Page 1

03 Fevereiro

Allan Monteles assume a Secretaria de Saúde de Chapadinha

O novo secretário afirmou que fará uma gestão transparente e dará prioridade ao Hospital Regional de Chapadinha. Após separação, homem tenta suicídio batendo cabeça na parede

DOCUMENTÁRIO HOMENAGEIA MANOEL BARBEIRO

A beleza da estudante Nathanielly Cardoso é destaque na Coluna Social.

Pag. 08

José Inácio: Incra-MA é o 1º do País em assentamentos em 2013

Pag. 07

Coluna Social

Pag. 06

Pag. 06


CORDEL:

O intrincado jogo político local

Por: Enedilson Santos Professor e Cordelista

O poeta vem chegando com assuntos per nentes. Provocando um bom debate De forma coerente. Abordando nossa polí ca, que ferve igual água quente. Discussões nas redes sociais, o que não falta é falsidade. Gente sem índole e caráter, que se agrupam na maldade. Usando perfis falsos, para pra car a perversidade

Ivandro Coêlho professor e jornalista.

A cartomante...

Nunca na história da Chapada, os crí cos desceram tanto o nível. Atacam de forma covarde, por faltar argumento inteligível. Partem para injúrias e palavrões, com ataque calunioso e insensível Oposição aos governos, é normal e democrá co. Porém, quem não tem moral se vale do sensacionalismo midiá co. Nesse jogo de interesse do poder, surgem alguns personagens selvá cos. Qual a causa do terrorismo virtual ? Isso é muito fácil explicar. Passaram 12 anos sugando o erário, hoje vivem a mendigar. Pois só aprenderam falcatruas com roubos de milhões a desviar A fome é insaciável, de sede estão babando. Sem poder e domínio, em tudo estão apelando. Válido é a luta do nosso povo que estava esquecido e agonizando Fique atento ao Colunão entre em contato com sua reivindicação. Procure quem tem compromisso, deixe essa cambada na desolação. O governo está operante, busque e conheça a sua atuação.

TIRAGEM: 2.000 Exemplares Periodicidade: Semana

Enedilson Santos Professor e cordelista


Men de SĂĄ ĂŠ eleito presidente do CMDCA

Por: Willian Fernandes


Polí ca

Magno Bacelar nas teias da Justiça O ex-prefeito de Chapadinha agora vai responder por falsidade ideológica

M

agno Bacelar está cada vez mais enrolado com a Justiça. A última acusação que pesa sobre ele – das inúmeras que ele acumulou ao longo de sua trajetória política – é a de falsidade ideológica. A denúncia foi feita pelo Ministério Público na última quarta-feira (12), e acolhida por unanimidade pelo Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA). De acordo com o MP, Magno Bacelar - quando exercia o cargo de prefeito de Chapadinha - teria cometido crime de falsidade ideológica, ao dar informação considerada falsa em decreto de estado de emergência. Nos autos, o MP alega que, em 4 de abril de 2008, o então prefeito de Chapadinha inseriu em documento público declaração falsa e diversa da que realmente ocorreu, com

o fim de alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante. Segundo o órgão ministerial, o exprefeito teria incluído no decreto de estado de emergência afirmações inverídicas, descrevendo prejuízos e danos incalculáveis – como vias, valas e canais destruídos, além de estragos em pontes e na lavoura, dentre outros supostos problemas. Outros processos e condenações – Muitos dos que desejam a volta de Bacelar ao comando da cidade de Chapadinha talvez não saibam disso, mas a maioria das denúncias contra Magno está relacionada ao período em que ele foi prefeito de Chapadinha, entre 2001 e 2008. Para que você tenha uma idéia, o homem que agora anda visitando povoados da zona rural e fazendo festas na cidade prometendo mundos e

fundos foi condenado duas vezes pelo Tribunal de Contas da União (TCU), por desvio e má aplicação de recursos públicos quando mandava e desmandava em Chapadinha. Em uma das condenações do TCU foi obrigado a devolver R$ 170.419,30 reais ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Segundo relatório do Tribunal de C o n t a s , n ã o comprovou a boa e regular aplicação de recursos públicos federais destinados ao Programa de F o r m a ç ã o Continuada de Docentes do E n s i n o Fundamental. Além disso, os instrutores dos cursos não tinham habilitação profissional para ministrar as aulas. Em outra condenação do Tribunal, Magno Bacelar foi punido ao pagamento de R$ 313.879,68 reais. Foi constatado, em sua gestão, desvio de recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Alguns alimentos foram comprados de empresas que não existem nos endereços declarados nas notas fiscais. Meio ambiente- Em julho do ano passado, o Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) propôs ação de improbidade administrativa contra Magno Bacelar Nunes por irregularidades na execução de convênio celebrado com o Ministério

Cuidado com os candidatos “Pipira”!

C

om a aproximação das eleições 2014, já é possível notar a circulação nas rodas de conversas e nos noticiários locais, de nomes de possíveis candidatos a deputados estaduais e federais em Chapadinha. No caso dos federais, há nomes que a gente nunca tinha ouvido falar e que agora querem que a gente acredite que eles vão trazer melhores dias para nossa cidade. É chegada a hora de o povo deixar de “vender” seu voto e votar com cidadania, pensando, de verdade, no bem-estar de todos. Ver quem, de fato, merece nossa atenção. Analisar o histórico e o custo-benefício de cada um para nossa cidade. Sabemos que, para um candidato a deputado federal ser votado em Chapadinha é necessário que ele tenha uma “ponte”, uma ligação entre ele e o eleitor. Normalmente essa tal ponte é uma determinada liderança, um vereador ou ex-vereador, um líder sindical e outros mais. Normalmente, também, é essa “ponte” quem ganha os benefícios, pois, depois de eleito o tal deputado jamais retorna a Chapadinha ou, sequer, destina algum tipo de benefício à população. Em Chapadinha ainda não tem esse nome, pois nunca se trabalhou, a médio e longo prazo para isso, nunca se preparou esta pessoa que pudesse, de fato, passar a segurança que a gente precisa, de que vai sim, lutar por dias melhores para nossa cidade. Mas, enquanto nada disso acontece, é possível perceber alguns nomes que redescobriram Chapadinha. Vamos falar sobre eles mais adiante. Antes, quero lembrar aos

nossos eleitores/cidadãos, quem foram os deputados mais votados nas últimas eleições. Lembrar e perguntar também: o que estes fizeram, ao longo dos últimos três anos, por chapadinha? Pois bem. Em 2010, Chapadinha tinha quase 48 mil eleitores e os chapadinhenses deram mais de 30 mil votos em mais de 60 candidatos a deputado federal. Destes, apenas um era de Chapadinha, o Irmão Gomes, mas sem a menor condição de se eleger, pois precisaria tirar mais de 62 mil votos e só obteve, no total, incluindo os de Chapadinha, 5.650, ficando em 9º lugar em sua coligação. Além de Irmão Gomes, os chapadinhenses votaram em dezenas de candidatos que nunca colocaram os pés em nossa cidade. Outros tantos já vieram aqui, mas só em períodos de eleição, e depois que se elegeram, nunca mais retornaram. Mas eles continuam mantendo os contatos com suas “pontes” e já estão se articulando. Recursos para a cidade, que é bom, nada. Fizemos uma relação dos 20 mais votados e fiquei surpreso, não só com a boa votação de alguns, como com a quantidade de votos que nós depositamos em gente que jamais fará algo por Chapadinha. Outro destaque foi a colocação em que ficou o deputado que mais tem se dedicado a Chapadinha, o Cléber Verde, do PRB. Só nos últimos meses ele anunciou a liberação de quase 2,4 Milhões de reais para o município e ainda garantiu que virão muitos mais que isso, ainda este ano. Pois não é que o deputado federal que mais trabalha por Chapadinha foi apenas o 16º

colocado!? Isso mesmo! Ele obteve 399 votos, contra a soma de 26.219 dos outros 15 que ficaram à sua frente. Destes, o único que também se dedica a Chapadinha, é Chiquinho Escórcio, que recentemente liberou R$ 1 Milhão para a perfuração de poços artesianos no interior (e é um dos maiores defensores da duplicação da BR 135, que dá acesso a São Luis e do programa Mais Médico). Caso eu tenha cometido injustiça com algum, queiram me corrigir. Não quero ser injusto, mas só estou falando daqueles que eu tenho conhecimento, por isso que é bom dar publicidade a esses trabalhos. Estamos fazendo esta reflexão somente para tentar dar um norte aos nossos

do Meio Ambiente. Segundo o MPF, o ex-prefeito teria desviado recursos no valor de R$ 299.402,00, através de fraudes em licitações, dispensas indevidas e apropriação de verba. O dinheiro era destinado à construção de um aterro sanitário no município de Chapadinha. O convênio foi celebrado com a prefeitura de Chapadinha no ano 2000, ainda sob a gestão do ex-prefeito Isaías Fortes Menezes (1997-2000). Embora parte da obra tenha sido construída, as inspeções realizadas no local pela Controladoria-Geral da União (CGU) encontraram inadequações, como a ausência de mantas impermeabilizantes, valas sépticas, revestimento do solo, instalações elétricas e sistema de drenagem. O Ministério do Meio Ambiente e a CGU constataram também que o exprefeito foi responsável pela fragmentação ilícita de objetos licitados, dispensa indevida de licitação, simulação de procedimento licitatório e aplicação irregular dos recursos do convênio. Será que dessa vez, a exemplo do que já está acontecendo com tantos políticos corruptos no restante do país, a Justiça será feita? E será que depois disso o povo de Chapadinha ainda vai votar num candidato que tanto mal fez ao município?


As redes sociais e a política local Por: Alberto Carlos

O

Fórum de Discussão da Situação Atual de Chapadinha foi criado em Dezembro de 2010, quando me despedia de Chapadinha para iniciar o mestrado em Zootecnia, no Estado de Mato Grosso do Sul. Meu desejo era de apontarmos e debatermos questões que deviam ser faladas, mas não eram. Sem falsidade, aplaudo os comentários construtivos para uma Chapadinha melhor - isso que sempre buscamos. Hoje o Fórum conta com 3571 membros, três anos após sua criação. Isso é importante porque a cidade de Chapadinha está vivendo um momento político diferenciado. Antes, aqueles que calavam nas redes sociais, hoje criticam. Tornaram-se oposição ao governo municipal. Mas a forma como se está agindo na internet merece reflexão. A linguagem adotada por alguns militantes é a da agressão, da calúnia, do vale tudo, do palavrão, do desrespeito, das inverdades pregadas como se fossem verdades. Não há convergências ou debates éticos. O que vale é o insulto, que virou ponto positivo. Quem consegue insultar mais o outro pensa erroneamente que vence

a partida. Mas não. Há gente compartilhando fotos (memes) com teor político e pessoal duvidoso - pra não dizer calunioso – sem ao menos conhecer os fatos. “Compartilhei porque achei engraçado”, disse-me um amigo. “Não

sou pago. Faço militância por ideologia”, dizem outros. Mas que ideologia é essa que tem por pano de fundo o insulto, a calúnia, a difamação? Muitos desses militantes “obedecem” a voz de comando de outras pessoas (sim, tem gente por detrás!) – alguns com a

máscara do anonimato -, agindo como se fossem marionetes. No início da criação do Fórum muitos colegas perguntavam: Por que criou o Fórum? Por que Chapadinha? Como resposta imediata, reafirmava que pretendia um dia retornar, que desejava mudanças para melhor e que infelizmente isso não iria acontecer em curto prazo. Até brinquei falando que demoraria anos para mudarmos os pensamentos de muitas pessoas. Sei que décadas de pensamento único são difíceis de mudar, por isso insisti em manter o Fórum. Para Diego Campos, um dos moderadores do Fórum, esse espaço tem atendido seu propósito inicial: discutir, apresentar, mostrar os vários ângulos dos fatos ocorridos na cidade. Não prego a censura, JAMAIS!. Mas há de se (re)pensar o uso das redes sociais como forma de comunicação. E, claro, fica o alerta de não ir aceitando esses memes carregados de ideologias distorcidas dos fatos. Alberto Carlos é um dos criadores do Fórum de Discussão da Situação Atual de Chapadinha.

Populismo e denuncismo barato Por: Almir Moreira

D

enunciar por denunciar Chamei o sábio Conselheiro Acácio, e disse-lhe: meu mestre, projete sua luz sobre esse meu intelecto atormentado, invadido pela mais total incompreensão. Diga-me, pelo amor de Deus: a eleição de Magno em 2000 não foi a vontade do chapadinhense de tirar do poder quem mandava há mais de dez anos e responsável por um total desmando administrativo no Município? Não foi por isso que lutou e votou naquela época, contra salário atrasado em demasia, economia em frangalhos, saúde e educação ao Deus dará? Isso não foi um marco na política municipal? Não foi por isso que se juntaram “gregos e troianos”? A ruptura com aquele passado que envergonhava o chapadinhense não passou a ser tido como uma grande conquista? Não é a partir desse novo momento, não é nesse terreno o melhor lugar para se avançar na conquista de melhorias de vida para nossa gente?. Não se dignou a me responder. Calado na ignorância, continuou, ou calado no interesse próprio permaneceu! Com efeito, atacar gratuitamente qualquer governo que se institua – por mais frágil que seja – a partir do avanço ocorrido em 2000 é coisa de gente ruim da cabeça ou interesseira. Atacar gratuitamente,

negando essa situação histórica e política, agarrando-se exclusivamente em deficiências de ordem estrutural, que por sinal acontecem em qualquer município brasileiro, vítimas da excessiva concentração de poder nas mãos da União, é, no mínimo, muita falta de juízo, para não dizer i r r e s p o n s a b i l i d a d e . Hiperindividualizar ao ponto de dizer: “meu partido sou eu”; não é atitude de quem se diz antenado com nossa realidade, consciente do papel a ser desempenhado.. Ninguém em sã consciência é contra a reivindicação justa, organizar movimentos para reivindicar ou protestar. Mas ninguém também com a cabeça no lugar vai sair gritando ao léu, correndo como se em uma manada desenfreada estivesse, atirando a torto e a direito sem medir consequências. O populismo da pior espécie ainda está arraigado na mente do nosso povo, isso não muda do dia para a noite. Querem experimentar se é verdade o que digo? Façam uma pesquisa qualquer, e verão quem se beneficia com essa politicagem denuncista barata, feita diuturnamente. Denúncia por denúncia não leva a nada. Ou leva: geralmente para trás. Almir Moreira é advogado


N

osso destaque desta edição vai para a estudante de Serviço Social, a c h a p a d i n h e n s e Nathanielly Cardoso, que está morando em São Luis. Ela está trabalhando como promotora de vendas na empresa goiana Gravia Esqualyte. “Nathy” foi convidada a fazer um ensaio fotográfico em São Luís e foi selecionada para par cipar de um dos maiores blocos da capital, o “Devassa”. Ela também divulga a recém inaugurada casa de eventos Lagoa House. Em 2012 foi eleita Rainha do Carnaval de Chapadinha. Desejamos parabéns e sucesso a você, Nathanielly.

Nathanielly Cardoso Vereadores reafirmam apoio à prefeita Belezinha e se preparam para o início dos trabalhos legislativos

Diná, sexta (14)

Ação solidária: Loja Maçônica Omar Furtado Nº 34 entrega mais uma cadeira de rodas em Brejo

DOCUMENTÁRIO HOMENAGEIA MANOEL BARBEIRO


Incra-MA incorpora 28 assentamentos à Reforma Agrária e é o primeiro no país em 2013

Da Assessoria do INCRA

O

superintendente regional do Incra-MA informou que o número de 28 novos assentamentos contribuiu em mais de 21% para o total de 132 PAs criados no país A Superintendência Regional do Incra no Maranhão deu início à elaboração do balanço da autarquia do ano de 2013. Entre as ações, tem destaque o número de 28 novos projetos de assentamento (PA) incorporados ao Programa Nacional de Reforma Agrária, com 2.702 famílias assentadas. A Superintendência Regional do Incra no Maranhão deu início à elaboração do balanço da autarquia do ano de 2013. Para o atendimento dessas famílias a autarquia criou 25 novos assentamentos e reconheceu mais 03 do governo do estado. Com esse resultado, o Incra no Maranhão ficou em primeiro lugar no país em número de assentamentos criados, ficando a frente de três Regionais que empataram no segundo lugar, com 10 assentamentos criados. O Maranhão também foi o estado que mais assentou famílias em toda a Região Nordeste. Os mais novos assentamentos foram criados no mês de dezembro, beneficiando 652 famílias de agricultores com a criação

de 09 projetos de assentamento, num total de 17.439 hectares, que agora passam a ser utilizados para moradia e produção de alimentos. Entre esses assentamentos encontram-se os seguintes: no município de São Benedito do Rio Preto foram instalados os PAs “Olho D'Água dos Calixtos”, “Santa Emília”, “Santo Antônio/Capinal” e “Gomes/Vista Verde”. Em Coelho Neto foi criado o assentamento “ U b i r a c y Te l e s / B o a Esperança/São Braz/ Arrupiado” e em Arari, f o i o PA “ P i c o s Canarana II”, que tiveram suas Portarias publicadas no Diário Oficial da União do dia 20 de dezembro. Supera meta O superintendente regional do Incra-MA, José Inácio Rodrigues, informa que o número de 28 novos assentamentos contribuiu em mais de 21% para o total de 132 PAs criados no país. Ele também citou o assentamento de 2.702 famílias em 2013, o que supera em mais de 20% a meta estabelecida para a Autarquia no Maranhão, que era de assentar 2.250 famílias de trabalhadores rurais. “Alcançamos o primeiro lugar no país em números de assentamentos criados e somos também a Superintendência que mais assentou famílias na Região

Eu e os Fakes Por: Ivandro Coêlho

Nordeste”, destacou José Inácio. Também este ano o Incra-MA se imitiu na posse de 15 imóveis rurais, alcançando uma área com mais de 31 mil hectares para assentamento de trabalhadores rurais. “Soma-se a esses resultados a criação da Unidade Avançada do Incra no município de Zé Doca, que vai atender milhares de famílias de agricultores das regiões maranhenses do Pindaré e Alto Turi/Gurupi”, informou o superintendente. As famílias atendidas terão de se

T

enho recebido algumas manifestações de solidariedade por parte de alguns amigos (e até por parte de pessoas com as quais já divergi duramente, mesmo tendo sido algumas vezes bastante injusto com elas, reconheço, o que só demonstra sua grandeza de espírito), por conta de imagens depreciativas montadas e disseminadas a meu respeito em redes sociais, através de perfis falsos (fakes), criados por gente inescrupulosa que, de alguma forma, quer me atingir. Em vários anos de jornalismo, já participei de muitos debates acalorados com pessoas dos mais diversos grupos políticos e linhas ideológicas. Com elas aprendi muito, principalmente a valorizar a democracia e a liberdade de opinião. Tanto que, mesmo quando me senti ofendido, insultado, jamais procurei a Justiça para buscar reparações ou tentar intimidar meus adversários. Também nunca cultivei ódio pessoal a nenhum deles - e todos sabem disso. Se em algum momento das discussões ultrapassei a fronteira do permissível e entrei em outro campo que não o do livre fluxo de idéias, isso foi unicamente por conta da minha condição humana - como diria Zeca Baleiro: “Não sou Deus, nem sou Senhor” -, por isso não vejo problema algum em fazer aqui publicamente a minha mea culpa. Mas o que está acontecendo agora é algo muito diferente de um debate. O que temos aqui, caro leitor, é mero terrorismo virtual, praticado conscientemente e com método por

inscrever no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federa para que possam ter acesso ao Bolsa Família, Brasil Carinhoso e a outros programas do governo. Elas também passarão a receber os benefícios do Programa Nacional de Reforma Agrária, além de energia elétrica, água, moradia pelo Programa Minha Casa Minha Vida, créditos agrícolas e assistência técnica para garantir a produção de alimentos nos assentamentos./Final

pessoas de mente criminosa. Apesar da vertente provinciana, seu fundamento é o mesmo: trata-se de uma tentativa mesquinha de aniquilar moralmente o outro, negando-lhe o direito de participar do debate público. Noutras palavras: pretende-se subverter o jogo político não mexendo habilidosamente as peças do tabuleiro, mas simplesmente virando a mesa, a fim de que o adversário não possa ou não queira mais jogar. O nome disso é autoritarismo! Confesso que tenho dificuldade em lidar com situações como essa porque sempre convivi com coisas e seres visíveis. Concretos. Meus adversários – se é que ainda os tenho – sempre tiveram nomes e endereço certo: nenhum deles mora em página de facebook. Por isso nunca me furtei a uma peleja. Ao mesmo tempo, sempre tratei os temas dentro de certa racionalidade, o que não vejo acontecer agora. No fundo, esse apelo a métodos tão grotescos só demonstra o reconhecimento da própria incompetência por parte de quem me tem como inimigo. Mas para tudo existe remédio. Fiz esse texto apenas para tranquilizar meus amigos, especialmente alguns de meus leitores. Agradeço o apoio de todos e quero dizer que, como sempre, estou sereno. Leve. Não se enganem: o que for típico do jogo político a gente enfrenta naturalmente. Já o que for da esgotosfera e do submundo do crime, há as instâncias próprias para cuidar disso: a polícia, o Ministério Público e a Justiça. Abraços e até a próxima!


Após separação, homem tenta Menor mata outro suicídio batendo cabeça na parede com tiro de espingarda, em Vargem Grande

Agressão contra duas mulheres Policiais da Força Tática prenderam no bairro da Corrente, Jorge Gilvan Freitas, 37 anos, após o mesmo agredir com socos e pontapés duas mulheres.

Ameaça de Morte

Um homem de aproximadamente 47 anos de idade identificado como José de Ribamar, residente na localidade Anajás município de Coelho Neto, conhecido como “Galo Preto,” tentou se suicidar na manhã desta sexta-feira (14), no prédio do Fórum de Coelho Neto. De acordo com um moto-taxista e um vigia que trabalhavam nas proximidades do local, José de Ribamar chegou ao Fórum e começou

a dar com a cabeça na parede e a pular de cabeça para baixo por repetidas vezes, até quebrar o crânio. A equipe do SAMU e a Policia Militar foram chamados ao local por populares e socorreram a vítima que fora levado ao hospital Municipal e Maternidade de Coelho Neto, embora em estado grave, mas ainda com vida.

Um adolescente de 15 anos matou o garoto Welliton Póvoa da Silva de 12 anos (foto acima), com um tiro de espingarda, no bairro São Miguel, em Vargem Grande. Os pais dele não estavam no recinto. A polícia encontrou duas armas na casa dos pais do autor do disparo. Ainda não se sabe o que ocasionou o fato.

Briga em Família: homem com ciúmes atira em sobrinho que vive com sua ex Antonio da Silva Lisboa, de 25 anos, foi alvejado pelo próprio tio, no pescoço, com um tiro de espingarda. Ele contou ao Colunão que o fato aconteceu logo após o almoço. "Eu terminei de almoçar e fui me deitar em uma rede. Me acordei com o tiro", disse o lavrador. Segundo Antonio, o fato se deu por conta de sua relação com a ex-mulher do tio. A história é complicada: Antonio vivia com uma jovem de 23 anos, com quem teve três filhos. Ele a deixou para viver com a irmã dela, de 20 anos de idade. Ocorre que esta jovem era mulher do tio de Antonio. "Eu não queria mais meu ex-marido e o Antonio não queria mais a minha irmã, então a gente se juntou", contou a jovem. Insatisfeito com a situação, o tio resolveu dar cabo da vida de Antonio, efetuando-lhe um disparo de espingarda. A vítima foi encaminhada ao Hapa, em situação grave e em seguida conduzida a São Luis. A atual mulher o acompanhou à capital.

Policiais Militares da VTR/043 detiveram no bairro Recanto dos Pássaros, o lavrador Antônio Araújo da Costa, 78 anos. Segundo os policiais, o idoso, armado com um facão de 17 polegadas, canivete e tesoura, ameaçou de morte o também lavrador Edésio da Silva, 42 anos. Antônio foi encaminhado para delegacia em visível estado de embriaguês alcoólica.

Motoqueiro perde o controle da moto e cai na pista Um homem aparentando 53 anos foi conduzido por populares ao HAPA após perder o controle da moto caindo fora da pista na Av. Ataliba Almeida. Segundo policiais da Força Tática, o mesmo apresentava sintomas de embriaguez alcoólica, após ser atendido, o mesmo foi encaminhado para delegacia.

Assassinato em São Bernardo do MA Francisco Leandro Silva Leitão foi assassinado com 5 tiros por desconhecidos na cidade de São Bernardo. De acordo com a PM, a vítima foi levada para o campo de viação da cidade onde foi espancada e morta. Os autores do homicídio não f o r a m e n c o n t r a d o s .

Assalto ao Paraíba Policiais Militares e Civis de São Bernardo do MA fazem buscas na região à procura de um suspeito de ter assaltado na tarde de ontem (13) o Armazém Paraíba daquela cidade. De acordo com informações, após efetuar o assalto, o assaltante fugiu em uma moto, modelo Fan Vermelha, usava mochila preta e capacete preto, aparentando 1.60 de altura e bem forte..

Por: William Fernandes

Bandidos levam carro de professor de De novo: motociclista fura sinal vermelho e moto vai parar embaixo de caminhão Chapadinha durante assalto

No momento do assalto, estavam no carro o professor Hildegard Galvão, sua esposa e a filha de 5 anos de idade.

Cerca de três homens armados com armas de fogo tomaram na noite desta quinta-feira por volta das 22h na Chácara Brasil em São Luis, uma S10 prata, cabine dupla, de placas OJH 7450 – São Luis de propriedade do professor de Chapadinha, Hildegard Galvão da Silva. No momento da ação criminosa, além de Hildegard, estavam no carro, a sua esposa e sua filha de 5 anos de idade. Cerca de três homens armados com armas de fogo tomaram na noite desta quinta-feira

por volta das 22h na Chácara Brasil em São Luis, uma S10 prata, cabine dupla, de placas OJH 7450 – São Luis de propriedade do professor de Chapadinha, Hildegard Galvão da Silva. No momento da ação criminosa, além de Hildegard, estavam no carro, a sua esposa e sua filha de 5 anos de idade. Segundo informações do proprietário do veiculo, os bandidos estavam em um carro branco que não teve as placas e nem o modelo anotados. Ainda de acordo com Hildegard, os assaltantes estavam fortemente armados. Apesar do susto e da perda material, todos estão bem. O carro tem um adesivo que o identifica, um jumento do bloco de carnaval JUPILEKE Qualquer informação ligue para a polícia 190. Blog do Udes Filho

O jovem identificado como Leandro Santos, de 18 anos, resolveu contar com a sorte e "furou" o sinal vermelho, no cruzamento da Rua Gustavo Barbosa com a Travessa 15 de Novembro, mas acabou se dando mal. Para azar do motociclista, neste momento vinha um caminhão pela Gustavo Barbosa, sentido Igreja Batista/Centro. Ele foi atropelado e a moto acabou ficando embaixo do caminhão. Por sorte, Leandro sofreu apenas leves escoriações, além de um grande susto. Coincidentemente, na última quinta-feira (6), aconteceu um acidente parecido, envolvendo um caminhão da mesma empresa, quando uma mulher entrou na contramão e por pouco não foi esmagada. Por: William Fernandes

Colunão do Café Pequeno - Num 3  

Jornal semanal, com as notícias de Chapadinha (MA) e região.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you