Issuu on Google+

Informativo da Arquidiocese de Manaus • Ano 12 • Nº 93 - Julho 2013

JMJ Rio 2013

Desafios e perspectivas para o maior Encontro da Juventude com o Papa As diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja do Brasil após a Jornada Mundial da Juventude

Fé e devoção marcam festa de Corpus Christi

04

Jovens preparam-se para Semana Missionária

13


EXPEDIENTE ARQUIDIOCESE EM NOTÍCIAS É O BOLETIM INFORMATIVO DA ARQUIDIOCESE DE MANAUS

CONSELHO EDITORIAL Dom Sérgio Castriani Arcebispo Metropolitano de Manaus Dom Mário Pasqualotto Bispo Auxiliar Dom Mário Antonio da Silva Bispo Auxiliar Pe. Alcimar Araújo Coordenador de Pastoral Pe. Sebastião Sant Ana Sacramentino de Nossa Senhor SDN Huerbert de Oliveira Santos Diretor Administrativo da Fundação Rádio Rio Mar Carmen Novoa Escritora Adriana Ribeiro Relações Públicas Ana Paula Lourenço Jornalista o e Editorial Wega Comunicação Editor Antonio Ximenes - MTB: 23.984 DRT-SP Sub Editora Lineize Leal Diagramação Marcelo Rhenzo Jornalista Ana Paula Lourenço - DRT-AM 060 Secretário Gr o Epifânio Leão Revisão Lineize Leal Textos Ana Paula Lourenço, Bruce Andrade, Edney Mendonça, Danielle Guimarães, Gabriele Rodrigues, Macildo Ribeiro, Lineize Leal e Mara Magilania Tiragem 10.000 exemplares Periodicidade Mensal Impressão Grá ca Ampla

Projeto Gr

Abrangência Em todo a área de atuação da Arquidiocese de Manaus (Careiro, Careiro da Várzea, Iranduba, Manaus, Manaquiri, Novo Airão, Presidente Figueiredo e Rio Preto da Eva), Dioceses do Amazonas (Alto Solimões, Borba, Coari, Itacoatiara, Parintins, São Gabriel da Cachoeira e Tefé) e Regionais da CNBB Disponível da internet www.arquidiocesedemanaus.com.br www.rederiomar.com.br Fale Conosco Fundação Rio Mar Rua José Clemente, 500 - Centro CEP 69010-07 anau AM (92) 3233-895 234-0139 ian@rederiomar.com.br Anuncie conosco (92) 3234-8812 comercial@rederiomar.com.br

Crítica ou sugestão de matéria: ian@rederiomar.com.br Esta publicação não pode ser comercializada

2 • Julho • Arquidiocese em Notícias

Pe. Charles Cunha Dir. Superint. da Fundação Rio Mar Caro irmão e irmã na fé, Graça e Paz para você, tua família e comunidade! Mês de julho chegou. Com grande alegria recebemos o Papa Francisco em sua primeira viagem apostólica. “Bendito é o que vem em nome do Senhor” (Mt 21,9). Cada católico é chamado a receber de braços e coração abertos o Santo Padre, mensageiro da Boa-Nova do Reino de Deus, na ocasião da Jornada Mundial da Juventude 2013 no Rio de Janeiro. A Igreja católica reunida no Brasil acolhe os jovens peregrinos do mundo inteiro, participantes deste encontro com o Papa Francisco. Nossa oração por todos os envolvidos na organização deste tão esperado e abençoado evento em nosso País, cujo lema é “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28,19). Nesta edição, o destaque é para os desafios do setor juventude em nossa Igreja local. Não deixe de ler uma matéria especial sobre o trabalho realizado pela Cáritas arquidiocesana, no tocante a questão da moradia em Manaus. Em Missão da A Igreja católica reunida Igreja, você saberá mais sobre a Pastoral Universitária. no Brasil acolhe os jovens Pe. Sebastião Sant’Ana aborda a realidade dos avós no peregrinos do mundo contexto socioeconômico das famílias de hoje, e Carmem Novoa aborda o tema da Amizade. Vale a pena apreciar inteiro, participantes a história da Paróquia São Bento, cujo padroeiro é codeste encontro com o memorado neste mês. Chamo a sua atenção também, Papa Francisco. Nossa estimado leitor e leitora amiga, para o artigo do nosso colaborador nesta edição, Waldemir José, em sua análise oração por todos os sobre a situação do abastecimento de água na capital envolvidos na organiamazonense. Não deixe de conferir o que foi notícia em zação deste tão esperado nossa arquidiocese no Giro Pastoral e os eventos do mês de julho em Atividades Pastorais. Vale lembrar que o vee abençoado evento em rão chegou e com ele a necessidade de um cuidado esnosso País. pecial com a saúde. Veja nesta edição dicas importantes para você e sua família. Aproveito este espaço para agradecer imensamente, todos os associados da Fundação Rio Mar que participaram da “Ação entre amigos”, em prol da reforma da casa dos transmissores da Rádio Rio Mar. Em nome da equipe do IAN, nos alegramos com toda a Igreja católica reunida em Manaus, pelo nosso Arcebispo Dom Sérgio que no dia 29 de junho de 2013, na Solenidade de São Pedro e São Paulo no Vaticano, recebeu do Papa Francisco, o Pálio, vestimenta litúrgica confeccionada com pano de lã branca, utilizada somente pelo Papa e os arcebispos metropolitanos. Que neste mês de julho, nossa Arquidiocese de Manaus realize uma animada semana missionária, antecedendo a JMJ-2013, e que, a juventude católica seja “sal e luz”, protagonista na construção de uma nova ordem na sociedade brasileira no anseio por uma vida mais justa e digna para todos. Uma ótima leitura para você.


Dom Sérgio Eduardo Castriani Arcebispo de Manaus

Caros leitores e leitoras, Somos todos católicos apostólicos romanos. Professamos nossa fé e a vivemos numa Igreja que se entende como católica, isto é, universal, aberta a todos os povos e culturas, presente em todas as nações, sem acepção de pessoas. Não somos uma Igreja nacional e nem queremos ser uma seita fechada e escondida. Somos apostólicos porque nossa fé, transmitida de geração em geração, tem seu fundamento no testemunho dos apóstolos, um grupo de homens que acompanhou Jesus desde a Galiléia, esteve presente na sua paixão e morte e testemunhou a sua ressurreição, proclamando que Jesus é o Messias e Senhor, impulsionados pelo Espírito Santo. Porque católicos e apostólicos, somos romanos. Nossa catolicidade é garantida e vivida pela comunhão com o bispo de Roma. Isso garante que permaneçamos nela e ela determina nossos rumos, nosso jeito de crer e nossa moral. Permanecer em comunhão é uma questão de fé em Jesus Cristo que quis a unidade de seus seguidores. Não criamos uma Igreja ao nosso gosto, mas aceitamos que fazemos parte de um corpo e de um povo que vai além dos nossos limites temporais, geográficos e culturais. Como podemos saber que estamos na tradição dos apóstolos e não estamos seguindo doutrinas criadas ao sabor dos ventos da história e de acordo com interesses pessoais ou coletivos? A comunhão com o bispo de Roma garante a apostolicidade da nossa fé. O Papa com os bispos

do mundo inteiro formam o colégio apostólico. Com mecanismos criados e fortalecidos ao longo dos séculos garantem a autêntica tradição, isto é a transmissão do Evangelho de geração em geração. Estas são as razões para sermos romanos. Temos respeito e obedecemos ao Papa, ouvimos suas orientações e seguimos seu exemplo. Acreditamos que ele é um dom de Deus para nós e para o mundo. A eleição do Papa Francisco nos fez sentir mais uma vez a alegria de sermos o que somos e a certeza de que a Igreja continua a ser a obra prima do Espírito. Respeitamos os que não partilham esta nossa fé e queremos estar em comunhão com eles na casa comum do ecumenismo, mas preservamos e nos orgulhamos de nossa identidade. Para mostrar tudo isto os arcebispos quando nomeados pedem ao Papa que lhes conceda o pálio, uma espécie de canga que se coloca sobre os ombros. Feita de lã de carneiro, com pequenas cruzes bordadas é símbolo do pastoreio que lhes é confiado pela Igreja. Recebê-lo significa que estão em comunhão com o bispo de Roma, que recebeu o pálio quando tomou posse da sua diocese, e que em nome da Igreja os elegeu dando-lhes a missão de presidir uma Igreja metropolitana. Esta entrega acontece todos os anos na solenidade de São Pedro. Estar aí é um privilégio imerecido e um desafio que só pode ser enfrentado com a graça de Deus, e com a amizade de todos. Conto com as suas orações e espero que a comunhão com o bispo de Roma seja sempre fonte de muita alegria para os que vivemos na Província Eclesiástica de Manaus.

Nossa catolicidade é garantida e vivida pela comunhão com o bispo de Roma.

NOMEAÇÕES NA ARQUIDIOCESE DE MANAUS DATA

NOMEADO

SERVIÇO

28/04/2013

PE. JOSÉ ALBUQUERQUE DE ARAÚJO

MEMBRO DO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (CONSEPE) DA FACULDADE SALESIANA DOM BOSCO

16/05/2013

PE. SADI CORDEIRO DA SILVA

VIGÁRIO EPISCOPAL PARA AS CASAS DE SAÚDE E ESTABELECIMENTO AFINS

03/06/2013

DOM MÁRIO ANTONIO DA SILVA

VIGÁRIO EPISCOPAL PARA OS INSTITUTOS DE VIDA CONSAGRADA

Arquidiocese em Notícias • Julho • 3


Fé e devoção marcam festa de Corpus Christi Bruce Andrade “Eu sou o pão que vem do céu, quem crê em mim viverá eternamente”, foi o tema da festa de Corpus Christi, este ano. Realizada no dia 30 de maio, com uma programação especial, a celebração inicial da Santa Missa aconteceu às 7h; às 10h, celebrada pelo bispo auxiliar Dom Mário Pasqualotto. Adoração do Santíssimo Sacramento foi às 15h e logo em seguida a procissão, que encerrou com a tradicional missa campal, celebrada pela primeira vez, pelo Arcebispo de Manaus, Dom Sérgio Castriani. Cerca de 80 mil fiéis participaram da procissão que percorreu as ruas Sete de Setembro, Joaquim Nabuco, 10 de Julho e Eduardo Ribeiro. Celebrada universalmente desde 1264, e no Brasil, desde o período colonial, a festa do Corpo de Cristo ocorre na quinta-feira após a Festa da Santíssima Trindade, que acontece no domingo depois de Pentecostes. Para o padre José Albuquerque, pároco da Catedral de Manaus, a celebração é uma manifestação pública de fé no corpo de Cristo e na Eucaristia. “A festa de Corpus Christi nos recorda, diretamente, aquilo que Jesus celebrou na última ceia, a instituição da Eucaristia, que celebramos na quintafeira santa”.

4 • Julho • Arquidiocese em Notícias

Foto: Ana Paula Lourenço


SAMEL INAUGURA NOVO PRONTO-SOCORRO INFANTIL E ÁREA DE APARTAMENTOS. A Samel, em crescimento contínuo, investe cada vez mais na qualidade do seu atendimento e inaugurou seu novo pronto-socorro infantil e mais uma ala de apartamentos. O evento de inauguração ocorreu dia 23 de maio, com a presença de várias autoridades e convidados. Projetado para melhor atender seus pacientes, o pronto-socorro infantil – um espaço lúdico para receber bem e confortavelmente as crianças –, tem capacidade para realizar seis mil atendimentos por mês e uma estrutura completa que garante suporte a outras especialidades e serviços diagnósticos, com equipamentos de última geração, UTIs e centro cirúrgico para atender procedimentos de todas as complexidades. E o Hospital Samel ampliou ainda mais a sua capacidade de internação, adicionando à sua estrutura mais um andar exclusivo com apartamentos projetados especialmente para oferecer total conforto, todos com TV a cabo e frigobar.

Assistência Médica

2129-2200 Av. Joaquim Nabuco, 1755 - Centro Manaus - AM

www. samel .com.br


Pastoral Universitária leva o Evangelho para as faculdades de Manaus Gabriele Rodrigues Com o objetivo de estimular a vida religiosa no meio acadêmico e evangelizar os universitários, foi criada em 2007 a Pastoral Universitária, na cidade de Manaus. Dom Sebastião Bandeira, criador da pastoral, mobilizou todos os centros universitários, faculdades, e também os jesuítas a fazerem parte deste trabalho nas instituições superiores. Atualmente, o Coordenador Arquidiocesano do Serviço de Pastoral Universitária (SPU) é o missionário e Padre Jesuíta, Sandoval Alves Rocha, que recebeu esta missão de Dom Sérgio Eduardo Castriani, no dia 29 de maio, na sede da Cúria Jesuíta da Amazônia. Para realizar o trabalho de evangelização dentro das faculdades, Pe. Sandoval conta com a ajuda de sua equipe de trabalho formada pela Irmã Ana Slivka e o jesuíta Jordano Hernandez, além disso, eles têm o apoio financeiro da Companhia de Jesus que também realiza trabalhos sociais com os jovens em Manaus. A reunião do dia 29 de maio, onde aconteceu a nomeação de Pe. Sandoval para ser coordenador da pastoral, conmeio, até mesmo de um ponto de vista histórico sempre foi tou com a presença da Ir. Maria Eugênia Lloriso, Assessora um pouco hostil à religião. A maioria das pessoas que estão Nacional do Setor Universidades da Conferência Nacional em uma universidade não manifesta a sua identidade cristã. dos Bispos do Brasil (CNBB), e dos representantes de cinco Então, na medida em que vamos criando esse espaço religiofaculdades: Universidade Federal do so dentro das universidades, Amazonas (Ufam), Faculdade Satambém criamos profissionais lesiana Dom Bosco, Faculdade Meaos valores evangétropolitana de Manaus (Fametro), São desenvolvidas uma série de sensíveis licos”, declarou. Faculdade La Salle e Escola Superior ideias e iniciativas, como as Evangelização, reuniões Batista do Amazonas (Esbam). Estas periódicas e seminários são ações sociais e a divulgação de instituições já disponibilizam um loalgumas das atividades realical reservado para o trabalho da paseventos cristãos pelos meios zadas pela Pastoral Universitoral com os seus alunos, professores tária. São desenvolvidas uma de comunicação da própria e funcionários. série de ideias e iniciativas, Mas, de acordo com o coordenador universidade. como as ações sociais e a diSandoval, a pastoral quer estar presenvulgação de eventos cristãos te em todas as instituições de ensino pelos meios de comunicação superior do Estado. “Geralmente neste da própria universidade. Vale

6 • Julho • Arquidiocese em Notícias

Foto: Érico Xavier

ressaltar que estas atividades são feitas sempre em um dia da semana, durante o horário da tarde. “A nossa proposta é semear a palavra de Deus. Se formos partir de um lado mais positivista da ciência, ela simplesmente descarta todas as outras formas de ver a realidade. As pessoas e os próprios cientistas acabam reduzindo a realidade, porque sabemos que a ciência não abrange o ser humano como um todo. A vida é muito mais infinita do que aquilo que pode ser alcançado pelos métodos científicos”, explicou Pe. Sandoval Rocha. A missão da Pastoral Universitária é trabalhar em meio ao convívio acadêmico. Os interessados em conhecer um pouco mais sobre o Serviço ou queiram ajudar de alguma forma, devem entrar em contato com um dos membros da pastoral, que são: Coordenador Sandoval – Tel: 9208-1967; Irmã Ana Slivka – Tel: 8264-8698; Jordano Hernandez – Tel: 8163-0281.


III Seminário da Família é realizado em Manaus

Obrigado e parabéns, vovó e vovô

Bruce Andrade No dia 08 de junho, foi realizado no auditório da Faculdade Salesiana Dom Bosco, o III Seminário da Família, com o tema: Desafios e Perspectivas da família para a garantia de direitos. Cerca de 100 pessoas participaram do evento que teve na abertura uma apresentação de dança com membros da terceira idade. O ponto alto do seminário ficou por conta das palestras ministradas pelo padre Antônio de Assis Ribeiro que palestrou sobre o tema: Juventude, Família e Mercado de Trabalho. Lidiane de Lima falou sobre as diferentes formas de constituições familiares; o vereador Elias Emanuel abordou o tema do Idoso no mercado de trabalho e na sociedade atual; Padre Joaquim Hudson de Souza palestrou sobre os espaços violados: uma leitura sobre a violência sexual contra crianças e adolescentes. A mediadora do encontro foi Alessandra dos Santos Pereira. Após o término das palestras, foi aberto um espaço para que a plateia pudesse interagir com os palestrantes, através de um debate com questionamentos sobre os temas abordados. Foto: Bruce Andrade

Celebramos, em 26 de julho, Sant’Ana e São Joa- Familiar, através da qual passam valores fundamentais quim, pais de Maria e avós de Jesus. A data é muito às novas gerações. especial para as famílias; nela comemoramos o Dia da José Saramago, escritor e romancista português, Vovó e do Vovô, que merecem nossas homenagens e quando recebeu o Prêmio Nobel de Literatura, ao gratidão. agradecer a significativa homenagem, surpreendeu Em muitas famílias, os avós são para as crianças a todos afirmando que o homem mais sábio que coa única referência de estabilidanheceu em toda a sua vida não sabia ler de, afeto e segurança que lhes nem escrever: “meu avô, esse que, deipossibilita crescer, quase incólutado debaixo da figueira, tendo ao lado Em muitas mes, em meio a tantos riscos e o neto José, era capaz de pôr o universo famílias, os avós ameaças. Bento XVI, no Encontro em movimento apenas com duas palasão para as criMundial das Famílias na Espanha vras. Chamava-se Jerônimo Melrinho e anças a única (julho/2006), afirmou que os avós era analfabeto.” referência de es“podem ser – e o são tantas vezes À luz do testemunho de Saramago, tabilidade, afeto e homenageamos a vovó e o vovô pelo – a garantia de afeto e ternura que todo mundo necessita dar e segurança que lhes seu dia. Diplomados ou não – a sabereceber. Eles dão aos netos a perspossibilita crescer, doria é maior do que o conhecimento – são muitos os avós que, mesmo no pectiva do tempo, são memória e quase incólumes, anonimato, demonstram aos netos um riqueza das famílias”. em meio a tantos amor agradecido, desprendido, comMuitas vezes, quando os pais riscos e ameaças. preensivo e delicadamente exigente. faltam ou falham no exercício de O Documento de Aparecida expressa o suas responsabilidades fundamenagradecimento e o reconhecimento da tais, são esses avós que, com seus Igreja pela atenção e serviço aos avós valores morais, com seu espírito de dedicação e luta, com suas apertadas economias, con- e idosos.“Enquanto agradece o trabalho que já vêm seguem garantir e salvar a vida e o futuro dos netos. realizando religiosas, religiosos e voluntários, a Igreja E o fazem num tempo em que já teriam todo o direito quer renovar suas estruturas pastorais e preparar ainda mais agentes, a fim de ampliar esse valioso serviço ao descanso. Outro aspecto bonito da vida de muitos avós é a de amor” (450). Parabéns, vovó e vovô pelo seu significativo dia! sua presença expressiva na vida das comunidades e da própria Igreja, assumindo tarefas sociais como volun- Aceitem nosso reconhecimento e carinhoso abraço por tários e colocando-se a serviço das diversas pastorais todo o bem que fizeram, fazem e farão em favor das e movimentos. Sou testemunha de que são muitos os famílias, da Igreja e de uma sociedade mais humana. avós trabalhando, com garra e dedicação, na Pastoral Deus os abençoe e ilumine!

Arquidiocese em Notícias • Julho • 7


Trabalho infantil Apelo do Papa contra esta escravatura Celebra-se no dia 12 de junho no mundo inteiro o Dia Mundial contra o Trabalho infantil, com uma referência particular à exploração das crianças no trabalho doméstico: um triste fenômeno em constante crescimento, sobretudo nos países pobres. São milhões os menores, especialmente do sexo feminino, vítimas desta forma escondida de exploração que comporta muitas vezes abusos, maus tratos e descriminações. Uma verdadeira escravatura! “Desejo vivamente que a Comunidade internacional possa começar a tomar medidas ainda mais eficazes para enfrentar esta autêntica praga. Todas as crianças devem poder brincar, estudar, rezar e crescer nas próprias famílias, e isto num contexto harmônico, de amor e serenidade. Têm direito a isso e este é um nosso dever. Muitas pessoas em vez de as permitir brincar, fazem delas escravas: isto é uma praga. Uma infância serena permite às crianças olhar com confiança para o futuro. Ai de quem sufoca nelas o ímpeto alegre da esperança”, disse o Papa na audiência geral da quarta-feira dia 12 de junho.

PROGRAMA DO VATICANO O programa do Vaticano é produzido pela Rádio Vaticano e veiculado pela Rádio Rio Mar e Rádio Castanho. Nele você encontra notícias da Igreja, anúncio da mensagem cristã católica, a voz e os ensinamentos do Papa, as atividades da Santa Sé e a vida da Igreja no mundo. Todos os boletins de notícias relacionadas ao Vaticano, você pode acompanhar de segunda a sexta-feira, das 18h20 às 19h, pela Rádio Rio Mar AM 1.290 kHz e Rádio Castanho FM 103,3 Mhz. Programa do Vaticano, a voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo!

ANIVERSARIANTES DO MÊS DE JULHO 07 PE. CARMELO RIVERA

ORDENAÇÃO

08 PE. MARCOS VINÍCIUS

ORDENAÇÃO

12 PE. MANOEL RUBSON

NATALÍCIO

21 PE. AFONSO GORNIAK

ORDENAÇÃO

25 PE. PAULO CÉSAR

ORDENAÇÃO

25 PE. SANTIAGO SANCHES NATALÍCIO 26 PE. SANTIAGO SANCHES ORDENAÇÃO

8 • Julho • Arquidiocese em Notícias

Desafios e avanços no Setor de Habitação da Cáritas arquidiocesana de Manaus

Foto: Lineize Leal

Lineize Leal

O Setor da Linha de Habitação da Cáritas arquidiocesana de Manaus, que tem como coordenador Frei Jorge, trabalha em busca de solução para a problemática da moradia na Capital e em toda área metropolitana. Inicialmente, o trabalho é feito a partir das demandas que chegam para a Arquidiocese de Manaus, vindas de paróquias e áreas missionárias ou comunidades eclesiais. Após visitar as comunidades, a proposta é incentivar as pessoas a participarem ativamente da paróquia local e pontuar o que é de interesse coletivo. “A demanda habitacional em Manaus é muito grande, se a gente tem o apoio das paróquias isso facilita muito o nosso trabalho”, frisa o assessor da linha da habitação da Cáritas, Marcos Brito. O trabalho do setor é acompanhar diretamente as comunidades, exemplo disso é a comunidade Arthur Bernardes, onde se formou uma comissão para que pudesse fazer um trabalho, através do Governo do Estado, e receber obras do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim). Desafios e parcerias Um dos principais desafios é junto com todas as organizações da sociedade civil organizada, mostrar para o poder público que não é apenas construir casa, é necessário que tenha complemento, como transporte de qualidade, escola, hospital, e outros instrumentos. “Nós achamos que só existe essa problemática de habitação porque não existe dentro dos governos um plano adequado para resolver essa questão”, frisa o assessor.

Existe parceria do Setor de Habitação com o Fórum amazonense de Reforma Urbana, que congrega associações de moradores, movimentos sociais organizados, sindicatos e outras instituições da sociedade civil. Uma conferência Municipal da Cidade de Manaus está marcada para os dias 11 e 12 de julho, onde será debatido a temática “Quem muda a cidade somos nós. Reforma Urbana Já”. Metas O objetivo da Linha de Habitação é fazer com que as comunidades conheçam seus direitos e busquem implantação e implementação de políticas públicas. O Programa de Inclusão Social no Direito a Terra e Habitação Construindo Habitação Popular – PISDTHCHP, objetiva levar para as comunidades conhecimento de seus direitos, participando no espaço de construção de políticas públicas na promoção da qualidade de vida das famílias acompanhadas. Para buscar orientações em relação a questão da moradia as pessoas podem procurar uma paróquia ou área missionária da cidade ou ir até a Cáritas, localizada na Avenida Joaquim Nabuco, 1023, Centro. Fone/Fax: 55 (92) 3212-9030 / 9031 / 55 (92) 8414-8353 e-mail: caritas@arquimanaus.org.br Cáritas É um organismo pastoral social da Conferência Nacional dos bispos do Brasil (CNBB) criado em 1956. No Amazonas, a Cáritas surgiu em maio de 1962, como a missão de atender situações emergenciais e caritativas. Um dos destaques é a Inclusão Social do Direito a terra e habitação saudável.


Rede Rio Mar de Comunicação recebe homenagem da FAF Fotos: Macildo Ribeiro

Macildo Ribeiro

A Federação Amazonense de Futebol (FAF) realizou no dia 29 de maio, quarta-feira, no Quality Hotel, na Avenida Mário Ypiranga Monteiro, bairro de Adrianópolis, a festa de encerramento e premiação aos melhores do Campeonato Amazonense 2013. Durante o evento, o Superintende da Rede Rio Mar de Comunicação, Padre Charles Cunha, recebeu em nome da Rede, a Menção Honrosa

Campanha Ação entre amigos A 5ª edição da“Campanha Ação Entre Amigos” foi um sucesso! No último dia 15 de junho, durante o programa “Cidadão do Infinito” foi feito o sorteio da campanha, e a associada Marilda Castro de Jesus, moradora do bairro de Santo Antônio levou para casa uma linda TV de LED (42 polegadas). Para a associada, é uma felicidade receber essa premiação. “Estou emocionada e muito feliz, sou associada desde 2003 e ao longo desse tempo venho ajudando a Fundação Rio Mar, por que sou católica de muita fé e as pessoas precisam de fé. Acredito que através dela, posso dar o pouco que tenho aos outros que precisam”. A Ação Entre Amigos é uma campanha que vem sendo realizada entre os associados da Fundação Rio Mar, com objetivo único de arrecadar recursos para aquisição de equipamentos e reformas das instalações físicas da Rádio Rio Mar. Graças ao apoio dos associados e a adesão deles à campanha, já foi possível comprar e instalar o novo elevador do Edifício Rádio Rio Mar, a mesa de áudio do estúdio de transmissão, a central de refrigeração da Rádio Rio Mar, entre outros. Dessa vez, a campanha foi realizada para arrecadar recursos para a continuação da reforma da casa, onde ficam instalados os equipamentos de transmissão da Rádio Rio Mar, no bairro de São Raimundo. Durante um temporal ocorrido no final do ano

pela participação expressiva da equipe esportiva da Rádio Rio Mar AM 1.290 kHz e da Rádio Castanho FM 103,3 MHz, na transmissão do Campeonato Amazonense 2013. Padre Charles reafirmou o compromisso da Rede Rio Mar de Comunicação com o esporte. “Nós da família Rio Mar, particularmente da equipe esportiva, nos alegramos pelo reconhecimento do nosso trabalho em prol do futebol amazonense”. O Coordenador de Esporte, Miro Barbosa, que está à frente da equipe há 3 anos, afirma que “embora as dificuldades enfrentadas pela empresa para fazer a transmissão do campeonato de futebol, a Rede Rio Mar vai sempre se esforçar para manter a tradição de valorizar o esporte e esse esforço vai valer a pena”. Para Chagas Barbosa, membro da equipe esportiva desde a década de 80, como repórter de campo e, atualmente, como comentarista, “a Rádio Rio Mar sempre foi pioneira nas transmissões de futebol no Amazonas e, mesmo com a crise constante no setor, a emissora é, e sempre será um marco na divulgação do futebol amazonense, pois se destaca por seu trabalho feito com responsabilidade e pela dedicação de sua equipe”.

PROMOÇÃO SONHO MEU

passado, uma das antenas, o telhado e o forro da casa, foram danificados. Se você é associado à Fundação Rio Mar, aguarde! Outras campanhas e promoções estão previstas para 2013. Fundação Rio Mar, uma rede de amigos a serviço na evangelização da Amazônia!

Seja um associado comprometido com essa obra de Deus

No próximo dia 11 de julho de 2013, a Fundação Rio Mar lançará mais uma promoção. Trata-se da 5ª edição da promoção “Sonho Meu”. A promoção vai sortear uma passagem de avião (ida e volta) para um associado participar dos festejos do Círio de Nazaré, a festa da Rainha da Amazônia, em Belém, PA, com direito à alimentação, hospedagem e um acompanhante. Para participar da promoção, as pessoas associadas à Fundação Rio Mar devem estar com sua contribuição atualizada no período de janeiro a setembro de 2013. As contribuições podem ser efetuadas nas casas lotéricas ou nos bancos autorizados, por meio dos nossos colaboradores identificados ou na própria Rádio e Fundação Rio Mar. O sorteio será no dia 14 de setembro de 2013, durante o programa ”Cidadão do Infinito”, a partir das 8h. Informações com a equipe da Fundação Rio Mar pelos telefones: (92) 3233-8954 ou 3234-0139. Fundação Rio Mar, promovendo encontros e realizando sonhos!

fundacao@rederiomar.com.br 92 3233-8954 / 3633-2295

Rede Rio Mar de Comunicação Construindo cidadania

DEPOIMENTO Ouvinte fiel da Rádio Rio Mar, já está em Manaus há 40 anos e não desgruda do seu companheiro, um radinho de pilha que dia e noite está sempre sintonizado na Rádio Rio Mar. “Era um sonho conhecer alguém da Rádio Rio Mar e meu filho me deu esse presente”.

Aprendeu a gostar da Rádio Rio Mar quando ainda morava no interior. Hoje, dona Maria Félix, aos 100 anos de idade, acompanha todas as orações durante a programação da Rádio. Dona Maria Félix, completará no dia 4 do mês de agosto deste ano, 101 de idade.

Maria Félix – Natural de Canutama, moradora do bairro de Santo Antônio.

Arquidiocese em Notícias • Julho • 9


Desafios e perspec evangelização da j Edney Mendonça e Dom Mário Antonio

muitos jovens adentrarão à vida comunitária a partir dos grupos de jovens e precisamos renovar os métodos de catequese para que estes se sintam acolhidos em nossas comunidades. A promoção de encontros de formação, retiros e exercícios espirituais, seminários entre outras atividades podem ajudar muito no trabalho com a juventude. A animação bíblica da vida de jovens e adolescentes se faz necessário, sendo assim incentivar círculos bíblicos, partilha da palavra, leitura orante da Bíblia, a oração do ODJ – Ofício Divino da Juventude pode ajudá-los a fortalecer a espiritualidade no seguimento de Cristo Jesus. Se faz assim necessário, ajudar na formação sobre os documentos que tratam diretamente da evangelização da juventude, bem como os documentos em geral da Igreja;

A Evangelização da Juventude vive um tempo de graça na Igreja do Brasil e na Arquidiocese de Manaus não seria diferente. É notório, toda a mobilização, articulação e organização que está acontecendo para ajudar as juventudes fazer o Encontro com Jesus Cristo. Tantas atividades estão propostas esse ano para a juventude: Campanha da Fraternidade, III Encontro da Juventude com os Bispos, Pentecostes, Semana do Migrante, Semana Missionária e JMJ, Gritos dos Excluídos, Semana da Cidadania, recorte juvenil na 5ª Semana Social Brasileira, o 28º DNJ – Dia Nacional da Juventude e ainda estamos vivendo a comemoração dos 40 anos de evangelização que a Pastoral da Juventude está fazendo no Brasil. Após tantas atividades com as juventudes, fica a 3. Protagonismo Juvenil e Assessoria questão: quais os Desafios e as Perspectivas da EvanÉ preciso apostar em uma formação que leve a jugelização da Juventude na Arquidiocese de Manaus? ventude a ser protagonista, construtora da sua história Assim sendo, queremos aqui apresentar para ajudar de vida e de fé. Entretanto, esse protagonismo não deve melhor na compreensão algumas dimensões: levar aos jovens a caminhar sozinhos. É necessário que pessoas que já são maduras na fé, possam acompa1. Eclesialidade e acolhida nhar os processo de educação na fé que eles passam. Muitos jovens, nesse processo, estão se sentido chaO protagonismo não é só fazer o que quer, nem mesmo mados a conversão e à vida comunitária. Assim sendo, o é dar aos mesmo tudo o que querem. O protagonismo objetivo da CF-2013 deve ser retomado e assim acolher bom, se faz quando é exercido dentro dos valores de bem os jovens que querem fazer parte da nossa comuJesus no Evangelho e para isso se faz necessário que nhão. Nesse sentido, após a JMJ, se faz necessário retoadultos, religiosos, sacerdotes ou leigos que estejam mar os encaminhamentos dos Núcleos feitos na formajunto aos adolescentes e jovens, não os coordenando, ção da CF no início do ano. Ver as sugestões de pista de mas ajudando a amadurecer na fé e assim gerar cristãos ação do texto base também é interessante. Destacamos com autonomia, criticidade e comprometimento com o aqui que toda ação com a juventude esteja em sintonia Reino; com as diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja do Brasil bem como com o PEAM – Plano de Evangelização 4. Vocacional da Arquidiocese de Manaus elaborado na 8ª APA; É preciso que toda a Igreja continue se empenhando a ajudar os adolescentes e jovens a escutar o cha2. Formação Integral e Espiritualidade mado de Deus, seja na vida consagrada religiosa, seja É importante lembrar que os adolescentes e jovens como presbítero ou como leigas e leigos discípulos misque se sentem chamados a viver em nossas comuni- sionários de Cristo Jesus. O SAV, já faz um bom trabalho dades através de pastorais, serviços ou movimentos acompanhando de forma geral sem setorizar os vocadevem estar em constante formação. Nisso o coletivo, cionados e ajudando-os a fazer tais discernimentos. É equipes ou grupos de jovens devem primar pela forma- necessário ajudarmos também, na questão da vocação ção integral, vendo todas as dimensões, conforme o Do- profissional bem como na vocação familiar para termos cumento 85 da CNBB nos recomenda. Se faz necessário ainda cristãos que possam ser “fermento na massa” uma atenção especial para a iniciação à vida cristã, pois dentro de outros ambientes fora da Igreja.

10 • Julho • Arquidiocese em Notícias

5. Novas Ambiências juvenis Um espaço em que a juventude pode estar de forma muito presente como “sal e luz” são nos ambientes midiáticos. As redes sociais, blogs ou na internet de modo geral são espaços em que a juventude domina e é público hegemônico. A coerência e o testemunho de nossos jovens e adolescentes nesses espaços são também uma forma especial de evangelizar, precisamos acompanhá-los para não deixar-se corromper pelo mal. 6. Estrutura de Acompanhamento No desenvolver do PEAM surgiu a necessidade de se criar um Setor Diocesano da Juventude. Esse processo começou com a Peregrinação dos Símbolos da JMJ. A Arquidiocese de Manaus optou por montar seu Setor Juventude num processo onde a constituição dele será o fim e não o meio. É importante ressaltar que o Documento de Estudos da CNBB, nº 103 – Pastoral Juvenil no Brasil identidade e horizontes bem como o Documento 85 da CNBB orientam que este Setor seja em nível diocesano para que não se torne uma superestrutura, ou super organização, abafando a vida de cada uma das expressões juvenis com inúmeros eventos e reuniões e que é extremamente complicado e inviável em outros âmbitos. O Setor deve ajudar no aprimoramento e fortalecimento de cada expressão juvenil, pensar juventude sobre vários pontos de vista, favorecer o diálogo entre as expressões através de reuniões e atividades conjuntas e respeitar a pluralidade sem querer abafar alguma experiência bem como ser força de pressão social em defesa da vida e dos direitos da juventude; 7. Educação, Fé e Razão Os colégios católicos já são uma grande força nesse âmbito. Há muita coisa que pode ser retomada após a JMJ, a partir do Texto Base da CF, com muitas pistas de ações lá sugeridas. Recentemente Dom Sérgio Castriani deu posse à nova equipe de Serviço da Pastoral Universitária (SPU). A Academia é um espaço social onde encontramos muitos jovens. Precisamos estar presentes e ajudar a ser “fermento na massa”, inclusive nos conflitos entre fé e razão que muitas vezes são postos por aqueles que não creem em Deus e no Reino. Lutar para que a educação seja realmente de qualidade e com educadores bem remunerados e felizes por ajudar a juventude a se formar, devem ser uma das nossas atitudes como seguidores de Cristo.


ctivas para a juventude pós JMJ 8. Social e Ecologia A juventude é com certeza a parte da população que está mais sensíveis aos apelos ecológicos e uma consciência planetária. Faz-se necessário ajudar adolescentes e jovens a despertar para a consciência crítica quanto ao mundo que vivemos, segundo os valores do Evangelho. A Igreja lançou recentemente o DOCat, que é a versão da Doutrina Social da Igreja numa linguagem para jovem. Despertar o jovem para o exercício da cidadania, lutando pelos seus direitos e por vida em plenitude também é um campo que devemos avançar na questão da evangelização da juventude como Papa Francisco tem exortado em seus recentes pronunciamentos em 07/06/2013: “Devemos implicar-nos na política, porque a política é uma das formas mais elevadas da caridade, visto que procura o bem comum” ou “Envolver-se na política é uma obrigação para um cristão”. A dimensão social da fé deve ser valorizada e incentivada na formação da juventude;

10. Valorização da Juventude É necessário aprendermos com muitas comunidades ribeirinhas e também rurais. A juventude sempre muito presente e atuante. Quando se investe em formar jovens com autonomia e protagonistas os frutos aparecem. A juventude precisa da Igreja para amadurecer na fé e a Igreja precisa do jovem para continuar a missão que recebeu. Deixar-se encantar pela juventude, ouvir a juventude, comover-se com a juventude são atitudes que precisam de cultivo numa conversão pastoral de toda a Igreja que deve acolher a juventude nesse contexto de

mudança de época para ser seguidores de Cristo e construtores da civilização do amor, o Reino de Deus. Que Nossa Senhora de Nazaré, a jovem, nos abençoe nesse trabalho com adolescentes e jovens e que o jovem Cristo seja sempre centralidade de nossa ação para que iluminados pela jovialidade do Espírito Santo sejamos sempre Igreja Jovem em Missão. Amém!

Foto: Divulgação

9. Artístico-Cultural- Esportivo Atividades de cunho esportivo, de lazer, cultural ou artístico sempre mexem com a juventude. É muito saudável a prática dessas atividades e também uma grande oportunidade de ajudá-los a conhecer mais Jesus Cristo e o Reino. A promoção de Gincanas Bíblicas, Acampamentos, Desafios, entre outras atividades podem ser de grande ajuda na evangelização. É necessário um esforço nosso para ajudar, fomentar e acompanhar essas atividades no meio da juventude.

Arquidiocese em Notícias • Julho • 11


Fotos: Ana Paula Lourenço

Celebrações e

atividades

Paróquia São Bento: um sonho de evangelização para o bairro Cidade Nova Ana Paula Lourenço A criação da Paróquia São Bento, situada à Rua Beija-Flor, 3 – Cidade Nova I, partiu de um sonho do Padre Pedro Vignólia, italiano e pertencente a congregação do Pontifício Instituto para as Missões Estrangeiras (PIME), enviado como missionário para o Brasil em outubro de 1956. Em 1981, aceitou o maior desafio de sua vida que foi tomar conta da Cidade Nova, inaugurada neste mesmo ano, constituída de 1,8 mil casas. A primeira missa foi campal, celebrada pelo então Arcebispo de Manaus, D. Milton Corrêa, e concelebrada por Pe. Pedro. Em seguida, realizava missas, aos domingos, no corredor de uma ou outra escola. Com esforço e dedicação, conseguiu um terreno numa boa área onde se construiu uma capela de madeira, inicialmente. Em 19 de maio de 1985 foi abençoada e colocada a pedra fundamental da igreja que assumiu como padroeiro São Bento. A construção terminou em agosto de 1988, e no dia 21 desse mês houve a inauguração da tão sonhada Igreja de São Bento, com benção dada pelo então Arcebispo D. Clóvis Frainer, que também abençoou três pedras fundamentais das três novas igrejas do bairro: Sagrado Coração de Jesus, São João Batista e Santa Mônica. Padre Pedro serviu na paróquia por 22 anos e, por complicações de saúde, voltou para a Itália em 2005 e faleceu no dia 18 de julho de 2006. Depois dele, foram párocos Pe. Luciano Radaelli (PIME), de 2005 à 2011, com a ajuda dos padres Felice Volpicella (PIME), Robert Pallichacud (PIME) e Anselmo Nascimento (Companhia de Jesus – jesuíta). Atualmente, o administrador paroquial é o padre Emillio Buttelli (PIME), que conta com a colaboração do Pe. Anselmo Nascimento e do Diácono Antonio Amarildo.

12 • Julho • Arquidiocese em Notícias

Na Paróquia de São Bento o trabalho é divido entre as pastorais do Batismo, Catequese com crianças e com adultos, Dízimo, Liturgia, Sobriedade e Familiar; grupos da Renovação Carismática Católica (RCC), do Encontro dos Casais com Cristo (ECC), de música, de corinhas, de jovens, Apostolado da Oração, ministros da Palavra e da comunhão. Também há formações com os diversos grupos e pastorais realizadas periodicamente. Atualmente, a Paróquia São Bento é formada por 12 comunidades, que desempenham as mesmas atividades da matriz São Bento e organizam os festejos dos seus santos padroeiros: Santa Rita de Cássia (22 de maio), Nossa Senhora Auxiliadora (24 de maio), Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos (26 de maio), Sagrado Coração de Jesus (7 de junho), Nossa Senhora Rosa Mística (13 de julho), São Gabriel (29 de setembro), São Francisco (4 de outubro), Nossa Senhora de Aparecida (12 de outubro), São Mateus (29 de novembro), Santa Bárbara (4 de dezembro), Nossa Senhora da Conceição (8 de dezembro) e São Bento (11 de julho). O pároco Padre Emílio Buttelli é sacerdote do PIME, ordenado no dia 28 de junho de 1966, enviado em missão para o Brasil em 1967, onde trabalhou por 44 anos no interior do Amazonas, precisamente em Parintins. Iniciou a Rádio Alvorada de Parintins (AM, OT, FM) em 1967 e foi fundador da 1ª escola para surdos no interior do Amazonas, em Parintins em 1971. Foi promotor e fundador de comunidades rurais e colônias agrícolas no interior e técnico de desenvolvimento comunitário de nível superior. Em agosto de 2011, foi enviado para Manaus assumir como Administrador Paroquial a paróquia São Bento.

Serviço: As confissões ocorrem de terça-feira à sábado, antes e depois da missa das 19h30. As missas acontecem às segundas-feiras, às 7h; de terça-feira a sábado, às 19h30, e aos domingos às 7h30, 9h e 19h. Também são realizados cultos e missas nas 12 comunidades todos os domingos pela manhã e à noite. Nas comunidades, acontece a catequese de crianças e adultos aos domingos - atualmente há 107 catequistas que atendem a 1,3 mil catequisandos. A Pastoral Familiar realiza curso para noivos. Os ministros da Eucaristia realizam visitas aos doentes das paróquias, sempre que necessário. A Pastoral da Sobriedade tem realizado um trabalho com as pessoas que procuram ajuda para se recuperarem da dependência de álcool e/ou drogas. Cursos preparatórios para concursos e vestibulares são oferecidos por alguns professores voluntários nas matérias de português, física, matemática e administração jurídica. Cursos de artesanato e culinária também são oferecidos para o público em geral, organizado por uma equipe de profissionais da área. Festejo do Padroeiro Tríduo de São Bento nos dias 11,12 e 13 de julho, às 19:30, na Igreja de São Bento, situada à Rua Beija-Flor, 3 – Cidade Nova. Procissão e missa – dia 14 de julho, com início às 17h, na Igreja de São Bento. Arraial – dias 20 e 21 de julho, com início às 20h, no memorial São Bento (praça em frente à Igreja). Informações: Secretaria Paroquial (92) 3221-3961 psaobento@hotmail.com


Semana Missionária: Jovens preparam-se para ir à JMJ 2013 Edney Mendonça A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) está se aproximando e o coração de todos aqueles que estão empenhados num bom êxito desta atividade estão cada vez mais ansiosos. A JMJ, para os brasileiros, começou de fato no dia 21 de agosto de 2011, em Madrid, quando o então Papa Bento XVI anunciou que a Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro seria a sede da JMJ-2013. Naquela oportunidade, foi entregue a Cruz Peregrina e o Ícone de Nossa Senhora para percorrer todas as dioceses e prelazias da Igreja no Brasil e no Cone Sul. Na Arquidiocese de Manaus os símbolos estiveram peregrinando entre os dias 20 e 23 de setembro de 2012. As JMJs mais solenes reúnem jovens de diversas dioceses do mundo em determinado país para, aproximadamente, duas semanas de atividades. Na primeira semana, ocorrem os “Dias nas Dioceses” que, a pedido da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), na JMJ de 2013, são chamados “Semana Missionária da JMJ”, durante os quais os jovens peregrinos reúnem-se nas diversas dioceses e prelazias do país sede. Na semana seguinte, todos se concentram, na cidade sede do evento, no caso o Rio de Janeiro, para momentos celebrativos, catequeses, Eucaristia, Via-Sacra, atividades culturais, vigílias e encontros com o Papa. O evento “Dias nas Dioceses” começou em 1997 na JMJ ocorrida em Paris. Foi uma forma que a Igreja encontrou para facilitar a Evangelização da Juventude e acolher os peregrinos da JMJ. Neste ano, a Semana Missionária será marcada por eventos organizados pelas dioceses ou prelazias de todo o Brasil, possibilitando encontro religioso, solidário, cultural e turístico entre os jovens de diversas localidades. Três são os objetivos básicos: 1) Como experiência de fé: propiciar aos jovens do mundo momentos de oração e meditação, aprofundando seu encontro pessoal com Jesus Cristo e sua proposta de amor; 2) Como experiência cultural: oportunizar aos jovens de diversas nacionalidades e culturas tanto ambientes de partilha como de conhecimento da diversidade cultural dos povos. Constitui-se, também, uma ótima oportunidade de divulgação das riquezas da cultura local a pessoas de outros países, podendo despertar o interesse por novas visitas para atividades turísticas e;

sionárias realizem a Semana Missionária independentemente de se receber ou não peregrinos estrangeiros. É uma missão para todo o povo de Deus. A partir do dia 20 de julho, começará o deslocamento de cerca de 1300 peregrinos que estão com passagem e inscrição confirmadas. O jovem Maurício Both, da Rede Inaciana de jovens; Amanda Carneiro, do Movimento dos Focolares; e Thaieny Gama, da Pastoral da Juventude, estarão nos atos centrais com o Papa representando a Arquidiocese de Manaus. Pedimos a Deus que os abençoe nessa missão! Boa Jornada! Boa Peregrinação! Boa Semana Missionária!

Shopping dos Cosméticos Não tenha interesse pela quantidade, mas pela qualidade dos nossos produtos!

3) Como experiência de solidariedade: envolver a juventude local e os peregrinos em diversas campanhas e projetos de solidariedade, no intuito de ajudar os jovens a se envolverem, cada vez mais, na edificação da civilização do amor. A Semana Missionária 2013, na Arquidiocese de Manaus, acontece de 16 a 20 de julho, com início na terça-feira (16/7), às 19h, na Catedral Metropolitana de Manaus, com Celebração de Acolhida dos Peregrinos Estrangeiros e Abertura da Semana Missionária. Na sexta-feira (19/7), às 19h, na Igreja de São José Operário - Centro haverá missa de envio de todos que vão para o Rio de Janeiro, seguidas de uma noite cultural. Esse dois momentos serão em nível arquidiocesano e toda a Igreja de Manaus é convidada. Nos demais dias e horários da programação será feita de acordo com a realidade de cada Setor Pastoral da Arquidiocese. É desejo de nosso Arcebispo, bem como da Comissão da JMJ, que todas as paróquias e áreas mis-

ral m ge leza e m iage e be Maqu a salão d r lares is pa Capi Móve s acial o t u ica F t é t Prod s de E utos Corporal d o r P e ais... ito m u m e

Rua 24 de maio, 233 / 197 - Centro - Fone: (92) 3622-9373 / 8444-8514

Arquidiocese em Notícias • Julho • 13


Coroação de Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos

Fotos: Mara Magilania

Mara Magilania Foi comemorada no dia 18 de maio, na Paróquia Rainha dos Apóstolos, a festa da coroação de sua padroeira, representada simbolicamente no dia em que reunida com os onze apóstolos recebeu o Espírito Santo, antecedendo assim a festa de Pentecostes. A programação deu inicio pela manhã com a recitação e o canto do ofício de Nossa Senhora, em seguida uma carreata transportando a imagem que representa Maria e os Apóstolos, da matriz paroquial até a comunidade Sagrado Coração de Jesus, umas das comunidades agregadas à paróquia. Ao chegar ao destino todos receberam uma bênção especial. Às 17h foi realizada uma procissão saindo da comunidade Sagrado Coração de Jesus até a matriz paroquial, com cânticos e orações, em demonstração de fé, esperança e devoção à Maria. O encerramento ocorreu com uma celebração eucarística presidida por Dom Mário Antonio, bispo auxiliar da Arquidiocese de Manaus, e concelebrada pelo pároco João Bergamasco e o vigário paroquial padre Josemar Marinos. Em seguida houve a coroação simbólica de Maria, rainha do céu e da terra. Segundo Osório Fonseca, agente de pastoral e colaborador do evento, cresceu o número de participantes. “Durante o novenário pudemos perceber que o povo católico, em si, tem uma grande devoção por Maria”, afirmou.

Encontro Litúrgico ressalta a importância do Ofício Divino das comunidades

Fotos: Divulgação

Gabriele Rodrigues Nos dias 3 e 4 de junho, ocorreu no auditório do Instituto de Teologia, Pastoral e Ensino Superior da Amazônia (Itepes), localizado no bairro da Chapada, a Formação Litúrgica “Ofício Divino”, promovida pelos coordenadores do Serviço de Animação Litúrgica (SAL). O evento contou com a participação da Irmã Penha Carpanedo, que fez parte da Equipe de Liturgia e Estudo do Brasil, e foi convidada a ser a palestrante do encontro. Além da presença da Irmã Penha, o evento reuniu as pessoas que já tiveram contato com o Ofício Divino das Comunidades, como as equipes de liturgia, coordenadores de comunidade e as pessoas interessadas em conhecer sobre a oração do divino. 14 • Julho • Arquidiocese em Notícias

Segundo Irmã Penha, o principal objetivo de sua palestra foi ajudar as pessoas a aprender a rezar, saber o sentido e a melhor forma de se fazer uma celebração. “Na Igreja Católica existe uma liturgia que não é muito conhecida, que é a liturgia das horas, baseada nos Salmos, rezada pela manhã e tarde. Tem o mesmo sentido de outras celebrações da Igreja, que é trazer a memória de Jesus e estar em comunhão com o Pai”, declarou. O primeiro encontro do “Ofício Divino” em Manaus aconteceu em 2008 no Centro de Formação da Arquidiocese de Manaus (Cefam). De acordo com Conceição Gadelha, coordenadora do SAL, em setembro vai haver o Ofício Divino da Juventude, em virtude do tema da Campanha da Fraternidade e da realização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ).


15º arraial da fé reúne jovens e comunitários da Paróquia de São Raimundo

Revolução Jesus promove a evangelização dos jovens católicos em

Mara Magilania

Gabriele Rodrigues

Entre os dias 8 e 9 de Junho, foi comemorado o 15° arraial da fé, na Comunidade de São Vicente de Paula, localizada no São Raimundo. Onde contou com a participação da comunidade, público em geral, o pároco Alcione Maia e do coordenador nacional do Ministério de Música e Artes da RCC Brasil, cantor Juninho Cassimiro. O momento foi de muito louvor e devoção à Maria, o arraial da fé trouxe peças teatrais organizadas pelo grupo de oração da comunidade. Em um clima junino a comunidade prestigiou o arraial. Foram distribuídos brindes para o público presente, e também foi feito um ‘Quiz’ com perguntas voltadas à bíblia. Segundo Alex Sampaio, coordenador de oração do grupo Raízes de Jessé, “o arraial da fé existe com o intuito de mostrar que é possível sim, se divertir de uma forma segura, sadia e familiar, sem bebida alcoólica, com músicas cristãs, num ambiente alegre, descontraído e que homenageia Maria”. No arraial da fé é mostrado que é possível uma evangelização de uma forma diferente e animada.

Com o intuito de evangelizar e renovar a vida dos jovens foi realizado nos dias 25 e 26 de maio, a 1ª edição do evento Revolução Jesus, em Manaus, com o tema “Nasci para dar certo”, o evento aconteceu no Centro de Convivência da Família Pe. Pedro Vignola, localizado no bairro Cidade Nova, contou com a presença dos missionários da Canção Nova, Magda Ishikawa, Gabriel Leite e Andreza Moraes que pregaram para os jovens católicos, público alvo da Revolução. Este evento foi promovido pela Comunidade Católica Filho Amado, cuja missão é elevar homens e mulheres à condição de filhos amados do Pai. De acordo com Leonardo Medeiros, fundador da Comunidade, o Revolução Jesus surgiu com a metodologia da Canção Nova, de São Paulo, e, Por conta da Jornada Mundial e da Campanha da Fraternidade, que este ano fala da juventude, ele e demais membros da Comunidade Filho Amado tiveram a ideia de trazer para Manaus a 1ª edição da Revolução Jesus, com planos de realizá-lo todos os anos. A programação contou com palestras sobre a castidade, o cristianismo, a harmonia familiar e o Espírito Santo. Além disso, houve também dinâmicas para a descontração dos jovens, mas o ponto alto do evento foi o momento da oração, onde os participantes puderam louvar, agradecer, pedir perdão e encontrar Jesus Cristo. “A nossa proposta é promover um encontro pessoal com Jesus, animar os jovens na sua vocação, dar força para que eles perseverem na Igreja, em meio a tantas opções, como o acesso a criminalidade e as drogas”, disse Andresa Moraes, missionária da Canção Nova, que foi convidada a pregar para a juventude neste evento. “A gratificação por este trabalho vem de Deus. A gente sabe que não vai colher todos os frutos apenas nestes dois dias de retiro”, afirmou.

Foto: Mara Magilania

Jovens participam de convivência vocacional arquidiocesana Foto: Pe Ronaldo

Pe. Ronaldo Aconteceu de 10 a 15 de junho, na casa de retiro Santana, Aleixo, a convivência vocacional arquidiocesana de Manaus, acompanhada pelo assessor vocacional do SAV de nossa Arquidiocese, Pe. Ronaldo Araújo com a participação de 13 jovens entre 16 e 29 anos. O encontro também contou com a presença de nosso bispo auxiliar, Dom Mário Pasqualotto, padre Erivelton, e alguns seminaristas do seminário São José. Agradecemos a Deus pelo sucesso do encontro e peçamos as orações de todos pelas vocações sacerdotais.

Fotos: Divulgação

Festejos em honra a Santo Antônio Danielle Guimarães A paróquia de Santo Antônio, situada na rua José Bonifácio, celebrou os 45 anos da festa em honra ao padroeiro no dia 13 de junho. Com o tema: Um exemplo de Fé e juventude a serviço do Reino de Deus. O festejo teve início no dia 1o de junho com treze dias de oração e meditação. Para o padre Pedro Cavalcante da Silva o festejo é a forma que a igreja tem de proporcionar a presença desse santo que é de extrema importância para a Igreja Católica. Segundo a coordenadora da paróquia há quatro anos, Maria Edilene Magalhães. ”É muito gratificante fazer parte da organização do evento, pois é nesse momento que observa-se uma tradição dos devotos de santo Antônio”. Exemplo disso é Leandro Silva Albuquerque. “Há 22 anos participo dos festejos de Santo Antônio agradecimento e comunhão com Deus. Um dos momentos mais marcantes do festejo foi no dia 13, quendo aconteceu a procissão às 17h, onde os devotos percorreram diversas ruas, sempre com muita fé alegria. Centenas de pessoas participam todos os anos da organização das flores, que ao final da procissão são distribuídas, juntamente, com o famoso bolo do santo casamenteiro.

Arquidiocese em Notícias • Julho • 15


Arquidiocese de Manaus na Audiência Pública sobre Idade Penal Foto: Mara Magilania

Problemática do abastecimento de água em Manaus Waldemir José Funcionário de carreira da Câmara Municipal de Manaus, tem formação acadêmica em Matemática e Economia

Mara Magilania Aconteceu no dia 13 de Maio, no Plenário Ruy Araújo da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM), Audiência Pública sobre a Maioridade Penal. Estiveram presentes autoridades do Legislativo, advogados, procuradores, delegados, movimentos juvenis e Dom Mário Antonio da Silva, Bispo Auxiliar, representando a Arquidiocese de Manaus. Na audiência foram debatidos assuntos voltados ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), das leis que o regem e o amparam. Dom Mário Antonio parabenizou a realização e participação dos presentes, como pastorais e membros de movimentos jovens e todos os demais que trabalham de uma forma empenhada na causa das crianças, jovens e adolescentes. Expressou sua eterna gratidão, por aqueles que são incansáveis na causa da vida humana dos adolescentes. Sua reflexão foi voltada à nota publicada no dia 16 de maio pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que diz o seguinte: “A delinquência juvenil é, antes de tudo, um aviso de que o Estado, a sociedade e a família, não têm cumprido adequadamente seu dever de assegurar com absoluta prioridade os direitos da criança e do adolescente, conforme estabelece o Artigo 227 da Constituição Federal”. Para Dom Mário, a campanha sistemática de vários meios de comunicação a favor da redução da maioridade penal, violenta a imagem dos adolescentes, esquecendo-se de que eles também são vítimas da realidade injusta em que vivem. Havendo isto, cabe a sociedade exigir do Estado medidas sócio educativas”.

16 • Julho • Arquidiocese em Notícias

“Uma empresa privada visa lucro, mas água não rima com lucro” A cidade de Manaus estabeleceu-se no centro de um complexo aquífero, onde temos as águas do Rio Negro e do Rio Amazonas, o maior e um dos maiores rios do mundo, mas mesmo assim parte da população, em especial das zonas Norte e Leste, sofre amiúde com a falta de água nas torneiras. Problemas que se estende em menor grau por outras zonas da cidade. Desde 2001, quando o sistema de abastecimento de água passou à responsabilidade da iniciativa privada, os manauaras ainda não contam com um serviço digno e universal, pois a empresa “Águas Neste sentido, do Amazonas”, que penso que uma assumiu a concessão saída para tornar da água em 2001, não cumpriu o contrato de o sistema de concessão assinado na água eficiente e ocasião, assim como universal passa também não cumpriu a repactuação desse pelo retorno do contrato feito serviço ao Poder mesmo a pedido da própria Público. empresa, em 2007. Resultado disso é que cerca de 500 mil pessoas, principalmente das zonas Norte e Leste, sofrem com o desabastecimento de água, tendo locais onde a falta de água chegava a 30 dias, deixando centenas de milhares de pessoas em condições precárias no que diz respeito à higiene, à preparação de alimentos, etc. Não obstante tudo isso, a população de Manaus paga por um serviço de tratamento de esgoto

que na verdade é quase que inexistente: água poluída e dejetos sanitários chegam sem tratamento em nossos, já quase mortos, igarapés. Fato que se não for corrigido, em algum momento comprometerá de maneira importante a qualidade das águas do rios Negro e Solimões. A tarifa de água sofreu, em janeiro de 2013, um reajuste autorizado pela Prefeitura de 6,96%, mas, contraditoriamente, boa parte dos manauaras paga caro por um serviço que não têm ou, quanto o têm, é um serviço muito precário, denotando o desrespeito ao povo de Manaus que usa esse sistema, além de expor o escárnio que é o tratamento dispensado aos cidadãos. Outro dado importante foi a construção do Proama - Programa Água para Manaus, idealizado para resolver o problema da falta de água nas zonas Norte e Leste, com um custo de 400 milhões aos cofres públicos e, ao que tudo indica, será repassado à iniciativa privada, fato que certamente acarretará em aumento da tarifa, uma vez que cria-se um intermediário para que a água possa chegar às torneiras da população. Originalmente, o Proama foi projetado para vender água diretamente à empresa concessionária, antes “Águas do Amazonas”, hoje, “Manaus Ambiental. Neste sentido, penso que uma saída para tornar o sistema de água eficiente e universal passa pelo retorno do serviço ao Poder Público, pois, se os maiores e incisivos investimentos foram feitos pelos governos Estadual e Federal, nada mais justo que o próprio Poder Público gerencie o sistema, isso com condições reais e objetivas de estabelecer um preço bem mais baixo da tarifa. Reforço a ideia de que água não deve rimar com lucro.


Manaus celebra momento de Adoração Eucarística com o Papa Francisco Gabriele Rodrigues

Foto: Lineize Leal

Centenas de fiéis compareceram no dia 2 de junho, às 11h, na Catedral Metropolitana de Manaus, para participar da Adoração Eucarística. O acontecimento foi um pedido feito pelo Papa Francisco, para que todo o católico neste Ano da Fé, realizasse o momento de profunda comunhão com Cristo. Neste mesmo dia, às 17h de Roma, o Santo Padre presidiu uma hora de adoração eucarística na Basílica de São Pedro, no Vaticano em comunhão com todos os bispos e as suas comunidades diocesanas de todo o mundo, como gesto de partilha espiritual. Na Capital do Amazonas, Adoração do santíssimo sacramento foi presidida por Dom Sérgio Castriani. O Arcebispo de Manaus ressaltou que a novidade foi a comunhão com toda a Igreja no mesmo horário. “O Papa em Roma, juntamente com todas as catedrais do mundo, com seus bispos estão fazendo o momento de oração em comum, com o objetivo de professar nossa fé e a importância da adoração Eucarística e colocar diante de Jesus os grandes problemas, os grandes desafios da humanidade. Que nós não percamos a esperança porque temos fé, sobretudo, a garantia da presença de Jesus ressuscitado e sacramentado no nosso meio”, afirmou Dom Sérgio.

Depoimento GEV

O testemunho de uma mãe devota de Nossa Senhora que rezava o terço todos os dias GEV - Grupo Esperança Viva A mesma nunca deixou de rezar pelo seu filho, ela acreditava que um dia seu filho iria pedir ajuda para ir para a Fazenda Esperança recuperar-se. Quando ele chegava em casa e a via com o terço nas mãos, dizia: - “Mãe você já está com essas bolinhas nas mãos?”. Irritado, falava por que ela não desistia e que ele não acreditava. Mas, pouco tempo depois ele internou-se na Fazenda da Esperança. Passado alguns meses ela participou de um retiro das famílias dos internos e justamente naquele dia era seu aniversário. Participaram da adoração na capela da Fazenda da Esperança, quando a chamaram para cantar os parabéns. E nesse momento seu filho contou o testemunho, em que dizia: “Eu que tanto te critiquei quando estavas com as bolinhas nas mãos, hoje me converti às mesmas, rezo todos os dias o terço e emocionado agradecia à mãe por não ter desistido de rezar por ele todos os dias”. Momento emocionante quando ele tirou o terço

do bolso e disse que a presenteava com aquele terço que o mesmo tinha feito com suas próprias mãos. O encerramento com a consagração ao sagrado coração de Jesus e imaculado coração de Maria. Foto: GEV

Cuidados com a Saúde no Verão O verão é a estação que mais exige cuidados com a saúde devido às altas temperaturas. Esses incluem cuidados com a pele, alimentação, hidratação, olhos e outros. Para isso, devemos seguir dicas simples, mas que podem evitar vários problemas relacionados à nossa saúde no período mais quente do ano. Em relação à pele, devem-se usar protetores e bloqueadores solares 30 minutos antes da exposição solar, com fator mínimo de proteção 30 e lembrar-se de reaplicá-los a cada duas horas, mesmo em dias nublados. Pois, as nuvens refletem os raios solares prejudiciais à pele. Os danos, causados a nossa pele vão desde queimaduras de vários graus a até câncer de pele para aqueles que sofreram exposição ao longo de vários anos sem a devida proteção. Deve-se, também, evitar a exposição solar no período entre 10h e 16h. Devemos também ter atenção redobrada aos alimentos consumidos fora de casa, pois devido à alta temperatura esses alimentos estragam com maior facilidade aumentando assim, o risco de doenças diarreicas e intestinais e devemos dar preferência por alimentos menos gordurosos e mais leves, como as frutas e verduras. Outra preocupação é com a reposição adequada de líquidos para evitar a desidratação visto que nesse período nosso corpo perde mais água. Para isso, a ingestão de água e sucos naturais deve ser maior para compensar, principalmente em crianças e adolescentes onde a atividade é maior. Muitos se esquecem da proteção ocular com óculos escuros com proteção contra os raios ultravioletas, mas os olhos são diretamente afetados nesse período e podem sofrer lesões graves como queimaduras, conjuntivites e ter um aumento da incidência de cataratas quando sofrem exposições em longo prazo. As roupas devem ser mais leves e claras, pois são mais adequados para evitar a perda de calor e os calçados também devem ser adequados para a estação, pois nesse período é bem comum o aparecimento de micoses, principalmente, em virilhas, pés e unhas. Portanto, esses cuidados devem ser seguidos por todos, tanto adultos como em crianças para se evitar doenças, principalmente nos locais onde o verão é mais quente como é o caso da cidade de Manaus. E ao menor aparecimento de qualquer sinal ou sintoma é indicado procurar por um profissional de saúde para que sejam feitas as orientações adequadas e o tratamento correto quando necessário.

Teovanna Justiniano Pessoa Médica

Arquidiocese em Notícias • Julho • 17


Suely Paiva: Sob um sol de justiça Foto: Pascom

Carmen Novoa Silva Estas não são palavras laudatórias. São palavras feitas à luz de um Sol de Justiça. Nelas fixamos Suely das Graças de Carvalho Paiva como protagonista da cultura do voluntariado por ela exercido desde pequena. Muito, mas muito antes das questões sociais (anos sessenta) agitarem a Igreja em dinamismo de pastorais e dos desafios advindos do tempo finissecular (século XX) e da época terceiro-milenarista. Suely, talvez inscientemente carrega no próprio nome o que em teologia refere-se a um dom ou a uma virtude especial concedida por Deus. O seu segundo nome “das Graças” identifica desde o seu nascimento a concessão divina. Tocou-lhe esse dom evangélico do comprometimento com o outro, o desfavorecido. Acima de tudo, o coletivo sobrepondo-se ao individual. A gratuidade, o exemplo, o testemunho como valor supremo para atingir o imperecível. Ainda em tempos colegiais (magistério) já ministrava aulas de reforço escolar e catequese, nas escolas dos bair-

18 • Julho • Arquidiocese em Notícias

ros São Lázaro e Betânia das quais as irmãs Dorotéias eram mantenedoras. Neste colégio, o Santa Dorotéia, obteve sua formação educacional, do Jardim ao Magistério. Ali, na formação cristã, absorveu os ensinamentos sobre o valor do olhar. Porque existe uma grande diferença entre o ver e o olhar. VER é ofício da visão. E o OLHAR é trabalho da emoção. Da sensibilidade. Aprendeu que o olhar sabe denunciar injustiças e também acariciar. O olhar, ama, recrimina, beija e aconselha. O olhar atrai, inequívocos compromissos: a solidariedade, a doação de si mesmo. Como forma eficaz de adicionar paraísos e subtrair todos os infermos. A nossa Suely das Graças, quando foi catequista de 1986 a 1990, na Paróquia Rainha dos Apóstolos (sua paróquia) já havia concluído o curso superior de Comunicação Social (Jornalismo) na UFAM. Já havia constituído família. Mesmo assim, desdobrava-se e sabia conciliar trabalho profissional, vida familiar e o serviço voluntário para o digno caminhar existencial de cada um. Dizem os poetas que o terceiro minuto da aurora é a mais bela coisa que o homen pode ver. Para as colegiais doroteanas dos anos sessenta, a mais bela paisagem, e local que a memória aprisionou não foi um quadro, um filme, uma música... A mais bela coisa que nossa memória encarcerou até hoje foi o MIRANTE do Colégio. Foi lá que Suely aprendeu a olhar. Os locais panorâmicos e os largos horizontes. Quando em 1997 (há 16 anos) ficou à frente da Pastoral de Comunicação da Arquidiocese de Manaus num voluntariado para ela prazeroso e gratificante. Embora o desgaste físico e o emocional fosse inevitável. E mesmo assim, soube ter luz no olhar! Quando presencio tudo isso, penso ou melhor tenho certeza, que ela ainda continua no mirante. O mirante, este tocava o infinito. / Era mirante-das-horas-máximas / dos amplos horizontes. / Não bastavam pátios floridos e capelas de sacras imagens. / Não bastavam ave-marias, autos / ribaltas e notas altas. Lá, tínhamos que ganhar as alturas. / E divisar sonhos e ideais e valores e o eterno. / Lá do topo do colégio / éramos labaredas alcançando estrelas. / Lá do alto – Transfiguração de Tabor – / um halo de entusiasmo / de crença num futuro de tesouros perenes. / No mirante do colégio, tínhamos o sol nas mãos... À Suely hoje, estas palavras como verdades integrais. Tão luminosas como um sol de Justiça.

Entrevista

IAN – Narre como surgiu o gosto pelo serviço voluntário? SUELY – O serviço voluntário vem de orientação materna: “Estamos neste mundo, para servir o outro com alegria” (frase de minha mãe) e incentivado na fase escolar pelas irmãs Dorotéias, que mesmo, pequeninas no Jardim da Infância, já nos ensinavam a ofertar diariamente, uma florzinha p/ Nossa Senhora, não uma flor natural e sim uma ação do bem. Ao longo da minha vida sempre fiz trabalhos voluntários e participei de ações solidárias na escola, na Igreja, no trabalho. Na Caixa (CEF) tinha alguns apelidos, que muito me honram: Madre Teresa de Calcutá e Irmã Dulce, duas santas e grandes mulheres, que não chego aos pés e Dona Cotinha, esse acho, que combina mais comigo, porque continuo neste serviço, fazendo cota pra ajudar alguém, aniversário, casamento, etc. Prestar serviço voluntário na Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de Manaus é tão prazeroso, que não considero um trabalho e sim um lazer responsável. IAN – Possui projetos e alguma meta para o futuro? SUELY – Tenho um grande sonho que não é de consumo, mas, de ação e tempo. Sensibilizar as Paróquias e Áreas Missionárias da importância da Pastoral da Comunicação e implantar a PasCom em todas as comunidades da Igreja de Manaus. Para a realização deste sonho está aberta a inscrição p/ quem quiser nos ajudar na Comunicação da Igreja de Manaus.


Palavras sobre amizade Carmen Novoa Silva Legião de Maria e Academia Amazonense de Letras

Em verdade e em verdade afirmo que o ruído e a velocidade, esses terroristas da pós-modernidade estão explodindo o diálogo entre os humanos. Por isso temos mais conhecidos e menos amigos. O velho “cisne negro”, como chamava Kant à amizade, não é algo fácil de achar, é raro. Mas está se tornando um fato miraculoso. Sócrates assegurava que preferia um amigo a todos os tesouros de Dario. Horácio afirmava que um amigo significava a “metade de sua alma”. Santo Agostinho não hesitava em asseverar “o que nos pode consolar nesta sociedade humana tão cheia de trabalhos, erros e adversidades é a fé não fingida e a dedicação que professam os verdadeiros amigos”. Ortega Y. Gasset, o grande pensador espanhol do século vinte, escrevia: “que uma amizade delicadamente cinzelada, cuidada como se cuida uma obra de arte é o cimo do universo”. Aristóteles falava que a amizade consiste em querer o bem do amigo como a si próprio. Cristo já definiria o amor fraternal também com essa reciprocidade e indica-o como forma de mandamento cristão no “Ama o teu próximo como a ti mesmo”. Gosto de frisar que na amizade legítima não se busca a utilidade do outro, são pseudoamizades essas que usam e abusam da boa vontade e das benesses que podem ser auferidas do amigo-alvo. As pseudoamizades não possuem respeito pela individualidade, pelos direitos e pela liberdade do outro. Isso é vampirismo espiritual. Tentam sempre devorar e sugar a vida alheia por sua excessiva vontade e egolatria. Costumo dizer que a deterioração desse sentimento começou com o descaso pelos objetos até ser transposto para a alma humana. Exemplificando: Vejam os sapatos! (objeto). Tomo esse bem material como referência, significado e equiparação dos vínculos humanos ao longo do século passado. Em meados do século vinte, um sapato era um bem propalado como durável, sujeito a cuidados especiais com idas periódicas ao engraxate da esquina, ou ao sapateiro para um conserto, uma pintura...

Inexistiam nas casas esses “closets” cinematográficos com lugares para centenas de sapatos. Tinha-se no máximo, o sapato da escola, o do esporte, o chinelo de casa, o sapato da festa, o da missa e o do cinema. Não havia essa absurda proliferação de sapatarias e seus mil e um modelos e cores. Inexistia essa volubilidade com que o homem atual trata o sapato já usado, mas em bom estado. Mas em nossa sociedade globalizada resulta, econômico e Assim acontece com mais gratificante, para os a amizade. O mundo egos vaidosos repor o calçado do que repae sua cultura do E isso debilita a descartável não se rá-lo. solidariedade social. limitam somente às Sim, a Sociologia já a extinção coisas se não atinge apontou da profissão do saàs pessoas. pateiro. E, onde os engraxates? Fragilizaram-se os laços de bem-querer entre o indivíduo e o seu sapato. O sapato era, para o homem do século vinte, substantivo próprio conjugado no imperativo do coração. Tal relação entre ele e seu dono. Assim acontece com a amizade. O mundo e sua cultura do descartável não se limitam somente às coisas se não atinge às pessoas. O sociólogo alemão Zugmunt Bauman fala da ameaçadora “amizade líquida”. Está é uma consequência de uma sociedade líquida. A amizade hoje é tratada como um sapato novo. Você ao comprá-lo já possui a antevisão de que sua durabilidade será efêmera graças à inconstância e instabilidade dos egos terceiro milenaristas. Atualmente é mais fácil possuir muitos conhecidos, diz Bauman. Existem conexões em lugar de relações de amizade, porque a relação de amizade possui no agora a negativa conotação ao apresentar características de muro compacto. O homem-conexão é mais fluído, tem maleabilidade.

Emerson assegurava que quando se patina no gelo fino a salvação é a velocidade. Por isso quando a qualidade não é suficiente temos que substituí-la pela quantidade. Quantos em lugar de se relacionar com dezenas de amigos preferem conectar-se com milhares? Dá mais segurança. Pois deseja-se amigos voláteis, mas não o compromisso sólido da amizade. E pois necessário o sapato, mas não o compromisso do bem-querer. Um bom exercício para a verificação de solidez de uma amizade é o de refazer a agenda telefônica. Sim, leitor, não tenha receios! Repasse nome por nome e de repente você se dará conta daqueles que estão ali por uma “chuva” ou aqueles que ultrapassam a barreira do som de anos a fio. Reconte as amizades de mais de trinta anos. Os que já se foram, ou as que você perdeu no caminho por desencontros, decepções e traições. Conte os amigos de infância. Os da juventude. Os que a vida distanciou pela situação geográfica. Você com certeza, se ainda é do tempo do sapato bem tratado, verá muitos amigos como a que conheci há um decênio, a Rita Menezes e seus flashes maravilhosos... Verá esses amigos que não precisam ser sustentados pelas circunstâncias. Os que permanecem ainda que girem os ventos. Os que seguem sendo os mesmos ainda que não nos vejamos. Ainda que não nos falemos. Aqueles para quem o tempo parece haver se detido e com quem rejuvenescemos ao encontrá-los numa rua, numa igreja, num shopping, numa palestra... Você, se é ainda do tempo do sapato engraxado, sentirá alegria ao rever Auxiliadora, Weymarina, Flávia, Norma e Célia Simões, Lucíola, Calmi Okada, Marluce, Mariazinha, Fernanda, Regina Seffair, Graziela, Ana, Sônia, Mazé, Helyde, Hebe, Glória, Helena, Irismar, Suely...Todas juntas como antes. É o coletivo sobrepujando a individualidade. O ser sobre o ter. A substância sobre a superficialidade. A prova irrefutável da permanência do sapato conservado sob o verniz do sentimento e do eterno... Ave, à ancianidade de sua agenda de telefones!

Arquidiocese em Notícias • Julho • 19


DATA

ATIVIDADE

7 a 15/7

Novenário – Festejos a Nossa Senhora do Carmo

11 a 13/7

Tríduo – Festejos de São Bento

13/7

Arraial e bingo – Festejos Nossa Senhora do Carmo

13/07

HORÁRIO

LOCAL

INFORMAÇÕES

18h30 (seg a sex) 19h (sáb e dom)

Igreja Nossa Senhora do Carmo Av. Silves, 200 – Raiz

Secretaria Paroquial (92) 3237-7898

19h30

Igreja de São Bento Rua Beija-Flor, 3 – Cidade Nova

Secretaria Paroquial (92) 3221-3961

20h

Quadra Huascar Angelin Av. Silves – Raiz

Estudo da CNBB 104 – Comunidade de Comunidades: uma nova paróquia

8h as 16h

CEFAM

14/7

Procissão e missa – Festejos de São Bento

17h

Igreja de São Bento Rua Beija-Flor, 3 – Cidade Nova

16/7

Celebração de Acolhida dos Peregrinos Estrangeiros da JMJ e Abertura da Semana Missionária

19h

Catedral Metropolitana de Manaus

16/7

Procissão – Festejos Nossa Senhora do Carmo

18h

19/7

Missa de Envio Peregrinos que irão a JMJ

19h

19/7

Semana Missionária JMJ – Noite cultural

20 e 21/7 23 a 28/7

Saída da Av. Silves, 200 – Raiz

Secretaria Paroquial (92) 3221-3961 Conselho Arquidiocesano de Pastoral Edney Mendonça (92) 9227-2692 Secretaria Paroquial (92) 3237-7898

Igreja de São José Operário – Centro

Edney Mendonça (92) 9227-2692

20h

Igreja de São José Operário, Centro Memorial São Bento

Edney Mendonça (92) 9227-2692

Arraial – Festejos de São Bento

20h

Rua Beija-Flor, 3 – Cidade Nova

Jornada Mundial da Juventude

Integral

Rio de Janeiro

Secretaria Paroquial (92) 3221-3961 Site JMJ 2013 www.rio2013.com


Informativo Arquidiocese em Notícias – 93