Page 1

Os Parâmetros Curriculares Nacionais constituem um referencial de qualidade para a educação no Ensino Fundamental em todo o País. Sua função é orientar e garantir a coerência dos investimentos no sistema educacional, socializando discussões, pesquisas e recomendações, subsidiando a participação de técnicos e professores brasileiros, principalmente daqueles que se encontram mais isolados, com menor contato com a produção pedagógica atual¹.

¹ Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais : introdução aos parâmetros curriculares nacionais / Secretaria deEducação Fundamental. – Brasília : MEC/SEF, 1997.


• rever objetivos, conteúdos, formas de encaminhamento das atividades, expectativas de aprendizagem e maneiras de avaliar; • refletir sobre o porquê, o para quê, o quê, como e quando ensinar e aprender; • refletir sobre a prática pedagógica tendo em vista uma coerência com os objetivos propostos; • preparar um planejamento que possa de fato orientar o trabalho em sala de aula; • discutir com a equipe de trabalho as razões que levam os alunos a terem maior ou menor participação nas atividades escolares; • identificar, produzir ou solicitar novos materiais que possibilitem contextos mais significativos de aprendizagem; •subsidiar as discussões de temas educacionais junto aos pais e responsáveis². ² Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais : introdução aos parâmetros curriculares nacionais / Secretaria deEducação Fundamental. – Brasília : MEC/SEF, 1997.


O Ministério da Educação disponibiliza 6 documentos diferentes com focos distintos.  O primeiro deles é o PCN introdutório que visa esclarecer os objetivos e a aplicação dos demais documentos.  Já o segundo é referente à Educação Infantil, é chamado também de referencial curricular, que exemplifica as fases de aprendizado e como as mesmas podem ser desenvolvidas junto às crianças de 4 a 6 anos.  O outro PCN apresentado é referente ao Ensino Fundamental de 1º a 5º ano. Este referencial nos proporciona uma divisão por áreas de conhecimento, e ainda fornece os temas transversais, tais como pluralidade cultural, ética e mio ambiente.


 Já o PCN referente ao Ensino Fundamental de 6º ao 9º ano nos possibilita analisar todas as áreas de conhecimento – disciplinas – e suas diretrizes para este segmento de ensino.  Para o Ensino Médio existe também um PCN com todos os referenciais para o trabalho em todas as disciplinas e com temas transversais.  O Ministério da Educação ainda disponibiliza o PCN + com complementações nas áreas de Ciências Humas e suas Tecnologias, Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias e Códigos e suas Tecnologias.


Os Parâmetros Curriculares Nacionais propõem uma mudança de enfoque em relação aos conteúdos curriculares: ao invés de um ensino em que o conteúdo seja visto como fim em si mesmo, o que se propõe é um ensino em que o conteúdo seja visto como meio para que os alunos desenvolvam as capacidades que lhes permitam produzir e usufruir dos bens culturais, sociais e econômicos³.

³ Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais : introdução aos parâmetros curriculares nacionais / Secretaria deEducação Fundamental. – Brasília : MEC/SEF, 1997.


Os temas transversais constituem-se em um conjunto de temas que aparecem transversalizados nas áreas definidas, isto é, permeando a concepção, os objetivos, os conteúdos e as orientações didáticas de cada área, no decorrer de toda a escolaridade obrigatória. A transversalidade pressupõe um tratamento integrado das áreas e um compromisso das relações interpessoais e sociais escolares com as questões que estão envolvidas nos temas, a fim de que haja uma coerência entre os valores experimentados na vivência que a escola propicia aos alunos e o contato intelectual com tais valores.


PCN's  

Parâmetros Curriculares Nacionais

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you