

tem ambiente no Independência,mas em Sete Lagoas é a casa deles também. Jogaram em 2010. Vão vir para cima, precisam ganhar", comentou o volante Souza. Enquanto encara o Galo, a Arena tricolor será palco do amistoso da Seleção Brasileira com a França. O jogo foi mudado de data justamente por conta do jogo, já que estava previsto duelo para sábado com o São Paulo, que agora acontece na próxima quarta.

AT L É T I C O - M G : Victor, Marcos Rocha, Gilberto Silva, Leonardo Silva e Richarlyson; Pierre e Leandro Donizete; Ronaldinho, Luan, Diego Tardelli e Alecsandro. Técnico: Cuca GRÊMIO: Dida; Pará, Werley, Bressan e Alex Telles; Adriano, Souza, Guilherme Biteco (Elano) e Zé Roberto; Kleber e Barcos. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Fluminense enfrenta o Goiás no Moacyrzão O Fluminense recebe o Goiás hoje, às 18h30, no Moacyrzão, buscando a manutenção do bom momento na casa recém-adotada. Enquanto o tricolor tenta se recuperar do revés no meio de semana para o Coritiba, no Couto Pereira, o Esmeraldino chega empolgado em razão da vitória por 1 a 0 contra o São Paulo, no Morumbi.

O técnico Abel Braga deverá manter o time que foi derrotado pelo Coxa no meio de semana. Após a partida, o treinador enfatizou a injustiça do resultado, uma vez que o Flu foi melhor, mas não conseguiu concluir as oportunidades em gols e acabou derrotada. O goleiro Ricardo Berna garantiu que o Tricolor

já esqueceu o resultado negativo e vai forte para o jogo. "A gente tem um grupo muito confiante. Grandes jogadores, todos maduros, sabemos da responsabilidade de vestir uma grande camisa como a do Fluminense e futebol é assim. Já tem que pensar na próxima partida. Sabemos que temos sempre que vencer vestindo essa camisa e

estamos focados no Goiás. Na oitava posição do Brasileirão com seis pontos, o Flu precisa da vitória para ficar próximo da liderança. Cabe lembrar que o Tricolor tem um jogo a menos, uma vez que o jogo contra a Portuguesa, válido pela segunda rodada da competição, foi adiado em razão da disputa da Libertadores.

Dando continuidade à busca dos craques que atuaram no nosso futebol, trouxemos para esta edição um pouco da história de Hermano Silva,atleta que defendeu os chamados grandes clubes do futebol local - Potiguar e Baraúnas, bem como São Gonçalo e Santa Cruz, ambos filiados à Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF). O nome completo do nosso focalizado é Hermano Heneng Ferreira da Silva, irmão de sangue do nosso saudoso confrade da imprensa esportiva local,Hélio Silva,que atuou nas principais emissoras da terra de Santa Luzia. Defendendo as cores do Potiguar e Baraúnas, sagrouse campeão estadual de futebol,respectivamente nas temporadas de 2004 (pelo Time Macho) e 2006 (pelo Mais Querido). No alvirrubro teve a sua primeira participação no certame estadual de futebol, temporada de 1995, por ocasião da disputa do 22º campeonato, à época coordenado pela FND. Sua estreia aconteceu no dia 19 de março do citado ano, aqui mesmo no 'mundão' do Nova Betânia, por ocasião do jogo envolvendo Potiguar versus Caicó, que apontou a vitória do quadro príncipe, pelo placar de dois tentos a um. Observe a súmula do referido jogo.Potiguar:Ivanoé; Pedrinho, Edson, De Leon e Neto; Luciano (Hermano Silva), Everaldo, Júnior Xavier e Gato;Cícero Ramalho e Naldo (Oldair). Caicó: Abdon; Josa, Paulinho, Bega e

Robson (Paulo);Edson,Jailson,Gilmar e Chiquinho Bala; Joãozinho (Augusto) e Wlisvan. Os tentos do jogo foram assinalados através de Cícero Ramalho e Neto, para o Potiguar, cabendo a Jailson descontar para o Caicó. Árbitro da partida, Ivan Silva,assistido nas bandeiradas por José Emídio e Wilson Jorge. Renda do espetáculo: R$ 10.817,00,para 3.264 torcedores que compareceram ao Nogueirão. Por sua vez, a estreia do nosso focalizado no Baraúnas, deu-se no dia 20 de março de 2005, oportunidade em que, no Estádio Professor Manoel Leonardo Nogueira, o 'Mais Querido' foi derrotado pelo Assu, por três tentos a um. Os clubes estiveram desta forma, delineados. Baraúnas: Isaías; Da Silva, Pedrinho, Haroldo e Kléber (Hermano Silva);Danilo (João Batista/Jackson), Amarildo, Álvaro e Val; Henrique e Cícero Ramalho. Assu:Dida;Sandro (Paulo Isidoro), Pantera, André e Diassis; Fernando, Naldo, Paulinho e Elissandro (Pione); Luciano Paraíba (Viola) e Marcelo.Cícero Ramalho marcou o único tento do Baraúnas, cabendo a Marcelo,duas vezes,e Luciano Paraíba, os gols que levaram o Camaleão do Vale à vitória. Árbitro do jogo: Adonei Nagib de Carvalho França, assistido por Luiz Carlos Câmara e Clístenes Junny. Renda da partida: R$ 9.484,00,para 1.824 pagantes. Este,portanto,o registro de Hermano Silva, que será para sempre reverenciado na galeria de valores do nosso Cantinho da Recordação.


12 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Gerais Conselho Nacional do Ministério Público afasta Demóstenes por mais 60 dias ABR

O

Conselho Nacional do Ministério Público decidiu afastar o procurador de Justiça e senador cassado Demóstenes Torres de suas funções no Ministério Público de Goiás por mais 60 dias. Ele foi promotor e procurador de Justiça em Goiás antes de ser eleito senador, e havia voltado ao cargo depois da cassação. A decisão, do dia 28 de maio, é da relatora do caso Demóstenes no conselho, Cláudia Chagas, e ainda precisa ser referendada pelo plenário do órgão. Este não é o primeiro afastamento de Demóstenes depois de reassumir o posto. Sua remoção anterior perderia a validade em 1º de junho, três dias depois de proferida a decisão. O ex-senador está longe do cargo desde o ano passado. Apesar disso, ele continua recebendo pela função. No mês passado, sua remuneração bruta, contando salário e outros rendimentos, superou os R$ 40 mil. Em abril, o Conselho Nacional do Ministério

O ex-senador Demóstenes Torres, cassado no ano passado

Público decidiu que Demóstenes tem direito à vitaliciedade ao cargo de procurador de Justiça no Ministério Público de Goiás. Com isso, o órgão não poderá demiti-lo no processo administrativo no qual investiga a sua relação com o empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Agora, para que ele seja demitido do cargo, seria

preciso uma decisão da Justiça. A pena máxima que o próprio órgão pode aplicar a Demóstenes é a aposentadoria compulsória. HISTÓRICO Em julho de 2012, o Senado cassou o mandato de Demóstenes por 56 votos a 19. O ex-parlamentar é acusado de mentir sobre suas relações com Carlinhos Cachoeira e de usar

seu cargo para beneficiar os negócios do empresário. Até a decisão final, ele tentou convencer os senadores de que falou a verdade sobre sua ligação com Cachoeira, de quem disse ser apenas amigo. A Folha tentou entrar em contato com o advogado de Demóstenes, Neilton Cruvinel Filho, na tarde da quinta-feira (6), sem sucesso.

Dilma diz que eleição de brasileiro à OEA é ‘motivo de orgulho’ A presidente Dilma Rousseff, em nota oficial, afirmou na sexta-feira que a eleição do ex-ministro Paulo Vannuchi para a Comissão Interamericana de Direitos Humanos é "motivo de orgulho para o governo brasileiro". "No Brasil, Vannuchi consolidou o papel institucional da Secretaria de Direitos Humanos e contribuiu para o resgate da verdade histórica sobre as vítimas da ditadura", diz Dilma. Segundo a presidente, "sua capacidade de trabalho, seu empenho e dedicação" vão assegurar que ele dê uma "contribuição importante" à comissão da Organização dos Estados Americanos. Anunciada anteontem à noite na Assembleia-Geral da OEA, na Guatemala, a vitória consolida o maior

passo de reaproximação,até agora, do governo brasileiro em relação à comissão e à organização. As relações entre o país e os organismos estavam estremecidas desde 2011, quando a CIDH emitiu medida cautelar para forçar a suspensão das obras da usina de Belo Monte (PA) por possíveis impactos na comunidade indígena. "Aquele problema naquele momento,aquela tensão foi superada pelo próprio diálogo. Naquele momento, nós nos empenhamos em demonstrar que de fato a construção de Belo Monte, ainda que houvesse problemas,todo o processo de consulta, todo o processo de audiências publicas foi feito dentro daquilo que a lei determinava", disse o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) mais cedo. ANTONIO LACERDA/EFE

Ex-ministro Paulo Vannuchi, em entrevista no Rio em maio


Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Mossoró

ESPECIAL

PEC DAS DOMÉSTICAS Editora: Monalisa Cardoso mossorogazetadooeste@gmail.com

Cresce procura por escolas de tempo integral

3

Tradição junina caracteriza nordestinos

6e7

Cuidado com os prazos de entrega de imóveis ALCIVAN COSTA

Diversos fatores contribuem para que os compromissos não sejam cumpridos

V

ez ou outra é comum a entrega de imóveis atrasar por diversos motivos. Problemas financeiros ou de gestão das construtoras,intempéries,burocracia, falta de material e de mão de obra são alguns dos fatores que contribuem para adiar o momento tão sonhado pelos compradores. O presidente do Sindicato das Indústrias da Construção Civil de Mossoró (SINDUSCON), Jorge do Rosário,lembrou que Mossoró passou por um período difícil sem mão de obra qualificada. Somando-se a isso, a falta de matéria-prima e chuvas são determinantes para que haja atrasos. "Não posso responder por questões específicas, mas cada empresa tem sua forma de trabalhar,seu cronograma, os prazos de entrega. Tudo isso deve estar no contrato.O consumidor que estiver sendo prejudicado deve procurar a construtora para conversar e, se não tiver o problema resolvido, deve procurar seus direitos", detalhou Jorge do Rosário. Na opinião do presidente do Sinduscon,a burocracia em conseguir aprovação

dos projetos são outros empecilhos. "Quando vai ser construído um imóvel é preciso fazer o projeto arquitetônico e o projeto de combate a incêndio. O problema é que o de combate a incêndio leva de seis meses a um ano para ser aprovado pelo Corpo de Bombeiros, que não tem funcionários e estrutura suficiente para atender a grande demanda. A liberação junto à Prefeitura é relativamente rápida - leva de um mês a 45 dias. Quer dizer, isso é mais um motivo para que os imóveis atrasem", explica o construtor. No contrato de aquisição deve constar a data em que a construção será iniciada,a data de entrega junto com o prazo de carência que leva em conta imprevistos e outros fatores que possam atrasar a finalização da obra. Todas as condições devem estar bem descritas no documento. Ao assinar, o comprador está corroborando com as condições elencadas pela empresa. DIREITOS - O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON) municipal não recebe muitas denúncias sobre o problema,mas orienta que,antes de comprar, o consumidor procure saber o histórico da construtora - se costuma atrasar a entrega dos empreendimentos. O interessado também deve se ater a todas as cláusulas que existem no contrato e nunca assinar sem ler todas as páginas. "Quem já adquiriu um imóvel e já passou o prazo de receber deve verificar no edital se existe a condição

Data de entrega do empreendimento e carência do prazo devem estar no contrato ALCIVAN COSTA

de que a empresa está livre de sofrer alguma multa por atrasar por determinado motivo", orienta a diretora do órgão, Catarina Alves, em relação aos termos constantes no edital. O cliente que se sentir prejudicado pode acionar a Justiça cobrando o pagamento do aluguel residencial atual, se for o caso, enquanto o seu imóvel não é entregue pela construtora. REPULSA - O proprietário de uma imobiliária, Márcio Oliveira, comenta que a cultura de atrasos está mudando em Mossoró. "O cliente não está mais admitindo atitudes como essa das construtoras. O mercado dá sinais de rejeição a quem costuma atrasar.Eu vejo poucas empresas que ainda estão inadimplentes

Catarina Alves orienta que clientes procurem conhecer o histórico da empresa antes

com a entrega dos seus projetos. Ou a empresa se ade-

qua ou perde mercado. O cliente compra e espera re-

ceber no prazo previsto e ele está no seu direito",explica.


2 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Mossoró

Intercom Nordeste reúne mais de mil pessoas CÉLIO DUARTE

CEDIDA

Estudantes e professores de universidades nordestinas chegam a partir da próxima quarta, 12

P

esquisadores e estudantes de Comunicação Social de universidades de todo o Nordeste se encontram em Mossoró a partir da próxima semana,noIntercomNordeste 2013, maior congresso da áreanaregião.OeventoacontecenocampuscentraldaUniversidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), entre os dias 12 e 14 de junho. A Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (INTERCOM) é uma das entidades mais respeitadas na área. Mais de mil pessoas se inscreveram no congresso, que neste ano contará com a presença do jornalista Marcelo Canellas, da Rede Globo, como um dos palestrantes.Durantes os três dias,estudantes de Comunicação vão participar de palestras, mesas-redondas e apresentação de trabalhos sobre as-

Evento acontecerá no Campus Central da Uern

suntos diversos ligados à Comunicação Social. O professor doutor Pedro Nunes, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB),fará a conferência de abertura oficial do congresso, na noite desta quarta-feira, abordando a relação entre mídias digitais e o cotidiano no mundo contemporâneo.Pela manhã, professores da UFPB, UFRPE,UEPB e UFRN debatem sobre o tema:"50 anos de ensino de Comunicação no Brasil" e prestam uma homenagem ao professor José Marques de Melo,referência nacional nos estudos da área.

As duas apresentações acontecem no Ginásio Poliesportivo da Uern. Os professores envolvidos na organização do congresso afirmam que a participação superou as expectativas. "Tivemos mais de mil inscrições efetivadas, o que para um congresso regional é uma grande marca,além de uma grande responsabilidade", disse o chefe do Departamento de Comunicação Social (DECOM/UERN) e um dos organizadores, Fabiano Morais. Para a professora Marcília Mendes, coordenadora geral, a realização

Jornalista Marcelo Canellas fará palestra de encerramento

do evento em Mossoró é um marco importante na história do curso de Comunicação da Uern. "Estamos completando dez anos de história e trazer o maior evento da área para nossa cidade é coroar este momento de comemoração para professores, alunos e técnicos que fazem o Decom",disse.Mais de 100 pessoas, entre professores, alunos e técnicos administrativos estão trabalhando na organização do congresso. Os congressos da Intercom acontecem anualmente.As etapas regionais atuam como uma preparação para

Marcelo Canellas fará encerramento Uma das grandes noites do Intercom Nordeste será a de encerramento, onde acontece a entrega dos troféus aos vencedores da Expocom, exposição de trabalhos de alunos,uma das marcas do evento.Mas,em Mossoró, a organização do congresso decidiu tornar a noite ainda mais especial, com

a palestra do jornalista Marcelo Canellas,um dos melhores repórteres do jornalismo brasileiro da atualidade. Repórter nato, daqueles que sabem contar como ninguém uma história da vida real, Marcelo Canellas fará palestra sobre "A aventura da reportagem", a partir das 19h30,no Teatro Municipal

Dix-huit Rosado. Antes da palestra, acontecerá o Lançamento de Produtos Científicos (LPC) e uma apresentação musical acústica. O professor do Decom/Uern Esdras Marchezan, membro da organização, disse que a presença do repórter contribuiu também com a grande procura dos

estudantes pelo evento. "Trouxemos um profissional que tem muito a contar, muito a compartilhar com os estudantes, e, principalmente, um repórter que tem o espírito da reportagem, que é o de ir às ruas em busca de grandes histórias que possam ser compartilhada com o público", disse.

Congressistas terão descontos em estabelecimentos Desde os primeiros preparativos para o congresso, a organização decidiu buscar meios de facilitar a vida dos congressistas durante a estada em Mossoró. Em época de Mossoró Cidade Junina,desconto em bares e lanchonetes da Praça da

Convivência surgem como grande atrativo para quem chega à cidade. Para isso a organização criou o cartão-desconto, em parceria com a empresa Glamour Produções e Eventos. O cartão será entregue aos primeiros mil

credenciados no evento. "Com ele o congressista terá descontos especiais em estabelecimentos da Praça da Convivência. Isso é mais um atrativo que pensamos para os participantes", disse o professor Fabiano Morais.

FESTA – No dia da abertura, na quarta-feira, os congressistas receberão uma grande festa de boas-vindas.A festa acontecerá no Tenda Music Club,às 22h,com shows de DJ Bruninho, Arthur Soares e Forró dos 3. A entrada é restrita aos participantes.

a edição nacional, que neste ano acontecerá em setembro, em Manaus. APOIO- Para realização do evento, o Decom/Uern

conta com o importante apoio de parceiros como a Prefeitura Municipal de Mossoró, TCM, F. Souto, Fapern,Glamour Produções e Eventos e Porreta Design.


Gazeta do Oeste 3

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Mossoró

Cresce procura por escolas de tempo integral ALCIVAN COSTA

ALCIVAN COSTA

Aumento ocorreu após aprovação da PEC que amplia direitos dos empregados domésticos

D

esde que a Proposta de Emenda Constitucional (PEC), que assegura e amplia dos direitos dos empregados domésticos entrou em vigor,a procura por escolas em tempo integral cresceu. "O fluxo aumentou muito", confirma a proprietária de uma das creches da cidade, Renata Crisóstomo. Segundo ela, o aumento no movimento se deu a partir do momento que a aprovação da PEC foi divulgada na mídia. São vários telefonemas e visitas realizadas ao local. Renata estima que o crescimento foi de 50% na procura. Já a incidência de matrículas efetivadas, até o momento, aumentou cerca de 15% a 20%. Com base nas visitas realizadas no final de 2012 por algunspaisainstituição,aexpec-

Renata Crisóstomo estima que procura aumentou em 50% e matrículas em torno de 15% a 20%

tativa já era de aumento, mas essecrescimentofoisuperiorao estimado por causa da lei. De acordo com Renata Crisóstomo, os pais consideram mais barato pagar uma creche em tempo integral.Alguns daqueles que deixavam suas crianças meio período no local já estão optando por tempo integral.

Também por causa da aprovação da Proposta de Emenda Constitucional, a instituição já está providenciando as adequações para oferecer os serviços em um novo turno, que seria das 18h às 22h. A ideia é atender o público composto por pais que trabalham nesse horário, como os professores

Algumas crianças permanecem na creche em tempo integral

universitários,por exemplo. Renata Crisóstomo diz que a intenção já existia e a procura também, mas com a nova lei o objetivo foi reforçado e, em breve, o serviço deve ser estendido para o período noturno. "Eu já tinha uma certa procura", diz ela, lembrando que antes de expandir o

horário era preciso ter estrutura e equipe para isso. A creche atende crianças dos três meses aos cinco anos de idade. A instituição oferece pré-escola e para as crianças que permanecem no local em tempo integral são os pais que decidem o horário de aulas. Algumas estudam em outros locais e

ficam na creche durante o contraturno. O tempo de permanência de cada criança varia de acordo com a necessidade dos pais. Alguns chegam a permanecer no local o dia inteiro. Em geral, são as crianças de três meses a três anos as que passam mais tempo na instituição.


4 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Mossoró Fé & Vida Joscelito Marques joscelitomarques@hotmail.com site: www.jocelitomarques.blogspot.com

Refletindo o evangelho "JESUS É O SENHOR DA VIDA" Lucas 7, 11-17 "... Disse Jesus: Moço, eu te ordeno, levanta-te". (Lc 7, 14) Quem já não ouviu falar do episódio da viúva de Naim? No Evangelho de hoje nos deparamos com essa mãe angustiada. Uma viúva que por infelicidade perdeu seu único filho e que por felicidade encontrou-se com Jesus.Conhecendo-se as mães como conhecemos,acredito que ela não estava apenas chorando. A seu modo, devia também estar rezando por seu filho. O evangelista Lucas nos diz que Jesus, ao vê-la encharcada de lágrimas, teve compaixão. Jesus tentou consolá-la dizendo: "Não chores!". Antes mesmo que parasse de chorar, Jesus tomado pela misericórdia tocou no caixão e ordenou que o jovem se levantasse. O morto sentou-se e começou a falar. Uma coisa que nos chama a atenção é o fato de Jesus entregar o jovem à sua mãe. Coloque-se no lugar dela. Como você se sentiria recebendo de volta seu filho que estava morto? Jesus faz exatamente isso. Devolve-lhe a sua maior riqueza, seu único filho. Será que existe para uma mãe algo mais valioso do que um filho? Só mesmo alguém que ama, verdadeiramente, é capaz de imaginar e entender a alegria estampada no rosto daquela pobre mãe. Lucas acentua que a notícia do fato correu por toda Judeia. A partir desse episódio, muitas outras mães devem ter recorrido a Jesus, pedindo por seus filhos. Em resumo, esse Evangelho deve fortalecer nossa certeza no poder da oração. Se você é mãe, ou pai, não importa. Basta amar e recorrer a Jesus. A boa notícia de hoje é a certeza de que Deus é misericordioso. Sabe das nossas necessidades e, mesmo nos momentos mais escuros, é Luz, é Caminho e Vida. Ele sempre está perto, pronto a nos ajudar.

“ ”

... Eu te ordeno: levanta-te, toma o teu leito e vai para tua casa. (Lc 5,24c)

GENTE DE FÉ

Homenageamos hoje no "Gente de Fé" o novo presbítero de nossa Diocese, ordenado dia 1º de junho, por Dom Mariano Manzana, em missa na Matriz Senhora Santana, em Campo Grande/RN, às 17 horas. Ramilson Raimundo de Moura é o 17º sacerdote ordenado por Dom Mariano Manzana à frente da Diocese. Ramilson Raimundo de Moura, 37 anos, é natural de Patu/RN, filho do casal Antônio de Moura (falecido) e Maria das Mercês Francelino e tem 11 irmãos. Estudou Filosofia e Teologia e esteve a serviço como diácono na Paróquia de Senhora Santana, no município de Campo Grande/RN. O lema da ordenação presbiteral escolhido foi "Eu sou o Bom Pastor, conheço as minhas ovelhas e elas me conhecem". (Jo 10,14). CEDIDA

UMA VITÓRIA A CADA DIA Jesus nos ensina que a cada dia basta o seu cuidado (Mt 6,34).Assim temos vivido eu e minha família: recebendo uma graça a cada minuto, um milagre a cada amanhecer. Respondendo aos vários e-mails de irmãos que acompanham a nossa luta, posso dizer que nosso filho Lucas está melhor a cada dia. Deus tem feito maravilhas na vida dele e na nossa também. Até andando já está, graças a Deus e a oração de todos. E, continuamos rezando firmemente para que também a cirurgia em Natal seja mais uma graça a ser testemunhada. Agradeço e abraço fraternalmente a todos. Paz e bem! 40 ANOS A Arquidiocese de Natal noticiou e a coluna registra a merecida sessão solene realizada no auditório Angélica Moura, da Secretaria Estadual de Educação - SEEC/RN, dia 03/06, em Natal. O evento marcou as comemorações alusivas aos 40 anos da instituição do ensino religioso no Rio Grande do Norte. A todos os educadores que se empenham em fazer do ensino religioso um caminho de diálogo e tolerância religiosa, o nosso mais sincero parabéns! Avante, amigos! SANTO ANTÔNIO A Festa de Santo Antônio 2013, da Paróquia de São José, já acontece desde o dia 31 de maio. Os fiéis celebram com alegria sua devoção ao Santo Taumaturgo através de um Trezenário. A coluna saúda ao Padre Carlinhos e todos os agentes que colaboram com aquela festa tão bem organizada. O Trezenário termina dia 13 de junho, com a tradicional procissão pelas ruas do bairro Santo Antônio. Viva Santo Antônio!

ROMARIA Neste domingo o Apostolado da Oração realiza sua 3ª Romaria ao Santuário de Nossa Senhora dos Impossíveis no Lima, em Patu. FESTA DE SÃO JOÃO De 14 a 24 de junho acontecerá a Festa de São João Batista 2013, na Paróquia homônima aqui em Mossoró. O tema central da Festa é: "Creio na Paróquia, Comunidade de Fé e Comunhão". Além dos atos litúrgicos, a Festa trará na dimensão social o cantar Zé Vicente, no domingo, 16. O jantar festivo acontecerá no sábado, 22, e o passeio ciclístico, às 8h, do domingo, 23. SÃO PEDRO A Comunidade do Liberdade I, Alto de São Manoel, realizará de 21 a 30 de junho a festa em honra ao seu padroeiro - São Pedro. O tema central que norteará as palestras será: "Tu és o Messias, o Filho do Deus Vivo". Ao amigo "Bidico" e a todos que constroem esta bela festa desejo muito sucesso! VISITAS PASTORAIS Eis a programação das visitas pastorais no Zonal de Mossoró e os respectivos temas que serão debatidos. 2 a 16/06 - Paróquia do Menino Jesus (Educação). 7 a 27/07 - Paróquia de São José (Drogas). 31/07 a 11/08 Paróquia de Nossa Senhora de Fátima (Desenvolvimento Social). 18/08 a 01/09 - Paróquia de São Paulo (Segurança). 08 a 22/09 - Paróquia de São Manoel (Habitação Urbana e Rural). 6 a 13/10 - Paróquia de São João Batista (Saúde). 3 a 16/11 - Paróquia de Nossa Senhora da Conceição (Meio Ambiente). 17 a 24/11 - Paróquia de Santa Luzia (Trânsito e Desenvolvimento Econômico).

KERIGMA Jejuar de julgar os outros e festejar porque Deus habita neles. Jejuar do fixarmo-nos sempre nas diferenças e fazer festa por aquilo que nos une na vida. Jejuar das trevas da tristeza e celebrar a luz. Jejuar de pensamentos e palavras doentias e alegrarmo-nos com palavras carinhosas e edificantes. Jejuar de desilusões e festejar a gratidão.Jejuar do ódio e festejar a paciência santificadora. Jejuar de pessimismos, e viver a vida com otimismo como uma festa contínua. Jejuar de preocupações, queixas e egoísmos; festejar a esperança e a Divina Providência.Jejuar de pressas e angústias;fazer festa em oração contínua à Verdade Eterna - Jesus.

Padre Ramilson Raimundo

GAZETA lança concurso de reportagem ALCIVAN COSTA

ALCIVAN COSTA

Nome da equipe vencedora será divulgado durante a Feira do Livro, no mês de agosto

O

jornal GAZETA DO OESTE, já nos preparativos para a Feira do Livro 2013, está lançando o concurso "Minha escola é notícia".A ideia é que os alunos das escolas que participam do programa Ler para Saber Mais produzam uma reportagem sobre a instituição escolar na qual estudam. Cada escola poderá escrever um grupo de três alunos e o professor, entre os dias 10 e 19 de junho. As pré-inscrições serão gratuitas, e podem ser feitas pelo e-mail lerparasabermais@hotmail.com,informando o nome completo dos quatro participantes e da escola. A proposta é que os interessados primeiro façam a adesão ao concurso,e em seguida participem de um workshop, que será oferecido pelo jornal GAZETA DO

Resultado do concurso será divulgado no estande da GAZETA DO OESTE na Feira do Livro

OESTE, no intuito de orientar aos alunos e professores, sobre como produzir uma reportagem passo a passo. As serem encerradas as pré-inscrições, a GAZETA

DO OESTE vai divulgar a data e o local da atividade, assim como entregar o regulamento do concurso."O objetivo do concurso é que os alunos passem a sua visão

através de uma reportagem, da escola em que estudam, percebendo que a instituição pode formar o cidadão e prepará-lo para a sociedade", destacou o coordena-

Marcos Antônio é coordenador do Ler Para Saber Mais

dor do programa Ler para Saber Mais, Marcos Antônio de Oliveira. Será escolhida a melhor reportagem e os vencedores vão ganhar um passapor-

te para o Hotel Thermas Resort, e a escola ganhará uma coleção de livros para a biblioteca.O resultado será divulgado no estande da GAZETA, na Feira do Livro.


Gazeta do Oeste 5

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Opinião Déjà Vu

De imediato, Dinarte, em voz baixa, porém audível, comenta para os que estavam ao seu lado: - Seria promotor em Jucurutu.

Milton Marques de Medeiros milton@tcm10.com.br

EXPRESSÕES ACACHAPANTES OU TRAIÇOEIRAS OU POÉTICAS Há pessoas que nascem com o dom do "repente", isto é, sabem dizer tudo ou quase tudo com poucas palavras, muitas vezes numa simples frase, de modo preciso e original e, quando necessário,de forma acachapante quando se sentem ameaçadas por um bisbilhoteiro, um maleducado, um inoportuno ou mesmo um descuidado falastrão. Há também o inverso, momentos em que as palavras inconscientemente saem das pessoas em momento impróprio, são inoportunas, precipitadas, sem a devida análise crítica necessária e por isso mesmo deixam o ambiente silente e indesejado e o autor incomodado e infeliz. O que compensa, encanta e tudo ameniza são os surtos lúcidos dos poetas que como flores suavizam as paisagens e perfumam a alma de seus interlocutores. Aqui três rápidos exemplos pinçados aleatoriamente para um domingo comum com direito a repetições: 1.O IMPROVISO Há poucos dias me chegou às mãos um livro do amigo Orlando de Alencar Martins. Interessante. Em uma página ele narrou: "Quem chamasse a velha Alice de "Faísca" que se preparasse para ouvir um destampatório de impropérios e palavrões. Esculhambava o atrevido, seus parentes e aderentes, ascendentes e descendentes. O juiz da Comarca, dr. Jaime Aquino, adorava mexer com pessoas assim. Um dia ela vinha pela rua e, ao passar em frente à casa do magistrado, ouviu: - "Isca! Isca!".

Alice parou, olhou à sua volta e não viu ninguém. As janelas da casa do juiz, muito altas, por sinal, estavam fechadas, exceto uma que estava entreaberta. A velha percebeu tudo e seguiu em frente sem uma palavra. Lá adiante retornou pela calçada, quase roçando a parede, e parou bem abaixo da dita janela. E esperou. Intrigado com o inusitado silêncio de sua vítima preferida, o juiz botou a cabeça fora para verificar onde ela já iria. Tomou um susto quando, lá em baixo e olhando para cima, a preta velha lhe disse com voz bem calma: -Dê-se a respeito, juiz de Direito, sem vergonha! E, foi-se". DINARTE MARIZ Todo mundo sabe que o ex-senador potiguar Dinarte de Medeiros Mariz foi um homem de poucas letras. Mas há alguns registros em sua vida política que são memoráveis por suas tiradas espetaculares. Contam que certa vez, em visita ao Seridó, ele foi homenageado na cidade de Jucurutu, município vizinho a sua Caicó, terra em que tinha colégio eleitoral garantido em todas as eleições. Durante o banquete, a saudação oficial coube ao promotor da cidade, jovem advogado, por sinal, nomeado pelo próprio Dinarte, quando governador do Estado. Naquele tempo ser "formado" era tudo. Há certa altura, elevou a voz: -Vejam, senhores. Aqui o doutor Dinarte, que mal tem o curso primário e, no entanto, chegou ao Senado da República. Já pensaram o que ele não seria, se tivesse se formado?

ALBERTO TORRES E JOÃO NEWTON Conta Sebastião Nery que no Rio havia um jornal famoso,chamado O Fluminense.Aliás,era o maior jornal de Niterói. Um dia o diretor-geral ligou para a Redação, às 3 da tarde, não havia ninguém; o telefone ficou chamando por quase 5 minutos,até que um contínuo foi chegando e atendeu: - Onde está o Oseas? (era o editor) - No café. - E o resto da Redação? - Trabalhando na rua. - Como trabalhando na rua? Tinha que ter alguém aí de plantão. Pô. Isso é um absurdo! - Eu não tenho nada a ver com isso, não, cara. - Você sabe quem está falando aqui? - Não. É o Alberto Torres, o diretor. - E o senhor sabe quem está falando aqui? - Não. - Graças a Deus!!! Bateu o telefone e saiu. Aconteceu fato semelhante, muito comentado por aqui, com o nosso João Newton da Escóssia, quando prefeito de Mossoró - 1977/1982, que tendo viajado, necessitou ligar para o gabinete da prefeitura.Aliás,hoje continua sendo muito comum essa cena, quando o patrão, chefe ou diretor viajam, o expediente fica meio... MOTINHA Vicente da Mota Neto, "grande sujeito", como diria Boanerges Perdigão, foi três vezes deputado estadual, uma vez deputado federal, um dos fundadores e ex-presidente do TCE, exprefeito de Mossoró de 05/03/1945 a 17/11/1945. Mossoroense, bom advogado, tornou-se político destacado na região. Naquele tempo, adversário político era adversário mesmo. "Certo dia, subiu à tribuna na Câmara dos Deputados... Nesse instante, Otávio Mangabeira ia passando em frente à poltrona do experiente e conhecido José Augusto,grande liderança potiguar, saiu-se com essa:

- Quem é esse aí na tribuna? - Trata-se de um animal lá do meu Rio Grande do Norte. Lá de cima o deputado Motinha começou seu discurso: - Como dizia o grande conterrâneo, glória do meu Estado, José Augusto Bezerra... Mangabeira arregala os olhos para José Augusto que, sem pestanejar, emendou: - Mas que de vez em quando tem seus momentos de lucidez". - Contada por S. Nery. 2.EXPRESSÕES INCÔMODAS Algumas vezes há o dizer inconveniente. Sem quê nem mais sai uma expressão que nunca deveria ter sido externada. A pessoa quando nota, já é tarde demais, arrepende-se, não adianta. Uma das mais conhecidas no folclore político do Rio Grande do Norte se deu com um militar,assessor do governador Cortez Pereira,no Rio de Janeiro, contada abertamente por aqui, mas também por S. Nery e outros. A morte rondava cruel com os políticos do Estado ali por volta de 1971/1972. José Augusto Bezerra de Medeiros, Monsenhor Walfredo Gurgel, Manoel Vilaça, Severino Bezerra, José Carvalho, José Ariston. Tudo gente ilustre e da melhor cepa. Cada dois meses morria um. Certo dia chega ao Rio mais uma notícia: a morte de Roberto Freire, jovem industrial muito bem quisto no Estado. Djalma Marinho (avô do atual Rogério Marinho), que sofria de um problema cardíaco delicado, soube da notícia depois do almoço, passou mal, foi levado às pressas para o Prontocor. No caminho, dentro do carro, os amigos aflitos, o motorista procurando vencer o trânsito, um deles, o ajudante de ordem, Major Eronildes, os olhos úmidos, pergunta: - Djalma, quem é seu suplente? 3.EXPRESSÕES PERFEITAS Mas há também frases que são lapidares. Sanderson Negreiros,jornalista,poeta,escreveu:"Kerubino Procópio, meu velho amigo, fez, em certo dia,uma revelação que me marcou muito.Conversando sobre sua filha, então com dois anos de idade, na plenitude da ternura de pai, falou: "O mais bonito não é o olhar dela: é o que ela vê". Preciosidades de um pai e de um poeta. Feliz domingo para todos.

Começou o São João em Mossoró FOTOS : ALCIVAN COSTA

Pingo da Mei-Dia reúne multidão de foliões no Corredor Cultural na Avenida Rio Branco, Centro

O

sino da Capela de São Vicente badalou anunciando que a festa ia começar. Vendedores ambulantes ainda organizavam suas mercadorias enquanto as pessoas, muitas delas caracterizadas com roupas matutas,começavam a chegar. Aos poucos o Corredor Cultural da Avenida Rio Branco ficou em clima de animação para brindar o Pingo da MeiDia que abre, oficialmente, os festejos juninos de Mossoró. A prefeita da cidade, Cláudia Regina, deu boasvindas e convidou o público a participar do evento que segue até o dia 29 deste mês."Estão todos convocados a participar desse momento tão importante para Mossoró. O Pingo da Mei-Dia é a cultura popular sendo expressada pelos mossoroenses", destacou a chefe do Poder Executivo, sendo interrompida pelo

Festa começou às 12h e passou das 21h na Avenida Rio Branco

barulho da sirene instalada no Cafezal,do Memorial da Resistência. O professor,político,empresário e ex-secretário municipal Gonzaga Chimbinho, que faleceu em março deste ano,foi homenageado com uma moção de aplausos por ter sido um grande incentivador da cultura local e um dos idealizadores do Mossoró Cidade Junina, que completa 17 anos de

existência em 2013. Nas calçadas, canteiros, nas sombras das árvores ou mesmo na pista sob o sol que teimava em não se esconder atrás das nuvens, o clima junino e o forró não deixaram ninguém desanimado. "Eu gosto muito do São João, amo esse período. Me traz boas lembranças da minha infância. Sempre que posso vou a festas como essa e com o Pingo não poderia ser di-

Grupos de quadrilhas juninas se apresentaram ao longo do circuito

ferente", destacou Neide Bessa. Comboios juninos, quadrilhas, pequenas troças, grupos familiares e de amigos estilizados,pau-de-arara elétrico, trio elétrico e foliões, assim como nos grandes carnavais,caíram na avenida em busca de diversão. A festa se concentrou no trecho da Avenida Rio Branco que fica entre as Avenidas Augusto Severo e Felipe

Camarão. Ao lado da Estação das Artes Elizeu Ventania, na Praça Ulrick Graff, quem comandava a multidão eram os paredões de som. Os grupos musicais Forró do Muído, Cavaleiros do Forró, André Luvi, Giannini e Thábata, Forró dos 3, Pegada de Luxo,Forró Mais Eu e Nilson Viana subiram nos trios ou alegorias sonorizadas para percorrer o cir-

cuito que ainda contava com trios de forró pé de serra espalhados em diversos pontos. Viaturas, policiais civis e militares e guardas civis municipais trabalharam no evento que ainda teve o apoio de uma Delegacia Móvel da Polícia Civil estacionada nos fundos do Teatro Municipal Dix-huit para registrar as ocorrências de forma mais rápida.


6 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Especial CEDIDA

QUADRILHAS, COMIDAS TÍPICAS, FOGUEIRA E

LUCIANA ARAÚJO Da Redação

MUITAS OUTRAS

F

ESPAÇO DURANTE UM DOS

ogueiras, comidas típicas, arraiás, colorido e muita alegria fazem de junho um dos meses mais animados do ano. É também um dos períodos mais representativos para a cultura nordestina. Como 'diria' o Rei do Baião em sua música São João na Roça, "A fogueira tá queimando em homenagem a São João, o forró já começou, vamos gente, rapapé neste salão". E é nesse clima de entusiasmo que os grupos de quadrilhas juninas fazem sua participação e tornam os festejos mais completos. Eles tomam conta da Arena Deodete Dias nos principais dias de Mossoró Cidade Junina. Homens, mulheres e crianças, embalados pelo toque da sanfona que incendeia o coração do público, superam limites e, com sorrisos nos rostos, encantam a multidão. Nas apresentações deste ano, cerca de 200 grupos devem passar pela Arena. Um deles é a Quadrilha Inclusão com Paixão, que se apresentará no dia 15,às 19h.Com o tema 'A chama da inclusão vai aquecer seu coração, a companhia chega ao seu segundo ano. Composta por 21 integrantes, sendo dez mulheres cadeirantes,dez homens andantes,dos quais cinco são surdos, e um puxador, a turma tem o objetivo de mostrar à sociedade que as necessidades especiais não são empecilhos para a alegria. "Quando a gente entra na Arena e escuta aquela multidão aplaudindo, olhar para o grupo...", diz a diretora executiva da companhia, Benômia Rebouças sobre o que impulsiona os integrantes. "O que motiva é fazer essas pessoas se sentirem como pessoas, mostrar que podem. Não é porque estão em cadeiras de rodas que não podem", acrescenta. A alegria do período contagia a todos e facilita a missão. "Principalmente as músicas, o toque da sanfona, o arrasta-pé, os fogos", descreve a diretora executiva. "Acho que o nordestino coloca toda a alegria dele nesse período", complementa. É esse entusiasmo que faz com que eles se empenhem por horas, dias e até meses antes de chegarem à Arena. O diretor artístico e coreógrafo da Inclusão com Paixão, Hebert Menezes, conta que os ensaios do grupo, que ocorrem, semanalmente,começaram em março.São quatro horas de preparação a cada encontro. Nessa reta, final, no entanto, a perspectiva é de que os ensaios demorem até sete horas. Até porque, eles não se apresentarão apenas em Mossoró. A equipe também estará no Festival de Quadrilhas Juninas da Inter TV, que acontecerá em Monte Alegre, no dia 14 de junho, e em Natal, no dia 21. Para essa maratona, a quadrilha precisa estar preparada. Os sacrifícios não são só físicos.Financeiramente, os grupos também se esforçam. Hebert Menezes conta que a companhia recebe patrocínio do município, mas essa ajuda financeira não tem data certa para ser repassada. Por isso, até lá, os componentes têm que colocar as mãos nos bolsos e a criatividade para funcionar, a fim de organizar eventos para angariar fundos e contribuir com o custeio das quadrilhas. Os 40 casais da quadrilha estilizada Lume da Fogueira também se preparam para dar o seu melhor no 16º ano de apresentação do grupo. O vicediretor e coreógrafo da equipe, Abraão Morais, conta que a preparação começou logo após o Carnaval. Na realidade, desde novembro eles vêm trabalhando em outras questões. Ele não sabe precisar quantos ensaios o grupo terá até o final da preparação, mas estima que o total supere a marca de 100. Nessa reta final, os encontros acontecem todas as noites, após às 22h

TRADIÇÕES GANHAM MESES MAIS ANIMADOS DO

Lume da Fogueira durante uma de suas apresentações em 2012

ANO NA REGIÃO

MANTÉM VIVA A

TRADIÇÃO NORDE

STINA ALCIVAN COSTA

Quadrilha Inclusão com Paixão se apresenta dia 15

e chegam a entrar pela madrugada. Os vizinhos do espaço onde os ensaios são realizados não reclamam. Ao contrário, de acordo com o vice-diretor, eles são grandes incentivadores. A quadrilha, que, inicialmente, era tradicional e se apresentava na Escola Manoel Assis, como o nome de Rabo de Palha, saiu do pátio do colégio, se modificou e, desde então, vem conquistando premiações. No ano passado, quando o grupo completou 15 anos, venceu o concurso em Mossoró, foi campeã do Rio Grande do Norte e vice-campeã no Nordeste. Diante de tantas

premiações, a ideia de encerrar a carreira foi vencida. Agora, eles pensam em continuar e defenderem os títulos conquistados. O grupo se apresentará em Mossoró no dia 19. Antes disso, eles estarão em Monte Alegre, em 15 de junho, e Currais Novos, no dia 16. Já no dia 20, a quadrilha se apresentará em Apodi. Este ano, Lume da Fogueira terá como tema 'Três nós e uma promessa'.O vice-diretor conta que a temática remete à tradição das fitas nordestinas, presas aos braços de quem deseja alcançar três desejos, um a cada nó. Nesse sentido, a proposta do grupo é expor os pedidos na Arena e, se alcançar os desejos, pagar a promessa em frente ao público. O grupo deve contar com, aproximadamente, 120 integrantes, pois, além dos 80 dançantes, tem o pessoal de apoio. Todos dirigidos pela professora Liana Duarte. O reconhecimento do público também é a receita para que esses jovens de 14 a 35 anos se esforcem tanto,como confirma o Abraão Morais. Quem assistirá os 25 minutos de apresentação na Arena Deodete Dias pode nem imaginar o esforço feito por cada um, mas mesmo com todos os ensaios e todo preparo físico, muitos chegam a desmaiar, como confirma Abraão. Em outras circunstâncias, eles vão além dos próprios limites físicos. "Tem horas que a emoção é tão grande, que aguenta e deixa para cair no final, para não prejudicar o grupo", diz o vice-diretor. Mas todo o esforço vale a pena. "Compensa demais. Nós só seguramos o choro porque somos artistas experientes, mas depois a gente desaba", confirma Hebert Menezes.


Gazeta do Oeste 7

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Especial CEDIDA

Culinária regional ganha destaque ALCIVAN COSTA

Na lista de ingredientes da alegria junina, a culinária regional fica em evidência. "Não pode faltar a pamonha e a canjica de jeito nenhum, nem o milho assado", comenta o proprietário de um dos estabelecimentos especializados na venda dos produtos, Francisco Lobo Maia, o 'Lobão do Milho', como é conhecido na cidade. Mesmo em períodos de seca,produtores e vendedores se esforçam para garantir que as delícias estejam presentes. "A gente já é preparado. Tem 26 anos que vendemos milho em Mossoró e nesse período de São João é quando mais vendemos",diz Lobão. Para manter a 'freguesia', ele traz o milho de Limoeiro, onde uma plantação irrigada do produto garante a oferta em períodos de seca. Em seu ponto comercial,próximo à Cobal,além do milho cru, o produto é vendido cozido. As pamonhas e canjicas também chamam atenção dos consumidores. Por dia, a produção desses pratos atinge a média de 700. A quantidade varia de 800 a 1.000 pamonhas e canjicas na véspera de São João. Essas delícias começam a ser produzidas, diariamente, às 7h, e se esten-

Fogueira é o principal símbolo do São João

Milho é o produto mais procurado na véspera de São João

de até as 14h. Além do ponto de venda, os produtos abastecem supermercados e panificadoras da cidade. Fora isso, ambulantes vendem as guloseimas pelas ruas de Mossoró. A data de maior movimentação é a véspera de São João. "Das três fogueiras, a que mais vende é a de São João",comenta Lobão.

Nessa data, o produto mais procurado é o milho cru. E se engana quem pensa que são apenas os mossoroenses que procuram pelo milho. Pessoas vindas de Catolé do Rocha, Campo Grande e Serra do Mel, entre outros municípios, também recorrem ao estabelecimento para garantir as guloseimas da noite de festa junina.

Período estimula comércio de oportunidades FOTOS: ALCIVAN COSTA

E se a época é propícia para cair no forró, também oportuniza a muitas pessoas aumentar a renda, através de atividades relacionadas aos festejos. É o caso de Iataneuma Damasceno de França que, durante o mês de junho abandona a condição de dona de casa para se dedicar à venda de roupas e acessórios típicos do período. As roupas que vende na barraca de fogos do marido são trazidas de Fortaleza, já os acessórios para enfeitar mulheres e crianças são incrementados por ela, ganhando um novo visual para atrair o olhar dos consumidores. São chapéus de palha e tiaras que ganham cor e beleza. Cada chapéu é vendido ao preço médio de R$ 8,00, já as tiaras custam R$ 7,00. Essas últimas peças infantis estão entre os produtos mais vendidos. Mas não são apenas as crianças que se caracterizam durante os festejos, prova disso, é a disponibilidade de opções para adultos, sejam mulheres ou homens. Com a atividade,Itaneuma consegue ajudar também a família, pois, durante o período, a filha, a sobrinha e a prima trabalham com ela. Seu esposo, Francisco Xavier Nogueira, trabalha com a venda de fogos o ano

Católicos manifestam devoção durante festejos religiosos No catolicismo,três santos populares são celebrados durante o período.Santo Antônio, que abre as festividades,é invocado como casamenteiro e alvo da devoção e de simpatias por parte de muitos solteiros, São João é um dos mais respeitados da religião católica, pois foi o precursor de Jesus Cristo, já São Pedro é o fundador da Igreja Católica, considerado por muitos como o 'chaveiro do céu'. Em Mossoró, a Festa de São João, que este ano acontecerá no período de 14 a 24 de junho, está entre as três maiores comemorações religiosas da cidade. A professora aposentada Lourdes Holanda é devota do padroeiro junino e faz questão de participar da programação da igreja.Ela trabalha na paróquia dedicada a João Batista há mais

de 40 anos e não esconde a devoção. "Sou, graças a Deus. Desde 1960 quando cheguei em Mossoró e me dediquei a essa igreja", relembra. Como boa devota, conhece bem o significado da simbologia do período e explica que a fogueira foi acesa no dia do nascimento de São João. Era uma forma de Isabel, mãe do contemporâneo de Cristo, informar a Maria sobre o nascimento do seu filho. Judineide Pereira também é paroquiana e conta que se empolga com a festa a ponto de decorar a própria casa. Independente de participar da festa, ela diz que sempre procura estar na igreja. Já dona Lourdes faz questão de participar de toda a programação. "Acompanho todas as novenas, procissão, missa, tudo",

Iataneuma França enfeita os chapéus

diz ela. Para o vigário da Paróquia de São João, padre Raimundo Felipe,quem fala melhor do santo é o próprio Evangelho."É um santo bíblico. Foi o último dos profetas", diz o sacerdote. "Ele recebeu um dos maiores elogios de Cristo. Jesus disse:Nascido de mulher és o maior dos homens",complementa o sacerdote. De acordo com padre Raimundo Felipe, essa forma de cultuar São João,que inclui dança e outras formas de expressividade folclórica,surgiu no século IV. Ele ressalta que São João é um dos santos mais populares da igreja católica e,pela própria tradição, a festa religiosa atrai multidões. Outros, pelo fato de ser um período de festejos populares, comemoram sem fazer associação religiosa, apenas usando o nome de São João. Na paróquia dedicada a São João Batista, os vigários tentam conciliar a religiosidade,passando a mensagem do Evangelho, com a parte sociocultural. FOTOS: ALCIVAN COSTA

Roupas e acessórios incrementam diversidade de produtos

inteiro, mas admite que esse é um dos melhores períodos de venda: "Nessa época e fim de ano", diz ele. Experiente e regulamentado no ramo, ele também se beneficia com a participação da esposa na barraca durante os festejos. "Quando a gente coloca os

chapéus e os balões aumentam as vendas", afirma. Já entre os produtos próprios da barraca, os mais vendidos são os chumbinhos. Mas outros produtos como chuveirinho, árvore de natal e traque também são bastante procurados.

Dona Lourdes Holanda manifesta sua devoção a um dos santos mais populares do catolicismo

‘É um santo bíblico. Foi o último dos profetas’, diz padre Raimundo Felipe


8 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Mossoró

Grupo Skanska promove leilão de máquinas CEDIDA

Período para lances foi iniciado no dia 22 de maio e se encerrará às 11h da próxima quarta-feira

N

a próxima quarta-feira, 12, termina o prazo para o arremate de alguns ativos disponibilizados em leilão pelo Grupo Skanska. A comercialização está sendo realizada através de leilão oficial online, onde estão disponibilizados 170 lotes em ofertas, como informa a assessoria de comunicação da empresa. Entre os itens ofertados estão: 20 grupos de geradores Olimpian CAT e Stemac,oito retroescavadeiras CAT, dois galpões, além de 15 caminhões Ford, caixas d'água,betoneiras e acopladeiras. De acordo com a as-

sessoria de imprensa,os ativos podem ser vistoriados com agendamento prévio. O período para que os interessados deem seus lances foi iniciado no dia 22 de maio e se encerrará às 11h da próxima quartafeira, 12. Os lances podem ser oferecidos através do site da Superbid (www.superbid.net).A utilização da internet no processo possibilita aos interessados a participação imediata. No endereço virtual, os possíveis arrematadores têm acesso as fotos e descrições completas dos ativos disponíveis. Para participar e ofertar os lances, que são feitos lote a lote, é necessário efetivar cadastro e solicitar habilitação, procedimento que pode ser realizado online. Já aqueles que quiserem comparecer ao pregão devem se dirigir, na data e horário marcados para o encerramento, à Al. Lorena, 800 - São Paulo/SP. Os interessados em visitar os ativos antes do leilão devem entrar em contato com a Central de Atendimento da

Máquinas pesadas estão entre os bens disponibilizados no leilão da empresa

Superbid, através do telefone: (11) 2163-7800 ou via email: cac@superbid.net Depois que o arrematante fechar o negócio, ele deve entrar em contato com a Central de Atendimento para acertar outros deta-

lhes do processo. SOBRE A SUPERBID – De acordo com informações da assessoria de comunicação da Skanska, "a Superbid é especializada em recuperação de capital,fazen-

do a gestão da venda de ativos industriais obsoletos e em desuso. Os serviços oferecidos pela Superbid vão desde a avaliação de máquinas,identificação do mercado comprador, gestão da venda e da liquidação finan-

ceira. Dentre os principais clientes da Superbid estão: Vale, Grupo Votorantim, Grupo Cosan, Klabin, Volkswagen, Rhodia, Bosch, Embraer, Braskem, Light, Cia. Suzano, Brasil Kirin, entre outras".

CLC Construtora e PRF discutem intervenções no trânsito O diretor da CLC Construtora, Jorge Luís, e o chefe do policiamento e fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF),em Mossoró,inspetor Aurisfran, se reuniram na quinta-feira, 6, para discutir a melhor forma de fazer intervenções no trânsito para continuidade das obras do

Complexo Viário do Abolição,especialmente a construção de viadutos. O inspetor Aurisfran observou que as obras dos viadutos na BR-304 exigem a intervenção de alguns cruzamentos, como o da Rua João da Escóssia com a BR304, e que o objetivo é ado-

tar medidas que causem o mínimo de transtorno possível à população. Jorge Luís destacou que as intervenções são decididas com o apoio de outros órgãos,como DNIT,Gerência de Trânsito de Mossoró e Secretaria Estadual de Infraestrutura.Inspetor AurisCEDIDA

Diretor da CLC, Jorge Luís, e o chefe do policiamento e fiscalização da Polícia Rodoviária Federal

fran relatou que o trecho das obras,de apenas 17 quilômetros, é o local onde tem mais acidentes na Delegacia da Polícia Rodoviária Federal de Mossoró, onde durante os anos 2010, 2011 e 2012,

aconteceram 719 acidentes, com 384 feridos e 31 mortos. "Com a duplicação e a construção dos viadutos, com certeza muitos acidentes serão evitados", afirmou. Jorge Luís pediu a con-

tribuição da população para que respeitem as sinalizações nos locais. "Pedimos um pouco de paciência com os transtornos momentâneos, pois os benefícios serão para sempre", concluiu.


Gazeta do Oeste 9

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Mossoró

Programação na Arena começa na quinta ALCIVAN COSTA

ALCIVAN COSTA

Aproximadamente 200 grupos estão inscritos para se apresentar durante o Mossoró Cidade Junina

A

programação na Arena Deodete Dias será iniciada no dia 13, com o Concurso de Rei e Rainha, que acontecerá a partir das 19h30, como informa o coordenador de Concursos de Quadrilhas Juninas, Boanerges Perdigão. Ele informa que, na ocasião, haverá escolha do Rei e Rainha do Mossoró Cidade Junina em três categorias - adulto,infantil e mirim. O resultado será divulgado nessa mesma data. Os três vencedores de cada ca-

Estrutura e ornamentação estão praticamente concluídas

tegoria serão contemplados com troféu e faixa. O primeiro colocado também receberá uma premiação em dinheiro. Ao todo, são cerca de 25 candidatas a rainha e 25 candidatos a rei inscritos no concurso. A partir do dia 14, a Arena Deodete Dias será pal-

co das eliminatórias do Concurso Interestadual de Quadrilha, que conta com as categorias Tradicional e Estilizada; e do Concurso de Quadrilhas de Mossoró, que, além dessas duas categorias, também conta com as categorias Infantil, Zona Rural e Melhor Idade. Ao todo, aproximada-

Apresentações de grupos de quadrilhas juninas serão iniciadas em 14 de junho

mente, 200 grupos estão inscritos para se apresentar na Arena, como informa Boanerges Perdigão. Ao final, todas as notas serão somadas para escolher os vencedores de cada categoria. Todos os concursos terão premiação em dinheiro e troféu para os três primeiros lugares.

Escola sustentável é tema de palestra entre educadores O evento de encerramento da Semana do Meio Ambiente pela 12ª Diretoria Regional de Educação (12ª DIRED) reuniu estudantes, professores e gestores da Educação pública para discutir a participação das escolas na 4ª Conferência Nacional Infanto-juvenil pelo Meio Ambiente. O tema da edição deste ano é "Vamos cuidar do Brasil com escolas sustentáveis". As coordenações regionais estão realizando oficinas de conferências com as escolas, que em conjunto com os alunos, irão identificar um problema no ambiente acadêmico,uma possível solução e a escolha de delegados. Após a definição, a escola deve se inscrever no site http://conferenciainfanto.mec.gov.br. As conferências nas escolas devem acontecer até o dia 31 de agosto. Em seguida, com as datas a serem confirmadas, serão realizadas as etapa regional e esta-

dual. O evento nacional acontece no mês de novembro. Podem participar do programa as escolas públicas e particulares com pelo menos uma turma do 6° ao 9° ano (5ª a 8ª série) do ensino fundamental, cadastradas no Censo Escolar de 2011. Os delegados ou seus suplentes, que irão representar a escola, deverão ter entre 11 e 14 anos no período da Conferência Nacional. Todas essas instituições participantes receberão material didático para ampliar as discussões entre alunos,professores e comunidade. De acordo com a coordenadora pedagógica da 12ª Dired, Elma Cunha, os trabalhos já começaram nas instituições. "As escolas estão fazendo seus encontros, fazendo a sensibilização, discutindo temas e fazendo a propostas de projetos que serão apresentados",explicou. O evento de ontem pela manhã na sede da Direto-

ria contou com a palestra do professor-doutor Ramiro Camacho, que é coordenador do Centro de Estudos e Pesquisas do Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional do Semiárido (CEMAD), da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). O ambientalista destacou, em sua participação, o trabalho de sustentabilidade no semiárido e como tornar as escolas sustentáveis. "Queremos desmistificar essa questão de que o semiárido é só miséria. Devemos ter um novo olhar, afinal temos uma biodiversidade muito rica, temos pessoas bem adaptadas à convivência com a seca. O que falta mesmo é investimento público para combater os efeitos", explicou. O coordenador do Cemad expôs ainda aos estudantes,professores e coordenadores que é possível instituir nas escolas uma mentalidade de sustentabilidade

através de projetos e ações. "Existem várias formas, começando pela elaboração de um programa de educação ambiental na escola pública. É uma semente que pode dar certo", disse Ramiro, dando exemplos de como isso pode acontecer. "Horta comunitária,plantio de mudas no entorno da escola, reaproveitamento da água, dos resíduos sólidos, entre outros", acrescentou.

As apresentações na Arena Deodete Dias serão realizadas nos dias de quinta a domingo, a partir das 19h30. Com relação à preparação do espaço, Boanerges Perdigão informa que a Arena Deodete Dias está quase pronta. A decoração, que está centralizada na temá-

tica dos balões juninos, é de responsabilidade de Dani Durval. Já o nome do espaço, que tem capacidade para duas mil pessoas, foi dado em homenagem a uma professora do Serviço Social da Indústria (SESI), que reside próximo à Capela de São Vicente. EDNILTO NEVES

Ramiro Camacho abordou temática do semiárido e sustentabilidade


10 Gazeta do Oeste

Mossor贸, domingo, 9 de junho de 2013

Publicidade


Gazeta do Oeste 11

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Polícia Mossoró Cidade Junina terá esquema de policiamento reforçado até o dia 29 EDNILTO NEVES

A

partir de hoje Mossoró ganha um sistema diferenciado de segurança para reforçar o policiamento durante o Mossoró Cidade Junina. Segundo informações do comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar, tenentecoronel Francisco Alvibá,a PM local ganha um reforço de 200 policiais a mais para atuar até o dia 29 deste mês,quando se encerram os festejos juninos na cidade. Para garantir a segurança em toda a extensão do evento, no Corredor Cultural, a Polícia Militar terá que desenvolver um esquema denominado de 'Cinturão de Segurança', um trabalho que constará de policiamento ostensivo reforçado na área do evento, nos trechos próximos, pontos de ônibus, táxis e mototáxis e nos trechos considerados de maior incidência de violência. Nos principais dias de evento do Mossoró Cidade Junina, a Polícia Militar contará com 311 policiais militares trabalhando, além das equipes que atuam no efetivo normal e fa-

Coronel Alvibá coordenará o trabalho da PM

zem a ronda nos bairros da cidade.Os dois batalhões da Polícia Militar de Mossoró estarão trabalhando em conjunto. O 2º BPM, sob o comando do tenente-coronel Alvibá,e o 12º BPM,sob o comando do major Correia Lima. ÓRGÃOS A segurança do evento será realizada, em conjunto, pelos seguintes órgãos: Guarda Civil Municipal, Polícia Militar, Polícia Ci-

vil, 2º Distrito de Policiamento Rodoviário Estadual (2º DPRE), Subsecretaria de Trânsito e Transporte (STT) e Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP). As atividades contarão ainda com a participação do Conselho Tutelar. Juntos, eles farão a segurança do Corredor Cultural, que conta com uma área de 1.700 metros.O comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar (2º BPM),

tenente-coronel Francisco Alvibá,informa que a atuação do órgão contará com a participação da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (ROCAM), Cavalaria, Rádio Patrulha e Grupo Tático de Operações (GTO). O trabalho da polícia durante os eventos do Cidade Junina será desenvolvido no período das 18h às 6h. A partir das 18h será realizado o policiamento nos bairros e, nesse percurso, os policiais acompanharão o deslocamento dos populares para a Estação das Artes. Ao final da programação, a Rocam e a Rádio Patrulha farão o percurso de volta para os bairros. A intenção é reduzir, em torno de 90%, a incidência de ocorrências no retorno das festas. O comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM), major Correia Lima, informou que a missão do comando será a de apoiar o 2º BPM no esquema de segurança. "Esse apoio será total e irrestrito", afirma. De acordo com Correia Lima,nenhum bairro de Mossoró ficará sem policiamento durante os festejos.

Delegacia Móvel da Polícia Civil está funcionando desde ontem Desde ontem, 8, a Polícia Civil também está reforçando o esquema de segurança no Mossoró Cidade Junina. Uma delegacia móvel chegou à cidade para atuar até o fim dos festejos juninos. Segundo o delegado regional Denys Carvalho da Ponte, uma delegacia insta-

lada na área do evento irá facilitar o trabalho da Polícia Civil e dar continuidade ao trabalho da Polícia Militar. A delegacia móvel que vai permanecer na área do Corredor Cultural e diariamente estará funcionando com uma equipe de plantão com delegado,escrivão e po-

liciais civis. "Todas as ocorrências do evento já serão atendidas no próprio local e isso vai proporcionar mais agilidade ao trabalho tanto da Polícia Militar quanto da Polícia Civil", ressaltou Denys Carvalho. A partir do dia 12, a delegacia móvel ficará instala-

da nas proximidades da Igreja de São Vicente, onde acontecem as apresentações do espetáculo "Chuva de Bala" e o projeto Cidadela. Após os eventos neste trecho da festa,a unidade móvel retorna para a Estação das Artes, onde permanece até o fim das atrações do dia.

Sejuc anuncia investimentos para o Presídio Mário Negócio

A TROPA SERÁ DISTRIBUÍDA NO CINTURÃO DE SEGURANÇA, ATÉ AS 19H, QUE ABRANGE Posto 1: Avenida Augusto Severo - em frente a Estação das Artes; Posto 2: Avenida Augusto Severo - Praça Porcino Costa; Posto 3: Rua Meira e Sá - Igreja Universal; Posto 4: Rua Roderick Grandall - Espetinho do George; Posto 5: Rua José Otávio - Tiro de Guerra; Posto 6: Avenida Duodécimo Rosado - Medical Center. APÓS A CONCLUSÃO DO PRIMEIRO ESFORÇO, A TROPA SERÁ DISTRIBUÍDA PARA OS EVENTOS ABAIXO Festival de Quadrilhas; Festa do Padroeiro de São João Batista; Policiamento na Praça de Convivência; Policiamento no Memorial da Resistência; Policiamento na Cidadela (shows de MPB, humor, regionais); Espetáculo Chuva de Bala no País de Mossoró; Policiamento no parque de diversões. A TROPA SERÁ DISTRIBUÍDA NA ESTAÇÃO DAS ARTES, PARA O EVENTO PRINCIPAL, CONFORME ABAIXO Distribuição das patrulhas nas 9 torres de observação; Distribuição das patrulhas a pé dentro da Estação das Artes; Acionamento da central de monitoramento; Distribuição dos efetivos nos canhões de luz; Montagem do posto de comando. Após o encerramento dos grandes shows, viaturas Rocam e GTO serão deslocadas para as vias de escoamento do público, como ruas escuras, paradas de ônibus, taxis e mototáxis, visando garantir a segurança do público. POLICIAMENTO NA ESTAÇÃO DAS ARTES 9 patrulhas compostas por 6 PMs cada - torres de observação (deverão estar equipados com HT, apontadores laser e lanternas); 6 patrulhas compostas por 5 PMs cada - Cinturão de Segurança (deverão estar equipados com HT e detectores de metais); 1 patrulha composta por 6 PMs para o posto de comando; 14 patrulhas compostas por 7 PMs cada, distribuídas dentro da Estação das Artes para atendimento de ocorrências (deverão estar equipados com HT e bastões ou Tonfas); 2 PMs para controle dos canhões de luz; 2 viaturas que fecharão o quadrante externo da Estação das Artes; 2 viaturas do GTO que ficarão próximas ao posto de comando, para emprego em eventuais casos de emergência; 2 trios da Rocam para o policiamento no entorno da Estação das Artes; 3 conjuntos da cavalaria para área externa da Estação das Artes; 3 PMs para resguardar a integridade física dos fiscais do evento; 3 PMs para resguardar a integridade física dos agentes de proteção. PARQUE DE DIVERSÕES 1 patrulha formada por 6 PMs; 1 viatura fazendo patrulha de bairro na Avenida Coelho Neto com a Avenida Rio Branco; FESTIVAL DE QUADRILHAS 2 patrulhas formadas por 5 PMs; 1 viatura Força Tática fazendo patrulha de bairro no local; 2 conjuntos de cavalaria;

EDNILTO NEVES

O secretário de Justiça, Júlio César de Queiroz, apresentou para a imprensa, na manhã de sexta-feira, 7, as medidas e ações que estão sendo viabilizadas para a melhoria do sistema prisional do Rio Grande do Norte. O evento ocorreu no auditório do Gabinete Civil. Foi anunciada a construção de uma cadeia pública em Ceará-Mirim e a ampliação do Complexo Penal Estadual Agrícola Dr. Mário Negócio, em Mossoró. Cada unidade tem capacidade para 603 presos, totalizando 1.206 novas vagas,no valor de R$ 16,4 milhões cada unidade. O projeto já foi aprovado pelo Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN). Durante a coletiva de imprensa, o secretário de Justiça apresentou as ações realizadas em 2012 pela Sejuc, como a geração de 600 novas vagas no sistema peni-

tenciário, compra de armamento pela primeira vez para o sistema carcerário, coletes e munição, aluguel de 20 carros cela,a convocação de 40 agentes penitenciários, entre outras ações. "É importante ressaltar que a Secretaria de Justiça vem absorvendo gradativamente os presos das delegacias. No segundo semestre de 2012, quando assumi a pasta,havia mais de 600 presos custodiados nas delegacias. Hoje, são em média 50 presos custodiados nas delegacias do interior", esclareceu Júlio César de Queiroz. O secretário também destacou a atuação do grupo de trabalho, criado em março deste ano, com o objetivo de apresentar propostas para melhorias no sistema penitenciário.O grupo propôs um investimento de mais de 5 milhões através de reformas e ampliação de algumas unidades. Ações em andamento, a

PRAÇA DE CONVIVÊNCIA 1 patrulha formada por 5 PMs (deverão estar equipados com HT e bastões ou tonfas); 1 viatura fazendo patrulha de bairro na Rua Frei Miguelinho com a Av. Rio Branco; 1 dupla de Rocam. MEMORIAL DA RESISTÊNCIA 1 patrulha formada por 6 PMs (deverão estar equipados com HT e bastões ou tonfas); 1 conjunto de cavalaria. PRAÇA DE EVENTOS 1 patrulha formada por 6 PMs; 1 viatura no local; 3 conjuntos de cavalaria. Presídio Mário Negócio terá verba para reforma e ampliação

Sejuc está adquirindo 80 pistolas .40 e munição,até agosto. Também haverá nova aquisição de 100 coletes e 400 algemas.A Secretaria de Justiça viabilizou junto ao Depen, do Ministério da Justiça, cinco novos carros cela, com capacidade para oito presos.Os veículos che-

garão ao final deste mês. Ainda de acordo com o secretário Júlio César, "Estamos trabalhando para que as novas unidades estejam funcionando até o final de 2014. Este é apenas um plano macro. Além disso, as unidades já existentes estão passando por melhorias estruturais".

IGREJA SÃO VICENTE - CIDADELA 1 patrulha formada por 10 PMs; 1 viatura; 1 trio de Rocam. IGREJA SÃO JOÃO BATISTA 1 patrulha formada por 10 PMs; 1 viatura; 1 trio de Rocam.


12 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Mossoró Impressionando

Amar, porque nada melhor para a saúde que um amor correspondido. Vinícius de Moraes

Carlos Augusto impressionandonagazeta@gmail.com

Demorou:“Neymar ya es del Barça”

A mais nova contratação do Barcelona, Neymar foi oficialmente apresentado no Camp Nou semana passada. O exatleta do Santos realizou exames médicos, assinou contrato válido por cinco anos,realizou sessão de fotos ao lado do gramado e foi recebido por um público de pouco mais de 50 mil torcedores. As primeiras imagens oficiais de Neymar como jogador do Barcelona contou com uma festa organizada pelo clube com várias crianças, muito barulho e uma rápida entrevista de uma repórter catalã com o brasileiro, que disse algumas frases decoradas em catalão, para delírio da torcida. “Estou muito feliz por ser jogador do Barça e realizar o meu sonho”, afirmou o craque brasileiro, quando perguntado sobre a sensação de vestir a camiseta do novo clube. E assim o futebol brasileiro perdeu mais um craque, mas ninguém pode negar que o Santos resistiu o quanto pôde e por isso só merece elogios. Resistiu e se deu bem, porque virou o ti-

me da moda em determinado momento, ganhou novos torcedores e permaneceu um bom tempo, outra vez, com o maior ídolo do futebol brasileiro em seu time e passou a faturar com ele o que não faturaria sem, além de ter conquistado sua terceira Libertadores. Convenhamos, não é e não foi pouca coisa. Porém, é triste constatar que, apesar de tudo isso, ainda nem é o bastante, porque o pré-histórico futebol brasileiro não consegue segurar seus ídolos mais do que segurou Neymar. Que terá muito a ganhar se, agora, puder se dedicar mais a bola e menos a publicidade. Ganhará, também, mais corpo, o que tem dois lados, Robinho que o diga. Neymar não será a estrela do Barcelona, porque Lionel Messi é o dono dela. Depois, o clube ainda tem Xavi, tem Iniesta, e tem um time que joga para o fabuloso argentino. E é possível, sim, até que Neymar não seja imediatamente titular do Barça,ou que tenha de curtir um banco de vez em quando. A verdade é que ainda não sabemos qual é o verdadeiro tamanho de Neymar, embora, aparentemente, o menino de borracha tenha tudo para se transformar num monumento ao futebol. Neymar foi embora porque ficou grande demais para o futebol brasileiro e seus campeonatos estaduais, seus gramados abaixo da crítica, seu calendário em desacordo com o do mundo do futebol. Neymar foi embora porque, como na piada, Deus pôs aqui os melhores jogadores do mundo e, para compensar, os piores cartolas. E Neymar estava grande demais para o futebol brasileiro.

RESSONÂNCIA MAGNÉTICA

com Karenine Fernandes

Érica Karenine Fernandes Freire. Ou simplesmente Karenine Fernandes. Nasceu em Natal e se tornou uma apaixonada por Mossoró. Filha de Sérgio Freire e Gorete Fernandes Freire, aos 17 anos descobriu que seria mãe e assim foi com todas as forças e amor por Renata Gabriella. Karenine se define uma pessoa extremamente simples, tranquila, autêntica, amiga de verdade, apaixonada por moda, adora escutar uma MPB, olhar o mar, porém, muito objetiva em tudo que faz na vida. Com a segurança de quem realmente sabe o que quer, ela afirma: “Sei o que quero: ser feliz! e por essa felicidade luto dia a dia mais com as armas do amor e do respeito ao próximo”. Há mais de 15 anos escreve diariamente para sociedade mossoroense com alegria e o objetivo de escrever as coisas boas,amenidades e fazer o bem. Há 13 anos graduou-se no curso de Serviço Social. Atualmente se divide como assistente social da Uisam, gerente da Bentec, é colunista desta GAZETA, apresentadora do Espaço Tressê, gerencia o seu site: www.kareninefernandes.com e mais mil uma utilidades de ser mãe, irmã, filha, amiga, companheira... Como ela mesmo diz, de ser o melhor dela mesma, de ser Karenine Fernandes. Karenine declara para Impressionando que há 37 anos luta para ser quem é com muito orgulho, para ser melhor a cada dia, para deixar o melhor dela por essa passagem chamada vida! E ela ainda quer muito mais da vida, quer viver mais, fazer mais amizades, viajar o mundo... ficar velhinha, mas cheia de energia e alegria para escrever e contar... E por tudo isso ela só tem a AGRADECER! E próxima terça-feira, dia 11, ela agradece o dom da vida, às 19h30,numa missa celebrada por Pe. Flávio Augusto, no Santuário Coração de Jesus.A ocasião especial será para comemorar e agradecer o melhor da vida de Karenine Fernandes. A colunista receberá seus familiares,amigos,convidados e imprensa em um momento ímpar de confraternização. Aqui um raio-x dela ONTEM Ser inteligente significava... correr atrás dos sonhos independente da altura ou distância que eles estivessem. Minha melhor qualidade era... ser inocente, pura e inconsequente em tudo. Tinha medo de... ter medos. Vigiar o peso era... comer mais porque era muito magrinha (48 kg), assim abusava de tudo... Até dos “mel queimados” nas aulas de matemática de dona Tamela e os dindins de Márcio, do Colégio Dom Bosco. Ficava feliz com... as luzes do Natal, os balões do São João, as festas do Colégio Dom Bosco, o encontro com as amigas na Praça do Coração de Jesus. A sociedade brasileira era... CMAP

mais fechada, mais cheia de “frescuras” e pudor. A economia do Brasil estava... em grande efervescência de descobertas da tecnológicas. O que lhe movia... a paixão de viver, a vontade de descobrir, os sonhos encantados. Seu ídolo era... meu pai Eu era obrigada a...ter disciplina no colégio e em casa,a cumprir regras que eram importantes para meu amadurecimento. Me achava engraçada porque... eu era sonhadora, leve, capaz de virar o mundo de cabeça para baixo com meus desejos. Não tolerava... receber um não! HOJE

Ser inteligente significa... ser capaz de enfrentar as adversidades da vida sem amarguras ou ressentimentos. Minha melhor qualidade é... a minha sinceridade e dedicação em tudo que faço e a quem faço! Tenho medo de... ter que abandonar a vida antes de viver todos os sonhos e desejos. Tenho medo de deixar os que amo sem a certeza que ficarão bem. Vigiar o peso é... cuidar de tudo que me alimenta, longe das lactoses e com a certeza de que o nosso corpo e a nossa saúde é resultado de tudo que ingerimos. Fico feliz com... o sorriso da minha filha, as descobertas dos meus trisobrinhos, tomar um café com uma amiga, olhar o mar de Tibau, receber um abraço sincero, ver o outro também feliz! A sociedade brasileira caminha... analítica de seus costumes, da sua cultura e de seus valores que podem ser dilacerados se não valorizados. A economia do Brasil está... caminhando devagar, porém firme! O que lhe move é... a fé, a minha família que é minha base para tudo, o carinho das pessoas no olhar, nas palavras e no abraço. Seu ídolo é... primeiro Deus e depois meu irmão Sérgio Freire pela grandeza do coração e o caráter em retidão em tudo que faz. Eu sou obrigada a... ter que me dividir em pensamento, corpo e tempo nas diversas atividades que me proponho a fazer diariamente, mas faço com amor. Me acho engraçada porque... consigo rir de mim mesma, das minhas mancadas, dos meus micos... sem achar que sou perfeita e que a vida tem dessas coisas. Não tolero... adulação, bajulação, falso moralismo, gente que se faz de amigo e por trás fala mal. Não tolero ingratidão, gente rancorosa, negativa e mesquinha.

Estirão FELIZ DIA DOS NAMORADOS PARA TODOS OS CASAIS APAIXONADOS Para quem namora, o Dia dos Namorados é uma data especial para comemorar junto com a pessoa amada. Até mesmo casais que já estão casados há um bom tempo ou recém-casados devem comemorar essa data. O Dia dos Namorados deste ano será nesta quarta-feira,dia 12 de junho.Todo mundo sabe o quanto é bom presentear quem amamos, principalmente em uma data tão especial como é o Dia dos Namorados, que não deve ser esquecida de maneira nenhuma. É muito bom comemorar porque é uma data de renovação para o casal que se ama.Data boa também para surpreender sua(seu) parceira(o), presenteando com flores, bombons de chocolates, mensagens, uma viagem romântica, cestas de café da manhã, etc... Todos esses presentes fazem parte do cardápio ideal para o Dia dos Namorados, porque são presentes bem tradicionais. Porém, indispensável é você declarar a seu amor o quanto ela(ele) é importante para você e de como sua vida tem mais cor quando vocês estão juntos. Afinal, quem não gosta de um cafuné, um mimo,um cheiro no cangote,uma massagem no ego? Por isso, na hora de presentear quem você ama, presenteie com seu coração, escolhendo o que você desejaria ganhar. Surpreenda você e seu amor e tenham ambos um ótimo Dia dos Namorados. PREOCUPANTE PARA NÃO DIZER TRÁGICO Uma pesquisa coordenada pelo professor Marcelo Santos Cruz, da UFRJ, foi divulgada no International Journal of Drug Policy, analisando o comportamento de 160 usuários regulares de crack, no Rio de Janeiro e em Salvador. O estudo revela que a prostituição é importante fonte de renda de 17% dos usuários cariocas e de 8% dos viciados da capital baiana, e revela também, pasmem, que de cada 100 usuários, 67 em Salvador e 56 no Rio afirmaram não usar preservativo regularmente nas relações sexuais. PARA BRASILEIRO, MAIORIA DOS SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES PIOROU EM DEZ ANOS Os brasileiros estão mais insatisfeitos com sete dos oito serviços de telefonia e televisão prestados no País, aponta pesquisa divulgada recentemente pela Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL). Apenas a TV via satélite conseguiu uma nota ligeiramente melhor: entre 2002 e 2012, mas ainda assim um em cada três clientes torciam o nariz para o serviço. O estudo, feito com 200 mil pessoas, aponta que, em 2012, pouco mais da metade dos entrevistados estavam satisfeitos com os celulares pós-pagos. Para os brasileiros, houve piora em todos os quesitos: na qualidade das ligações e do aparelho e nos serviços, nas contas, no atendimento por telefone e nas lojas e nos preços - esse último, o de pior avaliação na modalidade. TV RECORD, CRISE BRABA À VISTA A TV Record deu início segunda-feira passada a sua anunciada reestruturação financeira. A mudança começou, segundo informações da jornalista do jornal O Globo, Patrícia Kogut, com a demissão de cerca de 400 funcionários. Todas as pessoas desligadas eram funcionários contratados da empresa. Os demitidos foram encaminhados para o RH e acompanhados por seguranças até a saída do Recnov, núcleo de teledramaturgia da emissora. Entre os profissionais desligados estão produtores, cenógrafos e maquiadores. A Record contratou uma consultoria para conduzir a reestruturação financeira e pretende terceirizar sua produção. Alexandre Raposo, presidente da emissora, está no México para acompanhar o funcionamento da Televisa, que segue esse modelo. BOLA FORA Um amigo meu, carioca da gema e torcedor do Flamengo, me contou que quem não deu ouvidos aos conselhos das autoridades para deixar o carro em casa, na reabertura oficial do Maracanã, no fatídico jogo Brasil X Inglaterra, pagou muito caro pelo conforto de ir de automóvel. O posto de gasolina BR, da Radial Oeste, foi tomado por um grupo de flanelinhas, que cobrava até R$ 100,00 por uma vaga para o carro. Mesmo assim, o posto estava lotado. Esse exemplo serve também para os dias de pique do Mossoró Cidade Junina. Se liguem! SKOL SERÁ A CERVEJA OFICIAL TAMBÉM DAS OLIMPÍADAS A Ambev, que já é a patrocinadora da Copa de 2014, também levou as Olimpíadas. A Rio 2016 anunciará em breve que a Skol será a cerveja oficial do evento. A cota custou cerca de 90 milhões de reais.


Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Cidades

Editora: Kalidja Sibéria cidades@gazetadooeste.com.br

IMPROBIDADE

RURAL

Mutirão do TJRN julgará 1.350 ações

Venha-Ver recebe máquinas do Governo Federal 5

4

BAOBÁS,AS GIGANTES NO SEMIÁRIDO FOTOS: WILSON MORENO

Espécies alcançam entre cinco e 25 metros de altura e de sete a 19 metros de diâmetro

KALIDJA SIBÉRIA Da Redação ma história que pode ter mais de 450 anos e que começou ainda no período da escravidão continua como mistério e chama a atenção em torno dos pés de Baobás plantados no município de Assu, mais precisamente em torno da Lagoa do Piató. Como os moradores mais velhos contam,as plantas foram trazidas para o Brasil por escravos africanos que acompanhavam portugueses que se instalaram na região. A idade certa das árvores continua sendo uma incógnita, no entanto a sua grandeza e largura é o que realmente chama a atenção das pessoas. As espécies alcançam alturas entre cinco e 25 metros de altura e de sete a 19 metros de diâmetro. No município de Assu, cidade brasileira que abriga o maior número de Baobás, nove no total, a Lagoa do Piató tem em seu entorno as árvores maiores do país. Na Fazenda Curralinho, a maior delas possui um diâmetro de 16 metros. Para se ter uma ideia do tamanho do caule da árvore são necessários sete homens de mãos dadas para abraçar a planta. A fazenda abriga ainda outro grande exemplar com 11 metros de diâmetro de caule. De propriedade do produtor rural Arivonaldo Bezerra, a Fazenda Curralinho tem atraído muitos turistas para conferir de perto a grandeza das ár-

U

Agricultor Chico Lucas mostra o Baobá plantado no quintal de sua casa

vores, no entanto a exploração das árvores na área turística não tem agradado o proprietário das terras, que reclama da degradação por parte dos visitantes. De acordo com Thiago Bezerra, filho do proprietário da fazenda, o seu pai está regulando o acesso aos Baobás devido problemas com a preservação do ambiente. "Muitas pessoas visitavam as árvores e muita gente acabava degradando as plantas, arrancando pedaços das cascas, riscando o caule, então papai decidiu proibir. Além do mais, pessoas ligadas ao município estavam se aproveitando das plantas para ganhar dinheiro, trazendo turis-

tas, sendo que sequer o acesso à fazenda eles queriam ajudar a melhorar", desabafa. A intenção da família agora é apenas preservar o local para a manutenção das árvores, já que eles temem por sua integridade. Sobre a história das gigantes,Thiago Bezerra conta que desde que era criança ouve falar sobre quem trouxe as plantas para as terras de seu pai. "Aqui na nossa fazenda moravam uns escravos e meu avô contou que foram eles que trouxeram. Ele (o avô) contava que conheceu um se-

nhor que morreu com mais de 100 anos que disse ter chegado naquelas terras ainda criança e que os Baobás já estavam ali daquele tamanho. Eles têm mais de 450 anos",diverte-se o agricultor. Outra curiosidade do local é que abriga a casa mais velha do município de Assu. "Essa casa foi construída aqui muitos anos antes de Assu existir", complementa. O agricultor e historiador Francisco Lucas da Silva, conhecido na região do Vale do Açu como

"Chico Lucas" é um exímio admirador dos Baobás e conseguiu plantar uma muda da árvore no quintal de sua casa, fato muito difícil de acontecer. "É raro uma muda pegar, mas eu insisti muito tempo até conseguir. Agora a minha planta já está com cinco anos e uma média de um metro de diâmetro. Sei que vou morrer e não a vejo gigante porque elas demoram muitos anos para atingir grandes tamanhos, mas mesmo assim sou muito feliz por ter conseguido c u l tivál a .

Cuido dela como se fosse um filho", conta o historiador que já está com 70 anos de idade. Ele destaca que se sente privilegiado por contribuir com a preservação da espécie e faz questão de relembrar a história dos escravos africanos que trouxeram a semente da árvore para o Brasil. "Essas árvores só estão aqui porque os escravos trouxeram as sementes e tiveram a inteligência de plantá-las no entorno da lagoa, o que favoreceu para a sua germinação", conta. A amostra do Baobá plantada no quintal de seu Chico Lucas recebe água diariamente por meio de uma mangueira direto no tronco. Em seu sítio, localizado na comunidade Areia Branca do Piató, seu Chico Lucas construiu e mantém a "Casa da Memória do Piató Chico Lucas", onde guarda relíquias e peças achadas no entorno da Lagoa do Piató que possivelmente pertenceram aos índios e escravos que habitaram a região há muitos anos atrás. CURIOSIDADE Os Baobabs ou Baobás (Adansonia) são um gênero de árvore com oito espécies, nativas da ilha de Madagascar (o maior centro de diversidade, com seis espécies), do continente africano e da Austrália (com uma espécie em cada). As espécies alcançam alturas entre de 5 a 25 m de altura (excepcionalmente 30 m), e até 7 m no diâmetro do tronco (excepcionalmente 11 m). Destacam-se pela capacidade de armazenamento de água dentro do tronco, que pode alcançar até 120.000 litros. Os Baobás desenvolvem-se em zonas sazonalmente áridas, e são árvores de folha caduca, caindo suas folhas durante a estação seca. Alguns têm a fama de terem vários milhares de anos, mas como a sua madeira não produz anéis de crescimento, isso é impossível de ser verificado.


2 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Sociais

Alto-Oeste

AGENDA CIDADÃ

A amizade, cuja fonte é

Soraya Vieira

Deus, não se

sorayavieira@altoestenet.com.br

esgota nunca".

MOSSORÓ CIDADE JUNINA Dia 14/06 Aviões do Forró Roberto e Maior Expressão Samba Nobre Forró Doideira

Santa Catarina de Siena FOTOS: WWW.SORAYAVIEIRA.COM.BR

A VIDA CONTA... Alma querida, escuta: Em tuas horas lentas De inquietação, insegurança e luta, Amargura e cansaço, Ouvimos nós, noutros campos do Espaço, As falas mudas que nos apresentas. Muitas vezes, interrogas na oração De espírito espantado e sofredor: - "Se tudo o que esperei foi sonho vão, Por que amarei assim, sem ter amor? Por que me consagrar a filhos que amo tanto, Se me ofertam por triste recompensa A incompreensão imensa Que me encharca de pranto? Por que me dedicar com tanto empenho Ao lar que me magoa No qual ninguém anota as lágrimas que eu tenho Nem considera a cruz que me agrilhoa? Que motivo me leva a entregar-me de todo A certo coração que me espezinha Que me cobre de lodo Depois de ironizar a esperança que eu tinha? Que razão me conserva a consciência Presa a determinado compromisso, Se aqueles que mais amo na existência Não querem saber disso?" Dói-nos ouvir, no Além, a angústia com que indagas, Mostrando o coração aberto em chagas... É um esposo distante, é uma esposa esquecida Do trabalho de paz que abraçou para a vida, É um filhinho doente, Gradeado num leito merencório, É um parente infeliz em sanatório, É uma pessoa amiga a gritar-nos em rosto Acusações sem base em vinagre e censura, A fazer-nos enfermos de desgosto Ou cansados de dor, às portas da loucura... Inda que tudo isso te aconteça, Não fujas, alma boa, Tolera a quem te fira, ama, perdoa, Sem que a força do amor se te arrefeça. Não fossem as prisões que nos guardam no mundo, Duros grilhões, sem formas definidas, Voltaríamos nós aos erros de outras vidas Em delírio profundo... A, prova que te oprime em ásperas refregas, O peso enorme dos tormentos teus, E a dor da obrigação nas cruzes que carregas São as cercas de Deus. CHICO XAVIER - MARIA DOLORES

Joãozinho Bezerra bem acompanhado na festa dos Solteirões

Só alegria em Monalisa e Kayrone

Buquê de flores com cheirinho de felicidades para Micheline Fontes

Dia 15/06 Remelexo Forró da Curtição Bonde do Brasil Ferro na Boneca Forró do Gordim

ECOS DA SEMANA • Período junino começando é só alegria. Apesar da nossa região não ter São João é até explicável, porém as quadrilhas nas comunidades devem ser incentivadas.

Leonardo, Methon, Tales e Vagner

• Fico revoltada quando sei de um abuso com criança ou adolescente e quando parte da família, aí que fico mais indignada. Não sei como a Justiça faz para manter estes jovens ou adolescentes fora do alcance deste abuso, já que em nossa cidade e região não existem casas de apoio. • Em nossa região necessita demais de uma casa de apoio para abrigar as pessoas fruto da violência doméstica ou sexual. • A ação desencadeada para prender traficantes em nossa região foi um sucesso e acredito que toda a sociedade bate palmas. Agora é bom continuar monitorando os usuários porque chegará ao traficante-mor, sim, aquele que está gastando dinheiro nas desgraças de muitas famílias.

Alessandra e Taciana só alegria

Mais alegria nos Solteirões

• No final de semana, em Martins, a casa do empresário Márcio Oliveira ficará cheia de alegria para receber a matriarca e o patriarca da família Maia e Roseane já está com a geladeira cheia de doces para oferecer aos convidados amados. • Fim de semana com o gostinho de São João na terra de Santa Luzia. • No próximo dia 15, os colunistas da GAZETA DO OESTE passarão por capacitação no próprio jornal. O objetivo é adequar estes profissionais a nova linha editorial do jornal.


Gazeta do Oeste 3

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Natal

Sociais O SUCESSO DO SPORTS GARDEN CLUBE O belíssimo Sports Garden Clube Residencial, da Construtora Colmeia, ganhou festão em um cocktail rico em detalhes, tudo arquitetado pela Casa de Ideias do sempre criativo Chrystian de Saboya. Conhecendo as belezas do empreendimento, os convidados puderam degustar buffet Olimpo Recepções com o requinte e criatividade, decor e movelaria da Amorosa, além dos doces divinos da dupla Anna & Cláudia. Noite com animação da Banda Café e tudo iluminado pelo mago Castelo Casado e a presença do ator da Rede Globo, Ricardo Pereira, o grande convidado, completaram o cenário. A coluna traz os flashes da ocasião de tilintar de taças.

Rodrigo Loureiro rodrigo_sloureiro@hotmail.com twitter: @loureirorn site: www.rodrigoloureiro.com.br

FOTOS: CEDIDAS

Ricardo Pereira e Otacílio Valente

Andreza Macedo, Chrystian de Saboya e Djane Silva

Alessandra Cabral com o amigo Sinval de Souza

Andrea e Wanderley Adams

Arruda Sales, Risomar Lopes e Lili Fagundes

Paulo Oliveira, Ana Zélia Facci e Mozart Netto

Giliana Cunha, Francisca Gosson e Chrystian de Saboya

Fernanda Magalhães e Zélia Pinheiro

Luciano e Cleuze Fiúza

Ceição Rosado com Cleiber Moraes

Patrícia Fagundes e Tiago Alves

Akyra Yanno, Chrystian de Saboya e Renée de Silveira


4 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Sociais Gente de Umarizal CESIMAR OLIVEIRA

Ajude aos outros o mais que puder, de tal forma que sua vida se torne uma alegria constante, por beneficiar a todos". RICARDO PEREIRA

cesimardeoliveira@yahoo.com.br cesimaroliveira@bol.com.br gentedeumarizal.blogspot.com

MUNICÍPIO PODERÁ... O município de Umarizal poderá ser contemplado, através do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), com uma patrulha mecanizada, composta por escavadeira hidráulica e trator de esteira. O MPA publicou na quarta-feira, 5, no Diário Oficial da União, o resultado da seleção instituída pela Portaria nº 77/2013, que lista as propostas qualificadas no processo de habilitação e seleção. "Os equipamentos serão usados para o fomento da aquicultura familiar, potencialização de atividades pesqueiras, criação de viveiros para criação de peixes e consertos de açudes", informou o prefeito Mano Onofre, contente com uma conquista da sua gestão para fomento da economia de Umarizal. ... RECEBER BENEFÍCIOS Para que a proposta de Umarizal fosse válida foi necessário conter o Plano de Trabalho, Projeto Básico e criar a Lei Municipal que cria o Programa Municipal de Desenvolvimento da Aquicultura Familiar. Etapas que, de acordo com Mano Onofre, foram totalmente cumpridas. Com a escavadeira hidráulica e o trator de esteiras que receberão, as prefeituras municipais poderão, por exemplo, construir tanques para a criação de peixes em pequenas propriedades rurais. UMARIZAL BENEFICIADA... O prefeito de Umarizal, Mano Onofre, recebeu das mãos da presidenta Dilma Rousseff, na segunda-feira, 3, as chaves de mais um maquinário do Governo Federal para Umarizal. A motoniveladora será usada no combate à seca e na abertura de estradas vicinais. O Governo Federal doou 250 tratores a 149 municípios do Rio Grande do Norte. A solenidade de entrega aconteceu em Natal. Mano Onofre explica que os equipamentos foram adquiridos por meio da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). As máquinas foram doadas para municípios com até 50 mil habitantes. "E Umarizal foi contemplado beneficiando inúmeras famílias rurais do nosso município", informou.

A sempre sorridente Janeide Menezes tem motivos de sobra para sorrir hoje, pois ela amanhece contabilizando mais um ano de vida. Daqui, renovamos os nossos cumprimentos e os efusivos parabéns!

CEDIDA

Padre João Batista de Mendonça, pároco de Umarizal, foi homenageado na manhã de sexta-feira passada, dia 7, pela comunidade católica local, por motivo de seu aniversário de 26 anos de sacerdócio CEDIDA

RICARDO PEREIRA

Odontóloga Mienda Mirelly será a grande festejada do "Arraiá da Galega", dia 14, sexta-feira vindoura, por conta de sua idade nova. O evento, todo em estilo junino, será na residência dos pais, casal festeiro Aílton Farias/Leônia

Ainda cumprimentando a colunista social mossoroense Karenine Fernandes pelo seu nat ontem, dia 8. A mesma irá comemorar no próximo dia 11, com missa festiva e a reunião de familiares e amigos

Mutirão contra improbidade julgará 1.350 ações REPRODUÇÃO

TJRN dotou uma infraestrutura no Fórum para o desenvolvimento dos trabalhos

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) lançou o Mutirão contra a Improbidade Administrativa, com o objetivo de julgar até o final deste ano as ações de improbidade administrativa e as ações penais relativas a crimes contra a Administração Pública ajuizadas até o final de 2011. A iniciativa busca cumprir a Meta 18,do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Seis juízes designados pelo TJRN serão responsáveis pelo julgamento de 1.177 ações de improbidade e 173 ações penais relativas ao período. Ressaltando a necessidade de realização de concurso público para suprir as vagas de magistrados e servidores, o juiz auxiliar da Presidência, Fábio Filgueira, destacou as ações empreendidas pelo Tribunal de Justiça para superar

O

Procurador-geral de Justiça do Rio Grande do Norte, Manoel Onofre Neto, elogiou a iniciativa do TJRN

esse déficit e trazer maior celeridade à tramitação de processos. O magistrado falou sobre o trabalho realizado pelo projeto Expresso Judiciário e o Mutirão Carcerário no primeiro semestre deste ano, chegando agora a vez do Mutirão contra a Improbidade. "Diante da deficiência do nosso quadro e da complexidade dessas demandas, não tínhamos como dar uma atenção específica e especial a esses processos. Daí a solução por meio do mutirão", justificou. O presidente do Tribu-

nal de Justiça, desembargador Aderson Silvino, ressaltou que o TJRN vem trabalhando pela melhoria da prestação jurisdicional e que é necessário se investir na eficiência desse serviço. Sobre a realização do mutirão, o desembargador Aderson Silvino afirmou que o verdadeiro objetivo é apresentar uma proposta de mudança de paradigma para o futuro. O procurador-geral de Justiça do Rio Grande do Norte, Manoel Onofre Neto, elogiou a iniciativa do TJRN. "Essa é uma alterna-

tiva válida e o Ministério Público a apoia de forma irrestrita porque precisa ser tratada com prioridade, uma vez que o reflexo da temática do desvio de recursos públicos lida diretamente com as políticas públicas. São recursos que deveriam ser aplicados na educação, na saúde, na cultura, no sistema penitenciário, no sistema socioeducativo, na assistência social, e a gente não verifica isso". O procurador-geral do MP junto ao Tribunal de Contas do Estado, Luciano Ramos, destacou que

quando há dano ao patrimônio público está se retirando o único patrimônio daqueles que nada têm, o equivalente ao mínimo de serviço público, de satisfação aos requisitos da dignidade da pessoa humana. "Julgar essas ações e, mais do que isso, inibir de maneira geral como uma prevenção para que outros não se sintam estimulados a fazerem isso, é uma resposta necessária que a sociedade tem que dar. E felizmente o TJRN instaurou esse mutirão para dar vazão a essa quantidade de ações, que são complexas", assinalou. Estiverem presentes ao lançamento do Mutirão contra a Improbidade Administrativa o diretor do Foro da Comarca de Natal, juiz Mádson Ottoni; a presidente da Associação dos Magistrados do RN, Hadja Rayanne; os juízes Fábio Ataíde, Cleanto Fortunato, Airton Pinheiro, Cícero Macedo, José Dantas de Lira, Patrício Lobo; os representantes do Movimento Articulado de Combate à Corrupção (MARCCO) Isabel Meneses e Marco Aurélio;os defensores públicos Francisco de Paula e Felipe de Albuquerque; e os secretários do TJRN Wlademir Capistrano, Walkíria Guedes e José Pereira Neto.

FUNCIONAMENTO Foram designados para atuação no Mutirão, os juízes Airton Pinheiro, Flávia Sousa Dantas Pinto, Cleanto Alves Pantaleão Filho, José Herval Sampaio, Cleanto Fortunato da Silva e Fábio Ataíde Alves. Quatro deles deverão julgar os 1.177 processos relativos às ações de improbidade e dois ficarão responsáveis pelas 173 ações penais relativas a crimes contra a Administração Pública. O TJRN dotou ainda uma infraestrutura no Fórum Miguel Seabra Fagundes para o desenvolvimento dos trabalhos do Mutirão. Fábio Filgueira explicou que o mutirão dará prioridade às comarcas sem juiz titular. Todos os processos com esses temas serão remetidos aos magistrados do mutirão,que farão uma triagem dos que estão prontos para julgamento e os que necessitam de diligências. Em relação às comarcas que contam com juiz titular - responsáveis, portanto,pelo julgamento dos processos da sua comarca - o Tribunal está fazendo um levantamento junto aos magistrados para saber das suas dificuldades. Os juízes poderão, de acordo com a sua situação, encaminhar processos para o Mutirão.


Gazeta do Oeste 5

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Cidades Venha-Ver comemora recebimento de máquinas do Governo Federal

Turismo, Cultura e Lazer Liszt Madruga

CEDIDA

O prefeito Expedito Salviano, da cidade de VenhaVer, participou juntamente com a presidenta Dilma Rousseff, na segunda-feira passada,dia 3,em Natal,da cerimônia de doação de retroescavadeiras e motoniveladoras a 149 municípios localizados na região do semiárido do Rio Grande do Norte. Ao todo, foram entregues 250 máquinas, sendo 101 retroescavadeiras e 149 motoniveladoras.A solenidade ocorreu na Escola de Governo Dom Eugênio Sales, no Centro Administrativo do Estado. O prefeito de Venha-Ver recebeu das mãos da presidenta da República as chaves de duas máquinas, sendo uma retroescavadeira e uma motoniveladora, que irão reforçar as equipes de trabalho da prefeitura municipal. Todos os equipamentos serão encaminhados para os municípios após o treinamento dos operadores. A doação das máquinas adquiridas por meio da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) irá beneficiar a população rural de Venha-Ver e contribuirá, especialmente, para a organização produtiva dos agricultores familiares dos distritos e assentamentos, tendo em vista a possibilidade de construção e recuperação de estradas para

lisztmadruga@hotmail.com

MORAES NETO

H

Henrique Eduardo, presidente da Câmara dos Deputados; Marcelo Fernandes de Queiroz, presidente da Fecomércio, e Aldair da Rocha (secretário da Segurança Pública).

Expedito Salviano, prefeito de Venha-Ver

escoamento da produção. Para o prefeito Expedito Salviano,as máquinas adquiridas para o município serão de grande utilidade, pois contribuirá na conservação das estradas da zona rural que necessitam deste tipo de maquinário. "Com a aquisição de mais duas máquinas, essa estrutura nos ajudará bastante na recuperação de estradas vicinais, o que beneficiará diretamente o desenvolvimento em todo o município",disse.Expedito Salviano recebeu a chave das máquinas das mãos da presidenta Dilma Rousseff. As máquinas que o município de Venha-Ver ganhou encontram-se no pá-

tio da Governadoria, em Natal, onde passa por um processo de revisão final. O restante dos equipamentos deverá ser entregue até outubro, e serão compostos por caçamba, carro-pipa e outro maquinário. Para receber o equipamento, o município de Venha-Ver passou por diversos critérios,como:estar inscrito nas modalidades associativas e consórcio público; ser um município com maior valor da produção agropecuária, dentre outros. O prefeito Expedito Salviano foi incansável para cumprir a tempo todas as exigências do Governo Federal e trazer para o muni-

Inscrições para o Sistema de Seleção Unificada começam amanhã, 10 ARQUIVO

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (SiSU) para vagas em cursos de graduação em universidades federais e institutos federais de ensino superior,com início no segundo semestre deste ano, iniciam amanhã, 10, e podem ser feitas até o dia 14. Podem participar desse processo os estudantes aprovados no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2012 que não tenham tirado zero na prova de redação. Os candidatos podem escolher duas opções de vagas disponíveis na instituição, além de especificar o local de oferta, curso e turno. A primeira chamada do SiSU será feita no dia 17 de junho, com matrículas nas respectivas instituições nos dias 21, 24 e 25, e a segunda chamada no dia 1º de julho, com matrículas nos dias 5, 8 e 9 de julho. UFRN Neste segundo semestre, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) disponibiliza-

Sistema oferece vagas em cursos de graduação em universidades federais e institutos federais de ensino superior

rá de 2.454 vagas, que serão distribuídas nos cursos de graduação nos campi de Natal, Currais Novos e Santa Cruz. Segundo o pró-reitor-adjunto de Graduação, Adelardo Dantas Medeiros, pela primeira vez os cursos de grande demanda, como

Medicina,Direito,Ciências Contábeis e Engenharia Civil oferecem vagas através desse processo. Os interessados em concorrer uma vaga nas universidades federais, entre elas a UFRN, devem se inscrever no site do SiSU:www.sisu.mec.gov.br.

ENRIQUE NA FECOMÉRCIO O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, se reuniu em Natal com empresários do comércio, dos serviços e do turismo, e com o secretário de Segurança Pública, Aldair da Rocha. Foi analisado o projeto de videomonitoramento das áreas comerciais de Natal com maior ocorrência de crimes. A proposta foi apresentada com base em estatísticas oficiais e tem a parceria da Fecomércio. Henrique se comprometeu a apoiar o projeto para que os recursos sejam viabilizados pelo Ministério da Justiça. HENRIQUE NA FECOMÉRCIO II O projeto da Secretaria de Segurança propõe a instalação de 62 câmeras de vídeo em pontos estratégicos dos bairros do Alecrim, Cidade Alta, Petrópolis e Igapó. A instalação dos equipamentos custará R$ 6 milhões. O projeto será integrado ao Cetro de Operações e Controle da Copa, no valor de R$ 80 milhões, já em implantação no Centro Administrativo do Estado e com previsão de 200 câmeras instaladas em outras áreas da cidade como: hotéis, aeroporto e arena das dunas. HENRIQUE NA FECOMÉRCIO III O presidente da Fecomércio, Marcelo Queiroz, disse que o setor responde por 44% de todos os empregos formais do Rio Grande do Norte e que, apesar de gerar emprego e renda para a economia local, é um dos mais atingidos pela insegurança. "Estamos de portas abertas, voltadas para as ruas, muitas vezes até durante as 24 horas e não sabemos se quem nos vista é cliente ou bandido", disse, justificando a importância do monitoramento das ruas para auxiliar no trabalho do policiamento ostensivo e reduzir a criminalidade. "Somos o seguimento mais penalizado pela violência em Natal que é e um destino turístico de suma importância", acrescentou. HENRIQUE NA FECOMÉRCIO IV Henrique assegurou que o projeto será apresentado ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso (amanhã), quando ele - Henrique, está no exercício da Presidência da República. "Será a primeira audiência que terei nesse momento singular, como presidente ad ínterim", sinalizou Henrique, adicionando que o ministro já tomou conhecimento do projeto durante uma conversa prévia entre os dois, quando o ministro Eduardo Campos pediu para que a proposta fosse apresentada para inclusão entre os projetos do programa Brasil Mais Seguro, já pactuado com os governos Federal e do Rio Grande do Norte. HENRIQUE NA FECOMÉRCIO V Henrique Alves disse que a Câmara aprovará a Medida Provisória que trata da isenção do PIS, COFINS e PASEP dos itens da cesta básica.O sal foi incluído como item da cesta e terá alíquota zero. "É uma con-

quista importante para a indústria salineira e para a economia do Rio Grande do Norte. Respondemos por 95% do sal brasileiro", disse o deputado. NATAL PARA O MUNDO Faltando pouco mais de 300 dias para o início da Copa do Mundo, a Secretaria Municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico (SETURDE) tem consolidado a divulgação da cidade como destino turístico e buscando cada vez mais formas de ampliar o alcance desse trabalho. Desde o início da gestão, do prefeito Carlos Eduardo, a secretaria trabalha na divulgação de Natal em veículos local e alhures. NATAL PARA O MUNDO II O secretário Fernando Bezerril recebeu em seu gabinete a visita da produtora Mariana Arêa, acompanhada dos produtores Luana Fornaciari e Reynaldo Zangrandi, representantes da CineMauro Produções, do Rio de janeiro que está executando a filmagem das imagens de Natal que serão utilizadas pela empresa Host Broadcast Services 2014 AG - contratada pela FIFA para fazer as transmissões dos jogos da Copa do Mundo da FIFA 2014. O documentário vai ser incluído nos 12 filmes que serão distribuídos para todo o mundo e transmitidos antes de cada jogo nas cidades subsedes da Copa. NATAL PARA O MUNDO III "Conseguimos inserir a cidade e suas paisagens paradisíacas na Novela Flor do Caribe, exibida mundialmente por uma das principais emissoras do país - Rede Globo de Televisão, e criamos uma conta nas redes sociais que promove o turismo de Natal e que atinge mensalmente mais de 50 mil pessoas. Recebemos os produtores que estão filmando alguns cenários da nossa cidade que serão exibidos para todo o mundo", sinalizou Bezerril. FEIRA DE EXTREMOZ O prefeito de Extremoz, Klauss Rêgo, realizou quinta-feira, 6, a apresentação da Festa de Santo Antônio, que ocorrerá de 10 a 15 deste mês, para jornalistas, patrocinadores e convidados especiais, na Churrascaria Fogo & Chama. "Com o tema 'Extremoz te convida; Santo Antônio te espera, este ano ampliamos a nossa festa e a programação. Ela terá seis dias e contará com a 1ª Feira de Negócios de Extremoz", informou o prefeito. FEIRA DE EXTREMOZ II O secretário de Meio Ambiente Urbanismo e Transporte, Fábio Góis, apresentou a estrutura de mobilidade urbana criada para os dias do evento e falou sobre a organização do trânsito, apresentando em telão o planejamento que permitirá ao visitante ter acesso com tranqüilidade a Arena Cultural do Conjunto Estrela do Mar. FEIRA DE EXTREMOZ III Paulo Galindo, vice-presidente do Sindicato dos Hotéis do Rio Grande do Norte, elogiou a iniciativa da Prefeitura de Extremoz em realizar a Festa de Santo Antônio, ressaltando a organização e o profissionalismo da equipe que cuida do evento, lembrando inclusive, no rol das iniciativas, o 'Trem dos Namorados', que chegará dentro da festa. "As autoridades do Turismo têm que apoiar esse evento, que é do RN. Extremoz renova o produto turístico", elogiou, inclusive fazendo referência a novela global 'Flor do Caribe', que teve parte de suas gravações nas praias e lagoas de Extremoz.


6 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Cidade Interativa Cartão-Postal

AG: L&T

PROITEC O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) lançou um edital complementar ao Edital 13/2013 (ProITEC), que amplia o período para entrega da documentação exigida na confirmação da inscrição no programa. De acordo com o documento, o candidato terá um novo período, de 10 a 14 de junho, para apresentar toda a documentação necessária para confirmar sua inscrição, a ser realizada no campus que o aluno estiver vinculado. No ato, o estudante receberá o material didático para estudo do Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania 2013. MEIO AMBIENTE Chegou ao fim, na sexta-feira, 7, a programação da Semana Ambiental de Pau dos Ferros, que teve início no último dia 3, e foi considerada um sucesso absoluto. Durante toda a semana, as mais diversas atividades foram desenvolvidas junto à população. Em escolas como o Severino Bezerra e a Escola José Fernandes de Melo receberam a equipe da Semut que promoveram palestras para alunos e funcionários, explicando a responsabilidade de todos com o meio ambiente. Por meio de mutirões e caminhadas educativas, diversos bairros da cidade receberam a visita dos participantes que mostraram como os cidadãos podem colaborar com a preservação do ambiente em que vivem. ABASTECIMENTO Para atender aos moradores de áreas de expansão da cidade de Alto do Rodrigues, a Caern executou 500 metros de rede de água com tubos de 60 milímetros. Foram investidos R$ 14 mil no serviço que a Caern realizou em parceria com a prefeitura do Alto do Rodrigues. A companhia disponibilizou o material e mão de obra e a prefeitura entrou com as máquinas para a escavação das redes. A cidade de Alto do Rodrigues é abastecida pelo Rio Açu. Para garantir a distribuição igualitária de água e evitar o desperdício do produto, a Caern também está instalando hidrômetros na cidade. Nos últimos dois meses foram instalados 250 medidores.

IGREJA DE JOSÉ DA PENHA JÁ ENFEITADA PARA OS FESTEJOS JUNINOS

AG: L&T

CEDIDA

AG: L&T

Parabéns antecipado ao empresário Rômulo Régis, da Rio Grande de Pau dos Ferros pelo seu aniversário

Assessor Luís Mário com o vice-prefeito Raniere Viana da cidade de Rafael Fernandes com o colunista Clístenes Carlos, Edelson Soares e amigo João Daniel

O prefeito Expedito Salviano, da cidade de Venha-Ver, na entrega de retroescavadeira e motoniveladora feito pela presidente Dilma Rousseff CÉLIO DUARTE

CÉLIO DUARTE

AG: L&T

Geovanna, filha do casal Narciso Souto Filho e Georgina

Cantor e sanfoneiro Anízio Júnior e Alice Santiago

AG: L&T

AG: L&T

Equipe da concessionária Styllo Veículos, em Mossoró

Vereador dr. Elândio de Taboleiro Grande

Parabéns a Elen Priscilla, que aniversariou na última sexta-feira ao lado o namorado Lucas Landriny CÉLIO DUARTE

Raniery da Casa São Francisco, profissional de primeira


Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Expressão

AURORA BOREAL Editor: Mário Gerson mario.gerson@folha.com.br

Espetáculo demarca nova etapa do Pessoal do Tarará

PRÊMIO SESC DE LITERATURA 3

Autores de todo o País podem participar

6

Jubarte ataca! Banda lança seu primeiro CD, intitulado A invasão das temíveis válvulas termiônicas; e fará show no Dosol, dia 22, às 23h

FOTOS: DIVULGAÇÃO

ubarte Ataca. O nome, um pouco estranho, esconde um som de uma banda que está começando com o pé direito e já figura entre as melhores do Estado. Com o disco A invasão das temíveis válvulas termiônicas, a Jubarte Ataca se firma com um som que lembra boas trilhas sonoras, sem perder o tom da nossa realidade. "Antes do disco, lançamos uma demo (somente em formato virtual) em 2011 - "O bonito, o habilidoso e Joaquim" - e em 2012 um split em fita k-7 - "Reverb Vs. Fuzz" - com a banda, parceira nossa, Os Fuzzíveis, de Campina Grande. Ainda em 2012 também liberamos um single do "A invasão das temíveis válvulas termiônicas", intitulado "Capeta com cão nos couros". Excetuando o single, todos os lançamentos anteriores da banda foram feitos no esquema lo-fi: tudo ao vivo no estúdio e poluído; bom, bruto e barato, digamos assim. A gente se orgulha muito de to-

J

entrada gratuita. Segundo Joaquim Dantas, o disco marca "oficialmente" a existência da banda. "A gente se empenhou muito pra chegar a esse produto final. Todo mundo envolvido nesse "projeto de muitas mãos" deu tudo de si pra que a coisa funcionasse: Henrique Geladeira e Anderson Foca, que estavam com a gente na gravação no estúdio; Alex Prado Souza, lá de Aracaju, que mixou o material todo com ouvidos de tuberculoso e mãos certeiras;Daniel Liberalino, autor/compilador/inventor da faixa introdutória "Voyager não responde"; Sabrina Bezerra, responsável pela belíssima arte do disco (e das camisetas, num futuro próximo!); Pedro Henrique,da Capitão Lixo,e Daniel Ete,da ChopSuey,que são os selos que estão nos ajudando a divulgar o material; Leandro Neanderthal, que fez o layout do site, junto com Diego,e tirou as nossas fotos;isso sem mencionar todo mundo que direta ou indiretamente apoiou e contri-

Tocar em Mossoró é sempre estar em casa. E estar em casa é aquela coisa: liberdade, diversão e amigos. Vai ser um show daqueles”

das as gravações, na real. Tanto as lo-fi quanto essa nova mais "bem produzida". Cada uma tem sua peculiaridade", comenta Joaquim Dantas, um dos integrantes do grupo. O disco virá à tona durante o show do próximo dia 22 de junho, no Espaço Cultural Dosol Mossoró, a partir das 23h, dentro da programação do lugar no período junino, com

buiu conosco pra que a banda desse esse bicudo e metesse o disco no mundo. Realmente, um marco importante demais pra gente. O show de lançamento foi em Natal, no Dosol, ao lado dos nossos amigos e com a participação genial dos queridos do Velociraptors, de Mossoró, e do Ex-Isto, daqui de Natal. Curtimos demais a festa, e já estamos de olho em futuras datas pra

A gente nunca conseguiu deixar de meter uma penca de influências alheias a esse estilo, o que acabou por dar "a cara sonora" da Jubarte Ataca, o que é muito bom. De Beatles a Ramones, de Dick Dale a Reginaldo Rossi Joaquim Dantas

lançarmos esse disco no mundo todo", frisa. Ele salienta que as expectativas "para a terra do sol que não se deita", são as melhores possíveis. "Tocar em Mossoró é sempre estar em casa. E estar em casa é aquela coisa: liberdade, diversão e amigos. Vai ser um show daqueles. E de graça ainda mais... Sei que a gente vai levando o disco novo nas costas pra mostrar pra galera. E esperamos que, como sempre, nossos amigos apareçam pra dançar e achar o som doido. Quanto mais, melhor. É bom que a gente bota os amp no volume topado... e arrocha no reverb da guitarra", diz, convidando os interessados. UMA PENCA DE INFLUÊNCIAS! A Jubarte tem uma característica marcante - talvez - de jazz ou de batidas do rock, além de sequências que dão ideia de perseguição... "A gente nunca conseguiu deixar de meter uma penca de influências alheias a esse estilo, o que acabou por dar "a cara sonora" da Jubarte Ataca, o que é muito bom. De Beatles a Ramones, de Dick Dale a Reginaldo Rossi, de Docteur Legume a Reverend Horton Heat, tá tudo lá... o difícil é dizer aonde vai cada coisa. Mas quem se importa, não é mesmo?! O que vale é o produto final. No fim, acho que somos uma banda de rock", diz Joaquim. Com relação "ao lance das trilhas sonoras", ele diz que é, certamente, um forte do grupo. "Sempre pensamos que a maravilha da

música instrumental é que, ao colocar um título, fica sugerida uma ideia ampla, e não uma imagem fixa, por onde a mente do ouvinte pode viajar. Então, de certo modo nós estamos sempre compondo trilhas sonoras para filmes que só existem na cabeça das pessoas... e nas nossas, claro. Acho que a coisa da composição, pra gente, é toda meio acidental, mas nem tão acidental assim, compreende? A coisa, a música, vai surgindo, o título surge, continuamos na ideia, e pronto: depois de um tempo, tá solto o menino no mundo", brinca, sorrindo. Sobre os espaços, ele é enfático: "Se não tiver espaço, a gente abre. Cava, força, apela e dá um jeito. E fora do Estado também. A música brasileira hoje no circuito independente/alternativo/underground (como queira) funciona a plenos pulmões. Cada um vai cavando seu espaço", explica.

De Luiz Gonzaga a Ennio Morricone Influências, mais influências. "De Luiz Gonzaga a Ennio Morricone", diz Joaquim. "Acho que seria impossível não ter um pé na nossa realidade. O cara que quer pagar de NY sem se ligar que é de NF (Nova Floresta) tem que ser muito otário. Não falo de regionalismos ufanistas e tolos. Falo da antropofagia musical globalizada. A gente consome de tudo - como eu disse, de Luiz Gonzaga a Ennio Morricone - e tudo acaba virando matéria-prima pra Jubarte. Acho que é tudo muito natural. Não nos preocupamos muito com isso. A coisa flui naturalmente nesses moldes. Como é que uma banda formada por mossoroenses não ia soar, nem um tiquinho, calorenta? Num tá com a peste!", brinca. Sobre o cenário atual para as bandas alternativas no Estad o,

Banda está entre as melhores do Estado

Joaquim Dantas destaca que está "crescendo". "Por todos os lados estão surgindo bandas e projetos novos. Gravações caseiras com originalidade, barulheiras de fundo de quintal, aparelhagem emprestada de amigos, curtição, garagem e força de vontade. O "faça você mesmo" tá valendo como nunca como bandeira da produção musical. Todo mundo pode montar uma banda, compor, gravar e meter as caras. E, a cada dia, mais e mais bares de rock surgem pelo Estado. Acabou aquela coisa de esperar um ano inteiro para poder ir a um show. Agora, não! Buracos, bares, becos... os maravilhosos e desgraçados barulhos nos becos do rock, funcionando em qualquer dia perto da sua casa. Uma beleza mesmo. E tem sempre gente disposta a ir ver a tua banda, a jogar cerveja em você e gritar "toca aquela..." Acho que a tendência é continuar crescendo, contanto que o público compareça e as bandas existam", explica. JUBARTE ATACA "É surfmusic e violência gratuita. Jubarte Ataca é baixo, bateria, guitarra e reverb. Jubarte Ataca é filme B e junkfood. Jubarte Ataca é circuitos destruídos e parafusos enferrujados", fala Joaquim. Para ouvir, basta acessar: http://www.jubarteataca.com


2 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Expressão Questão de Prosa

Meus amigos, meus irmãos

Desinteressa-me...

Francisco Obery Rodrigues - Cronista

Clauder Arcanjo - Professor

na chamada Nova Parnami- meu irmão de carne, mas rim; eram os lugares dos tive outros irmãos queridos: quais mais gostava: sua casa João Berchmans, Seutônio na praia de Tibau,a 40 km de Câncio,Antônio Salém,JoMossoró,e essa granja.Sem- sé Genildo, Alcínio Miranpre que podia, eu estava lá, da, César Leite, e mais quaaos domingos, lhe fazendo tro que fiz quando morei em companhia e ouvindo suas Caruaru:Arlindo Porto,José Carlos Coutinho, João muitas estórias. Infelizmente, o destino Machado (já falecidos) e lhe pregaria mais uma peça: Oscarlino Laranjeira (o úniapareceu um câncer em seu co ainda vivo), os quais eu estômago e os médicos o con- considerava como irmãos. venceram a operar-se, mas Porque para se ter alguém como verdanão foi bem deiro amisucedido. Eu go/irmão é e Brasília íapreciso que mos sempre haja total v i s i t á - l o, José gostava muito identificação acompaafinidades nhando seu de passar os fins de de e sentimensofrimento. tos. Dos consUma vez, semana em sua tantes do livro chegamos a que escrevi, sua casa e lá granja, no Jiqui, denominado estavam dois dos seus mui- onde hoje se erguem "Memorial de Amigos", ao tos amigos, todo cento e que lhe contavários condomínios cinco, apenas vam, a seu uns quinze espróprio pedina chamada Nova tão vivos. Na do, algumas verdade, tinpiadas, de Parnamirim ha-os como que ele gostaAMIGOS peva. Eu admila convivênrava a sua conformação com o sofri- cia, embora nem todos pumento: certa vez cheguei lá dessem ter como IRMÃOS. e não tinha palavras para con- Ah, no outono da minha viversar. Então ele me disse: da, de qualquer forma, "Obery,conte uma anedota". quanta falta me fazem eles! Bom, todo esse preâmMeu Deus, que anedota eu poderia contar àquele ho- bulo para escrever que meus mem tomado de dor?! A irmãos e irmãs não são apeemoção me dominou e,a cus- nas aqueles que tive dos to, com lágrimas nos olhos, mesmos pais,mas todos que só pude dizer: "José, eu não conheci, dos mais ricos, de sei de nenhuma anedota". E prestígio social, ou os que ficamos em silêncio. Poucos detiveram ou detêm algum poder político, mas aquedias depois, Deus o levou. Mas, até agora falei no las pessoas humildes que

F

ilho de meu pai e de minha mãe, só tive um irmão. Chamava-se José, José Augusto Rodrigues, professor e advogado, quase dez anos mais velho do que eu. Costumo dizer que, depois do meu pai,foi ele o meu melhor amigo.Nunca brigamos. Era um meu paradigma de vida, um exemplo de obediência aos nossos pais, de amor às nossas irmãs, de gosto pelo estudo.Perdi-o em 29.12.1995,faltando 17 dias para completar seus 80 anos. Lembro quanto sofreu: primeiro, teve um filho covardemente assassinado quando estava, à noite, na calçada da casa da noiva,em Mossoró, fato que modificou radicalmente os destinos da sua vida, forçando-o a vir morar em Natal; anos depois, em decorrência de um acidente de automóvel numa de suas frequentes viagens a Mossoró, nossa terra querida, no qual perdeu a esposa, ele ficou, como se diz popularmente, no couro e no osso. Alguém o convenceu a ir a Brasília, ao Hospital Sarah Kubistcheck, cujo diretor na época era o dr. Aloysio Campos da Paz. Graças a Deus e a competência desse grande médico, meu irmão recuperou a saúde e até chegou a casar-se novamente.Depois,em consequência de uma desastrosa queda,teve que passar 21 dias na UTI de um hospital.Novamente, Deus o recuperou. José gostava muito de passar os fins de semana em sua granja,no Jiqui,onde hoje se erguem vários condomínios

Crônica da Semana

frequentavam a casa dos meus pais ou os que frequentaram a minha casa em Mossoró, onde nasci e morei por quase 50 anos, em Caruaru,ou aqui em Natal. E confesso, com toda a sinceridade de minha alma, que tinha mais estima por estes e sei que eles também me queriam bem, pois tive provas disso; prosava com eles com a intimidade que não tinha com a grande maioria dos outros. Esta crônica que agora escrevo,no entardecer deste sábado, foi sob a emoção da fala do Pe. Joãozinho, que ouvi pela manhã, e da homilia do Pe. Fábio de Melo na missa desta tarde, na TV Canção Nova,verdadeiras lições de sabedoria sobre o sentido da vida, sobre a veleidade e a fugacidade do poder; sobre a inutilidade da riqueza material;a respeito das vaidades vãs; sobre a necessidade e importância do amor ao próximo,que é nosso irmão. O nosso grande e insubstituível irmão foi e é JESUS,foi e será sempre Ele, pois todos somos filhos do mesmo Pai;e quanto Ele nos amava! Quem Ele escolheu para serem Seus apóstolos e seus amigos? Pessoas humildes, inclusive uma prostituta, que foi Maria Madalena. Pois é,você, que porventura me lê,você é meu irmão ou minha irmã e, consequentemente, meu amigo ou minha amiga. Não posso concluir sem agradecer a Deus por todos os meus filhos, pois são, naturalmente, meus irmãos e amigos.

Desinteressa-me a espécie dos homens cobertos de certeza, vestidos com o fraque vetusto da onipotência, senhores da vida, useiros e vezeiros do falso tempo, fingidores amantes do desconhecido. Desinteressa-me a manhã sem nenhuma nuvem de mistério, acobertada por um sol impávido, tomada pela fúria de hélio, apaniguada com a inclemência que tange as mulheres das calçadas, esconde os bichos nas locas febris, e não põe um fiapo sequer de sombra no caminho dos pobres degredados. Desinteressa-me a prosa certinha, sem o acento da dúvida, sem o advérbio improvável, sem o adjetivo rebelde e tresloucado. Necessários todavia para pintar, e marcar, a página com a senha predicativa da sanha de Dioniso. Dioniso este que gera, sagração dos deuses, um quê de tragicômica fúria nos lábios olímpicos daqueles que a leem, e, em êxtase, a glorificam. Desinteressa-me a noite rotineira, que cai como se em descuido, obra do acaso, nos braços da tarde, e não nos leva para a cama com o sinete augusto do amor. Se o sono se nos apresenta, desconfio, traz o manto do descanso oco, sem o plebeu desvario do pesadelo. Só os pesadelos mais terríveis desvelam e revelam, ao tempo que purgam, os pecados d'alma. Desinteressa-me a flor sem cheiro, apenas e tão só bonitinha e ordinária, decorando um vaso branco numa sala branca. Num dia branco, sem o zumbido de ira do zangão e da cópula das abelhas. A flor faz o jardim, mas o jardim desfaz-se com flores assim. Desinteressa-me a música que não encanta, daquelas que apenas compõem o ambiente, em tom menor, para selar o acordo de casais infensos ao desvario, ou, triste sonata, dos homens de negócio vestidos de cinza, (des)encarnados pela volúpia da posse. Desinteressa-me a poesia marcada pela métrica do óbvio singelo e do mero ocasional, escrava do cântico ao poder e ao direito constituídos,sem adelgaçar horizontes,sem fornicar com a plêiade de perséfones,medusas e dianas que habitam e enfeitiçam o costado do castelo da utopia. Desinteressa-me a mansuetude dos desinteressados, desinteressados não movidos pela renúncia, mas pela pasmaceira e pela preguiça. Há de haver luta e esforço para que se dê a real conquista (e entendimento) da profundeza das coisas e do rio do tempo. Por último, desinteressa-me a honraria que paira sobre a távola de certos vitoriosos, pois, pressinto, há nela o halo de ouropel. No entanto, interessa-me, sobremaneira, o destino dos desinteressados,quando,dentro deles,pulsar o (des)interesse sem pretensão.

Reminiscências

O pássaro metálico Wilson Bezerra de Moura - Professor emérito da Uern ro de um campo de pouso jovem Edgar Dantas. Num e assim foi providenciado feito não só existe parte neum imenso cercado e fei- gativa. Nesse movimento to os preparativos neces- aéreo teve parte importansários ao pouso do Pássa- te e sucesso. Então em ro Metálico, Mossoró foi no dia 22 de uma grande festa para janeiro de 1929. pouso do primeiro avião Para imA cidade toda se em 1929 no pulsionar o transporte dia 22 de jatransformou neiro. As atiaviatório, o em festa diante vidades escomesmo governador Julares e codo entusiasmo merciais pavenal Lamartine, em raram nesse e emoção de 1928, fundia, às 13 horas, para dou na capisua gente atender a cutal o Aero Clube de Nariosidade e tal. Sua priexpectativa meira escola de pilotagem do povo, que ao redor do foi dirigida pelo aviador campo improvisado servia Djalma Petit. Vale salien- de aeroporto. Como ocutar que a primeira vítima pante dessa aeronave, o godesse clube aviatório foi o vernador Juvenal Lamar-

Reportamos-nos para contentamento aos escritos do velho e inesquecível jornalista Lauro da Escóssia, ao comentar em sua crônica Mossoró no Passado, edição de maio de 1975, jornal O Mossoroense, sobre o primeiro Pássaro Metálico, o avião que pousou em terra mossoroense sob o olhar apreensivo de seu povo. Tudo aconteceu por uma razão simples, mas necessária. O governador da época, Juvenal Lamartine 1928-1930, necessitava de um meio de transporte mais rápido para chegar a Mossoró na solução de assuntos administrativo do governo. Telegrafou ao prefeito da cidade de Mossoró, coronel Vicente Carlos de Sabóia Filho, encarecendo prepa-

tine, doutor Alberto Roseli, na época diretor do Diário de Natal; além de seus companheiros Piron e Septfonds, como integrantes da embaixada aviatória que fez a história de Mossoró o tráfico aéreo. A cidade toda se transformou em festa diante do entusiasmo e emoção de sua gente. Os passageiros foram homenageados com os aplausos populares. À noite na sede do Clube Humaitá Futebol Clube, foi oferecido um banquete ante uma decoração feita a capricho pelos mossoroenses. Muito bom e importante o momento para história de Mossoró, essa terça-feira, 22 de janeiro de 1929, que marcou o início da aviação na região da terra de Santa Luzia.

Canto Poético Retorno da inquisição (Ode heroica)

Lembrou-me o Santo Ofício, a Idade Média, A Inquisição, agora, no Brasil! Agora, como que é uma tragédia, Ateia-se, também, num lanço vil, O fogo ao cidadão, - triste comédia, Que homem não cessa, em gesto varonil! Mártires se morriam em Fogueiras, Tachados como hereges ou ateus! E, quais tochas humanas brasileiras, Ardem no fogo, vivos, filhos teus, Brasil! Onde a justiça a tais asneiras?... Ou, é preciso havermo-la de Deus! J. F. da Costa Rêgo Poeta


Gazeta do Oeste 3

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013`

Expressão Mário Gerson

Uma aurora da existência Aurora Boreal não é apenas teatro, é vida que pulsa; não é representação, é a própria existência, é a poesia que se mostra a cada momento

mario.gerson@folha.com.br twitter: @Mariogerson

FOTOS: DIVULGAÇÃO

MÁRIO GERSON Da Redação om dez anos de estrada, O Pessoal do Tarará se notabilizou, principalmente, pela dedicação ao teatro feito a partir da noção de compartilhamento, ou seja,a partir de um movimento de solidariedade artística, expandindo suas apresentações para praças, logradouros e até mesmo em casas de populares e na periferia da cidade. Em novembro de 2002, a pequena e meteórica odisseia da peça Sanduíche de Gente daria o tom do destino - sempre brilhante e rejuvenescedor - do O Pessoal do Tarará. Vieram, então, outras peças; duas delas, O Inspetor Geraldo (baseada na obra de Gogol) e A Peleja do Amor no Coração de Severino de Mossoró (baseada na peça de Cyrano de Bergerac), que foram o estopim para o aprimoramento do grupo, seja no palco ou mesmo fora dele. Mas agora, O Pessoal inova, inova não no sentido de uma novidade extravagante,muito pelo contrário,inova no aspecto de que traz uma peça com reflexões profundas, transformadoras,empolgantes.Escrevo sobre o espetáculo Aurora Boreal, apresentado no dia 31 de maio, quando da inauguração do espaço do grupo, no conjunto Abolição III.

Dionízio do Apodi: sentido de poesia e contestação no palco

omeçaram a demolição da casa que pertenceu ao jornalista Dorian Jorge Freire. As paredes estão indo abaixo, aos poucos. Já se nota, por exemplo, os entulhos se acumulando na parte da casa, que fica à Rua Dix-sept Rosado. O cupim, o tempo, e as intempéries massacraram o lugar. Algumas paredes estavam quase comprometidas, segundo os homens que agora derrubam parte da história de Mossoró.A casa onde os abolicionistas almoçaram, de acordo com o que me disseram. No chão, o cupim percorreu o assoalho de madeira,estragou algumas coisas,mas salvou-se a biblioteca - no geral -, saindo ilesa, de certa forma. Uma casa histórica, história pura de uma cidade que perde seus belos imóveis. Andei pelos corredores, com a sensação da última vez. Entrei em aposentos. Tudo vazio, mas com a alma dos donos. Dos donos já mortos. E agora sepultados entre os escombros...

C

C

O ESPETÁCULO No pequeno e agradável espaço, agora aberto para encenações, os atores batem palmas três vezes para anunciar o início da peça. Nas cadeiras brancas, e em parte das pequenas fileiras onde as pessoas se sentam, uma luz perpassa a sala e Dionízio apare-

ce, vestindo uma camisa branca, simples, e uma calça preta, e pés descalços. Saúda a plateia. No palco, apenas uma cadeira, solitária, faz parte do cenário. O monólogo começa. São,inicialmente,como pequenas confissões,retalhos de uma vida, como aquele filme que assistimos em forma de rápidos relances.Era um homem que queria ser padre e, depois, que encontra alguém e alguém que entra em todo um contexto de visões, contexto intercalado não apenas por descrições da visão da mulher, mas também pela própria vida, pelo sentido dela... Aurora Boreal começa a pulsar a partir dos primeiros cinco minutos, em que Dionízio navega nas memórias de um personagem vivo, cheio de esperanças, disposto a mudar toda a realidade a sua volta, condenado ao destino dos que sonham mais do que pensam, dos que vão além, muito além daqueles que apenas planejam. "Coragem! Coragem!", grita o personagem e joga a solitária cadeira no chão. Aurora Boreal não é apenas teatro, é vida que pulsa; não é representação,

é a própria existência, é a poesia que se mostra a cada momento, a cada gesto do ator em cena,a cada movimento, seja apenas para sentar-se ou mesmo para curvar-se diante da cadeira, em oração. E ela pulsa, ela se exprime ali, em cada gesto do ator, quando a plateia sorrir com as canções improvisadas, num êxtase que pode chegar a ser, para alguns, estranho; mas, para outros, uma maravilha à parte, porque se pode assistir a peça e chorar e sorrir ao mesmo tempo, indo da alegria à tristeza, da dor à satisfação de estar vivo,da melancolia a uma profunda reflexão de si. O texto, por sinal, deve ser tratado com grande consideração, pois se trata de um monólogo extremamente bem trabalhado e com viés psicológico admirável. Mas um dos pontos altos diz respeito à abertura do grupo em proporcionar, à plateia, um espaço no palco,quando a

palavra coragem é bradada pelo ator. É nesse momento, pois, que o humano do Tarará se revela, aquilo que escrevi no início deste texto: a aproximação do seu público, sempre o desafiando a pensar, a sorrir e, também, a se transformar. Aurora Boreal,sem efeitos especiais, sem luzes em excesso,sem interferências de outros sons, apenas com uma voz ressoando na sala, ainda está aqui, bem perto, indo e vindo na minha mente, como algo que fica, uma marca que per manece na gente e nos acompanha...

Rodapé NOVA ANTOLOGIA PESSOAL A Nova antologia pessoal foi organizada pelo próprio Borges e publicada pela primeira vez em 1968. A coletânea reúne ensaios, poemas e prosa de ficção que o autor vinha publicando desde os anos 1930, entre os quais alguns de seus trabalhos mais célebres, como os contos "A Intrusa" e "Tlön, Uqbar, Orbis Tertius" e os poemas "Everness" e "Junin". Traz também um conjunto de textos sobre literatura que atesta o brilhantismo de Borges como leitor e crítico literário. Em sua vasta atividade crítica, a organização de inúmeras antologias teve papel decisivo. Por meio delas, com os achados e a seleção de sua alta inteligência, fecundou seu ambiente literário, abrindo-o para traduções inéditas. Suscitou o diálogo com textos raros, desconhecidos ou reinventados; renovou o repertório dos autores considerados clássicos. Como antologista da própria obra, Borges não foi menos rigoroso. Tinha autocrítica severa com relação aos poemas da primeira juventude e vivia a reescrever os próprios textos. Esse trabalho pode ser visto na Antologia pessoal, originalmente de 1961, publicada pela Companhia das Letras na coleção Biblioteca Borges em 2008, e agora na Nova antologia pessoal. Mais generosa que a primeira, a Nova antologia traz um volume maior de textos e assuntos. A perplexidade metafísica, a memória dos mortos que se perpetua nos poemas, as imagens cifradas de uma língua pretérita, a linguagem, a pátria, o destino paradoxal dos poetas - esses e vários outros temas são nela recorrentes. A exemplo da anterior, esta antologia forma um caleidoscópio, em que pedacinhos de vidro recombináveis fantasiam as múltiplas faces da totalidade. Como afirma o professor Davi Arrigucci Jr., integrante da comissão editorial da Biblioteca Borges: "Os textos em prosa e verso aqui reunidos podem ser fragmentos de espelhos onde se repetem os passos do autor cujo rosto desejamos reconhecer". Autor: Jorge Luís Borges Editora: Cia. das Letras

UMA CADERNETA... Andando entre os restos,encontrei,perto dos tijolos, uma simples caderneta de anotação.Abaixeime. Peguei-a com a sensação especial de saber que ali eram anotadas as observações de Dorian, para a coluna do domingo, nesta GAZETA. Realmente. Eram nomes de pessoas que o visitavam. De acontecimentos da semana. Coisas triviais e, ao mesmo tempo,importantes,se levarmos em consideração o contexto de agora. AINDA A CADERNETA Abri. Estava escrito: "Kalidja Sibéria, da GAZETA,passou para Radialismo. Myrna Barreto, 1º lugar Filosofia.Andrey Ricardo, Radialismo. Mário Gerson,Jornalismo".O velho, ainda me lembro bem, pediu-me para anotar, na minha caligrafia confusa, os nomes dos meus colegas de Redação que passaram no vestibular daquele ano de 2005, ano, inclusive, da morte de Dorian... LIVROS COMPROMETIDOS... Os cupins comprometeram uns livros do velho cesto de vime, que Dorian mantinha na antiga biblioteca. No cesto, algumas obras.Nada se salvou,exceto poucos exemplares. Parece que não estavam na bi-

blioteca, que saiu ilesa graças a Deus - de toda aquela situação... SAUDADE, SIM... Dá saudade,sim,quando me lembro do velho escrevendo em sua máquina Olivetti. Ali, datilografando,com apenas dois dedos, sua coluna semanal, que manteve até o fim da existência. Também dá saudade de sentar-me à mesa e conversar com ele, mesmo com toda a dificuldade sabida por todos.Um grande leitor, um raro caso de escritor-jornalista, um mestre da nossa vida intelectual, agora estátua de praça, sem obra nos quadros da Universidade,sem a memória preservada,exceto na vida de alguns. UMA OBRA... Digo, sem constrangimentos, que o que me marca, neste instante, não é somente a derrubada do imóvel, mas é saber que toda uma história intelectual será, paulatinamente, esquecida, porque relegada apenas a alguns, porque oculta, de certa maneira, dos olhos de todos.Nada podemos fazer, exceto lamentar o final de tudo. E desejar que, no futuro, Dorian não seja apenas aquela estátua na Praça da Redenção.Onde você estiver, velho, que esteja em paz.Que é,no fim das contas, o principal...

DAVI FELIPE Amanhã,meu pequeno campeão completa dois anos. Aqui, em boa forma, numa Olivetti. A foto é antiga antiga por assim dizer, tem apenas um ano de batida -, mas cabe bem no espaço. Filho, parabéns, saúde, felicidade e paz e que sejas sempre um cara especial, nunca alienando sua liberdade, nunca cerceando seus direitos mais íntimos. Que Deus lhe ilumine sempre.


4 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Nos Jardins

MÁRCIO

OLIVEIRA

O empresário Márcio Oliveira, diretor da MN Imóveis e da MN Store, fala sobre o mercado imobiliário de Mossoró após as informações sobre a redução dos investimentos da Petrobras, e ainda enfatiza a expansão da empresa para outras regiões, como o município serrano de Martins que, segundo ele, é um mercado promissor diante do crescimento turístico. Confira:

GAZETA DO OESTE - Márcio, Mossoró viveu um grande boom imobiliário e ainda vive, mas a gente nota que com a retração, com os investimentos da Petrobras, de certa forma tem atingido o setor imobiliário, como é que você vê isso? MÁRCIO OLIVEIRA - Isso não é bom. A verdade é essa. Tudo que sai não é bom. Bom é o novo, aquele que vem para somar. Nós, do setor imobiliário, da construção civil, os empresários, os corretores de imóveis, nós temos que estar preparados, para que possamos conseguir viver, continuar no crescimento de Mossoró, buscando outros meios. É lamentável, mas a gente sente um pouco realmente. As vendas realmente deram uma pequena parada, mas o mercado realmente ele oscila muito. Não daria para falar com propriedade, cem por cento, pelo fato da Petrobras estar saindo, isso é fato. Saindo, realmente atinge um pouco, até psicologicamente. Mas o mercado oscila. Ele oscila bastante. Durante o ano, ele oscila duas ou três vezes e então nós temos momentos de altos e baixos. No mercado, somos crescentes e temos estabilidade. Mas nós, na MN Imóveis, a MN Store, a gente logo percebe essa diminuída nas vendas, na parte comercial, no mercado em geral, mas ao mesmo tempo, quando entramos na semana seguinte, percebemos também um aumento nas vendas. O nosso caixa é

quem responde com mais positividade. Mas a gente espera que a coisa reverta, que as coisas mudem, para continuarmos sempre contribuindo com esses movimentos de Mossoró na construção civil e no mercado imobiliário. GO - A sua expansão no setor, caso, para criação da MN Store, pode ser um reflexo até disso também. Por que a MN Store está se expandindo aqui pela região e não saiu de Mossoró, no caso, não só Mossoró? MO - É verdade. Quando nós criamos a MN Store, foi visando crescer a MN Imóveis. Não foi pelo fato em se pensar que o mercado hoje ou amanhã vai parar, estacionar. Mas, eu sempre gosto de inovar, eu sempre gosto de buscar. E houve esse espaço, houve essa lacuna no Médio e Alto-Oeste, e foi onde nós fomos buscar. Consequentemente, houve essa pequena baixa no mercado devido a esses boatos em relação à Petrobras, mas que na verdade o nosso intuito é esse, de buscar coisas novas, de entrar em outros mercados e abrir espaços para outras pessoas, para outros níveis sociais, para que possamos estar realizando o sonho da casa própria, que é o nosso objetivo. GO - A MN Store está onde exatamente e como é que funciona? É meio itinerante? MO - A MN Store é uma empresa itinerante. Ela é de minha propriedade e de minha esposa e nós hoje estamos em Martins, em Portalegre, em Serrinha dos Pintos, Lucrécia, Frutuoso Gomes, e acabamos de inaugurar um escritório na cidade de Catolé do Rocha, na Paraíba. Então entramos no nosso vizinho Estado da Paraíba, que inclusive agora no dia 15 de junho nós estaremos lançando um projeto com 300 unidades, juntamente com grandes empresários da cidade de Catolé do Rocha. Então, o nosso intuito realmente é esse. A MN Store é uma empresa realmente itinerante, abrindo aonde a gente vê espaço. Para que nós possamos estar ali, abrindo nossos projetos, nossos escritórios, e a gente entra com responsabilidade, com ética, só com pensamentos de realizar o sonho da casa própria daqueles que ainda não a tem. GO - Márcio, Mossoró ainda tem essa expansão, é uma cidade pujante, digamos assim. Mas, co-

mo é que você vê a região para o mercado imobiliário. É a região do Alto-Oeste, onde você está também localizado? MO - Por exemplo, Martins é uma cidade turística. Portalegre, por sua vez, também, porque são duas serras. Lá, o que a gente viu foi um povo hospitaleiro, uma cidade que tem uma população flutuante muito grande que é o turismo e, nós 'vendemos' em Martins e Portalegre o clima dessas duas cidades. Então, você conhece Martins e hoje ela está marcando entre 16º e 17º, está fazendo um friozinho gostoso. No decorrer do ano também, não com essa temperatura tão baixa, mas tem um período do ano. Nós estamos nesse período de junho, julho e agosto, e é aonde a temperatura permanece aí na casa dos 15º, 16º ou 17º. Então, nós vimos essas duas cidades como ponto de partida, e de lá fomos buscando o contato com outras cidades para oferecermos um projeto. Com valores diferenciados e projetos diferenciados atenderíamos todas as classes sociais daquelas cidades. GO - Daquela região... Seria como gerar um ato, porque a população ali da redondeza não estava acostumada. Você, a expectativa é de vender mais para a população ou para os visitantes? MO - Olha, lá nós temos vendido bastante ao filho ausente. Lá fora, São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Natal, Recife, João Pessoa e, Mossoró está começando a chegar agora. Nós vendemos mais para o filho ausente e para o turista. Então, temos um leque de opções, pra que possamos oferecer um projeto saudável pra uma cidade que tenha um clima mais ameno. Então, realmente trabalhar em Martins, buscar esse mercado, foi um convite que nós não podíamos deixar de enfrentar, foi um desafio na verdade. Então, a gente vê com bons olhos Martins e que a gente busca sempre estar dando o melhor para continuar sempre com essa parceria. O mercado local, obviamente, ele se movimenta. Então é o setor de pedreiro, carpinteiro, marceneiro, a loja de material de construção, a locação também aumenta, então a cidade em si ... GO- ... ela começa a movimentar a economia ... MO - ... começa a movimentar a economia local. Eu sou suspeito em falar, mas quem conversa co-

migo diz, não Márcio, Martins era um antes e hoje o depois da MN Store chegar. Ela é outra. Porque realmente a gente vê uma movimentação lá, as pessoas construindo e então eu acho que chegou a vez de Martins crescer, de uma forma ordenada, organizada. Por isso que nós temos os nossos projetos, que fazemos questão de dar entrada em todo o licenciamento, o alvará na prefeitura, Idema, para que a cidade possa crescer, mas de uma forma organizada, de uma forma bonita, para que o turista chegue na cidade, e ali se apaixone e possa cada vez mais querer ter um pedacinho de terra. GO- Pelo que a gente consta assim, por exemplo, o mossoroense não costuma frequentar Martins. Não é um pouco voltado pra essa área serrana. Depois que você começou com esse envolvimento, com essa empresa, você tem notado que houve o despertar do mossoroense pra visitar mais essa região serrana? MO - Com certeza. Eu tenho o hábito de, no decorrer da obra da minha casa, porque eu estou fazendo uma casinha lá, no decorrer da construção eu ficava em hotéis e eu gosto muito de acordar cedo, como bom sertanejo, interiorano, e observar as placas dos carros. Porque lá a gente identifica de onde é mais ou menos aquele veículo, de quem está frequentando Martins. E a gente diminuía na placa da cidade de Mossoró. Vê Fortaleza, João Pessoa, Recife, Natal, é impressionante o turista de Natal frequentando Martins. Então a gente está aproximando, estamos buscando aproximar mais o mossoroense ... GO - ... por que é tão perto né? MO - É próximo. A questão, eu acredito, é que seja o comodismo. Porque aqui está mais próximo de praia. Então, o mossoroense hoje tem condição de ter casa de praia, ter a sua casa em Mossoró para trabalhar nas suas atividades. Ter o seu lazer em praia e ter as serras. Sem contar que temos duas capitais, Fortaleza e Natal. Então hoje, viver em Mossoró é sinônimo de qualidade de vida, é viver bem, é você ser privilegiado, na verdade. Então, eu estou tentando, aproximar cada vez mais o mossoroense, mostrar que Martins está aí a 130 quilômetros, o asfalto é uma maravilha, a serra é belíssima, temos cachoeiras, os hotéis da me-

lhor qualidade, um povo hospitaleiro, uma cidade calma, pacata, isso é importante também, e, a gente fica muito feliz, quando eu vejo lá um carro de Mossoró, vejo um conhecido aqui de Mossoró, que por sinal é pouco ainda, mas eu quero com essa aproximação, com esses nossos projetos, inclusive um que nós estamos lançando, que é um condomínio fechado, a gente nos aproximamos cada vez mais dos mossoroenses. Por que é aquela forma de pagamento, aquela coisa facilitada até demais. Então é assim, pra eu possa realmente dar condições de você ter não só sua casa em Tibau, Natal, Fortaleza ou aqui em Mossoró, mas ter também o seu cantinho na serra. Pra você aproveitar as belezas naturais que Martins e Portalegre oferecem. GO - Márcio, você falou dos seus investimentos lá em Martins e Portalegre, nessa área de imobiliária. E o poder público tem chegado muito, tem colaborado? Como é a posição do poder público nesse contexto? MO - Olha, quando a MN Store chegou em Martins, foi a convite do empresário Marcos Costa, que é esposo da ex-prefeita Mazé. Então, ela também nos recebeu de braços abertos e deixou a cidade, deixou as portas da prefeitura abertas para o que nós precisássemos. Então isso foi muito bom. Primeiro com um parceiro como empresário, que foi o primeiro loteamento que nós lançamos, que foi de Marcos Costa. E dando sequência, acabou-se o mandato de Mazé dando sequência agora ao de Olga Fernandes, ela dando a continuidade naquilo que vinha sendo feito, galgado. Muitos projetos em andamento e o que a gente vê hoje ... GO - ... porque Olga inclusive é muito dinâmica ... MO - ... ela gosta do turismo, ela tem uma visão ampla. Então eu acredito na gestão dela, eu acredito que Martins vai receber inúmeros investimentos. E tem que ser de uma forma organizada porque ela é muito organizada. Estou aqui, não tenho procuração para defender Mazé e nem a prefeita Olga, me dou bem com todos, com todos os vereadores, nós estamos lá de um lado e do outro, e o que nós queremos é contribuir com o desenvolvimento da cidade, sem afetar ambas as partes, A nem B. Mas a gente, é notório, a gente vê as coisas e a gente tem que divulgar aquilo que é bom para repassar. E eu vejo com bons olhos a administração que ela começou há pouco tempo. Faz uns cinco meses e a gente já vê o que ela pensa, e o que ela quer fazer realmente em Martins e que vai de encontro ao que agente que trabalha nesse segmento, que é o segmento de desenvolvimento, e vai de encontro com essa nossa ideia. Então, ela também disponibilizou, o que a gente precisasse, dentro do contexto empresarial, que fosse de benfeitoria, de bem pra cidade de Martins, que estaria a nossa disposição. E isso é realmente o que eu pedi. Tanto ela como a gestão passada é que realmente investisse na qualificação das pessoas, investisse na limpeza, na infraestrutura. E isso realmente está se desencadeando, as coisas estão acontecendo. Porque para nós, da empresa privada, a união do poder público é importante, pois não adianta eu locar um projeto se a cidade não tem uma infraestrutura ... GO - ... não tem qualificação.


Gazeta do Oeste 5

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

ns da Gazeta

itata, enejo um que eu om um ue é nte mais uecoiasdar sua a ou ém ocê que

dos ins moem do? -

Stovista, zé. u de de, bermos. meieende cia, anerade alda-

usi-

ela eu edimer de ela qui, enme s os um eolenas e que om ela uns que er ai agai eia. ou, do sse ade disque tão tisinudeonpúanade

ão.

A geração de emprego ... MO - ... exatamente, não tem qualificação. Nós queremos a cidade de uma forma e com esse nosso projeto, inúmeros empregos foram gerados. Então, a gente fica muito feliz, a gente diz com o maior orgulho que essa é a nossa parte de contribuição. E realmente começa a se mostrar cada vez mais, a coisa indo para o caminho certo. Eu acredito que nós vamos ter uma boa administração, uma boa gestão da prefeita Olga, auxiliado também pelo seu esposo o ex-deputado estadual Patrício Júnior, que é uma pessoa também que tem uma vasta experiência na política, na parte administrativa e chegou a vez dela. Ela conseguiu entrar, é a sucessora de Mazé, porque era a exprefeita e apoiou a prefeita atual, porque Olga era a vice e tem Marcos Fernandes, que já foi também prefeito. Então está no contexto político, pessoas administrativas. Só que Olga ela vê, ela tem vontade e quem tem vontade tem a metade. Já dizia meu pai e minha mãe que quem tem a vontade, tem a metade. Então eu torço, o que eu peço é só isso, é que continuem buscando os projetos para Martins e o desenvolvimento, tanto na área da saúde, da segurança, e na qualificação profissional. Porque pessoas qualificadas, a gente tem como gerar emprego e então vai crescendo os nossos projetos na cidade, tendo pessoas preparadas. Pois o turista tem o intuito de investir na cidade. De lá tirar algum retorno, porque vê a cidade de uma forma crescente. Então, se lá chega e vê que tem pessoas, que a cidade concorda colocar qualquer tipo de empresa no seu segmento do turismo, pois a cidade comporta e tem pessoas qualificadas, então isso é muito bom. E a gente vê que realmente ela trabalha incansavelmente no tocante a isso, em querer sempre as coisas melhores pra Martins. A gente vê. Pode até mudar, mas hoje a realidade essa, que ela realmente tem se mostrado de uma forma trabalhadora, buscando sempre o melhor para Martins. Então, a gente vê com bons olhos e fica muito feliz em poder ver e saber que podemos contar nesse tocante com ela em relação à infraestrutura na cidade, que ela está buscando. GO - Um dos pontos que pode detonar o turismo lá em Martins é a questão do teleférico que está sendo construído, ou vai ser construído, há um projeto nesse sentido. Você é um porta-voz no caso e como é que está essa questão do teleférico? MO - O teleférico é um assunto que é bem comentado lá. É um sonho do martinense. Então, quando se começou a falar realmente no teleférico, de volta o assunto teleférico, porque é uma coisa desacreditada. Mas você começa a ver que está se montando, as coisas estão se organizando de uma forma que está tomando um corpo, um formato, as pessoas estão envolvidas, algumas reuniões buscando os órgãos competentes ... GO - ... porque há projetos ... MO - ... tem um projeto. Já foi feito um projeto de viabilidade do Idema, de viabilidade inclusive até dos nossos projetos, foi pedido um relatório de quantas pessoas, de onde são essas pessoas, que é para poder ter noção do que precisa, de quantas cabines, por exemplo. Qual a estrutura do teleférico pa-

ra atender esse público. Como a cidade está em crescimento, com vários projetos, então é assim, quantas pessoas estão frequentando o final da semana a cidade, enfim. Então, saindo o teleférico, que eu acredito que vá sair dessa vez, eu estou lá por perto, estou lá acompanhando, tem puxado conversa e é uma conversa aberta e franca, não é maquiada. Pois acredito que o teleférico vá sair. E saindo esse teleférico, o impulso que dá na economia, não só de Martins, como de Portalegre e de toda a região, é muito grande. Então você imagine, segundo as pesquisas, ele atinge um raio de mais de 200 quilômetros. A econo-

Acredito que o teleférico vá sair. E saindo esse teleférico, o impulso que dá na economia, não só de Martins, como de Portalegre e de toda a região

mia consegue atingir. Então nós não temos uma estrutura como essa de você sair do Mirante do Canto e ir à Casa de Pedra, você numa cabina fechada, com sua família e curtir uma paisagem, da cerração, o clima frio, o verde. Porque é uma estrutura em cima e uma estrutura em baixo. Então você vai descer, fazer sua visita e subir de volta. Você imagina só, com esse teleférico de Martins, a economia da cidade e da região, como ela não vai gerar. Então eu me antecipo e convido os meus amigos mossoroenses, que são meus clientes, a irem mais a Martins e o momento é agora, antes que o teleférico che-

gue. Porque quando a estrutura do teleférico estiver funcionando, a coisa muda totalmente de figura... GO - ... até na construção mesmo ... MO - ... na construção. Em valores, porque é investimento chegando. E o investimento do porte de um teleférico desses não é alguns mil reais. São alguns milhões e então é um investimento alto que requer uma estrutura boa, para que se possa atender essa demanda toda. Então, já foram feitos todos esses estudos e está mais próximo do que se imagina, meu amigo mossoroense, meu caro assinante da GAZETA DO OESTE, está mais próximo do que se imagine, nós de Mossoró, Médio e AltoOeste, e por que dizer do Rio Grande do Norte e de outros Estados como o Ceará e a Paraíba, que é uma realidade, que vai chegar e eu acredito muito na vinda desse teleférico. E chegando mesmo, será bemvindo e todos agradecem. Não só o de Martins, mas de toda uma região. A economia de toda a região, ela se movimenta. GO - É um impulso grande. Porque, às vezes, as pessoas saindo de Mossoró, por exemplo, para irem ao exterior, para outro Estado, tendo coisas interessantes aqui na região pra se ver, pra ... MO ... com certeza. Martins tem um calendário turístico, um calendário de eventos muito grande. Na semana passada houve o encontro de motos, onde foram reunidos vários motociclistas da região e do País. O festival de gastronomia, que vai ocorrer nos dias 1º, 2, 3 e 4 de agosto. Então, o pessoal da gastronomia é de Natal praticamente. Os restaurantes de Natal se mudam pra lá. Pra você ter uma ideia, quem tem residência, o pessoal aluga. Já hoje estão procurando. Porque era em julho, mas vai ser em agosto, mas hoje já estão procurando e eu acredito que os hotéis, até segunda-feira, já devem estar lotados. Eu tenho certeza absoluta. E então as pessoas começam a apelar para as casas de certas pessoas. E esses familiares vão pra casa dos pais e alugam seus imóveis, como aconteceu aqui com alguns empresários daqui, que há algum tempo, na gastronomia passada, eu consegui alguns imóveis pra eles. Consegui através de amigos, que tiraram as pessoas da casa, pra alugar. Porque realmente é uma festa bonita, uma festa bacana, uma festa gostosa, uma culinária muito bacana e um clima gostoso. Um povo diferente, um povo bonito, ale-

gre. Você tem a impressão de que não está no Rio Grande do Norte. A verdade é essa. Então eu costumo dizer que a nossa Martins e Portalegre é a nossa Gramado. Então eu fico muito feliz em participar desse crescimento. Estamos contribuindo de uma forma direta ou indireta para o desenvolvimento socioeconômico, não só de Martins e Portalegre, como também da região. GO - Márcio, você está com quanto tempo lá em Martins depois desse movimento de Mossoró e Martins? MO - Nós estamos com quase 3 anos, estamos instalados em Martins com a MN Store e com nossos projetos. GO - Você já é cidadão martinense inclusive, não é? MO - Isso. Esse título eu fico feliz e agradecido ao povo de Martins, que foi ele que me acolheu. É que fui cidadão martinense com muito orgulho, porque gosto da cidade, do clima, da humildade das pessoas e também porque me acolheu como empresário, como profissional. Então fomos agraciados com o título de cidadão martinense há poucos dias e a Câmara Municipal de Vereadores aprovou, por unanimidade, isso na gestão ainda de Mazé, mas que foi entregue agora na gestão de Olga, ela fez questão de entregar de imediato, porque viu o nosso trabalho. E então foi um título para 5 pessoas, que realmente têm um trabalho feito. E então esse título foi o reconhecimento da sociedade para comigo. Então, o vereador Willame, que levou nossos nomes até a Câmara de Vereadores, e o vereador Fulgêncio e os demais vereadores aprovaram por unanimidade o nosso nome. E eu aqui quero agradecer à Câmara de Vereadores, a todos os vereadores, a prefeita, a ex-prefeita Mazé, que começou e iniciou também, e a prefeita, hoje atual, Olga Fernandes, que fez questão de entregar a mim e mais a quatro membros que têm serviços relevantes prestados lá na região e mais três cidadãos que estão lá residindo e prestam serviços à comunidade de Martins. É com muito prazer e com muita honra, com muito orgulho, que tenho recebido. Primeiro foi com um título de meritocracia. E nós somos reconhecidos pela sociedade em geral, a gente fica realmente muito agradecido de público a todos que contribuíram para que esse título chegasse até a minha pessoa, que o meu nome fosse aprovado e que realmente eu possa ser hoje um FOTOS: CÉLIO DUARTE

Entrevista concedida ao jornalista Gilberto de Sousa

cidadão martinense. GO - Por que na verdade você é daquela região ali. De qual cidade? MO - Meus pais moram em Frutuoso Gomes. E onde eu estou construindo a minha casa, Deus me colocou um terreno, que fica de frente a minha cidade. Quase dá pra ver a casa de meus pais. Então eu sou da região, gosto da região e Martins me abraçou, eu abracei Martins e de lá eu quero tirar o meu aposento, quero ficar lá pra curtir mais aquele verde e tentar viver mais uns poucos anos de vida após a aposentadoria. GO - Além de Martins, de Portalegre, você está entrando em outras cidades e regiões. Na Paraíba, por exemplo ... MO - ... isso. Catolé do Rocha nós fomos convidados há um ano e começamos a conversar com um empresário da cidade, que é Paulo da Brahma, muito conhecido, e o filho dele, Paulinho. Então nós fomos apresentados e começamos a conversar. Porque ele tinha um relacionamento com uma outra empresa, de João Pessoa, uma outra imobiliária. Só que essa imobiliária não estava mais correspondendo à expectativa e ele ficou sabendo da nossa empresa aqui em Mossoró, do nosso trabalho na região também, através da MN Store, com esses projetos de loteamentos, de condomínios. E esse amigo, que é Bentinho, nos apresentou e começamos a conversar. E há poucos meses houve o convite oficial. Eles se desligaram dessa empresa de João Pessoa e nos contratou. Conversamos, assinamos os contratos e estamos lá, já abri um escritório no centro de Catolé do Rocha, uma cidade que a gente vê com bons olhos, uma cidade movimentada, é polo, a economia lá é forte, porém no segmento imobiliário, tem muito a se fazer. Tem muita coisa a desejar, deixa muito a desejar. E nós estamos com essa visão, de lançar esse primeiro projeto de loteamento, com toda uma infraestrutura legalizada, e na sequência, dentro desse projeto de loteamentos. Já lançamos um condomínio de lotes. E na sequência lançarmos um condomínio de casas. Que é um condomínio que a cidade não tem ainda. Então é assim, não tem vertical e nem horizontal. A gente pretende verticalizar e fazer um horizontal. Estamos chegando à cidade, dia 15 próximo a gente lança esse projeto lá em Catolé do Rocha. O loteamento fica na saída de Catolé do Rocha para Brejo do Cruz, numa área bacana, e a gente vê com bons olhos a Paraíba e vamos começar por Catolé. Mas nós estamos abertos também a outras cidades da região, como São Bento, como Sousa, que eu já estive analisando a região ali, a gente sonda. E é aquilo que eu digo,o nosso futuro é de crescer no mercado imobiliário, é de abrir caminhos. Mas a abertura desses caminhos não é só visando a parte financeira,é também dar uma oportunidade às pessoas. Martins, por exemplo, voltando um pouco, só se vendia lotes à vista. Então nós abrimos um espaço, um leque maior para que as pessoas coloquem no bolso um valor que possa. Então, já andamos em Sousa, na Paraíba, já temos outros contatos, mas estamos começando por Catolé, que e a nossa cidade da Paraíba aonde nós vamos nos firmar, se organizar, pra de lá sim partir pra outras cidades da Paraíba.


6 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Expressão Opinião

Prêmio Sesc de Literatura Vencedores terão suas obras publicadas e distribuídas pela editora Record

Ney Lopes REPRODUÇÃO

Prêmio Sesc de Literatura completa 10 anos e abre inscrições gratuitas para a edição 2013/2014. A partir de 1º de junho, os interessados podem se inscrever nas categorias Romance e Conto. Serão aceitas obras destinadas ao público adulto e escritas por maiores de 18 anos. Além da divulgação dos trabalhos literários, o Prêmio abre uma porta do mercado editorial aos estreantes: os livros vencedores são publicados e distribuídos pela editora Record e passam a compor os acervos das bibliotecas do Sesc em todo país. As inscrições podem ser feitas pelo www.sesc.com.br/premiosesc, até 31 de julho. Lançado pelo Sesc com o objetivo de identificar escritores inéditos, cujas obras possuam qualidade literária para edição e circulação nacional, o concurso já consagrou 18 obras desde sua criação. Entre os autores revelados pelo Prêmio Sesc de Literatura está a jovem Luisa Geisler.

O

Ganhadora das edições 2011 e 2012 com as publicações "Contos de mentira" e "Quiçá", respectivamente, Luisa foi apontada pela revista Granta como uma das melhores escritoras brasileiras até 40 anos. Dentre os 37 romances que chegaram à final da edição 2012/2013, "O Evangelho Segundo Hitler", do escritor maringaense Marcos Peres,conquistou a premiação nacional, que contempla a publicação do livro com uma tiragem de 2 mil exemplares pela Record. A obra prova que uniões improváveis podem acontecer no mundo da literatura.Em "O Evangelho Segundo Hitler", Peres constrói uma ponte entre a vida e a obra do escritor argentino Jorge Luis Borges e os fatos e lendas que cercaram um dos episódios mais marcantes da História mundial, o nazismo. Já na categoria Conto foram 36 finalistas e o carioca João Paulo Vereza, morador de São Paulo, ganhou com "Noveleletas".O livro reúne cinco histórias

Fidelidade e sequestro político

Entre os autores revelados pelo Prêmio Sesc de Literatura está a jovem Luisa Geisler

fictícias bem brasileiras com cenários e personagens típicos, onde a linguagem e a musicalidade são tão importantes quanto a trama em si. No conto "Canção de Mané Cotó", Vereza revela sua versão para a descoberta do ouro no Brasil colonial. SESC O Serviço Social do Comércio (SESC) é uma entidade privada mantida pelos empresários do comércio de bens, serviços e turismo,

que tem como objetivo proporcionar o bem-estar e a qualidade de vida do comerciário, sua família e da sociedade. Suas ações são nacionais e visam promover o desenvolvimento social. Criado em 1946, o Sesc conta hoje com 472 unidades operacionais fixas e 128 unidades móveis, atingindo cerca de 2,2 mil municípios em todo o País e sendo referência nas áreas de cultura, educação, esporte e lazer, saúde e turismo.

Novos Poetas LEGIONÁRIO Assim espero. Não sei como. Será; não sei para onde. Vou. E sigo. Na primeira ordem, luto, confirmando, ao primeiro modo, como a Fortuna sempre e tanto me governa, sem qu'eu saiba. Não sei como. Tudo a mim falta, tudo ofereço. Eu não venço, sempre luto. Eu que nada deixo, que nada tenho, neste mundo que não venço. Que não tenho. Tudo a mim falta, tudo ofereço. Sempre luto. Assim espero. Assim espero a Fortuna ao primeiro modo, como sempre e tanto me governa, que me mate confirmando que por fim, sempre e tanto, sempre luto. Thiago Zanotti Poeta

nl@neylopes.com.br

SOMBRA DA NOITE Bailando - vem Sangue no outro Ventre que esbarro Meu único esboço. Daquilo que foi Era, somente Meu peito, enxerto De outro ventre... Daquilo que era - E tão friamente A doce prudência Do meu ser infrene... Daquilo que espaço Em mim se estendeu A sombra da noite, O seu adeus. Mário Gerson Poeta

DILEMA Cada lágrima uma chuva, Cada palavra um trovão, Cada gesto um raio Que cai ferindo o chão. Cada gota no seu ombro Desce sem nenhum problema, Quando se está em segurança Não de preocupa com o dilema. E como o frio que vem com a chuva Congela todos os seus atos, Na sua face indiferença, Desfazendo meu coração em mil pedaços O pior não são as lágrimas da chuva, Mas o tempo formado antes Que traz a dúvida: Quando virão os raios do sol brilhante? Jéssica Lima Poetisa

Para que não pairem dúvidas acerca do autor deste artigo,fica clara a sua posição favorável à fidelidade partidária,desde que ela comprometa os eleitos com programas e doutrinas, sem torná-los verdadeiros sequestrados das cúpulas partidárias. Para que exista a fidelidade partidária torna-se absolutamente necessária a democratização interna dos partidos - o que não existe no Brasil de hoje. O militante precisa ser ouvido e nunca discriminado. Por tais motivos é muito discutível a aplicação no direito eleitoral brasileiro da chamada "fidelidade partidária". E quando se trata de ampliar a fidelidade para os cargos executivos - governadores e prefeitos - as dúvidas surgem com mais nitidez. A verdade é que a Constituição somente fala em "fidelidade partidária" no artigo 17 § 1º, ao estabelecer que os estatutos dos Partidos devam estabelecer normas de disciplina e fidelidade partidária. Não há nenhuma legislação específica dizendo o "que é e o que não é" fidelidade partidária, para efeito de cassação do mandato. A dedução clara é que a perda de mandato por infidelidade partidária não consta claramente no texto da Constituição da República de 1988 no rol das causas de perda de mandato eletivo, apesar de serem citadas outras situações que determinam essa perda. A fidelidade partidária na Lei Maior foi inserida a titulo de disciplina interna do partido e não de cassação de mandato conferido legitimamente pela vontade popular. O Tribunal Superior Eleitoral - fazendo papel de legislador - em resposta à Consulta n° 1398/07 (Resolução nº 22.526) considerou a infidelidade partidária motivo para a perda dos mandatos obtidos apenas pelo sistema eleitoral proporcional. Excluiu a perda dos mandatos dos titulares do poder executivo. Posteriormente a uma decisão polêmica do STF, o Tribunal Superior Eleitoral respondeu a Consulta nº 1407 (Resolução nº 22.600),estendendo a perda dos mandatos por infidelidade aos eleitos pelo sistema majoritário. O TSE,em seguida,entendeu que deveria expedir nova resolução, dan-

do competência a si mesmo para decretar a perda do cargo do mandatário "infiel" (Resolução n. 22.610, de 30.10.07). Ao longo dos debates judiciais, a resolução do TSE sofre severas críticas, considerando que no caso da "discriminação pessoal" que justifique a desfiliação de detentor de mandato torna-se impossível uma prova material objetiva. A autonomia partidária em vigor concede aos dirigentes poderes amplos, totais e irrestritos, que lhes permite impor prejuízos eleitorais irreparáveis aos militantes, sem deixar rastro. O mesmo que exigir fidelidade conjugal no adultério. Perdura, ainda, a discussão sobre a não aplicação da fidelidade partidária aos governadores, prefeitos e presidente da república. Isto porque, o artigo 14 da Constituição é claro ao estabelecer que "a soberania popular será exercida pelo sufrágio universal e pelo voto direto e secreto, com valor igual para todos". O voto do eleitor haverá de ser respeitado sempre. No caso do deputado, vereador e senador admite-se a influência do partido na obtenção do mandato. Na hipótese dos titulares dos cargos executivos salta aos olhos que não deveria ser exigida a fidelidade partidária de forma semelhante aos detentores de mandato legislativo. Se o voto de prefeito e governador, por exemplo, foi dado sem qualquer tipo de vício no consentimento do eleitor e não havendo abuso de poder, o "candidato" a cargo executivo é quem foi eleito, e não o seu "partido". O debate continuará. A qualquer momento uma petição de advogado bem formulada e consequente acolhimento judicial poderá mudar o quadro vigente. Outra hipótese será o Congresso Nacional sair da leniência em que se encontra e exercer o seu papel constitucional,regulamentando por lei a fidelidade partidária e eliminando a insegurança atual do processo político e eleitoral brasileiro. A verdade é que a fidelidade partidária da maneira como é aplicada no Brasil assemelha-se ao um sequestro político,sem chances de resgate.


Gazeta do Oeste 7

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Expressão Cinema Iuska Freire iuskafreire@gmail.com twitter: @Iuska

Steven Soderbergh mostra sua versatilidade em suspense feito de inversões de expectativa

TERAPIA

DE RISCO MARCELO HESSEL Crítico de cinema Do Omelete.com.br mily Hawkins (Rooney Mara) não responde bem ao retorno de seu marido (Channing Tatum) à sociedade, depois que ele termina de cumprir pena por favorecimento ilícito em um negócio na Bolsa de Valores de Nova York. Deprimida, ela consegue com um

E

psiquiatra (Jude Law) uma receita para testar um novo remédio contra ansiedade. Medicada, Emily sofre os tais efeitos colaterais do título original de Terapia de Risco (Side Effects). No papel e durante a sua primeira metade, o novo filme do diretor Steven Soderbergh parece misturar elementos dos dois anteriores, Contágio e Magic Mike. O monocromatismo (tirando

os tubos laranjas dos remédios tudo no filme são variações de cinza), o linguajar técnico e o estilo seco (poucos tempos mortos, muita coisa filmada só com plano geral->médio>close-up) formam um drama de procedimento parecido com o de Contágio. Já o recorte moral da realidade lembra Magic Mike (e um pouco de Traffic), tendo a atual recessão nos EUA como pano de

fundo e com personagens vitimizados pelas opressões do sistema e pelo estado das coisas. Então a expectativa que Soderbergh e o roteirista Scott Z. Burns (o mesmo de Contágio) criam é muito específica - particularmente quem viu os dois longas anteriores pode achar que dá pra antever todas as viradas de Terapia de Risco em poucos minutos. Como o

cineasta já decretou sua aposentadoria, e seus longas recentes automaticamente se tornam uma contagem regressiva, fica fácil ver nesse corpo de filmes um objeto só. Mas daí vem a segunda metade de Terapia de Risco... As cenas em cartõespostais de uma Nova York moderna - o High Line Park, as portas giratórias do Le Cirque, os janelões do consultório - davam a entender que Emily e seu marido, esse ex-casal-modelo de um sonho americano falido, foram engolidos pelas ilusões das luzes da cidade (a Manhattan vista de longe, do barco, parece maior e mais inacessível). Mas quando vem a virada, fica claro que toda a primeira metade de Terapia de Risco era feita de "arenques vermelhos" (falácias como recurso literário são conhecidas em inglês como red herrings), pistas falsas que sugeriam que as pressões, na história de Emily, vinham de fora para dentro, quando na verdade operam de dentro para fora. O drama macro, que parecia analítico e distante, dá lugar a um suspense micro, em que os zooms nas janelas (imagens que abrem e encerram o filme) servem de aparadores desse micromundo. Na segunda metade, Soderbergh deixa de filmar tudo sem foco e passa a usar um recurso parecido com o tilt-shift do Instagram: o monocromatismo continua, mas objetos

Filme em destaque

e rostos entram em foco em hipercloses, como se passassem a ser reais, palpáveis, dentro da proposta de Terapia de Risco, que não é ser um exercício de observação isento mas sim um filme de plot de fato - mais próximo de um thriller erótico à moda Joe Eszterhas, com seus jogos de poder e inversões do machismo, do que se poderia supor. O prazer ao fim de Terapia de Risco então é ver que Soderbergh, nesse prometido final de carreira, recusa a grandiloquência de um filme-denúncia - um discurso sobre o estado das coisas que a primeira metade sugeria - e encontra um agradável equilíbrio entre o cinema comercial, de gênero, de seus maiores sucessos de bilheteria, e o cinema de autor dos seus filmesde-festival. Se ele parar mesmo de filmar, Terapia de Risco servirá como fiel testamento dessa versatilidade, pela qual Soderbergh sempre foi conhecido. FOTOS: DIVULGAÇÃO

Natália Bridi Crítica de cinema Do Omelete.com.br

O GRANDE GATSBY Como um leitor descuidado, preocupado apenas com o contexto, Luhrmann ignora a perspicácia de Fitzgerald e aplica cada conceito de forma exagerada, tomando simples metáforas como sentenças literais. Nem a característica narração em primeira pessoa do romance escapa. O depoimento de Nick Carraway (Tobey Maguire) precisa ser devidamente explicado, contextualizado. No filme, ele não é apenas a voz que testemunha a história de Jay Gatsby - seu misterioso vizinho bilionário que oferece concorridas e descontroladas festas na casa ao lado. Resgatando a figura do escritor desesperado que conduz Moulin Rouge, Nick é um alcoólatra moribundo que escreve seu relato por prescrição médica. As palavras tomam conta da tela inúmeras vezes, em um exercício óbvio de alertar ao espectador sobre a conexão entre as imagens e a palavra escrita. Ainda emulando Moulin Rouge, a trilha sonora anacrônica funciona na teoria, sob a ideia de que Jay-Z e o Hip Hop seriam o equivalente contemporâneo à efervescência do Jazz da década de 20.Porém,Luhrmann, que já dominara a fórmula da sobreposição de épocas e estilos em Moulin Rouge e Romeu + Julieta, sintonizando perfeitamente a música pop à Belle Époque e a Shakespeare, perde a mão em O Grande Gatsby. As festas são tão belas e excêntricas como as de seus filmes anteriores, mas falta destreza na hora de conectar as músicas - interpretadas, entre outros, por Beyoncé, Lana Del Ray e Jack White - à realidade dos seus personagens.

inalmente Renato Russo e a Legião Urbana tiveram uma homenagem decente. Gostei muito da versão cinematográfica da música icônica "Faroeste Caboclo",dirigida pelo estreante Renê Sampaio. Sou de uma geração que ouvia essa música em fitas K7 e decorava a letra todinha para disputar quem tinha mais fôlego de cantar os nove minutos sem errar os trechos da história... Santo Cristo, quem esperava um Ctrl+C e Ctrl+V da música pode ter se decepcionado um pouco... Eu não esperava isso, aliás, torcia para ver o diferencial que seria mostrado na tela, não queria ver um videoclipe estendido. O resultado foi muito bom. É verdade que alguns trechos foram dispensados e outros modificados, mas achei as adaptações muito bem dosadas e coerentes. A forma que Maria Lúcia e João de Santo Cristo se conheceram foi um pouco fantasiosa, mas ilustrou bem a diferença de classe entre os dois, ele sempre tendo que escalar uma barreira para ver a menina. O tom do filme é pura tragédia e a trilha original é perfeita ao remeter ao faroeste. Gostei bastante e só sai da sala após contar os cinco tiros disparados pela Winchester 22 e todos os créditos subirem na letra de Renato Russo.

F

PROTAGONISTAS Os três protagonistas de Faroeste Caboclo, Fabrício Boliveira (João de Santo Cristo), Ísis Valverde (Maria Lúcia) e Felipe Abib (Jeremias) estão muito bem em seus papéis, sobretudo Fabrício que personificou bem a figura de Santo Cristo, aliás sempre imaginei como seria a cara de João, hoje, vejo que ele não podia ter outra cara. SE BEBER NÃO CASE - PARTE 3 O fim da trilogia "The Hangover" - Se Beber não Case, como eu imaginava, não superou o primeiro filme, mas manteve o nível da piada. O protagonista Alan (Zach Galifianakis) está ainda mais sem noção e suas passagens rendem as melhores risadas. Em uma das cenas, Phil parece se despedir do espectador ao afirmar "tudo acaba essa noite". E tudo acabou mesmo, novamente com Stu protagonizando a cena mais bizarra. Lembra do dente e da tatuagem no rosto? Essa cena supera. FINALMENTE 18 Tido como uma versão adolescente de "Se beber não case", "Finalmente 18" (na verdade deveria ser Finalmente 21) cumpre a função de divertir. No filme aparecem elementos clássicos da cultura americana: o va-

lentão, o asiático problemático, a loira gostosa, líderes de torcida e festas em fraternidade. GAME OF THRONES O polêmico episódio do casamento vermelho me deixou cho-ca-da. Fiquei alguns minutos em silêncio, assimilando o que tinha se passado na minha frente.Depois da morte de Ned Stark, pensei que nada poderia superar o nível de choque, mas eu estava enganada. R.R. Martin. O GRANDE GATSBY Muito ansiosa para ver a nova adaptação cinematográfica da obra homônima de F. Scott Fitzgerald, "O Grande Gatsby",adaptada para a telona três vezes, em 1926, 1949 e 1974, a mais recente adaptação é dirigida por Baz Luhrman, diretor de "Moulin Rouge". O filme traz no elenco Leonardo Di Caprio, Tobey Maguire e Carey Mulligan. PEQUENO PRÍNCIPE Está em fase de pré-produção uma nova adaptação do livro O Pequeno Príncipe. O filme terá a direção de Mark Osborne, responsável por outras animações direcionadas ao público infantil, como o longa-metragem Kung Fu Panda e os desenhos de Bob Esponja. Para a dublagem estão confirmados James Franco, Jeff Bridges e Benicio Del Toro.

DIÁLOGOS DE FILMES... "O mundo não é um mar de rosas. Não me importo quão durão você é... Ele te deixará de joelhos e te manterá assim se permitir. Nem você, nem eu, nem ninguém baterá tão forte quanto a vida. Mas isso não se trata de quão forte pode bater. Se trata de quão forte pode ser atingido... E continuar seguindo em frente. Quanto você pode receber e continuar seguindo em frente. É assim que a vitória é conquistada!"


8 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Sociais Now!

CEDIDA

Até cortar os próprios defeitos pode ser perigorso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro." Clarice Lispector

Diego Pinheiro diegobradok@hotmail.com twitter e instagram: @diegolpinheiro www.colunistadiegopinheiro.blogspot.com

ALIMENTE A FÉ... Rir de tudo, viver em paz, escrever a mágica na parede e transformar folha de papel em disco voador. Ser feliz... Acreditar em um percurso diferente deste mar, sonhar, realizar. Com Deus no coração e um pouco de amor simples tudo tende a acontecer. Ao que está embaixo dos seus olhos e você parece não enxergar, vivendo de amarguras e da falta de paz interior. Enfim, há um verdadeiro caminho onde as lágrimas pernoitam. Há força e luz depois das tragédias. Erga-se mais forte e empunhe a espada dos seus sentimentos, lute com a dor e vença suas batalhas intermináveis contra si mesmo. Esqueça tudo e siga em frente, de cabeça erguida e cheio de amor no coração. Alimente a fé e bola pra frente... CEDIDA

E MAIS...

NAMORADOS E na próxima quartafeira será comemorado o Dia dos Namorados. Para quem tem aquela pessoa especial,faça o dia ser diferente.Faça a vida ser sempre interessante. Pense assim.

*A Frota Pães e Doces está recebendo encomenda para festas juninas. Informações no 3316-3883. *Liliane Oliveira prepara promoção em seu blog Beauty e Frufrus para o Dia dos Namorados. Acesse o site e fique por dentro.

Festejada de quarta-feira, Jéssica Amorim. Beijos e parabéns CEDIDA

HOJE Luiz Rodrigues Isabela Mendes João Paulo Freire Paulo Linhares

*A prefeita Cláudia Regina apresentou mais um pacote de medidas de valorização aos servidores públicos municipal. Desta vez, a pauta de reivindicações foi zerada com os servidores da Saúde. *O vereador Francisco José Jr. levanta a bandeira do Nogueirão. Durante a semana passada foi realizada audiência pública para discutir o estádio.

AMANHÃ Duarte Neto Leda Costa Raniere Vasconcelos Márcell Nicson Maria da Conceição TERÇA-FEIRA Danielly Dantas Welison Alexandre Lígia Gurgel Izabel Montenegro Catarina Amorim

Parabéns para Danielly Dantas que aniversaria terça-feira

*Todos os sábados, no Hotel Thermas, haverá apresentação de quadrilhas juninas. Uma prévia bacana... *A Ufersa contará com o curso de Medicina a partir de 2016. Inicialmente, serão ofertadas 30 vagas. *O concurso Miss Mossoró deverá ocorrer ainda este mês. Provavelmente em conjunto com o lançamento da Glam.

QUARTA-FEIRA Priscila Filgueira Samara Souza Jéssica Amorim Carlos Oliveira Kelly Diniz

CAMAROTE SKOL/UNP NO MCJ Um dos locais mais disputados do Mossoró Cidade Junina, o Camarote Skol/UnP funcionará de 13 a 29 de junho, na Estação das Artes e oferecerá shows e atrativos ao público que for participar do maior evento mossoroense. Quem quiser já pode adquirir o seu acesso ao camarote na loja Pólo Play, localizada no Mossoró West Shopping.

Liliane Oliveira prepara novidades em seu blog

SORRINDO NO SÃO JOÃO DO MCJ

É DADA A LARGADA PARA O MCJ

Os nomes que se apresentarão no Sorrindo no São João, com suas datas e artistas: Alex Nogueira (15 de junho), As Coroas – Cia Paraibana de Comédia (22) e Zé Lezin (29). O evento ocorrerá na Praça de Eventos e é gratuito. Participe!

E o Mossoró Cidade Junina já começou. Ontem, milhares de pessoas participaram do Pingo da Mei-Dia. E a festa continua no próximo dia 13, com Waldonys e Dorgival Dantas. No dia 14 é a vez do Aviões do Forró fazer a festa. Estão prontos?

TRAFEGANDO.COM

CEDIDA

*Já que anunciei as atrações do dia 13 e 14, vamos a do dia 15 também: pela Estação, tocarão Remelexo, Bonde do Brasil e Ferro na Boneca. *O Hotel VillaOeste está recebendo reservas para o Dia dos Namorados. Informações no 33230300.

NÍVER(ES)

Minhas amigas Danísia Freitas e Sandra Raíssa

Prefeita Cláudia Regina ao lado do presidente da CMM, Francisco José Jr. quando do anúncio de melhorias para a saúde

Para estar junto não é preciso estar perto, e sim do lado de dentro” A FRASE DA SEMANA - AUTOR: LEONARDO DA VINCI

QUINTA-FEIRA Juliana Oliveira Rayanne Bezerra Karla Souza

THE END “Às vezes parecia/Que de tanto acreditar/Em tudo que achávamos/Tão certo.../Teríamos o mundo inteiro/E até um pouco mais/Faríamos floresta do deserto/E diamantes de pedaços/De vidro.../Mas percebo agora/Que o teu sorriso/Vem diferente/Quase parecendo te ferir.../Não queria te ver assim/Quero a tua força/Como era antes/O que tens é só teu/E de nada vale fugir/E não sentir mais nada.../Às vezes parecia/Que era só improvisar/E o mundo então seria/Um livro aberto.../Até chegar o dia/Em que tentamos ter demais/Vendendo fácil/O que não tinha preço.../Eu sei é tudo sem sentido/Quero ter alguém/Com quem conversar/Alguém que depois/Não use o que eu disse/Contra mim.../Nada mais vai me ferir/É que eu já me acostumei/Com a estrada errada/Que eu segui/E com a minha própria lei.../Tenho o que ficou/E tenho sorte até demais/Como sei que tens também...”, Renato Russo.


ZAPPING

2

Thaíssa Carvalho, no ar como a simpática Isabel de ‘Flor do Caribe’

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

APOSTA CERTEIRA MESMO COM TRAMAS JÁ CONHECIDAS, ‘SANGUE BOM’ AGRADA COM SUA EXPLOSÃO DE JUVENTUDE

FORA DAS EXPECTATIVAS 9

NO AR EM ‘LOUCO POR ELAS’, LUANA MARTAU ASSUME QUE NÃO PENSAVA EM SER ATRIZ


2 TVGazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Zapping

Editor do suplemento: Diego Pinheiro - diegobradok@hotmail.com Fotos: Jorge Rodrigues Jorge, Luiza Dantas e Pedro Paulo Figueiredo/Carta Z Notícias

CAMALEÃO

DE NOVO

Heloísa Périssé está fora do elenco de "Joia Rara". A atriz iria emplacar seu terceiro trabalho com a dupla de autoras Duca Rachid e Thelma Guedes. Heloísa foi realocada para outro projeto. Agora, ela deverá estrelar a série de comédia "A Segunda Dama", a qual também auxilia na produção de texto.

O Gloob lançou o terceiro aplicativo gratuito da série ''Detetives do Prédio Azul'' para iPad. Em ''O Ladrãozinho'', um novo mistério está deixando os moradores do Prédio Azul intrigados. Além de uma historinha exclusiva, o aplicativo traz ainda dois jogos inéditos, músicas do programa e claro, o mascote e narrador das histórias, o Patucara. ''O Ladrãozinho'' está disponível inicialmente para iPad e em breve poderá ser baixado também para ''tablets'' Android.

BEIRA MAR José Luiz Datena não terá mais um novo programa na Band. Ele, que estava escalado para o inédito "Quem Quer Ser Um Milionário?", deverá se contentar com a volta do "Quem Fica em Pé?".Datena, que já vinha desanimado com a demora do desenvolvimento do projeto, agora emplacará a nova temporada do ''gameshow'' que apresentou no ano passado. Os bons índices de audiência, somados à elogiada performance do jornalista junto aos convidados, motivaram a aposta em mais uma safra do programa.

MILHAGEM AÉREA A incerteza da carreira de ator leva muitos profissionais a procurarem um plano B. Thaíssa Carvalho, no ar como a simpática Isabel de ''Flor do Caribe'',buscou uma alternativa complementar a carreira de atriz. Com medo dos períodos de instabilidade, ela cursou Nutrição paralelamente aos trabalhos nos palcos e na tevê. "Às vezes, você está no ar ganhando dinheiro e outras não. Sempre pensei em ter uma outra formação", afirma ela, que pensa em investir em algo fora do meio artístico. "Só não sei quando e nem o quê. Mas eu quero fazer'', completa.

FRIO NA BARRIGA O SBT ainda não tem definida a data de estreia do ''remake'' de "Chiquititas". Inicialmente, foi cogitada a ideia de 15 de julho. A emissora acha que lançar uma trama no meio das férias seria estranho e, com isso, poderia perder o público que já está acostumado com ''Carrossel''. Além disso, também existe uma indefinição sobre o fim da atual novela, que, com as gravações encerradas em abril, só pode ser esticada ou encurtada pela edição.

DO LADO DA LEI Em ''Sem Análise'', seu primeiro programa para o Multishow, Tatá Werneck aparecerá como cartomante em um dos quadros. A produção tem estreia prevista para outubro e mostrará a humorista e seus personagens em diferentes tipos de neuroses. Entre as esquetes divertidas, Tatá interpretará a ''mulher bordão'', que não consegue se expressar sem uma rima ou uma

piada, e uma mulher que faz tudo de forma sensual, entre outros personagens.

SOL E MÚSICA Lucas Malvacini deve voltar à novela "Amor à Vida" para uma participação maior. "Anjinho", como é chamado pelo amante Félix, interpretado por Mateus Solano, agradou o público e deve ser o motivo de uma recaída do vilão.

TRIÂNGULO AMOROSO Embora não tenha atingido as expectativas esperadas no quesito audiência, "Balacobaco" chamou a atenção durante sua exibição no Brasil. A trama de Gisele Joras está concorrendo a um prêmio internacional no Canadá. O folhetim está disputando na categoria de ''Soap Operas'' (telenovelas) no Banff Media Festival, que é um dos festivais de maior renome, tradição e prestígio entre os canadenses.

SEM MEDO Peter Brandão tomou gosto pelos lazeres de seu personagem, o MC Pilha da ''Malhação''. Cantor de funk e hip hop, começou a ir em alguns eventos da área para conhecer mais sobre os assuntos e pessoas do meio. "Gosto muito do hip hop, mas aprendi a gostar do funk. Quero seguir uma carreira solo", afirma ele, que mantém um canal de vídeos na internet para divulgar suas músicas.


TVGazeta do Oeste 3

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Sobre a mídia

Aline Linhares

alineolinhares@hotmail.com twitter: @alinelinhares site: www.alinelinhares.com.br

É você olhar no espelho/Se sentir um grandessíssimo idiota/Saber que é humano Ridículo, limitado/Que só usa dez por cento/De sua cabeça animal.../E você ainda acredita que é um doutor/Padre ou policial/Que está contribuindo/Com sua parte para o nosso belo quadro social.../" Raul Seixas - Ouro de tolo

REGISTROS

DESTAQUE A 95 FM comemorou discretamente os seus três anos, em novo formato e nova sede, no último dia 7. Aqui envio os parabéns a toda equipe através dos comunicadores Beri Soares e Elisângela Lima que comandam o horário matinal da emissora

SAIBA VOCÊ! •Que no Brasil, atualmente, segundo a ABERT Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão -, há no mercado de comunicação 521 concessões de televisão - 317 comerciais (61%) e 204 não comerciais (39%) -,9,6 mil outorgas de rádio - das quais 4,5 mil gerenciadas por associações comunitárias -, além dos 4,8 mil jornais e 1,8 mil revistas. •Brasília sediará Reunião do Conselho Consultivo do Rádio Digital, dia 25 de junho, das 9h30 às 18h, no Auditório do Ministério das Comunicações. A reunião será formada por representantes do governo, do setor de radiodifusão,da indústria e do

Congresso Nacional, o Conselho Consultivo do Rádio Digital que discutirão a proposta de realização de novos testes com os sistemas DRM e HD Rádio.

COLORIR PAPEL A semana é de realizações na Uern,especialmente no DECOM - Departamento de Comunicação Social - que traz para Mossoró o Intercom Nordeste. Dias 12, 13 e 14 de junho, professores, alunos e comunicadores discutem, percebem e pensam a nova Comunicação,com o tema central: 'Comunicação em tempos de redes sociais: afetos, emoções, subjetividades'. #euvou #eutô

#Duas estreias na TV local semana passada. A primeira foi a do comunicador e estudante de Comunicação Social, Léo Jr., no programa Conexão, exibido diariamente na TCM. A outra aconteceu na TV Mossoró, com a professora e agora apresentadora Hildegard Mota. O programa dela é o Mossoró Saúde. Atração semanal exibida nas quartas, a partir das 20h. #A Fuá Digital é a assessoria oficial das redes sociais da TCM durante o Mossoró Cidade Junina. #Talita Lucena, jornalista d'O Mossoroense, está toda feliz com a notícia que vai ser mamãe. Bênçãos e saúde. #E a editora d'O Mossoroense, a jornalista Adriana Morais, fez bonito na sua palestra, no evento 'Café Empresarial', semana passada na UnP. #O convite para palestrar no 'Café Empresarial' também chegou a mim através da jornalista e professora da universidade Priscila Dutra. Super organizado e satisfatório. #A jornalista Izaíra Talita se transforma em professora na pósgraduação de Assessoria de Comunicação. #massaquesó. #Já a colaboradora Gelza Gurgel, também de O Mossoroense, traça novos planos e segue novos rumos.Deixará o centenário para atuar na área do Direito. #Dia 13 de junho, a 93 FM completa 25 anos de existência. Estamos aguardando as comemorações.Elas estão em pauta na emissora. #O comunicador Miguel Weber agora está na 98 FM de Natal. O programa chamado Felicidade estreia dia 12 de junho e ficará no ar de segunda a sexta, das 8h às 10h da manhã. #Sanara Costa é a nova integrante da Ideia Publicidade. #Já está no ar o blog http://www.mulheresacimade40graus.com/ da Lourdinha Alencar - Natal. #O publicitário potiguar Arturo Arruda, da Art&C, recebeu o "Troféu Publicista Latino-americano", semana passada, na cidade de Gramado-RS. A premiação aconteceu durante a solenidade de abertura do Festival Mundial de Publicidade. O evento é o terceiro maior do mundo na área de propaganda e chega a sua 19ª edição com o tema "Razão X Emoção". #Carla Polyanna - Porreta Design - vem se destacando na cidade com suas artes publicitárias e trabalhos gráficos. #O colunista eletrônico Diego Negrellos está na TV Tropical, afiliada Record em Natal, com o programa intitulado 'Nosso programa'. A atração conta entrevistas, quadros diversificados e promoções. Todo sábado às 12h30.


4 TVGazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Raio-x

Arte por acaso No ar em "Flor do Caribe", José Henrique Ligabue se surpreende com sua estreia em novelas GERALDO BESSA TV PRESS

D

e torneiro mecânico a representante de vendas, José Henrique Ligabue passeou por muitas profissões até se encontrar na atuação. "Trabalho desde os 15 anos de idade e já fiz de tudo um pouco. No entanto, sempre enjoava rápido dos meus empregos, até aparecer o teatro e mudar tudo", analisa o intérprete do tímido Lino de "Flor do Caribe", da Globo. O trabalho na atual novela das seis, inclusive, é visto pelo ator como uma prova de que, apesar da grande concorrência e das dificuldades financeiras, é possível sobreviver trabalhando no que se gosta. "Eu já estava bem feliz com o que tinha escolhido antes de fazer novela. Mas o Lino me fez ver outras possibilidades de atuação e me proporcionou outros aprendizados", ressalta Ligabue, que teve de aprender a tocar sanfona e a fazer renda de bilro para o personagem.

Aos 30 anos, natural de Porto Alegre, mas residindo no Rio de Janeiro desde 2011, Ligabue quer mesmo é experimentar. Seja no estilo mais industrial da tevê ou no esquema alternativo do teatro, que ele conheceu através dos cursos do TEPA Teatro Escola Porto Alegre e em oficinas de grupos como o Jogo de Experimentação Cênica, de sua cidade natal, e o Tá Na Rua, do Rio de Janeiro. "O ideal é equilibrar. Gosto da visibilidade da tevê, mas também adoro atuar de forma mais artesanal, algo que encontro nos palcos e no cinema", empolga-se. A propósito, foi durante a filmagem do longa "O Tempo e O Vento" que Ligabue conheceu o diretor Jayme Monjardim, responsável por sua presença em "Flor do Caribe". "Estava lá, fazendo um filme que tem tudo a ver com as minhas raizes, aí me aparece a novela e o Lino. São as surpresas boas da vida", comemora.

José Henrique Ligabue Nascimento: Em 31 de julho de 1982, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. O primeiro trabalho na tevê: "Minha primeira participação significativa na tevê foi em 'Gre-Nal é Gre-Nal', série produzida pela RBS TV, afiliada da Globo no Sul do país". Interpretação memorável: "Julio Adrião em 'A Descoberta das Américas', um monólogo incrível do escritor Dario Fo. O desempenho do ator é visceral, fiquei de olhos vidrados no palco do início ao fim da peça". Momento marcante na carreira: "O dia em que fiquei sabendo que estaria no elenco de 'Flor do Caribe'". Se não fosse ator,o que seria:"Sou muito musical e adoro percussão, acho que iria por esse caminho". A que gosta de assistir na tevê:"'Jornal Nacional','Globo Repórter', seriados de canais fechados e algumas novelas". A que nunca assiste: "Não gosto muito de programas de auditório. É o tipo de coisa que não me prende muito". O que falta na tevê: "Veracidade. O sujo precisa ser mais sujo. A tentativa de retratar o real precisa ser mais respeitada". O que sobra na tevê: "Programas sensacionalistas". Ator: Juca de Oliveira. Atriz: Laura Cardoso. Vilã: Adriana Esteves, a Carminha de "Avenida Brasil", de 2012. "Acho que a Carminha conseguiu chegar bem perto da Odete Roittman". Personagem mais difícil de compor da sua carreira: "Com certeza é o Lino. Passei por um intenso processo de composição e pesquisa a ainda tive de aprender a me portar na tevê. É um aprendizado diário". Melhor bordão da tevê: "Não sei. Só sei que foi assim", do personagem Chicó, da microssérie "O Auto da Compadecida", de 1999. Novela que gostaria que fosse reprisada: "Top Model", de Walther Negrão e Antônio Calmon, exibida pela Globo em 1989. Canção inesquecível de trilha sonora: "Qualquer trilha feita pelo Philip Glass me emociona". Filme: "Adaptação", de Spike Jonze. Vexame: "Foi no teatro. A correria nos bastidores era grande e eu acabei entrando em cena sem os sapatos". Autor: Charlie Kaufman e Érico Veríssimo. Diretor favorito: Quentin Tarantino. Medo: "Sou louco por crianças e ser pai é um sonho para mim. Tenho receio de não conseguir ter filhos". Projeto: "Quando não estou gravando a novela, me dedico ao Bloco da Lage, grupo de teatro em que eu participo, com sede em Porto Alegre".


TVGazeta do Oeste 5

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Bastidores

Coisa de amigo Clima de harmonia marca os intervalos das gravações de "Dona Xepa" MARIANE AZEVEDO TV PRESS

P

ara que a novela vá ao ar de maneira excelente, as preparações são indispensáveis. E foi em busca de tamanha perfeição que o diretor Rudi Lagemann comandou as gravações do 27º capítulo da novela "Dona Xepa", de Gustavo Reiz. Com bom humor, nos intervalos entre uma cena e outra na cidade cenográfica da Record, em Ilha de Guaratiba, no Rio de Janeiro, ele se mostrou exigente ao coordenar o elenco em um ritmo sagaz. Na sequência, Ângela Leal, Bemvindo Sequeira, Gabriel Gracindo, Thais Fersoza, Angelina Muniz, Jefferson Brasil e João Gabriel passaram e repassaram algumas vezes o texto. "Tiro, tiro! Se joga no chão, Gracindo, e tenta se proteger com as mãos na cabeça", orientou Lagemann. Até que, após um ajuste aqui e outro ali, como um grande quebracabeça a cena foi montada e o "gravando" sinalizado. Durante a cena, a tensão toma conta. Por ser contra as reformas da Sabor e Luxo pelas quais Júlio César, personagem de Maurício Mattar, e François, de Gabriel Gracindo, querem que a empresa passe, Pérola, interpretada por Angelina Muniz, joga sujo. Para se vingar, a empresária orquestra o sequestro do funcionário. Mas o que ela não esperava acontece. Ao chegar ao local marcado com os sequestradores para lhes entregar o dinheiro, ela descobre que François conseguiu reverter a situação a seu favor. "Quem diria que uma mulher fina co-

mo você seria capaz disso", diz ele a Pérola. Enquanto isso, ao lado, Fuinha, vivido por João Gabriel, vende drogas a um viciado quando a polícia chega. Ao ver os policiais, os sequestradores se assustam e começa uma intensa troca de tiros. Dorivaldo, de Bemvindo Sequeira, é baleado no braço quando corre com Xepa, interpretada por Ângela Leal, para proteger Rosália, personagem de Thais Fersoza. "Ai, ai! Me acertaram. Essa doeu", brincou Bemvindo assim que acabou de gravar a cena. Embora o capítulo exigisse um ar de tensão, o clima nos bastidores era de amizade e descontração. A começar por Bemvindo, que volta e meia soltava uma "piadinha" engraçada e fazia

caras e bocas imitando seu personagem. Angelina também não ficou para trás. Sempre com sorriso no rosto, a atriz foi simpática do início ao fim das gravações. "Bom dia, bom dia, pessoal!", cumprimentou em alto e bom som a todos assim que chegou para gravar. "Como a Pérola não se mistura com as pessoas, dificilmente faço cenas externas. Essa é a primeira que venho aqui na vila", explica Angelina, ao dizer que achava que não iria conhecer a cidade cenográfica da trama. Já acostumado a participar de cenas de ação, Gabriel Gracindo parecia tranquilo durante as gravações. "Já estou familiarizado com esse tipo de gravação. Sempre cai tiroteio para mim", afirma. Já Thais Fersoza optou por

se manter mais "reservada". Foi com um semblante bastante satisfeito, que Lagemann deu o "ok" final após três horas de gravação. "Muito bom, gente", encerrou, agradecendo o desempenho dos atores e equipe. O capítulo tem previsão de ir ao ar no dia 25 de junho. Atual aposta da Record para o horário, o "remake" de "Dona Xepa" é inspirado na peça teatral de Pedro Bloch. Esta é a terceira vez que a trama passa por readaptações. O folhetim tem direção-geral de Ivan Zettel.


6 TVGazeta do Oeste

Entrevista

MÚLTIPLAS

OPÇÕES

No ar em ‘Sangue Bom’, Marco Pigossi reforça capacidade de interpretar tipos variados

Marco Pigossi é um ator versátil. Nem seu "physique du rôle" - com um rosto de traços finos e porte de galã - o limitou a personagens com perfil de bom moço. Tanto que,até interpretar o Bento de "Sangue Bom",o primeiro protagonista de sua carreira, deu vida a tipos bem variados entre si. Como o gay espalhafatoso Cássio, de "Caras & Bocas", o vilão Rafael, de "Fina Estampa", e o tímido Juvenal,de "Gabriela". "Era tudo o que eu queria, me ver como um ator que pudesse fazer comédia, drama, brincar com vários personagens diferentes", vibra. O que também ajudou Marco nessa variedade de papéis foi a caracterização: completamente distinta em cada novela. Por isso, volta e meia, ele percebe que as pessoas não o associam a todos os personagens que interpretou na tevê. Inclusive, durante uma gravação de "Sangue Bom", no Hopi Hari, parque de diversões em São Paulo, com Sophie Charlotte, que vive a Amora na trama, ele não foi reconhecido. "Duas meninas estavam conversando e uma falou para a outra: 'Nossa, eu adoro essa atriz, assisto a todas as novelas dela. Ele, eu nunca vi'", relembra, aos risos, o ator, que fez o par romântico de

Sophie em "Fina Estampa", último folhetim em que ela atuou. P - Em "Gabriela", seu trabalho anterior, você interpretou um bom moço, o Juvenal. E agora também vive um rapaz do bem em "Sangue Bom". O que mais atraiu você em relação ao Bento? R - O Juvenal era um personagem do bem, mas era muito diferente do Bento. Era mais melancólico e muito tímido. São várias coisas que me chamam atenção nesse papel. Primeiro, porque a Maria Adelaide (Amaral, autora) tem uma construção em cima desse mocinho que foge completamente do comum do mocinho em novela, o que é muito interessante. Não é o mocinho que sofre, que espera as coisas acontecerem com ele. Não. O Bento é ativo no jogo, tem um senso coletivo forte.Tem uma amiga com quem sai e dorme junto quando está afim. Isso é muito interessante porque desconstrói essa coisa do mocinho, traz para uma coisa mais atual, que realmente existe.É um mocinho,mas em um outro lugar. P - Existia alguma preocupação sua em não cair no estereótipo do mocinho chato? R - Existia um pouco. Mas,

quando eu comecei a ler o texto, entendi o que a Maria Adelaide estava querendo propor ali.Acho que é um jogo muito conjunto. Não tive de me preocupar com isso, tirar dessa coisa de mocinho sofredor.O Bento mesmo já é esse cara, ele é um líder, que comanda aquele bairro e que estruturou a vida daquelas pessoas. Então,a proposta do personagem já não era desse mocinho sofredor. P - Como foi o processo de composição do personagem? R - Fiquei três meses em Holambra estudando flores. Desde plantação,colheita,arranjo, decoração, buquê. Foi importante não só para que as cenas em que Bento mexe nas flores fiquem boas, mas para entender o personagem. Porque o Bento tem um tempo diferente, não tem a velocidade de informação que a gente tem hoje em dia. Ele espera três meses para um botão de uma flor começar a brotar. Hoje em dia, queremos tudo na hora.Foi muito interessante entender o tempo do personagem. A partir daí, fui construindo. P - E foi atrás de outras referências? R - Fui pegando referências no

texto, li o livro "O Menino do Dedo Verde", de Maurice Druon, e outros romances. Vi o filme "Conversas com Meu Jardineiro", em que um pintor famoso encontra um jardineiro e descobre que eles são amigos de infância. Peguei algumas referências minhas também,como o que eu tinha de mais sincero para colocar no personagem. O Bento é muito sincero, honesto e simples nas emoções. Então, tive de pegar o que eu tinha de mais sincero para emprestar para o personagem. É um papel que não tem uma construção muito forte. P - Como assim? R - Se for analisar, o Cássio, de "Caras & Bocas", tinha um trabalho de corpo, tinha uma voz, um jeito. O Juvenal era fechado, sempre olhava para baixo e não nos olhos das pessoas. O Rafa, de "Fina Estampa", era mais vilão. O Bento não. Ele é simples nessa construção, então eu tive que aproximar mesmo de mim.É tudo muito sutil, sem máscaras. P - Em "Fina Estampa", de 2011, você e Sophie Charlotte fizeram um par romântico. Foi por causa da boa repercussão daquele casal que surgiu o convite para vocês voltarem a contracenar em "Sangue Bom"? R - Não. Aquilo foi uma coincidência total. Fizemos "Ti-TiTi" em 2010, mas eu e Sophie nem nos encontrávamos nessa novela, só gravamos uma cena juntos. E a Maria Adelaide gostou do nosso trabalho e já colocou na cabeça que a gente faria uma outra novela dela. Em 2011, me chamaram para fazer "Fina Estampa". A princípio, eu não iria fazer, seria o Rafael Cardoso, que precisou sair de última hora para entrar em "A Vida da Gente". Então, fizeram teste com cinco atores contratados. Eu fiz o teste em uma sexta e comecei a gravar na terça. Foi de última hora, totalmente por acaso. Quando ela viu o casal no ar em "Fina Estampa", me contou que pensou em mudar. Mas são situações completamente diferentes e faz tempo. Aí, a Maria Adelaide decidiu manter. P - Este é o primeiro protagonista de sua carreira na tevê, que


Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

ce i

tor

os as , . a m. ma

,

ma a a na

ssa ue -

de tte oi -

Tihie sa na ria 11, na

, a da

iz cei ma .

ue tes de

ue

começou com a minissérie "Um Só Coração", de 2004. Como encarou o fato de encabeçar uma novela? R - Acho que essa coisa de protagonista é muito relativa. Às vezes, há personagens coadjuvantes melhores que os protagonistas e crescem de uma maneira que acabam virando protagonistas. A função do protagonista mesmo é contar uma história. Então, você está sempre ligado com a trama. Essa é a preocupação. Mas não deixa de ser uma realização também. O Dennis (Carvalho, diretor) e os autores estão confiando em mim. É um reconhecimento do meu trabalho.Então,acho que pode dar certo. É um frio na barriga bom. P - Como é dividir o posto de protagonista com outros cinco atores - Sophie Charlotte, Jayme Matarazzo, Humberto Carrão, Fernanda Vasconcellos e Isabelle Drummond? De alguma forma, ameniza a responsabilidade? R - É bom. As pessoas me perguntam muito qual é o peso de fazer um protagonista. Não é um peso. Tem uma responsabilidade muito grande. Mas não pelo quanto você vai aparecer,mas por ser responsável por contar aquela história. O protagonista tem de conduzir a história e contar de uma maneira que as pessoas gostem, se emocionem e comprem aquela ideia. Então, dividir com seis é muito bom. E é muito legal porque todo mundo praticamente começou junto. Vimos cada um crescendo no seu caminho, fomos acompanhando um ao outro e coincidiu de chegarmos juntos aqui. E somos jovens, temos muito o que aprender ainda. P - Em sua trajetória na tevê, você tem acumulado personagens diferentes entre si. É uma busca pessoal ou essa diversidade aconteceu por acaso? R - Os dois. É uma busca, mas foi acontecendo, graças a Deus. Eu falo que sou muito sortudo. Não sei se é sorte ou o que é eu conseguir mostrar realmente meu trabalho em diferentes lados. São várias personalidades, várias personas. E esse é o trabalho do ator. Se você fica preso, sempre fazendo aquela mesma coisa, fica chato, perde esse brilho que a

TVGazeta do Oeste 7

gente tem de ter de coisa nova. P - E da onde vem essa sua versatilidade cênica? R - Do teatro. Eu fiz o Chicó, em "O Auto da Compadecida", ano passado. No teatro, você tem a possibilidade de fazer algo que nunca vai fazer na televisão. Por mais que todos os meus personagens tenham sido diferentes, eu não vou fazer, na tevê, um velho de 80 anos, um nordestino. É uma questão de perfil. No teatro, tem essa possibilidade, o que é muito interessante. P - Nos últimos anos, você tem feito uma novela seguida de uma peça de teatro. Aproveita a visibilidade que a tevê proporciona para atrair mais público para os espetáculos que você faz? R - Sim. As pessoas vão levantar do sofá para ir ao teatro assistir você porque elas gostam de te ver na televisão. E o teatro traz uma bagagem para você fazer um bom trabalho na tevê. Um completa o outro. Estou juntando o melhor dos dois mundos. P - Justamente por ser um lugar de mais visibilidade, trabalhar na tevê significa estar sujeito a críticas.Como você lida com elas? R - Acho que é uma questão de saber de onde elas vêm. Tem muita gente que está ali só para aplaudir você à toa, assim como tem muita gente que está ali só para criticar. É saber da onde vem e saber dosar isso. Não só as críticas, como os elogios. Alguns elogios, a gente escuta. Outros, a gente também não precisa dar uma pirada e acreditar.

FRESCO NA MEMÓRIA Mesmo depois de quatro anos e mais quatro novelas, Marco Pigossi ainda é muito lembrado pelo Cássio, de "Caras & Bocas". Foi a partir desse trabalho que o ator ficou conhecido não só do grande público, como dos diretores e autores. "Foi uma novela que deu muito certo, tinha uma audiência assustadora, com média de 42 pontos", exalta. A aceitação do personagem foi tão grande, que seu bordão, "rosa chiclete", virou nome de esmalte e de festa. Na época do teste para o folhetim, Marco nem imaginava que Cássio fosse ter tanta repercussão e espaço na trama. Até porque a sinopse era sucinta: "alegre, divertido, trabalha na galeria". "Se for comparar o primeiro capítulo com o último, no primeiro, o personagem era muito mais contido. O Cássio foi enlouquecendo ao longo da trama, soltando a franga porque deu certo", explica.

COMEÇO POR BAIXO Quando começou a estudar teatro, aos 13 anos, Marco Pigossi sabia que trabalhar na televisão era uma realidade ainda distante. Afinal, seus pais não se mudariam com o filho de São Paulo para o Rio de Janeiro. E ele não poderia fazer nada sozinho por ser menor de idade. A oportunidade de ir para a tevê surgiu quando o ator estava em cartaz, em 2006, com uma peça de Shakespeare, interpretando um personagem bem pequeno. "Eu fazia, literalmente, um tapete, o rei pisava em mim. Um produtor de elenco me viu e me chamou para fazer um teste para televisão", diverte-se. TRAJETÓRIA TELEVISIVA # "Um Só Coração" (Globo, 2004) - Dráusio. # "Minha Nada Mole Vida" (Globo, 2007) - Sávio. # "Eterna Magia" (Globo, 2007) - Miguel. # "Casos e Acasos" (Globo, 2008) - Rogerinho. # "Queridos Amigos" (Globo, 2008) - Bruno. # "Caras & Bocas" (Globo, 2009) - Cássio. # "Ti-Ti-Ti" (Globo, 2010) - Pedro. # "Fina Estampa" (Globo, 2011) - Rafael. # "Gabriela" (Globo, 2012) - Juvenal. # "Sangue Bom" (Globo, 2013) - Bento.


8 TVGazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Crônica

APOSTA CERTEIRA Mesmo com tramas já conhecidas, "Sangue Bom" agrada com sua explosão de juventude

MARIANE AZEVEDO TV PRESS

P

rotagonizada por seis jovens atores,"Sangue Bom" traz frescor para o horário das sete.Após o cansativo desenrolar do "remake" de "Guerra dos Sexos", o folhetim de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari tem como importante missão resgatar os telespectadores da bem-sucedida "Cheias de Charme", que manteve média geral de 30 pontos de audiência. Mesmo apostando em tramas nada inovadoras, ainda assim "Sangue Bom" vem se mostrando interessante. Afinal, histórias de personagens que vivem uma paixão platônica ou de um "mocinho" que luta por seus ideais, situação dos personagens Giane, de Isabelle Drummond, e Bento, vivido por Marco Pigossi, respectivamente, são recorrentes em novelas. No entanto, a faça-

nha de conseguir tornar resultados previsíveis em histórias instigantes tem sido obtida através de um somatório de pontos positivos. Entre eles, o texto simples e igualmente empolgante dos autores, o bom elenco e as divertidas tiradas que remetem o telespectador ao fantasioso mundo das celebridades decadentes. No entanto, nem tudo são "flores". Apesar das belas imagens que retratam com autonomia a vida urbana na cidade de São Paulo, a iluminação, em vários momentos, forma uma sombra no rosto dos atores, deixando a desejar. Assim como a atuação de Jayme Matarazzo, intérprete de Maurício, e Josafá Filho, o Filipinho da trama. Matarazzo está muito preso a cacoetes, como a mão na cintura a maior parte do tempo, e Josafá não demonstra segurança em cena.Além disso, Malu Mader também não

está convencendo como a humilde Rosemere. Embora seja uma excelente atriz e um dos nomes de maior peso do elenco de "Sangue Bom", ela exagera nas expressões e no sotaque paulistano da garçonete. Enquanto que Sophie Charlotte, no papel de Amora,está roubando a cena ao lado de Marco Pigossi, Giulia Gan e Fernanda Vasconcellos. Esta última, por vir em uma sequência de papéis do tipo "boazinha" como a Fernanda de "Páginas da Vida" e a Ana de "A Vida da Gente" -,só precisa se preocupar para não cair na "mesmice" de personagens bem parecidas. Estrategicamente elaborada com foco no público jovem, a abertura de "Sangue Bom" cairia como uma luva para uma das temporadas de "Malhação". Bem parecida com a abertura que a novelinha infantojuvenil apresenta, ela também é animada e mul-

ticolorida. Aliás, as semelhanças não param por aí. Assim como "Malhação", "Sangue Bom" também é protagonizada por jovens: Sophie Charlotte, Jayme Matarazzo, Isabelle Drummond, Marco Pigossi, Fernanda Vasconcellos e Humberto Carrão. Além de vir embalada na canção "Toda Forma de Amor", versão do grupo Sambô da letra de Lulu Santos. Como um todo, apesar de ainda estar no início, a novela extrapola em pontos positivos e segue cativante. Mostrando, inclusive, que nem só de dramas intensos se faz um bom folhetim.


TVGazeta do Oeste 9

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Close

Fora das expectativas No ar em "Louco por Elas", Luana Martau assume que não pensava em ser atriz ANNA BITTENCOURT TV PRESS

Í

ntima da vida dividida entre a tevê e os palcos, Luana Martau interpreta sua quinta personagem na Globo. No ar como a Dorothy, de "Louco por Elas", a atriz foi levada para a profissão de forma involuntária. Acostumada a ir no teatro com sua mãe quando pequena, foi convidada para substituir um dos protagonistas da peça "Tip e Tap: Ratos de Sapato" quando tinha apenas 9 anos. "A produtora da peça era amiga da minha mãe e me chamou porque eu já sabia as falas de cor", relembra,contando que,antes desse episódio,nunca tinha estudado teatro ou até mesmo pensado em ser atriz. "Sempre achei que fosse ser cantora", diz, aos risos. O canto, inclusive, é uma das maneiras que Luana tem de relaxar. "Faço muita cantoria com amigos", confessa. Embora já tenha aparecido na tevê cantando, em "Louco por Elas" e em "Clandestinos", ambos com a direção de João Falcão, a atriz não pensa em seguir uma carreira paralela. "Só encaro se for o personagem cantando. Para mim, não dá, sou muito tímida", assume. A timidez,evidenciada na sua fala pausada e baixa,é um contraste com os personagens feitos por Luana na tevê. Antes de Dorothy, a atriz deu vida à escrachada Beverly, de "Avenida Brasil", papel que julga ter sido o de maior sucesso até então."Teve uma repercussão muito forte, um enorme reconhecimento popular. Talvez pelo sucesso que a novela fez", palpita. Para ela, quanto mais diferente o papel for de sua personalidade,mel-

hor. "Adoro quando o personagem grita e fala palavrão, porque eu me solto. Solto meus bichos", entrega. Para viver a intrometida empregada doméstica da série escrita por João Falcão e Adriana Falcão,Luana conta que não faltou inspiração. "A Neide, que trabalha com meus pais há 24 anos, é totalmente igual à Dorothy", entrega. "Ela é minha segunda mãe. Às vezes, ela me olha e diz: 'Nossa, essa roupa está horrível'", diverte-se. Procurar características em outras pessoas para compor personagens é uma rotina na vida da atriz."Eu ando na rua prestando atenção nos tipos. Tiro foto, anoto uma característica, um trejeito, uma frase... E tudo isso me ajuda no meu trabalho depois", revela. Após esta temporada da série, que deve chegar ao fim no início do segundo semestre, Luana está reservada para "Joia Rara", próxima trama das seis. Com previsão de estreia para setembro, a novela será assinada por Thelma Guedes e Duca Rachid. Ainda sem saber detalhes da sua nova personagem, a atriz está animada para voltar a atuar sob a direção de Amora Mautner, com quem já trabalhou na sua estreia na tevê, em "Cama de Gato", e, posteriormente, em "Cordel Encantado" e "Avenida Brasil". "Nós temos uma admiração mútua. E ela trabalha muito com improvisação, o que me dá a sensação de estar fazendo teatro na tevê", diz. Formada na CAL - Casa das Artes de Laranjeiras -, importante escola de teatro carioca, e também em Direção Teatral pela

Universidade Federal do Rio de Janeiro, Luana tem uma profunda ligação com os palcos. "É meu combustível", assume. Apesar de fazer seguidos trabalhos na tevê, a atriz está sempre com projetos paralelos no teatro."Já até perdi as contas de quantas peças eu fiz", diz a atriz, que atualmente está em cartaz com "A Minha Primeira Vez". Baseada em histórias reais, a peça fala sobre o início da vida sexual de jovens e adultos. Embora não tenha

muito tempo livre por gravar a série no Rio de Janeiro e estar no teatro, em São Paulo, os planos de Luana não param por aí. "O sonho da minha vida é fazer cinema", avisa.


10 TVGazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Resumo

SANGUE BOM

MALHAÇÃO

FLOR DO CARIBE

GLOBO - 17H:50

GLOBO - 18H:15

GLOBO - 19H:10

Segunda (10/06) - Tizinha convence guru a desistir de suas exigências incomuns e realizar o casamento de Bruno e Fatinha. Luana recebe uma carta de Sal, que lhe pede para não desistir dele e decide ficar no Rio de Janeiro por mais tempo. Vilma e Adolfo se irritam com a cerimônia, mas Rômulo os convence a aceitar o casamento. Fatinha e Bruno se casam. Morgana e Orelha passam a noite juntos pela primeira vez. Nélio beija Tizinha e Nando vê os dois. Bruno acaba dormindo de exaustão em sua noite de núpcias.Lia decide visitar Sal na prisão.

Segunda (10/06) - Samuel se emociona ao receber de Ester o relógio de seu pai. Hélio planeja dar uma festa para comemorar seu aniversário e diz a Yvete que não pretende convidar a família. Mantovani avisa a Cassiano que descobriu que Rafael é o dono do avião que pousou na pista clandestina da família Albuquerque. Veridiana sugere aos netos que peçam ajuda a Carol para encontrar Maria Adília através da internet. Cassiano pergunta a Duque se ele avisará a Dom Rafael que o comandante está à sua procura.

Segunda (10/06) - Amora discute com Malu por causa de Bento. Bárbara finge brigar com Amora na frente de Kevin. Edu sente ciúmes de Mel. Edu ofende Filipinho durante a gravação do Luxury e Rosemere defende o filho. Lara pede que Bento lhe conceda uma entrevista. Amora convence Maurício a fazer a campanha para o cliente de Natan.Charlene e Wilson passam a noite juntos. Natan envia Fabinho como representante da Class Mídia ao almoço de Artur Bicalho. Irene fica intrigada ao receber um telefonema do filho.Bento revela a Amora,na frente das câmaras, que está namorando Malu.

Terça (11/06) - Vitor tenta convencer Lia do perigo de confrontar Sal. Fatinha e Bruno dividem as tarefas domésticas. Lia, Tatá e Raquel se despedem de seu apartamento, que irá a leilão. Lia despista Vitor para visitar Sal. Nando conversa com Rosa e tem uma ideia para reconquistar Tizinha. Lia confronta Sal e acaba insinuando que Luana esconde algo do rapaz. Fatinha se impressiona com a beleza do vizinho que se oferece para consertar um vazamento.Bruno chega e vê o vizinho Ricardo, sem camisa, em sua casa.

Terça (11/06) - Duque dá para Cassiano o endereço do hotel onde Dom Rafael está, mas aconselha o amigo a deixar a procura por conta da aeronáutica. Carol aceita ajudar Veridiana a procurar a filha e sugere que ela e seus netos gravem um vídeo para ser divulgado na internet. Amaralina e Duque vão à casa de Alberto para assinar o contrato da venda da mina. Mantovani convida Taís para jantar. Alberto fica furioso ao receber do oficial de justiça o pedido de divórcio de Ester. Alberto expulsa Ester e Samuca de casa.

Quarta (12/06) - Olavo afirma a Lia que ela precisa de limites. Bruno faz as pazes com Fatinha. Lia conta para Vitor que visitou Sal e os dois discutem. Vitor sofre um acidente de moto. Fatinha decide convidar seus pais e os de Bruno para um almoço. Morgana teme estar grávida. Vitor é levado para o hospital e Raquel o reconhece. Seguindo orientações de Nando, Dolores faz uma cena de vidente para enganar Tizinha. O plano de Nando dá errado. Mathias conta para Lia e Rosa que Vitor sofreu um acidente. Lia visita Vitor, que está em coma no hospital.

Quarta (12/06) - Alberto humilha Ester. Doralice se apavora ao ver Alberto se divertir com a situação de Ester. Cassiano avisa a Taís que vai viajar. Ester diz ao pai que fará de tudo para destruir Alberto. Taís e Mantovani se beijam. Vanessa avisa a Ester que não foi encontrado nada de errado nas contas da ONG e que o parecer da fiscalização foi positivo. Duque avisa a Mantovani que Cassiano foi atrás de Dom Rafael. Mantovani manda Rodrigo, Ciro, Isabel e Amadeu para o Rio de Janeiro. Cassiano procura Dom Rafael no quarto do hotel e fica surpreso ao ser recepcionado por Cristal.

Quinta (13/06) - Raquel consola Lia, que jura que mudará seu comportamento impulsivo.Fatinha conta para Luana sobre o acidente de Vitor. Luana conta para Sal,que mostra arrependimento.Tizinha acredita que Nélio seja sua alma gêmea e Nando se lamenta. Gil apoia Lia e os dois tocam guitarra juntos. Mathias lembra os alunos sobre os encontros com profissionais promovidos pelo Quadrante no fim de semana. Sal pensa em Vitor. Paulina fica doente e Gil toma conta de Tatá. Luana visita Sal e insinua que está grávida. Lia canta para Vitor, que, finalmente, desperta do coma. Sexta (14/06) - Raquel examina Vitor. Luana tenta convencer Sal a devolver o dinheiro de Lia. Mathias e Gil levam Tatá à feira de profissões no Quadrante. Luana deixa o hostel e segue de volta para Brasília. Ju e Gil estranham o sumiço de Tatá. Luana visita Vitor antes de partir. Sal se emociona ao ler a carta de despedida de Luana. Morgana descobre que não está grávida. Fatinha convida todos os alunos para uma festa em sua casa sem avisar Bruno. Lia não encontra Tatá e entende que a irmã tenha ido sozinha para casa. Tatá fica presa no banheiro da escola.

Quinta (13/06) - Cassiano diz a Cristal que não confia mais nela. Taís e Ester inauguram a empresa de bugues. Alberto pede a Gonzalo que afaste Dom Rafael de seu caminho. Cassiano pergunta a Cristal onde Dom Rafael está escondido. Bibiana, Donato e os filhos vão à festa de aniversário de Hélio. O executivo fica constrangido com a presença de sua família. Alberto se irrita com o choro de Laurinha. Cassiano e Dom Rafael se reencontram. Sexta (14/06) - Cassiano pede que Dom Rafael se una a ele contra Alberto. Gonçalo procura por Dom Rafael no hotel. Isabel vê Cristal e Gonçalo subirem para a cobertura. Dom Rafael afirma a Cassiano que não tem mais envolvimento com Alberto. Hélio se incomoda ao ver Donato conversando com executivos. Gonçalo ameaça Cristal e Cassiano tenta resgatá-la. Ester tem um mau pressentimento. Amadeu e Rodrigo impedem um beijo entre Cassiano e Cristal. Dom Rafael se alia a Cassiano. Ester estranha a atitude de Samuel. Mila seduz Hélio. Ester vê uma foto de Cassiano e Cristal juntos. Sábado (15/06) - Cassiano e os tenentes comemoram a volta para casa. Duque chama Guiomar para cantar no Flor do Caribe. Taís tenta convencer Ester da inocência de Cassiano.Mantovani pede para investigar a coleção de obras de arte de Dionísio. Nicole não entende por que Guiomar decidiu cantar no Flor do Caribe. Mila e Hélio saem juntos. Amaralina diz a Duque que Guiomar gosta dele. Mila se diverte com Hélio. Ester enfrenta Alberto. Duque e Guiomar se beijam.Alberto provoca Ester. Cassiano encontra Ester chorando.

Terça (11/06) - Amora tenta disfarçar a irritação com a declaração de Bento. Tábata agenda entrevistas para Filipinho. Plínio defende Bento de Fabinho. Giane fica devastada ao saber que Bento assumiu o namoro com Malu no Luxury. Maurício insiste para que Natan readmita Érico para não perder clientes. Rosemere considera a ideia de morar com Perácio e Filipinho. Rosemere e Filipinho chegam abraçados para trabalhar. Giane pensa em Bento. Renata vai atrás de Érico. Verônica oferece uma bebida a Érico. Quarta (12/06) - Verônica consegue conversar com Érico.Jonas não deixa Renata entrar no Cantaí.Nancy tenta contar para Damáris que Wilson está apaixonado por Charlene. Verônica fica impactada com o que Érico lhe conta sobre Natan.Dorothy,Luz e Kevin querem que Malu namore Bento de verdade. Xande se aproxima de Kevin. Maurício comenta com Verônica sobre sua preocupação com a Class Mídia. Bárbara conversa com Barrabás sobre o patrocínio de seu filme. Bento leva as coisas de Rosemere para a casa de Perácio. Verônica vai à Class Mídia. Quinta (13/06) - Glória fica intrigada ao ver Bento observando seu jardim. Amora pede para Socorro investigar o namoro de Malu e Bento. Renata conta para Maurício que seu pai desviou dinheiro da Class Mídia. Amora discute com Maurício. Wilson torce para ser feliz com Charlene. Tina tenta agradar Dorothy.Rosemere e Filipinho chegam ao Solar.Bento convida Malu para a festa de Salma. Socorro avisa a Amora que Malu está no Cantaí com Bento. Glória confessa que ficou intrigada com Bento.Malu e Bento se beijam. Sexta (14/06) - Bento e Malu se olham com ternura. Charlene consola Giane. Maurício não deixa Amora atender o telefonema de Socorro, que envia a foto do beijo entre Bento e Malu. Lara exige que Tito assine um contrato antes de se casar com ele. Vinny pede para o irmão se desculpar com Érico. Amora fica perturbada com a foto do beijo de Malu e Bento. Emília fala para Malu que Bento está interessado nela. Lara avisa a Vitinho e Peixinho que vai se casar.Renata pede para Tito falar com Érico.Madá reconhece Irene. Fabinho afirma para Sueli Pedrosa que Bento quer dar um golpe em Malu. Sábado (15/06) - Irene pede que Madá a ajude a se reaproximar de Fabinho. Um cartão-postal internacional chega para Amora na casa de Gilson. Maurício não deixa Bento falar com Amora. Tábata consegue colocar Filipinho na lista de convidados de um grande evento e deixa Rosemere contrariada. Filipinho discute com Rosemere por causa de Tábata. Malu fica emocionada com Bento. Tito intimida Sheila.Lara manipula Vitinho para que Amora a entreviste.Irene procura o endereço da empresa de Verônica. Érico oferece uma rosa para Verônica/Palmira Valente. Plínio vê Irene.


TVGazeta do Oeste 11

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Resumo DONA XEPA

AMOR A VIDA

RECORD - 22H

GLOBO - 21 H

Segunda (10/06) - Rosália finge que perdeu sua vaga no curso por falta de dinheiro. Feliciano diz que Pérola voltou para casa fragilizada. Geni decide surpreender Yasmin e arruma a casa. Dorivaldo desabafa com Ângelo e compra todos os bolos de Xepa. Édison diz a Miro que não vai revelar a ninguém que é filho de Xepa. Rick se encontra com Feliciano e pede para ser seu assessor anônimo. Júlio César repensa sobre popularizar a “Sabor e Luxo”. Rosália tenta seduzir Marcos e pede que ele finja ser seu noivo.Pérola repassa fotos de Meg para colunistas e a perua fica furiosa.

Segunda (10/06) - Félix incentiva a irmã a tentar descobrir a história que envolve seu nascimento.Lutero pede para Simone entregar os contratos feitos por Félix com os fornecedores. Aline dispensa Jacques e se insinua para César.César pede a transferência de Aline. Lutero questiona Félix sobre a sua discussão com Atílio. Nicole fica apavorada com a preocupação de Amarilys e Vinícius ao examiná-la.Glauce sugere que Bruno possa ter roubado a filha de Paloma e Ordália se ofende.Atílio e Márcia se beijam.Félix implica com Bruno no jantar de noivado. Paulinha passa mal em casa.

Terça (11/06) - Rosália finge estar sendo traída pelo noivo. Isabela ampara a amiga. Lis fica em estado de choque ao ver fotos de Meg dançando funk. Desgostosa, Xepa aceita não revelar ser mãe de Édison durante o workshop. Rick conta para Cintia que Feliciano aceitou ser seu assessorado. Rosália sai para jantar com Isabela, armando para ver Marcos com a esposa. Édison conta para Benito sobre a palestra de Xepa e revela que se ofenderem sua mãe não sabe como pode reagir. Vitor Hugo decide surpreender Isabela e se deita ao lado da noiva, mas acaba admirado ao ser beijado por Rosália.

Terça (11/06) - Paulinha insiste que Bruno não incomode Paloma.Aline afirma a César que não reclamou de sua transferência com Bernarda.Paloma interna Paulinha. Thales fica com pena de Nicole, depois de saber sobre os exames que ela fará. César tem uma conversa séria com Aline.Pilar sugere que Gigi comece a vender quentinhas.Michel estimula Daniel a resolver o problema de Perséfone.Nicole se preocupa com seus exames. Niko e Eron conversam com Laerte sobre a fertilização que pretendem fazer. Paulinha passa mal de novo e é socorrida por Gina.

Quarta (12/06) - Rosália finge surpresa ao ver Vitor Hugo, que esbraveja. A jovem pede que o empresário não conte sobre o beijo a Isabela, mas a fotógrafa escuta parte da conversa. Geni pede emprego a Robério, que mostra o seu espaço para a senhora.Rosália se diverte com sua farsa,enquanto Isabela briga com Vitor Hugo por estar investigando sua amiga. Sem conseguir esquecer o beijo de Rosália, Vitor Hugo tenta conversar com Júlio César. Pérola propõe uma aliança a François, que fica indignado. Vitor Hugo procura por Rosália, que finge estar no hotel. Quinta (13/06) - Rosália finge estar discutindo com o noivo. Isabela vibra ao experimentar o vestido de casamento. Lis tenta descobrir mais sobre Édison enquanto conversa com Benito.O motoboy se nega a ser motorista da ambiciosa amiga e segue com suas aulas na faculdade. Dafne aparece caracterizada de mulher tutti-futti na Sabor e Luxo. Rosália entra sorrateiramente no hotel e se surpreende ao ver François, que acusa a jovem de ser uma golpista. Júlio César revela a Vitor Hugo que teve um filho com Pérola. Sozinha em casa, Isabela passa mal e desmaia. Sexta (14/06) - François tenta intimidar Rosália e garante que ela não vai destruir o casamento de seu amigo. Júlio César conta a Vitor Hugo que seu filho com Pérola nasceu morto. François diz para Vitor Hugo ter cuidado com Rosália. Vitor Hugo e a irmã socorrem Isabela. Camila compra comida para servir o noivo de Rosália.Júlio César esconde seus exames médicos. Rosália se assusta ao ver Marcos em sua casa, que a ameaça com uma arma. Rosália conta para Xepa que foi ameaçada pelo ex-chefe.

Quarta (12/06) - Denizard e Bruno levam Paulinha para o hospital. Valdirene dá uma lição de moral em Vanderlei. Paloma pede ajuda a Lutero para concluir o diagnóstico de Paulinha. Pilar descobre que Nicole viajou e se surpreende com a maneira como Olavo a trata. César suspeita que Paulinha esteja muito doente. Daniel é rude com Perséfone. Félix se aborrece com Jonathan e aplica um castigo no filho.Lutero acredita que Félix esteja envolvido no desaparecimento de Atílio. César leva Aline para casa e os dois se beijam.César confirma seu diagnóstico e Paloma dá notícia a Bruno. Quinta (13/06) - Paloma fala para Bruno que Paulinha precisa de um transplante de fígado com urgência. Glauce e Ordália se preocupam com o teste de compatibilidade de Bruno. Aline se declara para César. Patrícia fica tensa quando Michel leva roupas para a sua casa.Félix dá um golpe em Amarilys.Paloma fica admirada com as telas pintadas por Ninho.Bruno faz o exame de sangue.Atílio é carinhoso com Márcia. César compra uma joia para Aline, e Pilar acredita que o presente seja para ela. César se oferece para levar Aline em casa. Paloma descobre que Bruno não é pai de Paulinha. Sexta (14/06) - Paloma conversa com Amarilys sobre o caso de Bruno. Bernarda faz um comentário sobre Paloma e Félix fica intrigado. Ordália aconselha Márcia a procurar informações sobre Atílio. Pilar estranha quando César chega em casa e não fala sobre a joia que comprou. Paloma lembra do seu passado na Bolívia. Bernarda afirma a Pilar que descobrirá quem é a amante de César. Thales procura Nicole. Valdirene pergunta se Atílio se casará com Márcia. Félix entrevista Eron.Paloma avisa a Bruno que doará parte de seu fígado para Paulinha. Sábado (15/06) - Paloma estranha a reação de Bruno ao saber que não é o pai biológico de Paulinha. Aline conta para César sua conversa com Bernarda. Bruno fala para Glauce que contará a verdade sobre Paulinha para Paloma depois da cirurgia.Glauce pede para Perséfone o prontuário de Luana. Eron e Niko recebem Sibila,uma candidata à mãe de aluguel.Neco vê Glauce retirar o prontuário de Luana do arquivo. César deixa a casa de Aline levando o bracelete.César dá o bracelete para Priscila e Pilar fica aliviada.

CARROSSEL SBT - 20H:30 Segunda (10/06) - Valéria dá indiretas em Jorge, pois ele não quer competir com Cirilo. Maria Joaquina diz a Jorge que todas as meninas estão falando que ele é covarde. O mauricinho conta aos pais que foi desafiado por Cirilo para uma corrida. Paulo, Mário e Jaime vão à escola à noite. Eles copiam os exercícios da prova. Firmino flagra os garotos copiando os exercícios da prova.Jorge pede para Daniel organizar a competição entre ele e Cirilo. Terça (11/06) - Firmino pergunta a Olívia por que ela aplicará a segunda prova nos alunos, pois antes ela aplicava uma só. Olívia chega ao terceiro ano para aplicar a prova. Helena afirma que Olívia está assustando as crianças. Alberto pergunta a Jorge se ele pode marcar a hora e o local da competição. Com seu carro, Cirilo vai à casa de Maria Joaquina perguntar se ela foi bem na prova. Nos seus respectivos carros, Jorge e Cirilo se encontram na rua. Alberto Cavalieri vai à casa de Cirilo e afirma a José que agendou o horário de competição na pista de kart dos irmãos Ferrari. Quarta (12/06) - Helena e Renê conversam sobre a prova que os alunos fizeram. A professora demonstra preocupação com o desempenho de alguns. Olivia chega à sala e parabeniza os cincos alunos pela nota que tiraram na prova. As meninas marcam uma reunião com Helena na casa de Valéria para montar uma coreografia na torcida oficial para Cirilo. Jaime convence Cirilo a fazer revisão no seu carro. Alberto alerta Jorge que seu carro deve estar com algum problema, pois Rafael ouviu um barulho estranho no motor. O pai avisa que o carro de Cirilo está em melhores condições. Quinta (13/06) -Jorge pede a ajuda dos amigos para sabotar o carro de Cirilo. Cirilo pede para Rafael revisar seu carro antes da corrida.Jorge manda seus amigos quebrarem o câmbio de marcha do carro de Cirilo. Renê e Helena se encontram na sorveteria. Jorge paga seus amigos para quebrar o carro de Cirilo. Renê pede para Helena esquecer e conta que tem um plano para os dois nas férias. Paulo rouba um laço de cabelo de sua irmã Marcelina. Sexta (14/06) - Jaime faz Paulo se ajoelhar e pedir perdão a Cirilo. Laura adverte Cirilo, mas, ingênuo, ele empresta seu carro aos garotos desconhecidos. Os garotos sabotam o carro de Cirilo e o abandonam numa rua deserta. José, Cirilo e Laura saem para procurar o carro e acabam encontrando ele quebrado. Rafael afirma que é tão grave que Cirilo não poderá competir no domingo. Miguel vai à oficina de Rafael pedir para o mecânico consertar o carro de Cirilo. Eles têm a ideia de construir um novo carro com as peças e materiais da oficina.


12 TVGazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 9 de junho de 2013

Inside

Trama filosófica Ricardo Waddington assina direção de núcleo de "Joia Rara", novela que conta a história do buda MÁRCIO MAIO TV PRESS

A

estreia de "Joia Rara", próxima novela das seis da Globo, acontece só em setembro, no dia 9. Mas muitas de suas cenas já foram gravadas. Inclusive no Nepal, onde começa a história de Thelma Guedes e Duca Rachid, autoras que contam com a direção de núcleo de Ricardo Waddington neste projeto. O trabalho está sendo executado há tempos, mas começou a ganhar forma quando, no ano passado, os três se juntaram à diretora-geral Amora Mautner e a outros nomes da equipe para buscar locações para a trama no país onde nasceu Sidarta Gautama, o Buda. "Ali é fronteira com a Índia, mas talvez a Índia seja muito mais desenvolvida que o Nepal. Mesmo assim, é um lugar realmente especial.Tem muita pobreza, mas não há uma miséria de espírito", enaltece Waddington. Gravar no exterior está longe de ser um problema para Ricardo Waddington. Ao contrário. Segundo o diretor, ruim é quando se começa uma trama sem poder mostrar, de fato, o que importa para que ela seja aceita pelo público."Como vou contar a história do Buda ficando aqui, no Brasil? Poderia tentar, temos templos lindos. Mas se posso ir ao Nepal e aos templos que estão lá,não abro mão de trazer essa realidade para as cenas. Quem está em casa percebe a diferença", avalia.As sequências de "Joia Rara" no Nepal contam com a participação de monges reais. A trama é protagonizada por Bruno Gagliasso, Bianca

Bin e Mel Maia. Na história, Bruno vive Franz, um rapaz que passa a conviver com monges budistas depois que sofre um acidente. Com a morte do Buda, vivido por Nelson Xavier, ele fica incumbido de encontrar a criança em que o morto reencarnou. Para este papel, a diretora-geral Amora Mautner reservou Mel Maia desde o final de "Avenida Brasil", sem deixar que a menina participasse de outros folhetins. "A trama começa no Nepal, mas depois vem para o Brasil. E fica por aqui.Podemos até exibir imagens de lá em 'flashbacks', mas não vamos ficar trabalhando dois países distintos", adianta Ricardo Waddington. A heroína de "Joia Rara" também é velha conhecida de Ricardo Waddington e Amora Mautner. O papel de Amelinha, mãe da menina Pérola, de Mel Maia, ficou com Bianca Bin. Na verdade, de início, muito se pensou a respeito dessa reserva. Como Bruno já estava escalado como o mocinho e foi o antagonista de "Cordel Encantado", onde viveu Timóteo, apaixonado pela mocinha Açucena, interpretada por Bianca, essa foi uma decisão difícil. Amora Mautner tinha receio em colocar os dois muito próximos em cena novamente, na faixa das 18 horas. Mas a própria diretora-geral bateu o pé e pediu o aval das autoras para oficializar esse desejo. "Sou de uma escola em que diretores de núcleo eram diretores artísticos. Ou seja, concebiam o projeto, conceituavam, começavam a gravar e, depois, entregavam aos diretores-gerais. Confio na minha equipe e sei que e-

les sabem o que fazem", defende Ricardo Waddington. A parceria de Waddington com Amora Mautner, aliás, vem rendendo bons frutos à dupla. Os dois assinaram a direção de núcleo e geral, respectivamente, de "Cama de Gato", "Cordel Encantado" e "Avenida Brasil", três novelas que chamaram a atenção no que diz respeito à audiência e crítica.Amora já tem um projeto para ser trabalhado, no futuro, com Gloria Perez. E Ricardo está envolvido também na próxima novela das sete, que substituirá "Sangue Bom" na Globo a partir de novembro ou, no caso de a emissora optar por esticar a história de Maria

Adelaide Amaral e Vincent Villari, no início do ano que vem. "Tenho ótimos parceiros de trabalho, como a Amora e o José Luiz Villamarim. Isso me permite fazer vários projetos ao mesmo tempo", conta Waddington, que também é diretor do "Amor & Sexo", apresentado por Fernanda Lima.

Edição de 09/06/2013  
Advertisement