Page 1

Robson di paiva CONDICIONAMENTO FÍSICO E REABILITAÇÃO


Profº: ROBSON DE PAIVA CREF: 0001353-G/PE GRADUADO EM LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA – U.E.PB ESPECIALISTA EM TREINAMENTO DE FORÇA (MUSCULAÇÃO) UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA – RJ ESPECIALIZAÇÃO EM AVALIAÇÃO DA PERFORMANCE HUMANA UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO - PE


Robson di paiva CONDICIONAMENTO FÍSICO E REABILITAÇÃO DICAS QUE DÃO FORÇA!

· Faça avaliação médica: Procure um médico para fazer exames de coração, colesterol e diabetes; · Faça avaliação física: Procure o professor avaliador para fazer os testes da capacidade cardiorespiratória, força muscular, flexibilidade, % de gordura, etc. · Evite lesões: Não ultrapasse seus limites, pare o exercício quando sentir algum desconforto; · Alimente-se antes dos exercícios: Evite uma crise de hipoglicemia (baixa de açúcar no sangue), você pode ficar tonto e sem forças; · Siga as orientações do treinador: Não mude os exercícios, não mude o programa e nem a carga das máquinas sozinho, na dúvida fale com o treinador. · Hidrate-se; Tome água antes, durante e após o treino, mas com moderação; · Aqueça-se e alongue-se: Antes de começar a treinar, aqueça pelo menos 10 minutos na esteira ou bicicleta, alongue o corpo por inteiro; · Use roupas e calçados adequados: Dê preferência a roupa de algodão, lycra ou cotton. Use tênis com amortecedor e com meias. BOM TREINO, BONS RESULTADOS, BOA SAÚDE!


Robson di paiva CONDICIONAMENTO FÍSICO E REABILITAÇÃO


DRICAS QUE DÃO FORÇA

· Faça uma avaliação nutricional: Procure uma nutricionista para ajudar a fazer uma mudança em seus hábitos alimentares, controlar a qualidade e a quantidade dos alimentos; · Procure fazer seis refeições diárias: Três principais (café da manhã, almoço e jantar) e, entre elas e após o jantar, lanche com frutas ou cereais; · Nunca se “esqueça” do café da manhã: Ele é a principal refeição, energia para começar bem o seu dia; · No almoço, inicie pela salada: Coma a maior variedade possível de alimentos, mas em pequenas porções. Prefira carnes magras (coxão mole), patinho, peito de frango ou peixe; · Use menos sal: Realce o sabor dos alimentos com cebola, alho, salsinha, orégano e outros; · Diminua o açúcar: Dê preferência a o açúcar mascavo; · Prefira frutas e sucos naturais: Não abuse dos refrigerantes e sucos industrializados.

BOM TREINO, BONS RESULTADOS, BOA SAÚDE!

Robson di paiva CONDICIONAMENTO FÍSICO E REABILITAÇÃO


Robson di paiva CONDICIONAMENTO FÍSICO E REABILITAÇÃO


AVALIAÇÃO FÍSICA: É NECESSÁRIO

Ao longo dos últimos 20 anos, a atividade física vem sendo cada vez mais utilizada como instrumento para se alcançar objetivos, que vão do campo da estética, da prevenção, do aspecto terapêutico, da competição e principalmente da saúde, atingindo até degraus de caráter psicossocial. Para se alcançar tais objetivos a avaliação física se faz necessário para que se possa desenvolver um bom programa de treinamento, pois quanto mais informações iniciais referentes ao avaliado, melhor será a prescrição dos exercícios. Na avaliação física cinco componentes são abordados: Resistência cardiorespiratória; Força muscular; Composição corporal (peso ideal, % de gordura); Flexibilidade e Avaliação postural (desvios posturais). Também na avaliação física é utilizada uma avaliação preliminar de saúde e classificação dos fatores de risco, onde identificamos se o avaliado necessita da liberação do seu médico antes de participar de quaisquer testes ou iniciar algum programa de exercícios. É recomendado ao avaliado a fazer também avaliação médica e nutricional. A Avaliação física é recomendada à todas as pessoas que queiram praticar ou que já praticam algum tipo de exercícios físicos e que deseja alcançar seus objetivos através de um programa de treinamento seguro e eficaz, respeitando a sua individualidade biológica e suas limitações.

Robson di paiva CONDICIONAMENTO FÍSICO E REABILITAÇÃO


Robson di paiva CONDICIONAMENTO FÍSICO E REABILITAÇÃO


A HISTÓTIA DA MUSCULAÇÃO

Tendo como base relatos oriundos da História, o início de exercício de resistência muscular com sobrecargas começou na Antiga Grécia, com o atleta Milo de Crotona o qual foi o primeiro a fazer, realmente, treinamento com pesos a fim de conseguir maior força, embora mitos como Sansão, Hércules, Ájax,e Atlas também possuíssem uma força extraordinária. Milo, que viveu no século V a.C., almejava adquirir uma força considerável para então se tornar um homem forte,não só da Grécia,mas de todo o mundo.Partindo deste parâmetro, ele iniciou um treino com um bezerro, o qual era mantido nas costas durante a execução dos exercícios. À medida que crescia o supracitado animal, também aumentava a potência de toda a sua musculatura. Alcançando o título intacto por 23 anos. (BITTENCOURT, 1986). A era moderna dos exercícios com peso começou na metade do séculoXIX, quando homens muitos fortes,como exemplo Arthur Saxon, Louis loyr, Heiman Gorner e outros,emigraram para a Europa e a América do Norte.Alcançaram o cume de sua popularidade na década de 1890. Esse esporte foi incluído nos Jogos Olímpicos Modernos em 1886 e, no princípio, apenas atletas amadores se dedicavam a ele. Talvez a competição mais importante que se tem notícia ocorreu na América do Norte, tendo se realizado nos Jogos Olímpicos de 1904, em St. Louis, Missiouri. (LEIGHTON, 1986) Conta a História, que a musculação atingiu o seu ápice de popularidade durante a Segunda Grande Guerra, pelo fato de oferecer subsídios de incontestável valor a programas de reabilitação e recondicionamento físico das Forças Armadas. Os equipamentos eram utilizados como meio para recuperar as atrofias de músculos ou grupos musculares de soldados incapacitados e, também, para manter o tônus muscular de convalescentes. (LEIGHTON, 1986). Passados alguns anos, a Engenharia munida de um amplo conhecimento a respeito dos avanços tecno-científicos, introduziu

Robson di paiva CONDICIONAMENTO FÍSICO E REABILITAÇÃO


Robson di paiva CONDICIONAMENTO FÍSICO E REABILITAÇÃO

Robson di Paiva  

condicionamento físico