Issuu on Google+

Ano 1 | 2011 Edição 3

MODA

Estilo é o que não falta para esquentar este inverno

DECOR Casa Cor Santa Catarina 2011

COMPORTAMENTO A difícil tarefa de dizer NÃO

LUXO Viagem ao Paraiso com criança

EDUCAÇÃO Dislexia, você sabe o que é isso?


Carta ao leitor por Camille de Oliveira

Tempo... Vivemos em um mundo frenético, onde o nosso amigo tempo parece não ter espaço para existir. E por um motivo bem simples e óbvio: nunca estivemos tão conectados no fazer acontecer, no querer e no buscar. Com isso, nossa relação de “tempo” parece cada vez mais breve e limitada. Os anos parecem meses, os meses estão disfarçados de dias e as semanas desaparecem em um piscar de olhos. E nesse contexto, as relações familiares não poderiam ficar imunes, temos cada vez menos tempo para aqueles que amamos. Como mostra a seção New Mami dessa edição que aborda o tema Tempo Certo para Nascer. Falando em família, nada melhor que passar pela seção Cultura que preparamos especialmente para você leitor. Com toda a nossa dedicação e tempo, buscamos matérias e seções dedicadas ao universo familiar e as boas relações. Na debutante seção Street Style, clicamos algumas crianças que servem de exemplo como estilo e referência em moda. E na matéria Relacionamento entre Pais e Filhos colocamos algumas dicas valiosas para a missão de educar. E há muito mais nessa edição para aproveitar e se informar. Lembrando, é claro, o fato de que precisamos saber, ou intuir de algum modo, o verdadeiro tamanho de nossa relação com o tempo. Somente assim é possível levar a vida de uma forma mais leve, franca e sem frustrações.


New Mami O tempo certo para nascer

08

Cultura Musica de Brinquedo 10ª Mostra de cinema infantil de Florianópolis

14 10

Saúde Dieta Vegetariana criança pode?

18 12

Artigo Acupuntura para as crianças

22

Street Style

Artigos

58 Babá x Berçário no 68 Biossegurança nosso cotidiano

Matéria

44 Quando o pai é mãe

Vitrine Brinquedos com design sustentável.

Comportamento Relacionamento entre Pais e Filhos

24 26

Moda

Pet O futuro de um filhote depende de um bom começo.

Beleza Perfume de princesa

30

Decor

Moda

Cor Santa Catarina 40 “Quero mais que um” 48 Casa 2011 42 A moda nos pés Saúde 64 Desfilando 56 Cárie na infância

62

A cirurgia plástica e o envelhecimento

Luxo

36 Pequenos luxos

Educação

Comportamento

Pra Você

você sabe o 32 Dislexia, que é isso?

difícil tarefa de dizer 28 ANÃO

70 A bailarina.


Nossa Capa

Valentina

Fotografada por Mauro Molina. Veste jaqueta Lilica Ripilica, vestido acervo pessoal, saia de tule para Palácio da Fantasia, coturno Girassol Day para Gabrielinha e tiara de laço para Ticket. Produção de moda: Vivian Flores Beleza: Carol Fontoura

Edição 3 - Maio | junho 2011 Direção geral e editora Camille de Oliveira

produção de moda Vivian Flores

Jornalista Kellyn Mendes

PARA ANUNCIAR comercial@yuppimagazine.com.br

Fotografia Mauro Molina

CRITICAS E SUGESTÕES contato@yuppimagazine.com.br

Revisão Marcos Oenning Junior

ASSINATURAS assinatura@yuppimagazine.com.br

Projeto Gráfico Editora La Vox

REDAÇÃO Avenida Alvin Bauer nº 810. Balneário Camboriu - SC

Editora de Arte Aline Cristina da Silva

A YUPPI MAGAZINE é uma publicação bimestral com distribuição por mailling dirigido e assinatura da Editora La Vox Ltda. A Editora não se responsabiliza por informações, conceitos ou opiniões em artigos assinados, bem como pelo teor dos anúncios publicitários. IMPRESSÃ0

47 3382 2238 - Timbó - sc


Colaboradores

saúde

artigo

Atua a 18 anos no universo infantil como Pedagoga e Psicopedagoga. Em parceria com a Fonoaudiologa Rosinete Garcia, escreveu sobre Dislexia na Seção Educação. Fone: 3366-0334 CLINICENTER

Conceituado cirurgião plástico, que na matéria Cirurgia Plástica e Envelhecimento mostra um pouco do seu vasto conhecimento sobre o assunto. drmarceloborba.com.br Fone: 3366-0334 CLINICENTER

Enfermeira com 13 anos de experiência profissional, mostra nessa edição um tema simples e importante de Biosegurança no nosso cotidiano. CLINICENTER Fone: 3366-0334

Simone S. Basualdo

educação

Dra. Ana Niehues

Terapeuta naturopata e acupunturista, assina nessa Edição da Yuppi Magazine o artigo sobre Acupuntura Infantil. Clinica Bella Vida & Mente Sã. Fone: 3348-6701

Saúde

Amante do universo infantil, essa Odontopediatra e Ortodontista escreve para a Yuppi Magazine na matéria Carie na Infância. CRO: 2601 Odontologia Integrada Fone: 3367-4898

ilustração

Anderson sadi

Veterinária formada pela UFRS, escreve nessa Edição da Yuppi Magazine sobre os cuidados que devemos ter na educação de um filhote. Central Pet Fone: 33u67-6530 CRMV -SC 05078.

artigo

Dr. Haroldo Luiz Fenille

Karla R. Gonçalves

Coordenadora para o Paraná do curso “O Negócio do Luxo” ministrado pelo consultor Carlos Ferreirinha, maior autoridade nos segmentos Luxo e Premium na AL e idealizadora e coordenadora do Fórum de Moda do Paraná há 9 anos, apresenta nas páginas da Yuppi Magazine a Seção Luxo.

PET

dr. marcelo Borba

francisca da rosa

dioneia mendes

Luxo

Designer Gráfico apaixonado pelo mundo infantil, ilustrou algumas matérias dessa edição. Atua como diretor de arte da Made IN Studio Design. Fone: 9922-5590 sadi@madeindesign. com.br


New Mami

12 9

3 6

O tempo certo para

nascer

8 | www.yuppimagazine.com.br


É

só começar uma gestação e já surge a preocupação: será que o bebê vai nascer no tempo certo? Além disso, nascer no dia do aniversário de um dos pais é visto como um presentão. Vir ao mundo na data mais favorável para os astros também é formidável, sobretudo para quem acredita no poder das influências cósmicas. Situações como essas, já não são meras coincidências do destino: elas têm servido de argumento para as famílias agendarem o nascimento dos filhos, apressando o ritmo biológico da gravidez. “A melhor hora para nascer é a hora em que o bebê quer nascer. E só temos certeza disso quando a mulher entra em trabalho de parto”, diz o ginecologista e obstetra Antônio Júlio de Salles Barbosa, do Hospital e Maternidade Santa Catarina. Quando o médico faz a cesariana com a mãe fora do trabalho de parto o bebê pode nascer antes do tempo, gerando para ele desconforto respiratório. É o trabalho de parto que prepara mãe e bebê para o grande dia. “As contrações contribuem para a maturidade da função pulmonar do bebê. Além disso, no caso de uma cesariana agendada, o bebê nem sabe que irá nascer, é simplesmente puxado para

fora”, lembra Antonio. De acordo com o médico, as contrações também ajudam a proteger a mãe. “Elas deixam o útero mais preparado para dar à luz. Quando o nascimento se dá fora do trabalho de parto há mais sangramento”, completa. Algumas famílias programam o nascimento por mera comodidade. Há até quem marque a data em função do que disse a numeróloga, outros querem que seja em uma segunda-feira, para que o marido consiga usar os dias da folga no trabalho. Neste quadro atualmente o numero de cesarianas no Brasil é crescente. Em São Paulo, o parto cirúrgico representa 56,7% dos nascimentos, de acordo com a Fundação Seade, sendo que o índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é de 15%. O Obstetra do Hospital Albert Einstein, Eduardo Cordioli ressalta que o parto normal é menos arriscado, mas lembra que a cesariana, mesmo quando agendada, é uma prática permitida se for feita a partir das 39 semanas de gestação. “A cesariana quando bem-indicada, pode garantir a vida da mãe e do bebê. O melhor tipo de parto é o seguro, em que mãe e criança ficam bem”, finaliza o médico.

www.yuppimagazine.com.br | 9


Cultura

Pato Fu revela seu lado criança no novo álbum

Música de

brinquedo 10 | www.yuppimagazine.com.br

A Banda mineira lança disco gravado apenas com instrumentos infantis. Utilizando caixinhas de música, guitarra, contrabaixo, realejos e pianos de brinquedo, criou um som diferente e contou com a participação especial de crianças no vocal – cantando juntamente com Fernanda Takai. Mas não pense que o cd é voltado para as crianças, ele pode e deve ser ouvido por todos desde criança a adultos.


Acontece entre os dias 23 de junho a 10 de julho, no Teatro Governador Pedro Ivo na Capital Catarinense, a 10ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis. Nesta edição, 77 filmes vão participar, sendo 50 animações, 24 ficções e três documentários. Entre os selecionados, predominam produções da região Sudoeste: São Paulo, com 31 curtas, Rio de Janeiro com 11, Minas Gerais, com seis e Espírito Santo com três. Há duas co-produções internacionais selecionadas: Uma coisa nova para Olli (Brasil/Inglaterra) e O Caminho das Gaivotas (Brasil/Cuba). Há também uma produção significativa de títulos infanto-juvenis no Sul do Brasil. Do Rio Grande do Sul foram selecionados seis filmes. Do Paraná e de Santa Catarina, quatro de cada Estado. Todos os filmes selecionados para a Mostra Competitiva foram produzidos em 2010 e 2011, um sinal de que existe atualmente no Brasil uma produção regular voltada para as crianças, incluindo o gênero documental. Mais informações: www.mostradecinemainfantil.com.br

Imagens: Uma coisa nova para Olli (Brasil/Inglaterra) Procura-se, de Iberê Carvalho, ficção, DF, 2010


Dieta Vegetariana:

Por Kellyn Mendes

A alimentação é primordial na vida de todo o ser humano, e é através de uma dieta equilibrada que alcançamos saúde e bem estar. Qualquer abordagem sobre alimentação saudável sempre nos remete à conhecida pirâmide alimentar, na qual apresenta os alimentos na quantidade e combinação adequados para o bom desenvolvimento físico e mental, principalmente quando nos referimos à crianças. A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que a partir dos seis meses de idade é necessário introduzir carne vermelha na alimentação das crianças, pois o alimento é fonte de Ferro e Vitamina B12, essenciais para o seu desenvolvimento.

12 | www.yuppimagazine.com.br


as o que falar sobre a alimentação de crianças, que desde quando nascem tem uma dieta vegetariana? Para o casal Danilo e Juliana Primo, ovolactovegetarianos (dieta a base de ovos, leite e derivados e vegetais), ele adepto da dieta há 23 anos e ela há 10 anos, ambos médicos, o principal objetivo de aderirem a uma dieta vegetariana é a saúde, o bem estar e o condicionamento físico e mental que ela proporciona, e por conhecer tais benefícios, que seus filhos Gabriel, 12 anos e Lara, 04 anos, são educados nesta mesma filosofia. Porém, Juliana salienta que jamais proibiu os filhos, seja na escola ou na casa de amigos de experimentarem qualquer alimento de origem animal. “As próprias crianças, pelo esclarecimento e a liberdade que tem em casa, optam por não comer carne. “Eu tive duas experiências distintas em relação a gravidez do Gabriel e a da Lara, na primeira a base da minha alimentação era a carne, na segunda já era adepta da dieta ovolactovegetariana, e posso garantir que foi um gestação muito melhor”, comenta Juliana. Ela ainda enfatiza que seus filhos nunca tiveram uma doença mais grave que exigisse internação, sem falar no desenvolvimento deles, que registra um bom crescimento, até mesmo a altura acima da média.

Do ponto de vista nutricional, a dieta vegetariana é rica em fibras, vitaminas, minerais e nutrientes funcionais, sua maior deficiência está na falta de vitamina B12, que só está presente em alimentos de origem animal, porém esta ausência pode ser corrigida com uma suplementação. A nutricionista Cintia Milene Comelli, diz que apesar de não ser adepta de uma dieta vegetariana, é uma grande incentivadora desta alimentação, porque ela promove a saúde, favorece o equilíbrio intestinal, proporciona vitalidade, concentração e bem estar. “Porém, muitas vezes uma pessoa torna-se apenas um vegetariano “ético” (ou seja, não come carne apenas pela preocupação com o bem estar animal) e então acaba compensando a situação de não comer carne com outros alimentos ruins como carboidratos brancos, queijos, frituras e desta forma apresenta tantos problemas quanto outra pessoa que não é vegetariana, como diabetes, obesidade, etc”, alerta Cintia. Para usufruir dos benefícios que uma dieta vegetariana pode proporcionar à uma criança ou adulto é necessário saber combinar os alimentos de forma adequada para garantir a absorção, pelo organismo, dos nutrientes e proteínas. Desta forma, o ideal antes de tornar-se um adepto desta dieta é procurar um nutrólogo ou nutricionista.

www.yuppimagazine.com.br | 13


Pet

o futuro de um filhote depende de

uM BoM CoMeรงo Por Karla R. Gonรงalves

14 | www.yuppimagazine.com.br


O PRiMEiRO DiA DO FiLhOTE EM CASA É SEMPRE AguARDADO COM MuiTO ENTuSiASMO. iMPORTANTE QuE DESDE O PRiMEiRO iNSTANTE SE ESTABELEçA uM óTiMO RELACiONAMENTO, BASEADO NO AMOR, CARiNhO E SOBRETuDO NO RESPEiTO.PARA SE SENTiR SEguRO E SE ADAPTAR AOS POuCOS COM O NOVO AMBiENTE, O FiLhOTE DEVE TER SEu PRóPRiO ESPAçO, COM TAMANhO iDEAL PARA O SEu PORTE, COM uMA CAMA CONFORTáVEL E DE FáCiL higiENiZAçÃO.

A

partir da primeira refeição no novo lar já estabelecemos o local onde ele comerá, com duas tigelas – uma para água e outra para a alimentação – e de preferência nunca mudar. Próximo deste local devemos determinar o espaço em que queremos que o filhote faça suas necessidades – fezes e urina – utilizando jornal, tapetes higiênicos ou estrados de plástico específicos para este fim. Rapidamente o seu filhote vai se sentir em casa, mas lembre-se ele deve conhecê-lo e repeitá-lo como seu líder, enquanto nós seres humanos devemos conhecer e respeitar a natureza do animal.

www.yuppimagazine.com.br | 15


Pet Bons hábitos de higiene devem começar cedo, iniciando por uma checagem diária das orelhas, olhos, patas, unhas, região anal e genital, escovação da pelagem e escovação dos dentes. Desta maneira adaptamos o animal desde seus primeiros meses de vida com uma rotina de limpeza, saúde e beleza. Além de facilitar a identificação de qualquer anormalidade e assim buscar o atendimento veterinário precocemente. Importante também acostumarmos os animais aos banhos regulares e corte de unhas. A alimentação adequada é muito importante para o desenvolvimento do seu filhote, devemos escolher uma ração completa e balanceada conforme a fase de vida do animal, raça e/ou porte (raças mini/pequenas, médias ou grandes/gigantes). Durante a fase de crescimento o filhote desenvolve sua musculatura, estrutura óssea e demais órgãos internos o que exige um grande aporte de nutrientes de alta qualidade. Uma dieta de qualidade, além de suprir energia, vai manter as células corporais e prevenir eventuais problemas digestivos, articulares, metabólicos, entre outros. A primeira consulta veterinária pós-aquisição de um animal de estimação é de grande valia, um “checkup” geral da saúde do animal é acompanhada dos

16 | www.yuppimagazine.com.br

primeiros aconselhamentos e esclarecimentos de dúvidas quanto ao manejo, nutrição, higiene, saúde e primeiros cuidados. A maneira mais efetiva de prevenção das doenças infecciosas é a vacinação sistêmica de filhotes, que devem receber a primeira dose da vacina entre os 45 e 60 dias de vida, com duas doses de reforço a cada 21 dias. Uma quarta dose pode ser efetuada, principalmente para aqueles animais considerados sob maior risco. A raiva, a mais grave das zoonoses, sendo fatal para o animal e o homem, é evitada também por esquema vacinal anual geralmente iniciado aos 6 meses de idade do animal. A Proteção ao longo da vida do animal contra doenças infecciosas se dá através da vacinação anual, a qual permite adaptar a proteção imunológica ao modo de vida e ao próprio individuo. O controle de parasitas internos e externos se dá por meio de um tratamento antiparasitário precoce, reajustado no decurso da vida em função do modo de vida do animal. Contudo, acredito que um bom começo é a base para oferecermos uma vida mais saudável aos nossos animais de estimação e para um convívio prazeroso e harmonioso entre seres de diferentes espécies.


www.yuppimagazine.com.br | 17


Vitrine

Brinquedo com

design

sustentĂĄvel Os Elefantes feitos de polipropileno sĂŁo achados no kidsmodern para brincar, sentar e decorar... www.kidsmodern.com

18 | www.yuppimagazine.com.br


O Kids Gallery é um site francês que tem produtos bem interessantes e inovadores. Há uma variedade boa de móveis, carrinhos e acessórios em geral. www.kidsgallery.fr

O site belga Petite Fabrique de Luna remete à antiga infância, época em que quase não existiam brinquedos eletrônicos, onde as brincadeiras eram mais simples e criativas. Eles vendem vários kits de pintura, castelos e cabaninhas de papelão para serem coloridos, quebra cabeça e um monte de brinquedos que estimulam a criatividade da criança. www.petitefabriquedeluna.com

A Pense Brinquedos produz brinquedos com materiais recicláveis. Além do foco ecológico, os produtos são pensados para estimular o desenvolvimento da coordenação motora dos pequenos. www.pensebrinquedos.com.br

www.yuppimagazine.com.br | 19


Vitrine

vou Comprar! Se você gosta de objetos diferentes, você vai adorar o site voucomprar.tanlup.com Tem para todas as idades, vale a pena conferir!

1

BLOQuiNhO DE ChOCOLATE R$ 9.00

2

CANETA PRiNCESS R$ 9.00

3 ESTOjO MiLK BOx R$ 30.00

20 | www.yuppimagazine.com.br


Comportamento

Relacionamento entre

pais e filhos Por Camille de Oliveira

S

er pai ou mãe é uma das tarefas mais gratificantes que existem. E também uma das mais difíceis. Em meio a tantas dúvidas, problemas e conflitos, muitas vezes acabamos nos afastando do nosso principal papel nessa jornada. Isso geralmente acontece quando a rotina é dura demais, louca e estressante.

Como pai ou mãe, você também precisa ter regras, para os pequenos e para os grandes. “Se não tiver alguns princípios básicos para seguir, terá grande chance de se perder pelo caminho”, relata Nigel. Princípios nos ajudam a enfrentar qualquer situação porque indicam por onde devemos seguir.

Educar filhos é ensiná-los a seguir viagem sozinhos, a distinguir o certo do errado, a fazer a coisa correta, mesmo quando for a mais difícil. Acima de tudo, ser pai ou mãe é ensinar a amar e a ser amado.

A seguir, selecionamos 4 regras simples para educar crianças descritas no livro. Mas sem esquecer da regra mais importante de todas segundo o autor: mantenha a sua sanidade a todo custo, pois quanto mais feliz você for, mais felizes os seus filhos serão.

No livro Por dentro da cabeça do seu filho, o autor e psicólogo especialista em crianças Nigel Latta, fornece dicas preciosas de como não enlouquecer durante os primeiros dez anos da vida de seus filhos. O livro mostra para os pais uma forma simples e eficaz de manejo de comportamento. Segundo o autor, “o relacionamento entre pais e filho é o mais importante e quando esse vai bem, é meio caminho andado”.

Com essas pequenas “instruções” o importante é que os pais compreendam que a tarefa de educar os filhos é na verdade a de ensiná-los a ser. Pois um dia os filhos seguirão a viagem sem os pais e tudo o que esses fizeram, desde o momento em que os pequenos chegaram ao mundo até o momento em que deixam os pais, vão influenciá-los no seu modo de viver a vida.

22 | www.yuppimagazine.com.br


1. Lembre-se dos 3 Rs – Relacionamentos, relacionamentos, relacionamentos. Segundo o autor, disciplina tem a ver com a qualidade do relacionamento entre pais e filhos. O que você constrói com seus filhos determina como eles se comportarão e o tipo de pessoa que se tornarão

2. Alimente o bom e ignore o ruim O princípio é básico: bons comportamentos devem receber atenção e elogio e o mau comportamento deve ser ignorado. Para Nigel, “se você alimentar um comportamento, ele vai crescer e se fortalecer, mas, se deixá-lo à míngua, ele desaparecerá”.

3. Crianças precisam de limites A questão é clara: devemos estabelecer regras e limites, mantendo-os apesar das dificuldades que aparecerem. Pensando sempre que um mundo sem limites é um lugar perigoso e assustador para as crianças.

4. Todo comportamento é comunicação O comportamento das crianças é simplesmente uma forma de comunicação. Segundo o autor, “o mau comportamento não é apenas um mau comportamento – é o jeito que a criança encontrou para conversar”.

www.yuppimagazine.com.br | 23


Artigo

ACUPUNTURA PARA AS CRIANÇAS Em vez de agulhas, pode-se usar laser de baixa freqüência Por Dr. Haroldo Fenille Ilustração: Anderso Sadi

Você já pensou em fazer acupuntura no seu filho, mas treme só de pensar nas agulhas? Saiba que o método pode ser utilizado tranquilamente em crianças e que, muitas, vezes, os pais têm mais medo que os pequenos.

24 | www.yuppimagazine.com.br


A acupuntura estimula pontos específicos do corpo humano, onde se encontram muitas terminações nervosas, usando agulhas, calor, laser, pressão dos dedos, ventosas ou eletrodos. Para as crianças, não há diferença do tratamento tradicional, mas podem ser utilizados estímulos como o laser de baixa freqüência, stiper (pastilhas de silício) e cristais psicotrônicos que são fixados nos pontos de acupuntura.

Quais os benefícios?

Quando fazer? As maiores indicações, conforme a O.M.S., são para os quadros de ansiedade, déficit de atenção, hiperatividade, enurese noturna (xixi na cama), falta de apetite, resfriados, dor de cabeça, sinusite, asma, lesões esportivas, bem como síndromes causadas por tempo de uso inadequado de computadores, vídeo games entre outros. A acupuntura pode ser feita até em recém-nascidos. As agulhas podem ser utilizadas a partir dos 5 anos e pode-se continuar com o laser até a idade adulta.

A acupuntura tem grande efeito no estado emocional dos pequenos. Além de combater as disfunções, é comum os pais observarem melhorias na qualidade de sono e comportamento escolar, entre outros.

Há contraindicação? Quanto tempo demora?

O tratamento não tem contra indicação, mas é necessário que seja feito com um profissional habilitado.

As sessões demoram, em média, 5 a 10 minutos, e são feitas uma vez por semana. Aplicação do laser nos pontos auriculares (orelha) ou nos pontos situados nos meridianos (corpo). Já o tempo de tratamento varia de acordo com a gravidade da disfunção que a criança apresenta. Vale salientar que a acupuntura é só um dos recursos da Medicina Tradicional Chinesa. Para potencializar os resultados, podem também, ser adotada a alimentação bioenergética (equilíbrio através dos alimentos), florais, fitoterapia e oligoterapia quântica ou homeopatia. www.yuppimagazine.com.br | 25


Beleza Notorious Feminino Eau de Parfum Oriental, temperado e brilhante, possui groselha negra, pimenta rosa e bergamota italiana. As notas de coração são compostas de flor de chocolate, peônia branca e cravos. As notas de fundo são compostas de baunilha, almíscar e orris.

Lovely Feminino Eau de Parfum 100 ml Âmbar branco e sedoso, com notas de mandarim fresco, bergamota, rosas, lavanda, Martini de maçã, patchouli, orquídeas cremosas, perfume de Papéis Brancos, cedro, âmbar branco, almíscar e madeiras. R$ 256,90

PERFUME DE

PRINCESA Delicadeza em alta com os últimos lançamentos.

Delicious Candy Apples Sweet Caramel Feminino Eau de Parfum 50 ml Uma união maravilhosa de maçã e pêra.Uma mistura de flores de jasmim com o violeta e lírio envolto em refrescantes notas verdes. A base incorpora caramelo e baunilha. R$ 199,90

Narciso Rodriguez Musc for Her Eau de Parfum Intense 50 ml A pureza do almíscar se intensifica com uma luminosidade de delicadas notas florais fornecidas por luminosas flores brancas - ylang-ylang, jasmim e flores de laranjeira. R$ 399,90 26 | www.yuppimagazine.com.br


Comportamento

A difテュcil tarefa

DE DIZER

Nテグ Por Camille de Oliveira

28 | www.yuppimagazine.com.br


Porque é tão difícil dizer NÃO aos filhos no mundo de hoje?

Onde foi para a firmeza da autoridade paterna?

Porque está cada vez mais difícil impor limites aos pequenos?

E

stá cada vez mais comum pais procurarem consultórios de psicologia com a queixa de não conseguirem fazer com que seus filhos os obedeçam. Este pedido de ajuda quase sempre vem acompanhado do relato de insegurança em relação à criação dos filhos. A “fórmula de bolo” tão ansiada por muitos é uma ilusão, não há uma maneira certa ou errada de educar, depende dos valores de cada família. Entretanto, observa-se que a “fórmula do nunca dizer não” tem formado crianças sem habilidade de enfrentar problemas comuns da infância, sem resistência à frustração e sem limites. Um dos fatores correlacionados à inabilidade parental é a falta de tempo para se dedicar aos filhos. Vivemos uma época em que pai e mãe, na maioria das vezes, trabalham fora o dia todo e se esforçam para dar conta das atribuições domésticas e familiares. De fato, o tempo para a criação dos filhos diminuiu, mas o prejuízo maior disso é a culpa que os pais sentem e a forma que tentam compensar. Esse fato gera um ciclo vicioso de culpa por parte dos pais que, na tentativa de suprirem a falta na vida dos filhos, assumem uma postura omissa no momento de impor limites e corrigir comportamentos inadequados. É comum os pais terem pensamentos como: “Mas eu quase não fico com ele. Quando tenho oportunidade, quero fazer tudo que ele quer!”

Apesar de ser compreensivo que os pais tenham menos tempo para dedicar aos filhos, não é exatamente a quantidade que fará a diferença, mas sim a qualidade. Essa qualidade pode ser adquirida de forma simples em situações do cotidiano, seja uma refeição à mesa sem estímulos televisivos, ouvir a criança falar sobre como foi seu dia, se interessar pelos gostos dela, assistir a um programa que a criança gosta, levá-la ao parque, colocá-la para dormir, elogiar suas conquistas, enchê-las de palavras de incentivo, beijos e abraços. Enfim, aproveitar o tempo em que está com a criança para gerar boas lembranças no futuro. Ter momentos de qualidade com os filhos inclui também o dizer NÃO com coerência. A criança precisa de alguém para norteá-la sobre o que é certo e o que é errado e ninguém melhor que os pais para fazer isso. Ter coerência significa dizer não apenas quando necessário e seguido de uma explicação compreensível para a criança de porque ela não deve se comportar dessa maneira. Ser capaz de transmitir valores pessoais, afetivos e sociais, impondo limites consistentes, é o maior desafio dos pais. É um treino diário e um processo de aprendizagem mútuo. Requer observação das necessidades da criança, que mudarão ao longo de seu desenvolvimento, provocando mudanças na tarefa de educar. É um processo dinâmico que requer muita paciência, coragem e amor

www.yuppimagazine.com.br | 29


Moda

1

2

Nossa Designer de Moda circulou por Balneário Camboriú para registrar crianças que se destacam por sua originalidade ou pela forma como incorporam as referências das passarelas. E se surpreendeu com os looks inspiradores que encontrou.

30 | www.yuppimagazine.com.br

3


1-Luiza Davidoff (6 anos) | 2- Enzo Cau達 Krauss Concei巽達o (7 anos) | 3- Lara Luiza dos Reis Schulle (4 anos) 4-Lavinia Schulze Valcanzir (4 anos) | 5- Kau達 Coelho (4 anos) | 6-Gabriella Gorjon Fernandes (8 anos) 7-Enzo Mansur dos Santos (3 anos)

4

5

7

www.yuppimagazine.com.br | 31


Educação

Dislexia Você sabe o que é isso? Por Francisca da Rosa e Rosinete Garcia

A

Dislexia é uma dificuldade de aprendizagem que envolve as funções do processo de leitura e escrita. Essa não é resultado de má alfabetização e pode atingir qualquer criança independentemente de raça, cor, classe social ou capacidade cognitiva. Essa dificuldade está relacionada a fatores genéticos, geralmente ocorrendo com crianças que tenham casos anteriores em algum membro da família. Por isso, é importante que os pais fiquem atentos ao desenvolvimento da comunicação oral, pois as dificuldades na fala podem sinalizar algum tipo de comprometimento no desenvolvimento global. A criança disléxica apresenta dificuldade de ler, escrever ou soletrar podendo ser identificada nas diferentes fases de aprendizagem.

32 | www.yuppimagazine.com.br


É possível identificar precocemente crianças com possibilidades de desenvolver a dislexia. Na fase da pré- alfabetização o que os pais e educadores devem observar:

- Omissões, substituições e/ou distorções dos sons da fala; - Crescimento lento do vocabulário; - Dificuldades de seguir rotina e regras; - Falta de habilidades corriqueiras como: coordenação motora fina para amarrar sapatos, abotoar casacos, etc; - Não consegue contar histórias em seqüência correta; - Dificuldade em apanhar uma bola; - Dificuldade para memorizar nomes ou símbolos

Na fase da alfabetização, devemos observar:

- dificuldades para reproduzir o próprio nome; - forma de segurar o lápis; - dificuldade em memorizar o alfabeto; - confunde os sons da fala; - motricidade fina e esquema corporal; - dificuldade para descriminar os sons semelhantes: T/D, G/J, P/B; - não consegue diferenciar os sons com orientação espacial : D/B, D/P, N/U, M/U; - não se organiza no tempo como noção de ontem, hoje, amanha, dias da semana e os meses do ano; - noção espacial comprometida envolvendo: lateralidade difusa, refletindo na letra cursiva;

No ensino fundamental as características mais freqüentes em crianças com dislexia pode comprometer outras áreas:

- nível de leitura abaixo do esperado; - dificuldades em ler em voz alta ou de apresentar trabalho para a turma; - leitura lenta e silabada; - dificuldade para organizar trabalho em grupo e no tempo esperado; - demora em compreender mapas e para memorizar informações; - na escrita ocorre supressão de letras: cachorro/ caorro, panela/paela; - repetição de sílabas: laranja/lararanja, sabonete/ sabonenete; - seqüência de letras e inversões: flor/forl, preto/ perto. Alunos disléxicos precisam ser observados e orientados em cada processo, pois é uma forma de diminuir seus prejuízos quando se preparam para aquisições cada vez mais complexas. Sem o acompanhamento necessário podem ingressar no ensino médio com:

- baixo rendimento escolar; - dificuldades para desenvolver textos; - dificuldades para reproduzir textos; - não consegue ler sem apresentar erros e de forma continuada; - dificuldade em memorizar conteúdo sem apoio de material concreto; - dificuldade na aquisição de uma segunda língua; - necessita de estratégias diferenciadas para a compreensão dos conceitos abstratos; - concentração, percepção e atenção diminuídas comprometendo a execução de tarefas mais elaboradas e longas.

www.yuppimagazine.com.br | 33


Como diagnosticar se uma criança é disléxica ou não? Primeiramente as características indicam uma dificuldade na aprendizagem de pequenas brincadeiras ou atividades diárias realizadas na pré-escola ou em casa.

Como deve ser a avaliação/diagnostico e qual a importância do acompanhamento multidisciplinar? Os profissionais envolvidos na avaliação da dislexia investigam questões relacionadas à área da fonoaudiologia, psicopedagogia, neurologia e oftalmologia, de acordo com o nível de comprometimento da criança. A avaliação multidisciplinar formaliza o diagnostico e direciona a melhor e a mais eficaz forma de acompanhar a criança disléxica nas diferentes fases de seu desenvolvimento global. Desta forma oportuniza a criança desenvolver novas habilidades nas áreas onde se sobressai, contornando suas dificuldades, traçando e adaptando seu próprio caminho tendo sucesso e descobrindo seu talento como qualquer outra criança, desde que seja adequadamente avaliada e acompanhada clinicamente.

34 | www.yuppimagazine.com.br


Algumas sugestões para ajudar a criança com

dislexia

A criança necessita de muita compreensão por parte da família e da escola. É importante ajudar a criança a entender que apesar de ser diferente em algumas coisas ela é amada e traz alegria a família. Deve-se encoraja-la a sobressair-se nos talentos que possui. A criança disléxica fica muito exausta com seus esforços na escola e com suas dificuldades constantes. Precisa de muito apoio para não haver uma diminuição de sua auto-imagem. A dislexia é duradoura e pode-se desenvolver estratégias para melhorá-la, mas não curá-la. A orientação aos pais é fundamental. É preciso que entendam a dificuldade de seu filho, que não exerçam cobrança e sim lhe dêem muito apoio, visto que ele não age assim porque quer, mas porque nasceu assim. A rotina é de extrema importância e representa segurança. A criança precisa de horários para refeições, sono, deveres de casa e lazer. Sabemos que um professor pode levantar a auto-estima do aluno, estando interessado nele como pessoa. Isto significa criar um ambiente acolhedor na classe, aceitando a criança como ela é e enfatizando cada sucesso que ela consiga.

www.yuppimagazine.com.br | 35


Luxo

Pequenos

Luxos Por Dioneia Mendes

ARCA DE NOÉ Projetada por Gunther Keil em 1993 e encontrada em muitos museus e coleções pelo mundo, esta requintada arca composta por 42 figuras e 18 animais selvagens pertencentes aos sete continentes, é feita de madeira sustentável e a pintura das peças leva corantes naturais. Além de decorativo e pedagógico, entregam no Brasil! http://www.etsy.com Credito: divulgação

HARLEY-DAVIDSON PARA BRINCAR Esta sugestão é para os fanáticos por HarleyDavidson. A KidKraft vende balanços replicas destas famosas motos, construídas em uma base anti tombamento toda em madeira (MDF), com banco de couro, espelhos retrovisores, luzes e o som característico, para as crianças brincarem. http://www.kidkraft.com/ Credito: divulgação

36 | www.yuppimagazine.com.br


UGG AUSTRALIA BOOTS PARA AQUECER OS BEBÊS Feita da pele do carneiro e forradas com sua lã, estas botas além de macias e confortáveis, deixam os pés do bebe lindos e aquecidos. Elas vêm com a logo da marca gravada na sola e na lateral além de cordões elásticos na parte de trás para ajustar na perna da criança. Um sonho de consumo para qualquer mãe! Credito: divulgação

PALETERIA NA SUA FESTA A designer e empresária Elysa Barranco inaugurou em Curitiba a Paleteria – sorvetes artesanais mexicanos – em um espaço amplo, colorido e decorado com elementos tipicos da cultura mexicana.

E, entre as novidades, fornece para festas infantis carrinho com os deliciosos picolés. São mais de 30 sabores, destacando o de chocolate recheado com brigadeiro e o de morango recheado com leite condensado. A Paleteria está localizada em Curitiba na Avenida Silva Jardim, 608 (com estacionamento próprio ao lado) e fone para informações 41 3046-0407. www.paleteria.com.br Credito: Divulgação www.yuppimagazine.com.br | 37


Luxo

Tswalu é um resort luxuoso situado na Africa do Sul em uma parte denominada Green Kalahari. Um dos poucos lugares onde crianças são bem vindas. Lá tudo é pensado para a família. Uma das missões de Tswalu é incentivar a nova geração a conservar o meio ambiente.

VIAGEM AO PARAISO

COM CRIANÇAS

Há inúmeras atividades programadas para as crianças. Caminhadas, identificação de pegadas, piscinas, brincadeiras, jogos, cardápio especial e onde elas também poderão preparar seus próprios pratos. Que tal nas próximas férias se programar para uma expedição familiar em Kalahari? http://www.tswalu.com Credito: site

38 | www.yuppimagazine.com.br


Moda

Valentina veste jaqueta de couro Lilica Ripilica R$ 174,90 Lilica e Tigor do Shopping Atl창ntico.

40 | www.yuppimagazine.com.br


2.

1.

“QuERO MAis

QuE uM” Estilo é que não falta para esquentar neste inverno. Perfectos, militar, pelúcia, lã, matelassados de nylon, florais são bem-vindos a qualquer hora!

3.

Por vivian Flores

5.

6.

MENiNOS

MENiNAS

4.

1. jAQuETA MiLiTAR PuC, R$ 94,90 NA PuC DO BALNÉARiO CAMBORiú ShOPPiNg 2. CASACO PELúCiA TYROL, R$ 319,90 NA CiA DA CRiANçA . DO BALNÉARiO CAMBORiú ShOPPiNg. 3. CASACO DE LÃ CALViN KLEiN R$ 199,00 NA TiCKET, 3º AVENiDA 1111. 4. jAQuETA MATELASSADA DE NYLON R$ 144,90 NA PuC DO BALNÉARiO CAMBORiú ShOPPiNg. 5. jAQuETA MATELASSADA DE NYLON TigOR, R$ 159,90, NA LiLiCA & TigOR DO ATLâNTiCO ShOPPiNg. 6. BLASER SARjA MiLON, R$ 142,00 NA MiLON DO BALNÉARiO CAMBORiú ShOPPiNg.


Moda

Coturnos! uma das tendências mais modernas da estação é o coturno! uma peça marcante que traz referencias rock’n’roll e militar. A proposta é contrastar o sapato pesado com um visual leve, como vestidos floridos, peças com detalhes em renda, modelagens românticas, saias ou cores pastéis. Este modelo da Lilica e Ripilica é demais! Lilica e Tigor, Atlântico Shopping, piso térreo, (47) 3056-3898.

nos

A MOdA PÉs Oxford! O Oxford, inspirado nos estudantes da universidade de Oxford da inglaterra, é outra tendência marcante desse inverno. Aposte na mistura de peças românticas com alfaiataria, como as saias de tecidos leves com camisas ou jeans com blazer ou tricôs. Cia da Criança, Balneário Camboriú Shopping, loja 8, (47) 3263-8539

42 | www.yuppimagazine.com.br


Matéria

Quando o

PAI é uma MÃE Por Kellyn Mendes

44 | www.yuppimagazine.com.br

Lavar, passar, cozinhar, trabalhar fora e ainda educar os filhos... tais tarefas sempre nos lembram a “dona de casa”, mãe e mulher, porque desde cedo aprendemos, brincando com bonecas, como é cuidar de uma casa e dos filhos, a mesma realidade não se aplica aos homens. Porém, esse panorama aos poucos se modifica, pois nos últimos anos, segundo o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística aumentaram de 5% para 25% o número de pais que ficam com a guarda dos filhos em uma separação judicial. Por isso, é comum vermos homens que ou por sua natureza ou pela imposição da vida se deparam com sua rotina alterada pelo compromisso de cuidar sozinhos de seus filhos. E essa situação, além de causar insegurança nos filhos e pais, pode ser encarada com preconceitos pela família e sociedade. Portanto, alerta a psicóloga clínica e escolar Tatiana Costa Ferreira Silva, o afastamento de um dos pais (nesse caso a mãe), devem ser administrados com a criança da melhor forma possível, de acordo com sua idade e entendimento, para que o sentimento de abandono não prevaleça ao longo de seu desenvolvimento emocional.


O afastamento de um dos pais (nesse caso a mãe), devem ser administrados com a criança da melhor forma possível, de acordo com sua idade e entendimento, para que o sentimento de abandono não prevaleça ao longo de seu desenvolvimento emocional. Tatiana Costa Ferreira Silva

N

este contexto, encontramos Valter Alberto Nitz, 47 anos, Servidor Público, que há seis anos cuida e educa o seu filho Artur Nitz Neto, 19 anos. Para Valter o problema de não ter uma mãe em casa, é não ter alguém com quem dividir a responsabilidade, conversar sobre o que é certo ou errado. “O Artur é muito tranquilo, então para mim o homem pode dar educação e amor da mesma maneira que a mulher” enfatiza o pai, bastante orgulhoso da relação que construiu com o filho. E Artur também tem a mesma opinião referente ao pai: “Nos damos muito bem, hoje minha mãe mora em Cuiabá/MT, porém, antes mesmo dela ir embora eu já morava com meu pai, e agora por estarmos mais próximos, ele é a minha primeira referência”, afirma Artur. Já para Luciano Schatz, 43 anos, Analista de Sistemas, que aproximadamente há dois anos cuida e educa o seu filho Arthur Renan Schatz, 06 anos, a vida ainda não entrou totalmente nos “eixos”: “Alterei minha rotina de trabalho, hoje desenvolvo minhas atividades em casa e somente no período da tarde, porque pela manhã me envolvo nas funções “domésticas” e a noite o tempo é para o Arthur, que requer toda a minha atenção, e assim também são os finais de semana. É muito bom o relacionamento que tenho com meu filho, aprendo muito com ele, mas fico preocupado o que a ausência da mãe no seu dia a dia pode causar”, salienta Luciano. Para a psicóloga Tatiana, a questão da criança ser educada apenas pelo pai, é hoje uma realidade cada vez mais comum e deve ser interpretada por todos

46 | www.yuppimagazine.com.br

como a mesma situação em que a mãe é a única responsável, pois os dilemas e preocupações dos pais (mãe e pai) são os mesmos e a capacidade de amar também. Uma das principais preocupações de um modo geral, diz respeito às conseqüências que possam existir quando a criança é educada apenas por um dos pais. Realmente, se a separação conjugal, independente da causa, for mal administrada na relação dos pais com os filhos, aumenta a probabilidade de problemas no desenvolvimento emocional da criança. Já as consequências da educação realizada apenas pelo pai, podem se diferenciar dos casos em que são educadas só pela mãe em alguns aspectos: pesquisas relatam que geralmente os filhos educados pelos pais se tornam independentes mais cedo do que os criados só pela mãe, tendo um senso diferenciado de responsabilidade, porém, coerente ao seu desenvolvimento e também podem crescer com menos preconceitos. Vale ressaltar que antes de se preocupar com as conseqüências da ausência de um dos pais a prioridade deve ser a qualidade da relação entre pais e filhos. Valorizando sempre o que se tem e não se preocupando com o que não tem ou com o que poderiam ter. Segundo a psicóloga, ”sabe-se que esta qualidade está diretamente ligada à afetividade, e essa linguagem é universal podendo e devendo ser aplicada independente do sexo dos pais”. Portanto, qualquer um dos pais é capaz de educar e exercer a paternidade/maternidade, suprindo as necessidades da criança para que ela possa se desenvolver de maneira saudável.


Decor

CASA COR SANTA CATARINA 2011

Tendências tecnológicas com um toque de requinte e antiguidade foram a marca de muitos projetos Fotografia Ângelo Borba

48 | www.yuppimagazine.com.br


Arquitetos Priscila Toniolo e Pablo Trejes

Brinquedoteca Desenvolvido para ser “um grande brinquedo”, o ambiente colorido foi criado para estimular às crianças. Os cubos pintados que fazem barulho ao serem manuseados, propiciam interação. No chão foi utilizado piso vinílico, que é antialérgico e térmico.

www.yuppimagazine.com.br | 49


Suíte da Menina Um projeto criado para ser um ambiente atemporal, inspirado no estilo Schabby Chic, que utiliza peças com detalhes provençal aliadas à materiais contemporâneos. O requinte ficou por conta da banheira Vitoriana, a cortina e o lustre franceses. A casa de bonecas trouxe ao ambiente uma aura de sonhos.

50 | www.yuppimagazine.com.br


Arquiteta Christinne Warmling

www.yuppimagazine.com.br | 51


Arquitetos Daniella Scatena e Billy Scatena

Quarto dos Gêmeos Inspirado nas “Garage Bands” e nas diretrizes do Game Rock Band (febre entre crianças e adolescentes).A marca ficou na estrutura dos beliches e da escrivaninha feitas em madeira de demolição, nos serviços de automação que controlam som e luz ambiente e na TV FullHd 3D. Entre as novidades, a parede revestida com um painel audiodifusor NHX, que além de decorar distribui o som em todas as direções, atenua ressonâncias indesejáveis e corrige reflexões fora de fase, de instalação rápida e limpa.

52 | www.yuppimagazine.com.br


www.yuppimagazine.com.br | 53


Arquiteta Daniela Schmitt

Quarto do Bebê Um ambiente aconchegante que mostrou tecnologia e decoração com detalhes inesperados como nichos, gavetas de espelho e paredes revestida em tecido.

54 | www.yuppimagazine.com.br


Saúde

CÁRIE NA INFÂNCIA CONHECIMENTO E COMPROMETIMENTO Por Dra. Ana Lúcia Niehues Ilustração: Anderson Sadi

Uma criança com os dentes branquinhos, sem cárie, sorriso lindo é o desejo de todos os pais e isto é um sonho bem possível. Basta que alguns cuidados e novos conceitos sejam de conhecimento da família para que a criança tenha uma vida normal, incluindo os alimentos doces sem as conseqüências indesejáveis e conhecidas por muitos pais e familiares em outras gerações

56 | www.yuppimagazine.com.br


D

urante algum tempo acreditou-se que os dentes de leite eram menos importantes que os permanentes, já que em pouco tempo eles caem. Na verdade, eles são fundamentais não só por auxiliarem na alimentação da criança, mas porque desempenham papel importante no desenvolvimento da fala e dos ossos da face. O importante é ficar atento aos cuidados que o nascimento desta dentição requer, e tentar garantir um sorriso saudável para toda a vida.

Este sonho só é possível com mudanças comportamentais diante de uma situação que não era conhecida ou encarada como doença: a doença CÁRIE. Atualmente a atenção precoce com exame odontológico para bebês no primeiro ano de vida, continua sendo a medida mais efetiva que se pode promover para o futuro da saúde bucal. Sendo assim, a criança deve ir à sua primeira consulta até o primeiro ano de vida e as orientações feitas pelos odontopediatras precisam ser personalizadas, assim como os intervalos paras as consultas de manutenção preventiva. Protocolos individualizados para detectar riscos e atividades de cárie, juntamente com uma postura de vida associada à saúde, são fatores importantes na prevenção desta doença.

A doença cárie além de prejudicar a capacidade de comer, dormir e aprender tem um impacto significativo sobre a autoestima e precisa cada vez mais ser repensada e valorizada pelos pais, profissionais da saúde e educadores comprometidos realmente com o desenvolvimento da criança. Portanto, se a família não estiver imbuída desta vontade de comprometer-se com a saúde bucal dos seus filhos, talvez não exista o resultado esperado. Os pais precisam incorporar alguns valores e entender as diferenças existentes entre a sua geração e a geração de seus filhos.

www.yuppimagazine.com.br | 57


Artigo

BABÁ X BERÇÁRIO A difícil escolha na primeira separação real entre mães e filhos Por Kellyn Mendes

58 | www.yuppimagazine.com.br


Durante os três primeiros anos, os bebês aprendem melhor quando têm um ou dois adultos cheios de amor exclusivo. A creche nesse período tem suas desvantagens, pois as crianças não terão atenção exclusiva, além de ser desnecessário o contato social com as outras crianças. Taiana Fernandes Kowalsky

A

emancipação da mulher e as exigências do mercado de trabalho trouxeram mudanças significativas na relação entre mães e filhos. Antes, quando algumas mulheres trabalhavam fora de casa podiam contar com suas mães ou sogras para auxiliarem nos cuidados dos primeiros meses de vida do bebê, porém hoje, é muito comum as “vovós” também terem uma vida bastante ativa. Então, após quatro ou cinco meses de convívio exclusivo dos bebês com suas mães, é chegada a hora de tomar a primeira decisão importante para a educação e o futuro dos filhos: optar por deixá-lo em casa sob os cuidados de uma babá ou escolher pelo convívio num berçário. A resposta para esta questão é muito particular e as mães são as que mais sofrem com as incertezas e os sentimentos de insegurança e ansiedade que cercam este momento. Para minimizar estes temores devese levar em consideração algumas orientações de profissionais como, por exemplo, o pediatra do seu bebê, ou a experiência de parentes e amigos e, an-

tes de qualquer decisão, o ideal é planejar e ser criterioso na escolha para fazê-la de forma mais acertada. Para a Psicóloga Clínica (CRP 12/08901), Taiana Fernandes Kowalsky, durante os três primeiros anos, os bebês aprendem melhor quando têm um ou dois adultos cheios de amor exclusivo. A creche nesse período tem suas desvantagens, pois as crianças não terão atenção exclusiva, além de ser desnecessário o contato social com as outras crianças. A família é a principal fonte de interação com a criança para um bom desenvolvimento cerebral, aprendendo a se aproximar, criar empatia e ter uma melhor inteligência emocional. Já o pediatra pneumologista, Edvaldo Fortkamp, afirma que o adequado para o bebê, vai depender do ambiente que o cerca: “Se em casa há outras crianças que possam interagir e estimulá-las e se a babá é uma pessoa treinada para estimular a criança (estímulos visuais, sonoros, conversas, etc) é aconselhável, caso contrário, o ambiente do berçário com profissionais treinados pode ser igualmente benéfico do ponto de vista neuropsicomotor”, considera o médico.

www.yuppimagazine.com.br | 59


Artigo

Alguns cuidados para acertar na escolha Babá - Entrevista Pessoal: verificar o cuidado pessoal, a maneira de falar, questionar sobre os últimos empregos; Dentre os critérios a serem avaliados o mais importante é o acolhimento emocional que a criança recebe. Os bebês são inteligentes e tem uma capacidade de adaptação e de distinção de seus cuidadores, no entanto, nesta fase, é necessário que ele receba afeto e carinho.

- Pedir referências: é muito importante que sejam realmente verificadas; - Empatia com a família e o bebê; - Disponibilidade emocional.

Segundo a Pedagoga Susane Amaral Silva, responsável pela Educação Infantil e Ensino Fundamental do Colégio de Aplicação da Univali em Itajaí/SC, no berçário é mais fácil de adequar as necessidades básicas da criança com a educação: “A criança do berçário/ creche deve ser estimulada constantemente. Sentar, engatinhar, andar, falar, desfraldar, etc, são ações que não podem faltar na proposta pedagógica, além de contemplar a interação, e que as crianças não sejam tratadas como passivas completamente dependentes dos adultos, sem outras necessidades além das básicas (essa atitude é mais fácil de acontecer com as crianças que são tratadas por babás). Os benefícios de um berçário são muitos, desde que seja uma escola de qualidade, com uma proposta pedagógica voltada para o cuidar e educar”, salienta Susane. A educação dos filhos tem um único objetivo maior, que é transformá-los em adultos sadios, e cada família tem a sua “fórmula” para alcançar este objetivo, então o mais importante nas escolhas é sempre termos a certeza delas. 60 | www.yuppimagazine.com.br

Berçário - Visitar vários berçários; - Verificar espaço e higiene do ambiente; - Saber o nº de profissionais X o nº de crianças atendidas; - Observar se dão colo para o seu bebê ou o deixam por muito tempo em cadeiras, andadores ou outros aparatos; - Conhecer a equipe de profissionais do berçário ( pedagogas, psicólogas, nutricionistas...)


www.yuppimagazine.com.br | 61


Saúde

A Cirurgia Plástica e o envelhecimento

O processo de envelhecimento varia de pessoa para pessoa e pode ser influenciado tanto por fatores genéticos como pelo estilo de vida. As alterações na pele tornam-se visíveis com o passar do tempo, tornando as rugas e marcas de expressão evidentes na face. Por Dr. Marcelo Borba

O

s hábitos de vida tem influência direta nas alterações na pele com o passar dos anos. Uma alimentação desregrada, à exposição excessiva ao sol e o tabagismo aceleram o envelhecimento. Os cuidados com a pele não se limitam à idade em que as rugas aparecem. Essa transformação, decorrente da diminuição da elasticidade, flacidez e ressecamento, deve ser compreendida como um processo natural na vida de todo ser humano, mas que pode ser atenuada com o auxílio da cirurgia plástica. A cirurgia do Rejuvenescimento facial (também chamada de Ritidoplastia ou Lifting facial) objetiva atenuar as marcas de expressão e estigmas inerentes ao processo de envelhecimento. Nesta, buscamos eliminar as rugas, reposicionar os tecidos (pele e músculos), remover os excessos de gordura e corrigir a flacidez da pele. Com modernas técnicas alcançamos todos esses objetivos com cicatrizes muito discretas e, muitas vezes, imperceptíveis. Esse procedimento é realizado sempre em ambiente hospitalar,

62 | www.yuppimagazine.com.br

com anestesia geral ou local associada à sedação. O retorno às atividades ocorre precocemente, sendo necessário um repouso apenas nos primeiros dias após a cirurgia. A busca por um resultado natural é sempre colocada em primeiro plano. Não objetivamos modificar as expressões mais marcantes da face, como o olhar e o sorriso. A eliminação da aparência cansada e triste é nítida quando realizamos o lifting facial, principalmente quando associamos à cirurgia das pálpebras. Outros procedimentos estéticos complementam o bom resultado do lifting, como o preenchimento de sulcos com Ácido Hialurônico (Juvederm®, Perlane®) e aplicação de Toxina Botulínica (Botox®). O mais importante é encarar o envelhecimento como uma nova etapa na vida, que pode ser representada por um estilo de vida saudável e por uma aceitação das mudanças corporais. A busca por uma boa qualidade de vida deve ser primordial e estar à frente de uma simples visualização das marcas do envelhecimento no corpo e na face.


www.yuppimagazine.com.br | 63


Moda

DESFILANDO O Fashion Kids, dedicado exclusivamente para a moda infantil do 16ª Donna Fashion DC Iguatemi, aconteceu no Shopping Iguatemi, em Florianópolis e o Balneário Fashion Show, no Balneário Camboriú Shopping. Por Vivian Flores

64 | www.yuppimagazine.com.br


A PUC trouxe através do tema Pequenos Viajantes, uma coleção para filhos de mochileiros. O estilo folk da coleção foi ressaltado nos vestidos estampados de manga longa bem soltinhos, colete de pele e jaquetas de couro dentro das referências do sportwear com modelagem confortável, marca registrada da grife. A atriz mirim Laura Barreto, que fez sucesso na novela Araguaia foi a estrela do desfile.

A multimarcas Gente Miúda apresentou mais de 25 marcas nacionais e importadas para crianças de zero a quatro anos, entre elas estão Trick Nick, Brandili, Turma da Bia, Be Little e as importadas Lacoste e Tommy Hilfiger. O tema do desfile foi inspirado nos personagens Peter Pan e Sininho e a passarela estava repleta de balões coloridos. A edição apresentou muito xadrez, sobreposições, tricôs e também apostou na cor vermelha nas peças e nos acessórios.

www.yuppimagazine.com.br | 65


A grife Brooksfield Jr apostou no estilo despojado misturando o estilo “mauricinho” com gel no cabelo e o roqueiro indie, combinando a camisa xadrez com o jeans. Outro ponto forte foram os ternos com cortes mais ajustados de modelagem slim destacando a linha black-tie da grife dos pequenos onde arrancou suspiros da platéia.

O desfile da loja Ticket foi destaque infantil do Balneário Fashion Show, no Balneário Camboriú Shopping. A multimarca que tem um público infantil e infanto junvenil trouxe para a passarela grifes importadas como Calvin Klein e Diesel, e nacionais como a Joy, Pituchinhus, Matiné, Grafitte, Authoria e Fruto da Imaginação. Vários estilos foram mostrados na passarela ressaltando a versatilidade da loja. Destaque para os tricôs, conjuntos de saia rodada estilo Chanel, blazers de alfaiataria e vestidos de festa para as adolescentes. A presença de uma modelo infantil com síndrome de down mostrou que a loja tem atitude de sobra!

66 | www.yuppimagazine.com.br


Lilica e Tigor apostaram na equitação e numa viagem ao Canadá. Para as meninas,destaque para as calças de montaria confeccionadas em moletom e tricoline, peças com efeitos em jacquard, aviamentos com detalhes de cavalos e trench coats. Para eles coletes e jaquetas utilitárias de náilon, calça sarouel e estampas de pontos turísticos do Canadá. Tudo uma graça!

www.yuppimagazine.com.br | 67


Artigo

bioseGuranÇa no nosso cotidiano Por Simone S. Basualdo

O NOSSO DiA A DiA É TÃO CORRiDO QuE áS VEZES FAZEMOS TuDO AuTOMATiCAMENTE, SEM PERCEBER QuE ESTAMOS CORRENDO RiSCOS DE SAúDE EM uMA SiMPLES iDA AO SALÃO DE BELEZA.

T

ão importante quanto o conhecimento de tratamentos eficazes na estética é o cuidado com a proliferação de doenças entre clientes e profissionais e vice-versa. A gama de doenças infecto-contagiosas passam despercebidas entre as pessoas, sendo importante o estudo e a orientação para a eliminação dos riscos de contaminação. O nosso dia a dia é tão corrido que ás vezes fazemos tudo automaticamente, sem perceber que estamos correndo riscos de saúde em uma simples ida ao salão de beleza. Procedimentos comuns como depilação, manicure e pedicure, podem disseminar uma série de doenças entre elas, hepatite B e C, micoses, hPV e até mesmo AiDS. Existem muitas questões que precisam ser levadas ao conhecimento da sociedade com o intuito de informar, educar e apontar soluções.

68 | www.yuppimagazine.com.br

Devemos prestar atenção na higienização dos equipamentos como, alicates, tesouras, lixas, escovas, sendo que tudo que é de metal deve estar devidamente esterilizado em autoclave, já que foi comprovado que o antigo forninho não elimina todos os microorganismos. As manicures deveriam usar luvas e jaleco como proteção não só delas, como dos clientes, pois na retirada de cutículas podem haver eventuais sangramentos, oferecendo um risco alto de contaminação. O ideal seria que todos os instrumentos fossem descartáveis, mas sabemos que isso não é possível na maioria das vezes. Observando melhor a qualidade da prestação de serviços, poderemos não só minimizar, como prevenir riscos para a nossa saúde, sem precisar deixar de lado nossa vaidade e os nossos direitos de consumidor.


Pra você

A bailarina Cecília Meireles

Esta menina tão pequenina quer ser bailarina. Não conhece nem dó nem ré mas sabe ficar na ponta do pé. Não conhece nem mi nem fá Mas inclina o corpo para cá e para lá. Não conhece nem lá nem si, mas fecha os olhos e sorri.

70 | www.yuppimagazine.com.br

Roda, roda, roda, com os bracinhos no ar e não fica tonta nem sai do lugar. Põe no cabelo uma estrela e um véu e diz que caiu do céu. Esta menina tão pequenina quer ser bailarina. Mas depois esquece todas as danças, e também quer dormir como as outras crianças.



Yuppi Magazine 3ª Edição