Page 1

www.yourmagazine.com.br

MAGAZINE Mundo Animal

TARTARUGA MARINHA!

Your magazine

ANO 1 | 7ª EDIÇÃO | MARÇO de 2014

página 19

CERVEJA

Não Engorda! página 27

Maravilhas do

MUNDO GREGO página 73

Em 10 de abril, completando 4 anos de excelência em serviços imobiliários!


MATRÍCULAS ABERTAS Matrículas para babies a partir de 3 anos

Aulas de INGLÊS, ESPANHOL E ALEMÃO!

´

54 3522

9986

Av. Pedro Pinto de Souza, 281 - Sala 2 - Erechim - RS

www.speaks.com.br


Entre para o mundo da Imaginação!

Venha aprender Inglês na Speaks


índice

ANO 1 | 7ª Edição | Março de 2014

Your Magazine é uma publicação mensal.

PROJETO GRÁFICO E DESENVOLVIMENTO Estúdio Desenho.com www.estudiodesenho.com (54) 3712-5092

COORDENAÇÃO DE PROJETO Celso Flores Junior

DE PAIOL GRANDE A ERECHIM | 17

REVISÃO Claudiele Carus

PUBLICIDADE Eliane Martins (54) 3519-6764 | (54) 9987-3344 eliane@yourmagazine.com.br

COLABORAÇÃO Henrique A.Trizotto Sandra Rettemann Maria de Fátima Monteiro Camila Angela Zanella Lucca Messer Daise Ferrari Patrícia Horn Edgar Radeski Fran Perez Diego Telles Equipe Estúdio Desenho.com

DE PAIOL GRANDE A ERECHIM: Os anos 60 | 08 MUNDO ANIMAL: Tartaruga Marinha | 19 TUDO É QUÍMICA: Cerveja não engorda | 27 SAÚDE: Renda-se a Culinária Japonesa | 31 CIÊNCIA: Viajem ao país do sono | 35 MOTIVAÇÃO: Veja bem... | 41 GESTÃO PÚBLICA: Saúde Pública | 43 ESPORTE: Diego Telles e Samuel Barboza | 49 PROFISSÕES: Vantagens da Terceirização do RH | 51

PRODUÇÃO Graffoluz Indústria Gráfica Ltda. (54) 3522-1436 graffoluz@graffoluz.com.br

FOTOGRAFIAS SURREAIS: Lucca Messer | 55 ESTILO: Com que roupa devo ir trabalhar? | 63 POESIA: Maria de Fátima Monteiro | 69 MARAVILHAS DO MUNDO GREGO: parte 01 | 73

Bonatto Imóveis No dia 10 de abril completando 4 anos de excelência em serviços imobiliários!

Até aqui nos permitiu o Senhor

COTIDIANO: Convivendo com pessoas chatas | 79


MUNDO ANIMAL | 19

TUDO É QUÍMICA | 27

CIÊNCIA | 35

PROFISSÕES | 51

FOTOGRAFIAS SURREAIS | 55

MUNDO GREGO | 73


do editor

Finalmente começou 2014 de verdade! A maioria das pessoas que estavam de férias voltaram ao trabalho e o carnaval passou. Ânimo novo e um mundo de oportunidades a nossa frente! Que não nos falte saúde, que nos sobre garra e vontade, para que cada pedra em nosso caminho seja removida e cada objetivo alcançado. Damos as boas vindas a abril, que traz uma das comemorações mais importantes do ano: a Páscoa. Jesus venceu a morte! A Your Magazine de março, vem recheada de matérias interessantes e com a toda qualidade que caiu no agrado de todos. Um forte abraço!

Agora, pegue um cafezinho, relaxe e leia a Sua Revista! Celso Flores Junior Coordenador do projeto editorial

Assine

a revista Your Magazine e receba no conforto da sua casa ou na sua empresa!

54 3712

5092

www.yourmagazine.com.br contato@yourmagazine.com.br


15

Anos

Muito mais

que uma lavanderia!

VENHA CONHECER NOSSOS SERVIÇOS DE SAPATARIA Troca de biqueira, sola e salto Consertos, renovação e reparos Pintura, higienização, ajuste de forma

www.lavclin.com contato@lavclin.com

ERECHIM

PASSO FUNDO

Avenida Sete de Setembro, 174/01

Avenida Brasil, 1405

54

3519-4004

Master Sonda Shopping 54

3522-6064

54

3601-4004

Zaffari Vila Vergueiro 54

3622-0031


DE PAIOL GRANDE A ERECHIM |

| Os anos 60 Texto | Henrique Trizotto

Rainha da I FRINAPE e I FENAMATE, em 1966.

|

Juracema Valandro

D

ando prosseguimento a nossa saga, chegamos na década de 1960, talvez o período mais conturbado pelo qual o globo passou após o final da Segunda Grande Guerra Mundial, temos a Crise dos Mísseis em Cuba em outubro de 1962, considerado o ápice da Guerra Fria, as metrópoles colonias europeias com exceção de Portugal perdem quase todas as suas colônias surgindo no mapa mais de 30 novas nações a maioria no continente africano mas também no Caribe Jamaica Barbados América do Sul Guiana e Ásia Samoa Na China a Revolução Cultural 1966 1976 reacende o fervor revolucionário das massas maoístas que passam a perseguir e punir as pessoas consideradas "burguesas reacionárias" No Oriente Médio a Guerra dos Seis Dias 1967 aumenta a tensão entre Israel e seus vizinhos árabes Na Tchecoslováquia a conciliação de marxismo com liberdade individual na chamada Primavera de Praga 1968 sucumbe à invasão do país pelas tropas do Pacto de Varsóvia¹”

magazine - Março de 2014

| 08


DE PAIOL GRANDE A ERECHIM |

Outro aspecto muito relevante acerca da década de 1960, são os movimentos revolucionários encabeçados por jovens, que buscavam transformações culturais e comportamentais, principalmente nos continentes Europeu e Americano, uma geração que ficou marcada por ser rebelde e idealista”. Os jovens dos anos 60 sequiosos por liberdade passam a contestar a ordem social e mundial em múltiplos aspectos como a sexualida de os costumes a moral o consumismo as guerras É o tempo do feminismo e de movimentos em favor dos negros e homossexuais da liberação sexual e da propagação das drogas do pacifismo e da contra cultura como no caso dos hippies buscando viver à margem do sistema oficial bem como de protestos contra a Guerra do Vietnã A onda de rebeldia culmina em 1968 com manifesta ções estudantis massivas em diversas partes do mundo, e continua a se desenvolver nos anos seguintes¹”. No Brasil, temos um cenário conturbado também, apesar da inauguração de Brasília em 21 de Abril de 1960, o que vimos foram movimentos golpistas tentando/assumindo o governo da nação, em 1962 temos a Legalidade, movimento foi um ensaio geral para o golpe militar de 1964, tendo como estopim a Renúncia de Jânio Quadros, a crise da sucessão de Quadros se inicia com a denúncia de Lacerda no dia 24 de agosto de que havia sido convidado por Jânio através do ministro da Justiça Pedroso Horta para executar um golpe Na manhã seguinte Dia do Soldado Quadros renunciou à presidência sob a alegação de que forças terríveis levantaram se contra ele difamando o Para decepção de Quadros segundo Felizardo o povo não se manifestou e o Congresso aceitou a renúncia Diversos manifestos foram lançados já no dia 25

| 09 |

magazine - Março de 2014


ErmĂ­nio Mascherin, Romeo Madalozzo, Ildo Meneghetti, Fausto Demoliner, Alcebiades da Cunha Cabral e Affonso Tacques.


DE PAIOL GRANDE A ERECHIM |

do mesmo mês de agosto Leonel Brizola governa dor do Estado do Rio Grande do Sul divulgou um manifesto ao final do dia indicando sua surpresa com o acontecimento e declarando apoio à ascensão de João Goulart então em viagem à China ao primeiro posto da nação A defesa imediata do regime democrático e da ascensão de Goulart à Presidência repercute nos meios civis e militares No dia seguinte 26 de agosto é divulga do o manifesto do marechal Henrique Teixeira Lott uma das principais lideranças dos setores nacionalistas defendendo a posição legalista das Forças Armadas Apesar da detenção do marechal Lott após a divulgação do manifesto começam as primeiras manifestações militares legalistas Brizola no dia seguinte à renúncia de Quadros lança um apelo aos militares legalistas no sentido de não se aproximarem das ações golpistas da cúpula militar que custava a aceitar a posse de Goulart A interpelação às forças democráticas e populares é nítida nos pronunciamentos de Brizola” (ROLIM, 2011) Como resultado, temos um plebiscito que acaba por tirar os plenos poderes de João Goulart como presidente da república e instaurando uma “democracia parlamentarista”. Com relação ao golpe militar de 1964 (que no dia 31 de março completa 50 anos), “foi o mais longo período de interrupção democrática pelo qual passou o Brasil durante a República Qualificado pela história como "os anos de chumbo" o período da ditadura foi marcado pela cassação de direitos civis censura à imprensa repressão violenta das manifestações populares assassinatos e torturas O historiador e cientista político da Universidade de Brasilia UnB Octaviano Nogueira afirmou que o golpe de 1964 resultou no mais duro período de intervenção militar na democracia entre tantos outros

| 11 |

magazine - Março de 2014


Carro Aleg贸rico I Frinape.


DE PAIOL GRANDE A ERECHIM |

desencadeados no decorrer da história republica na Entre 1964 e o início dos anos 70 estava em curso o período mais duro da repressão militar” disse Nogueira ” (CHAGAS², 2011) Neste contexto, temos em Erechim um período de transformações em âmbito econômico e social, começa a verticalização da cidade, e a ascensão da indústria e do comércio, fugindo um pouco do legado deixado pela Festa Nacional do Trigo que ocorrera na cidade alguns anos antes. Nesta década ainda temos um fator que contribuiu imensamente para que estas transformações ganhassem corpo, a criação do Centro de Ensino Superior de Erechim (CESE), uma extensão da Universidade de Passo Fundo, tendo em vista o fluxo migratório de estudantes que a cidade passou a receber e abrigar. A fim de consolidar esta nova postura, temos no ano de 1966 a realização da I Frinape e da I Festa Nacional do Mate, um evento multissetorial que que reúne indústria comér cio serviços agropecuária artesanato tecnolo gia e shows” (CHIAPARINI et al, 2012, p288), um evento realizado em parceria pela Prefeitura de Erechim e a ACIE Associação Comercial e Industrial de Erechim . Este evento ocorreu entre os dias 22/10 e 06/11 de 1966, tendo como rainha a representante de Aratiba Juracema Valandro e como madrinha da feira Jane Passuelo, Eduardo Pinto era o Prefeito de Erechim e Romeo Madalozzo o Presidente da ACIE. Para demonstrar a força desta feira, a fita foi descerrada pelo então governador do RS Ildo Meneguetti. A imprensa local deu grande destaque a feira, o Jornal a Voz da Serra publicou a seguinte manchete no dia 23/10/1966 – Domingo): Autoridades estaduais estiveram presentes a Inauguração Cônsul de Portugal prestigiou as Festividades mais de

| 13 |

magazine - Março de 2014


Juracema Valandro, Rainha da I FRINAPE e I FENAMATE, em 1966.


DE PAIOL GRANDE A ERECHIM |

35000 visitantes na exposição esforço comunitá rio elevaram a Região Desfiles de carros alegóricos e Bandas Marciais Mau tempo na abertura da exposição não empanou o brilho” Na mesma edição, é trazido parecer do jornalista Cesar Santos dos diários associados que assim expressou-se FRINAPE pelo que hoje apresenta dignifica o trabalho da nobre gente do Alto Uruguai e que permeia o esforço desmedido daqueles que a planejam e a puseram em funcio namento”. Mais algumas curiosidades acerca da I Frinape: Os estatutos da Frinape estão registrados no Cartório de Registro Especial da Comarca de Erechim no livro A” nº 2 às folhas 78 V em 5 de abril de 1966 O Governo Municipal oficializou o evento pela Lei nº 901 de 26 de abril de 1966 enquanto que o Ministério da Indústria e Comércio a aprovou pelo despacho favorável dado ao processo de requisição MIC 22 349 66 O órgão de turismo do Estado da época Setur também aceitou e fez o seu registro³”. Objetivo destes eventos acabou se cumprindo, tanto que foi considerada uma das feiras mais bem organizadas na época no sul do Brasil, e acabou se consolidando e virando um evento tradicional não só para a cidade de Erechim, mas também para todos os municípios do Alto Uruguai gaúcho, vemos isso, no ano de 1968 temos a II Frinape e a II Fenamate, que fazem parte das comemorações do cinquentenário do município.

Referências:

A VOZ DA SERRA, Jornal. Erechim, 23/10/1966.. ²CHAGAS, Marcos. O golpe militar no dia 31 de março de 1964 fez o Brasil mergulhar em 21 anos de ditadura, 2011. Disponível em: www.memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/ noticia/2011-03-31/golpe-militar-no-dia-31-de-marco-de1964-fez-brasil-mergulhar-em-21-anos-de-ditadura>; Acesso em 03/03/14. CHIAPARINI, Enori José... et al. Erechim, Retratos do Passado Memórias do Presente, Erechim/RS, Graffoluz, 2012; ¹Escrevendo a História, Panorama da Década de 1960. Disponível em: <http://www2.camara.leg.br/atividadelegislativa/plenario/discursos/escrevendohistoria/visitantes/ panorama-das-decadas/decada-de-60>; Acesso em 03/03/14 FRINAPE - uma feira para mostrar o potencial econômico da região – História. Disponível em www.frinape.com.br/ sessoes/conteudo/historia>; Acesso em 03/03/14. ROLIM, Cesar. A Campanha da Legalidade: uma mobilização civil-militar em defesa da posse de João Goulart, 2011. Disponível em: www.legalidade.rs.gov.br/2011/08/acampanha-da-legalidade-uma-mobilizacao-civil-militar-emdefesa-da-posse-de-joao-goulart/>; Acesso em 03/03/14.

HENRIQUE A. TRIZOTTO Graduado em Gestão Pública, Especialista em Gestão de Pessoas (ICSEC/FACEL) Acadêmico de História UFFS Campus Erechim Coordenador do Arquivo Histórico Municipal Dr. Juarez Miguel Illa Font.

| 15 |

magazine - Março de 2014


I FRINAPE e I FENAMATE, em 1966.

Lançamento da Pedra Fundamental da I Frinape e I Fenamate. Da Esq. para a Dir. Estefano Zordan,Fausto Demoliner, Romeuo Madalozzo Ruther e Von Mühlen Estevão.


N贸s ajudamos voc锚 a realizar seus sonhos!


Em 10 de abril, completando 4 anos de excelência em serviços imobiliários!

(54)

3712 - 7000

Av. 7 de Setembro, 476 | Centro - Erechim - RS www.b

o n a t t o i m o v e i s.com.br


| MUNDO ANIMAL

Tartaruga

Marinha Serena e majestosa E ameaçada de extinção!

A

s tartarugas marinhas habitam todos os oceanos do mundo, exceto o Ártico. A maioria das espécies de tartarugas marinhas estão ameaçadas de extinção. Juntamente com outras tartarugas e cágados, são parte da ordem Testudines As sete espécies vivas de tartarugas marinhas são: tartaru ga flatback mar tartaruga verde tartaruga de pente tartaruga marinha Ridley de Kemp tartaruga de couro tartaruga cabeçuda e Oliva Ridley


As espécies distinguem-se principalmente pela sua anatomia: por exemplo, as escalas de pré-frontal sobre a cabeça, o número e forma dos escudos na carapaça , e do tipo de escudos inframarginais sobre o plastrão . A tartaruga-de-couro é a única tartaruga marinha que não tem uma casca dura, em vez disso, traz um mosaico de placas ósseas sob a sua pele curtida. É a maior tartaruga marinha, medindo de 1,8 a 2 m de comprimento na maturidade, pesando até 590 kg. Outras espécies são menores, sendo na maior parte indivíduos de 0,61m a 1,22 m e proporcionalmente mais estreito.


MUNDO ANIMAL - TARTARUGA MARINHA |

As tartarugas marinhas são geralmente encontradas em águas mais próximas às plataformas continentais, no caso, procuram águas mais rasas. Depois de ir para a água pela primeira vez, os machos não vão voltar para a praia novamente. Durante os primeiros três a cinco anos de vida, tartarugas marinhas passam a maior parte do tempo na zona pelágica flutuando em algas camas. As tartarugas verdes do mar, em particular, são frequentemente encontrados em Sargassum camas, uma alga marrom em que se encontram abrigo e alimento. Uma vez que a tartaruga marinha atingiu a idade adulta, procura se aproximar da costa. Durante a época da nidificação, a fêmea sai da água e vem para a areia da praia colocar e enterrar seus ovos. As tartarugas marinhas estão quase sempre submersas, e por isso, desenvolveram um sistema anaeróbio de metabolismo energético. Apesar de todas as tartarugas marinhas respirarem o ar, em determinadas circunstâncias, podem desviar

Tartaruga Marinha Flatback

| 21 |

magazine - Março de 2014

para o metabolismo anaeróbico durante longos períodos de tempo, considerando esse mecanismo como uma segunda opção , em casos extremos. Quando volta a superfície para respirar, uma tartaruga marinha pode encher rapidamente os seus pulmões com uma única exalação explosiva e inalação rápida. Seus grandes pulmões se adaptaram para permitir a troca rápida de oxigênio e para ter uma reserva gasosa durante mergulhos profundos. CICLO DE VIDA

As tartarugas marinhas levam décadas para atingir a maturidade sexual. Após o acasalamento no mar, as tartarugas fêmeas adultas voltam para a praia para nidificar durante a noite. Elas fazem de um a oito ninhos por temporada. Ocorre quase sempre à noite, quando encontram a areia


MUNDO ANIMAL - TARTARUGA MARINHA |

O sexo do lhote depende da temperatura da areia. Areias mais claras mantêm as temperaturas mais elevadas, o que diminui o tempo de incubação e resulta em mais lhotes do sexo FEMININO.

Tartaruga-de-Pente

|

adequada para fazer um ninho. Usando suas nadadeiras traseiras, a fêmea cava um buraco circular de 40 a 50 centímetros de diâmetro e de 16cm a 20cm de profundidade. Depois que o buraco é cavado, a fêmea então começa a encher o ninho com ovos de casca mole, um por um, até depositar uma média de 50 a 200 ovos, dependendo da espécie. Algumas espécies chegam a colocar 250 ovos, tais como a tartaruga pente. Após a postura, ela cobre o ninho com areia, e alisa a superfície para camuflar a ninhada. Todo o processo leva trinta a sessenta minutos. Em seguida, ela retorna para o oceano, deixando os ovos incubados, porém a própria sorte. Em cerca de dois meses os ovos eclodem, geralmente durante a noite para evitar a predação. Os filhotes rastejam para a água. Eles então nadam para o oceano para iniciar seu próprio ciclo de amadurecimento e de reprodução. As tartarugas marinhas podem continuar este ciclo até os 80 anos de idade.

magazine - Março de 2014

| 22


MUNDO ANIMAL - TARTARUGA MARINHA |

ALIMENTAÇÃO

RELACIONAMENTO COM O HOMEM

As tartarugas marinhas se alimentam de uma grande variedade de animais e plantas. Elas são em sua maioria onívoras em sua vida adulta, com exceção da tartaruga marinha verde que é herbívora. Algumas espécies se especializam em determinado tipo de presa. Esponjas do mar são um dos seus principais alimentos, constituindo entre 70 e 95% de suas dietas no Caribe. No geral, as tartarugas alimentam-se em grande parte também de águas-vivas, onde ajudam no controle populacional. Algas marinhas, invertebrados marinhos, incluindo moluscos, camarão e também peixes estão incluídos no menu. A tartaruga cabeçuda em especial tem uma dieta mais rica e predatória, podendo se alimentar inclusive de qualquer outra tartaruga marinha peixes, camarões , lagostas e grandes moluscos.

Tartarugas marinhas são capturadas em todo o mundo, embora seja ilegal a caça na maioria dos países. Boa parte das caças são para fins alimentares. Em muitas partes do mundo, a carne de tartaruga é considerada um prato exótico, requintado e saboroso. Antigos textos chineses que datam do século V a.C., descrevem as tartarugas marinhas como iguarias exóticas. Muitas comunidades costeiras ao redor do mundo dependem de tartarugas marinhas como fonte de proteína, muitas vezes capturando várias tartarugas marinhas ao mesmo tempo e mantendo-as vivas em cativeiro, para que sejam abatidas conforme a necessidade. Populações costeiras também costumam coletar os ovos das tartarugas marinhas para consumo. As tartarugas são caçadas também pela coleta de sua carapaça e sua pele. Antigos chineses usavam as carapaças na confecção de

Tartaruga-de-couro

| 23 |

magazine - Março de 2014


chegar ao mar, fornecem ricas fontes de nutrientes para a vegetação dunar. À medida que a vegetação dunar cresce mais forte e saudável, a saúde de todo o ecossistema praia / duna se torna melhor. AMEAÇAS DE EXTINÇÃO

Nos oceanos, as tartarugas marinhas, especialmente as Tartarugas verdes, são uma das poucas criaturas que comem a grama do mar que cresce no fundo do oceano. As tartarugas marinhas agem como animais de pasto, que cortam a grama e ajudam a manter a saúde dos leitos de algas marinhas, que fornecem alimento e habitat para inúmeras espécies de crustáceos, moluscos e peixes. As praias e dunas, formam um ecossistema frágil que depende da vegetação para proteger contra a erosão. Ovos, incubados ou não, ninhos não eclodidos e filhotes que não conseguem

Embora as tartarugas marinhas depositam cerca de cem ovos de cada vez, em média apenas um dos ovos do ninho vai sobreviver até a idade adulta. Enquanto muitas das coisas que põem em risco esses filhotes são naturais, como predadores, incluindo tubarões, guaxinins, raposas e gaivotas, muitas ameaças chegaram com a crescente presença de seres humanos. Uma das maiores ameaças vem da captura acidental em redes de pesca, devido a métodos imprecisos. No entanto, adaptações baratas de técnicas de pesca, como anzóis um pouco maiores e armadilhas de que as tartarugas marinhas possam escapar podem reduzir drasticamente a taxa de mortalidade.

Tartaruga-Verde

|

IMPORTÂNCIA ECOLÓGICA

MUNDO ANIMAL - TARTARUGA MARINHA |

enfeites, e os antigos gregos e romanos também utilizavam as carapaças para vários artigos e enfeites usados por suas elites, como pentes e escovas. A pele das nadadeiras era valorizada para uso como sapatos e artigos de couro .

magazine - Março de 2014

| 24


MUNDO ANIMAL - TARTARUGA MARINHA |

Também há demanda no mercado negro de tartarugas, tanto para uso em decoração de suas carapaças, bem como o consumo da carne. Algumas culturas atribuem benefícios à saúde ao consumir. Este é um problema em todo o mundo, mas especialmente uma preocupação na China, nas Filipinas, Índia, Indonésia e nas nações costeiras da América Latina. Estima-se que cerca de 35.000 tartarugas marinhas ão mortas por ano no México e o mesmo número na Nicarágua. Outro perigo vem de detritos marinhos, especialmente a partir de redes de pesca abandonadas em que eles podem se enroscar. As tartarugas marinhas são muito vulneráveis à poluição por hidrocarbonetos, tanto por causa de sua tendência a ficar na superfície da água, e porque o óleo pode afetá-los em todas as fases do seu ciclo de vida. O petróleo pode envenenar as tartarugas marinhas ao entrar o seu sistema digestivo. Várias ONG’s em todo o mundo têm se

Tartaruga-cabeçuda

| 25 |

magazine - Março de 2014

mobilizado junto aos governos e as populações em campanhas em prol da conservação da tartaruga marinha. A e Caribbean Conservation Corporation, em Tortuguero, na Costa Rica, começou um trabalho pioneiro junto aos moradores para promover o ecoturismo como um substituto permanente para a caça de tartarugas marinhas. Tortuguero recebe anualmente milhares de turistas, que visitam a praia protegida, com um raio de 22 quilômetros de extensão, que abriga as esferas de tartarugas marinhas e de nidificação. Referências: - Avise, JC;. Hamrick, JL (1996) Genética da Conservação Springer. ISBN 0412055813 ; - Kear BP, Lee MS (Março de 2006). "A protostegid primitiva da Austrália e evolução tartaruga cedo mar" . Biol. Lett. 2(1); - "Eretmochelys imbricata, Hawksbill Sea Turtle " 1..MarineBio.org . Retirado 02/03/2014 . - Um passeio livre no fundo do mar: cracas e baleias 1..Temas de Parasitologia. 2012. Teia. 28 de novembro de 2013. | Texto Adaptado


TV Rádio Sites Catálogos Folders Logomarcas Projetos Gráficos Embalagens e Rótulos Mídias Impressas Banners Outdoors Ilustrações TV ZOOOMMM LED PLAY Revista Your Magazine

estúdio

publicidade total 54

3712 5092


CERVEJA Não engorda!

Texto | Patrícia Horn


C

|

erveja é uma bebida alcoólica carbonatada, produzida através da fermentação de materiais como amido, principalmente cereais maltados como a cevada e o trigo. Seu preparo inclui água como parte importante do processo e algumas receitas levam ainda lúpulo e fermento. Encontramos diversas variedades de cervejas, de acordo com fatores como método de produção, ingredientes usados, cor, sabor, aroma, receita, história, origem e assim por diante. Detentora de inúmeros componentes necessários a uma alimentação diária saudável e composta por mais de 90% de água, a cerveja de qualidade elevada e consumida com moderação traz inúmeros benefícios à saúde, como prevenir doenças relacionadas ao coração. As cervejas são ricas em vitaminas, em especial as do complexo B, por exemplo, a niacina, a riboflavina, a piridoxina e os folatos, que provêm em grande maioria do fermento, organismo vivo da fabricação da cerveja que transforma carboidrato, na forma de açúcar, em álcool e gás carbônico. Elas auxiliam no funcionamento dos músculos, nervos e cérebro, colaboram para a manutenção dos tecidos e atuam no metabolismo dos carboidratos e gorduras. Os minerais, como cálcio e fósforo, são essenciais para a composição dos ossos, e o potássio, junto com o cálcio, assegura, entre outros benefícios, o bom funcionamento do coração. A lista de efeitos benéficos que o consumo moderado de cerveja pode trazer à nossa saúde é vasta e encontra-se em constante crescimento. É habitual associar-se o consumo excessivo de cerveja com situações de obesidade, nomeadamente o aparecimento da barriga dilatada.

magazine - Março de 2014

| 28


TUDO É QUÍMICA: CERVEJA NÃO ENGORDA |

AFINAL, CERVEJA REALMENTE NÃO ENGORDA?

A realidade é que beber cerveja não engorda, desde que o seu consumo seja parte integrante de uma dieta equilibrada e se faça com moderação às refeições. Como é facilmente constatável, para uma quantidade idêntica de cerveja, um iogurte de fruta, um copo de leite ou um suco de maçã têm muito mais quilocalorias, sendo, esses sim, produtos que podem contribuir para um aumento da massa corporal, independentemente de também serem produtos saudáveis e essenciais ao nosso bem-estar. * Composição desta refrescante poção: 93% de água Os adultos necessitam de mais de dois litros de água por dia. Comparada com outras bebidas alcoólicas, a cerveja combate melhor a sede pelo seu alto conteúdo de água, que compensa os efeitos desidratantes do álcool. Álcool etanol 3 4% 9%. Se for ingerido em doses moderadas, o álcool contribui para evitar a acumulação de gordura nas paredes arteriais. Hidratos de carbono 2% a 3% Proporciona cerca de 15g da maior fonte de energia do corpo humano. Calorias O valor energético da cerveja varia desde 38 kcal em 100 mL nas loiras tradicionais Pilsen a 45 kcal nas cervejas pretas, o que, comparado com outras bebidas, em especial as açucaradas, mostra que a cerveja contém menos calorias. Já a cerveja sem álcool tem em torno de 14 kcal por 100 mL, com a vantagem acrescida de não provocar cáries. - Gorduras. Zero tinha dúvidas? Magnésio 48 mg 12% da DDR e silício 6 mg O consumo de cerveja associa- se a uma maior densidade mineral nos ossos, atuando

| 29 |

magazine - Março de 2014

como fator preventivo face à osteoporose. Potássio 190 mg 12% da DDR Compensa a perda excessiva deste mineral através da urina, importante na prevenção das cãibras musculares. Vitamina B12 0 8 mcg 48% da DDR Produz serotonina e dopamina, as duas substâncias químicas responsáveis pela sensação de bemestar. Vitamina B2 Riboflavina 8% da DDR Contribui para o crescimento da pele, do cabelo e das unhas e também atua como cicatrizante. Vitamina B5 Ácida Pantotênico 4% da DDR Sintetiza os lipídios e o açúcar dos alimentos. Essencial para digerir as batatas bravas. Vitamina B3 Niacina 6 mcg 8% da DDR Ajuda a queimar os hidratos de carbono e as gorduras, e atrasa a formação de cabelos brancos. Finalmente, devemos lembrar que há situações em que consumir bebidas alcoólicas representa um risco e é completamente desaconselhado, nomeadamente durante a gravidez, antes de conduzir ou trabalhar com máquinas, antes de praticar desporto ou quando se está a seguir certo tipo de medicação. Os benefícios referidos não têm por objetivo encorajar as pessoas a beber cerveja ou qualquer outra bebida alcoólica. Pretendo apenas, informar e reafirmar àqueles que a apreciam que, quando CONSUMIDA MODERADAMENTE, a cerveja não apresenta riscos para a saúde, podendo até significar uma ajuda para a manutenção de uma vida saudável por parte do consumidor. Dose Diária Recomendada

PATRÍCIA HORN Acadêmica do Curso de Química Industrial, URI. Auxiliar de Galvanização na Splendore Gioilli


|

Valorize seus ambientes com estilo e praticidade!

magazine - Março de 2014

| 30


NUTRIÇÃO - RENDA-SE Á CULINÁRIA JAPONESA |

RENDA-SE À CULINÁRIA JAPONESA! ENTENDA POR QUE OS JAPONESES SÃO TÃO SAUDÁVEIS!

A

culinária japonesa traz muitos benefícios à saúde. As receitas levam pouca ou nenhuma gordura saturada, oque torna os pratos mais leves. Os alimentos crus preservam 100% dos nutrientes e, além disso, são ricos em substâncias importantes para preservar a saúde, como o ômega 3 do salmão, que previne contra doenças cardiovasculares, ou o lentinan dos cogumelos, que reforça o sistema imunológico. Se forem consumidos em quantidades comedidas de arroz e de shoyo, nas versões não fritas ou defumadas, o sushi e o sashimi, os queridinhos da culinária japonesa, podem ser grandes aliados da saúde. Os pratos frios são o cartão de visitas da culinária japonesa, mas o cardápio está longe de ficar restrito ao sushi e ao sashimi. Quem prefere opções quentes, principalmente no inverno, também pode fazer escolhas saudáveis e balanceadas. Fazem parte da variedade de pratos a tradicional missoshiro (sopa de soja), os dombu ris (as receitas trazem variações com arroz, legumes, carne e frango), peixes grelhados com legumes refogados, filés grelhados e assados, risotos, além do clássico Yakissoba: a receita de macarrão oriental com carne, frango ou frutos do mar, com legumes ao molho de soja. São refeições que trazem diferentes grupos de alimentos, todos importantes para um prato completo e equilibrado. Incluem massas, proteína animal e vegetal e legumes: um coquetel de vitaminas e nutrientes que satisfazem as necessidades do organismo.

| 31 |

magazine - Março de 2014

SALMÃO, ATUM E TUBARÃO (peixe branco):

Esses peixes são as estrelas dos sushis. Contêm grande fonte de proteínas. as quais são absorvidas com mais facilidade do que outros tipos de carnes, ricos no tão famoso ômega 3, um ácido graxo poli-insaturado que faz uma verdadeira faxina nos vasos sanguíneos, dissolvendo as placas de gordura que se fixam nas paredes das artérias. Com o sangue fluindo sem barreiras, reduzem-se os riscos de doenças cardiovasculares, como hipertensão, infarto e derrames. Também contém quantidades significativas de ferro, iodo, magnésio, cálcio, fósforo, vitaminas, ácido fólico, fundamentais para o bom funcionamento do organismo. POLVO E LULA:

São ricos em ômega 3, cálcio, fósforo, potássio e selênio, que são antioxidantes. Contém vitamina A, C e do complexo B. Crus ou cozidos, sempre fornecem quantidades significativas de nutrientes e proteínas. ALGAS:

Presentes principalmente nos sushis e temakis estes vegetais marinhos são excelentes fontes de iodo, necessários para a glândula tireoide e o sistema imunológico trabalharem


Fone: (54) 2106-1384 - Delivery

-

Venha para o SAITEKI e traga mais três amigos! APRESENTE ESTE CUPOM

%

e ganhe 30 de desconto para cada um!

APROVEITE !!

30% OFF

-

SUPER PROMOCAO


(54) 2106-1384 - Delivery

-

30% OFF

-

SUPER PROMOCAO Venha provar a verdadeira comida japonesa!

Traga mais 3 amigos e ganhe 30% de desconto para cada um !!! APRESENTE ESTE CUPOM


PEPINO

É um dos vegetais mais usados na culinária oriental, compondo saladas, temakis e sushis. O pepino é composto por 95% de água, o que faz dele um alimento de baixa caloria e que garante hidratação do organismo. É um diurético natural, que auxilia na diluição dos cálculos renais, e tem potássio, que favorece a flexibilidade muscular.Além disso, contém vitamina C e ácido caféico, ótimos para tratar irritações e diminuir o inchaço da pele.

COGUMELOS

Shitake e shimeji são duas espécies que incrementam o cardápio da culinária japonesa e blindam o organismo. Contém a uma substância chamada lentinan, capaz de estimular o sistema imunológico. O lentinan também é um bom combatente das altas taxas de colesterol. Os cogumelos ativam a saciedade, diminuindo a compulsão e a fome. E tem tanta proteína quanto na carne vermelha, com a vantagem de ter menos gordura. GERGELIM

O gergelim é considerado um dos vegetais mais ricos em lecitina, um poderoso emulsionante, que facilita a dissolução das gorduras. Uma de suas funções é dissolver lipídios da corrente sanguínea, regulando os níveis de colesterol e triglicérides, evitando doenças cardiovasculares. A lecitina também auxilia na lubrificação do intestino, que junto com as fibras contidas na semente mantém a prisão de ventre bem longe. Estudos mostram que o gergelim atua como ativador do reflexo cerebral e fortalecedor da pele. A presença do cálcio na sua composição ajuda ainda no combate do desgaste ósseo.

NUTRIÇÃO - RENDA-SE Á CULINÁRIA JAPONESA |

melhor. Esta turma dos mares também garante dias mais felizes, pois carregam vitaminas do complexo B (B1, B2, B3, B6, B12), que são importantes reguladores da serotonina, hormônio neurotransmissor que nos confere a sensação de prazer e bem-estar. Um estudo recente da Universidade de Newscastle na Grã Bretanha, provou que elas são capazes de reduzir a absorção de gordura pelo organismo em até 75% - mais que o dobro dos medicamentos com a mesma função. Além disso, os minerais e oligo elementos raros presentes nas algas marinhas também são importantes para regular o bom funcionamento do metabolismo.

TOFU

Referências: - www.clicrbs.com.br/barradecereal/2013/07/09/1854/?topo= 13,1,1,,,13; Acesso em 17/03/2014; - www.minhavida.com.br/alimentacao/galerias/11429-renda-sea-culinaria-japonesa-e-colha-os-benecios; Acesso em 17/03/2014; | Texto Adaptado

|

Pesquisas apontam que o consumo do tofu é um dos fatores para a baixa incidência de algumas doenças como certos tipos de câncer mama próstata e cólon , doenças cardiovasculares e osteoporose nas populações orientais. Por ser um derivado da soja, o tofu contém as mesmas propriedades. É uma excelente fonte de proteínas, além de ser rico em minerais como cálcio, fósforo e magnésio.

magazine - Março de 2014

| 34


Viajem ao paĂ­s do sono! Texto | Camila Angela Zanella


B

|

asta vermos uma pessoa bocejar e, fazemos o mesmo! Só de ouvir a palavra e, também temos vontade de bocejar! Mas por que imitamos o bocejo mesmo quando não estamos com sono? A neurociência tem uma explicação: durante o dia realizamos inúmeros comportamentos por imitação, isso se explica por que, quando nosso cérebro vê uma pessoa realizando determinada ação, escrevendo, por exemplo, os circuitos neuronais envolvidos com a escrita são ativados no cérebro de quem observa. Apesar de ver alguém escrevendo, não escrevemos também, por que existem estruturas no cérebro que inibem esse comportamento, o que parece não acontecer com o bocejo. A estrutura do cérebro que desencadeia o bocejo chama-se hipotálamo, mais precisamente núcleo paraventricular do hipotálamo. Acreditase que o bocejo seja uma forma de manter o cérebro acordado e ele pode surgir quando a pessoa está sonolenta ou até mesmo com o intuito de oxigenar o sangue, pois, o bocejo provoca uma inspiração profunda. Ainda não se sabe exatamente por quê precisamos dormir, mas já sabemos em parte o que acontece com o cérebro enquanto dormimos. Durante o sono paramos de perceber o mundo ao nosso redor e paramos de nos movimentar, graças a uma inibição no córtex motor, responsável por comandar os movimentos voluntários. É bem descrito na literatura que existem dois estados distintos no sono: o sono com atividade cerebral mais rápida, sono REM (Rapid Eye Movement, movimentos rápidos dos olhos) que ocorre na segunda parte da noite e o sono mais lento, ou sono não REM que ocorre na primeira parte da noite. Geralmente o sono não REM e o sono

magazine - Março de 2014

| 36


CIÊNCIA - VIAJEM AO PAÍS DO SONO |

REM alternam-se ciclicamente ao longo da noite. O sono não REM e o sono REM repetem-se em torno de 70 a 110 minutos, com cerca de 4 a 6 ciclos por noite. Estes estágios de sono durante a noite podem ser modificados por fatores como: idade, temperatura ambiente, ingestão de drogas ou por determinadas doenças. O sono REM caracteriza-se por episódios de movimentos oculares rápidos, de intenso relaxamento muscular e é nesta fase onde ocorrem os sonhos, os quais já nos dão uma idéia do quanto nosso cérebro não para nem quando dormimos. Porém o modo como ele funciona durante o sono é diferente do funcionamento em vigília e isso reflete a sensação de descanso e conforto após uma boa noite de sono. E por que sonhamos? A neurociência vem tentando explicar e os motivos parecem ser: rever fatos ocorridos durante o dia, tentar solucionar problemas e talvez o mais importante consolidar nossas memórias. A princípio todas as pessoas sonham, entretanto nem todas conseguem se lembrar do que sonharam. Se uma pessoa for acordada durante a fase REM além de ter dificuldade de acordar, existe uma grande chance de ela relatar um sonho e de conseguir dormir novamente mesmo tendo desligado o despertador recentemente. Mas o que explica o fato de nos lembrarmos de apenas alguns sonhos é a ativação de diferentes sistemas de neurotransmissores, entre eles a acetilcolina e a noradrenalina, que parecem ser os responsáveis por ativar sistemas de memória que ajudam a lembrar dos mesmos, logo como estes neurotransmissores não são liberados a noite toda, não podemos nos lembrar de todos os sonhos. O tempo ideal de sono muda de pessoa para

| 37 |

magazine - Março de 2014

A princípio todas as pessoas sonham, entretanto nem todas conseguem se lembrar do que sonharam. pessoa e também muda com a idade e fatores genéticos. Quantas horas de sono você precisa? 6 horas, 8horas? Preste atenção no que acontece com seu corpo quando acorda e também durante o dia, se você sentir cansaço e tiver sonolência durante o dia, é sinal de que precisa dormir mais. E sonolência durante o dia ou após o almoço lembra aquele cochilo! Estudos mostram que de fato ele ajuda a recuperar nosso cérebro, recarregando os neurônios para aprender coisas novas durante o resto do dia, se houver sonhos nesse período melhor ainda, mas ai a soneca requer um tempo de mais ou menos 1 hora, mas fica difícil conseguir uma hora de sono após o meio dia nos tempos de hoje! Dormir é essencial, mas segundo a Sociedade Brasileira do sono cerca de 43% dos brasileiros tem algum distúrbio do sono, dos quais incluem insônias, apneias (paradas


Referências: - Houzel, S.H. O cérebro nosso de cada dia. Rio de Janeiro: Vieira & Lent, 2002. - Houzel, S.H. Por que o bocejo é contagioso. Rio de Janeiro: Jorge Zahad Ed.,2009. - www.sono.org.br/- Instituto do sono. Passos GS, Poyares DLR, Santana MG, Tuk S, De Mello MT. Is exercise an alternative treatment for chronic insomnia? | Clinics, 2012. | Texto Adaptado

CIÊNCIA - VIAJEM AO PAÍS DO SONO |

somente na hora dormir, não fazer uso de álcool, café e refrigerante próximo ao horário de dormir e jantar moderadamente e em horário adequado vão ajudá-lo a ter um sono reparador.

CAMILA ANGELA ZANELLA Licenciada em Ciências Biológicas - URI Erechim e Mestranda em Farmacologia - UFSC.

Viajem ao mundo do sono

|

respiratórias durante o sono) e os roncos. Esses distúrbios devem ser acompanhados por médicos e profissionais da saúde pois esses profissionais reconhecerem sintomas e hábitos inadequados nos pacientes e, por meio de técnicas especializadas, podem proporcionar uma melhor qualidade de sono e de vida. Exercício físico regular é eficaz em diminuir as queixas de falta de sono e insônia. O exercício aeróbico tem sido mais estudado, e seus efeitos são semelhantes aos observados após o uso de medicação hipnótica. Sabe se também que além de melhorar o sono os exercícios podem ter efeito antidepressivo e ansiolítico. Agora você já sabe um pouco de como seu cérebro funciona durante o sono e o quão importante é dormir bem, mas mesmo assim vamos ressaltar algumas dicas: ter horários regulares para dormir e acordar, ir para a cama

magazine - Março de 2014

| 38


www.belmagi.com.br


Veja bem... Texto | Edgar Radeski

U

tempos atrás estiver em Jerusalém. Um dos lugares que conheci foi justamente onde Jesus se encontrara com um homem cego de nascença. Aquele homem havia passado toda sua vida na escuridão. Ele permanecia abandonado, sozinho, dependendo da caridade e da compaixão de quem por ele passasse. É interessante que Jesus andando, o viu. E em meios urbanos, com muitas aglomerações, muita gente nas ruas, é difícil ser notado. Veja por exemplo as grandes capitais do Brasil. Multidões passam de um lado para o outro sem se importar com a vida de quem quer que seja. No meio de tanta gente, porém sempre nos sentimos como que sozinhos, porque as pessoas se importam no máximo com seus familiares ou amigos, o restante é apenas a multidão. Mas Jesus não vê multidões. Jesus vê cada indivíduo. Ele se importa com cada ser humano. Sem distinção. A pior cegueira é aquela em que se deixa de enxergar o sentido real da vida. Ao preparar-se para realizar mais um milagre, Jesus aproveita a oportunidade para trazer lições morais valiosíssi-

mas. Ele poderia ter simplesmente declarado a cura imediata do cego de nascença, como fez em outras situações. Mas a cegueira estava relacionada a verdades mais profundas. Ele queria não só curar a cegueira material, palpável, como também abrir os olhos espirituais do cego. Diz a bíblia que Jesus cuspiu no chão, fez lodo e untou com o lodo os olhos do cego. Em seguida disse para o cego ir e lavar-se no tanque de Siloé. O cego obedeceu: foi, lavou-se e voltou curado, vendo tudo perfeitamente bem! É preciso ver e enxergar o sentido espiritual dos fatos. Algo que os olhos humanos pouco conseguem ver. Devemos sempre pedir a Deus que remova o lodo que nos impede de ver o seu propósito. Hoje, Jesus vê você também ! Talvez você não consegue ver as qualidades do seu cônjuge, dos filhos ou colegas de trabalho. Acredite ! Veja o lado bom que envolve toda a sua vida ! Tenha uma atitude nobre de pedir ajuda à Deus. Creia que é possível ser curado e viver uma vida mais feliz !


EDGAR RADESKI Diretor administrativo da AGER, Bacharel em Ciências Contábeis, Especialista em Gerenciamento de Projetos pela FGV, Pastor evangélico, Presidente do Tribunal de Mediação e Arbitragem de Erechim, Autor do livro Motivado Para Viver, Conferencista na Área de RH e Administração.


| GESTÃO PÚBLICA |

GESTÃO PÚBLICA

Gestão,

políticas e saúde pública!

Texto | Sandra Rettemann

A

|

A saúde pública no Brasil há décadas tem enfrentado diversos desafios para que se torne de fato eficaz e efetiva.

saúde pública no Brasil há décadas tem enfrentado diversos desafios para que se torne de fato eficaz e efetiva. Existem inúmeras correntes ideológicas que caminham com esta política no decorrer dos anos, no entanto, a vertente societal tem conquistado espaço de discussão e de nova construção valorizando o coletivo em contraponto ao modelo gerencial vivenciado nas três esferas de governo atualmente. Ambiência física, condições de trabalho, valorização do trabalhador, intersetorialidade, promoção, sistemas de saúde universais e equitativos entraram na agenda de discussões há muito tempo. A proposição de uma corrente de pensamento societal permite continuar a discussão entre teoria e prática em saúde nos diferentes campos e níveis de atenção e gestão. A Declaração de Alma-Ata, ainda em 1978, exorta todos os governos a priorizarem a promoção da saúde na nova ordem econômica mundial e traz questões importantes, citando a saúde como direito humano, e que as condições ambientais, físicas, sociais magazine - Março de 2014

| 44


GESTÃO PÚBLICA |

e econômicas representam importantes determinantes de saúde/doença. Integralidade, atendimento das necessidades das pessoas, conhecimento sobre a população, equidade, práticas de excelência, democratização da informação, autonomia do usuário no cuidado, empowerment, colaboração e participação são outras demandas preconizadas pelas políticas públicas em saúde. A saúde pública como campo do saber, e de práticas multi-interdisciplinares, desponta novas ideologias, aprofundando o conhecimento do processo saúde-doença, investigando a produção e redistribuição de doenças na sociedade, aprimorando as práticas de saúde, se tornando um modelo contra-hegemônico, focando a democracia, a emancipação e a autonomia dos sujeitos, e de diferentes coletivos - como a classe estudantil, os trabalhadores e grupos políticos (movimentos). O modelo societal tem a perspectiva de quebrar paradigmas e aderir a novas ideias, criar espaços de exercício transdisciplinar, inovações nas reflexões e práticas, emergência de sujeitos comprometidos e corresponsáveis com a saúde, e de propor mudança nas relações de poder. A cartografia da práxis permite a indissociabilidade entre cuidado e gestão, integrando os diversos níveis da organização. Fazendo um comparativo com as políticas públicas atuais, serão enfatizadas a Política Nacional de Humanização - PNH e a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde PNEPS, demonstrando que os modelos de gestão e de atenção em saúde têm pontos importantes de intersecções teóricas e (não) práticas em relação às atuais políticas públicas. O Sistema Único de Saúde (SUS) deveria assumir papel ativo na reorientação das estratégias e modos de cuidar, tratar e acompanhar a

| 45 |

magazine - Março de 2014

saúde individual e coletiva, na tentativa de provocar importantes repercussões nas estratégias e modos de ensinar e aprender através da Política Nacional de Humanização - PNH e da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde - PNEPS. A consolidação do Sistema Único de Saúde segundo seus princípios está diretamente relacionada com a promoção da descentralização e fortalecimento da capacidade de gestão local da educação e da humanização em saúde, tendo como base os princípios e as diretrizes operacionais destas políticas. A Política Nacional de Humanização – PNH vem para possibilitar a garantia de direitos e envolve inovações e reflexões na prática e na gestão em saúde, potencializando os movimentos de transformação do instituído visando a concretização e descentralização do SUS, incluindo os diferentes sujeitos na discussão do comum, a saúde, visando à interação das equipes de trabalho, democratizando o saber, propiciando a transversalidade e a transdisciplinaridade, possibilitando experimentar novas formas de (re) organização dos serviços, novos modos de produção e relações de poder. Esta proposta está alicerçada na indissociabilidade entre gestão e atenção, entendendo que a gestão dos processos de trabalho em saúde não pode, de modo algum, ser percebida como um conjunto de tarefas tecnicistas separadas das práticas de cuidado. Entendendo dessa forma, a PNH se apresenta como articuladora dos diferentes sujeitos, coletivos e redes envolvidos nos processos de produção de saúde, mediante a mobilização dos trabalhadores, percebendo e compreendendo o que acontece a sua volta, podendo intervir de maneira significativa para a transformação das realidades, ao mesmo tempo em que estes remodelam-se a si mesmos. Para que esta


GESTÃO PÚBLICA |

política se ramifique e se fortaleça, é imperativo que existam nas unidades de saúde trabalhadores apropriados sobre a PNH, sendo multiplicadores e interventores produzindo saúde segundo a óptica das diretrizes e dispositivos dessa política. A PNEPS e a PNH compreendem que formar não se reduz a transmitir informações e conhecimentos, mas que o trabalhador deve ser persuadido a ocupar o lugar de sujeito, e não de asujeitado, sendo protagonista, aprenderfazendo e fazer-aprendendo, uma vez que os processos de formação constituem-se em campo de problematização das práticas em saúde e em espaço de compartilhamento de experiências, sendo que a PNEPS vem emergir as discussões, como conceito pedagógico no setor, com propostas de transformação das práticas profissionais, baseada na reflexão crítica sobre o trabalho em saúde. A política permite espaço de discussão horizontalizada, intersetorial e multiprofissional de diferentes níveis sociais e hierárquicos, integrando serviços de saúde, instituições de ensino e comunidade, propondo a integração entre sociedade, gestores de saúde e de instituições de ensino, acadêmicos e profissionais. Estas duas políticas são um colírio para os olhos e um bálsamo para a alma para as poucas pessoas que têm visão crítica e política e que sabem perceber o mundo a sua volta, não apenas, com ações robotizadas e movimentos milimétricamente calculados, mas como agentes de mudança e de transformação de um cenário que tem sido palco de inúmeras mortes, de movimentos sociais e de descontentamento dos que usam os serviços públicos de saúde neste país. O que se percebe é a formação de políticas – como a PNH e PNEPS - que têm diretrizes e dispositivos para expandir e potencializar o modelo societal, mas que em contrapartida, o

| 47 |

magazine - Março de 2014

SUS tem muitos trabalhadores e gestores não politizados, que simplesmente são desapropriados das políticas de saúde e não se sentem corresponsáveis na construção de um sistema que venha atender o que preconiza os seus próprios princípios. Temos ainda uma multidão de usuários que desconhece e não sabe como fazer valer seus direitos. Então um vale se abre entre o texto e a prática distanciando ainda mais o “pensar” do “fazer” e uma verdadeira batalha se inicia, onde os gritos de poucos trabalhadores são abafados, onde as falas dos usuários não são ouvidas, onde os números de mortes e erros não são mostrados. Onde pessoas ocupam cargos por interesses políticos e onde políticos indicam cargos para satisfazer seus próprios interesses. É a luta pela luta; é a batalha pela batalha....é uma vergonha trabalhadores e usuários terem de lutar pelo que já é lei!!! Lutar pelo que já está garantido na Constituição Federal!!! Fica a reflexão: Se tivermos saúde (conceito amplo), educação de qualidade e segurança, o que os políticos irão prometer em suas campanhas? Eles não estudaram para serem políticos!! Você estudou para ser um médico, enfermeiro, advogado, professor, administrador, enfim, neste país ninguém pode exercer uma profissão sem ter se formado para tal. Mas político pode!! Se ele não estudou, é bem provável que não tenha competência técnica, científica e humana para construir um “projeto político descente”, então precisa transformar a política em “miséria política”, então ela deixa de ser uma ciência e passa a ser um instrumento afiado e mortal de corrupção. Que país é esse SANDRA RETTEMANN Especialista em Gestão Pública. Bacharel em Administração. Professora de Pós-graduação em Gestão Pública e Sociedade da Universidade Federal do Tocantins- UFT. Técnica da Secretaria de Estado da Saúde do Tocantins.


Raimundi

corretora de seguros

A escolha certa para a sua tranquilidade!

TRABALHANDO PARA TODO MUNDO FICAR MAIS TRANQUILO

www.raimundiseguros.com.br contato@raimundiseguros.com.br

54 3522-5529 54 9997-2639 Av. Tiradentes, 340 - Sala 12 CEP 99700-000 | Erechim - RS


DIEGO TELLES E SAMUEL BARBOZA COMPETEM EM PASSO FUNDO

D

iego Telles PODIUN ESPORTES / SABOR DO PEIXE / DEHOLOG IMP. E EXP. / HERBALIFE 24 HS / DEMIGOD SUPLEMENTOS e Samuel Barboza PODIUN ESPORTES, foram os sextos colocados entre as duplas na 2ª Rústica Simbiose Academia / Cidade Nova. Telles e Barboza competiram com as equipes mais fortes da prova, visto que a maioria dos atletas de elite inscreveu-se nessa modalidade de revezamento da competição. Os dois atletas realizaram os aproximados 9 km (4,5 km cada atleta) na casa dos 30 minutos. O percurso formatado em circuito foi percorrido no Loteamento Cidade Nova em Passo Fundo e teve

largada às 19:00 horas. No total, mais de 500 atletas do RS e SC, entre as modalidades solo, duplas e quartetos, participaram do evento que contou também com uma caminhada, na noite de sábado, 15/03. Samuel Barboza e ales Alves passam agora a compor a equipe Podiun Esportes de Corrida. Por intermédio do atleta Diego Telles receberão material esportivo e auxílio de custos para algumas competições. Em breve o atleta Samuel Barboza e ales Alves, contarão com site esportivo pessoal e uma campanha de crowdfunding para demais pessoas físicas ou jurídicas auxiliarem os esportistas juvenis.


Fone 54 3522

8127


VANTAGENS da terceirização do ‘RH Operacional’ Texto | Daise Ferrari


I

|

rei me arriscar a tocar em um assunto que levam os profissionais da área do Capital Humano a reflexões infindáveis em torno do conceito de RH Operacional e de RH Estratégico e suas relevâncias. Na Era Industrial, com o surgimento das fábricas houve uma elevada procura de mão de obra operária, eis que surge então, a Relação Industrial, classe que intermediava os operários e os industriais, logo essa relação passou a ser conhecida como Recursos Humanos, termo muito apropriado para época, pois as pessoas eram vistas como extensão das máquinas. Em 1943 a CLT – Consolidação das Leis Trabalhistas foi promulgada, a partir de então o papel do RH começa a tomar forma, passando gradativamente a outras denominações conforme a evolução das fábricas e da Relação empregado X empregador. Ainda existe confusão e muitas discussões quanto a nomenclatura correta a ser empregada para área. Recursos Humanos, Departamento Pessoal, Gestão de Pessoas, Administração de RH, Capital Humano, Gestão de Talentos. Neste, irei trabalhar com a nomenclatura - Capital Humano, pois Capital traz a ideia de potencial e ao mesmo tempo está ligado a capacidade técnica, cognitiva, justificando bem o significativo papel do ser humano inserido em uma organização. O emprego de qualquer uma depende muito do estágio de evolução da organização. Voltando a questão inicial, é comum encontrarmos organizações onde o papel da área do Capital Humano ainda é apenas o de suprir a demanda de mão de obra. Está errado? Não! Como comentado anteriormente tudo depende do estágio de evolução da organização. No entanto, o fato de tratar o Capital Humano como

magazine - Março de 2014

| 52


PROFISSÕES |

um simples executor de tarefas anula algumas possibilidades, dentre elas o de trabalhar no desenvolvimento e retenção de pessoas que podem ser lucrativas para o negócio da organização. Operacionalizar funções ligadas à demanda da mão de obra é uma das principais funções dos ditos 'Recursos Humanos' (ainda existentes), mesmo sabendo da importância destas, o Capital Humano Estratégico torna-se um dos pontos determinantes no negócio. Com a globalização no início da década de 90, as empresas brasileiras foram obrigadas a buscar velocidade, devido o aumento significativo da concorrência. Sendo assim, fica claro alguns benefícios da terceirização do Capital Humano Operacional.

O fato de tratar o Capital Humano como um simples executor de tarefas anula algumas possibilidades. Enquanto algumas organizações inflam o quadro funcional da área devido a altas demandas operacionais, outras dão um passo a frente, enxugando todos os trabalhos burocráticos e rotineiros como o de cálculos e execução de folha

| 53 |

magazine - Março de 2014

de pagamento, apontamento de cartão, distribuição de benefícios, homologações e inclusive recrutamento e seleção para dar lugar ao Capital Humano ou RH Estratégico, onde os profissionais ficam focados no desenvolvimento de tarefas estratégicas visando a lucratividade, desenvolvimento e resultados rápidos de maneira objetiva e sistêmica. De acordo com o sócio diretor da System Plus, uma das empresas brasileiras especializadas na terceirização de operações burocráticas do Rh, José Carlos Rodrigues, esta é uma tendência de mercado. Hoje inúmeras empresas já terceirizam o RH, porque a área de RH passou a ser estratégica, essencial a sobrevivência. Além disso, Rodrigues acredita que às vezes não é pertinente que pessoas mesmo sendo do Departamento Pessoal saibam de um aumento, bônus ou benefícios oferecidos. Terceirizando este tipo de tarefa evita que este tipo de informação seja passada adiante gerando um clima de inveja no ambiente de trabalho. Por isso, quando se trabalha estrategicamente o tempo de seus profissionais visando extrair o melhor resultado de toda equipe, faz valer qualquer investimento em benefícios, treinamentos, apoio educacional, retendo estes talentos somente pelo fato de valorizar e acreditar no potencial humano, passando a olhar as pessoas não mais como desafios, mas como vantagens competitivas.

DAISE FERRARI


O seu sucesso é nosso compromisso!

agenciaoportune@agenciaoportune.com.br

www.agenciaoportune.com.br |54|

3519 3807

Rua Pedro Álvares Cabral, 280 - Centro - Erechim (junto ao ICESEC, no Colégio São José)

!


FotograďŹ as

surreais! Por Lucca Messer


FOTOGRAFIAS SURREAIS

-

LUCCA MESSER |


FOTOGRAFIAS SURREAIS

-

LUCCA MESSER |


FOTOGRAFIAS SURREAIS

-

LUCCA MESSER |


h

o

m

e

m


No dia 23 de março a IENSO Homem Erechim completou 1 ano! Sempre trazendo o melhor da Moda Masculina para Erechim e toda a região. Queremos agradecer aos clientes, amigos e colaboradores pela confiança depositada em nosso trabalho!

h

o

m

e

m

Av. Sete de setembro, 191 - Sala 01 | Erechim-RS | 54 3522 7050


| ESTILO - COM QUE ROUPA DEVO IR TRABALHAR ? |

ESTILO

Com que roupa devo ir trabalhar? Texto | Fran Perez

Existem diferentes níveis de formalidades. Nos casos de empregos na área financeira ou jurídica, há uma formalidade maior, exigindo peças bem cortadas e em cores sóbrias preferencialmente em tons mais escuras. Exigem ainda o uso de tailleurs, terninhos, sapatos de bico fico e acessórios discretos. Em ambientes mais informais, as cores não precisam ser tão sóbrias, pode se usar até mesmo algumas estampas. O jeans também é liberado, mas com moderação, lavagens mais escuras e modelagens mais discretas são mais condizentes. Já em setores como design, publicidade ou moda, há a necessidade de se expressar através da roupa. As produções geralmente são mais elaboradas, são bem vindas, o ideal é não exagerar mas também não perder a identidade. A consultoria de imagem, também abrange o segmento profissional, desenvolvendo o uniforme adequado para cada tipo de empresa, bem como desenvolve as normas do Código de vestir.

contato@franperez.com.br www.franperez.com.br 54

9109 1173

|

M

uitas vezes escolher a roupa que se deve vestir para ir ao trabalho, não é tarefa muito fácil para muitas mulheres. Na maioria das empresas não existe um Código de vestir” e assim seus funcionários ficam sem saber o que realmente é apropriado e como a empresa de fato espera que seus colaboradores se apresentem. O que acaba ocorrendo é um espelhamento nos demais colegas, estando esses adequados ou não. A imagem da empresa também é transmitida através do visual de seus colaboradores. Essa imagem é forte aliada da empresa e também do funcionário. De acordo com pesquisas, um funcionário bem apresentado pode ganhar 12 % a mais, pois traz consigo uma imagem de comprometimento com a empresa. Algumas investem em uniformização, para minimizar os erros, porém, na maioria das vezes mesmo assim eles acabam aparecendo. Em alguns casos, tira-se a autenticidade de cada profissional ou são escolhidos de forma inadequada, não trazendo conforto ou elegância, até mesmo a discrição necessária em cada área. Devido a isso antes desse processo de vestimentas padrão de cada empresa, devem-se levar em conta algumas particularidades físicas, visuais e estratégicas.

magazine - Março de 2014

| 64


Acesse nossa loja virtual e confira nossa mais completa linha de produtos!

Coleção

Páscoa 2014! São mais de 30 modelos! Um mais lindo que o outro!

Confira no site!

Presente na Exposição Internacional de Patchwork, em São Paulo - Março de 2014

Compre em nossa loja virtual e concorra a uma bolsa exclusiva da Coleção Brasileiríssima!


Arte e Carinho

Em breve Coleção Outono/Inverno 2014


PATCHWORK DE VERDADE |

LÍDIA ANA

PARTICIPA DO MAIOR FESTIVAL DE PATCHWORK

DO BRASIL!

A

Lídia Ana, tradicional loja de artesanato, peças e matéria-prima de Erechim, esteve presente na maior Exposição da América Latina: o PATCHWORK DESIGN, que aconteceu em São Paulo, de 20 à 22 de março de 2014, no Centro de Convenções Frei Caneca (Shopping Frei Caneca). Foi um grande sucesso, onde teve como principal objetivo lançar a nível nacional a Coleção Brasileiríssima. O evento teve como meta a produção do conhecimento, apresentando a Exposição CONTEMPORÂNEO e ampliando seu conteúdo através de OFICINAS e PALESTRAS. O PATCHWORK DESIGN apresenta também uma FEIRA DE PRODUTOS atendendo a necessidade de abastecimento do artesão com matéria prima e o público final com produtos do segmento. A exposição CONTEMPORÂNEO é a única exposição internacional de patchwork artístico e arte têxtil da América Latina. Reúne mais de 80 trabalhos nacionais e internacionais, especialmente de parceiros como C QA (Ass o ciação de Qui lt Contemporâneo-EUA) e QUILT NIHON (Exposição Internacional de patchwork do Japão).

| 67 |

magazine - Março de 2014


Nova Coleção Outono Inverno Venha conferir!

(54) 3522 9169

- Rua Rui Barbosa | N° 48 | Sala 64 | Centro | Erechim


| POESIA - MARIA DE FÁTIMA MONTEIRO |

POESIA

Espera Por Maria de Fátima Monteiro

Apaixonada pelo Rio de Janeiro, é carioca. Cursou teatro na ESCOLA MARTINS PENA. É formada em Comunicação Social, pela universidade Estácio de Sá. Tem crônicas e um conto publicados, e em 2012 lançou um livro de poesias: VOO, pela editora gaúcha Vidráguas.

Hão de me aguardar em algum lugar Maria de Fátima Monteiro Publicado exclusivamente na Revista Your Magazine.

|

MARIA DE FÁTIMA MONTEIRO

Todas as cidades que não vou conhecer Todas as esquinas que não vou dobrar Todas as pessoas com quem não vou cruzar Todas as estrelas que não vou contar Todas as chuvas que não vão me molhar Todos os amores que não vou viver

magazine - Março de 2014

| 70


A Melhor Opção de Hospedagem em Erechim

Você e sua família merecem o melhor O Hotel Monet oferece ambientes exclusivos, reunindo o rústico com o moderno, aliando requinte e conforto na extensão de sua casa. A estrutura do Hotel comporta sala de reuniões, estacionamento com cerca elétrica, espaço de lazer e oferece delicioso café da manhã.


Hotel Ecologicamente Conduzido!

Valores especiais para empresas! Reservas: 54|9999-2905 ou 9902-3829 reservas@hotelmonet.com.br BR 153 - Km 47 - Erechim/RS (Pr贸ximo ao distrito industrial) Fone: 54| 3321-3935

www.hotelmonet.com.br


Maravilhas do

MUNDO GREGO | PARTE 01

G

récia Antiga é o termo geralmente usado para descrever o mundo grego e áreas próximas (tais como Chipre, Anatólia, sul da Itália, sul da França e costa do mar Egeu, além de assentamentos gregos no litoral de outros países, como o Egito). Tradicionalmente, a Grécia Antiga abrange desde 1100 a C (período posterior à invasão

dórica) até à dominação romana em 146 a C , porém a história da Grécia inicia-se desde o período paleolítico, perpassando a Idade do Bronze com as civilizações Cicládica (3000-2000 a.C.), minoica (3000-1400 a.C.) e micênica (16001200 a.C.). Os antigos gregos autodenominavam-se helenos, e a seu país chamavam Hélade, nunca


Ruínas do Partenon, um templo dedicado à deusa Atena, localizado na Acrópole de Atenas.

tendo chamado a si mesmos de gregos nem à sua civilização Grécia, pois ambas as palavras são latinas, tendo sido-lhes atribuídas pelos roma nos. O país chamado GRÉCIA, hoje existente descende do mundo grego, e como já foi citado, abrange mais locais. O nome oficial da atual Grécia, é REPUBLICA HELÊNICA, conhecida

desde a antiguidade como Hellas A população grega atual é de cerca de 11 milhões de pessoas. Atenas é a capital e a maior cidade do país. O país está estrategicamente localizado no cruzamento entre a Europa, a Ásia, o Oriente Médio e a África. A Grécia moderna tem suas raízes na civilização da Grécia Antiga, considerada o berço de toda a civilização ocidental. Como tal, é o local


MARAVILHAS DO MUNDO GREGO - PARTE 01 |

de origem da democracia, da filosofia ocidental, dos Jogos Olímpicos, da literatura ocidental, da historiografia, da ciência política de grandes princípios científicos e matemáticos, das artes cênicas ocidentais, incluindo a tragédia e a comédia. As conquistas culturais e tecnológicas gregas influenciaram grandemente o mundo, sendo que muitos aspectos da civilização grega foram transmitidos para o Oriente através de campanhas de Alexandre o Grande, e para o Ocidente, através do Império Romano. Este rico legado é parcialmente refletido nos 17 locais considerados pela UNESCO como Patrimônio Mundial no território grego, o sétimo maior da Europa e o 13º do mundo. O Estado grego moderno, que engloba a maior parte do núcleo histórico da civilização grega antiga, foi criado em 1830, após a Guerra da Independência Grega contra o antigo Império Otomano. A cultura grega clássica, especialmente

Localização da Grécia (em vermelho).

| 75 |

magazine - Março de 2014

a filosofia, teve uma influência poderosa sobre o Império Romano, que espalhou a sua versão dessa cultura para muitas partes da região do Mediterrâneo e da Europa, razão pela qual a Grécia Clássica é geralmente considerada a cultura seminal da cultura ocidental moderna. Socialmente, a colonização do mar Mediterrâneo pelos gregos resultou no desenvolvimento de uma classe rica formada por mercadores (o comércio internacional desenvolvera-se a partir de então) e de uma grande classe média de trabalhadores assalariados, artesãos e armadores. Culturalmente, os gregos realizaram intercâmbios com outros povos. Na economia, a indústria naval se desenvolveu, obviamente, passando a consumir crescente quantidade de madeira das florestas gregas. As evidências arquelógicas indicam que o padrão de vida na Grécia melhorou acentuadamente (o tamanho médio das área do primeiro andar de residências encontradas por arqueólogos aumentou cinco


A ASCENSÃO DA MACEDÔNIA

O reino da Macedônia, situado a norte da Grécia, emerge em meados do século IV a.C. como nova potência. Os macednios que não falavam o grego e não adotaram o modelo

político dos gregos, sendo vistos por estes como bárbaros. Apesar disso, muitos nobres macedonios aderiram à cultura grega, tendo a Macedônia sido responsável pela difusão da cultura grega em novos territórios. Durante o reinado de Filipe II da Macedônia o exército macedonio adota técnicas militares superiores, que aliadas à diplomacia e à corrupção, vão permitir-lhe a dominar as cidades da Grécia. Assim, formam-se partidos favoráveis a Filipe, mas igualmente partidos que se opõem aos Macedonios. Em 338 a.C. Filipe e o seu filho, Alexandre, o Grande, derrotam uma coligação grega em Queroneia, desta forma colocando a Grécia continental sob domínio macedonio. Filipe organiza então a Grécia em uma confederação, a Assembléia de Corinto, procurando unir os gregos com um objetivo comum: conquistar o Império Persa como forma de vingar pela invasão de 480 a.C.

MARAVILHAS DO MUNDO GREGO - PARTE 01 |

vezes, de 55 metros quadrados para 230 metros quadrados); a expectativa de vida e a estatura média também mostram evidências de melhoria. A população aumentou de 600.000 no século VIII a.C. para em torno de 9 milhões, no IV a.C. E tudo isso fez com que no século IV, a Grécia já possuísse a economia mais avançada do mundo e com um nível de desenvolvimento extremamente raro para uma economia préindustrial, estando em vantagem em alguns pontos se comparada às economias mais avançadas antes da Revolução Industrial, aos países baixos do século XVII e à Inglaterra do século XVIII.

|

A Grécia Antiga foi berço de várias práticas presentes no mundo contemporâneo. magazine - Março de 2014

| 76


Contudo, Filipe viria a ser assassinado por um nobre macedonio em Julho de 336 a.C., tendo sido sucedido pelo seu filho Alexandre Alexandre concretizou o objetivo do pai, através da vitória nas batalhas de Granico, Isso e Gaugamela, marchando até à Índia. No regresso, Alexandre era senhor de um vasto império que ia da Ásia Menor ao Afeganistão, passando pelo Egito. Alexandre faleceu de forma prematura (possivelmente de malária) na Babilônia em 323 a.C. PERÍODO HELENÍSTICO

Após a morte de Alexandre, os seus generais lutaram entre si pela posse do império. As cidades gregas aproveitam a situação para se livrarem do domínio macedonio, mas foram subjugadas por Antípatro na Guerra Lamíaca (323-322 a.C). Nenhum dos generais de Alexandre conseguiu reunir o império sob o seu poder. Em vez disso, nasceram vários reinos que seguiriam percursos diferentes: Antígono fundou um reino que compreendia a Macedônia, a Grécia e partes da Ásia Menor; Seleuco, estabeleceu um vasto reino que ia da Babilônia ao Afeganistão e Ptolemeu torna-se rei do Egito.

VOCÊ PODERÁ ACOMPANHAR A PARTE II DA MATÉRIA ‘‘AS MARAVILHAS DO MUNDO GREGO’’ NA 8ª EDIÇÃO DA REVISTA YOUR MAGAZINE.


s

com pessoas

CHATAS

|

Convivendo

e relacionar com pessoas irritantes, chatas, donas da verdade, sem perder a paciência, é uma verdadeira arte. Embora tentar ajudar pareça o comportamento mais óbvio, muitas vezes a obrigação não é sua. Nem sempre você é culpado por perder a paciência, afinal você é HUMANO e a pessoa chata, muitas vezes (em quase 100% dos casos), não tem muita noção do quanto é inconveniente, e precisa de ajuda. Mas quem deve ajudar? Geralmente, essa obrigação cabe as pessoas mais próximas, como pais, irmãos, cônjuges ou amigos muito íntimos. Nem sempre isso acontece e quem deveria ajudar... apenas se afasta! O fato é que as pessoas consideradas assim, estão apenas tendo problemas para lidar consigo mesmas. Geralmente são pessoas carentes de atenção, ou que precisam de uma forma ou de outra, serem notadas, se sentirem importantes, ter autoafirmação. É comum também, que pessoas com um poder aquisitivo maior, ou que ocupem cargos importantes, tendam a ser o terror de prestadores de serviços, subordinados, atendentes ou qualquer mortal que cruze seu caminho. São pessoas que são notadas sim, mas que necessitam ser bajuladas, e querem cada vez mais pisar para serem reverenciadas. Se auto intitulam exigentes detêm-se a detalhes que não fazem diferença, puramente para mostrar quem manda ou quem assina o cheque’. Mas o fato é que pessoas assim, são o retrato da infelicidade e tudo o que elas querem é manter-se no centro das atenções. Claro que todos que bajulam, o fazem em prol de benefícios, puramente falsidade. Certamente, ao ler esse texto você já lembrou de pelo menos meia dúzia de chatos ou exigentes, não é mesmo? Mas pense na pessoa irritante como alguém se afogando e veja a si mesmo como um salva vidas. magazine - Março de 2014

| 80


COTIDIANO - CONVIVENDO COM PESSOAS CHATAS |

Mas um salva-vidas perde tempo questionando por que aquela pessoa está se afogando? O seu trabalho não é encontrar motivos para a chatice daquela pessoa. É fundamental que você seja capaz de se relacionar com ela de maneira cordial, para que sua vida se torne mais calma. Entendendo esse princípio simples será muito mais fácil relevar, ou aturar comportamentos considerados irritantes. Assim como em um afogamento real, em muitos casos o melhor é chamar a emergência e esperar. Embora você queira se livrar toda a irritação que aquela pessoa causa, não é sua obrigação salvá-la, e sim apenas ignorar e não se deixar afetar por aquilo, ou afastar-se dessa convivência. Você precisa saber que deixar de ser chata é um trabalho dela. Referência: Universia Brasil | Texto Adaptado

Pessoas irritantes: quem não tem ao seu redor?

| 81 |

magazine - Março de 2014

Não é o momento de ficar dando dicas e indiretas. Se você acha que a pessoa é tão irritante a ponto de precisar de ajuda, diga isso a ela de maneira direta. Isso não significa apelar para a grosseria, mas você deve ir direto ao ponto e usar toda a sua honestidade. Como tudo na vida tem consequencias, faça suas avaliações, pois muitas vezes perder um cliente, um amigo , um parceiro comercial ou até mesmo procurar outro emprego, por ser sincero ou por afastar-se, pode abrir caminhos para coisas muito melhores. E por mais influente que uma pessoa chata possa ser, um dia vai acabar se vendo sozinha, sem amigos e sem prestadores de serviços. Quando água bater no pescoço, se aprende a nadar! A vida, além der ser uma só, é curta demais para se viver frustrado. Seja feliz!


Your magazine 7ª edição março de 2014  

7ª edição

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you