Page 1

W MAGAZZINNE 2017 FASHION STYLE

Explosão da Fera! ISSUE

Amanda Fenelon

13

FEBRUARY 2017


Visionary Authentic Challenging Alternative Craftmanship Different


Editor Chefe

Mídias Sociais

Fotografia

Produção

Wellington Bezerra

Willyanne Mendes

Wellington Bezerra @fifismodelacademy

Cris Ribeiro Fifis Model Academy

Colunista Convidado

Makeup Stylist

Wallace Safra

Malba Tâmara PHD Preeti Hair Designs

Locações

Agradecimentos

Perth WA, Austrália Loft Santa Teresa

Fifis Model Academy Denim Kataploft

W MAGAZZINNE 2017 FASHION STYLE


WHY W? A moda não é só roupas. A moda está no céu, na rua, moda tem a ver com ideias, a maneira como vivemos, o que está acontecendo. Este era o pensamento da estilista Coco Chanel, que primava pela elegância de suas criações. A W é uma revista fotográfica criada para eternizar imagens contemporâneas da moda com estilo e sofisticação. O trabalho fotográfico encontra muitas barreiras por aqui. E, quando aliado ao mundo da moda, a exigência é ainda maior, pois, além da técnica, tudo deve estar sintonizado: a vibe, a performance e muito jogo de cintura para driblar os imprevistos. Você precisa entender do assunto que está fotografando. Na moda, a foto acaba sendo muito mais do que só a roupa. Ao mesmo tempo, tudo influência: cabelo, maquiagem, locação, produção… Nenhuma pessoa da equipe pode errar. É preciso entender a roupa, dirigir a modelo, saber a melhor luz para cada editorial… E, depois de um trabalho desses, por que não ampliar a divulgação e guardar estes momentos para sempre? A W vai dar oportunidades para modelos, maquiadores, produtores, estilistas e fotográfos para buscar originalidade, frescor, rostos e tentar transformar a fotografia em imagens que possam representar um instante da moda na vida das pessoas.


(editorial DOUBLE DENIM) Models: Chloe Grace & Halil Russo MakeUp: Fifis Model Academy Hair: PHD Preeti Hair Designs Photography by @fifismodelacademy Perth WA, Austrรกlia


#australianmodels


Modelos: Chloe Grace & Halil Russo Fotografia: @fifismodelacademy MakeUp: Fifis Model Academy Hair: PHD Preeti Hair Designs


“

Fashion is not something that exists in dresses only. Fashion is in the sky, in the street, fashion has to do with ideas, the way we live, what is happening.

- Steve Stevenson

�


Your attitude determines your direction.


Modelo: Halil Russo Fotografia: @fifismodelacademy MakeUp: Fifis Model Academy Hair: PHD Preeti Hair Designs


Modelos: Chloe Grace & Halil Russo Fotografia: @fifismodelacademy MakeUp: Fifis Model Academy Hair: PHD Preeti Hair Designs


#double


edenim


Amanda Fenelon – Uma modelo camaleão em tempos modernos!

Acompanhe a entrevista com a Top Model:

Com um estilo “esquisito”, como diz Amanda, a modelo é uma menina engraçada, alto astral e de grande personalidade; iniciou sua carreira cedo, aos 12 anos de idade, tímida e retraída, confessa que venceu a barreira da insegurança embasada em muito estudo, não só técnico e teórico, mas, também, o estudo em análises de revistas, poses e demonstrações expressivas, através do acompanhamento de alguns trabalhos. Hoje, com seus 21 anos, apesar de sua aparente inocência, já fez fotos sensuais e descreve que, para se tornar esta modelo segura, “desgrilou” vencendo o medo através da rotina profissional, que impõe um ritmo de maturidade na carreira. Amanda se considera uma modelo expressiva e destaca seu interesse por passarela fashion, mas faz um alerta, o de que no Rio de Janeiro o mercado é pequeno para este segmento. A profissional frisa também sua paixão por campanhas, principalmente as externas, onde tem a oportunidade de trabalhar este seu lado ousado e usar todos os seus elementos e a luz natural a seu favor.

Altos e baixos da carreira como modelo? O ponto baixo é que o Rio de Janeiro não tem um foco na moda e se torna muito complicado desenvolver uma carreira, por não ter um trabalho sério, com profissionais realmente engajados, temos que lutar para mudar isso. O ponto alto é a ação, o desenvolvimento dos trabalhos, ver os resultados, sentir e enxergar o seu potencial.

“Estudar é um truque: no início, você ainda é muito insegura e até hoje eu estudo muito, vendo revistas, poses, rostos e outros trabalhos que possam agregar pontos a minha carreira”, conta Amanda.

Planos na carreira? Continuar desenvolvendo alguns trabalhos em território nacional, principalmente São Paulo, por causa do meu perfil e, como já tenho 21 anos, começar a almejar visibilidade internacional. Estilo? Depende do meu humor, mas sou meio hippie chic, adoro sobreposição, mas hoje estou mais básica. Sou meio camaleão, relata a modelo.

Ela já passou por algumas agências e por alguns profissionais, se diz apaixonada pelo que faz, já desfilou para nomes como Vogue Fashion Night, Iódice, Mr. Cat., Nidas, atuou em campanhas e lookbooks para diversas marcas, como Folic, Mossimo (Filipinas) e comercial da L’Oréal, onde teve a oportunidade de ser dublê de Grazi Massafera. Com formação de Técnica em Moda e cursando Estética, relata que já pensou em desistir várias vezes, mas que, cada vez que pensa em desistir, lembra de tudo aquilo que fez e construiu em sua trajetória, além de seu amor pela carreira.

Deixe sua mensagem! Ter paciência, envolver-se com seus trabalhos, escolher uma boa agência e bons profissionais para se relacionar, além de tudo: tire sempre coisas boas daquilo que você faz na sua carreira.

WALLACE SAFRA


(editorial PHOTO) Amanda Fenelon Rio de Janeiro, Brazil Photographed by W


Be in love with your life. Every minute of it.


Modelo: Amanda Fenelon MakeUp: Malba Tâmara Produção: Cris Ribeiro Wallace Safra


#PHOTO


You only fail, when you stop trying. Mistakes are the proof that you are trying


Dreams don’t work unless you do.


Don’t be into trends. Don’t make fashion own you, but you decide what you are, what you want to express by the way you dress and the way to live.


Modelo: Amanda Fenelon Fotografia: Wellington Bezerra MakeUp: Malba Tâmara Produção: Cris Ribeiro Wallace Safra


A world without fashion wo millions of people would ha - Pierre Cardin


ould be gray and sad, and ave nothing to live on.


Em busca do invisível.

“O fotógrafo busca encontrar o invisível”. É assim que Wellington Bezerra define a atividade que abraçou e a si mesmo. Considerando o gosto pela fotografia como uma herança paterna, costuma dizer que "fotografia serve pra registrar momentos das pessoas e não das coisas”. Para isso, procura ter uma visão focada na emoção e no lado desconhecido das pessoas que fotografa, aliando verdade, arte e claro, técnica. Formado em administração de empresas e direito, concilia sua paixão pela fotografia com sua atividade profissional como administrador e vê nisso a vantagem de trazer, com a fotografia, mais sensibilidade para o seu dia a dia. Muito exigente consigo mesmo, a cada novo projeto seu coração acelera, seu olhar se inspira, suas mãos fazem o click, mas reconhece que sem uma boa equipe não conseguiria bons resultados. Quando você descobriu a fotografia? Como foi no início? Eu descobri a fotografia através de meu pai, que sempre foi interessado em registrar os momentos da família, ainda que não fosse um fotógrafo profissional. Tem uma estória interessante: uma vez, por volta dos 8 anos de idade, meu pai me deixou fotografar com a máquina que usava. Passei o dia fazendo fotos da casa onde morávamos. Estava todo orgulhoso. Quando as fotos foram reveladas, só haviam imagens borradas e tremidas. Foi quando recebi o primeiro ensinamento, é preciso controlar a respiração. Depois, me falou o que considerava essencial ao ver que eu não havia tirado foto de nenhuma pessoa, “fotografia serve pra registrar momentos das pessoas e não das coisas”.

Carrego essa lição até hoje comigo. A cada foto, estou lembrando dessas palavras e da forma como meu pai me corrigia. Pode-se treinar o olhar para se tornar um bom fotógrafo? Acredito que sim. Prestar atenção ns coisas que acontecem ao nosso redor é muito importante. Alimentar o universo visual interior com imagens ajuda a apurar o olhar para a fotografia. Hoje em dia temos acesso a muitas imagens através da internet e hipoteticamente qualquer um pode ser fotógrafo com um bom aparelho de celular nas mãos. Particularmente, não quero ser igual a ninguém, minha máquina não é uma copiadora. Mas, as boas referências são sempre importantes na formação do fotógrafo. O que você pretende quando fotografa? Meus olhos querem enxergar o lado desconhecido das pessoas, um olhar, uma expressão, um detalhe, extraindo a intimidade de cada uma e dos personagens que todos são capazes de representar ou mesmo de exercer na vida cotidiana. Mas, também, gosto de fazer isso com prazer e felicidade, tanto para mim quanto para a pessoa fotografada. Considero como missão principal dessa minha atividade, proporcionar momentos mágicos.

W


W MAGAZZINNE 2017 FASHION STYLE

W PHOTOGRAPHY

@WMAGAZZINNE

(21) 99523-6061

WPHOTOGRAPHY15

@2017 DIREITOS RESERVADOS

WPHOTOGRAPHY15

Revista W MAGAZZINNE - Fev2017 - Amanda Fenelon  

Editorial #Photo & Australian Models

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you