Issuu on Google+

Agrupamento de Escolas de Pardilhó Texto Poético

2012/2013

Ler e dizer poesia 1. Compreensão

- Fazer uma primeira leitura silenciosa. - Compreender o significado de todas as palavras. 2. Articulação

- Treinar a correta articulação de todas as sílabas. - Acentuar as repetições, as aliterações, as rimas. 3. Entoação

- Respeitar a pontuação. - Acentuar as exclamações, as interrogações, as reticências para, expressivamente, transmitir a emoção, o sentimento, o espanto, a ironia. 4. Ritmo

- Respeitar as pausas. - Respeitar o ritmo lento ou rápido, de acordo com o texto Um texto poético gera-se a partir de uma emoção, um ideal, um desejo, um sentimento, uma revolta, uma realidade interior de grande intensidade e que leva o poeta a fixar numa forma particular essa vivência. Distingue-se da narrativa por não pretender contar uma história, mas antes expressar a ideologia/visão do mundo do poeta.

Estrutura do texto poético 1- Verso Numa composição poética escrita aparece a ocupar uma linha, mesmo que tenha uma única palavra. 2- Estrofe Verso ou conjunto de versos, geralmente com uma unidade de sentido. Cada conjunto, ao ser escrito, é demarcado de outro por um espaço. Cada estrofe recebe uma designação, segundo o número de versos que apresenta. Assim, há: Monóstico – 1 verso Dístico – 2 versos Terceto – 3 versos Quadra – 4 versos Quintilha – 5 versos

Sextilha – 6 versos Sétima – 7 versos Oitava – 8 versos Nona – 9 versos Décima – 10 versos

Com mais versos, as estrofes designam-se pelo respetivo número de versos, por exemplo, estrofe de onze versos. 3- Rima Correspondência de sons a partir da vogal tónica da última palavra do verso. A rima não é indispensável à poesia, mas contribui para o ritmo e expressividade de um poema. Também facilita a memorização do próprio poema.

Pardilhó

2012/2013

Prof. Zélia Canão (adaptado)


A- Rima perfeita e rima imperfeita

-A rima é perfeita quando há uma identificação total de sons a partir da última vogal tónica: Exs: Primavera / quimera; mundo / fundo. - Quando essa identificação não é total, designa-se por imperfeita: Exs: afago / lado. B- Rima rica e rima pobre

A rima é pobre quando as palavras que rimam pertencem à mesma classe gramatical. A rima é rica quando pertencem a diferentes classes gramaticais. Tipos de Rima

12345-

rima cruzada tem o esquema de a b a b por se combinarem de forma alternada e é mais utilizado nas quadras. rima emparelhada (os versos rimam dois a dois seguindo o esquema a b c). rima interpolada (os versos que rimam estão separados por dois ou mais seguindo o esquema a bbb a). rima encadeada (a rima final de um verso encontra correspondência no meio do verso seguinte). verso branco ou solto, quando a palavra final de um verso não encontra correspondência sonora em nenhum outro.

4- Métrica/sílaba poética Metro= medida do verso A sílaba métrica é diferente da sílaba gramatical. Trata-se da contagem das sílabas de um verso. Segundo as regras de contagem de sílabas métricas – metro –, estas contam-se pelo que efetivamente se ouve até à última sílaba acentuada. Pôr em evidência e contar as sílabas métricas é escandir um verso. Ter em atenção: a). Não se contam as sílabas poéticas que estejam após a última sílaba tónica do verso. b). Ditongos têm valor de uma só sílaba poética. c). Duas ou mais vogais, átonas ou até mesmo tónicas, podem fundir-se entre uma palavra e outra, formando uma só sílaba poética (junção de vogais) Ex: Havia uma velhinha. Sílaba Gramatical Métrica

1 Ha Ha

2 vi vi

3 a au

4 u ma

5 ma ve

6 ve lhinha

7 lhi

8 nha

Classificação quanto ao número de sílabas métricas Os versos apresentam um número variável de sílabas, recebendo designações em função desse número. Assim, conforme apresentam de 1 a 12 sílabas, recebem as designações seguintes: 1 – monossílabo 2 – dissílabo 3 – trissílabo 4 – tetrassílabo 5 – pentassílabo 6 – hexassílabo 7 – heptassílabo 8 – octossílabo 9 – eneassílabo 10 – decassílabo 11 – hendecassílabo 12 – dodecassílabo Os versos mais frequentes são de 5, 7, 10 e 12 sílabas.

Pardilhó

2012/2013

Prof. Zélia Canão (adaptado)


Texto Poético