Issuu on Google+

Ano III - N°9 - junho/julho/agosto 2011 - yazigi.com.br/joaopessoa

Férias: veja João Pessoa com um outro olhar Pag. 10


3

Índice

Editorial

O p ro j eto C o l eta d e L i xo Eletrônico é uma parceria com a RCTEC, que desenvolve um trabalho minucioso na arrecadação e destinação de equipamentos eletrônicos que não têm mais uso.

04

Para saber mais sobre o assunto, veja a entrevista na página 4, com Flávio Costa, diretor Comercial da RCTEC. Ainda nessa edição, temos uma matéria com dicas para curtir João Pessoa com um outro olhar nessas férias. Giuseppe Lúcio

10

14

06

Cultura

07

Esporte & Saúde

08

Espaço do Leitor

09

Conectado

10

Capa

12

Na Escola

14

Vai Rolar

15

Top 5

16

Eco Dicas

17

Eu Fui

18

Com a Palavra

19

Clicks

07

09

O Yázigi João Pessoa é um dos pontos de coleta desses resíduos e já arrecadou cerca de duas toneladas de lixo eletrônico, livrando o meio ambiente das agressões que os equipamentos podem causar se descartados de forma incorreta.

Bate-papo

Expediente

17 18 Diretor: Giuseppe Lúcio Yázigi Miramar - Av. Rui Carneiro, 416, Miramar - João Pessoa - PB CEP:58032-100 Fone: (83) 3224-8910 E-mail: pepe@yazigi.com - www.yazigi.com.br/joaopessoa Publicação Trimestral do Yázigi João Pessoa Criação, Edição e Produção: Pauta Comunicação - Fone: (83) 3042-5558 Jornalista responsável: Iara Ieno - DRT 6029 - Textos: Iara Ieno e Renata Mendes E-mail: pauta@pautacom.com.br - www.pautacom.com.br

Índice

Quero começar com um muito obrigado! Foi com a participação de todos vocês na coleta de lixo eletrônico, que o Yázigi João Pessoa tornou-se a primeira empresa do Nordeste a ganhar o primeiro lugar no Prêmio ABF/AFRAS-Destaque Responsabilidade Social.

04


3

Índice

Editorial

O p ro j eto C o l eta d e L i xo Eletrônico é uma parceria com a RCTEC, que desenvolve um trabalho minucioso na arrecadação e destinação de equipamentos eletrônicos que não têm mais uso.

04

Para saber mais sobre o assunto, veja a entrevista na página 4, com Flávio Costa, diretor Comercial da RCTEC. Ainda nessa edição, temos uma matéria com dicas para curtir João Pessoa com um outro olhar nessas férias. Giuseppe Lúcio

10

14

06

Cultura

07

Esporte & Saúde

08

Espaço do Leitor

09

Conectado

10

Capa

12

Na Escola

14

Vai Rolar

15

Top 5

16

Eco Dicas

17

Eu Fui

18

Com a Palavra

19

Clicks

07

09

O Yázigi João Pessoa é um dos pontos de coleta desses resíduos e já arrecadou cerca de duas toneladas de lixo eletrônico, livrando o meio ambiente das agressões que os equipamentos podem causar se descartados de forma incorreta.

Bate-papo

Expediente

17 18 Diretor: Giuseppe Lúcio Yázigi Miramar - Av. Rui Carneiro, 416, Miramar - João Pessoa - PB CEP:58032-100 Fone: (83) 3224-8910 E-mail: pepe@yazigi.com - www.yazigi.com.br/joaopessoa Publicação Trimestral do Yázigi João Pessoa Criação, Edição e Produção: Pauta Comunicação - Fone: (83) 3042-5558 Jornalista responsável: Iara Ieno - DRT 6029 - Textos: Iara Ieno e Renata Mendes E-mail: pauta@pautacom.com.br - www.pautacom.com.br

Índice

Quero começar com um muito obrigado! Foi com a participação de todos vocês na coleta de lixo eletrônico, que o Yázigi João Pessoa tornou-se a primeira empresa do Nordeste a ganhar o primeiro lugar no Prêmio ABF/AFRAS-Destaque Responsabilidade Social.

04


5

4

Bate-papo

2 toneladas de equipamento, no entanto, conseguimos quase dobrar esta quantidade, coletando 3.850Kg. Desde março de 2010, quando iniciamos nossas atividades, já coletamos 60 toneladas de resíduos eletrônicos em João Pessoa.

Em defesa do meio ambiente Parceira do Yázigi, a RCTEC é empresa certificada na coleta de resíduos eletrônicos, que desenvolve trabalho minucioso na arrecadação e destinação desses materiais. Dentre os seus serviços estão: coleta de eletrônicos como monitores, teclados, mouses, CPUs, notebooks, celulares e baterias recarregáveis. Essa grande parceria, que mantém no Yázigi João Pessoa um ponto fixo de coleta de resíduos eletrônicos, rendeu à escola o primeiro lugar nacional no Prêmio ABF/AFRAS – Destaque Responsabilidade Social, na categoria Franqueado. O projeto Coleta de Lixo Eletrônico e n ca m i n h a p a r a r e c i c l a g e m co r r eta equipamentos de informática descartados. Acompanhe, abaixo, entrevista exclusiva com o diretor Comercial da RCTEC, Flávio Costa, e saiba mais sobre as atividades desenvolvidas por essa empresa de reciclagem. - A RCTEC fechou parceria com a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). Como

funciona esse convênio? Qual o objetivo? FC - A Emlur irá disponibilizar um posto de coleta em frente ao Parque Arruda Câmara (Bica) e também seu 0800, mais conhecido como Alô Limpeza. O posto servirá como mais um local para descarte correto do lixo eletrônico, já o 0800 083 2425 será para orientar e esclarecer dúvidas da comunidade. O objetivo principal é proporcionar à população mais um ponto de coleta e incentivar o descarte correto. - Para comemorar o Dia do Meio Ambiente a RCTEC realizou um evento de coleta de lixo eletrônico no Busto de Tamandaré. Qual o resultado obtido com a ação? Durante o tempo de atuação na cidade, qual a quantidade de lixo eletrônico coletada pela RCTEC? FC - Acredito que o principal foi alcançado, que é passar a informação para o público geral, que o estado da Paraíba possui uma empresa especializada na destinação correta de Lixo Eletrônico. Porém, para nossa surpresa, durante o evento, tínhamos estimado recolher

- A RCTEC também mantém parceria com o Yázigi. Quais os resultados obtidos dessa união? FC - Resultados bem positivos, principalmente quando falamos em educação ambiental. O Yazigi consegue passar para seus alunos esta responsabilidade para com o meio ambiente através de diversas ações que são realizadas, além de manter também a solução do projeto, por exemplo: não só mostra que se o lixo eletrônico for jogado de maneira incorreta trará danos ao meio ambiente, como coleta esse resíduo em sua unidade. O Yázigi também incentiva ações que envolvem as questões ambientais e, por isso, ganhou o Prêmio ABF/AFRAS Destaque Responsabilidade Social. - Quais os prejuízos que o lixo eletrônico causam ao meio ambiente e qual a importância de uma correta coleta seletiva e destinação desses resíduos? FC - Por conter algumas substâncias tóxicas, o resíduo eletrônico quando descartado de maneira inadequada e exposto ao tempo, irá queimar o solo e consequentemente chegará até o lençol freático, contaminando a água. Já quando incinerado, há liberação de gases nocivos à atmosfera. Por isso, a coleta seletiva é a melhor opção. Quando esse material é descartado em local apropriado, o resíduo entra no processo de manufatura reversa, e a atitude, que podemos até achar pequena, tem uma enorme importância, pois estamos reduzindo a extração de recursos naturais para criação de novos equipamentos, já que desses materiais conseguimos matéria-prima para novos. Além disso, a ação aborda algumas questões como o impacto positivo no meio ambiente, pois qualquer resíduo descartado corretamente não vai poluir, contaminar ou causar enchentes, e o aquecimento da economia no país, pois gera renda e empregos. - Qual tipo de resíduos a RCTEC aceita e qual a

destinação dos equipamentos coletados pela empresa? FC - Tudo que envolva equipamentos de informática (componentes e periféricos) e telefonia celular. Quando o material chega em nosso depósito é feita uma triagem. Logo após, segue para nossa oficina, onde passa pelo processo de descaracterização, a qual é segregado por tipo de componente, assim podendo seguir para empresas especializadas em reciclagem. Esse processo é conhecido como logística reversa. - Como saber se a empresa coletora de re s í d u o s e l et rô n i c o s te m o d e v i d o comprometimento com o meio ambiente? FC - A empresa precisa primeiramente ter transparência com seu processo, pois isso será necessário no momento de solicitar as licenças ambientais junto aos órgãos regulamentadores de cada estado. É necessário também exigir de todos os envolvidos no processo a documentação e certificação que comprovem a destinação final do resíduo. Ou seja, primeiro é preciso procurar uma empresa licenciada, e segundo é necessário ver se o equipamento ainda pode estar funcionando, pois caso isso ocorra, o mesmo poderá ser muito útil para uma instituição de caridade ou ONG.


5

4

Bate-papo

2 toneladas de equipamento, no entanto, conseguimos quase dobrar esta quantidade, coletando 3.850Kg. Desde março de 2010, quando iniciamos nossas atividades, já coletamos 60 toneladas de resíduos eletrônicos em João Pessoa.

Em defesa do meio ambiente Parceira do Yázigi, a RCTEC é empresa certificada na coleta de resíduos eletrônicos, que desenvolve trabalho minucioso na arrecadação e destinação desses materiais. Dentre os seus serviços estão: coleta de eletrônicos como monitores, teclados, mouses, CPUs, notebooks, celulares e baterias recarregáveis. Essa grande parceria, que mantém no Yázigi João Pessoa um ponto fixo de coleta de resíduos eletrônicos, rendeu à escola o primeiro lugar nacional no Prêmio ABF/AFRAS – Destaque Responsabilidade Social, na categoria Franqueado. O projeto Coleta de Lixo Eletrônico e n ca m i n h a p a r a r e c i c l a g e m co r r eta equipamentos de informática descartados. Acompanhe, abaixo, entrevista exclusiva com o diretor Comercial da RCTEC, Flávio Costa, e saiba mais sobre as atividades desenvolvidas por essa empresa de reciclagem. - A RCTEC fechou parceria com a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). Como

funciona esse convênio? Qual o objetivo? FC - A Emlur irá disponibilizar um posto de coleta em frente ao Parque Arruda Câmara (Bica) e também seu 0800, mais conhecido como Alô Limpeza. O posto servirá como mais um local para descarte correto do lixo eletrônico, já o 0800 083 2425 será para orientar e esclarecer dúvidas da comunidade. O objetivo principal é proporcionar à população mais um ponto de coleta e incentivar o descarte correto. - Para comemorar o Dia do Meio Ambiente a RCTEC realizou um evento de coleta de lixo eletrônico no Busto de Tamandaré. Qual o resultado obtido com a ação? Durante o tempo de atuação na cidade, qual a quantidade de lixo eletrônico coletada pela RCTEC? FC - Acredito que o principal foi alcançado, que é passar a informação para o público geral, que o estado da Paraíba possui uma empresa especializada na destinação correta de Lixo Eletrônico. Porém, para nossa surpresa, durante o evento, tínhamos estimado recolher

- A RCTEC também mantém parceria com o Yázigi. Quais os resultados obtidos dessa união? FC - Resultados bem positivos, principalmente quando falamos em educação ambiental. O Yazigi consegue passar para seus alunos esta responsabilidade para com o meio ambiente através de diversas ações que são realizadas, além de manter também a solução do projeto, por exemplo: não só mostra que se o lixo eletrônico for jogado de maneira incorreta trará danos ao meio ambiente, como coleta esse resíduo em sua unidade. O Yázigi também incentiva ações que envolvem as questões ambientais e, por isso, ganhou o Prêmio ABF/AFRAS Destaque Responsabilidade Social. - Quais os prejuízos que o lixo eletrônico causam ao meio ambiente e qual a importância de uma correta coleta seletiva e destinação desses resíduos? FC - Por conter algumas substâncias tóxicas, o resíduo eletrônico quando descartado de maneira inadequada e exposto ao tempo, irá queimar o solo e consequentemente chegará até o lençol freático, contaminando a água. Já quando incinerado, há liberação de gases nocivos à atmosfera. Por isso, a coleta seletiva é a melhor opção. Quando esse material é descartado em local apropriado, o resíduo entra no processo de manufatura reversa, e a atitude, que podemos até achar pequena, tem uma enorme importância, pois estamos reduzindo a extração de recursos naturais para criação de novos equipamentos, já que desses materiais conseguimos matéria-prima para novos. Além disso, a ação aborda algumas questões como o impacto positivo no meio ambiente, pois qualquer resíduo descartado corretamente não vai poluir, contaminar ou causar enchentes, e o aquecimento da economia no país, pois gera renda e empregos. - Qual tipo de resíduos a RCTEC aceita e qual a

destinação dos equipamentos coletados pela empresa? FC - Tudo que envolva equipamentos de informática (componentes e periféricos) e telefonia celular. Quando o material chega em nosso depósito é feita uma triagem. Logo após, segue para nossa oficina, onde passa pelo processo de descaracterização, a qual é segregado por tipo de componente, assim podendo seguir para empresas especializadas em reciclagem. Esse processo é conhecido como logística reversa. - Como saber se a empresa coletora de re s í d u o s e l et rô n i c o s te m o d e v i d o comprometimento com o meio ambiente? FC - A empresa precisa primeiramente ter transparência com seu processo, pois isso será necessário no momento de solicitar as licenças ambientais junto aos órgãos regulamentadores de cada estado. É necessário também exigir de todos os envolvidos no processo a documentação e certificação que comprovem a destinação final do resíduo. Ou seja, primeiro é preciso procurar uma empresa licenciada, e segundo é necessário ver se o equipamento ainda pode estar funcionando, pois caso isso ocorra, o mesmo poderá ser muito útil para uma instituição de caridade ou ONG.


7

Esporte & Saúde

Cultura

6

Forró de Plástico? nos passou pela cabeça proibir ou sugerir a proibição de quaisquer tendências”, ressaltou. Para o secretário, a decisão do Governo do Estado foi de não pagar, no período junino, por grupos musicais e artistas cujos estilos nada têm a ver com a herança da tradição musical nordestina. “Quem quiser tê-los que os pague, apenas isso”, acrescentou.

Chico César, secretário estadual de Cultura O secretário estadual de Cultura, Chico César, causou polêmica no mês de abril. Ele afirmou publicamente que o Governo da Paraíba não iria pagar por shows de "forró de plástico e grupos sertanejos", "nem em Campina Grande nem em nenhum outro município da Paraíba”. Em nota à imprensa, Chico César explicou-se. Disse que sua declaração foi, por muitos veículos de comunicação, distorcida. “Nunca

A decisão fez muita gente discutir sobre o assunto, que soou intolerante para alguns e sensata para outros. O secretário ainda destacou a falta de recursos financeiros do governo estadual para patrocinar os municípios nos festejos juninos, inclusive aqueles que optaram por oferecer músicas tradicionais. E você, o que pensa sobre o “forró de plástico” e a decisão do governo? Deixe seu comentário no nosso Twitter (@yazigijpa).

Opiniões

X Alceu Valênça - Músico pernambucano

Filipe Lemos - Músico paraibano - Forró da Xêta

“Defendo democraticamente qualquer manifestação artística, mas entendo que o calendário anual seja largo o suficiente para comportar shows de todos os estilos, nacionais ou internacionais. Por isso, apóio a iniciativa de Chico em evitar que interesses mercadológicos enfiem pelo gargalo atrações que nada tem a ver com os elementos que fizeram das festas juninas uma das celebrações brasileiras mais reconhecidas em todo o mundo”.

“Ficamos tristes e consternados por nos sentirmos atingidos e até diminuídos pelo trabalho que, com muito amor e batalha, viemos desenvolvendo, enfrentando as dificuldades e os percalços que essa carreira que tanto amamos, nos traz. Já é difícil quebrar certas barreiras, pois o forró não é visto com bons olhos em outras regiões do Brasil, e sentir o preconceito tão de perto e de uma pessoa que sempre admiramos (Chico César), não é fácil”.

Tai Chi Chuan traz calma para o dia a dia Diferente de outras lutas marciais, o Tai Chi Chuan é uma arte essencialmente interna. Além dos benefícios físicos como melhoras na articulação, respiração, circula��ão e fortalecimento dos músculos, o Tai Chi Chuan busca o equilíbrio emocional, permitindo inserir mais calma e tranquilidade ao cotidiano do praticante. De origem chinesa, caracteriza-se por seus movimentos leves e precisos, os quais a mente sobrepõe o corpo e a lentidão a pressa. Praticálo independe de idade e sexo. Segundo a instrutora de Tai Chi Chuan, Cinara Leite, a arte marcial pode ser iniciada a qualquer momento por crianças, desde que se tenha vontade de praticá-la e concentração necessária para isso. Cinara Leite pratica a arte há mais de três anos e no começo de 2011 resolveu também repassar a outras pessoas o que aprendeu. Ela conta que há mais de 15 anos a luta é difundida

na Paraíba. “Existem em João Pessoa várias escolas e academias, mas é importante que o interessado pesquise o local, confira se está filiado a Federação Paraibana de Kung Fu, que comporta também o Tai Chi Chuan aqui no estado, antes de iniciar as aulas”, explica. Ela ressalta também que é necessário conhecer a 'linhagem' do professor. “O interessado precisa averiguar o tipo de formação e o mestre com quem ele aprendeu a arte para saber se está habilitado para dar aulas”, comenta.

Cinara Leite ministrando oficina de Tai Chi Chuan


7

Esporte & Saúde

Cultura

6

Forró de Plástico? nos passou pela cabeça proibir ou sugerir a proibição de quaisquer tendências”, ressaltou. Para o secretário, a decisão do Governo do Estado foi de não pagar, no período junino, por grupos musicais e artistas cujos estilos nada têm a ver com a herança da tradição musical nordestina. “Quem quiser tê-los que os pague, apenas isso”, acrescentou.

Chico César, secretário estadual de Cultura O secretário estadual de Cultura, Chico César, causou polêmica no mês de abril. Ele afirmou publicamente que o Governo da Paraíba não iria pagar por shows de "forró de plástico e grupos sertanejos", "nem em Campina Grande nem em nenhum outro município da Paraíba”. Em nota à imprensa, Chico César explicou-se. Disse que sua declaração foi, por muitos veículos de comunicação, distorcida. “Nunca

A decisão fez muita gente discutir sobre o assunto, que soou intolerante para alguns e sensata para outros. O secretário ainda destacou a falta de recursos financeiros do governo estadual para patrocinar os municípios nos festejos juninos, inclusive aqueles que optaram por oferecer músicas tradicionais. E você, o que pensa sobre o “forró de plástico” e a decisão do governo? Deixe seu comentário no nosso Twitter (@yazigijpa).

Opiniões

X Alceu Valênça - Músico pernambucano

Filipe Lemos - Músico paraibano - Forró da Xêta

“Defendo democraticamente qualquer manifestação artística, mas entendo que o calendário anual seja largo o suficiente para comportar shows de todos os estilos, nacionais ou internacionais. Por isso, apóio a iniciativa de Chico em evitar que interesses mercadológicos enfiem pelo gargalo atrações que nada tem a ver com os elementos que fizeram das festas juninas uma das celebrações brasileiras mais reconhecidas em todo o mundo”.

“Ficamos tristes e consternados por nos sentirmos atingidos e até diminuídos pelo trabalho que, com muito amor e batalha, viemos desenvolvendo, enfrentando as dificuldades e os percalços que essa carreira que tanto amamos, nos traz. Já é difícil quebrar certas barreiras, pois o forró não é visto com bons olhos em outras regiões do Brasil, e sentir o preconceito tão de perto e de uma pessoa que sempre admiramos (Chico César), não é fácil”.

Tai Chi Chuan traz calma para o dia a dia Diferente de outras lutas marciais, o Tai Chi Chuan é uma arte essencialmente interna. Além dos benefícios físicos como melhoras na articulação, respiração, circulação e fortalecimento dos músculos, o Tai Chi Chuan busca o equilíbrio emocional, permitindo inserir mais calma e tranquilidade ao cotidiano do praticante. De origem chinesa, caracteriza-se por seus movimentos leves e precisos, os quais a mente sobrepõe o corpo e a lentidão a pressa. Praticálo independe de idade e sexo. Segundo a instrutora de Tai Chi Chuan, Cinara Leite, a arte marcial pode ser iniciada a qualquer momento por crianças, desde que se tenha vontade de praticá-la e concentração necessária para isso. Cinara Leite pratica a arte há mais de três anos e no começo de 2011 resolveu também repassar a outras pessoas o que aprendeu. Ela conta que há mais de 15 anos a luta é difundida

na Paraíba. “Existem em João Pessoa várias escolas e academias, mas é importante que o interessado pesquise o local, confira se está filiado a Federação Paraibana de Kung Fu, que comporta também o Tai Chi Chuan aqui no estado, antes de iniciar as aulas”, explica. Ela ressalta também que é necessário conhecer a 'linhagem' do professor. “O interessado precisa averiguar o tipo de formação e o mestre com quem ele aprendeu a arte para saber se está habilitado para dar aulas”, comenta.

Cinara Leite ministrando oficina de Tai Chi Chuan


9

Veja alguns comentários que recebemos no nosso Twitter (@yazigijpa) ou e-mail. “Adorei, foi tudo maravilhoso RT: @yazigijpa Festa de dia das mães,! As mamães Yázigi vão sair daqui ainda mais lindas! http://bit.ly/kZSIUx”

“@yazigijpa é sempre um prazer contar com a solidariedade de seus alunos e funcionários...nosso humilde OBRIGADO!! :D”

@Su_Abrantes

(Sobre a páscoa solidária) @PestalozziPB

“O @yazigijpa está

“acabo de receber o

com o um novo estacionamento! #obaa”

relatório de avaliação do @yazigijpa sobre meu rei Arthur. Ok, confesso.. estou chorando =~ #sermãe”

@danyelefausto @DaniSeravalli:

“Depois de uma manhã complicada, @yazigijpa pra aquela aula ;)”

“ Eu amo a professora #ANAKARINA do @yazigijpa”

@luisa_almeida

@anaalvesborges

“No último dia de aula nós do @yazigijpa vamos sair todos juntos, comemorar o final do semestre e nos despedir da melhor teacher do mundo!” @anapmoscoso

Participe também. Escreva, critique, elogie, sugira, apareça na Ypsilon! Envie e-mail para rayssamedeiros@yazigi.com ou seu tweet para @yazigijpa.

Tabletes viram bons companheiros Os tablets, computadores de mão em forma de prancha eletrônica e sem teclado físico, estão conquistando os brasileiros e já são vistos como “bons companheiros”. Com estrutura fina e compacta, o tablet pode ser levado a qualquer lugar de forma prática e confortável. Sua tela multitouch varia de 7 a 10 polegadas e permite ao usuário manipular páginas e imagens com facilidade. Com função de acelerômetro da tela, reponde rápido às mudanças de posições: horizontal e vertical, o que permite o uso do tablet em movimentos de jogos de videogames. Entre os aplicativos, une funções de computador, leitor digital, videogame, tocador de músicas e vídeos. Por sinal, a qualidade gráfica dos vídeos chega a impressionar. O aparelho ainda possui aplicativos básicos necessários como: redator de notas, agenda e armazenamento de fotos, vídeos e e-books. Todos os tablets já vêm com conexão Wi-Fi e alguns também usam conexão 3G. O aparelho é indicado aos usuários de conteúdos musicais, e-books, redes sociais, e-mails, vídeos online, jogos e muito mais. No entanto, a falta de teclado físico pode incomodar a quem precisa digitar textos grandes. Mesmo assim, por suas várias qualidades, o tablet já se tornou um bom companheiro multifuncional. Até o momento, segundo a Anatel, apenas três modelos possuem aprovação para venda no Brasil. Mas, tudo indica, que o

número de tablets de grandes fabricantes disponíveis por aqui aumente nos próximos meses. O governo decidiu dar incentivos fiscais para atrair empresas interessadas em fabricar os aparelhos no Brasil e aprovou uma medida provisória que equipara os tablets aos computadores para fins de tributação, isentando-o do PIS e Cofins, redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e também do imposto de importação. Pela nova regra, a redução chega a 31%. Mas, o preço pode cair ainda mais se houver redução do ICMS, cujo valor depende de cada estado. As regras só valem para tablets produzidos no Brasil. Doze empresas já estão cadastradas para produzir os aparelhos no país.

Conectado

Espaço do Leitor

8


9

Veja alguns comentários que recebemos no nosso Twitter (@yazigijpa) ou e-mail. “Adorei, foi tudo maravilhoso RT: @yazigijpa Festa de dia das mães,! As mamães Yázigi vão sair daqui ainda mais lindas! http://bit.ly/kZSIUx”

“@yazigijpa é sempre um prazer contar com a solidariedade de seus alunos e funcionários...nosso humilde OBRIGADO!! :D”

@Su_Abrantes

(Sobre a páscoa solidária) @PestalozziPB

“O @yazigijpa está

“acabo de receber o

com o um novo estacionamento! #obaa”

relatório de avaliação do @yazigijpa sobre meu rei Arthur. Ok, confesso.. estou chorando =~ #sermãe”

@danyelefausto @DaniSeravalli:

“Depois de uma manhã complicada, @yazigijpa pra aquela aula ;)”

“ Eu amo a professora #ANAKARINA do @yazigijpa”

@luisa_almeida

@anaalvesborges

“No último dia de aula nós do @yazigijpa vamos sair todos juntos, comemorar o final do semestre e nos despedir da melhor teacher do mundo!” @anapmoscoso

Participe também. Escreva, critique, elogie, sugira, apareça na Ypsilon! Envie e-mail para rayssamedeiros@yazigi.com ou seu tweet para @yazigijpa.

Tabletes viram bons companheiros Os tablets, computadores de mão em forma de prancha eletrônica e sem teclado físico, estão conquistando os brasileiros e já são vistos como “bons companheiros”. Com estrutura fina e compacta, o tablet pode ser levado a qualquer lugar de forma prática e confortável. Sua tela multitouch varia de 7 a 10 polegadas e permite ao usuário manipular páginas e imagens com facilidade. Com função de acelerômetro da tela, reponde rápido às mudanças de posições: horizontal e vertical, o que permite o uso do tablet em movimentos de jogos de videogames. Entre os aplicativos, une funções de computador, leitor digital, videogame, tocador de músicas e vídeos. Por sinal, a qualidade gráfica dos vídeos chega a impressionar. O aparelho ainda possui aplicativos básicos necessários como: redator de notas, agenda e armazenamento de fotos, vídeos e e-books. Todos os tablets já vêm com conexão Wi-Fi e alguns também usam conexão 3G. O aparelho é indicado aos usuários de conteúdos musicais, e-books, redes sociais, e-mails, vídeos online, jogos e muito mais. No entanto, a falta de teclado físico pode incomodar a quem precisa digitar textos grandes. Mesmo assim, por suas várias qualidades, o tablet já se tornou um bom companheiro multifuncional. Até o momento, segundo a Anatel, apenas três modelos possuem aprovação para venda no Brasil. Mas, tudo indica, que o

número de tablets de grandes fabricantes disponíveis por aqui aumente nos próximos meses. O governo decidiu dar incentivos fiscais para atrair empresas interessadas em fabricar os aparelhos no Brasil e aprovou uma medida provisória que equipara os tablets aos computadores para fins de tributação, isentando-o do PIS e Cofins, redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e também do imposto de importação. Pela nova regra, a redução chega a 31%. Mas, o preço pode cair ainda mais se houver redução do ICMS, cujo valor depende de cada estado. As regras só valem para tablets produzidos no Brasil. Doze empresas já estão cadastradas para produzir os aparelhos no país.

Conectado

Espaço do Leitor

8


11

10

Capa

familiarizar, de forma lúdica, com princípios da física e com a história da eletricidade, seu uso racional e eficiente. As visitas na Usina Cultural Energisa são guiadas por universitários dos cursos de Física e História que têm como missão conduzir o público numa fascinante viagem pelo universo da energia elétrica. End: Rua Juarez Távora 243 – Torre Tel: Agende a visita: (83) 3221.5346 Funcionamento: De terça a sexta-feira das 8 às 12 horas e 14 às 18 horas. Sábados, domingos e feriados a partir das 14 horas. Entrada gratuita.

Curta as férias. Veja João Pessoa com um olhar diferente Já tentou ver João Pessoa por um olhar estrangeiro? Segundo o teórico contemporâneo Nelson Bissac Peixoto “aquele que não é do lugar, que acabou de chegar, é capaz de ver aquilo que os que lá estão não podem mais perceber”. Mesmo não estando fora de nossa cidade, podemos exercitar essa 'visão estrangeira'. Olhar de forma diferente a cidade que vivemos, ou até mesmo o caminho que fazemos constantemente para a escola, o Yázigi ou o trabalho pode ser surpreendente. Tente andar a pé alguns quarteirões, ou prestar mais atenção nos detalhes quando estiver passando de carro ou ônibus. Perceba que há sempre algo novo a descobrir ou quem sabe até mesmo redescobrir. Nessas férias, se ainda não tiver programação, aceite o convite: curta João Pessoa! Vai ser uma experiência prazerosa e bastante agregadora. Veja algumas sugestões:

Conjunto de São Francisco Um dos mais importantes complexos barrocos do Brasil, o conjunto arquitetônico de São Francisco atrai estudiosos e turistas de dentro e fora do país. Composta pelo Convento de Santo Antônio e pela Igreja de São Francisco, situados na parte alta da cidade e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, a obra causa impacto pela grandiosidade e beleza do acabamento. Sua arquitetura inclui talhas em madeira recobertas de ouro e ricas cantarias em pedra com motivos portugueses e orientais. A Paixão de Cristo é contada nos painéis frontais, formados por delicados azulejos brancos e azuis. End: Praça São Francisco, s/n – Centro. Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes Complexo arquitetônico projetado por Oscar Niemeyer e inaugurado em 2008. O equipamento municipal possui ao todo 8.571 metros quadrados de área construída e apresenta constantemente exposições de arte, em seus salões envidraçados, onde também podem ser contempladas um belíssimo panorama da cidade de João Pessoa. Em seu grande jardim, anfiteatro ou salas de auditório sempre reservam uma programação cultural ou artística

Jardim Botânico Benjamim Maranhão Criado em 2000, o Jardim Botânico é uma das maiores reservas de Mata Atlântica do Brasil. Com 515 hectares, além de área de lazer, é também local para estudos de espécies da fauna e da flora. Através de três trilhas, várias espécies animais e vegetais típicas da Mata Atlântica podem ser vislumbradas. End: Avenida Dom Pedro II. Tel: (83) 3218-7880 Funcionamento: De segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. Entrada gratuita.

Usina Cultural Energisa Complexo didático-interativo onde os visitantes têm a oportunidade de se

End: Av. João Cirillo da Silva, S/N- Altiplano Cabo Branco Funcionamento: Terça a sexta-feira e feriados, das 9 às 21 horas. Finais de semana das 10 às 21 horas. Entrada gratuita.


11

10

Capa

familiarizar, de forma lúdica, com princípios da física e com a história da eletricidade, seu uso racional e eficiente. As visitas na Usina Cultural Energisa são guiadas por universitários dos cursos de Física e História que têm como missão conduzir o público numa fascinante viagem pelo universo da energia elétrica. End: Rua Juarez Távora 243 – Torre Tel: Agende a visita: (83) 3221.5346 Funcionamento: De terça a sexta-feira das 8 às 12 horas e 14 às 18 horas. Sábados, domingos e feriados a partir das 14 horas. Entrada gratuita.

Curta as férias. Veja João Pessoa com um olhar diferente Já tentou ver João Pessoa por um olhar estrangeiro? Segundo o teórico contemporâneo Nelson Bissac Peixoto “aquele que não é do lugar, que acabou de chegar, é capaz de ver aquilo que os que lá estão não podem mais perceber”. Mesmo não estando fora de nossa cidade, podemos exercitar essa 'visão estrangeira'. Olhar de forma diferente a cidade que vivemos, ou até mesmo o caminho que fazemos constantemente para a escola, o Yázigi ou o trabalho pode ser surpreendente. Tente andar a pé alguns quarteirões, ou prestar mais atenção nos detalhes quando estiver passando de carro ou ônibus. Perceba que há sempre algo novo a descobrir ou quem sabe até mesmo redescobrir. Nessas férias, se ainda não tiver programação, aceite o convite: curta João Pessoa! Vai ser uma experiência prazerosa e bastante agregadora. Veja algumas sugestões:

Conjunto de São Francisco Um dos mais importantes complexos barrocos do Brasil, o conjunto arquitetônico de São Francisco atrai estudiosos e turistas de dentro e fora do país. Composta pelo Convento de Santo Antônio e pela Igreja de São Francisco, situados na parte alta da cidade e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, a obra causa impacto pela grandiosidade e beleza do acabamento. Sua arquitetura inclui talhas em madeira recobertas de ouro e ricas cantarias em pedra com motivos portugueses e orientais. A Paixão de Cristo é contada nos painéis frontais, formados por delicados azulejos brancos e azuis. End: Praça São Francisco, s/n – Centro. Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes Complexo arquitetônico projetado por Oscar Niemeyer e inaugurado em 2008. O equipamento municipal possui ao todo 8.571 metros quadrados de área construída e apresenta constantemente exposições de arte, em seus salões envidraçados, onde também podem ser contempladas um belíssimo panorama da cidade de João Pessoa. Em seu grande jardim, anfiteatro ou salas de auditório sempre reservam uma programação cultural ou artística

Jardim Botânico Benjamim Maranhão Criado em 2000, o Jardim Botânico é uma das maiores reservas de Mata Atlântica do Brasil. Com 515 hectares, além de área de lazer, é também local para estudos de espécies da fauna e da flora. Através de três trilhas, várias espécies animais e vegetais típicas da Mata Atlântica podem ser vislumbradas. End: Avenida Dom Pedro II. Tel: (83) 3218-7880 Funcionamento: De segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. Entrada gratuita.

Usina Cultural Energisa Complexo didático-interativo onde os visitantes têm a oportunidade de se

End: Av. João Cirillo da Silva, S/N- Altiplano Cabo Branco Funcionamento: Terça a sexta-feira e feriados, das 9 às 21 horas. Finais de semana das 10 às 21 horas. Entrada gratuita.


13

Na escola

12

Enconto Família + Escola

Páscoa Solidária

Clube de Leitores da Paraíba Yázigi abre espaço para amantes da literatura e cria clube para incentivar a leitura

filmes, autores que foram personagens de filmes, entre outros. A ideia é atrair mais pessoas para o mundo das letras.

O Yázigi promoveu, no dia 31 de março, o Encontro Família+Escola, que trouxe um batepapo sobre crianças superocupadas com a pediatra Zilah Barros. Na ocasião, ela abordou temas como sobrecarga extracurricular, atividades adequadas às crianças e tempo livre ideal para a infância. O evento foi aberto pelo músico Pedro Medeiros e teve apoio da PB Toys e do Yázigi Travel.

Dia das Mães Para comemorar o Dia das Mães, o Yázigi preparou um presente especial: Um dia para cuidar de quem cuida, com oficinas de moda, maquiagem e Tai Chi Chuan só para elas. O evento foi uma oportunidade para cuidar das mamães do Yázigi com o mesmo carinho que elas cuidam dos filhos e enchê-las de mimos.

A campanha “Páscoa Solidária" realizada anualmente pelo Yázigi para arrecadar chocolate para as crianças carentes foi um sucesso. Este ano, os ovos de chocolate foram doados às crianças atendidas pelo Instituto Pestalozzi, uma instituição filantrópica que apóia pessoas especiais com deficiência intelectual, autismo, portadores de síndrome de Down, entre outros, através da reabilitação e ou habilitação, educação, esporte e cultural. Obrigado a todos que colaboraram!

O Yázigi João Pessoa abriu seu espaço para os amantes da literatura e criou o Clube de Leitores da Paraíba. O facilitador do projeto, que nasceu com foco em autores contemporâneos de língua inglesa e espanhola (independente da nacionalidade), é o jornalista, poeta e dramaturgo Astier Basílio. Os encontros semanais, que ocorrem sempre aos sábados, a partir das 16 horas, também abordam obras ou autores com ligação com o cinema ou música, como livros que inspiraram

“Pode parecer clichê, mas a literatura é, de fato, uma janela para novos mundos. Quem lê mais, conhece novas culturas e melhora até mesmo seu nível linguístico, pois tem contato com novas palavras e estruturas.” Afirma o vice-diretor do Yázigi, Gustavo Sousa, que explica que esse projeto é uma forma da escola contribuir ainda mais com a educação da comunidade. O Clube de Leitores é gratuito e aberto a qualquer pessoa, mesmo que não seja aluno da escola de idiomas. Entre os encontros, os participantes recebem os textos previamente por e-mail e podem conversar por meio de um blog (http://clubedeleitores.blogspot.com) e seguir o perfil do Clube no Twitter (@clubeleitorespb).

¡Viva el Español! O Yázigi João Pessoa está convidando pessoas que queiram praticar o espanhol a participar de oficinas culturais e aulas de conversação gratuitas. Os encontros são quinzenais, as sextas-feiras, a partir das 19 horas, na sede da escola. Os temas são variados e incluem sessão de cinema com discussão entre alunos e convidados sobre o assunto escolhido, aulas de culinária espanhola, festas típicas das diversas regiões da Espanha, entre outros. A cada aula, um novo tema e um convidado especial para conversar com os alunos.

Para participar, não é preciso ser aluno do Yázigi, nem se inscrever previamente. Mais informações: 32240-8910.


13

Na escola

12

Enconto Família + Escola

Páscoa Solidária

Clube de Leitores da Paraíba Yázigi abre espaço para amantes da literatura e cria clube para incentivar a leitura

filmes, autores que foram personagens de filmes, entre outros. A ideia é atrair mais pessoas para o mundo das letras.

O Yázigi promoveu, no dia 31 de março, o Encontro Família+Escola, que trouxe um batepapo sobre crianças superocupadas com a pediatra Zilah Barros. Na ocasião, ela abordou temas como sobrecarga extracurricular, atividades adequadas às crianças e tempo livre ideal para a infância. O evento foi aberto pelo músico Pedro Medeiros e teve apoio da PB Toys e do Yázigi Travel.

Dia das Mães Para comemorar o Dia das Mães, o Yázigi preparou um presente especial: Um dia para cuidar de quem cuida, com oficinas de moda, maquiagem e Tai Chi Chuan só para elas. O evento foi uma oportunidade para cuidar das mamães do Yázigi com o mesmo carinho que elas cuidam dos filhos e enchê-las de mimos.

A campanha “Páscoa Solidária" realizada anualmente pelo Yázigi para arrecadar chocolate para as crianças carentes foi um sucesso. Este ano, os ovos de chocolate foram doados às crianças atendidas pelo Instituto Pestalozzi, uma instituição filantrópica que apóia pessoas especiais com deficiência intelectual, autismo, portadores de síndrome de Down, entre outros, através da reabilitação e ou habilitação, educação, esporte e cultural. Obrigado a todos que colaboraram!

O Yázigi João Pessoa abriu seu espaço para os amantes da literatura e criou o Clube de Leitores da Paraíba. O facilitador do projeto, que nasceu com foco em autores contemporâneos de língua inglesa e espanhola (independente da nacionalidade), é o jornalista, poeta e dramaturgo Astier Basílio. Os encontros semanais, que ocorrem sempre aos sábados, a partir das 16 horas, também abordam obras ou autores com ligação com o cinema ou música, como livros que inspiraram

“Pode parecer clichê, mas a literatura é, de fato, uma janela para novos mundos. Quem lê mais, conhece novas culturas e melhora até mesmo seu nível linguístico, pois tem contato com novas palavras e estruturas.” Afirma o vice-diretor do Yázigi, Gustavo Sousa, que explica que esse projeto é uma forma da escola contribuir ainda mais com a educação da comunidade. O Clube de Leitores é gratuito e aberto a qualquer pessoa, mesmo que não seja aluno da escola de idiomas. Entre os encontros, os participantes recebem os textos previamente por e-mail e podem conversar por meio de um blog (http://clubedeleitores.blogspot.com) e seguir o perfil do Clube no Twitter (@clubeleitorespb).

¡Viva el Español! O Yázigi João Pessoa está convidando pessoas que queiram praticar o espanhol a participar de oficinas culturais e aulas de conversação gratuitas. Os encontros são quinzenais, as sextas-feiras, a partir das 19 horas, na sede da escola. Os temas são variados e incluem sessão de cinema com discussão entre alunos e convidados sobre o assunto escolhido, aulas de culinária espanhola, festas típicas das diversas regiões da Espanha, entre outros. A cada aula, um novo tema e um convidado especial para conversar com os alunos.

Para participar, não é preciso ser aluno do Yázigi, nem se inscrever previamente. Mais informações: 32240-8910.


15

Trilhas nacionais recentes Arrayázigi

Por Tiago Germano*

Não há quem não se contagie com a alegria das festas juninas. Músicas, comidas de milho, saias rodadas, quadrilhas e bandeirinhas são as tradições mais presentes no São João. E para comemorar essa festa popular, cheia de riquezas culturais, o Yázigi realiza o Arrayázigi 2011, no dia 17 de junho, na sede da escola, a partir das 18h. Vai ter forró pe serra, comidas típicas e muitas brincadeiras. Alunos, familiares e amigos são bem-vindos!

TOP 5

Vai Rolar

14

Vinícius (2005): Textos e canções do “poetinha” interpretadas por nomes como Chico Buarque, Francis Hime, Edu Lobo, Maria Bethânia, Mônica Salmaso e Ferreira Gullar.

Todo o montante arrecadado na festa será destinado a uma instituição sem fins lucrativos, escolhida pelos alunos.

Central do Brasil (1998): Atenção para a “Toada e Desafio”, de Capiba, interpretada pelo Quinteto da Paraíba.

Curso de Férias

Agenda 2011

Apenas o Fim (2008): Destaque para a participação do Bonifrate (do Supercordas) e de Clarice Falcão (atriz do vídeo “Laços”).

Junho 17/06 Arrayázigi. O Yázigi João Pessoa realiza em julho cursos intensivos de férias, que oferecem, em apenas um mês, o mesmo conteúdo dos semestrais, ideais para quem quer economizar tempo e aproveitar o período para acelerar o inglês.

22/06 Início da divulgação do boletim final por e-mail.

Julho

Bruna Surfistinha (2011): Uma pena que “Fake Plastic Trees”, do Radiohead, em vez de chamar atenção, ofuscou um trabalho legal do produtor Tejo Damasceno (do Instituto).

04/07 Início do Curso de Férias. Outra vantagem dos cursos de férias é a economia. Além de aprender um idioma em um período curto, os cursos intensivos têm valores até 50% mais baratos em relação aos cursos semestrais. As aulas, realizadas de segunda a sexta-feira, das 18h45 às 21h30, são voltadas para vários níveis e necessidades. Dinâmicas e divertidas, elas proporcionam a prática constante da língua, gerando fluência nos diálogos. Mais informações: 3224-8910

Agosto 04/08 Open Day.

Setembro

As Melhores Coisas do Mundo (2010): “Something”, pérola de George Harrison, puxa uma trilha na qual, felizmente, o Fiuk (um dos atores do filme) não passa nem perto.

30/09 Encontro Família+Escola. * Tiago Germano é jornalista e repórter de Cultura do Jornal da Paraíba.


15

Trilhas nacionais recentes Arrayázigi

Por Tiago Germano*

Não há quem não se contagie com a alegria das festas juninas. Músicas, comidas de milho, saias rodadas, quadrilhas e bandeirinhas são as tradições mais presentes no São João. E para comemorar essa festa popular, cheia de riquezas culturais, o Yázigi realiza o Arrayázigi 2011, no dia 17 de junho, na sede da escola, a partir das 18h. Vai ter forró pe serra, comidas típicas e muitas brincadeiras. Alunos, familiares e amigos são bem-vindos!

TOP 5

Vai Rolar

14

Vinícius (2005): Textos e canções do “poetinha” interpretadas por nomes como Chico Buarque, Francis Hime, Edu Lobo, Maria Bethânia, Mônica Salmaso e Ferreira Gullar.

Todo o montante arrecadado na festa será destinado a uma instituição sem fins lucrativos, escolhida pelos alunos.

Central do Brasil (1998): Atenção para a “Toada e Desafio”, de Capiba, interpretada pelo Quinteto da Paraíba.

Curso de Férias

Agenda 2011

Apenas o Fim (2008): Destaque para a participação do Bonifrate (do Supercordas) e de Clarice Falcão (atriz do vídeo “Laços”).

Junho 17/06 Arrayázigi. O Yázigi João Pessoa realiza em julho cursos intensivos de férias, que oferecem, em apenas um mês, o mesmo conteúdo dos semestrais, ideais para quem quer economizar tempo e aproveitar o período para acelerar o inglês.

22/06 Início da divulgação do boletim final por e-mail.

Julho

Bruna Surfistinha (2011): Uma pena que “Fake Plastic Trees”, do Radiohead, em vez de chamar atenção, ofuscou um trabalho legal do produtor Tejo Damasceno (do Instituto).

04/07 Início do Curso de Férias. Outra vantagem dos cursos de férias é a economia. Além de aprender um idioma em um período curto, os cursos intensivos têm valores até 50% mais baratos em relação aos cursos semestrais. As aulas, realizadas de segunda a sexta-feira, das 18h45 às 21h30, são voltadas para vários níveis e necessidades. Dinâmicas e divertidas, elas proporcionam a prática constante da língua, gerando fluência nos diálogos. Mais informações: 3224-8910

Agosto 04/08 Open Day.

Setembro

As Melhores Coisas do Mundo (2010): “Something”, pérola de George Harrison, puxa uma trilha na qual, felizmente, o Fiuk (um dos atores do filme) não passa nem perto.

30/09 Encontro Família+Escola. * Tiago Germano é jornalista e repórter de Cultura do Jornal da Paraíba.


17

Celular Não troque seu celular sem necessidade. Se não resistir à tentação de comprar aquele modelo que só falta falar, ao menos encaminhe o seu modelo antigo para reciclagem.

Energia Na hora de comprar eletrodomésticos, escolha os mais eficientes. É possível reconhecê-los pelo selo do Procel (nas marcas nacionais) ou Energy Star (nos importados).

Impulso

Eu Fui

Eco Dicas

16

Muito luxo produz muito lixo. Pense antes de comprar por impulso. Com essa atitude, você faz a diferença combatendo o desperdício e diminuindo as embalagens descartadas .

Sacolas

Chile

Ao fazer compras, leve sua própria sacola, de preferência as de pano resistente. Com esse gesto simples, você economizará sacolinhas plásticas, que entopem os bueiros e lixões das cidades. “Participar do Exchange Study Program, em Santiago, no Chile, foi uma experiência incrível para nós. Estudamos por três semanas no COINED, Comision de Intercambio Educativo, onde cursamos o nível avançado de espanhol e fizemos diversas atividades extracurriculares como aulas de salsa, jantar no restaurante giratório, visita a uma vinícula e diversas visitas a pontos turísticos de Santiago.

“ Valeu A professora Amanda Gurgel, silenciou os deputados em audiência pública na Assembleia Legislativa do RN, quando falou sobre as dificuldades dos professores no dia a dia e sobre o tratamento secundário dado pelos governos à educação no país. Amanda fez um resumo sobre o quadro crítico da educação pública no Brasil e disse que algo precisa ser feito agora, sem falsas promessas. O vídeo com o depoimento da professora virou um fenômeno nas redes sociais e teve quase 2 milhões de acessos só no You Tube.

Foi Mal Apesar de ser a sétima economia do mundo, o Brasil aparece em 88º lugar entre 127 países no ranking da Unicef sobre educação, ficando atrás de países como Botswana (84º) e até da Palestina (76º). Com uma marca de 9,5% da população adulta analfabeta, o país também mostra um descaso com os professores. Um levantamento do Ilaese (Instituto Latino Americano de Estudos Socioeconômicos) indica que 45% dos trabalhadores em educação do país sofrem de estresse e 20% de depressão.

Ficamos hospedados durante três semanas numa casa de família. Chegamos um pouco antes da avaliação para saber o nível do idioma e foi bom pra treinarmos o espanhol antes do teste. O suporte dado pelo Yazigi foi excelente. Foi tudo muito bem planejado e não tivemos qualquer tipo de problema. Na primeira semana saímos sozinhos pra conhecer a cidade com as dicas da família onde estávamos. Como tínhamos apenas dois fins de semana antes de voltarmos, arriscamos ir a Pucón. Foi uma oportunidade única! Escalar um vulcão, ver neve em pleno verão e usar vestimentas adequadas não dá pra descrever tamanha emoção! Valem as 10 horas de viagem à noite pra chegar lá!

Na hora do teste, como já havíamos treinado um pouco nosso espanhol, ficamos no nível avançado e terminamos o curso com ótima avaliação. O professor nos passou várias dicas da língua. Podemos dizer que nosso espanhol melhorou MUITO! Após a primeira semana de aulas fomos juntos com os amigos que fizemos e que até hoje falamos pelo MSN, visitar Val Paraiso e Vinha del Mar, onde tomamos um banho bem gelado no Pacífico! Resumindo, o que mais gostamos foi a melhora na fluência do idioma e o crescimento pessoal. Agora, nos sentimos mais confiantes para encarar novos desafios. Na chegada foi difícil. Um novo lugar, com nova língua e costumes, sem conhecer ninguém. Assusta! Mas a ex p e r i ê n c i a é i m p e rd í ve l ! ! ! N ã o s ó aconselhamos a todos como já estamos organizando nosso próximo intercâmbio!

Irmãos Raquel Cardoso e Pedro Cardoso, alunos de espanhol

Contato: yazigitraveljp@yazigi.com


17

Celular Não troque seu celular sem necessidade. Se não resistir à tentação de comprar aquele modelo que só falta falar, ao menos encaminhe o seu modelo antigo para reciclagem.

Energia Na hora de comprar eletrodomésticos, escolha os mais eficientes. É possível reconhecê-los pelo selo do Procel (nas marcas nacionais) ou Energy Star (nos importados).

Impulso

Eu Fui

Eco Dicas

16

Muito luxo produz muito lixo. Pense antes de comprar por impulso. Com essa atitude, você faz a diferença combatendo o desperdício e diminuindo as embalagens descartadas .

Sacolas

Chile

Ao fazer compras, leve sua própria sacola, de preferência as de pano resistente. Com esse gesto simples, você economizará sacolinhas plásticas, que entopem os bueiros e lixões das cidades. “Participar do Exchange Study Program, em Santiago, no Chile, foi uma experiência incrível para nós. Estudamos por três semanas no COINED, Comision de Intercambio Educativo, onde cursamos o nível avançado de espanhol e fizemos diversas atividades extracurriculares como aulas de salsa, jantar no restaurante giratório, visita a uma vinícula e diversas visitas a pontos turísticos de Santiago.

“ Valeu A professora Amanda Gurgel, silenciou os deputados em audiência pública na Assembleia Legislativa do RN, quando falou sobre as dificuldades dos professores no dia a dia e sobre o tratamento secundário dado pelos governos à educação no país. Amanda fez um resumo sobre o quadro crítico da educação pública no Brasil e disse que algo precisa ser feito agora, sem falsas promessas. O vídeo com o depoimento da professora virou um fenômeno nas redes sociais e teve quase 2 milhões de acessos só no You Tube.

Foi Mal Apesar de ser a sétima economia do mundo, o Brasil aparece em 88º lugar entre 127 países no ranking da Unicef sobre educação, ficando atrás de países como Botswana (84º) e até da Palestina (76º). Com uma marca de 9,5% da população adulta analfabeta, o país também mostra um descaso com os professores. Um levantamento do Ilaese (Instituto Latino Americano de Estudos Socioeconômicos) indica que 45% dos trabalhadores em educação do país sofrem de estresse e 20% de depressão.

Ficamos hospedados durante três semanas numa casa de família. Chegamos um pouco antes da avaliação para saber o nível do idioma e foi bom pra treinarmos o espanhol antes do teste. O suporte dado pelo Yazigi foi excelente. Foi tudo muito bem planejado e não tivemos qualquer tipo de problema. Na primeira semana saímos sozinhos pra conhecer a cidade com as dicas da família onde estávamos. Como tínhamos apenas dois fins de semana antes de voltarmos, arriscamos ir a Pucón. Foi uma oportunidade única! Escalar um vulcão, ver neve em pleno verão e usar vestimentas adequadas não dá pra descrever tamanha emoção! Valem as 10 horas de viagem à noite pra chegar lá!

Na hora do teste, como já havíamos treinado um pouco nosso espanhol, ficamos no nível avançado e terminamos o curso com ótima avaliação. O professor nos passou várias dicas da língua. Podemos dizer que nosso espanhol melhorou MUITO! Após a primeira semana de aulas fomos juntos com os amigos que fizemos e que até hoje falamos pelo MSN, visitar Val Paraiso e Vinha del Mar, onde tomamos um banho bem gelado no Pacífico! Resumindo, o que mais gostamos foi a melhora na fluência do idioma e o crescimento pessoal. Agora, nos sentimos mais confiantes para encarar novos desafios. Na chegada foi difícil. Um novo lugar, com nova língua e costumes, sem conhecer ninguém. Assusta! Mas a ex p e r i ê n c i a é i m p e rd í ve l ! ! ! N ã o s ó aconselhamos a todos como já estamos organizando nosso próximo intercâmbio!

Irmãos Raquel Cardoso e Pedro Cardoso, alunos de espanhol

Contato: yazigitraveljp@yazigi.com


19

Por que estudar uma língua estrangeira? Por Thaísa Aureliano – Aluna do Avançado 2

A motivação é um fator fundamental para realizarmos qualquer coisa. E se o resultado do que vamos fazer só for visto em longo prazo, o incentivo tem que ser bem maior. Aprender uma língua estrangeira, por exemplo, requer um estímulo ainda mais específico. Primeiro devemos saber o porquê estamos fazendo algo. Então se questione: por que eu quero aprender outra língua? É comum entre jovens ingressar em uma escola de idiomas por imposição dos pais. Já os adultos, exigência do trabalho. Mas há aqueles que estudam por prazer. E é claro, que o rendimento será outro. Apesar das diferenças, todos têm um motivo. Ao longo dos anos, descobri inúmeros pretextos para se estudar inglês. Então, se você está desmotivado e não sabe porque está aprendendo este idioma, aí vão bons motivos para continuar os estudos: Com uma língua estrangeira (pra mim, inglês), você ganha acesso ao conhecimento, pode ler páginas na internet (já que quase tudo é em inglês), ler livros e artigos de qualquer lugar do mundo (porque a maioria é traduzida para o inglês), assistir a canais de televisão internacional, se comunicar com as pessoas (pois o inglês é a língua da comunicação internacional), viajar com mais facilidade (o inglês também é a língua do turismo), descobrir o prazer de assistir filmes na língua original, usar o computador mais efetivamente (quase todas as ferramentas são em inglês),

estudar fora do Brasil, ter mais oportunidade no mundo dos negócios, entender manuais de instrução (já que compramos muitas coisas importadas), sem contar poder fazer pesquisas na internet de maneira eficaz. E agora, já sabe por que está cursando uma língua estrangeira? Espero que sim e que aumente ainda mais essa lista de bons motivos, seja qual for o idioma. E um detalhe: por trás do aprendizado de um idioma estão à capacidade de entender a cultura de uma civilização, os costumes de um povo e as características de uma sociedade. Portanto, escolha o seu objetivo! Depois que descobri o meu, ou melhor, os meus, meu desempenho melhorou consideravelmente. Então, seja o que quiser fazer, encontre a motivação, pois assim, fica bem mais fácil realizar qualquer coisa.

Clicks

Com a Palavra

18


19

Por que estudar uma língua estrangeira? Por Thaísa Aureliano – Aluna do Avançado 2

A motivação é um fator fundamental para realizarmos qualquer coisa. E se o resultado do que vamos fazer só for visto em longo prazo, o incentivo tem que ser bem maior. Aprender uma língua estrangeira, por exemplo, requer um estímulo ainda mais específico. Primeiro devemos saber o porquê estamos fazendo algo. Então se questione: por que eu quero aprender outra língua? É comum entre jovens ingressar em uma escola de idiomas por imposição dos pais. Já os adultos, exigência do trabalho. Mas há aqueles que estudam por prazer. E é claro, que o rendimento será outro. Apesar das diferenças, todos têm um motivo. Ao longo dos anos, descobri inúmeros pretextos para se estudar inglês. Então, se você está desmotivado e não sabe porque está aprendendo este idioma, aí vão bons motivos para continuar os estudos: Com uma língua estrangeira (pra mim, inglês), você ganha acesso ao conhecimento, pode ler páginas na internet (já que quase tudo é em inglês), ler livros e artigos de qualquer lugar do mundo (porque a maioria é traduzida para o inglês), assistir a canais de televisão internacional, se comunicar com as pessoas (pois o inglês é a língua da comunicação internacional), viajar com mais facilidade (o inglês também é a língua do turismo), descobrir o prazer de assistir filmes na língua original, usar o computador mais efetivamente (quase todas as ferramentas são em inglês),

estudar fora do Brasil, ter mais oportunidade no mundo dos negócios, entender manuais de instrução (já que compramos muitas coisas importadas), sem contar poder fazer pesquisas na internet de maneira eficaz. E agora, já sabe por que está cursando uma língua estrangeira? Espero que sim e que aumente ainda mais essa lista de bons motivos, seja qual for o idioma. E um detalhe: por trás do aprendizado de um idioma estão à capacidade de entender a cultura de uma civilização, os costumes de um povo e as características de uma sociedade. Portanto, escolha o seu objetivo! Depois que descobri o meu, ou melhor, os meus, meu desempenho melhorou consideravelmente. Então, seja o que quiser fazer, encontre a motivação, pois assim, fica bem mais fácil realizar qualquer coisa.

Clicks

Com a Palavra

18


Ano III - N°9 - junho/julho/agosto 2011 - yazigi.com.br/joaopessoa

Férias: veja João Pessoa com um outro olhar Pag. 10


Ypsilon n9