Issuu on Google+

AZETA G

SEM MEIAS PALAVRAS. NEM MEIAS VERDADES.

D O

gazetadooeste

O E S T E

Ano 36 — Nº 9.349 — Mossoró-RN, DOMINGO, 28 de abril de 2013

@gazetaoeste

www.gazetadooeste.com.br

ALCIVAN COSTA

ALCIVAN COSTA

GAZETA TV THAIS PACHOLEK FALA DE SUA PREFERÊNCIA POR INTERPRETAR VILÃS

COM CHANCES, BARAÚNAS VAI A SANTA CRUZ EM BUSCA DA VITÓRIA Página 9

TV, 9

NOS JARDINS Subsecretário de desenvolvimento Rural de Mossoró, Betinho Segundo, é o entrevistado de hoje. EXPRESSÃO, 4 E 5

Preso trio que assaltou e fez ameaças a família de policial g

A Polícia Militar conseguiou prender na sexta-feira, 26, o trio que roubou e fez ameaças a esposa e filho de um Polícial Militar em Natal. O trio composto por dois adultos e um menor, estavam em uma casa em Felipe Camarão. MOSSORÓ,11

ESPECIAL

ALCIVAN COSTA

WILSON MORENO

Chuvas

SOCIAL Gazeta Cidadã é retomado em praça pública O projeto Gazeta Cidadã, que cumpre o papel de responsabilidade social, foi retomado ontem,nos festejos de aniversário da GAZETA DO OESTE. Página 3 ALCIVAN COSTA

DOCENTES ENFRENTAM FALTA DE ESTRUTURA MOSSORÓ, 8, 9 e 10

MARINHA ABRE CONC URSO COM 39 VAGAS PARA SAÚDE CIDADES,5

Chuvas chearam para renovar a alegria do homem do campo, que já vislumbra a possibilidade de uma boa safra de grãos. MOSSORÓ, Capa

Ação na Vigario Antônio Joaquim

TRANSTORNOS NA CIDADE COM CHUVAS MOSSORÓ 6

TRANQUILIM AINDA ENFRENTA PROBLEMAS MOSSORÓ,3

FALE COM A GENTE: 3314-1687 — redação@gazetadooeste.com.br; comercial@gazetadooeste.com.br — ESTA EDIÇÃO TEM 72 páginas — PREÇO DESTA EDIÇÃO R$ 2,00


2 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Opinião Circulando em OFF

Espaço Dorian Jorge Freire DE ECONOMIA E ELEIÇÕES

Gilberto de Sousa

Paulo Afonso Linhares - Advogado

gilberto@gazetadooeste.com.br diretorderedacao@gazetadooeste.com.br gilberto-de-sousa@hotmail.com

REVOADA PARA O MD O partido da Mobilização Democrática (MD), criado a partir da fusão entre PMN e PPS, chega seduzindo muitos políticos no Rio Grande do Norte que estão insatisfeitos com suas atuais siglas e que encontram, agora, na "janela da infidelidade", uma forma de se desvincular dos amores passados. Outros estão pensando em optar pelo novo partido, mas observando a questão da acomodação partidária vendo pelo aspecto da viabilidade para conseguir se eleger ou se reeleger a depender da situação. Entre os exemplos que estão se desenhando, um dos parlamentares que buscam encontrar brechas para deixar seus atuais partidos é o deputado Kelps Lima (PR), que já externou em várias ocasiões a intenção de deixar o partido liderado pelo deputado federal João Maia. Já o deputado estadual Ezequiel Ferreira, arranhado com o PTB, partido que dirigiu o Estado até a última campanha política, já está certo de deixar a sigla. No entanto, está de namoro com o PMDB, mas poderá terminar optando pelo MD. Ainda balançam para migrar para o MD, os deputados Gilson Moura (PV) e Vivaldo Costa (PR). MUDANÇA Nesse prisma,enquanto seguem as discussões sobre de quem será o comando da nova sigla, integrantes que estavam abrigados tanto no PMN, quanto no PPS, poderão sair para outros partidos, a depender do entendimento sobre a direção da nova sigla. É aguardar. NOVOS Alguns entre os novos postulantes a uma vaga na Assembleia Legislativa também observam o desenrolar do cenário político para definir para onde vão. É o caso do ex-prefeito de São Miguel, Galeno Torquato, atualmente sem partido, mas pré-candidato declarado a Assembleia Legislativa. Galeno já recebeu convite para ingressar em vários partidos. No entanto, aguarda que o quadro político fique mais nítido. É isso aí. FESTA DA GAZETA Sucesso ontem, na Praça Vigário Antônio Joaquim, a retomada do projeto Gazeta Cidadã, dentro das comemorações dos 36 anos de existência desta GAZETA DO OESTE. Muita gente na praça durante toda manhã de ontem para receber os benefícios proporcionados pelo evento,além de se congratular com os que fazem este diário. DESAVENÇA Em Parnamirim, a vice-prefeita Lucinha Thiago (PSD) parece ter rompido com o prefeito Maurício Marques (PDT). Ela pediu para sair da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária,cargo que ocupava desde o princípio da administração. Tanto o prefeito Maurício quanto a própria Lucinha negam a crise. PARA REFLETIR "Supere os demônios com uma coisa chamada amor", já ensinava Bob Marley. CAPITÃO CRISTÓVÃO O chargista e webdesigner Odilan Araújo e o escultor Anchieta Rolim trabalham a inauguração do espaço cultural com barzinho, na praia de São Cristóvão, com o sugestivo nome Capitão Cristóvão. Em breve. GASTROENTEROLOGIA O presidente da Sociedade de Gastroenterologia do Rio Grande do Norte, médico Roberto Oliveira, abriu, na sexta-feira à noite, no auditório da Associação Médica, em Natal, o 1º Curso de Gastro a ser ministrado no Estado destinado aos especialistas dessa área. O referido

RELAX

GAZETA CIDADÃ

EDNILTO NEVES

Quando se fala de democracia, de regimes políticos que se caracterizam, em maior ou menor medida, pelo princípio da maioria com vetor político na tomada de decisões, a impressão é sempre positiva. De fato, tinha razão Winston Churchill quando afirmou que "[...] Na realidade, já foi dito que a democracia é a pior forma de governo, salvo todas as outras já experimentadas de tempos em tempos". Todavia, as democracias também têm suas manias e caprichos. Que o diga o próprio Churchill: consagrado como o maior herói na vitória contra o nazismo perdeu as eleições em 1945 e foi substituído pelo até então obscuro Clement Attlee, que o substituiu no cargo de primeiro-ministro da Inglaterra. Coisas da democracia. Qualquer modelo democrático tem como base decisões tomadas a partir do consenso de indivíduos; quanto mais pessoas participam desse consenso, mais se aprofunda a prática de aferição do consentimento e, por consequência, o aspecto qualitativo da modalidade adotada. A soberania popular nem sempre se revela, nos processos de tomada de decisões, revestida de coerência, logicidade e adequação. Em suma, não raras vezes a maioria erra; o aspecto quantitativo, na construção das decisões, muitas vezes se sobrepõe ao qualitativo. Todavia, a precariedade ou insuficiências dessas decisões podem ser suplantadas pela legitimidade que o veredicto da maioria lhes confere. Claro, o sentido do que seja legítimo depende de uma apreciação valorativa, ou seja, os modelos democráticos - cuja rega fundamental é a prevalência do princípio da maioria - aplicados às relações sociais devem, preliminarmente, ser aceitos como valiosos e adotados como procedimentos inafastáveis nas tomadas de decisões na esfera pública, sobretudo, na formação das estruturas de governo. Veja-se, por exemplo, a decisão dos constituintes brasileiros em 1988: interpretando o forte sentimento da nação, resolveu eleger o princípio democrático como balizador da ordem constitucional que se construía e, afinal, se implantou no Brasil. A construção das maiorias depende de processos variados de aferição do consentimento, sejam de formas simples e informais até aquelas mais complexas e revestidas de formalidades que garantem a incolumidade das decisões. Nestes casos estão inseridos os processos eleitorais que compõem sistemas formados por uma base cadastral de eleito-

res, procedimentos de escolha de candidatos nas instâncias partidárias (convenções) e de eleição (votação,apuração e proclamação de resultados, fiscalização, propaganda eleitoral, repressão aos delitos eleitorais e práticas que deformam a livre manifestação do cidadão-eleitor, como o abuso do poder econômico e/ou político). A legitimação periódica dos governos, mediante eleições, implica a adoção de comportamentos, por parte dos gestores públicos a ela sujeitos, que sacrificam certas metas, programas e até políticas públicas. Assim, mesmo antes de iniciadas as campanhas eleitorais, os futuros candidatos começam a pautar suas ações pela premente necessidade de agradar o público eleitor, mesmo que isto se dê em detrimento da governança, esta entendida como práticas de bom governo. Em suma, os governantes direta ou indiretamente envolvidos nas pugnas eleitorais futuras passam a atuar de acordo com o que entendem ser melhor aos olhos do eleitor. Isto acontece em todas as latitudes, porém, acentua-se mais onde as democracias são mais frágeis. Uma boa demonstração disto é a situação atual da economia brasileira. Ora, inegável é que a condução da economia no governo Dilma vinha acumulando uma série de bons êxitos, porém, o azimute sofreu uma mudança radical ante a expectativa da candidatura a reeleição da presidente para o pleito de 2014: muitas das decisões da equipe econômica de Dilma passam a ser pautadas pela eleição presidencial vindoura, a começar pela construção de diagnósticos econômicos aquém da realidade, o que repercute nas tomadas de decisões errôneas e inadequadas para correção de rumos macroeconômicos, inclusive pelas contradições que afetam a política econômica nas dimensões fiscal, monetária e cambial. Um desses aspectos mais graves é o descontrole da inflação que, ultrapassado que sejam os seus limites, poderá acarretar sérias complicações econômicas. Depois de fazer algumas concessões no sentido de abrandar o controle da inflação, o governo resolveu aplicar o amargo e eficaz remédio de aperto do crédito, com o aumento de 0,25% na taxa básica de juros pelo Comitê de Política Monetária (COPOM), do Banco Central do Brasil. Afinal, um prenúncio de que há vida inteligente, também, nos bastidores governamentais da economia e de que nem tudo pode necessariamente ser sacrificado no altar das eleições.

Charge

POR: LAÉRCIO EUGÊNIO

A retomada do projeto Gazeta Cidadã ontem, na Praça Vigário Antônio Joaquim, contou com a participação de grandes parceiros. Avante!

curso terá a duração de dois anos e as aulas serão ministradas sempre nos finais de semana de cada mês, em tempo integral. Mais informações pelos telefones: 3211-6817 e 3211-6698.

Artigo

A QUEM INTERESSAR POSSA "Só erra quem produz. Mas, só produz quem não tem medo de errar". PETRÓLEO E GAS A Petrobras e o Sebrae/RN realizarão nesta segunda-feira, 29/04, a partir das 10h, a cerimônia de assinatura do convênio da Cadeia Produtiva de Petróleo, Gás e Energia do Rio Grande do Norte e o lançamento da PetroBrasil 2013 - 5ª Conferência e Encontro de Negócios do Setor de Petróleo, Gás, Energia e Naval. EM TEMPO O convênio,com vigência em 2013-2014, visa a implementação de projeto estruturante para a inserção competitiva e sustentável de micro e pequenas empresas na cadeia produtiva de petróleo,gás e energia.No período de 2009 a 2012, 435 empresas locais foram capacitadas e várias delas receberam prêmios de reconhecimento como melhores fornecedores do Estado. NOS JARDINS Quem está hoje na seção Nos Jardins da Gazeta é o subsecretário de Desenvolvimento Rural do município, Betinho Rosado Segundo. Ele faz um balanço das ações de sua pasta, nesses tempos de estiagem seguida de chuvas.

"Mas se ela voltar, se ela voltar/Que coisa linda, que coisa louca/Pois há menos peixinhos a nadar no mar/Do que os beijinhos que eu darei na sua boca..." TOM JOBIM

ATÉ SÃO JOSÉ FALHOU Rubens Coelho - Jornalista - rubensfcoelho@hotmail.com Os nordestinos do semiárido estavam desesperadamente passando por uma das maiores secas, dos últimos 100 anos pelo que diziam. A desgraça assolando o sertão, o gado morrendo, os reservatórios d´água secando e alguns deles já secos. Passaram-se os meses: dezembro, janeiro, fevereiro, o povo sofredor, por experiências passadas, aguardou o Dia de São José, 19 de março, que pela crendice popular é o limite máximo para um bom inverno, não chovendo nesse dia adeus as esperanças de chuvas no sertão. Não choveu no dia do santo. Foi desesperador. Então entraram em evidência os técnicos, cientistas e estudiosos da meteorologia, com suas parafernálias de equipamentos de estudo do clima e previsões climatológicas. Os da nossa região, diziam: não teremos chuvas ou serão muito fracas. Faziam até previsões catastróficas: a seca provavelmente se prolongará até o ano de 2014. Eram assustadoras, assim acontecendo, o semiárido pegaria fogo, o sertanejo voltaria a ser retirante novamente, as cidades inchariam de flagelados famintos e sedentos. Esse quadro sombrio, porém, foi completamente modificado em apenas dois dias, de sexta para sábado passado, em Mossoró, choveu 150 milímetros, e de lá para cá em todo Oeste como em todas as regiões do Rio Grande do Norte, as precipitações pluviométricas têm sido co-

piosas. Tudo indicando que o inverno apenas começou tardiamente, mas será bom, pelo menos para encher os reservatórios d'água onde se tem notícia de alguns deles já sangrando, criar pastagem e salvar o restante do rebanho que sobreviveu a estiagem. Isso é muito bom. Outra categoria que se agitou bastante foi a dos políticos, que pretendiam fazer a festa com a seca, surgiu a eterna demagogia com o sofrimento do povo. Diziamse comovidos e tudo fariam para amparar as vítimas da seca. Reuniões, seminários, audiências públicas, enfim, muita farofa e pouca carne. Mas a seca tornara-se o campo fértil para eles buscarem seus objetivos eleitoreiros e até umas verbazinhas para serem distribuídas entre os necessitadose sobrando uns trocadinhos para suas futuras campanhas. Quem duvida? A governadora Rosalba já pensava em decretar calamidade pública no Estado. O oportunismo já animava certos políticos aproveitadores da miséria alheia. Mas Deus providenciou tudo e nos mandou chuvas em abundância, mudando a história. Aí citamos Ezequiel, 500 a.C., quando disse: "Pedi ao Senhor chuva no tempo da chuva serôdia, é o Senhor que faz as nuvens de chuva. Ele dá chuvas copiosas aos homens, e a cada um erva no campo". (Zc.10.1).Nosso Deus ouviu as súplicas dos nordestinos mandando chuvas aparentemente fora de tempo.

Gazeta do Oeste www.gazetadooeste.com.br

Um produto da C. Q. Organização Gráfica e Editorial Ltda. Fundada em 30 de abril de 1977 por Canindé Queiroz

Diretor CANINDÉ QUEIROZ

Diretor-adjunto PAULO LINHARES

Diretor de Redação GILBERTO DE SOUSA

Editor LUÍS JUETÊ

Av. Cunha da Mota, 96/100 – Centro – Mossoró/RN – Fone: 3314-1687 Site: www.gazetadooeste.com.br – e-mail: gazeta@gazetadooeste.com.br AS MATÉRIAS ASSINADAS SÃO DA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES

Diretor Comercial LEÔNIDAS TERCEIRO


Gazeta do Oeste 3

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Política

Rosalba e Cláudia juntas em Pau dos Ferros CEDIDA

Governadora do RN aproveita o bom momento da gestão Cláudia Regina e “cola” na aliada prefeita de Mossoró

A

prefeita de Mossoró,Cláudia Regina, comandou ontem pela manhã a segunda reunião ordinária da Associação dos Municípios do Oeste do Rio Grande do Norte (AMORN),entidade presidida pela prefeita mossoroense. A reunião aconteceu no auditório do campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN),em Pau dos Ferros. Na oportunidade, a presidente da Amorn assinou termo de cooperação da associação junto à Secretaria

Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH) para perfuração de poços em municípios da região Oeste. A governadora do Estado, Rosalba Ciarlini, participará da reunião,assim como o prefeito de Pau dos Ferros, Fabrício Torquato; o presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta; e outras autoridades. Antes do evento, Cláudia Regina participou da entrega de tablets, pela governadora, para escolas da rede estadual de ensino. A solenidade aconteceu também no IFRN. Cerca de 400 professores de ensino médio que atuam nas salas de aula das escolas estaduais de Pau dos Ferros e região receberam os tablets educacionais adquiridos pelo Governo do Estado,em parceria com o Ministério da Educação. Os equipamentos serão entregues pela governadora Rosalba Ciarlini e pela secretária de Estado da Educação, professora Betânia Ramalho, no auditório do

Governadora prestigiou a segunda reunião da Amorn comandada por Cláudia Regina

IFRN, de Pau dos Ferros. No total, mais de 4.100 tablets estão sendo entregues aos professores de ensino médio do Estado.A dis-

tribuição começou pela Grande Natal, passou pela região Oeste e agora se estende por todo o Estado até a primeira semana de maio.

Comissão analisará PEC do Orçamento CEDIDA

A comissão especial que vai analisar a Proposta de Emenda à Constituição do Orçamento Impositivo (PEC 565/06 e 16 apensadas) foi instalada. A comissão confirmou os nomes dos deputados Pedro Eugênio (PT-PE) e Edio Lopes (PMDB-RR) como presidente e relator do colegiado. O presidente da Câmara,Henrique Eduardo Alves, compareceu à eleição e voltou a afirmar que gostaria de ver a proposta aprovada o mais rápido possível. Ele chegou a propor maio e junho como limite, para poder levar a PEC ao Plenário ainda neste semestre. Mais uma vez, o presidente garantiu que não se está discutindo a imposição de todo o Orçamento,mas apenas da parte em que emendas individuais dos deputados e senadores destinam recursos para municípios, geralmente pequenos. "Como líder do PMDB,só eu sei o que tive de fazer para fazer valer o que foi aprovado pelo Parlamento, e é um direito dos deputados e dos municípios", disse Alves.

Atualmente, as emendas são feitas para destinar até R$ 15 milhões por parlamentar para programas do governo que já existem e transferem recursos para municípios. Durante o ano, no entanto, as emendas não são liberadas, e os deputados são obrigados a pedir ao governo por esses recursos. Para muitos, essa é uma "moeda de troca" que o governo usa quando quer aprovar propostas importantes. Para o presidente da Câmara, o processo todo "humilha o Parlamento e humilha os deputados". Deputados de oposição e da base do governo concordaram e disseram que não se trata de culpar o governo, porque o processo tem sido basicamente o mesmo desde que esse sistema foi implantado nos anos 1980. "É preciso criar uma regra inclusive para quando o governo precisa economizar mais, e não se trata de derrotar o governo, mas de fortalecer o princípio republicano", afirmou o deputado Espi-

Felipe Maia foi um dos escolhidos para a Comissão

ridião Amin (PP-SC). Foram eleitos como vicepresidentes da comissão os deputados Alessandro Molon (PT-RJ), Luiz Fernando Machado (PSDB-SP), e Felipe Maia (DEM-RN). Pedro Eugênio marcou a primeira reunião para o dia 8 de maio, às 14h30, quando ele e o relator definirão um cronograma. "A liberação de emendas é uma questão não resolvida, e os deputados devem

dar uma resposta com essa PEC",disse Pedro Eugênio. Já o relator, deputado Edio Lopes, disse que deverá ser seguida a recomendação do presidente da Câmara de elaborar rapidamente uma proposta.Lopes afirmou que vai trabalhar para sintetizar um acordo entre todos os partidos. "Nós sabemos o tamanho da importância e da expectativa que todos depositam nessa comissão", disse.

Em seguida,outros 1.700 tablets serão distribuídos para ser utilizados pelas escolas, de forma integrada às lousas interativas.

Os tablets são acompanhados por uma capa protetora e são equipados com sistema operacional android, 512 megabytes de memória RAM, 16 gigas de memória, acesso à internet através de rede wi-fi e bluetooth. A ferramenta vai auxiliar o trabalho dos professores, tendo entre suas funções a substituição do tradicional diário de classe,em papel, além de apoiar o ensino de disciplinas e pesquisas educacionais. O investimento na aquisição dos tablets foi de R$ 2 milhões. Segundo a secretária de Educação, Betânia Ramalho, agora as aulas poderão ser preparadas no tablet e apresentadas por meio da lousa digital,espécie de projetor combinado com computador,que muitas escolas estaduais já usam desde o ano passado. "A capacitação vai acontecer ao longo deste mês e acredito que será como uma formação continuada, para que se tenha o acesso permanente às novas tecnologias", concluiu.

João Maia participa de lançamento do PR Jovem O Partido da República de Caraúbas criou oficialmente o PR Jovem, agremiação que vem crescendo ao longo dos últimos anos em todas as regiões do RN. O lançamento contou com as presenças do presidente estadual do partido,deputado federal João Maia, dos deputados estaduais Getúlio Rego (DEM) e George Soares (PR), do ex-prefeito Eugênio Alves, do presidente do PR de Caraúbas Paulo Brasil,além de vereadores,lideranças políticas e pessoas da comunidade. Em seu discurso, João Maia destacou a importância que o PR vem dando para os jovens que desejam participar da política."Pra quem quer servir ao povo não existe nada mais digno do que a política, agora pra quem quer se servir do povo, não existe coisa mais torpe. E os jovens precisam ter a consciência da responsabilidade que eles têm para o futuro da nossa política", disse.

O PR Jovem no Rio Grande do Norte é presidido pelo deputado estadual George Soares, e conta com diretórios já formados em muitos municípios do Estado. "E eu já quero me sentar nos próximos dias com a comissão responsável pelo PR Jovem daqui para discutirmos alguns projetos voltados para a juventude", explicou George. O evento foi encerrado com o discurso do presidente do PR de Caraúbas, Paulo Brasil, que na disputa pela Prefeitura em 2012 teve um excelente desempenho de votos, mesmo não tendo sido eleito. Paulo destacou a parceria que João Maia tem ao longo dos anos com Caraúbas, que se reverte em obras para a cidade. "É graças a esse seu compromisso com Caraúbas que nosso PR cresce a cada dia. Hoje estão criando o PR Jovem e nos próximos dias vamos criar o PR Mulher", finalizou. ALCIVAN COSTA

Agripino critica infraestrutura do País A questão da infraestrutura das estradas e portos no Brasil está virando caso de polícia, afirmou o líder do Democratas no Senado, José Agripino (RN). Matéria do jornal O Globo desse final de semana mostrou que o Brasil perde por ano R$ 6,6 bilhões nas exportações de soja.Além disso,a infraestrutura precária

faz com que 15% do frete do grão sejam gastos com pneus e manutenção, muito acima da média mundial de 3%, "A questão da infraestrutura no Brasil está virando um caso de polícia. O produtor brasileiro produz soja a preço competitivo - o mais barato do mundo inteiro - e na hora de vender e embar-

car é travado pelo governo federal, que não investe nas rodovias e portos",disse José Agripino. O senador lembrou ainda o cancelamento da compra da soja brasileira pela China devido à demora na entrega do produto. Não é apenas com a exportação da soja que o Brasil sofre o prejuízo. O

mesmo ocorre com a safra de milho, que terá perdas de R$ 1,4 bilhão, totalizando R$ 8 bilhões em prejuízos para o país. "Por incompetência, ineficiência e vícios, o governo brasileiro está impedindo o cidadão de tirar do seu trabalho e de seu sustento", frisou o senador potiguar.

João Maia falou com entusiasmo sobre a participação de jovens


4 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Política

Senado pede revisão de liminar do STF PEDRO LADEIRA-25.ABR.2013/FOLHAPRESS

Em decisão liminar (provisória), o ministro Gilmar Mendes, do STF, suspendeu o andamento da proposta

N

o agravo regimental ao STF (Supremo Tribunal Federal) no qual pede a revisão da liminar que suspendeu tramitação de um projeto de lei, o Senado considera a decisão "gravíssima violação da ordem constitucional, porque abala o funcionamento da democracia em sua mais precípua função". Em decisão liminar (provisória), o ministro Gilmar Mendes,do STF,suspendeu o andamento da proposta que cria restrições ao tempo de propagana na TV e ao fundo partidário por novos partidos. O projeto, já aprovado na Câmara e em discussão no Senado, foi considerado "casuístico" por Mendes. No recurso apresentado, o Senado usa termos como

"suprapoder" e "choque" entre Poderes. "O abortamento 'ab initio'(desde o início) de projeto de lei, por decisão liminar e monocrática, implica a cassação do poder de deliberação do Parlamento que é o baluarte da democracia não apenas no Brasil, mas em todo o mundo democrático. É tão grave a violação que coloca em risco a própria estabilidade das instituições democráticas consolidadas após a Constituição de 1988", diz o documento, assinado pelo advogado-geral do Senado, Alberto Cascais,e outros sete advogados da Casa. O Senado pede, primeiro,que o ministro reconsidere a decisão,para que seja revogada a medida cautelar até o julgamento pelo colegiado do STF. Não sendo acolhido o pedido, o Senado requer que o agravo regimental seja submetido ao plenário da Corte, para que os ministros reconheçam o "error in judicando" da medida cautelar e a indefira,restabelecendo o processo legislativo. Os advogados argumentam que manter a liminar de Mendes "acaba por revelar que as competências, a

pauta e as atribuições do Legislativo estão condicionadas ao prévio aval do Supremo Tribunal Federal". Defendem o equilíbrio entre os Poderes, para que busquem "a cooperação e não o choque, além da imperiosa necessidade de evitar a expansão de um destes Poderes em prejuízo do outro". BENEFÍCIO A decisão de apresentar agravo regimental contra a liminar foi tomada na ontem pelos presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Henrique Alves (PMDBRN),em reunião com outros integrantes da cúpula pemedebistas. Avaliaram que era necessário uma reação afirmativa do Congresso, porém deixando aberta a porta para uma reconsideração, para não ampliar uma crise institucional.Em avaliações reservadas, pemedebistas dizem que, por trás da decisão de Mendes, há interesse político de beneficiar a oposição. O ministro foi indicado ao tribunal pelo expresidente Fernando Henrique Cardoso, do PSDB. Na fundamentação do agravo,os advogados dizem que "é imprescindível que o

Supremo Tribunal Federal reconheça que, num Estado Constitucional, as Cortes Constitucionais devem atentar para a necessidade de autocontenção (self-restraint) na revisão e na interpretação dos atos legislativos, sob o risco de se investirem de um suprapoder, desnaturando o pacto constituinte fundado na harmonia e na independência entre os poderes". Os advogados rebatem argumento de Mendes sobre o "casuísmo" na votação do projeto de lei que inibe os novos partidos. Para eles, casuísmo só poderia haver após a vigência da lei. "Por outro lado, o controle de constitucionalidade preventivo na via estreita do mandado de segurança cria uma via clandestina, não prevista na Constituição para esse tipo de pretensão,com burla às restrições quanto aos pressupostos processuais e condições da ação das espécies processuais cabíveis", diz o agravo. Argumentam ainda que a interrupção da tramitação do projeto, que já foi aprovado na Câmara, tira do Senado a oportunidade de exercer o papel de casa revisora,definido na Cons-

Os presidentes do Senado, Renan Calheiros (à esq.), e da Câmara, Henrique Eduardo Alves reagiram à decisão do STF que suspendeu andamento de projeto no Congresso

tituição. "A liminar agora atacada, sob o pretexto de defender a Constituição, na verdade a está ofendendo,pois priva o Congresso de legitimamente analisar, com a participação da sociedade, a organização dos partidos políticos em nosso país", diz o agravo. Também entra no mérito da proposta de lei --e a defende. "Permitir que os parlamentares pudessem migrar para novas agremiações, eventualmente com programas diametralmente opostos ao partido de origem,com direitos plenos ao fundo partidário e ao tempo de propaganda eleitoral seria uma verdadeira fraude à vontade popular."

Nesse sentido,o Senado argumenta que, diferentemente do que Gilmar Mendes diz, sobre risco de "casuísmo" do projeto, "que se quer é impedir a criação casuística de partidos apenas para satisfazer o interesse de poucos indivíduos, mas sem respaldo da vontade democrática da sociedade, tomando ainda mais fragmentada a estrutura partidária do país". A liminar suspendendo a tramitação do projeto no Senado foi concedida por Mendes em deferimento ao pedido do líder do PSB na Casa, Rodrigo Rollemberg (PSB), em mandado de segurança preventivo, apresentado ao STF contra a votação da proposta.


Gazeta do Oeste 5

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Opinião Obras da RN 013 seguem dentro do cronograma, segundo DER WILSON MORENO

A

s obras de duplicação da RN 013, rodovia que liga os municípios de Mossoró e Tibau,já contam com mais de 16 quilômetros de estradas asfaltadas.O diretor do Departamento de Estradas e Rodagens (DER) em Mossoró, Nilton Rego, informou que a previsão é de que a obra possa ser entregue antes mesmo do que está previsto no cronograma. "Temos um prazo previsto no cronograma para entregar a obra até agosto deste ano, mas estamos com ritmo acelerado. Não é certeza, mas podemos cogitar a possibilidade de entregar antes do prazo", destacou. A obra de duplicação da RN 013 teve início em julho do ano passado e contempla 28 quilômetros de estradas entre os dois municípios. A obra está sendo executada pela construtora CLC, com coordenação do DER, orçada em R$ 40 milhões. O diretor do DER explica que a obra vai beneficiar não só a Mossoró e Tibau. "Toda a região será beneficiada, inclusive os municí-

Penso, logo... Luís Juetê luisjuete@hotmail.com UM DIA DE CIDADANIA PARA TODOS Esta GAZETA DO OESTE, líder de mercado no interior do Rio Grande do Norte, promoveu ontem uma manhã de cidadania na Praça Vigário Antônio Joaquim,a “Praça do Cid”,oportunidade em que foram oferecidos serviços gratuitos à população mossoroense. Foi uma iniciativa importante e que tende a ser reeditada em anos vindouros. Este escriba aproveita para agradecer de coração todos os envolvidos, uma equipe compromissada que deu o melhor de si, além dos apoiadores e colaboradores que deram uma grande e inestimável contribuição. O nosso obrigado a todos os envolvidos. JÁCOME ESTUDA IR PARA A CÂMARA O deputado estadual Antônio Jácome reuniu os seus principais apoiadores para anunciar que não pretende disputar a reeleição no ano vindouro. Jacó anunciou que vai concorrer a uma cadeira na Câmara Federal. O parlamentar vai fazer dobradinha com o filho,o vereador Jacó Jácome, que vai tentar vaga na Assembleia Legislativa.Jácome trabalha no sentido de unificar o segmento evangélico no Rio Grande do Norte para 2014.

Mais de 16 quilômetros de estradas já foram asfaltados

pios vizinhos, a região de Aracati, Icapuí e até municípios da Paraíba, onde há muitas pessoas que possuem casas em Tibau. A in-

tenção é justamente acelerar o desenvolvimento do polo turístico, da fruticultura e o setor salineiro na região", concluiu.

Canindé Queiroz

NEY LOPES ESTIMULADO POR BASES Quem também está sendo fortemente estimulado a disputar um mandato eletivo em 2014 é o ex-presidente do Parlamento Latino-Americano, ex-deputado federal Ney Lopes. Os antigos apoiadores entendem que a ausência de Ney no cenário político acarreta em prejuízos para o Estado.O ex-deputado federal figurou em várias oportunidades como uma das principais cabeças do Congresso Nacional. É bem verdade que Ney Lopes tem feito muita falta para o nosso amado Estado. HOTEL RECEBE PRÊMIO DO SEBRAE A direção do Hotel VillaOeste estará promovendo um almoço amanhã, às 12h30, em seu Restaurante Camboeiro, para comemorar as conquistas alcançadas nesse período. Entre elas o primeiro lugar no MPE Brasil na Categoria Serviços de Turismo, e o recebimento da outorga do Selo Turismo Melhor. Feitos de extremo significado para a equipe do Hotel e para o segmento de turismo da região. Participam do evento a comitiva do Sebrae, Prefeitura de Mossoró, Secretaria de Turismo do Estado e representantes do Polo Costa Branca. Trata-se de um feito importante e que merece os aplausos de todos nós, mas principalmente que o bom trabalho e a conceituada oferta de serviços sejam tomados como exemplo. Ótimo mesmo e parabéns. PRESIDENTE DO SESI NO ESTADO O presidente do Conselho Nacional do Sesi, Jair Meneguelli, vai apresentar em Natal na próxima terça-feira, na Casa da Indústria, o “Resultado da Avaliação de Impacto”. O objetivo é mostrar aos parceiros do Projeto Vira Vida as ações desenvolvidas no Rio Grande do Norte. PRESIDENTE DO SESI NO ESTADO II O evento será aberto às 8h30, no Espaço Cultural da Fiern, com boas-vindas do presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte, Amaro Sales. Entre os convidados, representantes dos vários sindicatos patronais da indústria, do Sistema S, de instituições e de organizações não governamentais. PRESIDENTE DO SESI NO ESTADO III Na programação que vai até o final da manhã, 13 alunos do Vira Vida receberão o certificado de conclusão do curso de Assistente de Obras, ministrado pe-

lo Centro de Educação e Tecnologias em Construção Civil “Rosária Carriço”, do Senai do Rio Grande do Norte. Haverá também aula inaugural de novas turmas. PRESIDENTE DO SESI NO ESTADO IV A solenidade de formatura dos assistentes de obras ocorrerá no Auditório Albano Franco, que deverá ficar lotado com os 300 participantes entre concluintes, familiares, novos alunos, convidados especiais, representantes do Sistema Fiern e das instituições parceiras do Vira Vida, um projeto criado pelo Sesi. PRESIDENTE DO SESI NO ESTADO V À tarde, Meneguelli e colaboradores do Serviço Social da Indústria participam de programação realizada no Sesc de Ponta Negra. O Serviço Social do Comércio é uma das instituições parceiras do Projeto Vira Vida, que é coordenado no Estado e por Margarida Oliveira e Gilson Costa, sob a supervisão do superintendente do Sesi, Marcos Lael. LUCRO EM QUEDA NA PETROBRAS A Petrobras fechou os primeiros três meses do ano com lucro líquido de R$ 7,69 bilhões, uma queda de 17% em relação ao resultado dos primeiros três meses do ano passado, quando o lucro líquido foi R$ 9,2 bilhões. Em comparação ao quarto trimestre de 2012,o resultado ficou praticamente estável (R$ 7,7 bilhões) com retração de 1%, segundo nota da estatal. QUEDA ELEVADA NA EXPORTAÇÃO Os resultados do primeiro trimestre do ano foram divulgados pela empresa.O resultado reflete, principalmente, a queda na exportação de petróleo verificada de janeiro a março, menor resultado operacional e “ausência de benefício fiscal”. OPERACIONAL OBTEVE LUCROS O lucro operacional alcançou, nos primeiros três meses deste ano, R$ 9,8 bilhões,representando um aumento de 72% em relação ao trimestre anterior, devido aos reajustes de preços do diesel e da gasolina, menores custos de importação e também a redução das despesas. PRODUÇÃO APRESENTOU QUEDA Na comparação com o primeiro trimestre de 2012, o resultado operacional foi 16% inferior, refletindo maiores volumes de importação, o efeito da depreciação cambial (13%) e maiores despesas operacionais.A Petrobras informou que a produção total de petróleo e gás natural ficou em 2,55 milhões de barris por dia na média do trimestre, resultado 2% inferior ao quarto trimestre de 2012. “DECLÍNIO NATURAL DOS CAMPOS” A estatal atribuiu a queda da produção “ao declínio natural dos campos e ao maior número de paradas para manutenção, concentradas no primeiro semestre do ano”. Apesar da retração no lucro líquido, a estatal comemorou mais um recorde de produção do pré-sal, que atingiu 311 mil barris/dia em 17 de abril. PERSPECTIVA COM NOVOS CAMPOS De acordo com informações repassadas pela estatal brasileira de petróleo, as novas descobertas foram: Sul de Tupi e Florim em áreas da Cessão Onerosa; Sagitário no pré-sal da Bacia de Santos; e Mandarim, no pós-sal do campo de Marlim Sul na Bacia de Campos. A empresa informou que o Programa de Recuperação da Eficiência Operacional da Bacia de Campos apresentou ganhos de 34 mil barris/dia na produção de óleo e líquido de gás natural (LGN) este ano.


6 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Sociais Karenine Fernandes karenine_f@hotmail twitter: @kareninefernand site: www.kareninefernandes.com

ALMOÇO CELEBRATIVO Na próxima segunda-feira, 29, às 12h30, o VillaOeste estará promovendo um almoço no Salão Ilha, para comemorar as conquistas alcançadas nesse período. Entre elas, o primeiro lugar no MPE Brasil na Categoria Serviços de Turismo, e o recebimento da outorga do selo Turismo Melhor. Feitos de extremo significado para a equipe do hotel e para o segmento de turismo da região. Participam do evento, a comitiva do Sebrae, Prefeitura de Mossoró, Secretaria de Turismo do Estado, representantes do Polo Costa Branca, imprensa e convidados. Estaremos lá!

RELAX TOTAL! Uma semana inteira de relaxamento, é essa a proposta do Planeta Água do Termas Hotel e Resort para sócios com cartão-passaporte,hóspedes e passantes.Cinema,transmissão dos principais campeonatos de futebol, variedade gastronômica e as famosas piscinas de águas termais, tudo isso em um ambiente seguro e confortável. Nas quintasfeiras, as portas do final de semana, a música ao vivo invade o Planeta Água. Para esta semana, a noite de sexta, 26, foi de música ao vivo com Nataly Vox, das 20h às 23h. No sábado, 27, o dia é de forró e pagode com "Forró Mais Eu", das 12h às 15h, e Samba Nobre, das 19h às 22h. Clientes com cartão-passaporte e hóspedes têm acesso livre.

Selma e Teteca Belarmino nos embalos do Buteco do Gegê que foi festão!

REFLETINDO A Gente Pode Morar numa casa mais ou menos Morar numa rua mais ou menos Morar numa cidade mais ou menos e até ter um governo mais ou menos. A gente pode Dormir numa cama mais ou menos Comer um feijão mais ou menos Ter um carro mais ou menos, e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro.

A coluna festeja com alegria a querida Brenna Dayane, aluna da Apae, que o meu coração adotou com todo amor e carinho. Felicidades, menina feliz!

Careca com a Revista Presença e sua Lucinha nos salões animados do Requinte Buffet

A gente pode Olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos. TUDO BEM O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum, É amar mais ou menos É sonhar mais ou menos É ser amigo mais ou menos.

Poderosas: Dany Amaro e Lidyanni Silveira no Buteco 2013

RAPIDINHAS... Júlio Maia e a queridona Toinha Lopes em sessão presenças de felicidade e alegria para Marilene Paiva

Edvânia Santos, a mais curtida e comentada no Buteco do Gegê. A cada dia mais linda, a musa de Cláudio Roberto

*A camisa com jeitão masculino (e detalhes superfemininos) é um mega hit dessa temporada. Já apareceu nos desfiles da Calvin Klein, Alexandre Herchcovitch e Marc Jacobs. Com um pé nos anos 60, a trend é perfeita para o dia a dia, por ser prática e confortável. Invista com um jeans de corte justo e um bom scarpin. Na foto, camisa Dudalina. *Viva a vida!!!! Vivas para Francione Santos, Hélio Pedrosa, Polyana Pinto, Natália Rebouças, Cristian Sidarta, Haradja Torres, Sânzia Fernandes, Aninha Dumont (Tressê), Ana Luiza Borges. Todas as bênçãos e luz! *Um encontro de três dias abençoado, iluminado, repleto de muita fé e Deus que se iniciou na última quinta-feira e se encerra hoje no Seminário Santa Teresinha. Decolores de todas as cores para o encerramento deste momento de compromisso com Cristo hoje, às 19h, que será celebrado por Pe. Flávio Augusto Forte de Melo.


Gazeta do Oeste 7

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Opinião Neto Queiroz netoqueiroz@uol.com.br

PARA REFLETIR

C MAP

CEDIDA

NOTAS GERAIS

Os deputados estaduais de oposição foram os únicos que conseguiram liberar suas emendas no orçamento 2013. Os de situação até agora estão chupando o dedo.

PALANQUE DIFERENTE EM MOSSORÓ Considerando a hipótese bastante viável que o PSB saia com a candidatura de Eduardo Campos à Presidência da República, disputando contra Dilma Rousseff, em 2014, teremos aqui em Mossoró um palanque bastante diferente do ano passado.

Uma abelha que fez sobrevoo durante um batepapo informal entre Garibaldi, Henrique e João Maia ouviu muitas críticas do trio ao comportamento de Carlos Augusto Rosado.

O PT VAI PAGAR CARO Enquanto em 2012,o PT decretou de cima para baixo a morte da candidatura própria em Mossoró, acabando com os planos do professor Josivan Barbosa em favor da candidata do PSB, Larissa Rosado, ano que vem, terá que pedir votos justamente contra Larissa, desta feita como adversária.

A informação que chega a coluna é que o DEM definha. O nível de descontentamento com o Governo pode levar alguns aliados a buscarem guarida em outras siglas. Polêmica na Câmara Municipal por conta da foto tirada logo após a audiência com Graça Foster, presidente da Petrobras. A foto que saiu na mídia excluiu um vereador.

Existem algumas razões que fazem com que o deputado João Maia (PR) esteja tão interessado na filiação da ex-prefeita Fafá Rosado ao seu partido. Os dois vêm conversando há algum tempo. João cacifa o seu PR na segunda maior cidade do Estado e ganha um nome para a mesa de negociações em torno de 2014. Além disso, toda a base do PR indicou Fafá como liderança a ser conquistada pelo PR

RÁPIDAS

O QUE VOCÊ ESTÁ OUVINDO? Um nativo da América e seu amigo estavam na cidade de Nova York e se encontravam caminhando perto da Times Square, em Manhattan. Era a hora do almoço, por volta das 12 horas, e as ruas estavam muito cheias. Os carros buzinavam, os táxis cantavam pneus ao dobrar as esquinas e o som da cidade era ensurdecedor, ao ponto de surdez. De repente, o nativo disse: - "Eu ouvi um grilo". Seu amigo, admirado e espantado, exclamou: - "O quê! Você deve estar louco. É simplesmente impossível conseguir ouvir um grilo no meio de todo este barulho". - "Não, eu tenho certeza de ter ouvido um grilo", disse o índio. - "Isto é loucura", disse o amigo. O índio ouviu atentamente por alguns instantes e, com passos firmes, atravessou a rua e dirigiu-se a um lugar onde havia um arbusto. Ele colocou a sua mão no meio do mato e ali, debaixo de algumas plantas, localizou o pequeno grilo. Seu amigo não podia acreditar no que via. - "Isto é incrível!", ele disse. "Seus ouvidos não são humanos". - "Não", ele disse, "Meus ouvidos não são diferentes dos seus. Tudo depende daquilo que lhe interessa ouvir". - "Isto não pode ser!", disse o amigo. "Eu nunca conseguiria ouvir um grilo no meio de todo este barulho". - "Sim, é verdade", ele respondeu. "Tudo depende daquilo que é realmente importante para você. Deixe-me mostrar-lhe o que estou tentando dizer". Ele colocou a mão no bolso, tirou algumas moedas e as deixou cair na calçada. Então, mesmo com todo o barulho da rua cheia de pessoas, eles observaram que todas as pessoas, a uma distância razoável de onde as moedas caíram, voltaram as suas cabeças para ver se elas lhes pertenciam. - "Você entendeu o que estou tentando lhe dizer?", perguntou o nativo. - "Tudo depende daquilo que é mais importante para você".

PLUGADO

O ESTRANHO DISCURSO DO ANO QUE VEM Como será que o PT dirá para a população não votar em Larissa, depois de ter feito o que fez para apoiá-la em 2012. Vai ser interessante ver a migração do discurso de uma eleição para outra. Coisas de política mesmo. SOBRE A CONTRATAÇÃO DE NOVOS PROFESSORES Não entendo a celeuma que alguns deputados estaduais estão fazendo em cima do projeto do Governo que pede autorização para contratar professores. Dizem os deputados que o projeto cria cargos que não existiam.

Três ministros já confirmaram presença dia 3 de maio, no encontro com prefeitos do Rio Grande do Norte: Ideli Salvatti, Garibaldi Filho e Fernando Coelho.

SÓ SE CRIA O QUE NÃO EXISTE AINDA Ora, é justamente por isso que estão sendo criados. Ou queriam que fosse criado o que já existia? Se não era para criar, não havia sentido em enviar o projeto para a Assembleia. Caso já existissem, será só nomear.

E quando o PSB romper definitivamente com o PT como será a entrega dos cargos? O PSB detém muito poder. Aqui no Estado, por exemplo, controla a Codern.

ELES PRÓPRIOS QUE PEDEM Parece piada essa conversa dos deputados dizerem que ao invés de contratar novos professores, o Estado chame de volta os professores cedidos. Ora, se quem mais pede cessão de professor são os deputados. O deputado que não tiver uma cessão, que atire a primeira pedra.

• BANDEIRA - Eduardo Campos levantou a bandeira pelo fim da reeleição. Seu projeto é que os mandatos no Executivo aumentem para cinco anos. • APOIO - Nesta cruzada, Eduardo Campos já recebeu o apoio de Aécio Neves. Dois presidenciáveis que levantam o tema para debate. • ISAURA - A professora Isaura Amélia, secretária extraordinária de Cultura, foi condenada pelo TCE a devolver 21 mil reais ao erário. • TÍTULOS - Existe hoje no Brasil, 1,2 milhão de eleitores que não votaram nas últimas eleições e poderão ter os títulos cancelados. • PRAZO - O Tribunal de Justiça abriu prazo de dez dias para que os seis candidatos na vaga do quinto constitucional do TJRN apresentem seus documentos.


8 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Esporte Danilo Fernandes garante estar pronto para defender o Timão no mata-mata REPRODUÇÃO

A

Ponte Preta foi responsável por dar início às incertezas na carreira de um dos goleiros que compõem o elenco do Corinthians: Julio Cesar. Os erros no jogo que decretou a eliminação da equipe no Campeonato Paulista de 2012 fizeram o então titular perder espaço e ser relegado à condição de suplente. Neste domingo,às 16h,em Campinas, um de seus melhores amigos no elenco vai tentar ajudar o Timão a reescrever essa história. Sem Cássio, machucado, Danilo Fernandes vai disputar seu primeiro matamata com a camisa alvinegra. "A pressão não me assusta. Quem está no Corinthians não tem de ter medo de adversário nenhum, independentemente de onde joga. Quando aparece o mata-mata, tem de estar pronto", avisou o goleiro. Em seu terceiro jogo consecutivo,Danilo chega à decisão contra a Ponte em situação idêntica à que Julio encontrou no ano passado: jogo pelas quartas de final do Campeonato Paulista às vésperas das oitavas da Libertadores. Ano passado, a diferença era que Julio vinha em sequência maior, e Tite não tinha planos de trocar de goleiro até o momento.

Danilo Fernandes será titular contra a Ponte Preta e o Boca Juniors na Libertadores

Desta vez, o retorno de Cássio é quase certo contra o Boca Juniors, quarta-feira. Mesmo em seu primeiro duelo de maior peso com a camisa do Corinthians, Danilo se diz preparado.Ele admite que ficou chateado com as falhas de Julio no ano passado,e espera ajudar o time a ter melhor resultado desta vez. "O erro do Julio aconteceu, passou. Ninguém gosta de ver um companheiro de trabalho errando. Estamos vivendo outro momento, apenas o adversário que é o mesmo. A fase é a mesma em que ocorreu o erro do Julio,mas isso não me assusta", assegurou Danilo.

Hoje,Julio Cesar vive novamente uma fase de incertezas. A ausência do banco de reservas e uma sondagem do Criciúma deixaram o futuro do jogador em xeque no Corinthians. Sem definições, porém, ele continua treinando com o elenco.Danilo Fernandes evita conversar com o amigo sobre a situação, mas o vê tranquilo. "O Julio é uma pessoa muito boa e não se deixa abalar, sabe lidar com isso, com a pressão.Não sei o motivo da minha escolha para esse jogo. O Julio está tranquilo, não é uma cobrança ou um erro a mais que vão abalar. Conversamos sobre

o treino, questões particulares cada um tem a sua. Não tenho acompanhado muito, mas ele trabalha com a mesma intensidade dos outros" afirmou Danilo Fernandes. Apesar de se dizer preparado para mudar a história do Corinthians neste Campeonato Paulista, Danilo Fernandes avisa que não quer se consagrar em uma eventual disputa por pênaltis.Para ele, se a classificação chegar no tempo normal, melhor. "Não precisa chegar nos pênaltis,não tem essa necessidade. Mas quando eu for exigido, tenho de estar preparado.Não pode ter medo, não", destacou.

Fluminense joga pelo empate contra Volta Redonda O Fluminense enfrenta o Volta Redonda neste domingo, às 16 horas, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pelas semifinais da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. Por ter feito a melhor campanha na fase de classificação, o Fluminense terá a vantagem do empate. Com vários desfalques, o técnico Abel Braga não fez mistério quanto à escalação do tricolor das Laranjeiras. Depois de perder três treinamentos por causa de dores musculares na panturrilha esquerda, o zagueiro Gum voltou a participar das atividades, mas está fora da partida. Digão foi o escolhido para iniciar a partida ao lado de Leandro Euzébio na zaga. Recuperado de um estiramento grau 2 na panturrilha esquerda, o meia Thiago Neves vai começar a partida no banco de reservas. Além de Gum e Thiago Neves, Abel comentou também as situações do apoiador Deco e dos atacantes Marcos Junior e Wellington Nem. O camisa 20, no entanto, ainda não volta contra o Volta Redonda. Para não ser pego de surpresa com uma eliminação, Abel Braga orientou muito o posicionamento dos seus zagueiros e volantes durante o último treino coletivo, principalmente em relação às bolas áreas. O Volta Redonda costuma jogar com atacantes fortes nas jogadas aéras, como o argentino Frontini e Josiel, exFlamengo. "Nós sabemos que o

Volta Redonda é um time muito perigoso, que sabe usar bem as jogadas de bola parada e vamos precisar estar atentos ao longo dos noventa minutos. Não podemos perder a concentração, pois isso pode ser fatal. Os pontos fortes do adversário devem ser sempre neutralizados", afirmou o zagueiro Leandro Euzébio. O treinador festejou também o fato de que seu departamento médico está bem mais vazio do que nas últimas semanas. "Talvez o Nem não suporte o jogo todo. Mas no fundo as coisas têm melhorado. Estamos com mais opções. O Deco já está treinando normal, o Marcos Junior ainda está com receio, mas vem trabalhando bem. As coisas estão aliviando em um momento importante", frisou. Sobre Fred, já iniciou a transição entre a fisioterapia e a preparação física, o treinador pediu calma. O próprio atacante já revelou a amigos que espera ficar à disposição para uma eventual final da Taça Rio, marcada para o dia 5 de maio. "Conversei com ele um pouquinho e fique satisfeito. Fred treinou no campo na sexta-feira e vamos ver se tem condições de voltar na semana que vem. Só não podemos nos precipitar com ele", avisou. O Fluminense deve ir a campo contra o Volta Redonda com a seguinte formação: Diego Cavalieri, Bruno, Leandro Euzébio, Digão e Carlinhos; Edinho, Jean e Wagner; Wellington Nem, Rhayner e Rafael Sobis. RICARDO CASIANO

Thiago Neves voltou a treinar e deve ficar no banco de reservas


Gazeta do Oeste 9

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Esporte Baraúnas tenta engrenar terceira vitória contra Cantinho da recordação Olismar Lima Santa Cruz e continuar sonhando com final ALCIVAN COSTA

D

epois de dois meses sem vencer no Campeonato Estadual 2013, o Baraúnas conseguiu engrenar duas vitórias consecutivas na semana passada e não quer parar por aí. De desacreditado a candidato a uma vaga na decisão do segundo turno, o tricolor entra em campo hoje, às 17h, quando faz uma visita ao time do Santa Cruz no Estádio Iberezão. A equipe mossoroense está na terceira posição, com oito pontos, atrás de Potiguar e América, que são o segundo e primeiro colocados na tabela, respectivamente. A trajetória do tricolor em busca da classificação tem o Santa Cruz neste domingo fora e o Corinthians de Caicó em casa na quarta-feira.Para alcançar o objetivo de ir à final do segundo turno, o time comandado pelo técnico Samuel Cândido precisa vencer os seus dois jogos e torcer ao menos por um tropeço do rival Potiguar.Desta forma, a equipe leonina alcançaria a segunda colocação e teria o direito de disputar o título contra o América. Baraúnas e Santa Cruz já se enfrentaram três vezes no certame norte-riograndense deste ano. O tricolor de Mossoró está em desvantagem nos confrontos diretos, contabilizando

ERIVAN

Erivan - excelente atleta que vestiu as cores de Baraúnas e Potiguar Volante Robson retorna ao time titular e espera trazer uma vitória fora de casa

duas derrotas dentro de seus domínios e um empate no terreno adversário. Na fase classificatória, o Leão perdeu por 1 x 0 no Nogueirão e na volta empatou sem gols no Iberezão. Já no primeiro turno, mais uma derrota, de novo em casa, por 1 x 0. Antes de colocar o time em campo no Estádio Iberezão, o técnico Samuel Cândido precisou solucionar alguns problemas na formação da equipe. O lateral direito Levy, com três cartões amarelos, e o atacante Ricardinho,expulso no clássico Potiba, cumprem suspensão e dão lugar aos subs-

titutos Vitor e Carlinhos,que ganham oportunidade. Nas demais posições,o time é basicamente o mesmo que venceu o Potiguar por 1 x 0. A dúvida da semana foi o goleiro Érico, que, devido a uma lesão muscular na coxa direita, praticamente não participou das atividades com bola que foram comandadas por Samuel Cândido nos últimos dias. Para atuar na tarde deste domingo,Érico vai se submeter a um teste físico no vestiário, caso seja aprovado será titular, se não o reserva Ramon vai ficar com a camisa 1 do Leão.

No meio de campo do Baraúnas,o volante Robson Alves está de volta para retomar seu lugar. Ele não pôde ser escalado para atuar no clássico do domingo passado porque estava suspenso com três cartões amarelos. Em seu lugar,quem atuou foi Batata, que recebeu elogios do treinador, mas apesar disso retorna para ficar como opção no banco de reservas. Para o jogo de hoje Samuel Cândido deve usar a seguinte escalação: Érico; Vitor,Pedrosa,Léo Gama e Jackinha;Robson Alves,Wilker, Fidélis e Marcelinho; Carlinhos e Léo Guerreiro.

ABC tem reforços para o jogo contra o Alecrim A nuvem negra que pairava sobre o CT Alberi Ferreira de Matos começou a se dissipar. Três dos jogadores que estavam entregues ao departamento médico do ABC foram liberados e já treinaram com o grupo. A informação do médico do clube, Roberto Vital. "Jean Carioca, Vanderlei e Renato já foram liberados pelo DM. Os três trabalharam normalmente com o restante do elenco, e devem participar do clássico de domingo". Ainda de acordo com Vital, quatro atletas seguem

REPRODUÇÃO

realizando tratamento no DM. Segundo ele, a situação mais complicada é a do volante Edson, que deve ficar de molho por mais 10 dias, pelo menos. Os jogadores Bileu, Alexandre e Leandro Santos também podem ser liberados para domingo. Apenas Edson deve permanecer trabalhando no departamento médico. O ABC entra em campo neste domingo, quando recebe o Alecrim no Estádio Frasqueirão, em Natal. A partida é válida pela sexta rodada do returno do Cam-

peonato Potiguar, e está marcada para as 17h. Lenil-

son de Lima será o árbitro do jogo.

JOGOS DA 6ª RODADA DO ESTADUAL ASSU

x x x

AMÉRICA

28/04 - 17H - EDGARZÃO

ABC

ALECRIM

28/04 - 17H - FRASQUEIRÃO

SANTA CRUZ

BARAÚNAS

28/04 - 17H - IBEREZÃO

Através da presente pesquisa, vamos registrar um pouco da história de Erivan, craque que, além de ter atuado em grandes clubes do futebol do Nordeste, teve a sua largada defendendo Baraúnas e Potiguar, de nossa cidade. Surgiu exatamente das categorias de base, ao lado de Icinho, Luciano, Escurinho, Marcondes, Railson, Márcio Cardoso, Vander Silva e tantos outros jovens da época, que foram alçados a categoria de profissionais dos dois maiores clubes do interior do Rio Grande do Norte: Leão do Oeste e Time Macho. No Baraúnas, por exemplo, participou das campanhas dos anos de 1996, 19998, 1999, 2001, 2007 e 2011. Já no Potiguar, fez parte dos elencos de 2004, 2006 e 2008. Sua estreia no Leão do Oeste ocorreu no dia 25 de fevereiro de 1996, quando em jogo válido pelo Campeonato Estadual da temporada, disputada no Estádio Leonardo Nogueira, o Baraúnas venceu o Mossoró Esporte Clube, pelo placar de dois tentos a zero. Confira a súmula da partida. Baraúnas: Miranda; Luiz, Odair, Pedrinho e Neto; Vander, Marcelo Carioca, Netinho (Erivan) e Gato; Enilton e Bil (Zé Maria). Mossoró:

Delmar; Edinei, Onezimar, Sales e Cenir; Reginaldo, Mazinho, Euzébio e Adriano; Marcos Rocha e Chico Bala. Os gols: Bil, duas vezes para o 'Mais Querido'. Árbitro: Charles Eliont, assistido por Antônio Cipriano e José Emídio. Renda: R$ 5.316,00, para 1.720 pagantes. Erivan brilhou também, defendendo o Potiguar, onde a exemplo do Baraúnas soube conquistar o carinho e admiração da imensa galera alvirrubra. O seu primeiro jogo, na condição de titular do Time Macho, ocorreu por ocasião da disputa do clássico maior do interior do Rio Grande do Norte - Potiba, no dia 1º de fevereiro de 2004, jogo válido pelo certame estadual de futebol, oportunidade em que o placar final não apontou vencido ou vencedor: três a três. O nosso focalizado sempre soube impor categoria e respeito, em defesa do clube pelo qual atuava. Atleta vigoroso, jamais deixou de estar presente nas jogadas mais ríspidas, que por ventura viessem a surgir no decorrer da partida. Esta, portanto, a nossa homenagem a Erivan, que será para sempre lembrado no Cantinho da Recordação.


10 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Gerais

Criare Mossoró é a número 1 em aprovação pelos consumidores ASSESSORIA

Empresa foi escolhida como a melhor da cidade no segmento de móveis planejados

A

Criare Móveis Planejados é a empresa líder em aprovação dos mossoroenses. Pesquisa divulgada pela revista Top Construção sobre as empresas que mais recebem aprovação do consumidor mostra que a Criare ocupa o primeiro lugar na categoria móveis modulados/projetados. O levantamento foi feito pelo Instituto Certus especialmente para a revista Top Construção. Entre os principais motivos, segundo a pesquisa, pelos quais os consumidores elegeram a Criare Móveis Planejados como a melhor no setor es-

tão a variedade de oferta e o atendimento. Para o diretor da Criare Móveis Planejados,Valney Dantas, o resultado da pesquisa é fruto de um trabalho realizado com dedicação por todos que fazem a empresa. "Além de dispor de produtos de qualidade, nós temos a preocupação de sempre oferecer um bom atendimento ao cliente,dado atenção,nos esforçando para atender as suas necessidades. Acredito que seja por isso que a empresa teve o maior índice de satisfação dos consumidores", avalia. Ele destaca que a posição de destaque da Criare na pesquisa é um resultado do trabalho em conjunto. "O bom desempenho da Criare aos olhos do consumidor não é um mérito só meu, nem só de Sílvia Roberta (também diretora da empresa), mas de todos os funcionários que aqui trabalham.É a dedicação com que eles desempenham suas funções todos os dias que faz a Criare ficar marcada positivamente no mer-

Resultado é fruto de um trabalho realizado com dedicação por todos que fazem a Criare

cado.Essa liderança na preferência do consumidor é um mérito de todos que fazem a loja", afirma Valney Dantas. A Criare Móveis Planejados faz parte do Grupo

Carraro, uma corporação com meio século de tradição na fabricação de móveis, que exporta para mais de 30 países e está entre as maiores da América Latina.

Há cinco anos a empresa atua em Mossoró, trabalhando com móveis planejados que se adaptam aos mais variados espaços. Funcionais, versáteis e estilosos, os móveis da Cria-

re possibilitam ao consumidor explorar cada metro quadrado da casa, oferecendo diversas possibilidades para compor cada ambiente de acordo com o seu estilo de vida.


Projeto social abre comemorações dos 36 anos do jornal GAZETA DO OESTE EDNILTO NEVES

ma manhã marcada por ações de cidadania que teve como principal objetivo levar à população serviços úteis e proporcionar benefícios de forma gratuita e solidária. Assim foi a realização da edição especial do projeto social Gazeta Cidadã, promovido pelo jornal GAZETA DO OESTE na manhã de ontem, 27, na Praça Vigário Antônio Joaquim (Praça da Catedral). Criado em maio de 2006, o projeto Gazeta Cidadã, como o próprio nome já revela, vai onde o povo está, levando ações em parceria com instituições diversas. Na edição de ontem foram realizadas as seguintes ações: verificação de Pressão Arterial (PA), teste rápido de HIV e Hepatites B e C, saúde bucal, distribuição de mudas, esclarecimentos jurídicos,feira de artesanato, biblioteca itinerante, distribuição de sucos,picolés e café,contação de histórias e epresentações do Grupo Ecoart e e outros artistas da terra. Os parceiros nesta edição foram os seguintes:Prefeitura de Mossoró (Secretaria de Saúde,Secretaria de Educação e Subsecretaria do Meio Ambiente), Universidade Potiguar (UnP),

"Quando chegamos não sabíamos desse projeto e participamos, as crianças foram beneficiadas com a higiene bucal e estamos achando tudo muito interessante", relatou. Nas ações de saúde foram aplicadas 120 vacinas contra a gripe, realizadas 202 aferições de Pressão Arterial (PA) e vários testes rápidos de HIV e Hepatite B e C, além de aplicação de fluór. Foram distribuídas 100 mudas de plantas de espécies diversas. Além de várias orientações jurídicas feitas pelos advogados da OAB.

U

Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC), Serviço Social da Indústria (SESI), Frisco (Três Corações), Art e Mídia, TCM, Chico Chagas Produções, Gelice, Grupo Ecoarte, repentistas Aldacir de França e Genildo Costa. SOLIDARIEDADE A Associação de Apoio aos Portadores de Câncer de Mossoró e Região (AAPCMR), da LMECC, WILSON MORENO

conseguiu durante a ação de cidadania arrecadar R$ 200,00 com a venda dos produtos.Volume considerado alto para uma única manhã e que trouxe muita alegria para as voluntárias da entidade. "Conseguimos vender R$200,00, o que é uma ajuda valiosa, pois saiu isso tudo para o caixa da associação que estava zerado. Com esse dinheiro dá para fazermos várias coisas que são necessárias no dia a dia,como reposição de materiais. Fica-

mos satisfeitos em mais uma vez fazermos parte das ações realizadas pela GAZETA",comentou contente a voluntária Raimunda Bezerra, 63, que coordena o grupo de artesanato da AAPCMR há 15 anos. Raimunda aproveitou a ocasião para informar que o bazar da associação está carente de doações. "Recebemos produtos como roupas novas e usadas. Quem tiver e puder doar,nós agradecemos, pois ajudará e muito", disse, complemen-

tando que o telefone para contato é o 3317-0756. As ações do projeto Gazeta Cidadã de ontem, 27, atenderam a um grupo de estudantes de Areia Branca que chegaram a Mossoró pela manhã para um passeio da escola e foram surpreendidos pelo projeto na praça. Para a professora da educação infantil Alzenides Francisca dos Santos, 51, foi uma surpresa boa trazer os alunos para um passeio e ter acesso a ações de cidadania.

COMEMORAÇÕES As comemorações alusivas aos 36 anos da GAZETA DO OESTE prosseguem nesta semana.Na terça, 30 de abril - data de fundação do jornal - às 17h,haverá uma confraternização na sede do veículo de comunicação, para colaboradores e funcionários. Um momento para agradecer por mais um ano de atividades da GAZETA DO OESTE e renovar os votos de um jornal cada vez mais forte e fiel ao seu compromisso com a notícia e o leitor. Neste mês de abril também foi festejado o aniversário do fundador da GAZETA, Canindé Queiroz.

EDNILTO NEVES

EDNILTO NEVES

EDNILTO NEVES

WILSON MORENO

WILSON MORENO

EDNILTO NEVES

EDNILTO NEVES

ALCIVAN COSTA

EDNILTO NEVES


WILSON MORENO

EDNILTO NEVES

WILSON MORENO

WILSON MORENO

WILSON MORENO

WILSON MORENO

WILSON MORENO

WILSON MORENO

EDNILTO NEVES

EDNILTO NEVES

ALCIVAN COSTA

ALCIVAN COSTA

ALCIVAN COSTA

EDNILTO NEVES

WILSON MORENO

WILSON MORENO

EDNILTO NEVES

EDNILTO NEVES

ALCIVAN COSTA


Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Mossoró

Editora: Daniele Silveira mossorogazetadooeste@gmail.com

TRANSTORNOS

ESPECIAL

Chuvas revelam problemas 6e7 estruturais na cidade

Desafios da educação diminuem 8e9 interesse pela docência

Chuvas reascendem esperança no campo EDNILTO NEVES

Agricultores de diversas comunidades rurais aproveitam dias de chuva para plantar milho e feijão

MONALISA CARDOSO Da Redação

A

esperança do homem do campo floresce junto com cada broto de milho ou de feijão que nasce depois das primeiras chuvas do mês de abril. A imagem do agricultor assustado com a seca deu espaço para um sorriso de satisfação e confiança de que a comida estará na mesa e que os animais não passarão sede ou fome. No roçado, a semente já está plantada e a espera é para um bom período chuvoso,mesmo que seja a essa altura do ano. Na comunidade rural de Passagem do Rio,o agricultor Antônio Medeiros Lopes plantou na semana passada, antes mesmo de a chuva da quinta-feira cair, ele mostra com muita felicidade os primeiros pés de milho que já nasceram. "O milho já nasceu. Olhe aí, o feijão já está estourando também", disse. Antônio Mossoró,como ele é mais conhecido, plantou sozinho,aos 73 anos,três hectares de milho e feijão, com a esperança de que colherá. "Eu confiei em Deus que iria ter inverno, só não sabia quando, e Deus mandou essas chuvas só agora para mostrar que São José não tem nada a ver com inverno e que quem manda mesmo é ele", afirmou. O agricultor já afirma que vai colher no final do mês de julho. "Na segundafeira, o capim já vai estar alto e vou capinar tudo,deixar tudo assim bem bonito, e, se Deus quiser, no final de junho nós já estaremos colhendo os primeiros milhos", acrescentou. Antônio Mossoró afir-

mou que além da boa colheita tem esperança de recuperar o animal que teve que vender para sobreviver durante o período sem chuva. "Eu tinha duas vaquinhas, aí tive que vender uma, mas já tô pensando em comprar novamente", disse. Na comunidade de Panela do Amaro, o agricultor Antônio Fernandes Pereira estava depositando suas sementes de feijão na terra, depois de já ter feito o mesmo com o milho. "O inverno agora ficou bom,a terra está ótima. Vou plantar uma tarefa e espero colher muito milho e feijão para o consumo da minha família", afirmou. O presidente do Sindicato da Lavoura, Francisco Gomes, lembrou dos dias difíceis aos quais o homem do campo vinha enfrentando nos últimos meses. "Abril já era o 14° mês sem uma chuva produtiva e em menos de oito dias e o que vemos hoje são açudes e cisternas cheias ou transbordando", destacou. Francisco Gomes disse ainda que os agricultores estão satisfeitos mas aguardam a continuidade do período chuvoso."Esperamos que as chuvas deem continuidade por pelo menos mais três meses, pois além de garantir a nossa alimentação,garante também a dos nossos animais", concluiu.

Antônio Mossoró sorri ao ver os primeiros pés de milho crescendo EDNILTO NEVES

Antônio Fernandes começou agora seu plantio de feijão

EDNILTO NEVES

Agricultores aguardam a continuidade do período chuvoso


2 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Mossoró

Marcelo Canellas participará do Intercom REPRODUÇÃO

ALCIVAN COSTA

Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste ocorrerá de 12 a 14 de julho na cidade

U

m dos grandes nomes do jornalismo brasileiro estará em Mossoró participando da conferência de encerramento do XV Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste (INTERCOM), que acontece de 12 a 14 de julho. Atualmente, Marcelo Canellas é repórter do Núcleo de Reportagens Especiais do Fantástico da Rede Globo de Televisão. Depois de passar por diversos veículos de comunicação, o jornalista virou repórter especial da Rede Globo e se especializou na cobertura de temas ligados a Direitos Sociais e Humanos. Diversos prêmios de jornalismo em todo o País fazem parte do seu currículo.

Marcelo Canellas é repórter especial do programa Fantástico

A professora do Departamento de Comunicação Social (DECOM) da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e membro da comissão organizadora do evento, Marcília Gomes, disse que uma atração como Marcelo Canelas só vem a acrescentar ao evento. "É um profissional de muita qualidade, competência, que tem um trabalho respeitado, conhecido, elogiado pela crítica e é bastante elogiado", destaca.

O prazo para os interessados inscreverem trabalhos se encerrou. As inscrições para os ouvintes podem ser feitas até o dia 27 de maio. São esperadas de 500 a 800 pessoas de várias universidades da região nordestina e de outros lugares do país. O Intercom Nordeste marca os dez anos do curso de Comunicação Social da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte que serão completados em setembro. "As expectativas

Marcília Gomes disse que atração só vem a acrescentar ao evento

são as melhores e estamos trabalhando para realizar o evento da melhor maneira possível", acrescentou Marcília. PROGRAMAÇÃO Tem início no dia 12 com o credenciamento dos participantes e a mesa-redonda no de abertura no horário da manhã que discute os "50 anos de ensino de comunicação no Brasil" com a participação dos professores Wellington Pereira (UFPB), Salete Tauk (UFRPE), Luiz

Permanece indefinida a reabertura do Museu do Petróleo Ainda não foi divulgada pela Petrobras a data da reabertura do Museu do Petróleo, que funciona na Estação das Artes Elizeu Ventania. A reestruturação do

local é uma parceria entre a Prefeitura de Mossoró e a Petrobras, sendo que a obra de adequação é de responsabilidade da Petrobras, segundo informações da Se-

cretaria de Cultura. O secretário municipal de Cultura, Gustavo Rosado destacou que era uma necessidade fazer adequações no Museu do Petróleo, justamente para garantir a segurança no local e que isso seria feito em uma parceria entre a Prefeitura e a Petrobras. "Resolvemos suspender as visitações para que fossem feitas as adequações", disse o secretário. O Museu possuía apenas uma saída, que ficava para dentro da Estação das Artes Elizeu Ventania. "O Corpo de Bombeiros avaliou o aconselhou que fosse feita uma pela Avenida Rio Branco. Agora, a porta principal será para a Avenida Rio Branco", explicou Gustavo

Rosado. O Museu mostra as etapas da perfuração de um poço de petróleo e como a entrada principal será modificada, consequentemente a ordem também deve ser modificada, segundo o secretário."É um local que deve oferecer não só a tração para a visitação, mas também a segurança. O Museu é muito visitado, tanto pelos mossoroenses, como também pelos turistas", acrescentou. A reportagem do jornal GAZETA DO OESTE entrou em contato com a assessoria de imprensa da Petrobras para informações sobre a reabertura do Museu,mas até o fechamento dessa edição, não obteve resposta.

CONVITE DE RETORNO AO TRABALHO

CONVITE DE RETORNO AO TRABALHO

E W EMPREENDIMENTOS AGRÍCOLA LTDA., situada na BR-405, KM 66,5, Apodi/RN, CNPJ: 05.757.384/0001-05, convida o funcionário sr. LUIZ BATISTA DA SILVA, CTPS: 54.529, Série 010-RN, na função de Trabalhador rural, a retornar ao trabalho no prazo de 72 horas, sob pena de caracterização de abandono de emprego, ensejando a justa causa e seu contrato conforme dispõe o Artigo 482, Letra "I", da CLT. Mossoró/RN, 26 de abril de 2013

THIAGO R. DE FREITAS COMÉRCIO DE BIJUTERIAS EIRELE - ME., situada na Rua Felipe Camarão, 295, Edifício Marina, sala 105, Centro, Mossoró/RN, CNPJ: 14.945.698/0001-22, convida as funcionárias ROBERVÂNIA MARIA DE OLIVEIRA, CTPS: 21859, Série 006-RN, na função de Assistente Administrativa, e MÉRCIA RAYANA PEREIRA DA SILVA, CTPS: 9998926, Série: 0030/RN, na função de Auxiliar Administrativo a retornarem ao trabalho no prazo de 72 horas, sob pena de caracterização de abandono de emprego, ensejando a justa causa e seu contrato conforme dispõe o Artigo 482, Letra "I", da CLT. Mossoró/RN, 27 de abril de 2013

Custódio (UEPB), Graça Pinto (UFRN) e Isaltina Gomes (UFPE). À tarde acontecem as oficinas, Expocom, Intercom Jr. e a noite tem a conferência de abertura "Mídias digitais e interatividade" com o professor Pedro Nunes (UFPB) e o show de abertura. O segundo dia de evento será iniciado com a mesaredonda "Consumo cultural de jovens em tempo de convergência midiática", com os participantes Nilda

Jacks (UFRGS) e Inês Vitorino (UFC). Minicursos, Expocom e Intercom Jr. acontecem de tarde e a noite é o momento da programação cultural. O terceiro e último dia do evento, 14, a manhã e tarde será destinado para as divisões temáticas e a noite haverá o Lançamento de Produtos Científicos (LPC), Painel Globo Universitário, Premiação Expocom, participação de Marcelo Canellas e show de encerramento. EDNILTO NEVES

Gustavo Rosado destacou que era uma necessidade fazer adequações no Museu do Petróleo


Gazeta do Oeste 3

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Mossoró

População doTranquilim sofre com as chuvas EDNILTO NEVES

EDNILTO NEVES

Na comunidade, muitas moradias já sofreram abalos com a força das águas

É

só o céu ficar nublado que o medo volta a fazer parte do dia. A chuva que tem caído nos últimos dias tem deixado os moradores do Tranquilim aflitos e temendo que os barracos desabem a qualquer hora. Muitas moradias já sofreram abalos com a força das águas. Dalvani de Sousa mora com mais cinco crianças,entre filhos e netos e todos os dias fica torcendo para que o pior não aconteça. "Não tenho pra onde ir, não tenho dinheiro nem para dar de comer,quanto mais para pagar aluguel", desabafa. O barraco é dividido em quatro cômodos. Em muitos deles as chuvas já levaram o barro que serve de parede. Quando chove a água molha boa parte da mora-

C MAP

Barraco de Dalvani de Sousa ameaça desabar a qualquer chuva mais forte

dia e os pertences da família. "Quando é de noite é pior ainda. Ninguém dorme com medo, levantando as coisas pra não deixar no chão que molha tudo, empurrando a água pra fora,colocando tábua nas paredes, colocando mais barro", acrescentou a moradora da comunidade há mais de cinco anos. O vigilante Antônio Batista da Silva disse que toda a comunidade está sofrendo

com as chuvas. "A situação é precária.Muita lama,muitas casas aqui não tem sanitário, fossa e tudo vai para a rua, é lamaceiro para todos os lados, barracos caindo. No inverno o sofrimento é grande", lamentou o morador,que está no local há mais de sete anos. Há vários anos são feitas promessas de que um dia a situação das famílias do Tranquilim irá mudar e os barracos de madeira, pape-

lão e plástico vão dar lugar a casas de alvenaria. Francione de Oliveira Dantas não está muito esperançosa de que esse sonho se torne realidade."Tenho minhas dúvidas. São tantas conversas que a gente perde até as esperanças", relata. Enquanto a dona de casa duvida, o vigilante acredita que agora aconteça. "Estamos esperando que dessa vez saia.No último governo foram dois mandatos,

Atual Tranquilim será extinto com a construção de 500 casas em uma área mais afastada

oito anos de promessas e nada aconteceu. Acredito que agora vai pra frente", disse Antônio Batista. BUROCRACIA- Na semana passada, a Prefeitura de Mossoró publicou o edital de chamamento público para seleção das empresas que serão responsáveis pela construção de 800 casas destinadas ao projeto de urbanização das favelas do Tranquilim,Wilson Rosado

e Santa Helena. O atual Tranquilim será extinto com a construção de 500 casas em uma área mais afastada da área. O novo conjunto será chamado de Jardim das Palmeiras. As verbas para a construção das casas são do Governo Federal. A parte de infraestrutura também vem da União (cerca de R$ 1,3 milhão) com a parceria do município que investirá mais de R$ 462 mil.


4 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Mossoró Fé & Vida Joscelito Marques joscelitomarques@hotmail.com site: www.jocelitomarques.blogspot.com

Refletindo o evangelho "AMAI-VOS UNS AOS OUTROS" João 13, 31-35 "Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos,se vos amardes uns aos outros". (Jo 13, 35) Com este mandamento: "amai-vos uns aos outros, como eu vos amei, assim também vós deveis amar uns aos outros" Jesus mostra aos discípulos a maneira pela qual ele estará presente no meio deles e desta forma direciona o comportamento dos discípulos. Estes devem se orientar pelo amor que receberam de Jesus, e este amor em cada um deve representar para o outro o próprio amor de Jesus, acolhendo o próximo, ajudando-o, prestando atenção às suas necessidades, exatamente como fazia Jesus. Jesus viveu pelo amor e por amor, e experimentou esse amor até as últimas consequências. O poder deste amor levou Jesus a nos perdoar e morrer por nós. Amando-nos, Jesus nos resgatou, nos livrou das trevas, nos levou para a luz, e isso só amor pode fazer. Esse amor de Jesus por nós nos fez filhos do mesmo Pai. Portanto, somos todos irmãos, e, como irmãos, devemos nos amar uns aos outros. Lembremo-nos que seremos conhecidos como discípulos de Cristo pelo amor com que amarmos as pessoas, e principalmente pelos nossos atos. Mas, qual é a medida deste amor? É a mesma medida com que Ele nos amou. É um amor sem medidas.

IDEIAS QUE PODEM SER REAPROVEITADAS

“ ”

Porque eu estou contigo. Ninguém te fará mal..." (At 18,10)

GENTE DE FÉ

Nossa homenagem de hoje vai para os membros da Pastoral da Comunicação da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima. Honório e uma turma maravilhosa de agentes têm partilhado com seriedade a caminhada daquela Paróquia. Entre as diversas ações da Pascom destaco a criação do blog (www.paroquiansfmossoro.blogspot.com.br/) e a perseverança na apresentação do programa Luz da Comunicação, na Rádio Rural, todos os sábados, das 14h às 15h. Avante, amigos!

GAZETA 36 ANOS Parabéns à GAZETA DO OESTE pelo grande serviço prestado ao Oeste potiguar. São 36 anos de uma história de trabalho, zelo pela informação com credibilidade e, consequentemente, muito sucesso. Tudo isso conquistado pela determinação de seus fundadores: Canindé Queiroz e Maria Emília. Daqui agradeço a oportunidade de fazer parte desta equipe, e cumprimento a todos na pessoa dos jornalistas Gilberto de Sousa e Luís Juetê. Sucesso, sempre! JORNADA Os padres de nossa Diocese estarão reunidos nos dias 29 e 30 de abril para mais uma jornada de espiritualidade. O evento acontecerá no Santuário do Lima, em Patu, e contará com a presença da coordenadora estadual da Pastoral da Criança, Marlúzia Pessoa. COROINHAS Dia 1° de maio acontecerá a 8ª Romaria dos Coroinhas e Infância Missionária ao Santuário do Lima, em Patu. Que venham os frutos! SANTA CLARA Durante todo o mês de março, o Santuário de Santa Clara realizará a récita do Terço Mariano com as famílias do bairro Dom Jaime Câmara. E no dia 13 de maio: Dia de Nossa Senhora de Fátima - haverá uma "procissão luminosa" pelas ruas da comunidade, levando a mensagem de paz e conversão, da virgem imaculada. Aos domingos, a programação será realizada às 16h15 - antes da missa dos peregrinos. Participe!

NOSSA SENHORA A Festa em honra a Nossa Senhora de Fátima acontecerá no período de 1° a 13 de maio, na paróquia homônima, no Abolição II. Neste ano, o tema escolhido para nortear as reflexões do novenario foi: "Olhando para Maria, aprendi a crer em Deus, na Igreja e na humanidade". Na dimensão social a festa contará com a participação de Zé Carlos, PJ Samba (Shalom), André Luvi e Banda, Giannine e Thábata, os Tremendões (dia 10/05) e jantar da família, entre outras atrações. E no dia 13 de maio, dedicado a Nossa Senhora de Fátima, a tradicional procissão ocorrerá, às 18h, após a missa solene de encerramento. SENHORA AUXILIADORA A Comunidade de Barra, em Grossos, realizará a Festa a Nossa Senhora Auxiliadora, de 14 a 24 de maio. O tema central da Festa é: "Com Nossa Senhora Auxiliadora, caminhamos pela fé". ORAÇÃO O Cursilho de Cristandade continua em oração pelo êxito dos Cursilhos masculino e feminino de 2013. E você, reze com a gente! PENTECOSTES Os membros da Renovação Carismática Católica de Mossoró realizarão de 9 a 19 de maio a tradicional Novena de Pentecostes. Já são 40 anos desta ação de Deus em nossa Diocese. Por isso há uma grande expectativa de que este ano seja um dos novenários com maior participação de fiéis. VISITA A MOSSORÓ O Padre Walter Collini já começou a montar sua equipe de coordenação da visita pastoral que Dom Mariano fará à Paróquia de Santa Luzia. Devo referir aos amigos leitores que no dia 30 de maio, Dia de Corpus Christi, acontecerá a abertura oficial da visita pastoral às oito Paróquias que compõem os zonais I e II, de Mossoró. Desde 2010, estas visitas de Dom Mariano vêm produzindo grandes frutos pastorais para nossa Diocese. É esperar e participar com entusiasmo.

KERIGMA

Apresentadores do Luz da Comunicação

MAYARA AMORIM

Por MAYARA AMORIM Da Europa. Especial para a GAZETA Ao chegarmos ao continente europeu percebemos rápido que a idade faz sim a diferença. Aqui na Europa, ao contrário do que muitos pensam, também há problemas de logística da administração pública, corrupção,pessoas não bem intencionadas,etc.Mas realmente,se comparado ao padrão brasileiro, se tornam bem pequenas. Quase inexistente. Mas o que podemos perceber é que os muitos anos já vividos construíram uma realidade de base muito mais sólida do que a que estamos acostumados na América do Norte.Percebemos aqui que desde a arquitetura, costumes, moda, tudo é fruto de anos de experiências vividas. Se comparado aos 500 anos do Brasil, podemos chamar nossa pátria de adolescente diante da Europa.Por um lado isso é bom.Estamos crescendo,construindo um futuro que poderá ser muito bom.Somos cheios de vida e esperança no futuro. Por outro, não é tão agradável,pois ainda somos imaturos para conquistarmos o que realmente desejamos. Ao conversar com amigas brasileiras que também estão em intercâmbio aqui na Irlanda, falávamos sobre o futuro do Brasil. Algumas diziam acreditar em um futuro melhor. Já outras, mais pessimistas em relação ao futuro do nosso país. Mas concordamos todas em um ponto: as reais melhorias serão colhidas por gerações futuras. Sem dúvidas,esse momento de globalização também está modificando o Brasil e os brasileiros.Aqueles que estão viajando para outros países estão levando e trazendo cultura. Cada uma dessas pessoas, as

CONDOLÊNCIAS Enviamos nossas condolências ao Padre Carlinhos pelo falecimento de seu pai adotivo, o sr. Raimundo Sátiro Linhares. E ao Padre José Janedson, pelo falecimento e sua genitora, a sra. Josefa Soares. Que São José e São Manoel fortaleçam os queridos sacerdotes e seus familiares neste momento de dor. Paz!

redes sociais conectadas pelo mundo todo, tudo modifica nossa forma de comportamento e pensamento. Uma boa prova disso é a discussão do casamento gay (até poucos anos impensável). Esse é um assunto em alta no mundo todo. O que me anima é que ainda temos muitos brasileiros bem intencionados. Brasileiros que acreditam na educação. Pessoas que investem uma vida toda para se qualificar. Esses trarão de diversos lugares do mundo coisas boas para inspirar outros mais. E sempre há muito o que conhecer (especialmente sobre nós, sobre nossa cultura e país). A cada lugar novo que conheço, cada música ouvida, jornal, revista ou livro lido, tudo vira vontade de construir algo parecido, ou melhor em meu país. E acho que assim é o coração de todo brasileiro. Por mais que possamos saber o quanto é complicado modificar o mundo (mesmo que só a nossa parte). Dentro de nossos corações sempre viverá aquela vontade doida de ter um lugar melhor para viver. Pois na vida nada mais importa do que ser feliz. E ninguém é feliz só. Vamos fazer a nossa parte já que o futuro é de todos.

Nosso Kerigma de hoje foi enviado por Joseani Pereira,do bairro Belo Horizonte: A lição da planta: "Em uma localidade, um casal estava prestes a separar-se. Já dormiam em cômodos separados.Um homem sábio e cheio de bondade,que morava perto de sua casa foi visitá-los. E após uma bela conversa, lhes deu uma pequena plantinha e lhes disse que a plantassem no jardim de sua casa. Caso a plantinha não morresse, o casamento estaria salvo. O problema é que havia uma grande seca naquela região. Com medo que a plantinha não vingasse, a esposa levantou-se de madrugada com uma caneca de água para molhá-la; afinal, mesmo magoada, ela queria salvar seu casamento.Como estavam em cômodos separados,saiu em silêncio, para que seu esposo não a visse molhar a planta. Para sua surpresa, lá chegando, o esposo já estava molhando a plantinha em plena madrugada.Os dois se abraçaram diante da planta e se reconciliaram". A vida é breve. Aproveite cada segundo. Não perca tempo... Deixe o orgulho de lado e perdoe. Seja feliz! Coragem!


Gazeta do Oeste 5

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Opinião Déjà Vu

Os sãos Há os que se dizem nunca ter cometido erros. São pessoas que se julgam acima dos convencionais. Dizem nunca ter feito nada distorcido. Olham-se no espelho e se vêm completos, perfeitos e se ufanam de si próprios, se consideram sóbrios, de comportamento reto, conduta exemplar, inteligentes, convenientes, vencedores.

Milton Marques de Medeiros milton@tcm10.com.br

Pergunta ao amigo Onildo O indivíduo proativo é mais propenso a dar "mancadas" na vida do que os singularmente ativos. Proativo é aqui chamado aquela pessoa que de um modo geral toma iniciativas, se apresenta para fazer, carrega as tarefas, enfrenta obstáculos, enfim, motiva o sonho acontecer, muitas vezes com criatividade, inovação, outra hora de forma afoita e até ousada e daí surge a consequência, ou seja, o erro. Vezes tem que improvisar, não há mais tempo a perder, tem que ter decisão imediata. Muitas tarefas ao mesmo tempo. A pressa passa a ser também causa. Quem menos erra Na verdade, de um modo geral, qualquer pessoa está vulnerável a cometer tropeços, enganos, decepções, pisar em falso, dar mancadas. Isso, de um modo geral, é do ser humano. Entretanto, mais do que a pressa, a maior causa de erros é a não orientação ou a má orientação recebida. Quem precisa lutar sozinho para vencer na vida e não teve oportunidade de ser suficientemente orientado e bem orientado, a probabilidade de cometer erros é infinitamente maior. Não errar Portanto, ser proativo, afoito, apressado, sem orientação, tudo influi, daí muitos preferem o comodismo. Não quer cometer erros, não se disponha a ser chefe, tutor, líder, mover nada. Quem menos se aventura na vida, quem menos faz, quem atua mais reservadamente, prefere sempre ficar na defensiva, na retaguarda, um pouco indiferente, ausente, omisso, sai-se bem melhor no conceito de erros e acertos, perante à família, o traba-

lho e a sociedade. Mas será que o mundo caminharia só com os acomodados? Chicotear o erro Erro é algo muito ingrato na vida, porque ninguém conserta um erro sem deixar marcas no verniz tocado. Há uma tendência natural de não se julgar a causa do erro, o item que realmente provocou o erro, em quais circunstâncias ou em que meio o erro se deu. Seria o correto. Não é isso o que acontece. A maioria prefere ignorar o meio ou o cenário que tenha envolvido o erro e foca direto e exclusivamente a culpa no ser errante. Punição Nem sempre o dito agressor é causa e às vezes é até efeito. Nessa situação o errante sofre duplamente: intimamente sente a dor lamentando nunca ter tido a oportunidade antes de ter sido orientado, ao mesmo tempo sofre por ação externa, desencadeada pelos insultos, muitas vezes silenciosos, nem por isso menos dilacerantes que os outros o julgam, condenam e punem. Perdão do João Poucos têm o dom realmente de entender um erro. Se entender é difícil, perdoar é quase impossível. O que há sempre é um disfarce, uma declaração aberta, uma pronúncia de perdão, mas intimamente fica sempre à sombra. Apenas alguns poucos grandes espíritos tocados por uma força, digamos divina, têm o dom do perdão. Raríssimos. João Paulo II deve ter perdoado verdadeiramente o seu jovem agressor. Há também aqueles que se não perdoam, parcialmente conseguem atenuar ou contemporizar o mal. Isso já é muito.

Bem dotados Pessoas assim, geralmente tiveram além de uma infância completa, com tudo à mão, adolescência assistida, se condicionaram a não se aventurar na vida, ou porque não precisaram, tiveram sempre quem pensasse por elas, decidissem por elas, sofresse por elas ou por comodismo mesmo, desnecessidades, insensibilidade, indiferença, uso da "lei do menor esforço". Nunca precisaram correr risco, nunca precisaram olhar para o relógio visando cumprir o tempo para cada etapa, vencer por conta própria o espaço como criança, jovem, formando, profissional ou GEO. Tocaram sempre seus passos apoiados em rochas sólidas pavimentadas pelos pais, padrinhos, companheiros ou afiliados. Sorte. Doação Bem postados porque nasceram privilegiados, por graça da própria mãe natural, por tudo que lhes chegou a tempo, sem esforço, de modo fácil e em abundância ou suficientemente franco, alguns mais tolos, se envaidecem desse modo e consideram-se certinhos, plenos, equilibrados, bons, virtuosos e até iluminados. Os demais, para eles, bom, são os demais. Um muxoxo, um dá de ombros, um gesto indiferente, outra casta. Ao lado Diferentemente, ao lado estão os que nasceram pobres, sem possuir nada disso e se tiveram foi parcialmente, temporariamente, perderam pais cedo, outros tiveram declínios financeiros independentes de suas capacidades, precisaram se "virar" sozinhos desde o nascimento, horas trabalhando continuamente, horas estudando distante dos melhores educandários, tiveram que se mudar para outras cidades abandonado com saudade da família, na busca de empregos, subempregos

ou qualquer emprego, perderam a juventude se desgastando na produção, seja na fábrica, comércio ou serviço, para se autoajudar no estudo, para poder sobreviver, fazendo todo tipo de economia, inclusive privando-se na própria alimentação, poucos amigos porque nada oferecia, também nada recebia, dormindo em lugares nem sempre salubres, colchões amorfos, algumas vezes sono em redes pequenas e pensas, dia seguinte, bem cedinho, ninguém para lhes dar "uma palavra", um simples bom dia, todos saindo em correria, igualmente sofridos. Muitas obrigações. Recreio, se existisse, era feito com vestes simples, cabelos penteados usando espuma de sabonete como fixador, não podia comprar brilhantina, nem desodorante ou simples colônia e toda namorada seria por horas, pois não tinha nada a oferecê-la, a não ser seu odor de pobre. O que conforta O que encanta é saber que muitos, mesmo assim, através de redobrados esforços, por vezes até desumanos, conseguem se sobressair. Conseguem chegar a vida adulta, se formar, ter profissões, ter família, e, imaginem, alguns conseguem até fazer patrimônios econômicos. Geralmente, pagam caro para chegar ao fim da jornada, pois deixam pelo caminho o próprio desgaste físico subtraído pela fadiga do trabalho excessivo e do descanso inexistente. Em paz Finalmente, que os abençoados vivam bem e em paz. Mas, por respeito, procurem ser um pouco mais indulgentes com aqueles que têm de lutar tanto na vida para vencer. Muitos tiveram que fazer a própria história. Não é fácil. Como começaram cedo a "se virar sozinhos" continuaram na vida criando veredas e certamente sempre proativos com maior possibilidade de cometer erros. O mundo também precisa destes. Grande lutador Nesse texto não há qualquer lição, nada de novo está sendo dito, apenas uma narração simples por quem acompanhou de perto histórias parecidas, comuns aos bandeirantes, consequentemente, errantes. Confere, meu caro amigo Onildo da Silva Melo?

GAZETA CIDADÃ O jornal GAZETA DO OESTE agradece aos funcionários, colaboradores e parceiros que contribuíram para a realização de mais uma edição do projeto Gazeta Cidadã. Um agradecimento especial à Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria de Educação e Subsecretaria de Meio Ambiente, ao Serviço Social da Indústria (SESI), à Universidade Potiguar (UnP), à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), à empresa Frisco do grupo Três Corações, à Gelice, aos integrantes do grupo Ecoarte, ao cordelista Aldaci de França, ao escritor e poeta Genildo Costa, à Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC), a Chico Chagas Produções, à Art e Mídia e à TV Cabo Mossoró (TCM).

ALCIVAN COSTA


6 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Mossoró

Chuvas mostram problemas es ALCIVAN COSTA

FIDEL NUNES Da Redação

A

s chuvas registradas nos últimos dias em Mossoró têm causado insegurança e preocupação a várias famílias. Perda de sofá, geladeiras, roupas, eletrônicos e eletrodomésticos é comum durante os períodos de muita chuva seguidos de inundações. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil do município estão trabalhando praticamente em parceria para impedir que danos maiores aconteçam as famílias que moram em zona de risco. Desde o dia 18 deste mês, quando as chuvas começaram a acontecer com intensidade, os Bombeiros e Defesa Civil estão se preparando para enfrentar situações de perigo ou que tragam risco para populares. Conforme o major Franklin Araújo, responsável pelo Batalhão do Corpo de Bombeiros de Mossoró, os bairros mais afetados com as constantes chuvas são Ilha de Santa Luzia, Alto de São Manoel,Alto da Conceição, Belo Horizonte e demais bairros que são próximos à margem do rio Mossoró.

C MAP

Apesar de não estar próximo ao rio, os bairros Quixabeirinha, Planalto 13 de Maio, conjunto Alto da Pelonha e Abolição também registraram alagamentos, alguns que fizeram pessoas mudarem provisoriamente de endereço. No conjunto Alto da Pelonha diversas casas já apresentam rachaduras e algumas já caíram. O Corpo de Bombeiros visitou o local e interditou algumas residências, inclusive uma que desabou durante a chuva do fim de semana passado. "Quando a interdição acontece em alguma residência não podemos obrigar a pessoa a sair do local, até porque algumas famílias não têm para onde ir,ou não querem ficar nos abrigos escolhidos pela prefeitura. A gente tenta fazer um trabalho de conscientização e tenta convencer as pessoas a deixarem o local, mas se ela não quiser sair não dá para obrigar", relata o major Franklin. Já em relação aos estabelecimentos comerciais que estão com a estrutura comprometida, major Franklin revela que os Bombeiros usam o seu poder de polícia e interditam o local. Ele explica

Ruas alagadas em vários trechos refletem os efeitos das chuvas

que muitas casas e edifícios estão localizadas em áreas de risco e para apresentar problemas é questão de tempo. "Segundo um levantamento da Defesa Civil, cerca de 18 mil pessoas vivem em áreas de risco e podem ser atingidas pelas fortes

chuvas.Já temos essas áreas mapeadas mesmo antes das chuvas terem sido iniciadas", comenta. Na Rua Artur Pereira de Araújo,no bairro Quixabeirinha, várias famílias tiveram que se mudar provisoriamente em decorrência

das constantes chuvas. As águas formaram lagos e invadiram diversas casas. Quem mora na região ribeirinha do Alto da Conceição teme que as chuvas continuem. Como as casas são próximas do rio Mossoró,elas são as primeiras a serem

alagadas com o aumento do nível do rio.Só este mês choveu mais de 200 mm em Mossoró. Após as constantes chuvas, o morador do conjunto Alto da Pelonha, Fabiano Andrade, teve a casa interditada pela Defesa Civil.


Gazeta do Oeste 7

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Mossoró

struturais na cidade

ALCIVAN COSTA

ALCIVAN COSTA

ALCIVAN COSTA

De acordo com Edward Smith, coordenador da Defesa Civil Municipal, já foram realizados mais de 50 atendimentos

Equipe da Defesa Civil do município já interditou várias casas no loteamento Alto da Pelonha

Fabiano Andrade teve casa invadida pela chuva e perdeu vários móveis WILSON MORENO

EDNILTO NEVES

Quem mora na região ribeirinha do Alto da Conceição teme que as chuvas continuem

Ele conta que perdeu geladeira, rack e alguns eletrodomésticos. A invasão da água na casa rachou as paredes, inun-

C MAP

dou o muro e o jardim, deixando a casa inabitável. "A gente que mora aqui já não tem muita coisa e o pouco que tem a água leva.

Plano de Contingência Municipal já está em andamento

Casas alagadas pela chuva são imagens constantes nesse período chuvoso

Os móveis que sobraram guardei na casa de uns parentes e estou me virando para dormir. As casas são pequenas e ficam lotadas

nesse período, pois assim como eu outras pessoas também precisaram sair de casa.A situação aqui é bem complicada", desabafa.

Desde a segunda quinzena do mês, o Plano de Contingência Municipal está ativado. Os equipamentos do município como Centro do Idoso e os locais utilizados pela assistência social (CRAS, Casa de abrigo) serão utilizados para abrigar as famílias que precisarem sair de suas residências. As escolas também podem servir de abrigo para as pessoas que ficarem com as casas inundadas. De acordo com Edward Smith, coordenador da Defesa Civil Municipal, já foram realizados mais de 50 atendimentos,aproximadamente, e várias famílias foram desalojadas, ou seja,

deixaram suas residências para morarem provisoriamente nas casas de amigos ou parentes. O Plano de Contingência Municipal é norteado por uma Lei Federal - Plano Nacional de Defesa Civil - e, dentro desse Plano foram criadas algumas inovações. O coordenador da Defesa Civil avisa que está sendo realizado um trabalho de prevenção e de monitoramento em áreas de risco. "Estamos trabalhando na assistência e prevenção. À medida que as chuvas se intensificarem a população será retirada do local sem prejuízo material e de deslocamento", afirma.


8 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Especial EDUCADORES ENFRENTAM INÚMERAS DIFICULDADES QUE OS FAZEM REPENSAR A FUNÇÃO, MAS PERMANECEM EM SALA PELA

educação

VONTADE DE TRANSMITIR CONHECIMENTO

DESAFIOS DA

E MODIFICAR REALIDADES

DIMINUEM INTERESSE LUCIANA ARAÚJO Da Redação

U

ma pesquisa realizada pela Fundação Victor Civita (FVC) em parceria com a Fundação Carlos Chagas (FCC) em 2009 revelou que apenas 2% dos jovens do terceiro ano do ensino médio objetivam cursar Pedagogia ou alguma licenciatura. O coordenador regional do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Rio Grande do Norte (SINTE RN), Rômulo Arnaud, comenta que a diminuição no número de estudantes que se interessam pelos cursos de licenciatura é uma realidade nacional. Outro dado preocupante apontado por ele é que, dos alunos que realmente concluem uma graduação na área,pouquíssimos vão, de fato, para as salas de aula. Isso gerou um déficit de 250 mil professores nas escolas do país. As áreas mais carentes são: Química, Física, Biologia, Matemática e Inglês. Para se ter uma noção da seriedade do assunto, Arnaud menciona um fato recente no RN. Segundo ele, na última convocação do concurso para professores do Estado em determinados polos havia vagas, mas não existiam candidatos para assumir. O coordenador do Sinte menciona que desde a realização do concurso do Estado em 2011, o governo chamou 3.600 profissionais. No entanto, o Sindicato estima que 25% desse total não assumiram as funções. Além disso, ele comenta ainda que há casos em que os professores assumem,mas desistem do ofício após a primeira se-

mana de docência. Influenciados por fatores como baixa remuneração,desvalorização da profissão e falta de condições apropriadas de trabalho, entre outros,os futuros profissionais optam por outro caminho e fogem dessa realidade difícil de ser encarada até por quem já exerce a profissão. De acordo com o coordenador regional do Sinte, os professores ganham cerca de 30% a 40% a menos que os demais profissionais com a mesma qualificação. Por causa da baixa remuneração, muitos são obrigados a possuir dois ou até três vínculos empregatícios. Camila Santos, professora de Ciências e Biologia, é um exemplo,entre tantos, de docente com dois vínculos, ambos pelo Estado. Em uma das escolas que trabalha, já leciona há sete anos,na outra,tem seis meses de atividades. São 15 turmas do sexto ao nono ano e um total de 50 horas de trabalho dentro de sala - somando a carga horária das duas instituições -,além de dez horas de trabalho em casa.Isso na teoria,pois,de acordo com Camila Santos, quando chega em casa ainda precisa fazer planejamento, corrigir provas, atividades que levam mais tempo. No ano passado chegou a lecionar em cinco escolas. Rômulo Arnaud cita as condições de trabalho, falta estrutura adequada para o ensino. O excesso de alunos em sala de aula é outro fator apontado por ele para que os jovens estudantes não optem pela docência. Os docentes também estão entre os profissionais que mais enfrentam proble-

A I C N Ê C O D PELA WILSON MORENO

Falta de estrutura das escolas é outro fator que contribui para o desânimos dos possíveis docentes

mas de saúde, entre eles, questões relacionadas à garganta e às cordas vocais, e a Síndrome de Burnout. Também conhecida como 'Doença do professor', trata-se de um problema decorrente do estado de tensão emocional. Os prejuízos afetam todos, alunos e professores, como menciona Arnaud. Outro fator que concorre para o déficit de professores em sala de aula é a readaptação de função.São casos em que os profissionais, por problemas, em geral de saúde, deixam as salas de aula,por falta de condições de ensinar, e são transferidos para outras atribuições. Após passar 20 anos em sala de aula, o professor de Geografia, Edwar Duarte, está, há três anos, readap-

tado. Atualmente, ele está à disposição do Sindicato. "A nossa função de professor é a função que mais tem profissionais doentes",afirma. "De tanto falar, eu adquiri um calo nas cordas vocais que provoca em mim uma tosse alérgica. O próprio giz, a própria tinta do pincel, isso me provoca uma tosse tão grande que às vezes os alunos diziam: "Professor, pare". Aí eu parava, tossia até cansar", lembra o docente. Edwar Duarte buscou ajuda especializada para o problema, foi ao médico e passou mais de um ano fazendo um tratamento. "Pela medicação que ele passou para mim, talvez o meu salário não desse para fazer. Eu dei graças a Deus o Sindicato me cha-

mar", afirma. "Hoje se eu saísse do Sindicato para voltar para a escola, eu não sei se eu teria condições de dar aula", ressalta. Como se não bastasse, a violência é outra problemática enfrentada pelos docentes. De acordo com Rômulo Arnaud, um estudo realizado há algum tempo mostra que os docentes compõem a terceira categoria em grau de periculosidade. A situação é tão crítica, que os profissionais chegam a temer irem para o trabalho. "Eu tenho medo de escrever no quadro e alguém atirar alguma coisa em mim ou estar armado e criar uma confusão como já aconteceram brigas entre alunos dentro da escola o professor quase foi acerta-

do",afirma Camila Santos. "E nós que trabalhamos em escolas de periferia,nós lutamos com alunos viciados em drogas. Eu já tive alunos que eram considerados aviõezinhos,levavam droga para dentro da sala de aula e traziam", comenta Edwar Duarte. "A estrutura física dos colégios também deixa a desejar, a questão da valorização da educação, de uma forma geral, começa pela sociedade, chega ao aluno, que hoje em dia não quer, não tem mais incentivo de aprender", diz Camila Santos, citando a concorrência que a educação enfrenta com uma série de dispositivos midiáticos,que atraem mais a atenção dos alunos e toma o tempo e a vontade de estudar.


Gazeta do Oeste 9

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Especial WILSON MORENO

Salas de aulas lotadas dificultam a realização de um bom trabalho educacional

WILSON MORENO

Problemas estruturais em escola da rede pública causam transtornos durante a chuva

Distância entre família e escola Vocação mantém professores em sala ALCIVAN COSTA

EDNILTO NEVES

Outro fator que sobrecarrega e desestimula os docentes é a distância que a família mantém das escolas. De acordo com a pedagoga e, atualmente, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SINDISERPUM), Marilda Sousa, na rede pública, são poucos os pais que procuram a escola para acompanhar o desenvolvimento dos filhos. Ela comenta que há, claro, aqueles que têm essa preocupação. No entanto, eles não são maioria. A maior parte dos responsáveis deixa as crianças nas instituições de ensino, sobretudo, nas Unidades de Educação Infantil (UEI) e retorna na hora de pegar os filhos. Muitas vezes, até passam do horário da saída. A interação entre escola e família é fundamental. Por outro lado, a ausência de interação também sobrecarrega os professores e de vários modos, como explica Marilda Sousa. Do ponto de vista pedagógico, a alfabetização ocorre de modo mais lento. Além disso, como, muitas vezes,os pais não comparecem às UEIs para pegarem os filhos na hora certa, obrigam os professores, que, em boa parte,possuem mais de um vínculo, a permanecerem nas escolas por mais tempo. Quando isso não ocorre, eles acabam deixando ou-

tra pessoa em seus lugares, o que é uma responsabilidade muito grande, que contribui para elevar o nível de estresse. Isso tudo afasta os futuros discentes das salas de aula. Esse desânimo por parte dos futuros profissionais já é perceptível mesmo no ensino fundamental menor. Até porque, como argumenta Marilda Sousa, com a implantação dos berçários nas Unidades de Educação Infantil (UEIs) muita coisa mudou e alguns responsáveis pelos alunos tratam os professores como babás,quando a função dos discentes não é essa."A menina está na faculdade, cheia de sonhos para ensinar e vai para o estágio, vê essa realidade e se afasta", comenta Marilda, acrescentando que o governo e a sociedade como um todo precisam avaliar as funções extras atribuídas aos professores. De acordo com Marilda Sousa, a forma como o novo modelo foi colocado é um desafio a mais para os professores, porém, não há estrutura física e nem financeira para desenvolvê-lo. Os profissionais de educação das UEIs assumiram a função de mãe, psicóloga, babá e professora, ou seja, as funções quadruplicaram, mas o salário não e não se mostra atrativo. A exemplo de muitos outros problemas da edu-

Marilda Sousa fala da importância da interação

cação, esse é um dos que se reflete com mais força na rede pública. A pedagoga Luana Rodrigues sabe bem disso. Ela lecionou, através de contrato, por um ano e meio na rede pública e hoje trabalha em um colégio particular."É diferente,bastante diferente", afirma. "Os pais das escolas particulares eles são mais presentes. Eles se envolvem mais com a educação dos filhos, eles têm um interesse maior em acompanhar, em dar o apoio necessário e já na escola pública a gente não vê isso tão forte. Existem pais que acompanham sim, mas existem aqueles casos que, realmente, a falta de estrutura familiar acaba causando essa dificuldade", acrescenta.

Apesar de tantos desafios, homens e mulheres motivados pelo objetivo de transmitir conhecimento permanecem em sala de aula. "Eu acho que é o sonho. O que mais motiva é sentir que está passando conhecimento", resume Rômulo Arnaud. Quando isso não ocorre, no entanto, os profissionais se deparam com um novo desafio.Para Arnaud, a sensação de não fazer a diferença pode ser a principal causa do estresse enfrentado pelos docentes e essa sensação decorre da falta de condições e de estrutura, além da constatação de contarem com uma grade curricular que não desperta o interesse dos alunos. Mesmo triste com a realidade profissional, Camila Santos também não se arrependeu de optar pela docência. "Não me arrependi, agora se fosse para fazer novamente, eu não sei se eu faria", revela. Porém, essas reflexões não lhe tiram o prazer de ensinar. "Eu gosto muito da sala de aula.Eu gosto de ensinar, eu gosto de transmitir conhecimento. Mesmo que eu saiba que tem dez alunos ali que querem aprender e os outros não estão nem aí. Mas mesmo assim, ainda é por isso que a gente ensina",conta,acrescentando que, mesmo quando apenas uma mino-

ALCIVAN COSTA

Pedro Torres reconhece valor dos seus mestres

Rômulo Arnaud fala sobre as razões para continuar em sala

ria desenvolva o interesse pela educação, o esforço é compensado. Pedro Henrique Torres, 14, aluno do nono ano, é um dos que faz os esforços valerem a pena. Consciente de que a educação pode transformar vidas, ele pensa em concluir uma graduação e ir mais longe do que os seus pais conseguiram. "Realmente, é muito importante,porque,como minha mãe diz, se eu não estudar, não vou ser ninguém", afirma. Pedro também sabe o valor que tem um professor. "Para mim, o meu sentimento é de que é um dos profissionais mais importantes", reconhece. "Eu acho um profissional importante, porque ele educa as

pessoas.Um prefeito já passou por um professor", acrescenta. Mas o estudante também sabe que a docência não recebe o devido valor. "Pena que é desvalorizado", comenta. Para Marilda Sousa, a resposta para a permanência desses profissionais no exercício da docência está nos primeiros anos do aprendizado e só quem tem vivência em sala de aula é capaz de responder essa pergunta. "Não tem nada mais gratificante que você perceber o brilho no olhar de uma criança,quando ela começa a perceber as palavras",diz ela."É indescritível. É como se a criança estivesse vendo o mundo pela primeira vez", complementa. Continua na pág. 10


10 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Especial

Projeto desenvolvido na rede privada aproxima pais da escola U

m projeto simples e inovador, desenvolvido em um dos colégios em Mossoró, tende a contribuir com a aproximação entre família e escola. A ideia inicial, como explica a pedagoga Luana Rodrigues, era inimizar os impactos da mudança na rotina das crianças que ingressam na vida escolar. Por isso, foram escolhidas as famílias de alunos novatos. "Foi um projeto de adaptação escolar das crianças, porque elas estão vindo cada vez mais cedo para a escola e os pais estão nos delegando essa função. Mas o que é que acontece? As crianças vêm de um ambiente familiar e para elas é o primeiro ambiente de convivência. Aí quando elas chegam à escola, elas têm um impacto muito grande, porque é um ambiente desconhecido, é um ambiente onde vai dividir a atenção dos colegas com a professora, vai dividir o brinquedo, vai ter uma rotina escolar", explica. Através do projeto, as professoras visitaram as crianças em casa, para que os novos alunos tivessem esse primeiro contato dentro do seu próprio ambiente. Como consequência, no entanto, surgiu uma abertura para a família. "Foi um sucesso. De início a gente estava um pouco temeroso com o projeto, achando que os pais não iriam se sentir à vontade, porque nós iríamos até a casa deles, mas depois nós percebemos que isso foi muito bom, porque, realmente, os pais também tiveram esse primeiro contato com a professora", conta Luana Rodrigues. Essa é, aliás, a proposta da escola, de uma parceria que permita aos responsáveis decidir, junto com a instituição, o melhor para se pensar no desenvolvimento da criança e, caso haja necessidade de um acompanhamento extracurricular, fazê-lo desde cedo. Mas mesmo na rede

privada, o papel da família acaba sendo delegado à escola. "Os pais eles têm muita dificuldade de dar o 'não' aos filhos e a gente sabe que o não ele deve ser dado na hora certa, com firmeza", diz Luana Rodrigues, acrescentando que essa função acaba sendo atribuída à escola. Para ela, o interessante é que os pais reconheçam o seu papel, ao invés de transferi-lo para a instituição de ensino. "A escola é isso, é uma construção diária, e nós precisamos dos pais acompanhando", ressalta a pedagoga, ciente de que nenhum dos dois terá êxito, agindo separadamente.

WILSON MORENO

Luana Rodrigues fala de resultados positivos alcançados com projeto de adaptação das crianças


Gazeta do Oeste 11

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Polícia O CÂMERA

Jovem tenta fugir de blitz e é flagrado com droga na Avenida Rio Branco

P

oliciais do Esquadrão Águia do Departamento Estadual de Trânsito (DPRE) prenderam no final da tarde de sexta-feira, 26, um jovem acusado de tráfico de drogas. O desempregado Alex Seven Siqueira de Souza,19 anos,residente na Rua

Petrônio Portela, no Abolição IV, em Mossoró, foi detido na Avenida Rio Branco,bairro Santo Antônio,durante uma barreira realizada pela polícia de trânsito. Segundo os policiais responsáveis pela prisão, Alex trafegava em uma motocicleta e quando percebeu a

blitz ficou nervoso e tentou voltar,mas foi seguido,abordado e preso em flagrante. Após a prisão, Alex foi conduzido para a Delegacia Especializada em Narcóticos (DENARC).Com ele os militares encontraram duas pedras de crack de tamanho médio, varias pedras meno-

res e dois celulares que, segundo o acusado, teria sido tomado de assalto. Na delegacia, Alex assumiu a responsabilidade pelo entorpecente e disse que era para seu consumo. Ele também confessou ter tomado um celular de assalto de uma pessoa no bairro Bom Jardim. FOTOS: O CÂMERA

Damião foi preso por ameaçar testemunhas em processo

Polícia de Assu prende acusado de homicídio na região

Alex Siqueira foi detido em flagrante por tráfico

Crack encontrado em poder de Alex pelos policiais

Menor é flagrada com mais 80 pedras de crack escondidas dentro da vagina

Uma equipe da Polícia Civil de Assu, sob o comando do delegado Emerson Valente, prendeu na manhã de quinta-feira, 25, Damião Campos da Silva, mais conhecido pelo apelido de "Cobra", por força de um mandado de prisão preventiva, expedido pela Justiça da comarca da cidade.Damião foi detido no bairro Dom Elizeu. Contra Damião pesa a suspeita de,juntamente com Francisco Fernandes Neto, mais conhecido pelo apelido de "Catatau", ter assassinado Genilson Clementino da Rocha, fato ocorrido no dia 26 de junho do ano passado, no bairro Parati 2000. Ainda em agosto do

Polícia prende trio suspeito de praticar assalto e fazer ameaças na casa de PM SÉRGIO COSTA/ PORTAL BO

DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL

Policiais civis da Delegacia Especializada de Narcóticos (DENARC) do Rio Grande do Norte deflagraram, logo nas primeiras horas da manhã de sexta-feira, 26, uma operação denominada Fotossíntese. O objetivo foi combater o tráfico de drogas na capital potiguar e dar cumprimento a 16 mandados de prisão, busca e apreensão expedidos pela Justiça. Quatro adultos foram detidos, sendo três mulheres e um homem e uma adolescente foi apreendida com mais de 80 pedras de crack escondidas na vagina. Segundo o delegado Ulisses de Souza, também foram encontradas uma certa quantidade de maconha não contabilizada, além de uma balança de precisão e outras 200 pedras de crack com os demais suspeitos. Os mandados de prisão foram cumpridos nas ruas Claudionor de Andrade e Travessa Claudinor Figueireido, no bairro Nova Descoberta. Cães farejadores da PM participaram da ação. "A operação foi desencadeada a partir de denúncias anônimas. Fizemos um trabalho de campo durante 15 dias on-

Pedras de crack estavam em uma embalagem plástica

de verificamos a veracidade das denúncias e após isso solicitamos os mandados de busca e apreensão junto à 9ª Vara Criminal de Natal", relatou o delegado. Para o delegado-geral da Polícia Civil, Fábio Rogério Silva, a ação é uma resposta às reivindicações dos moradores da localidade. "No sábado passado

nos reunimos com o conselho comunitário daquele bairro e vimos a necessidade de realizar ações repressivas e nos comprometemos em colocar a Polícia Civil na rua. Por isso iremos fazer operações constantes para tirar de circulação traficantes, homicidas e outros criminosos daquele local", ressaltou.

ano passado,"Cobra" foi detido durante a Operação Jellystone, porém foi posto em liberdade dias depois. A prisão preventiva de Damião foi solicitada porque ele é acusado de estar ameaçando testemunhas do processo que apura o homicídio de Genilson.Segundo foi denunciado à Justiça, Damião vem tentando intimidar as testemunhas para que mintam durante seus depoimentos em juízo, o que fez com que sua prisão fosse novamente decretada. Agora o suspeito deverá aguardar o processo preso até o seu julgamento pelo Tribunal do Júri da Comarca de Assu.

Policiais militares do 9º Batalhão conseguiram, na tarde de sexta-feira, 26, deter três suspeitos de terem invadido a casa do soldado J. Martins, realizado um arrastão e praticado atos de violência e terrorismo psicológico com a esposa do militar. Um dos jovens é menor de idade. Esse crime aconteceu na noite de terça-feira, 23, na Rua Vale do Pitimbu, no Planalto. No momento em que os bandidos entraram na casa, o policial militar estava de serviço no 9º Batalhão, por isso, apenas a esposa dele e a filha de um ano e oito meses estavam no local. Os assaltantes reviraram tudo dentro da residência até que encontraram uma farda do policial militar. A partir daí, eles iniciaram uma sessão de terrorismo psicológico contra a esposa do soldado, dizendo que iam esperar ele chegar para arrancar os dedos e depois matá-lo. Além disso, os suspeitos ainda rasgaram a farda do policial. Informações repassadas para a polícia dão conta que os jovens foram encontrados dentro de uma casa, na Rua Felipe Camarão, em Felipe Camarão. Eles foram identificados como

Dupla foi flagrada com parte dos objetos roubados

Wiliam Santos de Souza,18 anos, e Ítalo Santos de Araújo 19 anos. O terceiro detido é um adolescente. Os três, de acordo com a polícia, já foram presos várias vezes por assaltos, inclusive, os três foram re-

conhecidos pela esposa do policial vítima do assalto. Agora, a polícia tenta localizar o quarto jovem envolvido no crime. Parte do material roubado da casa do soldado J. Martins foi recuperada.


12 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Mossoró Impressionando Carlos Augusto impressionandonagazeta@gmail.com

EXPERIMENTE O MUNDO Você tem vontade de fazer intercâmbio na Inglaterra? Tem curiosidade de saber como seria o dia a dia estudando em uma escola na Terra da Rainha e morando em uma casa de família inglesa? Já ouviu falar da cidade de FOLKSTONE? Que tal aproveitar as férias de julho próximo para aprender ou aperfeiçoar seu inglês, enquanto vivencia outra cultura e conhece jovens de vários países? Criado especialmente para adolescentes entre 12 e 18 anos, mas que abrange pessoas de qualquer idade acima de 12 anos, o programa EUROTRIP 2013 une estudo em uma escola renomada em Folkstone Inglaterra (AES) e diversão em diversos destinos. O objetivo é proporcionar aprendizado ou aperfeiçoamento de outra língua, troca de informações culturais, novas amizades entre jovens de vários países e ainda excursões por locais inusitados, com muita diversão e segurança. Que inglês é o idioma mais importante todo mundo sabe e que a Inglaterra é o berço do inglês também. Então quer oportunidade melhor para aliar estudo e diversão? O CCAA Mossoró em parceria com a Cia. do Intercâmbio pode lhe proporcionar uma viagem que possivelmente será a viagem dos sonhos de seu filho. Razões para isso não vão faltar. O programa EUROTRIP 2013 inclui,além das aulas,eventos esportivos e sociais na escola, mais uma excursão de meio dia por semana e duas excursões de dia inteiro no final de semana, com visita a Paris e aos seus pontos turísticos mundialmente conhecidos, inclusive com visita à Eurodisney. Ficou interessado? Marca uma visita ao CCAA Mossoró pelo telefone 3314-1648 e seja você também um cidadão do mundo.

Para Ler

e pensar!

SOCIEDADE EM FOCO Caso Victor Hugo Deppman - A questão é tentar reduzir a violência ou atender a um desejo coletivo de vingança? Dias atrás, o estudante Victor Hugo Deppman, de 19 anos, aluno de Rádio e TV da Faculdade Cásper Líbero, foi assassinado com um tiro na cabeça em frente ao prédio que morava com a família em São Paulo. Victor não reagiu e mesmo assim o assaltante de 17 anos atirou à queima-roupa. Mais uma tragédia com armas de fogo, mais uma família em luto para vida toda. Só que,mais uma vez,uma parte da opinião pública e a grande imprensa transformaram a dor em gritaria pela redução da maioridade penal (de 18 para 16 anos). Antes de qualquer decisão, porém é bom que se entenda que antes de criminalizarmos a adolescência, é preciso que os direitos sociais, tais como, educação, saúde, moradia, lazer, segurança, entre outros, estejam assegurados para cada adolescente brasileiro. Somente assim poderemos ser de fato um país democrático, rico e com justiça social. É por isso que a gente tem que lutar. A cada crime brutal cometido por um adolescente, discutimos os efeitos da violência, mas não as suas causas. Discutimos como reprimir, não como prevenir. Isso não deixa de ser uma tática populista que desvia o foco das reais causas do problema. Enquanto o espírito linchador insistir que é preciso prender mais e por mais tempo nada disso vai mudar, muito menos melhorar. Não adianta atacar (como é costume de políticos oportunistas como aqui neste caso o governador Geraldo Alckmin-SP) os fins e as causas da violência. E, acima de tudo, não é possível legislar ou mudar leis com base na emoção. Estimular e melhorar a infraestrutura de medidas socioeducativas é o melhor caminho para tirar os jovens do mundo do crime. Para finalizar, concluo que a redução da maioridade penal tornaria mais caótico o já falido sistema carcerário brasileiro e aumentaria o número de reincidentes.Temos no Brasil mais de 527 mil presos e um déficit de pelo menos 181 mil vagas. Não precisamos nos aprofundar sobre a superlotação e as condições desumanas das cadeias brasileiras.É óbvio que um sistema desses é incapaz de recuperar alguém. A inclusão de adolescentes infratores nesse sistema não só tornaria mais caótico o sistema carcerário como tenderia a aumentar o número de reincidentes. Analisemos, pois, antes de tomar qualquer decisão precipitada no calor da emoção.

Quem diz que a melhor fase da vida é a infância é porque ainda não fez intercâmbio! Anônimo

RESSONÂNCIA MAGNÉTICA com Sérgio Chaves Ele é o dono do evento social que promete parar Mossoró próximo sábado, dia 4, às 22 horas: a Festa “Sérgio Chaves Celebration”. Celebrando a vida, a família, os amigos, a saúde; celebrando também 17 anos de colunismo social sério e fidelizado. Ele é Sérgio Chaves e convida você a se fazer presente no Garbos Recepções e Eventos para com amigos e convidados celebrar suas conquistas. Celebraremos, pois. Abaixo um raio-x do anfitrião.

>> Celebration: “Tudo era apenas uma brincadeira, que foi crescendo, crescendo, me absorvendo...”. Numa conversa com Paulo Pinto surgiu a ideia de comemorar o meu aniversário e, pronto, nasceu aí este evento. A primeira foi o “Sérgio Chaves 3.3”, quartafeira, 1o de abril de 1998,no Travessia, hoje Tenda, e não parei mais. No ano passado resolvi dar um upgrade ao evento e surgiu o “Sérgio Chaves Celebration”.Este ano comemoramos 15 anos destsa festa. Que venham mais 15, se Deus quiser. >> Um (a) mossoroense: o professor Vingt-un Rosado (in memoriam), o mecenas de nossa cultura. >> Um amigo em Mossoró:Graças a Deus são muitos, mas vou destacar dois: Aluísio Barros e Ivana Linhares. Amizade é sintonia, cumplicidade e companheirismo, com eles, vivo tudo isso intensamente. >> Um lugar para comer: Candidu’s, do Show Auto Mall, e o Restaurante Donaire, do Garbos Trade Hotel, aos sábados, com aquela feijoada maravilhosa. >> Uma forma de ganhar dinheiro: Trabalhando com algo que você gosta, com respeito e honestidade. >> Uma recordação: as férias passadas no Acari, terra do meu pai Iang Chaves, na Fazenda Ping’água. >> Uma vista: o mar de Tibau visto da varanda da casa dos amigos Fernando e Vera Rosado. >> Um programa: amigos, boa bebida, música de qualidade e uma lua cheia para iluminar. >> Uma dica da cidade: o Corredor Cultural, sempre... >> Um time: sou leão. Sou Baraúnas. >> Uma viagem: a próxima. >> Um programa de índio: filas. Em qualquer situação elas são estressantes. >> Uma cidade: Rio de Janeiro. Lindo e festeiro. >> Um sonho de presidente: solucionar o problema da seca no Nordeste. Na época do Brasil Colônia, já tinha relatos sobre esta calamidade que castiga o nosso povo e nada foi feito até hoje. A indústria da seca enriquece poucos e massacra muitos. >> Um Dejavú: a caravana passa e os cães ladram. >> Uma queixa sobre a cidade: o trânsito. Trafegar pelas ruas de Mossoró tem sido algo difícil. >> Uma grande festa: tenho que vender meu peixe... Sérgio Chaves Celebration, dia 4 de maio, às 22h, no Garbos Recepções & Eventos, com Kelly e Nida Lira,Orquestra Los Manos,Renata Falcão,André da Mata e Dayanne Nunes. >> Empreender em tempos de crise: ousar. Criar. Se reinventar... >> Melhor seria se a sociedade... tirasse um tempinho para se dedicar à filantropia. Trabalhos como os realizados pela Irmã Helen, que administra o Lar da Criança Pobre; pelo Amantino Câmara, que cuida com carinho de idosos; e a luta do dr. Cure de Medeiros e seus voluntários em apoio aos portadores de câncer merecem e precisam sempre do nosso apoio. >> Fiz e pesou na consciência: Nada. Minha consciência é tranquila, graças! >> Sérgio Chaves por Sérgio Chaves: Tento melhorar a cada dia. Não estou aqui a passeio e acho que o mundo sempre espera o melhor de cada um de nós. Não quero para o outro o que não quero para mim. Sou sensível, intenso, impetuoso, carinhoso, amigo dos amigos e muito família e a minha é o meu porto-seguro, meu alicerce. Acredito nas pessoas até que me provem o contrário. Sou grato pelas oportunidades que me chegam e apaixonado por Mossoró, que me abriu os braços há 20 anos.

Estirão SÓ NOS RESTA REZAR E APELAR PARA A SORTE... As mortes por acidentes de trânsito e as mutilações por esse mesmo motivo atingem, em nosso país, a mesma dimensão das tragédias dos territórios que se digladiam por questões politicas, econômicas, ideológicas, etc. Temos, sim, carros-bomba. Os assassinos ao volante possuem como maior aliada a própria legislação que com suas penas brandas não conseguem intimidar os que ingerem inconscientemente bebidas alcoólicas e se lançam nas ruas e nas estradas. Nestas, por sua vez, proliferam-se como moscas os cultivadores da direção perigosa... É A PELEJA DO DIABO COM O DONO DO CÉU. E POR FALAR NISSO... Vindo de Fortaleza esta semana percebi que as vaquinhas e os jumentinhos continuam passeando na praça, digo, nas BRs. Inclusive vimos um belo de um jumento atravessando a rodovia bem em frente à polícia estadual de Aracati. O policial percebeu? Não, na hora ele ocupado estava assistindo ao jogo de futebol na TV e devorando um belo de um sanduíche. Será que o sanduba era a base de carne de vaca, hein? Vai saber ... LET’S CELEBRATE? E amanhã, o Hotel VillaOeste estará promovendo um almoço em caráter especial com participação das comitivas do Sebrae, Prefeitura, Secretaria de Turismo do Estado, representantes do Polo Costa Branca, imprensa, além de outras autoridades. O almoço será em comemoração a conquista do MPE Brasil - Categoria Serviços de Turismo, importante premiação nacional concedida pela Fundação Nacional da Qualidade, Movimento Brasil Competitivo, Gerdau e Sebrae Nacional. Será comemorado também a outorga do Selo Turismo Melhor (Categoria Ouro) recebida pelo VillaOeste. Motivos para festejar não vão faltar neste encontro que promote ser memorável! É MOSSORÓ NA FITA... Nos bate-papos das mesas de bares e praça da alimentação do MWS,é dada como certa a vinda do Habib’s e do Burger King para Mossoró até meados de 2014. Quem viver verá!!! SUCESSO NAS RÁDIOS... O enredo pode até não agradar a todos, agora em sua reta final foi que a novela engrenou, mas a trilha sonora de Salve Jorge Internacional literalmente bombou.Final de semana não se encontrava em Fortaleza nem na versão pirata. TOM CAVALCANTE VEM AÍ... Michael Charles, o todo-poderoso da programação musical e direção da 95 FM, bateu o martelo e traz a Mossoró o novo show do humorista Tom Cavalcante. Quando? Dia 17 de maio, uma sexta-feira, no Dix-huit Rosado. E aí, vai perder? Depois não reclame que Mossoró não traz isso, não traz aquilo... QUEM TE VIU, QUEM TE VÊ Segundo o comentário de um funcionário do Consulado dos Estados Unidos no Rio, para cada oito vistos concedidos a brasileiros, um emprego é criado nos EUA. É nós na Fita. AGORA DUVIDO NEGAREM O VISTO!!! SALVE, SALVE, VALÉRIA ESCÓSSIA... E para quem gosta do que é bom, está aí bombando, no território livre da internet, a nova mania de Mossoró, o blog de notícias e entretenimento de Valéria Escossia. Notícias da hora com um imenso apelo fotográfico da melhor qualidade. Tudo com a categoria e a vivacidade de quem entende e muito do assunto. Eu leio e aprovo. E viva, Valéria! MALDITA INSÔNIA Infeliz do insone que tenta de forma vã passar o tempo e assistir a algum programa de qualidade nas madrugadas, na TV paga. O pobre coitado tem duas opções: um show de sacanagem, já que uma parte dos canais ditos “sérios” se transmutam em canais eróticos de quinta durante a madrugada, ou dar lances por joias e relógios de design e gosto - para dizer o mínimo - duvidoso nos programas de leilões. LEXOTAN JÁ!


Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Cidades

HOMENAGEM Editora: Kalidja Sibéria cidades@gazetadooeste.com.br

A Fapern entrega prêmio Mulher Cientista 2013

OPORTUNIDADE 2

Sebrae fomenta empreendedorismo no Agreste potiguar

Marinha abre 39 vagas para dentistas e apoio à saúde

5

Detran divulga cronograma de direção veicular do mês de maio

CEDIDA

N

atal - Localizada no Agreste do Rio Grande do Norte, a região do Trairi é reconhecida pela vocação para a pecuária, turismo de aventura e, recentemente, o turismo religioso devido à construção do Alto de Santa Rita de Cássia. Para capacitar e estimular a formalização de novos negócios, o Sebrae no Rio Grande do Norte, por meio do Escritório Regional do Trairi, tem realizado ações de fomento ao empreendedorismo nos 13 municípios que integram a região. Uma das iniciativas foi a Oficina Sebrae de Empreendedorismo (OSE), realizada durante esta semana em Senador Elói de Souza. A capacitação, que possui metodologia diferenciada e promove aprendizado nas áreas de mercado e gerenciamento, beneficia 213 empreendedores de cidades da região. Durante uma semana, os participantes recebem orientação acerca de gestão empreendedora, planejamento de negócios e suporte gerencial, além de ter a oportunidade de formalizar o negócio, por meio do Programa Empreendedor Individual. Em Senador Elói de Souza, a equipe realizou ação itinerante para formalização de Empreendedores Individuais, informando sobre os benefícios de ter um negócio legal . Oito proprietários de pequenos negócios foram formalizados. Além disso, foram proferidas 16 palestras gerenciais sobre temas de gestão e empreendedorismo e 100 visitas in company para orientação de donos de micro e pequenas empresas da cidade. Outra ação de estímulo ao empreendedorismo será promovida na re-

Durante esta semana, o Sebrae no Rio Grande do Norte realizou uma série de ações na região para capacitar empresários e estimular o empreendedorismo em várias cidades

gião. Uma turma do Empretec será formada no município de Santo Antônio e acontecerá no período de 13 a 18 de maio. Por isso, nesta sexta-feira (26), será realizado um seminário de lançamento do Empretec. O consultor Anderson Mauro apresentará a estrutura do Empretec a empresários do Agreste. O evento ocorrerá no auditório da Secretaria Municipal de Educação, às 19h, e reunirá empresários de Santo Antônio, Nova Cruz, Serrinha e Goianinha. De acordo com o gerente do escritório regional do Trairi, Leonel Pontes, as ações são parte de um trabalho gradual que vem sendo realizado nos muni-

cípios. "Como é um polo comercial da região, o município de Santo Antônio tem recebido diversas ações voltadas para o empreendedorismo, como o programa empresa viva realizado ano passado. Foi a partir daí que sensibilizamos os empresários para formar uma turma do Empretec", conta. Confecções Para facilitar o acesso de pequenas indústrias do setor de confecções ganharem mercado, também está sendo realizado, em Santa Cruz, o seminário 'Preparando Micro e Pequenas Empresas de Moda para Participação em Eventos'. Participam do evento, 25 pequenas

confecções da região. De acordo com a consultora do Sebrae-RN, Rosana Cohen, muitos empresários buscam o Sebrae para realizar a capacitação com vistas num desfile que será realizado no município. "Trouxemos neste workshop uma metodologia voltada para a parte técnica da produção de um desfile de moda. Trabalhamos desde a parte primordial do brainstorm até a inovação", explica. A facilitadora conta que o tema foi escolhido e discutido durante a capacitação. "Praticamente toda a produção do evento foi encaminhada, agora eles só precisam colocar em pratica", ratifica.

A força-tarefa voltada para a aplicação de provas de direção veicular desenvolvida pela Subcoordenadoria de Trânsito do Detran/RN vai ser continuada durante todo o mês de maio. O cronograma com as datas de realização dos testes contemplando17 municípios espalhados por todas as regiões do Estado foi divulgado na quinta-feira, 25. As equipes de peritos examinadores do Detran/RN passarão 20 dias atendendo a demanda reprimida de 18 centros de formação de condutores, onde os candidatos a adquirir a permissão legal para dirigir veículo automotor cumpriram carga horária com aulas práticas e teóricas de volante. Os alunos já foram considerados aptos no teste psicológico e na avaliação médica, necessitando apenas da aprovação no exame de direção veicular para terem direito à Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Segundo a subcoordenadora da Controladoria de Trânsito do Detran/RN, Márcia Marques, a estimativa desenvolvida pelo setor para o mês de maio é aplicar 5 mil testes somente no interior do RN. "Em abril concluímos 5.500 provas em 21 municípios e alguns deles estão novamente recebendo nossos técnicos, que pretendem com es-

se trabalho continuado zerar a demanda reprimida nessas localidades",contou. Outro ponto citado pela Subcoordenadora é no tocante à divulgação dos resultados das avaliações das provas de volante,que a partir desta semana passou a ser mais ágil, sendo disponibilizados no sistema do Detran/RN no dia útil seguinte a aplicação da prova.Neste caso,o candidato pode verificar seu desempenho diretamente no site da instituição, digitando o número do seu CPF no campo apropriado."Os resultados estão todos em dia, inclusive os dos exames realizados no dia de ontem já podem ser acessados na internet pelos candidatos",concluiu Márcia Marques. A direção geral do Detran/RN vem desenvolvendo esforços para equilibrar o processo de avaliações de direção veicular com a necessidade do público. Neste sentido, aumentou a quantidade de profissionais da instituição certificados no curso de Perito Examinador e ampliou o número de mutirões de teste realizados no interior,onde duas ou três cidades são contempladas simultaneamente com a presença das equipes técnicas do Órgão. Somente no primeiro trimestre deste ano foram realizados 25 mil exames de direção veicular no RN. CÉLIO DUARTE

Equipes de peritos do Detran/RN passarão 20 dias atendendo a demanda de 18 centros de formação de condutores


2 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Sociais

Alto-Oeste

“ ”

A gentileza é o hábito das almas boas

Soraya Vieira sorayavieira@altoestenet.com.br

A VIDA CONTA... DEPRESSÃO Dizes que sofres angústias Até mesmo quando em casa, Que a tua dor extravasa Nas cinzas da depressão. Que não suportas a vida, Nem te desgarras do tédio, O fantasma, em cujo assédio Afirma que tudo é vão. Perto da rua em que moras Há uma viúva esquecida, Guarda o avô quase sem vida E três filhinhos no lar; Doente, serve em hotel, Trabalha na rouparia. Busca o pão de cada dia, Sem tempo para chorar.

Claro que eu tenho depressão. Tive seis mulheres, nove filhos e dez netos. Se eu não tivesse depressão, teriam de me internar, porque eu seria um psicopata. Chico Anysio - Humorista brasileiro.

AGENDA CIDADÃ

Edvanilson com a esposa com o casal Ivan Sueldo e Rita

MOSSORÓ Sérgio Chaves Dia 4 de maio, Garbos Recepções e Eventos. "Sérgio Chaves Celebration". Os acessos estarão disponíveis desde quarta, 24, na Tressê (3317-4545), Maison Elegance (Centro, 3317-1106) e Carmen Steffens (West Shopping 3422-7121). Pau dos Ferros Dia 30 de abril, véspera de feriado Casa de shows Forró No Curral Forró da Pegação e André Luvi. UMARIZAL Umarizafest Confira a programação: Dia 10/05 - Saia Elétrica Dia 11/05 - Tuca Fernandes Dia 12/05 - Banda Grafith www.umarizalfest.com.br

Edvanilson com o Mobral e as respectivas esposas

Não longe triste mulher, Num cubículo apertado, Chora o esposo assassinado Que era guarda de armazém... Tem dois filhinhos de colo. Por enquanto, ainda não sabe O que deve fazer da existência. Espera pela assistência Dos que trabalham no bem.

Demoro a vê-la, o trabalho, os compromissos de família, porém o carinho e admiração não medem distância. Você é sempre estimada, Netinha

Um paralítico cego, Numa esteira de barbante, Implora mais adiante Quem lhe dê água a beber... Ninguém atende... Ele grita, Na penúria que o consome, Tem sede e febre, tem fome, Sobretudo quer morrer. Depressão? Alma querida, Se tens apenas tristeza, Se te sentes indefesa, Contra a mágoa e dissabor, Sai de ti mesma e auxilia Aos que mais sofrem na estrada. A depressão é curada Pelo trabalho do amor. Maria Dolores / Chico Xavier

DIRETRIZES DE SEGURANÇA

Edvanilson com Alef e Sueldo

Reinoldes com a família Buquê de flores com cheirinho de felicidades para o professor Honório Medeiros, e no Face a energia de amor de Micaela, Bárbaba e Diogo. Caro Honório, todos seus presentes atendem os desejos da alma e sua casa respira cultura e gentilezas, sim, estes são os verdadeiros tesouros e herança de uma família. Parabéns, querido!


Gazeta do Oeste 3

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Natal Rodrigo Loureiro rodrigo_sloureiro@hotmail.com twitter: @loureirorn site: www.rodrigoloureiro.com.br

Sociais FESTEJADA E a coluna esteve na segunda-feira passada no Versailles Tirol. Fomos prestigiar o aniversário da sempre elegante Anita Catalão Maia, esposa do senador José Agripino. Festa organizada pelas amigas sob a coordenação de Fátima Lapenda. Como todos os anos o evento foi beneficente, as convidadas levaram fraldas geriátricas e lençóis para serem doados a instituições de idosos. Destaque da noite para o filho, deputado federal Felipe Maia, que foi o "bendito o fruto entre as mulheres" nos parabéns para a eterna primeira-dama do Rio Grande do Norte.

FOTOS: KARENINE LAGO

Anitinha Maia com as amigas responsáveis pela festa

Anitinha Maia recebe o carinho de Elinor Alecrim

Anita com a Diúda Alves

Anitinha com Vilaine Gadelha Loureiro

Maria do Ó Dantas, Violeta Maia e Ana Maria Lopes Vila

Ednólia Melo, Anitinha e Marluce Arruda

Querida Denise Gaspar com Anitinha

Anita é recheio para governadora Rosalba e para blogueira Laurita Arruda

Deputado Felipe Maia, vereadora Eleika e Anitinha

Laurita Arruda, Lalinha Barros e Cláudia Regina

Jandyra Escóssia com a nora Viviane

Claro que fomos abraçar Anitinha Maia


4 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Cidades Federação da Agricultura do Nordeste trata de combate aos efeitos da seca CEDIDA

a quinta-feira passada, 25, os presidentes de Federações da Agricultura do Nordeste se reuniram, na sede da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), com o presidente Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado, senador Benedito Lira. Capitaneado pela presidente da CNA, senadora Kátia Abreu, a reunião tratou sobre ações de combate aos efeitos da seca, suspensão de execuções fiscais entre outros assuntos. De acordo com o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Norte (FAERN), José Álvares Vieira, a reunião foi proveitosa e terá efeitos práticos em breve. "Discutimos sobre a suspensão das execuções fiscais, as que estão em andamento e as que poderão entrar. Também pedimos ao senador uma cobrança maior com relação ao milho disponibilizado pelo Governo Federal para os estados nordestinos e os

N

seus produtores rurais",ressaltou Vieira. O presidente da Faern também falou sobre o crédito emergencial para os produtores do Nordeste atingidos pela seca."Esperamos um maior aporte em crédito emergencial para os nossos produtores rurais. Somente assim, com esse fôlego, é que os trabalhos poderão ser promovidos em suas propriedades",comentou José Vieira. ENTREGA DE DOCUMENTÁRIO Na reunião de quintafeira, o presidente da Faern entregou ao senador Benedito de Lira uma cópia do DVD Retratos da Seca, documentário produzido pela entidade em fevereiro,e que retrata o drama da seca no campo potiguar. "Ele nos comunicou que tentará passar o vídeo em uma audiência próxima. Com isso, esperamos que o nosso recado seja transmitido ao maior número de parlamentares e que ações concretas sejam tomadas para ame-

Federações de Agricultura do Nordeste debatem na CNA ações com o presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária

nizar os efeitos da estiagem", ressaltou Vieira. No dia 19 de abril, as sugestões da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) ao Plano Agrícola e Pecuário (PAP) para 2013/2014, que deve ser anunciado pelo governo no início de junho, foram debatidas em audiência na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA). Um dos objetivos é garantir R$ 850 milhões para o seguro rural,

mais do que o dobro dos recursos reservados para a safra 2012/2013, segundo informou a presidente da CNA, senadora Kátia Abreu. O presidente da CRA,senador Benedito de Lira, apoiou a proposta da CNA e ressaltou a gravidade da situação dos produtores nordestinos com a atual estiagem."Muito séria e merecedora de uma maior atenção por parte do Governo Federal", finalizou o senador.

Marco Montenegro presta contas da sua atuação como conselheiro Em vista da indicação pela governadora Rosalba Ciarlini do nome do geólogo Gilberto Jales para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas, assumindo a vaga aberta com a aposentadoria do conselheiro Alcimar Torquato, o conselheiro convocado por vacância, Marco Antônio de Moraes Rêgo Montenegro solicitou a palavra, na sessão plenária de quintafeira (25/04) para fazer uma prestação de contas do trabalho realizado pelo seu gabinete no período de 27/09/2011 a 24/04/2013. Ao longo deste tempo, o trabalho de análise e tramitação de processos que chegaram ao gabinete, inclusive apensados e documentos, totalizou 39.573, tendo dado saída para 37.746. Os processos que chegaram sem apensados e documentos somaram 10.258, sendo dada saída para 8.842. "Quando che-

guei ao gabinete, fiquei assustado com a quantidade de processos. Hoje, o conselheiro que está para chegar vai encontrar a pauta praticamente zerada", informou, agradecendo a equipe pelo profícuo trabalho realizado. O presidente do TCE, Paulo Roberto Alves, cumprimentou o conselheiro em vacância pelo excelente trabalho realizado, parabenizando pela ampla atividade realizada no gabinete na parte de tramitação processual, elogios que foram complementados pelo conselheiro Poti Júnior e pelo procurador-geral do Ministério Público de Contas, Luciano Ramos. "O MP registra o trabalho e dedicação do conselheiro neste período de substituição, assim como a sua equipe de trabalho", ressaltou. Com a ocupação da vaga de conselheiro, Marco Montenegro retorna ao cargo de Auditor do TCE. CEDIDA

Pequena empresária investe no sabor de uma fruta nativa do semiárido EDUARDO MENDONÇA

PASSOS JÚNIOR Quem é de Angicos certamente provou ou já ouviu falar no pelo. Uma fruta nativa da caatinga comumente encontrada em toda a região do semiárido. Exótica, essa fruta é proveniente da palma - Opuntia fícusindica - uma espécie de cacto nativo, que vem se transformando em matéria-prima para a produção de sorvete. A ideia partiu de uma pequena empresária do município de Angicos para fazer jus ao nome da empresa Sertão Gelado. A fábrica é uma das novas incubadas pela Incubadora Tecnológica e Multissetorial do Sertão do Cabugi, da Universidade Federal Rural do Semiárido do Campus de Angicos. "Temos como diferencial, a inovação de sabores aproveitando as frutas da região", afirma a proprietária da sorveteria Sertão Gelado, Kaline Cristine de Castro Felipe.Além das frutas mais comuns, como manga,caju,umbu e abacaxi, a novidade é o sorvete da fruta do pelo. "Iniciarmos por sugestão de um vizinho, aceitei o desafio e quem degustou aprovou a novidade",afirmou.Outros sabores regionais já foram testados com sucesso como: milho, tapioca e rapadura. A fruta do pelo remete a uma tradição antiga dos

moradores de Angicos que tinham o hábito de consumir a fruta in natura com açúcar. "Quem é de Angicos conhece o pelo e as muitas histórias envolvendo a fruta", disse Kaline, adiantando que "para reconhecer um angicano basta olhar embaixo da língua para vê se tem pelo, se tiver, não resta dúvida, é de Angicos". De sabor azedo, a fruta do pelo possui uma polpa carnuda que também pode ser utilizada na produção de geleias, mouses e recheios (caldas). O quilo chega a custar R$ 10,00. O preço alto é devido à dificuldade no beneficiamento. O fruto deve ser manipulado com cuidado uma vez que a sua casca possui muitos pontinhos cheios de minúsculos espinhos, os pelos, que penetram na pele. Para retirá-los se faz necessário o uso de uma pinça. Em toda a região Nordeste, a planta - palmatória ou forrageira - é utilizada como alimentação para os animais no período de seca. Em alguns Estados essa fruta é conhecida como Figo da Índia. EMPREENDEDORISMO O desejo de montar o próprio negócio motivou a pequena empresária a entrar no ramo da produção de sorvetes. Como acontece com a maioria dos pequenos empreendedores, as di-

Auditor Marco Montenegro presta contas de sua atuação como conselheiro convocado.

Prefeitura de Rafael Fernandes inaugura quadra de esportes

A fruta do pelo possui uma polpa carnuda que também pode ser utilizada na produção de geleias, mouses e recheios

ficuldades eram proporcionais a vontade de vencer. "Começamos produzindo picolés para vender na escola, para depois iniciar o sorvete", conta Kaline Castro. "Nem liquidificadores nós tínhamos e todos os primeiros equipamentos foram comprados de segunda mão", afirmou. A empreendedora lembra que teve a convicção de que estava no caminho certo ao participar em 2010,do curso Emprotec e,posteriormente, do Programa Agentes Locais de Inovação ALI, ambos pelo Sebrae. Kaline também participou de cursos promovidos por

empresas privadas fabricantes de maquinários para a produção de sorvete. "O crescimento com qualidade é a minha meta", afirma Kaline de Castro, que procurou a Ineagro Cabugi para aprimorar o seu produto e conquistar o mercado regional. Ela diz que os sorvetes do Sertão Gelado têm obtido boa aceitação e a fruta do pelo veio para ser o grande diferencial, além de levar o nome de Angicos para outras localidades. Atualmente, a empresa tem uma produção mensal de 750 litros de sorvetes e 6.500 picolés, nos mais diversos sabores.

A cidade de Rafael Fer- sábado, às 18h, na própria nandes vai receber, oficial- quadra de esportes. mente, mais Nicó Júum impornior destacou tante investique esta obra mento na é fruto de Convidamos a área dos esuma contraportes. A repartida do população a forma, ammu n i c í p i o pliação e que se somou participar deste modernizaa uma emenevento, que é um ção da Quada parlamendra de Estar da deputamomento para portes "Veda federal Fáprestação de contas reador Jatima Bezerra, mildo Ferque atendeu da Prefeitura de nandes Cosa um requerita" será enmento da enRafael Fernandes tregue pela tão vereadoPrefeitura ra, Lívia SoNicó Júnior aos rafaelennalle. ses. "Portanto,convidamos a O prefeito, Nicó Júnior, população a participar desao lado do vice-prefeito,Ra- te evento,que é um momenniere Viana, e demais auto- to para prestação de contas ridades municipais, reali- da Prefeitura de Rafael Ferzam a inauguração de mais nandes, para todos os seus esta obra na cidade. moradores", enfatizou, NiO evento acontece neste có Júnior.


Gazeta do Oeste 5

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Cidades Marinha abre 39 vagas para oficiais dentistas e apoio à saúde REPRODUÇÃO

Diretoria de Ensino da Marinha (DEnsM) publicou Edital, na quarta-feira, 24, referente ao Concurso Público para ingresso no Corpo de Saúde da Marinha (CSM). O período de inscrição começará na próxima segundafeira 29 de abril e se encerra em 22 de maio de 2013. O concurso prevê 20 vagas para o quadro de cirurgiões-dentistas, em diversas especialidades, e 19 vagas para o quadro de apoio à Saúde, destinadas a quem possui graduação em Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Nutrição e Psicologia. O certame é uma oportunidade para brasileiros natos, de ambos os sexos, com menos de 36 anos de idade e que tenham concluído o curso superior na área pretendida. As inscrições podem ser realizadas no site da DEnsM, www.ingressonamarinha.mar.mil.br, ou em um dos Postos de Inscrição da Marinha. Aqueles que forem classificados em todas as etapas do processo passarão por um Curso de Formação de Oficiais (CFO), com duração de 39 semanas, no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk

A

As inscrições podem ser realizadas no site da DEnsM, www.ingresson amarinha.mar. mil.br, ou em um dos Postos de Inscrição da Marinha

Turismo, Cultura e Lazer Liszt Madruga lisztmadruga@hotmail.com jornalistalisztmadruga@hotmail.com

BOLSA DE TURISMO III A Secretaria de Turismo de Natal vai liderar esta iniciativa e contará com a adesão dos municípios como forma de movimentar sua economia. Também serão buscados apoios das entidades empresariais, como a Fecomércio, Federação das Indústrias, Federação das Câmaras de Diretores Lojistas do RN, Associações Comerciais, Associação dos Supermercados do RN,Associação dos Shoppings Center, entre outros parceiros.

Renato Fernandes fala para o trade turístico potiguar na visita às obras da Arena das Dunas Marinha abre concurso de nível superior

(CIAW), localizado na Ilha das Enxadas, na cidade do Rio de Janeiro. Após aprovação no curso de formação, serão nomeados Oficiais da Marinha do Brasil, no posto de Primeiro-Tenente e passa-

rão a receber vencimentos de cerca de R$ 7.400,00, além de diversos benefícios, tais como alimentação, alojamento, auxílio-fardamento e assistência médica-odontológica, psicológica, social e religiosa.

SERVIÇO

Concurso Público de Admissão ao Corpo de Saúde da Marinha Total de vagas: 39 20 vagas para o Quadro de CirurgiõesDentistas nas seguintes especialidades: (02) Cirurgia e Traumatologia Buco-MaxiloFacial, (04) Dentística, (02) Endodontia, (01) Implantodontia, (02) Odontopediatria (02) Ortodontia, (01) Patologia Bucal e (01) Estomatologia, (02) Periodontia, (02) Prótese Dentária e (02) Radiologia. 19 vagas para o Apoio à Saúde nas seguintes profissões: (06) Enfermagem, (06) Farmácia, (01) Fisioterapia, (02) Fonoaudiologia, (02) Nutrição e (02) Psicologia. Valor de cada inscrição: R$ 45,00 Data da prova: a ser definida Informações: www.ingressonamarinha.mar.mil.br ou (21) 2104-6006

ARENA DAS DUNAS Por solicitação de Fernando Bezerril feita na reunião do Conselho Estadual do Turismo - CONETUR, o trade turístico potiguar visitou as obras do Estádio Arena das Dunas. O presidente e secretário estadual de Turismo, Renato Fernandes, recebeu o trade que ficou encantado com o andamento das obras. "A Arena das Dunas será um monumental atrativo do turismo de Natal e do Rio Grande do Norte", destacou George Gosson, da Câmara Empresarial do Turismo da Fecomércio. ARENA DAS DUNAS II Renato Fernandes ressaltou a importância do legado deixado durante a Copa e após o evento. "Sejamos multiplicadores dos resultados que esta Copa do Mundo de Futebol trará a Natal e ao Estado, com os ganhos imateriais,com capacitação profissional, e sobretudo via PRONATEC - Programa Federal de capacitação coordenado pela Setur". ARENA DAS DUNAS III O gerente de marketing do Consórcio da Arena das Dunas, Artur Couto, projetou a maquete eletrônica do estádio, apresentou números, escutou sugestões e sanou dúvidas de hoteleiros e jornalistas presentes. A intenção do trade turístico foi a de propor atrativos turísticos na área interna da Arena, com lojas de artesanato, exposições culturais e eventos de negócios. Segundo Artur, o Arena das Dunas comportará pequeno anfiteatro para 250 lugares,23 quiosques para alimentos e bebidas,praça externa com 20 mil m2 para eventos variados e previsão de 29 lojas no lugar de 10 mil assentos que serão retirados após os jogos da Copa, diminuindo a capacidade de 42 mil (para atender exigência da Fifa) para 32 mil lugares. BOLSA DE TURISMO O secretário de Turismo de Natal, Fernando Bezerril, se reuniu com secretários de Turismo da Região Metropolitana da Grande Natal para apresentar o projeto da BONTURN (Bolsa de Oportunidades de Turismo e Desenvolvimento Econômico). O consultor de turismo, Carlos Sodré, mostrou os objetivos do evento, que é atrair 500 potenciais investidores, micros e pequenos empresários locais e de outros Estados e até do exterior para conhecer as oportunidades de negócios da região metropolitana. BOLSA DE TURISMO II Bezerril disse que o evento será inserido dentro da programação "Natal em Natal", e é uma oportunidade para que os empresários e empreendedores das cidades que formam a Grande Natal (e outros municípios interessados) possam mostrar suas empresas com seus produtos e capacidade de desenvolver, e crescer nas suas atividades.

BOLSA DE TURISMO IV Participaram da reunião os secretários de Turismo de Parnamirim,Laizomar Wanderley da Silva;secretário de Turismo e Cultura de Macaíba, José Roberto Medeiros; secretário de Turismo de Ceará-Mirim,Fernando Lessa; secretário-adjunto de Turismo de Extremoz, Sávio Domingos; além do executivo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do RN, Otomar Lopes Cardoso Júnior; e o chefe de gabinete da Seturde, Marcelo Alvim. FECOMÉRCIO CBCPAVE O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Peças e Acessórios para Veículos do Rio Grande do Norte, e vice-presidente da Fecomércio RN, Itamar Manso Maciel Júnior, foi empossado membro da Câmara Brasileira do Comércio de Peças e Acessórios para Veículos (CBCPAVE) uma das 11 Câmaras Brasileiras de Comércio da Confederação Nacional do Comércio (CNC). A solenidade foi na sede da CNC, Rio de Janeiro. CEAMO EM NATAL O final de semana foi de descobertas para os alunos do 4º ano do ensino fundamental do Ceamo. Eles participarão de aula de campo na capital do Estado, com visitas programadas a diversos pontos turísticos, históricos e culturais de Natal. "Foram dois dias de intensa produção de conhecimentos para nossos estudantes, sob a orientação dos nossos professores", disse Fabíola Vale, diretora da escola. CEAMO EM NATAL II O roteiro da aula incluiu visita ao Pico do Cabugi, região central do RN; e em Natal, os estudantes conheceram o Forte dos Reis Magos, a Praça André de Albuquerque, a Catedral Metropolitana, o Palácio Potengi e o Centro de Artesanato, a trilha no Parque das Dunas e uma parada no Planetário de Parnamirim e o município de Santa Cruz, onde está edificada a estátua de Santa Rita de Cássia, uma das maiores do mundo. TURISMO RELIGIOSO A prefeita de Santa Cruz, Fernanda Farias (PMDB), foi recebida pelo presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, em Brasília, que reafirmou o apoio dele ao projeto de construção de um teleférico ligando a matriz de Santa Rita,no centro da cidade, ao alto do monte onde foi erguida a estátua da padroeira do município, Santa Rita de Cássia. O local é um dos principais pontos de romaria do Rio Grande do Norte. TURISMO RELIGIOSO II O projeto do teleférico, em fase de elaboração, tramita no Ministério do Turismo e estimado entre R$ 10 e R$ 12 milhões. Os deputados João Maia (PR) e Tomba (PSB) participaram do encontro reforçando a importância do equipamento para alavancar o turismo religioso em Santa Cruz, e citaram a iniciativa da Prefeitura de Martins, no oeste potiguar, que elaborou projeto semelhante para o alto da serra.


6 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Cidade Interativa Cartão-Postal

AG? L&T

Praça Helena Lúcia Fernandes com vista para a igreja do Coração de Jesus em Umarizal CÉLIO DUARTE

CÉLIO DUARTE

Geildo Sales do Buxixo Restaurante e Pizzaria em Pau dos Ferros

CÉLIO DUAR TE

Kelly Pinheiro da empresa NEPROM em apodi e seu namorado Junior Rodrigues O casal Lindolácio e Monalisa Torquato com o filho Lauro da LL Equipadora em Pau dos Ferros

ARTE CÉLIO DU

CÉLIO DUARTE CÉLIO DUARTE

Prefeitura da Cidade de Riacho da Cruz Maria Bernadete Nunes Rego

O medico Flaubert Henrique da CLINICA MEDICA DR FLAUBERT HENRIQUE em Mossoró

Prefeito dr. Lucídio Jácome e espsosa Zilna, de Frutuoso Gomes CÉLIO DUAR TE

CÉLIO DUARTE

CEDIDA

Rivelino Câmara secretário de Finanças de Patu

Os irmãos Anízio da Pousada do Anízio e Marcos Produções de Pau dos Ferros

Parabéns a Gustavo Meira da Prime auto spa que aniversaria hoje ao lado a esposa Monalisa Escóssia


Gazeta do Oeste

Expressão

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

DANÇA EM FOCO Editor: Mário Gerson mario.gerson@folha.com.br

Mossoró se transforma em polo da dança por três dias

TRIBUTO Edy Lemos lança, no próximo dia 16 de maio, no Teatro Dix-huit Rosado, o seu novo disco, intitulado Tributo à voz

dy Lemos ficou conhecido não apenas por uma ou duas canções, mas por um trabalho desenvolvido a partir de muita persistência, coragem e força de vontade de um mossoroense que soube vencer o medo da chamada "cidade grande" e, logo depois, do mundo, da Europa e dos países mais distantes, como a África, por exemplo. Há mais de duas décadas morando em Portugal, sua segunda pátria, o cantor confessa que, em primeiro momento, se assustou com o novo lugar, mas foi, aos poucos, se adaptando. Sua vida se dividiu entre o país de origem e a nova pátria, a saudade da família e os novos amigos que chegavam, para ajudar ou mesmo para orientar o artista iniciante, mas com talento. Ele dividiu espaço com outros grandes cantores, fez história num momento em que o país estava saindo de uma ditadura. "Em 1974 eu cantei pela primeira vez no Kancela, quando ainda tinha uns 10 anos de idade. Ainda hoje tenho as fotografias daquele período. Minha mãe, à época, cantava nos Vesperal das Moças, no Caiçara.Aqui permaneci até a idade adulta,quando, logo depois, saí da Marinha para tentar a vida de artista e, logo a seguir, parti para Portugal", confessa, emocionado. Segundo ele, naquela época, no início de tudo, começou a cantar de maneira mais contínua. "Em 1983 fui a mais bela voz potiguar. Logo depois fui para a Marinha. Comecei a frequentar uma casa chamada New Cartier, em Recife. Eles me ouviram cantar e disseram que eu não seguisse a Marinha, mas a música. O dono da casa me ouviu e me convidou a cantar naquela casa. Até um dia, saí da Marinha, ainda quando era primeiro cabo. Abandonei a farda pela música. Tentei dar continuidade aos estudos - fiz até terceiro ano em Odontologia - e prossegui minha carreira musical. Decidi, então, a convite de Cauby Peixoto e Ângela Maria, ir para o Rio de Janeiro. Toda semana, ali havia um artista diferente. Cauby e Ângela me deram uma grande ajuda. Na época, não senti medo, pois já gostava de música e estava ciente do que queria. A música sempre fez parte da minha vida, desde pequeno e sempre foi

E

CONCURSO DE CONTOS 3

Cidade de Araçatuba com 6 inscrições abertas FOTOS: WILSON MORENO

Z O V À

o que realmente quis", declara. O Rio de Janeiro o espantou. Primeiro, encontrou sofrimento, mas também abraços. "Muito mais do que em Portugal, quando cheguei de maneira estranha. O dono da casa de show em Portugal era uma figura problemática. Só vim descobrir que fui em meio a um tráfico, muito tempo depois. Não sabia que tudo aquilo era uma fachada. Venci os problemas daquela época, hoje sou reconhecido em Portugal e em toda aquela região", fala, relembrando aqueles dias. Na casa de shows Asa Branca, no RJ, Edy Lemos enfrentou seus primeiros momentos de palco na grande cidade. "Cantei com grandes nomes, como Zeca, Pérola Negra, Cauby, Ângela e recebi muito apoio... eles me apoiaram muito, era outra casa, outro gênero, num período muito belo da cidade, em 1993. Fui para a TV Manchete, participei de duas telenovelas e de um filme de Chico Anysio. Fiz também participações na Band, Globo, onde participei do Chacrinha e do Bolinha, onde estive por alguns meses. Nesse tempo, surgiu a oportunidade de Portugal", explica. Lá, Edy Lemos fez carreira. "O dono de uma gravadora me ouviu e comecei, então, minha carreira, realmente, naquele país, onde, com a música, ganhei alguma coisa e, o melhor de tudo, ganhei reconhecimento das pessoas, durante as apresentações musicais,inclusive em festivais pela Europa", salienta. Quando gravou o primeiro LP, tudo melhorou. "Foi um sucesso total, à época, em 1989. Cheguei ao top da música portuguesa com a canção Conceição, nome de santa", frisa.

'CONCEIÇÃO, NOME DE SANTA' À época, quando a música estourou, ele esteve entre os vinte artistas da música portuguesa. "Foi uma música que sempre me deu grandes conquistas. Fiz shows em 89 países, mesmo naqueles em que não se falava o português, muita gente entendia o que eu estava cantando, quer dizer, entendiam o sentimento da música. Tive uma ótima experiência na África e em outros países onde me apresentei. Quando escrevi esta letra, estava passando por um momento de saudade imensa do meu país e da minha mãe. Então, falei para um amigo que gostaria de escrever algo sobre o assunto, mas que evidenciasse, também, o amor que eu sentia e sinto por minha mãe. Então, entre Lisboa e o Porto, no ônibus, escrevi a canção. Sempre tive portas abertas, em rádios e TVs. Fui um dos brasileiros que mais fizeram apresentações em programas de rádio e TV de Portugal", diz, destacando que teve experiências ótimas na região. Na África, um momento o marcou. "Uma mulher me parou e me disse que não sabia

bem o que eu estava cantando, mas sentia a emoção da música. Esse foi um dos momentos mais sublimes que senti em toda a minha carreira. Saí do camarim cantando e fui passando pelas pessoas. Muitas pessoas me abraçaram e isso me marcou", destaca o músico, frisando que neste show do próximo dia 16 fará uma mostra de suas principais canções, com um CD intitulado Tributo à voz. Na oportunidade, o músico também se apresentará ao lado de sua mãe. "O CD está muito bonito, e acredito que seja um dos meus melhores trabalhos, pois agrupei nele as principais canções de minha carreira", fala, emocionado. Entre um sorriso e outro, o compositor declara que escreve,sempre,nos momentos de folga."Gosto de parar um pouco no banheiro, no silêncio do lugar, e escrevo, penso, reflito. Naturalmente, é um lugar onde me tranco. Você fala, olha no espelho, para um pouco, decora o texto. Não há lugar melhor. Foi lá que eu escrevi muitas canções", diz.


2 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Expressão Colaborador

Questão de Prosa

Os precursores da grandeza econômica de Mossoró - 5

Confabulando

Francisco Obery Rodrigues - Cronista

Clauder Arcanjo - Professor

A

rém, chegaram a Mosso- Augusto Severo, aqui ró no começo do século 20. montaram, em prédio Um deles foi o Sr. Sebas- próprio, na Rua Cel. Gurtião Fernandes Gurgel, gel, uma loja de móveis que aqui se fixou, proce- sob a razão de "Paula & dente de Caraúbas, por Irmão". Na década de 30, volta de 1910/11. com o afastamento dos irEmpregou-se por algum mãos Francisco e Luiz, a tempo na firma Cunha da firma foi transformada Mota & Cia., porém, al- em sociedade anônima, guns anos depois instalou dela participando os seus uma loja de tecidos em so- filhos Álvaro e Alcides, ciedade com o Sr. Miguel ingressando ainda o Sr. Faustino do Monte, na Camilo Pereira de Paula, Rua Cel. Vicente Saboia. que assumiu a gerência. Logo apartaram a socieda- Alguns anos depois, Cade e o Sr. milo instaGurgel proslou uma fiseguiu com lial em Naa loja, abrintal, que mais do uma outarde transtra quase em formou em Camilo Porto frente, denomatriz, geminada "O Figueiredo veio de rando uma Palácio das separação Aracati, aqui Sedas", cuja entre os sógerência encios. instalando o seu tregou ao Sr. Outra firJoão Bruno comércio, tornando- ma surgida da Mota (cono começo se um dos mais nhecido por do século 20 Joca Brufoi a Casa famosos no). EntrePinto, com o exportadores tanto, o préramo de tecidio de dois dos, de prode produtos andares onpriedade de de funcionaRubens da va a casa de Silveira Pintecidos do Sr. Sebastião to e que, apesar de ele haGurgel, em consequência ver falecido há muitos do rigoroso inverno do ano anos, ainda sobrevive, dide 1924, desabou no dia 6 rigida por seu filho Hugo de junho daquele ano, po- Freire Pinto. rém não vitimando ninCamilo Porto Figueiguém e conseguindo ele redo veio de Aracati, aqui salvar o estoque de que dis- instalando o seu comérpunha. Reconstruído o pré- cio, tornando-se um dos dio, voltou a loja a funcio- mais famosos exportadonar, sendo desativada pa- res de produtos regionais. ra a instalação, em 2 de ja- Foi Intendente do munineiro de 1942, da Casa Ban- cípio de 1920 a 1922. cária S. Gurgel, que funcioLuiz Tavares Cavalnou até a década de 60 do canti, cearense de Misséculo passado. são, chegou à cidade em Os irmãos Francisco 1904. Em 1910, foi trabaCipriano e Luiz Teotônio lhar na firma dos seus pade Paula, vindos de Upa- rentes "Cavalcanti & Irnema, então município de mãos", da qual passou a

o iniciar o 5º capítulo deste estudo sobre os precursores da grandeza econômica de Mossoró, vou transcrever alguns vaticínios a respeito da predestinação da pequena vila que nascia com a Lei Provincial n° 87, de 27.10.1842. O historiador Manoel Ferreira Nobre (1824-1897), disse, já naquela época, em seu livro "Breve Notícia Sobre a Província do Rio Grande do Norte": "O comércio da cidade de Mossoró, de dia em dia, vai fazendo progresso espantoso." Por sua vez, o mossoroense Francisco Fausto de Medeiros (1861-1931), informa, logo no início do seu livro "História de Mossoró": "Hoje a cidade, em comércio, população e construção aumentou três ou quatro vezes mais. Os prédios nestas notas considerados como os primeiros, deixaram de ser, diante de bonitos palacetes que nesses últimos 20 anos têm se edificado, de custo de 80 ou mais contos." Já o consagrado historiador Luiz da Câmara Cascudo, em seu livro "Notas e Documentos para a História de Mossoró", no título "Os Negociantes", esclarece: "Em Mossoró o negociante foi, da segunda metade do século XIX em diante, o animador de todo o desenvolvimento local, a explicação do progresso da povoação, vila e cidade, tornando-se o centro poderoso de exportação, conhecido em todo o Brasil e núcleo irradiante do prestígio econômico para o Norte inteiro, especialmente o Nordeste". Alguns pioneiros, po-

ser sócio. Anos depois, instalou sua própria loja com o inusitado nome de "A 35", na Rua Cel. Vicente Saboia, da qual ainda me lembro. Nesse prédio passou a funcionar, alguns anos depois, o Banco de Mossoró. A 13.03.1907 e 12.05 do mesmo ano, foram instaladas as primeiras farmácias: a "Farmácia Rosado" e a "Farmácia Galvão", dos farmacêuticos Jerônimo Rosado Filho e João Galvão de Oliveira, respectivamente. Diversas outras pessoas oriundas de várias cidades se instalaram em Mossoró no começo do século passado e chegaram a ter muita influência na vida econômica, social e política da cidade. Entre elas cito ainda José Martins de Vasconcelos, poeta, que instalou uma tipografia e, em 15.09.1916, fundou o jornal "O Nordeste"; José Otávio Pereira Lima, que foi fotógrafo, montou depois uma livraria e, em 12.05.1926, fundou o jornal "Correio do Povo"; Tertuliano Ayres Dias, que foi também fotógrafo e instalou, após algum tempo, uma fundição. Há muitos outros que deixo de mencionar aqui para não alongar esta crônica. Cheguei a conhecer quase todos eles. Estas cinco crônicas constituíram uma breve e modesta contribuição para a história econômica de Mossoró. Para um estudo mais completo e fundamentado seria necessário escrever um livro, trabalho que não me atrevo a fazer, pois demandaria muito mais tempo e trabalho mais aprofundado.

Reminiscências

Um aplauso que custou prisão

... ontem, como era noite de chuva, resolvi ficar em casa. Embaixo dos lençóis, com uma porção de pensamentos no colo, a ruminar lembranças antigas, confabulando comigo mesmo. De início, veio-me, para bem junto da cama, a biografia que não tive. Revi as minhas escolhas, tracei alterações no meu passado já um pouco longínquo."Se eu tivesse cursado medicina, poderia ter...". A lembrança do meu pavor a dores e sangue espantou a minha primeira divagação. "Se optasse por ter morado no exterior..." - a saudade de casa, antes de pôr os pés na estrada, voltou a frear o meu sonho de êxodo. Pouco depois,após circunvagar a esmo por entre cubículos de reminiscências as mais variadas, pousei no terreno da avaliação pessoal: como eu me vejo, como me julgo... Oh, meu Deus!...Confesso, no entanto, que não reuni coragem para avançar muito à frente. Parei e, com receio do pior, me satisfiz com o silêncio. Altas horas, a casa roncava. Levantei-me, sacudi a cabeça, como a tentar me livrar das inquietações que nos atacam em noites chuvosas assim. Resolvi preparar um café fresquinho e, ao enfiar meus olhos por entre os vapores da caneca fumegante, fui puxado, pela gola do pijama, pelo "diabinho da metafísica". Como não sou afeito a colóquio filosófico, em especial em alta madrugada, desvencilhei-me de tão impiedosa aproximação, passando a me exibir pela sala, a cantar, em voz baixa, uma música das mais bregas que me viera à mente. Não sei por que sempre achei que o antídoto sobremodo eficaz para combater o vírus da "análise transcendental" é a breguice. Não me peçam explicações, não as saberia dar. Abri um livro que estava abandonado na prateleira da minha biblioteca. Era Machado de Assis. Com duas ou três páginas, o Bruxo já me jogou a poeira da mofa e da zombaria nos olhos. Se eram olhos de ressaca? Desconfio que não. Melhor, suspeito que não, pois nunca percebi neles a força e o perigo do mar quando revolto. Quis me zangar com o mestre de Dom Casmurro, não consegui. Pelo contrário, refeito do choque inicial, vime,capítulo depois,a confabular-lhe traquinices humanas. Rimos. Algumas vezes, à socapa. Outras, espocamos em frouxas gaitadas. Política, economia, educação, literatura... Tudo foi exposto no coradouro do motejo. Senti que tais gaitadas apresentavam-se ávidas por assaltar as bocas ressecadas, deixando nelas a marca do riso sem nenhuma pretensão maior, a não ser o afrouxamento dos cintos, a desopilarem o fígado, colhendo (ou plantando?) meio minuto de felicidade frugal. De repente, minha esposa levanta-se, abre a porta do quarto, a chamar por mim. - Filho!?... Calo a boca de Machado, enfiando-o, depressa, gaveta ao fundo. Recomponho-me para voltar ao leito, sem deixar marcas de tão ridícula confabulação na face. Lá fora, a chuva serenava. Aqui dentro, já sob as cobertas, flagrei um fino remoque nos lábios. Como a rir de tudo, principalmente de mim. ... Bom domingo.

Canto Poético

Wilson Bezerra de Moura - Professor emérito da Uern Um fato relacionado com a Revolução Constitucional de 1932, de São Paulo, teve influência em Mossoró, segundo relatou a edição de O Mossoroense de junho de 1976, ao fazer comentário sobre a coluna Mossoró no Passado e no livro Memória de um Jornalista Provinciano, de Lauro da Escóssia. Pois bem. Tudo ocorreu naqueles idos, quando da visita de um humorista de nome Waldomiro Lobo, político, vereador em Belo Horizonte, Minas Gerais. Ele era adepto da Revolução Constitucionalis-

ta de São Paulo, embora não tenha deixado transparecer em público sua admiração por esse movimento para justamente não levantar constrangimento, já que o governo atual repudiava o movimento. Mas não ficou incólume a decisão do humorista em não deixar transparecer admiração. É que num dado momento do espetáculo disse ao público presente que ia fazer um numero de admiração. Quem quisesse escrever num pedaço de papel uma frase ou palavra que ele adivinhava o escrito. Só que entre os espec-

tadores apareceu uma frase sobre a Revolução Constitucionalista, o suficiente para o circo pegar fogo. O viva a São Paulo atiçou os ânimos da plateia, que aplaudiu de pé com muitos vivas a São Paulo. Houve tremendas discussões envolvendo pessoas adeptas do governador e de seu chefe de polícia Café Filho, que, por sinal, viria ser presidente da República. O delegado de polícia José Rosa, que se encontrava na plateia do espetáculo, saiu do teatro no dia seguinte e foram presos os senhores João Marcelino,Francis-

co Queiróz, Joel Carvalho e o mesmo humorista. Recolhidos ao Pavilhão Superior da Cadeia Pública de Mossoró, responderam pelo tumulto causado pelo viva a São Paulo, numa época de grande efervescência política motivada pela Revolução Constitucionalista de 1932, que abalou a estrutura política nacional. A surpresa que o ato da pergunta causou foi motivada por Augusto da Escóssia, o Escossinha, que abalou a estrutura do Cine Glória da Rua João Pessoa, onde era realizada a peça humorística de Waldomiro Lobo.

O homem (Ode filosófica) O homem, conforme o sei, não é, segundo Julgam-no tantos outros semelhantes: - A forma exterior, corpo infecundo, A trama muscular, atos retumbantes; Os rompantes dum ser, Senhor do Mundo! Apenas e só, é, para ignorantes! - O homem, a meu ver, é, primeiramente, Do de Platão, diverso; e não será Como o homem de Descartes! Terá mente, É interior, é gênio, e pensará! - O homem é, a flux, o homem preeminente, Pensador, que, a meu ver, não passará! J. F. da Costa Rêgo Poeta


Gazeta do Oeste 3

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Expressão Mário

MOSSORÓ

mario.gerson@folha.com.br twitter: @Mariogerson

EM RITMO

DE DANÇA

EDNILTO NEVES

SAYONARA AMORIM Da Redação

M

a mostra surgiu da necessidade de fazer algo para incentivar a dança e com isso possibilitar a descoberta de novos talentos. "Em congressos de dança que participamos, em cidades como Natal, Fortaleza, São Luís, Recife, entre outras, observamos o resultado positivo de eventos desse tipo e daí surgiu a ideia de desenvolver esse trabalho aqui em Mossoró",ressaltou. Na primeira edição, a mostra aconteceu de forma modesta, porém, hoje

vem se consagrando entre os grandes eventos culturais de Mossoró. Fazendo parte do calendário oficial de eventos do município. PROGRAMAÇÃO A abertura oficial da 3º Mossoró Mostra Dança acontecerá às 10h de sábado, 27, na Praça Rodolfo Fernandes, com apresentação de uma coreografia de free style criada pelo coreógrafo Hykaroo Mendonça.Logo após, acontecerá um Flash Mob, que contará com a participação de bailarinos

dos grupos inscritos no evento. Os cursos oferecidos nesta edição, são o de ballet clássico com a bailarina internacional e artista global Áurea Figueiredo, natural do Rio de Janeiro, que hoje reside em São Paulo (SP) e professora do Conservatório Vila Lobos; e dança do ventre com Nuriel El Nur, bailarina internacional há quase 19 anos, natural de Goiânia (GO), já ministrou cursos no Egito e hoje é proprietária da Tuareg - Kasa do Oriente, em Natal (RN). Todos os cursos estão sendo ministrados no Clézia Barreto Studio de Dança. O de ballet clássico teve início ontem, 27, das 14h às 16h, e hoje as aulas acontecerão das 9h às 11h. O curso de dança do ventre acontece hoje, 28, das 14h às 17h. Cada curso custa R$ 60,00. Ainda hoje, 28, acontece na Praça do Memorial da Resistência de Mossoró, às 17h30, um aulão gratuito de dança de rua (free style), com Hykaroo Mendonça, professor de Educação Física, coreógrafo, bailarino e diretor da Gesto Cia. de Dança. MOSTRA INDEPENDENTE Na noite do dia 29, data em que se comemora o Dia Internacional da Dança,às 19h,no palco do Teatro Municipal Dix-huit Rosado acontecerá as apresentações dos grupos inscritos. Entre os participantes:grupos da cidade de Mossoró, Caraúbas, Natal e São Paulo. Cada grupo pode inscrever até duas coreografias, cada uma com duração de no máximo cinco minutos. A mostra constará de uma mistura de ritmos, com apresentações de dança popular, ballet clássico, street dance, jazz, dança do ventre, entre outros. As senhas estão sendo vendidas no teatro Municipal Dix-huit Rosado e no Clézia Barreto Studio de Dança ao preço de R$ 10,00 estudante e R$ 20,00 inteira.

UM GESTO DIFERENTE NA DANÇA Fundada pela bailarina e coreógrafa Clézia Barreto e hoje dirigida por Hykaroo Mendonça, a Gesto Cia. de Dança vem conseguindo destaque no cenário artístico. A Cia. já foi premiada em vários festivais de dança realizados em nível o nacional. A companhia idealizou e é responsável pela produção do Mossoró Mostra Dança. A Gesto Cia. de Dança é uma companhia natural de MossoróRN, criada em 1997. Desde a sua criação com um mesmo foco, ressaltar a dança. A Gesto Cia. de Dança com 16 anos de existência tem em seu currículo a realização e participação em grandes eventos

em Mossoró e no país pelo país. Na bagagem a companhia acumula a produção de espetáculos como: Mosaicos, Sete Pecados, Sem Sentido, Cartas de Amor, Tempo, Uma Nova Era, além de várias coreografias e suítes, são alguns dos trabalhos da Gesto. Além de participações em eventos como:Chuva de Bala no País de Mossoró,Auto da Liberdade,Oratório de Santa Luzia, todos incluídos no calendário cultural local. Também tem participação em eventos de renome nacional e internacional, como o Encontro de Dança Contemporânea do RN, Semana Maranhense de Dança, Festival de

Fundação Biblioteca Nacional (vinculada do Ministério da Cultura), que edita a Revista Machado de Assis - Literatura Brasileira em Tradução, em coedição com o Itaú Cultural, e parceria com a Imprensa Oficial do Estado de São Paulo e o Itamaraty, anuncia que estão abertas até 20 de maio de 2013 inscrições para o quarto número da publicação. Além de primeiros capítulos ou trechos de obras literárias de ficção e de criação poética, a nova convocatória está aberta para trechos de obras não ficcionais. Todos os trechos devem ser de obras brasileiras já lançadas no Brasil. O quarto número aceitará a inscrição de trechos de obras de literatura e humanidades, especialmente dos seguintes gêneros: romance, conto, poesia, crônica, livro-reportagem, ensaio literário, ensaio de ciências sociais e ensaio histórico. Os textos devem ser enviados já traduzidos ou para o inglês ou para o espanhol. O número será publicado no portal da revista. A cada edição são escolhidos 20 textos pelo Conselho Editorial da Machado de Assis.Trimestral em sua versão on-line e com dois números impressos por ano, a revista tem circulação internacional. O objetivo é difundir e estimular a publicação do livro brasileiro no exterior.

A

Cursos de ballet clássico e dança do ventre foram ministrados por professoras de Natal e São Paulo. Mostra Independente será amanhã

ossoró se transforma na cidade da dança por três dias com a intervenção de mais de 100 bailarinos locais e de cidades vizinhas que estão participando da terceira edição do Mossoró Mostra Dança. O evento foi aberto oficialmente ontem, 27, com uma concentração de todos os grupos em praça pública que participaram de um Flash Mob (apresentação coletiva de grupos de dança). Ontem também foram iniciadas oficinas de dança do ventre e ballet clássico. O ponto alto do 3º Mossoró Mostra Dança acontece amanhã, 29, com a realização da Mostra Independente de dança no Teatro Municipal Dixhuit Rosado. Nesta terceira edição do evento estão confirmadas as participações dos seguintes grupos: Dançart, de Caraúbas-RN; Grupo de Dança Augusto Escóssia da Escola de Artes, de Mossoró-RN; Grupo de Dança da Universidade do Rio Grande do Norte de Mossoró (GRUDUN/RN), Associação de Pais e Amigos dos excepcionais de Mossoró (APAE/RN), Grupo de Dança do Ponto de Cultura Escarcéu Mossoró-RN, Grupo Corpo em Cena de Mossoró-RN, Dançarte de Mossoró-RN, participação especial de Áurea Figueiredo(SP) e Nuriel El Nur (RN), além da apresentação Gesto Cia de Dança, idealizadora e produtora do evento. O 3º Mossoró Mostra Dança conta com o apoio da Prefeitura de Mossoró, do Studio de Dança Clézia Barreto onde serão realizadas as oficinas de dança do ventre e ballet clássico que serão ministrados pelas professoras Nuriel El Nur e Áurea Figueiredo, respectivamente. O evento é promovido pela Gesto Cia. de Dança, que tem à frente o bailarino Hykaroo Mendonça. Segundo Hykaroo, a ideia de criar

Gerson

Dança de Recife, Fendafor, este último com premiações de Melhor Grupo de Contemporâneo e Melhor Pesquisa Contemporânea.

ALDEIA DO SILÊNCIO Recebo, do escritor e amigo de cartas, Frei Betto,um exemplar de seu novo trabalho, intitulado Aldeia do Silêncio, publicado pela Rocco. Frei Betto é um intelectual que honra nosso país e, acima de tudo, nossas letras, além de seu engajamento nas causas sociais. Um escritor que, mesmo distante dos holofotes e das megaeditoras, tem feito a diferença no que diz respeito à boa literatura, difundindo não apenas bons textos, mas também boas ideias. E ideias, sabemos, são as coisas mais perigosas e boas que existem. Obrigado, Frei Betto. EDY LEMOS NA GAZETA Esta semana, o cantor Edy Lemos, que é mossoroense, mas reside, há mais de duas décadas, em Portugal, esteve na GAZETA, visitando a Redação e falando sobre sua carreira, composições famosas e sua vida de dedicação à arte musical. Edy Lemos fará show no próximo dia 16 de maio, no Teatro Dix-huit Rosado. REDE FERROVIÁRIA A Prefeitura Municipal de Mossoró está em campanha para arrecadar doações de itens que digam respeito à história da rede ferroviária da cidade. As pessoas interessadas em fazer doações podem procurar a Secretaria de Cultura do Município, no Centro Administrativo. Os itens certamente serão catalogados com os devidos créditos. Vale frisar que esta iniciativa faz parte de um importante momento cultural da cidade. O FILHO ETERNO O projeto Palco Giratório retorna hoje a Mosso-

ró com o espetáculo O Filho Eterno, a partir das 17h, no Dix-huit Rosado. Entrada franca, mas sob recomendação de, caso puder, doar um quilo de alimento não perecível. Nada mais justo. E vale a pena. Todos os espetáculos do Palco Giratório são de ótima qualidade. Qualidade garantida mesmo. LINGUÍSTICA Sendo lido, com entusiasmo, o livro Linguística, outra introdução, do professor doutor José Roberto Alves Barbosa, que vem a ser o mesmo Zé Roberto do Bom Jardim,meu professor há muitos anos, me ensinando,mesmo distante, acerca não apenas desta disciplina,mas da vida em geral, conselheiro que sempre foi dos amigos. A casa está sempre aberta para o café ou "chá da tarde", quando quiser aparecer, sem que para isso exista aviso prévio. Parabéns pelo livro. Uma boa contribuição à área. CARTAS DE SALINGER Uma série de cartas de autoria do romancista norte-americano J.D. Salinger recém-reveladas trazem à tona um lado desconhecido do recluso escritor, morto em 2010. Segundo informa a Folha de São Paulo. Elas foram escritas entre 1941 e 1943. As cartas foram adquiridas pela Morgan Library & Museum, de Nova York, e reveladas ao jornal The New York Times. A correspondência foi enviada a uma aspirante a escritora que vivia em Toronto, no Canadá, chamada Marjorie Sheard, que era leitora assídua dos contos publicados por Salinger em revistas americanas. As cartas foram vendidas a um museu.


4 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Nos Jardins

BETINHO ROSADO SEGUNDO

O subsecretário de Desenvolvimento Rural de Mossoró, Betinho Rosado Segundo, vem atuando em várias frentes através de atividades destinadas ao homem do campo. Nesta entrevista, ele fala das ações programadas pela prefeita Cláudia Regina para vencer os problemas advindos do longo período de estiagem em Mossoró, entre outros assuntos. GAZETA DO OESTE - Betinho, na verdade se desenhava uma estiagem muito prolongada e de repente chegaram as chuvas.Mas como é que estavam aquelas providências, tanto na estiagem e agora. Como foi esse processo? BETINHO ROSADO SEGUNDO - A Subsecretaria de Desenvolvimento Rural, orientada pela prefeita Cláudia Regina, desenvolveu um plano de enfrentamento à seca. Nós fizemos um plano que foi enviado para a Defesa Civil do Estado e posteriormente nós fomos a Brasília e levamos esse plano para o secretário Humberto, que é o secretário nacional da Defesa Civil, que contemplava ações de cesta básica, ações de cilagem, e a forragem para os animais, a manutenção dos nossos poços semiartesianos, nossos dessalinizadores e então esse plano nós enviamos e estamos esperando ainda o retorno. Tivemos agora posteriormente esses dias, esse momentos de chuva, veio a tão esperada chuva para o nosso município e agora contamos ainda com a resposta, como será realmente a ação, a ajuda que a Defesa Civil federal trará para Mossoró. Nós elaboramos também o nosso plano municipal, que eram as ações que a prefeitura iria, com recursos próprios fazer o enfrentamento dessa ações de seca contemplando poços, com a perfuração, a instalação de novos dessalinizadores, a ampliação do sistema adutor que contempla uma grande parte da nossa rede de adutoras, de recursos hídricos do município, e nós não vamos parar o plano. Nós vamos seguir com ele, vamos fazer realmente segunda-feira e estamos começando com o início da operação, a máquina ira para o primeiro ponto para fazer a perfuração do poço, e nós estamos também trazendo a recuperação, a manutenção dos poços, dos dessalinizadores, e vamos tentar atender a população realmente com essa água que é tão esperada e que a gente vem aí, trazendo a água, fazer projetos de irrigação, trazer capacitação para a produção, garantir a sustentabilidade dentro do programa Campo Sustentável, que nós vamos trazer, aproximar o agricultor, o produtor, dos programas federais que têm subsídios na comporá de alimentos pra famílias rurais. E então, isso aí nós já estamos avançando, andando em parcerias, porque é importante se construir essas parcerias e estamos

caminhando aí junto com o Governo do Estado, Emater, Ufersa e todas as entidades realmente estão vindo e estão abraçando essa causa, o nosso plano, a nossa estratégia e estamos colocando em prática. GO - Secretário, ninguém esperava realmente que essas chuvas viessem, e viessem até com um certo volume, importante para a cidade. Na sexta-feira foi anunciado o programa de corte de terras e, enfim, a prefeitura já estava esperando alguma coisa ou esse programa seria executado já em parceria com as ações de enfrentamento à seca? BRS - Na semana passada, nós reunimos o Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável, ao qual fazem parte os sindicatos, Ufersa, entidade civil, a sociedade civil e, ficou decidido pelo conselho, o não uso do programa Semear, que é o programa que favorece o corte de terras. Devido ao período, nós tivemos a presença do professor José Espínola que participou da sua orientação, como da área climatológica do nosso município, e embasado pela explicação dele, que realmente a chuva tinha tardado muito pra chegar, não teríamos tempo de uma cultura como o milho ou o feijão, ter o seu ciclo completo, pra fazer realmente o beneficio de plantar. Então, como o risco era muito alto de esse programa de dar o corte de terras e o recurso na ordem de R$ 300 mil iria ser usado, nós decidimos, junto com o conselho, que esse recurso seria remanejado para a instalação de poços semiartesianos no município. Então, o programa já estava com a decisão de não ser colocado e que a partir do momento em que foi bem-vinda, a chuva chegou graças a Deus, e temos informações de chuvas de até 300 mm já até os dias de hoje e que nós tínhamos uma semente, em que o Governo do Estado foi parceira do Governo municipal, do Governo estadual e a Emater, no qual tínhamos 26 toneladas de sementes em nossos armazéns, e agora estamos iniciando a distribuição dessas sementes. Então, vão ser beneficiados todos os agricultores que tinham inscrição no programa Semear, que têm realmente uma produção, os pecuaristas que têm interesse em se preparar, produzir uma forragem, para se preparar para uma posterior seca que possa vir e nós estamos disponibilizando essa semente.

São 6 toneladas de semente de sorgo, temos 11 toneladas de semente de feijão e 9 de milho. O total daria para plantar uma área de até 3 mil hectares com essa semente. Então, se realmente nós estamos agora colocando essa semente para os produtores levarem a campo, cada kit contem 5 quilos de semente de sorgo e dá para plantar algo em torno de um hectare; tem 06 quilos de feijão para uma área de mais ou menos meio hectare; e temos 03 quilos de milho que dá um quarto de um hectare. Então, se realmente essa semente, que vai chegar realmente para o homem do campo, for plantada e tiver a cultura desenvolvida, nós teremos com certeza uma safra recorde no nosso município, de milho, feijão e sorgo. GO - Sem alteração na questão do ciclo como senhor falou anteriormente? BRS - Se as chuvas forem regulares e derem condições para a cultura chegar até o final do ciclo e mantendo uma quantidade de chuva que é para a produção ser viabilizada. GO - Betinho, e sobre as estradas. Por que de repente as chuvas acabaram com várias estradas, há uma dificuldade e como é que a prefeitura está agindo e qual a participação dela nessa recuperação? BRS - As chuvas realmente elas caíram, foi demasiada chuva num curto período de tempo, então as estradas são realmente acometidas pela erosão do solo e então aquela água que corre vai levando e vem as voçorocas e então nós estamos em contato direto com o homem do campo, que ele sempre procura a Subsecretaria de Desenvolvimento Rural, para levar os problemas que estão acontecendo nas suas comunidades, e aí nós fazemos um link entre a Subsecretaria de Desenvolvimento Rural e a Subsecretaria de Desenvolvimento Urbano que possui um maquinário pra fazer um reparo nessas estradas, e aí nós destinamos. Essa máquina tem uma equipe que EStá diretamente nessa parte da zona rural com máquinas motoniveladoras, retroescavadeiras, fazendo o reparo na medida que as ocorrências tem ... GO - … é uma coisa sistemática … BRS - … e que surge realmente

as maiores necessidades. Nós estamos hoje fazendo serviços na estrada de Alagoinha, que tem realmente um trânsito constante ali, e o maquinário está destinado àquela localidade pra deixar realmente a estrada transitável. Então, outras demandas estão surgindo e na medida em que vamos terminando um serviço, começamos o outro. GO - Em relação ao rebanho bovino da cidade, secretário, tem ideia mais ou menos de como é que o produtor enfrentou esse problema da estiagem? BRS - O nosso rebanho bovino foi o principal rebanho que ficou na situação mais difícil nessa seca. É o que tem menos preparo para se desenvolver nessa situação de baixa produção. Então nós temos dados do IBGE, de 2011, que o nosso rebanho é de 29 mil animais. Visto que nós passamos por seca no período de 2011, 2012 e então nós temos assim, um conhecimento empírico. Não é um conhecimento com dados oficiais. Que houve perda de 20% ou 30% nessa primeira estiagem e nessa segunda que estava maior, nós vemos realmente no campo que o drama está muito grande e então é de perda de até 30%. Então, nós vamos esperar os dados oficiais realmente, para saber qual é a real perda, mas como nós estamos iniciando também o processo de vacinação da febre aftosa, e nós vamos a campo realmente ter um contato com o produtor e nós vamos retornar com uma ideia do que foi essa seca. GO - Em relação à caprinovinocultura, o caprino é mais resistente a esse tipo de estiagem, e esse segmento sofreu também fortemente com essa estiagem? BRS - Todos os segmentos realmente sofrem com a estiagem. A partir de um momento que possa não estar ocorrendo a perda de animais, mas o potencial reprodutivo desses animais diminui bastante, então realmente não tem nem como um rebanho se desenvolver. A caprinovinocultura realmente é a nossa vocação natural. É dela que nós vislumbramos uma condição de o Nordeste se desenvolver porque é um animal ao nosso clima semiárido... GO - … resistente … BRS - … resistente à seca e então é nela que a gente vê a menina dos olhos, se ampara. Veja que a

nós temos a Festa do Bode, é o Bode Móvel e então nós estamos agora iniciando as atividades da Clínica Veterinária Móvel, que ela vai fazer um mapa de ação, um cronograma de ação em diversos polos da nossa região. Nós zoneamos a área rural e nós visitaremos cada região produtora que tenha cadeia da caprinovinocultura em andamento, e nós levaremos capacitação, levaremos assistência técnica e faremos exames andrológicos e na capacidade reprodutiva de animais, medindo o estado parasitológico, para saber a quantidade de vermes que existe num rebanho e isso precisa ter um controle, fazendo exames de sangue, que nós teremos uma situação nutricional e que aí terá um agrônomo e um veterinário, dentro dessa clínica, que dará orientações aos produtores, de diversas técnicas e procedimentos, inclusive orientações de adaptação a técnicas de resistência. De ser pela seca que nós temos constante no nosso município, de termos condições de convivermos, de adaptação. É técnicas de cilagem, de fenação, culturas como palma forrageira e então isso tudo serão disseminadas junto dessa Clínica Veterinária Móvel. GO - E como é que vai funcionar? A programação de uma semana em cada área? BRS - Inicialmente nós estamos elaborando um calendário, pra ela ir dois dias da semana a campo, e um dia ela ficará estável lá no Parque Armando Buá, na Feira do Bode, que tem sexta-feira. É dia de terça-feira e de sexta-feira. Na sexta, que é a maior feira, nós ficaremos com a clínica estacionada, fazendo esses exames lá no local. E dois dias na semana, provavelmente terá e quinta, ou segunda e quarta, ela irá a campo percorrendo e levando essa capacitação, levando essa informação. GO - A Festa do Bode, mais do que uma festa é também uma oportunidade desse intercâmbio entre os produtores. Vai haver a festa esse ano? BRS - Irá haver. A festa estava com orientação de acontecer, mesmo estando em estado de seca porque é um momento de você reunir os produtores e passar o que é que o Governo está pensando, está orientando, a ajuda que virá, e então é um momento de reunião, de pensar realmente na caprinovinocultura. Então, essa feira realmente ela não pode deixar de existir. Ela tem que ser pensada o enfoque dela. O enfoque é a convivência com a seca. ... GO - ... pode até diminuir a questão da parte social no caso. Mas a feira em si ... BRS - ... tem que haver. A feira é muito importante para a disseminação de técnicas, reuniões, a troca de informações e então ela ... GO - ... de negócios ... BRS - ... de negócios. Então é importante que ela sempre aconteça e que a gente realmente a reforce e cada vez tente aumentar a nossa feira. GO - Secretário e com relação à vacinação contra a febre aftosa, como é que vai funcionar? Como é que o produtor deve proceder pra imunizar o seu rebanho? BRS - A Prefeitura Municipal tem um programa de apoio ao produtor com relação à febre aftosa. Não é uma obrigação do municí-


Gazeta do Oeste 5

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

s da Gazeta pio, fazer a vacinação. Mas como nós sempre pensamos realmente na situação das famílias rurais, da situação difícil que realmente o produtor vive, a prefeitura abre esse programa. Abre um cronograma de visitas de aplicadores e temos aí iniciando durante esta semana, o período de vacinação da febre aftosa. Formaremos duas equipes que irão a campo, com 10 mil dozes ao todo para a primeira etapa da campanha, fazendo a vacinação dos animais de produtores até 25 cabeças de gado. Então essa equipe pra fazer os critérios de seleção dos pequenos produtores vai vacinar de produtores pequenos. Isso é arte de uma campanha do Governo Federal de erradicação da febre aftosa, visto que o nosso país é um país exportador de carne, e a exigência realmente é que essas campanhas sejam feitas e então como o Governo age dando subsídios, como o subsídio do milho, porque o milho no mercado é em torno e R$ 50,00, e na Conab é de R$ 18,00 para os pequenos produtores. Então, uma parte, pra você ter esse cadastro, ter acesso a esse milho subsidiado, passa pela vacinação do seu rebanho. Você só terá acesso a esse subsídio se você fizer uma comprovação do se rebanho vacinado. GO - Agora, com relação ainda a essa questão da febre aftosa. Quais são os pontos mais críticos, de rebanho aqui na região? Você me falava há pouco tempo sobre um censo rural. Nesse censo também está mapeado questão de área crítica? BRS - A febre aftosa é uma doença que não tem registros dela aqui, nesse período mais recente aqui no nosso Estado. Então, a campanha é para manter realmente isento ... GO - ... mas ainda assim o Estado não é um estado livre. Não é? BRS - Olhe, nós somos um estado livre. Pode-se dizer que sim. Agora o nível de controle que é feito, que o País, que o Ministério que fiscaliza realmente essa ação da defesa da febre aftosa exige barreiras, um controle de trânsito, e que o Estado está fazendo um esforço muito grande pra que isso seja bem feito e a parte que cabe ao município, de ajuda e de incentivo, é essa que nós estamos realmente fazendo, a vacinação desse rebanho.

150. Porque existe uma comunidade que está se formando, aumenta, e aí ela começa a ser independente, mas é em torno de 140 comunidades. Entre projetos de assentamento e comunidades. GO - E quais são as mais carentes, no caso? BRS - Olhe, a carência se nós fomos falar em questões de recursos hídricos, tem uma grande carência. As situações melhores estão exatamente nessa área da perenização do rio do Carmo, que é o rio Angicos que vem, e então aquela área ribeirinha fica realmente muito beneficiada e que pode desenvolver irrigação, e que nós temos hoje na prefeitura um projeto de irrigação para desenvolver as atividades nessas áreas que têm condições. E então visualizamos o rio Angicos, ali é área do rio do Carmo que está perenizado; o rio Apodi/Mossoró também tem uma área boa que dá pra fazer irrigação; e temos ali a área da Maisa, do Pau Branco, que tem um lençol freático, umas cavernas do calcário jandaíra, com poços de alta vazão, 50 mil métricos cúbicos de água. E então essas regiões são as que têm condições de um desenvolvimento melhor. Eu vi aqui o assentamento Oziel Alves, e eles estão desenvolvendo a cultura da banana. Famílias rurais, pronafianas. Tem pronafiano lá, que hoje é exportador de melão. E tem também os que estão desenvolvendo a cultura. Eles fizeram aquela técnica da antiga fazenda Maisa, que tinha em suas imediações, e então eles receberam aquelas instruções e hoje eles estão usando técnicas como gotejamento, aspersão. Usando realmente técnicas de melhoria que podem desenvolver bem essas comunidades. Então eu estou aqui explanando o que eu vejo que tem potencial melhor, mas nós temos aí diversas comunidades, e que o município tem condição de dar o apoio, ajudar e ela ter seu desenvolvimento. O que nós precisamos fazer é identificar dentro da comunidade a sua verdadeira vocação. Se é caprinovinocultura, se é irrigação, se é a criação de bovinos ... GO - ... e garantir a água? BRS - E garantir a água, garantir as condições de desenvolver.

GO - Secretário, seu pai até pouco tempo desempenhou a função de secretário Estadual de Agricultura e Pecuária. Como é que tem sido a sua relação com ele. Até pela experiência que ele tem, já ocupou, por exemplo,função na área da agricultura na Câmara dos Deputados e enfim. Como é que tem sido a troca de ideias entre pai e filho? BRS - Tem sido muito importante. Ele é uma pessoa experiente. E eu gosto de escutar os mais experientes, independentemente dele ou de outros, mas eu sou uma pessoa que tenho realmente essa receptividade. E ele como professor da agronomia, professor de economia, foi meu professor na universidade também. Eu me formei em agronomia e foi num momento que ele tinha saído da Câmara e foi professor da Ufersa, paguei uma cadeira com ele ... GO - … como é que foi essa experiência? BRS - Foi interessante … GO - … foi um pai rigoroso com o filho? Você foi aprovado ou reprovado? BRS - Não. Eu fui aprovado tranquilo. Teve apenas um momento em que eu distraí, levantei a cabeça pra fazer uma pergunta e disse: "Painho". Aí a classe caiu na gargalhada, na brincadeira... GO - ... você não participava da elaboração de provas ... BRS - ... não. Essa parte ele me deixou de fora. Mas é uma pessoa experiente, que conhece realmente a agricultura do município, do Estado, e me deu uns encargos, umas orientações. E eu tenho recebido as orientações e tenho debatido, conversado com os amigos, com os colegas. O Gilberto Jales, antigo secretário eu tenho conversado bastante com ele. Ele me orientava, ajudava a ter realmente esse conhecimento do que é a nossa agricultura aqui no município, como é cada comunidade com suas peculiaridades e eu tenho realmente usado esse pessoal e eles têm me ajudado e isso tem sido muito bom pra mim. GO - Secretário, paralelamente a sua atividade como secretário, vamos entrar no agronegócio. Como é que o senhor vê esse segmento pra Mossoró e quais as

áreas que merecem uma atenção especial por ter uma potencialidade? BRS - Eu era empresário rural, tenho um projeto, plantei, exportei frutas e hoje eu sou o maior defensor ferrenho da Agricultura Familiar, vejo o progresso do nosso Brasil passando por essa classe, e a gente hoje trabalha exatamente tentando levar essas informações, as técnicas, colocar realmente o produtor pra ser uma pessoa que tenha sustentabilidade, tenha a garantia da permanência no campo. Eu já vejo assim, o êxodo rural ao contrário, eu quero que o homem da cidade volte para o campo, que é o canto mais interessante ... GO - ...e a própria permanência do homem do campo no campo... BRS - ... exatamente. Estamos FOTOS: ALCIVAN COSTA

GO - Agora, quanto à moscabranca, com as chuvas parece que ... BRS - ... é. A mosca-branca ela não tolera essa umidade e então ela diminui bastante. Nós tivemos um grande problema com a moscabranca no nosso cajueiro. Com a mosca-branca houve perdas acima de 50%. Não temos dados oficiais ainda, mas eu já tive notícias, pelo pessoal da Emater, na pessoa de Roberval, que é um profissional da Emater, que o Governo do Estado virá com uma campanha para fazer a revitalização dos cajueiros do nosso município. GO - Que foi exatamente a área mais afetada no caso? BRS - Isso. Vai ser feito no viveiro e nós iremos trabalhar pra fazer a disseminação de novas plantas, novas mudas para as famílias rurais. GO - São quantas comunidades rurais? BRS - Têm dados que são 133,

Entrevista concedida aos jornalistas Gilberto de Souza e Luís Juetê

depositando aí a fé de que temos condições. Eu visualizo aí que o Brasil, essa transposição do São Francisco vindo pra cá, pra o Nordeste, a fatia que nós temos aqui do município ou do Estado sendo abastecida, a expectativa de que se possa ocorrer alguma coisa, como hoje nós temos 14% da barragem lá de Pau dos Ferros, quase que acabando a água. Então a gente vê que essa transposição venha, que faça a interligação de todas as partes, e novas parte sejam feitas, e a irrigação possa ser desenvolvida ... GO - ... inclusive uma luta de seu pai como deputado? BRS - É.É muito importante realmente a gente dar condições de levar essas técnicas e que a gente possa não precisar, não passar tanta dificuldade quando vier uma seca.Ter realmente uma condição, um amparo hídrico que possa ser usado pra nós combatermos essa seca. GO - Você herdou do seu pai a questão da agricultura, esse gosto pela agricultura, inclusive a sua formação, e essa questão política você também vem herdando. É dirigente de um partido o PSC e, Betinho Rosado Segundo, secretário, tem projeto político para o próximo ano? BRS - Olhe, projeto político eu não tenho e estou aqui neste cargo a convite da prefeita Cláudia Regina. A quem eu devo estar aqui hoje falando sobre a agricultura. Quem me colocou nesse lugar. Então o único projeto que eu tenho hoje realmente é o de trabalhar nessa pasta, que eu sou apaixonado pela agricultura, sempre fui, desde menino, era em fazenda, em cavalo, em carneiro, em boi, e então eu estou aqui. O meu único projeto é realmente fazer um bom trabalho à frente da pasta, ser um bom subsecretário e o futuro ninguém pode pensar o eu possa vir. Mas o meu projeto é realmente fazer, ao cargo que eu estou hoje, fazer um bom trabalho.


6 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Expressão

Opinião

Concurso Cidade de Araçatuba Tradicional concurso de contos está com inscrições abertas até o dia 3 de maio CEDIDA

26º Concurso de Contos Cidade de Araçatuba (internacional, mundo lusófono), destinado a escritores lusófonos de países que têm o português como idioma oficial, está com inscrições abertas até o dia 3 de maio. Durante o concurso de 2013 será homenageado o escritor Célio Pinheiro, professor de Literatura, fundador da Academia Araçatubense de Letras, ex-presidente do Conselho Municipal de Cultura de Araçatuba. Para concorrer, os interessados deverão mandar um conto inédito digitado, com pseudônimo, para o e-mail: contosaracatuba@gmail.com, na forma de dois anexos (postagem eletrônica): o conto, com pseudônimo (Word), título de seu conto, seu nome, R.G., e endereço de correio (rua, CEP, cidade, Estado, telefone (fixo e celular) e pseudônimo usado no conto (Word). Entendese por inédito o conto que não participou de nenhuma coletânea de vários autores, nem de livro do participante como autor único e/ou tenha sido premiado em outro concurso literário realizado no seu país. De acordo com o regulamento, os textos devem ser escritos em português, de acordo com o Novo Acordo Ortográfico. Serão desclassificados os contos postados após 3 de maio de 2013. Apenas serão aceitas inscrições e textos remetidos por email. O recebimento será confirmado também ele-

tronicamente. Serão desclassificados os textos que a comissão julgadora considerar plágio evidente. Os textos (dois anexos) deverão ser digitados em corpo 14,espaço duplo,não ultrapassar 10 (dez) páginas (mínimo, duas), papel A4, margens de 2,0 cm, fonte "Times New Roman". A falta de algum dado que impossibilite identificar o autor do conto, caso seja premiado, desclassificará o concorrente. o telefone (18) 36361270, e o e-mail secretariacult@gmail.com, serão canais de comunicação entre contistas e Secretaria Municipal da Cultura de Araçatuba. Caso o conto do participante for premiado, este deverá apresentar em 10 (dez) dias fotocópia do RG e do CPF (ou documento similar, se for estrangeiro), número da conta bancária (caso receba prêmio em dinheiro), comprovante de residência (conta de luz, água, telefone fixo) para os concorrentes da categoria C; autorização de publicação, assinada, de seu conto premiado pelo concurso em coletânea dos contos vencedores. Caso não cumpra tais exigências no prazo estipulado, o participante será desclassificando, sendo chamado o subsequente.

O

Concurso lembra nome do escritor Célio Pinheiro

EXIGÊNCIAS O conto deve ser um texto narrativo com viés literário, centrado num só conflito, com espaço e tempo concentrados conforme o gênero "conto", apresentando: a figura da personagem central; verossimilhança (externa): relação com a condição humana; focalização coerente e perceptível. Será instituída comissão julgadora composta por es-

critores e professores de Literatura, convidados pelo secretário municipal da Cultura de Araçatuba. A comissão terá liberdade e autonomia de organizar seu trabalho de leitura e julgamento, tendo o prazo para entregar os resultados até 15 de julho de 2013. A entrega dos prêmios se dará em Araçatuba, no dia 13 de setembro (sexta-feira) à noite.

Em cada categoria: 1.º lugar: R$ 2.000,00 / 2.º lugar: R$ 1.500,00 / 3.º lugar: R$ 500,00 5 exemplares da antologia para cada autor selecionado Prazo: 3 de Maio de 2013 Mais informações: www.concursodecontos.blogspot.com

Novos Poetas Vai ser uma casa com parede chapiscada sofá florido, na almofada a capa de tecido barato que pinica a pele, uma máquina de escrever empoeirada pra não escapar o cheiro de passado, mesa com toalha xadrez, pano de prato com os dias da semana e cristaleira da casa da vovó, mas pode vir mesmo assim, já tem cachorro e almoço de domingo, macarrão instantâneo ao molho branco. Felício Dias Poeta

DESPEDIDA

Dedicada a Francisca de Dió Como se fosse um bêbado Tropeçou no amor, O vi escorrer nos teus olhos. Pedindo-me para não lhe esquecer, Via a estrada levar-me... Matias Oliveira Poeta

nl@neylopes.com.br www.blogdoneylopes.com.br

Novamente, o caos em 2014

PREMIAÇÃO

I

Ney Lopes

PROFUNDA FERIDA Desculpe-me se um dia eu chorar, É que quando lembro entro em crise. Desculpe-me se de repente eu me afastar É que momentos ruins em minha mente têm reprise. Desculpe-me se de repente eu te xingar, Foi o que me deu vontade de fazer quando mentiu. Desculpe-me se de repente eu me calar É que tenho medo de partir seu coração como o meu se partiu. Desculpe-me se de repente eu te expulsar É que vejo em seus olhos suas mentiras. Desculpe-me se em você eu não acreditar É que você plantou em mim a desconfiança, a mais profunda ferida. Desculpe-me se de repente eu te beijar É que não consigo te tirar da minha vida. Desculpe-me se de novo te perdoar Posso enlouquecer se testemunhar sua partida. Jéssica Lima poetisa

Não se pode cobrir o céu com uma peneira: está irreversivelmente iniciado o processo sucessório da presidência da república.Não cola o argumento de que é cedo para falar no assunto. Tudo acontece, diante da realidade que confirma o sepultamento, mais numa vez, da reforma política, eleitoral e partidária. Prevaleceram as manobras diversionistas de sempre,lideradas por aqueles que desejam tudo em relação a esse tema, menos que o Congresso Nacional vote as mudanças. Os argumentos levantados são risíveis, sobretudo quando se propõe o financiamento público de campanha, a proibição de doações privadas, o voto de lista e a proibição de coligações nas eleições proporcionais. Novamente, a justiça eleitoral irá legislar, através de Resoluções, em decorrência da omissão dolosa dos congressistas. Novamente, os partidos se engalfinharão internamente na disputa de votos, em razão do critério vigente das eleições proporcionais, que privilegia os "proprietários privados" das siglas, manuseando, ao seu bel prazer, o fundo partidário, o acesso ao rádio e tv e as doações eleitorais. O voto em lista seria o único caminho capaz de moralizar o pleito proporcional, desde que existisse realmente a democratização interna dos partidos. Novamente, a militância partidária significará "um zero a esquerda" pela absurda prevalência do princípio da "autonomia partidária", que bloqueia o acesso à justiça, de quem se sinta surrupiado em seus direitos, em função das decisões de cúpulas serem juridicamente intocáveis ("interna corporis"). Novamente, os candidatos ao senado indicarão suplentes os seus "financiadores", regra geral com o uso de dinheiro sujo, como aconteceram inúmeros exemplos nas eleições passadas, quando deveriam ser suplentes os menos votados, através do voto direto. Novamente,os mercadores persas,que possuem "siglas partidárias", erguerão as suas tendas de traficância para oferecer a outros partidos, minutos no horário gratuito de TV e rádio, além de exigirem favores e benesses antes e pós eleição. Novamente, prevalecerá o "caixa dois" - origem comprovada da corrupção no Brasil -, com somas milionárias de dinheiro "por debaixo do pano", sem contabilização. Novamente, as "chefias", urbanas e rurais, colocarão a venda os apoios eleitorais,sempre a base de discrição e cuidados prévios para não serem identificados. Aqui e acolá pegam um "boi de piranha", quase sempre de culpa muito menor, do que os verdadeiros beneficiários dessas práticas criminosas. Novamente,a eleição se transformará em espetáculo midiático, com marketings milionários, pagos sorrateiramente e pesquisas transformadas em ferramentas de inflar, ou destruir candidatos. Tudo isso acontecerá, não por falta de fiscalização da justiça eleitoral, que cumpre o seu papel, no limite das suas possibilidades operacionais. A causa do caos está na estrutura, na natureza do sistema eleitoral brasileiro, que estimula e protege a fraude, a influência do poder econômico e político. Na medida em que os partidos se transformam em "casas de negócio", o que esperar dos eleitos? O fundamento da legitimidade democrática são os partidos. Se eles se deterioram, o processo eleitoral segue o mesmo destino.Há anos acontece isto no Brasil e nada se faz. "Se non é vero, é bene trovato", que não há a menor possibilidade de mudanças no processo eleitoral,político e partidário do Brasil. Continuará prevalecendo a máxima, de que novamente "não haverá nenhum perigo de melhorar". Ney Lopes - Jornalista, advogado ed ex-deputado federal - LEIA:www.blogdoneylopes.com.br


Gazeta do Oeste 7

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Expressão

O ACORDO

Jon Bernthal engole Dwayne Johnson em um raro policial do astro de ação

A

prio FBI... - o que sustenta o drama em O Acordo é a boa seleção de coadjuvantes. Susan Sarandon e Barry Pepper interpretam, respectivamente, a promotora de justiça e o agente do FBI que auxiliam o protagonista na armação. Do outro lado,Jon Bernthal,ator de destaque mesmo antes de ficar famoso como o Shane de The Walking Dead, e que aqui interpreta a conexão de John com o tráfico,se destaca entre os demais no papel de um excriminoso que tem uma re-

Iuska Freire iuskafreire@gmail.com twitter: @Iuska

MARCELO HESSEL Crítico de cinema Do omelete.com.br ssim como o seu personagem em O Acordo (Snitch), um pai de família que se infiltra escondido numa transação ilegal,o gênero policial não é o habitat natural de Dwayne Johnson, o ex-atleta de luta livre - de onde traz o seu codinome, The Rock - que ficou famoso no cinema com filmes de ação como O Escorpião Rei e comédias como Treinando o Papai. Em O Acordo, com um bom elenco coadjuvante e um papel dramaticamente mais exigente,Johnson tem suas limitações ressaltadas. A trama é baseada em uma reportagem veiculada nos EUA no programa Frontline, da rede pública PBS, e segue John Matthews (Johnson), dono de uma construtora que é pego de surpresa quando seu filho adolescente é preso por tráfico internacional de drogas. Denunciar outros traficantes é a única forma de o garoto reduzir sua pena, mas o ingênuo filho de John, que entrou no esquema convencido por um amigo, não conhece ninguém. Resta ao pai interceder, na base do desespero: ele procura criminosos locais,dizendo que quer entrar no negócio de transporte de drogas,para conseguir o flagrante que reduziria a pena do filho. Exageros à parte - em poucos dias e meia dúzia de contatos, John já está mais próximo do chefão do cartel mexicano do que o pró-

Cinema

caída para conseguir sustentar sua própria família. Como o filme estabelece entre Dwayne Johnson e Bernthal uma relação de duplos - ambos agem lado a lado na ilegalidade para proteger familiares - fica difícil não comparar as atuações dos dois atores, e então se torna visível que The Rock não tem o alcance dramático que dele se exige. Já Bernthal corre apenas o risco de ficar marcado por esses tipos durões e atormentados que ele interpreta tão bem tanto na TV

quanto nas telonas. A vantagem para Johnson é que sua presença de cena nos momentos de ação continua marcante mesmo porque fica difícil ignorar um ator quadrado de 1,92m de altura que ocupa metade do quadro. O diretor do filme, Ric Roman Waugh, é um ex-coordenador de dublês nos anos 1980 e 1990 cuja carreira como cineasta só começou mesmo depois de 2001, quando ele fez Na Sombra do Crime.Waugh adere aos vícios mais irritantes do cinema de ação com câmera na mão (até festa de aniversário infantil fica tensa com uma câmera tremida enquanto o cara come bolo), mas sabe filmar tiroteios e capotagens. Então, se não estamos diante de um exemplar memorável do gênero policial, e se Johnson não está à altura do papel, pelo menos Waugh consegue dar aos fãs do ator a intensidade na ação que o público já se acostumou a procurar.

Tão bom quanto assistir filmes é falar e escrever sobre filmes. É uma delícia trocar impressões após uma sessão. Para mim, este é o principal motivo de ir ao cinema acompanhada: as conversas pós-cinema sempre são muito prazerosas. Atentem, eu escrevi póscinema, porque conversar durante a exibição é uma das coisas mais detestáveis no cinema. Quer conversar? Vai a uma praça. Além do cinema, outros ambientes também permitem essa interação. Os cineclubes são boas opções, já que propõe o debate, também há comunidades virtuais que unem pessoas com gostos comuns. Faço parte de um grupo desses no Facebook "Cinema e Audiovisual" e eles resgatam tantos filmes bons, além de ampliarem a visão sobre aspectos que muitas vezes passam despercebidos. Cinema é bom para assistir, falar e viver. Amo. IRON MAN 3 A opção imperdível para o fim de semana é assistir "Iron Man 3" no Multicine. Ansiosa para ver as aventuras de Tony Stark. ESTAÇÃO DO REPENTE O documentário "Cordelíricas Nordestinas", exibido neste sábado, 27, marca a abertura do projeto "Estação do Repente", na Estação das Artes Elizeu Ventania. A proposta é promover apresentações uma vez por mês reunindo repentistas e poetas populares.Na primeira edição, os repentistas Geraldo Amâncio e Moacir Laurentino fazem show de repente. CORDELÍRICAS O documentário "Cordelíricas Nordestinas" foi produzido pelo coletivo de produtores independentes Caminhos Comunicação & Cultura, e patrocinado com recursos do Prêmio Mais Cultura de Literatura de Cordel do Ministério da Cultura, na edição 2010, que homenageia o poeta Patativa do Assaré. Foram entrevistados mais de 30 nomes representativos do cordel do Rio Grande do Norte e de outros Estados nordestinos. AVE POESIA Por falar em Patativa do Assaré, há alguns anos assisti uma belíssima produção. Dirigido por Rosemberg Cariry, o filme documentário "Patativa do Assaré - Ave Poesia" mostra ao longo de 84 minutos a vida e a obra do poeta Patativa do Assaré, a relevância dos seus poemas, o significado político dos seus atos, além da sua contribuição à cultura brasileira e o lado familiar, com a adorável Belinha. Lindo. COLEGAS Ainda sobre o cinema nacional, entrou em cartaz no Multicine, em dois horários, o filme "Colegas" que traz o elenco formado por atores com síndrome de down. O road-movie brasileiro, pelo que li, traz várias referências ao cinema mundial. Com certeza irei assistir.

Filmes da Semana MAMA

VAI QUE DA CERTO

COLEGAS Duração: 103 min Censura: 10 anos

Duração: 100 min Censura: 14 anos

Duração: 87 min Censura: 12 anos

CONFISSÕES DE ADOLESCENTES A série brasileira transmitida pela TV Cultura nos anos 1990 será levada ao cinema. Eu adorava Confissões de Adolescentes, nem se compara com o que vemos hoje voltado a esse público. Ainda não há data de estreia confirmada. SOMOS TÃO JOVENS Essa é para os fãs da Legião. Estreia no dia 3 de maio o filme "Somos tão jovens" que retrata a descoberta musical de Renato Russo, com sua primeira banda "Aborto Elétrico" ao início do sucesso da "Legião Urbana". DIÁLOGOS DE FILMES

G.I: JOE RETALIAÇÃO (PRÉ ESTRÉIA) Duração: 99 min Censura: 14 anos

OS CROODS

OBLIVION

Duração: 99 min Censura: livre

Duração: 124 min Censura: 10 anos

"É difícil entender o valor da vida de uma pessoa,alguns dizem que ele é determinado pelos que ficaram para trás, outros creem que seja determinado pela fé ou também pelo amor.Outros dizem que a vida não tem nenhum significado. Eu? Eu acredito que o seu valor seja determinado pelas pessoas que admiravam você". Um Olhar do Paraíso (2009).


8 Gazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Sociais Now!

CEDIDA

Quem me vê, me vê sorrindo e vai ser sempre assim.

Diego Pinheiro diegobradok@hotmail.com twitter: @diegolpinheiro www.colunistadiegopinheiro.blogspot.com

(Exaltasamba)

FUTURO... A idade nos reflete sentimentos e pensamentos interessantes. Aos 15 anos apaixonar-se é fácil. Aos 20 (e poucos), escolhemos menos, começamos a observar as qualidades e se estas casam bem com aquilo que queremos para o nosso futuro... Aos 30, então, é um exercício de matemática: quebra-se a cabeça para conseguir gostar de verdade de novo. Bem, comento sobre esse assunto com o único intuito de que o amigo leitor não esqueça o quanto é bom apaixonar-se. Viver em paz, ter um cuidado especial... E para isso não tem idade. Engana-se quem acha que a vida finda expectativas. Claro que não! Há sempre um amanhã recheado de carinho, mas, claro, escolha bem a quem amar. O mundo gira...

BUTECANDO COM GEORGIANO Estive na semana passada prestigiando o amigo Georgiano Azevedo em seu tradicional Buteco, que levou centenas de pessoas bacanas ao Requinte Buffet, que, diga-se, está cada dia mais aconchegante. Tive o prazer de reencontrar muitos amigos e colegas colunistas que foram abraçar o festejado. Hoje trago fotos de quem foi destaque na noite ímpar que moveu boa parte de nossa sociedade. Daqui mando meu abraço a Georgiano e toda sua família. Agradeço mais uma vez o convite. Foi show!

Renato Gomes e Samantha Mirelly casam-se hoje. Felicidades! FOTOS: TRAFEGANDO.COM

NÍVER(ES) HOJE Marcela Bessa Gilza Iale AMANHÃ Allyson Moura Elaine Mendonça George Gurgel Jéssica Andrade

Amigos queridos, Jonas e Roberta Rosado

Júlia Bandeira e amiga Thaís no Buteco do Gegê

Dani Amaro e Liddyanne na melhor festa do ano

QUARTA-FEIRA Luh Guimarães Cíntia Carize Vanessa Cristina Arlete Nogueira Diógenes Neto Sarah Fernandes Anderson Brito Itallo Pinheiro Lauro Felipe Rafael Carlos Beth Ferreira

E MAIS... *Amanhã, às 12h30, o VillaOeste estará promovendo um almoço para comemorar conquistas. Entre elas o primeiro lugar no MPE Brasil na Categoria Serviços de Turismo, e o recebimento da outorga do selo Turismo Melhor. *Um abraço ao empresário Jair Queiroz pelos 8 anos do Hiper Queiroz, comemorados na sexta-feira passada. Que venham mais anos pela frente... *O Blog Beauty & Frufus, assinado por Lilianne Oliveira, comemora 2 anos. Vida longa, cara Liliane. Avante! *A acolhida da imagem de Nossa Senhora de Fátima, padroeira de Água Nova-RN, marcará o início da tradicional festa religiosa, no próximo dia 3 de maio. Diversos eventos na cidade... *Os convites para a noite Celebration, de Sérgio Chaves, que ocorre no próximo dia 4, já circulam pela cidade. Por lá vai rolar o som de André da Mata, Renata Falcão, Kelly e Nida Lira, Dayane Nunes, e Orquestra Los Manos. Os acessos estão à venda na Tressê (3317-4545), Maison Elegance (Centro, 33171106) e Carmen Steffens (West Shopping, 3422-7121). *Dia das Mães está chegando. O West Shopping preparou diversas novidades para presentes. Vamos lá! *O amigo Renato Gomes e sua Samantha Mirelly únem-se no sagrado matrimônio hoje, às 10h, em cerimônia na Capela Mãe Rainha. Felicidades ao casal. *A Aduern vai comemorar o Dia do Trabalho com o II Passeio Ciclístico pela Paz no Trânsito. Ocorre na próxima quartafeira, dia 1o, com saída da própria Aduern. A inscrição será realizada mediante a entrega de 1 kg de alimento não perecível.

TERÇA-FEIRA Stefano Reginaldo Krysllan Silva

QUINTA-FEIRA Jordana Thayse Carla Freitas Érika Vanessa Francisco Júnior Eduarda Rosado toda cheia de estilo no Buteco

Keoma Cavalcanti em pose na festa de Georgiano

THE END

Luana Vieira. A menina linda dos amigos Vieira e Soraya

Lílian Moura, sempre linda, butecando com Gegê

A diferença entre um chefe e um líder: um chefe diz, ‘vá!’ - um líder diz, ‘Vamos!’" A FRASE DA SEMANA - AUTOR: E. M. KELLY

“Quando chegar na tua casa/E encontrar solidão/Lembre de mim/Que também vivo só./Quando encontrares a paz/Mande uma carta pra mim/Quero saber/Como fazer/Pra ser feliz tanto assim/Uma canção deve haver/Para fazer entender/Que nada tenho a dizer/Quando o jeito é viver”, Paulinho Pedra Azul em ‘Recado para um amigo solitário’. Um forte abraço! Bye! (DP).


TUDO É PERMITIDO

6

No ar em "Salve Jorge", Antonio Calloni reafirma seu amor pela atuação e exalta o poder de crítica do público

Mossoró, domingo, 21 de abril de 2013

NO AR EM "BALACOBACO", THAIS PACHOLEK FALA DE SUA PREFERÊNCIA POR INTERPRETAR VILÃS

GOSTO PELO DIFERENTE FOCO NAS CERTEZAS 8

NA RETA FINAL, "BALACOBACO" PROMOVE "AJUSTES TÉCNICOS" E INVESTE NAS MALDADES DE SEU VILÃO PRINCIPAL


2 TVGazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Zapping

Editor do suplemento: Maxwell Ferreira - maxwell_ferreira@hotmail.com Fotos: Jorge Rodrigues Jorge, Luiza Dantas e Pedro Paulo Figueiredo/Carta Z Notícias

TRANQUILIDADE O ritmo lento de pré-produção de "Dona Xepa" deu a Gabriela Durlo calma e tranquilidade para se ambientar aos poucos com sua personagem, a fotógrafa Isabela. ''Cria'' da Record, a atriz que já foi protagonista da minissérie bíblica "A História de Esther" - não se deslumbra com o ''status'' que tem na emissora, mesmo engatando trabalhos a partir de convites da direção do canal. "Fico feliz por ser escalada por mais uma produção. Tenho o maior prazer em trabalhar", vibra ela, que está em seu terceiro trabalho com Márcio Kieling, que interpreta Vitor Hugo. Os dois estiveram juntos na produção épica e na fatídica "Máscaras". "Tivemos poucas cenas juntos. Muitas histórias não se desenvolveram", relembra. MAIS UM POUCO AdrianeGalisteudeveficar até o fim do ano na Band. No momento, a apresentadora grava o programa "Quem Que Casar com Meu Filho?", que já tem sete episódios prontos de um total de 14. A produção tem estreia prevista para o segundo semestre.Além disso, Adriane deve comandar o concurso de miss que a emissora transmitirá este ano. HORA DO TCHAU Após 15 anos trabalhando para a RedeTV!, Mônica Pimentel deixou o cargo de superintendente artística.A decisão pela saída partiu da própria profissional, que não alegou motivo específico. Ainda não se sabe quem substituirá Mônica no comando artístico da casa. Ela deve continuar no setor por mais três meses ou até que se encontre um substituto para o processo de transição.

PEQUENA NOTÁVEL Encarnar o posto de protagonista requer alguns sacrifícios. Após o sucesso como a pequena Rita de "Avenida Brasil", Mel Maia conquistou um papel de destaque na próxima trama das seis, "Joia Rara". Na história de Thelma Guedes e Duca Rachid, ela será filha dos personagens de Bruno Gagliasso e Bianca Bin. Além disso, a atriz mirim não deve viajar para o Nepal para gravar as primeiras sequências da novela. Mel já participou de um ''teaser'' sobre o folhetim para a apresentação da grade de 2013 da Globo. VERSATILIDADE Tatá Werneck terá muito trabalho pela frente na Globo. Contratada para dar vida à "periguete" Valdirene na próxima novela das nove, "Amor à Vida", a humorista terá mais uma função na emissora. Além do folhetim de Walcyr Carrasco, o canal quer Tatá como repórter do "Caldeirão do Huck". COFRES MAGROS Minisséries bíblicas grandiosas e com altos investimentos podem deixar de ser uma realidade na Record. Com o objetivo de otimizar seus gastos, a emissora deve reduzir drasticamente as cifras de suas próximas produções bíblicas. A partir de agora, deve haver um estudo detalhado sobre a viabilidade financeira dos projetos e só sairão do papel os que tiverem perspectiva de lucro. Recentemente, os gastos com ''José do Egito'' ultrapassaram os R$ 30 milhões.

SEM PRESSÃO Uma novela exige mais de oito meses de dedicação exaustiva. Por isso, muitos atores preferem não se aventurar em projetos paralelos durantes os folhetins. Este é o caso de Zezé Polessa, a Berna de ''Salve Jorge'', que programou-se para fazer apenas o folhetim de Gloria Perez no momento. "Não dá para fazer as duas coisas. A peça é bem puxada. Você acaba sujeitando o elenco a um horário maluco de ensaio por conta das gravações", explica.A atriz até chegou a ser cogitada para "Avenida Brasil" e "Gabriela", mas deu preferência a "Salve Jorge",que lhe proporcionava um papel completamente oposto ao seu último trabalho em "Cordel Encantado". "Tem de ter uma motivação e buscar em você uma técnica e visual novos.Não recuso trabalhos, mas negocio bastante", conta ela, que irá estrear a peça "Quem Tem Medo de Virginia Woolf" após o fim da novela. Além disso, Zezé está escalada para "Joia Rara", próxima trama das seis.

ORA POIS, POIS Gugu Liberato viajou para Portugal onde irá gravar uma série de reportagens especiais para seu programa na Record. Entre as mais variadas pautas, o apresentador fez uma entrevista com Márcia Goldschmidt. SÓ NO GOGÓ Em "Sangue Bom",Ellen Roche irá interpretar a Mulher Mangaba, uma cantora de funk. Por isso, os dotes artísticos da atriz irão além da atuação. Ellen chegou a gravar duas músicas de funk,''Solteirinha da Pompeia'' e ''Tá Preparada'', que estarão na trilha sonora e no CD da novela. As composições foram escritas pelo coautor da trama, Vincent Villari, e têm a produção de Victor Pozas. SÉTIMA ARTE No ar em "Salve Jorge", Letícia Spiller também participa do filme "O Casamento de Gorete". No longa, ela viverá a ''drag queen'' Roxane. Além da intérprete de Antônia, o humorista Rodrigo Sant'Anna, que emplacou os personagens Valéria e Adelaide, entre outros, no humorístico ''Zorra Total'', também está no elenco.


TVGazeta do Oeste 3

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Sobre a mídia

Aline Linhares alineolinhares@hotmail.com Twitter: @alinelinhares Site: www.alinelinhares.com.br

DESTAQUES

REGISTROS aUm programa da CDL será produzido pela TCM e a apresentação é, possivelmente, de uma profissional que já está atuando no Canal 10. Contaremos em breves dias quem é. aSerá dia 12 de julho a festa de Chrystian de Saboya nas terras de Santa Luzia. aNa data de hoje, o comunicador e cantor Horalando Perez - RPC - comemora 10 anos do programa 'O Melhor do Brega', veiculado na emissora AM. O palco da comemoração é o Clube Carcará, que está todo reformado, e irá receber o grupo show baile Infla 6 e o cantor paraibano José Bonifácio e banda. Tudo a partir das 15h. aO publicitário e blogueiro João Filho é o mais novo colunista de moda masculina da revista Presença, by Marilene Paiva - De Fato/TV Mossoró. aPessoal começa a se interessar por outra rede social, o http://www.mobli.com/. Mas tudo de forma amena, ainda. aO jornalista natalense Alan Oliveira festeja os 11 anos de existência de sua Fácil Comunicação estratégica. aDe parabéns a equipe da Quattro Comunicação pela revista TOP Mossoró Construções. aE o repórter global Marcelo Canelas estará em Mossoró para participar especialmente do Intercom Nordeste, a ser realizado na Uern. Dia 14 de junho.

Os destaques queridos de hoje são o jornalista policial e de gerais Paulo Walter ou Walter Menezes - O Mossoroense e a advogada e apresentadora do programa OAB em Ação Luciana Nunes - TCM. Ele firme e forte como todo caraubense e seu sonho. Já a loira bela retoma suas atividades na Comunicação local, após anos afastada. Abraços. FAIXA ESPECIAL A GAZETA DO OESTE realizou ações sociais neste final de semana com o projeto Gazeta Cidadã. Foram desenvolvidas ações de orientação à saúde, como o combate a DSTs, vacinação contra a gripe, aplicação de flúor e verificação de pressão arterial, dentre outros. As ações voltadas à saúde contam com a parceria da Prefeitura de Mossoró, UnP e Sesi. A Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC) também participou Gazeta Cidadã.

aA blogueira de moda Liliane Oliveira festeja os dois anos do seu www.blogfrufrus.com. aO jornalista policial Andrey Ricardo se despede da Redação do jornal De Fato. Segue projeto para concursos. aOutro profissional do De fato que por esses dias despede-se de lá é o jornalista Higo Lima. Ele foi convocado para trabalhar na assessoria de Comunicação da Ufersa. Parabéns, meu caro! aO programa Sucesso S.A, produzido pela Profilmes Natal e exibido na TV Tropical, passará a ter exibição também na Sim TV, afiliada da Rede TV, na capital do Estado. O Sucesso S.A entra na grade de programação da Sim TV, a partir de maio. aPor Areia Branca, o colunista Jean Rodrigues - De Fato - depois de muitas tarefas, consome alegrias da sua Feijoada Vip, realizada ontem.


Raio-x

4 TVGazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

POR INTEIRO POR LUANA BORGES TV PRESS

H

oje em dia, é quase inadimissível falar para o jovem sem usar as redes sociais. Não é para menos que o público de "Malhação" costuma discutir as tramas dos personagens no Twitter dos atores da novela.Marcelo Varzea,que interpreta Lorenzo,percebe que o número de seguidores no seu perfil do "microblogging" aumenta diariamente. "A repercussão é enorme, é muito maior do que qualquer coisa que eu já tenha feito", surpreende-se o ator, que tem mais de 20 trabalhos na tevê. Marcelo também percebe que a simpatia do público muda de acordo com as atitudes de seu papel na história. Toda vez que Lorenzo precisa usar sua au-

toridade de pai com Lia, protagonista de Alice Wegmann, há reclamações com o ator. "Me xingam muito quando ele não deixa a filha fazer as loucuras dela. Mas acho que é um personagem pilar assim como a Marcela.Eles entram quase todo capítulo para resolver alguma questão ou apoiar os adolescentes",explica,referindo-se ao papel de Danielle Winits, com quem vive um par romântico no folhetim. Com participações em "Chiquinha Gonzaga", "Força de Um Desejo", "A Diarista" e "Insensato Coração", entre outras, durante um tempo, Marcelo nutriu um certo receio da televisão. E até mesmo preconceito. Depois de se formar na CAL - Casa das Artes de Laranjeiras,renomada escola de inter-

Em "Malhação", Marcelo Varzea tem a maior repercussão da carreira pretação do Rio de Janeiro - e ter a primeira experiência no veículo,na minissérie "Meu Marido", de 1991, o ator se decepcionou. Além de a produção ter sido encurtada, ele não se sentiu à vontade durante o processo."Eu era muito novo, não sabia lidar com a Globo e também tinha meus medos",recorda Marcelo que, a partir dali, decidiu se mudar para São Paulo e viver exclusivamente de teatro. Mas, aos poucos, precisou fazer publicidade para pagar as contas. "Não queria fazer televisão por ser um meio capitalista, mas mais vendido do que vender um produto não existe", pondera, aos risos, ele que, depois de ingressar na Oficina de Atores da Globo,

passou a trabalhar com mais frequência na tevê. "Trabalhar me faz muito feliz. Gosto de entrar em cena, descobrir o personagem, esperar para gravar, ensaiar uma peça...", enumera.

Marcelo Pinto Varzea Nome: Marcelo Pinto Varzea. Nascimento: Em 21 de janeiro de 1967, no Rio de Janeiro. O primeiro trabalho na tevê: "Meu Marido", minissérie exibida pela Globo em 1991. "Era uma participação pequena". Um momento marcante na carreira: "Esse agora, em que estou em 'Malhação' e no 'Rock In Rio - O Musical'". A que gosta de assistir: Jogo do São Paulo, noticiário e entrevistas. A que nunca assistiria: "Aquelas coisas sensacionalistas". O que falta na televisão: "Gostaria que tivesse mais séries, como 'Tapas & Beijos' e 'Louco por Elas'". O que sobra na televisão: "Uma tentativa acirrada de se conseguir audiência com ícones em que eu não acredito, como beleza". Ator favorito: Paulo José. Atriz predileta: Andréa Beltrão. Com quem gostaria de contracenar: Marieta Severo, Marco Nanini e Selton Mello. Se não fosse ator, o que seria: Diretor. Novela preferida: "Vale Tudo", exibida pela Globo entre 1988 e 1989. Cena inesquecível na tevê: A cena de Fernanda Montenegro e Paulo Autran na primeira versão de "Guerra dos Sexos", de 1983, na mesa, jogando comida um no outro. Vilão marcante: "Depois da Carminha, acabou para todo mundo", decreta, referindo-se à personagem interpretada por Adriana Esteves em "Avenida Brasil". Personagem mais difícil de compor: "Os mais parecidos comigo". Papel que mais teve retorno do público: Lorenzo de "Malhação". Melhor bordão da tevê: "Não é brinquedo, não", de Dona Jura, personagem interpretada por Solange Couto em "O Clone". Que novela gostaria que fosse reprisada: "Brega & Chique". Que papel gostaria de representar: "Agora, eu gostaria de fazer um cara muito apaixonado". Com quem gostaria de fazer par romântico: "Com qualquer boa atriz". Livro de cabeceira: "Varia tanto... Atualmente, estou lendo a biografia do Quentin Tarantino". Diretor favorito: Woody Allen. Vexame: "Fui em um jantar muito chique e colocaram um cinzeiro de prata na frente de quem fumava. Eu fumava na época. O dono da casa acendeu o cigarro e eu resolvi acender o meu também. Eu, ouvindo a história que estavam falando, apaguei o cigarro na toalha de renda. Quando vi, já tinha queimado a toalha, a toalha de linho e eu tentava apagar, não conseguia. Foi um horror!". Uma mania: "De informação". Um medo: "De me confundir". Projeto: "Estou comprando os direitos de um espetáculo, que não posso falar o nome ainda. Vou produzir e atuar". "Malhação" - Globo, de segunda a sexta, às 17:30 h.


Bastidores

TVGazeta do Oeste 5

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

CAÇADORES DE FAMA

"SANGUE BOM" ESTREIA NESTA SEGUNDA E ABORDARÁ A BUSCA EXCESSIVA PELA NOTORIEDADE POR AMANDA ROLIM TV PRESS

O

universo da fama e das celebridades desperta muita curiosidade no público. Não é à toa que este será o tema de "Sangue Bom", próxima novela das sete da Globo. Com estreia marcada para esta semana, a trama, assinada por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, contará a história de seis jovens: Bento, Amora, Maurício, Malu, Fabinho e Giane, interpretados, respectivamente, por Marco Pigossi, Sophie Charlotte, Jayme Matarazzo, Fernanda Vasconcelos e Isabelle Drummond, que têm suas vidas interligadas desde a infância. "É uma novela que retrata encontros e desencontros do mundo midiático em que vivemos hoje. Entre o parecer, o ter e o ser, por meio de seis protagonistas", explica o diretor Dennis Carvalho. O folhetim começa com os personagens principais ainda crianças. Quando Bento, Amora e Fabinho, após serem abandonados por seus pais, se conhecem no lar de acolhimento mantido por Gilson e Salma, de Daniel Dantas e Louise Cardoso. Anos depois, os três se reencontram e percebem que ainda existe uma conexão entre eles. Entretanto, o tempo lhes reservou destinos bem diferentes. Enquanto o personagem de Pigossi cresceu no orfanato e se tornou um homem ético que trabalha em uma cooperativa de cultivo de flores, o papel vivido por Carrão foi adotado por uma família rica, que logo vai a falência, deixando o rapaz frustrado com a vida. Já Amora é criada pela atriz decadente Bárbara El-

len, de Giulia Gam, que a transforma em uma garota superficial. "A trama vai abordar a valorização excessiva da aparência, da notoriedade e do esforço absurdo e patético que as pessoas fazem para se constituir famosas", adianta a autora Maria Adelaide Amaral. A personagem encarnada por Giulia Gam, inclusive, foi o ponto de partida da história para os autores. Inspirada pela figura de Elizabeth Taylor - quando a atriz veio a falecer -, Maria Adelaide, que também tinha vontade de escrever sobre adoção, uniu os dois temas, junto com Vincent, e começou a esboçar Bárbara Ellen. E, a partir da atriz interesseira, surgiram os demais personagens do folhetim. "Na época, nós estávamos com a intuição aberta e conseguimos desenhar essa atriz com uma vida sentimental agitada que adota diversas crianças para se manter na mídia", relembra Vincent Villari. Já a caracterização levou em consideração o fato de a novela se passar em São Paulo. Com muitos jovens na trama, a equipe optou por "looks" modernos e casuais. Assim, o que diferencia o visual dos personagens é o grau de vaidade de cada um. A Amora, por exemplo, por ser uma "it girl" - garota que está sempre antenada nas últimas tendências do universo da moda tem um cabelo trabalhado em mechas mel e usa bastante maquiagem, diferente de Malu e Giane, que, por não se importarem com supérfluos, mostram uma visual limpo, quase natural. "São Paulo é considerada a capital da moda do país. Tivemos de levar isso para a caracterização", defende Núbia

Maisa, responsável pela caracterização da novela. Entretanto, apesar da forte influência da moda, a equipe ressalta o realismo como característica marcante de "Sangue Bom". "Fugimos do visual construído, com exceção de alguns papéis como o da Giulia Gam e o da Marisa Orth", completa Fernando Torquatto. Quanto à produção de arte da novela,sua maior preocupação foi com a paleta de cores usada no núcleo da cooperativa. Como as flores já chamam muita atenção por seu colorido, a equipe preferiu trabalhar com tons mais neutros no cenário. "A ideia era não roubar a atenção principalmente das flores, que fazem parte do universo de um dos personagens mais importantes, o Bento", conta Fábio Rangel, responsável pela produção artística. "Sangue Bom" é a primeira novela assinada por Vincent Villari. O jovem escritor tinha apenas 17 anos quando conheceu Maria Adelaide Amaral em uma oficina de autores da Globo. Logo se tornou seu colaborador no "remake" de "Anjo Mau". A parceria deu certo e outros trabalhos juntos vieram: "A Muralha", "Os Maias" e "A Casa das Sete Mulheres". "Em 'Ti-Ti-Ti', entreguei a ele o que nunca havia entregado a ninguém, a escaleta da minha novela. Dividir a autoria de 'Sangue Bom' foi consequência natural e justa da trajetória que trilhamos juntos", conclui Maria Adelaide.

QUEM É QUEM

BENTO DE JESUS (MARCO PIGOSSI)- Carismático,sem grandes ambições materiais, sua meta é ter uma vida digna e ser feliz colaborando para a felicidade alheia. Bento foi abandonado ao nascer e criado no orfanato de Gilson (Daniel Dantas) e Salma (Louise Cardoso),onde conheceu Fabinho (Humberto Carrão) e Amora (Sophie Charlotte), por quem nutre um carinho especial e não encontra desde a infância. O reencontro com a antiga paixão vai mudar completamente a vida dele. AMORA CAMPANA (SOPHIE CHARLOTTE) - A "it girl" mais conhecida do país, Amora Campana é jovem, determinada e, por baixo da aparente futilidade, esconde uma guerreira que vai à luta para conseguir o que quer. Foi adotada por Bárbara Ellen (Giulia Gam) quando criança. Desde então, perdeu o contato com seus amigos de infância. MALU CAMPANA (FERNANDA VASCONCELLOS) - Filha legítima de Bárbara (Giulia Gam) e Plínio (Herson Capri), Malu é formada em Pedagogia e faz pós-graduação em Assistência Social.Bonita e vital,sua linha é mais básica e despojada. Não tem nada a ver com aquele mundo de fama e excessos no qual vivem Bárbara e Amora, sua antagonista natural. Fabinho Queiroz (Humberto Carrão) - Companheiro de infância de Bento (Marco Pigossi) e Amora (Sophie Charlotte), Fabinho viveu na casa de Gilson (Daniel Dantas) e Salma (Louise Cardoso) até ser adotado por um casal rico do interior de São Paulo. Egoísta e inescrupuloso, ele volta para São Paulo disposto a encontrar os pais biológicos. MAURÍCIO VASQUEZ (Jayme Matarazzo) - Filho único de Natan (Bruno Garcia) e Verônica (Letícia Sabatella), Maurício é adorável. Gentil e simpático, sabe curtir a boa vida a que foi acostumado desde jovem. O que não significa que ele não saiba botar a mão na massa e trabalhar quando precisa. Amigo de infância de Malu (Fernanda Vasconcellos), Maurício é apaixonado pela noiva Amora (Sophie Charlotte). Giane de Souza (Isabelle Drummond) - Filha de Silvério. Muito parceira do pai, com


6 TVGazeta do Oeste

Entrevista

TUDO

No ar em "Salve Jorge", Antonio Calloni reafirma seu amor pela atuação e exalta o poder de crítica do público

É PERMITIDO POR GERALDO BESSA TV PRESS

A

ntonio Calloni encara seu trabalho na tevê com paixão. Por isso, o intérprete do ético Mustafa,de "Salve Jorge", assume que a melhor forma de lidar com seus papéis é evitar uma autocrítica apurada, que, de alguma forma, confronte ator e personagem. É assim que ele consegue encarar com vigor e sem muitos julgamentos qualquer tipo que possa interpretar."Nãoéqueeupercameu lado crítico. Mas é mais saudável para um ator conviver bem com seu trabalho",analisa.Para Calloni,cabe ao telespectador ter a visão criteriosa sobre o que assiste na tevê. E seja crítico especializado ou público comum - que reclama da programação de tevê nas redes sociais -, manifestar uma opinião é sempre válido. "Não se pode coibir nada.A liberdade de expressão é uma coisa que a gente alcançou e que não se pode perder. E se alguém se sentir ofendido, que procure seus direitos", avalia. Paulista e morador do Rio de Janeiro há anos, Calloni assume que a atuação faz parte de sua vida desde os tempos em que se apresentava nas peças escolares do Externato São Paulo. A estreia na tevê foi em 1986, na cultuada minissérie "Anos Dourados". A partir daí,o ator emendou trabalhos ao cair no gosto de diversos autores como Lauro César Muniz, autor de "O Salvador da Pátria" e da minissérie "Chiquinha Gonzaga",e Gloria Perez, responsável por "O Clone" e "Caminho das Índias". Contratado da Globo ao longo de quase toda sua carreira, ele ainda teve experiências na extinta Manchete e no SBT. "Fiz de tudo um pouco. Não posso reclamar das oportuni-

dades e dos grandes personagens que tive", valoriza. P - Assim como o Mustafa de "Salve Jorge", a maioria de seus personagens na tevê é de composição. Você prefere esse tipo de trabalho? R - Não me importo muito se é um personagem de composição ou não. Gosto mesmo é de me apaixonar. E, é curioso, eu nunca me sinto compondo trejeitos e características de um papel. Tento estabelecer um diálogo com o personagem. É ele quem me leva a agir da melhor maneira em cena. Eu não me preocupo em ter de exercitar uma certa postura para chegar ao ponto exato do papel. P - Até a famosa fase de laboratório você dispensa, então? R - Não, eu faço laboratório. Tanto que fui até a Turquia,conheci o Grand Bazar, fiquei observado os vendedores de lá, o modo de falar. Mas, para ser honesto, não apreendo isso para fazer de forma racional e ensaiada.Eu gosto quando acontece naturalmente. Porque assim, vejo o personagens como resultado das profundas pesquisas que eu sempre faço. Cada personagem é único, mas uns tipos inspiram outros. Por exemplo, o Natal, de "O Astro", teve repercussão de público e foi um dos meus maiores sucessos de crítica. Na época da preparação, a referência que eu tinha de bicheiro,dos caras poderosos do subúrbio era muito vasta. Mas o ponto de partida para esse papel foram as lembranças que tive de quando fiz a série "A Vida Como Ela É", do Nelson Rodrigues, que foi o escritor que definiu o subúrbio carioca. E "O Astro" se revelou um trabalho muito marcante para mim. P - Por quê?

R - É uma união de fatores. Foi um dos momentos mais prazerosos da minha vida. Meu personagem era fantástico e me deu a possibilidade de desenvolver algo extremamente diferente de tudo o que eu já tinha feito. Natal era um cara barra-pesada, mas que tinha um lado cômico,isso dava a ele muitas nuances.E,acima de tudo,gostei de participar de uma homenagem à Janete Clair, uma mulher extremamente importante para a dramaturgia nacional. Foi um momento feliz. P - "O Astro" inaugurou o horário das 23 horas, onde se tem uma liberdade maior de conteúdo e um formato enxuto. Como foi voltar a trabalhar em um esquema mais tradicio-

nal de novelas como o de "Salve Jorge"? R - "O Astro" renovou a carreira de boa parte das pessoas do elenco.Mas eu conheço bem o formato "novelão" e gosto muito dele também. A Gloria (Perez) é sinônimo de produções grandiosas. E "Salve Jorge", de fato, confirmou-se mais uma trama ambiciosa, com ritmo de trabalho diferente. Acho que todo trabalho que dê ao ator a oportunidade de aprendizado é válido.Nessa novela,pude me tornar íntimo da cultura e dos costumes turcos. Tive a honra de ir até a Turquia e me deparar com toda a história de uma região que já foi capital de três grandes impérios. É o centro do mundo. Não é brincadeira (risos).


Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

P - "Salve Jorge" é a terceira novela assinada pela Gloria da qual você faz parte. Como você se preparou para interpretar o Mustafa? R - A Gloria me falou sobre o Mustafa em fevereiro do ano passado. Por minha conta, comecei a pesquisar, a aprender algumas palavras em turco. Eu curto muito esse tipo de estudo. É um personagem extremamente para cima,moderno e liberal.É um cara cosmopolita,que representa o povo turcoatual.Extremamenteético,ele não carrega o peso do fundamentalismo. A religião é uma questão bem "light" na vida dele. Isso foi inspirador para mim. P - Mustafa é um personagem muçulmano em mais uma trama étnica da autora. Em algum momento você ficou receoso de se repetir ou ter sua performance fortemente comparada à sua atuação como o Mohamed,de "O Clone" (2001)? R - Assim que aceitei o convite,sabia que as comparações seriam inevitáveis.Afinal,assim como "O Clone", "Salve Jorge" é uma novela da Gloria, cheia de personagens estrangeiros, ambientada em um país de maioria muçulmana.É normal o público fazer essa associação. Meu trabalho é diferenciar.Na minha cabeça, desde o início, o fato de Mohamed ser um fanático que rezava cinco vezes ao dia já era uma diferença imensa. Mas, quando meu nome foi revelado para o papel, choveram críticas e receios de que eu iria me repetir. P - Isso o incomodou? R - De jeito nenhum! Era uma preocupação meio sem sentido do público e da crítica, pois eu acho muito bacana lembrar de "O Clone". Eu mesmo, às vezes, entro na internet e busco algumas cenas da novela. Ele era de um apelo popular incrível, custou para que o público deixasse de me chamar de Mohamed pelas ruas. P - De alguma forma, você considera seu trabalho em "O Clone" como o encontro de sua arte com a público? R - É um momento de destaque,sem dúvida.Como foi uma novela muito vendida para o exterior, teve uma repercussão internacional.Até hoje recebo e-mail do mundo inteiro abordando ou elogian-

do o personagem. Mas fica difícil eleger o mais popular. Até porque tive outros tipos bem aceitos pelo público antes. Fiz, ao longo da minha carreira, papéis bem carismáticos,como Bartolo de "Terra Nostra" (1999). E, mais recentemente, o César, de "Caminho das Índias" (2009). P - Sua trajetória na Globo é marcada por trabalhos em diferentes núcleos da emissora. Para você, qual a importância de variar e experimentaroutrosgruposdetrabalho? R - Acho fundamental. Inclusive, a própria Globo tem a preocupação de não deixar formar muitas "panelinhas". É claro que, por afinidade, alguns atores, diretores e autores acabam trabalhando frequentemente.Não sou contra isso. Afinal,é bom estar ao lado de quem se gosta e admira, mas tentar misturar núcleos, criar outros ambientes de trabalho é essencial para criar outro produtos e resultados. Eu gosto de variar. E acho importante para a minha carreira tanto rever antigos conhecidos quanto experimentar novos processos de criação com outros profissionais. P - "Salve Jorge" é 20ª novela de sua carreira. Em qual momento você teve certeza de que atuar era o melhor caminho profissional a ser seguido? R -Descobri que eu estava no caminho certo aos 10 anos de idade, quando estudava no Externato São Paulo (risos).Honestamente,foi ali que eu pensei: "quero ser ator". Eu fazia teatro na escola, escrevia peças e cresci vendo novelas. Aliás, a novela é a grande referência do brasileiro.Nossa cultura não é "shakespeariana", mas da novela que traduz o espírito latino,folhetinesco e "cafona" - entre aspas, senão vão achar que estou falando mal de novela. A gente carrega esse espírito melodramático e isso sempre despertou minha curiosidade e fascínio. "Salve Jorge" - Globo - de segunda a sábado, às 21 h.

TVGazeta do Oeste 7

AOS PÉS DAS LETRAS Reconhecido como ator, Antonio Calloni mantém uma frutífera carreira na literatura, onde mostra sua porção escritor em títulos como "Paisagem Vista do Trem" e "O Sorriso de Serapião e Outras Gargalhadas". Sua última incursão pelas letras, "João Maior do que Um Cavalo e Maria Menor do que Um Burro", foi criada a seis mãos na companhia de sua mulher, Ilse, e de seu filho, Pedro. "O livro foi concebido em viagens de família. Foi um processo bacana e divertido, baseado na criatividade e cooperação", conta Calloni que, até o ano que vem, deve lançar "50 Anos Inventados em Dias de Sol e Algumas Poesias", livro que brinca com histórias ficcionais e experiências reais do autor. "É uma mistura, um diário inventado. Não encaro como uma biografia porque não acho que minha vida seja tão interessante assim", analisa, com modéstia. Com um texto seu já montado para os palcos, Calloni mostrase empolgado com a possibilidade de ver um de seus romances, no futuro, adaptado para o cinema. Entrentanto, ele não demonstra o mesmo entusiasmo quando o assunto é escrever para a tevê. "É um trabalho extremamente difícil. Acho que todo autor de novela merece aplauso. Os bons, os medíocres e os ruins. Não preciso ter a experiência para entender o quão complexo é o processo de se criar uma trama", ressalta, entre risos.

O BEM DO MAR Em tom de brincadeira, Antonio Calloni se define como um pescador que, eventualmente, escreve livros e trabalha como ator. É assim que ele justifica as inúmeras fotos e vídeos suas pescando em seu site oficial "www.antoniocalloni.com.br". "Por sorte, o roteiro da novela me permite continuar firme na pescaria. Nem considero pescar um 'hobby', é meu estilo de vida", garante. Entre muitas experiências em alto-mar, o mais curioso registro do ator é a pesca de um tubarão Mako, de cerca de dois metros. "Faço os vídeos para os amigos não acharem que é apenas papo de pescador. E também é uma maneira do público conhecer esse meu outro lado", explica.

TRAJETÓRIA TELEVISIVA # "Anos Dourados" (Globo, 1986) - Claudionor. # "Hipertensão" (Globo, 1986) - Fratelo. # "Bambolê" (Globo, 1987) - Augusto. # "TV Pirata" (Globo, 1988). # "O Salvador da Pátria" (Globo, 1989) - Tomás. # "Brasileiros e Brasileiras" (SBT, 1990) - Plínio. # "O Dono do Mundo" (Globo, 1991) - William. # "Contos de Verão" (Globo, 1993) - Thales. # "Olho no Olho" (Globo, 1993) - Boris. # "74.5 Uma Onda no Ar" (Manchete, 1994) - Mariano. # "Malhação" (Globo, 1996) - Leon. # "Zazá" (Globo, 1997) - Milton. # "Era Uma Vez..." (Globo, 1998) - Maneco. # "Chiquinha Gonzaga" (Globo, 1999) - Lopes. # "Suave Veneno" (Globo, 1999) - Hanif. # "Terra Nostra" (Globo, 1999) - Bartolo. # "Os Maias" (Globo, 2001) - Palma. # "O Clone" (Globo, 2001) - Mohamed. # "Um Só Coração" (Globo, 2004) - Assis Chateaubriand. # "Começar de Novo" (Globo, 2004) - Olavo. # "JK" (Globo, 2006) - Schmidt. # "Páginas da Vida" (Globo, 2006) - Gustavo. # "Amazônia - De Galvez a Chico Mendes" (Globo, 2007) - Padre José. # "Beleza Pura" (Globo, 2008) - Eduardo. # "Caminho das Índias" (Globo, 2009) - César. # "Escrito nas Estrelas" (Globo, 2010) - Vicente. # "Salve Jorge" (Globo, 2012) - Mustafa.


8 TVGazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Crônica

FOCO NAS CERTEZAS

NA RETA FINAL, "BALACOBACO" PROMOVE "AJUSTES TÉCNICOS" E INVESTE NAS MALDADES DE SEU VILÃO PRINCIPAL

GERALDO BESSA TV PRESS

C

O tempo fez muito bem a "Balacobaco", da Record. Feita a "toque de caixa" depois do fracasso de "Máscaras", a novela sofreu ao longo de boa parte de sua exibição com cenários exagerados, atores fora do tom, história sem grandes momentos e diálogos confusos.No ar há quase sete meses e após inúmeros ajustes,a trama de Gisele Joras apresenta-se mais equilibrada e simpática em sua reta final. Concentrada nos núcleos mais importantes, o folhetim deixou de atirar para todos os lados. E agora foca de forma eficiente nas vilanias de Norberto, de Bruno Ferrari, principal destaque masculino do elenco. Em novelas, o vilão é, geralmente, um personagem de forte apelo popular.Só que,no caso de "Balacobaco", além das maldades e da boa atuação de Bruno, Norberto fica cada vez mais interessante por não ter outro personagem masculino com o mesmo resultado positivo. O que evidencia o erro de escalação da emissora ao confiar o papel de mocinho ao inexpressivo Victor Pecoraro. Protagonista da trama,Juliana Silveira continua desenvolvendo uma atuação segura na pele de Isabel.Enquanto,as apostas iniciais de "Balacobaco", Diva e Dóris, as irmãs-bandidas interpretadas por Bárbara Borges e Roberta Gualda,ainda parecem estagnadas no humor fraco e na atuação apagada das duas boas atrizes. Por conta disso, quando o assunto é comédia, "Balacobaco" encontra um lugar seguro em Violeta e Osório, de Simone Spoladore e André Mattos. Entre disfarces e nuances, pai

e filha protagonizam sequências divertidas e bem construídas,onde a dupla mostrase versátil e à vontade. Na corda bamba do bom senso, Simone ainda se arrisca na interpretação de Vitor, homem inventado pela tresloucada personagem. Com audiência já estabelecida em torno de oito pontos, "Balacobaco" elevou e manteve o Ibope do principal horário de dramaturgia da Record. Por isso, não foi encurtada e ganhou tempo para desenvolver suas principais tramas de forma mais coerente - mas respeitando os exageros originais da história. Nos quesitos técnicos, até a edição, antes totalmente deslocada e rápida demais, ga-

nhou um ar mais contemplativo e de resultado agradável. Entre outros detalhes de produção, cenários, iluminação e fotografia também tiveram melhora significativa. Sem grandes possibilidades de tornar-se mais um êxito da dupla Gisele Joras e Edson Spinello - autora e diretor de "Amor e Intrigas" e "Bela, A Feia" -, "Balacobaco", ao menos, consegue trabalhar sua despedida com dignidade. "Balacobaco" - Record - de segunda a sexta - às 22:15 h.


TVGazeta do Oeste 9

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Close

GOSTO PELO DIFERENTE NO AR EM "BALACOBACO", THAIS PACHOLEK FALA DE SUA PREFERÊNCIA POR INTERPRETAR VILÃS

MARIANE AZEVEDO TV PRESS

C

om jeito doce e fala pausada, pode parecer inusitado Thais Pacholek se interessar mais pelos papéis de vilã. Mas a intérprete da serena Mirela de "Balacobaco" se sente atraída pelas malvadas justamente por contrastar com sua maneira de ser. "Todo ator precisa de desafios e quanto mais diferente a personagem é de mim, mais interessante se torna", avalia. Questionada quanto ao papel que considera mais marcante em sua carreira, ela não titubeia ao afirmar que foi a vilã Beatriz de "Revelação", exibida em 2008 pelo SBT. "Ela foi sensacional", relembra. Apesar disso, a atriz ressalta sua satisfação com o papel que interpreta na novela de Gisele Joras. "A equipe de 'Balacobaco' é muito boa, adoro trabalhar com o Edson Spinello", afirma, referindo-se ao diretor do folhetim. Na trama, Mirela é amiga de infância de Isabel, de Juliana Silveira, e faz de tudo para ajudá-la a superar seus problemas. A jovem arquiteta também vive uma paixão com Vicente, papel de Rafael Calomeni. "O casal deu certo. Acredito que a autora não vai desfazê-lo, até porque já estamos próximos do final da novela", opina. "Balacobaco" sai do ar na segunda metade de maio. A atriz, que começou a fazer teatro aos nove anos, se mostra um pouco insegura quanto à estabilidade de sua

carreira. Ela confessa ficar apreensiva quando se aproxima o período de término de contrato. Depois de estrear na tevê em uma participação na novela "Cobras & Lagartos", exibida em 2006 pela Globo, Thais assumiu apenas papéis de destaque como protagonista e antagonista no SBT. E, mesmo assim,é taxativa ao dizer que teme as oscilações da profissão. "Nunca nos sentimos seguros. Não posso pensar: 'Ah, agora estou aqui e estou estabilizada'. Não! O coração está sempre disparado", entrega. Para amenizar a angústia desses momentos, Thais, que sempre foi apegada aos parentes próximos, diz contar com o apoio da família para recarregar as baterias e conseguir ficar firme emocionalmente. "Escolhi essa pro-

fissão e tenho de estar preparada. Nessas horas, a base familiar é o que me segura", diz. Atualmente morando sozinha no Rio de Janeiro devido às gravações da novela, a curitibana de 29 anos sente muito a distância dos pais. "É complicado chegar em casa no domingo e perceber que estou só. Abrir mão do convívio diário com meus pais pela minha carreira é o mais difícil", fala. Graduada em Artes Cênicas e em Jornalismo, Thais está escalada para viver a personagem-título do longa "Dona Beja", de Lucia Abreu. Segundo ela, tramas nesse estilo a instigam por ter grande admiração e desejo de dar vida à "mulheres à moda antiga". "Quero fazer uma novela em que eu precise usar vestidões e falar o idioma corretamente",ressalta.Justamente por isso, a atriz vê na

obra uma possibilidade de interpretar a mulher de época que tanto tem vontade, já que o filme é ambientado no Século XIX. "Acho que vou me realizar com o longa", pontua. Ela, que tem contrato com a Record apenas para "Balacobaco", ainda não recebeu nenhuma proposta de novos trabalhos na emissora. Mas afirma que sairá do canal com a certeza de que fez o seu melhor. "Saio com um acréscimo profissional.Aprendi muito aqui. Tenho a sensação de dever cumprido", finaliza. "Balacobaco" - De segunda à sexta, às 22:15 h, na Record.


10 TVGazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Resumo

SANGUE BOM

MALHAÇÃO

FLOR DO CARIBE

GLOBO - 17H:50

GLOBO - 18H:15

GLOBO - 19H:15

SEGUNDA (29/04) - Axel admira a imagem de Fatinha no outdoor e Bruno perde a cabeça ao ver a campanha. Raquel acredita que Nélio seja seu admirador secreto e os dois acabam marcando um encontro. Marcela lamenta o fracasso de seu plano. Bruno e Fatinha discutem por causa do outdoor. Tatá repreende Vitor por ter beijado Fatinha. Olavo se recusa a ajudar Bruno no projeto do CRAU. Nélio vai ao encontro de Raquel e Lia fica confusa. Lorenzo vê Raquel com Nélio. Bruno adultera o outdoor de Fatinha com a ajuda de Rasta. Fatinha vê sua imagem sabotada no outdoor.

SEGUNDA (29/04) - Ester afirma a Alberto que ele não conseguirá afastá-la de Cassiano. Juliano e Duque convencem Cassiano a se esconder no barco. Rafael combina com Reinaldo a ida de Amparo e um segurança na turnê de Cristal pelo Brasil, e pede ao empresário sigilo sobre o segurança. Yvete dá um aparelho de espionagem para Alberto monitorar Ester através dos óculos da esposa. Cassiano invade a casa de Alberto e avisa que vai tirar tudo do ex-amigo. Ester pergunta a Cassiano sobre Cristal.

SEGUNDA (29/04) - Malu conhece Bento. Bárbara descobre a traição do marido e decide se divorciar. Giane não gosta de ver Bento com uma revista de Amora. Tábata avisa a Bárbara que Jonathan convocou a imprensa. Bento organiza uma manifestação com os moradores do bairro onde será inaugurado o Las Blumas. Malu tenta falar com Amora sobre Bento. Bluma se desespera ao ver a aglomeração de moradores em frente ao estande do Las Blumas. Jonathan morre antes de revelar seu romance com Brunetty e Bárbara recebe a notícia diante dos repórteres. Amora decide sair do carro de Maurício para chegar ao coquetel e esbarra com Bento.

TERÇA (30/04) - Sal orienta Kika a se tornar amiga de Lia. Fatinha vai à casa de Bruno, que acaba confessando a autoria da sabotagem ao outdoor. A pedido de Jorge, Vitor lê um poema romântico em sala e troca olhares com Lia, que fica confusa. Marta leva Ju para o teste de passarela com Hector. Cezar e Marcela começam suas aulas sobre patins. Ju é aprovada para o desfile de uma marca de sandálias. Morgana se impressiona com a habilidade de Orelha com os patins. Olavo pede que Vitor assine uma nova procuração. Lia decide visitar Tatá. Vitor e Lia se encontram no prédio e acabam presos no elevador. QUARTA (01/05) - Lia beija Vitor, que retribui, mas se mantém firme na decisão de se afastar da menina. Severino chega com o técnico para consertar o elevador. Kika desconfia de que Sal queira ficar com Lia. Ju repreende Vitor por seu comportamento com Lia, mas Olavo defende o rapaz. Cezar incentiva Orelha a trabalhar sua autoestima. Nélio prefere ir ao desfile de Ju a sair com Raquel. Hector apresenta Ju às outras modelos e Tábata fica com inveja. Vitor desabafa com Fatinha e Bruno vê os dois juntos. Disfarçado, Sal se aproxima de Lia, que é surpreendida pelo carro de Alemão e Caixote. QUINTA (02/05) - Sal se esconde de Alemão e Caixote, que pressionam Lia para saber notícias do rapaz. Tábata sabota uma das sandálias que Ju usará no desfile. Tatá reclama com Nélio por ele não ter ligado para sua mãe. Ju quase escorrega na passarela, mas contorna a situação e é ovacionada. Os pais de Fera chegam ao Misturama e o menino não consegue apresentar Rita como sua namorada. Robson consegue um evento para Pilha se apresentar como MC. Raquel descobre que Nélio não é seu admirador secreto. Sal se confunde e chama Kika de Lia. Ulla investe em Bruno e Fatinha parte para cima dos dois. SEXTA (03/05) - Bruno provoca Fatinha com Ulla. Pilha convida Fatinha para participar do evento em que ele será MC e ela aceita. Pilha e Fatinha descobrem que Robson armou uma festa infantil para eles animarem. Cezar incentiva Orelha a treinar pesado na patinação. Vitor observa Lia tocar guitarra no Misturama e Ju não gosta. Sal dispensa Kika. Morgana assiste ao treinamento de Orelha. Pilha é rejeitado pelas crianças da festa. Ju incentiva Lia a esquecer o ex-namorado de vez. Pilha, Fera, Fatinha e Robson armam uma grande confusão na festa infantil. Kika persegue Sal e descobre que ele está indo atrás de Lia.

TERÇA (30/04) -Cassiano explica a Ester que Cristal é somente uma amiga que o ajudou a fugir do Caribe. Alberto pega os óculos de Ester e assiste às imagens do encontro da esposa com Cassiano captadas pelo aparelho de espionagem. Hélio avisa a Taís que Gonzalo vai à procura de Cassiano no mar. Cassiano resolve pular do barco e pede a Donato que avise a Taís para pegá-lo na praia. Samuel desconfia de que Guiomar esteja acobertando Dionísio. Guiomar avisa a Lindaura sobre o perigo que Samuel corre ao querer desvendar o passado de Dionísio. Alberto pergunta a Ester se ela vai desistir de Cassiano. QUARTA (01/05) - Ester diz a Alberto que cede à sua chantagem, desde que passem a dormir em quartos separados. Mila descobre que Natália está apaixonada por Juliano e avisa à mãe que contará ao pai. Ester diz a Márcia que o Grupo Albuquerque deixará de patrocinar a ONG. Vanessa confirma que a distribuidora de biquínis aceitou fazer o clipe com as modelos de Vila dos Ventos. Samuel entrega a Ester o dinheiro que recebeu dos alemães para ajudar a filha a sustentar a ONG. Isabel e os pilotos procuram uma forma de avaliar os documentos trazidos por Gonzalo. Dionísio descobre que sua medalha não está no cofre. QUINTA (02/05) - Dionísio pede ajuda a Alberto para procurar sua medalha. Ester conta a Cassiano sobre o acordo que fez com Alberto.Ele promete que conseguirá reverter a situação. Donato deixa Bibiana comovida ao revelar que cumpriu pena no lugar de Hélio. Isabel constata que os documentos trazidos por Gonzalo são falsos, mas procura não demonstrar que descobriu a armação. Lindaura entrega a medalha de Dionísio para Doralice. Isabel avisa a Cassiano que não será fácil tirá-lo da condição de acusado. Quirino avisa a Ester que foi Alberto quem colocou os sais no lugar dos diamantes que incriminaram Cassiano. SEXTA (03/05) -Quirino diz a Ester que ele e Alaor podem testemunhar contra Alberto.Rodrigo sugere aos amigos que viajem para o Caribe, a fim de reunir provas contra Dom Rafael. Bibiana convida Hélio para jantar em sua casa. Mila avisa a Natália que decidiu morar com o pai. Alberto manda demitir Alaor. Alberto finge cumprir o acordo que fez com Ester,mandando Gonzaloembora.DoralicecolocaamedalhadeDionísionobolso do paletó de Alberto, sem que ele perceba. Cassiano identifica como turmalina-paraíba a pedra que está no cincerro de Ariana. SÁBADO (04/05) - Cassiano pede a pedra emprestada a Candinho, mas promete devolvê-la. Mila termina o relacionamento com Ciro. Durante as recordações da infância, Samuel lembra que Dionísio traiu sua família e levou o anel de sua mãe. Forçado por Bibiana,Hélio confessa que foi ele quem atropelou o casal. Alberto manda uma mensagem para Cassiano, fingindo ser Ester, e marca um encontro na cabana.Lindaura pede a Quirino para tentar convencer Samuel a desistir da investigação contra Dionísio. Ester avisa a Cassiano que não marcou um encontro com ele.Gonzalo surge e força Cassiano a entrar em um carro.

TERÇA (30/04) - Amora começa o seu programa ao vivo. Sueli tenta descobrir com Brunetty o que Jonathan iria declarar para a imprensa. Bento comunica, em nome dos moradores, o motivo da manifestação, e Vitinho pensa em chamá-lo para ser entrevistado por Amora. Verônica não gosta da forma como Amora fala de Natan. Bárbara chora diante dos jornalistas. Bento e Amora pensam um no outro. Plínio tenta impedir Bárbara de levar os filhos para o cemitério. Fabinho acredita ser filho legítimo de Plínio. Amora vai à Acácia Amarela e pergunta por Bento para Giane. QUARTA (01/05) - Giane mente sobre Bento para Amora. Plínio ajuda Malu a distribuir sanduíches para as crianças da Toca do Saci. Damáris chega ao velório e tenta consolar Bárbara. Fabinho consegue informações sobre o passado de Plínio e Irene. Bento reclama de Amora para Gílson. Sueli surpreende Bárbara ao falar sobre Brunetty. Amora compra vários pares de sapatos iguais. Brunetty chega ao velório de Jonathan e Bárbara se apavora. Brunetty ameaça divulgar seu caso com Jonathan. Bento descobre que Giane mentiu sobre Amora. QUINTA (02/05) - Bento discute com Giane. Bárbara chantageia Brunetty. Bento fica eufórico com a possibilidade de falar com Amora. Plínio pensa em Irene. Fabinho pega um falso diploma de faculdade com um comparsa. Amora não gosta de ver Maurício e Malu juntos. Giane não se conforma ao saber que Bento foi atrás de Amora. Sueli afirma a Zito que descobrirá a ligação entre Brunetty e Jonathan. Giane pensa na conversa que teve com Amora. Lara e Amora se desentendem. Giane invade o casamento e ameaça contar o que sabe sobre Amora para os repórteres. SEXTA (03/05) - Giane é levada para fora por seguranças e Bento a socorre. Sueli se apressa para falar com Amora e Renata se preocupa. Renata fala para Bento sobre o desprezo com que Amora a trata.Lara tenta se aproximar de Giane e Bento. Bárbara e Natan se beijam. Vitinho lembra-se de seu casamento com Bárbara. Tina se emociona ao se ver vestida de noiva. Vitinho foge da igreja, e Tina tem uma crise nervosa. Bárbara fala para Amora que vai se casar com Natan. Lara leva um fora de Giane. Malu procura Bento e conhece Charlene. Dorothy aconselha Amora a tomar cuidado com Lara. Sueli se aproxima de Bento para falar sobre Amora. SÁBADO (04/05) - Tábata sugere que Amora adie sua festa de noivado. Giane fica aliviada ao saber que Bento não está com Charlene. Verônica ouve Renata falar de Amora e exige saber sobre o passado da futura nora. Lara procura Natan. Amora ouve Bento falar sobre ela com indiferença. Todos assistem ao programa de Sueli Pedrosa sobre Amora. Verônica quer cuidar dos preparativos da festa de noivado de Maurício. Bárbara consola Amora. Verônica contrata Bento para decorar a festa do filho. Bento, Amora e Fabinho se reencontram.


TVGazeta do Oeste 11

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Resumo JOSÉ DO EGITO

SALVE JORGE

RECORD - 21:30 H

GLOBO - 21 H

QUARTA (01/05) - Bila não tem dúvidas de que Jacó sabe de tudo,mas ainda assim ele é respeitoso com ela.Potifar diz a José que será melhor se afastar de Azenate, pelo bem da própria moça. Bêbado, Simeon confessa que é apaixonado por Naamá. Ruben e Naamá vão para a tenda e começam a se despir. O hebreu vê o rosto de Bila quando fica muito próximo de sua esposa e decide se afastar. Enquanto organiza os papiros de Potifar,José compara documentos e descobre que as mercadorias da casa estão sendo mal trocadas. Elisa e Judá se despedem de todos no acampamento. Pentephres diz a Potifar que deseja a morte de José. O comandante se nega a atender.

SEGUNDA (29/04) - Almir explica a Morena o que ela precisa fazer quando estiver com Russo. Waleska ouve Russo dizer que capturaram Morena. Mustafa vê o resultado do exame de DNA de Aisha e fica eufórico por ela não ser filha de Wanda. Sheila fala com Rosângela. Lívia tenta saber notícias de Theo com Wanda e Irina fica surpresa. Waleska demonstra para Almir receio sobre a sua segurança e a de Morena. Stenio conta para Helô que o exame de DNA de Aisha deu positivo. Mustafa tenta consolar Berna. Morena grava toda a conversa que tem com Russo,que dá o sinal para um mendigo disfarçado mirar em Morena.

BALACOBACO - 22:00éH SEGUNDARECORD (29/04) - Norberto pego pelos policiais. Dóris descobre que o vilão foi preso e Diva afirma que elas precisam fugir. Mirela e Isabel comemoram a notícia. Vicente questiona o destino das gêmeas Paranhos e Eduardo diz que as irmãs devem ser julgadas. Dolores volta para casa sozinha e Marlene vibra.Lígia pede ajuda a Celina para afastar Catarina e Lucas,mas ela recusa.Eduardo avisa para Isabel que seu escritório de advocacia vai cuidar da defesa de Fabiana, deixando-a furiosa. Eduardo e Álvaro se preparam para o julgamento de Norberto. O vilão se encaminha para audiência e encara o advogado. TERÇA (30/04) - Norberto fica furioso ao ver Magno depor e garante que vai matar seu antigo capanga e Celina. Isabel recorda seu relacionamento com Norberto e Mirela pede desculpas à amiga por ter incentivado o namoro. Cremilda reclama de saudade das filhas. Depois de ser condenado, Norberto tenta esganar Eduardo. Passam-se algumas semanas. Eduardo se emociona ao ver a filha recémnascida e Isabel decide batizá-la de Teresa. Mais dois anos se passam e a filha de Isabel completa seu segundo aniversário. Norberto recebe a visita de Arnaud, que leva notícias sobre Isabel. O vilão se emociona ao ver a filha da amada e garante ser o pai de Teresa. QUARTA (01/05) - Norberto diz que deveria estar com sua amada e Lúcio, seu companheiro de cela, decide ajudá-lo. Rafael conta para Zé Maria que Dilly e Vadilly vêm ao Brasil, sem saber que são Dóris e Diva disfarçadas. Isabel sonha com Norberto e Taís aconselha sua tia a esquecer o vilão. Após uma temporada no exterior, Luiza e André visitam os pais e comemoram o sucesso no mercado internacional. Magno questiona Celina, que admite não ter esquecido Vicente, e decide ir embora. Fabiana encontra com Arnaud e o capanga revela sobre o plano de Norberto. Lúcio e Norberto conseguem fugir da prisão.Diva e Dóris comemoram o sucesso como cantoras. QUINTA (02/05) - Taís revela estar com medo de Norberto e Eduardo consola a filha. Diva quase é descoberta pelo repórter ao dar uma entrevista sob a pele de Dilly,deixando Dóris irritada. Celina cogita a possibilidade de voltar para Londres.Abigail afirma que Norberto está morto,mas Isabel fica em dúvida. Norberto ameaça Adriana e exige saber o endereço de Mauro.Zé Maria pede um autógrafo para Dóris, que quase entrega seu disfarce. Norberto visita Celina e pergunta sobre Magno, ameaçando a produtora. Lurdes os interrompe e o vilão escapa. Norberto assusta Lígia ao aparecer em sua casa. SEXTA (03/05) - Lígia afirma que não vai revelar o paradeiro de Eduardo. Norberto ameaça matá-la e Adamastor o interrompe. Para proteger a esposa, o senhor revela o endereço de Eduardo. Mauro garante que deseja reencontrar Norberto.Alertado pela mãe,Eduardo prepara Isabel e Taís para uma possível visita de Norberto. Abigail festeja ao saber que o vilão está vivo. Eduardo confessa que não gosta dos passeios de Abigail com Teresa e Isabel tenta defender a mãe. Arnaud parabeniza Norberto, mas fica tenso diante da insistência do vilão em matar Fabiana. Norberto aperta a foto de Teresa e trama maneiras de raptar a menina.

TERÇA (30/04) - O homem que tentou acertar Morena é morto. Jô consegue uma cópia dos arquivos da boate. Stenio tenta se desculpar com Lucimar. Sheila convence Wanda a levá-la para a Turquia. Helô manda Barros avisar a Delzuite que sua filha foi encontrada. Lívia descobre que Theo chegou à Turquia e decide ir para o mesmo hotel que ele. Russo manda esvaziar a boate e Jô filma a chegada de Lívia. Delzuite conta para Helô como foi o dia do nascimento de Aisha. Helô manda prender Wanda. Neuma desconfia do sumiço de Lucimar e avisa a Barros. Zyah leva Theo para conhecer Istambul. Lucimar invade o quarto de Wanda. QUARTA (01/05) - Barros prende Wanda, depois de afastar Lucimar. Helô pede para Mustafa sair com Aisha e conversa com Berna. Morena finge trabalhar na rua e Russo acredita. Barros coloca Wanda e Berna juntas. Sheila avisa a Vanúbia que vai com ela para a Turquia. Delzuite prepara sua casa para o encontro com Aisha. Thompson consola Lucimar. Isaurinha pede para Celso deixar de perseguir Antônia. Helô faz uma acareação entre Berna e Wanda. Jô filma Russo. Lívia estranha não conseguir falar com Wanda. Haroldo sente falta de Rosângela. Theo encontra Lívia no hotel. QUINTA (02/05) - Theo fica irritado com a presença de Lívia e pede para falar com Stenio. Irina questiona Lívia sobre sua obsessão por Theo. Morena vê Riva tirando fotos dela. Jô leva a gravação que fez para a polícia. Demir avisa a Zyah que vai contar a verdade para a cunhada, se for questionado. Adam encontra a caneta filmadora no chão da boate e Jô fica tensa. Wanda decide contar para Helô sobre a adoção de Aisha. Russo consegue resgatar os filmes que estavam na câmara da caneta. Helô aconselha Berna a contar a verdade para Mustafa. Helô apresenta Delzuite, Lurdinha e Samantha para Aisha. SEXTA (03/05) - Aisha fica tensa com Delzuite, que abraça a filha emocionada. Helô conta para Aisha que ela foi traficada. Delzuite agradece a Berna por ter cuidado de Aisha. Ayla conta para Sarila o que fará contra Bianca. Russo e Lívia assistem ao filme feito com a câmara da caneta. Rosângela conta para Lívia que Wanda foi presa. Aisha fica deslocada na casa de Delzuite. Russo questiona Waleska sobre Almir e decide instalar câmaras nos quartos. Wanda ameaça entregar Lívia se a vilã não a ajudar a sair da cadeia. Mustafa passa mal e é levado para o hospital. Lívia revela para Theo que Morena está trabalhando nas ruas de Istambul. SÁBADO (04/05) - Lívia inventa para Theo que tentou convencer Morena a deixar de trabalhar nas ruas. Aisha reclama de sua família biológica. Jô, Morena e Almir participam de treinamento. Lívia fala para Élcio que ele saberá o percurso da prova antes de todos. Lucimar ofende Wanda em frente à delegacia. Berna não consegue contar a verdade para Aisha. Bianca desconfia de que Cyla queira tirá-la do restaurante. Lívia fala com Russo sobre Wanda, e uma camareira presta atenção à conversa. Jô não consegue falar com Almir na boate, e ele acaba entrando no quarto com as câmaras instaladas. Theo vê Morena na rua.

CARROSSEL SBT - 20H:30 SEGUNDA (29/04) - Mário, Valéria e Davi colocam uma mensagem em um pombo correio, pedido a cura de Dona Sara para Deus. Mário fica triste, achando que a ave pode não voltar mais. Valéria sonha que o pombo entregou a mensagem e que a resposta já está a caminho. Na manhã seguinte, o pombo está de volta. Mário lê a mensagem que ele trouxe e se surpreende. O menino conta para Firmino que Sara será salva, mas que é necessário que eles guardem segredo e creiam nisso. Miguel conta para a família de Davi que um milagre aconteceu e que Dona Sara está fora de perigo. TERÇA (30/04) - Davi e Mário mostram o bilhete para Valéria, que agradece a Deus. Helena conta que os alunos terão que preparar um projeto audiovisual, que auxiliará na nota final, onde reproduzirão a cena de algum filme. Marcelina, Valéria, Alicia e Laura pensam em uma cena de "Crepúsculo", mas Daniel se recusa a fazer cena de um vampiro que brilha. Eles concordam em reproduzir uma cena de "Titanic". Mário, Kokimoto, Maria Joaquina, Davi, Carmem e Jaime decidem fazer uma cena de "Os Vingadores". Já Adriano, Cirilo, Margarida, Bibi, Jorge e Paulo resolvem fazer uma cena de "Harry Potter". QUARTA (01/05) - O grupo de Valéria resolve gravar a cena no parque, dentro de uma fonte. Um policial aparece e todas as meninas fogem deixando Daniel sozinho. Daniel vai parar na delegacia, com olho roxo porque caiu da fonte. O policial faz um curativo no garoto. Na escola, Helena elogia o empenho de todos e anuncia o início da mostra dos filmes, mas o projetor para de funcionar. Firmino tenta consertar e descobre que está faltando um cabo. Olívia fica irritada e diz que um dos alunos deve estar com o cabo. Graça e Laura preparam a pipoca, mas acabam no meio de uma grande bagunça, por fazerem pipoca demais. QUINTA (02/05) - Renê compra um novo cabo e os filmes começam a ser exibidos. As crianças se divertem muito. Quando chega a hora de exibir o filme do grupo "Os Vingadores", Maria Joaquina grita que não quer que o filme seja exibido naquele momento. Para a surpresa de todos, ao invés do filme estava uma edição com brincadeiras e comentários arteiros do Paulo. Maria Joaquina chora arrependida pela maldade que fez. Helena fica surpresa com a confissão. A patricinha diz que foi ideia de Jorge, que queria se vingar de Paulo. A turma fica muito irritada com o "mauricinho". SEXTA (03/05) - Maria Joaquina diz que para evitar a maldade de Jorge roubou o cabo do projetor. As crianças assistem ao filme correto. Olívia, Graça, Renê e Helena se preparam para premiar os alunos com uma espécie de Oscar, o Troféu Olivitos. Na sala dos professores, Renê e Helena conversam sobre assumir o namoro. Helena pede para eles irem com cuidado, pois isso pode custar o emprego deles. Olívia inicia a entrega dos prêmios aos alunos. Suzana espia tudo e fica muito irritada com a premiação do terceiro ano. A vilã pega um produto de limpeza e mancha a calça de Helena que estava guardada no banheiro.


12 TVGazeta do Oeste

Mossoró, domingo, 28 de abril de 2013

Inside

MESTRE COM CARINHO MANUELA DO MONTE FALA DE SUA ESTREIA NO SBT COMO PROTAGONISTA DO "REMAKE" DE "CHIQUITITAS"

MARIANE AZEVEDO TV PRESS

A

pós passar uma década sem protagonizar novelas, Manuela do Monte mostra-se satisfeita com seu momento profissional. Atualmente, a atriz, que viveu a mocinha Luísa, da temporada de 2003 de "Malhação", se prepara para encarnar a personagem principal de "Chiquititas", adaptada e atualizada por Íris Abravanel. "Fiz o teste e fui aprovada.É o meu primeiro trabalho no SBT e estou adorando", destaca. A trama, que teve sua primeira veiculação no Brasil em 1997, também no SBT, tem como tema central as dificuldades emocionais de crianças órfãs e o amor verdadeiro que as mesmas encontram na professora. O papel, que hoje é de Manuela, foi de Flávia Monteiro na primeira versão. Aberta às críticas e aos elogios, Manuela opta por não assistir a nenhuma cena anteriormente interpretada por Flávia, pois não quer cair na mesmice. "Não tenho medo de comparações. Meu trabalho é exposto", simplifica. A atriz confessa que, quando criança, não tinha o costume de assistir a "Chiquititas". "Não tinha paciência para ficar acompanhando nenhuma novela, era muito moleca. Adorava brincar na rua", diz. Na trama, Carol é a professora do orfanato Raio de Luz, onde representa a mãe que as crianças não tiveram. Para compor a personagem, a atriz diz não ter feito ne-

nhum laboratório. Porém, trouxe referências de sua vida pessoal. Madrinha de sete crianças e frequentadora de um orfanato no bairro do Flamengo, Zona Sul do Rio de Janeiro, ela encontra nessas experiências o tom exato para compor sua versão do papel. "Trago para a Carol a vivência que tenho com esse orfanato. Calhou de ser uma coincidência positiva", pon-

tua. No desenrolar da história, Carol também vive um romance conturbado com Junior, de Guilherme Boury. "A relação dos dois não é bem vista pela família do Junior", adianta a atriz, natural de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Quanto à possível repercussão que sua personagem terá com as crianças, Manuela, aos 27 anos, afirma estar

preparada. Mas faz questão de enfatizar que está focada na história da novela e em se dedicar 100% à professora. "Ainda não penso muito no assédio. Estou preocupada com o trabalho que tenho de fazer", afirma. Mas relembra o retorno que recebeu das pessoas quando protagonizou "Malhação" e faz um paralelo com o que espera do público infantil. "Lembro que recebi muito carinho na época que fiz 'Malhação', que é uma novela adolescente. Estou preparada e espero que seja assim novamente", torce. Segundo a atriz, a mudança de visual que precisou fazer para interpretar Carol, foi bem sutil. "Só cortei um pouco o cabelo e abri um pouquinho a tonalidade nas pontas", explica. De acordo com Manuela, atuar com o elenco infantil tem sido fonte de novos aprendizados e muita diversão. Mais experiente, ela diz estar sempre disposta a ajudá-los no que for preciso. "Nossas crianças são prodígios. Só me beneficio da energia delas. É uma oportunidade de voltar a ser criança e aprender mais com elas", diz. Transmitir exemplos positivos para os telespectadores de "Chiquititas" também é uma preocupação da atriz. Ciente da responsabilidade e do impacto que o papel têm para as crianças, Manuela afirma estar mais cautelosa em sua forma de atuar. "Quando se trata do público infantil, quanto maior o cuidado, melhor", argumenta. "Chiquititas" - SBT - Estreia prevista para meados de junho.


Edição de 28/04/2013