Issuu on Google+

Como será o trabalho a partir de agora Por Jaqueline Weigel – Coach Executiva, PCC

Estamos no Novo Mundo. O futuro chegou e o trabalho obrigatoriamente precisa consolidar novos formatos. Quem não acompanhar a mudança será descartado. A internet mudou a forma como trabalhamos e a pergunta "O que você quer ser quando crescer?” está de volta a todas as gerações. A escolha era simples, hoje são inúmeras as oportunidades. Tantas que paralisam nossos jovens que têm a probabilidade de se tornarem a geração mais desesperada da história. As mulheres ocupam cada vez mais postos importantes. Os professores não sabem como lidar com os alunos modernos, complexos, inteligentes e desafiadores. Os pais não têm respostas nem conhecimento suficiente para inspirar seus filhos. As mudanças são assustadoras e começam como um vazamento: uma torneira pingando, e em seguida, um volume de água que derruba tudo que vem pela frente. O trabalho por mais de 200 anos vem evoluindo. A internet é uma revolução tão importante quanto foi a invenção da máquina a vapor. As carreiras estão vivas. Diversas transições durante uma a vida já são um fato. Com o aumento da longevidade humana, a aposentadoria está fora de moda. Empresas precisam investir em pessoas e implementar gestões inovadoras, como na Finlândia, que criou a Gestão por Idade. A saúde dos funcionários está diretamente ligada ao ambiente empresarial no qual ele está inserido. É ignorância pensar que o resultado para o acionista é o foco mais importante dos negócios. Ele é só o principal shareholder da cadeia. O resultado só virá de forma sustentável se o sistema que o produz for saudável. Na ponta estão as empresas estruturadas, que aprimoram seus sistemas de gestão e abandonam modelos, teorias e culturas ultrapassadas. Existem novas formas de ganhar dinheiro, que parecem quebrar todas as regras de negócios estipuladas até agora. A velocidade da rede é uma das novas características do trabalho. Proibir acesso às redes sociais é perda de tempo. É melhor ensinar as pessoas a usar a tecnologia de forma produtiva.


A mudança traz consequências inesperadas, e as respostas estão na interação humana. O maior investimento de qualquer empresa a partir de agora deve ser em pessoas, não apenas em máquinas e inteligências de gestão. O trabalho é um estilo de vida, o home office uma realidade. Nossos filhos precisarão identificar o que fazem bem, o que gostam, no que se sobressaem, e só assim terão sucesso. Os sonhos profissionais de agora em diante incluem patrimônio e boa remuneração, mas acima de tudo, possibilidade de recompensa pessoal, que está muito além do dinheiro. Está no fato de explorar o talento, ter importância em uma história interessante, e ajudar o mundo e o ser humano a se transformar num modelo mais evoluído.

Referência: Richard Donkin e Lynda Gratton.


Como será o trabalho a partir de agora