Page 1

REBELE-SE Boletim Nacional da tese REBELE-SE na UNE |maio de 2012 | Nº 2

eg

60º con o a r a p m a r a p e r p e s ís es de todo pa

entidad

ica e de t á r c o m e d e n u a m u r e reciso defend

luta!

ép

O Conselho Nacional de Entidades Gerais (CONEG) da União Nacional dos Estudantes (UNE) é o fórum da entidade que reúne os DCEs e UEEs de todo o país para debater temas relevantes aos estudantes e ao povo brasileiro. Os CONEGs convocam os Congressos da UNE, definem a política da entidade para questões específicas e podem convocar jornadas de luta. Esse CONEG tem como motivo discutir o desenvolvimento sustentável e montar uma plataforma política para apresentar a sociedade brasileira nesse período eleitoral. A tese REBELE-SE está se mobilizando para participar do CONEG que acontecerá no Rio de Janeiro (RJ) entre os dias 15 e 16 de maio. Acreditamos que é uma oportunidade para debater os rumos da entidade. O tema do Conselho "Projeto UNE Brasil+10" precisa refletir as propostas dos estudantes para o Brasil de hoje e os problemas atuais que vive o país. Como fazer um projeto para os próximos dez anos no Brasil, sem tratar dos impactos danosos dos mega eventos (Copa 2014 e Olimpíadas) para as cidades-sede? Como falar desses mega-eventos sem falar

d a s milhares de famílias despejadas de suas casas e jogadas para longe dos centros urbanos, para mostrar um país "limpo" para os turistas? Como falar dos próximos dez anos no Brasil e não falar da privatização dos aeroportos e do Pré-sal pelo governo? Como falar de Brasil+10 sem falar dos milhões de desempregados que existem no país, fruto de uma política que privilegia há centenas de anos os ricos e poderosos? Como falar de Brasil em dez anos, sem falar da reforma agrária que não sai do papel? O que vimos nos últimos fóruns da UNE em relação a essas discussões não corresponde aos interesses dos estudantes brasileiros. A que interesses serve, por exemplo, a

UNE subir no mesmo palanque dos industriais de São Paulo (que superexploram seus operários com jornadas de trabalho estafantes e salários vergonhosos) para defender que o governo diminua os juros e aumente as benesses para esses grandes capitalistas, para que eles fiquem mais ricos do que são. Apesar dos protestos da oposição, a direção majoritária da UNE cumpriu esse vergonhoso papel. Se perguntarmos a esses empresários, serão favoráveis a remoção das famílias para a Copa 2014, serão favoráveis a qualquer privatização, serão favoráveis ao desemprego, por que este cria uma mão-de-obra reserva, que rebaixa os salários em geral pela procura do emprego. Nós


somos contra tudo isso. Será que quem anda com os empresários também concorda com eles? Vamos nos mobilizar para defender as posições do movimento estudantil rebelde e combativo no 60º CONEG da UNE. Cada DCE precisa baixar (www.http://www.une.org.br/wpcontent/uploads/ATA-DO-60CONEG-DA-UNE-1.pdf) a ata de eleição de delegado ao CONEG e se inscrever até o dia 14/06. Leia o regulamento que vem no verso da ata com atenção e saiba quais os documentos necessários para credenciar a sua entidade. Entre em contato com (11) 52683835 ou rebelesenaune@gmail.com

Presidente da UNE no palanque com a FIESP

Campanha pela memória e a verdade PE em to du a vi de e m o n de ça n a ud m exige Entre 1964 e 1984 o Brasil viveu um período lastimável de sua história. Houve um golpe militar, patrocinado pelos EUA e por empresários brasileiros, que perseguiu, torturou e assassinou centenas de jovens, trabalhadores e militantes políticos. A ditadura acabou, porém, muitos vestígios ainda persistem até hoje, como o nome de milhões de ruas, avenidas, viadutos e logradouros públicos levando o nome de torturadores e assassinos. No dia 28 de maio, entidades estudantis pernambucanas (DCE-UFRPE, UESPE, DA da Área II da UFPE, entre outras) fizeram um ato-protesto pela mudança do nome do

Viaduto Presidente Médici para Viaduto Padre Henrique (assassinado pela ditadura há 40 anos). Importante iniciativa das entidades estudantis pernambu-

Jovem negro é humilhado na televisão: até quando? Foi alvo de debate nas redes sociais o caso do jovem negro humilhado em rede nacional por repórter da BAND. Não é novidade negro ser humilhado na televisão racista que temos no Brasil. É preciso haver punição, não apenas à repórter, mas também aos donos da emissora. Leia mais em www.rebelesenaune.wordpress.com

canas que deve ser seguida em todo o país, para que nunca se esqueça, para que nunca mais aconteça.

Boletim nacional da tese REBELE-SE 2  

Boletim nº 2 da tese REBELE-SE

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you