Page 1

em sua casa

Junho 2013

Semana da Enfermagem “O objetivo da semana da enfermagem é valorizar os nossos profissionais”

Nossas conquistas

Congresso

Inúmeras reformas e aquisição de equipamentos de trabalho de todos os setores

O Tema do congresso deste ano foi SUStentabilidade com o SUS: “Nosso grande desafio”.


Agradecimentos

A Santa Casa agradece a todos os que colaboraram com a semana da enfermagem através da doação de brindes, que tiveram como destino todos os colaboradores de enfermagem que com sorrisos ficaram gratos pelas lembranças ganhas. Agradecemos ao colégio Paraguaçu pelas doações realizadas através da participação de alunos. Admiravelmente ensinando-lhes o caminho para fazer o bem ao próximo. Também agradecemos a todos os que fizeram doações a instituição, colaborando com o bem estar dos que necessitam de nossos cuidados. Deus vos abençoe hoje e sempre.

O provedor Senhor Godofredo Ribeiro de Freitas Filho, mesa administrativa e conselho fiscal agradece a Sra. Almira Ribas Garms pela atenção dispensada a esta Santa Casa através de seu trabalho junto ao Deputado Federal Antônio Carlos Mendes Thame, que destinou as emendas: uma no valor de R$ 200.000.00 (para aquisição de matéria de consumo no ano de 2011) e outra (indicação) no Valor R$ 300.000.00 para aquisição de equipamentos . Reconhecemos que o Deputado Federal Antônio Carlos Mendes Thame, tem colaborado com maestria com a Santa Casa onde suas indicações de emendas tem ajudado o hospital a inovar e proporcionar maior conforto aos nossos usuários. Os equipamentos que serão utilizados pela equipe, proporcionará um melhor ambiente de trabalho, aprimorando a qualidade que será revertida em excelência no atendimento ao público. Sabemos que podemos contar com pessoas que sempre leva no coração o nosso hospital e faz através de um gesto de carinho, benefícios para toda uma família que trabalha em prol do bem estar do próximo. Obrigado!

EXPEDIENTE O Jornal Santa Casa em sua Casa é produzido a cada quinze dias com o objetivo de levar as informações da Santa Casa de Misericórdia aos lares Paraguaçuenses. Desejamos através dele, criar um elo entre a Instituição e os seus usuários. Responsáveis: Íris Vieira da Silva – Idealizador e redator Godofredo Ribeiro de Freitas Filho – Provedor da Santa Casa I Timóteo 2:5: “Há um só Deus, e um só mediador entre Deus e os Homens, Jesus Cristo Homem”. Faça sugestões, elogios, crítica, doações, envie currículos ou anuncie através do site: www.hospitalparaguacu.com.br


N

Treinamentos

o dia 12/04 foi realizado treinamento sobre “Diarreia no uso de Dieta Enteral e seus cuidados”, ministrado pelas Nutricionistas Alexandra M. Pereira da Humana Alimenta e Juliana Dias Nutricionista da Santa Casa. O treinamento foi destinado a toda equipe de Enfermagem, cujo objetivo de orientar e sanar dúvidas referentes a administração da Dieta Enteral em sistema fechado e seus cuidados nos casos de diarreia nos pacientes. Foi realizado no dia 31/05 trei-

namento de “Administração de Capital Humano”, ministrado pelo psicólogo e gerente de Recursos Humanos Iris Vieira a todos os líderes da instituição, contando com a presença da administração e provedoria. Os temas abordados foram: a necessidade de um olhar profissional para o gerenciamento de capital humano, exposição de resultados de pesquisa, olhares futuros para a valorização profissional e análise dos novos perfis para contratações.

Psicólogo e gerente de Recursos Humanos Iris Vieira

Nutricionistas Alexandra M. Pereira da Humana Alimenta e Juliana Dias Nutricionista da Santa Casa


N

o dia 02/07 foi realizado treinamento a toda equipe de enfermagem, sobre “Cuidados de Enfermagem no Pré e Pós -operatório”, ministrado pela Médica Cirurgiã da Santa Casa, Dra. Lúcia Satiko Oda. Foi realizado no dia 03/07, para toda equipe de Enfermagem, treinamento sobre “Preparo e estabilidade de Medicamentos”,

ministrado pela Farmacêutica da Santa Casa, Luciane P. Moreno. Também no dia 03/07 foi realizado para o mesmo público, treinamento sobre a “Atribuição do Enfermeiro Responsável Técnico no Âmbito Hospitalar”, ministrado pela Enfermeira e Responsável Técnico do setor de Enfermagem, Valéria Ap. Tomazinho Marques.


A

Semana da Enfermagem

ssim como nos anos anteriores a Santa Casa de Paraguaçu Paulista realizou nos dias 5,6 e 7 de Junho a semana da enfermagem. Nos dias 5 e 6, foi realizada palestra de motivação, sorteio de brinde, momento de oração e confraternização. No dia 7 foi realizada a missa de ação de graças na capela da Santa Casa. Foram distribuídos além de brindes, também uniformes a toda equipe de enferma-

gem. As palestras frisaram os comportamentos necessários para mudar a realidade negativa do dia a dia de nossas vidas. Os momentos de oração proporcionaram reflexões sobre o que pode ser transformado em nossas vidas e na instituição através dela. Foram momentos especiais onde contou com a presença de todos os colaboradores da instituição, médicos e população. “O objetivo da semana da

enfermagem é valorizar os nossos profissionais, proporcionando também união entre a equipe e entre os outros setores da instituição. Finalizamos a semana com a sensação de termos alcançado tais metas”, afirmou Valéria Ap. Tomazinho Marques, Enfermeira e Líder de Enfermagem do Hospital Santa Casa. Todas as foto estão expostas no site www.hospitalparaguacu.com.br e www.i7noticias.com .


A

Santa Casa está a todo o vapor em rumo à inovação e benfeitoria. Foram inúme-

Nossas conquistas ras reformas e aquisição de equipamentos de trabalho de todos os setores. Mostraremos a cada

edição um pouco de tais aquisições realizadas dos verbas destinadas ao hospital.


A

conteceu nos dias 07 a 10 de Maio na cidade de Campinas o 22º Congresso de Presidentes, Provedores, Diretores e Administradores Hospitalares das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de

Congresso SP pela FEHOSP (Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo). O Tema do congresso deste ano foi SUStentabilidade com o SUS: “Nosso grande desafio”. O congresso contou com a

presença do Governador Geraldo Alckmin. O hospital foi representado pelo provedor Godofredo, a administradora Lucilene, Cintia Líder do setor financeiro e Elide Líder do setor de faturamento.


Diário de uma Maratonista

C

omecei 2011 participando de minha primeira competição: Corrida Bradesco Seguro em Marilia 5 km e assim fui ousando aos 8 km e depois 10 km e fechei o ano com sete competições realizadas. Sonhar pouco nunca foi meu forte e comecei 2012, pensando que se consegue fazer os 15 km da São Silvestre, que emoção seria se eu conseguisse realizar uma meia maratona, ou seja, 21 km. Tudo isso seria muito fácil se minha carga horária fosse mais flexível, mas não é. Tenho dois vínculos de trabalho que somam 12 horas diárias: sou assistente social na Santa casa e na Prefeitura de Paraguaçu Paulista, achar tempo para os trei-

nos localizados e de rua, só se fossem nas madrugadas. Madrugadas mesmo: 4 horas da manha e nos finais de semana estrada, às vezes sozinha ou acompanhada de amigos, que alimentavam meus sonhos. Em Agosto de 2012 realizei mais um sonho, a meia maratona mais bonita do Brasil: Rio de Janeiro, na ocasião fui eu e o Rafael Fidalgo. Na primeira quinzena de dezembro, mais um desafio vencido, fui a Belo Horizonte participar da Volta Internacional da Pampulha em seus 19 km. Novamente em dezembro de 2012, lá estava toda a equipe do Movidos a Endorfina reunidos novamente para mais uma prova maravilhosa: os 15 Km São Silvestre. Indescritível, correr a segunda São Silvestre e passar o réveillon na Avenida Paulista com os amigos, foi um sucesso. O ano de 2013 chegou e com ele muitos problemas pessoais e para superá-los eu, além de recorrer a Deus, corria muito e muito e muito. Por que não pensar em uma Maratona? Perguntei a meu grande amigo e personal traine Webber Severiano, qual é a prova mais plana e fria que temos no

Brasil? Dentre algumas que ele falou, eu escolhi, após pesquisar, Porto Alegre. A Maratona aconteceria em Junho de 2013, em Janeiro comecei meus treinamentos com uma planilha muito severa, senti que a coisa estava ficando muito séria. Suspendi a participação em muitas competições pequenas, realizei novos exames clínicos e físicos, consultei uma nutricionista, adotei em minha alimentação vários suplementos, trabalhei meu emocional e realizei muitos treinos. Vários deles muitos soltariam, com dores, sono, preguiça, e desanimo, mas quando eu pensava que percorrer os 42 quilômetros de uma maratona seria desafiar meus próprios limites, ai tudo se transformou em mim em foco, determinação, perseverança, obstinação passava a ser meu ideal. Deixo aqui uma mensagem a todos que leram esse testemunho pessoal: se você tem capacidade para sonhar e acreditar que pode, e dar o seu melhor em prol disso: acredite tudo conspira a seu favor e seu sonho será realizado. Josy Pereira, assistente social da Santa Casa de Paraguaçu paulista.


Sintomas de Tumor Cerebral apenas neurônios sadios. 2- Compressão de estruturas adjacentes ao tumor: quando o tumor comprime áreas do cérebro ao seu redor. 3- Aumento da pressão dentro do crânio: uma vez que a calota craniana é incapaz de se expandir, qualquer massa que cresça de forma relevante dentro do Um tumor cerebral surge crânio pode começar a comquando algumas células do primir todo o cérebro. cérebro passam a se multiplicar de forma anormal, As manifestações clínicas criando uma massa dentro do tumor cerebral dependo crânio. Existem vários dem do tamanho, da velotipos de tumores cerebrais, cidade de crescimento e da desde os benignos até os sua localização dentro do malignos, estes últimos cha- cérebro. mados de câncer cerebral. Um tumor cerebral pode Neste artigo vamos aborter origem no próprio cére- dar apenas os principais bro ou ser uma metástase sintomas que o paciente de um câncer originado em pode apresentar quando outra parte do corpo, como um tumor, seja benigno ou câncer de mama ou câncer maligno, desenvolve-se no de pele, por exemplo. seu cérebro. Em breve escreveremos um artigo mais abrangente sobre tumores Os tumores cerebrais po- cerebrais, relatando seus dem produzir sinais e sinto- tipos, fatores de risco, diagmas através de mais de uma nóstico e tratamento. forma: Principais sintomas do tu1- Invasão cerebral local: mor no cérebro quando o tumor ocupa o espaço onde deveriam haver 1. Dor de cabeça

A dor de cabeça, chamada em medicina de cefaleia, é um sintoma comum de tumor cerebral, sendo considerado o pior sintoma para cerca de metade dos pacientes. As dores de cabeça são geralmente constantes e chatas, apesar de, habitualmente, não serem muito fortes. Às vezes, a dor de cabeça do tumor cerebral pode ser pulsátil, como uma enxaqueca comum. Apesar da crença popular, o tumor cerebral raramente provoca fortes dores de cabeça. Cefaleia intensa só ocorre quando o tumor provoca grande aumento da pressão intracraniana ou quando há irritação das meninges (meningite tumoral). É importante destacar que cefaleia é uma queixa extremamente comum na população em geral, sendo que mais de 95% das pessoas que se queixam de dor de cabeça apresentam outra causa que não um tumor cerebral. As características sugestivas, mas não exclusivas, de tumor cerebral em um paciente com queixa de dor de


cabeça são:

beça como sintoma único, e mesmo assim, por pouco - Náuseas e vômitos (pre- tempo, pois a maioria desente em cerca de 40% dos senvolve outros sintomas pacientes com tumor, mas dentro de 2 a 3 meses. também muito comum em pessoas com enxaqueca). 2. Convulsões - Mudanças no padrão habitual da sua dor de cabeça. As crises convulsivas es- Agravamento da dor de tão entre os sintomas mais cabeça com mudanças de comuns dos gliomas (um posição do corpo, tal como dos tipos de tumor cerebral) se curvar ou abaixar a cabe- e das metástases cerebrais. ça, ou com manobras que Mesmo os pacientes que elevam a pressão intrato- não apresentam convulsões rácica, tais como tossir ou no início do quadro podem espirrar (esse agravamento passar a tê-las com a evotambém pode ocorrer em lução da doença. Cerca de outras cefaleias, como nas 60% dos pacientes com tuprovocadas por sinusites). mores no cérebro apresen- Dor de cabeça bem lo- tam pelo menos uma crise calizada em uma região do convulsiva durante o curso crânio (mais uma vez, essa da doença. característica pode estar presente em outras formas Apesar de ser um sintoma de dor de cabeça). que assusta bastante os fa- Dores de cabeça que se miliares, a crise convulsiva agravam à noite e são capa- é mais comum nas formas zes de despertar o paciente menos agressivas e nos tudurante o sono. mores menores. Em muitos casos é o primeiro sintoma Na verdade, a principal a surgir. característica da cefaleia do tumor cerebral é o fato dela A convulsão é causada vir, habitualmente, acompa- por uma atividade elétrinhada de outros sintomas ca anormal no cérebro. Ela neurológicos, como convul- dura apenas um curto perísões, síncopes ou fraquezas odo de tempo e pode causar em algum dos membros. movimentos involuntários, Apenas cerca de 15% dos perda de consciência e/ou pacientes com tumor cere- distorções sensoriais. Exisbral apresentam dor de ca- tem muitos tipos diferentes

de convulsões. As crises convulsivas podem ser parciais, com movimentos involuntários em apenas uma região do corpo, ou generalizadas, com perda da consciência e crises tônico-clônicas generalizadas. Após as crises, os pacientes ficam exauridos, com necessidade de permanecer deitados ou dormir. Se não tratado com anticonvulsivantes, o paciente tende a ter outras crises convulsivas ao longo do tempo. 3. Síncope (desmaios) Um aumento significativo na pressão intracraniana pode cortar temporariamente a perfusão de sangue cerebral, levando à perda da consciência, chamada síncope. Pacientes com tumores cerebrais são particularmente suscetíveis a essa seqüência de eventos. A elevação temporária da pressão dentro do crânio pode ser desencadeada por esforços, tosse, espirros ou vômitos. É bom salientar que existem várias causas para síncopes, algumas delas também desencadeadas pelas mesmas situações descritas acima. De qualquer modo,


a síncope não é um evento des diárias. Estes sintomas normal e deve ser sempre podem ser semelhantes aos investigada por um medico. sintomas de depressão. A perda de memória também Para saber mais sobre sín- é leve e costuma ser mais copes e desmaios. importante para eventos recentes, que ocorreram há 4. Alterações cognitivas poucos minutos. A memória (memória e comportamen- para fatos antigos costuma to) permanecer preservada. Disfunção cognitiva é um sintoma de tumor cerebral que inclui problemas de memória, alterações de humor ou de personalidade. A maioria dos déficits cognitivos associados com os tumores cerebrais são sutis. Os pacientes geralmente se queixam de ter pouca energia, cansaço, vontade constante de dormir e perda de interesse nas ativida-

Como já referido, em alguns casos, estes sintomas podem ser bem sutis e inespecíficos, sendo, muitas vezes, reconhecidos apenas retrospectivamente, depois que o diagnóstico de tumor cerebral já tiver sido investigado e estabelecido após o surgimento de algum outro sintoma mais óbvio.

focais Dependendo da área do cérebro afetada, o paciente com tumor cerebral pode ter os chamados sintomas neurológicos focais, que são sintomas localizados, causados pelo acometimento de uma região única do cérebro.

Entre os sintomas focais, podemos citar a perda da fala, perda da audição, zumbidos, perda da sensibilidade em determinada região do corpo, fraqueza muscular localizada em um ou mais membros, perda da coordenação motora, desequilíbrios, dificuldades para andar, alterações visuais, etc. 5. Sintomas neurológicos Fonte: mdsaude.com

Revista Santa Casa em Sua Casa - Junho 2013  

Revista santa casa em sua casa junho 2013