Issuu on Google+

CAPÍTULO 01

CARANGUEJO HITAGI

1 Light Novel Project


001 Senjougahara Hitagi é amplamente conhecida por ser uma menina doente: portanto, não é surpresa que ela esteja livre das aulas de educação física. Mesmo nas aulas da manhã, ela se senta na sombra por causa da sua anemia. Embora eu tenha estado na mesma classe que ela nos três anos do ensino médio, nunca a vi mover-se com ânimo. Ela é uma visitante frequente da enfermaria, e por conta de exames no hospital, muitas vezes chega atrasada para aula, sai cedo ou está completamente ausente. Muitos dos nossos colegas brincam que o hospital é a casa dela. Apesar de doente, ela está longe de ser insignificante. Como se fosse tão fina quanto um fio, ela dá a impressão que vai quebrar ao menor toque. Talvez por isso os garotos da nossa turma meio que brincam dizendo que ela poderia ser a herdeira de uma grande empresa. Parecia quase plausível. Até eu acho que se adapta à Senjougahara. No canto da sala, Senjougahara está sempre lendo sozinha. Às vezes é um livro de capa dura, mas às vezes é uma daquelas histórias em quadrinhos que diminui o seu QI. Ela parece ser bastante indiscriminada sobre sua escolha de livros. Pode ser que ela leia qualquer coisa com palavras, embora possa haver qualidade em suas escolhas de leitura. Ela é inteligente e está no topo da classe. Ela está sempre entre os dez primeiros no ranking anunciado após os exames, em todas as disciplinas. Embora seja pretensioso compará-la a alguém como eu, que falha em todas as disciplinas exceto matemática, deve ser porque nossos cérebros são construídos de forma diferente. Parece que ela não tem amigos. Nem um. Eu nunca a tinha visto conversar com alguém. Do meu ponto de vista, a visão dela lendo um livro pode ter criado um muro em sua volta. Por isso, embora eu estivesse sentado ao lado dela há um pouco mais de dois anos, posso dizer com certeza que nunca troquei qualquer palavra com ela. Infelizmente, com relação a sua voz, só tenho a ouvido dizer “não sei” em resposta às perguntas do professor em sala de aula. (Apesar de eu não saber se ela realmente sabe a resposta ou não, ela sempre responde com “não sei”.) Nos domínios da escola, é comum as pessoas sem amigos formarem comunidades com outras pessoas sem amigos (em outras palavras, uma colônia). Na verdade, eu estava em tal comunidade até o ano 2 Light Novel Project


passado. No entanto, Senjougahara é uma exceção a esta regra. Mas é claro, ela não está sendo intimidada também. Para melhor ou pior, eu nunca a tinha visto ser uma vitima. Eu sempre tive certeza que ela sempre estaria naquele canto da sala lendo o seu livro. Ela havia criado um muro em volta de si. Sua presença era um fato. Sua ausência era esperada. Bem, isso não importa. Depois de passar três anos do ensino médio, com duas centenas de alunos por série entre os anos de primeiro a terceiro ano, senpais, kouhais, colegas e todos os professores que compõem cerca de umas mil pessoas juntas no mesmo espaço. Eu comecei a me perguntar quantas dessas pessoas eu conheço pessoalmente. Eu acho que ninguém iria encontrar a minha resposta deprimente. Mesmo que um milagre aconteça e você compartilhe da mesma classe com alguém por três anos. Eu não acho que você se sinta solitário apenas trocando algumas palavras com essa pessoa. Isso só acaba como uma lembrança de que essa pessoa existiu. Mesmo que eu não saiba o que vai acontecer comigo um ano depois de me formar no ensino médio, eu provavelmente não terei motivo pra lembrar o rosto de Senjougahara, nem serei capaz de fazê-lo. E está bem assim. Deve ser o mesmo para Senjougahara também. Não apenas para ela, mas para todos na escola também. Devo estar errado para sequer pensar em tal coisa como deprimente. Isso foi o que pensei. Mas. Em um dia em particular. Para ser sincero, eu tinha acabado de terminar uma desculpa infernal para uma pausa de primavera, me tornei um aluno do terceiro ano, e vi o fim de uma torturante Golden Week1. Era 08 de maio. Como mencionado anteriormente, eu tinha uma tendência a me atrasar e, portanto, estava correndo pelas escadas da escola. Naquele momento, uma garota caiu do céu.

1

Golden Week é a junção de quatro feriados nacionais numa mesma semana, de 29 de abril a 5 de maio, que ocorre no Japão.

3 Light Novel Project


A garota era Senjougahara Hitagi. Para ser sincero, ela provavelmente não caiu do céu. Ela provavelmente tropeçou na escada e caiu de costas. Eu poderia ter evitado tudo disso, mas escolhi pegá-la e parar sua queda. Parecia uma escolha melhor do que desviar. Não, isso foi provavelmente um erro. Porque... Porque Senjougahara, a quem peguei e, consequentemente, parou de cair, era impossivelmente leve. Sem brincadeira, ela era misteriosa e estranhamente leve. Como se ela não estivesse lá. Isso mesmo. Senjougahara era tão leve, que era como se ela não tivesse peso.

4 Light Novel Project


002 “Senjougahara-san?” Hanekawa inclinou a cabeça para o lado, mostrando perplexidade em seus olhos. “O que você quer saber sobre Senjougahara-san?” “Você sabe,” eu hesitei, “estou apenas curioso.” “Hmm.” “Você sabe, tipo, ela tem um nome estranho, não tem?” “Senjougahara é o nome de um lugar.” “Ah... Bem, não é isso. Estou falando sobre o seu primeiro nome.” “Se eu não estiver errada, o primeiro nome dela é Hitagi, não é? Não é estranho. Se me lembro bem, é um termo relacionado às obras públicas.” “Você realmente sabe tudo...” “Eu não sei tudo. Eu só sei o que eu sei.” Embora Hanekawa não parecesse satisfeita com a minha explicação, ela não persistiu e apenas comentou desligada. “É muito raro para Araragi-kun querer saber de outras pessoas.” “Dá um tempo,” eu disse. Hanekawa Tsubasa. Ela é a representante de classe Ela é uma garota com o ar de representante de classe, com óculos apropriados, obediente às regras, muito séria e popular com os professores, uma das raças raras que hoje em dia só existem nos animes e mangás. Ela foi representante de classe durante toda a vida e tem um ar sobre ela que sugere que continuará a ser representante de classe durante toda a vida, também é a representante de todos os representantes. As pessoas dizem que ela poderia ter sido escolhida por um deus para ser representante de classe, quando digo pessoas quero dizer eu. Ficamos em classes diferentes no primeiro e segundo ano da escola e só acabamos na mesma classe no terceiro ano. Mesmo antes de estarmos na mesma classe, eu tinha ouvido sobre a existência de Hanekawa. Era um fato, se Senjougahara estava no topo da classe a cada 5 Light Novel Project


ano, Hanekawa era a melhor aluna. Ela alcança pontuação máxima de cinco a seis matérias, como se fosse um passeio no parque, e mesmo agora posso lembrar-me de seu talento desumano. Nas provas do primeiro semestre do nosso segundo ano, inclusive Educação Física e Artes Plásticas, o único erro que ela cometeu foi uma pergunta “pegadinha” de História. Ela era tão famosa que mesmo se eu não quisesse, eu teria acabado ouvindo sobre ela. E. Infelizmente, não, talvez seja uma coisa boa, mas não descarta o fato de que é irritante. Hanekawa é honesta e prestativa com outras pessoas. E é honestamente lamentável que seja uma pessoa determinada também. Ela é uma pessoa tão séria que não muda de opinião depois de se decidir. Nós tivemos nosso primeiro encontro durante as férias de primavera, num pequeno incidente que agora já deve estar terminado, e embora ela não soubesse que estaríamos na mesma sala ela disse que me reabilitaria. Para alguém como eu, que não era nem um delinquente, nem uma criança problema, nada mais do que um enfeite na sala de aula, a sua declaração veio como um choque. Não importou o quão duro tentei fazê-la desistir, ela me obrigou a me tornar o representante de classe assistente. Foi por isso que hoje, dia 08 de Maio, nós dois ficamos até depois da escola, para planejar o Festival Cultural que era para ser realizado em meados de Junho. “Apesar de este ser o Festival Cultural, nós somos alunos do terceiro ano. Não podemos fazer nada grande porque vamos ter os exames em breve,” disse Hanekawa. Como se esperaria da representante de todos os representantes de classe, ela dá mais importância às provas do que a festivais culturais. “Em vez de perder tempo recolhendo opiniões com pesquisas, que tal pensar em algumas idéias e deixar a classe votá-las?” “Parece bom para mim. Democrático.” “Como de costume, você faz isso soar tão negativo. Como se você já estivesse derrotado.” “Eu não estou derrotado. Não ataque os meus pontos fracos.”

6 Light Novel Project


“De qualquer forma, apenas para referência, Araragi-kun, o que você fez para o Festival Cultural nos últimos dois anos?” “Uma casa assombrada e um café.” “Entendo... o normal, tão normal. Pode-se até dizer medíocre.” “Imagino.” “Medíocre pode ser bom.” “Não diga isso.” “Ahaha.” “A maioria das barracas serão medíocres, mas é uma idéia tão má assim? Não só temos de entreter os convidados, mas também temos que manter as coisas interessantes para nós... Isso me lembra, Senjougahara... Ela não participa de Festivais Culturais, participa?” Não no ano passado, e no ano anterior a esse tampouco. Não é só em Festivais Culturais. Senjougahara provavelmente não participa em qualquer coisa fora do horário de aula normal. É esperado dela o não participar de Festivais Esportivos, mas não participa nem de passeios de classe ou acampamentos. A desculpa é que o médico proibiu qualquer esforço físico, ou algo do tipo. Agora que penso nisso, é estranho. Os exercícios físicos são compreensíveis, mas excluir qualquer forma de atividade física... Mas e se... E se eu não estiver imaginando coisas. E se Senjougahara realmente não tiver peso. Na verdade, tirando as aulas normais, em situações em que ela vai estar rodeada por um grande número de pessoas, como as aulas de educação física, haverá um aumento nas chances de ser tocada, e ela definitivamente não poderia ser capaz de participar. “Você está muito preocupado com Senjougahara?” “Não é verdade.” “Os garotos preferem garotas fracas e doentes depois de tudo. Isso é tão pervertido.”

7 Light Novel Project


Hanekawa brincou. Não é um lado dela fácil de ver. “Doente, hein...” Eu suponho que você poderia chamá-la de doente. Mas será que isso conta como uma doença? Está tudo bem deixar isso como uma doença? É fácil entender o porquê do corpo se tornar mais leve durante a doença, mas isso foi muito além do nível de uma doença. Da escada mais alta, quase como se estivesse dançando, uma menina fina caiu. Foi uma situação onde a pessoa que tentou pegá-la deveria definitivamente ser ferida. Apesar disso, não houve impacto. “Você não deveria saber mais sobre Senjougahara do que eu? Afinal, você está na mesma classe que Senjougahara por três anos consecutivos.” “Pode até ser, mas algumas vezes garotas sabem mais sobre garotas...” “Será...?” Um riso cínico. “Se uma garota tem problemas, ela não iria falar com garotos sobre isso, você não concorda?” “Isso é verdade.” É claro que é verdade. “É por isso... pense nisso como uma questão de representante de classe assistente para representante de classe. Que tipo de pessoa é Senjougahara?” “Bem.” Hanekawa, que não parou de escrever, mesmo enquanto ela falava comigo (ela escreveu, apagou e reescreveu “Casa Assombrada” e “Café” como os primeiros itens na lista de “itens a ser apresentados durante a Festival Cultural”), parou e cruzou seus braços. 8 Light Novel Project


“Senjougahara, bem, seu sobrenome parece até perigoso à primeira vista2, mas ela é uma estudante de honra sem problema algum. Ela é inteligente e não foge dos deveres de limpeza.” “Eu aposto. Eu já sabia disso. Estou perguntando sobre coisas que eu não sei.” “Mas eu só estou na mesma sala que ela há um mês. É claro que há muitas coisas que eu não sei. E teve a Golden Week também.” “Ah, certo, a Golden Week.” “Tem alguma coisa sobre a Golden Week?” “Nada, por favor, continue.” “Ah... Está certo. Senjougahara não é alguém de muitas palavras e não parece ter um amigo sequer. Por mais que eu tente me aproximar dela, ela dá a sensação de ter construído um muro ao redor dela...” “...” Como esperado, ela vê através de todos. Mas claro, eu esperava aquela resposta à minha pergunta. “Isso... é realmente difícil,” disse Hanekawa. Severa. “Pode ser por causa de sua doença, eu suponho. Durante o ensino fundamental, ela era mais enérgica e brilhante.” “Quando você diz ensino fundamental, Hanekawa, você esteve na mesma escola fundamental que Senjougahara?” “Hã? Você não me perguntou por causa disso?” Ela pareceu surpresa. “Somos da mesma escola fundamental, Escola Pública Fundamental Kiyokaze. Mesmo que nós não estivéssemos na mesma classe, Senjougahara era famosa.”

2

Senjougahara foi um campo mítico de batalha entre os deuses do monte Nantai e do monte Akagi. É escrito justamente com os caracteres de campo de batalha e campo/planície.

9 Light Novel Project


Mais do que você, você quer dizer, era o que eu queria dizer, mas não o fiz. Hanekawa odiava ser tratada como alguém famosa. Embora eu ache que ela não é autoconsciente o suficiente, ela parece pensar de si mesma como “uma garota normal, cuja única função é colher os frutos de sua dedicação”. Na opinião dela, estudar é algo que qualquer um pode fazer. “Ela era muito bonita e boa nos esportes.” “Boa nos esportes...” “Ela foi a estrela do atletismo. Ela também quebrou vários recordes, eu acho.” “Atletismo...” Isso significa. Ela não era assim no ensino fundamental. Energética e brilhante, ou seja, para ser claro, é totalmente inimaginável quando você olha para Senjougahara agora. “Por isso eu ouvi muito sobre ela.” “Ouviu?” “Que ela era uma garota muito atenciosa. Que ela não discrimina, que trata a todos igualmente bem e que ela veio de uma família boa. Seu pai foi uma das pessoas mais importantes em uma empresa de capital estrangeiro, mora em uma mansão e, embora ela seja muito rica, ela não é esnobe. Ela está acima de nós e visando ainda mais.” “Ela parece ser uma Supermulher.” “Bem, é provavelmente uma meia-verdade.” Rumores são rumores. “Claro, isso é o que eles estavam dizendo naquele tempo.” “Naquele tempo.” “Depois que entrou no ensino médio, ouvi dizer que ela ficou doente. Apesar disso, fiquei chocada quando acabamos na mesma turma este ano e eu a vi. Afinal, ela não era o tipo de estátua no canto da sala de aula. Pelo menos não em minha mente.” 10 Light Novel Project


Foi o que ela supôs de maneira egoísta, disse Hanekawa. Foi definitivamente uma suposição egoísta. As pessoas mudam. Do ensino fundamental ao ensino médio, é esperado que as pessoas mudem. Eu mudei, e Hanekawa também deve ter mudado. Por isso é compreensível que Senjougahara tenha mudado. Ela deve ter tido seus próprios problemas e talvez realmente tenha ficado doente. Isso poderia ser a razão pela qual ela havia perdido a autoestima. Ela deve ter perdido sua energia. Qualquer um ficaria deprimido quando está doente. Especialmente se tivesse sido muito animado no passado. Fazia sentido. Provavelmente isso podia ter sido a verdade. Se isso não tivesse acontecido esta manhã. Isto é o que posso dizer. “Mas eu provavelmente não deveria dizer isso sobre Senjougahara.” “O quê?” “Comparando com o passado, ela é muito mais bonita agora.” “...” “Sua existência é... muito frágil.” Silêncio. Ela tinha acertado em cheio. Isso. Uma existência frágil. Ela não tinha... presença. Como se ela fosse um espírito? Senjougahara Hitagi. Uma garota doente. Uma garota sem... o peso. 11 Light Novel Project


Uma lenda urbana. O assunto de fofoca. O material de Boatos. Meia-verdade, era isso. “Ah, acabei de lembrar uma coisa.” “Hã?” “Oshino me chamou.” “Oshino-san? Para quê?” “Alguma coisa. Bem, ele provavelmente quer minha ajuda em seu trabalho.” “Entendo.” A expressão de Hanekawa era ilegível. A mudança repentina no tópico, mais como a tentativa visível para contornar o problema, a fez parecer desconfiada. Dizendo que eu tinha de “ajudar em seu trabalho” foi no impulso do momento. É por isso que não me dou bem com pessoas inteligentes. Ela provavelmente pode dizer o que estou pensando. Levantei-me, forçadamente tentando manter meu tom leve. “Então, vou deixar como está agora. Posso deixar o resto com você, Hanekawa?” “Se você concordar em compensar por hoje, então está tudo certo. Não há muito que fazer, por isso vou deixá-lo livre por hoje. Você não deve deixar Oshino-san esperando.” Hanekawa havia dito isso por minha causa. Parece que usar o nome do Oshino-san foi uma boa escolha. Oshino foi um benfeitor para ambos e nós não queremos parecer ingratos. Bem, é claro que eu tinha levado isso em consideração e não era exatamente uma mentira. “Então, para o item do Festival Cultural, está tudo certo se eu tomar a decisão? Embora nós vamos ter a aprovação do resto depois.” “Certo. Vou deixar o resto com você.” “Dê lembranças minhas para o Oshino-san.” 12 Light Novel Project


“Eu vou.” E eu saí da sala de aula.

13 Light Novel Project


003 Saí da sala de aula, fechando a porta com uma única mão e tinha dado um único passo quando, por trás de mim... “Sobre o que você estava falando com Hanekawa-san?” Uma voz perguntou. E eu me virei. Quando me virei, eu ainda era incapaz de determinar a identidade da pessoa atrás de mim, era uma voz desconhecida. Embora eu a tivesse ouvido antes... Isso mesmo, durante a aula, era aquela voz fraca, que sempre respondeu “não sei”. “Não se mexa.” A partir dessas três palavras isoladamente, percebi que era Senjougahara. No instante em que eu a encarei, também percebi que ela havia colocado um estilete na minha boca, como se ela tivesse esperado por isto, como se ela tivesse cortado através do tempo e do espaço. O estilete foi. Tocando o interior da minha bochecha esquerda. “!” “Ah, deixe eu me corrigir: ‘você pode se mover se quiser, mas é perigoso’ seria o mais correto nessa situação.” Embora ela não tivesse me dado permissão para me mover, ainda não era violência, mas era próximo a isso, a lâmina estava tocando dentro da minha bochecha. Eu fiquei, como um bobo, com a boca toda aberta, tremendo, mas congelado no lugar. Estou com medo, eu pensei. Não do estilete. Mas de Senjougahara que, enquanto me ameaçava com um estilete, me olhava friamente, sem se mexer. Se ela tivesse... 14 Light Novel Project


Nunca a tinha visto usar uma expressão tão insegura? Estou confiante agora. Dos olhos de Senjougahara, eu tive confiança de que, apesar de ela não me cortar, o lado do estilete que tocava na parte interna da bochecha não era a parte de trás da lâmina. “Sua curiosidade é como a de uma barata, escavando persistentemente os segredos das pessoas. É inacreditavelmente irritante. Você atacou meus nervos, seu verme chato e desprezível.” “E-ei...” “O que foi? A sua bochecha direita está solitária? Você poderia ter me dito isso antes.” Senjougahara levantou a mão esquerda. Essa agilidade de movimento, como se ela fosse me bater. Eu me preparei, mas o golpe não veio. Não, não era isso. Ela segurava um grampeador na mão esquerda. Antes que eu pudesse identificar o objeto, ele já estava dentro da minha boca. Claro, ela não colocou o grampeador inteiro em minha boca, mas fez de uma maneira que sugeria que o grampo estava indo para minha bochecha direita. Como se ela fosse unir alguma coisa, ela o colocou em minha boca. E, devagar, ela o pressionou. Como se ela fosse grampear algo. “...Ah.” O fim maior e mais pesado do grampeador, ou seja, o dos grampos pontiagudos, o lado plenamente carregado, foi inserido dentro da minha boca e, naturalmente, resultou na minha incapacidade de falar. Com apenas o estilete, eu era capaz de me mover, mas era capaz de falar, mas agora eu nem sequer me atrevo a tentar falar. Eu não precisava pensar nisso. Primeiro ela me fez abrir a boca com um fino corte do estilete e seguiu com o grampeador, o nível de premeditação em seu plano era assustador.

15 Light Novel Project


Droga, a última vez que eu tive coisas dentro da minha boca foi quando eu estava fazendo o tratamento de uma infecção dentária. Para que eu nunca tivesse que repetir essa experiência, eu escovei os dentes todos os dias, eu mastiguei chicletes para remover parasitas, mas agora, fui confrontado com uma situação tão ruim... E desta vez, não tenho nenhum chiclete que possa de alguma forma se livrar de um grampeador. Ou de um estilete. Que maneira de capturar alguém. Num instante, eu estava completamente preso. Nos corredores de uma escola particular, eu estava em uma situação tão absurda que era inimaginável que, do outro lado da parede Hanekawa estava decidindo a atividade de classe para o Festival Cultural. Hanekawa... O que quis dizer com “seu sobrenome parece até perigoso”? Ela é extremamente perigosa. É inesperado Hanekawa equivocar-se. “Depois de perguntar a Hanekawa-san sobre minha vida no ensino fundamental, você pretende perguntar a minha professora de Educação Física, Hoshina-sensei? Ou pretende pular a professora e ir direto para o médico da escola, Harakami-sensei?” “...” Eu não conseguia falar. Eu não sabia o que Senjougahara pensava sobre o eu que não conseguia falar, mas ela suspirou profundamente. “Que erro descuidado. Mesmo que eu estivesse prestando atenção, porque eu estava ‘subindo as escadas’, foi o que aconteceu. É um daqueles peidos que você mal consegue segurar.” “...” Eu devo ser um cara legal por não falar nada sobre o comentário dos peidos, algo que a maioria das garotas sentiria vergonha de falar. “Eu nunca pensei que haveria uma casca de banana na escada”

16 Light Novel Project


“...” Minha vida está nas mãos de uma menina que escorregou numa casca de banana. Mais importante, por que havia uma casaca de banana na escada da escola? “Você percebeu, não é?” Perguntou Senjougahara, com aquele olhar de insegurança em seus olhos. Ela deve ser filha de alguma família rica. “Isso mesmo. Eu não tenho peso.” Sem peso algum. “Bem, apesar de ter dito isso, me é impossível não ter peso. Com a minha altura e estrutura corporal, meu peso deveria estar na faixa dos quarenta.” Ela provavelmente tem cinquenta quilos. Minha bochecha esquerda foi forçada a esticar para fora, e havia pressão na minha bochecha direita. “...!” “Eu não vou perdoar qualquer fantasia estranha sua. Você deve ter me fantasiado nua, não é?” Ela estava inteiramente fora do assunto, mas o resultado foi tão nítido. “Eu deveria estar na faixa dos quarenta,” afirmou. Ela manteve sua posição. “Mas meu peso neste momento é de cinco quilos.” Cinco quilos. Isto não é muito diferente de um bebê recém-nascido. A imagem de um haltere3 de cinco quilos veio à minha mente, e não foi nem perto de zero. Mas para cinco quilos se espalharem no volume de um ser humano, a densidade, para ela, deve sentir com se não tivesse peso.

3

Halteres são os pesos de chumbo para exercícios de ginástica.

17 Light Novel Project


Seria fácil pegá-la quando caiu. “Bem, mesmo que as balanças digam que estou com cinco quilos, eu não sinto isso. Eu não me sinto diferente de quanto eu estava na faixa dos quarenta.” Será que isso... Isso significa que a gravidade não funciona nela? Nem o peso, mas o volume, já que os humanos são compostos principalmente de água, massa específica, assumindo que a densidade é um todo... Simplificando, Senjougahara é apenas um décimo do que a densidade. Se a densidade dos ossos é um décimo do peso real, ela sofre de osteoporose antes do tempo. Seus órgãos e cérebro não seriam capazes de funcionar corretamente. Por isso, é completamente impossível. Não é sobre os números. Se ela fosse tão leve assim, ela estaria morta. “Eu sei o que você está pensando.” “...” “Para ficar olhando para os meus seios, você é nojento.” “...!” Eu juro que não estava olhando! Parece que Senjougahara é uma menina um pouco autoconsciente. Não é inesperado, dada a sua aparência e beleza. Eu apenas queria que Senjougahara tivesse sequer um milésimo das virtudes de Hanekawa. “É por isso que eu odeio pessoas fúteis.” Não parece possível desfazer o mal entendido entre nós, mas o mais importante, eu era da opinião de que Senjougahara não estava realmente doente, que tudo era apenas uma fachada. Com um peso de cinquenta quilos, ela está ou não está doente. Se você disser que ela é forte, ela deve ser um alienígena de um planeta com dez vezes a gravidade da Terra e deve ser muito boa em esportes. Especialmente porque ela estava no atletismo. Embora ela não pareça adequada para a competição... 18 Light Novel Project


“Aconteceu depois de eu ter concluído o ensino fundamental e antes de ter entrado no ensino médio,” disse Senjougahara. “Nesse período estranho, quando eu não era nem uma estudante do fundamental nem uma estudante do ensino médio, mesmo que não fossem férias de primavera, eu fiquei assim.” “...” “Eu conheci... um caranguejo.” Ca-caranguejo? Ela disse caranguejo? Caranguejo como... o caranguejo que você come no inverno? Com uma carapaça e dez pernas, um artrópode? “Ele roubou o meu peso.” “...” “Bem, você realmente não tem que entender. Vai ser um problema para mim se você continuar a fazer perguntas, então eu estou lhe dizendo agora. Araragi-kun. Araragi-kun. Ei, Araragi Koyomi-kun.” Senjougahara chamou meu nome, repetidamente. “Eu não tenho peso, eu não tenho massa. Nada que remotamente seja relacionado ao peso. Não é problemático pra mim em tudo. É como em ‘O Mundo Estranho de Yousuke’. Você gosta do Takahashi Shousuke?” “...” “A única pessoa que sabe disso na escola é Harukami-sensei, o médico. Até este momento, só Harukami-sensei. Nem o diretor Yoshiki-sensei, nem o professor sênior Shimasensei, nem o equilibrado Irinaka-sensei. Apenas Harukami-sensei... E você, Araragi-kun.” “...” “Portanto, agora, o que devo fazer para que você mantenha silêncio sobre o meu segredo? Pelo meu bem, o que devo fazer? Algo além de ‘dilacerar a sua boca’ para que você não possa falar. O que devo fazer para que você jure que vai ‘calar a boca’?” Estilete. 19 Light Novel Project


Grampeador. Ela está bem? Que uma abordagem energética ao seu colega de classe. Está tudo bem para uma pessoa como ela existir? Quando eu penso no fato de que eu sentei, na mesma sala, ao lado de um ser humano tão assustador por mais de dois anos, arrepios correm pela minha espinha. “Segundo os médicos do hospital, a razão é desconhecida. Ou melhor, não deveria haver razão. Depois de fazer o que queriam com meu corpo, que resposta insultante. Deveria ter sido assim desde o começo, deveria ser única coisa que podiam dizer,” disse Senjougahara autodepreciativa. “Você não acha que isso é um absurdo? Apesar de ter sido uma menina perfeitamente normal, perfeitamente bonita até o ensino fundamental.” “...” Vamos ignorar o fato de que ela se autoproclamou bonita. Ela realmente tinha ido para o hospital. Atrasos, sair mais cedo, faltas. E, o médico da escola. Eu imagino o que ele pensou sobre isso. Como eu, assim como eu, não só no curto espaço de duas semanas de férias da primavera, mas sempre. Do que ela havia desistido? O que ela havia abandonado? Havia passado tempo suficiente. “Você vai ter pena de mim? Que gentil você é.” Como se ela tivesse visto em meus pensamentos, ela falou insultuosa. Como se tudo fosse imundo. “Mas eu não quero a sua pena.”

20 Light Novel Project


“...” “O que eu quero é o seu silêncio e a sua indiferença. Você acha que é capaz de fazer isso? Você quer proteger suas bochechas imaculadas, não quer?” Senjougahara sorriu. “Araragi-kun, se você puder me prometer silêncio e indiferença, acene duas vezes. Vou tratar qualquer outra ação como uma jogada ofensiva e vou atacar em conformidade.” Que discurso unilateral. Não tive escolha, eu assenti duas vezes. “Entendo.” Senjougahara, parecia aliviada pela minha escolha de ação. Apesar de eu ter sido deixado sem escolha, apesar de ela ter sido a única a negociar, apesar de seu pedido ter sido algo que eu não podia negar, ela parecia aliviada pelo fato de que eu tinha aceitado. “Obrigada.” Quando ela disse isso, ela tirou o estilete da minha boca, não com cuidado, mas dolorosamente, lentamente. Ela tirou o estilete. O próximo foi o grampea... “...Urgh!?” Grampeou. Inacreditável. Senjougahara fechou o grampeador com força. E antes que eu pudesse responder à dor, ela tirou o grampeador. Eu caí no chão. Agarrando o lado da minha boca em dor. “A-ai.” “Você não vai gritar. Como é admirável,” disse Senjougahara, olhando com uma cara indiferente.

21 Light Novel Project


“Com isso, eu vou deixar pra lá. Se você odeia sua própria incompetência, você pode manter a sua parte do acordo sem um pingo de sinceridade.” “...V-você...” Grampeia. Quando eu estava prestes a dizer alguma coisa, Senjougahara pressionou o grampeador, como se ela grampeasse alguma coisa junto. O grampo caiu diante dos meus olhos. Naturalmente, eu estremeci. Um reflexo condicionado. Com apenas uma tentativa, ela criou um reflexo condicionado. “Tudo certo então, Araragi-kun, a partir de amanhã, por favor, certifique-se de me ignorar. Conto com você.” Depois de dizer aquilo, sem esperar pela minha resposta, ela desceu as escadas. Antes que eu pudesse me levantar da minha posição, ela já tinha virado a esquina e desaparecido da minha vista. “Ah, que mulher diabólica.” Nossos cérebros são definitivamente construídos de maneira diferente. Mesmo que tudo aquilo tivesse acontecido, apesar daquilo, em alguma parte do meu cérebro, eu pensei que ela não faria isso. O fato de ela ter escolhido o grampeador em vez do estilete deveria me dar esperanças. Eu acariciava minha bochecha, não para aliviar a dor, mas para verificar seu estado. “...” Tudo certo. Ele não tinha atravessado. E então, eu inseri o dedo na minha boca. Meu dedo esquerdo, pois era a minha bochecha direita, e eu senti meu dedo dentro. 22 Light Novel Project


A dor não desapareceu e nem foi tão fraca que eu não poderia encontrar o grampo, mas havia apenas um. Como esperado, isso só pretendia ser uma ameaça, e ainda podia ser considerada uma tentativa pacífica... Embora, sinceramente, eu tivesse esperado por isso. Muito bem. O fato de não ter perfurado através da minha bochecha significava que o grampo não tinha dobrado... Ainda estava em sua forma original, com as pontas afiadas para fora. Isso significava que ela não tinha usado toda a sua força. Com o polegar e o indicador, eu o puxei para fora de uma vez. A dor aguda se misturou com o gosto de ferro e sangue. O Sangue jorrava para fora, ao que parece. “Au...” Está tudo certo. Se for só isso, eu vou ficar bem. Enquanto eu lambia os dois furos na parte interna da bochecha, dobrei as pontas do grampo e o coloquei no bolso do meu casaco. Eu peguei o grampo que Senjougahara deixou cair e repeti a ação. Iria ser perigoso, se alguém que não estivesse usando sapatos pisasse sobre ele. Eu não podia deixar de tratar estes grampos como objetos perigosos. “Hã? Por que ainda está aqui, Araragi-kun?” Disse Hanekawa quando ela saiu da sala de aula. Parecia que ela tinha terminado os trabalhos. Isso levou um pouco de tempo. Ou devo dizer o tempo certo. “Você não deveria estar apressado para ir à casa do Oshino-san?” Perguntou Hanekawa. Perece que ela não vai perguntar sobre isso.

23 Light Novel Project


Ela estava do outro lado da parede. Era uma parede muito fina. Apesar disso, ela não notou nada. Senjougahara Hitagi é realmente alguém a ser temida. “Hanekawa... você gosta de bananas?” “Hã? Bem, eu não as odeio. Elas são nutritivas e se eu tivesse que decidir, acho que gosto delas.” “Não importa o quanto você goste delas, não as coma na escola!” “O-o quê?” “Bem, você pode até comê-las na escola, mas se você deixar as cascas na escada, eu nunca vou te perdoar!” “Sobre o que diabos você está falando, Araragi-kun?” Disse Hanekawa, irritada. Isso é de se esperar. “Mais importante, Araragi-kun, sobre Oshino-san...” “Estou indo para lá agora,” eu disse. Tal como eu disse isso, eu deixei Hanekawa e sai correndo em disparada. “Ah, ei, Araragi-kun! Você não deve correr nos corredores! Vou contar ao professor!” Ouvi a mensagem de Hanekawa atrás de mim, mas eu a ignorei. Eu corri. Em todo caso, eu corri. Virando a esquina, a escada. Este é o quarto andar. Ela não pode estar muito longe. Pule, salte, eu desci as escadas, caindo tão suave como se estivesse dançando. O choque do impacto sobre os meus pés. O impacto da gravidade. Mesmo este tipo de impacto... 24 Light Novel Project


Senjougahara não poderia senti-lo. Sem peso. Sem massa. Seu passo a passo duvidoso. Um caranguejo. Ela tinha falado sobre um caranguejo. “Por aqui. Não, por aqui.” Ela não tentou esconder. Ela não pensou que eu poderia correr atrás dela, então deve estar indo direto para o portão da escola. Ela não tem atividades de clube, então deve ser daqueles que vão direto pra casa depois da escola. Mesmo se tivesse algo, ela não estaria começando neste momento. Quando eu cheguei a esta conclusão, desci a escada, passei o terceiro e segundo andares, sem hesitação. Saltando para baixo. E do segundo andar para o primeiro. Senjougahara estava lá. A partir do barulho que eu estava fazendo, ela já devia saber que eu estava chegando e, mesmo que eu estivesse me aproximando por trás, ela já estava virando o rosto para mim. Com aqueles olhos frios. “Espantoso,” ela disse. “Não, eu deveria estar realmente espantada. Você é o primeiro a se recuperar tão rapidamente depois daquilo, Araragi-kun.” “O primeiro...” Aquilo significava que houve outros. Apesar de ter feito tanta confusão sobre isso. Mas era verdade, uma vez que eu pensei nisso, seu segredo de “não ter peso” era um dos que seria exposto ao contato. Era realisticamente impossível. 25 Light Novel Project


Pensando sobre isso, ela tinha dito “a partir deste momento”. Ela pode realmente ser o diabo. “Em todo caso, eu não tinha pensado que você seria capaz de se recuperar da dor em sua bochecha. Normalmente, você não teria sido capaz de se mover daquele lugar.” A voz da experiência. Tão assustador. “Tudo bem, já entendi. Já entendi agora, Araragi-kun. Sua atitude de “olho por olho” não pega bem comigo. Espero que você esteja preparado para isto,” disse Senjougahara, então ela esticou suas mãos ao seu redor. “Vamos lutar.” Começando com estiletes, canetas e grampeadores, todos os tipos de artigos de papelaria apareceram naquelas mãos. Lápis HB bem afiados, bússola, canetas multicoloridas, lapiseiras, cola instantânea, elásticos, clipes de papel, gachuck4, marca textos, pinos de segurança, canetas, corretivo líquido, tesouras, fitas de celofane, kits de costura, régua de triângulo isósceles, réguas de trinta centímetros, transferidores, cola, ferramentas de esculturas, ferramentas de desenho, pesos de papel, potes de tina. ... Tive a sensação de que eu iria ser perseguido no futuro pela simples razão de ter estado na mesma classe que esta pessoa. Pessoalmente, eu senti que a cola instantânea era o mais perigoso. “...Você está enganada. Não estou aqui para lutar.” “Não está?” Ela parecia decepcionada. Mas ela não relaxou seus braços. O armamento variado brilhava. “Então, que negócios você teria comigo?”

4

Gachuck é um clipe de papel; e é colocado usando uma espécie de grampeador.

26 Light Novel Project


“Esta é apenas uma possibilidade, mas,” eu disse, “eu poderia ser capaz de ajudá-la.” “Me ajudar?” Eu podia dizer pelo seu tom de voz que ela estava rindo de mim. Não, ela podia estar enfurecida. “Não brinque. Tenho certeza que te avisei que eu detesto pessoas que têm pena de mim. Do que você acha que é capaz? Vai ser suficiente se você fechar a boca e ficar longe.” “...” “Vou tratar sua bondade como um ato de hostilidade,” disse ela, então deu um passo em minha direção. A sua falta de hesitação era um fato que eu conhecia muito bem, pelo confronto anterior. Um sobre o qual que eu não queria saber. É por isso. É por isso que, sem dizer nada, eu puxei para trás os meus lábios com um dedo e mostrei a ela minha bochecha. Com o meu dedo direito, mostrei a minha bochecha direita. Expondo o interior da minha bochecha. “Hã?” Como esperado, Senjougahara estava chocada. Com um tinido, as armas nas mãos dela caíram no chão. “Você... Como isso é...” Ela não pôde completar a sua pergunta. Está certo. Não havia sequer o cheiro do sangue.

A ferida que Senjougahara tinha feito com o seu grampeador já havia curado sem deixar vestígios.

27 Light Novel Project


004 Tudo aconteceu durante as férias de primavera. Eu fui atacado por uma vampira. Em um tempo com telefones celulares e carros, e quando já é normal viajar ao exterior para uma viagem escolar... É um pouco embaraçoso dizer isso, mas fui atacado por uma vampira. Ela era de uma beleza de tirar o folego. Um lindo monstro. Um lindo, lindo monstro. São geralmente escondidas sob a gola da minha camisa da escola, mas na minha nuca, as marcas de sua mordida ainda permanecem. Antes que esquente, estou pensando em deixar meu cabelo crescer para encobri-las, mas mais importante: provavelmente há muitas histórias de que quando alguém é atacado por um vampiro, pessoas como caçadores de vampiros, especialistas em matar vampiros, ou uma divisão especial da Igreja Cristã, ou um grupo de vampiros que caçam sua própria espécie aparece para salva-lo. Mas, no meu caso, fui salvo por um desconhecido que passava. Por causa disso, eu fui capaz de voltar a ser um ser humano. Eu estou bem com a luz do sol, cruzes e alho, mas houve efeitos colaterais: a minha capacidade física tinha melhorado. Embora eu diga isso, não me refiro as minhas capacidades físicas, mas meu metabolismo aumentou; minha capacidade de curar. Eu não sei o que teria acontecido se a minha bochecha tivesse sido rasgada pelo estilete, mas isso levou menos de trinta segundos para curar a ferida feita pelo grampo. Comparado a outros seres vivos, isso é muito rápido. “Oshino... Oshino-san?” “Está certo. Oshino Meme.” “Oshino Meme, você diz... isso certamente soa como um nome moe.” “Não tenha expectativas tão altas. Ele é um homem de mais de trinta anos.” “Entendo. Mas ele deve ter sido um personagem moe quando era jovem.” 28 Light Novel Project


“Não julgue as pessoas reais dessa forma. Mais importante, você entende o que ‘moe’ e ‘personagem’ são?” “É de conhecimento comum,” disse Senjougahara indiferente. “Eles chamam meu personagem de ‘tsundere’5, não chamam?” “...” Eu acho que eles chamam seu personagem de “tundra”. Conversa pequena. Da Escola Privada de Ensino Médio Naoetsu, onde Hanekawa, Senjougahara e eu estudamos, leva cerca de vinte minutos de bicicleta para chegar a um cursinho localizado fora da área residencial. Se localizava. Aparentemente há alguns anos atrás, por causa das grandes escolas preparatórias que apareceram próximas à estação de trem, este cursinho fechou após sofrer grandes dificuldades financeiras. No momento em que eu soube da existência deste prédio de quatro andares, ele já tinha caído num esplêndido estado de ruína, então o que eu sei de sua história vem apenas de rumores. Perigoso. Propriedade privada. Acesso proibido. Embora o prédio estivesse cercado por uma cerca de segurança e uma confusão de placas e cartazes, existiam muitos buracos na cerca, assim a entrada e saída era possível e fácil. E no meio daquela ruína era onde Oshino morava. Onde ele decidiu fazer sua casa.

5

Tsundere é um personagem que tem uma personalidade inicialmente fria e/ou sarcástica e depois mostra um lado doce e amável.

29 Light Novel Project


Incluindo as férias de primavera, isso tinha mais ou menos um mês. “Em todo caso, minha bunda dói. E há rugas na minha saia.” “Isso não é minha culpa.” “Pare de dar desculpas. Eu vou cortá-la em pedaços.” “Cortar o quê em pedaços!?” “Você não deveria ser mais legal comigo porque é minha primeira vez andando de bicicleta com outra pessoa?” Você não havia dito que gentileza é uma ação de hostilidade? Suas palavras e ações se contradizem. “Tudo bem então, o que devemos fazer?” “Pois bem. Por exemplo, que tal me emprestar a sua mochila como almofada?” “Você não se preocupa com os outros?” “Não se dirija a mim de forma tão casual. Eu disse que era um exemplo, não disse?” O que eu diria pra responder aquilo? Uma excelente pergunta. “Tsc. Comparada a você, Maria Antonieta era provavelmente mais humilde e modesta.” “Ela era minha pupila.” “O que aconteceu com os anos entre vocês duas!?” “Você pode, por favor, parar de me interromper? Você está sendo excessivamente amigável. Se outros não nos conhecessem, eles pensariam que nós éramos colegas de classe.” “Mas nós somos!” Até que ponto ela vai negar o nosso relacionamento? Isto parece demais para mim. 30 Light Novel Project


“Nossa... Tem que ter um pouco de paciência para lidar com alguém como você, não tem...” “Araragi-kun, essa frase soa como se fosse do meu personagem e não do seu, o que é problemático, sabe?” Disse Senjougahara. “Mais importante, onde está a sua mochila? Você está de mãos vazias, não é? Você não tem uma?” Isso me lembra, eu nunca vi Senjougahara carregando alguma coisa. “A informação dos livros didáticos já está na minha cabeça. É por isso que eu deixo tudo no armário da escola. Se eu tiver todos os meus artigos de papelaria comigo, não preciso de uma mochila. Não preciso trocar de roupa para as aulas de educação física também.” “Entendo.” “Se eu não tiver as mãos livres, não vou ser capaz de lutar quando a hora chegar.” “...” Seu corpo inteiro é uma arma. Uma arma humana. “Apesar de ser contra deixar artigos de higiene na escola, que é praticamente a única coisa que me incomoda. Não posso pedir nada emprestado dos outros, pois não tenho amigos.” “Não diga isso de forma tão casual.” “O que tem de errado? Desde que seja para fins higiênicos, não há nada para se envergonhar. Esconder seria mais repugnante, não acha?” Eu acho que escondido é bastante problemático. Bem, depende de cada indivíduo. Não é o melhor lugar pra comentar sobre isso. Antes disso, o que chamou a minha atenção foi a maneira que tinha rejeitado a sua falta de amigos. 31 Light Novel Project


“Oh, isso me lembra.” Não que eu realmente me importasse com isso, mas a questão anterior sobre saias tinha trazido a minha atenção ao fato de que Senjougahara era uma menina depois de tudo e não queria sujar suas roupas. Por isso, eu fiz algum esforço procurando uma entrada maior e ao alcançá-la, eu virei para ela. “Vou segurar seus artigos de papelaria.” “O quê?” “Eu seguro eles pra você, então pode tirá-los.” “O que você disse?” Ela olhava como se eu tivesse feito um pedido irracional a ela. Como se tivesse algo errado com a minha cabeça. “Embora Oshino seja um cara meio estranho, ele é meu salvador.” Além disso. Ele é o salvador de Hanekawa também. “Eu não vou deixá-lo encontrar alguém perigoso, então vou ficar com isso.” “Eu não esperava dizer isso depois de termos chegado.” Senjougahara olhou para mim. “Você me enganou, não foi?” “...” Você tinha que colocar dessa maneira? Senjougahara não disse nada, mas sua expressão era uma mistura de séria contemplação e conflito. Ela olhou fixamente para um ponto perto de seus pés, mas virou a cabeça para me encarar várias vezes. Eu pensei que poderíamos ir embora sem ter entrado, mas depois de um tempo Senjougahara disse: “Eu entendo,” como se tivesse se decidido. “Estenda suas mãos.” 32 Light Novel Project


Com isso, os artigos de papelaria caíram dela como se fossem milhares de pétalas, como se fosse um show de mágica e ela estivesse fazendo um truque. Os materiais com que ela tinha me ameaçado no corredor eram só a ponta do iceberg. Seus bolsos poderiam ser de quatro dimensões. Pode ser uma tecnologia do século XXII. Apesar de ter dito que eu iria segurá-los para ela, me perguntava se tudo caberia em minha bolsa. O governo deve estar negligenciando a segurança pública permitindo que alguém como ela fique andando livremente em público. “Não me entenda mal. Isso não significa que eu confio em você agora,” disse Senjougahara, quando ela terminou de me passar todos os seus artigos de papelaria. “O que você quer dizer com confiança...” “Se você está pensando em me enganar, me trazendo a uma ruína isolada, pensando que vai me fazer pagar pela ferida do grampeador, então está cometendo um grande erro.” “...” Bem, eu acho que isso é um erro também. “Ouça com atenção. Se eu não chamá-los a cada minuto, cinco mil dos meus lacaios iriam atrás da sua família.” “Vai ficar tudo bem, não se preocupe tanto.” “Você está dizendo que isso vai levar apenas um minuto?” “Eu pareço um boxeador pra você?” Quero dizer, como se atreve a ameaçar a minha família. Que ultrajante. Cinco mil pessoas, que enorme mentira. Uma mentira ousada para alguém que não tem amigos. “Você tem duas irmãs mais novas no ensino fundamental, não tem?” “...” 33 Light Novel Project


Ela sabe sobre a minha família. Mesmo que seja uma mentira, isso não é uma piada. Enfim, parece que ela não confia em mim completamente. Em perspectiva ao fato de que Oshino havia dito que a confiança era importante, esta não era uma boa situação. Bom, não tem jeito. De agora em diante, é problema da Senjougahara. Eu sou apenas o guia. Passado o arame farpado, nós entramos na área e no edifício. Mesmo que fosse só fim de tarde, estava bastante escuro. Como o edifício tinha sido deixado em ruínas por muito tempo, a fundação estava ruim e se não tivesse cuidado um de nós iria tropeçar. Foi então que eu percebi. Se uma lata vazia caísse, seria só uma lata vazia, mas para Senjougahara, seria uma lata vazia com dez vezes o peso normal. Se pensarmos em termos relativos... Dez vezes a gravidade, um décimo de gravidade, é um problema que ao contrario dos mangás, não pode ser claramente definido. O raciocínio simplista de que peso leve é igual à alta capacidade física está errado. Além disso, este é um lugar estranho para ela. Não posso evitar que Senjougahara esteja como um animal selvagem em guarda. Mesmo que ela seja dez vezes mais rápida, sua força é apenas um décimo do que era. Eu entendo porque ela estava tão relutante em deixar os artigos de papelaria. E também, o porquê dela não carregar uma mochila. “É por aqui.” Eu estendi minha mão para Senjougahara, que tinha parado na entrada, segurando seu pulso e mostrando-lhe o caminho. Senjougahara parecia desnorteada pelo meu movimento brusco e murmurou: “o quê?”, mas ela me seguiu de perto.

34 Light Novel Project


“Nem sequer pense que eu vou agradecer.” “Já entendi isso.” “Em vez disso, você deveria estar me agradecendo.” “Eu não entendi isso!” “Afinal, eu propositalmente planejei que a ferida fosse no interior da sua bochecha de modo que não aparecesse.” “...” Não importa como você pense sobre isso, parece algo que um atacante diria: “Para não ser óbvio, vou socar no estômago em vez do rosto”. “Em todo caso, se você tivesse perfurado a minha bochecha, isso ainda estaria para fora.” “Mas você tinha uma pele grossa pra começar, então eu de alguma forma pensei que ficaria bem.” “Eu não posso ficar feliz com isso. E o que é esse ‘de alguma forma’?” “Minha intuição tem cerca de dez por cento de precisão.” “Isso é baixo!” “Bem...” Disse Senjougahara, mantendo a distância de mim. “Mas parece que era uma precaução desnecessária, depois de tudo.” “... É o que parece.” “Ofende se eu disser que imortalidade é conveniente?” Pergunta Senjougahara. Eu respondi. “Agora não.” Caso tivesse sido durante as férias de primavera.

35 Light Novel Project


Se alguém tivesse me dito isso... Eu teria morrido. Poderia ter sido um ferimento fatal. “Você pode dizer que é útil e pode dizer que não é. Mas os dois estão certos.” “Mas não diz que é qualquer um dos dois. Não entendi.” Senjougahara encolheu os ombros. “Isso parece com ‘perigo plausível’. Você não sabe se é ou não é algo bom porque não é bem específico.” “O ‘plausível’ nisso não é algo bom.” “Ah, é?” “De qualquer forma, eu não sou mais imortal. Eu sou apenas um ser humano com uma cicatrização mais rápida que o normal, isso é tudo.” “Que pena, entendo.” disse Senjougahara em um tom entediado. “Apesar de que eu tinha a intenção de experimentar todos os tipos de coisas. Que decepcionante.” “Parece que você tinha feito todos os tipos de planos bizarros sem me informar.” “Que insulto. Eu só tinha planejado te desde **** até **** você, isso é tudo.” “Que ****!?” “Eu só queria experimentar isto e aquilo.” “Explique as partes em itálico!” Oshino geralmente ficava no quarto andar. Havia um elevador, mas como esperado, ele não estava funcionando. Portanto, as opções eram apenas quebrar o teto do elevador e seguir os fios até o quarto andar, ou ir pelas escadas. Não importa o quanto se pensasse sobre isso, a segunda opção era melhor. Segurando as mãos de Senjougahara, subimos as escadas. “Araragi-kun, eu tenho uma última coisa a dizer.” “O que seria?”

36 Light Novel Project


“Comigo vestida isso pode não parecer, mas meu corpo, incrivelmente, talvez não seja algo que valha a pena tentar algo.” “...” Senjougahara Hitagi parece desconfiar muito de mim. “Você não consegue entender uma expressão indireta? Então direi isso diretamente. Se você revelar a sua natureza básica e decidir se despir e tentar me estuprar, não importa o que aconteça, eu definitivamente vou me vingar de você como se faz no BL6.” “...” Ela tem zero de prudência e nenhuma noção de vergonha. Quero dizer, realmente assustadora. “Me parece, não apenas pelo o que você diz, mas de um ponto de vista geral, você parece ser excessivamente autoconsciente, como se pensasse ser uma vítima?” “Como você é desagradável. Existem coisas que você pode dizer e coisas que você não pode, sabia?” “Você está plenamente consciente disso!?” “Ainda assim, essa pessoa Oshino, bem, mora num edifício que está prestes a desmoronar.” “Ah... Ele é uma pessoa bastante excêntrica.” Ainda acho difícil responder as perguntas de Senjougahara. “Não deveríamos tê-lo avisado antes, apesar de já ser um pouco tarde para isso agora, já que estamos pedindo um favor?” “É surpreendente ouvir algo de senso comum vindo de você, mas infelizmente ele não tem celular.”

6

BL ou Boys Love, ou ainda yaoi, gênero japonês sobre relacionamentos homossexuais masculinos.

37 Light Novel Project


“Parece que ele não revela o seu verdadeiro caráter. Ele soa bastante duvidoso. O que ele faz para viver?” “Eu não sei bem os detalhes, mas ele é um especialista em situações como as nossas.” “Hmm.” Embora a minha explicação não fosse uma grande explicação, Senjougahara não me pressionou. Ela pode estar pensando que o encontraria de qualquer maneira, e que não haveria qualquer sentido em perguntar. Ambos pareciam ser a interpretação correta. “Ah, Araragi-kun, você está usando o seu relógio no seu pulso direito, não está?” “Hmm? Ah, é.” “Você nasceu ao contrário?” “Você não pode simplesmente perguntar se eu sou canhoto!” “Entendo. Então você nasceu?” “...” Ela é a única que nasceu ao contrário. Quarto andar. Como era um cursinho, os andares eram divididos em três salas de aula. Para cada uma das salas de aula, as portas foram quebradas e se misturavam aos corredores. Eu olhei para a primeira sala de aula, procurando pelo Oshino. “Ai está você, Araragi-kun. Eu estava te esperando.” Oshino Meme estava lá. Ele estava sentado de pernas cruzadas sobre uma cama improvisada a partir de várias mesas gastas que foram empilhadas e amarradas com cordas de plástico, olhando para eles. Como se ele soubesse que eu estava vindo. Como de costume, ele pode ver através de tudo.

38 Light Novel Project


E, Senjougahara foi, claramente, repulsiva. Apesar de tê-la contado sobre ele, o estado imundo de Oshino deve ser muito chocante para alto senso de moda de uma estudante moderna. Qualquer pessoa que vive em tal imundice certamente se tornaria bastante esfarrapada, mas mesmo um cara como eu diria que Oshino está longe ser um cara limpo. Poderíamos dizer apenas que ele não estava limpo, caso alguém quisesse ser realista. E mais importante do que isso, a camisa havaiana psicodélica foi a última gota. Isso sempre vem como uma espécie de choque lembrar que essa pessoa é meu salvador... Ela não parece em nada com Hanekawa. “Oh. Vejo que você trouxe uma garota diferente hoje. Eu nunca vi você com a mesma garota duas vezes, vi? Realmente, eu não poderia estar mais feliz por você.” “Pare com isso, não me faça parecer esse tipo de pessoa.” “Hmm... você não é?” Oshino estava olhando Senjougahara com um olhar perspicaz. Como se ele estivesse olhando para algo atrás dela. “Prazer em conhecê-la, ojou-san.7 Eu sou Oshino.” “O prazer é meu, sou Senjougahara Hitagi.” Em todo caso, as auto apresentações foram feitas. Pelo menos ela não tentou fazer nenhum insulto. Parece que ela tem algum respeito pelos mais velhos. “Eu sou colega de classe de Araragi-kun, foi ele quem me falou sobre você.” “Ah, entendo,” disse Oshino em um tom de voz significativo. Mirando seus olhos para baixo, ele tirou um cigarro e o segurou entre os lábios, sem acendê-lo. As janelas, que já eram incapazes de funcionar como janelas, continham apenas cacos de vidro, e Oshino parecia estar olhando para longe. 7

Forma de tratamento formal, significa “senhorita”.

39 Light Novel Project


E depois de um longo silêncio, ele se virou para mim. “Você gosta de meninas com franjas retas, Araragi-kun?” “Como eu disse, não me faça parecer esse tipo de pessoa. Só lolicons8 gostam de franjas retas. Não me misture à sua geração, onde a adolescência foi quando passava Três é Demais.” “É claro,” riu Oshino. Com isso, Senjougahara franziu a testa. Ela parecia ter sido insultada pelo termo “loli”. “Bem... Eu acho que vai ser melhor perguntar diretamente a ela, mas de qualquer modo, Oshino, dois anos atrás, ela...” “Não me chame assim tão informalmente,” disse Senjougahara determinada. “Então como você quer que eu chame você?” “Senjougahara-sama.” “...” Ela está sã? “... Sen-jou-ga-ha-ra-sa-ma.” Longo, arrastado e sarcástico. “Eu não gosto da maneira que você pronuncia isso. Diga corretamente.” “Senjougahara-chan.” Ela enfiou os dedos nos meus olhos. “Vou ficar cego!” “Isso porque você foi rude.” “De onde vem essa Troca Equivalente!?” 8

Lolicon é a abreviatura de Complexo de Lolita em inglês. Geralmente é usada quando se refere a situações que retratam meninas menores de idade (até 17 anos) em situações sexuais ou de nudez.

40 Light Novel Project


“Minhas palavras ofensivas são preenchidas com quarenta gramas de cobre, vinte e cinco gramas de zinco, quinze gramas de níquel, com cinco gramas de constrangimento e noventa e sete quilos de rancor.”9 “Isso é principalmente rancor, não é!?” “A propósito, o pouco constrangimento era uma piada.” “Você só tirou o ingrediente mais importante!” “Você com certeza faz barulho. Se você não ficar quieto, eu vou lhe dar o apelido de ‘cólica menstrual’.” “Isso soa como um monstro suicida!” “Qual é o seu problema? É como a palavra sugere, então não há nada para se envergonhar.” “Isso e ser rancorosa são coisas diferentes!” Senjougahara parecia satisfeita com isso e virou-se para Oshino. “Eu gostaria de saber sobre algumas coisas.” Ao invés de apenas para Oshino, seu tom de voz sugeria que ela estava se dirigindo a ambos, Oshino e eu, enquanto apontava para o canto da sala de aula. Nesse lugar, havia uma jovem garota, suficientemente jovem para ainda não entrar no ensino médio, abraçando seus joelhos. Ela parecia ter cerca de oito anos de idade, usando chapéu e óculos de aviador, com a pele branca o cabelo loiro, abraçada aos joelhos no canto. “O que é essa criança?” Ela perguntou “o quê” em vez de “quem”, o que significava que Senjougahara era perceptiva. De qualquer forma, mesmo se não tivesse sido Senjougahara, as pessoas mais perspicazes teriam notado que havia algo diferente sobre a menina, especialmente porque ela olhou para Oshino com um olhar inseguro.

9

Para ganhar uma coisa, é preciso dar outra de mesmo valor em troca. Senjougahara justifica citando a composição química de suas palavras. Tudo uma referência à ao anime/mangá Fullmetal Alchemist.

41 Light Novel Project


“Ah, você não precisa se preocupar com ela,” eu expliquei, antes que Oshino pudesse dizer alguma coisa. “Ela está apenas sentada lá, ela não vai fazer nada, então... Vai ficar tudo bem. Ela não tem nem sombra, nem forma. Uma criança sem nome, sem existência.” “Oh, não, não, Araragi-kun,” interrompeu Oshino. “Você está certo sobre ela não ter sombra, forma, nem existência, mas eu lhe dei um nome ontem. Já que ela foi muito útil durante a Golden Week e seria inconveniente se ela não tivesse um nome. E, enquanto ela não tiver um nome, ela vai continuar a ser uma atrocidade.” “Hmm, um nome. E qual nome deu a ela?” “Oshino Shinobu.” “Shinobu, hmm.” Um nome verdadeiramente japonês. Embora isso realmente não importe neste caso. “Um coração sob uma lâmina. Um bom nome, apropriado para ela, não acha? Eu lhe dei o meu sobrenome. Acontece que o kanji para ‘Shinobu’ também faz parte do meu nome. Servindo a dois propósitos e tendo triplo significado. Um nome de bom gosto, você não acha? Eu gosto bastante dele.” “Isso realmente importa?” Mas como isso não importa para mim. “Eu considerei muito poucos e limitei para Oshino Shinobu ou Oshino Oshino, mas eu escolhi o que soou melhor ao invés do que joga com a fonética. Eu acho que a Senhorita Representante de classe estaria muito feliz com a escolha do kanji também.” “Está bem.” Eu realmente não me importo. Pensando bem, “Oshino” está fora de questão. “Como eu disse.” 42 Light Novel Project


Em um tom de voz que sugeria que ela teve o bastante desta palestra inescrutável, Senjougahara perguntou: “O que é esta criança?” “Como eu disse, nada.” As ruínas de uma vampira. Os restos vazios de um lindo monstro. Não importa o que eu disse, fazer o quê, não é? De qualquer forma, não foi relatado para Senjougahara, mas é o meu próprio problema. Enquanto eu viver, é um fardo que eu vou ter que carregar. “Nada, você diz. Certo.” “...” Que mulher indiferente. “Minha avó paterna costumava dizer ao meu pai: ‘Não importa que ela seja indiferente, contanto que ela cresça wakumashii’.” “O que é wakumashii?”10 Ela despronunciou isso. Parecido a pronunciar ortodoxo como ordotoxo. “Antes disso.” Senjougahara mudou o seu olhar da ex-vampira, uma menina de pele branca e cabelos loiros, também chamada de Oshino Shinobu, para Oshino Meme. “Ouvi dizer que você poderia me ajudar.” “Eu? Isso é impossível,” disse Oshino em tom de brincadeira.

10

Senjougahara troca duas sílabas de um comercial japonês de presunto dos anos 80, onde dizem: “Não importa que seja desobediente, contanto que cresça forte”. Wakumashii não existe em japonês.

43 Light Novel Project


“Apenas você pode se ajudar, ojou-san.” “...” Uau. Os olhos de Senjougahara se estreitaram para a metade do seu tamanho normal. Ela é claramente suspeita. “Até hoje, foram cinco pessoas que me disseram exatamente essas palavras. Eles eram todos vigaristas. Você é um deles, Oshino-san?” “Hahaha. Ojou-san, você com certeza é enérgica. Será que algo de bom acontecerá com você?” Por que na Terra você está usando palavras tão provocativas? Há pessoas nas quais estas palavras irão funcionar, como Hanekawa, mas não irá funcionar em Senjougahara. Ela é do tipo que iria reforçar o desafio. “Tá certo, tá certo.” Eu relutantemente intervim para mediar. Eu me inseri forçadamente entre eles. “Não interrompa. Eu mato você.” “...” Agora, esta mulher, falou sobre me matar, e não casualmente. Por que eu estou sempre na linha de fogo? Ela é como uma bomba. Bom Deus, eu não tenho palavras para descrevê-la. “Bem, em todo caso,” disse Oshino sem cerimônia, em contraste com a situação tensa.

44 Light Novel Project


“Se você não me contar sobre a sua situação, não seremos capazes de fazer nada. Eu não sou muito bom em ler a mente das pessoas. Se você não falar, não vou ser capaz de chegar ao coração do problema. Eu vou guardar o seu segredo, então não se preocupe.” “...” “Ah. Bem. Vou explicar um pouco o...” “Tudo bem, Araragi-kun.” Senjougahara me interrompeu novamente. “Farei isso eu mesma.” “Senjougahara.” “Eu posso fazer isso eu mesma.” Ela disse.

45 Light Novel Project


005 Duas horas depois. Eu estava no apartamento de Senjougahara, deixando Oshino e Shinobu para trás no cursinho abandonado. A casa da Senjougahara. Era chamado de Tamikura-sou. Um prédio de madeira de dois andares, construído há trinta anos. Pequenas caixas de correio na porta. Um chuveiro e vaso sanitário incluído, a contragosto, em cada apartamento. Um quarto de seis tatames com uma pequena pia. Vinte minutos de caminhada até a parada de ônibus mais próxima. O aluguel varia de trinta a quarenta mil, dependendo do quarto (incluindo manutenção, serviços, e taxa de condomínio). Não é exatamente o que Hanekawa me fez acreditar. Deve estar exposto em meu rosto. Sem nem perguntar, Senjougahara disse, sem rodeios, “minha mãe se juntou a um culto”. Como se aquilo fosse uma desculpa. Ela estava, claramente, encobrindo a maior parte. “Ela não só deu todo o nosso dinheiro para eles, ela fez grandes dívidas doando para eles. Sua casa entrou em conflito antes de uma queda.” “Um culto?” Uma dessas perigosas “religiões” da nova era. Todas elas levavam ao mesmo resultado. “Eles finalmente concordaram em se divorciar no fim do ano passado. Meu pai ficou com minha guarda, e nós vivemos aqui. Pelo menos eu vivo... mas toda a dívida está no nome do meu pai, então ele está trabalhando dia e noite para pagar, e quase nunca está em casa. Eu vivo praticamente sozinha aqui. Com toda liberdade que isso implica.” Parece ótimo.

46 Light Novel Project


“Mas o endereço oficial na lista escolar ainda é o antigo. Hanekawa-san não deveria saber.” Umm... Você não deveria mudá-lo? “Eu prefiro que inimigos em potencial não saibam onde vivo.” “Todo o mundo é inimigo, hã?” Normalmente isso pareceria um exagero. Mas com um segredo que você estava desesperado para proteger, poderia ter sido um nível responsável de cautela. “Senjougahara. Quando sua mãe se juntou a esse culto... ela estava tentando te ajudar?” “Que pergunta horrível,” ela riu. “Não sei. Talvez não.” Uma resposta horrível. Provavelmente é o que eu ganho por perguntar. Foi uma pergunta horrível. Só de pensar nisso fez meu estomago embrulhar. Eu não deveria ter perguntado, e porque eu o fiz, Senjougahara estava absolutamente certa em liberar o poder total de sua língua. É claro que a família dela teria percebido que a filha deles não possuía mais peso. Especialmente a mãe dela. A família não era como a escola, onde possuímos um pequeno espaço em volta das nossas carteiras. Se alguma coisa terrível acontecesse à sua única filha, você perceberia na hora. E como os médicos não tinham ideia de como ajudá-la, e os testes não paravam, ninguém poderia culpar a mãe dela por procurar ajuda em outros lugares. Não, talvez pudéssemos culpá-la. Não me cabia dizer. Eu não deveria falar como se entendesse alguma coisa. De qualquer forma. De qualquer forma, lá estava eu na casa de Senjougahara, Tamikura-sou quarto 201, sentando numa almofada e olhando para o vapor subindo do chá que ela me deu. 47 Light Novel Project


Dada a personalidade dela, eu assumi que ela me faria esperar do lado de fora, mas ela me deixou entrar, e até me fez chá. Isso foi um choque. “Vou torturar você.” “Umm...” “Quero dizer, receber você.” “Certo...” “Não, talvez eu quisesse dizer torturar.” “Eu prefiro mais receber! Nenhuma outra opção é aceitável! Nem todo mundo pode corrigir seus próprios erros! Bem feito, Senjougahara-san!” E essa é toda a conversa que tivemos. Acabei sentando aqui, frustrado. Não podia admitir que me sentia transtornado por entrar na casa de uma garota que acabei de conhecer. Tudo que pude fazer era olhar para meu chá. Senjougahara estava tomando banho. Limpando seu corpo, se purificando. Oshino disse-lhe para limpar seu corpo em água fria, e então trocar de roupas; elas não precisavam ser novas nem nada, apenas limpas. E eu a acompanhei de volta. Ela montou na minha bicicleta da escola até o Oshino, e foi isso, mas Oshino também deixou umas poucas instruções. Olhei em volta da sala. Era realmente esquelética, difícil de acreditar que uma adolescente morava aqui. Encostei-me na cômoda atrás de mim. Refletindo no diagnóstico de Oshino. Quando Senjougahara terminou de contar a ele sua situação, Oshino concordou, olhou para o teto por um longo momento, e finalmente disse “um Caranguejo de Fardo”. “E isso é?” Senjougahara pressionou. “Uma lenda popular nas montanhas de Kyushu. Alguns lugares o chamam de um Caranguejo de Fardo, alguns lugares de Caranguejo de Peso, ou Caranguejo de Peso Morto,

48 Light Novel Project


alguns lugares até o chamam de Deus ao invés disso. Kami e Kani11 não soam tão diferentes, afinal. Os detalhes sobre ele variam, mas uma coisa que todos têm em comum é que eles tomam o peso das pessoas. Pessoas que os encontram, que os encontram do jeito errado, é como se não existissem do mesmo jeito que costumavam existir.” “Muda a forma como você existe?” Você se torna frágil. Delicado. E mais bonito. “Em alguns casos, pessoas até deixam de existir. Se você for para o norte, tem algo chamado Pedra de Carga, mas não acho que estejam relacionados. Um é uma pedra e outro é um caranguejo.” “Então... é mesmo um caranguejo?” “Você é idiota, Araragi-kun,” Oshino parecia completamente ofendido comigo. “Estamos falando da Prefeitura de Miyazaki... talvez Oita também. Elas nem têm caranguejos. É só uma história. E as coisas que não se encontram com frequência são mais fáceis de inventar. Assim como é mais fácil ficar animado com desilusões e fofocas.” “Caranguejos sequer são japoneses?” “Você pode ter comido o tipo americano. Mas você deveria ler suas velhas histórias japonesas, Araragi-kun. Você nunca escutou ‘O Caranguejo e o Macaco’? A Rússia tem uma história famosa sobre um caranguejo, e a China também tem algumas. O Japão não é exceção.” “Ah, certo. Eu escutei essa história. Ou escutei falar dela. Mas... por que Miyazaki?” “Quem foi que foi atacado por um vampiro numa cidade rural e pacata? O lugar realmente não importa. Só as condições que nascem lá.” Embora até Oshino tenha admitido que o clima local fosse um fator importante. “Não precisava ser um caranguejo, sério. Poderia ter sido um coelho. Algumas histórias até falam de uma mulher bonita, não como a Shinobu-chan nem nada, mas a história existe.”

11

Kami significa deus, enquanto kani significa caranguejo.

49 Light Novel Project


“Uh... Como os desenhos da lua.” Já a estamos chamando de Shinobu-chan? De repente, senti pena dela. Uma vez uma vampira lendária... Agora adereçada como -chan. “Mas se você disse que encontrou um caranguejo, então vamos assumir que foi um caranguejo. O tipo mais comum, afinal.” “Mas o que é isso?” Senjogaraha resmungou. “Não dou a mínima para o nome daquela cosia.” “Mas você dá. O nome é tudo. Como acabei de dizer ao Araragi-kun, eles não têm caranguejos nas montanhas de Kyushu. Existem alguns no Norte, mas não são muitos os que descem todo o caminho até Kyushu.” “Têm os de água doce.” “Talvez, mas esse não é o ponto.” “Então qual é o ponto?” “Eles não costumavam ser caranguejos. Costumavam ser deuses. Kami, não kani. O deus do fardo evoluiu para um caranguejo. Quero dizer, essa é minha teoria pessoal. A maioria das pessoas iria assumir que foi o contrário. Ou pelo menos insistir que os dois estavam ali desde o princípio.” “De qualquer forma, eu nunca soube deles.” “É claro que sim,” disse Oshino. “Você encontrou um.” Aquilo a silenciou. “E ainda está com você.” “Você pode... vê-lo?” “Não posso ver nada,” Oshino disse, rindo alegremente. Uma risada prazerosa e inapropriada, que claramente se esfregava na cara de Senjougahara. 50 Light Novel Project


Teve um efeito parecido em mim. Ele estava, claramente, zombando dela. “Esse não é o seu trabalho?” “É? O ponto todo de chimi-moryo12 é que ninguém pode vê-los. Não se pode vê-los, não se pode tocá-los. Isso é normal.” “Normal. Mas...” “Fantasmas não têm pernas, vampiros não têm reflexos, mas esse não é o ponto, certo? Coisas como essa não podem ser presas. E me diga, garota, se ninguém pode vê-los, e ninguém pode tocá-los... eles existem?” “Existem... Você acabou de dizer que eles existiam!” “Eu disse. Mas ninguém pode vê-los e ninguém pode tocá-los, então cientificamente falando, eles não existem. Não importa se são reais ou não.” Essa era a questão dele. Senjougahara não parecia satisfeita. Soava lógico, mas não era algo que ela podia simplesmente aceitar. Não na posição dela. “Bem, garota, você pode ter tido má sorte, mas você está no lado sortudo da má sorte. O Araragi-kun aqui não só encontrou a dele; ele foi atacado. E atacado por uma vampira. Tem algo mais vergonhoso para um homem do século atual?” Pare com isso. Pare com isso agora. “Você está bem melhor do que ele esteve.” “Por quê?”

12

Referência a Shaman King. São espíritos da montanha que esqueceram sua forma original em vida.

51 Light Novel Project


“Porque deuses estão em todo lugar. Eles estão em todo lugar, e em lugar algum. Estava com você antes de sua atual condição aparecer... mas você também poderia dizer que não estava.” “Isso é algum tipo de Zen?” “Shinto. Shugendo, especificamente,” Oshino disse. “Você precisa entender, garota. Você não acabou desse jeito por cause de alguma coisa. Você apenas mudou seu ponto de vista.” Era sempre assim. Quase exatamente como os médicos disseram, quando eles jogaram a toalha. “Meu ponto de vista? O que você está tentando dizer?” “Estou dizendo, você precisa parar de agir como a vítima, garota,” Oshino rosnou, com uma cólera repentina por detrás de suas palavras. Ele tinha sido assim comigo. E assim com Hanekawa. Eu estava preocupado sobre como Senjougahara iria reagir, mas ela não disse nada. Ela apenas aceitou isso. Isso pareceu impressioná-lo um pouco. “Muito bem. Acho você não é só uma garotinha egoísta no fim das contas.” “O que fez você pensar que eu fosse?” “A maioria das pessoas que encontra Caranguejos do Fardo são. Não é o tipo de coisa que você pode encontrar apenas querendo, e não é o tipo de deus que você geralmente pode tocar. Não como vampiros.” Você não pode tocá-los? Se você não pode tocá-los... Eles não podem tocar você? “Eles não possuem você. Eles apenas existem. A menos que você queira mudar, nada irá mudar. Agora, não estou querendo bisbilhotar nos negócios dos outros. Não quero ajudar você, afinal.” 52 Light Novel Project


Ela teria que salvar a si mesma. Como Oshino sempre diz. “Pare-me se você já tiver escutado isso. É uma velha história de outro país. Era uma vez, um jovem rapaz. Ele era um bom rapaz. Um dia, esse jovem encontrou um velho estranho em um vilarejo. O velho pediu ao homem para vender sua sombra a ele.” “A sombra dele?” “Sim. A sombra que surgia de suas pernas quando o sol brilhava sobre ele. Vendê-la por dez moedas. O jovem rapaz vendeu, sem pensar duas vezes. Vendeu sua sombra por dez moedas.” “... E daí?” “O que você teria feito?” “Não sei. Não saberia a menos que aquilo realmente acontecesse comigo. Talvez eu vendesse talvez eu não vendesse. Depende do preço.” “Essa é a resposta certa. Se eu perguntasse a você o que era mais importante, seu dinheiro ou sua vida, bem... essa é a pergunta errada para começo de conversa. ‘Dinheiro’ não significa nada. Não tem grande diferença entre um iene e um trilhão. Um vale mais do que o outro. Vida significa mais para algumas pessoas do que para as outras. Toda vida é igual? Detesto essa ideia. De qualquer forma, esse jovem não pensou que a sombra dele valesse mais do que dez moedas. Por quê? Do que você iria sentir falta, se você não tivesse sombra? Que problemas isso poderia causar?” Oshino estremeceu. “Mas assim que ele perdeu sua sombra, todos na cidade, até a família dele, o odiaram. Ele não podia se dar bem com ninguém. Não ter uma sombra... era assustador. É claro que era. Assustador demais. Sombras por si só podem ser bem assustadoras, mas não ter uma sombra é ainda mais assustador. A falta de algo que você deveria ter. Resumindo, o jovem rapaz tinha vendido algo que ele deveria ter... por dez moedas.” Ele deixou aquilo no ar por um momento. “O jovem foi procurar pelo velho, para pegar sua sombra de volta. Mas não importava aonde ele fosse, não importava a quem ele perguntasse, ele nunca encontrou o velho. Fim.” 53 Light Novel Project


“Então,” Senjougahara disse sem piscar, “o que isso tem a ver?” “Bem, nada, mesmo. Apenas pensei que a história poderia despertar algo em você. O jovem pode ter vendido sua sombra, mas você perdeu seu peso.” “Eu não o vendi.” “Não. Você não vendeu. Você o trocou. Perder seu peso pode não ser um problema tão grande quanto perder sua sombra... mas causa tantos problemas quanto, socialmente. É isso.” “O que você quer dizer?” “Quero dizer, terminei de falar,” ele disse, e bateu palmas, uma vez. “Certo. Se quiser pegar seu peso de volta, então eu farei o que puder. Araragi-kun te apresentou, afinal.” “Você vai me ajudar?” “Não vou. Vou só fazer o que posso,” Oshino disse, olhando para seu relógio. Em seu pulso esquerdo. “O sol ainda está de pé, então vá para casa. Lave seu corpo em água fria, coloque algumas roupas limpas. Tenho alguns preparativos do meu lado. Se você está na sala do Araragi-kun, você é provavelmente uma estudante bastante aplicada, então devo perguntar... você é capaz de vir à noite?” “Sim, se a ocasião exigir.” “Então vamos nos encontrar aqui de novo na batida da meia noite.” “Certo. Por roupas limpas, você quer dizer...?” “Não precisam ser novas. Não seu uniforme, contudo. Você o usa todo dia.” “E o que eu devo a você?” “Hm?” “Não banque o idiota. Você não vai fazer isso de caridade.” “Oh, hm...” Oshino olhou para mim, como se estivesse me avaliando. “Bem, se isso fizer você se sentir melhor, então cem mil ienes.” “Cem mil,” ela disse, como se estivesse confirmando.

54 Light Novel Project


“Trabalhe num bico em uma lanchonete por um mês ou dois, e vai conseguir isso facilmente. Parece justo.” “Bela barganha, comparada à minha.” “Sério? Eu cobrei cem mil da representante de classe-chan também.” “E você me cobrou cinco milhões!” “Bem, você era um vampiro.” “Você não pode por a culpa de tudo nos vampiros! Quem se importa se eles são populares agora!” “Pode pagar?” ele perguntou, ignorando meus choros. “É claro,” ela disse. “Não importa o que eu tenha que fazer.” E então... Duas horas depois, no quarto dela. O apartamento de Senjougahara. Eu olhei em volta de novo. Cem mil ienes pode não ser tanto normalmente, mas julgando pelo estado do quarto dela, era provavelmente bastante para Senjougahara. Uma cômoda, uma mesa de chá, e uma pequena estante. Isso era tudo. Pela quantidade de livros que ela lê, havia surpreendentemente poucos no quarto dela. Ela deve pegar a maior parte deles de sebos e bibliotecas. Como uma estudante pobre. Que, eu acho, Senjougahara era. Ela disse que estava indo para a escola com uma bolsa de estudos. Oshino tinha sugerido que Senjougahara teve mais sorte do que eu, mas eu tinha minhas dúvidas. Certamente, a vida dela não estava no mesmo tipo de perigo, e ela era menos perigosa àqueles à sua volta; poucas coisas chegam perto de vampiros nesses dois extremos. Perdi a 55 Light Novel Project


conta de quantas vezes desejei simplesmente ter morrido em vez daquilo, e aquela foi uma armadilha fácil de cair naquela hora, mesmo agora. Então, é. Senjougahara pode estar no lado sortudo da má sorte. Mas considerando como Hanekawa descreveu a vida dela no primário, era realmente difícil ver daquela forma. Definitivamente não era uma comparação justa. Hanekawa... Comparada com Hanekawa Tsubasa? Essa era uma mulher com uma experiência poderosamente estranha. Eu fui atacado por um demônio, Senjougahara encontrou um caranguejo, e Hanekawa foi transfixada por um gato. Na Golden Week. Aconteceu tanta coisa nela que parecia algo acontecido num passado distante. Mas havia acontecido há poucos dias atrás. Embora Hanekawa não se lembre da Golden Week. Tudo que ela realmente sabia era que Oshino tinha conseguido cuidar disso de alguma forma, então talvez ela não tenha ideia de como as coisas foram ruins. Mas eu me lembro de tudo. Foi uma completa bagunça. Mesmo após sobreviver ao demônio. Nunca pude imaginar que um gato poderia ter sido mais aterrorizante que um demônio. De novo, sob de risco a vida e integridade física, a experiência da Hanekawa foi pior que a de Senjougahara. Mas vendo por quanto tempo Senjougahara sofreu em silêncio, as coisas não eram tão simples. Tudo importava. Tudo era válido. O quão ruim as coisas tinham que ser para você considerar gentil o ato de um inimigo? O jovem que vendeu sua sombra. A garota que perdeu seu peso. Eu nunca poderia saber.

56 Light Novel Project


Nunca poderia compreender. “Terminei meu banho,” disse Senjougahara, saindo do banheiro. Nua. Eu gritei, encolhido. “Saia. Não posso alcançar minhas roupas.” Senjougahara apontou para a cômoda atrás de mim. Ela parecia estar mais irritada com seu cabelo molhado do que parecia preocupada comigo vendo-a. “Coloque algumas roupas!” “Eu planejo.” “Você planeja!?” “Preferiria que eu não planejasse!?” “Por que você já não as colocou!?” “Esqueci de levar algumas comigo.” “Então enrole a toalha em volta de si ou alguma coisa!” “Oh, isso seria triste.” Não sei como ela pode ser tão indiferente quanto a isso. Estava tão claro como o dia que não havia motivo para argumentar as razões dela, então eu deslizei para fora do caminho, e me joguei para baixo na frente da estante, contando cuidadosamente as lombadas diante de mim. Tentando focar meu olhar e meus pensamentos. Ai. Eu nunca havia visto uma mulher nua antes... Não na vida real, de qualquer forma. Não era bem o que imaginei. Eu ainda afirmo que tinha ideias muito fundamentadas sobre como seria, mas o que imaginei não era isso... Completamente nua, com essa franca indiferença. 57 Light Novel Project


“Roupas limpas... Você acha que branco é melhor?” “Não faço ideia.” “Todas as minhas calcinhas têm figuras.” “Não é da minha conta!” “Só estou pedindo por um conselho. Não precisa gritar tão alto. Honestamente, é como se você estivesse passando pela menopausa.” Eu escutei a gaveta se abrir. O barulho de roupas. Isso era ruim. Foi marcado a ferro e fogo em meu cérebro. Não iria embora. “Araragi-kun. Você não está excitado por me ver nua, está?” “Se eu, hipoteticamente, estivesse, não seria culpa minha.” “Vá em frente e ponha um dedo em mim. Soube que morder a língua sempre é fatal.” “Sim, sim, você é muito protetora com seu corpo.” “Eu estava planejando morder a sua língua.” “Isso seria convenientemente aterrador.” Santos céus. Ela parecia incapaz de ver a situação do meu ponto de vista. Era impossível para algum ser humano ser capaz de entender o outro? Esse era um conceito que eu deveria apenas aprender a aceitar? “Não se preocupe, você pode olhar agora.” “Certo. Bom.” Eu me virei. Ela ainda estava de roupa intima. 58 Light Novel Project


Nem mesmo usando meias. “O que você está tentando conseguir aqui!?” “O que você acha? Estou recompensando-o por sua ajuda hoje. Fique feliz.” “...” Uma recompensa? Desconcertante. Eu preferia receber um pedido de desculpas. “Fique feliz!” “Agora você está brava!?” “Os bons modos determinam que você expressa uma opinião!” “U-Uma opinião?” Modos? Como devo responder? Um... “V-você tem um corpo incrível...?” “... Patético.” Ela me deu o tipo de olhar geralmente reservado para recusar com nojo. Mas com um pingo de pena. “Você será virgem para sempre.” “Eu serei...? Você veio do futuro!?” “Tente não cuspir. Virgindade é contagiosa.” “Não é uma doença!” Uma vez perdida, nunca irá voltar.

59 Light Novel Project


“Quanto a isso, por que nós simplesmente assumimos que sou virgem?” “Porque você é. Nenhuma criança iria dormir com você.” “Duas objeções! Primeira, não sou pedófilo! Segunda, eu definitivamente acho que poderia encontrar algumas se eu procurasse bem!” “Se a primeira for verdade então a segunda não pode ser.” “...” Bom ponto. “Mas admito que foi presunção minha.” “Estou feliz em escutar isso.” “Se você usou uma profissional...” “Ok, ok, admito! Sou virgem!” A coisa mais humilhante de se confessar. Senjougahara parecia muito satisfeita. “Você deveria ter dito isso no começo. Você já usou metade da sorte que teria pelo resto de sua vida, então fique quieto e valorize-a.” “Você é secretamente um shinigami?” Faça um contrato com um shinigami, veja uma garota pelada. São os melhores olhos de shinigami13. “Não se preocupe,” ela disse. Enquanto falava, ela pegou uma camisa branca da gaveta da cômoda, e colocou por cima do sutiã azul celeste. Parecia ridículo contar os livros na estante dela de novo, então apenas assisti. “Não vou contar à Hanekawa-san.” “Hanekawa...?” “Você tem uma queda por ela, não tem?” 13

Referência a Death Note, onde se troca metade do tempo de vida restante por olhos de shinigami, com a habilidade de ver o nome e o tempo de vida restante das outras pessoas.

60 Light Novel Project


“Não é verdade.” “É mesmo? Vocês conversam tanto que simplesmente assumi isso. E tentei te enganar pra confirmar.” “Não tente enganar os outros no meio de uma conversa!” “Silêncio. Deseja ser apagado?” “Quanto poder você possui, afinal?” Fiquei um pouco surpreso em saber que Senjougahara prestava realmente toda essa atenção ao resto de nós. Eu na verdade me perguntava se ela sequer sabia que eu era assistente da representante de classe. Ou talvez ela tivesse apenas admitido que seríamos inimigos dela um dia e nos vigiou. “Não é tanto assim que nos falamos, mas sim ela que continua falando comigo.” “Quem você pensa que é? Está tentando implicar que Hanekawa-san tem uma queda por você?” “Isso com certeza não é verdade,” eu disse. “Hanekawa está só... cuidando de mim. Ela é uma intrometida, na verdade. Ela tem essa ideia engraçada de que vale a pena sentir pena dos perdedores. E ela quer ajudar a consertá-los.” “Essa é uma ideia engraçada,” Senjougahara disse. “Perdedores são perdedores porque eles nasceram estúpidos.” “... Eu não diria isso.” “Mas está escrito no seu rosto.” “Não está!” “Pensei que você diria isso, então escrevi momentos atrás.” “Ninguém é tão preparado assim!” Francamente. Eu não precisava dizer muito; Senjougahara deveria entender Hanekawa tão bem quanto eu. Julgando pelo o que ela me disse depois da escola, Hanekawa prestava mais atenção em Senjougahara. 61 Light Novel Project


Mas talvez isso explique. “Oshino-san ajudou Hanekawa-san também?” “Hm. Sim.” Senjougahara terminou de abotoar a camisa dela, e prosseguiu colocando um casaco branco por cima dela. Aparentemente, ela tinha planejado vestir completamente a parte superior de seu corpo antes de colocar qualquer coisa na inferior. Acho que todos possuem formas diferentes de se vestir. Senjougahara não parecia se importar comigo assistindo. Na verdade, ela parecia ter, deliberadamente, se colocado na minha frente. “Hmm.” “Então... Quero dizer, ele é confiável. Ele não é o cara mais sério do mundo; alegre e cavalheiro e o que você disser, mas ele entende dessas coisas. Não se preocupe. Você não precisa das minhas palavras para isso. Ele fez o mesmo com Hanekawa.” “É o que você diz, Araragi-kun,” disse Senjougahara. “Mas estou com medo de que só confie pela metade nele. Já fui enganada vezes demais.” “...” Cinco pessoas disseram a mesma coisa. Todas elas haviam mentido. E... Esse não parecia ser o fim. “Até o hospital. Eu só saí por inércia. Honestamente, eu já desisti.” “Desistiu...?” Do que ela desistiu? O que ela havia deixado de lado? “Esse mundo pode ser bizarro, mas não possui nem Mugen Mamiya ou Kudan Kukiko.” “...”

62 Light Novel Project


“O melhor que pode conseguir é Tougen Miroku 14 ,” disse Senjougahara, voz encharcada de nojo. “Então Araragi-kun, simplesmente não sou despreocupada o suficiente para aceitar alegremente que apenas por acaso eu escorreguei pelas escadas e o colega de classe que apenas por acaso me pegou apenas por acaso havia sido mordido por um vampiro no feriado de primavera e a pessoa que apenas por acaso aconteceu de salva-lo também apenas por acaso ajudou a representante de classe e agora ele apenas por acaso está tentando me ajudar.” E com isso, Senjougahara começou a tirar seu casaco de lã. “Finalmente você colocou algumas roupas, por que você está as tirando de novo?” “Esqueci de lavar meu cabelo.” “Você na verdade é um pouco idiota?” “Não seja grosso. E se você ferir meus sentimentos?” O secador dela parecia caro. Aparentemente, ela cuidava bastante da aparência. Olhando-a de novo, até a roupa intima dela foi cuidadosamente escolhida. Era estranho como o que havia, até um dia antes, sido o foco principal de uma parte significativa dos meus pensamentos agora parecia nada mais do que alguns restos de roupa. Derramei uma lágrima silenciosa por dentro. “Despreocupada...?” “Não sou assim.” “Talvez. Mas e se você fosse?” Eu disse. “E se você fosse despreocupada?” “...” “Não é uma coisa ruim de ser. Você não tem nada a esconder, afinal de contas. Apenas seja confiante, como você é agora.” “Como eu sou agora?” Senjougahara disse, perplexa. 14

Mugen Mamiya, Kudan Kukiko e Tougen Miroku são personagens de Mugen Shinshi e Gakkou Kaidan, ambos mangás de terror escritos por Takahashi Yousuke.

63 Light Novel Project


Pelo visto, ela estava inconsciente do quão incrível a apresentação dela aqui havia sido. “Não é uma coisa ruim...?” “É?” “Acho que não,” ela disse. Então, “mas posso estar escondendo alguma coisa”. “Hm?” “Esqueça.” Com seu cabelo finalmente seco, ela baixou o secador e começou a colocar as roupas de novo. Já que ela as colocou sob o cabelo molhado, sua primeira roupa estava úmida, então ela deixou a camisa e o casaco em cabides, e começou a caçar outra coisa em sua cômoda. “Na minha próxima vida,” Senjougahara disse, “quero ser o Sargento-mor Kururu.” “...” Esta parecia ser uma declaração falaciosa, mas também fazia certo tipo de sentido. “Sei o que você quer dizer. Isso pareceu uma declaração falaciosa, e você não entende o porquê eu iria querer.” “Uh, metade disso está correto.” “Como pensei.” “Quero dizer, pelo menos, você poderia ter dito Anspeçada Dororo.15” “O interruptor do trauma dele liga um pouco perto demais de casa.” “Certo, mas...” “Sem mas. Ou bas.” “Bas?” Eu não podia sequer entender com o que ela havia se equivocado. Perdi completamente o ponto principal dela também.

15

Kururu e Dororo são ambos personagens da série Keroro Gunso, escrita por Yoshizaki Mine.

64 Light Novel Project


Ela provavelmente concordou, já que mudou de assunto imediatamente. “Posso perguntar uma coisa a você, Araragi-kun? Nada importante.” “Claro.” “O que você quis dizer com ‘desenhos da lua’?” “Hã? Quando eu disse isso?” “Mais cedo. Para o Oshino-san.” “Uh...” Oh. Agora eu me lembro. “Certo, Oshino estava falando sobre ser um caranguejo ou um coelho ou uma mulher bonita; esses. No Japão as pessoas geralmente dizem que se parece com um coelho fazendo mochi, mas em outros países o têm como um caranguejo ou o rosto de uma mulher, e assim em diante.” Não verifiquei isso em pessoa, mas foi o que escutei. Senjougahara aparentava nunca ter ouvido essa informação antes. “Estou surpresa que você se incomodou em guardar essa informação inútil. Pela primeira vez, você realmente conseguiu me impressionar.” Com informação inútil. Um elogio meio sarcástico. Eu decidi me mostrar. “Sei muito sobre astronomia e espaço. Eu fiquei bem interessado nisso por um tempo.” “Não se incomode em se gabar para mim. Eu vejo através disso. Não é como se você soubesse de mais alguma coisa.” “Palavras podem machucar, sabia.” “Então chame a polícia das palavras.”

65 Light Novel Project


“...” Nem a polícia de verdade seria páreo para ela. “Eu sei das coisas! Como uh, por exemplo, você sabe por que tem coelhos na lua?” “Não tem coelhos na lua, Araragi-kun. Você é um estudante do ensino médio agora, deveria saber dessas coisas.” “Diga que tem.” Espere, isso estava certo? Dizer que tinha? Confuso. “Era uma vez um deus, ou um Buda talvez... Tanto faz. Houve um deus, e para aquele deus, um coelho se jogou no fogo e queimou até a morte, se sacrificando para o deus. Esse deus ficou emocionado por este ato de autossacrificio, e colocou o coelho na lua, então nunca o esqueceríamos.” Eu apenas vi essa história na TV quando era criança, e não me lembrei dela tão bem assim, então não era exatamente um conhecimento completo, mas eu tinha a essência dele. “Uau, deuses tampouco têm escrúpulos. Esse aí zombou do pobre coelho.” “Essa realmente não é a questão.” “E o coelho também. Você pode, completamente, vê-lo tentando ir para o lado de deus se sacrificando. Conspiração de merda.” “Realmente não é sobre isso.” “Bem, eu certamente não compreendo,” ela retrucou, e começou a tirar a roupa novamente. “Certo, você realmente apenas está exibindo seu corpo para mim, não está?” “Não tenho um corpo que valha exibir. Estava apenas ao avesso e ao contrário.” “Esse é um feito e tanto.” “Admito que não sou perfeita na arte de me vestir.” 66 Light Novel Project


“Você é como uma criança.” “Não. Elas são pesadas.” “Uh.” Perdi essa. Se os sapatos dela fossem pesados, as roupas dela seriam também. Dez vezes mais pesadas do que o normal, roupas não estava para brincadeira. Eu estava envergonhado. Tinha sido uma observação descuidada, completamente desprovida de juízo. “Eu posso ficar cansada disso, mas não fico acostumada a isso. Mas você sabe mais do que eu esperava, Araragi-kun. Permita-me expressar uma leve surpresa. Realmente pode haver um cérebro dentro de seu crânio.” “É claro que tem.” “É claro...? É um milagre que um cérebro possa se formar dentro de um crânio como o seu.” “Agora você só está sendo má.” “Não se preocupe, apenas estou dizendo a verdade.” “No mínimo uma pessoa neste quarto merece, claramente, morrer.” “? Hoshina-sensei não está aqui.” “Você acabou de desejar morte à nossa amada professora representante?” “O caranguejo é o mesmo?” “Hã?” “Um caranguejo se jogou no fogo como o coelho?” “Ah, uh, não, não sei a história do caranguejo. Deve ter uma em algum lugar. Nunca pensei sobre isso. Porque a lua tem mares?”

67 Light Novel Project


“A lua não tem mares. E você parecia ter tanta certeza de que estava dizendo algo inteligente.” “Eh? Não tem? Mas eles...” “Seu conhecimento de astronomia impressiona. Eles são mares apenas no nome.” “Oh.” Hmm. Acho que não posso competir com pessoas realmente espertas. “Então sua verdadeira identidade foi revelada, Araragi-kun. Foi um descuido da minha parte esperar algo além de ignorância vindo de você.” “Você realmente acha que sou um idiota, não acha?” “Como soube!?” “Você parece genuinamente surpresa!” Ela pensou que havia escondido isso? Sério? “Isso é tudo culpa minha. Por minha causa, você percebeu quão bagunçada sua pequena mente é. Sinto-me responsável.” “Espere um pouco, sou realmente muitíssimo idiota?” “Não tema. Não julgo as pessoas por suas notas.” “Você já me julgou pelas minhas!” “Tente não cuspir. Notas ruins são contagiosas.” “Olha, vamos para a mesma escola.” “Mas nós dois iremos nos formar?” “Uh...” Isso realmente era uma dúvida.

68 Light Novel Project


“Eu vou continuar para me formar. Você irá largar o ensino médio.” “Estou no terceiro ano. Eu apenas tenho que terminá-lo!” “Ainda assim, logo você estará me implorando para deixar você desistir, lágrimas correndo por suas bochechas.” “Nunca escutei ninguém falar assim fora de um mangá!” “Compare as médias. A minha é 74.” “Arg.” Ela já venceu. “Só 46.” “Isso arredonda para zero.” “O que? Não, é um sei... Espere, você está arredondando as dezenas! O que você fez com minha média!?” Ela não só tinha que me bater por quase trinta, mas ainda tinha que chicotear o cadáver! “Não sinto que venci a menos que a margem seja de pelo menos uma centena.” “Você arredondou suas próprias dezenas também!?” Implacável. “Bom, de agora em diante, por favor, mantenha-se a pelo menos vinte mil quilômetros de distância de mim o tempo todo.” “Fui banido da Terra!?” “Aquele deus se incomodou em comer o coelho?” “Hã? Ah, de volta para a história. Ele o comeu? Se a história cobrisse isso, seria muito macabro.” “Já é.” “Não sei. Sou idiota, lembra?” 69 Light Novel Project


“Não fique emburrado. Você pode me fazer menos feliz.” “Você não tem pena no fim das contas, tem?” “Ter pena de você não irá trazer paz a esse mundo.” “Se você pode salvar uma única alma, não comece a falar globalmente! Estenda uma mão àqueles à sua frente! Tenho certeza de que você pode fazer isso!” “Certo, pronto.” Senjougahara estava agora usando uma regata branca, uma jaqueta branca e uma saia comprida, também branca. “Se isso acabar bem, uma viagem para Hokkaido para comer caranguejos está marcada.” “Podemos comer caranguejo sem ir para Hokkaido, e está fora da temporada de qualquer forma, mas se você quiser ir, então vá em frente.” “Você vai também.” “Por quê!?” “Você não sabia?” Senjougahara sorriu. “Caranguejos são deliciosos.”

70 Light Novel Project


006 O lugar ficava bem na periferia da cidade. Era muito escuro à noite. Escuridão total. O prédio abandonado estava tão distante da luz do dia, parecia o mesmo dentro ou fora. Nasci e fui criado aqui na cidade, então isso não parecia estranho, não parecia misterioso de nenhum jeito. Na verdade, era a ordem normal das coisas, a forma natural do mundo. Mas Oshino havia viajado e visto muito e disse que a discrepância era a raiz de muitos problemas. Era bom encontrar as raízes tão facilmente. De acordo com ele. De qualquer forma... Era pouco depois da meia noite. Senjougahara e eu voltamos para o cursinho abandonado. Ela havia pegado uma almofada de sua casa e a prendido no assento de trás da bicicleta. Não havíamos comido nada e estávamos com fome. Estacionei a bicicleta no mesmo lugar de antes e entramos pelo buraco na cerca. Oshino estava esperando por nós do outro lado da porta. Como se tivesse estado lá o tempo todo. “... Hein?” As roupas de Oshino pareciam surpreender Senjougahara. Ele estava vestindo um hábito branco. Até penteou o cabelo sempre bagunçado ele havia penteado, parecia uma pessoa diferente. Uma nada desleixada. Roupas fazem o homem. Por que ele parecia mais assustador assim?

71 Light Novel Project


“Oshino-san... você é um padre?” “Não, não mesmo?” Negou rapidamente. “Nem padre, nem monge. Estudei para isso, mas nunca consegui um emprego. Foi complicado.” “Complicado?” “Motivos pessoais, pode ser que tenha ficado mais burro. Estas roupas têm a mesma função que as suas. Eu apenas não tinha outro conjunto limpo. Estamos encontrando um deus aqui, então preciso me limpar, que nem você. Use o tom certo. O tom é importante. Quando lutei com Araragi-kun, eu tinha um crucifixo na mão, um colar de alho e um pouco de Água Benta. Encaixa-se na situação. Posso não ter bons costumes, mas sei o que estou fazendo aqui. Você não vai me pegar balançando uma varinha e espalhando sal em sua cabeça.” “C-certo,” disse Senjougahara. Foi certamente uma surpresa vê-lo assim, mas a reação dela parecia um pouco forte demais. Por quê? “Você parece boa e purificada. Bom. Só para ter certeza, você não está usando maquiagem?” “Pensei que não seria uma boa ideia, então não.” “Bom. Decisão correta. Você tomou banho também, Araragi-kun?” “É. Sem problemas quanto a isso.” Era algo necessário se eu fosse assistir. Evitei mencionar a tentativa de Senjougahara de me espiar no banho. “E ainda parece exatamente o mesmo.” “Tá, tá.” Já que eu era apenas um observador, não troquei de roupa no fim. É claro que eu parecia o mesmo. “Vamos acabar logo com isso. Preparei um espaço no andar de cima.” “Um espaço?” 72 Light Novel Project


“Sim.” Oshino desapareceu nas trevas do interior. Até em roupas brancas ele foi engolido instantaneamente. Mais uma vez, peguei a mão de Senjougahara e a guiei atrás dele. “‘Vamos acabar com isso’? Não está levando isso exatamente a sério, então?” Perguntei. “O que isso deveria significar? Arrastei duas jovens crianças para um local deserto no meio da noite. Minha responsabilidade é de mandar vocês de volta para casa e na cama o mais cedo que eu puder.” “Eu só estava imaginando se poderíamos realmente chutar o traseiro desse caranguejo tão facilmente.” “Que sugestão violenta, Araragi-kun. Aconteceu alguma coisa boa?” disse Oshino, sem nem olhar para trás. “Não é como você e Shinobu-chan, ou a representante de classe-chan e a gata sexy. E não se esqueça, sou pacifista. Eu normalmente evito violência a todo custo. Você e a representante de classe-chan foram pegos maliciosamente, mas isso não se aplica a esse caranguejo.” “Não?” Se houve uma vitima, isso não implica malicia, implica hostilidade? “Como eu disse, estamos lidando com um deus. Deuses apenas estão por aí. Eles não fazem nada. Eles simplesmente existem. Assim como você simplesmente vai para casa após a escola. É culpa dela que isso aconteceu.” Sem dor. Sem luta. Sem possessão. ‘Culpa dela’ não era o melhor jeito de colocar isso, mas Senjougahara não disse nada. Ou fazia sentido para ela, ou ela havia se controlado para não levar a fundo qualquer coisa que ele pudesse dizer, consciente do que estávamos prestes a fazer. “Então não vamos bani-lo ou chutar o traseiro dele, Araragi-kun. Coloque isso em mente. Vamos pedir por um favor. Pedir misericórdia a ele.”

73 Light Novel Project


“Pedir...?” “Sim.” “Ele vai concordar com isso? Ele vai só devolver o peso para Senjougahara?” “Não posso dizer com certeza, mas provavelmente. Não é como perambular por um templo no Ano Novo, no fim das contas. Eles não são tão indiferentes a ponto de ignorarem uma súplica sincera. Deuses estão sempre olhando as coisas no geral. Deuses japoneses estão particularmente fora disso. Eles se importam sobre a humanidade como um todo, talvez, mas como indivíduos? Eles realmente não nos notam. Não importamos nada. Eles não podem me distinguir da Shinobu-chan. Idade, gênero, peso. não importa. Somos todos apenas ‘humanos’. Somos todos a mesma coisa.” A mesma coisa. Não só parecidos. O mesmo. “Hmm. Muito diferente das maldições.” “Então...” Senjougahara disse, como se estivesse tentando juntar coragem para perguntar. “O caranguejo... está por perto?” “Sim. Por perto, perto de todo lugar. Mas para fazê-lo vir aqui, precisamos fazer algumas coisas.” Chegamos ao terceiro andar. E entramos em uma das salas. A sala estava toda coberta por cordas Sagradas de Shinto. Todas as carteiras e cadeiras foram removidas e na frente do quadro negro estava um altar. Uma oferenda colocada na mesa. Não parecia algo feito às pressas enquanto estávamos fora. As lâmpadas foram acesas nos cantos, banhando a sala em uma luz suave. “Uma barreira, basicamente. Solo sagrado improvisado. Nada extravagante. Você pode relaxar,” ele disse, olhando para Senjougahara. “Estou... relaxada.”

74 Light Novel Project


“Bom saber.” Entramos. “Vocês dois, mantenham os olhos e suas cabeças abaixadas.” “Hein?” “Vocês estão perante um deus.” Todos nós ficamos em frente ao altar. Isso foi tão diferente de como nós lidamos comigo, ou com Hanekawa. Era eu aquele que não estava relaxado. O ar estava denso, tão denso que poderia levar um homem a loucura. Agachei-me. Pronto para qualquer coisa. Eu não era religioso; como a maioria das pessoas da minha idade, eu mal podia falar a diferença entre Shinto e Budismo, mas havia uma parte de mim, instinto ou algo parecido, que reagia em momentos como esse. Para este momento. E Lugar. “Hm, Oshino...” “O quê, Araragi-kun?” “Eu apenas estava pensando... Dada a situação e esse espaço todo que você fez... Eu sequer deveria estar aqui? Sinto que apenas estou no caminho.” “Você não vai estar. Duvido que haja qualquer problema, mas apenas no caso de ter... Você deve pensar sobre o que pode acontecer em um cenário de só-no-caso. Se isso acontecer, você vai precisar servir de escudo para ela.” “Eu vou?” “Para que mais serviria esse corpo imortal?” “...”

75 Light Novel Project


Essa certamente foi uma boa fala, mas eu tinha muita certeza de que não era para isso. E eu não era mais imortal. “Araragi-kun,” Senjougahara disse. “Você vai me proteger, não vai?” “Quando você virou uma princesa!?” “Ah, vamos. Você estava planejando se matar amanhã de qualquer forma.” “Isso não durou muito.” Esse era o tipo de coisa que você não diria nem pelas costas de alguém, mas ela acabou de dizer na minha cara. Vou precisar pensar bastante para descobrir que pecado horrível cometi em minha vida passada para merecer um rancor tão profundo. “Não estou pedindo a você para fazer isso de graça.” “O que você vai me dar?” “Quer uma recompensa material? Que mesquinho. Não estou exagerando quando digo que uma simples pergunta engloba todas as suas falhas como ser humano.” “... Então o que você vai fazer por mim?” “Vejamos... Acho que vou abandonar meu plano de espalhar um rumor que você é tão nojento que tentou equipar Nera com roupas de escrava quando jogou Dragon Quest V.” “Eu nunca fiz isso!” E ela planejava contar a todos? Que sem coração. “Deveria ser óbvio que você não pode colocar isso nela. Até um macaco saberia disso. Não, acho que no seu caso seria ‘até um cachorro’, certo?” “Espera aí! Você pode estar agindo como se tivesse acabado de dizer algo terrivelmente inteligente, mas houve uma única descrição de minha pessoa esse tempo todo que sugira que eu lembro um cachorro em alguma forma?”

76 Light Novel Project


“Verdade,” Senjougahara riu. “Não seria justo com o cachorro.” “...!” Até uma fala clichê como essa pode ser devastadora quando usada num momento tão impecável. Essa mulher realmente era uma mestra do insulto. “Muito bem. Seja um covarde, fuja com seu rabo entre as pernas. Vá para casa e faça o que você sempre fez: sente sozinho e finja estar envergonhado.” “Que passatempo doentio é esse!?” Quantos boatos maliciosos ela pretendia começar? “Quando se chega ao meu nível, caras como você não podem esperar esconder nada. Sei de todos os seus piores segredos mais rasos.” “Você usou a palavra errada e de alguma forma piorou isso!? Você está chantageando o universo!?” Eu não duvidaria dela. Eu definitivamente preferiria ter segredos obscuros a maçantes. “De qualquer forma, Oshino, em vez de me usar, você poderia usar a vampira... Shinobu. Como fizemos com Hanekawa.” “Shinobu já foi mimir,” disse Oshino. “...” Uma vampira que dorme à noite. Isso era tão triste. Oshino pegou a oferenda de saquê do altar e passou para Senjougahara. “Hm... O que eu...?” ela gaguejou.

77 Light Novel Project


“Beber álcool diminui a distância entre nós e os deuses. Vai ajudar você a relaxar um pouco, de qualquer forma.” “... Sou menor.” “Não precisa beber muito. Só um golinho.” “...” Ela olhou-o por um bom tempo e então tomou um gole. Ele pegou o copo das mãos dela e colocou de volta no altar. “Certo. Primeiro, vamos nos acalmar.” Voltado para frente... Com as costas viradas para Senjougahara, Oshino falou. “Começamos ficando calmos. Clima é algo importante. Se criarmos a atmosfera apropriada, o ritual em si não será um problema. Tudo se resume a como você se sente.” “Como eu me sinto...?” “Relaxe. Abaixe a guarda. Esse é o seu lugar. Um lugar ao qual você pertence. Abaixe sua cabeça, feche seus olhos e conte. Um. Dois. Três.” Talvez... Eu não precisava seguir as instruções, mas escolhi fazê-lo. Fechei meus olhos e contei com ela. Enquanto o fazia percebi... Isso foi tudo para ajustar o tom. As roupas de Oshino, as cordas, o altar, o chuveiro; tudo preparado para colocar Senjougahara no quadro necessário de espírito. Sugestão hipnótica. Ele estava, basicamente, hipnotizando-a.

78 Light Novel Project


Tirando a consciência dela, relaxando a guarda dela e convencendo-a a confiar nele. Sua aproximação foi diferente, mas ele teve que passar pelo mesmo processo comigo e com Hanekawa. Salvação para aqueles que acreditam. Em outras palavras, o primeiro passo era fazer Senjougahara aceitar as coisas. A própria Senjougahara tinha dito... Ela só confiava nele pela metade. Mas... Aquilo não era o suficiente. Ela precisava de mais. Confiança era importante. Foi isso que Oshino queria dizer quando disse que ele não iria salvá-la, mas que ela iria se salvar. Abri meus olhos. Olhei em volta. Tochas. Cintilando nos cantos. Vento da janela. As luzes cintilando, prontas para apagar à primeira rajada forte. Mas elas não apagaram. “Estamos calmos?” “Sim.” “Então hora de algumas perguntas. Responda as perguntas que eu fizer a você. Qual seu nome?” “Senjougahara Hitagi.” 79 Light Novel Project


“Sua escola?” “Colégio Naoetsu.” “Seu aniversário?” “Sete de Julho.” Suas perguntas eram inúteis, sem significado.

Pergunta após pergunta. Sem mudar o ritmo. As costas de Oshino encarando-a. Os olhos de Senjougahara fechados, a cabeça abaixada. Com o rosto para o chão. O quarto estava tão silencioso que você podia nos escutar respirando e quase escutar nossos corações batendo. “Seu escritor favorito?” “Yumeno Kyusaku.” “Um erro que você cometeu quando criança?” “Não quero responder isso.” “Uma música antiga que você goste?” “Não escuto música.” “O que você pensou quando se graduou do primário?” “Eu estava apenas me mudando para uma escola diferente. De escola pública para escola pública.” “Como era o seu primeiro amor?” 80 Light Novel Project


“Não quero responder isso.” “Qual foi o momento mais doloroso,” Oshino disse, sem nunca mudar o tom, “em sua vida?” “...” Senjougahara falhou em responder isso. Ela não se recusou. Ela apenas ficou quieta. Eu podia dizer que essa era a única questão que importava. “O que foi? A coisa mais dolorosa que você possa se lembrar.” “... Minha...” Claramente, ela não podia ficar quieta. Ela não podia se recusar a responder. O clima não permitia. A atmosfera não permitia. Ela foi trazida aqui para responder. “Minha mãe...” “Sua mãe?” “Se juntou a um culto.” E um particularmente ruim. Ela me contou mais cedo... ...Como a mãe dela limpou sua conta bancária, pegou empréstimos, os levou à ruína. Como mesmo após o divorcio, o pai dela estava fazia hora extra todo dia, apenas dormia, tentando pagar esses empréstimos. Essa era a memória mais dolorosa dela?

81 Light Novel Project


Pior do que perder o peso? É claro. É claro que era pior. Mas... Era... Era... “Isso é tudo?” “... Tudo?” “Não é muito. A lei japonesa garante liberdade religiosa. Liberdade para acreditar no que você quer é um direito humano básico. O que quer que sua mãe acredite, o que quer que ela idolatre, a única diferença é a metodologia. “...” “Resumindo... não é o suficiente,” Oshino insistiu. “Conte o que aconteceu.” “O que acon... M-minha mãe... Por mim. Ela se juntou a um culto, eles a enganaram...” “O que aconteceu depois de sua mãe se juntar ao culto?” Depois. Senjougahara mordeu o lábio. “E-Ela trouxe um homem do culto para casa com ela.” “Um homem do culto. O que ele fez?” “U-Um ritual de purificação, ele disse.” “Purificação? Purificando o que?” “Ele disse que ele... tinha que me purificar.” Ela mal pode fazer as palavras saírem. “EEntão ele me assediou.” “Assediou. Violentamente? Ou... sexualmente?” 82 Light Novel Project


“... Sexualmente. A-Aquele homem...” Senjougahara se forçou a dizer. “Ele tentou me estuprar.” “... Entendo,” Oshino concordou. A forma como Senjougahara... ...era tão estranhamente protetora de si. Não confiava em ninguém. Era tão defensiva e agressiva. Isso explicava tudo. E por que ela reagiu daquela forma quando viu Oshino naquele hábito. Aos olhos dela, eles não devem ser muito diferentes dos que o culto usava. “Mesmo que ele fosse um padre.” “Essa é uma perspectiva budista. Existem religiões que permitem assassinato, dentro da família. Crenças não são universais. Mas você disse ‘tentou’. Ele não conseguiu?” “Eu agarrei minhas chuteiras e bati nele.” “... Corajosa.” “Ele começou a sangrar. Se contorcendo de dor.” “E você estava segura?” “Eu estava segura.” “Bom.” “Mas minha mãe não me ajudou.” Ela tinha assistido tudo. A voz de Senjougahara nunca vacilava. Nunca hesitava. 83 Light Novel Project


“Ela gritou comigo.” “Isso é tudo?” “Não. Como eu machuquei aquele homem... Minha mãe...” “... Foi punida?” Oshino a cortou. Até eu poderia ter adivinhado a resposta, mas... Parecia funcionar em Senjougahara. “Sim,” ela disse, concordando solenemente. “A filha dela machucou um oficial da igreja. Nada surpreendente.” “Certo. É por isso que... Todo nosso dinheiro. Nossa casa. Nossos bens. Todos os empréstimos. Ela destruiu nossa família. A arruinou completamente, arruinou tudo, mas ela continuou destruindo as coisas. Ela ainda continua.” “Onde ela está agora?” “Não sei.” “Você tem que saber.” “Tenho certeza... de que ela ainda está com eles.” “Ela ainda acredita.” “Ela nunca se arrependeu. Ela não sente vergonha.” “Isso dói?” “Dói.” “Por que dói? Ela não é mais sua mãe.” “Eu sigo pensando. Se eu não tivesse... Se eu não tivesse lutado naquele momento. Então... Nada disso teria acontecido.” A família dela ainda estaria junta. Eles nunca teriam se separado. 84 Light Novel Project


“Você acha isso?” “Eu... Acho.” “Realmente?” “... Eu acho.” “Então é... Isso que você acha,” Oshino disse. “Não importa o quanto pese, você tem que carregar esse fardo. Você não pode fazer outros carregarem por você.” “Fazer outros...?” “Mantenha seus olhos firmes. Abra seus olhos... E olhe.” E... Oshino abriu seus olhos. Senjougahara fez o mesmo... Tochas nos cantos. Suas chamas cintilando. Nossas sombras... ...Nossas sombras vacilando. Balançando. Girando. “Ahhh!” Senjougahara gritou. A cabeça dela ainda estava abaixada, apenas um pouco; seus olhos arregalaram como se ela não pudesse acreditar neles. O corpo dela tremia. Suor caía por seu rosto. Ela estava em pânico. Senjougahara estava em pânico. 85 Light Novel Project


“Você... Vê alguma coisa?” Oshino disse. “Eu vejo. É o mesmo... Um caranguejo gigante. Eu vejo um caranguejo.” “Certo. Eu não vejo nada,” ele disse, se virando e olhando para mim. “Você pode ver, Araragi-kun?” “... Não.” Tudo que eu podia ver... Eram as luzes cintilantes. E as sombras vacilantes. Quase o mesmo que não ver nada. Eu não podia ver. “Não consigo... Ver quase nada.” “Viu?” Oshino se virou de volta para Senjougahara. “Você realmente não vê um caranguejo, vê?” “Eu vejo. Claramente. Posso vê-lo.” “Um truque da mente.” “Não. Está aqui.” “Certo. Então...” Ele seguiu o olhar dela. Como se tivesse alguma coisa lá. Como se tivesse alguma coisa lá. “Então tem algo que você precisa dizer.” “Dizer...?” Então... 86 Light Novel Project


Ela não deve ter pensado. Não foi uma escolha consciente, tenho certeza. Mas Senjougahara levantou a cabeça dela. Acho que... Isso foi demais para ela. Apenas um erro. Mas o motivo para isso não importa. No instante em que ela olhou para cima, Senjougahara saiu voando para trás. Ela foi arremessada para trás. Como se ela não pesasse nada, sem seus pés tocarem o chão, muito rápido. Até ela bater no quadro negro no outro fim da sala. Bater nele... ...E ficar lá. Sem cair. Presa na parede. Crucificada. “S-Senjougahara!” “Tch. Eu te disse para servir de escudo para ela, Araragi-kun. Você sempre me deixa na mão quando mais preciso. Por que você está parado aí?” Ela parecia desapontado. Tudo aconteceu em um piscar de olhos, então não tenho certeza se mereço. Senjougahara estava engessada contra o quadro negro como se a gravidade tivesse mudado de direção.

87 Light Novel Project


O corpo dela pressionando a parede. Rachaduras apareceram na parede em volta dela. Como se ela estivesse sendo esmagada contra ela. Ela gemeu, incapaz de gritar. Em dor. Mas eu ainda não podia ver nada. Ela estava presa na parede, segurada lá por nada. Mas ela podia ver. O caranguejo. O caranguejo gigante. O Caranguejo do Fardo. “Pois bem. Cara, que deus exigente. Nem cumprimentei a coisa ainda. Que cara legal. Alguma coisa boa aconteceu?” “Uh... Oshino...” “Tá, tá. Mudança de planos. Não tem jeito. Serve de qualquer jeito. Sempre serviu.” Ele suspirou e se arrastou até ela. Parecendo farto. Então levantou a mão... ...E agarrou o ar a poucos centímetros do rosto dela. E arrancou. “Certinho,” ele murmurou e arremessou o que quer que fosse ao chão, duro, como um golpe de judô. Não houve som. Nenhuma poeira se dispersou. Mas o que ele arremessou no chão era tão duro quanto o que atingiu Senjougahara; talvez ainda mais duro. E sem pausar para respirar, ele pulou em cima disso.

88 Light Novel Project


Pisou num deus. Violentamente. Desrespeitoso e sacrílego. Esse pacifista não temia deus algum. “...” De onde eu estava parado, parecia que Oshino estava praticando uma série de mímicas. Uma particularmente frenética. No momento, ele estava parado numa perna, mantendo seu equilíbrio perfeitamente. Mas aos olhos de Senjougahara... Deve ser uma visão e tanto. Os olhos dela quase pularam para fora. O que quer que a estivesse mantendo presa na parede deve ter soltado, porque ela deslizou até o chão. Não foi uma queda grande, e ela pesava quase nada, então normalmente não teria sido um impacto muito grande, mas a pegou de surpresa, e ela pousou desajeitadamente. “Tudo bem?” Oshino chamou, olhando fixamente para seus próprios pés. Os olhos dele se estreitaram, como se estivesse medindo o valor de alguma coisa. “Caranguejos. Não importa o quão grande sejam, na verdade, quanto maior melhor, assim que você os vira, eles já eram. Corpos planos foram feitos para serem pisados, se você me perguntar. O que você diz, Araragi-kun?” Ele perguntou. “Podemos começar de novo. Iria levar tempo. Seria mais rápido para mim, simplesmente acabar com isso.” “Acabar com? Bem... Tudo o que ela fez foi levantar a cabeça por um segundo.” “Isso é o bastante, contudo. Mais do que o bastante. Somos levados por sentimentos, aqui. Se não pudermos perguntar gentilmente, temos que brincar um jogo perigoso. Como fizemos com o demônio e o gato. Se palavras não funcionam, temos que lutar. Mesma forma que os governos funcionam. Se acabo com isso, bem, os problemas dela se resolvem. Tecnicamente. Não posso recomendar isso; a raiz dos problemas continua. Alimentando os sintomas. Como cortar uma erva daninha em vez de arrancá-la. Mas talvez isso baste...” 89 Light Novel Project


“Talvez?” “Sabe, Araragi-kun,” Oshino disse, sorrindo. “Eu realmente odeio caranguejos.” Duros demais para comer. Ele se inclinou para frente. Colocando seu peso no caranguejo. “Espere.” Uma voz atrás dele. Pertencia a Senjougahara. Passando a mão nos joelhos arranhados, ela sentou. “Espere. Por favor, Oshino-san.” “Esperar?” ele disse, olhando de volta para ela. O sorriso dele não sumiu. “Esperar pelo que?” “Eu estava apenas surpresa,” ela disse. “Mas posso fazer isso. Deixe-me cuidar disso.” “Un.” Ele não tirou seu pé. Manteve o caranguejo preso. Mas ele não acabou com ele. “Então vá em frente.” E Senjougahara... Fez algo que achei extremamente difícil de acreditar. Ela se ajoelhou, endireitou as costas, colocou as mãos no chão e, lentamente, com profundo respeito... Curvou-se para a coisa embaixo do pé de Oshino. 90 Light Novel Project


A cabeça dela quase tocou o chão. Senjougahara Hitagi tinha se humilhado voluntariamente perante isso. Sem ninguém a mandar fazer isso. “Sinto muito.” Primeiro, ela se desculpou. “E... Obrigada.” Então, ela expressou gratidão. “Mas... Já foi longe demais. Esses são meus sentimentos. Meus pensamentos. Minhas memórias. Eu vou pegá-los de volta. Eu nunca deveria tê-los perdido.” E finalmente... “Por favor. Por favor. Devolva-me meu peso. Meu fardo.” As últimas palavras dela eram uma oração, um apelo. “Devolva minha mãe para mim.” Com um tum, o pé de Oshino atingiu o chão. Não por que ele tinha pisado nele. Como se nunca tivesse estado ali. Foi-se. Oshino Meme não disse nada. Ele apenas ficou lá parado. Embora ela soubesse que tinha passado, Senjougahara Hitagi não se levantou. Ela simplesmente começou a chorar. Tudo o que Araragi Koyomi podia fazer era assistir. E começar a se perguntar se Senjougahara realmente, realmente, realmente era uma tsundere.

91 Light Novel Project


007 A ordem. Eu havia entendido mal a ordem dos acontecimentos. Assumi que Senjougahara encontrou o caranguejo, perdeu seu peso e que isso levou a mãe dela à loucura o suficiente para se juntar a um culto. Mas não era bem assim; a mãe de Senjougahara se juntou ao culto antes de Senjougahara ter encontrado o caranguejo e levado o peso dela. Eu deveria ter imaginado. Embora estiletes e grampeadores fossem coisas que você podia encontrar ao redor da casa, chuteiras definitivamente não eram. No momento em que ela as mencionou, eu deveria ter percebido que isso tinha acontecido enquanto ela ainda estava no time de corrida, no ensino fundamental. Quando ela começou o ensino médio e não participou da educação física, sem falar do time de corrida, ela nunca teria um par de chuteiras. Aparentemente a mãe dela tinha se juntado ao culto quando Senjougahara estava na quinta série. Bem antes de até Hanekawa conhecê-la. Naquela época, ela era uma criança frágil. Doente de verdade, não só acreditando ser. Ela tinha alguma coisa ruim, você saberia o nome se eu mencionasse. Sua chance de sobrevivência era de menos de dez por cento, e os médicos já estavam prontos para desistir. As coisas estavam tão ruins... A mãe de Senjougahara precisava de um descanso. Eles tiraram vantagem disso. A operação de Senjougahara desafiava as estatísticas, um fato que muito provavelmente não tinha nada a ver com o culto, embora Oshino tenha dito que não temos como ter certeza disso. Quando eu estava na casa de Senjougahara, se eu tivesse escolhido ver o corpo nu dela mais de perto, eu poderia ter percebido as leves cicatrizes da operação nas costas dela... Mas obviamente, eu não fiz isso.

92 Light Novel Project


E a forma como ela me encarou e vestiu a blusa primeiro... Bem, acho que estava errado em pensar que ela estava mostrando o corpo. Ela perguntou a minha opinião. De qualquer forma, a vida de Senjougahara estava salva, já a mãe dela... Afundou cada vez mais nas garras do culto. Acreditando que eles tinham salvado a vida de sua filha. Um plano clássico. Mas a família permaneceu junta. Eu não sabia nada sobre as práticas ou crenças atuais do culto, mas na maioria não pareciam derrubar a vida de seus seguidores. O pai dela ganhava o suficiente, e eles tinham sido ricos para começo de conversa, o que ajudou; mas conforme os anos se passaram, as crenças da mãe dela cresceram e a influência deles sobre ela aumentou. Eles eram uma família apenas em nome. Senjougahara não falava mais com sua mãe. Quando ela ainda estava no primário, eles continuaram próximos, mas as coisas foram ficando cada vez mais tensas depois que ela entrou no ensino fundamental. Da forma como Hanekawa a descreveu naquele então, era difícil imaginar uma coisa como aquela acontecendo com ela. Talvez isso a tenha criado. Feito-a incrível. Forçando-a a ser tão perfeita quando ela poderia. Para mostrar à mãe dela o quão perfeita ela podia ser, para provar que ela podia ser incrível sem a ajuda de nenhum culto. Apesar de não falar com ela. Ela não tinha uma inclinação natural para esportes. Certamente não quando ela tinha estado doente. Ela deve ter se forçado.

93 Light Novel Project


Mas os esforços dela tiveram o efeito contrário. Pioraram as coisas. Quanto melhor Senjougahara fazia, quanto mais perfeita era, mas convencida sua mãe ficava de que era influencia do culto. E o resultado final... No último ano do ensino fundamental dela. Com a formatura se aproximando. Ela se juntou ao culto pela filha dela, mas as prioridades dela se desviaram do eixo principal, e ela ofereceu sua filha a um dos líderes do culto. Talvez ela até tenha pensado que foi para o próprio bem da filha. Senjougahara revidou. O bico das chuteiras abriu uma ferida na testa do líder. E o resultado... ...destruiu a família deles. Os arruinou. Tudo foi tirado dela. Dinheiro, casa, terra. Grandes empréstimos foram tomados. O divorcio foi finalizado ano passado, ela disse; ela se mudou para aquele apartamento com o pai dela quando ela começou o ensino médio. Tudo estava acabado antes dela se formar do ensino fundamental. Acabado. E... No intervalo, o espaço entre ensino fundamental e o médio... ...ela encontrou o caranguejo.

94 Light Novel Project


“Um caranguejo de fardo é basicamente um deus de deixar as coisas quites,” Oshino explicou. “Omoshi para peso ou fardo, omoishi para vingança ou retaliação. Pensamentos, sentimentos, laços, apegos e a causa deles. Você pode dizer que perder o peso é como se você não estivesse realmente ali mais. Quando alguma coisa traumática acontece, a mente das pessoas sela as memórias. Você vê isso o tempo todo em filmes ou na TV. Funciona basicamente da mesma forma; o deus leva o que está te causando problemas embora.” Resumindo, quando ela encontrou o caranguejo... Ela cortou os laços com a mãe dela. Ela parou de pensar em como a mãe dela a ofereceu para o líder do culto, como ela não tinha a salvado, como isso tinha destruído a família deles. Ela parou de se perguntar se ela deveria ter deixado isso acontecer. Ela largou o peso. Ela perdeu o que a pesava. Ela escolheu... ...esconder isso. Ela precisava de um descanso. “Uma troca simples. Uma troca equivalente. Caranguejos têm toda essa armadura, eles são bem duros, certo? Pensamos que eles são, de qualquer forma. Têm uma concha no exterior. Protegendo o que realmente importa naquele exoesqueleto. Atirando bolhas. Não se pode comê-los facilmente.” Ele parecia realmente odiá-los. Oshino podia ser estranhamente desligado das coisas. “O kanji para caranguejo se escreve compreensão sobre inseto. O mesmo significado que na palavra dissecção. Qualquer coisa vivendo na água fica classificada dessa forma em kanji, mas esse aí tem duas presas grandes.” No fim... Senjougahara perdeu seu fardo, seu peso e seus sentimentos. Ela foi libertada do sofrimento, não mais atormentada. Ela jogou tudo fora. 95 Light Novel Project


E isso... ...deixou as coisas muito mais fáceis. Realmente deixou. Sem seu fardo, ela não tinha problemas de verdade. Mas como o garoto que vendeu sua sombra, nunca teve um dia em que Senjougahara não se arrependesse. Não porque ela não se dava bem com os outros. Não porque a vida dela tinha poucas luxúrias sobrando. Não porque ela não tinha mais amigos. Não porque ela tinha perdido tudo. Simplesmente porque ela tinha perdido seus sentimentos. Cinco vigaristas. Nenhum deles tinha nada haver com a religião da mãe, mas como Oshino, ela só tinha confiado pela metade neles... Mas o fato de que ela confiou neles mesmo assim mostra o quanto ela se arrepende. O fato de que ela continuou indo para o hospital também. Tudo errado. Eu estive errado sobre tudo. Desde que ela perdeu o peso, Senjougahara... ...não tinha desistido de nada. ...não tinha deixado nada de lado. “Ela não fez nada errado. Só porque alguma coisa ruim aconteceu não significa que você tem que encarar isso. Encarar não o fará melhor. Fugir sempre é uma opção válida. Especialmente com uma mãe que a abandonou em favor da religião dela. Dadas as circunstâncias, recuperar o fardo dela não vai mudar nada. A única diferença é que o fardo pesa nela de novo. A mãe dela não vai voltar para casa e a família dela não vai se reunir.” Não mudou nada. Oshino não disse isso de deboche, não estava sendo sarcástico. 96 Light Novel Project


“Um caranguejo que leva seu peso, leva suas memórias, leva sua identidade. Mas não é como vampiros ou a gata sexy. Ela escolheu esse destino e lhe foi concedido. Uma troca justa. O deus sempre esteve com ela. Ela nunca perdeu nada. E ainda...” E ainda... Mesmo assim. Tudo mais. Senjougahara o queria de volta. Queria tudo de volta. Tudo que ela se lembrava da mãe dela. As memórias dela e a dor que elas causaram a ela. Eu não podia realmente saber o que isso significava, e provavelmente nunca saberei, mas como Oshino disse, pouco viria disso. A mãe dela não iria voltar para eles. Senjougahara iria sofrer mais do que nunca. Não mudou nada. “Muda alguma coisa sim,” Senjougahara disse. Seus olhos estavam vermelhos e inchados. “Não foi uma perda total. Como se nada, encontrei um bom amigo.” “Quem?” “Você.” Eu sabia a resposta. Mas fui pego desprevenido por quão simples, direta e não embaraçada ela estava sobre isso. “Obrigada, Araragi-kun. Sou muito grata a você. Desculpe-me por qualquer coisa que eu tenha dito ou feito. Eu ficaria feliz se você continuasse sendo meu amigo.” Apesar de mim mesmo... Esse inesperado sentimento afundou profundamente em meu coração.

97 Light Novel Project


Prometemos comer caranguejo juntos. O inverno parecia muito distante.

98 Light Novel Project


008 E no dia seguinte, o fim da piada. Minhas duas irmãs, Karen e Tsukihi, me deram uma surra de bom dia como sempre. Meu corpo estava fraco. Arrastei-me para fora da cama. Parecia mais difícil que o normal. Meus músculos doíam, como se eu tivesse uma febre. Não era como no incidente da Hanekawa; eu não tinha lutado nem corrido, então eu não fiz nada para forçar meus músculos, mas cada passo doía. Consegui descer as escadas, mas quase caí delas ao invés disso. Minha mente estava clara, e não era a época de resfriados, então o que estava acontecendo? Pensei sobre isso, e uma ideia impossível passou pela minha cabeça. Fui até o banheiro. E pisei na balança. Eu peso 55 quilos. Mas a balança mostrava 100. “... Sério?” Como ele disse... Deuses não sabem de nada.

99 Light Novel Project


Bakemonogatari Hitagi Crab