Page 1

outubro 2013 PUB

Uns correm atrás dela por um sonho, outros adotam-na como profissão e muitos preferem ser felizes ao som de festivais de verão e faixas dispersas no Mp3. A música faz-nos muito mais felizes e fomos descobrir porquê.

Máquina do tempo Tudo o que não sabias sobre a Estátua da Liberdade

Playlist Índia Malhoa também é doce como um lolipop

Página a Página Os segredos da "Matemática do Planeta Terra"


PUB


Índice

Exames de Matemática bem preparados! 2 livros “Preparar o Exame 2014 | Matemática A | 12º ano” para oferecer Ainda achas que falta muito tempo para os Exames Nacionais? Desengana-te, pois é cedinho que se preparam as matérias! Por isso é que a Mais Educativa e a Raiz Editora têm 2 livros “Preparar o Exame 2014 | Matemática A | 12º ano” para te oferecer, já que este manual permite a todos os alunos aprender, estudar, esclarecer, aprofundar e praticar os conteúdos do programa de Matemática A dos 11º e 12º anos, com recurso a resumos teóricos, exames-tipo e resoluções detalhadas de Provas de Exame de anos anteriores que podem ser o teu trunfo na hora das provas. Para te habilitares a um destes livros, deverás ser uma das duas primeiras pessoas a decifrar de forma correta o enigma que se segue:

PVP: 24,40 euros (Informação cedida pelo Departamento Comercial)

O João, o Afonso e o Filipe moram na Rua da Alegria, em três casas seguidas, e todos têm animais de estimação diferentes. As cores dos animais também são diferentes. Sabe-se ainda que: . O cão mora ao lado do Afonso; . O gato é amarelo; . O João tem um animal cor de laranja; . O peixe vive na casa do meio. Qual é o animal de estimação do Filipe?

No fim de puxares pela massa cinzenta, envia a tua resposta através do formulário referente a este passatempo, em www.maiseducativa.com (secção de “Passatempos”). Boa sorte!

Nascidos para a música

Ficha Técnica Proprietário/Editor: Young Direct Media, Lda

Empresa jornalistica inscrita com o nº: 223852 NIPC nº 510080723 ADMINISTRAÇÃO Graça Santos, gracasantos@youngdirectmedia.pt DIRETORA GERAL DA EMPRESA Graça Santos, gracasantos@youngdirectmedia.pt DIRETOR ADJUNTO DA EMPRESA Paulo Fortunato, paulofortunato@youngdirectmedia.pt Sede de redação: Rua António França Borges, Nº 4A loja Dta. 2625-187 Póvoa de Santa Iria Tlf: 21 155 47 91 Fax: 21 155 47 92 Email geral: geral@youngdirectmedia.pt

www.maiseducativa.com DIRETORA EDITORIAL Bruna Pereira, brunapereira@youngdirectmedia.pt DIRETOR COMERCIAL E PUBLICIDADE Duarte Fortunato, duartefortunato@youngdirectmedia.pt REDAÇÃO Bruna Pereira, brunapereira@youngdirectmedia.pt Ana Teles Teixeira, anateixeira@youngdirectmedia.pt COLABORADORES EDITORIAIS Renato Paiva, Revista Empire e Rubber Chicken DESIGN Ângela Miguel, angelamiguel@youngdirectmedia.pt NEW MEDIA Ricardo Macedo, ricardomacedo@youngdirectmedia.pt SJ RÁDIO Bruno Barbacena, brunobarbacena@youngdirectmedia.pt COMUNICAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO Samuel Alves, samuelalves@youngdirectmedia.pt Tiragem: 30.000 exemplares Distribuição: Gratuita Periodicidade: Mensal Registo na ERC nº 126169 Depósito legal: 341259/12 Tipografia e Morada: Lidergraf - Rua do Galhano, n.º 15 4480-089 Vila do Conde, Portugal

ESTA PUBLICAÇÃO JÁ SE ENCONTRA ESCRITA AO ABRIGO DO NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO.

outubro 2013 PUB

Consultório escolar

Uns correm atrás dela por um sonho, outros adotam-na como profissão e muitos preferem ser felizes ao som de festivais de verão e faixas dispersas no Mp3. A música faz-nos muito mais felizes e fomos descobrir porquê.

Máquina do tempo Tudo o que não sabias sobre a Estátua da Liberdade

Liga-te ao mundo! Estás preparado para filmar, fotografar, navegar na Internet, falar com os amigos e jogar como se não houvesse amanhã? Então, fica a saber que a Mais Educativa e o Telemoveis.com têm um fantástico telemóvel Nokia Asha 501 para te oferecer. Com um ecrã tátil de 3 polegadas, 64 MB de RAM, sensor fotográfico de 3.2Mp com foco fixo e direito ao habitual leque de conetividades (WiFi, Bluetooth 3.0 e microUSB 2.0.), este é o telemóvel dos teus sonhos – ainda por cima porque, se és fã das redes sociais, este aparelho não irá desiludir, pois já vem com as aplicações do Facebook, Foursquare, Linkedin, Twitter, Youtube, entre outras pré-instaladas. O Nokia Asha 501 vem ainda com 40 jogos gratuitos da EA Games, no valor de 75 euros, disponíveis para download na Nokia Store. Para te habilitares a este fantástico prémio, apenas terás de seguir as seguintes instruções:

Playlist

Índia Malhoa também é doce como um lolipop

Página a Página

Os segredos da "Matemática do Planeta terra"

1 Nokia Asha 501 para oferecer 1ª fase (de 14 de outubro a 27 de outubro): Envia uma fotografia através do formulário da notícia referente a este passatempo em www.maiseducativa.com (secção “Passatempos”) que demonstre que o teu telemóvel já passou à história, independentemente da marca. A 20 fotografias que mais nos convençam de que já fizeste telefonemas através de um ‘fóssil’ passam à 2ª fase do passatempo . 2ª fase (de 28 de outubro a 4 de novembro): As 20 melhores fotografias escolhidas pela Mais Superior estarão em votação na página de Facebook da revista, em www.facebook.com/ maiseducativa. A fotografia que conseguir maior números de Likes será a grande vencedora deste fantástico telemóvel. PVP: 75,00 euros

(Informação cedida pelo Departamento Comercial)

1. O passatempo “Raiz Editora” tem como data de início 3 de outubro de 2013 e termina às 12h de 31 de outubro de 2013. O passatempo “Nokia Asha 501” inicia às 12h de dia 14 de outubro de 2013 e termina às 12h de 4 de novembro de 2013, qualquer participação fora desta data irá ser recusada. | 2. Os vencedores serão anunciados no dia útil seguinte à data de fecho do passatempo. | 3. Das respostas recebidas, apenas serão consideradas válidas as que preencherem devidamente os campos solicitados no formulário de participação. | 4. Só é aceite uma resposta válida por endereço de e-mail e por concorrente. | 5. Do conjunto de respostas válidas recebidas, os premiados serão selecionados de acordo com o método de seleção e o número de prémios comunicados no respetivo passatempo. | 6. No caso do número de participações ser inferior ao número de prémios disponíveis, serão contemplados todos os participantes que responderem acertadamente. | 7. A lista dos premiados será publicada online, na área de Passatempos, sendo os vencedores ainda notificados via e-mail ou telefone, pelo que os participantes deverão facultar sempre os seus contactos corretos e atuais. | 8. Caso o prémio não seja reclamado no prazo de três meses após a conclusão do passatempo, o vencedor perde o direito a recebê-lo. | 9. Todas as demais dúvidas e questões podem ser endereçadas para o e-mail passatempos@maissuperior.com. | 10. Só são permitidas participações de residentes em Portugal Continental.

outubro 2013 . MaisEducativa | 3 |

Banco de imagens: Todas as imagens utilizadas na publicação, salvo as que estão creditadas, são retiradas do depositphotos.com

A música é uma parte muito importante das nossas vidas. Podes nem te aperceber, mas - no carro ou nos transportes, no computador, na rádio ou no teu Mp3 – a música está sempre presente no dia-a-dia. Ainda por cima, os estudos mostram que pode ter benefícios na tua saúde e ajudar-te a ser uma pessoa mais positiva e aumentar a produtividade. Vamos ouvir música?

3 Índice | Passatempos 4 Página a página 6 Playlist 7 Take 1 8 Mais games 9 SJ Rádio 10 Dá que falar 12 Máquina do tempo 13 14 Loladas


página a página

A Matemática não é chata!

Nunca te esqueças de que a Matemática é um instrumento científico fundamental para compreendermos o nosso Planeta e os seres vivos que o habitam, ajudando a resolver mil e um problema climáticos, demográficos, ecológicos, económicos, energéticos, sociais ou tecnológicos contemporâneos. No livro “Matemática do Planeta Terra”, ao longo de 17 capítulos, vários são os investigadores portugueses ou radicados em Portugal que escrevem sobre a Matemática e as suas muitas aplicações. TEXTO Bruna Pereira | FOTOS IST Press

Infelizmente, há muitos alunos que acham a Matemática uma seca na escola. Contudo, a Matemática acompanha-nos todos os dias nas coisas mais impensáveis... Pode dar alguns exemplos fascinantes que deveriam fazer de nós todos mega fãs da Matemática? Há muitos exemplos fascinantes de como a Matemática intervém de modo fundamental (e usualmente invisível) no nosso dia-a-dia. Vejamos um: o GPS! A Matemática envolvida é variadíssima e em enormes quantidades: há Matemática na colocação dos satélites do GPS na órbita certa em torno da Terra, nas telecomunicações (entre os satélites, as estações de rastreio e o nosso pequeno aparelho portátil), nas correções necessárias para que a informação que nos é dada seja incrivelmente precisa (um erro de 100 metros seria muito pequeno para as distâncias envolvidas, mas desastrosamente grande para o utilizador! O GPS é de tal maneira delicado que estas correções têm de entrar em conta com efeitos de dilatação do tempo previstos pela Teoria da Relatividade de Einstein!). Mas os exemplos quase não têm fim: como se gerem os stocks de peixe e as cotas de pesca? Com Equações Diferenciais (equações envolvendo funções e as suas derivadas). Como se projetam estruturas

para resistir a sismos? Com Séries de Fourier (somas apropriadas de senos, cosenos, ou exponenciais). Como se estuda a propagação de epidemias? com Matemática! Como se faz a prospeção de petróleo? Ou como opera um aparelho de TAC em medicina? Curiosamente: com a mesma Matemática! Como se pode descrever a forma das conchas? No fundo, basta olharmos à nossa volta e tentar descobrir a resposta à pergunta “como é que isto funciona?” para darmos de frente com imensa Matemática interessante: alguma com vários séculos, mas muita outra inventada ‘ontem’. De que forma este livro ajuda pais, alunos e professores a gostarem mais de Matemática, no que toca ao Planeta Terra, sítio onde vivemos todos? O livro é constituído por 17 capítulos, sobre diversos aspetos da Matemática aplicada ao estudo do Planeta Terra em sentido lato: há aplicações aos estudos sobre o Clima, a prospeção subterrânea, o GPS, as estruturas sísmicas, a gestão de recursos naturais, as epidemias, as catástrofes naturais, o estudo matemático de mapas antigos, etc. Naturalmente não contém todas as possíveis aplicações, mas a grande variedade permite já perceber a riqueza e importância da Matemática em todas estas áreas. É uma obra que abre novos horizontes ao leitor, pois permite-lhe contactar com muitos temas diferentes, e, talvez, surpreender-se por descobrir que nalguns deles ‘existe’ Matemática.

O livro abarca opiniões e colaborações de diferentes cientistas, cada um com o seu tema. Para além desta diversidade e riqueza de conhecimento, que mais motivos pode apontar para os nossos leitores? Eu não recomendaria a leitura do livro “de fio a pavio” (mas pode ser feito: eu fi-lo este verão!). Sendo os capítulos independentes entre si, é mais natural ir lendo aqueles que, numa certa altura, mais despertam a nossa curiosidade, pois esse é o objetivo do livro: satisfazer a nossa curiosidade sobre o ‘como’ e o ‘porquê’, abrir novos horizontes. Para os que já sabem a Matemática que lá é usada (como será o caso dos professores), a utilidade do livro será a de abrir janelas sobre as suas aplicações. Para os estudantes, o interesse, além desse, é também outro: parte da Matemática ser-lhes-á desconhecida e terão aqui um primeiro contacto com objetos matemáticos novos: não irão perceber tudo, mas irão reconhecer, no meio de coisas novas, outras velhas conhecidas e avançar um bocadinho mais a sua compreensão do imenso mundo da Matemática; no fundo, é deste modo que um cientista progride: as leituras importantes são aquelas que têm algo novo, aquelas que, no início, percebemos apenas em parte mas que nos despertam o ‘bichinho’ da curiosidade! Para além disto (que é o mais importante!) alguns capítulos do livro, como o dos mapas antigos ou o da forma das conchas, têm figuras a cores que são belíssimas de ver, mesmo sem pensar na Matemática envolvida!

| 4 | MaisEducativa . outubro 2013

“Matemática do Planeta Terra” Editores: Fernando Pestana da Costa, João Teixeira Pinto e Jorge Buescu Editora: IST Press Ano: 2013 Páginas: 562 PVP: 15 euros

Fernando Pestana da Costa é um dos editores do livro e concedeu à Mais Educativa esta simpática entrevista.


PUB PUB

25% DESCONTO EM TODOS OS CURSOS*

* EXCETO CURSO “ONE TO ONE” E CURSOS POR NÍVEIS / NOVAS FORMAS DE PAGAMENTO ATÉ 6 MESES SEM JUROS

TRAZ UM AMIGO E RECEBEM OS DOIS MAIS 20% SOBRE O VALOR DA CAMPANHA www.cursodj.com | 211 910 689 | 913 300 501 | Parque das Nações - Lisboa


Playlist Se te queixas sempre de que não tens tempo para estudar, põe os olhos na Índia Malhoa: partilha palcos com o avô e a mãe desde criança, conseguiu, até hoje, conciliar espetáculos com a escola, onde alcança sempre excelentes resultados, e ainda arranja tempo para cuidar dos seus animais de estimação. A caminho do seu segundo trabalho, “My Beat”, através desta entrevista (se bem que o seu sorriso já o adivinhava), ficámos a saber que também Índia é “doce como um Lolipop”. TEXTO Bruna Pereira FOTOS Cedidas pela entrevistada

Primeiro o teu avô, depois a tua mãe e agora tu. O talento para a música é algo que corre no sangue da família Malhoa? O que te levou a seguires também a via artística? Eu assistia aos concertos do meu avô e da minha mãe, gostava de vê-los a cantar no palco e pedia sempre à minha mãe para cantar com ela nos espetáculos... Até que aos 4 anos gravei uma música com a minha mãe e, desde aí, começou a minha paixão pela música. Ainda és muito nova, já tens um álbum editado e alguns sucessos que facilmente são reconhecidos (“Lolipop”, “Blá Blá Blá Boy”, “Dj aumenta o som”...). Para quando o segundo disco? Podes adiantar alguma novidade? “Lollipop” e “Bla Bla Bla Boy” vão pertencer ao meu segundo álbum, “My Beat”, que sairá brevemente. O álbum vai ter muita alegria, muito Pop, Pop Rock, Dance e vai ser muito divertido. Mas nas minhas redes sociais eu vou dizendo algumas novidades sobre o álbum. Sabemos que o Justin Bieber é um dos teus ídolos. Como foi estar com ele ao vivo? Ele também começou no mundo da música bem jovem, como tu... Sentes alguma afinidade com ele nesse sentido? Eu estava super contente e, ao mesmo tempo, nervosa, porque eu só pensava que iria realizar o meu sonho. Adorei conhecê-lo e o concerto foi fantástico! Ele é um exemplo para os jovens, para as Beliebers e para todas aquelas pessoas que querem lutar pelos seus sonhos sem nunca desistirem. Temos o mesmo sonho e lutamos por ele. Os leitores da Mais Educativa são estudantes e tu, tão jovem, consegues conciliar os estudos com a carreira artística. Há algum segredo? Como consegues fazer tudo? É um pouco difícil. Eu levo comigo os livros quando vou viajar para os concertos fora do país e também em Portugal, mas arranjo sempre tempo para estudar. Qual tem sido o feedback dos teus fãs, sobretudo em era digital, em que o Facebook mantém um constante acompanhamento das opiniões de quem te ouve... Tem sido muito positivo… Quer nas redes sociais, bem como nos espetáculos, onde tenho sempre muitos fãs a assistir aos concertos. Como é a Índia Malhoa para além da artista: o que gostas de fazer nos tempos livres, comida preferida, disciplina preferida na escola, sonhos para o futuro… Uma extravagância que gostasses de fazer em vida… Gosto de ouvir música, gosto do mundo da moda, das roupas, dos acessórios... A minha comida preferida é Lasanha, gosto de Português e também gostava de fazer carreira na área da representação e da moda. Agora, estou super entusiasmada com a produção do meu novo CD: “My Beat”.

| 6 | MaisEducativa . outubro setembro2013 2013

Acompanha a Índia Malhoa no

Facebook (www.facebook.com/INDIAMALHOA) Twitter (https://twitter.com/INDIAMALHOA) YouTube (www.youtube.com/indiamalhoa) Instagram (http://instagram.com/indiamalhoa). Não deixes ainda de descarregar os singles “Lolipop” e “Blá Blá Blá Boy” no iTunes (https://itunes.apple.com/pt).


take 1 Texto: Revista Empire Fotos: Cedidas pelos estúdios

take 1

A Empire é a revista de cinema mais vendida no mundo. Todas as novidades do cinema, entrevistas exclusivas, acesso privilegiado aos estúdios e grandes especiais são apenas alguns dos ingredientes que todos os meses vais poder encontrar nas bancas, em facebook.com/RevistaEmpirePortugal e, agora, na loja de aplicações da Apple.

Pixar adia “The Good Dinosaur” para 2015

Estão a ouvir isto? É o som de milhões de vozes a gritar de tristeza. Porquê? Porque acabaram de saber que a Pixar adiou “The Good Dinosaur” de 2014 para 2015, o que significa que – a não ser que haja alguma alteração imprevista – não haverá qualquer filme da equipa de Emeryville no próximo ano. E pronto, pessoal: é o fim dos tempos. Ok, provavelmente não é o fim do mundo. Mas “The Good Dinosaur” já era um dado adquirido quando chegou a notícia de que o realizador Bob Peterson estava a ser afastado porque o grupo de criativos Pixar Brain Trust não estava satisfeito com a direção criativa do filme. Ainda não foi indicado um substituto, e agora o estúdio vai colocar o filme em standby para mais desenvolvimento, o que só pode ser bom, já que a equipa tem um bom historial em suspender projetos e depois fazer com que resultem. A Disney passou “Maleficent”, com Angelina Jolie como protagonista, de julho para maio do próximo ano, e “Dinosaur” passa para novembro de 2015, onde antes estava “Finding Dory”, a sequela de Nemo, que foi adiada para 2016. E não nos esqueçamos que a Pixar nem sempre lançou um filme novo todos os anos desde “Toy Story”, embora tenhamos sido estragados com mimos nos últimos anos.

Hayao Miyazaki anuncia reforma

Entre a cofundação da Studio Ghibli e a realização de 11 filmes (incluindo clássicos como “O Meu Vizinho Totoro”, “A Viagem de Chihiro” e “O Castelo no Céu”), Hayao Miyazaki estabeleceu-se como um mestre da realização e alguém que levou alegria aos públicos de todo o mundo. Agora ele traz uma sensação ligeiramente mais melancólica, ao ter anunciado a sua reforma. Na verdade, o famosamente solitário realizador não o anunciou diretamente, deixando o anúncio para o diretor da Studio Ghibli, Koji Hoshino. Hoshino fez uma declaração simples à imprensa mundial – “Miyazaki decidiu que Kaze Tachinu (“The Wind Rises”) será o seu último filme e irá agora reformar-se”. Embora o ritmo do realizador de 72 anos tenha abrandado um pouco na última década, Miyazaki negou a intenção de se reformar recentemente, mas parece ter mudado de ideias. Esperemos que Miyazaki continue envolvido nos outros projetos da Ghibli, supervisionando e possivelmente escrevendo guiões, mas se realmente decidiu parar de realizar e produzir filmes, deixa um ótimo legado e um estúdio capaz de produzir verdadeira magia fílmica. Não foi ainda divulgada a data de estreia de “The Wind Rises”.

“Parque Jurássico” 3D

Se estão entre as raras pessoas que nunca viram “Parque Jurássico”, então são uns afortunados. Escolham a sala e companhia cuidadosamente, já que não terão outra primeira vez de novo e vão recordar-se dela para sempre. Mas mesmo que já o tenham visto inúmeras vezes, sabem que é impossível ver “Parque Jurássico” em demasia. E agora, por um período limitado, com dinossauros a saltarem do ecrã, pois poderão vê-los em 3D. Depois de duas décadas, o filme de Spielberg perdura como a base para o blockbuster moderno de efeitos especiais. Pega em algo que não poderia tomar forma na realidade (um parque de dinossauros), enche-o com personagens com espírito e profundidade e fá-las passar um mau bocado durante duas horas. A conversão para 3D é, na maior parte, um acrescento eficaz, mas não ajuda ter várias sequências de ação à noite, pelo que no famoso ataque do T-Rex, não notarão grande diferença. É nas sequências com os Velociraptors e na carga dos Gallimimus que o 3D melhora a experiência. O 3D é uma novidade, mas a principal atração em “Parque Jurássico 3D” deverá ser poderem ver de novo um dos mais espetaculares blockbusters da História numa sala de cinema.

“Velocidade Furiosa 6”

“Velocidade Furiosa” é a série mais divertida atualmente em produção. Depois de quatro episódios variavelmente fracos, o quinto filme identificou exatamente aquilo que o público queria: perseguições de carro que põem o espetáculo muito à frente da lógica e da física, e deixam os ouvidos a zumbir. Neste episódio, Luke Evans é um criminoso que está a planear fazer algo, e por isso tem de cometer alguns crimes, que os nossos heróis, agora com o ex-antagonista Dwayne Johnson, têm de deter. As partes faladas do filme são pouco interessantes, mas o que interessa são as perseguições de carro, onde o sentido de diversão e absurdidade é enorme. “Velocidade Furiosa 6” tem uma construção perfeita. Há uma sequência climática na autoestrada, que inclui um salvamento no ar espantosamente absurdo, que encerraria o filme de modo satisfatório – até se tornar evidente que isto não é o final. O final irá, na verdade, envolver um avião tão comicamente desproporcionado como a maioria do elenco, vários carros a caírem ou pendurados nele, uma ogiva a explodir e uma pista aproximadamente do comprimento da Escócia. Esta é uma saga que deu permissão a si própria para realizar todas as fantasias de ação. Se estiverem apenas à procura de altos níveis de adrenalina, “Velocidade Furiosa 6” é, sem dúvida, o filme ideal.

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

| 12 | MaisEducativa . julho 2013

PUB


Mais Games

Mais artigos em RubberChickenGames.com

“Skylanders”, uma ideia genial para esvaziar carteiras

“SimCity” vira-se para o futuro Os sims vão entrar na máquina do tempo e viajar até ao futuro, para viver em cidades populosas e com uma arquitetura mais avançada. Se os Jetsons quisessem mudar para uma cidade que os fizesse sentir em casa, já podiam fazê-lo em breve, mas sem os carros voadores. A Eletronic Arts vai lançar em novembro o DLC “Cidades do Futuro” para “SimCity”, que possibilita transformar as nossas cidades já construídas, sejam mais poluídas ou mais amigas do ambiente, num visionário mundo futurístico. Comboios de levitação magnética, arranha-céus gigantescos personalizados, mega-corporações, drones e muitas luzes néon ao estilo TRON, são algumas das particularidades que vão poder encontrar neste novo conteúdo para “SimCity”. Se ainda jogam ou pretendem jogar, esquecendo que “SimCity” teve um lançamento para o mercado atrapalhado pelos servidores, esta será mais uma razão para voltar aos teclados e clicar no rato.

A licença “Skylanders” já faturou mais de 1,5 mil milhões de dólares em vendas por todo o mundo e é o videojogo com brinquedos e acessórios mais vendido, até hoje, na Europa e nos EUA. “Skylanders” foi criado com um objetivo muito claro e delineado: proporcionar às crianças a experiência de verem os seus brinquedos ganharem vida, quase como por magia. Depois do sucesso das primeiras edições da série “Spyro’s Adventures” e “Giants”, tiveram uma simples e genial ideia com o próximo lançamento “Skylanders: Swap Force”, que consiste em separar as figuras em dois, permitindo combinar diferentes figuras e os poderes destas. Ao adquirir as 16 figuras intermutáveis, as combinações serão imensas, como se tivessem mais de 250 figuras diferentes. Uma das razões do sucesso da série passa pelo colecionismo, pelo apreço que se tem por cada figura e pelo seu valor sentimental. Com isto, o fator de descoberta e a curiosidade ao juntar as peças será mais um motivo para querer obter todas as figuras, esvaziando aos poucos as carteiras dos pais e dos avós.

“Three Monkeys”, um jogo criado para e por invisuais

Jogos para toda a família e amigos

| 8 | MaisEducativa . outubro julho 2013 2013

Imaginem duas irmãs interessadas num jogo, cada uma com o seu computador, em quartos separados. Ambas querem o jogo para estarem à vontade a jogar no seu próprio quarto, mas a mãe e o pai só podem pagar por um. Imaginem a vossa amiga ou amigo a passar pela vossa casa, pede-vos para experimentar um jogo, mas estão a usar o computador para um trabalho. Este género de situações vai acabar. A plataforma “Steam” prepara-se para lançar um serviço com uma grande vantagem para as famílias e amigos, neste momento em versão Beta e a ser testado por milhares de utilizadores. Na compra de um jogo, com o “Steam Family Sharing”, este poderá estar acessível para vários dispositivos ligados entre si. Isto aplica-se a toda a biblioteca de jogos e DLCs que possam possuir, mas com a impossibilidade de jogar o mesmo jogo por mais do que um utilizador ao mesmo tempo. Uma só compra vai permitir a vários poderem jogar o mesmo jogo, mas caso queiram jogar ao mesmo tempo, preparem-se para algumas zangas.

Sobre o Rubber Chicken

Sim, o nome é uma herança do “Chicken with a pulley in the middle”, um dos objetos mais memoráveis na história dos videojogos, graças ao velhinho título “The Secret of Monkey Island”, de 1990 (ok, ainda não tinhas nascido...). À parte disso, o Rubber Chicken pretende ser um site (www.rubberchickengames.com) que junta miúdos e graúdos interessados sobre o que de mais insólito, emocionante, novo e irreverente se vai passando no mundo dos videojogos.

Tal como o Braille, um sistema de escrita formado por pontos, também o som é usado para ajudar os invisuais a guiarem-se e a descodificarem uma mensagem que não seja visual. “Three Monkeys” é um jogo em produção pela Incus Games, que visa dar mais importância ao som do que a imagem, podendo desta forma fazer chegar a maior experiência com jogos até hoje desenvolvida para os invisuais. Contar uma história a partir de sons e ao mesmo tempo ser guiado num espaço, é possível ao ser-se criativo e com técnicas de áudio cada vez mais exploradas e desenvolvidas. Mas “Three Monkeys” não será um jogo exclusivamente desenvolvido para quem não vê. Será para todas e todos entendermos um pouco melhor o mundo de quem não vê, como num fechar de olhos constante e será um bom exercício para compreendermos a importância da audição no dia-a-dia.


PUB

I n s t i t u t o d e M e d i c i n a Tr a d i c i o n a l Lisboa • Porto • Braga • Leiria

Incrições Abertas

Novidades 2013/2014

Programa de Equivalências em

Programa de

Programa de

Esclarecimento de dúvidas

Terapêuticas Não Convencionais

Treino Clínico Tutorado

Unidades Curriculares Avulsas

Lei das Terapêuticas Não Convencionais

Cursos Curso Geral de Acupunctura, Moxabustão e Fitoterapia Chinesa • Lisboa e Porto

Curso Geral de Medicina Tradicional Ayurvédica Lisboa

Curso Geral de Homeopatia Lisboa e Porto

Curso Geral de Naturopatia e Ciências Tradicionais Holísticas • Lisboa

Curso Geral de Osteopatia Lisboa e Porto

facebook www

imt.pt

PUB

Lisboa 21 330 49 65 • Porto 22 201 02 76 • Braga 25 310 99 69 • Leiria 24 41 02 140


| 10 | MaisEducativa . outubro 2013

TEXTO Ana Teles Teixeira

dรก que falar


dรก que falar

outubro 2013 . MaisEducativa |

11 |


Máquina do Tempo

TEXTO Bruna Pereira

| 12 | MaisEducativa . outubro 2013

rios os países que va Iorque, mas são vá A original está em No entre eles Brasil, e, ad Estátua da Liberd da s pia có em ssu po o, Noruega, Espastria, Alemanha, Kosov Inglaterra, França, Áu , Israel, Filipinas, ina Argentina, Peru, Ch nha, Ucrânia, México, próprios EUA os e qu é to óli ão. O ins adas pelos Taiwan, Austrália e Jap alh esp s do monumento possuem várias réplica os. ad seus vários est


CONSULTÓRIO ESCOLAR

TEXTO Renato Paiva

Nesta vida de estudante, numa fase da vida em que as alterações surgem com uma velocidade estonteante, é razoável questionar: “O que posso fazer para ser feliz?”. Há uma música da brasileira Clarisse Falcão que te recomendo ir ver ao YouTube. Ao lado encontras a letra completa, mas saliento os seguintes versos que são questões pertinentes: “O que fazes que te faz feliz? Quando estás feliz o que é que fazes? Fazes o que te faz feliz?” Ser feliz não é só alegria, ser feliz implica esforço, dá trabalho, requer disciplina, autoconhecimento, perseverança em desenvolver virtudes, além do empenho em cuidar bem da autoestima. A felicidade, assim como a autoestima, não pode ser trabalhada diretamente, somente através do desenvolvimento e fortalecimento de outras virtudes que lhe dão sustentação. Pelo prazer que sentes em fazer coisas de que gostas, em que és bem-sucedido. Para além da tua condição de estudante, há um enorme mundo de oportunidades que te podem ajudar a ir buscar alegria, motivação, força de vontade, sucesso, mas sobretudo alegria em seres tu. Em tornar os teus dias menos resumidos, menos esquematizados, menos sublinhados menos exercitados, menos lidos, mas mais entusiasmantes, divertidos, sociais, prazerosos. Mas sendo estudante também é possível ser feliz. Há coisas entusiasmantes, há coisas divertidas, há coisas sociais e prazerosas. Já descobriste as atividades académicas que te preenchem? Que te dão maior alento e te promovem maior sucesso? O segredo está em conseguires conciliar o que te faz feliz na escola, com o que te faz feliz fora dela. Sem receios, sem medos. Avança, e se o medo aparecer no caminho: avança com medo! Nada acontece até temos vontade de fazer as coisas acontecerem. Se é teu desejo ser feliz, é o teu empenho que terá um grande contributo. A tristeza e a felicidade são sentimentos transitórios e nem sempre temos o controle sobre eles, mas são as nossas ações individuais que podem controlar a intensidade de cada um. Temos maior predisposição para acreditar na célebre Lei de Murphy: “se alguma coisa pode dar errado, com certeza dará”. No livro “O Círculo de Mentirosos”, Jean Claude Carrière, relata uma história curiosa: “Um homem tomava despreocupadamente o seu pequeno-almoço. Por lapso, o pão em que tinha acabado de barrar manteiga, caiu ao chão. Qual não foi a sua surpresa

quando constatou que o lado barrado com manteiga estava virado para cima! Era um milagre! Animado, conversou com os amigos sobre o sucedido. Todos ficaram surpresos, pois se o pão cai, o lado da manteiga certamente cairá virado para o chão. - Talvez sejas um santo – disse um. - E estejas a receber um sinal de Deus. A história depressa se conheceu pela pequena aldeia, e todos se puseram a discutir animados o episódio. Como ninguém encontrava uma explicação convincente, procuraram um mestre que morava nas redondezas, e contaram a história. O mestre pediu uma noite para rezar, refletir e pedir inspiração divina. No dia seguinte, todos foram até ele, ansiosos pela resposta. - É uma solução muito simples. – disse o mestre. - Na verdade, o pão caiu no chão exatamente como devia cair. A manteiga é que tinha sido passada no lado errado.” O modo como olhamos e percecionamos o copo meio cheio ou meio vazio, ajuda a que tenhamos um olhar sobre o que sentimos mais feliz ou mais triste. Ao longo da vida, vamos descobrindo, em pequenas coisas, uma felicidade infinita! Procura descobrir o que te faz feliz, e isso pode ser tão diverso como: ir à padaria e encontrar aquela rapariga bonita lá do prédio ao lado, fazer compras, sair com os amigos, ir surfar, rir, sentir o vento no rosto, viajar, navegar na internet, estudar, contar anedotas... Fazer as coisas que mais gostas, certamente te fará um prazer imenso, que eu chamo de VIVER. E tu arriscas-te a viver? A felicidade está dentro de cada um de nós, basta saber encontrá-la, e olha que não é difícil!

“O que faz você feliz?” Clarisse Falcão O que faz você feliz? Você feliz o que que faz? Você faz o que te faz feliz? O que faz você feliz você que faz. P’ra ser feliz P’ra ser feliz O que você faz p’ra ser feliz? E se a felicidade voa num balão Tão alto onde já não se enxerga mais Mas só ela pode lhe tirar do chão P’ra ser feliz o que que você faz? A felicidade está por dentro Mas não vai sair no Raio X Você provoca os próprios sentimentos O que você faz p’ra ser feliz? P’ra ser feliz P’ra ser feliz O que você faz p’ra ser feliz? Longe perto, dentro, tanto faz Quem quer felicidade corre atrás E, às vezes, ela está debaixo do nariz O que você faz p’ra ser feliz? P’ra ser feliz P’ra ser feliz O que você faz p’ra ser feliz?

Aquele abraço,

Renato Paiva

PUB

www.clinicadaeducacao.com

CLÍNICA . FORMAÇÃO . PEDAGOGIA . CONSU LTORIA


LOLADA

TEXTO Bruna Pereira

DIFERENÇAS Não te esqueças dos óculos!

Esperamos que a miopia te permita descobrir as 6 diferenças que existem entre as duas imagens que se seguem. Se assim não for, corre já para ir buscar uma lupa ou pede ajuda ao teu professor de Biologia – pode ser que ele te empreste um microscópio!

CURIOSIDADE Quem inventou o lápis?

Numa altura em que as mochilas se enchem de iPads, tablets, computadores portáteis e outros mecanismos eletrónicos, há um objeto simples e barato que ainda não deixou de ser indispensável nas tuas rotinas escolares: o lápis. Sabe-se que em 70 d.C., Plínio, o Velho, já utilizava discos de chumbo para direcionar o traçado das linhas. Na Grã-Bretanha de 1565, a grafite passou a ser utilizada entre dois pedaços de madeira (estilo sanduíche) e só em 1644, na Alemanha, é que o uso do lápis está registado por um oficial da artilharia. Mais tarde, em 1659, a profissão de fabricante de lápis é citada num contrato de casamento, na cidade de Nuremberga, e muito perto dali, em Stein, é que Kaspar Faber inicia a produção de lápis, dando origem à conhecida marca Faber-Castell. Estávamos em 1761.

SUDOKU Qual é a coisa, qual é ela? 1. Qual é coisa, qual é ela, que é redonda

| 14 | MaisEducativa . outubro julho 2013 2013

como o Sol, tem mais raios do que uma trovoada e anda sempre aos pares?

2. Por que é que as rodas dos comboios são de ferro? 3. Somos 40 irmãos e vamos morrendo

aos poucos, um a um. Quando um de nós é arrancado de casa, fica logo de cabeça quente e acaba por morrer queimado. Quem somos nós?

Descobre os números que faltam

O Sudoku é um jogo de raciocínio e lógica bastante simples, divertido e viciante. O objetivo? Completar todos os quadrados, utilizando números de 1 a 9... Mas atenção: não pode haver números repetidos nas linhas horizontais e verticais, assim como nos quadrados grandes. Agarra este desafio no fim de almoçares na cantina – a sopinha vai ajudar-te a descobrir os números com mais facilidade!

5 7 8 9 2

5 6

1

3

7 6 3 4 8 1 1 5 7 2 4 8 2 7 8 6 4 3 9 8 2

9 7

3 1 5


4.

3.

5.

6.

Música para os teus ouvidos

7.

Faz a prova dos noves e descobre como anda a tua cultura geral no que toca a instrumentos musicais. Aproveita e junta os teus amigos no intervalo das aulas... Uma ajudinha extra vale bem a pena.

8. 9.

10.

PALAVRAS CRUZADAS

LOLADA

2.

1.

11. 12.

13.

14.

15.

16.

17.

18.

19.

Verticais 1. Instrumento musical muito antigo, de for-

mato triangular e com cordas de comprimentos irregulares, que se fazem ressoar com os dedos. 2. Instrumento musical de sopro, cilíndrico, com buracos e chaves de som. Foi graças a este instrumento que a cidade de Hamelin se livrou dos ratos. 3. Instrumento musical com quatro cordas, semelhante à viola, mas mais pequenino. É muito usado nas orquestras populares portuguesas. 9. Instrumento metálico de percussão em forma de triângulo. 10. Instrumento de percussão que exige coordenação motora e independência dos membros do corpo humano, para tocá-la. O instrumento preferido de Ringo Star. 11. Instrumento de sopro, semelhante ao clarim, constituído por um cilindro metálico com um bocal numa extremidade e uma campânula cilíndrica na outra, dotado habitualmente de três pistões. 15. Instrumento musical tocado por meio de um ou mais manuais e uma pedaleira. O som é produzido pela passagem do vento através de tubos de metal e madeira.

Horizontais 4. Instrumento musical semelhante à guitar-

Escreves poemas que não mostras a ninguém? Tens uma banda desenhada escondida na mesinha de cabeceira? A tua turma desmancha-se a rir com as tuas piadas? Só te acontecem coisas insólitas que, contadas, ninguém iria acreditar? Acabaste de ler um livro que gostavas de recomendar? Queres mostrar ao mundo quem são os teus melhores amigos na escola, através duma foto? Tens aqui uma página amiga para partilhar tudo o que quiseres, escreve-nos para geral@maiseducativa.pt e aparece na tua revista!

Soluções online!

Não consegues resolver o Sudoku? Falta-te saber a resposta a uma adivinha? Não desesperes, porque o teu sofrimento termina no dia 31 de outubro, altura em que vamos publicar em www.maiseducativa.com as soluções de todos os desafios apresentados nesta secção da Lolada. Será que aguentas até lá?

ENIGMA

Não mexas na azeitona!

Esta taça, formada por 4 palitos, contém uma azeitona. O desafio? Colocar a azeitona fora da taça, mas para isso só poderás mover 2 palitos – não podes mexer em nada mais. Ah... A taça também deverá manter o mesmo formato original.

outubro julho 2013 . MaisEducativa |

ra, de quatro cordas duplas e que se toca com palheta ou ponteiro. 5. Antigo instrumento musical de cordas que tem a forma da letra U, cortado no alto por uma barra onde se fixam as extremidades superiores das cordas. 6. Instrumento musical de cordas que são percutidas dentro de uma caixa-de-ressonância por martelos de madeira acionados por 88 ou 90 teclas.

7. Instrumento de cordas dedilháveis, com braço longo e caixa-de-ressonância de fundo. Costuma ter formato semelhante ao número 8 e é muito usada no estilo Rock. 8. Instrumento em forma de caixa cilíndrica, com fundos de pele esticada, sobre os quais se bate com baquetas. 12. Instrumento musical de percussão que possui uma série de lâminas de madeira ou de metal, assentadas em dois suportes e percutidas por meio de baquetas. 13. Instrumento musical composto por uma caixa-de-ressonância de madeira e quatro cordas, afinadas em quintas e tangidas com um arco. Stradivarius construiu admiráveis exemplares. 14. Instrumento musical de percussão similar a um pandeiro brasileiro. É constituído por um aro circular cujo centro é coberto por uma camada de pele. Possui ainda soalhas metálicas agregadas aos pares, responsáveis pela sonoridade peculiar. 16. Instrumento musical da família dos metais em forma de tubo cilíndrico, recurvado sobre si mesmo e que termina numa grande campânula em forma de sino. 17. Instrumento musical que se assemelha ao piano e que pode ter até três teclados, geralmente chamados de ‘manuais’. 18. Instrumento de sopro, de metal e munido de boquilha e palheta simples como o clarinete e de um mecanismo de chaves semelhante ao do oboé. É um clássico na música Jazz. 19. Instrumento musical parecido com um acordeão em que palhetas de metal vibram por meio da pressão do ar produzido por um fole. O segredo está em tocar de forma rápida e certeira os pequenos botões localizados em caixas hexagonais, nas duas extremidades do fole.

Esta página também é tua

15 |


Mais Educativa | outubro '13  

I LOVE MUSIC Uns correm atrás dela por um sonho, outros adotam-na como profissão e muitos preferem ser felizes ao som de festivais de verão...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you