Page 1

INOVAÇÃO

Administração Prof. Wagner Gonsalez 1


Wagner Gonsalez Boa Semana! Prof: Wagner Gonsalez

Bem Vindos

wagner.gonsalez@metodista.br www.wagnergonsalez.ppg.br @wagner_gonsalez Wgonsalez wgonsalez Rede do Bem – Grupo Yahoo e Google 2

2


Velocidade das Mudanças Conhecimento

Hoje – (2x) 5 anos 15 anos- (2x) 90 dias Todo o conteúdo da mudança ocorrido entre 1980 e 2000 não passa de 10% do que ocorrerá entre 2000 e 2020. (World Future Society)

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

3


Evolução

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

4


Evolução

Vídeo Cassete

www.rentaview.com.br/tecfiles/vid.ht12.jpg http://karinealshams.files.wordpress.com/2009/04/tv-antiga.jpg Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

5


Evolução

Wii

Atari http://www.gaming-age.com/specials/homebrew1/GA1-Atari2600machine.jpg http://futuro.vc/wp-content/uploads/2007/08/wii1.jpg Universidade Metodista - Prof. Wagner Gonsalez

6


Evolução

http://www.pppg.ufma.br/sistemas/noticias/arquivos/melhores_livros1.jpg Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

7


Evoluindo

http://1.bp.blogspot.com/_P5UA05cbnl8/RsggbTRpSwI/AAAAAAAAAOY/7ZLDaBlF7Ds/s400/virtual_keyboard.jpg

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

8


Fato comum  Geração Copy-cola  Acordos Pré Núpcias  Revanche Feminina  Adulescência (Peter Pan)  Pequeno imperador (filho único)  Traição virtual  Geo-localização (google,3g)  Software de encontros

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

9


Filmes

• Nome do vídeo: Criança. • Duração: 0:41’

http://www.youtube.com/watch?v=bfxC_G_G3wc Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

10


Ambiente Descontraído  Conforto físico e maior criatividade  Agências de publicidade  Maior Comprometimento Google, Microsoft, Lego, Mozilla

Imagem de Acervo particular

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

11


A empresa em casa

Aumento da produtividade Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

12


Fato Comum  Genoma do Chimpanzé – 99,9% (semelhança)  Bio liberdade (genética)  Ônus do conhecimento  Biometria  Nanotecnologia  Biotecologia  Clonagem

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

13


Filmes

• Nome do vídeo: Biotecnologia. • Duração: 2:40’

http://www.youtube.com/watch?v=0UjXTr9Zabs Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

14


Imagem de Acervo particular

Ou vocĂŞ pega ela... Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

15


Imagem de Acervo particular

Ou ela te pega. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

16


Cenários São sistemas complexos que buscam revelar sinais precoces de alterações no futuro. • Sensibilizar o executivo;

• Reduzem surpresas indesejáveis; • Capacidade de tomar decisões no presente para o

que pode acontecer no futuro; • Norteia todas as ações futuras da empresa;

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

17


Modismo • Modismo – É imprevisível, de curta duração, sem

significado social, econômico e político;

• Uma empresa pode faturar com modismo, mas

isso é mais uma questão de sorte e senso de oportunidade.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

18


Viva a Índia (moda)

Kashaya Tea Matte Leão

Novela – Caminhos da Índia

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

19


http://estilo.uol.com.br/ultnot/2009/02/09/ult3617u7254.jhtm Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

20


Chรก รndia

21


Tendências •

Tendência - Revela como será o futuro. É previsível, duradoura e tem significado social.

  

Tendência = Prever o futuro Buscar oportunidades Olhar para fora  Empreender!

Uma tendência pode se manter por muito tempo e é consistente com outros indicadores significativos que ocorrem ou surgem ao mesmo tempo. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

22


Filmes

• Nome do vídeo: Tendências. • Duração: 3:07’

http://www.youtube.com/watch?v=Fxd7XUsYsl4 Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

23


Tendências levam à inspiração, que leva à inovação, que leva a novos produtos, serviços e experiências lucrativas; que atendem ou antecipam necessidades dos consumidores. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

24


Tendências Brasil • Desnacionalização e crescimento da economia • Ingresso maciço das mulheres no mercado de

trabalho • Queda da taxa de crescimento da população • Surgimento de um novo consumidor: jovem casal

sem filhos, com renda supérflua • Ascensão a classe C • Busca da beleza perfeita

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

25


No passado

1930 Popular Mechanics Today - Estados Unidos Imagem de Acervo particular

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

1930 26


E o futuro???

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

27


Megatendências São grandes mudanças sociais, econômicas, políticas e tecnológicas que se formam lentamente e, uma vez estabelecidas, nos influenciam por algum tempo (acima de 7 anos) • • • •

Revolução científica e tecnológica Consolidação do comércio eletrônico Instabilidade do sistema fin. Mundial Explosão de guerras, tensões e conflitos regionais

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

28


Você esta preparado? Meadows,1991 Departamento de energia-EUA em www.doe.gov (set 1997)

1990

1900

2030

2100 População estimada sem colapso

Recursos Naturais

Expectativa de vida

Com colapso Produção de Petróleo Alimentos

População Mundial

Produção industrial

Poluição

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

29


Atributos de uma boa estratégia • Antecipação  Enxergar além do próximo lance. Pensar no “campeonato” >

partida > lances • Seletividade  Identificar e focar apenas o que “faz a diferença” • Flexibilidade  Considerar os cenários prováveis nas escolhas estratégicas • Sustentável  Estrutura, balancear as oportunidades e ameaças com as vocações e limites internos

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

30


Verde/Consumo Ecológico Vários produtos e serviços “eco-chic” e “eco-cool” entregam tanto quanto os outros produtos e estão surgindo com preços moderados.

Imagem de Acervo particular

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

31


O MERCADO GAY

Não é necessário criar um único produto ou serviço para gays, mas é possível customizar e também ajustar sua propaganda. Esse target tem grande potencial de consumo!

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

32


Lancia Ypsilon B-Kini 2004

50% da população, 80% das decisões de compra as mulheres têm cada vez mais controle em categorias que antes não eram tradicionalmente objetivadas a elas, como carros, computadores, serviços financeiros, reforma da casa e produtos eletrônicos. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

33


Evolução do Homem

34


Evolução da Mulher

35


A SEGUNDA JUVENTUDE A população com mais de 50 anos é a que mais cresce no

mundo e as previsões de expectativa de vida são as mais elevadas. Em 2000 o Brasil tinha 1,8 milhão de pessoas com 80 anos ou mais, em 2050 esse contingente poderá ser de 13,7 milhões. Estima-se que o gasto anual seja de mais de 2 trilhões de dólares. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

36


Transparência Acostume-se com a absoluta transparência quando se tratar de respostas e reclamações dos consumidores internautas. TUDO estará exposto na internet, para que qualquer pessoa possa ver.

Quando o consumidor é surpreendido e agradado, a Transparência pode ser boa do contrário ruim.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

37


Filmes

• Nome do vídeo: Transparência. • Duração: 0:30’

http://www.youtube.com/watch?v=BJuIWsbqwJA Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

38


Em andamento...  Comunicação Holografica  Realidade Aumentada  Surface  Sixthy Sense

http://www.pranavmistry.com

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

39


Filmes

• vídeo: Surface. • Duração: 1:30’

http://www.youtube.com/watch?v=6VfpVYYQzHs Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

40


GERAÇÃO C (conteúdo) Uma avalanche de conteúdo sendo gerada na web. Novos textos, imagens, áudio e vídeo publicados na web continuamente. Mais de 65.000 vídeos são publicados no YouTube POR DIA! Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

41


Dimensão Histórica Geração Baby Boomers

Geração X

Geração Y

Período

Fatos

Características

46 a 64

Educação pela TV, Pós-2ª Guerra, Industrialização, JK e Regime Militar

Famílias Grandes, Bastante Consumistas, Voltados para Valores e Causas, Hedonistas

65 a 77

Guerra Fria, Mídia de Massa, Maior Educação, Famílias Menores, Filhos mais tardes

Cínicos e Familiarizados com a Mídia, Alienados, Individualistas, Consumidores de Traquitanas Eletrônicas.

78 a 94

Era da Informação,

Democracia, Internet, Terrorismo, Mercado

Geração Z 1995 até ou M ...

Difuso, Alta Oferta, Sociedade mais rica.

Universidade Metodista

Internet, Computadores, Tribos, estilo urbano, mais idealistas, Impacientes Imersos na Tecnologia e Conectados, Multiculturais, alto poder aquisitivo

- Prof. Wagner Gonsalez

42


Geração Generosidade • Captura a crescente importância da "generosidade“

da sociedade como mentalidade empresarial. • Emergência de uma cultura on-line movida por indivíduos que compartilham, cedem, participam, criam e colaboram em grande número.

My Space - Facebook Colalife - Tripadvisior BMW Hidrogen 7

Ser generoso é visto como um ato de classe. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

43


Sellsumers • Consumidores interessados não somente em gastar

ou guardar suas economias, mas em fazer dinheiro cada vez mais, seja vendendo seus produtos, serviços ou suas próprias ideias.

•Locação de espaços particulares •Venda de energia excedente (solar) •Locação do corpo •Confecções

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

44


Funcionais • Captura o fenômeno de produtos /serviços baratos

e/ou pequeno e simples projetados para consumidores de baixa renda dos mercados emergentes.

Classmate – Netbook (intel) Danone em Bangladesh (Ecopack) Minha Casa minha Vida Hotel colméia na China Linha Logan Romênia (Renault) Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

45


Marca Serviço • Unir a marca a conveniência dos consumidores, com

serviços de apoio e ferramentas (tanto offline como online), com foco em ajudar os consumidores a fazer parte de sua identidade e atividades diárias.

Aplicações para Iphone (app) Co-criação em eventos (pesquisa) Infos Google (city tour) Domino´s Pizza (processo on-line) Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

46


Statusfera • Um número crescente de consumidores que deixaram

de ser (apenas) obcecados com a posse ou a sentirem-se melhores com o que ĂŠ mais caro.

Consumo do melhor Generosidade Consumo verde Conhecimento Conectividade Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

47


Dragão Vermelho • 1.2 bi habitantes • crescimento 2011 de 9,6% • Maior número de alunos em

Harvard • empresas de automóveis • maior importador do Brasil

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

48


Economia da Experiência • Pessoas buscam novas experiências e não novos

produtos. • Expectativa de experimentarem algo novo. • Não pensam tanto em “algo” que não possuem, mas que gostariam de possuir. • Pensam em alguma experiência que ainda não tiveram e que gostariam de ter.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

49


Economia da Experiência Evolução da Festa de Aniversário 1.

Agrária  Bolo feito em casa

2.

Industrializada  Ingredientes Pré-misturados

3.

Serviços  Bolo na Padaria

4.

Experiência  Terceirizam todo

o evento (Mc Donald’s, Bufett Infantil, Playland etc)

 Bolo é de Graça! Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

50


Valor da Experiência Altamente Diferenciado

Experiências

Serviços

Produtos

Não Diferenciado

Commodities Preço de Mercado

Universidade Metodista

Preço Premium - Prof. Wagner Gonsalez

51


Marketing da ExperiĂŞncia A Publicidade promete .... Mas quem entrega ĂŠ o ponto-de-venda

Apple store: Fifth Avenue (NY) Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

52


Marketing da Experiência Trata-se de permitir que o cliente viva a sensação que o produto pode provocar. Sentir, ver, tocar, ouvir, são sensações que ficam com muito mais força do que a simples apresentação tradicional dos benefícios e características do produto. O Marketing Experiencial supõe que o cliente não é só racional, mas é emocional também .

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

53


Marketing da ExperiĂŞncia

Provador de Carro Londres

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

54


Esferas da Experiência Absorção

Participação Ativa

Participação Passiva

Imersão Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

55


Economia da Experiência 1. Entretenimento (Absorção + Passivo)

• Hard Rock Café • Planet Hollywood

2. Educacional (Absorção + Ativo)

• Museus Interativos • Casa dos Sonhos da Estrela • Shoppings Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

56


Casa dos Sonhos

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

57


Economia da Experiência

3.

Estética (Imersão + Passivo) • Forum Shops, The Apartment

4.

Escapismo (Imersão + Ativo) • Niketown / Metreon (Sony) • Piratas do Caribe / Finding Nemo (Orlando)

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

58


Turtle Talk with Crush

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

59


Jantar nas alturas??

Dinners in the Sky (BĂŠlgica) 7.900 euros para 22 pessoas. Imagem de Acervo particular

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

60


Turismo espacial?

A Space Adventures quer enviar dois turistas em uma viagem ao redor da lua, ao custo de US$ 100 milhões por pessoa. Universidade Metodista

A Virgin Galactic, lançará vôos suborbitais e já vendeu bilhetes a 150 passageiros, incluindo o designer Philippe Starck.

- Prof. Wagner Gonsalez

61


O Novo Varejo  Lojas não são meramente pontos de venda.  Locais para conexão ou des-conexão com mundos diferentes,  intimamente ligadas ao ‘momento’  Humor, sentimentos pessoais, disponibilidade de tempo, etc.).

Milão

Las Vegas

Universidade Metodista

Tokyo

- Prof. Wagner Gonsalez

London

62


O Novo Varejo  Patchwork de elementos integrados,  Marca tem que ter algo a dizer (mensagem, essência que deve ser interessante, relevante)  Laboratório para se experimentar novos códigos de comunicação  Articular uma comunicação com o ‘visitante’ Barcelona

Buenos Aires

Universidade Metodista

Rio de Janeiro

- Prof. Wagner Gonsalez

Tokyo

63


Mobilidade - Cidade  Quanto mais Nômades  Maior necessidade de Mobilidade  Necessidade de nova familiaridade, proximidade, receptividade  Qualidade, receptividade, cor e serenidade  Rede de relações, físicas e virtuais.  Novas qualidades do espaço urbano coletivo

 Oportunidade  Contaminação entre as dinâmicas da subjetividade e as lógicas da personalização  Estimulação sensorial coletiva  Maximizar a experiência de vida Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

64


Apple Store

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

65


C’est Comme ça  Lojas se tornaram itinerantes  Pontos de venda estáticos por lojas rodante, dinâmica e nômade.  Loja  Galeria de arte,  Laboratório  experimentar novas tendências e misturar itens divertidos  Não podem ser encontrado nas lojas.  Nenhum look é sugerido: o cliente é estimulado a escolher itens originais e criar seu próprio estilo.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

66


C’est Comme ça  Varejo inovador  novas, alegres e divertidas formas de vender,  “stress à portêr”, (opressor e até mesmo chatos), para o “prêt à jouer”,  Eclético showroom automotivo.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

67


Excitação na Escolha  Criatividade  experiência pessoal, fazendo-a circular através dos produtos e do consumo.  Utilizar a velocidade de pensamento como testemunha da energia vital e da felicidade cotidiana.  Interpretar os ícones do consumo e da tecnologia como companheiros de vida que a enrriquecem e simplificam.  Conciliar o surrealismo das propostas originais com o vigor das novas tecnologias.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

68


Pocket Experience  Produtos e serviços  o ponto de encontro entre luxo e commodity,  Experiência premium com densidade nas dimensões, no preço e na qualidade.

 acessíveis, e ao mesmo tempo memoráveis e iluminantes.  “desejáveis”, promessas de qualidade e dádivas de experiência.  Evitando as armadilhas do luxo ostentativo.  Natal permanente.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

69


Ou malhar em um ônibus em movimento?

A brasileira BUS BIKE criou a primeira academia móvel do mundo, no RJ. Um ônibus foi totalmente modificado por dentro para oferecer aulas de spinning. O ônibus possui 16 bikes, um instrutor, um vestiário, um frigobar e um sistema de som. Também é conectado por GPS para evitar ruas com trânsito. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

70


Marca Pessoal Uma indústria inteira alimenta a obsessão de cidadãos comuns querendo deixar “algo” impresso, em áudio ou imagem, de preferência no domínio público!

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

71


Baixando preços até zerar!!!

Uma coisa bonita, que é de graça. Wikipédia e à maioria dos conteúdo da internet. O FREE LOVE pode ser também devastador pelo fato de elevar a expectativa do consumidor e gerar má-vontade quando é necessário pagar por alternativas. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

72


Só para Pouquíssimos! UBER PREMIUM está relacionado aos consumidores que veneram status e estão sempre buscando a nova onda em produtos, serviços e experiências “uber” exclusivas (fora do alcance de 99,9% da MASSA).

Universidade Metodista - Prof.limitada. Wagner Gonsalez Lamborghini Gallardo Nera: edição Apenas 185 carros.(184)

73


Consultores do Consumo Consultores de consumo e experiências Falta de tempo para pesquisar Falta de confiança em ofertas.

Time is Acervo the new currency! Imagem de particular

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

74


Provadores virtuais

Zugara Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

75


Customização

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

76


Linha de produtos da Electrolux “War on White” (WoW) Uma série de produtos da Electrolux está recebendo o tratamento WoW, não apenas os refrigeradores.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

77


78


cultura de inovação

79


Inovação é a mudança de comportamento, no mercado, de agentes, produtores e consumidores.

80


Esforço

Explorar

Criatividade

+

Novas idĂŠias

Universidade Metodista

Resultado

+

- Prof. Wagner Gonsalez

Com sucesso

81


Mercado quer Talentos Criativo - não é arte, não é expressão de ideia original. Qualquer área pode ser criativa.  Útil, Operacional e Rentável Pode Contar. Imaginativo. Hábil. Suor - Carregador de piano. DISCIPLINADO

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

82

camelo


Eficiência x Inovação • se você tiver uma padaria e comprar um novo

forno.(aumentou eficiência) • Me too (eu também) • Se você melhorar um produto você apenas esta adequando (adequação)

Isso não é inovar 83


Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

84


85


86


O mercado aquecido pode levar a acomodação.

87


88


Universidade Metodista ArquĂŠtipos= idĂŠias fixas

- Prof. Wagner Gonsalez

89


Portanto • Inovar para sobreviver. • Inovar para competir. • Inovar como estratégia.

90


91


• Descubra seu diferencial • Criatividade, preço, organização e cumprimento de

prazos não são diferenciais. São atributos. • Seu diferencial tem que ser verdadeiro e não algo que você queria que fosse verdade.

92


• Escancare seu diferencial na sua prospecção. • Mostre como ele se aplica a tudo que você faz. • Mostra o quanto esse diferencial representa em

ganho para o futuro cliente.

93


Existe uma metodologia ou um sistema pronto para criar idĂŠias inovadoras?

94


Nテグ

95


Polaroide • Após a foto... • “Mas pai não dá pra ver a foto agora?” • Qual o trabalho a ser feito? • Hoje na era do compartilhamento vale a pena

imprimir fotos?

96


A forma certa!  A Organização não é um Absoluto  Uma estrutura é adequada para determinadas tarefas em

determinadas condições e determinadas épocas  Fim da Hierarquia ? Sem autoridade final?

“Se o navio está afundando, o capitão não convoca uma reunião.

Ele dá ordens.” P. Drucker

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

97


Casualidade??? • Estudo com base nas 500 maiores empresas listadas pela revista

EXAME desde 1973 aponta que apenas 117 delas continuaram no ranking em 2005

23,4 % se mantiveram

76,6% sairam

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

98

98


Desafios da Inovação • Maiores obstáculos são a estrutura de governança e cultura dos • • •

colaboradores A percepção de riscos ao negócio sobre inovação As grandes empresas não têm bons conhecimentos sobre as linhas de fomento e financiamento para atividades de P&D A realidade dos incentivos fiscais e demais instrumentos instituídos pelo Governo não são compreendidos pelas empresas. O foco das ações governamentais nem sempre é sinérgico ao foco das empresas. http://www.youtube.com/watch?v=gDJkbsfT55w 99


•A maior parte dos funcionários não se envolve efetivamente no processo de inovação pois não sabem como participar.

Algumas formas de estímulo: • Fóruns de discussão • Tempo para investir em projetos pessoais; • Contatos externos com pesquisadores, incubadoras, concorrentes • Ambiente físico estimulante; • Eventos de troca de informação: seminários, feiras; • Viagens de benchmarking; • Coleta das idéias. Criar e manter o espírito e a capacidade de inovação talvez seja o maior desafio para as empresas. Podemos criar ambientes favoráveis para isso.

100


Esforço

Explorar Colaboração Arriscar Liderança Comprometimento Motivação Flexibilidade

Criatividade

+

Novas ideias

Resultado

+

Diversidade Tolerância ao erro Inspiração Saber ouvir

Com sucesso Reconhecimento Celebração Aprendizado

Aspectos que favorecem a cultura da inovação Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

101


Pensar

http://www.youtube.com/watch?v=KCJjK8WlLAs

102


Perfil do Profissional  Todos os indivíduos terão de aprender a trabalhar ao mesmo tempo em diferentes estruturas organizacionais.

 O cachorro de 2 donos morre de fome?

 Equipe “Banda de Jazz”.

 Menor número de Camadas  organização mais achatada.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

103


O porque de menos camadas ...

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

104


105


106


107


108


109


110


O que normalmente acontece ...  Promoção pessoal

 Cada um por si  Carreiristas  Tendência pelo “Status Quo”

 Baixo envolvimento = baixo risco

Não criativo é mais fácil de administrar

Quem trabalha muito, erra muito. Quem trabalha pouco, erra pouco. Quem não trabalha não erra. E quem não erra é promovido. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

111


Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

112


Perfil do Gestor de Inovação Características

Gestor Operacional

Gestor de Inovação

Direcionar, Controlar

Inspirar, guiar

Conhecimento

Imaginação

Execução

Experimentação

Curto Prazo

Médio,longo prazo

Estabelece

Objetivos e metas

Grandes desafios

Comunica

Metas e resultados

Valores e crenças

Diminuir Riscos

Novas práticas

Analítico

Sistêmico

Estilo de Liderança

Maior Ativo Foco no Trabalho Resultados $

Estimula Pensamento

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

113

113


MĂŠtricas

114


Em prática • Algumas atividades são: • Investir em educação e treinamentos sobre inovação em todos • • • •

os níveis; Estimular o empreendedorismo; Gerar um eficiente fluxo de informações sobre a empresa e o mercado; Estimular a integração e colaboração; Permitir aos funcionários pensar além de suas responsabilidades do dia-dia; Ter estratégia de mercado eficiente.

Externamente, o gestor de inovação age como elo da empresa para exploração de novas oportunidades. O gestor estimula e guia a criatividade do grupo para um objetivo relevante à estratégia 115 e visão da empresa.


Disciplina da Inovação  Busca Consciente de Oportunidades  Explorá-las com soluções práticas e focadas  Compromisso com a prática sistemática da inovação

7 Áreas de Oportunidades de Inovação: 1. Acontecimentos Inesperados 2. Incoerências

3. Necessidades do Processo

Dentro da Empresa

4. Mudanças no setor industrial e no mercado 5. Mudanças Demográficas

6. Mudanças Ligadas a Percepção

Fora da Empresa

7. Introdução de Novo Conhecimento Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

116


O processo de Inovação muitas

Iniciativas de inovação

Idealização

Conceito

Classificação preliminar

poucos Análise de ideias e oportunidades

poucas

Experimento

Escolha dos projetos

Liberação dos investimentos

Necessidades de recursos Estudo de potencial e prioridades Universidade Metodista

Recursos e refino dos projetos

- Prof. Wagner Gonsalez

Implantação

muitos Ganho de escala e avaliações

117 117


A cultura da inovação deve atingir todo o capital humano da empresa, desde a alta diretoria até o chão de fábrica

Práticas Workshops Apoio da direção Constante estímulos Intra-empreendedorismo Prêmios Internos Recursos de Inovação Grupos de Capacitação

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

118

118


Matriz de inovação e melhoria

Pequeno Ajuste no Que fazemos

MÉDIO

Inexistente No setor / mercado

INOVAÇÃO

INOVAÇÃO

MELHORIA

INOVAÇÃO

INOVAÇÃO

MELHORIA

MELHORIA

INOVAÇÃO

BAIXO

Inexistente No mundo

INVENÇÃO

ALTO

Novidade da idéia

BAIXO

MÉDIO

ALTO

Resultado esperado 119


Inovar não é ser diferente é fazer a diferença

http://www.youtube.com/watch?v=CcbygsCq4is&feature=related

120


121


Formas de Iniciar • Estabelecer parcerias com organizações menores que estejam

dispostas a trabalhar com os nichos de mercado criados por essas tecnologias • Designar um grupo em separado, que deverá ter o entusiasmo de trabalhar em um novo projeto apostar todas as fichas no projeto em um primeiro momento – dividir o projeto em fases; • Algumas formas de utilizar a experiência como aprendizado para a empresa • Planejar o fracasso, não apostar todas as fichas em um projeto inicial, dividir o projeto em fases, utilizar a experiência como aprendizado - tomar novas decisões à medida que novos dados estejam disponíveis

122


Recomendações

123


124


Conclusão • É preciso inovar

para sobreviver • Inovação não é só nas peças, mas também na prospecção e na organização • Todo o ambiente deve estar voltado para a inovação

125


126


Conhecimento • É a posse e o exercício das faculdades intelectuais e sensoriais. • É esta "faculdade intelectual" que permite a concepção no

imaginário, antes da concepção de fato . • Permite evoluir o entendimento das coisas e dos fatos. • É o resultado do acúmulo e processamento de informações

com fim específico. • É a matéria-prima da criatividade!

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

127


Filmes

• Conhecimento. • Duração: 3:00

http://www.youtube.com/watch?v=AXzfjQeEjYg Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

128

128


Conhecimento • O ambiente nos envia sinais, indícios, sintomas ... • Que são coletados por “sensores” gerando DADOS ... • Que são processados por “softwares” gerando

INFORMAÇÕES ... • Que são tratadas pelo intelecto gerando

CONHECIMENTO.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

129


Para dentro x Para fora • Conhecimento tácito (implícito) é aquele que o

indivíduo adquiriu ao longo da vida, pela experiência. Geralmente é difícil de ser formalizado ou explicado a outra pessoa, pois é subjetivo e inerente às habilidades de uma pessoa. • Conhecimento explícito é o conhecimento que já foi

ou pode ser articulado, codificado e armazenado de alguma forma em alguma mídia. Ele pode ser prontamente transmitido para outras pessoas. 130


Quatro Modos de Conversão do Conhecimento • Socialização: A socialização é um processo de

compartilhamento de experiências e, a partir daí, da criação do conhecimento tácito, como modelos mentais e habilidades técnicas compartilhadas. • A externalização pode ser definido também como um

processo de criação do conhecimento perfeito, nas medida em que o conhecimento tácito se torna explícito, expresso na forma de metáforas, analogias, conceitos, hipóteses ou modelos. 131


Quatro Modos de Conversão do Conhecimento • A combinação envolve a combinação de conjuntos

diferentes de conhecimento explícito. • A internalização está intimamente relacionada ao

“aprender fazendo”. Quando são internalizadas nas bases de conhecimento tácito dos indivíduos sob a forma de modelos mentais ou know-how técnico compartilhado, as experiências através da socialização, externalização e combinação tornam-se ativos e valiosos. 132


Conhecimento • EMPÍRICO - É aquele adquirido através da experiência e

que informa o "como fazer" das coisas, sem no entanto informar as razões de se fazer assim. Trata-se, em suma, do know-how utilizado para executar as atividades mais diversas. • Científico - É a decomposição das diferentes atividades, na

qual justamente se busca saber, além do "como fazer", a razão pela qual se faz de tal ou tal forma (know why). Aqui, o objetivo é saber a fundo as razões das coisas e dos fenômenos. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

133


Invenção x Inovação • Uma nova combinação de conhecimentos, novas

informações, novas experiências (práticas e científicas), interpretadas com criatividade, geram novas soluções. • INVENÇÃO - nova solução tecnicamente viável. • INOVAÇÃO - nova solução técnica e

economicamente viável. Recursos Materiais

Conhecimento Universidade Metodista

Idéias Criativas

- Prof. Wagner Gonsalez

Motivação 134


Filmes

• Criatividade. • Duração: 2:25

http://www.youtube.com/watch?v=gDJkbsfT55w&feature=related Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

135

135


Processos da Inovação

Invenção

Um conceito ou uma concepção.

Inovação

Processo pelo qual uma ideia ou invenção é transposta para a economia.

Utilização

Introdução do produto ou serviço na economia. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

136


Abrangência da Inovação • Inovação para a empresa – quando a novidade implementada

está limitada ao âmbito da empresa, mesmo que as mudanças á existam em outras empresas ou instituições, ou ainda que utilize conhecimentos técnicos já dominados e difundidos em outros lugares ou empresas. • Inovação para o mercado - quando a empresa é a primeira a introduzir a inovação no seu mercado,seja esse regional ou setorial. • Inovação para o mundo – quando os resultados das mudanças são introduzidos pela primeira vez em todos os mercados, nacionais e internacionais, no mundo todo, ou seja, não eram praticadas por outras empresas no país ou no exterior.

137


INCENTIVOS FISCAIS • 1. LEI DE INFORMÁTICA (11.077/04) - Redução de IPI • 2. LEI DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

(11.196/05) - Redução de IRRF, IRPJ e CSLL • 3. LEI DA INOVAÇÃO (10.973/04) - Investimentos

Consultar - www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2004/Lei/L10.973.htm 138


Fatores chave de inovação • A atratividade do mercado está relacionada com o

potencial que a inovação apresenta para a empresa. • capacidade da empresa, é constituído pela ligação da

globalidade dos elementos intrínsecos à empresa. • O timing da inovação é um fator igualmente importante

que se encontra diretamente relacionado com a oportunidade.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

139


Modelos Lineares Modelo linear de inovação: inovação concebida como o resultado de um processo de geração de conhecimentos que vai desde a pesquisa básica até sua aplicação prática. Modelo linear reverso: a inovação é induzida pelas necessidades de mercado ou problemas operacionais observados nas unidades produtivas.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

140


Ciclos de Inovação Sustentadoras – visam aos clientes exigentes e sofisticados, por meio de desempenho superior ao até então disponível; Disruptivas – rompem e redefinem os modelos vigentes, lançando novos produtos e serviços não tão bons quanto poderiam ser.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

141


Tipos de Inovação Produto - É a introdução de um

bem/serviço novo ou significativamente melhorado no que concerne a suas características ou usos previstos. (embalagem Tetrapack) – Processo – É a implementação de um

método de produção ou de distribuição novo ou significativamente melhorado. (batata Pringles)

142


Tipos de Inovação • Marketing - É a implementação de um

novo método de marketing com mudanças significativas na concepção do produto ou em sua embalagem, no posicionamento do produto, em sua promoção ou na fixação de preços. • Organizacional – Mudanças na estrutura

de funcionamento da empresa. Pode envolver a alteração do escopo de atuação ou da forma como ela está organizada. (Google)

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

143


Tipos de Inovação (sub-divisão) • Produto - componentes, materiais, softwares

incorporado, interface. • Serviços – Sistemas diferenciados.

• Processo – produção, logística, vendas. • Negócios - prática dos negócios. • Valor – Utilidade ao consumidor. • Mercado – novos consumidores. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

144


Produto

Processo

Servi莽o

Modelo de Neg贸cios

Valor

Mercado

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

145


Classes de Inovação • Segundo (Freire,A., 1996), baseia-se na

comparação direta do novo produto com os produtos eventualmente já existentes. Assim, é possível classificar a inovação como: • Incremental • Distintiva • Radical • Disruptiva (Revolucionária)

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

146


Inovação incremental Conhecida como - melhoria contínua, incremental, diferencial, de manutenção ou distintiva é aquela em que o novo produto incorpora novos elementos em relação ao anterior, sem que, no entanto, sejam alteradas as funções básicas do produto. • A escova de dentes • As pilhas Duracell • Bicicleta Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

147


Inovação Incremental

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

148


Incremental • A inovação incremental se faz em chão de fábrica, a partir do

trabalho sobre o que já existe, poupando tempo e recursos escassos. • Surge para resolver problemas práticos, como baratear ou acelerar um processo industrial, produzir com maior eficiência ou rentabilidade, adaptar um produto a novas necessidades e desejos do consumidor. Em resumo, competir melhor. • Ex: Embraer - avião ERJ-145 (rebite de alumínio - reduziu 70kg)

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

149


Inovação distintiva • Caracteriza-se pelo fato de o novo produto, embora

possuindo um conjunto de características idênticas àquele a partir do qual foi desenvolvido, apresenta uma série de atributos a que correspondem funções inexistentes anteriormente. • Pato Purific (bico) •

Câmeras em celulares

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

150


Inovação Radical • A Inovação de Ruptura (não incremental, pura, Radical ou

descontínua, busca algo inédito voltada para fora da empresa, que busca nichos aceleradores na qual a detecção de oportunidades no mercado é vital para seu sucesso. • Ela deve criar novos conceitos com

novos mercados e novos paradgmas. • GPS • DVD

• Computador Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

151


Inovação Radical

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

152


Incremental x Radical Foco

Incremental

Radical

Clientes

Atuais

Novos

Investimento

Menor

Maior

Prazo

Curto

Longo

Risco

Menor

Maior

MensurĂĄvel

ImprevisĂ­vel

Agregar

Novo

Melhorar

Criar

Retorno Valor Objetivo

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

153


Qual prazo?

154


Inovações Disruptivas • Disrupção é a abertura de novo mercado, na qual se concorre

com o não-consumidor, muitas vezes a uma qualidade inferior, mas a um preço acessível. • Visa atingir os chamados não clientes (clientes aspiracionais). • Inovações disruptivas têm sido essenciais para reduzir custos,

ampliar o acesso e melhorar a qualidade em todos os setores.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

155


Inovação Disruptiva

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

156


Disruptiva – Oceano Azul A inovação “disruptiva” é a que proporciona grande diferencial competitivo e de alto impacto no mercado, posicionando a empresa de forma a não ter concorrentes (Oceano Azul) e ampliar a lealdade dos seus consumidores, tornandoos verdadeiros fãs. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

157


Estratégia do Oceano Azul • Abordagem recente da Administração e Marketing -

Chan e Mauborgne (2005). • “O segredo não é esmagar a concorrência. É torná-la

irrelevante.” • "Olhe para seu não-consumidor.

Pergunte-se por que ele ainda não consome seu produto. O que você poderia fazer por ele?“ Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

158


Aspectos do O.A • Reinvenção do conceito, • Inovação e agregação de valor, • Criação de novo nicho de mercado,

• Atração de público ainda não usuário, • Eliminar o que é ruim, manter o que é essencial e

acrescentar características interessantes para agregar valor. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

159


Filmes

• Oceano Azul. • Duração: 3:00

http://www.youtube.com/watch?v=OgXPEZ3QPMU Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

160

160


Conceito Estratégia do oceano azul – a estratégia baseia-se na criatividade e na reconstrução de conceitos para criar a inovação de valor, criação de um novo segmento, um espaço de mercado desconhecido, ainda não explorado pela concorrência, oferecendo não apenas o desejado mas algo que atrele novos clientes a marca ou produto. (W. Chan Kim)

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

161


Oceano Vermelho Mercado comum;

Alta competitividade; Demanda já existente; Produtos comoditizados.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

162


ceano Azul

Criar e aproveitar a nova demanda;

Criar atributos que o setor não oferece; Romper o trade-off (valor-custo); Elevar atributos (inovação de valor);

Diferenciação e baixo custo.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

163


Romper custos Custos

• A estratégia do oceano

azul busca promover ao mesmo tempo diferenciação e baixo custo.

Inovação de valor

Buscar uma queda na estrutura de custos. Valor para o comprador Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

164


Inovação de Valor  Um posicionamento consistente em gerar crenças (“beliefs”) na mente do consumidor.

Posicionamento

“Beliefs” de Performance “Beliefs” Intangíveis

 “Beliefs” de performance são obrigatórios.  Já as crenças intangíveis formam a diferenciação.  Ideia (circo) x Conceito (espetáculo). Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

165


Inovação de Valor A inovação de valor ocorre apenas quando as empresas conseguem alinhar inovação com utilidade excepcional, preço baixo e lucratividade, produzindo produtos e serviços de preços baixos e diferenciais únicos. As inovações de valor são baseadas em três critérios: Utilidade para o consumidor; Preço estratégico, Modelo de negócio. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

166


Utilidade para o consumidor Avaliar se a inovação proporciona uma utilidade excepcional; Se há algum motivo decisivo para despertar o interesse da massa dos consumidores;

Ou que tenha capacidade de colocar os consumidores na moda ou tornar sua vida muito mais divertida, fácil, produtiva, convincente e menos arriscada. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

167


Preço estratégico Será que esses consumidores estão dispostos a pagar pelo que vão receber?

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

168


Modelo de negócio Criação de um modelo de negócio que agregue utilidade excepcional e preço estratégico, ao mesmo tempo que garanta uma margem de lucro confortável.

Roupas esquisitas, música original, artistas inteligentes -

NENHUM ANIMAL!

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

169


Modelo das 4 ações REDUZIR

Quais atributos devem ser reduzidos bem abaixo dos padrões setoriais?

ELIMINAR

Quais atributos considerados indispensáveis pelo setor devem ser eliminados?

Nova curva de valor

ELEVAR Quais atributos devem ser elevados bem acima dos padrões setoriais?

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

CRIAR

Quais atributos nunca oferecidos pelo setor devem ser criados?

Fonte: CHAN; MAUBORGNE,2005, p.29

170


Matriz de Avaliação Eliminar / Reduzir / Elevar / Criar 4 3

Criar Reduzir

Manter

2 1

Eliminar

1

2

3

4

5

6

Notas

Elevar

7

8

9

0

Valores (itens) Empresa A

Empresa B Empresa C

1 – Eliminar/Reduzir/Elevar 2-Eliminar/Reduzir 3-O.A Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

171


Diferenças Incremental (melhoria contínua)

Incremental Distintiva

Acrescentar sem alterar função

Acrescentar com alteração da função

Radical (Rúptura /distintiva)

Disruptiva

Criar um novo produto

Criar um novo produto para um mercado inexistente

objetivo

Atender necessidades aprimorando

Atender necessidades aprimorando e ampliando uso

Novo conceito Novos mercados Novos paradigmas

reduzir custos ampliar o acesso melhorar a qualidade

foco

Agregar valor Melhorar

Agregar valor Melhorar

Novo valor Criar

Novo valor Criar

Investim ento

Menor risco Menor investimento

Menor risco Médio investimento

Maior risco Maior investimento

Maior risco Maior investimento

público

atual

Atual ou novo

Novo ou Atual

Não existente

produto

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

172


173


OS RISCOS DE NÃO INOVAR • a perda de imagem da empresa e dos • • • •

produtos; a perda de competitividade (custos de produção superior); a perda de posição e quota de mercado; a perda de oportunidades de negócio; não acompanhamento dos padrões tecnológicos/equipamentos e tecnologias obsoletos; Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

174


Análise negativa boa idéia • • • •

Falta de um processo informatizado e formal idéias excelentes engavetadas “Qual será o retorno sobre o investimento?” “O quanto essa oportunidade será lucrativa?”

Roteiro de morte das idéias por gestores Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

175


7 passos do boicote 1) Estou o.k., você está o.k.

2) Alta direção desconectada,. 3) Falta de contato. 4) Centralizando tudo. 5) Laboratório distante de tudo. 6) Controle total ao marketing.

7) Um único jeito de fazer as coisas

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

176


Filmes

• Nome do vídeo: Catraca. • Duração: 1:50’

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

177


Análise positiva boa idéia • “Quão radical é a idéia?”,

• “Que tipo de impacto poderá causar nos clientes,

na concorrência, no setor?” • “Os clientes realmente querem isso?” • Em um segundo momento, deve-se questionar a

viabilidade da proposta

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

178


Processo criativo • Brainstorm - Questionar o mundo que está à sua

volta de forma inteligente • Atenção - (situação ou problema) • Fuga – (fora da caixa) • Movimento – (imaginação)

• I-tunes > • (indústria fonográfica perdeu)

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

179


Radar da Inovação • instrumento de pesquisa para rastrear, reconhecer e

avaliar emergentes tendências ao nível do negócio e das tecnologias que suportam a identificação e a criação de produtos e serviços inovadores.

12 dimensões da inovação

180


Radar da inovação • O conceito Radar da inovação, descrito inicialmente

em 2006 pelo professor Mohanbir Sawhney, tenta identificar a inovação para além do desenvolvimento de produtos: • O quê: Oferta que a organização cria • Quem: Os clientes que serve • Como: Processos que emprega • Onde: Ponto de presença - que usa para fazer chegar a sua oferta ao mercado. 181


Mudar o que? • É fundamental encontrar o benefício real do

negócio. • A japonesa NTT DoCoMo descobriu que por trás do serviço de telefone celular está a vontade de se comunicar. • inventou o i-mode, um serviço que permite acesso à internet pelo celular. • Criou um mercado de 24 milhões de assinantes, na maioria adolescentes. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

182


Mudar o QUEM. • Preste atenção em possíveis clientes ocultos. • Enquanto todas as operadoras de celular

focavam o mercado de homens de negócios e donas de casa para expandir a venda do serviço de celulares, a NTT DoCoMo percebeu que os adolescentes com um celular conectado à internet na mão fariam uma revolução.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

183


Mudar o COMO; • Conhecer bem os benefícios gerados pelo

negócio é um bom ponto de partida para gerar novos benefícios. • No lugar de apenas oferecer o serviço de voz, a NTT DoCoMo também colocou seus clientes em contato pelo teclado. (Eles continuaram se comunicando, mas de outra forma).

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

184


Quebrando as regras 1. Tente desmanchar na sua cabeça as ortodoxias

da indústria 2. Olhe para as descontinuidades

3. Conheça profundamente as competências-

chave do negócio 4. Procure diferentes tipos de motor econômico Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

185


Atividades para as inovações de produto e de processo • 1 - Aquisição de outros conhecimentos externos • 2 - Aquisição de máquinas, equipamentos e outros

bens de capital • 3 - atividades internas relacionadas com o desenvolvimento e a implementação de inovações de produto e de processo não englobadas na P&D. • 4 - Preparação de mercado para as inovações de produto • 5 - Treinamento 186


Caso - Havaianas • A empresa projetou as

vendas no mundo inteiro depois que associou os chinelos à cultura brasileira. Hoje, cada par chega a custar 20 dólares no exterior.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

187


Processo de Mudança

Antes

• Quem: Consumidores das classes C, D e E.

• O quê: Produto funcional e barato. • Como: Sandálias de borracha baratas e de qualidade

Depois

• Quem: Consumidores das classes A e B e exportações. • O quê: Sonho das férias. • Como: Sandálias de borracha com design fashion e

bandeira do Brasil. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

188


Case - Bradesco • Em 1999, o banco começou a oferecer serviços

de provedor de internet, gratuitos, para aumentar a base de clientes. Hoje, é o terceiro maior banco do mundo em transações online, mais baratas do que na agência ou por telefone.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

189


Processo de Mudança

Antes

• Quem: Consumidores das classes A e B. • O quê: Serviços financeiros sofisticados. • Como: Maior número de opções de serviços.

Depois

• Quem: Consumidores das classes C, D e E.

• O quê: Serviços simples e convenientes. • Como: Baixo número de opções relevantes para o cliente.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

190


12 dimensões da inovação O que? Oferta Marca

Plataforma

Relacionamento

Soluções

Onde? Presença

Quem? Clientes

Cadeia Fornecimento

Experiência

Organização

Captura de valor Processo Como?

191


12 dimensões da inovação • Oferta

• Plataforma • Soluções • Clientes • Experiências • Captura de valor • Processos • Organização • Cadeia de fornecimento • Presença • Relacionamento • Marca

192


As 12 dimensões da Inovação Empresarial • 1. Oferta - desenvolver novos produtos ou serviços inovadores. • 2. Plataforma - Uso de componentes ou “building blocks” para criar /

desenvolver a oferta • 3. Soluções - Criar oferta integrada e personalizada que resolvam o

problema “end-to-end” do cliente • 4. Clientes - Descobrir necessidades do cliente ou identificar segmentos de

clientes ainda não servidos. • 5. Experiência no cliente - Redesenhar as interações com o cliente ao longo

de todos os pontos e momentos de contacto. • 6. Captação de valor - Redefinir como a organização é paga ou criar novas e

inovadoras possibilidades de retorno. 193


As 12 dimensões da Inovação Empresarial • 7. Processos - Redesenhar os processos “core” operacionais para melhorar • • •

eficiência e eficácia. 8. Organização - Mudar o âmbito da atividade, função ou forma da organização para o enfoque no cliente. 9. Cadeia de fornecimento - Pensar diferente acerca das fontes de fornecimento e respectiva cadeia de valor. 10. Presença - Criar novos canais de distribuição ou pontos de presença inovadores, incluindo os espaços onde a oferta possa ser adquirida ou usada pelos clientes. 11. Trabalho em rede (networking) - Criar ofertas de excelência, integradas e “network-centric”. 12. Marca - Alavancar a marca em novos domínios.

194


Exemplos Dimensão

Exemplos

Oferta

Ipod / Ford Ecosport

Plataforma

Fiat / Net Combo

Soluções

Bradesco Prime / Gerdau

Clientes

IBIS / Gol

Experiência do cliente

Daslu / Starbucks

Captação de valor

Google CPC/ Oracle

195


Exemplos Dimensão

Exemplos

Processo

Dell / Petrobras (Perfuração)

Organização

Brasilbrokers / Semco

Cadeia de fornecimento

Embraer / Natura

Presença

Americanas / Amazon

Networking

Wikipedia / Herbalife

Marca

Virgin / Mercedes 196


Filmes

• Nome do vídeo: Vida de Inseto3. • Duração: 1:40’

• Nome do vídeo: Vida de Inseto1. • Duração: 1:40’

http://www.youtube.com/watch?v=cRs6-CXIKUI http://www.youtube.com/watch?v=qg6nMw1r89k&feature=related Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

197


Para pensar • Time que está ganhando não se mexe.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

198


Inovar • • • •

Benefícios Diferencial Posicionamento Vantagem competitiva

• Identifique: • Suposições Conscientes • Suposições Inconscientes

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

199


OS RISCOS DE INOVAR •

o produto não satisfazer as necessidades do cliente, pelo mercado;

implicar elevados investimentos que podem não ser rentabilizados ao longo do ciclo de vida do produto ;

a concorrência aproveitar a inovação, fazendo benchmarking

e desenvolve mais eficiente ou que ultrapasse a inovação inicial pela incorporação de alguns elementos distintivos ; •

existir escassez de meios financeiros para tornar efetiva a

idéia inovadora; •

verificar incapacidade para implantar a inovação; Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

200


"As companhias prestam muita atenção ao custo de fazer alguma coisa. Deviam preocupar-se mais com os custos de não fazer nada." Philip Kotler, especialista de marketing.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

201


"Nesta empresa você será despedido por não cometer erros." Steven Ross, CEO da Time Warner.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

202


Diferenciação Características

• Criar algo que seja considerado único • Projeto ou imagem da marca • Tecnologia • Serviços sob encomenda • Rede de distribuição • Pode-se obter retorno acima da média • Dificulta obter alta parcela do mercado Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

203


ESTRATÉGIA DE DIFERENCIAÇÃO

Calçados CROCS se transformaram em um fenômeno global. Surgiu em 2002, para uso em barcos, antiderrapente e que não acumula areia. Usuários George W. Busch, Al Pacino, Jack Nicholson, Ben Afleck, Drew Barrymore, Oprah Winfrey e Madonna, Sergey Brin (Google), Uma verdadeira epidemia fashion.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

204


Sustentação •

Problema - sapatos quase indestrutíveis é que você não precisa comprar pares novos . • Ano passado, a empresa perdeu 185 milhões de • As ações caíram 76%. • Novembro 2008 a empresa anunciou o fechamento da sua fábrica no Brasil.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

205


Estratégias Genéricas Posicionamento Estratégico •

Objetivo amplo: servir mais ou menos todo tipo de consumidores, oferecendo uma linha de produtos ampla e

operando em diversas áreas geográficas.

Objetivo delimitado: centrar forças num âmbito mais restrito de consumidores, numa determinada linha de produto ou numa região geográfica localizada.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

206


ESTRATÉGIA DE POSICIONAMENTO DA MARCA Marca esportiva genuinamente brasileira iria afrontar gigantes como Nike e Adidas. sinônimo do melhor vôlei do mundo. Patrocinio os maiores atletas do Brasil. A marca foi criada em 1975 pela Azaléia, tendo como primeiro produto um modelo de tênis ideal para resistir as provas do diaa-dia da garotada na escola. Forte e resistente, foi um dos primeiros modelos de tênis feitos em couro, superando os tradicionais modelos em tecido da época.

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

207


Sustentação da Vantagem Competitiva • Deve-se estabelecer uma boa posição dentro do setor em que se atua, baseada numa vantagem competitiva. • As vantagens de custo em geral são menos sustentáveis que as de diferenciação • Sustentação de menor valor: custo com base em escala e equipamentos disponíveis no mercado. Sustentação de maior valor: o posse exclusiva de tecnologia de processo o características especiais do produto o histórico de investimentos contínuos em ativos físicos especializados, P&D e marketing Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

208


Questione Uma idéia mal sucedida no passado não significa que ela seja ruim, antes de destruí-la com a frase “isso já foi feito e não deu certo”. Questione. •Quais foram as causas do fracasso? •A idéia foi bem executada? •O momento era propício? •O que deveria ser feito para melhorar a idéia?

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

209


Rompendo objeções • Para derrubar objeções pobres e sem fundamentos

• • • •

objetivos, a melhor arma é o questionamento. Pergunte: Porque? Que fatos levam você a afirmar isso? Poderia nos dar exemplos concretos? Por que não?

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

210


Filmes

• Nome do vídeo: Catraca2. • Duração: 2:30’

http://www.youtube.com/watch?v=vVDMjREYiVo Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

211


Pensamento Condicionado O problema do pensamento condicionado ĂŠ que ele nos faz duvidar de que tenhamos a capacidade de gerar idĂŠias novas e funcionais. Ema, ema, ema...a parte clara....

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

212


PENSAMENTO CONDICIONADO

213


teste • Teste sua

criatividade.Pense diferente. • Crie 5 idéias que poderiam

ajudar a solucionar o problema do jornaleiro.

214


Teste de criatividade • Teste sua criatividade. Pense diferente. • Fuja do pensamento condicionado.

• • • • •

Antes tarde do que ... Os últimos serão... Quem cedo madruga ... Quem não arrisca... Quem não deve...

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

215 5 minutos


Inibidores • Medo (pescador) • Falta de conhecimento • Associações negativas (me diga com quem

andas...)

Imagem: Acervo particular

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

216


EXERCÍCIO

• Para qual lado o ônibus abaixo está indo? • Para a esquerda ou para a direita?

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

217


218


Octógono da Inovação • O Octógono da Inovação, um instrumento proprietário

da INNOSCIENCE – Consultoria de Gestão da Inovação, é uma ferramenta desenhada para o diagnóstico e a gestão de empresas inovadoras • Estratégia • Cultura • Estrutura • Pessoas • Processo • Funding • Liderança • Relacionamentos 219


Octógono da inovação • As oito dimensões apresentadas, evidentemente, não

são estanques e não podem ser consideradas separadamente. Antes, são interdependentes e devem ser entendidas dentro de uma concepção sistêmica.

220


Octógono da inovação • Estratégia - Essa estratégia é vinculada ao

direcionamento estratégico da empresa a fim de manter sua consistência • Cultura - Refere-se às normas aceitas por todos, às

crenças e aos valores comuns que dão forma ao comportamento das pessoas na organização. • Estrutura - estrutura que possibilita a criatividade, a

interação e a aprendizagem. 221


Octógono da inovação • Pessoas - Uma equipe se forma com indivíduos competentes,

motivados, compromissados e que aceitam desafios.

• Processos – A dimensão de processo trata da forma como a

empresa gera novas idéias, como as avalia, experimenta e seleciona em quais investir.

• Funding - Os investimentos destinados à inovação indicam a

relevância dada pela alta gestão para as atividades de desenvolvimento de novos produtos, processos, serviços e negócios.

222


Octógono da inovação • Liderança - não apenas os altos executivos, mas todos aqueles

que, dentro da empresa, possuem o poder de influenciar outras pessoas. • Relacionamento - os relacionamentos em rede são

fundamentais para o desenvolvimento de inovações.

223


O que é Inovação Aberta?

“Fluxo de conhecimento entre os limites internos e externos das organizações para acelerar os processos de inovação das empresas…” a inovação aberta é uma estratégia em que a empresa compartilha conhecimento com o seu ambiente externo visando adquirir invenções que possam ser transformadas em inovações. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

224


O que é Inovação Aberta?

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

225

225


Paradigma fechado

Universidade Metodista

aberto

- Prof. Wagner Gonsalez

226


Paradigma da Inovação Aberta

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

227


Mudanรงa no Processo

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

228


Principais Observaçþes

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

229


Era da Colaboração para Inovação

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

230


O que é Crowdsourcing? É o ato designar um trabalho que antes era feito por funcionários (ou especialistas) para um grupo grande, indefinido e generalizado de pessoas a partir de uma chamada aberta (Jeff Howe – 2006).

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

231

231


Tipos de Crowdsourcing

CrowdCreation: fotos, logos, pesquisa, código, teste, soluções, design. Etc. (a Mais Popular) CrowdCast: previsões, tendências, cenários. (a Mais Estratégica) CrowdFunding: investimentos, projetos compartilhados. (a Mais Sedutora) Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

232

232


Plataformas Crowdsourcing

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

233


Exemplos Crowdsourcing

EnciclopĂŠdia colaborativa Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

234


Exemplos Crowdsourcing

Site de armazenamento e busca de imagens, ilustraçþes e design de uso livre Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

235


Exemplos Crowdsourcing

Criação de soluções para empresas ou instituições públicas por universitários ou recém formados Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

236


Exemplos Crowdsourcing

Criação de campanhas publicitárias atendendo a encomenda das marcas Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

237


Exemplos Inovação Aberta

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

238


Iniciação

Ativadores

Informação

Buscadores

Ideação

Criadores

Invenção

Desenvolvedores

Implementação

Executores

Instrumentação

Facilitadores

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

Ferramentas, Perfil, Controle

Os seis “I”s da Inovação

239

239


Metodologia

Mais Gestão - Treinamento

- Diagnóstico - Identificar competências - Tendências de Mercado - Necessidade dos clientes - Ferramentas de implementação e controle

Direção Equipe Projeto

- Missão - Planejamento Estratégico - Definir Projetos - Definir Equipe de projeto - Diretrizes gerais

- Desenvolver projetos - Utilizar Ferramentas adequadas - Planejar, Desenvolver competências ou parcerias estratégicas - Implementar o projeto de Inovação

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

240

240


241


Marketing Lateral É um processo de trabalho que, quando aplicado a produtos ou serviços existentes, produz inovações que abrangem necessidades, usos, situações ou público-alvo não atingidos atualmente É portanto, um processo que permite uma alta

possibilidade de criação de novos mercados ou categorias Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

242


Exemplo • Devido ao mercado saturado, buscam-se estratégias

como instrumentos para gerar vantagem competitiva. O Kinder Ovo redefiniu o mercado de guloseimas e chocolates ao criar uma subcategoria que é líder: um ovo de chocolate com um brinquedo no interior. (um novo conceito).

243


Por que Marketing Lateral?  Demanda < Oferta  Orçamentos Reduzidos  Gastos elevados em promoção  Menores retornos  Consumidores mais exigentes  Ponto-de-venda (Varejo)  Produtores  Mercados fragmentados  Saturação de marcas

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

244


Marketing Vertical 1. Modulações

Acentuar ou diminuir características  Sucos, Detergentes

2. Tamanho •

Variações de Volume  Bebidas, Provedor Internet.

3. Embalagem •

Chocolate, gás, bancos.

4. Design •

Plataformas de veículos, Relógios, Celular.

5. Complementos •

Sabonete com hidratante, laptop com câmera

6. Redução do Esforço •

Broker, anúncio de preço mínimo garantido, e-commerce

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

245


Marketing Vertical 1. Produz idéias para aumentar o tamanho do mercado 2. Converte consumidores potenciais em atuais 3. Produto / Serviço presente em todas situações de mercado atual 4. Ajuda na penetração de mercado

5. Permite encontrar novos eixos de posicionamento

 Não muito efetivo em mercados maduros  Sem resultados a longo prazo  Baixo volume incremental ao longo do tempo

 Canibalização Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

246


Lateral vs. Vertical  Lateral  Menos Seletivo, Mais Exploratório, Probabilístico, Provocativo e Criativo

 Ambos necessários e Complementares  Lateral não pode ser desenvolvido sem o Vertical

Vertical

Lateral

Caminhos pré-definidos

Novos Caminhos

Analítico

Provocativo

Processo Formal

Não Estruturado

Seleção por Eliminação

Nada é eliminado

Seqüencial

Sem regras pré-definidas

Finito

Probabilístico

Caminhos óbvios

Menos evidentes

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

247


Vertical vs. Lateral Vertical

Lateral

Mercados jovens – imaturos

Mercados maduros de baixo crescimento

Desenvolver mercados – conversão de potenciais para atuais

Criar novos mercados e / ou categorias do zero

Menores Riscos

Altos Riscos

Recursos Escassos

Altos Recursos

Quando o volume incremental ainda é alcançado (mesmo que baixo)

Quando se deseja alcançar novos níveis de demanda

Para defender mercados através da fragmentação

Para atacar mercados de fora da arena dos concorrentes diretos

Para inovar a partir do negócio e manter o foco do negócio

Para redefinir a missão e buscar novos mercados

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

248


Princípios • marketing lateral não se procura tanto em detectar

necessidades e atendê-las com novos produtos ou serviços. • não se trata de criar extensões em uma mesma linha de produtos ou variantes mantendo o mesmo conceito • O produto existente é o ponto de partida para algo novo

249


Objetivos laterais • Visa partir de pontos ou idéias já existentes para

desenvolver produtos que complementem, rompam ou substituam o existente que foi tomado como ponto de partida • tirar o produto ou serviço fora do seu contexto visando novas perspectivas • Inovação radical

250


Conceito Marketing Lateral

Na Terra

Na Ă gua

Motocicletas

Jet Ski

No Ar

??????

Marketing Mix

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

251


Lendas Urbanas • Coca-Cola = limpa alumínio • Bom Bril = receptor de TV • CD = apoio de copo • Papel Higiênico = Lenço • Alfinete = piercing • Jornal e vinagre = limpa vidros

• Groselha = Brilho de pneu

252


Em prática 1.

2. 3.

Escolher um produto ou serviço, com o qual tenhamos,dificuldade em competir no mercado. (dividir em peças) usando a criatividade, criar um vazio (pc sem teclado) imaginar todo o processo de compra (funções/benefícios/ptos positivos)

253


Marketing Lateral 1. Reestrutura mercados ao criar novas categorias / subcategorias •

Walkman (Sony)  jovem como potencial para atual

Ciber-café  Redefine comportamento

2. Pode reduzir o volume de outros produtos no mercado •

Kinder Ovo  Chocolate, Doces, salgados

Barbie  Mercado de bonecas tipo Bebê

3. Pode gerar volumes sem afetar outros mercados •

Yakult

4. Pode roubar mercado de diversas categorias •

Barra de cereal  Iogurtes, granola, lanches etc. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

254


Processo – Marketing Lateral 1. Selecionar o Nível •

Mercado, Produto ou Restante do Mix de Marketing

2. Fazer o deslocamento lateral •

Mercado  Necessidade ou Utilidade, Público-alvo, Momento, Local, Situação ou Experiência

Produto  Substituição, Combinação, Inversão, Eliminação, Exagero ou Reordenação

Restante do Mix  Preço, distribuição ou Comunicação

3. Preencher as Lacunas •

Processo de compra, pontos fortes, encontrar um cenário

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

255


Ponto de Partida 1. Há outras necessidades que o produto poderia satisfazer? 2. Que consumidores potenciais poderia alcançar? 3. O que mais poderia ser oferecido aos clientes atuais?

4. Em que outras situações o produto poderia ser utilizado se alterado? 5. Há produtos substitutos? 6. Que outros produtos poderiam ser gerados a partir do produto atual?

7. Posso gerar produtos substitutos? 8. Possíveis níveis: Mercado, Produto ou o restante do mix Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

256


Marketing Lateral - Lacunas

1. Substituição 2. Inversão 3. Combinação

4. Exagero 5. Eliminação 6. Reordenação

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

257


Marketing Lateral - Mercado 1. Substituição •

Pipoca em danceterias / Cinema

2. Inversão

Enviar rosas após uma briga com a namorada

3. Combinação •

Champanhe para pais e filhos (com e sem álcool)

4. Exagero •

Um lápis que nunca acaba  Lapiseira

5. Eliminação •

Um automóvel que não anda (Pulp Fiction, Simuladores)

6. Reordenação •

Livros escritos por leitores  Wikpédia

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

258


Marketing Lateral - Produto 1. Substituição •

Cachorro quente no biscoito / pão

2. Inversão

Pizza que não é entregue em casa (pizza congelada)

3. Combinação •

Caneta com indicador de nível (carro)

4. Exagero •

Frasco de 200 litros de Coca Cola

5. Eliminação •

Laptop sem tela (escritórios compartilhados)

6. Reordenação •

Revelar o filme após ver as fotos (foto de contato)

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

259


Marketing Lateral - Mix 1. Substituição •

Preço  Pagar por software por horas de uso

2. Inversão

Preço  Lojas com produtos sem preço (Mercado Livre)

3. Combinação •

PDV  Lava rápido, playground e lanchonete

4. Exagero •

PDV  Lojas casa (The apartment)

5. Eliminação •

Promoção  Marcas próprias (sem propaganda)

6. Reordenação •

Preço  pagar por chamadas antes de fazê-las

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

260


Estabelecer Conexões Danceteria Pouca Luz Pipoca com colorantes fosforescentes Pipoca dá sede Sede vende Bebidas Bebidas - margens maiores Pipoca de graça!

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

261


Marketing Lateral – Novos Mercados Novas Necessidades  Bebidas Energéticas  Red Bull  Mulheres mais voluptuosas  Wonderbra

 Entrega de Encomendas- Rádio-taxi  Prevenção ao Infarto – Aspirina Novo público-alvo

 Depilação Feminina  Gillete for Women  Alimento saudável para criança  Kidboo (queijo adocicado em formato de picolé)

 Convenções  Parque de diversões  Trânsito  CET vender as imagens em tempo real para TV a cabo. Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

262


Marketing Lateral – Novos Mercados Novos Momentos  Vida Moderna  Supermercados Premiun 24hs  Siesta no Mediterrâneo  Restaurante em Hotéis com inclusão

de quartos para 2 hs. de sono  Desespero na noite  Delivery de bebidas para bares depois da meia-noite  Trânsito  Rádio “Notícias”, Curso de Idiomas Novo Cenário  GPS  Barcos  Carros  Pessoas

 Propaganda  Inserida junto ao programa  Celular como sistema de segurança (residencial e automotivo)  Cinema em casa  Home theaters e TV’s LCD Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

263


Marketing Lateral – Produto  Caça + Carrapicho  Velcro  Troca de cavalos em longas viagens  Telégrafo  Bala + Palito  Pirulito  Papel + cola que gruda mas não cola  Post-it  Caderno (–) Espiral (–) capa  Fichário  Leite (–) Garrafa (–) Saco plástico  Tetra-pak  Moto + Capota  BMW C1  Garrafa 50Lt + Torneira  Bebedouro  Loteria (–) Sorteio  Raspadinha  Lentes (–) Troca diária  Lentes descartáveis Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

264


Marketing Lateral – Mix  ATM + Funções  Pagamento de Contas  Pedágio + Rapidez (–) Burocracia  Sem Parar  Impressão (–) caro + Impressoras baratas  Cartuchos caros  Danceteria + Ambiente paquera  Camisinhas em máquinas de venda  Morte + Apelo racional  Visitas ao cemitério  Folheto em embalagem  Lixo  Encarte já no lixo

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

265


Bibliografia As 10 Faces da Inovação - Estrátegias para Turbinar a Criatividade Autor:Neves, Erivaldo Fagundes; Kelley, Tom Editora:Campus

Competitividade Através da Gestão da Inovação Autor:Zogbi, Edson Editora:Atlas 266


Bibliografia GESTÃO DA INOVAÇÃO NA PRÁTICA: Como Aplicar Conceitos e Ferramentas para Alavancar a Inovação Autor: Felipe Ost Scherer e Maximiliano Selistre Carlomagno Editora: Atlas

Estratégia e Competitividade Empresarial Autor: Luiz Carlos Di Serio e Marcos Augusto de Vasconcellos Editora: Saraiva 267


Dica de leitura • • • •

Livro – Inovação como criar idéias que geram resultados Antonio Carlos Teixeira da Silva - 2004 Editora - QualityMark Prévia http://books.google.com/books?id=le4_NPg8l44C&printsec=f rontcover&dq=inovacao&hl=pt-BR#PPT25,M1

Marketing Lateral Autor:Kotler, Philip; Bes, Fernando Trias Editora: Elsevier Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

268


Sites de Interesse •

Manual de OSLO • http://download.finep.gov.br/imprensa/manual_de_oslo.pdf

Biblioteca Virtual de Inovação Tecnológica • http://www.prossiga.cnpq.br/finep/

Inovação Tecnológica . Com • http://www.inovacaotecnologica.com.br/

PGT/USP - Núcleo de Política e Gestão Tecnológica da USP • http://www.fia.com.br/pgtusp/

Universidade Metodista

- Prof. Wagner Gonsalez

269

Aulas inovacao2013  

Inovação em negócios e administração

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you