Page 1


INTRODUÇÃO

AOS AUTORES

Brunna Gama Gabriela Dall’Agnol

ETEC Carlos de Campos R. Monsenhor Andrade, 798 - Brás, São Paulo - SP 03009-100 Comunicação Visual 3 ETIM CV


TERMO DE

APROVAÇÃO Trabalho de Conclusão de Curso defendido e aprovado em 10/11/2016

Nome do professor orientador da Pesquisa FÁTIMA CARDOSO DE ALMEIDA RIBEIRO

Nome do professor orientador do Projeto FÁTIMA CARDOSO DE ALMEIDA RIBEIRO

Banca Examinadora-I-

Banca Examinadora-II-


DADOS

TÉCNICOS

Trabalho de concluão de curso -TCC apresentado como exigência para obtenção do Título de Técnico em COMUNICAÇÃO VISUAL da Escola Técnica Estadual Carlos de Campos na Área de PRODUÇÃO E DESIGN sob orientação da Professora Fátima Cardoso de Almeida Ribeiro


SUMÁRIO PARTE 1. 1.1

IDENTIFICAÇÃO

2.10 APLICAÇÃO EM FUNDO COM TEXTURA

1.2 BRIEFING

2.11

VERSÃO MONOCROMÁTICA

1.3 GARANTIA

2.12

VERSÕES NEGATIVA E POSITIVA

PARTE 2.

2.13

ASSINATURA DA MARCA

21.4

ENDEREÇO DA MATRIZ

2.15

PROIBIÇÕES DA MARCA

2.16

FOLHA SÍNTESE

2.1

CONCEITO

2.2

PRINCÍPIOS

2.3

ELEMENTOS ADICIONAIS

2.4 VERSÕES DA MARCA 2.5

GRADE DE CONSTRUÇÃO

2.6

MODULAÇÃO

2.7

TIPOGRAFIA PADRÃO

2.8

CORES INSTITUCIONAIS

2.9

TAMANHO MÍNIMO DE APLICAÇÃO

PARTE 3. 3.1

APLICAÇÃO EM PAPELARIA BÁSICA

3.2

OUTRAS APLICAÇÕES


MANUAL

PARA QUÊ? Um projeto de identidade visual tem o propósito de desenvolver a marca e os elementos gráficos que constituem a identidade visual de uma instituição ou de um produto. O manual de identidade visual apresenta o que há de informações referentes à instituição; apresenta a marca;registra os princípios e normatiza o uso dos elementos gráficos que constituem a identidade visual; apresenta as aplicações da identidade visual nas peças desenvolvidas e conduz o processo de produção das peças de comunicação para difusão da marca nos meios propostos. A imagem de uma instituição se constrói a partir de seu nome, da qualidade de seus serviços e produtos e de seu atendimento e posicionamento. A imagem da instituição reflete a sua relação com o mercado, clientes, fornecedores, funcionários e parceiros.

7


SOBRE A

PINACOTECA Desde 2006, a Pinacoteca é administrada pela APAC – Associação Pinacoteca Arte e Cultura. Atualmente realiza cerca de 30 exposições e recebe aproximadamente 500 mil visitantes por ano. O primeiro andar recebe as exposições temporárias e o segundo é dedicado a mostra de longa duração de nosso acervo. A área central abriga o Projeto Octógono Arte Contemporânea e no térreo estão as áreas técnicas, o auditório e a cafeteria.

A Pinacoteca do Estado de São Paulo é um museu de artes visuais com ênfase na produção brasileira do século XIX até a contemporaneidade. Fundada em 1905 pelo Governo do Estado de São Paulo é o museu de arte mais antigo da cidade. Está instalada no antigo edifício do Liceu de Artes e Ofícios, projetado no final do século XIX pelo escritório do arquiteto Ramos de Azevedo, que sofreu uma ampla reforma com projeto do arquiteto Paulo Mendes da Rocha no final da década de 1990. O acervo original da Pinacoteca foi formado com a transferência, do então Museu do Estado, hoje Museu Paulista da Universidade de São Paulo, de 20 obras de importantes artistas. Atravessou seu primeiro século de atividades acumulando realizações e formou um significativo acervo, hoje com cerca de onze mil obras. Passou por uma marcante transformação assumindose, gradativamente, como um museu de arte contemporânea

9


BRIEFING Seus valores são de salvaguarda e comunicação dos acervos e edifícios dentro dos padrões técnicos mais rigorosos • Cumprimento da função educativa compreendida como atuação permanente no processo de aprimoramento das habilidades de cada indivíduo, buscando seu desenvolvimento e o da sociedade. • Respeito aos princípios éticos de conduta. • Construção e manutenção de um ambiente de trabalho solidário e estimulante • Apoio ao desenvolvimento e valorização dos recursos humanos da instituição • Compromisso, Responsabilidade e Inovação no exercício profissional

A Pinacoteca do Estado de São Paulo tem como área de atuação as artes visuais, com ênfase na produção brasileira até a contemporaneidade, e gestão do Memorial da Resistência de São Paulo, ambas em interação com a política cultural da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo A missão da Pinacoteca do Estado de São Paulo é constituir, consolidar e ampliar, estudar, salvaguardar e comunicar um acervo museológico, arquivístico e bibliográfico de artes visuais, produzido por artistas brasileiros ou intrinsecamente relacionado com a cultura brasileira, seus edifícios e memórias; visando o aprimoramento da experiência do público com as artes visuais, e o estímulo à produção e ao conhecimento artísticos. Tem como visão, ser reconhecida como museu, espaço de produção e difusão de conhecimento, centro educacional e de inclusão social, referência de qualidade, consistência e dinamismo no cenário museológico brasileiro e internacional.

10


IDENTIDADE

VISUAL

Neste bloco são registrados os princípios e as regras da identidade visual. Registra as especificações técnicas pertinentes à marca e a identidade visual da instituição, apresenta o conceito da marca, os princípios de utilização da identidade visual, normatiza a construção da marca, indica suas versões e padroniza os elementos da identidade visual. As pranchas a seguir trazem informações direcionadas a quem necessite aplicar ou reproduzir a identidade visual. Os registros detalhados da marca e dos elementos adicionais consolidam a identidade visual da instituição. É importante que o usuário do manual siga às definições aqui contidas. A precisão das informações nesta parte do manual é determinante para uma boa difusão da marca e fixação da imagem da instituição.

11


CONCEITO A solução formal para o desenvolvimento da identidade visual da marca Pinacoteca utiliza como símbolo a visão inferior da escada espiral que faz parte da arquitetura original do prédio da Pinacoteca. Suas formas em repetição contínua remetem ao nome Pinacoteca, que significa coleção de quadros. Sua forma dinâmica alude ao fato de de que as exposições da Pinacoteca estão sempre mudando e os tons representam, a diversidade das exposições, lembrnado, porém que o museu foca em apenas um tema: o Brasil O conceito de criação deste logotipo está relacionado à enaltecer valores associados à racionalidade, a representação de uma promessa de imortalidade e à vitória,

13


PRINCÍPIOS Para as aplicações da identidade visual da marca Pinacoteca, os seguintes princípios devem ser seguidos: - Aplicar a marca (símbolo e logotipo) apenas uma vez em cada peça. - Nunca utilizar sombra no símbolo e logotipo para se obter melhoria na legibilidade da marca. Caso seja necessário recorra a outras versões de cor da marca. - As cores institucionais podem ser utilizadas como preenchimentos de fundos para as aplicações da marca. - Pode-se adicionar outras cores ás peças, desde que elas respeitem a predominância das cores institucionais. - Pode-se utilizar elementos adicionais, conforme as opções da próxima página.

14


ELEMENTOS

ADICIONAIS Faixa de Cor Faixa na cor principal da marca, na horizontal ou vertical, respeitando limite de 10mm de distância de outros elementos

Linhas Linhas dispostas aleatoriamente, em branco ou cor principal da marca estando dispostas por cimas de outros elementos

Triângulos Triângulos dispostos para formar um principal, em todas as cores do logo e com repetição em transparência no fundo

15


VESÕES DA

MARCA

A multiplicidade de aplicações necessárias a uma marca varia em função da demanda de comunicação da instituição. Em determinadas situações, a área para a aplicação da marca não comporta sua versão principal. Encontram-se aqui diferentes versões da marca para atender a diversidade de situações que podem surgir.

VERSÃO VERTICAL

VERSÃO HORIZONTAL

A versão vertical se refere à versão onde o símbolo fica sobre o logotipo. Nas áreas onde o espaço para a aplicação da marca tiver as proporções mais próximas de um quadrado é adequada a utilização da versão vertical.

A versão horizontal é aquela onde o símbolo fica ao lado do logotipo. Nas áreas onde o espaço para aplicação da marca tiver as proporções retangulares é adequada a utilização da versão horizontal.

16


GRADE DE

CONSTRUÇÃO A grade de construção da marca tem a função de orienta ressa construção. A modulação visa a organizar espacialmente os elementos constitutivos da marca (símbolo e logotipo estabelecendo as proporções entre eles. A grade de construção e a modulação são baseadas em unidades modulares.

X = Largura do primeiro elemento da escada Símbolo = 3,5 x 4,0x

17


MODULAÇÃO

X = Largura do ‘p’ Símbolo = 3,5 x 4,0 x Na versão horizontal a distância entre o logotipo e símbolo seguem a grade construtiva

18


TIPOGRAFIA

PADRÃO

A fonte principal da marca não deve ser alterada em nenhuma circunstância. O mau uso da tipografia descaracteriza a marca. As fontes auxiliares dever ser usadas em todas as peças da instituição: impressos, manuais, papelaria, sites etc. As fontes auxiliares podem ser substituídas ou combinadas seguindo as indicações contidas neste manual. FONTE PRINCIPAL: Circle Fina Expansão normal Inclinação Normal

ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz 1234567890 ! @ # $ & * ( ) _+ = {}

FONTE PRINCIPAL: Antipasto Regular Expansão normal Inclinação normal

ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz 1234567890 ! @ # $ & * ( ) _+ = {}

FONTE AUXILIAR: Quicksand Expansão normal Inclinação normal

ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz 1234567890 ! @ # $ & * ( ) _+ = {}

19


CORES

INSTITUCIONAIS R:42/G:59/B:68 C:82/M:64/Y:54/K:47 Pantone:302 HEX:#2A3B44 R:48/G:69/B:76 C:80/M:60/Y:54/K:40 Pantone:315 HEX:#30454C

R:34/G:49/B:58 C:83/M:67/Y:55/K:55 Pantone:3025 HEX:#22313A

R:25/G:37/B:45 C:82/M:68/Y:58/K:66 Pantone:3035 HEX:#19252D

R:57/G:80/B:86 C:78/M:56/Y:53/K:33 Pantone:7470 HEX:#395056

R:80/G:106/B:109 C:71/M:47/Y:49/K:18 Pantone:7469 HEX:#506A6D

R:20/G:30/B:37 C:82/M:69/Y:59/K:71 Pantone:303 HEX:#141E25

R:91/G:118/B:119 C:67/M:42/Y:47/K:13 Pantone: 7468 HEX:#5B7677

20


TAMANHO MÍNIMO

DE APLICAÇÃO A marca não deve ser aplicada com menos de 11,5 x 10 mm (v. vertical) e 7 x 20 mm (v. horizontal), devido ao risco de perder a sua legibilidade.

7x

11,5x

20x 10x

21


APLICAÇÃO EM

FUNDO COM TEXTURA Nos casos em que a marca será aplicada em fundo texturizado ou ornamentado, é obrigatório o uso de um circulo/retângulo branco com margem de um(a) unidade/módulo para o isolamento visual da marca. Esse cículo/retângulo define a área mínima de interferência visual.

22


VERSÃO

MONOCROMÁTICA Em situações onde a aplicação da marca fica limitada ao uso de uma só cor, a marca deve ser aplicada em uma versão monocromática.

23


VERSÕES

NEGATIVA E POSITIVA Em situações onde a aplicação da marca fica limitada ao uso de cores chapadas, a marca dever ser aplicada em suas versões negativo ou positivo, para melhor legibilidade.

24


ASSINATURA

DA MARCA Quando a marca for aplicada juntamente com outro elemento de identificação, como nome fantasia, ramo de atividade, slogan ou outra marca, esses elementos devem ser organizados de maneira a não prejudicar a identificação particular de cada um deles e não descaracterizar a marca. ASSINATURA Com ramo de atividade Quando a marca for aplicada com o ramo de atividade, usar o texto em Generica, levemente para direita.

ASSINATURA Com outra marca Quando a marca for aplicada com outra marca, respeitar a distância mínima de um módulo entre as marcas.

RAMO DE ATIVIDADE

25


ENDEREÇO

DA MATRIZ Este manual apresenta padrões de diagramação para os endereços no sentido de agilizar a montagem de peças que utilizem esses dados. Manter um padrão predefinido para endereços também evita erros de digitação desses dados. ENDEREÇO DA MATRIZ (alinhamento à esquerda em 4 linhas): Lg. General Osório, 66| Praça da Luz, 2 São Paulo, SP |01120-010 Fone (11) 3324-1000|(11) 3335-4990 pinacoteca.org.com ENDEREÇO DA MATRIZ (alinhamento à esquerda em 2 linhas): Lg, General Osório, 66| Praçaa da Luz, 2|São Paulo, SP|01120-010 pinacoteca.org.br | Fone (11) 3324-1000|(11) 3335-4990

26


PROIBIÇÕES

DA MARCA A aplicação errada descaracteriza a marca, atrapalha a sua fixação, deteriora a sua imagem e consequentemente desperdiça as verbas investidas. Deve-se evitar aplicações indevidas da marca.

Não distorcer a marca na redução ou ampliação

Não alterar posicionamento de elementos da marca

Não alterar tipografia oficial da marca

Não adicionar elementos a marca

27


FOLHA

SINTESE Ao receber o INFO, o leitor rapidamente visualiza a marca, o que facilita o esclarecimento de dúvidas sobre fontes, número de cores, proporções etc., e minimiza problemas de comunicação.

Qualquer dúvida referente às contidas neste manual, entrar em Brunna Gama (autora do projeto) (11) 93015-9868 ou via e-mail: gmail.com Tipografia Padrão: Antipasto Circle Cor Padrão: Azul

28

informações contato com pelo telefone wickedyyy@


APLICAÇÕES EM

PAPELARIA BÁSICA CARTÃO DE VISITAS

FRENTE

VERSO

Formato: 95x55mm Alinhamento do texto à esquerda Alinhamento dos elementos à direita Margem esquerda: 10mm Margem inferior: 5mm Margem superior: 5mm Aplicação da versão vertical da marca com 1,5 cm End. da matriz em 6 linhas no corpo 9 [Generica (normal)]

Praça da Luz. 2 Lg. General Osório, 66 (11) 3324-1000 (11) 3335-4990 pinacoteca.org.br

30


APLICAÇÕES EM

PAPELARIA BÁSICA ENVELOPE OFÍCIO VERTICAL

Formato: 220x225mm Alinhamento do texto à direita Alinhamento dos elementos à direita Aplicação da versão vertical da marca com 3cm End. da matriz em 4 linhas no corpo 7,5 [Generica (normal)]

(11) 3335-499 (11) 3324-1000 pinacoteca.org.br Praça da Luz. 2 Lg. General Osório, 66

31


APLICAÇÕES EM

PAPELARIA BÁSICA ENVELOPE OFÍCIO HORIZONTAL

Formato: 230x220mm Alinhamento do texto à esquerda Alinhamento dos elementos misto Aplicação da versão vertical da marca com 3cm End. da matriz em 4 linhas no corpo 11 [Generica (normal)] Praça da Luz. 2 Lg. General Osório, 66 pinacoteca.org.br Fone (11) 3324-1000 (11) 3335-4990

32


APLICAÇÕES EM

PAPELARIA BÁSICA ENVELOPE A4

Formato: 440x310mm Alinhamento do texto à esquerda Alinhamento dos elementos à esquerda Aplicação da versão vertical da marca com 6cm End. da matriz em 2 linhas no corpo 12 [Generica (normal)]

33


APLICAÇÕES EM

PAPELARIA BÁSICA PAPEL TIMBRADO

Formato: 210x297mm Alinhamento do texto à esquerda Alinhamento dos elementos misto Aplicação da versão vertical da marca com 3,5cm End. da matriz em 2 linhas no corpo 12 [Generica (normal)]

Praça da Luz. 2 Lg. General Osório, 66|pinacoteca.org.br Fone (11) 3324-1000| (11) 3335-4990

34


APLICAÇÕES EM

PAPELARIA BÁSICA CARTÃO POSTAL FRENTE

Formato: 150x100mm Alinhamento dos elementos misto Aplicação da versão vertical da marca com 1,5cm End. da matriz em 1 linha no corpo 4,5 [Generica (normal)]

Praça da Luz. 2 Lg. General Osório, 66 | pinacoteca.org.br | Fone (11) 3324-1000 | (11) 3335-4990

VERSO

35


APLICAÇÕES EM

PAPELARIA BÁSICA MARCA PÁGINAS

Formato: 40x40mm Alinhamento dos elementos misto Aplicação da versão vertical da marca com 1cm

36


APLICAÇÕES EM

PAPELARIA BÁSICA PASTA A4

Formato: 420x594mm Alinhamento do texto à direita Alinhamento dos elementos misto Aplicação da versão vertical da marca com 3,5cm End. da matriz em 2 linhas no corpo 12 [Generica (normal)]

Praça da Luz. 2 Lg. General Osório, 66 | pinacoteca.org.br Fone (11) 3324-1000 | (11) 3335-4990

37


APLICAÇÕES EM

PAPELARIA BÁSICA CONHEÇA O ACERVO

FOLDER

Formato: 395x224mm Alinhamento de texto misto Alinhamento dos elementos misto Aplicação da versão vertical da marca com 3,5cm

A Pinacoteca do Estado de São Paulo é um museu de artes visuais com ênfase na produção brasileira do século XIX até a contemporaneidade. Fundada em 1905 pelo Governo do Estado de São Paulo é o museu de arte mais antigo da cidade. O acervo original da Pinacoteca foi formado com a transferência de 20 obras de importantes artistas que atuaram na cidade. Atravessou seu primeiro século de atividades acumulando realizações e formou um cerca de onze mil obras. Passou por uma marcante transformação assumindo-se, gradativamente, como um museu de arte contemporânea, comprometido com a produção de seu tempo, com destacada presença no cenário artístico do País.

AÇÃO EDUCATIVA

PINACOTECA

38

Para mais informações: www.pinacoteca.org.br

A implantação do atual Núcleo de Ação Educativa, em 2002, originou-se da responsabilidade de reconstruir um pólo ativo de atividades educativas capazes de potencializar a fruição e a compreensão das obras pertencentes ao rico acervo da Pinacoteca de públicos cada vez mais amplos. Assim, os objetivos do Núcleo de Ação Educativa da Pinacoteca estão voltados a desenvolver ações educativas a partir das obras do acervo, promover a qualidade da experiência do público no contato com as obras, garantir a ampla acessibilidade ao museu, além de incluir aquelas pessoas que habitualmente não são freqüentadoras, e incentivá-las à visitação.


FROTA

INSTITUCIONAL

39


APLICAÇÃO EM

UNIFORMES

dr f ^

40


APLICAÇÃO EM

MERCHANDISING

41


BRINDES E

UTENSÍLIOS

42


APLICAÇÕES EM

EMBALAGENS SACOLA TECIDO

43


SISTEMA DE

IDENTIFICAÇÃO TOTEM EXTERNO

44

MIV - Pinacoteca  
MIV - Pinacoteca  
Advertisement