Issuu on Google+

INFORMATIVO

ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL DE BRUSQUE Ano 2 - Edição 5 - Junho/ Julho

OBSERVATÓRIO SOCIAL INICIA SEU TRABALHO EM BRUSQUE Página 7

ACIBr lança campanha de

Secretário apresenta planos

Empresários de

valorização das Indústrias

do Governo Estadual

Botuverá recebem

e do comércio local

na área de infraestrutura

diretoria da ACIBr

Página 9

Página 5

Página 11


www.acibr.org.br Jornal da Associação Empresarial de Brusque

Página 2

editorial

novos associados

A

lém dos trabalhos focando treinamentos, cursos, palestras para seus associados, bem como melhorar e ampliar os serviços prestados de modo geral, temos em estudo a implantação, através de uma parceria com as demais entidades que compõem o Centro Empresarial, Social e Cultual de Brusque, de uma cooperativa de crédito, onde estaríamos disponibilizando aos associadas, acesso a recursos financeiros com taxas mais atrativas, reivindicação esta, principalmente, das micros e pequenas empresas. Estes e outros trabalhos são focados visando atender diretamente as sugestões dos empresários associados. Atualmente as grandes associações empresariais têm dedicado muito de seus esforços nos trabalhos de lobby’s políticos, tanto na esfera municipal, como na estadual e federal. Como exemplo disso podemos citar a criação do Observatório Social de Brusque, a participação atuante da diretoria ACIBr em vários e importantes Conselhos da cidade e região, reuniões com a direção da FACISC - Federação das Associaçöes Empresariais de Santa Catarina., juntamente com outras nove cidades do Vale de Itajaí e suas Associações Empresariais, onde em conjunto definem as reivindicações para nossa região. Nesses encontros discutimos e buscamos soluções para os principais projetos, como a duplicação da rodovia BR-470, segurança pública, energia elétrica, entre outros. Para tanto, temos promovido encontros com o secretário estadual da Infraestrutura, Valdir Vital Cobalchini, com o presidente da Celesc, Antônio Marcos Gavazzoni e outras lideranças políticas catarinenses, visando sempre ver atendidas nossas reivindicações. Os trabalhos de lobby são, normalmente, de médio a longo prazo, porém importantes e requerem um esforço e uma maior união de toda a classe empresarial. Caros associados, a ACIBr, como uma entidade moderna e atuante, continuará com seus trabalhos diretos visando seus associados e, indiretamente, via lobby’s, buscando de nossos governantes uma resposta concreta para tantas necessidades de nossa cidade e nossa região, onde todos seremos beneficiados e merecedores de tais avanços. Nelson Zen Filho Presidente ACIBr

Kaza Móveis Ind. Com. Laborat. Anális. Clínic. Darwin Loja Adriano Lombardi e Silva Buffet e Eventos Marcenaria Baron Móveis Design Mercado HS Ltda. Móveis Krisan Ind. Com. OAB – Subseção de Brusque Prime Cosméticos Primedocs Gerenc. Eletr. Doc. Rennovare Ambientes RR Alumínios, Vidros e Box T & W Tinturaria Tapeçaria Arte Moderna Tiago de Pinho Tinturaria Florisa Unicred Blumenau – Agência Brusque

A La Sara Acessórios AGV Empreend. Imobiliários Axel Ind. e Com. Auto Peças Auto Posto Cedro Candido Ind. Alimentos Central Imóveis Imobiliária Conrado Vargas Hirt – Clín. Odontol. Dinâmica Ativa Contabilidade Dorita Medic. e Perfumaria Drogaria Cristian Ekosul Móveis Projetados Fluxo Contabildiade Gelson Ricardo – Imobiliária Geração Automóveis Gráfica Brusquense Gráfica NF Ltda. Indusmóveis

diretoria e núcleos Presidente: Nelson Zen Filho Vice-Presidente: Edemar Fischer Diretor Financeiro: José Carlos Loos Diretor de Projetos Especiais e Infra-estrutura: Aliomar Luciano dos Santos Diretor de Assuntos Tecnológicos: Alexandre Zen Diretor de Relações Institucionais e da Câmara de Dirigentes Lojistas: Valter Kohler Diretora de Núcleos e/ou Câmaras: Rita Cassia Conti Diretor de Assuntos da Indústria: Juliano Schumacher Diretor para Assuntos de Comércio e Turismo: Valter Stoltenberg Diretor para Assuntos de Prestação de Serviços: Vanderlei Rogério de Limas

Diretora para Assuntos de Pequenas e Micro Empresas: Eunice Francisco Furtado Diretora para Assuntos Comunitários: Maria Valzete Ludvig Walendowsky Diretor para Assuntos Legais e Governamentais: Halisson Habitzreuter Diretor para Assuntos de Comércio Exterior: Ademar Sapelli Diretor para Assuntos Ambientais: José Carlos Azevedo Diretor para Assuntos do Cesbr: Ingo Fischer Diretor de Patrimônio: Gilmar Cesar Appel Diretor Relações Empresariais: Dino José Dalcegio Diretor Executivo: Cândido Horácio Godoy Assessor Jurídico: Dr. Osmar Peron Junior

NÚCLEOS Academias de Brusque - Assistentes Sociais - Comércio Exterior - Corretores de Seguros - Corretores e Imobiliárias - Empresas Contábeis - Empresários de Botuverá - Empresários de Guabiruba - Escolas de Idiomas - Fabricantes de Toalhas

- Gestão Ambiental - Instituições Educacionais de Brusque e Região - Jovens Empreendedores - Laboratórios de Análises Clínicas - Materiais de Construção Metalmecânica - Mulheres Empresáriais - Panificadoras e Confeitarias

expediente Informativo da Associação Empresarial de Brusque Planejamento Gráfico: Ideia Comunicação Corporativa Jornalistas Responsáveis: Guédria B. Motta e Priscila Viamonte Veiculação Bimestral 1000 Exemplares Impressão: Gráfica Bandeirante Contatos: guedria@ideiacc.com.br ou priscila@ideiacc.com.br Telefone: (47) 9611-3380 / (47) 9965-4010

Conselho Editorial:

Valzete Walendowsky Eunice Francisco Furtado Rita Cassia Conti Aliomar Luciano dos Santos Janice Kunitz Cândido Horácio Godoy Cinara Fernandes


www.acibr.org.br Jornal da Associação Empresarial de Brusque

Página 3

empresa destaque - nelson importação e exportação Há mais de 15 anos aproximando Brusque de todo o mundo

A

té 1989, Nelson Bruno Krieger trabalhava no departamento de Importação e Exportação da Indústria Schlösser e foi com o valor dessa rescisão que, em 1994, fundou a empresa Nelson Importação e Exportação. O começo não foi fácil: o escritório, improvisado na própria residência, contava com apenas um cliente e foi preciso conquistar a confiança dos empresários. “Em Brusque ainda não havia essa cultura de importação e exportação, sobretudo para às micro e pequenas empresas. Mas fomos crescendo aos poucos e decidimos alugar uma sala comercial no centro da cidade”, lembra Nelson, que sempre contou com o apoio da esposa Rosana Imianowsky Krieger. O negócio era viável e a empresa começou a buscar cada vez mais clientes, oferecendo condições especiais e viabilizando, dessa forma, a entrada de novas empresas no comércio exterior. Hoje, a Nelson Importação e Exportação está no topo deste segmento em Brusque. Mantém uma equipe de 12 colaboradores e mais de 300 clientes de Santa Catarina e do Brasil. “Investimos pesado em marketing e esta-

Toda equipe da Nelson Importação e Exportação

mos sempre aprimorando nossos processos. A meta é dobrar o número de funcionários e lançar novos serviços”, explica Nelson. Sempre que um novo cliente bate à porta, o empresário faz questão de saber onde ele buscou informações sobre seu negócio. A resposta quase sempre é a mesma: indicação. É por isso que Nelson e a esposa dedicam boa parte de seu trabalho na es-

cuta dos clientes. Para eles, é fundamental entender os anseios das empresas assessoradas e medir o índice de satisfação do serviço prestado. “Trabalhamos com objetivos definidos e metas colocadas. É por isso que a Nelson Importação e Exportação já garante nossa estabilidade e os colaboradores sentem que também crescem e são reconhecidos com o avanço da empresa”, completa.


Página 4

www.acibr.org.br Jornal da Associação Empresarial de Brusque

As lições de Ingo Fischer Brusquense comemora 50 anos de empreendedorismo e inspiração

S

ão 67 anos de vida e cinco décadas de empreendedorismo. Ainda assim, o empresário brusquense Ingo Fischer mantém a rotina da juventude: trabalha das 7h às 18h, sem se importar com os sábados, domingos e feriados. Sua obstinação é manter-se ativo e, o mais importante, fazer coisas novas. “Aprendi que do céu não cai dinheiro. Do céu cai apenas a chuva e o sol que nos ilumina. Quem busca o progresso precisa lutar, nunca esperar pelos outros mas, ao contrário, estar sempre na frente” ensina Ingo que, ao lado de seus quatro irmãos (Nivert, Edemar, Norival e Egon), gerencia a empresa Irmãos Fischer S.A. A trajetória profissional de Ingo iniciou aos 14 anos, quando trabalhou durante três meses em uma fábrica de tecidos da cidade. Dessa prematura experiência nasceu uma certeza: não seria o caminho de assalariado que ele deveria trilhar. No entanto, motivado pelo pai, Ingo trabalhou nos três anos seguintes em uma oficina de consertos de bicicleta, mantida na Rua Alberto Torres, por Armindo (Pupi) Baron. Aos 17 anos, Ingo assumiu a força que sempre o encorajou, chamada empreendedorismo. Montou sua própria oficina de bicicletas, na Rua Barão do Rio Branco. Nos três primeiros dias de funcionamento, nenhum cliente apareceu, até chegar Willy Kormann com um desafio: restaurar uma bicicleta velha, em pedaços. “Aquela era a minha chance, o meu teste de

Ronald Tavares Pimentel

O empresário Ingo Fischer completa 50 anos de empreendedorismo

qualidade, e nele me empenhei com afinco, porque tinha que mostrar capacidade. A bicicleta ficou como nova e, desde então, nunca me faltou trabalho”, lembra o empresário. No segundo semestre de 1961, a oficina de Ingo foi atingida por uma enchente e, apesar de perder alguns equipamentos, o apoio de seus irmãos foi fundamental na recuperação do negócio. Cinco anos mais tarde era fundada a Irmãos Fischer Ltda que, paralelo ao conserto de bicicletas, passou a reparar eletrodomésticos e fabricar baldes, cantoneiras, calhas e pias de aço inox. Hoje, a Irmãos Fischer S.A. tem mais de 900 colaboradores em 60 mil m2 de área construí-

da, que congrega três parques fabris.

Mais realizações - Fundador e presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Brusque - Provedor do Hospital de Azambuja - Conselheiro do Sistema FIESC/CIESC/SESI/SENAI e vice-presidente de Assuntos Estratégicos da entidade - Por dois mandatos, Ingo Fischer foi presidente da Associação Empresarial de Brusque e uma de suas maiores conquistas foi a concretização do Centro Empresarial, Social e Cultural de Brusque, inaugurado em 2005 e, do qual, hoje é presidente

Chamadas de telefones fixos da região tem custo de ligação local

D

esde o dia 28 de maio, usuários de telefones fixos de 39 regiões metropolitanas e três regiões integradas de desenvolvimento podem realizar chamadas ao custo de ligação local para municípios que apresentem continuidade geográfica e mesmo código de área nacional (“DDD”). A medida beneficiará, direta ou indiretamente, até 68 milhões de pessoas em todo o Brasil, em cerca de 560 municípios. A criação de área única para efeito de tarifação básica local das ligações telefônicas entre os municípios da

região de Brusque, em especial Guabiruba, Botuverá e Gaspar, tem sido reivindicada pela Associação Empresarial de

Brusque (ACIBr) desde o ano de 2005. “Depois de inúmeros contatos, nesses anos todos, com a direção e a gerência

de Planejamento e Acompanhamento da Oferta de Serviços da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e de reuniões para debater e buscar soluções para o assunto em questão, finalmente nossa reivindicação está sendo atendida”, declara o presidente da entidade, Nelson Zen Filho. Esta é mais uma grande conquista da ACIBr. A partir de agora os usuários de Botuverá e Gaspar (a regulamentação para Guabiruba já ocorreu há mais tempo) também serão beneficiados com a revisão do STFC.


www.acibr.org.br Jornal da Associação Empresarial de Brusque

Página 5

Secretário apresenta planos do Governo Estadual na área de Infraestrutura Cinco obras prioritárias foram reinvidicadas por empresários e lideranças políticas

N

o dia 13 de junho, na sede da Associação Empresarial de Brusque (Acibr), foi realizada uma reunião entre empresários e lideranças políticas de Brusque, Guabiruba e Botuverá, com o secretário estadual de Infraestrutura, Valdir Vital Cobalchini. O objetivo era discutir antigas reivindicações, como a duplicação da pista de rolagem da SC-486, obras de melhorias e pavimentação asfáltica nas vias de acesso entre Brusque e Guabiruba, Botuverá e Vidal Ramos, Brusque e Camboriú (através do Bairro Limeira) e a construção de um anel viário em Gaspar, garantindo o fluxo de veículos entre Brusque, Ilhota e Blumenau. “Nossa região de Brusque cresce gradativamente e a infraestrutura precisa acompanhar esse processo. Na verdade, ela deveria estar à frente. Mas travamos um debate aberto, democrático e transparente com empresários e lideranças políticas. Vou levar ao governador as reivindicações e certamente serão executadas às ações prioritárias”, afirmou o secretário. Segundo ele, as obras de asfaltamento no bairro Dom Joaquim foram retomadas e serão concluídas em breve. Os recursos financeiros também estão disponíveis, de acordo com o processo licitatório. “Quero sair do território das intenções e tornar as obras palpáveis. Não vim até Brusque para agradar ninguém. Tenho consciência da minha re-

sponsabilidade e me comprometo com a verdade. Conheci os problemas e as reivindicações. A demanda é grande, mas vamos dar o devido apoio aos pedidos justos e estratégicos”, garantiu Cobalchini.

Avaliação da ACIBr O presidente da Associação Empresarial de Brusque, Nelson Zen Filho, ficou satisfeito com o desfecho da reunião, sobretudo pela presença e respaldo da secretária de Desenvolvimento Regional de Brusque, Sandra Eccel, do deputado Serafim Venzon, do prefeito e vice-prefeito de Guabiruba, respectivamente, Orides Kormann e Cesário Martins, do prefeito de Botuverá, Zenor Francisco Sgrott, além de membros do secretariado municipal de Brusque,

Câmara de Vereadores, lide-ranças comunitárias e diretores da Acibr. “Nossas reivindicações são regionais e congregam os municípios de Brusque, Guabiruba, Botuverá e Gaspar. Estamos crescendo e precisamos de obras marcadas pela rapidez, qualidade e segurança. Por essa razão, deveremos marcar um novo encontro para acompanhar o encaminhamento dos nossos pedidos”, explicou Zen. Segundo ele, o secretário estadual de Infraestrutura, Valdir Cobalchini, fez questão de vir até Brusque e mostrou interesse ao ouvir as dificuldades apontadas. Desta forma, a ACIBr também cumpre seu papel, através do lobby político, levantando questões que favorecem toda a comunidade.

Formatura do curso ministrado pelo Corpo de Bombeiros

N

o dia 19 de abril, no auditório do SENAC de Brusque, foi realizada a formatura de dois cursos ministrados pelo Corpo de Bombeiros de Brusque. O primeiro deles, sobre Enfrentamento de Desastres Naturais, reuniu 55 alunos. Já o curso de Primeira Resposta em Situação de Sinistro, congregou 29 pessoas. “Foi uma parceria do Corpo de Bombeiros, firmada com a Associação Empresarial de Brusque (ACIBr), que também contou com o apoio da prefeitura, através da equipe de Defesa Civil”, explica o soldado Fabrício da Costa Lopes.

Formandos recebem certificados dos cursos ministrados pelos bombeiros


www.acibr.org.br Jornal da Associação Empresarial de Brusque

Página 6

Uma história centenária Fábrica de vinagre em Brusque está em contínuo crescimento desde 1900

O

que se produz há mais de 100 anos em Brusque? Vinagre! Fundada em 17 de abril de 1900, a Indústria de Vinagre e Plásticos Heinig Ltda continua em atividade e, o mais importante, evoluiu com o tempo e hoje é a maior neste segmento em Santa Catarina. Administrada por Hermes Humberto Heinig Filho, mais conhecido como Chico, a empresa foi fundada por seu bisavô, Max Heinig, que havia trabalhado em uma indústria de vinagre em Blumenau. Na década de 40, a empresa

O admistrador Chico Heinig

foi comprada pelo avô de Chico, Arthur Érico Heinig e, dez anos depois, por seu pai, Hermes Humberto Heinig. Em 1985, Chico entrou no negócio com o irmão Ralf, mas a dissolução da sociedade aconteceu em 1994 e, desde então, ele ge-rencia a empresa e perpetua a tradição da família “Hoje somos a única do Estado e, talvez, até do Brasil, que mantém o processo moderno de fabricação do vinagre aliado às técnicas artesanais. Por essa razão, recebemos estudantes de várias universidades do país, interessados em acompanhar a fabricação mais antiga”, afirma Chico. Sempre atenta às exigências do mercado, a fábrica de vinagres nunca parou de crescer. Prova disso foi a ampliação de sua linha de produtos, hoje muito além do vinagre de álcool. “Foi preciso se adequar e hoje oferecemos vinagre de vinho, vinho branco, maçã, condimentado e balsâmico”, completa. Com 37 colaboradores e três mil m2 de área construída, a empresa tem capaci-

dade de produzir 26 mil litros de vinagre concentrado por dia, destinado aos três Estados do Sul do Brasil e utilizado em conservas, compotas e no tempero de saladas. Também congrega a fabricação de plásticos para envase próprio e para terceiros. “Temos a intenção de ampliar a cartela de produtos, apostando nas linhas saborizadas, de arroz e limão. Como sou a quarta geração do negócio, sinto o peso da responsabilidade, mas também sei que as condições atuais são muito melhores do que as enfrentadas pelo meu bisavô”, conclui Chico.

laboratório hoffmann inaugura novo espaço Foi lançado no dia 12 de maio, no piso superior do Hospital Evangélico e Maternidade de Brusque, a nova sede do Laboratório Hoffmann. São 340m² de área física, com o objetivo de atender às necessidades e anseios de seus parceiros e clientes, bem como oferecer à população um ambiente mais acolhedor e humanizado para a prevenção e promoção da saúde. A nova sede conta com o que há de mais moderno na área: uma sala especial para os exames que precisam de repouso do

paciente, sala de coleta infantil, três salas de coleta e o desjejum, além de aparelhos de análises clínicas de última geração e equipe especializada. Ao longo dos seus 21 anos, o Laboratório Hoffmann, representado pelo Dr. Germano Hoffmann Filho e seus colaboradores, está sempre buscando atualizações de seus conhecimentos, através de treinamentos internos e externos, como o 38° Congresso Brasileiro de Análises Clínicas em Curitiba, e o 45º Congresso Brasileiro Patologia Clínica em Florianópolis.

A equipe do Laboratório Hoffmann na inauguração da nova sede


www.acibr.org.br Jornal da Associação Empresarial de Brusque

Página 7

Observatório Social de Brusque inicia seu trabalho Primeiro mês foi marcado pela visita aos secretários municipais e pelo levantamento de dados

L

evantamentos. Essa foi a principal atribuição do Observatório Social (OS) de Brusque no seu primeiro mês de atuação. Com sede fixada no segundo andar do Edifício Quartzo, no centro da cidade, a entidade já está aberta e à disposição da comunidade, de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30. “Enviamos a solicitação de alguns documentos, para conhecermos melhor a estrutura administrativa da Prefeitura e da Câmara. É o caso do levantamento imobiliário e de locação. Queremos saber quantos e quais são os imóveis públicos e se o valor gasto com aluguel está de acordo com o preço do mercado”, explica o diretor executivo do OS, Evandro Carlos Gevaerd. Também foi enviado para Câmara um expediente, questionando a doação de um terreno público para uma entidade do município que, após discussão dos edis, foi rejeitado. “Além disso, solicitamos dados como o número de funcionários concursados e contratados e o valor de seus salários”, acrescenta Gevaerd. Neste primeiro mês de trabalho, os secretários municipais receberam a visita do diretor do Observatório Social de Brusque. Segundo ele, a receptividade tem sido boa, mas nem todos os documentos solicitados foram entregues. “Estamos aguardando respostas e, caso não cheguem dentro do período de 15 dias, encaminharemos um ofício ao prefeito. Somos amparados pela Constituição Federal e, além disso, a Lei Federal 9051/95, obriga qualquer gestor público, num prazo máximo de 15 dias, responder os questionamentos (desde que devidamente fundamentados) feitas por entidades ou qualquer povo. E, se ainda assim continuarmos sem retorno, o Ministério Público será acionado”, afirma

Gevaerd. Outra iniciativa que está sendo desenvolvida pelo Observatório Social de Brusque é o cadastramento de empresas da cidade em seu software de gerenciamento das licitações. Desta forma, sempre que for lançado um edital licitatório pela Câmara, Prefeitura, suas Autarquias e Fundações, um e-mail será disparado às empresas que atuam no ramo do objeto licitado, a fim de incentivar o empresariado local a participar das compras realizadas pelos poderes públicos municipais, bem como aumentar a concorrência entre os proponentes. Por isso, o diretor executivo da entidade não descarta a realização de uma palestra

O estagiário do Observatório Social, Marcos Krieger, ao lado do diretor executivo da entidade, Evandro Carlos Gevaerd

que capacite os empresários de Brusque e região para concorrerem em processos licitatórios. “O desafio é grande. Encontramos barreiras e desconfianças, sobretudo porque o poder político é muito forte. Mas, com o apoio da comunidade, nós vamos desempenhar nosso papel com ética e transparência, na construção de uma cidade melhor”, completa Gevaerd.

Voluntários e estagiários O Observatório Social de Brusque firmou parceria com a Unifebe, que abriu suas portas para a divulgação da entidade. Hoje, o OS busca pessoas que também se consideram responsáveis pelo futuro do país e, por isso, possam doar parte do seu tempo para o serviço voluntário. Interessados devem ser “ficha limpa” e sem ligação partidária, além de ter discrição, urbanidade, nenhum parentesco com detentores de cargos em órgãos públicos municipais, munidos de boa vontade e comprometimento com a causa. Entre as atribuições do voluntariado estão a pesquisa e acompanhamento de licitações, a entrega de produtos e serviços, o levantamento de preços de materiais que serão licitados, a pesquisa de dados junto à Prefeitura e Câmara de Vereadores e a execução de relatórios.


Página 8

www.acibr.org.br Jornal da Associação Empresarial de Brusque

Núcleo das Instituições Educacionais de Brusque Entidades são parceiras e se unem por um mesmo ideal: a educação

U

ma das características mais fortes de quem participa de qualquer um dos Núcleos da Associação Empresarial de Brusque (ACIBr) é o amor por aquilo que se faz. Com o Núcleo das Instituições Educacionais de Brusque e Região não poderia ser diferente. No entanto, o que torna esse Núcleo ainda mais especial é o fato de não comercializar produtos ou serviços, mas refletir sobre algo de muito valor, tão grande que pode transformar a sociedade: a educação. “Nosso objetivo é propor mudanças e melhorias nessa área da educação. Não estamos unidos por interesses particulares ou visando projeção individual. Somos parceiros porque acreditamos na educação e queremos avançar neste sentido”, explica o coordenador do Núcleo, Orlando Borchardt. Segundo ele, uma das principais reivindicações do Núcleo está prestes de ser alcançada. Muito em breve Brusque poderá se tornar também sede do vestibular da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Até então, quem pleiteava o ingresso nesta Universidade precisava se deslocar até as cidades vizinhas para prestar o vestibular. Outra atividade desenvolvida pelo Núcleo das Instituições Educacionais é a palestra com o professor Pierluigi Piazzi, de São Paulo, que esteve em Brusque nos dias 21 e 22 de junho, ministrando palestras para pais, alunos e professores, através do tema “Aprendendo Inteligência”. “É um palestrante sensacional, que já esteve no Colégio Cônsul na ocasião do lançamento de seu primeiro livro. Inclusive, na segunda edição, ele fez uma dedicatória lembrando desse momento. O evento iniciou no dia 21, às 19h, no auditório do Centro Evangélico, destinado aos pais. No dia seguinte, durante a manhã, ele falou com alunos

Membros do Núcleo das Instituições Educacionais de Brusque

das instituições associadas e, às 18h, encerrou com uma palestra no auditório Horst Schlöesser (Colégio Cônsul Carlos Renaux) para professores”, afirma Borchardt. Em 2011, o Núcleo das Instituições Educacionais esteve reunido com as comissões de formaturas das escolas, propondo ações em conjunto, com o intuito de formar uma geração mais consciente e responsável. “Até agora foram três encontros e estamos bem satisfeitos com o resultado. Propomos o fim do trote, que só denigre a imagem da escola e dos seus alunos. Também desafiamos esses jovens para uma nova atividade, mas sem a intenção de compensar o trote. Queremos que eles usem essa disposição e energia da juventude para algo que seja bom, e as-

sim, surgiu a ideia de organizar um pedágio beneficente para ajudar entidades sem fins lucrativos. Já durante a tarde a proposta é integrar esses estudantes, não com o espírito competitivo, mas de congraçamento”, acrescenta o coordenador do Núcleo. Para Borchardt, muito trabalho foi e está sendo feito, levando em consideração que nenhuma pessoa é ilha, ou seja, não é possível preocupar-se apenas com a educação dos filhos, esquecendo dos vizinhos e demais membros da sociedade. “A direção muda quando se pensa no coletivo e uma boa formação precisa acontecer em conjunto. Estamos conscientes disso e buscamos alternativas e ações comuns. Afinal, a educação é o caminho para a realização dos sonhos”, conclui.


www.acibr.org.br Jornal da Associação Empresarial de Brusque

Página 9

Santo de casa também faz milagre Acibr lança campanha de valorização das indústrias e do comércio local

A

Associação Empresarial de Brusque (ACIBr), através de seus veículos de comunicação, está iniciando uma campanha de valorização das indústrias e comércio local. O objetivo é conscientizar os moradores de Brusque e região sobre a importância de fazer suas compras e negócios em empresas da cidade, levando em consideração que aqui também se encontra qualidade, preço e bom atendimento. “Caso não encontre o que procure em Brusque, dê um retorno para quem trabalha nesta área no Município. Isso certamente servirá como orientação para melhorar o preço ou expandir o mercado”, sugere o presidente da ACIBr, Nelson Zen Filho. Segundo ele, outra forma de prestigiar o comércio local foi a fundação do Observatório Social. Uma das intenções da entidade é auxiliar as empresas da cidade na participação de processos licitatórios. “Isso não quer dizer que essas empresas serão vencedoras, mas, certamente, estarão mais preparadas para concorrer às licitações”, explica Zen. Já para os consumidores, são muitas as vantagens de comprar onde se mora. Por se tratar de uma cidade na qual praticamente todos se conhecem, fica mais fácil a negociação. Da mesma forma, em caso de prob-

lemas, é mais simples buscar a resolução. “Estamos praticando a política da boa vizinhança, enquanto olhamos para a economia e o desenvolvimento da nossa cidade e região. Nós precisamos valorizar o que é nosso”, orienta o presidente da ACIBr. Aos empresários, Nelson Zen Filho deixa uma dica: mais atenção aos clientes exigentes e às pessoas que reclamam do produto vendido ou do serviço prestado. “Quem reclama é nosso me-lhor cliente. É importante entender o que passa na cabeça dele, quais são os motivos da insatisfação. Os clientes mais exigentes são os que deixam nosso trabalho melhor”, avalia.

Planejamento Municipal Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico do Município, Jorge Ramos, a Prefei-tura está fazendo um planejamento turístico de mídia para atrair mais visitantes à cidade. Este planejamento prevê vários

Secretário de Desenvolvimento Econômico do Município, Jorge Ramos, fala sobre projeto de turismo da cidade

outdoors na BR-101 sentido Norte e Sul e, ainda, na BR-470. Outra atividade será a implantação de postos de turismo em Shoppings e

mídia em televisão em todo Estado de Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. O projeto terá início no segundo semestre. “Temos que incentivar o turista a visitar Brusque. Este projeto vai impulsionar nosso objetivo e trazer mais gente para o Centro da cidade”, declara Ramos. De acordo com o secretário, a iniciativa impulsionará o comércio local como um todo, desde o setor hoteleiro, gastronômico e o comércio de lojas em geral. Outra novidade é o Natal Luz Brusque, que terá o investimento de R$ 300 mil. O objetivo é atrair turistas de todas as regiões para visualizar a decoração e programação de Natal da cidade. os enfeites serão feitos pelos artesãos do município e o principal material utilizado serão as garrafas pets. “O Conselho de Turismo do Município, junto com o setor de Desenvolvimento Econômico e seus parceiros, está em busca de melhorias constantes para o fortalecimento do turismo na cidade”, garante Ramos.


Página 10

www.acibr.org.br Jornal da Associação Empresarial de Brusque

luciano hang recebe título “Personalidade de Vendas ADVB/SC 2011”

E

m 2011, quando comemora 25 anos de atuação no mercado de varejo, a Havan recebeu um grande presente em Santa Catarina. Seu diretor-presidente, Luciano Hang, foi agraciado com o título Personalidade de Vendas ADVB/SC. Hang foi eleito entre os empresários que melhor souberam utilizar, durante o ano de 2010, as estratégias de vendas e marketing para alavancar os seus negócios. O resultado foi definido por votação entre as principais lideranças do varejo, do marketing e da comunidade catarinense. “Este reconhecimento é muito importante para nós, pois vem coroar todo o nosso esforço e trabalho nesses 25 anos. Um trabalho diferenciado, com foco na inovação, nos clientes e muito investimento em ações de marketing. Estamos muito felizes”, afirmou o empresário. As 26 lojas da Havan em Santa Catarina e no Paraná, se destacam pela grandiosidade da área física, a variedade e quantidade de produtos oferecidos

e a qualidade do atendimento. Mais de 100 mil itens são comercializados pela rede, nos setores de moda, cama/mesa/ banho, bazar, brinquedos, eletroeletrônicos, camping, tapetes/decoração, utilidades para o lar, material escolar, entre outros. A Havan foi fundada em 26 de junho de 1986, em Brusque. Hoje é considerada uma das maiores redes de lojas de departamentos do Brasil, somando 160 mil m2 de área de vendas (em todas as unidades) e respondendo pela geração de 4,5 mil empregos. Neste ano a Havan deve recolher em torno de R$ 500 milhões em impostos e benefícios.

Prefeitura lança “Selo Social”

N

o dia 6 de maio, durante um encontro realizado no Teatro do Centro Empresarial, Social e Cultural de Brusque, a Prefeitura, através da Secretaria de Assistência Social e Habitação, lançou o projeto “Selo Social”. O objetivo é valorizar ações que são desenvolvidas em prol de um mundo melhor. “O selo social vem para estimular e para que se faça mais. Também queremos reconhecer o que já é feito”, afirmou o prefeito Paulo Roberto Eccel. O regulamento para con-

quistar o selo está disponível no site da prefeitura (www.brusque.sc.gov.br) e foi elaborado por membros de entidades empresariais, conselhos municipais e

órgãos governamentais. Ele está fundamentado nos oito objetivos do milênio, que são: erradicar a extrema pobreza e a fome, atingir o ensino básico universal, promover igualdade de sexos e autonomia das mulheres, reduzir a mortalidade na infância, melhorar a saúde materna, combater o HIV/Aids, a malária e outras doenças, garantir sustentabilidade ambiental e estabelecer uma parceria municipal para o desenvolvimento.


www.acibr.org.br Jornal da Associação Empresarial de Brusque

Página 11

Novos associados participaram de café da manhã Foram apresentadas as diretrizes da ACIBr e a possibilidade de integração aos Núcleos existentes

N

a manhã do dia 5 de maio, os novos associados da ACIBr participaram de um encontro, no qual foram apresentados os benefícios da entidade e a possibilidade de ingresso em algum dos Núcleos existentes. “É importante se aliar aos colegas do mesmo ramo de atuação porque os problemas são semelhantes e, com a troca de informações e experiências, todos ganham. Os Núcleos são ferramentas que a ACIBr mantêm para que possamos evoluir enquanto empresários”, afirmou a coordenadora do Conselho dos Núcleos da entidade, Rita de Cassia Conti. E as vantagens do associativismo continuam. É o caso da consultoria jurídica e da

capacitação empresarial, que sempre busca novas formações para empresas e seus colaboradores. O lobby político também é fortalecido pela representatividade da Associação Empresarial, que se une com a Federação e não propõe mudanças apenas na esfera municipal, como também estadu-

al e federal. “Sozinho não temos condições de brigar por melhorias”, analisou o presidente da Acibr, Nelson Zen Filho.

Diretoria da Acibr se reuniu COM Núcleo de Empresários de Botuverá Da mesma forma que aconteceu em Guabiruba, objetivo da entidade é se fazer mais presente nos municípios vizinhos

T

oda tarde de segunda-feira é realizada a reunião de diretoria da Associação Empresarial de Brusque. Mas, no dia 6 de junho o encontro foi especial. Diferente da sala de reuniões da entidade, o local de encontro foi um acolhedor restaurante, em meio a muito verde, em Botuverá. E os anfitriões da noite eram os membros do Núcleo de Empresários da cidade. “Estamos felizes com esta visita. Queremos apresentar o trabalho que estamos desenvolvendo junto à Câmara de Vereadores, reivindicando melhorias nos serviços de correio e telefonia”, afirmou o coordenador do Núcleo de Empresários de Botuverá, Ronimar Fachini. Já o objetivo da diretoria da Acibr era apresentar seu planejamento estratégico para 2011, com ênfase nos pontos em que se enquadra o município de Botuverá. Todas as observações eram, na verdade, sugestões para fortalecer a atuação do Núcleo e sua representatividade no município. “Uma das sugestões é unir a classe empresarial com outras entidades de classe. Foi o

que aconteceu em Brusque, através do Conselho de Governo, formado pela prefeitura, e do qual a ACIBr é parceira. Nós nos reunimos uma vez por mês para discutir assuntos estratégicos da cidade. Não Empresários de Botuverá recebem a diretoria da ACIBr é algo difícil de fazer e a nossa sugestão é que vocês con- públicas, entre outras. A iniciativa é mais heçam como funciona esse trabalho e, quem abrangente do que o Plano Diretor e não sabe, possam fundá-lo também em Botuverá, está ligada diretamente à prefeitura, ou seja, pensando no crescimento do município”, faz com que a cidade tenha um crescimento destacou o presidente da ACIBr, Nelson Zen gradativo, indiferente da mudança de governos. Filho. Para finalizar, o presidente da Acibr falou Outro projeto desenvolvido em Brusque e lembrado por Zen foi o “Planeja Brusque sobre o Observatório Social, que também está 2040”, que envolve entidades empresari- à disposição de Botuverá para analisar proais, religiosas, associativistas, educacionais, cessos licitatórios da Câmara e Prefeitura.


www.acibr.org.br Jornal da Associação Empresarial de Brusque

Página 12

Empresas aniversariantes mês de JUNHO A2 Controle de Pragas AM Contabilidade Archer Mat. Construção Auge Contab. e Asses. Banco Bradesco S/A Becker Ind. Com. Cosméticos Belli Cópias e Plotagens Brastec Ind.Com.Máq. e Sistemas CDL de Brusque Center System Informática Cervi Contabilidade CESCBr - Centro Empresarial Brusque Colégio Energia Concredol Pré-Moldados Construindo Com.Mat. Constr. Contabilidade Colombi Contasse Contab. Asses. Contidata Cont. e Inform. Dafe Ind. e Com. Dermavita Ind.Com. Prod. Farm.

Estamparia Wenskann Estofaria Tomasi Faixa Azul Agroindustrial Farmácia Lindóia Fiação Águas Negras Fischer Eletrodutos Gracher Empreend. Turísticos Gráfica Bandeirante Hang Padaria, Confeitaria e Loja Havan Lojas de Departamentos HHC Administr. Bens Horst Heinig Imob. Hotel Sgrott Ind. Com. Malhas Pemgir Jateamento Floriani JLM Tecidos Kanto Íntimo Ind. Com. Lavanderia Tom da Cor Magnus Asses. e Inform. Malhas Cadore

MALOSSI ELETRODOMÉSTICOS Fundado em junho de 1961, iniciou suas atividades

Malossi Com. Utilidades Manatex Têxtil MC’JU Ind. e Confec. Panif. e Conf. Deucher Panificadora Ristow Poly Fios Representações Raulino Imóveis Rubens Com de Pneus Santa Fé Tintas Sassipan Panif. e Conf. SB Instalações Gerais Somelos Tecidos Brasil Stolli Ind. Com. Plásticos Supertex Ind. Com. Confec. Tecelagem Olinda Tecelagem Santo Antônio Tecelagem Valle Teresinha Baron Corret. Imóveis Tubos Pereira TV Brusque Unicópias Viva Sport Academia Willrich Ind. Com. Têxtil

com o comércio de alimentos, armarinhos, bebidas e ferramentas. Em 1984 mudou o foco e se especializou na venda de eletrodomésticos e utensílios para o lar.

mês de JULHO 3RHO Interruptores Automotivos Adenacon Marcas e Patentes ADM Peças APE Ind. Com. Confec. Aradefe Ind. Com. Malhas Brumais Corret. Seg. Caixa Econômica Federal Cavacos Araldi CEVISAT CLO Ofic. de Veículos Contabily Contabilidade Coretex Ind Têxtil – Marazul Degustus Restaurante Deko’s Têxtil Dimensional Engenharia Erpa Corret. Seg.

Estillo Conf. Etiquetas Fama Benef. Têxtil Floricultura Tropiflora Foto Primavera Garmisch Têxtil Ind Com Malhas GBA Ind. Com. Malhas RVB Irmãos Beilfuss J & J Contabilidade Khomar Ind Com Confec. Leoni Contabilidade Link Language School Lyon Ind. Com. Malharia Feito Criança Malhas River Sport Matripeças Reparos e Com Peças

STOLTENBERG IRMÃOS A Stoltenberg Irmãos foi fundada no dia 31 de agosto de 1930 e, inicialmente, vendia mercadorias aos agricultores. Só em 1948 a empresa

deira. Hoje, a Stoltenberg é formada por três

entrou no ramo madereiro, com a

estabelecimentos: um em Vidal Ramos e dois

extração e industrialização da ma-

em Brusque, no bairro Centro e Limoeiro.

MC Ofic. Latoaria e Pintura Metalúrgica Coelho Metalúrgica Visa N. A. Móveis Sob Medida O Barateiro Padaria e Conf. Guabiruba Panfi. e Conf. Panissa Pega Mania Confecções Qualifisio Rolasul Com. Repres. Tac Trade Imp. Exp.- Brusweb Tecelagem LM Torrefação e Moagem Café Colonial Transville Transp. e Serv. V. Kings Instr. Musicais Zenvel Veículos


/informativo05