Page 1

Solteiros em Catálogo Yasmine Santos

Ao acessar um site de buscas e digitar na caixa retangular a fatídica frase: ‘relacionamentos online’, o navegador reconhece 17 milhões e 200 mil resultados em um tempo menor que o equivalente a 1/3 de segundo. São mais de um milhão e meio de páginas disponíveis a encontrar parceiros sem sair da frente do computador. No centro da tela é oferecido namoro grátis e anúncios que prometem trazer a futura pessoa amada em dois cliques. Par Perfeito afirma que a pessoa que você procura está lá, esperando por você. Como uma vitrine online, os mais bonitos são os mais procurados. Mas a beleza é encarada como um fator de acréscimo. A busca que o site propõe vai alem do físico. São analisados os perfis, os interesses e os gostos em comum, e a partir disso, feito uma seleção de possíveis almas gêmeas. O Parperfeito.com é considerado o maior no Brasil e mantém uma media de 2.500 novos usuários cadastrados por dia. Somando 30 milhões de almas procurando os seus gêmeos. No Rio Grande do Sul são 130 mil usuários ativos - como se a cidade de Gravataí, na Região Metropolitana fosse um catalogo online. As mulheres são minoria e levam vantagem já que no Parperfeito.com a media É de um homem e meio para cada mulher. No segmento dos sites de relacionamento se destacam - alem do Parperfeito.com, líder de usuários brasileiros - ainda Be2, Match.com e Amigos.com. Os serviços de namoro online costumam ter a opção gratuita e paga, são diferentes planos e modalidades de acesso. Nas tabelas abaixo é possível analisar: Parperfeito.com Membros

30 milhões de usuários cadastrados

Relação Homem/Mulher

60/40

Média de idade:

não foi informado

Especiais:

Mandar SMS a quem está offline Ver "Quem me busca" Boa função de PapoDireto Perguntas e respostas, dicas individuais de um especialista Ver quem leu suas mensagens Você pode escolher se queres receber chamadas do PapoDireto Função "visualizaram seu perfil"

Interação:

não foi informado

Busca:

não foi informado

Servições gratuitos:

Publicar um anúncio Função de busca Buscar "Quem me busca" Ver "Quem está online" Entrar em contato com outros membros


Ver "de quem sou predileto?" Receber chamadas do PapoDireto Servições pagos:

Para usar todas as funções no parperfeito.com.br: 1 mês = R$ 39,99 3 meses = R$ 29,99 por mês 6 meses = R$ 24,99 por mês

Match.com Membros

Mais de 8 milhões de usuários no Brasil 60 milhões em 246 países

Relação Homem/Mulher

62/38

Média de idade:

30 anos MatchMóvel: Procurar por pares compatíveis, enviar piscadinhas, ler e responder aos seus emails

Especiais:

direto de seu telefone! PalavrasMatch™: procurar por pares compatíveis com palavras chave Busca por um par mútuo Busca por um par contrário Não têm funções de interação especiais, porém podes ver quem está online e mandar

Interação:

piscadinhas

Busca:

Pesquisa detalhada. Você pode salvar sua pesquisa. Função: "Quem está on-line"

Serviços gratuitos:

Publicar um anúncio/perfil Função de procura Enviar "piscadinhas"

Serviços pagos:

Comunicação ativa e recebimento de respostas de usuários pagam: 1 mês = R$ 39,99 3 meses = R$ 28,99 por mês 6 meses = R$ 23,99 por mês Usuários que não pagam lhe possam escrever e responder e-mails gratuitamente: 6 meses = R$ 23,99 por mês

Amigos.com Membros

1.500.000 perfis no Brasil +/- 9.500.000 total de usuários

Relação Homem/Mulher

66/34

Média de idade:

38 anos

Especiais:

Videos de usuários Salas de Chat com gente de todo o mundo Sua Área: Grupos perto de vocês

Interação:

Ver quem está online Salas de Chat de todo o mundo Receber e dar Kudos: prêmios dados por usuários que reconhecem as contribuições positivas para a comunidade de Amigos.com. Blog

Busca:

Quem está online Agora


Busque por Usuários Compatibilidades Usuários mais populares usuários perto de mim Servições gratuitos:

Sua Área Interação em grupos Blog

Servições pagos:

1 mês = R$ 21,62 3 meses = R$ 18,02 por mês

Uma pesquisa realizada em 2010 pela de Sites de Encontros analisou o mercado de relacionamentos online e indicou que no Brasil, dos 187 milhões de habitantes, aproximadamente 74 milhões estão solteiros e 20 milhões estiveram, estão ou estarão à procura de relacionamentos através da internet em alguma fase da vida. Número equivalente a todos os seguidores do astro adolescente Justin Bieber no microblog Twitter. A forma online de se relacionar sofreu uma revolução há quase 15 anos, quando o flerte ainda acontecia nas salas de bate-papo e ICQ. Os primeiros sites com essa finalidade datam de 2002.

... Fala que me ama...

Foi através do ICQ, ferramenta de comunicação instantânea pioneira na rede com sigla que denomina I Seek You (eu procuro você, em português), que a Bellatrix encontrou seu esposo. Bellatrix era o apelido de Luciane Winck Mafra, estudante de ciências biológicas no longínquo ano de 1998. A gaúcha interessou o carioca que sabia o significado do nome daquela estrela. Bellatrix surgiu na aula de geologia da menina de 22 anos, e denominava a estrela da constelação de Orion, sigificando guerreira em latim. Com os olhos saudosos ela deixa escapar por entre os lábios o riso que vem dos olhos e diz: "nunca mais me esqueci!". Weber também não esqueceu. Nem há essa possibilidade, já que os dois vivem juntos há 11 anos. A partir de um bate-papo na internet surgiu a vontade de permanecer em contato. De repente, os e-mails diários foram multiplicados, os telefonemas eram frequentes e um avião encurtou a distância de 1.553 km. "Ele veio do Rio de Janeiro e nos conhecemos pessoalmente depois de 7 meses", conta Luciane. Weber aproveitou a desculpa de um congresso em Porto Alegre e decidiu conhecer pessoalmente a mulher que ele já sentia estar apaixonado. O primeiro beijo selou a comemoração de aniversario dela. "Fazia três dias que ele tinha chegado e no dia do meu aniversario ele me deu um cartão cheio de intenções e um livro do Pablo Neruda… cheio de poemas de amor. O beijo rolou depois.", confessa.


Foram seis encontros em um período de um ano e meio e o padre rogou "até que a morte os separe". Luciane revê a história de amor da sua vida e tem certeza de que se deixar levar pelo desconhecido foi a coisa certa: "ele nunca foi um desconhecido pra mim. Sabia de tudo da minha vida. Sabia dos detalhes dos meus dias. Para uns pode ter sido loucura… para outros algo normal, uns entendem, outro não… ele poderia ser um maluco qualquer?! Poderia! Mas não foi." A frase de Martha Medeiros foi reafirmada: "O amor ainda tem o poder de unir duas pessoas que não se conhecem". A sogra de Luciane até hoje desconhece a história de amor do filho e da nora. "Ela pensa que nos conhecemos por acaso, em uma viagem de férias dele. Fala que na internet só tem 'mulher que não presta'", desabafa. O fruto da relação real que o casal mantém, chama-se Pedro, ele tem sete anos e ainda prefere o meio tradicional de relacionamento. Quem desperta o interesse do filho são as colegas bonitas da turma de aula.

... Só que é da boca pra fora...

Como a rede social Facebook existe o Orkut. Através dele, Paloma*, de 21 anos, fez contato e conheceu muita gente. Ela afirma que todos os relacionamentos sérios que já teve foram impulsionados pela web. "Gosto da paquera na internet, pela parceria de conversas, por acabar descobrindo se tem algo em comum ou não", expressa. O que a impulsiona a buscar relacionamentos online é a própria personalidade. Ela não gosta de sair em festas, não curte beijar quem conhece na noite. Costuma sair pra se divertir com as amigas, não para conhecer homens, até porque, segundo ela, "eles só querem…" curtir aquele momento. A pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde, em 2009, revelou que 10,5% dos jovens de 15 a 24 anos já tiveram relações sexuais com um conhecido na internet. Paloma está inclusa nos 10,5%. Ela conheceu um policial militar pelo site de namoro e amizades virtuais Badoo, encontraram-se, passaram algumas noites juntos, ele sumiu e quando reapareceu era notícia na TV. O policial foi baleado por assaltantes enquanto trabalhava e a esposa e os dois filhos do casal choravam desesperados a morte do patriarca da família. *Paloma teve sua identidade preservada.

... Ou você me engana, ou não está madura...

Birgit Semper, Chefe de Assuntos Internacionais da Central de Sites de Encontros, cita uma pesquisa da empresa, apontando que 25% das pessoas que já estão em um relacionamento sério estão à procura de um flerte ocasional. Nuno Filipe Valadas, português, de 41 anos, foi


iludido por uma brasileira. Ambos inscritos no Match.com, começaram a conversar porque ela estudaria na Europa e buscava dicas de Portugal. A foto sedutora, as noites de conversa pela webcam, os torpedos no celular indicavam a Nuno que ele finalmente encontrara alguém que demonstrava carinho, atenção e queria o mesmo que ele: um namoro. Cobranças de uma relação já eram rotineiras para os dois. Era estivessem se guardando, um para o outro. Ele pensava. Errado. Enquanto o atraía, agia da mesma forma com outro português, um francês e um suíço. Todos poderiam ser úteis a ela em territórios até então desconhecidos. Nuno ficou em choque ao descobrir tanta maldade e mentira. “Ela fingia ser quem não era. Fez comigo e não imagino com quantos outros homens mais. Ela agia como se fosse um prazer mórbido de enganar, para manipular tudo em volta e obter tudo que os caras poderiam oferecer a ela” relata o portuguê. “O celular dela sinalizava mensagem a toda hora, mas os olhos de compaixão que tinha sempre me faziam acreditar nela. Desconfiei e fui buscar informações na internet, procurar os homens que tinham contato com ela em redes sociais e trocar e-mails. Descobri tudo. Ela era uma fraude, a internet era um refúgio para uma vida de mentiras.”

... Onde está você agora?

Mas a procura por parceiros pela web é global. Outro site de relacionamento, o Badoo, divulgou uma pesquisa encomendada apontando que três a cada cinco britânicos conheceram parceiros pela internet e mostra que 84% dos entrevistados estão dispostos a se encontrar com quem tiveram conversas online. No Reino Unido, a agência que monitora empresas de comunicação, a Ofcom, afirmou que a população acima dos 50 anos é responsável por 30% do tempo gasto online na região. Em consideração a esses dados foi lançada na Inglaterra, em 2007, uma rede para cinquentões. Ao estilo do Orkut e MySpace, o Saga Zone - como foi nomeado o site - inclui fóruns de discussão que vão desde dicas de jardinagem até salas de bate-papo para encontrar um amor. Bonnie* está em busca de uma parceira pra passar o resto de seus dias. Ao longo de 31 anos viveu ao lado de Teresa, que faleceu em 2007. Em janeiro de 2012, decidiu que era hora de sair do luto e viver o tempo que resta para o “velho de 63 anos”, como ele mesmo diz. "Meus filhos estão criados e eu já sou avô. Quando meu neto de oito anos me contou que estava gostando de uma menina da escola eu percebi que eu também poderia gostar de alguém de novo. Quero tornar a minha vida mais leve e só o amor pode fazer isso". Ele recebe uma media de 3 solicitações de amizade por semana, mas ainda não se animou a se encontrar com alguém fora do campo virtual. "Sinto-me seguro pelo computador, quando hesito, desligo e faço outras coisas." *Bonnie teve sua identidade preservada.


O comportamento de Bonnie é compreensível na visão do psicólogo Julio Pachalski. Ele justifica que a motivação de buscar sites para se relacionar podem ser atribuídas às dificuldades de relacionamentos interpessoais, uma autoestima baixa, alguma distorção da própria imagem, inabilidade social, etc. "Não sabemos quem está do outro lado, com quais intenções, e do que é capaz. Assim como personagens podem ser criados para brincadeiras, podem também ser usados para ludibriar uma vítima", alerta o psicólogo. A internet surgiu em meio à globalização, mas colocar estas "modernidades" como vilãs é injusto, pois os prejuízos advêm do uso que fazemos delas, não de suas funções diretas. Pachalski acredita que a facilidade e praticidade propostas pelas ferramentas na rede colaboram com a rotina atual. As possibilidades provenientes da ligação à rede são muitas: contatos virtuais, aulas a distancia, palestras por videoconferência, reparos por acesso remoto, trabalhos online em casa são apenas alguns. Diante da ideia de que a vida está tão ocupada, as pessoas vão para os bares e festas para encontrar amigos e não querem usar esse tempo para conhecer novas pessoas. Esse trabalho fica a cargo das redes sociais.

É inerente a natureza do ser humano a necessidade de se relacionar. Somos sujeitos desejantes. O que move os indivíduos é a vontade. Gustavo Mano é psicólogo e encara a forma de relação virtual como um processo cultural que passa a civilização. Ele acredita que essas funcionalidades modernas abrem caminhos para os sujeitos atuarem onde antes não figuravam. Cada cultura produz suas formar particulares de enlace e o que se mantém é o desejo. Segundo Mano, mais o desejo que o amor. "É a busca por ser reconhecido pelo outro, a tentativa de produzir um anteparo mínimo a solidão, a busca por novas experiências", completa. Caetano Veloso embalava em 1999 a novela Suave Veneno, da Globo, e em voz doce já despertava a ideia: “É que um carinho às vezes cai bem Eu tenho meus desejos e planos secretos Só abro pra você mais ninguém”

Solteiros em Catálogo  

Por Yasmine Santos. Matéria desenvolvida para a cadeira de Estágio - Aprofundamento de Texto, do professor Marques Leonam, na FAMECOS.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you