Page 1

casual 1

FOTOGRAFIA

VOL #01


2

INTRODUÇÃO NOTAS DO AUTOR

5

ANNE KAMILA

6

LANDSCAPE

13

MOVIMENTO

20

AGRADECIMENTOS

26


3


4

FALANDO SOBRE FOTO GRAFIA Como você se sente quando fotografa, Nicole? Com a sensação de que posso parar o tempo registrando momentos e sentimentos. O que te motiva? Minha maior motivação é conseguir deixar algo marcado na minha visão como estudante. O que é mais difícil para você? Com certeza o valor dos equipamentos e o tempo que tenho para estudar e fotografar, que não é tão grande pois não vivo da fotografia ainda.

Modelo da capa: Nicole Alves Fotografia por: Raul Roger


5

NOTAS DO AUTOR

RAUL ROGER

A minha intenção nessa revista é tentar colocar entendimento as sensações que temos ao olhar uma bela fotografia, onde muitas vezes uma composição um sentimento ou uma expressão pode nos marcar. Eu entro nesse projeto sendo grato pela fotografia porque não me lembro da última vez que eu abri meus olhos para ver o mundo tão bonito antes de ter uma câmera. É um dilema que anda de mãos dadas com o para sempre em um momento, e nesses momentos que tentamos transformar em eternos é onde muitas vezes as pessoas começam a reparar consciente ou inconscientemente como tem tanta beleza ao nosso redor.

Autor do projeto e estudante de fotografia: Raul Roger Fotografia por: Bruno Cesar


6

LUZ ON

ANNE KAMILA

LUZ OFF


7


8


9 Anne, como foi a experiência de fotografar nu? A primeira vez que fiz um ensaio nu eu fiquei bastante envergonhada, porque eu tinha conversado poucas vezes com o fotógrafo e porque nunca tinha feito nada do tipo , porém nesse ensaio de agora foi mais tranquilo , me senti confortável. O que faz ou pensa pra ficar menos envergonhada? Pra passar a vergonha a gente faz de tudo né, bebe uns drinks, e imaginar que está todo mundo pelado também ajuda bastante, hahaha. Como você se sentiu e o que tentou expressar no ensaio? Desde pequena tive contato com a arte, minha tia era modelo e eu vivia com ela quando era criança e sempre achei muito bonito esse conceito de arte e fotografia, então quando faço esse tipo de ensaio me sinto muito próxima da arte porque consigo me expressar e transmitir sentimentos. Depende muito do dia e do que está acontecendo na minha vida, você está lá nua e as pessoas estão lá te fotografando, é muita sensibilidade nas fotos. É muito lúdico olhar o trabalho porque até eu mesma me surpreendo com as emoções, olhares e sentimentos.


10

Emoções e sentimentos Falando um pouco da parte técnica de um ensaio sensual. É tão delicado para o modelo quanto para o fotografo, porque ao mesmo tempo que tentamos captar o sentimento do modelo, a expressão e etc, temos também que colocar nosso olhar na fotografia, tanto técnico quanto sentimental daquilo que acumulamos na nossa vida.


11 Para esse ensaio eu usei uma técnica de iluminação que se chama Low Key que seria básicamente um trecho de luz ao redor das sombras que realçam as curvas e traços do corpo da modelo. É uma técnica um pouco complicada de se executar pois é necessário calibrar a câmera para ler apenas aquele trecho que está sendo iluminado, porém na maioria dos casos gera um resultado bastante satisfatório. Causando uma sensação de intimidade, charme e sensualidade na fotografia, luz e sombra são nossas amigas para um ensaio sensual.

TÉCNICAMENTE FALANDO Dados do ensaio: Câmera: Nikon D5500 Lente: 35mm Velocidade: 1/200 Diafragma: F/1.8 Fotometria: Pontual Iluminação: Painel de led YN300 Modelo: Anne Kamila Fotografia por: Raul Roger Iluminação por: Caroline Morais


12

LANDS Nessa matéria vamos falar um pouco de paisagens, aliás, quem não ama paisagens? Quem não ama conhecer um lugar novo e tirar uma bela fotografia para lembrar daquele momento, daquele local e etc? Bem então vamos lá, do clichê ao inesperado, irei dar algumas dicas do que podemos imaginar, criar ou reconstruir, através da experiência que tive em minhas viagens. A primeira e mais importante dica é bem óbvia mas é sempre bom reforçar para quem está começando na fotografia, nunca deixe de levar sua câmera, por mais difícil que seja chegar em um local, por mais vergonha que você tenha, não se acanhe, tire esse momento para você, seus sentimentos e a sua visão de determinado local e fotografe sem medo de ser feliz!


SCAPE Contar uma história através de uma fotografia de paisagem é muito mais complexo do que se pode imaginar. Humanos demonstram emoções através de expressões faciais e olhos, mas para um assunto sem vida própria, como na fotografia de paisagem, isso não é possível. Transmitir a mensagem através de diferentes assuntos requer pensar fora da caixa. É a criatividade do fotógrafo que faz dois retratos de uma mesma paisagem passarem um humor e uma mensagem completamente diferentes de fotografia normais que vemos no dia a dia de paisagens tiradas comumente do celular ou de um ponto de vista casual. Então vamos lá, as dicas e técnicas desse estilo de fotografia.

13


O QUE FOTOGRAFAR? O primeiro passo é pensar na composição, assim como compor uma música, o que é importante para mostrar na nossa paisagem, o que é desnecessário, pensar nisso antes de registrar a foto é um dos mais importantes pensamentos nessa hora. É possível isolar os elementos mais importantes da paisagem como, por exemplo, o céu, o mar ou areia. Isolar não é necessariamente agrupar todos os elementos em um único ponto de visão, mas sim alternar ângulos. Para colocar em prática, pense que você está dando vida e descobrindo o lado tridimensional de uma determinada paisagem, para isso não economize em abaixar ou subir em pontos mais altos para conseguir novos ângulos.

Não adiantaria todas estas dicas se você não fizer as coisas mais importantes que é ser criativo, se divertir e não perder a oportunidade de registrar cenas e momentos inusitados dentro da sua composição.


DICAS Uma técnica simples e que causa um efeito muito bonito é a regra dos terços. Ela possibilita uma composição equilibrada, basta dividir o enquadramento em quatro linhas verticais e horizontais. Sempre que for fotografar paisagens amplas, como praias, campos, ou cidades, procure deixar o fundo sempre nítido, com a abertura do diafragma entre F/8.0 e F/11 Tripés, é um acessório indispensável para quem deseja fotografar paisagens. Ele permite maior nitidez e evita que as imagens fiquem tremidas, além de auxiliar enquanto espera um determinando momento, como o nascer ou o por do sol, por exemplo. Utilize lentes grandes angulares de 24 mm ou 35 mm fixas ou com grandes zoons.

Tome cuidado com os perigos que o ambiente pode causar a você e ao seu equipamento, um ambiente de mata por exemplo pode ter muitos animais selvagens. Seja previnido quando o assunto é sua segurança e a segurança de seus equipamentos.


16

TÉCNICAMENTE FALANDO Possibilidades: A fotografia de paisagem é muito autoral, não tem uma regra ou uma técnica ao certo, as dicas acima foram uma boa noção de princípios básicos mas não se limite aos princípios. Se imagine sendo a paisagem: O que você queria que te valorizasse? O que você iria gostar que vissem? E o que não vissem? Sempre que for fotografar uma paisagem, lembre dessas perguntas e surpreenda-se com o resultado de suas fotos


17


18

VOCÊ FAZ O LUGAR

Seja onde for, sempre pense que aquele lugar pode se tornar uma bela paisagem. Sempre que você ver fotos de lugares bonitos e turísticos lembre-se, há beleza em todo lugar, basta enxergar.


19

Landscape MatĂŠria e fotografia por: Raul Roger


20 Fotografar esporte é um desafio até para os fotografos mais experientes, por ser uma mistura de muitas necessidades, como, velocidade, profundidade de campo, boa nitidez e etc. E parar para pensar nisso nos deixa com muitas perguntas na cabeça, o que priorizar? Congelar a imagem ou uma profundidade de campo maior? Bem, é realmente um quebra cabeça, porém nessa matéria vou dar umas dicas e noções para se fotografar sem ter muitos problemas.

MOVIMENTO Skate e fotografia, se ligaram pelo acaso na minha vida e são duas coisas que amo fazer. As vezes falo para as pessoas que tive sorte de começar a fotografar no skate, porque é realmente um pouco complicado entender os métodos de fotografar quando se começa em um esporte, devido as necessidades de velocidades altas e boa nitidez na mesma imagem e muitas vezes é difícil alcançar essa fórmula logo de cara. Então vamos as dicas de como fotografar esportes.

Skatista: Raul Roger Fotografia por: Bruno Cesar


21


22

COMPOSIÇÃO

Assim como na fotografia de paisagem é uma das noções mais importantes para se pensar quando se está fotografando qualquer esporte. Na foto acima temos duas composições que quis passar, a primeira foi o burro do lado direito da imagem, não é comum ver isso numa pista de skate, então aproveitei pra registrar essa oportunidade. A segunda foi a questão da grade da escada, que usei para fazer uma espécie de enquadramento do skatista. Skatista: Bruno Cesar Fotografia por: Raul Roger


23

EXPOSIÇÃO

Outra questão importante, congelar ou borrar a fotografia? Bem eu particularmente gosto de trabalhar com as duas. Na fotografia acima eu usei duas técnicas fotográficas misturadas, o light painting e o panning. Ela se resume a borrar o que não é tão importante e congelar a área de ação com um flash. Essa técnica mostra que nem sempre uma fotografia de esporte precisa ser congelada para ficar bonita. Skatista: Daniel Jesus

Fotografia por: Raul Roger


24

CRIATIVIDADE


25

Acho que é o mais importante em qualquer área da fotografia. Use e abuse de sua criatividade, porque você não precisa ter o melhor equipamento ou ter grande conhecimento, com uma criatividade aguçada suas fotografias vão para outro nível. Seja na hora de tirar a foto ou na da edição, não poupe seus recursos criativos. Skatista: Raul Roger

Fotografia por: Gustavo Nascimento

Edição por: Raul Roger


26

AGRADECIMENTOS Essa revista é um trabalho autoral.

Fotógrafos Raul Roger Bruno Cesar Gustavo Nascimento Iluminação Caroline Morais

Todas as fotos são de direitos do autor da revista.

Modelos Nicole Alves Anne Kamila Leticia Bello Edição e montagem Raul Roger

Esse foi um trabalho para o curso de formação em editoração adobe cc | Photoshop, Illustrator e Indesign Com a supervisão dos professores Welton Dantas Para o Senac jabaquara São Paulo | 13/06/2018


27

Agradecimentos Queria agradecer aos professores que ensinaram os programas de forma profissional e eficiente. Agradecer aos meus amigos que estão sempre comigo, ensinando e aprendendo sobre fotografia e sobre a vida. E a todas as pessoas que apoiam meus projetos e que de alguma forma me ajudam na minha evolução.

Notas finais Um herói é definido pela coragem de arriscar sua vida. Não importa se você cair na verdade está bem. Ponha todo o seu coração nisso.

Modelo: Leticia Bello Fotografia por: Raul Roger


Revista - Aluno Raul Roger  

Trabalho de Conclusão do Curso Indesign - "Formação Adobe"

Revista - Aluno Raul Roger  

Trabalho de Conclusão do Curso Indesign - "Formação Adobe"

Advertisement