Issuu on Google+

1

OU TU BR O 20 12


2

OU TU BR O 2012


3

OU TU BR O 20 12


4

OU TU BR O 2012


5

OU TU BR O 20 12


Com a palavra: o leitor

Expediente

Sumário

POSSEBON EDITORA E ANÚNCIOS LTDA. ME. +CANAL ABERTO

Prezado(a) Leitor(a)

Este espaço é todo seu. Não se acanhe e coloque a sua opinião para valer. Fale o que você quiser, apenas usando o bom senso, que publicaremos. Antonio Celso Possebon editor@sermaisrevista.com.br

Interação com colaboradora

Olá Sr. Antônio! Que sensação divina quando nossos artigos encontram ECO!!! Ao ver meu artigo em sua Revista, silenciei e me emocionei, pois, escrever é um ato solitário e que passa a ter significado maior quando alguém abre espaço para publicá-lo. Agradeço a sua passagem pela minha vida, onde quer que você esteja já estamos interligados, não é mesmo? Muito obrigada. Att Irlei Wiesel

07 - É chegado o momento!

www.sermaisrevista.com.br Administração - Ana Beatriz Possebon - Lucila Zelenski - Valdira S.Takiya Editoração \ Redação - Antonio Celso Possebon

Bom Dia! Sou moradora de Arujá há anos e costumo ler os jornais e revistas que por aqui circulam. Aprecio muito as matérias da revista “Ser Mais”, pois, acredito que o título da revista veio bem ao encontro da proposta da mesma, SER MAIS, se conhecer e identificar suas potencialidades, conseguindo assim Viver melhor. As matérias têm um cunho espiritual, dependendo do colunista e conseguem atingir o público com informação e leveza. Parabéns! Lilian Fátima

08 - Tendências do calçado 10 - O que ficará de mim? 12 - Dormir junto +SAÚDE & CORPO 14 - Aborto - a polêmica 16 - A mente

Arte \ Diagramação - Caio César - Alexandre Dimas

18 - Somos únicos

Revisão - Shirley Terenciano

24 - Studio Márcia Maria...

Comercial - Ana Paula Possebon - Rafaela Domingos Tenório - Nathalia Barros Venâncio

28 - Benefícios da hidroterapia

Impressão - Gráfica Mundo

Interação com leitora

+INSPIRAÇÃO

Tiragem - 20.000 exemplares Distribuidores - Brudan Distribuidora - M.C. Distribuidora Ltda. Localidades de entrega - Arujá (incluindo todos os seus condomínios). - Itaquaquecetuba \ Santa Isabel \ Guararema \ Guarulhos \ Mogi das Cruzes \ Suzano \ - Assinantes espalhados por todo território nacional.

20 - Água: esse remédio natural 22 - Clareamento dentário... 26 - O caminho da cura

+SAÚDE ANIMAL 30 - Citações caninas +INOVAÇÃO 32 - Só de sacanagem +MATÉRIA DE CAPA 34/35 - Ser criança +CONEXÃO 36 - TST altera direitos trabalhistas +CONSCIÊNCIA 40 - Criança e escola: futuro ou... +IDÉIAS

Assinatura

Gostei muita da revista que tive contato no comercio, por isso, estou solicitando. Desejo receber a revista no meu endereço. Obrigado Devalci Aparecido Alves Pereira

FALE CONOSCO

Fone: (11) 4653 5151

atendimento@sermaisrevista.com.br Envie sua opinião, crítica ou sugestão. Elas são muito importantes para nós.

OU TU BR O 2012

Fone: (11) 4653 5151 www.sermaisrevista.com.br

44 - Como manter um belo jardim... 46 - O que resiste, persiste +MÃOS À OBRA 48 - Caracteristicas do empreendedor... 52 - Em nome das gerações

PARA ANUNCIAR

ASSINATURA GRATUITA

42 - A colmeia e o conhecimento

comercial@sermaisrevista.com.br Rua Major Benjamin Franco, 52 Centro - Arujá/SP - Cep. 07400-000 O conteúdo editorial da SER MAIS Revista é resguardado por direitos autorais, não podendo ser reproduzido sem prévia autorização da POSSEBON EDITORA E ANÚNCIOS LTDA. Opiniões expressas em matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião da Revista. Os anúncios são de responsabilidade dos anunciantes.

+DIVERSÃO 54 - Vamos a Paris +GASTRONOMIA 58 - Coisas de comer 60 - Coisas de comer /só para crianças +ATITUDE 62/64 - Acontecimentos e dicas +PONTO FINAL

6

66 - Carência afetiva: fruto de...


Vamos à urna

A democracia é maravilhosa. Como é festivo o dia da eleição. Todo cidadão brasileiro, neste dia, se enche de orgulho e esperança, se apronta com a melhor vestimenta e saí à rua para cumprir o sagrado direito de escolher os seus representantes nas decisões que afetarão toda a sua comunidade. A cidade fica toda engalanada, com um suspense no ar irradiando um misto de sentimento no eleitor: da importância que ele representa e do patriotismo que aflora em seu coração, enfim, pelo menos neste dia, ele tem o poder nas mãos.

Antônio C. Possebon

O desempenho

Quanto ao desempenho dos nossos representantes, devemos estar atentos às suas realizações, às suas atitudes, às suas escolhas de auxiliares, ao que eles representam de bem ou de mal para toda a sociedade e, principalmente, se eles tem, no mínimo, a “ficha limpa”. E, é justamente a partir daí, que o eleitor solitário do dia da eleição passa a exercer o seu segundo poder, que é durante a gestão dos eleitos: o de acompanhar, apreciar, criticar e fiscalizar aqueles que o representa. Este é o exercício da cidadania dentro da democracia. Democracia conquistada a duras penas pelo povo brasileiro que, apesar de todas as mazelas, é a melhor forma de governo que podemos considerar.

CANAL ABERTO

É chegado o momento!

A escolha

O momento

E agora, chegou a hora, já nos vestimos adequadamente, já conferimos no espelho a nossa aparência, já pegamos no baú o nosso título eleitoral e, de peito estufado de esperança em um futuro melhor, seguimos resolutamente em direção à urna de votação. De passos firmes pela rua, passa pelo nosso pensamento todos os acontecimentos do nosso município, de toda a sua evolução, de todas as suas dificuldades, do que “temos” que fazer para a sua melhoria. Sim, quando digo “temos”, estou incluindo a todos nesta responsabilidade por que, neste momento, cada um de nós está com a solução na mão: o voto – a poderosa arma que o eleitor possui. E, é desta atitude única, solitária e consciencial que emergirão aqueles que traçarão os nossos destinos. De tudo, tenho apenas a dizer: que a sua consciência seja elevada o suficiente para, independente das pessoas, escolher o que é de melhor para a nossa cidade. Seja livre, exerça a sua cidadania. “Viva o Brasil” – “Viva Arujá”.

OU TU BR O 20 12

Entretanto, este poder, que é exercido em um único dia a cada quatro anos, se reveste de uma importância crucial no destino deste cidadão, pois, da sua escolha, o rumo da sua comunidade será traçado pela atuação do representante escolhido por ele. E, como escolher? A visão do eleitor deve se concentrar no que os candidatos representam para a comunidade como um todo, olhando para o que de bom pode acontecer para todo o conjunto – o município, deixando de lado questões meramente pessoais de relacionamento e de fofocas eleitorais. Enfim, cada qual de nós é um ser humano único, sujeito a falhas, a vaidades, a interpretações errôneas e a atitudes comprometedoras. Mas, este julgamento isolado compromete toda a comunidade, daí o valor da sua consciência na hora de escolher: mudar ou não mudar, eis a questão!

ANTONIO CELSO POSSEBON (Arujá / SP) Editor da: “Ser Mais Revista”

7


INSPIRAÇÃO

Eduardo Ortega

Tendências do calçado: Primavera/Verão 2012/2013 Inspiração da moda

A inspiração da indústria de calçados para a coleção Primavera \ Verão 2012\2013, vem das nuances do arco-íris, que traz para os nossos pés todas as tonalidades de cores, muitas cores! - Cores vibrantes para energizar: azul, laranja, amarelo, pink, goiaba e verde. - Cores em tons pastéis para divertir e dar delicadeza à estação.

Verão brasileiro

Mulher brasileira

Toda a coleção com muita ousadia, refletindo o espírito da mulher atual, mulher moderna, que gosta de se vestir bem e de estar na moda. Aproveitem, pois, a temporada Primavera \ Verão vem aí! Renove, aposte e ouse. EDUARDO ORTEGA (Arujá \ SP)

Comprador \ Consultor de Moda Lis Magazine

Apesar de, oficialmente o verão só chegar no mês de dezembro, a temperatura já está subindo e pedindo produções coloridas, frescas e confortáveis. A coleção Primavera \ Verão apresenta um ensaio da estação que as brasileiras mais adoram, por isso, muitas lojas já mostram um aperitivo do que vem por aí.

OU TU BR O 2012

As tendências

- Brilho na medida, cores cítricas e tons flúor, nas cores: rosa-choque, lima, laranja e amarelo, são hits, ficando o diferencial por conta da ousadia do “spike” (aplicações de taxas pontiagudas), inspirada no ato de liberdade e agressividade do “rock’n roll” (em saltos e cabedais). - Meia pata em alta com modelos de duas, três e quatro cores! - Para quem não vai de salto, as rasteiras, também, estão no auge com muitas pedras, strass e até cristais Swarovski. - Sapatilhas de bico redondo e metalizada, nas cores: prata, dourada e rose vão estar por todas as partes, ou seja, nos calçados, nas roupas e nos acessórios! - O conforto dos “sneakers” (tênis com salto embutido) que está em alta desde o inverno, permanecerá para um visual descontraído e cheio de atitude.

Aplicação Spike

Tons pastéis Tons Flúor

Sapatilha bico redondo 8

Tons pastéis

Cores vibrantes

Sneakers


9

OU TU BR O 20 12


Irlei Hammes Wiesel

INSPIRAÇÃO

O que ficará de mim? O que?

O que ficará de mim, quando eu sair do meu emprego? O que ficará de mim, ao despedir-me daquele grupo de amigos? O que ficará de mim, ao sair do bairro onde moro? O que ficará de mim, ao sair de perto dos vizinhos que convivo? O que ficará de mim, ao sair da casa onde aprendi a conhecer os meus íntimos e secretos sentimentos? O que ficará de mim, quando minha filha crescer e seguir sua própria jornada? O que ficará de mim, quando meus pais, ao envelhecerem, seguirem na direção da eternidade? O que ficará de mim, ao anoitecer, quando as luzes se apagarem? O que ficará de mim, no país em que vivo? O que ficará de mim, quando aquele lugar, ocupado por mim até então, não mais me acolher? O que ficará de mim, quando as minhas forças sucumbirem?

OU TU BR O 2012

Divagações

10

Impossível deixar que o pensamento divague. E, por isso, hoje me peguei refletindo sobre o que eu deixarei de mim por onde quer que passe. Creio, profundamente, que de mim só ficará aquilo que aqui eu fizer. É missão de todos, fazer algo marcante. Não, necessariamente, feitos heroicos ou descobertas fascinantes, mas, sim, movimentos espontâneos com intenção carinhosa, que farão toda engrenagem humana girar. Estamos interligados em uma conexão misteriosa, que nos convida a caminhar avaliando nossos atos. Colhemos de forma individual, aquilo que proporcionalmente plantamos com antecedência. Não é possível que olhemos para a satisfação pessoal como sendo um objetivo de vida e missão humana. Não posso acreditar que a vida seja tão pouco! Desmistificar esta crença poderá auxiliar as pessoas a tirarem a venda dos olhos para seguirem um caminho real. A vida é um mistério que deve ser decifrado. Como podemos decifrar algo se nos mantemos ocupados em satisfazer nosso umbigo? Olhar para além do nosso desejo é dar ao outro tudo o que está ao nosso alcance. É um ato de doação e inteligência espiritual.

Considerações

Considerando que a única coisa que iremos deixar serão as lembranças do que fizemos por aqui, então, quem auxiliou e serviu de ponte para a felicidade de alguém, terá lembranças leves e claras. Já aquele que passou a vida acumulando vitórias para massagear o próprio ego, ficará com a visão embaçada e sem bússola. Quantos já passaram pela ruptura de um padrão de vida, por exemplo: troca ou perda do emprego, troca ou perda de interesse por um projeto, troca de cidade ou país, enfim, decisões difíceis e que exigiram uma visão nítida, algo além da nossa sabedoria? Quem já não passou por situações confusas, onde decidir parecia impossível. Às vezes penso que jamais estamos sozinhos! O que quero dizer é que se passamos a vida semeando para satisfazer o nosso umbigo, quem estará à nossa disposição para aliviar a tensão de uma encruzilhada? Por outro lado, somos acostumados a lembrar de que deixamos algo por onde quer que passemos e que o tempo que nos foi dado não pertence somente a nós e, sim, aos que dividem o universo conosco, então, não é exagero afirmar que, se algum dia algo houver uma desestabilização, bastará fechar os olhos e pedir socorro que o auxílio nos será concedido.

Um sonho

Impossível a humanidade não gostar, se deixarmos marcas como: “amor”, “felicidade”, “auxílio”, “preocupação com o outro” e muito mais! Aliás, adoro pensar que podemos ser mais do que parecemos ser! Todos nós podemos ser anjos aqui na terra. Não é preciso que eles vivam somente no nosso imaginário. Podemos ser anjos em casa, no trabalho, na escola, na vizinhança, em um avião, em um congresso, no mercado, na família, enfim, por onde quer que passemos. Imagine se, cada um for um pouco anjo, as relações seriam amistosas, agradáveis, respeitosas e afetuosas. Deixaríamos para trás corrupção (umbigo e ego), suicídio, assalto, destruição, chacina, pobreza, exploração de toda ordem etc... Aliás, você consegue imaginar um anjo fazendo de tudo para se dar bem? Sou realista e sei que vivemos em um mundo de provas e expiações, sendo assim, tenho consciência que a proliferação do estilo charmoso de um anjo, ainda está longe de virar moda. Mas, não custa sonhar, não é mesmo? E, se todos nós que compartilhamos do mesmo sonho, pudermos não esquecê-lo, já será uma grande coisa! Afinal, o que ficará de mim após minha passagem pela terra? Será o meu umbigo satisfeito ou minha consciência límpida e cristalina? Pense nisso! IRLEI WIESEL (Santa Maria \ RS)

Coach \ Conferencista \ Escritora \ Psicoterapeuta www.irleiwiesel.com.br


11

OU TU BR O 20 12


Martha Medeiros

INSPIRAÇÃO

Dormir junto No tempo da vovó

Houve um tempo, crianças, em que a gente não falava de sexo como quem fala de um pedaço de torta. Ninguém dizia Fulano comeu Beltrana, assim, com essa vulgaridade toda. Nada disso. Fulano tinha dormido com ela. Era este o verbo. O que os dois tinham feito antes de dormir ou ao acordar, ficava subentendido. A informação era esta, dormiram juntos e ponto. Mesmo que eles não tivessem pregado o olho nem por um instante.

Um filme

Lembrei-me desta expressão ao assistir o filme:“Encontros e Desencontros”. Na estória, Bill Murray e Scarlett Johansson fazem o papel de dois americanos que se hospedam no mesmo hotel em Tóquio e têm em comum a insônia e o estranhamento: estão perdidos no fuso horário, na cultura, no idioma e precisando com urgência encontrar a si mesmos. Cruzam-se no bar. Gostam-se. Ajudam-se. E acabam dormindo juntos. Dormindo mesmo. Zzzzzzzzzzz.

O desenrolar

OU TU BR O 2012

A cena mostra ambos deitados na mesma cama, vestidos, conversando, quando começam a apagar lentamente, vencidos pelo cansaço. Antes de sucumbir ao mundo dos sonhos, ele ainda

12

tem o impulso de tocar nela, que está ao seu lado, em posição fetal. Pousa, então, a mão no pé dela, que está descalço. E assim ficam os dois, de olhos fechados, capturados pelo sono, numa intimidade raramente mostrada no cinema.

A juventude

Hoje, se você perguntar para qualquer pré-adolescente o que significa se divertir, ele dirá que é beijar muito. Fazer campeonato de quem pega mais. Beijar quatro, sete, treze. Quebram o próprio recorde e voltam para casa sentindo um vazio estúpido, porque continuam sem a menor ideia do que seja um encontro de verdade, reconhecer-se em outra pessoa, amar alguém instintivamente, sem planejamento. Estão todos perdidos em Tóquio.

Dormir junto

Intimidade é coisa rara e prescinde de instruções. As revistas podem até fazer testes do tipo: “descubra se vocês são íntimos, marque um xis na resposta certa”, mas, nem perca seu tempo, a intimidade não se presta a fórmulas, não está relacionada a tempo de convívio, é muito mais uma comunhão instantânea e inexplicável. Intimidade é você se sentir tão à vontade com outra pessoa como se estivesse sozinho. É não precisar contemporizar, atuar, seduzir. É conseguir ir pra cama sem escovar os dentes, é esquecer de fechar as janelas, é compartilhar com alguém um estado de inconsciência. Dormir junto é muito mais íntimo que sexo.

MARTHA MEDEIROS (Porto Alegre / RS) Jornalista / Escritora


13

OU TU BR O 20 12


Natasha Romanzoti

SAÚDE & CORPO OU TU BR O 2012

Aborto – a polêmica O debate

O debate em torno do aborto é muito extenso e polêmico. De um lado, a religião discute que é crime interromper uma vida seja em qual estágio for (seria o equivalente a um assassinato), enquanto que, de outro lado, a ciência tenta estabelecer quando, realmente, a vida surge,podendo ser a partir da concepção (mas, não há um consenso absoluto). No meio desses dois extremos, há muitas opiniões variáveis. Alguns países proíbem o aborto, outros o permitem e outros ainda colocam restrições. No caso do Brasil, o aborto é crime contra a vida previsto no Código Penal, com exceção aos casos de estupro e de risco à vida da mãe e, mais recentemente, foi permitido, também, em casos de fetos sem cérebro. Nos EUA, o aborto é livre, sendo que lá o problema maior é lidar com os profissionais que não concordam com o aborto (por ética ou por religião) e tem que realizá-lo mesmo assim.Enquanto aqui o problema maior é saber se devemos ou não descriminalizar o aborto, isso porque muitos abortos clandestinos ocorrem por ano, colocando em risco muitas vidas.

Uma solução

Uma solução, proposta pelo editorial do periódico “New England Journal of Medicine”, discute uma “cláusula” prevista por lei que permite que profissionais se recusem a fazer o trabalho se não quiserem. Essa “cláusula ou recusa de consciência” serve para apoiar profissionais que não queiram fazer determinados procedimentos que eles acham errado por razões morais ou religiosas. Diz Lisa Harris, professora de Obstetrícia e Ginecologia na Universidade de Michigan (EUA): - “Historicamente, as objeções de consciência têm sido relacionadas apenas com causas anti aborto. A suposição é que se recusar a fornecer o aborto é a coisa “moral” a se fazer, mas, a consciência não significa que você tem um conjunto específico de crenças,a consciência significa que você é um ser humano e os seres humanos variam em suas crenças”. Sendo assim, tornar a decisão do aborto uma decisão moral colocaria um pouco de lado a religião e a ciência e deixaria para a consciência de cada um – cidadão ou profissional de saúde – fazer ou não um aborto. Os profissionais que defendem essa ideia, dizem que ela deve servir para os dois lados. Em casos no qual o aborto é permitido, a cláusula de consciência permite que médicos ou enfermeiros se recusem a participar do procedimento. Em casos nos quais não é permitida, a pessoa teria o direito moral de escolher fazer o aborto. Claro que é um desafio muito grande separar essa decisão das outras crenças das pessoas (como as religiosas). Mas, como o Brasil, por exemplo, é um estado laico, muitos defendem que o aborto deveria ser livre e de escolha de cada um e não criminalizado.

A realidade

Opiniões de lado, o que os dados mostram (dados esses um pouco escassos, devido ao fato da proibição do aborto no Brasil) é que esses procedimentos ocorrem aos milhares no nosso país e, não legalizá-los, pode trazer mais prejuízos do que benefícios. No ano passado, o médico Dráuzio Varella ironizou: “que no Brasil o aborto é livre”: quem tem dinheiro, o faz em clínicas clandestinas e quem não tem, faz do mesmo jeito, só em condições muito inferiores, colocando a vida em risco. E, cita um número extraordinário: 300 mil casos de mulheres atendidas pelo SUS todo ano por conta de complicações de abortos ilegais. Mais recentemente, em fevereiro desse ano, uma matéria do jornal “O Estado de S. Paulo” afirmou que especialistas da ONU criticam o Brasil por não ter uma legislação melhor para o aborto, acusando a criminalização do procedimento pela alta taxa de mortes de mulheres por ano. A matéria ainda informa que a ministra da Secretaria de Políticas para a Mulher, Eleonora Menicucci, admitiu que o aborto está entre as cinco principais causas de morte de mulheres no Brasil e cita 200 mil mortes por ano relacionadas diretamente com a criminalização do aborto.

O posicionamento

Os peritos da ONU disseram não ser a favor ou contra o aborto, afirmaram apenas que a realidade é que milhares de mulheres estão morrendo a cada ano por conta dessa prática e que o Brasil precisa fazer algo a respeito. Como Dráuzio Varella, o posicionamento dos especialistas foi contra um código penal brasileiro muito restritivo. O que você acha? O aborto deveria ser uma escolha moral de cada um? Qual o seu posicionamento?

NATASHA ROMANZOTI (Curitiba \ PR) 14

Estudante de Jornalismo \ Escritora \ Hiperciência


15

OU TU BR O 20 12


Elizabeth Cavalcante

SAÚDE & CORPO

A Mente O fluxo de pensamentos

Todos aqueles que se iniciam no caminho do autoconhecimento e chegam à prática da meditação sabem que a mente é o principal obstáculo nesta jornada. Rapidamente descobrem que, quanto mais lutam para silenciá-la, mais forte a torrente de pensamentos se apresenta. Alguns mestres do Oriente costumam dizer que a mente é um cavalo selvagem, impossível de ser domado, pois, quanto mais tentamos ter domínio sobre ele, mais ele se rebela e foge de nosso controle. Como fazer, então, para conseguir que o fluxo de pensamentos silencie? A mente é especialista em truques, por essa razão precisamos recorrer ao mesmo método para fazer com que ela deixe de estar no comando.

OU TU BR O 2012

O segredo

16

É parar de dar energia à mente e isto só é possível quando mudamos o foco de nossa atenção. Ao invés de nos identificarmos com os pensamentos, emitindo julgamentos sobre eles, devemos assumir a postura do observador sentado à beira de uma estrada, olhando os automóveis que passam. Ele está ali, simplesmente, sem qualquer identificação com o que vê. Este exercício, quando praticado continuamente, fará com que os pensamentos se tornem cada vez mais escasso, até que desapareçam e fique em seu lugar apenas o silêncio, o vazio. É neste momento que uma nova dimensão de nosso ser começa a ser tocada, sem que seja necessário qualquer esforço ou luta. O relaxamento total e a ausência de expectativas e desejos é o segredo para que adentremos na dimensão da consciência. Aos poucos, este estado de paz se tornará cada vez mais constante e os “insights” intuitivos passarão a fazer parte de nosso cotidiano, algo natural, como sempre deveria ter sido. A única maneira de se libertar do sofrimento, é entender que a mente e o ego são aspectos de nossa natureza sobre os quais precisamos ter total domínio e não o contrário.

Mas, isto só será possível se nos dispusermos a assumir a posição de mestres de nós mesmos, sem depender de mais ninguém.

Fala o mestre “Osho”

...Seus pensamentos têm de compreender uma única coisa: que você não está interessado neles. No momento em que você tiver firmado isso, você terá alcançado uma grande vitória. Simplesmente observe. Não diga nada aos pensamentos. Não julgue. Não condene. Não os mande embora. Deixe-os fazer o que quer que estejam fazendo, qualquer ginástica - deixe-os fazerem. Você, simplesmente, observa e desfruta. Trata-se de um belo filme. E você se surpreenderá: simplesmente observando, chega um momento em que os pensamentos não mais estarão presentes, não haverá nada para observar. Essa é a porta que tenho chamado de nada, de vazio. Por essa porta entra o seu ser verdadeiro, o mestre. E esse mestre é absolutamente positivo; em suas mãos, tudo se transforma em ouro. ...Assim, você não pode fazer nada diretamente com a mente. Você terá que dar umas voltinhas; primeiro você tem de trazer o mestre para dentro. Está faltando o mestre e, durante séculos, o serviçal pensou que ele era o mestre. Simplesmente, deixe o mestre entrar e o serviçal, imediatamente, compreenderá. Basta a presença do mestre e o serviçal cai aos pés do mestre e espera por alguma ordem, qualquer coisa que o mestre queira que seja feito - ele está pronto. A mente é um instrumento tremendamente poderoso. Nenhum computador é tão poderoso quanto a mente do homem. Nada pode ser, porque tudo é feito pela mente humana. Uma única mente humana tem tão imensa capacidade: num pequeno crânio, um cérebro tão pequeno, pode conter todas as informações contidas em todas as bibliotecas da Terra - e essa informação não é tão pequena assim.

...Mas, o resultado desse imenso presente ao homem não tem sido benéfico - porque o mestre está ausente e o serviçal está comandando o espetáculo. O resultado é guerra, violência, assassinato, estupro. O homem está vivendo num pesadelo e o único meio de sair disso é trazer o mestre para dentro. Ele está aí, você tem apenas de puxá-lo para si. E a observação é a chave: simplesmente observe a mente. No momento em que não houver nenhum pensamento, imediatamente, você será capaz de se ver - não enquanto mente, mas, como algo além, algo transcendental à mente. E uma vez que você esteja sintonizado com o transcendental, então, a mente está em suas mãos. Ela pode ser imensamente criativa. Ela pode fazer desta própria Terra, o Paraíso. Não há nenhuma necessidade de qualquer Paraíso a ser procurado lá em cima nas nuvens, assim como não há necessidade de se procurar por qualquer inferno - porque o inferno nós já o criamos. Estamos vivendo nele. ...As pessoas ainda continuam pensando que o inferno está em algum outro lugar, debaixo da Terra- e você está vivendo nele... Você pode transformar este inferno em céu se a sua mente puder estar sob a direção do mestre, de sua própria natureza. E trata-se de um processo simples... Mas, não tente diretamente com a mente, caso contrário, você estará entrando numa encrenca. A pessoa pode até entrar na insanidade... Não toque na mente. Primeiramente, apenas descubra onde está o mestre... Deixe o mestre estar presente e a mente funciona como um serviçal, muito perfeitamente. Gautama, O Buda, poderia ter-se tornado Albert Einstein sem nenhuma dificuldade - ele era um gênio muito maior. Mas, toda a sua vida foi devotada à transformação das pessoas para dentro da consciência, para dentro da compaixão, para dentro do amor, para dentro da bem-aventurança. ELIZABETH CAVALCANTE (São Paulo/SP) Taróloga / Astróloga / Consultora de I Ching / Terapeuta Floral


17

OU TU BR O 20 12


Juliana Paiva Tosato

SAÚDE & CORPO

Somos únicos Velocidade

A correria parece ter tomado conta do planeta e nos vemos obrigados a ir atrás dessa velocidade maluca para dar conta da rotina do dia a dia. Atrás dessa agitação toda, acabamos por deixar de lado aquele papo descontraído, a vaidade na frente do espelho, o carinho voluntário, a atenção para aqueles que nos cercam.

Eficiência

Essa necessidade de ser eficiente acima de tudo e de todos, paulatinamente esta nos “consumindo” e, muitas vezes, não nos damos conta disso, pois, não temos tempo para parar e observar. Frente a essa desenfreada corrida, sabe-se lá do que, nosso corpo adoece cada vez mais. A medicina e suas ciências afins vêm acompanhando essa alta velocidade de mudança evoluindo a cada dia, porém, a alma humana esta carente de cuidado.

O corpo grita

OU TU BR O 2012

Temos exames de última geração, técnicas terapêuticas que até poucos anos atrás pareciam ficção. Hoje, isso tudo é realidade, mas, muitas vezes, o que vemos são pessoas que precisam falar, que precisam parar por um instante e serem elas a “rainha” da vez. Precisam ser escutadas, precisam de atenção. Sabiamente, o corpo “grita”. Ele traz à tona sintomas na tentativa de nos alertar e dizer: -“Ei! Onde você pensa que vai chegar dessa forma?” Porém, a gente teima em não ouvir. Deixamos para ver amanhã o porquê algo esta doendo, já que hoje a agenda esta cheia demais.

18

Adoecemos

Esquecemo-nos de tirar aquele minutinho só nosso, pois, isso parece bobagem nos dias de hoje e deixamos nosso corpo chegar no limite. Adoecemos, é claro! Adoecemos fisicamente, emocionalmente e espiritualmente. E, tudo isso, vêm junto. Impossível de separar.

Não existe corpo sem alma, alma sem físico, físico sem emoção. Tudo isso está interligado formando um ser único: Você. Diante disso, como ignorar o fato de que tanto os saudáveis como os doentes são almas viventes? Tem histórias armazenadas, medos, coragens, angustias, dúvidas, certezas que carregam consigo. Como querer tratar a todos de forma igual? Impossível. Partindo do pressuposto que somos seres únicos, me parece antagônico demais querer considerar que todos que apresentam o mesmo diagnóstico devam ser tratados da mesma maneira.

A cura

Somos seres únicos e é assim que temos que ser tratados por nós mesmos, por aqueles que nos cercam, pelos profissionais que procuramos para curar nossa dor física ou psíquica.Medicação alivia sintomas, mata bactérias e faz um órgão funcionar melhor. A psicoterapia ajuda a lidarmos com nossas emoções, nossas angústias e a tomar decisões. A fisioterapia ganha movimento, tira a dor e reabilita. A nutrição ensina a obter energia dos alimentos corretos. A fonoaudiologia melhora a fala.E assim por diante. Mas, tudo isso fica muito melhor, quando lembramos que os objetos não ficam doentes. Seres vivos é que adoecem e precisam ser tratados de forma global.

A medicina espiritual

Não vamos aqui falar de crendices ou superstições. Também, não vamos discutir religião, pois, parto do pressuposto que todas elas nos trazem os mesmos ensinamentos: que devemos fazer o bem e caminhar dentro da lei. Mas, gostaria de citar a “Medicina Espiritual”, como aquela que tem como principal princípio que somos corpo e alma, que entende que cada ação nossa deve ser humana e feita com amor, que precisamos acreditar na nossa cura e na nossa melhora. Aquela que nos alerta que devemos buscar a causa de nossos problemas e não apenas a tratar as consequências deles. Faz sentido não?! Não é isso que buscamos ao procurar uma ajuda profissional? Sermos atendidos de forma completa? Quantas vezes você já saiu do consultório e pensou: -“Queria ver se fosse com ele(a).” É isso e deixo aqui meu puxão de orelha a todos os profissionais da área da saúde, dentro dos quais me incluo. E se fosse com a gente? Como gostaríamos de sermos atendidos? E se fosse comigo?Acredito que se colocarmos essa perguntinha básica antes de qualquer atitude nossa, fica bem mais fácil saber por qual caminho seguir.

Dra. JULIANA DE PAIVA TOSATO (Arujá) Fisioterapeuta (doutorada pela FOP/UNICAMP) – Crefito 3-72697-F JPT Saúde e Bem Estar


19

OU TU BR O 20 12


SAÚDE & CORPO

água: esse remédio natural Sabia que

Tomar água na hora correta maximiza os cuidados no corpo humano! - 2 copos de água depois de acordar, ajudam a ativar os órgãos internos. - 1 copo de água 30 minutos antes de comer, ajuda na digestão. - 1 copo de água antes de tomar banho, ajuda a baixar a pressão sanguínea. - 1 copo de água antes de ir dormir, evita ataque do coração.

O ato

OU TU BR O 2012

Beba água com estômago vazio. Hoje, é muito popular no Japão, beber água imediatamente ao acordar. Além disso, a evidência científica tem demonstrado os valores desta atitude para as doenças antigas e as modernas, sendo que, este tratamento com água, tem sido muito bem sucedido para a sociedade médica japonesa, com uma cura de até 100% para as seguintes doenças: dores de cabeça \ dores no corpo \ problemas cardíacos \ artrite \ taquicardia \ epilepsia \ excesso de gordura \ bronquite \ asma \ tuberculose \ meningite \ problemas do aparelho urinário \ doenças renais \ vômitos \ gastrite \ diarreia \ diabetes \ hemorroidas\ todas as doenças oculares \ obstipação \ útero \ câncer \ distúrbios menstruais \ doenças de ouvido, nariz e garganta.

20

O tratamento

Abaixo, o método de tratamento que cura os doentes e permite aos saudáveis desfrutarem de uma vida melhor: 1 - De manhã, ao acordar e antes de escovar os dentes, beber 2 copos de água. \ 2 –Após a escovação dos dentes, não comer ou beber nada durante 15 minutos. \ 3 – Passado os 15 minutos, você pode comer e beber normalmente. \ 4 - Depois do lanche, do almoço ou do jantar, não se deve comer ou beber nada durante 2 horas. \ 5 - Pessoas idosas ou doentes, que não podem beber 2 copos de água, no início podem tomar um copo de água e aumentando gradualmente. Abaixo, o número de dias de tratamento para cura das principais doenças: 1 - Pressão Alta: 30 dias \ 2 – Gastrite: 10 dias \ 3 – Diabetes: 30 dias \ 4 – Obstipação: 10 dias \ 5 – Câncer: 180 dias \ 6 – Tuberculose: 90 dias \ 7 - Os doentes com artrite devem continuar o tratamento por apenas 3 dias na primeira semana e, desde a segunda semana, diariamente. Este método de tratamento não tem efeitos secundários. No entanto, no início do tratamento terá de urinar frequentemente. É melhor continuar o tratamento mesmo depois da cura, porque este procedimento funciona como uma rotina em nossas vidas, pois, beber água é saudável e dá energia.

Água fria

Isto faz sentido: o chinês e o japonês bebem líquido quente com as refeições e não água fria. Talvez, tenha chegado o momento de mudar seus hábitos de água fria para água quente, enquanto se come. Para quem gosta de beber um copo de água fria ou uma bebida gelada durante ou após a refeição,ela solidifica o alimento gorduroso que você acabou de comer e isso retarda a digestão, uma vez que, essa “mistura” reage com o ácido digestivo, reparte-se e é absorvida mais rapidamente do que o alimento sólido para o trato gastrointestinal, retardando a digestão, fazendo acumular gordura em nosso organismo e danificando o intestino.É melhor tomar água morna ou, se tiver dificuldade, pelo menos água natural. Nada a perder, tudo a ganhar!


21

OU TU BR O 20 12


Dr. Fabrício J. Araújo

SAÚDE & CORPO

Clareamento dentário abre novas portas O clareamento

Muitos mitos giram em torno do clareamento dentário. Creio que, o maior deles, é que só dentes manchados ou escuros demais devem passar por um clareamento. O clareamento é recomendado para todo paciente insatisfeito com a cor de seus dentes.

Os tipos

OU TU BR O 2012

Existem vários tipos de clareamento dentário, o que não existe é tratamento mais ou menos eficaz, todo tipo de clareamento segue o mesmo princípio de ação, utiliza-se um gel de peróxido de hidrogênio ou peróxido de carbamida em diferentes concentrações, este gel libera oxigênio causando assim a modificação da cor do dente. É bom lembrar que este gel não é abrasivo nem enfraquece os dentes. Quanto maior a sua concentração, mais rápido é o clareamento. Os tipos comumente utilizados são clareamento a laser, clareamento com moldeiras de silicone e clareamento endógeno ou interno, o qual se faz apenas em dentes escurecidos após tratamento de canal. O clareamento a laser e o interno utilizam concentrações acima de 20%, portanto, devem ser feitos em consultório, pois, o gel nesta concentração necessita de cuidados especiais, além de proteção dos dentes e da gengiva. Existe, também, o clareamento com moldeiras de silicone personalizadas para o paciente, chamado de clareamento caseiro, pois, o paciente usa em casa, sendo que o gel, neste caso, possui uma concentração entre 3,5 a 20%. Todos são eficazes, entretanto, cada qual com suas devidas orientações, contudo a associação das duas técnicas apresenta melhores resultados, mostrando melhor ação em manchas persistentes, além de uma maior estabilidade da cor após o tratamento.

22

Você merece

As pessoas vivem e viver é passar por altos e baixos na vida, ninguém é feliz o tempo todo, então, se algo te incomoda, elimine este algo ou opte por viver sofrendo, a opção é sua. Ter dentes escuros não desqualifica nenhum ser humano, mas, se você tem o privilegio de clareá-los não espere, faça-o. Dê este presente a esta pessoa que tanto trabalha e sem duvida merece. Portanto: Faça clareamento e mude a sua maneira de sorrir. Como se diz: “A roupa certa no lugar certo abre varias portas”, mas, se o sorriso não estiver em dia, será que abre mesmo? Clareamento dentário significa vida nova, crescimento, querer sempre melhorar, todos nós merecemos, todos nós lutamos por dias melhores. Seja feliz Dr. FABRÍCIO JOSÉ ARAÚJO (Arujá \ SP) CRO\SP.80665 Cirurgião Dentista \ Implantodontista \ Diretor Clínico e Responsável Técnico Fabrício Implantes


23

OU TU BR O 20 12


Studio Marcia Maria

SAÚDE & CORPO

Studio Marcia Maria no lançamento da coleção primavera/verão Quando?

No dia 03/setembro/2012, no Buffet Colonial em São Paulo, o “Haute Coiffure Français e do Brasil” apresentou a Coleção Primavera/Verão 2012/2013, denominada: “Luxe”.

O SHOW

Les Siècles (Os séculos), concebido por Marcia Maria e apresentado pela equipe artística da H.C.F. do Brasil, mostrou uma visão da moda em três tempos: interpretação do luxo da era vitoriana (por volta do ano 1800), no futuro e na atualidade. Cenografia, figurinos, sonoplastia, iluminação, intervenções de musicistas até de um bobo da corte, compuseram o clima que transportou cada um dos presentes às épocas mencionadas. Em uma passarela com 22 metros, a apresentação teve 8 artistas em palco, foi dividida em três partes: - passado, futuro e presente - numa duração de 30 minutos. Todo o figurino foi desenvolvido por Giuliana Morelli Bresciani, a direção por Paulo Bresciani e Jefferson Massari e a coordenação geral teve Marcia Maria, presidente da entidade, à frente do espetáculo.

LUXE

Dá a direção da mulher atual - com os pés no chão e a cabeça nas estrelas, a mulher moderna sabe usar suas inúmeras facetas. Exigente e refinada, ela está, constantemente, em busca de sua perfeição frente ao homem que assume a sua sensibilidade. Longe dos clichês de uma moda ditada, a coleção “Luxe” revela com delicadeza os desejos secretos do verão. Cortes suntuosos preparam o caminho para cores e texturas que se completam e se harmonizam. A tonalidade é definida e o detalhe realçado, fazendo justiça à beleza. A coleção “Luxe” traz o sentido da contradição dos valores: magnificência e simplicidade.

SOBRE A H.C.F.

Após 67 anos da sua fundação (abril/1945), a H.C.F., uma das principais associações de cabeleireiros do mundo, tem como funções: promover a criação artística, descobrir os talentos do amanhã e assegurar que os salões a ela associados desfrutem de sucesso comercial. Com sede em Paris e presidida mundialmente por Francis L. Rhod, a H.C.F. está mais orientada para o futuro do que nunca. E é justamente essa postura da entidade que levou Marcia Maria a aceitar o convite para assumir a presidência da seção Brasil em janeiro de 2011. Fontes de referência:

OU TU BR O 2012

- www.marciamaria.com.br - www.hcfdobrasil.com.br - Facebook: Márcia Maria Brescianie Studio Márcia Maria HCF do Brasil

24

Luís Bigonha (Diretor Comercial da marca de L´Oréal Profissionel) Marcia Maria, Jefferson Massari e Giuliana M. Bresciani

Paulo Bresciani, Marcia Maria, Luís Bigonha e Jefferson Massari


25

OU TU BR O 20 12


Flávio Bastos

SAÚDE & CORPO

O caminho da cura A cura

O que faz uma pessoa desenganada reverter um quadro clínico terminal, a ponto de ser considerada curada pela medicina? Esta e outras questões afins são maiúsculos pontos de interrogação através dos quais não encontramos respostas plausíveis. Milagre, fenômeno ou uma consequência natural cujos critérios ainda desconhecemos? O fato é que desde tempos imemoriais, quando o homem extraía da natureza bruta o lenitivo para as dores do corpo e da alma, a palavra “cura” já era usada à revelia de seu verdadeiro significado. Desta forma, o sofrimento humano nunca deixou de existir, mesmo considerando-se os avanços da ciência que conseguiu erradicar ou controlar epidemias responsáveis por milhões de óbitos no passado.

O conhecimento

OU TU BR O 2012

A cura é algo que, ao mesmo tempo, nos fascina e nos intriga. Vida e morte encontram-se simbioticamente ligadas ao seu profundo significado, o qual não se compreende porque, para a maioria dos humanos, a vida é apenas uma jornada a ser cumprida na dimensão da matéria. Nesta direção, nos apropriamos do conhecimento relacionado à cura sem percebermos que o potencial humano encontra-se travado porque negligenciamos um aspecto fundamental de nossa natureza hominal: a transcendência. Sem o transcendental o conhecimento fica restrito a um olhar que

estimula uma ação condicionada a um “estado de coisas”, representado por um ciclo que se repete interminavelmente, sem significativa mudança ou alteração de conteúdo. Apropriado do conhecimento, o homem persegue a cura utilizando-se de instrumentos compatíveis com os mecanismos que interagem entre a doença e a perspectiva ou expectativa de cura. “Aposta” que se torna uma incógnita no âmbito do relativismo de resultados, pois, nesta área, tudo é possível, inclusive o milagre. O homem domina o seu conhecimento, mas não tem poder sobre a cura. São polos que muito mais se afastam do que se aproximam, pois, inexiste uma fórmula consciente que, definitivamente, os una.

Os mecanismos

Restrito a uma parcial compreensão dos mecanismos que determinam o sofrimento, o homem visualiza a cura de forma paliativa, sem se aprofundar no saber que transcende as barreiras da dimensão física. Desviado do foco de sua interdimensionalidade, ele perde-se no labirinto de si mesmo, o que lhe provoca a cegueira existencial que reflete a dependência de suas próprias limitações e condicionamentos. E o indivíduo apropria-se da cura, sem a necessária compreensão de que ele pode apenas orientar o outrem a lidar melhor com o seu sofrimento, sem que o resultado seja o almejado. Aquilo que o homem denomina “milagre da cura” foge

à sua compreensão porque, ele não domina o conhecimento de âmbito interdimensional. Fonte inexplorada e inesgotável de saber que pode ser aplicado em benefício da humanidade. Portanto, conhecer as leis da natureza em simbiótica relação com o ser dotado de inteligência e livre-arbítrio, representa um considerável avanço rumo à aceitação de sua transcendentalidade. Vasto campo de pesquisa que fertiliza conhecimento a quem busca respostas sobre os mecanismos psíquico-espirituais que interagem a favor do sofrimento ou da cura. Descobertas e significados que distanciam o homem do “enigma” e o aproximam da verdade sobre o “poder” de curar, embora esta condição independa completamente das influências do ego visto como instância da personalidade norteadora do princípio de realidade.

Eu interdimensional

Falamos do eu interdimensional, aquele que percebe os dois lados de sua natureza sem discriminar ou supervalorizar um dos lados que pertence ao contexto existencial do espírito encarnado. Neste sentido, as grandes descobertas na área da medicina ou do comportamento humano, somente ocorrerão no momento em que o homem desviar o foco dos valores que o prendem ao materialismo, para um olhar que contemple o vasto campo de sua interdimensionalidade. Sem a fusão de conhecimentos que se interconectam, o homem permanecerá limitado aos seus “mistérios” sem perceber que ele não é curandeiro nem milagreiro no processo vital, mas um ser cujo potencial curativo encontra-se latente pela inconsciência de seus condicionamentos que impedem-no de vislumbrar a luz que o oriente no caminho da verdade sobre si mesmo.

FLÁVIO LUIZ G. BASTOS (Porto Alegre / RS)

26

Psicanalista Clínico / criador da Psicoterapia Interdimensional (PI)


27

OU TU BR O 20 12


Marcos Formigoni

SAÚDE & CORPO

Benefícios da hidroterapia O poder da água

O uso milenar da água como recurso terapêutico, é adotado hoje por vários profissionais da saúde para obter uma recuperação melhor e mais rápida do paciente, visto que ativa o sistema imunológico, aumenta a circulação e diminui a sensação dolorosa. A água representa um meio único para realização de exercícios e seu efeito curativo baseia-se nos princípios mecânicos e térmicos da água aquecida.

A utilização

A fisioterapia aquática utiliza estes princípios para reabilitação nas áreas de ortopedia, traumatologia, medicina esportiva, reumatologia, neurologia, pneumologia e, também, no acompanhamento do período gestacional.

Os efeitos

Os efeitos da pressão hidrostática, do empuxo e da resistência da água sobre nosso organismo são inúmeros, entre os quais podemos citar: -redução do peso corporal e inibição do impacto articular. -facilitação de movimentos impossibilitados pela ação da gravidade por fraqueza muscular e/ou rigidez articular. - relaxamento muscular. -reeducação de músculos paralisados (espásticos). - favorece a expiração e aumenta a expansibilidade do tórax. - auxilia a diminuição de edema. - melhora do equilíbrio, da coordenação, da posturae da consciência corporal. - entre outros.

O ambiente

Além dos benefícios fisiológicos, o ambiente aquático torna-se um fator importante para o equilíbrio emocional do paciente, tornando a reabilitação mais lúdica do que entediante ou dolorida. Para um tratamento seguro é necessário: - a liberação médica para o meio aquático. - piscina terapêutica aquecida e adaptada. - programa de exercícios personalizado, segundo avaliação prévia do fisioterapeuta. MARCOS FORMIGONI (Arujá \ SP)

OU TU BR O 2012

Fisioterapeuta (especialista em Fisioterapia aquática) Crefito 3-126322-F NOVA FORMA

28


29

OU TU BR O 20 12


SAÚDE ANIMAL

Citações caninas Cello Vieira Não adianta você tratar bem o ser humano, se maltrata o cachorro. Não adianta você tratar bem o cachorro, se maltrata o ser humano. Diele Rodrigues Não me chame de cachorro, pois, não mereço tão alto qualificativo. Não sou tão fiel e nem tão leal, só sou um ser humano! Mark Twain Se recolheres um cachorro faminto e lhe deres conforto, ele não te morderá. Eis a diferença entre o cachorro e o homem. Nusa Nunes Já ouviram dizer o ditado popular que muitos dizem: ficou de dente aberto igual cachorro. Não! Absolutamente não concordo Os cachorros só mostram os dentes porque não são humanos para fingir um sorriso. Paulo Henrique Lima Deus é como um cachorro: não importa o que você faça, se você o chamar, ele sempre virá feliz em te ver. Mario Rebelo de Rezende Preciso marcar uma consulta para meu cachorro com minha psicóloga, antes que ele marque uma consulta para mim com o veterinário dele. Victor Kodany Soares de Santana Quando faço carinho no meu cachorro, sei que ele não se pergunta o porque estou fazendo, simplesmente aceita. Wellington Dizem que o cachorro é o melhor amigo do homem.Será que é por que ele não fala?! Stephem Beltrão Se as pessoas acordassem com o mesmo bom humor que o cachorro acorda, o mundo seria bem mais alegre. Virnney Domingues Tranque sua esposa e seu cachorro no porta-malas do seu carro. Após meia hora, abra o porta-malas e veja quem está mais feliz em lhe ver. L.A.Cortellini Onde mais aprendemos, mesmo que não queiram nos ensinar, no olhar de um cachorro.

OU TU BR O 2012

Fred Teixeira Cada vez que o homem comete uma nova maldade, mais amor vejo nos olhos do meu cachorro.”

30

Antonio Carlos V. O. Motta O incondicional amor de um cachorro é difícil de ser superado, até mesmo pelo mais romântico dos homens. Eduardo Henrique Correia da Silva O cachorro é um animal que te ama, não importando a sua cor, a sua condição financeira e os seus gostos. Para ele o que importa é você! Lygia Meirelles O cachorro pensa: nossa, o ser humano me dá comida, água e carinho, então, ele deve ser Deus! E aí, o gato pensa: nossa, o ser humano me dá comida, água e carinho, então, eu devo ser Deus!


31

OU TU BR O 20 12


Elisa Lucinda

INOVAÇÃO

Só de Sacanagem Meu coração está aos pulos! Quantas vezes minha esperança será posta à prova? Por quantas provas terá ela que passar? Tudo isso que está aí no ar: malas e cuecas que voam entupidas de dinheiro, do meu dinheiro, que reservo duramente para educar os meninos mais pobres que eu, para cuidar gratuitamente da saúde deles e dos seus pais, esse dinheiro viaja na bagagem da impunidade e eu não posso mais. Quantas vezes, meu amigo e meu rapaz, a minha confiança vai ser posta à prova? Quantas vezes minha esperança vai esperar no cais? É certo que tempos difíceis existem para aperfeiçoar o aprendiz, mas, não é certo que a mentira dos maus brasileiros venha quebrar no nosso nariz. Meu coração está no escuro, a luz é simples, regada ao conselho simples de meu pai, minha mãe, minha avó e dos justos que os precederam: -”Não roubarás”. - “Devolva o lápis do coleguinha”. -”Esse apontador não é seu, minha filhinha”. Ao invés disso, tanta coisa nojenta e torpe tenho tido que escutar. Até habeas corpus preventivo, coisa da qual nunca tinha visto falar e sobre a qual minha pobre lógica ainda insiste: esse é o tipo de benefício que só ao culpado interessará. Pois bem, se mexeram comigo, com a velha e fiel fé do meu povo sofrido, então, agora eu vou sacanear: mais honesta ainda vou ficar. Só de sacanagem! Dirão: -”Deixa de ser boba, desde Cabral que aqui todo mundo rouba”. E eu vou dizer: -“Não importa, será esse o meu carnaval, vou confiar mais e mais e outra vez mais. Eu, meu irmão, meu filho e meus amigos, vamos pagar limpo a quem a gente deve e receber limpo do nosso freguês.”

OU TU BR O 2012

Com o tempo, a gente consegue ser livre, ético e o “escambau”. Dirão: -”É inútil, todo o mundo aqui é corrupto, desde o primeiro homem que veio de Portugal”. Então, direi: -“Não admito, a minha esperança é imortal.” E, repito, ouviram? “IMORTAL!” Sei que não dá para mudar o começo. Mas, se a gente quiser, vai dar para mudar o final!

ELISA LUCINDA DOS CAMPOS GOMES (Rio de Janeiro \ RJ) Poetisa \ Jornalista \ Cantora \ Atriz

32


33

OU TU BR O 20 12


12 de Outubro

MATÉRIA DE CAPA OU TU BR O 2012 34

Ser criança O que é?

Entre a inocência da infância e a compostura da maturidade há uma deliciosa criatura chamada:“criança”. Embora se apresentem em tamanhos, pesos e cores sortidas, todas as crianças tem o mesmo credo: aproveitar cada minuto das horas de todos os dias e protestar ruidosamente, pois, o barulho é sua única arma, que só termina quando seu último minuto é decretado e os adultos os empacotam e os colocam na cama. Crianças são encontradas em toda parte: em cima de, embaixo de, dentro de, subindo em, balançando-se no, correndo em volta de, pulando para etc etc... As mães as adoram, os irmãos e as irmãs maiores as suportam, os adultos as ignoram e o céu as protege.

Na verdade

Uma criança é a verdade com o rosto sujo, a beleza com um corte no dedo, a sabedoria com um chiclete no cabelo, a esperança do futuro com uma rã no bolso. Quando você está ocupado, uma criança é uma conversa fiada, intrometida e amolante. Quando você deseja que ela cause boa impressão, seu cérebro vira geleia ou ela se transforma numa criatura sádica e selvagem, empenhada em destruir o mundo ao seu redor. Uma criança é um ser híbrido: o apetite de um cavalo, a energia de uma bomba atômica de bolso, a curiosidade de um gato, os pulmões de um ditador, a imaginação de um Júlio Verne, o retraimento de uma violeta, o entusiasmo de um bombeiro e quando se mete a fazer alguma coisa é como se tivesse cinco polegares em cada mão. Gosta de sorvete, de canivete, de serrote, de pedaços de pau, de bichos grandes, dos pais, dos sábados, dos domingos, dos feriados e das mangueiras d’água. Não é partidária do catecismo, da escola, dos livros sem figuras, das lições de música, dos colarinhos, dos barbeiros, dos agasalhos, dos adultos e da “hora de dormir”. Ninguém se levanta tão cedo, nem chega tão tarde para o jantar. Ninguém se diverte tanto com árvores, cachorros e mosquitos. Ninguém é capaz de colocar num só bolso: um canivete enferrujado, uma maçã comida pela metade, um metro e meio de barbante, um saco plástico, dois chicletes, três moedas, um estilingue e fragmentos de substância ignorada. Uma criança é uma criatura mágica: você pode mantê-la fora de seu escritório, mas, não pode expulsá-la de seu coração. Pode pô-la fora da sala de visitas, mas, não pode tirá-la de sua mente. Queira ou não, ela é seu captor, seu dono, seu patrão, um nanico, um saco de encrencas. Mas, quando, à noite você chega a casa com suas esperanças e seus sonhos reduzidos a pedaços, ela possui a magia de soldá-los num segundo, pronunciando duas simples palavras: -”Alô papai” ou -“Alô mamãe”...

O aprendizado

Aprendamos a amar como a criança. Ela é sincera e ama desinteressadamente. Se gostar de nós, logo saberemos, pois, não sabe dissimular. Pequenina sorri ao menor toque. Não critica, indaga apenas. Não discrimina, aceita a todos sem distinção. Sabe conviver com as diferenças. É alegre a todo tempo, canta, dança. Faz da vida uma eterna festa. Se satisfaz com qualquer brinquedo, independente do quanto custou. Não tem ambição. Nos ensina mais que qualquer sábio. Confia. O seu olhar brilha, o seu sorriso é sincero. Não nos pede nada em troca do amor que nos dá,somente espera carinho e atenção. Toca a nossa alma com a sua inocência. Mesmo aquela que não tem a oportunidade de ter um lar, sabe sorrir e, quando nos dá um sorriso, ganhamos o dia, pois, o seu sorriso é uma lição. Não existe coisa mais triste, que ver uma criança triste. Doemos o nosso sorriso a ela, sejamos alegres, mostremos a ela a criança que existe em nós. Ela é o nosso futuro e precisa ser feliz para nos fazer, também, felizes.


Nas mãos da criança o mundo vira um conto de fadas porque, na inocência do sorriso infantil tudo é possível, menos a maldade. Crianças são anjos, são pedaços de Deus que caíram do céu para nos trazer a luz viva que há de fazer ressuscitar a verdade que vive escondida em cada um. De braços abertos a criança não cultiva inimigo e a sua tristeza é momentânea. De olhos abertos a criança não enxerga o feio, o diferente, apenas aceita o modo de ser de cada um que lhe dirige o caminho. De ouvidos atentos a criança gosta de ouvir tudo como se os sons se misturassem formando uma doce vitamina de vozes, vozes que ela pode imitar e se inspirar para crescer. Questionando, brincando, a criança está sempre evoluindo, achando esse mundo um paraíso. Mas, a criança sabe no seu interior o que é o amor e quer sugá-lo como se fosse seu único alimento, não lhe dê uma mamadeira com ódio, pois, com certeza sua contaminação seria fatal e inesquecível. Ao enxergarmos uma criança, provavelmente nos virá à lembrança: cor, amor, arco-íris, rosas, doce de brigadeiro, cachoeira, pássaros, dia de festa...

O Sonho de uma Criança

Dizem que o ser humano é motivado pelos seus sonhos. Entretanto, ao decorrer da vida, os sonhos vão sendo podados e esquecidos, sendo, muitas vezes, por pessoas que já engavetaram os seus próprios com frases assim: -“Isso não dá dinheiro!” ou -“Isso não será bom para você!”. Provavelmente, muitos de nós, senão todos, já ouvimos “conselhos” desse tipo e, às vezes, ficamos prestes a dizer algo parecido à alguém. Uma pergunta que fica no ar é a de como alguém pode ter tanta certeza do que é bom ou não para outra pessoa? Essa atitude, como quase todas as outras, teve sua origem em nossa infância, qual período recebemos muitas frases negativas, algumas com o intuito de proteger nossa integridade física e outras que acabam por destruir muitos de nossos sonhos. Quando conversamos com as crianças, devemos pensar muito bem em tudo o que falamos. Nossas palavras tem um grande poder sobre elas. Nós temos o poder de ajudá-las a construir seus sonhos ou de destruí-los. Infelizmente, a grande maioria desmotiva-os, mesmo sem ter consciência. Da próxima vez que encontrar uma criança, pergunte o que ela gostaria de fazer quando crescer. Elogie-a por tal sonho e indague a razão pela escolha. Faça-a refletir e descobrir o seu verdadeiro motivo para tal meta. Se não for realmente o que ela quer, ela mesma irá descobrir um novo sonho. Não cabe a nós, escolher ou impor nossos próprios desejos sobre ela. Às vezes, o sonho de uma criança é motivado por pessoas próximas, outras vezes pelo que ela vê na televisão, mas, o legítimo é aquele que vem de seu interior. Ensinar uma criança que devemos sempre almejar um sonho, não importando qual idade que tenhamos, é algo que ela levará para a vida inteira. Caso alguma vez fique desorientada ou sem rumo, poderá buscar dentro de si o seu verdadeiro motivo para viver. O verdadeiro sonho não é aquele que vem pelo desejo de poder ou fama de nosso ego, mas, aquele que vem do nosso âmago motivado apenas pela essência de nosso amor e felicidade.

Ser Criança

Ser criança é estar de bem com a vida, é ter toda a energia do Universo em si. Ser criança é achar que o mundo é feito de fantasias, sorrisos e brincadeiras. Ser criança é comer algodão doce e se lambuzar. Ser criança é acreditar num mundo cor de rosa e cheio de pipoca. Ser criança é olhar e não ver o perigo. Ser criança é sorrir e fazer sorrir. Ser criança é chorar sem saber por que. Ser criança é se esconder para nos preocupar. Ser criança é pedir com os olhos. Ser criança é derramar lágrima para nos sensibilizar. Ser criança é isso e muito mais. É nos ensinar que a vida, apesar de difícil, pode tornar-se fácil com um simples sorriso. É nos ensinar que criança só quer carinho e afeto. É nos ensinar que, para sermos felizes, basta apenas olharmos para uma criança.

Feliz Dia da Criança!

OU TU BR O 20 12

Magia Infantil

35


Dr. Luís Camargo

CONEXÃO

T.S.T. altera direitos trabalhistas Mudanças

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) promoveu mudanças importantes no julgamento de ações judiciais relacionadas ao empregado e ao trabalhador. O Tribunal transformou algumas Orientações Jurisprudenciais em Súmulas (regras para julgar assuntos semelhantes), cancelou algumas e acrescentou novas regulamentações.

Alguns tópicos

OU TU BR O 2012

Uma das súmulas de maior destaque determina que empregados que sofrerem acidente de trabalho e as gestantes, ambos em contrato por prazo determinado (como por exemplo, o contrato de experiência) terão estabilidade provisória, entretanto, o TST não deixa claro se a garantia provisória de emprego se encerraria no prazo previsto para o término do contrato ou se o empregado terá seu contrato transformado em prazo indeterminado mesmo que excedido o prazo do contrato. Outro ponto solucionado se refere à base de cálculo do adicional de insalubridade. A Súmula 228 define que o adicional de insalubridade será calculado sobre o salário básico, eliminando-se a discussão de incidência sobre salário mínimo. Quanto à aplicação da nova Lei de Aviso Prévio, foi ratificado o entendimento de que os acréscimos dos dias de aviso

36

prévio por ano de serviço para o empregador somente se aplica nas rescisões ocorridas após a publicação da Lei nº 12.506/11, ou seja, após 11/10/2011. Sobre a discussão em torno do trabalho a distância, o TST propôs nova redação reafirmando que “o uso de instrumentos telemáticos e informatizados fornecidos pelo empregador não caracteriza regime de sobreaviso” e conceitua sobreaviso como a situação em que coloca o empregado à distância “submetido a controle patronal por instrumentos telemáticos ou informatizados, desde que permaneça em regime de plantão ou equivalente, aguardando a qualquer momento o chamado para o serviço durante o período de descanso”. Quanto aos benefícios negociados por meio de convenção coletiva ou acordo coletivo, com a nova redação da Súmula 277, passaram a se integrar nos contratos individuais de trabalho até que nova negociação seja efetuada. Os professores também receberam a revisão da Súmula 10 para afirmar que o professor dispensado no término do ano letivo ou durante as férias faz jus ao aviso prévio. O direito aos salários assegurados pela CLT não exclui o direito, também, ao aviso prévio, na hipótese de dispensa sem justa causa ao término do ano letivo ou no curso das férias escolares. No tema jornada de trabalho e períodos de intervalo intrajornada, o T.S.T. firmou que na jornada de trabalho de

12 x 36 a Súmula dispôs sobre a possibilidade de ser negociada por acordo coletivo ou convenção coletiva em caráter excepcional, excluindo do empregado o direito às décima primeira e décima segunda hora trabalhada.

Conclusão

As alterações são sinalizadores das profundas mudanças que as empresas deverão adotar em seus procedimentos no sentido de prevenir contingências futuras, uma vez que os entendimentos do T.S.T. refletem diretamente no acréscimo de ações trabalhistas. LUIS CAMARGO DR. (Arujá \ SP)

Advogado Tributarista (pós-graduado PUC/SP) Professor de Direito Processual Civil Sócio Titular da Camargo Advogados Associados (com sede em: Arujá e São Paulo)


37

OU TU BR O 20 12


38

OU TU BR O 2012


39

OU TU BR O 20 12


CONSCIÊNCIA

Nathalie Favaron

Criança e Escola: futuro ou passado? A eterna criança

Neste mês especial onde celebramos alunos e professores, quero falar sobre a criança. A pequena e a eterna criança interna que todos nós temos.

A escola atual e a ideal

OU TU BR O 2012

Não quero defender a anarquia, pois sei que, para um bom desenvolvimento do grupo precisamos de alguns limites. Mas, quero, sim, desafiar nossos pensamentos e crenças a respeito de como permitimos que a criança expresse a sua criatividade e o seu talento natural no ambiente onde ela passa metade do dia durante cinco dias por semana, no mínimo. Fico chocada com a escola atual, que se diz muito “antenada” com o que existe de mais moderno na educação, mas, ainda limita o uso de caneta colorida durante a aula ou pequenos desenhos no caderno de lição. “Liberdade” de expressão e de criatividade só na hora, no lugar certo e do jeito que for permitido! Ou nos convencendo de quão importante é o uniforme que “uniformiza” os gostos, os estilos e as cores, obrigando a criança a seguir um padrão de vestimenta que, depois, é revivida nas empresas e grupos forçando a adaptação para a busca de aceitação. Adapte-se e seja igual ou dê o fora. Que, ao invés de feira de ciências, poderíamos ter uma feira de trocas, onde cada um traria o que não quer mais para

40

trocar com um amigo e, assim, diminuiríamos muito o consumo desenfreado de brinquedos descartáveis que despertam o interesse das crianças apenas por poucos meses (quando tanto). As notas e avaliações que ensinam e doutrinam a comparação com o outro (aluno) através de um julgamento de um terceiro (professor). Não seria mais lógico ensinarmos à criança que o seu valor está dentro e que comparações com o que está fora só nos leva à frustração? Que nada muda sua importância se uma é melhor em matemática do que a outra? E que, se uma matéria é um desafio complexo, não muda quem você realmente é. Que, o que realmente importa, é aprender a gostar de estudar um assunto que realmente instigue e interesse a você. Que gramática não é mais importante que poesia. Que química não é mais importante que musica. Que historia não é mais importante que desenho. Onde a sabedoria do corpo (somática) fosse tão valorizada como a sabedoria da mente (cognitiva) e que se trabalhadas em conjunto seriam a melhor referência de sucesso possível. E que, a melhor coisa antes de iniciar uma aula, é uma boa ginástica para integração dos hemisférios direito e esquerdo do cérebro através de movimentos corporais e musicais! E que, tão importante quanto ficar quieto para assistir uma aula, é dar uma boa gargalhada para estimular sinapses cerebrais im-

portantes para o aprendizado. E que, se a criança não se comportar adequadamente, iremos medicá-la com as drogas certas para que se enquadre no que a escola considera correto.

A ousadia

Depois de todo esse esforço para padronizar e sufocar a nossa criança, queremos que ela se torne um adulto criativo, multitarefa, seguro e com boa autoestima, que leve uma vida equilibrada com foco na saúde do corpo e tenha interesse em novos aprendizados para o seu auto aperfeiçoamento. Não posso mudar as escolas. Não é essa minha missão. Mas, talvez, seja a sua. O que posso sugerir é que, ao encontrarmos crenças como essas por aí, possamos ter a ousadia de questioná-las. E que, também, possamos nos permitir um pouco mais de alegria e liberdade no cotidiano, para a criança pequena e a interna. Que você possa se lembrar do que gostava de fazer quando mais novo(a). Um talento, uma brincadeira, uma comida, um doce favorito ou até uma musica que faz você viajar no tempo, um lugar, um amigo... E que essas lembranças, também, possam ocupar um bom lugar na sua vida.

NATHALIE FAVARON (Arujá – SP)

Coaching \ Constelações Familiares e Organizacionais Atende na J.P.T. - Vila Florida - Tel: (11) 997513-0554 e-mail: nathamn@terra.com.br www.somostodosum.com.br/nathalie


41

OU TU BR O 20 12


Gustavo Rocha

IDEIAS

A Colmeia e o conhecimento A função

Na colmeia, as abelhas interagem por meio de uma complexa comunicação e a ação de cada abelha serve a um propósito comum, que é buscar, criar, disseminar, utilizar e transformar matéria-prima (néctar, pólen, própolis, água) em produtos úteis para comunidade, garantindo a sua manutenção e sobrevivência. Na empresa, os talentos buscam, criam, disseminam, utilizam e transformam informações em conhecimentos uteis para a empresa para garantir sua sustentabilidade e capacidade de inovação. Isso só é possível se os talentos tiverem um forte senso de identidade com a organização a que servem, com orgulho de pertencer a ela.

O conhecimento

Na colmeia, as abelhas jovens produzem a geleia real por uma glândula localizada em sua cabeça, alimento nobre, que nutre a rainha por todo seu ciclo de vida. Na empresa, os talentos disponibilizam seus conhecimentos tácitos (que estão em suas cabeças) para nutrir o grupo, o líder e a organização em seu intento estratégico.

OU TU BR O 2012

A liderança

42

A única função da rainha é produzir filhos (germinar, fecundar, fertilizar). Quando uma rainha não cumpre seu papel ela é substituída pelas operárias (é a comunidade quem comanda e não a rainha). Nas empresas, a função do líder é nutrir e fertilizar os talentos e os acionistas. O líder que não desenvolve, não germina, não cumpre sua função essencial, perde legitimidade e credibilidade, sendo substituído cedo ou tarde. A liderança que fomenta e estimula o processo de aprendizagem organizacional é um líder polinizador da criatividade e da inovação.

A utilização

Cada produto colhido ou produzido tem uma função para a colmeia. Nada é desperdiçado. As abelhas armazenam seus produtos em formas hexagonais para aperfeiçoar ao máximo o espaço na colmeia. Cada conhecimento tem uma relevância e função estratégica para a organização, devendo ser armazenado apropriadamente (sistemas de informação, banco de dados, processos internos, manuais, etc.) e com livre acesso pelos talentos, para ser usado quando oportuno.

A capacitação

Há uma interação muito estreita entre a colmeia e o ambiente. Para que a vida da colmeia seja garantida é preciso um contexto que capacite a vida, assim como uma atuação sábia do apicultor para perceber e respeitar os ritmos, as necessidades, o clima e os ciclos da colmeia e, assim, conseguir alta produtividade. A ganância do apicultor pode destruir a colmeia. A empresa deve garantir um contexto capacitante para que o conhecimento possa fluir. Um bom clima organizacional, onde as pessoas se sintam seguras, encorajadas, reconhecidas, amparadas e donas do processo. Isso é viabilizado por um estilo de gestão que possibilita o desenvolvimento do potencial criativo de todos os talentos, num ambiente de confiança mútua, autonomia e políticas coerentes.

A estratégia

O intento de cada abelha, assim como o da colmeia, é prosperar a vida. O foco central não está num ganho imediato ou individual, utilizando os recursos naturais, sem destruir a natureza, pois, instintivamente sabe que “está nela”, que precisa dela para continuar produzindo e vivendo. Sustentabilidade faz parte de sua estratégia, pois retira da flor só o que precisa e quanto mais trabalha, mais contribui para a polinização, garantindo recursos no futuro. Na empresa, o foco central deve estar na estratégia e no valor de seu capital intelectual e não na perspectiva de um lucro imediato. A sustentabilidade deve ser incorporada nas estratégias empresariais, não como retórica, mas, como um compromisso genuíno com a vida, com as gerações futuras e com a felicidade no presente. O conhecimento, quanto mais circular, mas se multiplica. A gestão do conhecimento é algo que cada vez mais os escritórios e empresas devem se atentar. Não podemos perder tempo em procurar algo que a gestão e o conhecimento da empresa já passaram por isto. Ao perder tempo com isto, estamos deixando de produzir e buscar novas soluções. Vamos investir nosso tempo em documentar os processos, criar regras e opor gestão nestes processos internos, de modo que o nosso tempo seja resultado de somas constantes evolutivas e não de retrabalho constante. GUSTAVO ROCHA (Natal \ RN)

Consultor: Gestao, Tecnologia e Qualidade. Diretor da Consultoria Gestão Adv Br www.gestao.adv.br\ gustavo@gestao.adv.br


43

OU TU BR O 20 12


IDEIAS

Francisco Paulo

Como manter um belo jardim em casa O jardim

Um jardim convida a imergir num universo de cores, texturas e aromas. Sempre convidativo, o jardim é sinônimo de elegância e de bom gosto na decoração, ajudando a decorar áreas externas, mas, exige cuidados.

A inspiração

Nada mais inspirador do que ter um belo jardim decorativo ao redor da casa. Eis aí um ponto pacífico, cabe dizer literalmente. Afinal, quem não encontra a paz quando rodeado de flores aromáticas e plantas ornamentais? Não seria para menos, pois, foi justamente num jardim que, segundo a Bíblia, Deus colocou o homem assim que o criou. Religiosidade à parte, a manutenção desse ambiente exige algum esforço de tempo e dinheiro. A recompensa, por outro lado, é impagável: ter em casa um verdadeiro paraíso particular.

Composição

É muito importante combinar a arquitetura da casa com o estilo de jardim decorativo, pois, uma casa em estilo clássico deve ter um jardim francês, entretanto, uma casa de arquitetura contemporânea deve ter um jardim orgânico, limpo na sua composição. Essas são algumas das vantagens de se contratar os serviços de um profissional. Um projeto profissional permite uma maior harmonia estética do jardim e, em muitos casos, criar direcionamento de ventos, dar privacidade a alguns espaços ou criar sombras. Mas, para quem tem pouco espaço ou mora em apartamento, lá vai outra dica: usar decks e cachepôs de madeira dá um aproveitamento maior das varandas e criam um ambiente pequeno, mas, muito charmoso.

OU TU BR O 2012

As dicas

44

1-Medir a área e fazer um croqui do que se desejar plantar, delimitando o espaço que cada planta irá ocupar. 2-Procurar conhecer as características das plantas que gostaria de plantar. 3-Preparar bem o solo revolvendo-o, destorroando e adubando com composto orgânico ou esterco animal (de preferência de ave, que não contém sementes de ervas daninhas). 4-Escolher as plantas de acordo com a luminosidade da área (sol pleno: 8h \ meia sombra: 4h \ sombra: menos de 4h) e da quantidade de água que recebem. 5-Ter bom gosto e bom senso, com relação à combinação de cores. 6- Irrigar diariamente no verão. 7-Fazer manutenção periódica de: catação de insetos, capina, revolvimento do solo e poda de formação.

E os vasos?

Nos dias de hoje, a maioria da população vive em apartamento, em meio a uma verdadeira floresta de concreto e asfalto. Nada mais natural que sinta a necessidade de trazer para dentro do seu lar um pouco da natureza e a maneira mais usada para isso é o cultivo de plantas em vasos. Para que nossas plantas mantenham-se viçosas é necessário que tomemos alguns cuidados no cultivo, pois, devemos lembrar que as plantas são seres vivos e necessitam de cuidados para que se mantenham saudáveis. - Água - antes de comprar o seu vaso, é preciso saber qual a necessidade hídrica da planta adquirida. Mas, independente de sua necessidade, é importante saber que as regas devem obedecer a uma constância. De nada adianta esquecer-se de regar um dia e compensar isso regando em demasia no outro. Folhas e botões que apodrecem e caem, são sinais que as regas estão sendo excessivas, assim como plantas murchas e pendentes são sinais de falta d’água. - Luz - as plantas indicadas para dentro de casa são as de sombra ou meia-sombra. Mas, mesmo estas precisam de certa quantidade de luz para a realização de fotossíntese. Se a iluminação natural não for suficiente para você ler um texto de letras miúdas, também não é adequada para suas plantas. - Temperatura - as plantas precisam estar em ambientes arejados, mas, sempre tomando cuidado com correntes de ar, pois, a mudança brusca de temperatura pode ressecar a folhagem. Pelo mesmo motivo, devemos atentar para vasos colocados em sacada de apartamento, onde predomina o vento forte. - Adubação - assim como nós, as plantas necessitam de alimentos que podem ser obtidos através de adubação orgânica (húmus de minhoca e farinha de osso composto) uma vez por ano ou adubação química (o famoso NPK) uma vez por semana. FRANCISCO PAULO CAMPOS DE OLIVEIRA (Arujá \ SP) Empresário \ Paisagista Éden Flora Paisagismo de Arujá


45

OU TU BR O 20 12


Vera Ghimmel

IDEIAS

O que resiste, persiste... As crenças

Para haver mudanças, a primeira atitude a ser tomada é querer. Somos assombrados pelas mais variadas influências:cultura da época, educação vigente, família reguladora, castradora e, muitas vezes, preconceituosa, nos levam a formatar um sistema de crenças inútil e muitas vezes contra nós mesmos.

tualmente se encontram. Ninguém consegue contratar um ser de luz para fazer o papel de mau em sua vida. O cidadão é mau mesmo e vê nessa oportunidade o caminho de evoluir.

A permissão

A escolha

OU TU BR O 2012

Claro que escolhemos esse enredo e palco para viver! Não estou falando de nossas escolhas anteriores ao nascimento, mas, se não percebemos cedo essa influência, estaremos fadados ao fracasso e à depressão. Quantas vezes você não ouviu de familiares que você não servia pra nada, que não ia dar certo ou mesmo que o seu futuro era incerto por conta da sua incompetência ou mesmo burrice? Quantas vezes você foi manipulado(a) porque era generoso(a) e as pessoas se serviam disso para sugarem tudo o que você podia oferecer? Quantas vezes você abriu mão de sua vida pessoal ou mesmo de seu dinheiro suado para ajudar aqueles que perceberam que você não conseguia dizer não? O importante desse quadro não é culpar os “contratados” por te ajudarem nesse filme de sua vida. Eles são assim mesmos, egoístas, avarentos e, muitas vezes, perversos, mas, que enxergam nesse encontro com você a oportunidade de saírem dos degraus em que espiri-

46

É a lição do desapego que nos faz acordar e deixar ir aqueles que insistem em nos torturar física e emocionalmente. Romper com essa doença emocional de ficar perto daqueles que não nos respeitam e não nos amam e que ainda estão numa frequência de vibração ruim, perversa e manipuladora. É o primeiro passo.

A resistência

Então o que fazer? Se você resistir às mudanças ficará preso nesse enredo ruim e repetitivo de sua vida. E, o que resiste, persiste. Mudar é sair dessa forma de viver e aprender a saborear outros formatos de experiências, sem sofrimentos desnecessários e laços manipuladores.

Permita-se viver uma nova realidade mais aprazível, mais justa e mais amorosa com a vida. Permita que DEUS, essa maravilhosa essência que habita em você, retome o controle sobre a sua existência. ELE é a sua matéria prima e só irá tomar as rédeas do seu trajeto de vida se você parar de “resistir” e não dar mais poder ao seu “ego”, que tem apenas te vendido baratinho para o sofrimento. O “ego” não te protege de nada, só te deixa cair em roubadas pela quantidade de achismos que ele te impõe, pela limitação de sua visão, pois,o “ego” é apenas a sua encarnação atual tentando sobreviver numa visão curta e pobre do todo. Aceite, permita, creia e, assim, o seu livre-arbítrio estará sendo respeitado até mesmo por DEUS.

VERA GHIMMEL (Rio de Janeiro / RJ)

Jornalista / Terapeuta / Numeróloga / Coach


47

OU TU BR O 20 12


Guilherme de Souza

MÃOS A OBRA OU TU BR O 2012 48

Características do empreendedor de sucesso Você é?

E então, caro leitor, vamos avaliar se você é um empreendedor nato ou não? Trocar a rotina e a segurança de um emprego fixo pela incerteza de abrir o próprio negócio é algo que poucas pessoas estão dispostas a fazer. Será que você, leitor, faz parte desse grupo? Se tiver algumas ou, quem sabe, todas das características listadas a seguir, é provável que a resposta seja “sim”.

01 – Tolerância ao inesperado A psicóloga Tânia Luna, co-fundadora da Surprise Industries, aponta: -“Empreendedores de nascença” conseguem lidar com a tensão do desconhecido, agir diante da incerteza e abraçar o surpreendente e os “não empreendedores” têm uma necessidade muito maior de segurança e certeza, o que pode ser ruim para empresas que desejam inovar”. 02 – Visão criativa Pensar de um modo diferente do convencional pode ser essencial na hora de abrir um negócio e, mais ainda, de manter uma empresa inovadora. “Cada dia é uma nova aventura para os empreendedores, que estão constantemente sonhando e criando novos projetos em suas mentes”, destaca Paula Conway, fundadora da empresa de marketing e relações públicas Astonish Media Group. 03 – Disposição para trabalhar (muito) Quem nunca pensou, enquanto fazia hora extra, algo como:

-“Se eu fosse dono da empresa, não teria que trabalhar além do expediente”. Kari De Phillips, da empresa de marketing digital The Content Factory, afirma: -“Estar disposto a trabalhar intensamente é uma marca registrada de quem nasceu para ter seu próprio negócio, ao menos duas vezes por semana essa gente trabalha por 12 horas diárias, contrariando a ideia de que os empreendedores estariam livres de esticar o expediente”. “E isto, não significa que eles não tirem folga ou saiam de férias, mas, quando estão trabalhando, estão focados”. Assim, não se trata apenas do número de horas trabalhadas, mas, do esforço e da disposição dedicados ao trabalho. 04 – Não gostar de trabalhar para os outros Existe pessoa que não gosta de receber e seguir ordens porque prefere estar no comando. De acordo com Mustafa Khalifa, CEO e fundador da empresa Boxer Watches, essa é uma característica daquele que nasceu para ser empreendedor e afirma: -“Ela não entende por que deveria trabalhar duro para construir o sonho de outra pessoa quando pode trabalhar para construir o seu próprio sonho, pois, assim, estaria disposta a trabalhar horas fazendo o que gosta de fazer, criando algo que é importante para ela”. 05 – Desejo de melhorar Para a coach Teri Johnson, a cada novo projeto que o empreendedor nato encontra, automaticamente começa a buscar formas de melhorá-lo. E aponta: -“Você pode ouvi-lo dizer ‘eles venderiam mais se tivessem mais visibilidade nas ruas’ ou ‘eu adoro este produto, mas, deveriam melhorar a embalagem’”. 06 – Disposição para errar Fundar uma empresa ou iniciar um novo projeto ou lançar um produto, todas essas decisões envolvem riscos e, de acordo com Jason Park, diretor associado do Council for Entrepreneurial Development, um empreendedor está preparado para testar ideias que podem realmente falhar, destacando:-“O importante da falha é que ela ensine ao empreendedor algo vital para seu negócio e o faça seguir adiante”.

07 – Habilidade para solucionar problema Quem vê uma empresa funcionando, muitas vezes sequer imagina a quantidade de problemas que surgem diariamente e precisam ser resolvidos sem demora. Holly Kile, Arquiteta de Estratégias Digitais, diz: -“Os bons empreendedores não apenas solucionam problemas, eles, também, tendem a identificar problemas muito antes que outras pessoas os vejam e, então, procuram criar a solução”. 08 – Disposição para “sujar as mãos” Millie Tadewaldt, diretora da Sandbox Industries, diz: -“O empreendedor nato está disposto a realizar cada parte do trabalho, não importa o quão indesejável possa ser, pois, ele não vai fugir do trabalho duro”. Ela lembra que ter conhecimento sobre cada aspecto de seu negócio é importante para que o empreendedor possa aperfeiçoar os processos e ser um bom gerente. 09 – Visão de potencial Muitos empreendimentos que hoje são mundialmente reconhecidos não existiriam se os seus fundadores não tivessem encontrado potencial onde ninguém mais estava olhando. Isso exige um tipo diferente de visão. Ocoach Jaime Tardyexemplifica: -“Pode significar comprar uma companhia que não está indo bem e ver o potencial de reverter a situação”. 10 – Não ter medo de começar cedo Embora haja empreendedor que decidiu abrir o próprio negócio depois de muitos anos como empregado, não é estranho vermos um jovem fundando a sua empresa e conquistando o sucesso. Justin Palmer, fundador da MedSaverCard, diz: -“Eles não esperam terminar a faculdade para ganhar experiência o bastante ou ganhar a permissão de alguém”.

GUILHERME DE SOUZA

Jornalista \ Ilustrador (curte ciência, cultura japonesa, jogos de videogame e outras nerdices). gsouzaprguilherme@hiperciencia.com


49

OU TU BR O 20 12


50

OU TU BR O 2012


51

OU TU BR O 20 12


Márcia Sousa

MÃOS A OBRA

Em nome das gerações No meu tempo...

Muito se ouve: -“No meu tempo as coisas eram melhores”. As músicas, os filmes, os desenhos animados, as roupas ou os brinquedos. Ohh! -“Tempos que não voltam mais!” ou -“Caraca! Mó careta, véio!” ou -“Tanta cafonice!”. Devo lhe afirmar que toda geração ri das suas antecessoras e sucessoras e é considerada a “melhor”, aquela vivenciada com mais euforia. A preferência é relativa, o que é denominado perfeito para alguns, bem provável que outros não estejam fadados ao fanatismo.

Atualmente

OU TU BR O 2012

A nova geração, a do século XXI, tem sido extremamente massacrada e taxada por diversos termos chulos, devido as suas preferências musicais, culturais e sociais. O que se vê é o puro preconceito, muitos dos que almejam depreciar a predileção jovial, conhecem pouco ou mesmo nada a respeito e logo pensam possuir argumentos com grande teor de respaldo. Isso não quer dizer, que devemos aplaudir tudo da nova geração, mas simplesmente respeitar. Não é imposto o direito de ouvir, assistir ou vestir igual à moda colorida. Cada um tem livre-arbítrio de escolher o que mais lhe agrada e, assim, trazer em suas bugigangas tecnológicas (iPod, MP4 ou celular) as músicas que lhe convier.

52

O direito

É inegável nosso direito a crítica, que é bem distinto do vocábulo desrespeito ou mesmo preconceito. Falar de maneira discriminatória sobre a opção sexual ou escolhas culturais da nova geração é tão irrelevante quanto discutir opiniões contraditórias a respeito de futebol, religião ou política, jamais se entra num consenso. Em vista que, não é a opção sexual do ídolo que vai determinar se a música é boa ou ruim e, sim, o próprio público. No entanto, se muita gente gosta (os Cds são muito bem vendidos, as músicas são as tops de downloads ou os filmes são recordes de bilheterias), com certeza deve ter algo que alimente essa adoração. Vale ressaltar que, grandes astros da geração passada e da presente, eram e são amados e idolatrados, declararam-se gays, podemos citar: Cazuza, Cássia Eller, Renato Russo, Ana Carolina, Maria Gadú, Fred Mercury, Elton John etc, isso reafirma que não é a sexualidade que irá classificar o nível de qualidade.

As gerações

Houve geração, que na infância assistia Power Rangers, Caverna do Dragão, Punky, Ursinhos Carinhos, Castelo Rá-Tim-Bum, Pica-Pau, Cavaleiros do Zodíaco e, não podemos deixar de citar, o eterno Chaves.

E adentrava na sessão toscaria com Bananas de Pijamas ou Teletubbies, isso é inesquecível! Não pela excelência, mas, por haver repetições demasiadas de cenas, umas 5 vezes ou será 10? E o pior ou melhor, dependendo do ponto de vista, era quando o episódio se repetia daí decorava mais vezes na mente. Já no período da rebeldia vestia jeans rasgados, com a camisa da banda preferida e um all star bem sujo. A internet era a casa dos (as) amigos (as), permanecia o máximo de tempo possível, convivendo com amizades reais, de carne e osso. Tinha sempre um cara que tocava violão na madrugada e todo mundo cantava Faroeste Caboclo, mesmo trocando as estrofes. “Meu Erro” dos Paralamas e “Casinha de Sapê” do Kid Abelha. Isso fazia com que se sentissem os maiorais!

Cada um a seu tempo

Cada geração vive à sua maneira e segue à risca os acontecimentos e modinhas criadas nela. Se você acha a maior “escrotidão” a que esses “teens” se submetem, lembre-se que na sua geração foi cometido o mesmo erro, porém, com ídolos e tempos diferentes. Este texto tem o intuito de quebrar certo preconceito contra gêneros musicais e modos de viver de cada juventude. Saiba que o preconceito está na sua cabeça. Se liberte disso! MÁRCIA SOUSA (Teresina / PI)

Professora de Português e Francês


53

OU TU BR O 20 12


DIVERSÃO

Vamos a Paris O charme

Paris romântica, emocionante, histórica, vibrante e elegante! Prepare seu coração e vamos para Paris! Paris para passear, Paris para saborear, Paris para admirar, Paris para namorar, Paris para as crianças... As pontes, as tulipas, os monumentos, os museus, as lojas deslumbrantes, os ballets, o croque-monsieur, todo requinte, o sotaque, os cafés, os vinhos... Uh la lá... Bon Voyage! Tudo o que contam sobre Paris é verdade. Poucos lugares do planeta marcam um antes e um depois tão claro na vida de quem a visita. A capital da França não foi presenteada com uma geografia que a diferenciassepor sua beleza natural, como: Rio de Janeiro ou Veneza, por exemplo. Mas, seu conjunto arquitetônico deslumbrante, o charme de suas ruas e avenidas e seus imponentes monumentos lembram ao turista, a todo o momento, que ele está diante de parte do melhor que o ser humano foi capaz de construir e preservar. Restringindo-se ou não ao clássico circuito Louvre \ Torre Eiffell \ Arco do Triunfo \ Champs-Elysées, a pé, de metrô ou de bicicleta, o que não falta é local bonito para conhecer, tanto para os notívagos quanto para quem acorda cedo para celebrar as maravilhas da cidade. Paris tem muita informação em cada esquina, cada pequeno café, cada impecável bulevar. Uma quantidade de atrativos que se equipara à sua riqueza humana, fazendo do encontro entre o multiculturalismo dos milhões de imigrantes e a elegância dos parisienses um programa imperdível por si só.

OU TU BR O 2012

Alguns atrativos

54

Para os que apreciam artes plásticas, depare-se com obras-primas em museus imperdíveis como o Rodin, o Quai-Branly, o Instituto Georges Pompidou e o magnífico d’Orsay e sua vasta coleção de impressionistas. Já em salas como a Bastille e a Opera Garnier você encontrará magníficas produções de dança e música. Do profano ao sagrado não deixe de visitar joias da arquitetura sacra na pequena, mas, estonteante Saint-Chapelle, ou na icônica Sacre Coeur, no bairro boêmio de Montmartre. Quando as pernas clamarem por um descanso, sente-se num banquinho em lugares charmosos como o Jardim das Tulherias - entre o Louvre e a Champs-Elysées, a aristocrática PlacedesVosges ou os concorridos Jardins de Luxemburgo. Locais um pouco menos lotados, mas que, definitivamente, merecem uma visita são o Instituto do Mundo Árabe, o parque La Villette e os museus Carnavalet e Cluny, todos eles mostrando uma faceta diferente da cidade. Por fim, caso você realmente queira descobrir um lado oculto de Paris, reserve um tempo para atrações curiosas como seus curiosos esgotos, as sinistras catacumbas e o popular cemitério Père-Lachaise.


55

OU TU BR O 20 12


56

OU TU BR O 2012


57

OU TU BR O 20 12


Rodrigo Anunciato

GASTRONOMIA

Coisas de comer Bacalhau a Mestre Gomes Bacalhau, tradicional iguaria da cozinha portuguesa, é de uma degustação maravilhosa, leve e saborosa. Esta receita que aqui apresento é muito fácil de executar, dá um bom rendimento e, garanto a todos os apreciadores da boa culinária, é de agrado geral. Só fica obrigatório o acompanhamento de um bom vinho português.

OU TU BR O 2012

Ingredientes:

1,5 Kl de lombo de bacalhau dessalgado 800 gramas de batata cozida 400 gramas de vagem cozida 400 gramas de brócolis cozido 250 gramas de azeitona preta 300 gramas de cebola em pétalas 500 ml de azeite extra virgem 04 ovos cozidos e fatiados

RODRIGO ANUNCIATO (Santos / SP) 58

Chef de Cozinha / Professor Universitário de Gastronomia

Modo de preparo:

Coloque a cebola em água fervente por 30 segundos. Retire, escorra e reserve. Cozinhe rapidamente os lombos de bacalhau (já dessalgados) em água fervente por cerca de 5 minutos. Em uma frigideira grande ou chapa, aqueça um pouco do azeite e “grelhe” os lombos de bacalhau, começando sempre pelo lado da pele, até que fiquem bem dourados. Arrume em uma travessa, dispondo ao redor dos lombos: as batatas cozidas, as vagens cozidas, os brócolis cozidos, os ovos cozidos, as cebolas aferventadas e as azeitonas pretas. Regue com muito azeite extra-virgem. Sirva e bom apetite


59

OU TU BR O 20 12


GASTRONOMIA

Mateus e Lucas

Coisas de Comer só para crianças Arte em dupla

Como sempre, desde o nascimento, eles fazem tudo em conjunto e, como não podia deixar de acontecer, a arte na cozinha é patrocinada a quatro mãos e, o pior ou o melhor, tudo é feito com capricho, com muitas risadas e com muito sabor.

Danoninho Ingredientes:

- 2 caixas de creme de leite - 1 lata de leite condensado - 1 suco de morango da marca Tang - 1 copinho de iogurte natural

Modo de preparo:

Misturar todos os ingredientes no liquidificador e bater bem. Despejar a mistura em potinhos previamente separados. Colocar na geladeira. Servir gelado.

OU TU BR O 2012

É uma delícia e a garotada se lambuza!!!

60

MATEUS DE AMORIM GONÇALVES e LUCAS DE AMORIM GONÇALVES (Arujá \ SP). Gêmeos com 10 anos \ Estudam no Colégio Jean Piaget - 5º ano


61

OU TU BR O 20 12


ATITUDE

Acontecimentos & Dicas RED FLOWERS - Instituto de Beleza GRUPO ESCOTEIRO SION Inaugura espaço de moda e presentes Festa da Primavera \ Ibirapitanga Aconteceu em: 21 \ setembro \ 2012

Aconteceu em: 22 \ setembro \ 2012

Aconteceu em: 25 \ setembro \ 2012

O conhecido salão RED FLOWERS, sob nova direção, com um coquetel muito badalado, inaugurou seu novo espaço com a denominação : “ANA FERNANDES” – “Moda, Acessórios e Presentes”. Durante a inauguração aconteceu, além do coquetel, música via DJ e belíssimo desfile das marcas, com grande participação de clientes e amigos, que foram agraciados com sorteio de brindes. Grande sucesso!

Os escoteiros do G.E.Sion participaram da Festa da Primavera, no Cond. Ibirapitanga, aonde os convidados foram recepcionados com um delicioso café da manhã. Logo após o hasteamento da bandeira pelos escoteiros e as boas vindas, foram proferidas: pelo Sr. Wladimir Lemos –(Diretor de Meio Ambiente) uma explanação sobre o evento e pelo Sr. Eduardo Mazzer (Engº. Agrônomo) sobre reflorestamento. Em seguida, iniciou-se a plantação de árvores nativas com explanações sobre a fauna e a flora pelos biólogos Gilson Bevilacqua e Ícaro Gimenez, sendo as atividades infantis aplicadas pelos monitores do Condomínio, realizando um ótimo trabalho. coordenado por Flávia Gimenez.

As regularizações do Parque Rodrigo Barreto (o maior loteamento irregular já legalizado na história de São Paulo) e de outros 18 núcleos habitacionais arujaenses foram citados como um exemplo para todo o País durante o seminário: “Novas Perspectivas para a Regularização Fundiária Urbana – Implementar a vontade da Lei” O evento foi organizado pela Secretaria da Habitação do Estado de São Paulo, pela Cia. de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo - CDHU e pela Corregedoria Geral da Justiça, com o apoio da Associação dos Registradores Imobiliários do Estado de São Paulo – ARISP e da Uni Registral, reunindo juízes, promotores de Justiça, prefeitos, secretários municipais de Habitação, advogados e representantes de cartórios de registro de imóveis de todo o Estado no Palácio dos Bandeirantes. João Francisco Sevcik de Godoy (Secretário Municipal de Habitação, Obras e Serviços) e Juvenal Penteado (Coordenador Programa Municipal de Regularização Fundiária), representaram a Prefeitura no evento e ouviram elogios ao trabalho desenvolvido pela administração municipal, proferidos por Silvio França Torres (Secretário Estadual de Habitação), que disse: -“Porque houve um grande interesse do poder público municipal e, por isso, o município e o Estado, juntos, conseguimos bater um recorde com mais de 5,3 mil unidades habitacionais regularizadas e mostramos aos demais municípios que é possível fazer”.

OU TU BR O 2012

Belo almoço foi oferecido aos convidados e a direção do Cond. Ibirapitanga está de parabéns por essa singela atividade, de onde saiu-se consciente de que a preservação da natureza se faz necessário. No final, todos voltaram às suas casas felizes e satisfeitos, com o sentimento de missão cumprida.

62

CORREGEDORIA GERAL DE JUSTIÇA Valida as escrituras do Barreto

- vide anúncio na página 27 -


Dica para frequentadores Coletoras de latas O SHOPPING BONSUCESSO implanta coletoras de latas, estando as unidades disponíveis na praça de alimentação. Apoiando a reciclagem de lixo e pensando na possibilidade de facilitar o despejo correto por conta do cliente, o Shopping Bonsucesso disponibilizou na praça de alimentação três coletoras de latas, para que as mesmas sejam depositadas nelas, organizando, assim, a coleta de lixo reciclável. Com mais esta ação, o Shopping Bonsucesso continua seu compromisso em colaborar com a preservação do meio ambiente. Concierge O Shopping Bonsucesso conta, a partir de agora, com mais um serviço que atende às necessidades dos seus clientes de forma segura e confortável. Localizado na entrada principal, o “Concierge” promete ser indispensável, principalmente para quem vive na correria e quer soluções simplificadas. No “Concierge”, além das informações sobre o shopping, englobando lojas, lazer e alimentação, oferece, também, venda de ingresso para show em todo o Brasil, bem como espetáculos, apresentações de teatro e de cinema, incluindo a venda de passagem aérea, a locação de veículo, city tour por pontos turísticos de São Paulo e a reserva em hotéis. Este é mais um diferencial do Shopping Bonsucesso, visando a comodidade de seus clientes, podendo o serviço ser utilizado: - de segunda a sábado...... - das 10 às 22 horas. - aos domingos................. - das 14 às 20 horas. - nos feriados............ - no horário de funcionamento do shopping.

- vide anúncio na 4ª capa -

7º FESTIVAL DE CINEMA E MEIO AMBIENTE - 2012 Acontece em Guararema Dica para amantes do cinema

Oficina: Produção Criativa de Audiovisual Amador Objetivo: capacitar o participante a desenvolver criativamente um audiovisual utilizando equipamentos simples (câmeras e/ ou celulares) e softwares gratuitos de edição, viabilizando e fomentando, assim, o aumento da produção de obras audiovisuais amadoras na cidade de Guararema. Resultando das aulas a produção de até 5 vídeos com duração máxima de 3 minutos cada. - Tema referência à produção dos vídeos: Meio ambiente - Nº. de vagas gratuitas: 20 participantes a partir de 12 anos - Prazo de Inscrição: de 13/setembro a 13/outubro/2012 . - Telefone (11) 3024-4498 das 9:00h às 17:30h. - Necessidades: os participantes devem levar uma câmera digital (não importa a marca ou resolução) ou celular com câmera que grave vídeo, papel e caneta. Módulos: (1º) – Data: 17/10 - quarta-feira - das 9:00 às 13:00 horas. - Linguagem Audiovisual e Roteiro Simples – Noções de recursos de linguagem utilizando referências de obras cinematográficas. Noções dos processos de Pré-produção/Produção/Pósprodução. Enquadramentos/Planos/Movimentos de câmera. Como desenvolver uma ideia e construir um roteiro criativo. (2º) – Data: 18/10 - quinta-feira - das 9:00 às 13:00 horas. - Roteiro Técnico e necessidades de produção – Exercícios de aprimoramento dos roteiros desenvolvidos pelas equipes. Análise e decupagem técnica dos roteiros, identificação das necessidades técnicas e da linguagem a ser utilizada, preparando e organizando a produção dos vídeos. Noções e dicas de produção e direção de arte. (3º) – Data: 19/10 - sexta-feira - das 9:00 às 13:00 horas. - Técnicas de gravação e edição – Análise de diferentes enquadramentos e movimentos de câmera para reforçar a narrativa. Recursos básicos de iluminação. Noções básicas de edição em software gratuito – corte seco, transição (fusão, fade in/out), efeitos, filtros, etc. (4º) – Data: 20/10 - sábado - das 14:00 às 20:00 horas. - Edição e finalização dos vídeos – escolha da trilha sonora (royalty free), efeitos sonoros, gravação de locução, legendas etc. Finalização do arquivo. Cópia para exibição e upload para canal de vídeo na internet.

OU TU BR O 20 12

SHOPPING BONSUCESSO Apresenta mais diferenciais

ATITUDE

Acontecimentos & Dicas

(5º) – Data: 21/10 - domingo. - Exibição dos vídeos no encerramento do: 7º Festival de Cinema e Meio Ambiente de Guararema.

63


ATITUDE

Acontecimentos & Dicas EKO ARQUITETURA e CONSTRUÇÃO Orgulho de Arujá na construção civil Dica para investidores Quem é? É uma empresa especializada no desenvolvimento imobiliário turístico-hoteleiro, comercial, industrial e residencial, atuando nas áreas de: incorporação, desenvolvimento, vendas e consultoria para investimentos. Áreas de atuação: Condomínios residenciais; Edifícios comerciais; Galpões industriais; Hotéis; Resorts e Pousadas. Em Arujá É uma empresa pioneira no lançamento de condomínio vertical e vem se tornando um orgulho para a cidade pelo arrojado espírito empreendedor que vem demonstrando, pois, além dos empreendimentos já conhecidos e consagrados, novidades em primeira mão foram ventiladas pelos diretores da empresa, o que, aos poucos, está colaborando para transformar a fisionomia da bucólica Arujá em uma cidade com ares metropolitanos. Vamos conferir: Prédio pronto, já com moradores: - AMARILIS - Rua Diomar Fernandes Negretti, 500 – Centro (Próximo a Av. Amazonas) • 96 apartamentos • 3 dormitórios (1 Suíte) 78,82m² • Piscina• Salão de Jogos • Quadra • Salão de Festas • Salão Social • Fitness• Cinema• Gourmet• Brinquedoteca• Game Station Prédio pronto, em fase de entrega das chaves: - DOLCE VITA - Rua Nossa Senhora de Fátima, 555 – Jordanópolis . 2 ou 3 dormitórios (1 suíte) 56m² a 68m² • Piscina • Praça do Relógio • Churrasqueira • Espaço Zen • Brinquedoteca • Sala de Jogos • Espaço Gourmet • Playground• Fitness• Salão de Festas Prédios em fase de lançamento: -VILLA VERDE - Rua Perfeita Liberdade - Jardim Rincão . 2 dormitórios 58m² a 67m² • 9 andares • 2 dormitórios • 1 vaga de garagem • Terraço Panorâmico

OU TU BR O 2012

• 13 • 1 • •

EKO VILLE - Rua Diomar Negretti - Chácaras São José andares • 2 dormitórios (1 suíte) 71m² ou 2 vagas de garagem Terraço Panorâmico • Apartamentos com terraço grill Sugestão para 1 ou 3 dormitórios Empreendimentos com projeto em andamento: - EKO PARK – Rua Santangelo – Arujamérica (em frente a rampa de skate) .apartamentos de 3 e 2 dormitórios – 70 m² a 94 m² - PRÉDIO COMERCIAL – Avenida João Manoel – centro (em frente ao Supermercado Taka)

64

- PRÉDIO RESIDENCIAL – Estrada do Limoeiro (atrás da Original Veículos) . apartamentos de alto luxo com 3 suítes – 175 m²


65

OU TU BR O 20 12


PONTO FINAL

Flávio Gikovate

Carência Afetiva: fruto de uma infância sofrida? Vivências infantis

Ouve-se com frequência a frase: -“Tive uma infância sofrida, por isso fiquei com uma carência afetiva muito grande”. Esse tipo de depoimento provoca imediatamente simpatia e compaixão. Surge uma vontade de proteger a pessoa que teve um passado doloroso. É evidente que muitos falam frases parecidas justamente para provocar esse tipo de reação, por esperar uma espécie de pagamento por danos sofridos na infância. Para sabermos se esse tipo de expectativa é justo e saudável, precisamos compreender as relações existentes entre nossas vivências infantis e o que somos depois de adultos. Há uma tendência nas pessoas em geral e, também, em muitos psicólogos, de estabelecer uma correlação entre episódios do passado e traços da personalidade de um adulto:-“Fulano ficou assim porque passou por tais situações na infância” e outras frases do tipo são comuns.

As reações

OU TU BR O 2012

Estudos longitudinais (acompanhamento das mesmas pessoas por várias décadas) conduzidos nos Estados Unidos, têm mostrado resultados muito importantes, como por exemplo: por duas décadas foram acompanhados filhos de mães esquizofrênicas, para saber quantos deles cresceriam com distúrbios psíquicos graves.

É difícil imaginar situação infantil pior, pois tais mães são totalmente incapazes de manifestações afetivas. Mas, o resultado foi surpreendente: cerca de 15% das crianças cresceram mais equilibradas e maduras do que a média das pessoas, sendo, por isso mesmo, chamadas de “super kids”. Muitas evoluíram dentro da média e apenas algumas manifestaram doenças mentais mais graves. Tais estudos demonstram que há precipitação no estabelecimento das correlações entre fatos da infância e condições emocionais adultas. A coisa não é automática. Não vale raciocinar assim: -“Passou por isso, ficou traumatizada e depois manifestou aquilo”. Para muitas pessoas as adversidades e dificuldades maiores são justamente o que as fazem crescer fortes e determinadas. Outras crescem derrotadas porque não foram capazes de ultrapassar os obstáculos. Umas são derrubadas por obstáculos enormes, enquanto outras caem por qualquer tipo de problema banal. Tudo depende da força interior de cada indivíduo e dos estímulos que ele recebe de parentes e outras pessoas próximas. Vivências infantis equivalentes influem de modo muito variado sobre como virão a ser os adultos que passaram por elas. De todo modo, considerar-se muito prejudicado ou traumatizado pelo que se teve de enfrentar será sempre um sinal de fragilidade, não de força.

A carência

Há anos tenho problema com a expressão “carência afetiva”. Ela sugere que algumas pessoas têm maior necessidade de aconchego do que outras. Que as mais carentes têm direitos especiais, adquiridos em função de uma história de vida particularmente infeliz. Não é isso que percebo. Aqueles que se colocam como carentes tiveram vivências pessoais similares às da maioria das pessoas. Além do mais, não é necessário ser particularmente carente para gostar, e muito, de ser tratado com amor, carinho e atenção. Para mim, o que acaba parecendo é que as pessoas mais egoístas – indiscutivelmente as mais fracas, apesar de serem agressivas e parecerem ter “gênio forte” – usam esse tipo de argumento para obter maior atenção e carinho do que estão dispostas a dar. O prejuízo do passado terá de ser recuperado nos relacionamentos afetivos atuais, de forma que receber mais do que dar estaria justificado por essa suposta carência. É um argumento bastante maroto, mas, capaz de sensibilizar os bons corações que, com facilidade, se enchem de compaixão e de culpa.

A relação

A expressão “estou carente”, corresponde a um pedido indireto de atenção e afeto, coisa com a qual, também, não concordo. Não creio que se deva pedir amor. Ou a pessoa está encantada comigo, estando disposta a ser amorosa e dedicada de forma espontânea ou eu devo fazer uma séria autocrítica. Em vez de pedir amor e atenção, talvez eu devesse me ocupar em dar-lhe tudo o que pudesse lhe agradar. A retribuição virá espontaneamente. Se não vier, isso significa que a relação afetiva se partiu e não há nada mais que eu possa fazer.

FLÁVIO GIKOVATE (São Paulo) 66

Médico Psiquiatra Conferencista \ Escritor


67

OU TU BR O 20 12


68

OU TU BR O 2012


Outubro 2012