Issuu on Google+

ASPOJER ASSOCIAÇÃO DE POLICIAIS E BOMBEIROS DA BAHIA REGIONAL VITORIA DA CONQUISTA

NOTA DE REPÚDIO

Com relação a ação de abordagem policial realizada por guarnições da CIPE Sudoeste e pelotão de Barra da Estiva à policiais federais na estrada de Ibicoara – Barra da Estiva, que culminou na decretação da prisão preventiva dos policiais militares envolvidos na abordagem; a ASPOJER (Associação de Policiais e Bombeiros Militares do Estado da Bahia) vem em público, formalizar veemente repúdio a atitude reprovável de dois policiais federais da Delegacia de Policia Federal de Vitória da Conquista que deram start a um pedido de prisão preventiva oriundo do titular daquela DPF. O sufismo pedido induziu o judiciário federal a conceder prisão preventiva a sete policiais militares (quatro da CIPESudoeste e três da cidade de Barra da Estiva), por... pasmem todos da sociedade... “constrangimento e intimidação”. Em tempo lembramos que ninguém esta acima da lei e do que ela permite, e que segundo preceitos e normas de abordagem policial difundidas pelo próprio Ministério da Justiça, através da SENASP (Secretaria Nacional de Segurança Pública), a todas as forças policiais do pais; a abordagem policial é um instrumento do trabalho policial militar e deve ser compreendida como medida de segurança pública legal. Ora. Se todo abordado que bradar no momento de uma abordagem que é “POLICIAL FEDERAL”, “CONSUL DO CONGO”, JUIZ DAS GALÁXIAS... e com isso tiver como resposta do policial -“bom dia, desculpe-me pelo incomodo”... será o fim desta medida de segurança. Um prático e atual exemplo se deu no momento da abordagem que resultou na prisão de um dos maiores traficantes do país; o “Nem” da Rocinha e Vidigal. Se naquele momento os policiais se intimidassem e tivessem desistido da abordagem, a policia do estado do Rio e a Policia Federal do Brasil ainda estariam gastando milhões para capturar o meliante. A atitude dos PFs que deram origem a esse lamentável e até talvez catastrófico episódio para as forças policiais do nosso estado, demonstra o “salto alto” com que a PF de nossa região trata a segurança pública, deixando de lado a cautela de uma boa abordagem policial para dar espaço a mágoas, por ego ferido. Por estas e outras razões a ASPOJER reafirma a sua posição contrária a situação tão inusitada e vergonhosa para as forças policiais. “É policia prendendo policia, e bandido dando risada” Sabedoria popular. Vitória da Conquista BA, 24 Novembro de de 2011.

ASPOJER – Regional Vitória da Conquista Rua Apolinário Peleteiro, 354, sala 10, Campo do América – Jequié-BA – CEP 45.202-360 Tel. (73) 3526-3881

Rua Monsenhor Olímpio, n° 157 Centro – Vitória da Conquista - BA – CEP 45.015-300 Tel. (77) 3421-1317


ASPOJER - Nota de Repúdio CAESG