Page 1

simulados 2014

Apresentação Caro(a) Aluno(a), Foram realizados, durante o primeiro semestre de 2014, 7 (sete) simulados estilo Enem e, para cada simulado, fizemos a análise das questões utilizadas e, através dos índices de acerto, as classificamos em fáceis, médias e difíceis, assim como o Enem faz com suas provas. As 336+ são, dentre todas as questões dos sete simulados, as que apresentaram menores índices de acerto, sendo, assim, consideradas difíceis. Acreditamos que é fundamental que você, aluno, resolva novamente essas questões para, assim, sanar suas dúvidas sobre os assuntos abordados. Consta, no final do módulo, o gabarito de todas as questões e, a partir do dia 18/08/14, você poderá consultar a resolução de todas elas em nosso portal. Atenciosamente, Prof. Ademar Celedônio Diretor de Ensino


Sumário

Ciências Humanas e suas Tecnologias........................................................ 3 Ciências da Natureza e suas Tecnologias................................................. 29 Linguagem, Códigos e suas Tecnologias.................................................. 55 Matemática e suas Tecnologias................................................................... 85 Gabarito......................................................................................................... 103

simulados 2014


As 336 + | ENEM 2014

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Questões de 1 a 84

QUESTÃO 1 “É no plano político que a Razão, na Grécia, primeiramente se exprimiu, constituiu-se e formou-se. A experiência social pode tornar-se entre os gregos o objeto de uma reflexão positiva, porque se prestava, na cidade, a um debate público de argumentos. O declínio do mito data do dia em que os primeiros Sábios puseram em discussão a ordem humana, procuraram defini-la em si mesma, traduzi-la em fórmulas acessíveis a sua inteligência, aplicar-lhe a norma do número e da medida. Assim se destacou e se definiu um pensamento propriamente político, exterior à religião, com seu vocabulário, seus conceitos, seus princípios, suas vistas teóricas. Este pensamento marcou profundamente a mentalidade do homem antigo; caracteriza uma civilização que não deixou, enquanto permaneceu viva, de considerar a vida pública como o coroamento da atividade humana”. Considerando a citação acima, extraída do livro As origens do pensamento grego, de Jean Pierre Vernant, e os conhecimentos da relação entre mito e filosofia, é incorreto afirmar que AA os filósofos gregos ocupavam-se das matemáticas e delas se serviam para constituir um ideal de pensamento que deveria orientar a vida pública do homem grego. BB a discussão racional dos Sábios que traduziu a ordem humana em fórmulas acessíveis à inteligência causou o abandono do mito e, com ele, o fim da religião e a decorrente exclusividade do pensamento racional na Grécia. CC a atividade humana grega, desde a invenção da política, encontrava seu sentido principalmente na vida pública, na qual o debate de argumentos era orientado por princípios racionais, conceitos e vocabulário próprios. DD a política, por valorizar o debate público de argumentos que todos os cidadãos podem compreender e discutir, comunicar e transmitir, se distancia dos discursos compreensíveis apenas pelos iniciados em mistérios sagrados e contribui para a constituição do pensamento filosófico orientado pela Razão. EE ainda que o pensamento filosófico prime pela racionalidade, alguns filósofos, mesmo após o declínio do pensamento mitológico, recorreram a narrativas mitológicas para expressar suas ideias; exemplo disso é o “Mito de Er” utilizado por Platão para encerrar sua principal obra, A República.

QUESTÃO 2 A direita mais empedernida dos EUA acusa Obama de colocar o país no rumo do socialismo – algo que não vai ocorrer nem com trilhões de dinheiro público na economia com bancos estatizados. (PETRY, Andre. N. York. Capitalismo x Socialismo. Uma questão ainda em discussão no cenário norte americano atual.)

A análise dessa questão faz inferir: AA O socialismo estatiza parte da economia, em especial o sistema financeiro. BB Segundo os princípios basilares do capitalismo, o Estado não deve interferir nas leis de mercado. CC O socialismo indeniza os empresários e nacionaliza os seus bens. DD Para o capitalismo, a estatização representa solução à eliminação de desigualdades sociais. EE A estatização bancária apresenta-se como a única alternativa para a solução da atual crise financeira internacional.

QUESTÃO 3

“A fita branca”, que venceu o Festival de Cinema de Cannes em 2009, conta a história de uma comunidade rural na Alemanha, entre 1913 e 1914, onde estranhos e violentos incidentes começam a ocorrer. O diretor do filme comentou: “Não ficaria feliz se o filme fosse visto apenas como um filme sobre um problema alemão. Ele significa mais que isso. É um filme sobre as raízes do mal. É sobre um grupo de crianças que são doutrinadas com alguns ideais e se tornam juízes dos outros − justamente daqueles que empurraram aquela ideologia goela abaixo delas.” Maurício Stycer Adaptado de colunistas.ig.com.br, 24/10/2009.

A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) provocou transformações nas vidas de crianças e jovens europeus. Uma dessas transformações é apresentada no filme “A fita branca” e está associada ao que o diretor denominou de “raízes do mal”. Nas décadas de 1920 e 1930, os efeitos dessas raízes do mal se manifestaram no seguinte processo histórico: AA Expansão do comunismo. BB Difusão do etnocentrismo. CC Ascensão do totalitarismo. DD Renascimento do liberalismo. EE Ápice do neocolonialismo. CH | Página 3


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 4

QUESTÃO 6

Através da paisagem, percebemos o espaço geográfico. Este é produzido pela relação sociedade-natureza, mediada pelos meios técnicos, científicos e informacionais disponíveis em cada momento histórico. Nos estudos geográficos, a observação da paisagem permite AA explicar as peculiaridades dos povos em cada lugar e como estes estabelecem as relações entre o local e o global. BB conhecer a dinâmica dos lugares, através da qual podemos compreender os fluxos econômicos que determinam as interações regionais. CC conhecer a extensão do território dos estados nacionais e as construções arquitetônicas produzidas nos lugares ao longo do tempo. DD apreender, inicialmente, os elementos físicos e culturais que compõem o espaço geográfico. EE compreender os movimentos da sociedade e do Estado no processo de produção dos territórios.

Leia o fragmento a seguir.

QUESTÃO 5 Em discurso proferido no dia 12/03/1947, o presidente dos EUA, Harry Truman, afirmou: “O governo grego tem operado numa atmosfera de caos e extremismo. A extensão da ajuda a esse país não quer dizer que os Estados Unidos estão de acordo com tudo o que o seu governo tem feito ou fará. No momento atual da história do mundo, quase todas as nações se veem na contingência de escolher entre modos alternativos de vida. E a escolha, frequentes vezes, não é livre.” (Harold C. Syrett (org.), Documentos Históricos dos Estados Unidos. São Paulo: Cultrix, 1980, p. 316-317.)

Considerando o discurso do presidente Truman, bem como os processos históricos do pós-Segunda Guerra Mundial, é correto afirmar que: AA A “contingência de escolher entre modos alternativos de vida” se referia à escolha entre o fascismo alemão e a democracia liberal. BB O caos do governo grego era uma referência aos problemas da Grécia com o Mercado Comum Europeu e a necessidade de ajuda ao governo de Atenas. CC O discurso nasceu do declínio do auxílio britânico na região da Grécia e da ascensão norte-americana no contexto da Guerra Fria. DD O discurso é uma resposta ao Plano Marshall, que o governo de Londres tentava impor à Grécia, por meio do Banco Central Europeu. EE Discurso responsável pela formação do Pacto de Varsóvia, comandado pelos Estados Unidos com o objetivo de conter a expansão socialista no leste europeu. CH | Página 4

Que sejam trazidos duzentos carneiros de cargas, daqueles que costumam trazer e carregar a prata de Potosi, para acarrear o ouro e a prata. HOLANDA, Sérgio Buarque. Visão do paraíso. São Paulo: Brasiliense, 1994, p. 97. (Adaptado).

O fragmento apresentado, de 1609, destaca uma das medidas tomadas por D. Francisco de Sousa, governador-geral do Brasil, para intensificar a busca por metais e pedras preciosas no interior do território. Nesse documento, o imaginário colonial português se constitui pela influência AA da notícia sobre as riquezas do território espanhol, que circulava na colônia portuguesa. BB do consumo interno de especiarias espanholas, que tornava a vida cotidiana na colônia mais aprazível. CC da quantidade de prata extraída em Minas Gerais, que aguçava o interesse da população litorânea. DD da carência dos transportes nas regiões auríferas, que obrigava os colonos a escravizar indígenas. EE da eficiência administrativa da Coroa Espanhola, que foi apropriada como modelo pelos portugueses.

QUESTÃO 7 Leia o texto abaixo: [...] a “apropriação” de certos espaços públicos por grupos específicos, como os nordestinos nos fins de semana na Praça Saens Peña (no bairro da Tijuca), na cidade do Rio de Janeiro, e a ocupação das calçadas de certos logradouros públicos por camelôs. Ambos são casos interessantes por se revestirem de uma dimensão de conflitualidade entre esses usuários do espaço [...] e um ambiente que os discrimina: no caso dos nordestinos, em grande parte moradores das favelas próximas, temos a apropriação de uma praça por um grupo que tenta, por algumas horas, reproduzindo o espaço de convívio em um meio estranho e não raro hostil e segregador [...] manter um pouco de sua identidade. [...] No caso dos camelôs, estamos diante do conflito de interesses entre os chamados setores formal e informal, cuja explosividade já se manifestou no Rio de Janeiro em diversos incidentes violentos envolvendo, de um lado, lojistas e a polícia, e, de outro, os camelôs. (CASTRO, I. E.; GOMES, P. C. C.; CORREIA, R. L. (Org.).Geografia: Conceitos e Temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995. p. 91. Adaptado.)

É correto afirmar que o texto ilustra o conceito geográfico de AA paisagem. BB território. CC espaço. DD redes. EE região.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 10

QUESTÃO 8 Guardar

Guardar uma coisa não é escondê-la ou trancá-la. Em cofre não se guarda coisa alguma. Em cofre perde-se a coisa à vista. Guardar uma coisa é olhá-la, fitá-la, mirá-la por admirá-la, isto é, iluminá-la ou ser por ela iluminado. Guardar uma coisa é vigiá-la, isto é, fazer vigília por ela, isto é, velar por ela, isto é, estar acordado por ela, isto é, estar por ela ou ser por ela. Por isso melhor se guarda o voo de um pássaro Do que um pássaro sem voos. Por isso se escreve, por isso se diz, por isso se publica, por isso se declara e declama um poema: Para guardá-lo: Para que ele, por sua vez, guarde o que guarda: Guarde o que quer que guarda um poema: Por isso o lance do poema: Por guardar-se o que se quer guardar. Cicero, Antonio. Os cem melhores poemas brasileiros do século. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

A memória é um importante recurso do patrimônio cultural de uma nação. Ela está presente nas lembranças do passado e no acervo cultural de um povo. Ao tratar o fazer poético como uma das maneiras de se guardar o que se quer, o texto AA ressalta a importância dos estudos históricos para a construção da memória social de um povo. BB valoriza as lembranças individuais em detrimento das narrativas populares ou coletivas. CC reforça a capacidade da literatura em promover a subjetividade e os valores humanos. DD destaca a importância de reservar o texto literário àqueles que possuem maior repertório cultural. EE revela a superioridade da escrita poética como forma ideal de preservação da memória cultural.

QUESTÃO 9 A escola filosófica positivista surgiu em meados do século XIX, sob a orientação de Augusto Comte. Leia as afirmativas abaixo, referentes ao positivismo. A respeito do assunto marque o item correto: AA Para Comte, havia três etapas a serem alcançadas na evolução natural dos Estados: o teológico, o mistico e o gnóstico, produzindo a historiografia a partir da oralidade e de múltiplas fontes de memória. BB O teológico, o metafísico e o positivo correspondem, de um modo geral, ao escravismo, ao feudalismo e ao capitalismo, segundo a visão mecanicista marxista, sem levar em consideração os valores materiais de poder. CC O positivismo era favorável às lutas de classe, afirmando que “o progresso só ocorre quando as classes são desunidas.” DD A ideia do progresso associado à ordem é fundamental para os positivistas. EE As palavras Ordem e Progresso, em nossa bandeira republicana, constituem uma simplificação do lema cientificista romancista “o amor por princípio e a ordem por base; o progresso por fim.”

Para que o caso Paulo Coelho revele o modo como cultura erudita e indústria cultural se relacionam no Brasil, é preciso articular dois movimentos. Em primeiro lugar, tentar uma explicação para o sucesso do escritor, centrando a análise no pacto ficcional que seus livros propõem aos leitores. Em seguida, tentar entender seu fracasso em encontrar assento no domínio culto da literatura brasileira, expresso sobretudo na reação da crítica. Parto de uma dupla recusa: a da atribuição mecânica do sucesso comercial ao propósito de autoajuda (gênero editorial, não literário) num contexto de ultraindividualismo egoísta; e a do juízo de valor estético como critério absoluto do literário. PINHEIRO, F. A recusa acadêmica em entender Paulo Coelho. In: Folha de São Paulo, 20 jan. 2013. Adaptado. Disponível em: <http://folha.com/no1217251> Acesso em 22 jan. 2013.

A recusa evocada pelo autor do texto corresponde a uma importante consideração metodológica. Tomando como referência a metodologia proposta por Émile Durkheim, esse tipo de recusa está inserida na ideia de “tratar os fatos sociais como coisas” e corresponde a: AA Descartar sistematicamente todas as prenoções. BB Distinguir os fatos sociais normais dos patológicos. CC Dividir o fenômeno em quantas partes forem necessárias. DD Cuidar para que os fenômenos se apresentem isolados de suas manifestações individuais. EE Jamais tomar por objeto os fenômenos que não foram previamente definidos.

QUESTÃO 11 V – O samba À direita do terreiro, adumbra-se* na escuridão um maciço de construções, ao qual às vezes recortam no azul do céu os trêmulos vislumbres das labaredas fustigadas pelo vento. (...) É aí o quartel ou quadrado da fazenda, nome que tem um grande pátio cercado de senzalas, às vezes com alpendrada corrida em volta, e um ou dois portões que o fecham como praça d’armas. Em torno da fogueira, já esbarrondada pelo chão, que ela cobriu de brasido e cinzas, dançam os pretos o samba com um frenesi que toca o delírio. Não se descreve, nem se imagina esse desesperado saracoteio, no qual todo o corpo estremece, pula, sacode, gira, bamboleia, como se quisesse desgrudar-se. Tudo salta, até os crioulinhos que esperneiam no cangote das mães, ou se enrolam nas saias das raparigas. Os mais taludos viram cambalhotas e pincham à guisa de sapos em roda do terreiro. Um desses corta jaca no espinhaço do pai, negro fornido, que não sabendo mais como desconjuntar-se, atirou consigo ao chão e começou de rabanar como um peixe em seco. (...)

José de Alencar, Til.

(*) “adumbra-se” = delineia-se, esboça-se.

CH | Página 5


As 336 + | ENEM 2014

Considerada no contexto histórico a que se refere Til, a desenvoltura com que os escravos, no excerto, se entregam à dança é representativa do fato de que AA a escravidão, no Brasil, tal como ocorreu na América do Norte e no Caribe, foi branda. BB se permitia a eles, em ocasiões especiais e sob vigilância, que festejassem a seu modo. CC teve início nas fazendas de café o sincretismo das culturas negra e branca, que viria a caracterizar a cultura brasileira. DD o narrador entendia que o samba de terreiro era, em realidade, um ritual umbandista disfarçado. EE foi a generalização, entre eles, do alcoolismo, que tornou antieconômica a exploração da mão de obra escrava nos cafezais paulistas.

QUESTÃO 12 Auguste Comte, Karl Marx e Émile Durkheim são considerados os grandes pilares da Sociologia como ciência burguesa. Nessa época, a Sociologia, para se afirmar no campo das ciências, adotou o Positivismo. Assinale a assertiva que melhor expressa o sentido do Positivismo sociológico. AA Busca da complexidade e dualidade – sociedade concebida como prenhe de conflitos e contradições; há uma circularidade entre todo e parte, ou seja, um determina o outro simultaneamente. BB Busca da objetividade e neutralidade – sociedade concebida como um organismo combinado de partes integradas e coesas que funcionam harmoniosamente, de acordo com um modelo físico ou mecânico de organização. CC Busca da singularidade e objetividade – sociedade concebida como mutável, visto que não há homem e nem sociedade ideal isolados na natureza, mas ambos conjugados concretamente a um momento histórico definido. DD Busca da complexidade e singularidade – sociedade e seus sistemas não atemporais. Privilégio da parte sobre o todo. EE Busca de subjetividade e pluralidade – sociedade é uma verdadeira máquina organizada, cujas partes, todas elas, contribuem de uma maneira diferente para o avanço do conjunto, adequando-se às demandas do mercado.

QUESTÃO 13 Entre os séculos VIII e VI a.C, os gregos e a civilização grega conheceram uma notável expansão, com a criação de cidades ou “colônias” em torno do Mediterrâneo e do Mar Negro. Sobre esse processo, é correto afirmar que AA as colônias gregas eram entrepostos comerciais dependentes e administrados por membros das famílias residentes na metrópole, que asseguravam a transferência de matérias-primas e de riquezas da periferia para o centro. BB as colônias gregas, a exemplo das colônias romanas, eram povoações constituídas a partir da transferência de indivíduos num objetivo de controlar administrativamente uma cidade ou região recentemente conquistada pela metrópole. CC a fundação de colônias pelos gregos, como aconteceria depois com os romanos, visava, antes de tudo, à conquista de novas terras para assegurar o assentamento dos veteranos dos exércitos metropolitanos. CH | Página 6

DD

EE

as colônias gregas, embora conservassem laços culturais e comerciais com suas metrópoles, eram povoações completamente independentes, constituídas pelos excluídos por diversos motivos que deixavam suas cidades à procura de novas terras para se instalar. a colonização grega insere-se no contexto da expansão imperialista de cidades-Estado, como Atenas, pois assegurava a exação de tributos e o controle político da metrópole sobre suas antigas cidades aliadas.

QUESTÃO 14 Com relação à economia do açúcar e da pecuária no Nordeste durante o período colonial, é correto afirmar que AA por serem as duas atividades essenciais e complementares, portanto as mais permanentes, foram as que mais usaram escravos. BB a primeira, tecnologicamente mais complexa, recorria à escravidão, e a segunda, tecnologicamente mais simples, ao trabalho livre. CC a técnica era rudimentar em ambas, na agricultura por causa da escravidão, e na criação de animais por atender ao mercado interno. DD tanto em uma quanto em outra, desenvolveram-se formas mistas e sofisticadas de trabalho livre e de trabalho compulsório. EE por serem diferentes e independentes uma da outra, não se pode estabelecer qualquer tentativa de comparação entre ambas.

QUESTÃO 15 “Por volta de 1700, reza a tradição, caminhava nas matas da então tortuosa estrada do Utinga, hoje avenida Nazaré, em Belém do Pará, um caboclo agricultor e caçador chamado Plácido José dos Santos. Levado pela sede, acabou descobrindo entre pedras cobertas de trepadeiras, às margens do igarapé Murutucu, uma espécie de nicho natural com uma pequena imagem da Virgem de Nazaré. Plácido levou-a para casa e, no dia seguinte, ao acordar, viu que havia desaparecido. Assustado, correu até o local onde a encontrara e percebeu que a imagem havia “voltado” para o mesmo lugar.” Fonte: Dossiê IPHAN Círio de Nazaré – http: // portaliphan.gov.br/

O diálogo entre a história e as manifestações religiosas se faz presente no círio de Nazaré, o que nos faz constatar acerca deste que AA o círio de Nazaré remonta a um passado colonial marcado pelo sincretismo religioso em que a religiosidade e os mitos eram diferenciados pelas autoridades religiosas. BB o círio de Nazaré tem ligações com as etnias que compõe o mosaico populacional do Norte do Brasil, afastando-se de influências externas. CC o círio de Nazaré representa um importante legado de nossa história cultural que se conecta com as demais formas de devoção religiosas de nossa história. DD o círio de Nazaré expressa a natureza multicultural e étnica de nossa história, em que história e mito, muitas vezes, são separados por uma linha tênue. EE o círio de Nazaré simboliza a conexão entre o passado e o presente do Brasil, estruturado na natureza afetiva e devocional do povo brasileiro.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 16

QUESTÃO 18

O texto a seguir, escrito pelo geógrafo pernambucano Manuel Correia de Andrade, examina algumas questões relacionadas ao espaço geográfico. Analise-o.

No final do século XIX, as Grandes Sociedades carnavalescas alcançaram ampla popularidade entre os foliões cariocas. Tais sociedades cultivavam um pretensioso objetivo em relação à comemoração carnavalesca em si mesma: com seus desfiles de carros enfeitados pelas principais ruas da cidade, pretendiam abolir o entrudo (brincadeira que consistia em jogar água nos foliões) e outras práticas difundidas entre a população desde os tempos coloniais, substituindo-os por formas de diversão que consideravam mais civilizadas, inspiradas nos carnavais de Veneza. Contudo, ninguém parecia disposto a abrir mão de suas diversões para assistir ao carnaval das sociedades. O entrudo, na visão dos seus animados praticantes, poderia coexistir perfeitamente com os desfiles.

“O espaço geográfico, ao contrário do espaço natural, é um produto da ação do homem. O homem, sendo um animal social, naturalmente atua em conjunto, em grupo, daí ser o espaço geográfico eminentemente social. A dicotomia entre as ciências da natureza e as ciências da sociedade é falsa, de vez que se torna difícil separar, de forma absoluta, o natural do social. O homem transforma sempre o espaço em que vive e, ao transformá-lo, transforma a própria natureza, fazendo com que os desafios naturais à sua ação sejam diversos da própria natureza modificada pelo homem.” (ANDRADE, Manuel Correia de. Geografia Econômica. São Paulo: Editora Atlas S.A, 12 ed.)

PEREIRA, C. S. Os senhores da alegria: a presença das mulheres nas Grandes Sociedades carnavalescas cariocas em fins do século XIX. In: CUNHA, M. C. P. Carnavais e outras f(r)estas: ensaios de história social da cultura. Campinas: Unicamp; Cecult, 2002 (adaptado).

Com base no texto, é correto afirmar que AA o espaço natural é formado, e tão somente determinado, pelas interações clima-relevo na superfície terrestre, sem a participação antrópica. BB o homem começou a produzir espaço geográfico no momento em que pode abandonar as atividades de caça, pesca e coleta e passou a realizar trabalhos agrícolas e de criação de animais. CC a Geografia não pode ser considerada uma ciência social, porque se volta especialmente para a estruturação natural da superfície terrestre, que varia no tempo e no espaço; ela é uma ciência da Terra. DD a ação do homem sobre a natureza se dá, de forma uniforme, no tempo e no espaço, contudo a intensidade dessa ação é uma função inversa das necessidades sociais. EE os conceitos de modo de produção e de formações econômico-sociais não são mais necessários para a compreensão da produção do espaço geográfico em face da expressiva revolução técnico-científica.

Manifestações culturais, como o carnaval, também têm sua própria história, sendo constantemente reinventadas ao longo do tempo. A atuação das Grandes Sociedades, descrita no texto, mostra que o carnaval representava um momento em que as AA distinções sociais eram deixadas de lado em nome da celebração. BB aspirações cosmopolitas da elite impediam a realização da festa fora dos clubes. CC liberdades individuais eram extintas pelas regras das autoridades públicas. DD tradições populares se transformavam em matéria de disputas sociais. EE perseguições policiais tinham caráter xenófobo por repudiarem tradições estrangeiras.

QUESTÃO 17

QUESTÃO 19

A democracia na Grécia antiga esteve intimamente ligada AA ao período homérico (séculos XII a VIII a.C.), ao trabalho servil, às lutas entre grandes e pequenos proprietários de terras e ao voto censitário. BB ao período arcaico (séculos VIII a VI a.C.), ao trabalho livre, à pacificação do conflito entre as classes e ao sufrágio universal. CC ao período clássico (séculos V e IV a.C.), ao trabalho escravo, às lutas entre os cidadãos ricos e pobres e ao voto direto. DD ao período helenístico (séculos III e II a.C.), ao trabalho livre, à pacificação dos conflitos entre os cidadãos e ao voto por sorteio. EE a todos os períodos (séculos XII a III a.C.), ao trabalho escravo, à desigualdade entre os cidadãos e à eleição de representantes.

“Não são raros, no período colonial, os casos como o de um Bernardo Vieira de Melo, que, suspeitando a nora de adultério, condena-a à morte em conselho de família e manda executar a sentença, sem que a Justiça dê um único passo no sentido de impedir o homicídio ou de castigar o culpado...”. HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil

O texto demonstra AA a ineficácia total das instituições judiciárias. BB a insegurança dos grandes proprietários. CC a força imensa, mas legal, do pátrio poder. DD a intolerância com os crimes de ordem sexual. EE a gestão coletiva do poder no interior da família.

CH | Página 7


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 20 Leia o texto. DigitalGlobe divulga imagens de satélite do local da captura de Osama Bin Laden A DigitalGlobe divulgou em seu site imagens de satélite da região de Abbottabad, Paquistão, onde Osama Bin Laden estava refugiado. De acordo com a agência Fox News, uma equipe de 40 soldados Seal da marinha dos Estados Unidos capturou e matou o terrorista responsável pela morte de milhares de cidadãos americanos. A comparação de imagens de satélite de junho de 2005 e janeiro de 2011, feita pela DigitalGlobe, revela a expansão da mansão onde Osama se escondia.

www.globalgeo.com.br.5-5-2011 - adaptado.

Sobre o tipo de imagem de satélite mostrado na reportagem acima, assinale a alternativa correta. AA É usado para monitorar espaços menores, uma vez que tem alta resolução espacial. BB Está disponível apenas para uso militar, por isso não pode ser comercializado. CC É obtido através de um sensor transportado por aviões que voam em baixa altitude. DD É um produto da tecnologia do Sistema de Posicionamento Global – GPS. EE É produzida a partir da aerofotogametria.

QUESTÃO 22 Os assírios habitaram a região de Assur, derivando daí seu nome, bem como o nome de seu principal deus. Originariamente, foi um povo agricultor e pastor que começou sua expansão a partir de 1300 a.C. até tornar-se um grande Império, que se estendeu da Palestina à Mesopotâmia. Assinale a alternativa que contém a afirmação verdadeira. AA A expansão assíria foi possível graças à estratégia da utilização de prisioneiros de guerra, especialmente aqueles corajosos e valentes, como mercenários, negociadores e espiões. BB O domínio assírio foi aceito pelos povos vencidos graças a negociações e pactos ardilosos e à utilização de discursos cujo teor propagava os ideais de tolerância e colaboração. CC Os assírios empregaram acordos diferenciados com os povos conquistados. Aos mais frágeis militarmente, prometeram tolerância, enquanto aqueles que resistiam submetiam com a força. DD A vitória dos assírios foi possível graças à superioridade militar, pois dispunham de uma potente cavalaria, uma infantaria numerosa e de modernas máquinas de guerra. EE A influência assíria foi bem além do mapa geográfico da Mesopotâmia, criando condições para se acreditar, de forma extremamente convincente, que povos da Europa Ocidental já conheciam as técnicas dos assírios.

QUESTÃO 23 Leia: “No momento em que atravessa sua mais grave crise política e econômica, a União Europeia (UE) celebrou ontem uma conquista histórica: o Prêmio Nobel da Paz de 2012. A decisão do comitê de experts, anunciada no fim da manhã, em Oslo, na Noruega, pegou de surpresa a opinião pública do bloco de 27 países.” (O Estado de S. Paulo. Em crise, União Europeia ganha Nobel da Paz e argumento contra eurocéticos. 13/10/2012. p. A11.)

QUESTÃO 21 Observe a ilustração a seguir.

(Fonte: Atlas Mundial)

CH | Página 8

Com base em seus conhecimentos sobre as relações Terra-Sol, assinale a alternativa correta. AA As estações do ano se sucedem em consequência do movimento de rotação da Terra em torno do Sol. BB As estações do ano destacadas na ilustração ocorrem durante o equinócio de 22 de setembro. CC O início das estações referidas na ilustração ocorre próximo ao afélio da Terra em relação ao Sol. DD No período do ano considerado, os raios solares ficam perpendiculares à faixa atravessada pelo Trópico de Capricórnio. EE Os hemisférios Norte e Sul estão recebendo luz solar em quantidade equivalentes.

Sobre o significado desse prêmio dado à União Europeia, é correto afirmar que AA seu efeito é apenas propagandístico, pois fantasia uma harmonia que haveria no continente, algo falso diante das tensões militares ainda existentes na Europa. BB visou um fim econômico, procurando desviar a atenção sobre os problemas econômicos estruturais gerados pela integração das realidades geográfico-nacionais da Europa. CC trata-se de um reconhecimento ao papel da União Europeia, que tem agido contra as intervenções em países estrangeiros, como no caso da ação no Iraque, realizada pelos EUA. DD entendeu-se que a integração de realidades geográfico-nacionais em uma entidade mais ampla elimina de vez as motivações para conflitos, que no passado foram tão nefastos. EE buscou estimular a continuidade das políticas diplomáticas e econômicas da União Europeia junto às suas ex-colônias, mergulhadas em infindáveis conflitos internos.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 24

QUESTÃO 26 Leia atentamente o texto. “A capoeira - reprimida pela polícia do final do século passado e incluída como crime no Código Penal de 1890 - é oficializada como modalidade esportiva nacional em 1937. Também, o samba passou da repressão à exaltação, de dança de preto à canção brasileira para exportação. Definido na época como uma dança que fundia elementos diversos, nos anos 30, o samba sai da marginalidade e ganha as ruas, enquanto as escolas de samba e desfiles passam a ser oficialmente subvencionados a partir de 1935.” (SCHWARCZ, Lilia M. “Nem preto nem branco, muito pelo contrário: cor e raça na intimidade.” ln: NOVAES, Fernando A. (org.) “História da Vida Privada no Brasil. Contrastes da Intimidade Contemporânea”. Vol. 4. São Paulo: Companhia das Letras, 1998, p. 196.) Jean-Baptiste Debret. Entrudo, 1834.

Na obra “Entrudo”, de Jean-Baptiste Debret (1768-1848), apresentada acima, AA registram-se cenas da vida íntima dos senhores de engenho e suas relações com os escravos. BB identifica-se a presença de traços marcantes do movimento artístico denominado Cubismo. CC identificam-se, nas fisionomias, sentimentos de angústia e inquietações que revelam as relações conflituosas entre senhores e escravos. DD observa-se a composição harmoniosa e destacam-se as imagens que representam figuras humanas. EE constata-se que o artista utilizava a técnica do óleo sobre tela com pinceladas breves e manchas, sem delinear as figuras ou as fisionomias.

QUESTÃO 25

Sobre as formas de integração das manifestações culturais negras no Brasil, é correto afirmar que AA os elementos da cultura negra no Brasil são, a partir da década de 1930, incorporados à cultura nacional, perdendo grande parte de suas características originais. BB assim como o samba e a capoeira, o futebol é um elemento da cultura negra desenvolvido a partir da herança africana trazida pelos escravos. CC as manifestações da cultura africana foram incorporadas pela cultura brasileira em sua forma integral e com suas peculiaridades sendo respeitadas. DD os elementos afro-brasileiros foram aceitos como parte da cultura brasileira logo após a abolição da escravatura, a partir de um programa estatal de integração cultural. EE a segregação racial manteve-se como a base da formação da cultura brasileira, especialmente a partir da década de 1930, quando é estabelecido um projeto de cultura nacional.

Leia o texto a seguir.

QUESTÃO 27

A base da culinária tradicional goiana ocorreu em meados do século XVIII, com a fusão dos hábitos alimentares dos índios nativos que aqui viviam aos hábitos advindos de outras culturas, destacando-se a dos bandeirantes mineiros, paulistas e portugueses com a introdução de carnes salgadas.

No dia 1º de julho de 2012, a cidade do Rio de Janeiro tornou-se a primeira do mundo a receber o título da Unesco de Patrimônio Mundial como Paisagem Cultural. A candidatura, apresentada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), foi aprovada durante a 36ª Sessão do Comitê do Patrimônio Mundial. O presidente do Iphan explicou que “a paisagem carioca é a imagem mais explícita do que podemos chamar de civilização brasileira, com sua originalidade, desafios, contradições e possibilidades”. A partir de agora, os locais de cidade valorizados com o título da Unesco serão alvo de ações integradas visando a preservação da sua paisagem cultural.

SANTIAGO, Raquel de A. C. et al. Alimentação saudável na culinária regional. Goiânia: Índice Editora, 2012. p. 17. (Adaptado).

Nesse período, as consequências do movimento dos bandeirantes, para a dinâmica política regional e para os hábitos alimentares na dieta da população local, foram, respectivamente: AA Surgimento das oligarquias locais; incorporação de alimentos energéticos. BB Nomeação de administradores locais; incorporação de alimentos plásticos. CC Fortalecimento do movimento separatista do norte de Goiás; incorporação de alimentos energéticos. DD Criação da capitania de Goiás; incorporação de alimentos plásticos. EE Nomeação de administradores locais; incorporação de alimentos reguladores.

Disponível em: www.cultura.gov.br. Acesso em: 7 mar. 2013 (adaptado).

O reconhecimento da paisagem em questão como patrimônio mundial deriva da AA presença do corpo artístico local. BB imagem internacional da metrópole. CC herança de prédios da ex-capital do país. DD diversidade de culturas presente na cidade. EE relação sociedade-natureza de caráter singular. CH | Página 9


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 28

QUESTÃO 29 Leia o texto a seguir. No ethos (ética), está presente a razão profunda da physis (natureza) que se manifesta no finalismo do bem. Por outro lado, ele rompe a sucessão do mesmo que caracteriza a physis como domínio da necessidade, com o advento do diferente no espaço da liberdade aberto pela práxis. Embora, enquanto autodeterminação da práxis, o ethos se eleve sobre a physis, ele reinstaura, de alguma maneira, a necessidade de a natureza fixar-se na constância do hábito. (Adaptado de: VAZ, Henrique C. Lima. Escritos de Filosofia II. Ética e Cultura. 3ª edição. São Paulo: Loyola. Coleção Filosofia - 8, 2000, p.11-12.) (Escola de Atenas – Rafael Sanzio)

Observe a obra clássica de Rafael Sanzio, onde há uma síntese de vários elementos da filosofia grega, e leia atentamente os textos a seguir, respectivamente, de Platão e de Aristóteles: [...] a admiração é a verdadeira característica do filósofo. Não tem outra origem a filosofia. (PLATÃO, Teeteto. Tradução de Carlos Alberto Nunes. Belém: Universidade Federal do Pará, 1973. p. 37.)

Com efeito, foi pela admiração que os homens começaram a filosofar tanto no princípio como agora; perplexos, de início, ante as dificuldades mais óbvias, avançaram pouco a pouco e enunciaram problemas a respeito das maiores, como os fenômenos da Lua, do Sol e das estrelas, assim como a gênese do universo. E o homem que é tomado de perplexidade e admiração julga-se ignorante (por isso o amigo dos mitos é, em certo sentido, um filósofo, pois também o mito é tecido de maravilhas); portanto, como filosofavam para fugir à ignorância, é evidente que buscavam a ciência a fim de saber, e não com uma finalidade utilitária. (ARISTÓTELES. Metafísica. Livro I. Tradução Leonel Vallandro. Porto Alegre: Globo, 1969. p. 40.)

Com base no exposto anteriormente e nos conhecimentos sobre a origem da filosofia, é correto afirmar: AA A filosofia surgiu, como a mitologia, da capacidade humana de admirar-se com o extraordinário e foi pela utilidade do conhecimento que os homens fugiram da ignorância. BB A admiração é a característica primordial do filósofo porque ele se espanta diante do mundo das ideias e percebe que o conhecimento sobre este pode ser vantajoso para a aquisição de novas técnicas. CC Ao se espantarem com o mundo, os homens perceberam os erros inerentes ao mito, além de terem reconhecido a impossibilidade de o conhecimento ser adquirido pela razão. DD Ao se reconhecerem ignorantes e, ao mesmo tempo, se surpreenderem diante do anseio de conhecer o mundo e as coisas nele contidas, os homens foram tomados de espanto, o que deu início à filosofia. EE A admiração e a perplexidade diante da realidade fizeram com que a reflexão racional se restringisse às explicações fornecidas pelos mitos, sendo a filosofia uma forma de pensar intrínseca às elaborações mitológicas. CH | Página 10

Com base no texto, é correto afirmar que a noção de physis, tal como empregada por Aristóteles, compreende: AA A disposição da ação humana, que ordena a natureza. BB A finalidade ordenadora, que é inerente à própria natureza. CC A ordem da natureza, que determina o hábito das ações humanas. DD A origem da virtude articulada, segundo a necessidade da natureza. EE A razão matemática, que assegura ordem à natureza.

QUESTÃO 30 Leia o texto abaixo com atenção. No século XVIII, os limites territoriais entre as áreas coloniais portuguesas e espanholas na América ainda eram imprecisos e, apesar dos diferentes acordos assinados, houve conflitos entre os reinos ibéricos. Os lusitanos avançaram no território espanhol e incorporaram áreas que atualmente fazem parte da região sul do Brasil, atitude que desagradou as autoridades espanholas. Diante da situação, portugueses e espanhóis assinaram o Tratado de Santo Ildefonso, em 1777, que AA reafirmava os limites estabelecidos pelo Tratado de Madrid e as formas de demarcação dos mesmos. BB estabelecia as normas do processo de permuta entre a Colônia do Sacramento e a região dos Sete Povos das Missões, que passaram a pertencer a Portugal. CC as demarcações realizadas tornaram os limites entre os territórios espanhóis e portugueses mais precisos, praticamente iguais aos de hoje, e restabeleceram a paz entre os reinos. DD ao firmar o tratado, os portugueses perderam a Colônia do Sacramento e a área dos Sete Povos das Missões. EE foi vantajoso para os lusitanos pois, além de manter o controle sobre a Colônia do Sacramento, agregava a região dos Sete Povos das Missões.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 31

QUESTÃO 33

O trecho a seguir pertence ao roteiro do filme “O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro” (1969), de Glauber Rocha - um dos representantes do Cinema Novo no Brasil.

O território brasileiro é, hoje, cerca de três vezes maior do que as terras garantidas a Portugal pelo tratado de Tordesilhas. Sobre a ampliação das fronteiras dos territórios portugueses na América, é possível afirmar que: AA Situado para além da linha de Tordesilhas, o território do atual estado do Rio Grande do Sul apenas se incorporou à colônia na segunda metade do século XX. BB A ampliação do território português ocorreu graças à ação das entradas e do desenvolvimento da cana-de-açúcar e Cacau. CC Na segunda metade do século XVII, os portugueses fundaram, às margens do rio da Prata, quase de frente a Buenos Aires, a colônia de Sacramento, que posteriormente passou ao domínio espanhol. DD O tratado de Petrópolis, firmado entre Portugal e Espanha, em 1750, estabeleceu que a posse das terras caberia àqueles que as ocupassem efetivamente (princípio de Utis Possidetis). Com isso, esse tratado legitimou a posse dos territórios que a Espanha ocupava além dos limites estabelecidos pelo tratado de Tordesilhas. EE O desenvolvimento da Pecuária Extensiva foi fundamental para explicar a ocupação da atual região Centro-Oeste no século XVI.

“Os beatos e os cangaceiros entram em Jardim das Piranhas cantando e dançando, envolvendo o Padre no meio da praça. O Padre assustado. O Professor às gargalhadas, bêbado. O coronel Horácio, Batista, Laura, Matos e Antonio das Mortes aparecem na praça. Silêncio. Beatos, cangaceiros e o povo da vila sentados no chão, formando um círculo. No centro, Antonio das Mortes e Coirana andam também em círculo, encarando-se” A partir da análise desse fragmento, pode-se depreender algumas características desse Cinema Novo, tais como: AA A opção de apresentar, tragicamente, a condição terceiro-mundista, através de uma linguagem renovada, combinando uma reviravolta estética e temática. BB A ausência de preocupações ideológicas, por parte dos diretores que visavam, primordialmente, ao requinte estético em seus filmes. CC O entrosamento perfeito entre os ideais da indústria cinematográfica brasileira e o potencial criativo dos autores. DD O objetivo de traduzir para o povo a chamada “política desenvolvimentista”, valendo-se, para isso, da narrativa clássica hollywoodiana. EE A busca do êxito comercial com o emprego da fórmula que a chanchada havia devolvido: tocar a consciência popular através da caricaturização do cotidiano.

QUESTÃO 32

QUESTÃO 34 A figura a seguir, a despeito de apresentar a delimitação territorial atual do Brasil, representa a formação espacial colonial-escravista brasileira na passagem do século XVIII para o século XIX, momento fundamental para a compreensão da formação territorial do Brasil. A figura delimita as diversas atividades econômico-demográficas, do que resulta um dado arranjo espacial.

Na verdade, a ideologia impessoal do liberalismo democrático jamais se naturalizou entre nós. Só assimilamos efetivamente esses princípios até onde coincidiram com a negação pura e simples de uma autoridade incômoda, confirmando nosso instintivo horror às hierarquias e permitindo tratar com familiaridade os governantes. (HOLANDA, S. B. de. Raízes do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1995. p. 160.)

Ao analisar o processo de formação histórica dos valores políticos do Brasil, o texto sugere que AA ocorreu um fraco desenvolvimento de aspectos racionais em detrimento de emocionais em relação à política. BB a escravidão foi fator determinante para o fracasso de valores democráticos na sociedade brasileira. CC os brasileiros demonstraram afeição pelo modelo de impessoalidade e mérito como base da política. DD a influência lusa favoreceu a idealização e sacralização dos governantes inspirando temor e respeito a eles. EE a falta de hierarquias sociais rígidas estimulou uma sociedade democrática e igualitária.

Adaptado de R. Moreira. Formação do Espaço Agrário Brasileiro. São Paulo: Editora Brasiliense, 1990. p. 13.

CH | Página 11


As 336 + | ENEM 2014

De acordo com os dados representados no mapa, podemos inferir que: AA A ocupação do Nordeste se deu predominantemente a partir da formação de aldeamentos indígenas, atividade mineradora e do extrativismo amazônico. BB Na região do Litoral Sul e Sudeste, a atividade extrativa vegetal atlântico foi fundamental para o processo de ocupação e desenvolvimento de núcleos de povoamento. CC Dentre as atividades pioneiras no processo de exploração econômica do Brasil, podemos apontar a extração do Pau-brasil, desenvolvida na zona extrativo vegetal atlântico, responsável pela formação de importantes núcleos de povoamento. DD A Pecuária Extensiva teve importante papel na ocupação apenas do Centro-Sul, pois os fatores edáfico-climáticos eram mais favoráveis ao desenvolvimento de tal atividade. EE O Núcleo canavieiro foi desenvolvido principalmente na Zona da Mata Nordestina, favorecido pela formação de um solo Massapê, clima úmido e posição geográfica favorável ao comércio com a Europa.

A expansão da colonização na América portuguesa, nos séculos XVII e XVIII, ocasionou o surgimento de novas atividades econômicas, de núcleos de povoamento e de caminhos e estradas, como os que compuseram a Estrada Real.

QUESTÃO 35

QUESTÃO 36 Mapa da Estrada Real

Podemos identificar como característica do contexto histórico em que a estrada foi construída, AA o esforço português em melhorar as comunicações e transportes na colônia para facilitar a luta contra invasores estrangeiros. BB a atuação de bandeirantes que buscavam destruir quilombos e capturar índios para fornecer mão de obra para a pecuária sulista. CC a necessidade de interligar a região exploradora das drogas do sertão com as zonas portuárias do Sudeste. DD a criação de um mercado consumidor interno voltado para o abastecimento das regiões mineradoras e sua fiscalização. EE a multiplicação de missões jesuíticas na região Centro-Oeste e a construção dos sete povos das missões na fronteira sul.

“Constantino, cada vez mais cristão, começou a favorecer e a enriquecer a Igreja, e a transcrever em sua legislação os princípios da moral cristã. Constâncio, mais ariano que ele, perseguiu não somente os pagãos (intermitentemente), mas também os ortodoxos (...), fazendo jus à resposta famosa de Óssio de Córdova que, pela primeira vez, recusava ao príncipe o direito de imiscuir-se nos assuntos espirituais (‘Não interfiras nos assuntos da Igreja’). O problema ‘cristológico’, suscitado pela questão ariana, continuava a apaixonar e a dividir a opinião, e os concílios multiplicaram-se, sem chegar a qualquer solução.” (Paul Petit, HISTÓRIA ANTIGA.)

http://direitomonarquicodobrasil.blogspot.com

A Estrada Real, nos dias de hoje, é a reunião dos vários caminhos construídos no Brasil-Colônia, principalmente nos séculos XVII e XVIII, para o transporte das riquezas do interior para o litoral do Rio de Janeiro, de onde seguiam para a metrópole portuguesa. São 1.512 km que permitem mergulhar na história brasileira. A circulação de pessoas, mercadorias e riquezas era obrigatoriamente feita por aqueles caminhos, constituindo crime de lesa-majestade a abertura de outros não autorizados pela administração metropolitana. Adaptado de http://360graus.terra.com.br

CH | Página 12

A estrutura política da Roma antiga utilizou vários recursos, para evitar tensões sociais. Um desses mecanismos foram os Editos. O Edito de Milão teve fundamental importância principalmente no tocante aos movimentos religiosos. O Edito de Milão, de 313 d.C., foi responsável pelo(a) AA consumação do Cisma do Oriente, estabelecendo o surgimento de uma Igreja Cristã Ortodoxa e uma Igreja Católica Apostólica Romana. BB reconhecimento do cristianismo como religião oficial do Império Romano, decretado pelo imperador Teodósio. CC reorganização territorial do mundo romano, criando o Império Romano do Ocidente e o Império Romano do Oriente. DD negociação política que organizou o Segundo Triunvirato, constituído por Marco Antônio, Otávio e Lépido, após o assassinato de Júlio César. EE mecanismo encontrado pelo imperador Constantino para liberar e reconhecer oficialmente o culto do cristianismo.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 37 Nossos contatos com os soldados dos dois exércitos foram igualmente diferentes. Os alemães costumavam vir todas as manhãs até o quintal dos fundos, pedindo educadamente um pouco de água para se barbearem [...]. Os russos requisitavam apenas água para beber e pediam que lhes mostrássemos nossas mãos. Era uma espécie de exame político, para descobrir se pertencíamos à classe trabalhadora ou à detestável burguesia, o inimigo odiado [...]. Um jovem e resoluto soldado, ao ver as minhas mãos relativamente limpas, apesar de todas as batatas descascadas, perguntou-me: — Ei, você, burguesa, você nunca trabalhou com as mãos? — Sou estudante – respondi. — E como você fala russo tão bem? — Minha mãe era russa. — Sua mãe era russa? E onde está ela agora, essa sua mãe russa? — Ela está morta — era mentira... Percebi tudo pela primeira vez. Nós estávamos vivendo na linha de frente entre o oeste e o leste... DAVIES, Norman. Europa na guerra. Rio de Janeiro: Record, 2009. p. 427.

As memórias relatadas foram escritas por Natalie Kosovska, uma moradora de Brest, Belarus, e nos remetem AA à resistência da população de Brest, com o apoio dos russos, diante da tentativa alemã de conquistar a cidade durante a Primeira Guerra Mundial. BB à Guerra Franco-Prussiana, no fim do século XIX, quando os exércitos alemão e russo se enfrentaram na disputa pela Alsácia-Lorena. CC às disputas entre russos e alemães pelo controle dos estreitos de Bósforo e Dardanelos, nos anos que antecederam à Primeira Guerra Mundial. DD aos embates entre os exércitos da Alemanha nazista e da URSS, no território da Europa Oriental, durante a Segunda Guerra Mundial. EE à disputa entre russos e alemães, que ocorreu durante a Primeira Guerra Mundial, pelo controle da região conhecida como Bálcãs.

QUESTÃO 38 Das três raças que entraram na constituição do Brasil, duas, pelo menos, os indígenas e africanos, trazem à baila problemas étnicos muito complexos. Se para os brancos há uma certa homogeneidade, que no terreno puramente histórico pode ser dada como completa, o mesmo não ocorre com os demais. Os povos que os colonizadores aqui encontraram, e mais ainda os que foram buscar na África, apresentam entre si tamanha diversidade que exige discriminação.

A respeito do processo de formação do povo brasileiro, podemos identificar que AA o Brasil é exemplo de harmonia entre suas etnias constituintes, o que torna possível constatar o equilíbrio entre os desiguais. BB a nação vivencia a máxima da democracia racial, que foi apregoada em seu passado por historiadores que pensavam em nossa identidade. CC o povo brasileiro é fruto de uma complexa miscigenação que deve ser continuamente estudada e compreendida em suas particularidades. DD a cultura étnica em nosso país é resultado de sua pluralidade, tendo na condição do branco europeu o referencial de seu processo formador. EE a nação indígena brasileira deve ser vista à parte no processo de formação do povo brasileiro, pois representou a primazia de nossa constituição.

QUESTÃO 39 Um severo inverno demográfico De acordo com dados do Eurostat, em 2010 a média europeia relativa ao índice de fecundidade (número de filhos por mulher), situou-se em 1,59 filho por mulher, com países como a Irlanda ou a França, respectivamente, a registrar 2,07 e 2,03 filhos por mulher, e Portugal 1,37 filho por mulher. Mas em 2012, de acordo com o INE, o índice de fecundidade decresceu já para os 1,28 filho por mulher. Uma redução muito preocupante, por ser um valor baixíssimo e muito longe do valor mínimo para a renovação da população, que é de 2,1 filhos por mulher. Ora, este inverno demográfico – que se explica por diversas razões – terá significativas consequências na sociedade e na economia portuguesa. Disponível em: <http://www.publico.pt/sociedade/noticia/um-severo-invernodemografico-1614886>.

As tendências populacionais nesses países estão relacionadas a uma transformação AA na falta de investimentos em setores públicos, principalmente em saúde e educação, que ocasiona gastos extras às famílias gerando uma redução da fecundidade. BB na estrutura sexual, onde predominam os homens em termos absolutos, e uma ampliação da mulher no mercado de trabalho, delegando para os homens a função doméstica. CC política que apresenta um rígido controle de natalidade, limitando as famílias europeias. DD no fornecimento de pensões de aposentadoria, em queda diante de uma população de maioria jovem. EE na estrutura familiar dessas sociedades, impactada por mudanças nos projetos de vida das novas gerações.

PRADO JR., Caio. Formação do Brasil contemporâneo: colônia. Entrevista Fernando Novais. Postácio Bernardo Ricupero. São Paulo: Companhia das Letras, 2011. p. 88.

CH | Página 13


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 40

QUESTÃO 41 Reprodução

Madri e Barcelona travam batalha sobre voto de independência catalã Reprodução

O governo central da Espanha e as autoridades regionais catalãs, em Barcelona, travam mais uma batalha quanto à proposta de independência da Catalunha. Minutos após o governador catalão anunciar um referendo para 9 de novembro de 2014, Madri desautorizou a realização do pleito. “A votação não vai acontecer”, disse o ministro da Justiça da Espanha, Alberto Ruiz-Gallardon. Pouco antes, o governador catalão, Artur Mas, anunciou pela TV um acordo entre os partidos catalãos para a realização do referendo em 2014. Mas disse que a maioria dos catalães “quer construir um novo país”. “Estamos virando uma página transcendental em nossa história”, declarou. Segundo Mas, os eleitores responderiam se querem a Catalunha como um Estado espanhol ou um Estado independente. A notícia mostra um fato atual e ao mesmo tempo antigo na Espanha, assim como em muitos países do mundo: o separatismo. Países como Canadá e Rússia sofrem do mesmo problema geopolítico. Ainda que a Espanha tenha tido, nos últimos anos, razões para que os movimentos como o da Catalunha tenham ganhado uma proporção cada vez maior, isso se deve principalmente AA ao fato de o País Basco ter conseguido o mesmo referendo para escolher se continua fazendo parte da Espanha ou não. BB pelo fato de os países citados – Canadá e Rússia – se encontrarem, atualmente, passando por crises econômicas igualmente avassaladoras. CC devido ao fato de a Espanha vir aplicando um verdadeiro plano de cortes nos direitos dos trabalhadores e consequente aumento nos impostos para a Catalunha. DD devido à crise econômica europeia que estimula reivindicações separatistas da Catalunha, que se sente prejudicada por ser o estado espanhol mais rico. EE à possibilidade de a Espanha sair da União Europeia caso esta não consiga mostrar uma superação de seus problemas econômicos e consequente crescimento para os próximos anos.

CH | Página 14

QUESTÃO 42 Reprodução

Adaptado de: BBC Brasil. 12 dez. 2013.

Com base na charge, assinale a alternativa correta. AA Apesar do socorro de bilhões de euros enviados à Espanha e à Grécia, a crise aumenta o temor de que as dificuldades econômicas arrastem outros “gigantes” europeus para a mesma situação. BB A grave crise econômica que atingiu diversos países da Zona do Euro, tais como a Grécia, fez com que outras nações que antes pleiteavam sua entrada nesse Bloco viessem a desistir. CC Por causa de exigências dos credores responsáveis pela ajuda financeira à Zona do Euro, a Espanha foi temporariamente suspensa desse Bloco. DD Com a crise econômica na Zona do Euro, houve uma sensível diminuição dos fluxos turísticos internacionais para a Europa, causando desemprego em massa, sobretudo na Grécia. EE Graças à rápida intervenção dos países membros, a grave crise econômica que atingiu a Zona do Euro restringiu-se à Grécia, à França e ao Reino Unido.


As 336 + | ENEM 2014

O mapa representa o Império Britânico no fim do século XIX, na época em que as possessões inglesas davam uma volta ao mundo, e por isso se dizia que nele “o Sol nunca se põe”. A expansão colonial inglesa, e também de outros países europeus, está relacionada à propagação do processo de industrialização, da Segunda Revolução Industrial, que levou as potências da época a uma verdadeira corrida imperialista. Portanto, uma das funções que os territórios coloniais assumiam era a de AA produzir artigos manufaturados para o consumo europeu. BB consumir o excedente de produtos industrializados das metrópoles. CC oferecer mão de obra escrava às colônias europeias da América. DD importar matérias-primas e produtos agrícolas do continente europeu. EE exportar excedentes populacionais e de capitais para suas metrópoles.

DD

EE

o número de corporações globais no local; sofrer de macrocefalia e, em alguns casos, de bicefalia urbana; acesso da população à informação por TV e rádio; quantidade de museus e galerias e o modo como a cidade se relaciona com o mundo. a existência obrigatória de megalópoles que sejam formadas pela conurbação de pelo menos três grandes metrópoles, concomitantemente; a existência de grandes polos de tecnologia nacionais; a mínima influência de outras nações na economia nacional. um total populacional que não ultrapasse os cinco milhões de habitantes; elevados índices de desenvolvimento humano (IDH); preocupação governamental e por parte dos cidadãos para com a preservação do meio ambiente.

QUESTÃO 44 O que é o Terceiro Estado? O plano desse escrito é muito simples. Temos três questões a tratar: 1. O que é o Terceiro Estado? Tudo. 2. Que foi ele até a presente ordem política? Nada. 3. Que solicita? Tornar-se alguma coisa.

QUESTÃO 43

Reprodução

São Paulo perde pontos em ranking das cidades globais Motivos para a baixa colocação da cidade são: falta de infraestrutura, violência, poluição e corrupção Apesar de ser a 6a economia do planeta, o Brasil tem sua maior cidade, São Paulo, em 33o lugar no ranking das cidades globais, segundo pesquisa da empresa de consultoria em gestão AT Kearney, que será divulgada hoje.

CC

SIEYÈS, Abade. “O que é o Terceiro Estado?”. Janeiro de 1789. In: MELLO, L.; COSTA, L. História moderna e contemporânea. São Paulo: Scipione, 1999. p.155.

Esse trecho é parte do panfleto O que é o Terceiro Estado, escrito por Sieyès, em 1789, nos meses que antecederam a eclosão da Revolução Francesa. No processo revolucionário francês, o papel do Terceiro Estado, ou seja, dos segmentos sociais que não pertenciam à nobreza e ao clero, foi fundamental porque

O Estado de S. Paulo, 02 abr. 2012.

AA

A reportagem relaciona São Paulo, a maior cidade do Brasil, com uma forma de regionalização urbana conhecida como cidades globais e destaca a baixa colocação de uma das maiores metrópoles da América.

BB

A definição de cidade global engloba critérios específicos, tais como AA uma população igual ou superior a 10 milhões de habitantes; sede de empresas multinacionais com polarização intensa no país; população com acesso à água potável, saneamento básico e saúde; existência de meios de transporte e de comunicação públicos. BB o número de corporações globais no local; negócios gerados pela cidade e fluxo de produtos ao exterior; acesso da população à informação por TV, rádio e internet banda larga; quantidade de museus e galerias e como a cidade se relaciona com o mundo.

CC

DD

EE

negociou com o Estado absolutista a concessão de alguns direitos sem, no entanto, subverter a ordem do Antigo Regime. encaminhou ao Poder Judiciário suas reivindicações e promoveu ações de conscientização de seus direitos em todo o país. defendeu seus direitos sem atacar diretamente os privilégios que a nobreza e o clero desfrutavam desde os tempos feudais. reivindicou a supressão do privilégio da isenção fiscal para a nobreza e o clero, o que permitiu o reequilíbrio financeiro da nação. lutou contra a ordem vigente na França, precipitando uma insurreição armada que destruiu o Antigo Regime naquele país.

CH | Página 15


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 45 Reprodução

QUESTÃO 47

A charge apresentada faz alusão um importante conceito das Ciências Sociais conhecido como AA etnocentrismo. BB nacionalismo. CC evolucionismo. DD racismo. EE individualismo.

QUESTÃO 46

“Brasil será o país do Bitcoin”, diz defensor de “moeda criptográfica” O Bitcoin é uma moeda baseada nos princípios de redes ponto-a-ponto (P2P). O “Bit” no nome vem de “BitTorrent”, uma tecnologia empregada na transferência direta de arquivos entre internautas. Assim como as tecnologias P2P para arquivos buscam descentralizar a distribuição de dados, o Bitcoin quer descentralizar a moeda, desvinculando-a de qualquer governo ou instituição de controle. A moeda ganhou notoriedade em 2011 quando foi usada no comércio ilegal de drogas. O Bitcoin funciona de maneira simples: você baixa o software do Bitcoin, cria uma “carteira virtual” e passa a fazer parte da rede que gerencia as transações com Bitcoins (BTC). Ao realizar os cálculos que a rede precisa, você tem chances de ganhar Bitcoins em troca do “esforço” do computador. Mas, hoje, a complexidade é tão grande – os bastidores do Bitcoin não são nada simples – que a única maneira real de obter BTC, para a maioria, é comprando moedas dos vários sites de “câmbio”. O mundo virtual não para de nos surpreender. Compras virtuais já não são mais novidade, e a ideia do Bitcoin vem nos mostrar um “mundo novo” de possibilidades, visto que essa nova maneira de percebermos o valor monetário poderá colocar em xeque algumas definições básicas sobre valores e moedas. Disponível em: <http://www.g1.globo.com>.

A análise da charge nos permite afirmar que AA a produção de alimentos transgênicos é visto como solução para a fome mundial. BB a população economicamente mais favorecida não deverá consumir alimentos transgênicos, e a produção destes deverá ser destinada para a classe menos favorecida. CC os países subdesenvolvidos deverão ter a presença de alimentos transgênicos de forma mais abundante. DD a produção transgênica não deverá transformar a realidade social da classe marginalizada, pois a fome é reflexo da má distribuição de alimentos e não da quantidade de produção. EE a população, de uma forma geral, está mais confiante quanto às vantagens de alimentos transgênicos.

CH | Página 16

A ideia de valor do Bitcoin se caracteriza AA pelo fato de ser um aplicativo ou app, que permite “navegar” pela rede Bitcon, dando acesso a uma conta particular. Para isso, torna-se necessário comprar esse aplicativo. BB pela utilização de programas de computares que atuam como “bolsas de valores” virtuais, para que a moeda tenha valor, e que trocam, obrigatoriamente, Bitcoins por dólares ou euros. CC a partir da ideia de que tudo fica na internet, compartilhado entre milhares de computadores que armazenam os dados de transações. A partir disso, o Bitcoin já pode ser usado para compras e transações monetárias, bastando, apenas, ter uma “carteira virtual”. DD por não poder, na prática, comprar mercadorias com Bitcoins, pois a moeda é utilizada apenas na chamada Deep Web. EE por não ser preciso desembolsar muito dinheiro, pois os Bitcoins podem ser encontrados em computadores pessoais comuns, o que torna mais fácil o acesso à moeda.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 48 Nelson Mandela nasceu no pequeno vilarejo de Qunu, na África do Sul. Aos sete anos, Mandela tornou-se o primeiro membro da família a frequentar a escola. Formou-se em Direito e se envolveu na oposição ao regime do apartheid, que negava aos negros, maioria da população, mestiços e indianos, que tinham uma expressiva colônia de imigrantes, direitos políticos, sociais e econômicos. Preso por sua militância política, Mandela permaneceu na cadeia por 27 anos, tornando-se a representação da oposição ao apartheid de tal forma que o clamor “Libertem Nelson Mandela” se tornou o lema das campanhas antiapartheid em vários países. Mandela continuou na prisão até fevereiro de 1990, quando a campanha do CNA, aliada à pressão internacional, conseguiram que ele fosse libertado em 11 de fevereiro, aos 72 anos, por ordem do então presidente Frederik Willem de Klerk. Mandela tornou-se presidente do CNA no período de julho de 1991 a dezembro de 1997, e primeiro presidente negro da África do Sul entre maio de 1994 e junho de 1999, comandando a transição do regime de minoria que estava no poder e adotando o apartheid, ganhando respeito ainda maior perante a comunidade internacional. Adaptado de: Líder Negro e estadista da África do Sul: Nelson Mandela. Disponível em: <http://educacao.uol.com.br/biografias/nelson-mandela.jhtm>.

O fim do regime segregacionista sul-africano, o apartheid, ocorrido na década de 90 do século XX, representou o desfecho de importantes lutas sociais da população negra daquele país. A história da vida de Nelson Mandela expressa que AA o acesso ao ensino não deve ser entendido como um fator relevante na trajetória de Mandela, e sim sua militância política. BB a rigidez de uma sociedade segregacionista impossibilita qualquer mecanismo ou estratégia de ascensão social. CC a aliança com uma parcela descontente dos setores dominantes foi decisiva para a guinada na trajetória do líder sul-africano. DD o estudo do Direito garantiu a Mandela ferramentas jurídicas para a reivindicação dos direitos da maioria negra na África do Sul. EE a educação foi significativa para o desenvolvimento da consciência cidadã de Mandela e contribuiu para sua luta contra o apartheid.

QUESTÃO 49

O homem se expressa pela arte há milênios, na figura acima se tem uma expressão rupestre, em que o homem expõe AA a facilidade de caçar animais ao longo de sua vida, gerando um bom desenvolvimento humano. BB a habilidade humana de caçar e sobreviver nas adversidades, fruto do bom desenvolvimento dos instrumentos. CC a dificuldade na caça, na qual nem sempre obtinham seu alimento, motivando assim o nomadismo. DD o trabalho em equipe, no qual o animal era inevitavelmente caçado e servia de alimento e oferenda aos deuses. EE a disputa por grupos rivais pela caça obtida, onde quem tinha os melhores instrumentos levaria a caça.

QUESTÃO 50 Observe a figura a seguir. As Regiões Geoeconômicas do Brasil

(1) Amazônia (2) Centro-Sul (3) Nordeste

CH | Página 17


As 336 + | ENEM 2014

A proposta de regionalização do Brasil, que toma, por base, critérios geoeconômicos, desconsidera os limites político-administrativos. Isso, porque algumas áreas de determinados estados, segundo esses critérios, têm maior identidade com os estados limítrofes que com algumas de suas partes internas. Acerca da divisão regional do Brasil, é correto afirmar que AA são observadas, na Amazônia, diferenças internas carac-terizadas no Meio Norte, Sertão, Zona da Mata e Agreste. BB a Amazônia compreende apenas parte da Floresta Amazônica localizada em território brasileiro. Integrada por quase todos os estados da região Norte (exceto parte do Ceará), além do Mato Grosso e leste do Maranhão, é uma região que apresenta baixa densidade demográfica. CC o Centro-Sul é a região onde ocorreu o processo de povoamento do país. Possui grandes contrastes naturais e socioeconômicos entre as áreas do interior, mais urbanizadas, industrializadas e desenvolvidas economicamente e o litoral com grandes problemas sociais. DD a agropecuária, no Nordeste, constitui o setor econômico mais importante, seguido pelo extrativismo vegetal, mineração e o setor industrial, com destaque para a zona industrial de Manaus. EE o norte de Minas Gerais faz parte do complexo regional nordestino; o extremo sul do Mato Grosso pertence à região Centro-Sul e o restante do seu território faz parte da região da Amazônia; a porção oeste do Maranhão integra-se à Amazônia e o extremo sul do Tocantins pertence à região Centro-Sul.

QUESTÃO 52 Leia o texto a seguir. Fugiu da loja de tecidos da Rua do Queimado, n. 13, Recife, escravo Caetano, idade de 12 anos, pouco mais ou menos, nação Angola, levou vestido calça e camisa de algodão, tem uma cruz no braço esquerdo, marca de fogo, e no meio da cabeça tem falta de cabelo de carregar peso. DIÁRIO DE PERNAMBUCO, 23 jan. 1830. In: FREYRE, Gilberto. O escravo nos anúncios de jornais brasileiros do século XIX. São Paulo: Global, 2010, p. 110111. (Adaptado).

Publicado em 1830, o anúncio do jornal registra o cotidiano da sociedade escravocrata brasileira, cuja característica expressa-se AA pela valorização do trabalho manual, destacando as marcas corporais na cabeça como expressão da aptidão do escravo ao trabalho. BB pela denúncia das mazelas do cotidiano dos escravos, demonstrando a intolerância da imprensa com o tratamento destinado aos cativos. CC pela demanda de escravos para o trabalho urbano, ampliando as possibilidades de fugas como estratégia de resistência ao cativeiro. DD pela compra de escravos da mesma origem para facilitar a convivência nas senzalas, predominando a importação de escravos oriundos de Angola. EE pela adesão dos escravos ao catolicismo, tendo expressa a devoção do cativo na marca da cruz que carrega no corpo.

QUESTÃO 53

Mapa 1

QUESTÃO 51 Karl Marx (1818–1883), Émile Durkheim (1858–1917) e Max Weber (1864–1920), teóricos da Sociologia, chegam a conclusões distintas em suas análises e reflexões sobre as funções das religiões nas sociedades. Com base na visão desses sociólogos, podemos inferir que AA para Max Weber, as concepções religiosas são fatores irrelevantes da conduta econômica. BB segundo a teoria de Weber, a religião é uma das fontes causadoras do status quo, impedindo que mudanças sociais ocorram na sociedade. CC para Durkheim, a religião teria a função de fortalecer os laços de coesão social, e contribuir para a solidariedade dos membros do grupo. DD para Karl Marx, a religião teria a função de chamar a atenção para a alienação e sujeição do indivíduo na sociedade, levando-o a lutar contra as contradições sociais. EE Karl Marx, Émile Durkheim e Max Weber afirmam que, com o desenvolvimento das sociedades industriais, a religião tenderia a ganhar mais espaço entre as instituições sociais. CH | Página 18

No mês de julho deste ano, a entrada em erupção do vulcão Puyehue, 870 quilômetros ao sul de Santiago, provocou “uma explosão que causou uma coluna de cinzas com uma altura aproximada de dez quilômetros e cinco de extensão”, informou o Serviço Nacional de Geologia e Minas (Sernageomin) do Chile. O vulcão Puyehue, com 2240 metros de altura, situa-se na Cordilheira dos Andes. A sua última grande erupção tinha acontecido na década de 1960, depois do sismo de Valdivia, de magnitude 9,5 na escala de Richter. Texto disponível em: <http://www.publico.pt/mundo/vulcao-no-chile-acordoupassados-50-anos-e-obrigou-a-fuga-de-3500-pessoas_1497551>. Acesso em: 11 jul. 2011. [Adaptado] Mapa disponível em: FILIZOLA, Roberto. Geografia: ensino médio. São Paulo: IBEP, 2005. p. 77. V. único.


As 336 + | ENEM 2014

Sobre a ação dos agentes endógenos podemos inferir que AA no continente americano, na sua porção oriental, estão concentradas as áreas de maior incidência de atividades sísmicas. BB no passado geológico, a movimentação das placas tectônicas deu origem aos atuais dobramentos modernos, como o da Cordilheira dos Andes e o do Escudo Cristalino Brasileiro. CC de acordo com o mapa 1, os continentes mais afetados pelas atividades sísmicas e vulcânicas são o europeu e o africano. DD os desastres naturais são fenômenos extremos ou intensos que atingem um sistema social. Os agentes endógenos e/ou exógenos do relevo podem ser responsáveis por esses fenômenos. EE de acordo com o texto acima e com o mapa 1, grande parte dos terremotos e dos vulcões está localizada no chamado “Círculo de Fogo do Índico”.

QUESTÃO 54

Disponível em: http://fernandonogueiracosta.wordpress.com/2011/01/25/ Acesso em: 10 ago. 2013.

AA

BB

CC

DD

EE

Infere-se do gráfico acima que, em 2015, o PIB norte-americano será reduzido a 50% dos valores correspondentes a 2008, elevando a China à condição de maior potência econômica mundial. No início dos anos 1980, o governo chinês criou as Zonas Econômicas Especiais (ZEEs), cujo objetivo era atrair pequenos proprietários rurais para se tornarem empresários industriais com apoio estatal. Uma contradição no grande crescimento econômico chinês é a maior demanda por energia e modernização das vias de transporte, cujos investimentos têm sido realizados com o auxílio de capital estrangeiro. Considerando a posição geográfica da China e sua proximidade com o oceano Pacífico, a maior concentração industrial restringe-se a sua costa oeste. Considerando o PIB das duas economias, conforme dados apresentados no gráfico acima, China e Estados Unidos atualmente estão inseridos no sistema do capitalismo informacional, ou seja, aquele em que as relações de trabalho e de produção são previstas no chamado plano quinquenal.

QUESTÃO 55 Leia o verbete a seguir. vândalo (do latim vandalus). S. m. 1. Membro de um povo germânico de bárbaros que, na Antiguidade, devastaram o sul da Europa e o norte da África. 2. Fig. Aquele que destrói monumentos ou objetos respeitáveis. 3. Fam. Indivíduo que tudo destrói, quebra, rebenta. FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo Aurélio Século XXI: dicionário da Língua Portuguesa. 3. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999. (Adaptado).

O verbete “vândalo” indica que o mesmo termo adquire diferentes significados. O sentido predominante no dicionário citado, é amplamente empregado na cobertura midiática das recentes manifestações no Brasil, decorre da prevalência, na cultura ocidental, de uma AA visão de mundo dos romanos, que, negando a cultura dos povos germânicos, consolidou a dicotomia entre civilização e barbárie. BB mentalidade medieval, que, após a queda do Império Romano, se apropriou da herança cultural dos povos germânicos conquistadores, valorizando-a. CC concepção renascentista, que resgatou os valores cristãos da sociedade romana, reprimidos desde as invasões dos povos bárbaros. DD imagem construída por povos dominados pelo Império, que identificaram os vândalos como símbolo de resistência à expansão romana. EE percepção resultante dos conflitos internos entre os povos germânicos que disseminou uma imagem negativa em relação aos vândalos.

QUESTÃO 56 Art. 76. Salário mínimo é a contraprestação mínima devida e paga diretamente pelo empregador a todo trabalhador, inclusive ao trabalhador rural, sem distinção de sexo, por dia normal de serviço, e capaz de satisfazer, em determinada época e região do País, as suas necessidades normais de alimentação, habitação, vestuário, higiene e transporte. BRASIL. Decreto Lei nº 5.452 de 01 de Maio de 1943. Aprova a Consolidação das Leis do Trabalho. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/ del5452compilado.htm> Acesso em 15 mar. 2013.

O salário mínimo é o mínimo valor mensal que deveria ser pago a um trabalhador. Do ponto de vista histórico-social, a criação do salário mínimo está relacionada à instituição de qual desses modelos de Estado? AA Estado liberal. BB Estado autoritário. CC Estado de exceção. DD Estado de bem-estar social. EE Estado de desenvolvimento humano.

CH | Página 19


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 57 [Na época feudal] o mundo terrestre era visto como palco da luta entre as forças do Bem e as do Mal, hordas de anjos e demônios. Disso decorria um dos traços mentais da época: a belicosidade.

(Hilário Franco Junior. O feudalismo, 1986. Adaptado.)

A belicosidade (disposição para a guerra) mencionada expressava-se, por exemplo, AA no ingresso de homens de todas as camadas sociais na cavalaria e na sua participação em torneios. BB no pacto que reunia senhores e servos e determinava as chamadas relações vassálicas. CC na ampla rejeição às Cruzadas e às tentativas cristãs de reconquista de Jerusalém. DD no empenho demonstrado nas lutas contra muçulmanos, vikings e diferentes formas de heresias. EE na submissão de senhores e vassalos, reis e súditos, ao Islamismo.

QUESTÃO 58 A Copa do Mundo de Futebol de 2014 atrairá, para o Brasil, os olhares de milhões de pessoas. Curitiba sediará alguns jogos desse torneio. Um desses jogos está marcado para o dia 23 de junho, às 13 horas. Assinale a alternativa que indica o horário que um telespectador que se encontra em Nova York, localizada no fuso de 75° W e outro que se encontra em Paris, localizada no fuso 15°. E assistirão a esse jogo respectivamente. Considere os seguintes fatos: • Nova York e Paris adotam o horário de verão. • Curitiba situa-se no fuso oficial de Brasília (45° W) AA 11 horas – 14 horas. BB 10 horas – 15 horas. CC 10 horas – 17 horas. DD 12 horas – 18 horas. EE 11 horas – 16 horas.

QUESTÃO 59 MP questiona lei das vaquejadas no Ceará 25.01.2013

A Procuradoria da República no Ceará (PR/CE) encaminhou ao procurador-geral da República, Roberto Monteiro Gurgel Santos, representação para ajuizamento, no Supremo Tribunal Federal (STF), que considera como inconstitucional a Lei Estadual 15.299, do dia 8 de janeiro, que “regulamenta a vaquejada como prática desportiva e cultural no Estado do Ceará”. Para o procurador da República Alessander Sales, autor da representação, a lei é inconstitucional na medida em que permite a realização de vaquejadas, prática desportiva que submete os animais nela envolvidos (touros, novilhos e cavalos) a maus-tratos, violando, assim, o que prevê a Constituição Federal. CH | Página 20

Na representação, a Procuradoria conclui, amparada em estudos e pareceres, que a vaquejada é prática desportiva que acarreta maus-tratos de animais, tanto os bovinos como os equinos, na medida em que causa lesões físicas consideráveis nestes animais, algumas de cunho definitivo que, muitas vezes, levam o animal a ser sacrificado. O órgão também cita sobre a alegação da lei cearense, que essa prática desportiva não pode continuar acontecendo somente por ser considerada uma manifestação cultural, pois o Supremo já se manifestou antes sobre o assunto e o resultado foi que, mesmo nas manifestações culturais, não podem se realizar com maus-tratos a animais. http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1226959

A leitura do texto nos permite inferir que AA interesses econômicos estão acima das questões morais no que diz respeito às leis. BB existe uma inversão de valores no que diz respeito à aceitação do sofrimento de seres humanos. CC as sociedades humanas podem inserir seres não humanos em suas reflexões e práticas éticas. DD as preocupações ecológicas relacionam-se com interesses políticos e eleitorais oportunistas. EE a cultura de cada povo deve ser respeitada integralmente pois nenhuma cultura é melhor do que a outra.

QUESTÃO 60 Em 1939, atendendo ao apelo do Papa Pio XII, o Conselho de Imigração e Colonização do Ministério das Relações Exteriores do Brasil resolveu autorizar a entrada de 3 000 imigrantes de origem “semita”. Condição sine qua non para obter “o visto da salvação”: a conversão ao catolicismo. Pressionados pelos acontecimentos que marcavam a história do III Reich, os judeus, mais uma vez, foram obrigados a abandonar seus valores culturais em troca do título de cristão. [Maria Luiza Tucci Carneiro, O antissemitismo na Era Vargas (1930-1945)]

A situação apresentada tem semelhança com o processo histórico da AA permissão apenas do culto católico no Brasil, conforme preceito presente na primeira Constituição, de 1891. BB repressão ao arraial de Canudos, no sertão baiano, pois recaiu sobre os sertanejos a acusação de ateísmo. CC obrigatoriedade, conforme costume colonial, dos negros alforriados de conversão ao catolicismo para a obtenção da efetiva liberdade. DD conversão obrigatória dos judeus na Espanha e em Portugal, a partir do final do século XV, o que gerou a denominação cristão-novo. EE separação entre Estado e Igreja no Brasil, determinada pelo Governo Provisório da República, comandada por Deodoro da Fonseca.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 61

QUESTÃO 63

...Esta terra, senhor, nela não podemos saber que aja ouro nem prata, nem coisa alguma de metal ou ferro; nem lho vimos (...) (... o melhor fruto que dela se pode tirar me parece será salvar esta gente. E esta deve ser a principal semente que Vossa Alteza em ela deve lançar (...), pois o desejo que tinha de tudo vos dizer, mo fez por assim pelo miúdo. Beijo as mãos de Vossa Alteza. Deste Porto Seguro, da Vossa Ilha de Vera Cruz, hoje, sexta-feira, primeiro dia de maio 1500. Esses trechos da carta do escrivão Pero Vaz de Caminha apresentam elementos que nos indicam alguns dos objetivos das grandes navegações. Dentre esses objetivos, podemos destacar: AA Acabar com a circulação de mercadorias baseada no bulionismo, em decorrência da escassez de metais preciosos, na Europa Ocidental. BB A conquista de terras para a obtenção de riquezas, através da renda sobre a terra, defendida pelos teóricos fisiocratas da época. CC A obtenção de novos mercados de matéria-prima e a política do laissez-faire para a ampliação do fornecimento de produtos manufaturados. DD O processo de crescimento econômico, através da conquista de novos mercados, a catequese e a consequente afirmação dos Estados Nacionais. EE A emigração do excedente populacional europeu, decorrente da descentralização política e investimento de capitais na periferia do sistema capitalista.

O conceito de fertilidade do solo refere-se à sua importância econômica, isto é, à sua capacidade de permitir um eficaz desenvolvimento da agricultura. Para ser fértil, um solo deve possuir, naturalmente, uma série de condições: boa quantidade de húmus, um pH neutro, boa quantidade de elementos nutrientes, fácil penetração do ar e da água em seu interior, entre outras. Sobre os solos férteis do Brasil, pode-se afirmar que AA os solos de maior fertilidade natural do Brasil se localizam nas áreas de escudos cristalinos, principalmente, nos estados de São Paulo e do Ceará. Destaca-se aí a “terra roxa”, como é regionalmente conhecida. BB o massapé é outro solo fértil, encontrado no interior do Nordeste, no chamado Meio Norte. O massapê se origina da decomposição do granito, do gnaisse e, às vezes, do calcário. CC todos os solos, no Brasil, são de alta fertilidade natural, como normalmente ocorre em solos tropicais em geral. Em zonas temperadas, são frágeis e requerem cuidados especiais, para não se empobrecerem de forma intensa. DD nos solos férteis, encontram-se grandes quantidades de minerais, como nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio, magnésio, enxofre, ferro, manganês, zinco, boro, cobre e outros. EE os solos férteis naturais são aqueles que nunca perdem suas propriedades, mesmo com intensa atividade da agricultura e o uso de técnicas de manejo atrasadas como a queimada, também conhecida como coivara.

QUESTÃO 62 Analise a fotografia a seguir.

QUESTÃO 64 O tectonismo é definido como um movimento lento e prolongado da crosta terrestre, resultante da movimentação do magma pastoso. Observe a figura abaixo.

A Terra. 5. ed. São Paulo: Ática, 1997. p.15. LEUZINGER, Georges. Fotografia de fazenda de café. Disponível em: <HTTP:// veja.abril.com.br/130110/imagens/história_6.jpg>. Acesso em: 28 jan. 2013.

Datada do século XIX, a fotografia retrata o cotidiano de uma fazenda produtora de café, no Rio de Janeiro. Da análise da fotografia, conclui-se que AA o terreiro de secagem do café demarca o domínio da pequena propriedade na economia escravista. BB o convívio entre distintos grupos etários anuncia a inexistência de um espaço dedicado à infância. CC a forma do edifício indica a influência dos migrantes na produção do espaço de trabalho. DD o relevo montanhoso da região de exploração fragiliza o mercado interno voltado à produção cafeeira. EE o apego às técnicas produtivas tradicionais impossibilita a dinamização da economia cafeeira.

Assinale a alternativa que indica o tipo de formação representado na figura. AA Movimento resultante das forças internas horizontais, conhecido como epirogênese. BB Formação de Horst, encontrada nas fossas tectônicas, localizadas no fundo dos oceanos. CC Resultado do movimento de compressão lateral sofrida por uma determinada área de rochas não resistentes, o qual recebe o nome de dobras. DD Deslocamento de blocos, provocado pelo choque de placas tectônicas, ocasionando a formação de estruturas falhadas, conhecidas como Graben. EE Soerguimento de uma falha, por meio de pressões internas verticais, o que resulta em blocos montanhosos, como, por exemplo, a formação da Cordilheira dos Andes. CH | Página 21


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 65 “...o príncipe, que trabalha para o seu Estado, trabalha para os seus filhos, e o amor que tem pelo seu reino, confundindo com o que tem pela sua família, torna-se-lhe natural... O rei vê de mais longe e de mais alto; deve acreditar-se que ele vê melhor...” (BOSSUET, Jacques de. Política tirada da sagrada escritura. Livro II, 10ª proposição e Livro VI, artigo 1º)

O trecho anterior se refere ao absolutismo monárquico, que se constituiu no próprio modelo dos regimes políticos dos Estados europeus do antigo regime. Apresentou variáveis locais conforme se expandia na Europa, entre os séculos XVI e XVIII. Entretanto, podemos identificar no absolutismo monárquico características comuns que o distinguiam, dentre as quais destacamos corretamente a (s) AA unificações de diversas atribuições de Estado e de governo na figura dos monarcas, tais como a prerrogativa de legislar e a administração da justiça real. BB substituição de um tipo de administração baseada na distribuição de privilégios e concessões régias por uma organização burocrática profissional que atuava em atividades desvinculadas do Estado. CC implementação de práticas econômicas liberais como forma de consolidar a aliança política e econômica dos reis absolutos com as burguesias nacionais. DD submissão política dos governos reais absolutistas à hierarquia eclesiástica, conforme definido pela doutrina do Direito Divino dos Reis. EE definição da autoridade dos monarcas absolutos e seus limites de poder, através da atuação dos parlamentos nacionais constitucionalistas, controlados por segmentos burgueses.

QUESTÃO 66 Durante a Idade Moderna, pensava-se que todas as riquezas do mundo estavam numa posição estática e constante, razão pela qual o comércio era tido como uma atividade em que havia um ganhador e um perdedor, sendo o seu resultado equivalente a uma soma zero (+1-1=0). Baseando-se nestes princípios, os Estados modernos atuaram no comércio internacional sob a orientação de uma política econômica. A política mercantilista baseava-se AA na valorização da agricultura como única fonte de riqueza. BB na redução da presença do Estado na vida econômica. CC na supressão dos monopólios e privilégios tradicionais. DD na liberdade comercial e no domínio da livre iniciativa. EE na identificação da riqueza com a posse de metais preciosos.

QUESTÃO 67 O fim último, causa final e desígnio dos homens (que amam naturalmente a liberdade e o domínio sobre os outros), ao introduzir aquela restrição sobre si mesmos sob a qual os vemos viver nos Estados, é o cuidado com sua própria conservação e com uma vida mais satisfeita. Quer dizer, o desejo de sair daquela miséria condição de guerra que é a consequência necessária (conforme se mostrou) das paixões naturais dos homens, quando não há um poder visível capaz de os manter em respeito, forçando-os por medo do castigo, ao cumprimento de seus pactos e ao respeito àquelas leis de natureza (...) (HOBBES, T. Das causas, geração e definição de um Estado. In: Leviatã. São Paulo: Abril Cultural, 2ª. ed.,1979, p. 103.)

Considerando o fragmento anterior, podemos dizer que Thomas Hobbes, pensador inglês do séc. XVII, defende a noção de que AA apenas um Estado democrático, surgido de um ato de liberdade dos cidadãos, teria legitimidade para criar leis e zelar pela segurança e demais necessidades sociais. BB certos indivíduos, extraordinariamente, quando apaixonados, amam dominar os outros e é preciso forçá-los, através do castigo, a manter o respeito; essa seria a função do Estado. CC o Estado resulta do desejo dos indivíduos de garantir a propriedade privada, para deixar de ter uma condição mísera e participar ativamente do pacto social. DD o homem é naturalmente bom, mas a vida social o corrompe, fazendo com que passe a querer dominar a liberdade dos outros; o nascimento do Estado é diretamente responsável por essa corrupção. EE os homens são naturalmente inaptos para a vida social, a menos que constituam uma autoridade à qual entreguem sua liberdade em troca de segurança.

CH | Página 22


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 68 Analise os mapas a seguir.

ROSS, J. L. S. (Org.). Geografia do Brasil. São Paulo: Edusp, 1998. p. 53. (Mapa do relevo). (Adaptado). SIMIELLI, M. E. Geoatlas. 4. ed. São Paulo: Ática, 1990. (Mapa das bacias hidrográficas). (Adaptado).

Os mapas apresentados destacam as unidades de relevo e as bacias hidrográficas do território brasileiro. A comparação entre a localização geográfica dessas unidades e a rede hidrográfica do Paraguai, no Brasil, possui a maior parte de sua área associada ao relevo de AA planície, com rios navegáveis de lento escoamento e pequeno potencial hidrelétrico, com ocorrência de enchentes frequentes no verão. BB depressão, com rios intermitentes e perenes, em parte navegáveis, com nível muito baixo na estação seca. CC planície, com rios perenes, navegáveis em grande parte, com elevado potencial hidrelétrico e desembocadura em região litorânea. DD planalto, com rios em parte navegáveis, com grandes desníveis de altitude e elevado aproveitamento hidrelétrico. EE depressão, com rios parcialmente navegáveis e de elevado potencial hidrelétrico, com desembocadura em região litorânea.

CH | Página 23


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 69

AA

A Teoria da Tectônica de Placas explica diversos tipos de estrutura verificados na Litosfera e ajuda a dar consistência à Teoria da Deriva Continental, elaborada por Alfred Wegener. Observe a ilustração a seguir.

BB CC DD EE

De acordo com essa teoria, esse desenho esquemático ilustra o (a) AA colisão de placas oceânica e continental. BB mecanismo de subdução de placas litosféricas. CC gênese dos arcos de ilhas e subsidência magmática. DD formação de trincheiras oceânicas. EE expansão do assoalho submarino e a ascensão do magma.

QUESTÃO 70 Leia o texto a seguir. A virtude é, pois, uma disposição de caráter relacionada com a escolha e consiste numa mediania, isto é, a mediania relativa a nós, a qual é determinada por um princípio racional próprio do homem dotado de sabedoria prática. (Aristóteles. Ética a Nicômaco. Trad. de Leonel Vallandro e Gerd Bornheim. São Paulo: Abril Cultural, 1973. Livro II, p. 273.)

Com base no texto e nos conhecimentos sobre a situada ética em Aristóteles, pode-se dizer que a virtude ética AA reside no meio termo, que consiste numa escolha situada entre o excesso e a falta. BB implica na escolha do que é conveniente no excesso e do que é prazeroso na falta. CC consiste na eleição de um dos extremos como o mais adequado, isto é, ou o excesso ou a falta. DD pauta-se na escolha do que é mais satisfatório em razão de preferências pragmáticas. EE baseia-se no que é mais prazeroso em sintonia com o fato de que a natureza é que nos torna mais perfeitos.

QUESTÃO 71 O vulcanismo é um dos processos da dinâmica terrestre que sempre encantou e amedrontou a humanidade, existindo diversos registros históricos referentes a esse processo. Sabe-se que as atividades vulcânicas trazem novos materiais para locais próximos à superfície terrestre. A esse respeito, pode-se afirmar corretamente que o vulcanismo

CH | Página 24

é um dos poucos processos de liberação de energia interna que continuará ocorrendo indefinidamente na história evolutiva da Terra. é um fenômeno tipicamente terrestre, sem paralelo em outros planetas, pelo que se conhece atualmente. traz para a atmosfera materiais nos estados líquido e gasoso, tendo em vista originarem-se de todas as camadas internas da Terra. ocorre, quando aberturas na crosta aliviam a pressão interna, permitindo a ascensão de novos materiais e mudanças em seus estados físicos. é o processo responsável pelo movimento das placas tectônicas, causando seu rompimento e o lançamento de materiais fluidos.

QUESTÃO 72 O solo é a camada superficial da crosta terrestre formada por quatro elementos principais: a água, o ar, a matéria orgânica e os minerais. Sobre os tipos de solos e suas características, assinale a alternativa correta. AA Os solos aluviais formam-se por acúmulo de sedimentos e partículas, transportados a grandes distâncias pela força das águas e dos ventos. BB O solo muito arenoso apresenta alto teor de matéria orgânica e grande capacidade de retenção de água, sendo, assim, muito fértil. CC Os solos mais claros são os de mais alto valor para a agricultura, pois apresentam grande quantidade de matéria orgânica. DD O processo de formação do solo, a partir de uma rocha matriz, é um processo rápido e independe da ação de elementos naturais, como o clima. EE Os solos interzonais ou intrazonais são aqueles que possuem gênese e formação associada a fatores climáticos.

QUESTÃO 73 O sistema de capitanias de mar e terra e a via diplomática revelaram-se incapazes de produzir os resultados desejados, ou seja, a eliminação da presença francesa na América do Sul. A manifesta insuficiência desse modelo para garantir o incontestável domínio português sobre o Brasil induziu o círculo governativo joanino a ponderar, no final da década de vinte, a adoção de soluções mais eficazes destinadas a assegurar a soberania lusitana sobre a totalidade do território americano que lhe pertencia, de acordo com o Tratado de Tordesilhas. No entanto, o monarca francês não lhe reconhecia legitimidade, exigindo, ironicamente, que lhe mostrassem a cláusula do testamento de Adão que o excluía da partilha do mundo. COUTO, Jorge. A construção do Brasil: ameríndios, portugueses e africanos, do início do povoamento a finais de quinhentos. 3. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2011. p. 227.


As 336 + | ENEM 2014

A respeito do processo de implantação da empresa colonizadora na América portuguesa, pode-se identificar que AA o sistema de capitanias trouxe resultados econômicos ineficazes, contudo possibilitou o povoamento. BB a divisão em unidades administrativas remontou à África portuguesa no Hemisfério Sul e permitiu a supremacia lusitana nos trópicos. CC a implantação da administração colonial, muito embora criticada por outros estados europeus, manteve-se por meio de acordos diplomáticos. DD o modelo de colonização implantado na América portuguesa teve sua legitimidade contestada pelo contexto mercantilista internacional. EE o sistema de capitanias liderado por investidores particulares conseguiu harmonizar os interesses da Coroa portuguesa com a Igreja.

QUESTÃO 74 Os deuses, de fato, existem, e é evidente o conhecimento que temos deles; já a imagem que deles faz a maioria das pessoas, essa não existe: as pessoas não costumam preservar a noção que têm dos deuses. Ímpio não é quem rejeita os deuses em que a maioria crê, mas sim quem atribui aos deuses os falsos juízos dessa maioria. Com efeito, os juízos do povo a respeito dos deuses não se baseiam em noções inatas, mas em opiniões falsas. Daí a crença de que eles causam os maiores malefícios aos maus e os maiores benefícios aos bons. Irmanados pelas suas próprias virtudes, eles só aceitam a convivência com os seus semelhantes e consideram estranho tudo que seja diferente deles. EPICURO. Carta sobre a felicidade (a Meneceu). Trad. de A. Lorencini e E. del Carratore. São Paulo: Editora da UNESP, 2002. p. 25-27.

A filosofia epicurista está relacionada a AA formular questões filosóficas a respeito do Princípio do Universo. BB negar o medo da morte buscando a tranquilidade da alma. CC pregar o ateísmo como forma de libertação para os prazeres carnais. DD defender a rígida separação entre o mundo ideal e o mundo material. EE aceitar a devoção religiosa moderada como indispensável à felicidade.

QUESTÃO 75 O termo regionalizar pode ser entendido como a ação de dividir um determinado espaço em áreas menores, com características em comum para que estas sejam mais facilmente estudadas. Um país de proporções continentais como o Brasil necessita ser regionalizado para que possamos compreendê-lo adequadamente. O mapa a seguir ilustra uma nova proposta de regionalização do Brasil defendida por alguns autores.

Região Amazônica Região Nordeste Região Centro-Oeste Região Concentrada SANTOS, Milton; SILVEIRA, Maria Laura. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. São Paulo: Editora Record, 2001.

Essa nova regionalização passou a ser conhecida como AA divisão geopolítica, na qual o principal critério de regionalização foi o “meio científico-polarizado”. BB divisão por regiões naturais, na qual o principal critério de regionalização foi o “meio científico-informacional-globalizado”. CC divisão geoeconômica, na qual o principal critério de regionalizaçãofoio“meiotécnico-mecanizado-industrializado”. DD divisão dos quatro brasis, na qual o principal critério de regionalização foi o “meio técnico-científico-informacional”. EE divisão por regiões homogêneas, na qual o principal critério de regionalização foi o “meio técnico-científico-conurbado”.

QUESTÃO 76 No início do século V a.C., a plebe romana experimentava um significativo crescimento, e sua importância econômica cada vez mais se ampliava. Os patrícios, então, aumentaram os impostos e exigiram maior participação da plebe nas legiões do Exército romano. Em 494 a.C., os plebeus retiraram-se de Roma e concentraram-se no Monte Sagrado, também conhecido como Monte Aventino, recusando-se a defender a cidade em caso de guerra. Pressionados por tal decisão, os patrícios foram obrigados a fazer concessões à plebe. O fragmento faz referência aos conflitos sociais entre patrícios e plebeus na Roma antiga que AA resultaram na conquista, pelos plebeus, de leis que estabeleceram o princípio da igualdade civil na sociedade romana. BB tiveram como principal causa a exploração da plebe nos serviços compulsórios prestados às legiões romanas. CC desencadearam conquistas que permitiram à plebe a obtenção de uma situação de igualdade econômica com o patriciado. DD produziram uma guerra civil que trouxe instabilidade política ao jovem regime republicano romano. EE levaram à gradativa eliminação das instituições políticas que legitimavam o sistema escravista de produção. CH | Página 25


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 79

Brasileiros, está acabado o tempo de enganar os homens [...]. Então, as províncias meridionais do Brasil, coligando-se entre si e tomando a atitude majestosa de um povo que reconhece entre seus direitos os da liberdade e da própria felicidade, lançaram os olhos sobre mim, o Filho do seu Rei, e seu amigo [...].

O manifesto de 1o de agosto, redigido por Gonçalves Ledo.

O manifesto passou a ser visto como palavras de Dom Pedro I, cuja produção foi influenciada AA pela elite agrária brasileira que almejava uma independência sem grandes rupturas com a estrutura política metropolitana. BB pelo conselheiro do rei, que acreditava que a independência deveria ser um ato que combinasse o conservadorismo e o liberalismo. CC pelo próprio Estado português, que incentivava a autonomia do Brasil para que este, em meio à libertação, conservasse laços com a metrópole lusitana. DD pela combinação de princípios iluministas com valores retrógrados de uma elite agrária, que pretendia adaptar-se aos novos tempos sem perder privilégios. EE pela tradição libertária dos portugueses, que, de forma revolucionária, alimentavam as colônias por meio de princípios racionalistas.

QUESTÃO 78 As pretensões aristocráticas dos brasileiros do século XIX estavam diretamente vinculadas à escravidão. O escravo era a sustentação de todos os pontos da modernidade que se queria instaurar, e foi através do comércio de mão de obra africana e da exploração de seu trabalho que se acumularam as maiores fortunas do Brasil. Eram eles “as mãos e os pés” dos senhores. Apesar de idealizados por arquitetos estrangeiros, a construção propriamente dita das casas das famílias ricas era trabalho de escravo. Era pela força física dos escravos que se recheavam as residências de objetos “civilizados”, inclusive do pesadíssimo piano. Escravos tocavam música e serviam aos convidados em banquetes, bailes e saraus. A abolição da escravidão, em 1888, foi o fim de muitos barões do café. FIGUEIREDO, Luciano (org). História do Brasil para ocupados. 1. ed. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2013. p. 164.

De acordo com o trecho apresentado, compreende-se que a escravidão, enquanto regime de trabalho, AA foi desvinculada de qualquer relação no universo produtivo que permitisse a construção de hierarquias sociais. BB colaborou para a construção de um patrimônio material aristocrático, que, por sua vez, contribuiu para a construção de uma sociedade civilizada nos trópicos. CC contribuiu para que as maiores fortunas fossem produzidas, servindo de sustento para que as ricas famílias começassem a pensar na abolição. DD serviu para que os barões do café alcançassem a ascensão, o que permitiu que eles transferissem um legado para as futuras gerações. EE por meio da abolição, gerou um novo ciclo socioeconômico, que teve início no Brasil, sepultando as estruturas produtivas ligadas ao campesinato. CH | Página 26

Mesmo as grandes invenções tendem a ficar velhas e, eventualmente, serem superadas. Com mais de duas décadas desde o lançamento do primeiro satélite, muitas das falhas que já existem desde o início do funcionamento do sistema GPS começam a ficar agravadas, como as provocadas pelas variações atmosféricas ou pela baixa precisão – com até 20 metros de margem de erro. Wikimedia Commons

QUESTÃO 77

Concepção artística de um satélite de GPS.

Entretanto, não é somente a “idade avançada” o principal fator que motivou os países da Europa a buscarem uma alternativa para o GPS. Assinale o item que apresenta como será conhecido esse “novo GPS” e qual outro motivo levaria os europeus a gastarem nesse projeto o valor de 3,2 bilhões de euros. AA O projeto é conhecido como Galileo, e o motivo seria o fato de o GPS ter sido desenvolvido e mantido pelo Departamento de Defesa Americano; e, assim, por temor de um uso por parte dos europeus, esse satélite não é liberado naquele continente. BB O projeto é conhecido como Glonass e vem sendo construído em sociedade com a Rússia. O motivo seria o fato de o GPS ter sido desenvolvido e mantido pelo Departamento de Defesa Americano; e, assim, europeus e russos não confiam na ação desse satélite em seus territórios. CC O projeto é conhecido como Glonass e vem sendo construído com fundos da União Europeia. O motivo seria o fato de o GPS ter de servir, primariamente, às Forças Armadas dos Estados Unidos, mesmo que o sinal esteja liberado para uso civil. DD O projeto é conhecido como Compass e vem sendo construído com fundos da União Europeia em associação com a China. O motivo seria tomar o mercado de vendas dos receptores de GPS que utilizam o sinal do GPS norte--americano. EE O projeto é conhecido como Galileo, e o motivo seria o fato de o GPS ter sido desenvolvido e mantido pelo Departamento de Defesa Americano. Isso significa que o sistema deve servir, primariamente, às Forças Armadas dos Estados Unidos, mesmo que o sinal esteja liberado para uso civil.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 80

QUESTÃO 82

Infelizmente, o agricultor comum, de instrução limitada, não se beneficia das informações meteorológicas, pois a parte que mais lhe interessa, a previsão e a medida de chuva, é apresentada em milímetro (mm), o que faz com que ele tenha dificuldade em interpretar, bem como ele não se interessa em usar o pluviômetro, pois sua escala de medida de chuva também é em milímetro (mm). Procurando sanar essa dificuldade de comunicação, cheguei a uma observação simples e direta, que qualquer agricultor, ao conhecer, imediatamente passa a entender a previsão e a medida de chuva em milímetro (mm). Essa observação é: cada milímetro de chuva fornece um litro de água por metro quadrado. Ao ver o milímetro de chuva ser transformado em litro de água por metro quadrado, duas medidas de seu pleno conhecimento e domínio, as dúvidas se esclarecem, e o agricultor passa a conhecer o volume de água que cai do céu em sua propriedade.

O Brasil pode ser caracterizado, no que se refere à sua localização, da seguinte maneira: • Localização: América do Sul; • Porção centro-oriental da América do Sul; • Cortado pelo Equador e pelo Trópico de Capricórnio; • 100% no Hemisfério Ocidental; • 93% do território no Hemisfério Sul ou Meridional; • 92% do território na zona tropical. Ainda que o Brasil se encontre 92% na zona tropical, ocorrem diversas variações climáticas em sua superfície, tal como mostra o mapa a seguir.

Equador

1

BARROS, Antônio Carlos Sardenberg de. Previsão e medida de chuva em milímetros confundem agricultores. Disponível em: <http://www.seea.org.br/artigosandenberg.php>.

Levando em consideração o texto do engenheiro agrônomo Antônio Carlos Sardenberg de Barros, se na cidade de Umari, no centro-sul cearense, choveram 30,0 mm, e nesse município, um determinado agricultor possui uma propriedade de x hectares, quantos litros de chuva essa propriedade realmente recebeu? AA 30 litros/hectare. BB 300 litros/hectare. CC 3 000 litros/hectare. DD 30 000 litros/hectare. EE 300 000 litros/hectare.

QUESTÃO 81 Aconselho-te, meu filho, a que empregues a tua juventude em tirar bom proveito dos estudos e das virtudes [...]. Do Direito Civil, quero que saibas de cor os belos textos e que os compare com a Filosofia. Enquanto ao conhecimento das coisas da natureza, quero que a isso te entregues curiosamente [...] depois [...] revisita os livros dos médicos gregos, árabes e latinos, sem desprezar os talmudistas e cabalistas, e por frequentes anatomias adquire perfeito conhecimento do outro mundo [o microcosmos] que é o homem. RABELAIS, François. Pantagruel, 1532. In: FREITAS, Gustavo de. 900 textos e documentos de História. v. 11. Lisboa: Plátano, 1976.

O contexto cultural da Europa no qual o autor e seu texto estão inseridos caracterizava-se AA pelo controle pleno sobre a atividade intelectual por parte da Igreja Católica. BB pela emergência de um saber laico e antropocêntrico em vários centros urbanos. CC pelo desprezo ao pensamento científico e experimental em detrimento da teologia. DD pela difusão do pensamento iluminista entre os setores populares. EE pelo declínio das disciplinas humanistas nas universidades.

6

3

5

Áreas com restrições climáticas

OCEANO ATLÂNTICO

2

Polígono

Trópico de Capricórnio

das Secas

4 Ocorrência 0

de geada

ESCALA 412 824 km

A

P(mm) 500

T(ºC) 40 35 30 25

400 300 200 100 0

J F MAM J J AS O N D

20 15 10 5 0

Pluviosidade média Temperatura média

B

P(mm) 400

T(ºC) 40 35 30 25

300 200 100

0 J F MAM J J AS O N D

20 15 10 5 0

Pluviosidade média Temperatura média

IBGE, Anuário estatístico do Brasil, 1999.

Adaptado de: ALMEIDA, L. M.; RIGOLIN, T. B. Geografia. 5. ed. São Paulo: Editora Ática, 2002.

Identifique os climas destacados nos climogramas A e B, respectivamente, e, em seguida, identifique-os no mapa de acordo com a numeração apresentada. AA A – equatorial e B – subtropical; aparecem nos números 1 e 4 no mapa. BB A – equatorial e B – semiárido; aparecem nos números 6 e 5 no mapa. CC A – semiárido e B – tropical úmido; aparecem nos números 6 e 5 no mapa. DD A – equatorial e B – tropical de altitude; aparecem nos números 1 e 2 no mapa. EE A – tropical úmido e B – tropical de altitude; aparecem nos números 6 e 2 no mapa. CH | Página 27


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 83

AA

Reprodução

Em uma escavação realizada em uma área de campo experimental, os visitantes puderam visualizar, com clareza, a coloração da terra, que se mantém mais escura até uma profundidade que varia de 30 centímetros a um metro, aproximadamente.

BB

CC

DD EE

Os solos são caracterizados pela ampla disponibilidade de nutrientes como cálcio, magnésio, zinco, manganês, fósforo e carbono. As áreas estudadas fazem um contraponto à maioria dos solos da região amazônica, que apresentam a coloração amarelada, baixa fertilidade e acidez – condições desfavoráveis à agricultura. Adaptado de: ROSA, Felipe. Embrapa Amazônia Ocidental.

O texto faz menção a uma descoberta que está quebrando algumas ideias preconcebidas sobre uma vasta área do Brasil: a região amazônica. Os solos aos quais o texto está se referindo são conhecidos como AA terra preta de índio. BB salmourão amazônico. CC solos aluviais guaranis. DD terra roxa de hileia. EE tchernozion tupiniquim.

QUESTÃO 84 O Açude Castanhão é um açude brasileiro que foi construído sobre o leito do Rio Jaguaribe, no estado do Ceará. A barragem está localizada predominantemente na cidade de Jaguaribara, embora atinja outros municípios. A obra foi iniciada em 1995 e somente foi concluída em 23 de dezembro de 2002, em uma parceria entre a Secretaria de Recursos Hídricos do Ceará (SRH-CE) e o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS). Muitos relembram as previsões do beato Antônio Conselheiro, que dizia, em suas pregações, que “o sertão vai virar mar”, e ainda que essa previsão não tenha se cumprido de forma completa, a construção do Açude Castanhão trouxe consigo grandes consequências que podem ser vistas nos mais diferentes níveis. Uma das consequências, a nível social, mais nítida pode ser vista CH | Página 28

pelo aumento contínuo do nível das precipitações pluviométricas na região, resultantes do aumento da evaporação vinda do reservatório. por meio da construção de Nova Jaguaribara, cidade planejada, criada com o intuito de substituir a antiga cidade homônima para posterior remoção de sua população. pela elevação do nível econômico da população, que passou a dispor de novos empregos trazidos pelas indústrias e hidrelétricas instaladas às margens do referido açude. por meio da diminuição da agropecuária, devido às elevações do nível do reservatório nas épocas de intensas chuvas na região do semiárido. por meio da construção de uma nova hidrelétrica, que funciona pelo sistema de fio d’água e passou a suprir mais da metade da necessidade energética do Ceará.


As 336 + | ENEM 2014

CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS

QUESTÃO 86

Questões de 85 a 168

Esta é a promessa da optofluídica, uma área emergente que pretende colocar a luz onde ela for mais útil sobretudo a luz solar. A optofluídica consiste em “dirigir” a luz ao longo de canais em micro e nano escalas. Por exemplo, um prédio pode estar recebendo o Sol diretamente, mas a iluminação do seu interior continua dependendo das lâmpadas elétricas. A canalização da luz pode levar essa luz natural, de forma controlada, talvez por tubos, para os pontos onde ela é mais necessária.

QUESTÃO 85 (IRG) A regra ainda mais clara Pesquisadores brasileiros identificam a ilusão de ótica que pode estar por trás de erros de arbitragem. Junto com colegas belgas, desenvolvem método de treinamento para juízes e bandeirinhas errarem menos na hora de marcar impedimento: esse efeito é chamado de flash-lag. O ‘flashlag’ é a impressão errada da posição de um objeto em movimento em função de um evento exterior inesperado. Extrapolando para o futebol, o jogador que recebe a bola atua como um ponto em movimento em relação ao adversário mais próximo (linha de referência) e o momento do passe desempenha o papel do evento abrupto (o flash). Nesse caso, a ilusão afetaria os bandeirinhas, responsáveis pela verificação dos impedimentos no instante do toque. http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/2011/07/a-regra-ainda-maisclara/?searchterm=%C3%B3tica

As ilusões de ótica são fenômenos que enganam a visão humana fazendo com que uma imagem possa conter mais informações do que aquelas que conseguimos perceber. As ilusões de ótica possuem elementos que logo percebemos e elementos surpresa, que são aqueles que aparecem na medida em que observamos a imagem com mais atenção. As características de propagação e absorção da luz interferem diretamente na observação desses fenômenos. Interpretando as causas e os efeitos do movimento dos corpos envolvidos no flash-lag para a formação de ilusões podemos afirmar que: AA O flash-lag pode acontecer devido a percepção de luz ser dependente do tempo que ela demora para se deslocar do bandeirinha até o jogador. BB A luz, por ser uma onda transversal, faz com que a linha de referência pareça sempre atrás do último jogador dando a falsa impressão de que o jogador encontra-se em repouso. CC O som , como onda mecânica, por ser mais lento do que a luz, produz o efeito flash-lag, pois o movimento dos jogadores observado pelo bandeirinha está associado à diferença de tempo de viagem entre eles. DD O fenômeno pode ser explicado pelo movimento do atleta que recebe a bola com velocidade menor do que a do som dando assim um atraso no tempo de resposta do cérebro entre o que se vê e o que se ouve. EE A luz gasta praticamente o mesmo tempo para se deslocar dos jogadores até o bandeirinha porém o efeito pode se dar pela discrepância de julgamento temporal por parte da visão do bandeirinha.

Você já pensou em canalizar a luz?

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=optofluidica-luzcanalizada

A canalização dá luz nos proporcionaria, por exemplo, aproveitar a luz solar em qualquer hora do dia mesmo que o Sol não esteja diretamente voltado para a superfície a ser iluminada. Em uma primeira análise, poderíamos ver uma contradição nessa canalização da luz com o princípio ótico de que a luz se propaga em linha reta nos meios homogêneos e transparentes mas, ao relacionarmos as propriedades físicas envolvidas nesse sistema com a sua finalidade, vemos que é perfeitamente possível. Assim, para a realização desse fenômeno, temos de ter um efeito físico semelhante ao que encontramos, principalmente, AA quando um lápis parece quebrado dentro de um copo com agua. BB quando um objeto é visto branco ao ser iluminado pela luz solar. CC quando a luz sofre uma separação de cores ao incidir em um prisma. DD quando ouvimos a voz de alguém por cima de um muro que nos separa. EE quando um espelho esférico distorce a imagem de um objeto.

QUESTÃO 87 Durante uma investigação criminal, o perito solicitou o exame das roupas da vítima. Para isso, ordenou o seguinte procedimento: queimar totalmente uma amostra do tecido, recolher as cinzas em um frasco, tratá-las com água destilada, agitar e filtrar. O resíduo obtido no filtro, em estado de alta pureza, é o constituinte desejado. O perito criminal estava procurando AA perfume francês. BB maconha. CC cocaína. DD ouro em pó. EE sangue.

CN | Página 29


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 88 A história do toca-discos O primeiro toca-discos (fonógrafo) do mundo foi patenteado por Thomas Edison em 1878, que o criou baseando-se nas experiências anteriores de Thomas Young (vibroscópio, 1807), Édouard-Léon Scott de Martinville (fonoautógrafo, 1857) e Charles Cross (paléophone, 1877). Os tamanhos convencionais de discos de vinil ainda comercializados são de 7”, 10”, 12” e 15” (polegadas), e as velocidades padronizadas são de 16, 33, 45 e 78 rpm (rotações por minuto). O braço é outro componente muito importante em um toca-discos.

Imagens: Reprodução

Disponível em: <http://semprevinil.blogspot.com.br/2007/10/sempre-vinil-histria-dotoca-discos.html> (adaptado). Acesso em: 1o fev. 2014.

No texto, foram citadas algumas frequências padronizadas de funcionamento do vinil, e a velocidade angular de rotação é proporcional à frequência escolhida. Dessa forma, um ponto situado a 10 cm do centro e que gira com uma frequência de 78 rpm, se comparado ao mesmo ponto girando com uma frequência de 45 rpm, a relação entre suas velocidades angulares, nessa ordem, é de 15 AA . 26 26 BB . 15 CC DD EE

26 . 11 11 . 26 15 . 11

QUESTÃO 89 O aquecimento global, ocasionado pelo aumento do efeito estufa, tem como uma de suas causas à disponibilização acelerada de átomos de carbono para a atmosfera. Este fenômeno tem ameaçado os vinhos franceses. Segundo relatório do Greenpeace, uma das consequências do efeito estufa é o aumento na concentração de açúcar nas uvas, o que acaba deixando os vinhos com gosto e textura diferentes de sua “personalidade original”. Essa disponibilização acontece, por exemplo, na queima de combustíveis fósseis, como a gasolina, os óleos e o carvão, que libera o gás carbônico (CO2) para a atmosfera. Por outro lado, a produção de metano (CH4), outro gás causador do efeito estufa, está associada à pecuária e à degradação de matéria orgânica em aterros sanitários.

CN | Página 30

Apesar dos problemas causados pela disponibilização acelerada dos gases citados, eles são imprescindíveis à vida na Terra e importantes para a manutenção do equilíbrio ecológico, porque, por exemplo, o AA metano é fonte de carbono para os organismos fotossintetizantes. BB metano é fonte de hidrogênio para os organismos fotossintetizantes. CC gás carbônico é fonte de energia para os organismos fotossintetizantes. DD gás carbônico é fonte de carbono inorgânico para os organismos fotossintetizantes. EE gás carbônico é fonte de oxigênio molecular para os organismos heterotróficos aeróbios.

QUESTÃO 90 Uma hipótese para o acidente com o voo AF447, na rota RioParis, é de que tenha havido erro de leitura nos indicadores de velocidade, devido ao congelamento dos sensores denominados tubos de Pitot. No momento do acidente, a aeronave atravessava uma forte tempestade, fato que pode ter ocasionado condições atípicas de temperatura e de pressão, que teriam levado à formação de água super-resfriada. Essa água super-resfriada teria congelado instantaneamente ao encontrar a superfície metálica dos tubos de Pitot. Estimase que a temperatura externa da aeronave no momento do acidente estava em torno de –40 ºC. O termo “água super-resfriada” corresponde a uma situação metaestável na qual a água se encontra AA no estado sólido em uma temperatura abaixo do seu ponto de congelamento. BB no estado líquido em uma temperatura superior e próxima ao seu ponto de congelamento. CC no estado líquido em uma temperatura abaixo do seu ponto de congelamento. DD no estado sólido em uma temperatura superior e próxima ao seu ponto de congelamento. EE nos estados sólido, líquido e gasoso, simultaneamente, em uma temperatura abaixo do seu ponto de congelamento.

QUESTÃO 91 Em um experimento, coloca-se glicerina dentro de um tubo de vidro liso. Em seguida, parte do tubo é colocada em um copo de vidro que contém glicerina e a parte do tubo imersa fica invisível. Esse fenômeno ocorre porque a AA intensidade da luz é praticamente constante no vidro. BB parcela de luz refletida pelo vidro é praticamente nula. CC luz que incide no copo não é transmitida para o tubo de vidro. DD velocidade da luz é a mesma no vidro e na glicerina. EE trajetória da luz é alterada quando ela passa da glicerina para o vidro.

QUESTÃO 92 O processo de dessalinização de água salgada pode ser conduzido de diversas formas e pode ser utilizado na produção de água dessalinizada para posterior consumo humano.


As 336 + | ENEM 2014

A produção de água dessalinizada a partir da água do mar é comum nos países do Oriente Médio, onde os recursos hídricos são escassos e há grande disponibilidade de combustíveis fósseis. Com este objetivo, a água do mar é evaporada formando duas correntes: uma de água salgada (salmora), com uma concentração de sal acima da água do mar alimentada, que é retornada ao mar; e outra de vapor livre do sal, que é posteriormente condensado formando a corrente de água dessalinizada. Um esquema simplificado desse processo é mostrado na figura a seguir: Água do mar

Água dessalinizada

Processo de Dessalinização

Salmora

Logo, não havendo acúmulo de massa no interior de um equipamento, tem-se ao longo de um determinado intervalo de tempo que AA a massa de sal presente na salmora é menor que a existente na água dessalinizada. BB a massa de sal presente na água dessalinizada é igual a existente na água do mar. CC a massa de sal presente na salmora é maior que a existente na água do mar. DD a massa de sal presente na salmora é igual a existente na água do mar. EE a massa de sal presente na salmora é menor que a existente na água do mar.

QUESTÃO 93 A AIDS é uma doença que representa um dos maiores problemas de saúde da atualidade, em função de seu caráter pandêmico e de sua gravidade. O gráfico a seguir revela a taxa de detecção (por 100 000 hab.) dos casos de AIDS em jovens de 13 a 24 anos, segundo sexo e razão entre sexos, por ano de diagnóstico.

Taxa de detecção

Brasil (1990- 2009)

Ano de diagnóstico Masculino

Feminino

Razão entre sexos (m/f)

A partir do início deste século, as agências oficiais de saúde passaram a desenvolver campanhas de prevenção voltadas diretamente ao público feminino.

Assinale o item que apresenta os dados do gráfico que justificam essa iniciativa. AA As campanhas de prevenção contra DSTs voltadas para o público feminino se justificam pelo aumento de mulheres infectadas. BB A história natural dessa infecção vem sendo alterada consideravelmente, porque as mulheres são mais suscetíveis ao HIV. CC O vírus sempre é transmitido da mãe para as filhas durante a gestação, o parto ou o aleitamento. DD As mulheres são todas assintomáticas após a contaminação por HIV e podem permanecer assim por longo tempo. EE O DNA do vírus HIV fica, nas mulheres, inativo por tempo indeterminado, pois, a partir do momento da infecção, há um progressivo aumento de linfócitos T4.

QUESTÃO 94 A Escala Rankine é outra escala que usa o zero absoluto. Nesta escala cada grau de temperatura é equivalente a um grau na escala de Fahrenheit, ou seja, são 180 divisões entre a fusão e a ebulição da água ao nível do Mar. Note que, na escala Kelvin, o grau equivale ao grau Celsius. Na escala Rankine, AA o ponto de congelamento da água equivale, aproximadamente, a 491 °R, e o ponto de ebulição 672 °R. BB o ponto de congelamento da água equivale, aproximadamente, a 672 °R, e o ponto de ebulição 4922 °R. CC o ponto de congelamento da água equivale, aproximadamente, a 0 °R, e o ponto de ebulição 180 °R. DD o grau da escala Rankine é o mesmo da escala Kelvin, considerando ambas absolutas. EE é impossível criar outra escala absoluta além da escala Kelvin.

QUESTÃO 95 Segundo a hipótese, atualmente, aceita sobre a origem e evolução da vida na Terra, os primeiros seres surgidos seriam heterotróficos por absorção (saprobiontes) com respiração anaeróbica. Com as alterações climáticas do planeta e as atividades desses primeiros seres, o alimento disponível para os saprobiontes começou a rarear. “Em virtude da escassez de alimento, os seres iniciais desenvolveram a capacidade de produzir o seu próprio alimento.” A frase entre aspas foi empregada AA corretamente, pois os seres sofreram mutações orientadas pela ausência de alimento disponível. BB corretamente, pois os seres se modificaram para tornarem-se capazes de produzir seu próprio alimento. CC corretamente, pois a escassez de alimento induziu a formação de características favoráveis nesses seres. DD erradamente, pois a capacidade de produzir seu próprio alimento é determinada pelo material genético do ser. EE erradamente, pois foram as alterações climáticas que permitiram o desenvolvimento da capacidade de produzir seu próprio alimento. CN | Página 31


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 96 O telescópio espacial Hubble, da Nasa, tirou uma fotografia dos últimos instantes de uma estrela que está morrendo. Segundo os cientistas, a imagem da nebulosa NGC 2440 mostra o que irá acontecer com o Sol daqui a cerca de 5 bilhões de anos. A morte da estrela é antecedida por uma explosão multicolorida. A estrela fotografada pelo Hubble é muito semelhante ao Sol, disseram os cientistas da Nasa. A NGC 2440 está a uma distância de cerca de 4 mil anos luz da Terra. Com a explosão, a estrela espalha várias camadas de gás que se tornam brilhantes diante de sua luz ultravioleta. Após a explosão, a estrela se transforma em um astro bem menor, branco, onde a temperatura na superfície ultrapassa os 200.000°C.

e a pressão aumenta. Nessas panelas, em vez de ferver a 100 ºC, a água (e o vapor) atinge temperaturas mais altas, cerca de 120 ºC. Evidentemente, a carne, a batata, o feijão ou qualquer outro alimento cozinham muito mais depressa. Válvula de segurança

Válvula com pino

Vapor Água Alimentos

Sabe-se que o ano-luz pode ser definido como a distância percorrida pela luz em um ano e que essa distância corresponde a aproximadamente 9,5.1015 m. Considere que a luz resultante da estrela NGC 2440 pudesse viajar até a Terra e ser vista. Usando como parâmetro que, se o Sol subitamente morresse, demoraria 500s para a luz percorrer os 1,5.108 km que nos separam, determine, aproximadamente, o tempo gasto, em segundos, para que a luz emitida por NGC 2440 atinja a Terra. AA 3,5. 105 BB 5,7.107 CC 7,4.109 DD 1,3.1011 EE 2,9.1013

Com base no texto e em seus conhecimentos sobre propriedades coligativas, pode-se inferir que AA a água, em uma panela aberta, entra em ebulição a 100 ºC no topo da Cordilheira dos Andes e na base da Cordilheira dos Andes. BB a água do mar e a água de um rio fervem à mesma temperatura. CC uma batata cozinha mais rápido em uma cidade de altura h do que em uma cidade de altura 2h, considerando que seja colocada em panelas idênticas e em sistema aberto. DD independentemente da concentração de sal, os alimentos em uma panela de pressão serão preparados no mesmo tempo. EE a temperatura de ebulição da água na panela de pressão é a mesma de uma panela aberta.

QUESTÃO 97

QUESTÃO 99

Uma longa ponte foi construída e instalada com blocos de concreto de 5 m de comprimento a uma temperatura de 20°C em uma região na qual a temperatura varia ao longo do ano entre 10°C e 40°C. O concreto destes blocos tem coeficiente de dilatação linear de 10–5 °C–1. Nessas condições, qual distância, em cm, deve ser resguardada entre os blocos na instalação para que, no dia mais quente do verão, a separação entre eles seja de 1 cm? AA 1,01 BB 1,10 CC 1,20 DD 2,00 EE 2,02

Com as chuvas intensas que caíram na cidade do Rio de Janeiro em março de 2013, grande quantidade de matéria orgânica se depositou na lagoa Rodrigo de Freitas. O consumo biológico desse material contribuiu para a redução a zero do nível de gás oxigênio dissolvida na água, provocando a mortandade dos peixes. O volume médio de água na lagoa é igual a 6,2 . 106 L. Imediatamente antes de ocorrer a mortandade dos peixes, a concentração de gás oxigênio dissolvido na água correspondia a 2,5 . 10–4 mol . L–1.

http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI1409707-EI301,00.html

QUESTÃO 98 A água ferve, normalmente, a 100 ºC, ao nível do mar e em um recipiente aberto. Qualquer que seja o tempo que a água demore para ferver nessas condições, a temperatura continuará a mesma. É possível, entretanto, tornar a água mais quente que 100 ºC, usando diversos artifícios, como mudanças na pressão. É o que fazem as panelas de pressão: como são recipientes fechados, conservam o calor CN | Página 32

Ao final da mortandade, a quantidade consumida, em quilogramas, de gás oxigênio dissolvida foi igual a Dado: O = 16. AA 24,8. BB 49,6. CC 74,4. DD 99,2. EE 120,0.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 100 Considere um relógio com mostrador circular de 10 cm de raio e cujo ponteiro dos minutos tem comprimento igual ao raio do mostrador. Considere esse ponteiro como um vetor de origem no centro do relógio e direção variável. O módulo da soma dos três vetores determinados pela posição desse ponteiro quando o relógio marca exatamente 12 horas, 12 horas e 20 minutos e, por fim, 12 horas e 40 minutos é, em cm, igual a AA 30. BB . CC 20. DD zero. EE .

QUESTÃO 101 Bico de tucano serve para se refrescar Em 1780, o naturalista francês Georges-Louis Leclerc, o conde de Buffon, escreveu: “Não posso deixar de me surpreender que a natureza tenha dotado com um bico tão prodigioso uma ave tão medíocre (...) O bico enorme, que por vezes excede o comprimento do corpo inteiro da ave, não ajuda o tucano a se alimentar, quebrar nozes ou pegar objetos”. Um século depois, Charles Darwin intuiu que a extravagante cauda do pavão poderia ter evoluído como chamariz para atrair fêmeas, mecanismo que chamou de seleção sexual. “Não é de todo inacreditável que os tucanos devam o tamanho de seus bicos à seleção sexual”, escreveu em “A descendência do homem” (1871). Darwin estava errado. Machos das 40 espécies de tucanos têm bicos do mesmo tamanho e coloração que as fêmeas. Portanto, o bico não serve para cortejá-las. Quem forneceu a melhor pista, passados 138 anos, foram dois biólogos brasileiros, Augusto Abe e Denis Andrade, do Instituto de Biociências da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Rio Claro, São Paulo. Com a ajuda do biólogo canadense Glenn Tattersall, as aves foram fotografadas de dia e de noite, ao ar livre e em câmaras com temperatura controlada. As imagens revelaram que, quando a temperatura externa aumenta, o bico fica mais quente (mais claro, nas imagens em infravermelho). O bico do tucano tem a mesma função das orelhas do elefante. Ele irradia calor ao meio ambiente. O bico é cheio de vasos sanguíneos e muito irrigado. “De dia, quando está muito quente, a ave se refresca perdendo calor pelo bico. De noite, quando esfria, ela esconde o bico sob a asa para não resfriar”, dizem os cientistas. Fonte: Revista Época, 27 de Julho de 2009

De acordo com o texto, é correto afirmar que AA a contração dos vasos sanguíneos superficiais ajuda a ave a irradiar mais calor, consequentemente, a manter-se mais quente durante o dia. BB a perda de calor pelo bico da ave, durante o dia, corresponde a um fenômeno exotérmico, com liberação de radiação infravermelha para o ambiente. CC o sistema de controle de temperatura mencionado pode ser útil para animais que não controlam a temperatura corporal de forma eficiente, como as aves. DD as imagens foram feitas em infravermelho porque esse tipo de radiação tem a mesma função dos raios-x, de identificar os órgãos internos, porém sem trazer risco ao animal. EE durante a evolução dos tucanos, o meio ambiente induziu o surgimento desse mecanismo de controle de temperatura, como resposta adaptativa desses animais ao meio em que vivem.

QUESTÃO 102 Um projetista de máquinas de lavar roupas estava interessado em determinar o volume de água utilizado por uma dada lavadora de roupas durante o seu funcionamento, de modo a otimizar a economia de água por parte do aparelho. Ele percebeu que o volume V de água necessário para uma lavagem depende da massa m das roupas a serem lavadas, do intervalo de tempo ∆t que esta máquina leva para encher de água e da pressão P da água na tubulação que alimenta esta máquina de lavar. Assim, ele expressou o volume de água através da função V = k.ma . ∆tb . Pc, onde k é uma constante adimensional e a, b e c são coeficientes a serem determinados. Calculando os valores de a, b e c para que a equação seja dimensionalmente correta, encontraremos: AA a = 3 , b = 6 e c = 3 BB a = –3 , b = – 6 e c = 3 CC a = 3 , b = – 6 e c = – 3 DD a = – 3, b = 6 e c = 3 EE a = 3, b = 6 e c = – 3

QUESTÃO 103 Os mamíferos, como o ser humano, controlam a homeostase, por meio de hormônios, mediadores químicos e um refinado mecanismo de controle recíproco. Assinale a alternativa que apresenta um exemplo correto do referido mecanismo. AA Os rins atuam na estabilidade dos níveis de sais, água e principalmente acido úrico e amônia do sangue. BB A temperatura do organismo em mamíferos, aves e répteis é constante, independentemente das variações ambientais. CC A hipófise produz uma série de hormônios que modula outras glândulas, entre elas, a tireoide e os pulmões. DD O pâncreas atua na produção de insulina e glucagon, para regular a concentração de gordura no sangue. EE O suor causa o arrefecimento do corpo por evaporação, através da diminuição da temperatura da pele. CN | Página 33


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 104

AA

Uma garrafa de refrigerante apresenta a informação de que 500 mL do produto possui 34 g de carboidrato. Supondo que todo o carboidrato presente esteja na forma de sacarose (C12H22O11), a opção que mostra corretamente a concentração aproximada deste açúcar em L–1 é AA 20 x 10–4. BB 20 x 10–3. CC 20 x 10–2. DD 20 x 10–1. EE 20 x 10.

QUESTÃO 105 Ao se analisarem as células da mucosa oral de uma mulher, verificou-se que estas apresentavam duas marcações correspondentes à cromatina sexual, ou Corpúsculo de Barr, como mostram as setas da figura.

BB CC DD EE

igual a 0,25 vezes a quantidade de luz coletada pelo Cekc, nesse mesmo intervalo. igual à quantidade de luz coletada pelo Cekc, nesse mesmo intervalo. igual a 1,60 vezes a quantidade de luz coletada pelo Cekc, nesse mesmo intervalo. igual a 2,56 vezes a quantidade de luz coletada pelo Cekc, nesse mesmo intervalo. igual a 3,20 vezes a quantidade de luz coletada pelo Cekc, nesse mesmo intervalo.

QUESTÃO 107 O farol inteligente usa uma câmera para rastrear o movimento das gotas de chuva, ou dos flocos de neve. As imagens são processadas continuamente por um algoritmo que prevê onde cada uma das gotas estará apenas uns poucos milissegundos mais tarde. O sistema de farol inteligente antichuva, então, ajusta-se rapidamente em resposta a esses cálculos, desativando os feixes de luz que incidiriam sobre as gotas de chuva ou flocos de neve nas suas novas posições previstas, evitando assim que os raios de luz fossem espalhados na atmosfera diminuindo a visibilidade. Para o olho humano, as gotas de chuva parecem linhas alongadas de água caindo em direção ao chão. Mas, para uma câmera infravermelha, elas são gotas bem pequenas e independentes, com um bocado de espaço entre elas. Fonte: http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=farolinteligente-anti-chuva&id=010170120711

Pode-se dizer que, provavelmente, essa mulher AA é portadora da síndrome de Turner. BB é portadora da síndrome de Klinefelter. CC tem 46 cromossomos, dentre os quais 2 cromossomos sexuais. DD tem 46 cromossomos autossomos e 2 cromossomos sexuais. EE tem 47 cromossomos, dentre os quais 3 cromossomos sexuais.

QUESTÃO 106 “O maior telescópio do mundo, o VLT (sigla em inglês para telescópio muito grande), instalado em Cerro Paranal(Chile), começou a funcionar parcialmente na madrugada de ontem... Segundo o astrônomo João Steiner, quanto maior a área do espelho do telescópio, que aqui consideraremos circular, mais luz vinda do espaço ele coleta. O espelho do VLT tem um diâmetro de 16 m. O maior espelho em operação atualmente, instalado no telescópio Cekc, no Havaí (EUA), tem diâmetro de 10 m”. (Folha de S. Paulo, 27/05/98)

Supondo que a única diferença entre o VLT e o Cekc seja o diâmetro dos seus espelhos, podemos afirmar que a quantidade de luz coletada pelo VLT, no intervalo de 1h é, aproximadamente: CN | Página 34

Em um farol comum ou em um farol inteligente usa-se espelhos esféricos associados com uma lâmpada incandescente gerando assim uma visibilidade da estrada. De acordo com o texto, podemos afirmar que o farol inteligente é vantajoso por minimizar sobre as gotas de agua, principalmente os efeitos da AA Reflexão. BB Difração. CC Dispersão. DD Ressonância. EE Refração.

QUESTÃO 108 A incorporação de saberes e tecnologias populares como, por exemplo, a obtenção do sabão de cinzas, a partir de uma mistura de lixívia de madeira queimada com grandes quantidades de gordura animal sob aquecimento, demonstra que já se sabia como controlar uma reação química, cuja finalidade, neste caso, era produzir sabão. De acordo com o conhecimento químico, o sabão de cinzas se forma mediante a ocorrência de reações químicas entre a potassa, que é obtida das cinzas, e os ácidos graxos presentes na gordura animal. Fonte: www.if.ufrgs.br/ienci/artigos/Artigo_ID241/v15_n2_a2010.pdf Acesso em 21.09.2012. Adaptado


As 336 + | ENEM 2014

A potassa presente nas cinzas é matéria AA orgânica proveniente da combustão da celulose existente na madeira. BB inorgânica proveniente da combustão da celulose existente na madeira. CC inorgânica proveniente da fração da madeira que não sofre combustão. DD orgânica proveniente da fração da madeira que não sofre combustão. EE inorgânica proveniente da trituração da celulose existente na madeira.

QUESTÃO 111 Ao se deslocar de sua casa (C) para a faculdade (F), João Carlos faz o percurso esquematizado na figura, em que aparecem as velocidades vetoriais de partida e de chegada de seu movimento. Ambas as velocidades têm o mesmo módulo.

QUESTÃO 109 Com as chuvas intensas que caíram na cidade do Rio de Janeiro em março de 2013, grande quantidade de matéria orgânica se depositou na lagoa Rodrigo de Freitas. O consumo biológico desse material contribuiu para a redução a zero do nível de gás oxigênio dissolvido na água, provocando a mortandade dos peixes. O volume médio de água na lagoa é igual a 6,2 × 106 L. Imediatamente antes de ocorrer a mortandade dos peixes, a concentração de gás oxigênio dissolvido na água correspondia a 2,5 × 10– 4 mol . L– 1. Ao final da mortandade, a quantidade consumida, em quilogramas, de gás oxigênio dissolvido foi igual a: Dado: O = 16. AA 24,8 BB 49,6 CC 74,4 DD 99,2 EE 125,5

QUESTÃO 110 A coloração vermelha da casca da maçã é determinada geneticamente. Um alelo mutante determina casca de cor amarela. Um produtor de maçãs verificou que, em uma determinada macieira, um dos frutos, ao invés de apresentar casca vermelha, apresentava casca com as duas cores, como representado na figura.

A aceleração vetorial média do movimento de João Carlos nesse percurso é melhor representada por AA BB CC

um vetor nulo.

DD EE

QUESTÃO 112 No Brasil, o transporte de cargas é feito quase que totalmente em rodovias por caminhões movidos a diesel. Para diminuir os poluentes atmosféricos foi implantado desde 2009 o uso do Diesel 50S (densidade média 0,85 g cm–3), que tem o teor máximo de 50 ppm (partes por milhão) de enxofre. A quantidade máxima de enxofre, em gramas, contida no tanque cheio de um caminhão com capacidade de 1 200 L, abastecido somente com Diesel 50S, é AA 5,1 × 100. BB 5,1 × 10–1. CC 5,1 × 10+1. DD 5,1 × 10+3. EE 5,1 × 10+4.

QUESTÃO 113 “Como é que um corpo interage com outro, mesmo à distância?” Considerando-se que, na maçã, o que chamamos de fruto é um pseudofruto, no qual a parte comestível desenvolvese a partir do receptáculo da flor, espera-se que as árvores originadas das sementes dessa maçã produzam frutos AA todos de casca amarela. BB todos de casca vermelha. CC todos de casca bicolor. DD alguns de casca amarela e outros de casca vermelha. EE alguns de casca amarela, outros de casca vermelha e outros de casca bicolor.

Com o desenvolvimento da ideia do Campo Gravitacional criado por uma massa, passou a se explicar a força de atração gravitacional com mais clareza e melhor entendimento: uma porção de matéria cria em torno de si um campo gravitacional, onde a cada ponto é associado um vetor aceleração da gravidade. Quando um outro corpo é colocado neste ponto, passa a sofrer a ação de uma força de origem gravitacional. Ideia semelhante se aplica para o campo elétrico gerado por uma carga Q, com uma carga de prova q colocada num ponto P, próximo a Q, que sofre a ação de uma força elétrica CN | Página 35


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 115

Com relação às três figuras, na ordem em que elas aparecem e, ainda com relação ao texto enunciado, assinale a afirmativa correta. AA Para que o corpo de massa m seja atraído pela Terra, é necessário que ele esteja eletrizado. BB Para que a carga elétrica q da segunda figura seja submetida à força indicada, é necessário que ela esteja carregada positivamente. CC Se o corpo de massa m, da primeira figura, estiver negativamente carregado, ele sofrerá uma força de repulsão. DD Não importa a carga do corpo de massa m, da primeira figura, matéria sempre atrai matéria na razão inversa do produto de suas massas. EE A carga elétrica de q, na terceira figura, com toda certeza é positiva.

QUESTÃO 114 A ductilidade é a propriedade de um material deformar-se, comprimir-se ou estirar-se sem se romper.

A prata é um metal que apresenta excelente ductilidade e a maior condutividade elétrica dentre todos os elementos químicos. Um fio de prata possui 10 m de comprimento () e área de secção transversal (A) de 2,0 · 10–7 m2.

Considerando a densidade da prata igual a 10,5 g/cm3, a massa molar igual a 108 g/mol e a constante de Avogadro igual a 6,0 · 1023 mol–1, o número aproximado de átomos de prata nesse fio será AA 1,2 · 1022 BB 1,2 · 1023 CC 1,2 · 1020 DD 1,2 · 1017 EE 1,2 · 1024 CN | Página 36

Por que ouro é metal nobre? Por que ácido neutraliza base? Por que existe chuva ácida? Existem muitos porquês no cotidiano! A conexão entre a distribuição eletrônica dos átomos e as propriedades químicas é de fundamental importância na utilização dos elementos e suas aplicações. Desse modo, a linguagem adotada no modelo atômico atual na representação dos átomos considera a existência de elétrons com número quântico de spin –1/2 e +1/2. Entretanto, supondo que o número quântico de spin possa assumir os valores +1/2, 0 e –1/2, mantendo-se inalteradas as demais regras que governam tanto os valores dos outros números quânticos quanto a ordem de preenchimento dos subníveis, a configuração eletrônica por níveis e subníveis mais provável, deverá apresentar no máximo AA dois elétrons em cada orbital do tipo s. BB um elétron em cada orbital do tipo s. CC dois elétrons em cada orbital do tipo p. DD um elétron em cada orbital do tipo d. EE três elétrons em cada orbital.

QUESTÃO 116 Existe um experimento físico conhecido como “garrafa invisível”. Nele são colocados glicerina, com índice de refração de 1,47, dentro de um tubo de vidro liso. Em seguida, parte do tubo é colocada em um copo de vidro, que possui índice de refração igual a 1,50, que também contém glicerina. E então, ao olharmos o experimento lateralmente percebemos que a parte tubo imersa fica invisível.

Vista lateral do experimento com o copo

É possível constatar que o desaparecimento da garrafa é aparente. Mas como fazer para a parte da garrafa submersa voltar a aparecer dentro da água? Basta girar um pouco a garrafa dentro do copo conforme a figura. A imagem volta a aparecer e com tamanho aumentado em relação à garrafa fora da água. Também poderíamos ver a garrafa se usássemos uma cuba de mesmo material mas com tamanho maior do que o copo.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 119 Ligação perigosa: celular e direção veicular Reprodução

Sobre esse fenômeno da garrafa se tornar invisível e voltar a aparecer podemos afirmar que ocorre porque AA a velocidade da luz é praticamente constante no vidro. BB o índice de refração do vidro é muito próximo do índice de refração da água. CC a luz que incide no copo não é transmitida para o tubo de vidro. DD as paredes da garrafa dentro da água se confundem com as paredes do próprio copo. EE a trajetória da luz é alterada quando ela passa da glicerina para o vidro.

QUESTÃO 117 “Uma notícia divulgada pela Internet está deixando os consumidores de ASPARTAME preocupados. O adoçante pode causar danos à saúde. Alguns especialistas apontam que doses superiores a 5 gramas diárias para pessoa pesando 70 kg podem causar intoxicações e distúrbios neurológicos.”

(Em água, cada mol de aspartame é cerca de 170 vezes mais adoçante do que 1 mol de sacarose, C12H22O11.) Supondo que o poder adoçante seja proporcional à quantidade ingerida, em mol, aproximadamente quantos gramas de sacarose correspondem a 5 g de aspartame, para adoçar igualmente um alimento? Massas molares: H = 1,0; C = 12,0; N = 14,0; O = 16,0 AA 1 × 104 g BB 1 × 103 g CC 1 × 102 g DD 1 × 101 g EE 1 × 100 g

QUESTÃO 118 O soro fisiológico é uma solução com concentração 0,9% em massa de NaC em água destilada; pode ser usado como antisséptico nasal, limpeza de lentes de contato, ferimentos e como repositor de íons sódio (Na+) e cloreto (C–) por ser uma solução isotônica aos fluidos corporais. Com base na concentração indicada no texto, podemos inferir que a concentração deste soro fisiológico em mol/L será: Dados: Na = 23 g/mol; C = 35,5 g/mol. AA 0,15 mol/L BB 0,30 mol/L CC 0,05 mol/L DD 0,40 mol/L EE 0,80 mol/L

O motorista, segundo o artigo 28 do Código de Trânsito Brasileiro, deve, a todo momento, ter o domínio de seu veículo e dirigir com atenção e cuidados indispensáveis à segurança do trânsito. A falta de atenção na direção veicular é uma das causas para que a mesma se torne insegura, uma vez que o condutor necessita estar concentrado e atento a qualquer imprevisto no trânsito. [...] Resultados de estudo feito em um laboratório de pesquisas de trânsito na Inglaterra e divulgados pela BBC de Londres demonstraram que os motoristas que utilizavam o celular em veículos automotores tinham reação mais lenta e, portanto, demoravam mais para parar os veículos do que aqueles que consumiram bebidas alcoólicas no limite legalmente estabelecido. O tempo de reação de quem está falando ao celular é 30% mais lento, quando comparado com o do motorista que bebeu, diante de um acontecimento inesperado no trânsito. Além disso, os motoristas que usavam o celular tinham dificuldades para manter velocidade constante e distância segura do veículo da frente. [...] Disponível em: <http://www.acidadevotuporanga.com.br/artigo/2011/02/ligacaoperigosa-celular-e-direcao-veicular-n3500>. Acesso em: 1o fev 2014.

Imagine a situação em que um veículo descreve um movimento retilíneo e uniforme em uma pista horizontal, com velocidade constante igual a 72 km/h. Ao receber uma chamada telefônica em seu celular, o motorista se distrai da estrada por alguns segundos, e não percebe que há um outro carro parado 160 m à sua frente. Após a desatenção de 4 s, aplica ao veículo uma desaceleração de 2,0 m/s2. A partir desse instante e mantidas essas condições, o motorista distraído AA baterá no carro da frente, pois precisará de 190 m para atingir o repouso. BB não baterá no carro da frente, pois precisará de 150 m para atingir o repouso. CC baterá no carro da frente, pois precisará de 180 m para atingir o repouso. DD não baterá no carro da frente, pois precisará de 100 m para atingir o repouso. EE baterá no carro da frente, pois precisará de 210 m para atingir o repouso.

CN | Página 37


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 120 Mercúrio utilizado no garimpo causa contaminação no solo e em pessoas O mercúrio é utilizado no processo de garimpagem em sua forma líquida para atrair o ouro diluído em um determinado solo, formando uma liga entre as substâncias. Giorgio de Tomi, diretor do Núcleo de Pesquisa para a Pequena Mineração Responsável da Universidade de São Paulo, explica que quando esse concentrado é queimado, o mercúrio evapora deixando apenas o ouro em seu estado bruto. A contaminação com a substância pode ocorrer de forma direta, por inalação, ou indireta após sua precipitação no solo. “ A combinação do mercúrio precipitado com compostos orgânicos do solo forma a substância metilmercúrio, altamente danosa”, esclarece de Tomi. http://redeglobo.globo.com/globoecologia/noticia/2013/09/mercurio-utilizado-no-garimpo-causa-contaminacao-no-solo-e-em-pessoas.html

Com base no processo de obtenção do ouro temos que AA a liga formada entre o ouro e mercúrio é chamada de amálgama e tais componentes podem ser separados por meio da cristalização fracionada. BB uma das formas de amenizar a contaminação provocada pelo mercúrio seria a instalação de destilador, recuperando o mercúrio. CC a presença do mercúrio promove a extração do ouro, permitindo a formação de uma substância pura conhecida por amálgama. DD sua separação do mercúrio ocorre devido à baixa diferença nas temperaturas de ebulição desses metais. EE sua extração é possível devido à alta reatividade com o mercúrio, formando uma liga metálica conhecida por amálgama.

QUESTÃO 121 Cancelamento ativo de ruído Todos nós sabemos que o ruído pode ser abafado ou atenuado e que certos materiais fazem isso melhor do que outros. [...] Se você desejar diminuir o ruído de fundo enquanto escuta música, uma técnica capaz de conseguir isso é baseada no princípio de cancelamento ativo de ruído [...]. Uma onda sonora chega ao fone de ouvido e é registrada por um microfone. Um processador inverte a fase dessa onda sonora e emite para fora a onda sonora de mesma frequência e amplitude, mas de fase oposta. As duas ondas se somam [...] e se cancelam completamente. Ao mesmo tempo, o altofalante no interior dos fones de ouvido emite a música que você quer ouvir, e o resultado é uma experiência de audição livre do ruído de fundo. Adaptado de: BAUER, Wolfgang; DIAS, Helio; WESTFALL, Gary D. Física para universitários: relatividade, oscilações, ondas e calor. 1. ed. São Paulo: McGrawHill, 2013. p. 125.

Na criação de novas tecnologias, a engenharia eletrônica muitas vezes faz uso de fundamentos desenvolvidos pela Física, como o exemplo da técnica do cancelamento ativo de ruído, utilizado em certos fones de ouvido. Pela descrição do funcionamento desse dispositivo, podemos afirmar que o fenômeno ondulatório essencial nessa técnica é AA a refração das ondas sonoras. BB a polarização das ondas sonoras. CC a difração sonora. DD a interferência sonora. EE a reflexão sonora.

QUESTÃO 122 Não podemos afirmar com precisão, afinal de contas, o 100% é um absurdo, mas a maioria das crianças quando veem alguém assobiando querem logo aprender a assobiar. Quando se aprende é uma festa. Pode-se assobiar bem forte durante um jogo ou para chamar alguém que está distante de você. No assobio, existe física também: acústica. Disponível em: <http://tribunaportista.blogspot.com.br/2011/12/assobio.html>.

Quando assobiamos e fisicamente se diz que o assobio foi alto ou baixo, estamos relacionando a uma variação de AA amplitude. BB frequência. CC intensidade. DD potência. EE velocidade. CN | Página 38


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 123 Entra CO2, sai energia Muitos países não estão capturando as emissões de CO2 e armazenando-as no subsolo porque o processo é muito caro. Um sistema de circuito fechado que injeta CO2 em salmoura quente trazida das profundezas do subsolo para a superfície poderia tornar o armazenamento de CO2 economicamente viável, fornecendo energia geotérmica e metano como combustíveis. A salmoura com CO2 diluído seria injetada de volta no subsolo, onde seria armazenada permanentemente.

Cidade

Usina de energia a carvão Canalização do metano Oleodutos transportam metano para consumidores de energia distantes

Água quente (rosa)

Retorno de água fria (turquesa)

Pressão é reduzida, o que retira parte do metano da solução

CO2 (amarelo)

Salmoura, ainda quente, segue para o trocador de calor

Salmoura quente no trocador aquece Salmoura fria um circuito de água (azul) independente que é enviada para aquecer edificações próximas

Metano dissolvido (verde) Salmoura quente (laranja) Salmoura do subsolo profundo, sob alta pressão, sobe pelo poço

CO2 dissolvido (amarelo) Salmoura em poros de rochas (azul)

Reservatório de salmoura

CO2 liberado por uma usina de eletricidade é capturado e enviado por um misturador

Salmoura fria e CO2 são misturados sob alta pressão. Isso força o CO2 a se dissolver na salmoura que, por sua vez, força a saída de mais metano, enviado para a tubulação

Salmoura, agora saturada com CO2 dissolvido e sob alta pressão é bombeada de volta para o reservatório da salmoura do subsolo Cerca de 3 km

Salmoura injetada (direita) empurra a salmoura nativa através da rocha Adaptado de: Scientific American Brasil. Dez 2013. Ano 12, no 139.

Após a analise do texto e do infográfico, marque o item correto sobre energia relacionada ao CO2. AA Na etapa 8, a solubilidade do CO2 na salmoura aumentaria em baixa pressão e alta temperatura. BB O processo de captação do CO2 atmosférico para armazená-lo no subsolo é promissor e economicamente viável. CC O processo global consiste em converter CO2 em CH4. DD O objetivo do processo é converter CO2(g), liberado por usina termelétrica em CO2(aq), dissolvido em salmoura. EE O CO2 canalizado pode ser usado como combustível em usinas termelétricas. CN | Página 39


As 336 + | ENEM 2014

Usina com tecnologia pioneira entra em operação Foi inaugurada na região da Andaluzia, sul da Espanha, uma usina termossolar inovadora (projeto Gemasolar), baseada no sistema de torre central e no armazenamento de energia térmica usando sais. [...] A usina Gemasolar baseia-se em um campo solar formado por 2.650 refletores (heliostatos), que ocupam uma área de 185 hectares (860 m × 860 m) ao redor de uma torre de 140 m de altura. No “receptor” são concentrados os raios solares; eles aquecem e fundem os sais, que serão armazenados no tanque 2 Luz solar

A solução salina é bombeada para o receptor Tanque 1 Sais frios

Transformador

Turbina Gerador

Vapor de água

A luz solar é refletida nos heliostatos e direcionada ao receptor

Tanque 2 Sais quentes

Os sais liberam o calor que vaporiza a água

Os raios solares refletidos pelos heliostatos são concentrados em um “receptor” – localizado na parte mais alta da torre – que aquece e funde uma mistura de sais. [...] Graças a este criativo sistema de armazenagem de energia, a usina andaluza produz eletricidade em dias nublados ou à noite, por um período de até 15 horas. Disponível em: <http://ofrioquevemdosol.blogspot.com.br/2011/11/eletricidadesolar-na-espanha-usina-com.html> (adaptado). Acesso em: 11 dez. 2013.

QUESTÃO 125 Parceiras dos humanos As algas fazem parte de sua vida mais do que você imagina. Além de fornecer grande quantidade de oxigênio à atmosfera, estão presentes no sushi, nas gelatinas, nas pastas de dentes e podem ser aproveitadas como alimento ou como adubo. Algae, também conhecido como alga, em latim significa “semente marinha” e constitui um conjunto de organismos que integram os filos Chlorophyta, Phaeophyta, Rhodophyta, Bacillariophyta, Chrysophyta, Euglenophyta, Dinophyta e Charophyta. As algas não apresentam embriões dependentes do organismo materno para a sua nutrição. Disponível em: <http://www.see.ac.gov.br/portal/index.php?option=com_ docman&task> (adaptado).

CN | Página 40

QUESTÃO 126 Se observarmos a emissão de gases de efeito estufa de origem antrópica, a emissão causada pela poluição dos automóveis, de indústrias, desmatamento, queimadas e outros é quatro vezes maior que a quantidade de gases produzida pelos bovinos. Realmente, os bovinos são eficientes na produção de gás, porém essa produção evoluiu com a espécie e é necessária para evitar a intoxicação do animal. Na agricultura são formados diversos gases colaboradores do efeito estufa. A formação desses gases é ocasionada pela fermentação entérica (no rúmen), dejetos, respiração do solo, adubação com fertilizantes, desmatamento, inundações, queimadas e etc. O infográfico a seguir mostra como um ciclo biogeoquímico pode ser alterado pela criação de bovinos em larga escala.

Produtividade primária líquida [CO2 captação] CH4

N2O, NOx CO2, CO, NMVOC N2O

HWP

Fogo Biomassa CO2

Detritos

CH4

CH4

N Fertilizante Fixação

ão aç ub Ad

Pelo que se observa no texto e na figura, podemos identificar as principais etapas de transformações energéticas envolvidas no funcionamento dessa usina, sendo a ordem em que elas ocorrem AA térmica → potencial elástica → cinética → elétrica BB solar → cinética → elétrica → térmica CC solar → térmica → cinética → elétrica DD solar → potencial gravitacional → cinética → elétrica EE potencial gravitacional → térmica → cinética → elétrica

A respeito das algas, é correto afirmar que AA pertencem ao reino Plantae, com cloroplastos, raízes, caule e folhas. BB são uni ou pluricelulares e destituídas de parede celular, com um talo com função homóloga ao caule das angiospermas. CC habitam exclusivamente os mares, onde podem causar prejuízos por meio de reprodução descontrolada. DD o impacto da participação das algas no ambiente é muito grande para influenciar o ciclo do oxigênio e do gás carbônico. EE são mais complexas que as plantas, pois apresentam células eucarióticas e nutrição autotrófica, com órgãos bem diferenciados.

Co lhe ita

QUESTÃO 124

Carbono no solo

CO2 Arroz Respiração do solo

Disponível em: <http://www.beefpoint.com.br/cadeia-produtiva/sustentabilidade/ producao-de-metano-em-bovinos-e-sua-contribuicao-para-o-aquecimento-globalvideo-slides-e-artigo-57061/> (adaptado).

Assim, é correto inferir que o gás emitido pelos bovinos que favorece o desequilíbrio do ciclo citado e o ciclo biogeoquímico em questão são, respectivamente, AA CO2 e ciclo do carbono. BB CO2 e ciclo da água. CC CH4 e ciclo do CO2. DD CH4 e ciclo do carbono. EE O2 e ciclo da água.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 127 O aconselhamento genético é um serviço que atende consulentes, em geral casais preocupados com a possibilidade de gerar descendentes com distúrbios de origem genética. O serviço auxilia na avaliação dos riscos de se gerar descendentes com anormalidades genéticas e calcula a possibilidade de progenitores terem filhos com anormalidades genéticas que suas famílias já apresentam, ou seja, que revelam histórico familiar de anomalias genéticas. O heredograma a seguir registra a ocorrência de uma alteração metabólica com padrão de herança autossômica, denominada fenilcetonúria, em uma família na qual as pessoas com símbolos inseridos não conseguem metabolizar a enzima fenilalanina-hidroxilase, o que resulta no acúmulo de fenilalanina no sangue, sendo os excessos de até um grama por dia excretados na urina. Diz-se que tais pessoas revelam fenilcetonúria, ou PKU (phenyl ketonuria), que é acompanhada de grave retardamento mental e físico. Os símbolos vazios revelam pessoas normais.

QUESTÃO 128 O lugar mais frio da Terra Satélites da NASA localizaram um dos lugares mais frios do nosso planeta, no cume de um monte localizado na Antártida, nas proximidades do Polo Sul. A temperatura mais fria já registrada na Terra chegou a –93,2 ºC, o que é vários graus mais frio do que o recorde anterior. Os pesquisadores analisaram 32 anos de dados de vários instrumentos de vários satélites em busca de ocorrências capazes de gelar os ossos. O novo recorde, de –93,2 ºC, foi batido no dia 10 de agosto de 2010. Na verdade, as temperaturas despencaram para níveis recorde dezenas de vezes na região, em “bolsões” nas proximidades de um pico entre o Domo Argus e o Domo Fuji. O recorde de temperatura mais fria da Terra é vários graus mais frio do que o registro de –89,2 ºC anterior, em 1983, na Estação de Pesquisa russa Vostok, também na Antártida. O lugar mais frio permanentemente habitado na Terra fica no nordeste da Sibéria, onde as temperaturas nas cidades de Verkhoyansk e Oimekon atingiram –67,8 ºC em 1892 e em 1933.

I.

Recorde anterior:

Menor temperatura já medida

21 jul. 1983: –89,2 ºC

31 ago. 2010: –93,2 ºC Menor temperatura de 2013

II.

31 jul. 2013: –93 ºC Domo Fuji

III. Domo Argus

IV.

Polo Sul

Vostok

V. = probando ou caso-índice Satélite Aqua Temperatura da superfície terrestre

Disponível em: <http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=lugar-mais-frio-da-terra&id=020175131210> (adaptado).

Considere o heredograma e assinale a proposição correta. 1 AA A probabilidade de IV-3 ser heterozigoto é . 2 BB O próximo descendente do casal consanguíneo será afetado. CC Os indivíduos da geração V são heterozigotos. DD Baseado na interação entre a Medicina e a Genética, o aconselhamento genético apenas avalia os riscos de se gerar descendentes com anomalias por meio dos cálculos probabilísticos. EE A probabilidade de o probando ou caso-índice ser homozigoto recessivo é de 100%.

Acesso em: 11 dez. 2013.

Após a leitura do artigo, podemos concluir que o novo recorde de menor temperatura já medida é de, aproximadamente, quantos graus Fahrenheit e kelvin, respectivamente, menor que a mais baixa temperatura do lugar mais frio permanentemente habitado no nordeste da Sibéria? AA 25,4 ºF e 34,2 K. BB 45,7 ºF e 25,4 K. CC 77,7 ºF e 298 K. DD 54,2 ºF e 42,2 K. EE 25,4 ºF e 25,4 K.

CN | Página 41


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 129 As organelas são estruturas intracelulares complexas, onde ocorrem processos necessários para a vida das células eucarióticas. Elas são interconectadas e unidas por uma estrutura formada pelas proteínas do citoesqueleto, e cada organela desempenha uma função específica, embora as suas atividades possam estar, muitas vezes, associadas. Ribossomo livre

3

5

Nucléolo DNA

4 Peroxissomo

Cis

Membrana plasmática Envelope nuclear

2

Mediana Trans

Ribossomo de membrana

1

De acordo com o esquema apresentado, analise as afirmações a seguir, assinalando aquela que estiver correta. AA A organela 1 é envolvida por uma membrana contendo enzimas oxidativas que produzem e decompõem o peróxido de hidrogênio, com o propósito de detoxificação celular. BB A organela 2 é o retículo endoplasmático agranular, que atua na intervenção do metabolismo de lipídios. CC A organela 3 é uma mitocôndria, que emprega a energia obtida a partir da combinação do oxigênio com as moléculas alimentares para acumular ATP. DD A organela 4 é o ribossomo, cuja função principal é a síntese de proteínas, e que se coram intensamente são visíveis junto à membrana nuclear de células que não estejam em divisão. EE A organela 5 é o núcleo, presente em todas as células eucarióticas e procarióticas, onde todo o DNA cromossômico está contido e cujo conteúdo se comunica com o citosol por poros nucleares, os ânulos.

QUESTÃO 130 A microevolução refere-se às mudanças nas frequências gênicas intrapopulacionais, sob influência da seleção natural e da deriva aleatória. Sob esse aspecto, diz-se que uma população se encontra em equilíbrio de Hardy-Weinberg quando não está ocorrendo mudança de sua estrutura genética de uma geração para a outra, ou seja, a geração seguinte de uma população apresentará as mesmas frequências alélicas e genotípicas que a geração anterior e assim por diante. Assim, considera-se uma população em equilíbrio genético para uma determinada característica hereditária quando as frequências gênicas e genotípicas não se alteram com o passar dos anos. CN | Página 42

Logo, uma população encontra-se em evolução quando seu pool gênico vai se modificando ao longo das gerações. Um determinado gene encontrado em Trypanossoma cruzi apresenta-se sob duas formas ou alelos: uma que se manifesta em homozigose e em heterozigose, que faz com que o protozoário seja insensível à principal medida usada (os nitrofuranos), e a outra forma do gene somente se expressa em homozigose, que revela melhores resultados com o referido tratamento. Observa-se que, nos últimos 30 anos, a frequência dos dois alelos (F e f) não tem se alterado, o que mostra uma população parasitária em equilíbrio genético de HardyWeinberg. Os pacientes sensíveis à medicação (recessivos, ff) são encontrados na população brasileira com uma frequência de 0,36 (36%). Sabendo-se que as frequências dos genótipos obedecem à equação matemática na genética de populações: p2 + 2pq + q2 = 1, na qual p corresponde ao dominante e q corresponde ao alelo recessivo. Diante disso, a frequência esperada de indivíduos heterozigotos nessa população é de AA 0,10. BB 0,16. CC 0,24. DD 0,32. EE 0,48.

QUESTÃO 131 O chimarrão, tradicional hábito do Rio Grande do Sul, é um símbolo da hospitalidade do gaúcho, sendo uma das marcas registradas do estado. O costume de tomar chimarrão é muito comum no meio rural e também é visto com frequência no meio urbano. Ao tomar chimarrão, utiliza-se um canudo de sucção denominado “bomba”. Pode-se afirmar que, ao puxar o ar através dessa bomba, estamos AA reduzindo a pressão dentro da “bomba”. BB aumentando a pressão dentro da “bomba”. CC aumentando a pressão fora da “bomba”. DD mantendo a pressão constante dentro da “bomba”. EE reduzindo a pressão fora da “bomba”.

QUESTÃO 132 Bye, bye, Brasil Oi, coração Não dá pra falar muito não Espera passar o avião Assim que o inverno passar Eu acho que vou te buscar Aqui tá fazendo calor Deu pane no ventilador Já tem fliperama em Macau Tomei a costeira em Belém do Pará Puseram uma usina no mar Talvez fique ruim pra pescar Meu amor [...] Em março vou pro Ceará Com a bênção do meu orixá Eu acho bauxita por lá/Meu amor. Chico Buarque.


As 336 + | ENEM 2014

Com base na música e nos conhecimentos sobre usina nuclear e metalurgia, assinale a alternativa correta. AA As usinas nucleares ficam próximas ao mar para que o material radioativo lançado possa ser diluído e não trazer problemas de contaminação. BB A produção de alumínio por meio da bauxita é caracterizada, principalmente, pelo processo da pirometalurgia. CC A água pura seria o melhor meio de resfriar um reator se comparado com a água salgada. DD O processo de obtenção do alumínio segue o princípio da eletrólise ígnea. EE A água é usada no sistema de refrigeração devido ao seu baixo calor específico.

QUESTÃO 133 Existem vários critérios para se definir qual é o melhor combustível. O melhor combustível por mol de combustível queimado, por unidade de massa, por unidade de volume ou ainda em relação ao número de mols de gás carbônico produzidos. Dentre estes critérios, são muito utilizados o critério que exige a fixação de uma mesma massa de combustível queimado e calcula-se a quantidade de energia liberada por unidade de massa, e o critério em que se fixa um mesmo número de mols de gás carbônico e calcula-se a energia liberada para cada mol deste gás lançado na atmosfera. Abaixo, são fornecidas informações sobre alguns combustíveis: Combustível

Energia de Principal Massa molar combustão componente g/mol em kJ/mol

GLP

C4H10

58

– 2878

Gasolina

C8H18

114

– 5471

Éter de Petróleo

C10H22

142

– 6823

Etanol

C2H6O

46

– 1368

Considerando as informações anteriores, é correto afirmar que AA o éter de petróleo é o que libera menor quantidade de energia na combustão para cada mol de combustível queimado e é o que menos contribui para o efeito estufa. BB o GLP libera mais energia por unidade de massa de combustível queimado que a gasolina. CC o etanol libera uma maior quantidade de energia por unidade de massa de combustível queimado que o éter de petróleo. DD para um mesmo número de mols de CO2 produzido, o etanol libera uma quantidade menor de energia que o éter de petróleo. EE para um mesmo número de mols de CO2 produzido, o GLP libera uma quantidade menor de energia que a gasolina.

QUESTÃO 134 Vítimas de Hiroshima no Brasil serão indenizadas. Os três homens, que pediram para não ser identificados, vão receber US$ 24,7 mil, decidiu um tribunal japonês. Folha de S.Paulo, 09.02.2006

Emília interessou-se pela notícia. Afinal, acreditava que seu único filho, Mário, portador de hemofilia do tipo A, a mais grave delas, era uma vítima indireta da radiação liberada pela bomba. Emília havia lido que a doença é genética, ligada ao sexo, e muito mais frequente em homens que em mulheres. O sogro de Emília, Sr. Shiguero, foi um dos sobreviventes da bomba de Hiroshima. Após a guerra, migrou para o Brasil, onde se casou e teve um filho, Takashi. Anos depois, o Sr. Shiguero faleceu de leucemia. Emília, que não tem ascendência oriental, casou-se com Takashi e atribuía a doença de seu filho Mário à herança genética do avô Shiguero. Depois da notícia do jornal, Emília passou a acreditar que seu filho talvez pudesse se beneficiar com alguma indenização. Sobre suas convicções quanto à origem da doença de Mário, pode-se dizer que Emília está AA correta. Do mesmo modo como a radiação provocou a leucemia do Sr. Shiguero, também poderia ter provocado mutações nas células de seu tecido reprodutivo que, transmitidas à Takashi, e deste à seu filho, provocaram a hemofilia de Mário. BB correta. A hemofilia ocorre mais frequentemente em homens, uma vez que é determinada por um alelo no cromossomo Y. Deste modo, Mário só pode ter herdado esse alelo de seu pai, que, por sua vez, o herdou do Sr. Shiguero. CC apenas parcialmente correta. Como a hemofilia é um caráter recessivo e só se manifesta nos homozigotos para esse alelo, a doença de seu filho Mário é causada pela presença de um alelo herdado pela via paterna e por outro herdado pela via materna. DD errada. Como a hemofilia é um caráter dominante, se seu filho Mário tivesse herdado o alelo do pai, que o teria herdado do Sr. Shiguero, todos seriam hemofílicos. EE errada. É mais provável que a hemofilia de Mário seja determinada por um alelo herdado por via materna, ou que Mário seja portador de uma nova mutação sem qualquer relação com a radiação a que o Sr. Shiguero foi submetido.

QUESTÃO 135 Muitas vezes, assistindo a desenhos ou a filmes, nos deparamos com cenas nas quais um viajante tem uma visão de água, e quando se aproxima para beber a água, ela desaparece. Esse tipo de miragem, mostrada na televisão, é um pouco exagerada, mas, ao contrário do que muita gente pensa, é normal enxergamos água em estradas ou em paisagens desérticas em dias muito quentes ou frios. CN | Página 43


As 336 + | ENEM 2014

As miragens, também conhecidas como espelhismo, não são uma alucinação provocada pelo forte calor. Elas são um fenômeno óptico real que ocorre na atmosfera, formando diferentes tipos de imagens, podendo, inclusive, ser fotografado. Tal fenômeno ocorre devido às propriedades de refração da luz. Sabemos que em dias de alta temperatura as camadas de ar, nas proximidades do solo, são mais quentes que as camadas superiores. http://www.infoescola.com/fenomenos-opticos/miragem/adaptado

Ao viajarmos num dia quente por uma estrada asfaltada, é comum enxergarmos ao longe uma poça-d’água. Podemos explicar o aparecimento dessa miragem em função AA da diminuição da densidade do ar com o aumento da temperatura. BB da variação de frequência da luz ao mudar de meio. CC da dispersão da luz que é proporcional ao índice de refração do ar. DD da polarização da luz com o ar quente sobre o asfalto. EE do ciclo de convecção que é formado pela diferença de temperatura.

QUESTÃO 136 No Brasil, a grande maioria dos produtos alimentícios disponíveis no mercado apresenta soja ou milho em sua composição, adicionados na forma natural do grão ou como proteína, gordura, óleo, amido extrato ou lecitina.

QUESTÃO 137 Propriedades coligativas são propriedades que dependem exclusivamente da quantidade de partículas na solução, ou seja, da concentração de partículas, independente da natureza delas. Dentre as propriedades coligativas, podemos citar a pressão de vapor e a temperatura de ebulição. A pressão de vapor de um solvente puro é maior que a pressão de vapor do solvente em uma solução, desta forma, quanto maior a concentração de partículas na solução, menor será a pressão de vapor do solvente. Quanto ao ponto de ebulição, observa-se, experimentalmente, que quanto maior a concentração de partículas na solução, maior será o ponto de ebulição do solvente. Para comprovar estas teorias, um professor fez com os seus alunos os seguintes experimentos: Três soluções aquosas de nitrato de sódio (NaNO3), nitrato de alumínio (A(NO3)3) e glicose (C6H12O6), com concentrações iguais a 0,5 mol/L, foram aquecidas em três béqueres, sob as mesmas condições ambientes, até a ebulição. As temperaturas das três soluções foram monitoradas com três termômetros devidamente calibrados.

Ciência Hoje 34 (203): 38, 2004

Estes dois vegetais são amplamente cultivados em todas as regiões do país. Assinale a alternativa correta que classifica e descreve corretamente estas duas espécies. AA A soja faz parte das dicotiledôneas que geralmente possuem caule reduzido, folhas com nervuras reticuladas e sementes com 2 cotilédones; enquanto o milho faz parte das monocotiledôneas que geralmente possuem caule lenhoso, folhas com nervuras paralelas e sementes com 1 cotilédone. BB A soja faz parte das monocotiledôneas que geralmente possuem caule reduzido, folhas com nervuras paralelas e sementes com 1 cotilédone; enquanto o milho faz parte das dicotiledôneas que geralmente possuem caule lenhoso, folhas com nervuras reticuladas e sementes com 2 cotilédones. CC A soja faz parte das dicotiledôneas que geralmente possuem caule lenhoso, folhas com nervuras reticuladas e sementes com 2 cotilédones; enquanto o milho faz parte das monocotiledôneas que geralmente possuem caule reduzido, folhas com nervuras paralelas e sementes com 1 cotilédone. DD A soja faz parte das monocotiledôneas que geralmente possuem caule reduzido, folhas com nervuras reticuladas e sementes com 2 cotilédones; enquanto o milho faz parte das dicotiledôneas que geralmente possuem caule lenhoso, folhas com nervuras paralelas e sementes com 1 cotilédone. EE A soja faz parte das dicotiledôneas que geralmente possuem caule lenhoso, folhas com nervuras paralelas e sementes com 2 cotilédones; enquanto o milho faz parte das monocotiledôneas que geralmente possuem caule reduzido, folhas com nervuras reticuladas e sementes com 1 cotilédone. CN | Página 44

Levando em consideração a concentração de partículas na solução resultante, a solução que a 25 ºC apresenta maior pressão de vapor e a solução que apresenta maior temperatura de ebulição são, respectivamente, AA glicose e nitrato de alumínio. BB glicose e nitrato de sódio. CC nitrato de alumínio e glicose. DD nitrato de alumínio e nitrato de alumínio. EE nitrato de sódio e glicose.

QUESTÃO 138 A atividade das enzimas no organismo humano varia em função do pH do meio. Observe o gráfico:


As 336 + | ENEM 2014

A curva que representa a variação da atividade da quimiotripsina, enzima proteolítica encontrada no suco duodenal, é a identificada pela(s) seguinte(s) letra(s) AA W. BB X. CC Y. DD Z. EE Y e Z.

QUESTÃO 139 Descobertas recentes na medicina e na saúde pública, se aplicadas consistentemente, terão algum impacto no curso da evolução humana. Qualquer resistência às doenças infecciosas (de caráter hereditário), como o sarampo e a difteria, conferiria vantagem seletiva a uma família. Assinale a alternativa que mostra, corretamente, os efeitos da imunização em massa sobre a frequência da resistência ou susceptibilidade inata às doenças. AA A frequência dos alelos que conferem resistência inata às doenças seria aumentada. BB A longo prazo, mais pessoas se tornariam independentes de procedimentos médicos. CC A longo prazo, haveria adaptação genética à resistência a muitas doenças. DD Não haveria alteração alguma na frequência desses alelos. EE Os genótipos que produzem pouca ou nenhuma resistência se tornariam comuns.

QUESTÃO 140 A hidroquinona é o ingrediente ativo mais prescrito pelos médicos dermatologistas para tratar manchas na pele. Essa substância age diretamente nos melanócitos, dificultando a reação química de formação da melanina (responsável pela pigmentação da pele), ao mesmo tempo em que degrada as bolsas que armazenam a melanina dentro das células. O seu efeito é lento, mas bastante eficiente. A equação química abaixo mostra a conversão da p-quinona em hidroquinona.

Levando em conta o exposto acima, podemos afirmar que AA a hidroquinona também recebe a denominação de 1,4-dihidroxibenzeno e seus carbonos possuem nox +1. BB na p-quinona apresenta os carbonos com nox igual a 0 e, por um processo de redução, converte-se na hidroquinona. CC na p-quinona sofre um processo de redução em que o carbono do grupo funcional sai do nox +2 para um nox +1. DD a p-quinona é mais solúvel em água do que a hidroquinona, pois temos a ocorrência de ligações de hidrogênio intermolecular. EE a hidroquinona apresenta característica básica em solução aquosa, pois libera a hidroxila (OH–) no meio.

QUESTÃO 141 A areia comum tem como constituinte principal o mineral quartzo (SiO2), a partir do qual pode ser obtido o silício, que é utilizado na fabricação de microchips. A obtenção do silício para uso na fabricação de processadores envolve uma série de etapas. Na primeira, obtém-se o silício metalúrgico, por reação do óxido com coque, em forno de arco elétrico, à temperatura superior a 1 900 °C. Uma das equações que descreve o processo de obtenção do silício é apresentada a seguir: SiO2(s) + 2C(s) → Si() + 2CO(g) Dados: SiO2 = – 910,9 kJ · mol– 1 CO = – 110,5 kJ · mol– 1 De acordo com as informações do texto, é correto afirmar que o processo descrito para a obtenção do silício metalúrgico corresponde a uma reação AA endotérmica e de oxirredução, na qual o Si4+ é reduzido a Si. BB espontânea, na qual ocorre a combustão do carbono. CC exotérmica, na qual ocorre a substituição do Si por C. DD exotérmica, na qual ocorre a redução do óxido de silício. EE endotérmica e de dupla troca.

QUESTÃO 142 Um barco motorizado desenvolve, em relação às águas de um rio, velocidade constante de módulo v. Esse barco está subindo um trecho retilíneo do rio, quando o piloto é informado de que um container flutuante, encerrando uma preciosa carga, caiu na água há exatamente uma hora. Nesse intervalo de tempo, a embarcação percorreu 16 km em relação às margens. Prontamente, o piloto inverte o sentido do movimento do barco e passa a descer o rio em busca do material perdido. Sabendo que as águas correm com velocidade constante de módulo 4,0 km/h, que o container adquire velocidade igual à das águas imediatamente após sua queda e que ele é resgatado pela tripulação do barco, determine a distância percorrida pelo container desde o instante de sua queda na água até o instante do resgate.

CN | Página 45


As 336 + | ENEM 2014

AA BB CC DD EE

QUESTÃO 145

2 km. 4 km. 6 km. 8 km. 10 km.

QUESTÃO 143 Filmes de faroeste começaram a fazer muito sucesso na década de 30. Em um grande sucesso na época, o filme Justiça Selvagem, de 1933, John Wayne está prestes a saltar sobre um fora da lei, espreitando-o sobre uma árvore. A altura do herói, medida verticalmente em relação à sela do cavalo que se move em movimento retilíneo uniforme com velocidade de 10 m/s, é de 3,2 m. O herói conseguiu deter o fora da lei. Considerando que sobre ele atuou, durante todo o tempo da queda, somente a força peso, pode-se afirmar que, AA o tempo de queda do herói foi de 0,32 s. BB o herói pulou quando o cavalo estava a uma distância de sua posição, medida horizontalmente, de 8,0 m. CC quando o cavalo estava exatamente abaixo do herói, ele pulou, gastando 0,80 s para atingir o fora da lei. DD desde o instante em que o herói pulou e o instante em que atingiu o fora da lei, o cavalo percorreu uma distância igual a 6,4 m. EE ao atingir o fora da lei, a velocidade do herói foi de 4,0 m/s.

QUESTÃO 144 Num experimento, em condições adequadas, foram medidas as velocidades de reação V de uma enzima, em função do aumento da concentração de seu substrato S. O gráfico abaixo indica variações de

em função de S.

“Um novo coquetel de drogas anima os cientistas a falarem no fim da AIDS como doença fatal: o AZT e um inibidor de transcriptase reversa inibem a reprodução do vírus em seu estágio inicial (...). Os vírus que escapam são atacados por um inibidor de protease (...). Como resultado, poucos vírus conseguem reproduzir-se (...). O vírus HIV é uma peste microscópica que contém apenas nove genes e mesmo assim se vinha impondo contra o complexo organismo humano e seus 100 000 orgulhosos genes.” (Veja, 10/07/1996)

A nova multiterapia combinada para o tratamento dessa terrível doença é resultado do trabalho dos pesquisadores americanos David Ho e Roy Gulick e está amparada em conhecimentos sobre vírus e Biologia Celular e em avanços na área farmacêutica. Sobre o tema anterior enfocado, é correto afirmar: AA Como os demais vírus, o vírus da imunodeficiência humana, HIV, é um vírus DNA. BB Transcriptase reversa e protease são substâncias especiais, denominadas glicídios, compostos químicos do grupo dos carboidratos, importantes para o metabolismo viral. CC Transcriptase reversa e protease são enzimas que permitem a realização de etapas importantes na célula viral. DD O genoma (ou material genético) é sempre constituído por DNA, independente de ser vírus ou células. EE O ácido nucleico viral é uma molécula reduzidíssima quando comparada com a molécula do ácido nucleico das células humanas.

QUESTÃO 146 O peróxido de hidrogênio é comumente utilizado como antisséptico e alvejante. Também pode ser empregado em trabalhos de restauração de quadros enegrecidos e no clareamento de dentes. Na presença de soluções ácidas de oxidantes, como o permanganato de potássio, esse óxido decompõe-se, conforme a equação a seguir: 5H2O2(aq) + 2KMnO4(aq) + 3H2SO4(aq) → 5O2(g) + 2MnSO4(aq) + K2SO4(aq) + 8H2O()

A(s) curva(s) que deve(m) representar o resultado experimental é(são) a identificada por AA W. BB X. CC Y. DD Z. EE W e X.

CN | Página 46

ROCHA-FILHO, R. C. R.; SILVA, R. R. Introdução aos Cálculos da Química. São Paulo: McGraw-Hill, 1992.

De acordo com a estequiometria da reação descrita, a quantidade de permanganato de potássio necessária para reagir completamente com 20,0 mL de uma solução 0,1 mol/L de peróxido de hidrogênio é igual a AA 2,0 ⋅ 100 mol BB 2,0 ⋅ 10– 3 mol CC 8,0 ⋅ 10– 1 mol DD 8,0 ⋅ 10– 4 mol EE 5,0 ⋅ 10– 3 mol


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 147 A hidroquinona é o ingrediente ativo mais prescrito pelos médicos dermatologistas para tratar manchas na pele. Essa substância age diretamente nos melanócitos, dificultando a reação química de formação da melanina (responsável pela pigmentação da pele), ao mesmo tempo em que degrada as bolsas que armazenam a melanina dentro das células. O seu efeito é lento, mas bastante eficiente. A equação química abaixo mostra a conversão da p-quinona em hidroquinona.

CC DD EE

do cruzamento de uma leitoa com um javali, devem resultar híbridos fêmeas com 38 cromossomos e híbridos machos com 36 cromossomos. os animais não puros terão o mesmo número de cromossomos do porco doméstico, mas não o número de cromossomos do javali. os animais puros, aos quais o restaurante se refere, são filhos de casais em que pelo menos um dos animais paternos possui 36 cromossomos.

QUESTÃO 149 A escada rolante de uma galeria comercial liga os pontos A e B em pavimentos consecutivos, com uma velocidade ascendente de módulo 0,50 m/s, conforme mostrado na figura. Se uma pessoa consegue descer contra o sentido de movimento da escada e leva 10 segundos para ir de B até A, pode-se afirmar que sua velocidade, em relação à escada, tem módulo, em m/s, igual a

Levando em conta o exposto acima, podemos afirmar que AA a hidroquinona também recebe a denominação de 1,4-dihidroxibenzeno e seus carbonos possuem nox +1. BB a p-quinona apresenta os carbonos com nox igual a 0 e, por um processo de redução, converte-se na hidroquinona. CC a p-quinona sofre um processo de redução em que o carbono do grupo funcional sai do nox +2 para um nox +1. DD a p-quinona é mais solúvel em água do que a hidroquinona, pois temos a ocorrência de ligações de hidrogênio intramolecular. EE a hidroquinona apresenta característica básica em solução aquosa, pois libera a hidroxila (OH–) no meio; assim, é um agente oxidante mais forte que a p-quinona.

QUESTÃO 148 Leia a placa informativa presente em uma churrascaria.

Porcos e javalis são subespécies de uma mesma espécie, Sus scrofa. A referência ao número de cromossomos justificase pelo fato de que são considerados javalis puros apenas os indivíduos com 36 cromossomos. Os porcos domésticos possuem 38 cromossomos e podem se cruzar com os javalis. Desse modo, é correto afirmar que AA os animais com 37 cromossomos serão filhos de um leitão ou de uma leitoa, mas não de um casal de javalis. BB um híbrido de porco e javali, conhecido como javaporco, terá 74 cromossomos, tendo herdado o material genético de ambas as subespécies.

AA BB CC DD EE

0 0,50 1,0 1,5 2,0

QUESTÃO 150 Atualmente, os físicos acreditam que todos os fenômenos magnéticos resultam de forças entre cargas elétricas em movimento, e nos dias de hoje são geradas grandes quantidades de energia elétrica pelo movimento relativo entre condutores elétricos e campos magnéticos. Existem materiais que respondem e outros que não respondem a campos magnéticos externos. A diferença está na forma como os elétrons estão distribuídos. Átomos, moléculas ou íons que possuem elétrons desemparelhados são chamados paramagnéticos, apresentam atração por ímã, mas não retêm o campo magnético. Átomos, moléculas ou íons que possuem todos os elétrons emparelhados são chamados diamagnéticos e não possuem atração por ímã. Dados: números atômicos → H = 1; O = 8; N = 7; C = 17. Analise o texto acima e marque o item que corresponde a uma espécie paramagnética e a uma espécie diamagnética, respectivamente. AA H2O e NO2 BB N2O e NO CC HC e NO3– DD NO2 e NO2– EE NO e NO2 CN | Página 47


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 151

DD

Leia o texto: No anúncio promocional de um ferro de passar roupas a vapor, é explicado que, em funcionamento, o aparelho borrifa constantemente 20 g de vapor de água a cada minuto, o que torna mais fácil o ato de passar roupas. Além dessa explicação, o anúncio informa que a potência do aparelho é de 1 440 W e que sua tensão de funcionamento é de 110 V. Da energia utilizada pelo ferro de passar roupas, uma parte é empregada na transformação constante de água líquida em vapor de água. A potência dissipada pelo ferro para essa finalidade é, em watts, AA 861. BB 463. CC 205. DD 180. EE 105. Adote: • temperatura inicial da água: 25°C; • temperatura de mudança da fase líquida para o vapor: 100°C; • temperatura do vapor de água obtido: 100°C; • calor específico da água: 1 cal/(g °C); • calor latente de vaporização da água: 540 cal/g; • 1 cal = 4,2 J.

QUESTÃO 152

EE

possuem cadeias de polihidroxialdeídos ligadas covalentemente entre si, contribuindo para a redução dos níveis de colesterolemia. possuem aminoácidos ligados peptidicamente, permitindo favorecer a síntese de proteínas estruturais importantes para a redução dos riscos de doenças cardiovasculares.

QUESTÃO 153 Quando você olha para uma colher dentro de um copo com água, a colher parece quebrada. Isto acontece por causa do índice refração da água, uma medida de quanto a luz se curva quando passa de um meio para o outro. Na verdade, o índice de refração mede o ângulo em que a luz se curva quando passa do vácuo para o material em questão. Os materiais comuns, como a água ou o vidro, têm índices de refração entre 1 e 3 nas frequências da luz visível – o recorde vai para o silício, que se aproxima de 4. Agora, cientistas coreanos desenvolveram um material cujo índice de refração bateu em incríveis 38,6. É um material artificial, um assim chamado metamaterial, que opera na frequência dos terahertz – os raios T. Os metamateriais ganharam notoriedade com as pesquisas sobre invisibilidade, graças à sua capacidade de dobrar a luz ao contrário, na direção oposta ao que fazem os materiais naturais, por isso é chamado de material canhoto. Esse novo metamaterial, por sua vez, possui um índice de refração positivo, o que o torna especialmente adequado para pesquisas com a promissora radiação terahertz, que promete substituir os raios X, sem os malefícios destes.

O PODER DO LICURI O óleo agridoce que escorre da polpa e da fibra do licuri é tão saboroso quanto a amêndoa –– o popular coquinho –– vendida em forma de rosário nas feiras livres do Nordeste, de Pernambuco até o sul da Bahia, e igualmente rico em cálcio, magnésio, cobre e zinco. Saborosos e nutritivos também são os produtos alimentícios desenvolvidos a partir da polpa e da amêndoa do licuri, em forma de conserva, barra de cereais e farinha [...]. (DONATO, 2005, p. 4).

Sabe-se que a ingestão de lipídeos como os obtidos no licuri constitui uma fonte saudável, pois AA possuem ácidos graxos com duplas ligações entre os carbonos, apresentando a capacidade de redução do colesterol circulante no sangue. BB possuem ácidos graxos saturados, fundamentais para a formação das lipoproteínas de alta densidade. CC possuem ácidos graxos insaturados, fundamentais para a formação das lipoproteínas de baixa densidade. CN | Página 48

De acordo com o texto e com os conhecimentos da ótica, pode-se concluir que, quando um raio de luz sofre refração em um metamaterial, ele será desviado na direção da reta AA 1. BB 2. CC 3. DD 4. EE 5.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 154 Etilômetro é um aparelho que permite determinar a concentração de bebida alcoólica em uma pessoa, analisando o ar exalado dos pulmões. É um equipamento utilizado por policiais para verificar o nível de álcool etílico presente no ar expirado por motoristas. O álcool presente no “bafo” é convertido em ácido acético, conforme mostra a reação abaixo não balanceada:

6°C. Por que então um beduíno usa roupa preta? Ele não estaria diminuindo sua chance de sobrevivência nas duras condições do ambiente do deserto? D. Halliday, R. Resnick & J. Walker. Fundamentals of Physics, 5a edição, 1997 (com adaptações).

CH3CH2OH + K2Cr2O7 + H2SO4 → CH3COOH + Cr2(SO4)3 + K2SO4 + H2O

Nessa reação, o etanol é convertido a ácido acético, e o cromo, na forma de íon cromato (amarelo alaranjado), é transformado em Cr+3 (coloração verde). Quanto maior a concentração de álcool, mais intensa é a coloração esverdeada obtida. Observando a reação abaixo, temos que AA o etanol atua como agente redutor da reação, já que o hidrogênio sofre oxidação. BB o número de oxidação do cromo (Cr) no K2Cr2O7 é de + 7. CC o coeficiente estequiométrico do H2SO4 após o balanceamento é 2. DD o coeficiente estequiométrico do CH3COOH após o balanceamento é 3. EE a soma dos coeficientes estequiométricos após o balanceamento é 8.

QUESTÃO 155 Em um laboratório, um pesquisador aqueceu um segmento de dupla fita de DNA, de modo que obteve duas fitas simples complementares. Ao sequenciar uma dessas fitas, encontrou a relação (A + G)/(T + C) = 0,5, ou seja, o número de adeninas somado ao número de guaninas, quando dividido pelo número de timinas somado ao número de citosinas, resultou em 0,5. Em função dessas informações, pode-se afirmar que o aquecimento foi necessário para romper as ______________ e que a relação (A + G)/(T + C) na fita complementar foi de ____________________ . As lacunas são preenchidas correta e respectivamente por AA pontes de hidrogênio e 0,5. BB pontes de hidrogênio e 1,0. CC pontes de hidrogênio e 2,0. DD ligações fosfodiéster e 1,0. EE ligações fosfodiéster e 2,0.

QUESTÃO 156 Um objeto com uma superfície exterior preta usualmente se aquece mais que um com uma superfície branca quando ambos estão sob a luz do Sol. Isso é verdade para as roupas usadas pelos beduínos no deserto do Sinai: roupas pretas aquecem-se mais que roupas brancas, com uma diferença de temperatura entre as duas de até

Com relação ao assunto tratado no texto, assinale a alternativa correta. AA A roupa preta do beduíno produz menor corrente de convecção que a branca. BB Sabendo que a potência irradiada por unidade de área é proporcional à quarta potência de temperatura em kelvins, as informações do texto permitem concluir que a referida roupa preta irradia 30% de energia a mais que a roupa branca. CC A perda de calor por irradiação da roupa preta para o ambiente é menor que a da roupa branca. DD Uma maior circulação de ar embaixo da roupa do beduíno favorece uma maior evaporação do seu suor, o que ajuda o organismo a regular a sua temperatura. EE A roupa preta do beduíno produz maior corrente de condução que a branca.

QUESTÃO 157 Os primeiros materiais conhecidos como condutores de eletricidade eram somente de natureza metálica, mas, com o avanço na pesquisa de novos materiais, uma classe de polímeros foi preparada com significativa capacidade de conduzir eletricidade. Os polímeros condutores são, geralmente, chamados de “metais sintéticos”, por possuírem propriedades elétricas, magnéticas e ópticas de metais e semicondutores. O mais adequado seria chamá-los de “polímeros conjugados” porque são formados por cadeias contendo duplas-ligações C C conjugadas com ligações simples, ao longo de toda a cadeia principal, incluindo grupos aromáticos. Essa conjugação permite que seja criado um fluxo de elétrons em condições específicas capaz de tornar o material polimérico condutor de eletricidade. FRANCISCO, R. H. P. Polímeros condutores. Revista Eletrônica de Ciências. n. 4, fev. 2002. Disponível em: <http://www.cdcc.usp.br> (adaptado).

CN | Página 49


As 336 + | ENEM 2014

De acordo com o texto, qual o único polímero que seria capaz de conduzir eletricidade? AA

Ca(OH)2(aq) + H2SO4(aq) → CaSO4(s) + 2 H2O() n

BB

CC

As reações de neutralização do ácido sulfúrico com cal em água são: CaO(s) + H2O() → Ca(OH)2(aq) Sabendo que a concentração do ácido sulfúrico era de 2,8 g/L, qual a massa, em quilogramas, de cal (CaO) que os bombeiros precisaram usar para neutralizar todo o ácido derramado?

Dados: massas molares em g/mol: H2SO4 = 98; CaO = 56. AA 168 kg BB 84 kg CC 105 kg DD 96 kg EE 48 kg

QUESTÃO 159

DD

EE

QUESTÃO 158

Reprodução

Reprodução

Acidente causa vazamento de produto químico na Dutra

Cientistas criam “bola de futebol” mais fina que um fio de cabelo Superfície da ‘suprabola coloidal’ tem gomos como um bola de futebol. Objeto poderia ser aplicado na produção desde remédios até televisores. Cientistas anunciaram a criação de uma “bola de futebol” que é mais fina que um fio de cabelo. O avanço pode ter diversas aplicações no campo da nanotecnologia, podendo ser utilizado na produção desde remédios até televisores. As bolas são formadas por um conjunto de micropartículas de poliestireno, que é um tipo de plástico. As partículas se juntam em uma esfera quase perfeita por meio de um processo natural, usando a evaporação da água.

A pista sentido Rio da Rodovia Presidente Dutra (BR-116), na altura da Serra das Araras, em Piraí (RJ), ficou fechada ao tráfego devido ao vazamento de produto químico na pista. Cerca de 30 mil litros de ácido sulfúrico eram transportados pelo veículo. Com o acidente, houve total vazamento do produto, que se espalhou pela pista, e uma faixa reversível foi montada na pista de subida (sentido São Paulo) da Serra das Araras. O congestionamento ultrapassou quatro quilômetros nos dois sentidos da rodovia. Técnicos do Instituto Estadual do Ambiente do Rio (Inea) e do Corpo de Bombeiros foram mobilizados para conseguir neutralizar o ácido derramado, jogando cal na pista. Disponível em: <http://www.estadao.com.br/noticias/geral,acidente-causa-vazamentode-produto-quimico-na-dutra> (adaptado). Acesso em: 19 dez. 2013.

CN | Página 50

À esquerda, a microbola; à direita, a superfície em detalhes, com os “gomos” da bola. Disponível em: <http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2012/09/cientistas-criambola-de-futebol-mais-fina-que-um-fio-de-cabelo.html>.

De acordo com o texto, pode-se inferir que AA o poliestireno é um polímero natural também usado na fabricação de isolantes térmicos. BB a evaporação da água facilita a aglomeração das partículas por ser um processo exotérmico. CC o termo coloidal é adequadamente usado pelo fato de se tratar de uma mistura homogênea. DD o poliestireno é resultado do processo de polimerização por adição do estireno (vinilbenzeno). EE o termo plástico é usado de maneira errada, pelo fato da borracha ser um polímero natural.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 160

QUESTÃO 161

O código genético é um código que relaciona as informações encontradas na sequência de nucleotídeos do DNA com as informações encontradas na sequência de aminoácidos das proteínas. A tabela a seguir representa o código genético, com os códons e os aminoácidos correspondentes. Códons Posição 1 (5’ end) ↓

U C A

Posição 2

Posição 3

U

C

A

G

(3’ end)

Phe

Ser

Tyr

Cys

U

Phe

Ser

Tyr

Cys

C

Leu

Ser

STOP

STOP

A

Leu

Ser

STOP

Trp

G

Leu

Pro

His

Arg

U

Leu

Pro

His

Arg

C

Leu

Pro

Gin

Arg

A

Leu

Pro

Gin

Arg

G

Ile

Thr

Asn

Ser

U

Ile

Thr

Asn

Ser

C

Ile

Thr

Lys

Arg

A

Met

Thr

Lys

Arg

G

Val

Ala

Asp

Gly

U

Val

Ala

Asp

Gly

C

Val

Ala

Glu

Gly

A

Val

Ala

Glu

Gly

G

G

Legenda. phe = Fenilalanina

lys = Lisina

ala = Alanina

ileu = Isoleucina

cys = Cisteína

his = Histidina

val = Valina ser = Serina

arg = Arginina

asn = Asparagina

thr = Treonina

leu = Leucina

asp = Asparato

tyr = Tirosina

met = Metionina

trp = Triptofano

glu = Glutamina

pro = Prolina

gly = Glicina

Procedimentos experimentais revelam que um mesmo aminoácido pode ser codificado por mais de uma trinca. Há mais códons do que aminoácidos diferentes nas proteínas. As combinações das quatro bases nitrogenadas dão 64 códons diferentes, os quais determinam 20 aminoácidos. Por isso, diz-se que o código genético AA é tríplice e sem vírgulas. BB é degenerado. CC não é ambíguo. DD não é superposto. EE é praticamente universal.

Nem todo raio cai das nuvens: alguns sobem até elas Algumas pessoas têm medo, mas não se pode negar: um raio cria uma linda imagem ao subir. Subir? Isso mesmo, você não leu errado. Alguns raios sobem mesmo, em vez de descer à Terra. São os chamados raios ascendentes. Esses raios são considerados artificiais, porque dependem de construções humanas para ocorrer. “Eles acontecem em locais altos com alguma estrutura metálica”, explica o físico Marcelo Saba, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Quando uma nuvem passa por um lugar assim, atrai as cargas elétricas do solo. Nesse momento, a estrutura metálica, que pode ser uma torre de transmissão de sinal de TV ou um arranha-céu, por exemplo, funciona como uma espécie de canal para toda a carga elétrica ir do solo até o céu, e assim acontece um raio ascendente. Esses raios são bem raros – apenas 1% dos raios sobem em vez de descer – e poucos países conseguiram registrar imagens desse fenômeno. O Brasil é um deles. Os raios ascendentes foram registrados no Pico do Jaraguá, na cidade de São Paulo, em um dia em que aconteceram três deles em apenas seis minutos – um número considerado muito alto. [...]

Disponível em: <http://chc.cienciahoje.uol.com.br/raios-do-contra>. Acesso em: 24 jan. 2014.

No texto, vê-se que os raios não passam de movimentos de cargas livres da nuvem para a Terra ou da Terra para a nuvem. Vale salientar que também existem raios entre nuvens. Muitas variáveis influenciam no sentido da descarga, e uma relação bastante comum é entre o sentido do campo elétrico e o sinal das cargas envolvidas no raio. Dessa forma, se o raio for AA da nuvem para a Terra, prótons se deslocarão no sentido ascendente, coincidindo com o sentido do campo elétrico envolvido nessa descarga. BB da nuvem para a Terra, elétrons se deslocarão no sentido ascendente, coincidindo com o sentido do campo elétrico envolvido nessa descarga. CC da nuvem para a Terra, elétrons se deslocarão no sentido descendente, coincidindo com o sentido do campo elétrico envolvido nessa descarga. DD da Terra para a nuvem, prótons se deslocarão no sentido ascendente, coincidindo com o sentido do campo elétrico envolvido nessa descarga. EE da Terra para a nuvem, elétrons se deslocarão no sentido ascendente, contrário ao do campo elétrico envolvido nessa descarga.

CN | Página 51


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 162 Aquecimento global A diferença entre a temperatura calculada para a Terra como um corpo negro e a temperatura real da superfície terrestre deve-se parcialmente à atmosfera terrestre, conforme a figura a seguir. Sol

6% refletido pela atmosfera

Radiação infravermelha emitida da terra

19% absorvido

aquecida aprisionada

51% absorvido

por gases do

pela superfície

efeito estufa

terrestre

por nuvens 4% refletido pela superfície terrestre

Superfície terrestre

As nuvens na atmosfera terrestre refletem 20% e absorvem 19% da energia solar. A atmosfera reflete 6% da energia solar e 4% é refletido pela superfície da Terra. A atmosfera terrestre transmite 51% da energia do Sol para a superfície terrestre. Essa energia solar é absorvida pela superfície da Terra e a aquece, fazendo com que a superfície emita radiação infravermelha. Certos gases na atmosfera – com destaque para o vapor-d’água e o dióxido de carbono, além de outros gases – absorvem parte dessa radiação infravermelha, aprisionando uma fração da energia que, do contrário, seria irradiada de volta para o espaço. Esse aprisionamento de energia térmica é chamado efeito estufa. BAUER, Wolfgang; DIAS, Helio; WESTFALL, Gary D. Física para universitários: relatividade, oscilações, ondas e calor. 1. ed. São Paulo: McGraw-Hill, 2013.

De acordo com o texto, o efeito estufa é responsável por manter a Terra mais quente do que o normal e pela minimização das variações de temperatura do dia para a noite. Levando em consideração os aspectos térmicos e ondulatórios, o efeito estufa pode ser melhor explicado como AA uma consequência de certos gases na atmosfera serem relativamente transparentes às radiações solares incidentes de pequeno comprimento de onda e um tanto opacos às radiações infravermelhas emitidas pela superfície terrestre. BB uma consequência de certos gases na atmosfera absorverem as radiações solares incidentes de grande comprimento de onda e emiti-las de volta para o espaço. CC uma consequência de a radiação ultravioleta do Sol ser fortemente refletida, sob a forma de calor, pelas nuvens na atmosfera. DD uma consequência de a superfície terrestre ser uma excelente emissora de radiação de comprimento de onda muito pequeno, que é a infravermelha (onda de calor). EE uma consequência de as radiações solares incidentes aquecerem o ar atmosférico por meio do qual se propagam até atingirem a superfície terrestre.

QUESTÃO 163 As Cataratas do Niágara são um agrupamento de grandes cataratas localizadas no Rio Niágara, no leste da América do Norte. São compostas por três grupos distintos de cataratas: as Cataratas Canadenses, as Cataratas Americanas e as Cataratas Bridal Veil (Véu da Noiva). Embora não sejam excepcionalmente altas, as Cataratas do Niágara são muito largas, sendo facilmente a mais volumosa queda d’água localizada na América do Norte. Além de muito famosas por suas belezas, também são fontes valiosas de produção de energia hidrelétrica e um desafiante projeto de preservação ambiental.

Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Cataratas_do_Niagara> (adaptado). Acesso em: 28 jan. 2014.

Nas Cataratas, há um passeio turístico de barco muito famoso, e nele, próximo às quedas d’água, pode-se observar, com frequência, a formação do arco-íris. A causa principal de sua formação é devido à incidência dos raios de luz solar sobre as gotículas de água em suspensão na atmosfera. Os raios de luz, desde o momento em que encontram as gotículas de água até atingir nossos olhos, passam por três fenômenos ópticos que, de forma bem prática e sequencial, podem ser descritos por AA reflexão, refração e dispersão. BB dispersão, refração e interferência. CC polarização, refração e reflexão. DD reflexão, interferência e reflexão. EE refração, reflexão e refração. CN | Página 52


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 164 Algumas substâncias existentes na Química Orgânica possuem uma nomenclatura engraçada e curiosa como as apresentadas a seguir:

Ácido erótico

Psicose

Esta molécula não tem propriedades afrodisíacas, e seu nome vem de uma derivação do nome original ácido orótico. Após sucessivos “enganos” na literatura química, este nome foi adotado como válido também. Na realidade, este composto é conhecido como vitamina B13.

O nome deste açúcar vem do antibiótico (de onde pode ser obtido) psicofurania. Outro nome desse composto é ribo-hexulose.

Ácido cômico

Megafone

O nome deste composto vem da planta de onde é obtido: Commiphora pyracanthoides, a planta da qual é extraído o óleo de mirra.

Embora tenha um nome estranho, a molécula é relativamente ordinária. O nome deriva de sua origem: as raízes da planta Aniba megaphylla. Como ela é uma cetona, virou megafona, ou megaphone, em inglês. Disponível em: <http://www.mundodaquimica.com.br>.

A partir da análise de cada uma das estruturas, verifica-se a presença do grupo funcional hidroxila. A presença desse grupo, nos compostos mostrados, identifica as funções AA álcool e éter. BB cetona e ácido carboxílico. CC álcool e fenol. DD éter e enol. EE éter e ácido carboxílico.

CN | Página 53


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 165

QUESTÃO 167

Especialistas confirmaram que a fumaça produzida pela queima da espuma na boate Kiss, em Santa Maria, é altamente tóxica e capaz de matar rapidamente uma pessoa em caso de inalação. Médicos pneumologistas afirmaram que o material de baixa qualidade instalado no teto da casa noturna, além de queimar com maior facilidade do que outros mais caros, libera gás cianídrico quando exposto ao fogo – o mesmo utilizado nas câmaras de gás nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

Os combustíveis fósseis apresentam enxofre como impureza. Na queima desses combustíveis, são lançados na atmosfera óxidos de enxofre que, em determinadas condições, são oxidados e, em contato com a umidade do ar, transformam-se em ácido sulfúrico (H2SO4). Este último precipita sob forma de “chuva ácida”, causando sérios danos ao meio ambiente.

Descrição: espuma de poliuretano para uso comum. Reação ao fogo: incendeia-se rapidamente, com pingos incandescentes. Libera um gás altamente tóxico chamado cianeto. Dependendo da concentração, pode matar em até três minutos. Matéria-prima e fabricação brasileira. Aspecto: plana ou não, com desenho conhecido como “caixa de ovo”, por lembrar as antigas embalagens de ovos, feitas de papelão. Pode ser amarela, escura, cinza grafite, ou pintada. Espessuras são variadas. Um material isolante pode ser aplicado, mas não foi o caso na boate Kiss. Disponível em: <http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/noticia/2013/01/queima-deespuma-da-boate-kiss-libera-gas-utilizado-na-ii-guerra-4030452.html>.

Os poliuretanos, usados na fabricação de espumas para colchões e travesseiros e também nos isolamentos térmicos e acústicos, resultam da reação entre 2-4-tolueno-diisocianato e etilenoglicol e AA são classificados como polímeros do tipo homopolímero, já que são formados por dois monômeros diferentes. BB são formados por meio da polimerização por condensação, uma vez que ocorrem rearranjos entre as moléculas dos monômeros. CC são formados por meio da polimerização por adição, uma vez que o tolueno possui ligações duplas. DD sua toxicidade, ao sofrer combustão, deve-se à formação da carboxiemoglobina no sangue, um complexo facilmente reversível. EE são classificados como poliésteres, já que se trata de uma reação entre um ácido carboxílico e um álcool.

QUESTÃO 166 O consumo de gás natural no Brasil registrou novo recorde histórico no mês de janeiro de 2014. De acordo com o levantamento estatístico feito pela Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Natural, foram consumidos, em média, 73,3 milhões de metros cúbicos diários. O consumo recorde de gás natural foi puxado pelo segmento termelétrico, que utilizou 30,7 milhões de metros cúbicos por dia, em média, no mês de maio. Observando a equação a seguir, determine, aproximadamente, a massa de CO2, em g/hora, emitida somente pelas termelétricas, segundo a pesquisa mencionada. CH4 + 2 O2 → CO2 + 2 H2O ∆H = 810 kJ/mol Dados: 1 mol = 22,4 L; CH4 = 16 g/mol; CO2 = 44 g/mol. AA 2,50 · 103 ton BB 5,25 · 104 g CC 1,28 · 109 ton DD 25 · 103 ton EE 5 · 103 kg CN | Página 54

Esses fenômenos estão representados pelas equações a seguir. S + O2 1 O 2 2 SO3 + H2O SO2 +

SO2 SO3 H2SO4

A massa de ácido sulfúrico formada com a queima total de 15 kg de carvão, contendo 3,2% em massa de enxofre, é igual a Dados: S = 32 g/mol; O = 16 g/mol; H = 1 g/mol. AA 0,735 kg. BB 1,32 kg. CC 1,47 kg. DD 2,94 kg. EE 4,7 kg.

QUESTÃO 168 A matéria viva caracteriza-se pelo equilíbrio harmonioso de incontáveis bilhões de íons e de moléculas, que constituem seu equipamento bioquímico. A análise química de células de qualquer ser vivo revela a presença constante de certas substâncias que, nos diversos organismos, desempenham papéis biológicos fundamentais para a manutenção da vida. A quitina, principal componente do exoesqueleto dos artrópodes, com suas longas moléculas, formam uma malha rígida na maior parte do corpo desses animais, possuindo função análoga à da queratina dos vertebrados, que forma parte de tecidos duros, como chifres, unhas e células mais externas da epiderme; e à da cutina das plantas, depositada sobre folhas e frutos. Esses compostos possuem, respectivamente, natureza química AA glicídica, proteica e lipídica. BB glicídica, proteica e proteica. CC proteica, proteica e lipídica. DD proteica, proteica e lipídica. EE lipídica, proteica e lipídica.


As 336 + | ENEM 2014

LINGUAGEM, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS Questões de 169 a 252

QUESTÃO 169 Observe os dois trechos que seguem: I. Nada pior para uma boa causa do que maus defensores: é o que se dá com a ecologia. II. Há muitas reivindicações sociais inteiramente justas que, apesar disso, têm como os piores inimigos os seus próprios defensores, que, por não serem competentes, acabam prejudicando-as. É o que se dá com a ecologia, que, por incrível que pareça, vê-se mais prejudicada exatamente pelos seus defensores, por causa da inépcia deles. Assinale a alternativa correta sobre os dois trechos. AA Trata-se de duas maneiras distintas de formular uma mesma opinião, e ambas desfrutam do mesmo prestígio social. BB A maneira de estruturar o texto prejudica muito o trecho II, sobretudo por causa de graves erros gramaticais. CC Não há dúvida de que o trecho I, por ser mais conciso e claro, inspira mais respeito que o II, confirmando a afirmação de que “o modo de dizer qualifica a coisa dita”. DD O trecho I é típico de uma variante culta do português; o II, de uma variante típica de falantes desprovidos de escolaridade. EE Por uma questão de preconceito social, valoriza-se menos o texto I do que o texto II, porque este mostra uma forma de linguagem muito pretensiosa e cheia de imprecisões por causa do excesso de palavras eruditas.

QUESTÃO 170 Pensar é transgredir

Lya Luft

Não lembro em que momento percebi que viver deveria ser uma permanente reinvenção de nós mesmos — para não morrermos soterrados na poeira da banalidade, embora pareça que ainda estamos vivos. Mas compreendi, num lampejo: então é isso, então é assim. Apesar dos medos, convém não ser demais fútil nem demais acomodada. Algumas vezes é preciso pegar o touro pelos chifres, mergulhar para depois ver o que acontece: porque a vida não tem de ser sorvida como uma taça que se esvazia, mas como o jarro que se renova a cada gole bebido. Para reinventar-se é preciso pensar: isso aprendi muito cedo. Fonte: http://pensador.uol.com.br/cronicas_de_lya_luft/ em 20/01/2014

A progressão é garantida nos textos por determinados recursos linguísticos, e pela conexão entre esses recursos e as ideias que eles expressam. Na crônica, a continuidade textual é construída, predominantemente, por meio AA do emprego de vocabulário rebuscado, possibilitando a elegância do raciocínio. BB da repetição de estruturas simples que garantam a coesão e a coerência. CC da apresentação de argumentos ilógicos, constituindo blocos textuais independentes. DD da ordenação de orações justapostas, dispondo as informações de modo incoerente. EE da estruturação de frases denotativas ambíguas, construindo efeitos de sentido opostos.

QUESTÃO 171 O mundo muda Os ideais de esquerda nasceram em meados do século XIX e ganharam corpo no começo do século XX, com a Revolução de 1917. Com o nascimento da União Soviética, o ideal comunista ganhou corpo, deixou de ser mera utopia para se tornar realidade. O sonho de uma sociedade igualitária, em que os trabalhadores seriam os dirigentes da nação e em que a mais-valia reverteria em benefício da sociedade e não de alguns burgueses ricos, parecia enfim concretizar-se. É verdade que as primeiras décadas do socialismo soviético não apresentaram resultados muito positivos, mas para quem acreditava na sociedade igualitária, os problemas seriam em breve resolvidos. O fato é que a simples existência da URSS já provocara importantes mudanças nos países capitalistas que trataram de atender a algumas reivindicações do trabalhadores. A deflagração da Segunda Guerra Mundial, provocada pela Alemanha nazista, tumultuou o processo e provocou uma inesperada aliança entre os países capitalistas avançados e a União Soviética, o que adiou o conflito entre socialismo e capitalismo que, finda a guerra, levaria um mundo à chamada Guerra Fria e à beira de um conflito nuclear, o que felizmente não aconteceu. Ferreira Gullar http://www1.folha.uol.com.br/colunas/ferreiragullar/2013/09/1334849-o-mundo-muda. shtml

Levando em consideração o caráter histórico-analílico do escritor Ferreira Gullar, nota-se que a definição que melhor resume a principal intenção do autor quanto ao estudo que promove acerca da sociedade é AA crítica sobre as relações internacionais. BB ironia acerca das falhas ditas burocráticas CC análise puramente técnica sobre o mundo. DD leitura isenta de argumentação prática. EE definição unilateralista sobre política.

LC | Página 55


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 172 Leia com atenção: “Depois de um ano de desvalorização do real, vemos que o valor da produção do Brasil, em dólares, diminuiu sensivelmente. Com a nova taxa de câmbio, o PIB brasileiro caiu de US$ 775 bilhões, em 1998, para US$ 555 bilhões no final de 1999. Houve aí um encolhimento de quase 30%. A renda ‘per capita’ baixou de US$ 4.700 para cerca de US$ 3.400, e o Brasil desceu de 8a maior economia do mundo para a 15a posição.” (MORAES, Antonio Ermírio, em artigo publicado no jornal Folha de S. Paulo, 10 abr. 2000.)

Utilize as informações do texto e seus conhecimentos sobre a realidade brasileira e mundial dos últimos anos para assinalar a alternativa correta. AA O rápido crescimento da economia internacional nos últimos anos, particularmente no caso do Japão e dos “tigres asiáticos”, fez com que o Brasil caísse da 8ª para a 15ª posição entre as maiores economias mundiais. BB A desvalorização do real fez com que a média dos brasileiros ficasse, em 1999, 30% mais pobre do que em 1998. CC O PIB e a renda per capita, em dólares, que o Brasil apresentava em 1998, eram artificialmente elevados, pois o real estava sobrevalorizado em relação ao dólar. DD De 1998 para 1999, a produção de mercadorias e serviços, no Brasil, sofreu uma queda de 30%. EE A desvalorização da moeda de um país é sempre indesejável, pois causa uma imediata redução da produção econômica.

QUESTÃO 173

Acerca da obra “O juízo final” (1536-1541), é correto afirmar que AA utiliza modelos inspirados nos padrões da Igreja Católica Medieval, sobretudo pela valorização do divino em detrimento do humano. BB as formas retas e simétricas são as mesmas utilizadas na pintura greco-romana. CC valoriza as formas humanas em uma clara manifestação antropocêntrica, mas sem deixar de representar a onipotência do elemento divino. DD ao buscar temas bíblicos, o autor adere às visões teocêntricas do medievo. EE o excesso de detalhes e a valorização do sagrado fazem de seu autor um legítimo representante da corrente barroca.

QUESTÃO 174 Ata Acredito que o mau tempo haja concorrido para que os sabadoyleanos* hoje não estivessem na casa de José Mindlin, em São Paulo, gozando das delícias do cuscuz paulista aqui amavelmente prometido. Depois do almoço, visita aos livros dialogantes, na expressão de Drummond, não sabemos se no rigoroso sistema de vigilância de Plínio Doyle, mas de qualquer forma com as gentilezas das reuniões cariocas. Para o amigo de São Paulo, as saudações afetuosas dos ausentes presentes, que, neste instante, todos nos voltamos para o seu palácio, aquele que se iria desvestir dos ares aristocráticos para receber, camaradescamente, os descamisados da Rua Barão de Jaguaribe. Guarde, amigo Mindlin, para breve o cuscuz da tradição bandeirante, que hoje nos conformamos com os biscoitos à la Plínio Doyle. Rio, 20-11-1976. Signatários: Carlos Drummond de Andrade, Gilberto de Mendonça Teles, Plínio Doyle e outros. Cartas da biblioteca Guita e José Mindlin. Adaptado.

* sabadoyleanos: frequentadores do sabadoyle, nome dado ao encontro de intelectuais, especialmente escritores, realizado habitualmente aos sábados, na casa do bibliófilo Plínio Doyle, situada no Rio de Janeiro.

O juízo final (1536-41), por Michelangelo.

LC | Página 56

As expressões “ares aristocráticos” e “descamisados” relacionam-se, respectivamente, AA aos “sabadoyleanos” e a Plínio Doyle. BB a José Mindlin e a seus amigos cariocas. CC a “gentilezas” e a “camaradescamente”. DD aos signatários do documento e aos amigos de São Paulo. EE a “reuniões cariocas” e a “tradição bandeirante”.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 176

QUESTÃO 175 Texto I (...) No lampejo de seus grandes olhos pardos brilhavam irradiações da inteligência. (...) O princípio vital da mulher abandonava seu foco natural, o coração, para concentrar-se no cérebro, onde residem as faculdades especulativas do homem. (...) Era realmente para causar pasmo aos estranhos e susto a um tutor, a perspicácia com que essa moça de dezoito anos apreciava as questões mais complicadas; o perfeito conhecimento que mostrava dos negócios, a facilidade com que fazia, muitas vezes de memória, qualquer operação aritmética por muito difícil e intrincada que fosse. Não havia porém em Aurélia nem sombra do ridículo pedantismo de certas moças, que tendo colhido em leituras superficiais algumas noções vagas, se metem a tagarelar de tudo. (ALENCAR, José de. Senhora. SP: Editora Ática, 1980.)

Texto II Aquela pobre flor de cortiço, escapando à estupidez do meio em que desabotoou, tinha de ser fatalmente vítima da própria inteligência. À míngua de educação, seu espírito trabalhou à revelia, e atraiçoou-a, obrigando-a a tirar da substância caprichosa da sua fantasia de moça ignorante e viva a explicação de tudo que lhe não ensinaram a ver e sentir. (...) Pombinha, só com três meses de cama franca, fizerase tão perita no ofício como a outra; a sua infeliz inteligência nascida e criada no modesto lodo da estalagem, medrou admiravelmente na lama forte dos vícios de largo fôlego; fez maravilhas na arte; parecia adivinhar todos os segredos daquela vida; seus lábios não tocavam em ninguém sem tirar sangue; sabia beber, gota a gota, pela boca do homem mais avarento, todo dinheiro que a vítima pudesse dar de si.

Fonte: http://tinyurl.com/nnuwubnem 21/01/2014

Os gêneros textuais nascem emparelhados a necessidades e atividades da vida sociocultural. Por isso, caracterizam-se por uma função social específica, um contexto de uso, um objetivo comunicativo e por peculiaridades linguísticas e estruturais que lhes conferem determinado formato. Esse cartaz procura convencer o leitor a participar do festival e, para isso, utiliza-se AA da predominância das formas imperativas dos verbos e de abundância de adjetivos. BB de uma riqueza de adjetivos que modificam os substantivos, revelando as qualidades dos artistas. CC de uma enumeração de artistas que visa retificar quão portentoso será o festival. DD do emprego de recursos verbais e não verbais capazes de simbolizar quão intenso e movimentado será o festival. EE da exposição de opiniões de outros artistas sobre as principais atrações do evento.

QUESTÃO 177 Leia o poema abaixo, de Manuel Botelho de Oliveira (Bahia, 1636-1711), escritor barroco brasileiro:

Eco de Anarda (AZEVEDO, Aluísio. O cortiço. SP: Editora Ática, 1997.)

Os textos I e II, apesar de pertencerem a movimentos literários diferentes, assemelham-se ao pôr em destaque AA a miséria em que a jovem se encontra. BB a juventude da personagem. CC a ambição da jovem. DD o caráter caprichoso e audacioso da moça. EE a sagacidade da personagem descrita.

Entre males desvelados, Entre desvelos constantes, Entre constâncias amantes, Entre amores castigados; Entre castigos chorados, E choros, que o peito guarda, Chamo sempre a bela Anarda; E logo a meu mal, fiel, Eco de Anarda cruel Só responde ao peito que “Arda”. (Música do Parnaso, 1705)

LC | Página 57


As 336 + | ENEM 2014

A redundância pode assumir diversas funções num texto artístico. Assinale a alternativa que melhor explique sua função nesse caso. AA Sugerir a permanência da amada na memória afetiva do amante. BB Mimetizar a sinuosa linha da relação afetiva do casal, sugerindo que a amada sofre mais do que o amante. CC Insinuar a desilusão amorosa do amante diante da crueldade da amada, por meio da imitação das formas ondulantes dela. DD Sugerir a reiteração das negativas da amada e a das súplicas do amante. EE Expressar a sonoridade do sofrimento amoroso do poeta.

QUESTÃO 178 Basta, senhor, que eu, porque roubo em uma barca, sou ladrão, e vós, porque roubais em uma armada, sois imperador? Assim é. O roubar pouco é culpa, o roubar muito é grandeza; o roubar com pouco poder faz os piratas, o roubar com muito, os Alexandres... O ladrão que furta para comer não vai nem leva ao inferno: os que não só vão, mas que levam, de que eu trato, são os outros – ladrões de maior calibre e de mais alta esfera... os outros ladrões roubam um homem, estes roubam cidades e reinos; os outros furtam debaixo de seu risco, estes, sem temor nem perigo; os outros se furtam, são enforcados, estes furtam e enforcam. Sermão do bom Ladrão, de Pe. Antônio Vieira.

Em relação ao estilo empregado por Vieira nesse trecho, pode-se afirmar que AA o autor recorre ao cultismo da linguagem com o intuito de convencer o ouvinte e, por isso, cria um jogo de imagens. BB Vieira recorre ao preciosismo da linguagem, isto é, através de fatos corriqueiros, cotidianos, procura converter o ouvinte. CC padre Vieira emprega, principalmente, o conceptismo, ou seja, o predomínio das ideias, da lógica, do raciocínio. DD o pregador procura ensinar preceitos religiosos ao ouvinte, o que era prática comum entre os escritores gongóricos. EE Vieira usa de retórica, através do uso de metáforas, fortalecidas pelo cultismo, estabelecendo a ausência de lógica em seu discurso.

QUESTÃO 179

REIDY e o Museu de Arte Moderna (MAM) Pode-se dizer que, junto com o Aterro do Flamengo, o Museu de Arte Moderna, fundado em 1953, é o projeto de Reidy mais conhecido pelos brasileiros. Com uma filosofia de que o museu precisa ser um lugar dinâmico, o MAM foi projetado e criado por Reidy. O museu tem um lugar para conferências, discussões, debates, exposições, tudo o que possa atualizar, debates com artistas, como também tem a parte de educação. É o chamado bloco-escola onde houve aulas de gráfica, de escultura. A equipe de projeto instalou um ateliê de gravura, um modelo como não tinha no Brasil. Fonte: http://reidy-ofilme.blogspot.com.br/2011/11/reidy-e-o-museu-de-arte-modernamam.html em 20/01/2014.

Observando a imagem apresentada, analisa-se que Reidy, importante arquiteto moderno brasileiro, AA fez uso do concreto evidenciando o processo formal e sua conversão em estrutura materializada. BB obteve o desequilíbrio estrutural do conjunto, revelando a maturidade e a autonomia de sua construção. CC compôs sua obra com vigas retangulares e desprezou o uso de elementos modernos como concreto e o vidro. DD despreocupou-se com a questão da iluminação e desprezou o diálogo com os espaços externos do museu. EE apresentou um estilo que reproduzia as principais características estilísticas que consagraram a arquitetura neoclássica.

QUESTÃO 180 A magia do futebol SÃO PAULO – O futebol é mágico. Tem o dom de fazer pessoas inteligentes defenderem posições que, dificilmente, sustentariam em outros campos de atividade. Refiro-me à decisão da Conmebol de punir o Corinthians, excluindo sua torcida de todas as partidas da Libertadores. À primeira leitura, essa pode parecer uma sanção razoável, diante da enormidade que foi a morte do garoto boliviano atingido por um sinalizador disparado pelas hostes corintianas na última quarta-feira, em Oruro. A esmagadora maioria dos comentaristas que li aprovou a medida. Pessoalmente, tenho medo da lógica que sustenta o código de punições da Conmebol e de outras confederações – que se apoiam numa ética puramente consequencialista, na qual só o que importa são os resultados das ações. Tudo o que produza mais bem do que mal fica inapelavelmente autorizado. Para evitar novas mortes e disciplinar o mau comportamento das torcidas organizadas, torna-se lícito fechar os portões do estádio para corintianos, mesmo que isso prejudique os jogadores e milhares de simpatizantes do time, que não fizeram nada de errado. Não sou um inimigo do consequencialismo. Ao contrário, tenho grande simpatia por ele, notadamente na bioética. Mas não podemos perder de vista que, em estado puro, ele leva a paradoxos. Numa visão estritamente consequencialista, o Estado pode deter um criminoso, ameaçando matar sua família, e o médico pode sacrificar um paciente saudável para, com seus órgãos, salvar a vida de cinco pessoas na fila do transplante. Hélio Schwartsman FONTE: www1.folha.uol.com.br/colunas/helioschwartsman/1236682-a-magia-dofutebol.shtml Acesso em: 1/3/13

LC | Página 58


As 336 + | ENEM 2014

O jornalista Hélio Schwartsman procurou expor uma ideia acerca da violência nos estádios de futebol, em decorrência das torcidas organizadas. Quanto à sequência textual apresentada, a tese apresentada pelo colunista se baseia na ideia de que AA concorda plenamente com a ação do estado de punir o time do Corinthians, proibindo quaisquer manifestações de torcedores. BB aceita que as punições impostas pela Conmebol são suficientes diante da problemática da violência nos estádios. CC a violência nos estádios de futebol não necessariamente se encontra atrelada à presença de torcidas organizadas. DD mantém um equilíbrio quanto ao que pensa, pois, embora não concorde com a violência nos estádios, aredita que certas punições são exageradas. EE sempre que existirem punições elas devem também devem pensar no nível em que vão atingir os torcedores não membros de torcidas organizadas.

QUESTÃO 181 Cidadezinha Qualquer

QUESTÃO 182 “Nasce o Sol, e não dura mais que um dia Depois da luz, se segue a noite escura; Em tristes sombras morre a formosura; Em contínuas tristezas a alegria.” Levando em conta o momento de sua produção, assinale a alternativa verdadeira com relação aos versos apresentados. AA Esses versos apresentam características típicas do Período Barroco. BB Não obstante a expressão da brevidade da vida humana e da fugacidade do bem, manifestada através de recursos típicos do Período Setecentista, trata-se de versos tipicamente árcades. CC O forte sentimento de angústia da irremediável passagem do tempo, por adquirir tom bastante dramático, remete-nos a um poema de características tipicamente românticas. DD O rigor formal dos versos – rima e ritmo – e a descrição impessoal apontam-nos para um poema com características parnasianas. EE A postura profundamente subjetiva do poeta e a valorização da natureza apontam versos exemplificadores da primeira geração de poetas românticos brasileiros.

QUESTÃO 183

Casas entre bananeiras mulheres entre laranjeiras pomar amor cantar. Um homem vai devagar. Um cachorro vai devagar. Um burro vai devagar. Devagar... as janelas olham. Eta vida besta, meu Deus. (Carlos Drummond de Andrade.)

Com base na leitura do poema de Drummond, podemos inferir que AA o desencanto e a apatia desencadeiam uma ratificação de visões futuristas sobre a vida no campo. BB o último verso destaca a preocupação de Drummond em dar voz a um eu lírico que se destaca pelo olhar sobre o aspecto prosaico da existência. CC a repetição das estruturas contribuem para a ausência da sensação de apatia no poema. DD vocábulos como “casas”, “bananeiras”, “mulheres” e “laranjeiras” revelam o desprezo do poeta pela associação de ideias. EE a cidade descrita com seu movimento circular anula a possibilidade de construção do teor universalista do texto.

As transformações geradas pelo capitalismo motivaram estas duas considerações: I- “Ao buscar a satisfação do seu interesse particular, o indivíduo atende frequentemente ao interesse da sociedade de modo muito mais eficaz do que se pretendesse realmente defendê-lo.” II- “Depois de sofrer a exploração do fabricante e de receber o seu salário em dinheiro, o operário torna-se presa de outros membros da burguesia, do proprietário, do varejista, do usurário etc.” A respeito dessas considerações, pode-se dizer que AA são antagônicas, visto que o individualismo, de acordo com a primeira, produz uma riqueza espontânea para a sociedade e de acordo com a segunda, ao contrário, faz parte de um sistema, que no final é responsável pela má distribuição da riqueza. BB se complementam. Tanto a primeira como a segunda confirmam o solidarismo social produzido pelo capitalismo. CC ambas denunciam os malefícios sociais produzidos pelo capitalismo. DD são antagônicas, visto que a primeira afirma que o individualismo é o único benefício propiciado pelo capitalismo, enquanto a segunda afirma que a riqueza se distribui na sociedade. EE ambas apontam os benefícios sociais produzidos pelo individualismo.

LC | Página 59


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 184

QUESTÃO 185 Negritude

Leia o texto e observe o quadro a seguir: O Terceiro Milênio se inicia com mais de 50% da população mundial vivendo nas cidades, pela primeira vez na História, e crescendo a cada ano 2,5 vezes mais que a população rural. Hoje, além das 15 metrópoles com mais de 10 milhões de habitantes, existem cerca de 300 cidades no mundo que ultrapassam a marca de 1 milhão. Calcula-se que em 2015 haverá pelo menos 61% dos habitantes da Terra morando em áreas urbanas. Os 10 MAIORES AGLOMERADOS URBANOS DO MUNDO

Em 1995 Cidade

População (milhões de hab.)

Projeção para 2015 Cidade

População (milhões de hab.)

Tóquio

26,8

Tóquio

28,7

São Paulo

16,4

Bombaim

27,4

Nova Iorque

16,3

Lagos

24,4

Cidade do México

15,6

Xangai

23,4

Bombaim

15,1

Jacarta

21,2

Xangai

15,0

São Paulo

20,8

Los Angeles

12,4

Karachi

20,6

Pequim

12,3

Pequim

19,4

Calcutá

11,7

Dacca

19,0

Seul

11,6

Cidade do México

18,8

(Miriam & Miriam. Geografia: economia urbano-industrial. São Paulo, Nova Geração, 2001)

De acordo com as informações apresentadas, marque a única alternativa que contém uma afirmação correta. AA A população urbana mundial ultrapassou a marca de 50% na passagem do século XIX para o século XX, quando da ocorrência da chamada Segunda Revolução Industrial. BB Embora a população urbana esteja crescendo em ritmo superior ao do crescimento da população rural, somente nas próximas duas ou três décadas é que o mundo apresentará mais habitantes vivendo em cidades do que no campo. CC As cidades mais populosas do globo hoje estão concentradas nos países mais avançados industrialmente, o que se explica pela grande concentração da riqueza nesses países. DD A previsão para as duas primeiras décadas do século XXI é que a maior parte dos grandes aglomerados urbanos do mundo estará concentrada nos países que se caracterizam por graves deficiências sociais e econômicas. EE O crescimento da população urbana previsto para as próximas décadas deverá ser mais intenso em todas as cidades que em 1995 já eram as mais populosas da Terra. LC | Página 60

Para Jorge Henrique Gomes da Silva

[CELINHA]

De mim parte um canto guerreiro um voo rasante, talvez rumo norte caminho trilhado da cana-de-açúcar ao trigo crescido, pingado de sangue do corte do açoite. Suor escorrido da briga do dia que os ventos do sul e o tempo distante não podem ocultar. De mim parte um abraço feroz um corpo tomado no verde do campo beijado no negro da boca da noite amado na relva, gemido contido calado na entranha oculto do medo da luz do luar. De mim parte uma fera voraz (com sede, com fome) de garras de tigre pisar de elefante correndo nas veias de fogo queimando vermelho nas matas Rugir de leões bailando no ar. De mim parte de um pedaço de terra semente de vida com gosto de mel criança parida com cheiro de luta com jeito de briga na areia da praia de pele retinta, deitada nas águas sugando os seios das ondas do mar. De mim parte N E G R I T U D E um golpe mortal negrura rasgando o ventre da noite punhal golpeando o colo do dia um punho mais forte que as fendas de aço das portas trancadas da casa da história. (http://kukalesa.wordpress.com/2013/05/19/dilogos-com-a-negritude-nas-poesias-doscadernos-negros/ em 2/2/14)

Com base na leitura do poema, é possível inferir que AA a rejeição ao tema da discussão sobre a temática racial no Brasil o torna desprovido de viés ideológico. BB o poema reitera uma visão estereotipada sobre o negro alicerçada no pensamento escravocrata e patriarcal. CC tempo e espaço se correlacionam buscando uma unidade que dê coerência ao discurso transgressor da autora. DD os versos do poema evidenciam um sujeito-poético afro-brasileiro, com ideias e sentimentos avessos ao tema da negritude. EE as estrofes apresentam uma linguagem denotativa preocupada em discutir novas visões sobre o movimento da negritude no Brasil.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 186

AA

Atente para os textos a seguir e responda à questão que segue.

BB CC

Texto I A notícia é um gênero textual que apresenta um conceito novo ou recente ou que divulga uma novidade sobre uma situação recente.

DD

Texto II Poema Tirado de uma Notícia de Jornal João Gostoso era carregador de feira livre e morava no morro da Babilônia num barracão sem número Uma noite ele chegou no bar Vinte de Novembro Bebeu Cantou Dançou Depois se atirou na lagoa Rodrigo de Freitas e morreu afogado.

(Manuel Bandeira)

A característica identificada no poema de Manuel Bandeira que o aproxima do gênero notícia é AA o título, conhecido na área jornalística por manchete. BB o “lead”, que resume as informações do corpo da notícia. CC a manchete, destacada sempre do corpo da notícia. DD os três versos de ação, isolados em um único verso. EE a propagação de informações inéditas.

QUESTÃO 187 O primeiro texto é de Castro Alves; o segundo, de Machado de Assis. O primeiro fala da guerra da Independência do Brasil na Bahia. O segundo disserta sobre o aperto de um cachorro em cujo rabo, por brincadeira, amarrou-se uma lata. Leia-os e assinale a alternativa que melhor estabelece a relação entre ambos. Texto I Não! Não eram dous povos, que abalavam Naquele instante o solo ensanguentando... Era o porvir — em frente do passado, A Liberdade — em frente à Escravidão, Era a luta das águias — e do abutre, A revolta do pulso — contra os ferros, O pugilato da razão — contra os erros, O duelo da treva — e do clarão!... (“Ode ao Dous de Julho”, Espumas Flutuantes, 1870)

Texto II Súbito grudaram-se. A poeira redomoinhou, a lata retiniu com o fragor das armas de Aquiles. Cão e furacão envolveram-se um no outro; era a raiva, a ambição, a loucura, o desvario; eram todas as forças, todas as doenças; era o azul, que diz ao pó: és baixo; era o pó, que dizia ao azul: és orgulhoso. Ouvia-se o rugir, o latir, o retinir; e por cima de tudo isso, uma testemunha impassível, o Destino; e por baixo de tudo, uma testemunha risível, o Homem. (“Um cão de lata ao rabo”, Páginas Recolhidas, ed. de 1937)

EE

Relação paródica: o primeiro imita ironicamente o estilo do segundo. Relação antitética: o segundo opõe-se ao primeiro. Relação de paralelismo: o primeiro complementa o segundo. Relação irônica: o segundo satiriza a simplicidade do primeiro. Relação paródica: o segundo imita ironicamente o estilo do primeiro.

QUESTÃO 188 COM NICIGA, PARAR DE FUMAR FICA MUITO MAIS FÁCIL 1. Fumar aumenta o número de receptores do seu cérebro que se ativam com nicotina. 2. Se você interrompe o fornecimento de uma vez, eles enlouquecem e você sente os desagradáveis sintomas da falta do cigarro. 3. Com seus adesivos transdérmicos, Niciga libera nicotina terapêutica de forma controlada no seu organismo, facilitando o processo de parar de fumar e ajudando a sua força de vontade. Com Niciga, você tem o dobro de chances de parar de fumar. (Revista Época, 24 nov. 2009 (adaptado).)

Para convencer o leitor, o anúncio emprega como recurso expressivo, principalmente, AA as rimas entre Niciga e nicotina. BB o uso de metáforas como “força de vontade”. CC a repetição enfática de termos semelhantes como “fácil” e “facilidade”. DD a utilização dos pronomes de segunda pessoa, que fazem um apelo direto ao leitor. EE a informação sobre as consequências do consumo do cigarro para amedrontar o leitor.

QUESTÃO 189

(http://kdfrases.com/frase/111167 em 2/2/14)

O tema principal da poesia do curitibano Paulo Leminski reaparece em: AA “Liberdade é uma palavra que o sonho humano alimenta, não há ninguém que explique e ninguém que não entenda.” Cecília Meireles. BB “No amor nunca os pratos da balança estão equilibrados. E como a essência do amor é etérea, quem pesa mais é quem ama menos.” Vergílio Ferreira CC “A amizade é um meio de nos isolarmos da humanidade cultivando algumas pessoas.” Carlos Drummond de Andrade DD “O medo é um preconceito dos nervos. E um preconceito, desfaz-se - basta a simples reflexão.” Machado de Assis EE “A gente foge da solidão quando tem medo dos próprios pensamentos.” Érico Verissimo LC | Página 61


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 190

QUESTÃO 192

Leia o texto de Carlos Drummond de Andrade e assinale a alternativa que melhor sintetize seu significado estético e humano: Construção Um grito pula no ar como foguete. Vem da paisagem de barro úmido, caliça e andaimes hirtos. O sol cai sobre as coisas em placa fervendo. O sorveteiro corta a rua. E o vento brinca nos bigodes do construtor. (Alguma Poesia, 1930)

AA BB CC DD EE

Abordagem coloquial dos males inevitáveis do progresso nos grandes centros. Abordagem sentimental das vantagens do progresso nos grandes centros. Registro seco da felicidade do homem do povo diante do espetáculo do progresso. Registro da revolta social por meio da poesia. Protesto marxista por meio de versos cubistas.

QUESTÃO 191 As cousas do mundo Neste mundo é mais rico o que mais rapa: Quem mais limpo se faz, tem mais carepa; Com sua língua, ao nobre o vil decepa: O velhaco maior sempre tem capa. Mostra o patife da nobreza o mapa: Quem tem mão de agarrar, ligeiro trepa; Quem menos falar pode, mais increpa; Quem dinheiro tiver, pode ser Papa. A flor baixa se inculca por tulipa; Bengala hoje na mão, ontem garlopa. Mais isento se mostra o que mais chupa. Para a tropa do trapo vazo a tripa E mais não digo, porque a Musa topa Em apa, epa, ipa, opa, upa. (Gregório de Matos Guerra. Seleção de Obras Poéticas)

Fica claro, no poema acima, que a principal crítica do autor à sociedade de sua época é feita por meio da AA denúncia da proteção que o mundo de então dava àqueles que agiam de modo condenável, embora sob a capa das leis da Igreja. BB enumeração de certos tipos que, por seus comportamentos, revelam um roteiro que identifica e recomenda a ascensão social. CC elaboração de uma lista de atitudes que deviam ser evitadas, por não condizerem com as práticas morais encontradas na alta sociedade. DD comparação de valores e comportamentos da faixa mais humilde daquela sociedade com os da faixa mais nobre e aristocrática. EE caracterização de comportamentos que, embora sejam moralmente condenáveis, são dissimulados em seus opostos. LC | Página 62

Motivo Eu canto porque o instante existe e a minha vida está completa Não sou alegre nem sou triste: sou poeta Irmão das coisas fugidias; não sinto gozo nem tormento. Atravesso noites e dias no vento. Se desmorono ou edifico, se permaneço ou me desfaço, - não sei, não sei. Não sei se fico ou se passo Sei que canto. E a canção é tudo. Tem sangue eterno a asa ritmada E um dia sei que estarei mudo: - Mais nada Cecília Meireles. Obra completa.

Ao analisarmos a relação entre tema e forma na composição poética de Cecília Meireles, podemos inferir que AA na primeira estrofe, dá importância ao tempo passado, ao sentimento de imparcialidade e à criação do seu poema. BB no terceiro verso da primeira estrofe, faz uso de uma símile entre “alegre” X “triste”na compoisção do tecido poético. CC no primeiro verso da segunda estrofe, abdica-se de efeitos estilísticos como assonância e aliteração. DD na quarta estrofe, reafirma a importância dada ao presente, ao tempo do “agora”, iniciado na primeira estrofe. EE nos dois últimos versos da última estrofe, faz uso da ironia, do tom de pastiche e do sarcasmo para dialogar com a temática da morte.

QUESTÃO 193 Ingredienti: 5 den di ái 3 cuié di ói 1 cabêss di repôi 1 cuié di mastumati sali a gosto Mé qui fais? Casca u ái, pica u ái e soca o ái cum sali. Quenta o ói; foga o ái no ói quentim. Pica o repôi bemmm finimm, foga o repôi. Poim a mastumati mexi ca cuié pra fazê o moi. Prontim


As 336 + | ENEM 2014

Receita culinária é um gênero textual destinado a instruir os leitores sobre o preparo de um prato específico. Normalmente, é dividida em duas partes: a primeira apresenta uma lista de ingredientes para preparo, e a segunda, instruções sobre o modo de preparo. Na segunda parte, é comum o uso de formas verbais do modo imperativo ou infinitivo. Considerando que a receita anterior foi escrita no popularmente chamado “mineirês”, o uso de verbos no presente do indicativo na parte denominada “Mé qui fais?!” [Como é que faz?] justifica-se em razão do AA provável leitor do texto, o qual pode compreender melhor as instruções dadas no presente em que o prato é preparado. BB tempo predominante no gênero receita culinária, que sempre registra o tempo presente em que o prato é preparado. CC principal objetivo comunicativo do gênero receita, o qual é instruir o leitor ao preparo de pratos com objetividade. DD suposto locutor do texto, o qual pode compreender melhor as instruções dadas no presente do indicativo. EE contexto sociocomunicativo em que circula o texto, o qual é restrito a falantes que conhecem o dialeto mineirês.

QUESTÃO 194

QUESTÃO 195

Monumento Barroco em Braga, Portugal.

O enquadramento estético da obra apresentada justifica-se por AA apresentar linhas retas e simétricas. BB valorizar as linhas curvas e rebuscadas. CC fundir linhas retas e formas curvilíneas. DD valorizar o humano em detrimento do divino. EE romper com os conceitos absolutistas de arte.

QUESTÃO 196 Quando entre nós só havia uma carta certa a correspondência completa o trem os trilhos a janela aberta uma certa paisagem sem pedras ou sobressaltos meu salto alto em equilíbrio o copo d’água a espera do café Ana Cristina Cesar.

Folha Ilustrada. Folha de São Paulo, 14 de julho 2000, p. 34.

No texto do convite para ver a exposição de Guignard, no MASP, passa-se a ideia de que AA ver Guignard é ter uma aula de como funciona o sistema nervoso humano. BB a emoção provocada pela arte nem sempre pode ser traduzida com palavras. CC a arte causa, no homem, uma sensação de leveza tal, que o adormece para a realidade. DD o sentimento gerado pela obra de arte lírica é constante e equilibrado em cada ser humano. EE texto, emoção e palavras não coexistem.

O poema da poetisa brasileira Ana Cristina Cesar, integrante do movimento literário conhecido como Poesia Marginal, destaca-se pela forte presença de elementos AA descritivos. BB narrativos. CC injuntivos. DD metalinguísticos. EE expositivos.

QUESTÃO 197 Manifesto antropófago Só a Antropofagia nos une. Socialmente. Economicamente. Filosoficamente. Única lei do mundo. Expressão mascarada de todos os individualismos, de todos os coletivismos. De todas as religiões. De todos os tratados de paz. Tupi, or not tupi that is the question. Contra todas as catequeses. E contra a mãe dos Gracos. Só me interessa o que não é meu. Lei do homem. Lei do antropófago. LC | Página 63


As 336 + | ENEM 2014

Estamos fatigados de todos os maridos católicos suspeitosos postos em drama. Freud acabou com o enigma mulher e com outros sustos da psicologia impressa. O que atropelava a verdade era a roupa, o impermeável entre o mundo interior e o mundo exterior. A reação contra o homem vestido. O cinema americano informará. Filhos do sol, mãe dos viventes. Encontrados e amados ferozmente, com toda a hipocrisia da saudade, pelos imigrados, pelos traficados e pelos touristes. No país da cobra grande.

QUESTÃO 198 “[...] O quadro é tão simples e harmonioso no arranjo quanto o de um pintor renascentista. Contudo, não seria fácil confundi-lo com uma pintura da Renascença. O modo como faz a luz cair sobre o corpo do Salvador, todo o apelo feito às nossas emoções, é bem diferente: é barroco. É fácil achar esse quadro sentimental, mas não devemos esquecer para que finalidade foi pintado. É um retábulo para ser contemplado em prece e devoção, com velas ardendo à sua frente.” (GOMBRICH, E.H. A história da arte. Rio de Janeiro: LTC, 2009.)

Fonte: http://www.tanto.com.br/manifestoantropofago.htm em 22/2/14

Das obras a seguir, a que apresenta mais similaridades temáticas com o texto anterior é:

O quadro ao qual o texto anterior se refere é: AA Lidio Marinho – Pietá

A Homem idoso na poltrona D Menino mordido por um lagarto

Rembrandt van Rijn – Louvre, Paris. Disponível em: http://www.allposters.com

B Figura e borboleta

Milton Dacosta Disponível em: http://www.unesp.br

BB

Jan Saudek – Pietá

CC

Sandro Boticelli – Pietá

DD

Eugéne Delacroix – Pietá

EE

Annibale Carracci – Pietá

Michelangelo Merisi (Caravaggio) National Gallery, Londres Disponível em: http://vr.theatre. ntu.edu.tw

E Abaporu

Tarsila do Amaral Disponível em: http://tarsiladoamaral.com.br

C O grito

Edvard Munch – Museu Munch, Oslo Disponível em: http://members.cox.net

LC | Página 64


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 199 “Os turistas que visitam as favelas do Rio se dizem transformados, capazes de dar valor ao que realmente importa”, observa a socióloga Bianca Freire-Medeiros, autora da pesquisa “Para ver os pobres: a construção da favela carioca como destino turístico”. “Ao mesmo tempo, as vantagens, os confortos e os benefícios do lar são reforçados por meio da exposição à diferença e à escassez. Em um interessante paradoxo, o contato em primeira mão com aqueles a quem vários bens de consumo ainda são inacessíveis garante aos turistas seu aperfeiçoamento como consumidores.” No geral, o turista é visto como rude, grosseiro, invasivo, pouco interessado na vida da comunidade, preferindo visitar o espaço como se visita um zoológico e decidido a gastar o mínimo e levar o máximo. Conforme relata um guia, “O turismo na favela é um pouco invasivo, sabe? Porque você anda naquelas ruelas apertadas e as pessoas deixam as janelas abertas. E tem turista que não tem ‘desconfiômetro’: mete o carão dentro da casa das pessoas! Isso é realmente desagradável. Já aconteceu com outro guia. A moradora estava cozinhando e o fogão dela era do lado da janelinha; o turista passou, meteu a mão pela janela e abriu a tampa da panela. Ela ficou uma fera. Aí bateu na mão dele.”

Para além dos modismos que nascem e morrem na grande rede mundial de computadores, o advento do microblog Twitter extrapolou essa esfera para cair na boca de grandes homens de letras, muitas vezes avessos a novidades tecnológicas, como o escritor José Saramago, que chegou a declarar: “Os tais 140 caracteres reflectem algo que já conhecíamos: a tendência para o monossílabo como forma de comunicação. De degrau em degrau, vamos descendo até o grunhido”. (...) Embora não se possa afirmar categoricamente que a internet favoreceu o desenvolvimento de uma “cultura letrada”, com ênfase em informações profundas e relevantes, ela reforçou o peso da palavra escrita no cotidiano das pessoas. Mais do que gírias e jargões, como o famigerado “internetês”, as transformações pelas quais passam a escrita e a leitura estão por ser dimensionadas. Disponível em: http://revistalingua.uol.com.br/textos/64/artigo249031-1.asp

Texto II

(Adaptado de Carlos Haag, Laje cheia de turista. Como funcionam os tours pelas favelas cariocas. Pesquisa FAPESP nº 165, 2009, p.90-93.)

O autor identifica como “um interessante paradoxo” AA o fato de os turistas afirmarem que, após essa experiência, passam a dar valor ao que realmente importa. BB o desejo do turista de trocar as visitas aos pontos turísticos tradicionais por excursões às favelas do Rio. CC a transformação da favela carioca em destino turístico importante do Rio de Janeiro. DD a curiosidade do turista em saber o que estava cozinhando na panela da moradora de um morro. EE a capacidade do turista de apreciar o morro como um grande zoológico urbano.

QUESTÃO 200 Texto I

O texto na era digital Para além do internetês, a internet está mudando a maneira como lemos e escrevemos Com cada vez mais usuários – o acesso à rede no Brasil aumentou 35% entre 2008 e 2009 – a internet está criando novos hábitos de comunicação entre as pessoas, que acabam se adaptando às facilidades da nova tecnologia. (...) O que já havia sido deflagrado nos anos 90 pela comunicação via e-mail, mensageiros eletrônicos e pela cultura escrita dos blogs, as redes sociais elevaram à enésima potência ao garantir interatividade e visibilidade às pessoas em torno de interesses em comum. (...)

Os Textos I e II abordam a questão da linguagem nos meios digitais. A partir de sua leitura, infere-se que AA em ambos os textos, há evidências de que a navegação na internet limita a disseminação do saber. BB o texto I defende que as inovações tecnológicas produziram uma torrente de informações tão grande que tornaram a escrita banal e empobrecedora. CC tanto o texto I quanto o texto II revelam que o acesso à rede está interferindo na capacidade de leitura de crianças e adolescentes. DD o texto II apresenta marcas específicas da linguagem do Twitter que limitam a compreensão da tira em leitores que não são usuários do microblog. EE o texto I demonstra que o internetês produziu impactos na comunicação escrita, enquanto que o texto II nega esse fato.

LC | Página 65


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 201 “Vejam que país...” “...a lavadeira cheira a gim.” Nas palavras em negrito observa-se uma sequência de AA hiato, encontro consonantal e ditongo. BB hiato,dígrafo e ditongo. CC ditongo, dígrafo e hiato. DD ditongo, dígrafo e ditongo. EE ditongo, encontro consonantal e hiato.

QUESTÃO 202 Texto I

O sol

Ei dor... eu não te escuto mais, Você, não me leva a nada. Ei medo... eu não te escuto mais, Você, não me leva a nada. E se quiser saber pra onde eu vou, Pra onde tenha sol, é pra lá que eu vou É pra lá que eu vou... Ei dor... eu não te escuto mais Você não me leva a nada Ei medo... eu não te escuto mais Você não me leva a nada E se quiser saber pra onde eu vou Pra onde tenha sol, é pra lá que eu vou É pra lá que eu vou... E se quiser saber pra onde eu vou Pra onde tenha sol, é pra lá que eu vou É pra lá que eu vou...

LC | Página 66

Poema só para Jaime Ovalle Quando hoje acordei, ainda fazia escuro (Embora a manhã já estivesse avançada). Chovia. Chovia uma triste chuva de resignação Como contraste e consolo ao calor tempestuoso da noite. Então me levantei, Bebi o café que eu mesmo preparei, Depois me deitei novamente, acendi um cigarro e fiquei pensando... – Humildemente pensando na vida e nas mulheres que amei. Manuel Bandeira teve um papel decisivo na consolidação da proposta estética modernista no Brasil. No poema anterior, está presente uma temática recorrente na Primeira Fase do movimento denominado como AA indagação sobre a morte. BB reflexão metalinguística. CC cena do cotidiano. DD brevidade da vida. EE memória afetiva.

QUESTÃO 204

Dias Melhores

Vivemos esperando dias melhores Dias de Paz Dias a Mais Dias que não deixaremos para trás Vivemos esperando O dia em que seremos melhores Melhores no Amor Melhores na Dor Melhores em Tudo Vivemos esperando O dia em que seremos para sempre Vivemos esperando Dias Melhores pra sempre Dias Melhores pra sempre...

QUESTÃO 203

(Manuel Bandeira)

(Jota Quest)

Texto II

No Texto II, a repetição do trecho “vivemos esperando” sugere AA incerteza. BB passividade. CC medo. DD horror. EE preconceito.

Texto I A paisagem brasileira e o homem regional foram duas preocupações dos escritores pré-modernistas, cuja tônica foi a pesquisa da região, no sentido de ressaltar o sentimento da terra e do sertanejo. E, assim, monta-se um painel brasileiro; o Norte e o Nordeste com Euclides da Cunha; o Vale do Paraíba e o interior paulista com Monteiro Lobato; o Espírito Santo com GraçaAranha; o subúrbio carioca com Lima Barreto, sem esquecermo-nos de Hugo de Carvalho Ramos, Valdomiro Silveira e Simões Lopes Neto, que também representam essa tendência de pesquisa regional. SOUZA, Larissa Maria Silva, TORRES FILHO, José Humberto. Do Modernismo aos dias atuais. Fortaleza: Sistema Ari de Sá de Ensino, 2012, p. 6.

Texto II O sertanejo é, antes de tudo, um forte. Não tem o raquitismo exaustivo dos mestiços neurastênicos do litoral.

(Jota Quest)

Texto III Jeca-tatu é um piraquara do Paraíba, maravilhoso epítome de carne onde se resumem todas as características da espécie. Ei-lo que vem a falar ao patrão. Entrou, saudou... – Não vê que... De pé ou sentado, as ideias se lhe entramam, a língua emperra e não há de dizer coisa com coisa.


As 336 + | ENEM 2014

O reconhecimento da existência de valores sociais e humanos no patrimônio literário brasileiro é facilmente percebido. É comum ver a exposição desses valores em vários momentos de nossa historiografia literária. De uma para outra obra, no entanto, percebem-se mudanças de enfoques entre os escritores, que podem subverter ou ampliar visões anteriores, embora os valores avaliados permaneçam. Daí, dizer-se que são atualizáveis e permanentes. O texto I se refere a escritores que revelaram a paisagem brasileira e o homem regional. Considerando que os textos II e III pertencem, respectivamente, aos dois primeiros escritores citados no texto I, pode-se dizer que AA ambos os escritores se assemelham em sua análise sobre o homem interiorano. BB o primeiro escritor equipara o sertanejo ao mestiço litorâneo. CC o primeiro escritor sobrepõe o sertanejo ao mestiço citadino, tanto quanto o segundo sobrepõe Jeca-Tatu ao patrão, que não consegue falar diante do piraquara. DD o segundo escritor ironiza a condição subserviente e as limitações do piraquara. EE ambos os ecritores exaltam as figuras que descrevem.

QUESTÃO 205 A expressão deletar um arquivo de computador não é mais jargão de quem lida com informática. O termo já se tornou uma palavra da Língua Portuguesa escrita no Brasil. Ela faz parte de um conjunto de cerca de 6 000 novas palavras incluídas na recente edição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, lançado pela Academia Brasileira de Letras (ABL). Além de reconhecidas, as novas palavras passam a ter uma grafia oficial definida. Agora são aceitas expressões como deletar um arquivo, assistir a uma teleconferência e até tomar suco de acerola, frutinha comum no mercado, mas rara nos dicionários. Também foram incluídos termos como internet, intranet, scanear, mouse, teleducação e acessar, entre outros já de uso corrente. Eles se somam às 400 mil palavras catalogadas na primeira edição do Vocabulário, de 1982. Diferentemente de um dicionário, que explica o significado de um termo, um vocabulário apenas relaciona palavras. Seu objetivo é consolidar a grafia delas (o modo como são escritas), classificá-las segundo o gênero (masculino ou feminino) e a categoria morfológica (substantivo e adjetivo, por exemplo). É também um instrumento normatizador oficial, por ser da Academia. [...] Mas, para um termo ser aceito como uma palavra, não basta que ele seja usado por um grupo de pessoas. Além da difusão, é preciso que ele substitua outro em determinada área. É o caso de deletar, explica Antônio José Chediak, coordenador da equipe que fez o Vocabulário. O mesmo não ocorre com printar. “Em português, existe a palavra imprimir. Julgamos que o uso de printar não é amplo o suficiente para incorporá-lo como palavra nova”, diz

Arnaldo Niskier, presidente da Academia Brasileira de Letras. A diferença entre os dois casos é explicada por um limite: a manutenção da identidade de uma língua. “É preciso estar aberto à globalização, evitando exageros”, diz o presidente. Adaptado de: Folha de São Paulo, 10 set. 1998.

Sobre a diferença contextual apresentada pelo texto anterior entre dicionário e vocabulário, permite-se inferir que AA a representatividade de um dicionário é mais ampla, pois se preocupa com as possibilidades semânticas assumidas pelo termo em questão. BB um vocabulário deve ser encarado como forma exclusiva de acepção linguística, por ser mais informal semanticamente. CC Tanto o vocabulário quanto o dicionário equiparam-se em termos de definição semântica de algum termo. DD os termos assumem acepções exatas e indistinguíveis ao serem listados por algum tipo de vocabulário específico. EE o dicionário peca quanto à análise e à definição de algum termo, pois intensifica a preocupação gramatical em detrimento do aspecto semântico.

QUESTÃO 206

Mona Lisa, de Leonardo da Vinci. Século XV.

A Bela Lindonéia, de Rubens Gerchman. Século XX.

LC | Página 67


As 336 + | ENEM 2014

Rubens Gerchman (1942-2008) é um dos mais importantes artistas plásticos brasileiros e deixa um importante legado: trata-se da enigmática obra intitulada A Bela Lindoneia ou A Gioconda do Subúrbio, de 1966. Tal como Leonardo da Vinci, ele também foi um pintor capaz de registrar as peculiaridades das vivências das mulheres de seu tempo. Considerando-se as obras apresentadas, podemos afirmar que o artista brasileiro AA estava preocupado em produzir um desenho caricatural, de vertente serigráfica. BB demonstrou irreverência ao retratar a cena bíblica onde se encontrava Mona Lisa. CC optou por fazer uma pintura sem diálogo com a de Leonardo da Vinci. DD deu à personagem uma gama de traços futuristas e surrealistas. EE reproduziu o estilo da famosa obra de Leonardo da Vinci.

QUESTÃO 207 O artista F. Léger criou, a partir do Cubismo Sintético, uma linguagem pictórica que, segundo ele, levaria a arte ao mundo do trabalho e do lazer do proletariado. Formas vigorosas e claramente definidas, sugerindo máquinas, são apresentadas em cores enérgicas que dão uma nota de alegria e otimismo a um mundo mais associado a graxas e fumaça.

Com base na análise da obra e nos conceitos vanguardistas, entre eles o de exploração de formas geometrizadas do Cubismo, no início do século XX, o quadro Os construtores explora AA uma aproximação impossível entre máquina e homem. BB a uniformidade de tons como crítica à industrialização. CC os simbólicos emblemas tubulares da sociedade industrial. DD um diálogo profundo com a estética abstrata. EE uma imagem plana desprovida da presença de formas geométricas.

QUESTÃO 208 As vanguardas europeias são movimentos culturais do início do século XX que representaram uma ruptura com as estéticas precedentes, como o Simbolismo. Nesse período, a Europa vivenciava os progressos industriais, os avanços tecnológicos e as descobertas científicas e médicas, ao mesmo tempo em que a disputa pelos mercados financeiros ocasionou a Primeira Guerra Mundial. O clima estava propício para o surgimento de novas concepções artísticas, pois apareciam inúmeras tendências, principalmente manifestos advindos do contraste social: de um lado, a burguesia eufórica pela emergente economia industrial; de outro, a marginalização e o descontentamento da classe proletária com a intensificação do desemprego.

Disponível em: <http://artefontedeconhecimento.blogspot.com.br/2012/07/osconstrutores-1950-fernand-leger.html> (adaptado). Acesso em: 17 dez. 2013.

Disponível em: <http://www.sobredotado.com/>.

A imagem anterior se enquadraria na vanguarda europeia conhecida como AA Cubismo. BB Dadaísmo. CC Expressionismo. DD Futurismo. EE Surrealismo.

Os construtores, de Léger, 1950.

LC | Página 68


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 209

QUESTÃO 210 Vestibular

Vestibular, aquilo que o Ministério da Educação estuda agora extinguir, é um brasileirismo para algo que em Portugal costuma ser chamado de exame de acesso à universidade. Trata-se de um adjetivo que se substantivou, em um processo semelhante ao que ocorreu com celular, qualificativo de telefone, que tenta – e, na maioria das vezes, consegue – expulsar a palavra principal de cena sob uma pertinente alegação de redundância, tomando para si o lugar de substantivo. Pois o exame vestibular, de tão consagrado no vocabulário de gerações e gerações de estudantes brasileiros que perderam o sono por causa dele, acabou conhecido como vestibular, só. E qualquer associação remota com a palavra que está em sua origem – vestíbulo – perdeu-se nesse processo. Quando ainda era claramente um adjetivo, ficava mais fácil perceber a metáfora que, com certa dose de pernosticismo, levou a palavra vestibular a ser escolhida para qualificar o processo de seleção de candidatos ao Ensino Superior. Vestíbulo (do latim vestibulum) é, na origem, um termo de arquitetura que significa pórtico, alpendre ou pátio externo, mas que pode ser usado também, em sentido mais amplo, para designar um átrio, uma antessala, qualquer cômodo ou ambiente de passagem entre a porta de entrada e o corpo principal de uma casa, apartamento, palácio ou prédio público. Para quem prefere uma solução anglófona, estamos falando de hall ou lobby. Como é um ambiente de transição entre o lado de fora e o lado de dentro, vestíbulo ganhou, ainda por extensão, em anatomia, o sentido de “cavidade que dá acesso a um órgão oco” (Houaiss). Antes de ser admitido no vocabulário da educação, sistema vestibular já tinha aplicação na linguagem médica como nome dos pequenos órgãos situados na entrada do ouvido interno, responsáveis por nosso equilíbrio. Adaptado de: RODRIGUES, S. Vestibular. Disponível em: <http://revistadasemana. abril.uol.com.br/edicoes/81/palavradasemana/materia_palavradasemana_431845. shtml>.

Com base nas ideias expostas pelo texto, pode-se inferir que AA ao afirmar que vestibular é um brasileirismo, o autor se posiciona contrariamente à sua extinção pelo Ministério da Educação. BB o autor não condena o uso do estrangeirismo lobby no lugar do brasileirismo vestibular. CC o adjetivo vestibular, que, devido ao desuso, acabou sendo adjetivado, é derivado da palavra vestíbulo. DD o autor considera pertinente a alegação de redundância para explicar o processo de substantivação do termo celular. EE quando vestibular ainda era claramente um adjetivo, ficava mais fácil perceber a metáfora que costumava expor.

A Chegada de Raul Seixas e Lampião no FMI É Raul, Raul, Raul, É Raul Seixas, é Lampião Chegaram no FMI Que nem tentou resistir É Raú, Raú, Raú, Lampião não anda só Trouxe Deus e o diabo Raul, a terra do sol [...] Chegaram na Casa Branca Os dois de carro de boi Tio Sam fugiu de tamanca Ninguém viu para onde foi Wall Street fechou E a ONU não deixou pista O presidente jurou Que sempre foi comunista Mano Brown disse a Raul O dinheiro a gente investe No Banco Carandiru Xingu, favela e Nordeste Disponível em: <http://letras.mus.br/tom-ze/232410/>. Acesso em: 16 dez. 2013.

A música de Tom Zé, que é crítico de música, letrista e cantor, insere-se em um contexto histórico e cultural que, dentro da cultura literária brasileira, define-se como AA expressão do Modernismo brasileiro influenciado pela vanguardas europeias. BB representante da literatura engajada de resistência ao Governo Vargas. CC um movimento de inspiração cultural antropofágica, o Tropicalismo DD contemporâneo à poesia parnasiana e por ela influenciado. EE sucessor do Arcadismo e de seus ideais nacionalistas.

LC | Página 69


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 211

QUESTÃO 212

MANUEL Sim, é Manuel, o Leão de Judá, o Filho de Davi. Levantemse todos, pois vão ser julgados.

Uma noite destas, vindo da cidade para o Engenho Novo, encontrei no trem da Central um rapaz aqui do bairro, que eu conheço de vista e de chapéu. Cumprimentou-me, sentou-se ao pé de mim, falou da lua e dos ministros, e acabou recitando-me versos. A viagem era curta, e os versos pode ser que não fossem inteiramente maus. Sucedeu, porém, que, como eu estava cansado, fechei os olhos três ou quatro vezes; tanto bastou para que ele interrompesse a leitura e metesse os versos no bolso.

JOÃO GRILO Apesar de ser um sertanejo pobre e amarelo, sinto perfeitamente que estou diante de uma grande figura. Não quero faltar com o respeito a uma pessoa tão importante, mas se não me engano aquele sujeito acaba de chamar o senhor de Manuel. MANUEL Foi isso mesmo, João. Esse é um de meus nomes, mas você pode me chamar também de Jesus, de Senhor, de Deus... Ele gosta de me chamar Manuel ou Emanuel, porque pensa que assim pode se persuadir de que sou somente homem. Mas você, se quiser, pode me chamar de Jesus. JOÃO GRILO Jesus? MANUEL Sim. JOÃO GRILO Mas, espere. O senhor é que é Jesus? MANUEL Sou. JOÃO GRILO Aquele Jesus a quem chamavam Cristo? JESUS A quem chamavam, não, que era Cristo. Sou. Por quê? JOÃO GRILO Porque... não é lhe faltando com o respeito não, mas eu pensava que o senhor era muito menos queimado. BISPO Cale-se, atrevido! O auto da Compadecida, de Ariano Suassuna.

A personagem teatral pode ser construída tanto por meio de uma tradição oral quanto escrita. A interlocução entre oralidade regional e tradição religiosa, que serve de inspiração para autores brasileiros, parte do teatro português vicentino. Dessa forma, a partir do texto lido, identificam-se personagens que AA estão construídas por meio de ações limitadas a um momento histórico. BB fazem parte de uma cultura local que restringe a dimensão estética. CC se comportam como caricaturas religiosas do teatro regional. DD apresentamdiferentescaracterísticasfísicasepsicológicas. EE incorporam elementos da tradição local em um contexto teatral. LC | Página 70

— Continue, disse eu acordando. — Já acabei, murmurou ele. — São muito bonitos. Vi-lhe fazer um gesto para tirá-los outra vez do bolso, mas não passou do gesto; estava amuado. No dia seguinte entrou a dizer de mim nomes feios, e acabou alcunhando-me Dom Casmurro. Os vizinhos, que não gostam dos meus hábitos reclusos e calados, deram curso à alcunha, que afinal pegou. Nem por isso me zanguei. Contei a anedota aos amigos da cidade, e eles, por graça, chamam-me assim, alguns em bilhetes: “Dom Casmurro, domingo vou jantar com você.” — “Vou para Petrópolis, Dom Casmurro; a casa é a mesma da Renania; vê se deixas essa caverna do Engenho Novo, e vai lá passar uns quinze dias comigo.” — “Meu caro Dom Casmurro, não cuide que o dispenso do teatro amanhã; venha e dormirá aqui na cidade; dou-lhe camarote, dou-lhe chá, dou-lhe cama; só não lhe dou moça.” Não consultes dicionários. Casmurro não está aqui no sentido que eles lhe dão, mas no que lhe pôs o vulgo de homem calado e metido consigo. Dom veio por ironia, para atribuir-me fumos de fidalgo. Tudo por estar cochilando! Também não achei melhor título para a minha narração – se não tiver outro daqui até ao fim do livro, vai este mesmo. O meu poeta do trem ficará sabendo que não lhe guardo rancor. E com pequeno esforço, sendo o título seu, poderá cuidar que a obra é sua. Há livros que apenas terão isso dos seus autores; alguns nem tanto. Dom Casmurro, de Machado de Assis.

Sabe-se que a ironia é um dos traços mais marcantes da composição literária de Machado de Assis, e que se pode perceber no excerto AA “Contei a anedota aos amigos da cidade, e eles, por graça, chamam-me assim [...]” BB “[...] tanto bastou para que ele interrompesse a leitura e metesse os versos no bolso.” CC “Não consultes dicionários.” DD “[...] falou da lua e dos ministros, e acabou recitando-me versos.” EE “Vi-lhe fazer um gesto para tirá-los outra vez do bolso [...].”


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 213 Igual-Desigual Eu desconfiava: todas as histórias em quadrinho são iguais. Todos os filmes norte-americanos são iguais. Todos os filmes de todos os países são iguais. Todos os best-sellers são iguais. Todos os campeonatos nacionais e internacionais de futebol são iguais. Todos os partidos políticos são iguais. Todas as mulheres que andam na moda são iguais. Todas as experiências de sexo são iguais. Todos os sonetos, gazéis, virelais, sextinas e rondós são iguais e todos, todos os poemas em versos livres são enfadonhamente iguais. Todas as guerras do mundo são iguais. Todas as fomes são iguais. Todos os amores, iguais iguais iguais. Iguais todos os rompimentos. A morte é igualíssima. Todas as criações da natureza são iguais. Todas as ações, cruéis, piedosas ou indiferentes, são iguais. Contudo, o homem não é igual a nenhum outro homem, bicho ou coisa. Não é igual a nada. Todo ser humano é um estranho ímpar. ANDRADE, Carlos Drummond de. Nova reunião: 19 livros de poesia. Rio de Janeiro: José Olympio, 1985.

No trecho “Todos os amores, iguais iguais iguais.”, a repetição do termo iguais no mesmo verso, relacionado a amores, ressalta a crítica de Drummond às relações amorosas, no que diz respeito ao aspecto AA exagero. BB padronização. CC desvalorização. DD superficialidade. EE dissimulação.

QUESTÃO 214 Tarde fria, e então eu me sinto um daqueles velhos poetas de antigamente que sentiam frio na alma quando a tarde estava fria, e então eu sinto uma saudade muito grande, uma saudade de noivo, e penso em ti devagar, bem devagar, com um bem-querer tão certo e limpo, tão fundo e bom que parece que estou te embalando dentro de mim.

Ah, que vontade de escrever bobagens bem meigas, bobagens para todo mundo me achar ridículo e talvez alguém pensar que na verdade estou aproveitando uma crônica muito antiga num dia sem assunto, uma crônica de rapaz; e, entretanto, eu hoje não me sinto rapaz, apenas um menino, com o amor teimoso de um menino, o amor burro e comprido de um menino lírico. Olho-me no espelho e percebo que estou envelhecendo rápido e definitivamente; com esses cabelos brancos parece que não vou morrer, apenas minha imagem vai-se apagando, vou ficando menos nítido. Estou parecendo um desses clichês sempre feitos com fotografias antigas que os jornais publicam de um desaparecido que a família procura em vão. BRAGA, Rubem. “O desaparecido”. In: A traição das elegantes. Rio de Janeiro: Editora Sabiá, 1969. p. 112.

Em “O desaparecido”, Rubem Braga permite ao leitor entrever um escritor ciente das características da crônica, como AA texto breve e registro pessoal de fatos do cotidiano. BB síntese de um assunto e linguagem denotativa. CC exposição sucinta e conflitos internos. DD texto ficcional curto e criação de tensões. EE priorização da informação e linguagem impessoal.

QUESTÃO 215 Quando Bauer, o de pés ligeiros, se apoderou da cobiçada esfera, logo o suspeitoso Naranjo lhe partiu ao encalço, mas já Brandãozinho, semelhante à chama, lhe cortou a avançada. A tarde de olhos radiosos se fez mais clara para contemplar aquele combate, enquanto os agudos gritos e imprecações em redor animavam os contendores. A uma investida de Cárdenas, o de fera catadura, o couro inquieto quase se foi depositar no arco de Castilho, que com torva face o repeliu. Eis que Djalma, de aladas plantas, rompe entre os adversários atônitos, e conduz sua presa até o solerte Julinho, que a transfere ao valoroso Didi, e este por sua vez a comunica ao belicoso Pinga. [...] Assim gostaria eu de ouvir a descrição do jogo entre brasileiros e mexicanos, e a de todos os jogos: à maneira de Homero. Mas o estilo atual é outro, e o sentimento dramático se orna de termos técnicos. ANDRADE, Carlos Drummond de. Quando é dia de futebol. Rio de Janeiro: Record, 2002.

Ao narrar o jogo entre brasileiros e mexicanos “à maneira de Homero”, o autor adota o estilo AA épico. BB lírico. CC satírico. DD técnico. EE teatral.

LC | Página 71


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 216

QUESTÃO 218

Disponível em: <oblogderedacao.blogspot.com>.

Considerando a imagem apresentada, predominância da função da linguagem AA fática. BB emotiva. CC referencial. DD metalinguística. EE conativa.

nota-se

a

QUESTÃO 217

No texto, ao afirmar “então cogitei se não haveria um modo de obter o mesmo efeito, poupando tais trabalhos”, a personagem AA expressa a intenção de divulgar seus conhecimentos, aproximando-se dos outros homens. BB procura convencer o leitor a poupar esforços na busca do conhecimento. CC demonstra que a virtude e o saber exigem muito trabalho dos homens. DD resume o conceito da doutrina salvadora, desenvolvida no parágrafo. EE exprime a ideia de que a admiração dos outros é mais importante do que o conhecimento em si.

QUESTÃO 219 Infinito Particular Marisa Monte

Eis o melhor e o pior de mim O meu termômetro, o meu quilate Vem, cara, me retrate Não é impossível Eu não sou difícil de ler Faça sua parte Eu sou daqui, eu não sou de Marte Vem, cara, me repara Não vê, tá na cara, sou porta-bandeira de mim Só não se perca ao entrar No meu infinito particular. Fonte: http://letras.mus.br/marisa-monte/515189/ Acesso em 5/3/14.

Ao utilizar a forma pronominal “você”, o enunciador desse texto publicitário expressa o desejo de aproximação, de maneira informal, com o potencial leitor/consumidor. No entanto, ao utilizar as formas verbais no modo imperativo “aproveita” e “corra”, constata-se AA a modificação para a forma “tu” em “corra” e para a forma “ele” em “aproveita”. BB o uso inadequado para o padrão formal da forma verbal “aproveita”, que está flexionada em terceira pessoa. CC a presença do pronome elíptico “tu” na forma verbal “aproveita”. DD o desvio para o padrão culto formal com o uso da forma “corra”. EE a manutenção do paralelismo sintático, pois ambas têm o mesmo sujeito. LC | Página 72

Predomina, no texto, a função da linguagem AA metalinguística, porque o autor expressa seu sentimento em relação à necessidade de adaptação. BB fática, porque o texto testa o funcionamento do canal de comunicação. CC apelativa, porque o texto chama a atenção para os recursos da metalinguagem. DD conativa, porque o texto procura orientar comportamentos do leitor. EE referencial, porque o texto trata de noções e informações conceituais.


As 336 + | ENEM 2014

O texto abaixo serve de base resolutiva para as questões 220 e 221. Hino Nacional Precisamos descobrir o Brasil! Escondido atrás das florestas, com a água dos rios no meio, o Brasil está dormindo, coitado. 05 Precisamos colonizar o Brasil. 10 15

Precisamos educar o Brasil. Compraremos professôres e livros, assimilaremos finas culturas, abriremos ‘dancings’ e [subconvencionaremos as elites. O que faremos importando francesas muito louras, de pele macia alemãs gordas, russas nostálgicas para ‘garçonettes’ dos restaurantes noturnos. E virão sírias fidelíssimas. Não convém desprezar as japonêsas...

20

Cada brasileiro terá sua casa com fogão e aquecedor elétricos, piscina, salão para conferências científicas. E cuidaremos do Estado Técnico.

25

Precisamos louvar o Brasil. Não é só um país sem igual. Nossas revoluções são bem maiores do que quaisquer outras; nossos erros [também. E nossas virtudes? A terra das sublimes [paixões... os Amazonas inenarráveis... os incríveis [João-Pessoas... Precisamos adorar o Brasil! Se bem que seja difícil caber tanto oceano [e tanta solidão no pobre coração já cheio de [compromissos... se bem que seja difícil compreender o que [querem êsses homens, por que motivo êles se ajuntaram e qual a [razão de seus sofrimentos.

30 35 40 45

Precisamos, precisamos esquecer o Brasil! Tão majestoso, tão sem limites, tão [despropositado, ele quer repousar de nossos terríveis [carinhos. O Brasil não nos quer! Está farto de nós! Nosso Brasil é o outro mundo. Êste não é o [Brasil. Nenhum Brasil existe. E acaso existirão os [brasileiros? Carlos Drummond de Andrade

QUESTÃO 220 Podemos depreender da leitura do texto que AA “Escondido” (v. 2) pode ser substituído por “olvidado” sem modificação de sentido. BB “Fidelíssimas” (v. 15) não tem o mesmo radical de “fidelidade” e de “fidedigno”. CC “Piscina” (v. 18) tem o mesmo radical de “piscicultura”, mas não possui a mesma raiz, no referente à piscina. DD “Bem” (v. 31) tem valor de superlativo. EE O texto não foi transcrito em obediência à ortografia vigente e com uma clara inovação textual com base na mensagem.

QUESTÃO 221 Obsevando os aspectos linguísticos e gramaticais, podemos concluir que AA “fidelíssimas”(v.15) é superlativo analítico, seu equivalente sintético é “muito fiéis”. BB “elétricos” (v.18) está se referindo aos dois substantivos antecedentes, teria o mesmo efeito se usado no singular. CC “inenarráveis” (v.28) significa, originalmente, “o que não pode ser narrado”, pode ser substituído aqui por “sofismático”. DD “difícil”, (v.31) a ideia de superlativo pode ser dada pelo infixo “-imo”, na linguagem erudita, ou pela repetição (“difícil, difícil”), na linguagem coloquial. EE “sem igual” (v.22) não tem o mesmo valor semântico de “ímpar”.

QUESTÃO 222 O rolé do rolezinho O “rolé” se transformou em “rolezinho” em evolução tão rápida quanto o giro incontrolável das redes sociais Por Josué Machado.

Enquanto se discute se os participantes dos rolezinhos são rebeldes com ou sem causa, pode-se discutir o significado e a origem da palavra que nomeia o fenômeno. Só não há dúvida de que a internet, ao alcance de todas as classes sociais, é o instrumento para promover os encontros. LC | Página 73


As 336 + | ENEM 2014

Parece também inevitável que, num encontro temperado por correrias, haja um ou outro descontrole, coisa que independe do nível socioeconômico da moçada. Enfim, o “rolezinho” é uma torrente repentina no curso até então sereno de algum lugar ocupado por outras classes sociais. É diminutivo de “rolé”, assim, com acento agudo, como registram os dicionários. “Rolé” é parônima de “rolê”. Convém lembrar que palavras parônimas pouco diferem uma da outra na grafia ou na pronúncia. “Rolé” significa pequeno passeio, volta. É substantivo usado só na locução “Dar um rolé”, isto é, dar um passeio, uma volta, um giro por aí. Pronuncia-se com [é] aberto. Antes de 1971, seria escrito “rolèzinho”, com o acento grave suprimido na reforma daquele ano. O acento nada importante eliminava raras dúvidas de pronúncia porque marcava a vogal subtônica dos vocábulos derivados em que figura o sufixo “-mente” ou sufixos iniciados por [z]. Assim: “pàzinha”, “cafèzinho”, “sòmente” etc.

em segurança anímica e corporal. Se um Estado não garante esses itens, ele não pode aspirar à legítima obediência civil ou armada. Sem a confiança pública, desmorona a soberania justa. Só resta a força bruta ou a propaganda mentirosa para amparar uma potência política falida. O Estado deve ser visto com respeito pelos cidadãos. Há uma espécie de aura a ser mantida, através do essencial decoro. Em todas as suas falas e atos, os poderosos precisam apresentar-se ao povo como pessoas confiáveis e sérias. No Executivo, no Parlamento e, sobretudo, no Judiciário, esta é a raiz do poder legítimo. Com a fé pública, os dirigentes podem governar em sentido estrito, administrando as atividades sociais, econômicas, religiosas, etc. Sem ela, os governantes são reféns das oligarquias instaladas no próprio âmbito do Estado. Essas últimas, sugando para si o excedente econômico, enfraquecem o Estado, tornando-o uma instituição inane.”

(Roberto Romano, excerto do texto Salários de Senadores e legitimidade do Estado, publicado na Folha de São Paulo, 17/10/1994, 1¡. caderno, página 3)

O assunto tratado no fragmento é relativo à língua portuguesa e foi publicado em uma revista brasileira de língua portuguesa. Entre as características próprias desse tipo de texto, identificam-se as marcas linguísticas próprias do uso AA técnico, por meio de expressões próprias de textos científicos. BB coloquial, por meio do registro de informalidade. CC oral, por meio do uso de expressões típicas da oralidade. DD regional, pela presença de léxico de determinada região do Brasil. EE literário, pela conformidade com as normas da gramática.

As argumentações textuais se constroem em participação efetiva ou passiva dos seus interlocutores. Encontramos a passividade no ponto textual abaixo em AA As instituições políticas não possuem nem Deus nem a ciência como fonte de autoridade. BB Com a fé pública, os dirigentes podem governar em sentido estrito, administrando as atividades sociais, econômicas, religiosas, etc. CC Acreditemos ou não nos dogmas, é preciso reconhecer que seus dirigentes são obedecidos porque um Deus fala através de sua boca. DD Só resta a força bruta ou a propaganda mentirosa para amparar uma potência política falida. EE ”... os governantes são reféns das...”

QUESTÃO 223

QUESTÃO 224

Fonte: http://revistalingua.uol.com.br/textos/101/o-role-do-rolezinho-308061-1.asp Acesso em 5/4/14.

“Certas instituições encontram sua autoridade na palavra divina. Acreditemos ou não nos dogmas, é preciso reconhecer que seus dirigentes são obedecidos porque um Deus fala através de sua boca. Suas qualidades pessoais importam pouco. Quando prevaricam, eles são punidos no inferno, como aconteceu, na opinião de muita gente boa, com o Papa Bonifácio VIII, simoníaco reconhecido. Mas o carisma é da própria Igreja, não de seus ministros. A prova de que ela é divina, dizia um erudito, é que os homens ainda não a destruíram. Outras associações humanas, como a universidade, retiram do saber o respeito pelos seus atos e palavras. Sem a ciência rigorosa e objetiva, ela pode atingir situações privilegiadas de mando, como ocorreu com a Sorbonne. Nesse caso, ela é mais temida do que estimada pelos cientistas, filósofos, pesquisadores. Jaques Le Goff mostra o quanto a universidade se degradou quando se tornou uma polícia do intelecto a serviço do Estado e da Igreja. As instituições políticas não possuem nem Deus nem a ciência como fonte de autoridade. Sua justificativa é impedir que os homens se destruam mutuamente e vivam LC | Página 74

Leia o fragmento abaixo de O coronel e o lobisomem, de José Cândido de Carvalho.

O coronel e o lobisomem “Num repente, relembrei estar em noite de lobisomem – era sexta-feira. (...) Já um estirão era andado quando, numa roça de mandioca, adveio aquele figurão de cachorro, uma peça de vinte palmos de pelo e raiva. (...) Dei um pulo de cabrito e preparado estava para a guerra do lobisomem. Por descargo de consciência, do que nem carecia, chamei os santos de que sou devocioneiro: – São Jorge, Santo Onofre, São José! Em presença de tal apelação, mais brabento apareceu a peste. Ciscava o chão de soltar terra e macega no longe de dez braças ou mais. Era trabalho de gelar qualquer cristão que não levasse o nome de Ponciano de Azevedo Furtado. Fonte: http://mestresdahistoria.blogspot.com.br/2011/01/o-coronel-e-o-lobisomem.html Acesso em 3/4/14.


As 336 + | ENEM 2014

Através do uso de expressões como “devocioneiro” e “brabento”, podemos afirmar que há, no texto de José Cândido, AA gírias, que compõem uma linguagem originada em determinado grupo social e que podem vir a se disseminar em uma comunidade mais ampla. BB regionalismos, por serem palavras comuns de uma determinada região geográfica. CC estrangeirismos, usos de elementos linguísticos originados em outras línguas e representativos de outras culturas. DD neologismos, criações de novos itens linguísticos, pelos mecanismos que o sistema da língua disponibiliza. EE termos técnicos, dados que designam elementos de uma área específica de atividade.

QUESTÃO 225 Os poetas Maciel Monteiro, do século XIX, e Ferreira Gullar, contemporâneo, escolhem o mesmo tema para compor seus poemas: a beleza da mulher amada. No entanto, o distanciamento temporal dos dois autores revela uma grande diferença nas maneiras de olhar a figura feminina e de construir seus textos. Essa diferença reside no fato de Maciel Monteiro AA escolher uma forma tradicional, construindo um ideal distanciado de beleza e Ferreira Gullar criar certo humor ao aliar a figura feminina ao contexto político a qual pertence. BB eleger elementos considerados de alto valor, como a natureza e a arte, para compor a imagem feminina e Ferreira Gullar utiliza imagens consideradas menores que, ao invés de enaltecer, acabam diminuindo a beleza da mulher. CC usar vocabulário raro para mostrar o caráter divino da beleza feminina e Ferreira Gullar preferir termos coloquiais para mostrar que a beleza feminina pode ser revelada na banalidade. DD seguir regras redigidas de métrica e rima para enaltecer a figura feminina e Ferreira Gullar preferir a liberdade formal para construir a imagem distanciada da beleza da mulher amada. EE utilizar recursos de linguagem incomuns para compor a forma poética que escolhe a fim de enaltecer a mulher amada e Ferreira Gullar ser coerente à liberdade formal para descrever sua figura feminina.

QUESTÃO 226

O pintor espanhol Pablo Picasso (1881-1973), um dos mais valorizados no mundo artístico, tanto em termos financeiros quanto históricos, criou a obra Guernica em protesto ao ataque aéreo à pequena cidade basca de mesmo nome. A obra, feita para integrar o Salão Internacional de Artes Plásticas de Paris, percorreu toda a Europa, chegando aos EUA e instalando-se no MoMA, de onde sairia apenas em 1981. Essa obra cubista apresenta elementos plásticos identificados pelo AA painel ideográfico, monocromático, que enfoca várias dimensões de um evento, renunciando à realidade, colocando-se em plano frontal ao espectador. BB horror da guerra de forma fotográfica, com o uso da perspectiva clássica, envolvendo o espectador nesse exemplo brutal de crueldade do ser humano. CC uso das formas geométricas no mesmo plano, sem emoção e expressão, despreocupado com o volume, a perspectiva e a sensação escultórica. DD esfacelamento dos objetos abordados na mesma narrativa, minimizando a dor humana a serviço da objetividade, observada pelo uso do claro-escuro. EE uso de vários ícones que representam personagens fragmentados bidimensionalmente, de forma fotográfica livre de sentimentalismo.

QUESTÃO 227

Para que a homenagem prestada ao Dia Internacional da Mulher seja intensificada, associando-a com a imagem do banco, o texto verbal deve ser reordenado. Assinale a alternativa que apresenta a melhor reordenação, na ordem crescente de importância. AA O primeiro banco a ter mulheres como clientes. O único banco brasileiro com o nome feminino. Um dos primeiros bancos a contratar mulheres. BB O único banco brasileiro com nome feminino. O primeiro banco a ter mulheres como clientes. Um dos primeiros bancos a contratar mulheres. CC Um dos primeiros bancos a contratar mulheres. O primeiro banco a ter mulheres como clientes. O único banco brasileiro com o nome feminino. DD O primeiro banco a ter mulheres como clientes. Um dos primeiros bancos a contratar mulheres. O único banco com o nome feminino. EE O único banco brasileiro com nome feminino. Um dos primeiros bancos a contratar mulheres. O primeiro banco a ter mulheres como clientes.

LC | Página 75


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 228 Washington, 25 de setembro de 1954. Fernando, estou com a impressão meio inventada de que você ficou zangado quando eu disse pelo telefone que não queria que você fosse ao aeroporto. Você ficou de telefonar à 1:30, e não telefonou. Fiquei amolada com a minha falta de cortesia, respondendo à sua gentileza com uma sinceridade ou franqueza que ninguém usa. Você gentilmente mostrou intenção declarada ou vaga de ir ao aeroporto, e eu, que tanto faço questão de não usar a alma na vida diária, pois é até de mau gosto, disse que não. Eu já lhe expliquei o motivo da minha rudeza -o que não a justifica- e explicarei de novo. (...) Quanta explicação! E provavelmente você nem ficou zangado com minha descortesia, provavelmente você não telefonou depois porque estava ocupado. É o que espero que tenha acontecido. Esperando também que você não ria das tolas e inúteis complicações de sua amiga.

Um filme, um dia, uma semana Um bem, um biquíni, a grama... Dormir na rede, matar a sede, ler... Ou viver um romance? O que faz você feliz? Um lápis, uma letra, uma conversa boa Um cafuné, café com leite, rir à toa, Um pássaro, ser dono do seu nariz... Ou será um choro que te faz feliz? A causa, a pausa, o sorvete, Sentir o vento, esquecer o tempo, O sal, o Sol, um som O ar, a pessoa ou o lugar? Agora me diz, O que faz você feliz? (Anúncio publicitário do Grupo Pão de Açúcar, veiculado na Revista VEJA, edição de 21 de março de 2007)

A carta acima foi escrita a Fernando Sabido por Clarice Lispector. Como gênero, esse tipo de texto se caracteriza AA pela conversa informal entre emissor e receptor da mensagem gerada por um assunto aleatório e finalizada por uma despedida cordial e assinatura. BB por seu aspecto frágil de interpretação da mensagem gerada pelo locutor através de linguagem adequada ao contexto, sendo obrigatoriamente finalizada por local e data. CC por sua estrutura que exige informações como local e data, indicação de receptor através de vocativo, exibição do assunto, despedida e assinatura. DD pelo critério de variação linguística em que são envolvidas expressões da variedade padrão informal e elementos estruturais como local, data e vocativo. EE por sua linguagem mais próxima do cotidiano dos interlocutores mesmo se tratando de uma relação formal, como nas cartas argumentativas.

Podem-se destacar alguns elementos que caracterizam o texto como propaganda de uma rede de supermercados, como ocorre prioritariamente em: AA Referência explícita a produtos industrializados, tais como “saia”, “doce”, “goiabada”, “queijo”, todos potencialmente à venda em supermercados. BB Apelo à ideia de que a felicidade depende de elementos naturais, tais como “Lua”, “praia” e “mar”, aonde só se chega por meio das relações de compra e venda da sociedade de consumo. CC Menção aos atos de “dormir cedo e acordar tarde”, que evocam, por oposição e contraste, o ciclo do trabalho, base da vida voltada para as necessidades do consumo. DD Citação dos sonhos, em “ou são os sonhos que te fazem feliz?”, para simbolizar tudo aquilo que a noção do consumo leva as pessoas a almejar. EE Evocação da liberdade, na figura do pássaro, em “um pássaro, ser dono do seu nariz”, a qual sugere abandonar as limitações das pessoas compelidas a consumir mais.

QUESTÃO 229

QUESTÃO 230

Clarice (LISPECTOR, Clarice, SABINO, Fernando. Cartas perto do coração. Dois jovens escritores unidos ante o mistério da criação. 6a ed. São Paulo, Rio de Janeiro: Record, 2007, p.118.121.)

O QUE FAZ VOCÊ FELIZ? A Lua, a praia, o mar A rua, a saia, amar... Um doce, uma dança, um beijo, Ou é a goiabada com queijo? Afinal, o que faz você feliz? Chocolate, paixão, dormir cedo, acordar tarde, Arroz com feijão, matar a saudade... O aumento, a casa, o carro que você sempre quis Ou são os sonhos que te fazem feliz?

LC | Página 76

O valor do futuro depende do que se pode esperar dele. Portanto: se você acredita “de fato” em alguma forma de existência “post mortem” determinada pelo que fizermos em vida, então todo cuidado é pouco: os juros prospectivos são infinitos. O desafio é fazer o melhor de que se é capaz na vida mortal sem pôr em risco as incomensuráveis graças do porvir. Se você acredita, ao contrário, que a morte é o fim definitivo de tudo, então o valor do intervalo finito de duração indefinida da vida, tal como a conhecemos, aumenta. Ela é tudo o que nos resta, e o único desafio é fazer dela o melhor de que somos capazes. E, finalmente, se você duvida de qualquer conclusão humana sobre o após a morte e sua relação com a vida terrena, então você contesta o dogmatismo das crenças estabelecidas, não abdica da


As 336 + | ENEM 2014

busca de um sentido transcendente para o mistério de existir e mantém uma janelinha aberta e bem arejada para o além. O desafio é fazer o melhor de que se é capaz da vida que conhecemos, mas sem descartar nenhuma hipótese, nem sequer a de que ela possa ser, de fato, tudo o que nos é dado para sempre. (GIANNETTI Eduardo, O valor do amanhã, p. 123.)

Percebe-se, de acordo com o texto acima, que o autor não priorizou o uso do sentido denotativo em: AA “(...) todo cuidado é pouco (...)”. BB “(...) os juros prospectivos são infinitos.” CC “O desafio é fazer o melhor (...)”. DD “(...) a morte é o fim definitivo de tudo (...)”. EE “Se você duvida de qualquer conclusão (...)”.

QUESTÃO 231 Texto I

QUESTÃO 232 “Visões, salmos e cânticos serenos Surdinas de órgãos flébeis, soluçantes... Dormências de volúpicos venenos Sutis e suaves, mórbidos, radiantes...” Acerca do excerto textual, de suas características e do movimento em que se insere, nota-se que há o uso do(a)

Vou-me embora pra Pasárgada

Vou-me embora pra Pasárgada Lá sou amigo do rei Lá tenho a mulher que eu quero Na cama que escolherei Vou-me embora pra Pasárgada

AA BB CC

Vou-me embora pra Pasárgada Aqui eu não sou feliz Lá a existência é uma aventura De tal modo inconsequente Que Joana a Louca de Espanha Rainha e falsa demente Vem a ser contraparente Da nora que nunca tive.

DD EE

(BANDEIRA, Manuel. Meus poemas preferidos. Rio de Janeiro: Ediouro, 2007. Fragmento)

Texto II

Na letra da música Bogotá, o rapper paulista Criolo resgata intertextualmente o famoso poema “Vou-me embora pra Pasárgada”, do poeta pernambucano Manuel Bandeira. A relação intertextual estabelecida entre esses textos lidos pode ser denominada de AA paródia. BB pastiche. CC referência. DD epígrafe. EE paráfrase.

valorização da forma como expressão do belo e a busca pela palavra mais rara – Parnasianismo. linguagem rebuscada, jogos de palavras e jogos de imagens, característica do cultismo – corrente do Barroco. incidência de sons consonantais (aliterações) explorando o caráter melódico da linguagem – Simbolismo. pessimismo da segunda geração romântica, marcada por vocábulos que aludem a uma existência mais depressiva – Romantismo. lírica amorosa marcada pela sensualidade explícita que substitui as virgens inacessíveis por mulheres reais, lascivas e sedutoras – Naturalismo.

QUESTÃO 233 Os atos não podem ficar flutuando, fiapos de paina desgarrados daquela casca tão consistente, a casca era firme, abriu-se, o delicado foi se desfazendo, círculos, volutas, assim pelos ares, desfazido. Posso deduzir que escapei da casca consistente, que eu estava encerrado ali, não, que o meu corpo era o fruto da paineira, todo fechado, e num instante abriu-se. Abriu-se por quê? Porque já era noite para mim e aquele era o meu instante de maturação e rompimento. (HILST, 2003, p. 87)

Bogotá

Vamos embora para Bogotá Muambar Muambei Vamos cruzar Transamazônica Pra levar Pra freguês Vai ser melhor do que em Pasárgada Agradar Até o rei

Fonte: http://www.abralic.org.br/anais/cong2008/AnaisOnline/simposios/pdf/069/ DAVI_PIMENTEL.pdf

Por suas características formais, por sua função e uso, o texto pertence ao gênero AA romance, pelo enredo e melancolia característicos. BB crônica, pela abordagem literária de fatos do cotidiano. CC artigo, pela apresentação de experiências pessoais. DD relato, pela descrição minuciosa de fatos pretéritos. EE reportagem, pelo registro impessoal de situações reais.

Se você quer amor, chegue aqui Se quer esquecer a dor, venha pra cá Pois a ilusão é doce como o mel E cada um sabe o preço do papel Quem tem E de onde vem (CRIOLO)

LC | Página 77


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 234 Uma noite dessas, vindo da cidade para o Engenho Novo, encontrei no trem da Central um rapaz aqui do bairro, que eu conheço de vista e de chapéu. Cumprimentou-me, sentou-se ao pé de mim, falou da Lua e dos ministros, e acabou recitando-me versos. A viagem era curta, e os versos pode ser que não fossem inteiramente maus. Sucedeu, porém, que, como eu estava cansado, fechei os olhos três ou quatro vezes; tanto bastou para que ele interrompesse a leitura e metesse os versos no bolso. [...] No dia seguinte entrou a dizer de mim nomes feios, e acabou alcunhando-me Dom Casmurro. Os vizinhos, que não gostam dos meus hábitos reclusos e calados, deram curso à alcunha, que afinal pegou. [...] Não consultes dicionários. Casmurro não está aqui no sentido que eles lhe dão, mas no que lhe pôs o vulgo de homem calado e metido consigo. Dom veio por ironia, para atribuir-me fumos de fidalgo. Tudo por estar cochilando! Também não achei melhor título para a minha narração; se não tiver outro daqui até ao fim do livro, vai este mesmo.

O texto é um legítimo representante da estética parnasiana por seguir rigorosas regras de composição. Entre elas, podemos destacar AA o uso do verso Alexandrino com rimas alternadas nos quartetos. BB a presença do verso decassílabo com mudança de rima nos quartetos. CC o uso do verso livre com estrofação variada. DD a presença do verso de dez sílabas com a manutenção da rima nas duas estrofes iniciais. EE a utilização do verso eneassílabo com rima interpolada no primeiro quarteto.

QUESTÃO 236

ASSIS, Machado de. Dom Casmurro.

Esse fragmento do romance Dom Casmurro publicado, em 1899, pelo escritor carioca Machado de Assis é revelador de um de seus traços estéticos mais marcantes, qual seja AA o diálogo com o leitor, com recorrentes vocativos. BB a metalinguagem com contínuas explicações sobre o próprio texto. CC a ironia com um relato onisciente do narrador observador. DD o psicologismo com alusão recorrente ao determinismo da raça e do meio. EE o criticismo com a predileção pela denúncia das mazelas sociais.

QUESTÃO 235 Última deusa Foram-se os deuses, foram-se, em verdade; Mas das deusas algumas existe, alguma Que tem teu ar, a tua majestade, Teu porte e aspecto, que és tu mesma, em suma. Ao ver-te com esse andar de divindade, Como cercada de invisível bruma, A gente à criança antiga se acostuma E do Olimpo se lembra com saudade. De lá trouxeste o olhar sereno e garço, O alvo colo onde, em quedas de ouro tinto, Rútilo rola o teu cabelo esparso... Pisas alheia terra... Essa tristeza Que possuis é de estátua que ora extinto Sente o culto da forma e da beleza. OLIVEIRA, Alberto de. Poesia. Rio de Janeiro: Agir, 1959. p. 26

LC | Página 78

http://tinyurl.com/kr4ys4e

A obra é do pintor russo Wassily Kandinsky. Para ele, as convenções do passado estavam esgotadas; a cor e a forma são mais genuínas para expressar a subjetividade do artista do que o objeto ou a perspectiva; o artista não deve se submeter ao exterior, já que sua espiritualidade reside o visionário de sua obra. No caso da obra apresentada, podemos perceber o predomínio de características do AA abstrato geométrico. BB futurismo geométrico. CC construtisvismo modular. DD cubismo figurativista. EE surrealismo figurativista.

QUESTÃO 237 Malba Tahan é o pseudônimo do professor de Matemática Júlio César de Mello e Souza (1895-1974), autor de diversos livros sobre os costumes e lendas do povo árabe. O trecho a seguir foi extraído de sua obra mais conhecida, O homem que calculava. Leia: Depois de ligeira pausa, o calculista contou-me o seguinte: − Havia em Teerã, na Pérsia, um velho mercador que tinha três filhos. Um dia, o mercador chamou os jovens e disse-lhes: “Aquele que passar o dia sem pronunciar palavras inúteis receberá de mim, um prêmio de vinte e três timões* ”. Ao cair da noite os três filhos foram ter à presença do ancião. Disse o primeiro:


As 336 + | ENEM 2014

− Evitei, hoje, meu pai, todas as palavras inúteis. Espero, portanto, merecer (segundo a vossa promessa) o prêmio combinado – prêmio esse de vinte e três timões, conforme deveis estar lembrado. O segundo aproximou-se do velho, beijou-lhe as mãos, e limitou-se a dizer: − Boa noite, meu pai! O mais moço, finalmente, não pronunciou palavra, aproximou-se do velho e estendeu-lhe apenas a mão para receber o prêmio. O mercador, ao observar a atitude dos três rapazes, assim falou: − O primeiro, ao chegar à minha presença, fatigou-me a atenção com várias palavras inúteis; o terceiro mostrouse exageradamente lacônico. O prêmio caberá, pois, ao segundo, que foi discreto sem verbosidade e simples sem afetação. E Beremiz, ao concluir, interpelou-me: − Não acha que o velho mercador agiu com justiça, ao julgar os três filhos? Nada respondi. Achei melhor não discutir o caso dos vinte e três timões com aquele homem prodigioso que reduzia tudo a números, calculava médias e resolvia problemas. *Timão ou tomão – moeda persa de ouro. Ao contar uma história para ilustrar seus pensamentos e afirmações, o calculista aproxima-se do discurso alegórico AA do apólogo. BB da fábula. CC do provérbio. DD da poesia. EE da parábola.

QUESTÃO 238 Passado histórico Do açoite da mulata erótica da negra boa de eito e de cama (nenhum registro) FÁTIMA, Sônia. In: QUILOMBHOJE (org.). Cadernos negros: os melhores poemas. São Paulo: Quilombhoje, 1998. p. 118.

Com base no poema, é verdadeiro o que se afirma na seguinte proposição AA O discurso lírico se propõe fazer um tributo à mulher negra, ressaltando, sobretudo, a sua espiritualidade. BB O poema registra o passado da mulher negra, considerando-o distorcido e, mesmo assim, sugere revivê-lo. CC A condição feminina da mulher negra na atualidade é questionada, negando-lhe o seu caráter de sensualidade. DD O sujeito poético pode ser considerado uma contra-voz a favor da mulher negra e contra as instâncias históricas do poder. EE A ingênua conduta sexual da mulher negra é focalizada pelo eu lírico como perigosa e maculadora da família no passado colonial.

QUESTÃO 239 Recife promove 10ª edição do Futebol Participativo A tradição do futebol de várzea é levada a sério pela Prefeitura do Recife que, por meio do Geraldão, promove a décima edição do “Futebol Participativo”. Um evento festivo lança, na próxima terça-feira (10), às 19h, no Teatro Luiz Mendonça – Parque Dona Lindu, a nova temporada do projeto, que conta com surpresas a serem divulgadas apenas durante o encontro. Para este ano a expectativa é de que mais de 550 equipes se inscrevam, envolvendo cerca de 16 mil atletas, que utilizarão 32 campos de futebol de várzea, devidamente preparados para receber os esportistas. O torneio terá as categorias sub – 15 e sub – 17, subdivididas em “masculino”, “feminino”, “aberto” e “veterano”. Os jogos acontecem nas comunidades onde moram os atletas, consolidando o “Futebol Participativo” como o maior e mais democrático campeonato do gênero, no mundo. “O Futebol Participativo é um projeto que tem resgatado e preservado o futebol de várzea na Cidade. Além disso, tem apresentado novos talentos e conta com uma programação intensa, com duração de quase 10 meses”, disse Antonino Fernandes, diretor de esportes do Geraldão. Equipes, atletas e dirigentes comunitários são atores diretos, com poder de decisão em todos os momentos do calendário anual do projeto, desde o planejamento, definição do regulamento, julgamentos disciplinares e do gerenciamento dos jogos. Além disso, o projeto se destaca como um espaço de discussão sobre o universo do futebol, através de cine debate e palestras. (http://www2.recife.pe.gov.br/recife-promove-10a-edicao-do-futebol-participativo/)

Infere-se, a partir da leitura do texto acima, que o incentivo ao futebol de várzea é importante, sobretudo, porque AA envolve a descoberta de novos talentos no futebol tradicional. BB promove o espírito competitivo e a superação de obstáculos. CC ultrapassa o teor recreativo, com a finalidade de promover debates. DD possibilita que o atleta tenha contato com outras artes. EE permite a sociabilidade na prática de atividades esportivas populares.

LC | Página 79


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 240 RELAMPIANO Tá relampiano, cadê neném? Tá vendendo drops no sinal pra alguém Tá relampiano, cadê neném Tá vendendo drops no sinal pra alguém Tá vendendo drops no sinal... Todo dia é dia, toda hora é hora, Neném não demora pra se levantar Mãe lavando roupa, pai já foi embora, E o caçula chora pra se acostumar Com a vida lá de fora do barraco, Hay que endurecer um coração tão fraco, Pra vencer o medo do trovão, Sua vida aponta a contramão. ................................................ LENINE & MOSCA. Na Pressão. Rio de Janeiro: BMG, 1999. 1CD, digital, estéreo.

Sobre o gênero literário desse texto, infere-se que AA traços do épico, como personagens e narrador. BB elementos do lírico, como rimas e figuras de linguagem. CC mistura entre o épico e o lírico, com a valorização de ambos. DD características do drama, com apontamentos para a representação. EE traços do épico, com valorização da objetividade da narrativa

QUESTÃO 241

As vanguardas europeias foram manifestações artísticoliterárias surgidas na Europa, nas duas primeiras décadas do século XX, e vieram provocar uma ruptura da arte moderna com a tradição cultural do século anterior. Essas manifestações se destacaram por sua radicalidade e por influenciarem a arte em todo o mundo. LC | Página 80

As vanguardas europeias contribuíram para a Literatura brasileira, principalmente para a Semana de Arte Moderna e para o movimento modernista, que juntos romperam com a antiga estética que até então reinava no país. As cinco correntes vanguardistas que mais influenciaram o processo literário no Brasil foram: Expressionismo, Cubismo, Futurismo, Dadaísmo e Surrealismo. Levando em consideração a definição das vanguardas europeias, a imagem apresentada melhor se enquadraria no caráter dadaísta, pois AA preza pela ilogicidade, promovendo através do caos a ruptura com o classicismo artístico. BB a valorização geométrica inova a transformação espacial através da solidez imposta às formas abstratas. CC induz o expectador a um mergulho no inconsciente, em busca de explicações para simbologias específicas. DD a dinamicidade imposta pelos movimentos indica o modo violento dos avanços tecnológicos de uma sociedade moderna. EE nota-se uma valorização específica de expressões que traduzem sentimentos como ira, amor, desprezo, apatia etc.

QUESTÃO 242 As várias frentes de ataque às liberdades O Globo O cerceamento da liberdade de expressão e, em particular, de imprensa, por meio de legislações restritivas à atuação dos meios de comunicação e à produção artística de modo geral, é uma faceta do autoritarismo conhecida em vários países. Na parte final do século passado, ainda na Guerra Fria, Estados ditatoriais, tanto de direita como de esquerda, se assentavam em sólido aparato repressivo para se proteger de inimigos políticos e ideológicos, com o uso também de leis e normas para reprimir jornalistas, escritores, artistas e produtores de arte em geral. A queda do Muro de Berlim, no final dos anos 1980, e a consequente distensão ideológica fizeram renascer a democracia em várias partes no mundo, como, por exemplo, na América Latina. Enganou-se, porém, quem considerou sem volta o exercício das liberdades civis básicas — de pensamento e expressão. A própria América Latina testemunha grupos políticos autoritários na ocupação de espaços importantes no poder em vários países, com o aceno para as sociedades de projetos astuciosos em que a liberdade é moeda de troca para se alcançar a “justiça social”. A questão, no entanto, é mais ampla. A revolução digital em andamento, capaz de expandir a limites inimagináveis a capacidade de difusão de informações, provoca, em contrapartida, reações antiliberais até em países improváveis. Disponível em: <http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2014/01/10/as-variasfrentes-de-ataque-as-liberdades-editorial-520403.asp> (adaptado).


As 336 + | ENEM 2014

Gêneros textuais são estruturas que compõe textos orais ou escritos e que são socialmente reconhecidas, pois se mantêm sempre muito parecidas, com características comuns, procurando atingir intenções comunicativas semelhantes, além de ocorrerem em situações específicas. Ou seja, gênero textual ou gênero de texto se refere às diferentes formas de expressão textual, e nos estudos da Literatura, temos, por exemplo, poesia, crônicas, contos, prosa, etc. Para a Linguística, os gêneros textuais englobam estes e todos os textos produzidos por usuários de uma língua, como por exemplo a carta pessoal, a conversa telefônica, o e-mail, e tantos outros exemplares de gêneros que circulam na sociedade. Levando-se em consideração a definição técnica de gênero textual, infere-se que o texto apresentado é um gênero de caráter AA narrativo. BB expositivo. CC injuntivo. DD argumentativo. EE preditivo.

Até Quando? Não adianta olhar pro céu Com muita fé e pouca luta Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer E muita greve, você pode, você deve, pode crer Não adianta olhar pro chão Virar a cara pra não ver Se liga aí que te botaram numa cruz e só porque Jesus Sofreu não quer dizer que você tenha que sofrer! Até quando você vai ficar usando rédea? Rindo da própria tragédia Até quando você vai ficar usando rédea? Pobre, rico ou classe média Até quando você vai levar cascudo mudo? Muda, muda essa postura Até quando você vai ficando mudo? Muda que o medo é um modo de fazer censura Até quando você vai levando? (Porrada! Porrada!) Até quando vai ficar sem fazer nada? Até quando você vai levando? (Porrada! Porrada!) Até quando vai ser saco de pancada? Você tenta ser feliz, não vê que é deprimente O seu filho sem escola, seu velho tá sem dente Cê tenta ser contente e não vê que é revoltante Você tá sem emprego e a sua filha tá gestante Você se faz de surdo, não vê que é absurdo Você que é inocente foi preso em flagrante! É tudo flagrante! É tudo flagrante! A polícia

[...]

Gabriel, o Pensador.

Os textos injuntivos são aqueles que indicam procedimentos a serem realizados, e geralmente, as frases estão no modo imperativo. Esse tipo de texto pode levar o leitor a ter uma mudança de comportamento. Na música “Até Quando?”, há uma estreita relação entre o texto injuntivo e a função da linguagem denominada AA metalinguagem. BB conativa. CC emotiva. DD fática. EE poética.

QUESTÃO 244

QUESTÃO 243

[...]

Matou o estudante Falou que era bandido Chamou de traficante! A justiça Prendeu o pé-rapado Soltou o deputado E absolveu os PMs de Vigário!

O mundo muda Os ideais de esquerda nasceram em meados do século XIX e ganharam corpo no começo do século XX, com a Revolução Russa de 1917. Com o nascimento da União Soviética, o ideal comunista deixou de ser mera utopia para se tornar realidade. O sonho de uma sociedade igualitária, em que os trabalhadores seriam os dirigentes da nação e em que a mais-valia reverteria em benefício da sociedade e não de alguns burgueses ricos, parecia, enfim, concretizar-se. É verdade que as primeiras décadas do socialismo soviético não apresentaram resultados muito positivos, mas para quem acreditava na sociedade igualitária, os problemas seriam em breve resolvidos. O fato é que a simples existência da URSS já provocara importantes mudanças nos países capitalistas que trataram de atender a algumas reivindicações do trabalhadores. A deflagração da Segunda Guerra Mundial, provocada pela Alemanha nazista, tumultuou o processo e provocou uma inesperada aliança entre os países capitalistas avançados e a União Soviética, o que adiou o conflito entre socialismo e capitalismo que, finda a guerra, levaria um mundo à chamada Guerra Fria e à beira de um conflito nuclear, o que felizmente não aconteceu.

Ferreira Gullar.

Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/colunas/ferreiragullar/2013/09/1334849o-mundo-muda.shtml>.

Levando em consideração o caráter histórico-analítico do escritor Ferreira Gullar, a principal intenção do autor quanto ao estudo que ele promove sobre sociedade é AA estabelecer uma crítica sobre as relações internacionais. BB ironizar as falhas ditas burocráticas. CC analisar de forma puramente técnica o mundo. DD ler o contexto social de forma isenta de argumentação prática. EE fomentar uma definição unilateral sobre política. LC | Página 81


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 245 Epigrama n.º 8 Encostei-me a ti, sabendo bem que eras somente onda. Sabendo bem que eras nuvem, depus a minha vida em ti. Como sabia bem tudo isso, e dei-me ao teu destino frágil, fiquei sem poder chorar, quando caí.

DD

Cecília Meireles.

O eu lírico reconhece que a pessoa em quem depôs sua vida representava AA uma relação desconexa, o que explica que os desenganos vividos seriam inevitáveis. BB um sentimento intenso, por isso tinha certeza de que não sofreria em nenhuma relação. CC um caso de amor passageiro, por isso se sentia enganado pelo ser amado. DD uma angústia inevitável, por isso seria melhor aquele amor do que até mesmo viver. EE uma opção equivocada, por isso sempre teve medo de amar, o que fez com que sofresse só.

QUESTÃO 246 O termo metáfora deriva do grego μεταφορά, “transferência, transporte para outro lugar”, composto de μετά (meta), “entre”, e φέρω (pherō), “carregar”. Em seu sentido literal, o verbo grego metaphorein seria traduzido pelo verbo latino transferire. Assim, metáfora é a palavra ou expressão que produz sentidos figurados por meio de comparações implícitas. Ela pode dar um duplo sentido ao texto, com a ausência de uma conjunção comparativa. Disponível em: <www.infopedia.pt/lingua-portuguesa/metáfora>.

Tendo como base as definições apresentadas, a imagem que melhor se aproxima do conceito exposto é: AA

EE

QUESTÃO 247 Canção Agalopada Foi um tempo que o tempo não esquece Que os trovões eram roucos de se ouvir Todo um céu começou a se abrir Numa fenda de fogo que aparece O poeta inicia sua prece Ponteando em cordas e lamentos Escrevendo seus novos mandamentos Na fronteira de um mundo alucinado Cavalgando em martelo agalopado E viajando com loucos pensamentos Cavalgando em martelo agalopado E viajando com loucos pensamentos [...]

BB

Sete botas pisaram no telhado Sete léguas comeram-se assim Sete quedas de lava e de marfim Sete copos de sangue derramado Sete facas de fio amolado Sete olhos atentos encerrei Sete vezes eu me ajoelhei Na presença de um ser iluminado Como um cego fiquei tão ofuscado Ante o brilho dos olhos que olhei [...]

CC

Pode ser que ninguém me compreenda Quando digo que sou visionário Pode a bíblia ser um dicionário Pode tudo ser uma refazenda Mas a mente talvez não me atenda Se eu quiser novamente retornar Para o mundo de leis me obrigar A lutar pelo erro do engano Eu prefiro um galope soberano À loucura do mundo me entregar Zé Ramalho.

LC | Página 82


As 336 + | ENEM 2014

Na segunda estrofe da música, utiliza-se repetidas vezes o termo sete, que se relaciona com o recurso linguístico conhecido como AA elipse. BB hipérbato. CC anáfora. DD metáfora. EE catáfora.

QUESTÃO 248

QUESTÃO 249 Quarenta clics em Curitiba Hesitei horas antes de matar o bicho. Afinal, era um bicho como eu, com direitos, com deveres, E, sobretudo, incapaz de matar um bicho como eu. Paulo Leminski. Disponível em: <http://www.companhiadasletras.com.br/trechos/13440.pdf>. Acesso em: 7 jan. 2014

Leminski é um dos representantes da geração poética de 1970. A produção literária dessa geração, da qual faz parte o poema anterior, é considerada marginal e engajada, além de valorizar AA o experimentalismo em versos curtos e tom chistoso. BB os direitos humanos, com o uso de linguagem denotativa. CC a preocupação com a forma, em detrimento do conteúdo. DD a experimentação formal dos neoparnasianos. EE o uso de versos curtos e uniformes quanto à métrica.

Divulgação

QUESTÃO 250

Os movimentos corporais estão presentes na vida mesmo antes do nascimento; eles são partes integrantes do nosso ser. Da mesma forma que precisamos do alimento, da água, de carinho, amor e afeto, necessitamos dos movimentos para nossa sobrevivência. Disponível em: <http://edfisicaescolarrvpwp.blogspot.com.br/2010/11/educacao-fisicaos-movimentos-e-seus.html>. Acesso em: 2 jan. 2014.

Analisando os benefícios das práticas esportivas para a manutenção de um corpo saudável, é possível afirmar que os movimentos AA dão aos músculos mais força, agilidade, flexibilidade resistência, elasticidade, coordenação motora e menos equilíbrio. BB harmonizam as conexões nervosas dando mais relaxamento, evitando o stress, a fadiga, a ansiedade e a sanidade mental. CC reduzem as cavidades do coração com maior volume de ejeção de sangue nas veias e artérias, tornando o sujeito mais vulnerável aos infartos. DD aumentam a capacidade da respiração levando menor volume de ar aos pulmões e, consequentemente, oxigênio mais puro para o sangue. EE reforçam toda estrutura óssea evitando, no futuro, o surgimento de doenças como a osteoporose e outras que afetam o sistema esquelético.

Pela forma como as informações estão organizadas, observa-se que nessa peça publicitária, predominantemente, busca-se AA impetrar a adesão do leitor à causa anunciada. BB reforçar o canal de comunicação com o interlocutor. CC apregoar informações a respeito de um dado assunto. DD enfatizar os sentimentos e as impressões do próprio enunciador. EE destacar os elementos estéticos, em detrimento do conteúdo veiculado. LC | Página 83


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 251 Nome completo Data de nascimento Estado civil RG e CPF Endereço com CEP Telefones (residencial/celular) E-mail Áreas de interesse Formação Acadêmica Idioma(s) Vivência Internacional Informática Cursos Complementares (ou Extra Curriculares) Experiência Profissional Informações Complementares A cada ano, milhares de jovens ingressam no mercado de trabalho brasileiro. Para se obter êxito em um processo de seleção de emprego, o candidato deve, antes de tudo, apresentar um currículo organizado capaz de comunicar suas qualidades e habilidades. Observando o modelo de currículo apresentado, é possível inserir a informação de que o candidato tem trabalhos publicados em revistas científicas internacionais no item de AA formação acadêmica. BB idiomas. CC vivência internacional. DD cursos extracurriculares. EE informações complementares.

Reprodução

QUESTÃO 252

AMARAL, Tarsila. Estrada de Ferro Central do Brasil, 1924. Óleo sobre tela 124 × 100,2 cm.

LC | Página 84

As vanguardas europeias influenciaram de forma bastante nítida o modernismo brasileiro. A partir da Semana de 1922, grande parte da produção dos artistas brasileiros passou a dialogar de forma bastante intensa com as características do Futurismo, do Cubismo, do Expressionismo, do Dadaísmo e do Surrealismo. Tomando como referência o quadro “Estação de Ferro da Central do Brasil”, identifica-se que, nas artes plásticas, a AA imagem propõe o desaparecimento dos valores estéticos. BB forma estética ganha linhas retas e valoriza o cotidiano. CC paisagem natural passa a ser contemplada como um espaço quimérico. DD imagem privilegia uma ação moderna, pastoril e bucólica. EE forma apresenta contornos e detalhes humanos.


As 336 + | ENEM 2014

MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS

QUESTÃO 255 Três carros, a, b e c, com diferentes taxas de consumo de combustível, percorrerão, cada um, 600 km por um mesmo caminho. No ponto de partida, os três estão com tanque

Questões de 253 a 336

cheio. Após terem percorrido, cada um,

QUESTÃO 253 Um ônibus com capacidade para 40 passageiros transporta diariamente turistas de um determinado hotel para um passeio ecológico pela cidade. Se todos os assentos forem ocupados, o preço de cada passagem é de R$ 20,00. Caso contrário, para cada lugar vago será acrescido o valor de R$ 1,00 ao preço de cada passagem. Assim, o faturamento (F) da empresa de ônibus, em cada viagem, sendo (L) o número de lugares vagos, será dado pela expressão AA F(L) = L2 – 20L BB F(L) = 19(40 – L) CC F(L) = 20(40 – L) + 1 DD F(L) = –L2 + 20L + 800 EE F(L) = L2 + 19L + 400

do total previsto,

os carros b e c foram abastecidos completando novamente seus tanques e gastaram, juntos, R$ 66,00. Ao final dos 600 km, os três carros foram abastecidos, completando seus tanques, e, nesse abastecimento, juntos, gastaram R$ 384,00. Considerando o preço do litro do combustível usado pelos três carros a R$ 3,00, a distância que o carro a percorre, em média, com um litro de combustível é AA 12 km. BB 15 km. CC 16 km. DD 18 km. EE 20 km.

QUESTÃO 256

QUESTÃO 254 A caçamba de um caminhão basculante tem 3 m de comprimento das direções de seu ponto mais frontal P até a de seu eixo de rotação e 1 m de altura entre os pontos P e Q. Quando na posição horizontal, isto é, quando os segmentos de retas r e s se coincidirem, a base do fundo da caçamba distará 1,2 m do solo. Ela pode girar, no máximo, a graus em torno de seu eixo de rotação, localizado em sua parte traseira inferior, conforme indicado na figura. P 1m s

3m

Q



eixo de rotação 1,2 m

(www.autobrutus.com. Adaptado.)

(www.autobrutus.com. Adaptado.)

Dado cos a = 0,8, a altura, em metros, atingida pelo ponto P, em relação ao solo, quando o ângulo de giro a for máximo, é AA 4,8. BB 5,0. CC 3,8. DD 4,4. EE 4,0.

Um técnico de um grande time de futebol fez um levantamento sobre o número de passes errados, dados pelos seus jogadores na primeira fase de um torneio, e obteve os seguintes resultados: Jogador

Número de passes errados

Tácito

25

Fabrício

32

João Mendes

23

Lucas

28

Robério

38

Marcos Paulo

17

Klaiton 40 Tendo como limite aceitável por jogador uma quantidade inferior a 30 passes errados e avaliando o desempenho de todo o time, qual a porcentagem, em relação à quantidade de passes errados obtida pelo grupo, satisfatória ao técnico? AA 42,9% BB 46,5% CC 53,5% DD 57,1% EE 93%

QUESTÃO 257 No primeiro estágio de um jogo, Pedro escreve o número 3 em um triângulo e o número 2 em um quadrado. Em cada estágio seguinte, Pedro escreve no triângulo a soma dos números do estágio anterior e no quadrado a diferença entre o maior e o menor desses números.

MT | Página 85


As 336 + | ENEM 2014

3

2

1º estágio

5

1

2º estágio Qual é o número escrito no triângulo do 56º estágio? AA 3 x 226 BB 5 x 228 CC 5 x 256 DD 3 x 228 EE 5 x 227

QUESTÃO 258

Nessas condições, o número estimado de pessoas na foto seria de AA 5 500. BB 7 250. CC 9 250. DD 19 250. EE 38 500.

QUESTÃO 259 O topo de uma escada de 25 m de comprimento está encostado na parede vertical de um edifício. O pé da escada está a 7 m de distância da base do edifício, como na figura. Se o topo da escada escorregar 4 m para baixo ao longo da parede, qual será o deslocamento do pé da escada?

esca

da

Em ocasiões de concentração popular, frequentemente lemos ou escutamos informações desencontradas a respeito do número de participantes. Exemplo disso foram as informações divulgadas sobre a quantidade de manifestantes em um dos protestos na capital paulista, em junho passado. Enquanto a Polícia Militar apontava a participação de 30 mil pessoas, o Datafolha afirmava que havia, ao menos, 65 mil.

7

(www.folha.com.br)

Tomando como base a foto, admita que: 1. a extensão da rua plana e linear tomada pela população seja de 500 metros; 2. o gráfico forneça o número médio de pessoas por metro quadrado nas diferentes sessões transversais da rua;

AA BB CC DD EE

QUESTÃO 260 Em um treinamento da arma de Artilharia, existem 3 canhões A, B e C. Cada canhão, de acordo com o seu modelo, tem um raio de alcance diferente e os três têm capacidade de giro horizontal de 360°. Sabendo que as distâncias entre A e B é de 9 km, entre B e C é de 8 km e entre A e C é de 6 km, determine, em km2, a área total que está protegida por esses 3 canhões, admitindo que os círculos são tangentes entre si. AA BB CC DD

3. a distribuição de pessoas por m2 em cada sessão transversal da rua tenha sido uniforme em toda a extensão da manifestação. MT | Página 86

4m 8m 9m 13 m 15 m

EE


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 261 No estudo feito na população de uma cidade, obteve-se o seguinte quadro sobre o número de pessoas em cada residência: No de pessoas 0 3 7 10 13

No de residências 300 1200 600 300 100

2 6 9 12 15

O engenheiro conclui, corretamente, que a distância procurada em km corresponde a AA . BB . CC . DD . EE .

QUESTÃO 264

Considerando a distribuição uniforme de valores discretos, quantas residências têm de 4 até 8 pessoas? AA 1300 BB 1400 CC 950 DD 1050 EE 1100

QUESTÃO 262

Do terraço de um edifício, representado abaixo, observa-se um objeto no solo com um “ângulo de depressão” q e, de um andar que corresponde à metade da altura desse edifício, observa-se o mesmo objeto com um “ângulo de depressão” b. Sabendo-se que q e b são ângulos complementares, determine o valor da tg q. 

AA

O preço de alguns bens, com o passar do tempo, sofre uma desvalorização. É assim com veículos, com máquinas etc. Pensando nisso, o dono da indústria metalúrgica “Medida Certa” usa a função v(t) = 100 000 . 0,9t, com valores em reais, para estimar o valor de uma máquina de sua linha de produção, t anos após a sua aquisição. A partir dos dados, qual é a desvalorização, em reais, que essa máquina sofre após 4 anos de uso? Caso seja necessário, use: 0,94 = 0,6561. AA 65 610 BB 58 905 CC 50 190 DD 46 905 EE 34 390



BB CC

Objeto

DD EE

QUESTÃO 265 Uma bolinha de gude é abandonada de certa altura do solo, em um local onde a aceleração da gravidade é constante e a resistência do ar é desprezível. Nessas condições, os gráficos da distância percorrida s, velocidade v e aceleração a da bolinha durante a queda, em função do tempo, estão corretamente representados por AA

QUESTÃO 263 Um engenheiro analisa um projeto no qual quatro rodovias (r, s, t, u) se cruzam, conforme a figura a seguir. Ele precisa calcular a distância do ponto P (cruzamento das rodovias s e u) até a rodovia t. É sabido que AB = BC = AC = 4 km e CP = 6 km.

BB

r

A

B

CC t

C

DD

EE P u s

MT | Página 87


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 266

QUESTÃO 269

Augusto resolveu fazer um cercado de formato retangular, conforme figura, onde colocará suas vacas. Quando foi medir as dimensões do terreno que cercaria, para determinar a quantidade de arame necessária, percebeu que havia esquecido a trena (fita métrica utilizada para medir comprimentos).

O senhor Koltron recebe, mensalmente, um salário fixo de R$ 903,00 mais uma comissão de 5% sobre as vendas do mês. Sabe-se que a cada três horas que o senhor Koltron trabalha ele vende o equivalente a R$ 420,00.

Para não perder tempo, usou um pedaço de barbante e mediu a largura do terreno a ser cercado. A largura e o comprimento do cercado foram, respectivamente, o triplo e o quíntuplo do tamanho do barbante utilizado por Augusto. Ele comprou 240 m de arame, o suficiente para construir uma cerca de três fios horizontais, sem sobrar arame. O pedaço de barbante usado por Augusto mede AA quinze metros. BB doze metros. CC dez metros. DD oito metros. EE cinco metros.

QUESTÃO 267 Com uma folha retangular de cartolina com 85 cm de comprimento por 65 cm de largura, pretende-se recortar círculos de raio 5 cm. Retirando-se dessa folha o maior número possível de círculos, a área total dos pedaços que restarão é AA 1 757 cm2. BB 2 355 cm2. CC 3 170 cm2. DD 3 768 cm2. EE 5 525 cm2.

Qual o salário mensal em função do número x de horas trabalhadas por mês recebido pelo senhor Koltron? AA S(x) = 903 + 420x BB S(x) = 903 + 21x CC S(x) = 21 + 903x DD S(x) = 420 + 903x EE S(x) = 903 + 7x

QUESTÃO 270 Em uma empresa, o número de unidades diárias vendidas, x dias após o lançamento de um produto, pode ser modelado pela fórmula y = –x2 + 60x + 100, em que x = 0 é o dia do lançamento. Após atingir o maior número de unidades vendidas desse produto em um único dia, a fórmula deixa de ser válida e o número de produtos vendidos a cada dia começa a diminuir até que o produto deixa de ser vendido. O número de dias, incluindo o dia do lançamento, até que o produto atinja o maior número de unidades diárias vendidas é AA 31. BB 34. CC 33. DD 38. EE 36.

QUESTÃO 271 As disputas de MMA (Mixed Martial Arts) ocorrem em ringues com a forma de octógonos regulares com lados medindo um pouco menos de 4 metros, conhecidos como “Octógonos”. Medindo o comprimento exato de seus lados, pode-se calcular a área de um “Octógono” decompondo-o, como mostra a figura a seguir, em um quadrado, quatro retângulos e quatro triângulos retângulos e isósceles.

QUESTÃO 268 Uma substância radioativa sofre desintegração ao longo do tempo, de acordo com a relação m(t) = ca–kt, em que a é um número real positivo, t é dado em anos, m(t) a massa da substância em gramas e c, k são constantes positivas. Sabe-se que m0 gramas dessa substância foram reduzidos a 20% em 10 anos. A que porcentagem de m0 ficará reduzida a massa da substância em 20 anos? AA 10% BB 5% CC 4% DD 3% EE 2%

MT | Página 88

A medida do lado do quadrado destacado no centro da figura é igual à medida a do lado do “Octógono”. Se a área desse quadrado é S, então a área do “Octógono” vale AA BB CC DD EE


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 272 As torres Puerta de Europa são duas torres inclinadas uma contra a outra, construídas em uma avenida de Madri, na Espanha. A inclinação das torres é de 15º com a vertical e elas têm, cada uma, uma altura de 114 m (a altura é indicada na figura como o segmento AB). Essas torres são um bom exemplo de um prisma oblíquo de base quadrada e uma delas pode ser observada na imagem. Utilizando 0,26 como valor aproximado para tangente de 15º e duas casas decimais nas operações, descobre-se que a área da base desse prédio ocupa, na avenida, um espaço AA menor que 100 m2. BB entre 100 m2 e 300 m2. CC entre 300 m2 e 500 m2. DD entre 500 m2 e 700 m2. EE maior que 700 m2.

QUESTÃO 273 Uma máquina possui duas engrenagens circulares, sendo a distância entre seus centros A e B igual a 11 cm, como mostra o esquema:

Sabe-se que a engrenagem menor dá 1 000 voltas no mesmo tempo em que a maior dá 375 voltas, e que os comprimentos dos dentes de ambas têm valores desprezíveis. A medida, em centímetros, do raio da engrenagem menor equivale a AA 2,5. BB 3,0. CC 3,5. DD 4,0. EE 4,5.

QUESTÃO 274 O número de ouro é uma constante real algébrica irracional denotada pela letra grega (PHI), em homenagem ao escultor Phideas (Fídias), que a teria utilizado para conceber o Parthenon, e com o valor arredondado a três casas decimais de 1,618. Desde a Antiguidade, a proporção áurea é empregada na arte.

Definimos retângulo áureo como o retângulo no qual a razão entre seu comprimento e sua largura é precisamente o número de ouro.

Desse modo, sabendo que os retângulos ABCD e EFBC são retângulos áureos, então o número de ouro é AA

BB

CC

QUESTÃO 275 Uma prova ecológica, misturando atletismo e montanhismo, foi realizada na comemoração do aniversário de uma cidade. Os atletas iniciaram a prova de corrida até o pé de um penhasco que deveria ser escalado. O primeiro atleta que chegasse ao topo do penhasco seria o vencedor. Durante a prova, um dos atletas está correndo na planície que antecede a subida do penhasco com velocidade de 350 m/min. Em determinado ponto, avista o cume do penhasco sob um ângulo de 30º com a horizontal e, após correr durante 4 minutos, o avista sob um ângulo de 45º com a horizontal.

Aproximando e sabendo que a altura do atleta é de 1,80 metro, pode-se concluir que, em metros, a altura do penhasco a ser escalado é, aproximadamente, igual a AA 2 022. BB 1 690. CC 1 890. DD 2 400. EE 2 280.

MT | Página 89


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 276 A planta de um cômodo de uma residência que tem 2,7 m de altura é mostrada abaixo.

De acordo com esses dados, considerando-se o tempo de duração dessas revoltas, a mediana desses valores representa AA Balaiada. BB Sabinada. CC Guerra de Canudos. DD Guerra dos Mascates. EE Guerra dos Farrapos.

QUESTÃO 279

Um eletricista deseja instalar um fio para conectar uma lâmpada localizada no centro do teto do cômodo ao interruptor (S), situado a 1,0 m do chão e a 1,0 m do canto do cômodo, como está indicado na figura. Supondo que o fio subirá, verticalmente, pela parede, e desprezando a espessura da parede e do teto, o comprimento mínimo de fio necessário para conectar o interruptor à lâmpada é AA 2,0 m. BB 2,5 m. CC 2,7 m. DD 3,0 m. EE 3,6 m.

A média da idade de seis pessoas em anos é de 22,5 anos, além disso tem moda e mediana igual a 19 anos. Qual a idade máxima, em anos, da pessoa mais velha (valor inteiro) se nenhuma tem idade menor que 14 anos? AA 40 anos BB 45 anos CC 50 anos DD 55 anos EE 60 anos

QUESTÃO 280 Um disco de raio 1 gira ao longo de uma reta coordenada na direção positiva, corno representado na figura abaixo.

QUESTÃO 277 Um aluno precisa localizar o centro de uma moeda circular e, para tanto, dispõe apenas de um lápis, de uma folha de papel, de uma régua não graduada, de um compasso e da moeda.

Nessas condições, o número mínimo de pontos distintos que precisam ser marcados na circunferência descrita pela moeda, para localizar seu centro, é AA 1. BB 2. CC 3. DD 4. EE 5.

Considerando-se que o ponto P está inicialmente na origem, a coordenada de P, após 10 voltas completas, estará entre AA 60 e 62. BB 62 e 64. CC 64 e 66. DD 66 e 68. EE 68 e 70.

QUESTÃO 281 Podemos supor que um atleta, enquanto corre, balança cada um de seus braços ritmicamente (para frente e para trás) segundo a equação y = ƒ(t) =

, em que

QUESTÃO 278

y é o ângulo compreendido entre a posição do braço e o eixo

No quadro a seguir, estão listadas algumas revoltas que aconteceram no Brasil e o período em que elas ocorreram.

vertical

Revoltas

Período

Guerra dos Mascates

1710 - 1712

Guerra dos Farrapos

1835 - 1845

Sabinada

1837 - 1838

Balaiada

1838 - 1841

Guerra de Canudos

1896 - 1897

MT | Página 90

e t é o tempo medido em segundos,

t ≥ 0. Com base nessa equação, o número de oscilações completas (para frente e para trás) que o atleta faz com o braço, em 6 segundos, é igual a AA 6. BB 7. CC 8. DD 9. EE 10.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 282

QUESTÃO 285

Em uma praia, dois observadores, A e B, estão distantes entre si 1000 m. Ambos estão vendo uma pequena ilha C e, com seus instrumentos, medem os ângulos = 30º e = 45º. Usando 1,73, a distância aproximada de C até a reta AB é AA 480 m. BB 365 m. CC 355 m. DD 340 m. EE 330 m.

Um mastro vertical é mantido nessa posição por três cabos esticados que partem da extremidade P e são fixados no chão nos pontos A, B e C, conforme a figura a seguir. Sendo x, y e z as distâncias respectivas desses pontos ao pé do mastro, pode-se afirmar que Dados: AP’ = x metros P’C = z metros P’B = y metros

QUESTÃO 283

AA

O setor financeiro de uma empresa emitiu um relatório referente aos salários dos seus funcionários. No relatório, encontra-se a seguinte tabela:

BB

Folha de pagamento – Janeiro 2014

CC DD

Salário Bruto

Número de funcionários

Aprendiz

R$ 724,00

10

Operador (N1)

R$ 750,00

80

Encarregado

R$ 1 080,00

25

QUESTÃO 286

Técnico

R$ 1 450,00

15

Gerente de produção

R$ 1 800,00

10

Supervisor

R$ 3 500,00

4

Operador (N2)

R$ 2 100,00

6

Numa escola, o acesso entre dois pisos desnivelados é feito por uma escada que tem quatro degraus, cada um medindo 24 cm de comprimento por 12 cm de altura. Para atender à política de acessibilidade do Governo Federal, foi construída uma rampa, ao lado da escada, com mesma inclinação, conforme mostra a foto a seguir.

Função

De acordo com as informações da tabela, quantos operadores (N1) devem ser demitidos para que o salário mediano seja de R$ 1 080,00? AA 31 BB 40 CC 41 DD 30 EE 38

EE

QUESTÃO 284 Na Física, as leis de Kepler descrevem o movimento dos planetas ao redor do Sol. Define-se como período de um planeta o intervalo de tempo necessário para que este realize uma volta completa ao redor do Sol. Segundo a terceira lei de Kepler, “Os quadrados dos períodos de revolução (T) são proporcionais aos cubos das distâncias médias (R) do Sol aos planetas”. Sabe-se que a distância do Sol a Júpiter é 5 vezes a distância Terra-Sol; assim, se denominarmos A ao tempo necessário para que a Terra realize uma volta em torno do Sol, ou seja, ao ano terrestre, a duração do “ano” de Júpiter será AA 3 . A BB 5 . A CC 3 .A DD 5 . A EE 3 . A

Com o objetivo de verificar se a inclinação está de acordo com as normas recomendadas, um fiscal da prefeitura fez a medição do ângulo que a rampa faz com o solo. O valor encontrado pelo fiscal AA estava entre 30° e 45°. BB era menor que 30°. CC era exatamente 45°. DD era maior que 45°. EE era igual a 30°.

MT | Página 91


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 287

QUESTÃO 290

Ana começou a descer uma escada no mesmo instante

DD

Adauto, Beatriz, Clara e David devem escolher ao acaso um único número dentre os seguintes: 1, 2, 3 e 4. Nenhuma das pessoas fica sabendo a escolha da outra. Qual a probabilidade de os quatro escolherem o mesmo número? 1 AA 256 1 BB 128 1 CC 64 1 DD 32

EE

EE

em que Beatriz começou a subi-la. Ana tinha descido da escada quando cruzou com Beatriz. No momento em que Ana terminar de descer, que fração da escada Beatriz ainda terá que subir? AA BB CC

QUESTÃO 288 De acordo com a figura, uma pessoa situada em A observa uma torre sob um ângulo de 60°, estando distante desta d metros. Uma outra pessoa situada em B observa a mesma torre sob um ângulo de 30°. Sabendo-se que a torre mede 75 m de altura, marque a opção que corresponde à distância compreendida entre A e B, em metros. AA 20 BB 25 CC 40 DD 40 EE 50

QUESTÃO 289 A representação gráfica a seguir exibe a curva de comportamento da quantidade de bactérias q(t) em um dado tempo t ao longo de um certo período de observação. 7 000

q(t)

6 000 5 000 4 000 3 000 2 000 1 000 0

t 1

2

3

4

5

Considere a e b constantes reais. Diante disso, podemos afirmar que a função que pode representar esse gráfico é AA q(t) = at2 + bt. BB q(t) = a + logbt. CC q(t) = at + b. DD q(t) = abt. EE q(t) = (ab)t. MT | Página 92

1 16

QUESTÃO 291 O gráfico a seguir mostra o comportamento do número de atendimentos em um posto de saúde, por faixa etária, em um determinado dia. Há também a apresentação da frequência acumulada por meio de linhas verticais. Quantidade 16 de pessoas 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 8 mm 1 0

Até 4

Maior que 4 até 8

Maior que 8 até 12

Maior que 12 até 16

Maior que 16 até 20

Anos de idade

Um pequeno acidente rasgou a folha na qual o gráfico estava desenhado e as informações referentes à última barra, e apenas elas, foram perdidas. A média de idade do total de pessoas de 0 a 20 anos que frequentou o pronto-socorro nesse dia foi 12,4 anos. Nessas condições, na folha original antes do acidente, o comprimento da linha vertical posicionada na última barra, que indica a frequência acumulada até 20 anos de idade, em cm, era igual a AA 8,0. BB 9,6. CC 10,0. DD 11,2. EE 12,0.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 292 Ruth possui R$ 1 000 000,00 e deseja fazer um investimento de parte desse valor na caderneta de poupança, ao rendimento de 6% ao ano, e o restante em um fundo de investimentos, ao rendimento de 7,5% ao ano. Ela deseja dividir o dinheiro que será investido entre as duas aplicações de modo que, após um ano, ela possa ter um rendimento total de, pelo menos, R$ 72 000,00. Desse modo, ela deve aplicar na poupança, no máximo, AA R$ 100 000,00. BB R$ 120 000,00. CC R$ 150 000,00. DD R$ 170 000,00. EE R$ 200 000,00.

A distância entre lados paralelos desse hexágono é 25 metros. Assinale a alternativa que mais se aproxima da área da piscina. AA 508,356 m2 BB 512,345 m2 CC 524,007 m2 DD 536,228 m2 EE 540,625 m2

QUESTÃO 295 Um metrô saiu do terminal às 6h e chegou à estação de destino no horário marcado no relógio a seguir.

QUESTÃO 293 Nelson Mandela, primeiro presidente negro da África do Sul, é considerado o mais importante líder da África Negra. Foi ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 1993, além de intitulado “pai da pátria” da moderna nação sul-africana. É dele a célebre frase: “Você não é amado porque você é bom, você é bom porque é amado.” Quantas sequências de frases, com sentido ou não, podemos formar com as palavras da frase em destaque? AA 14! BB CC DD EE

14 ! 3 ! 4 ! 2! 14 !

(3!)2 4! (2!)3 14 !

4 ! ( 2!)

2

Quanto tempo durou a viagem? 7 AA 55 min 13 BB

55

5 min 11

CC

55

5 min 13

DD

54

3 min 11

EE

54

2 min 11

14 !

3 ! 4 ! ( 2!)

3

QUESTÃO 296

QUESTÃO 294

Reprodução

A piscina da casa de Suyanne tem o formato de um hexágono regular, conforme representado na figura a seguir.

Robério recebeu um prêmio por assiduidade no valor de R$ 10 000,00 da empresa em que trabalha. Resolveu investir todo esse valor à taxa de 20% ao ano no regime de juros compostos. Seu amigo Ademar recebeu um prêmio de R$ 5 000,00 da mesma empresa e também resolveu investir todo esse valor à taxa de 68% ao ano no regime de juros compostos. Considere a seguinte tabela de logaritmos: X

1

Log x

0

2

3

4

5

6

7

8

9

0,30 0,48 0,60 0,70 0,78 0,85 0,90 0,96

Em relação aos montantes obtidos pelos dois investidores, pode-se dizer que AA nunca vão se igualar. BB irão se igualar após 22,5 meses. CC irão se igualar após 23 meses. DD irão se igualar após 23,5 meses. EE irão se igualar após 24 meses. MT | Página 93


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 297

AA

Professor Robério escreveu os seguintes 4 números naturais no quadro da sala de aula:

BB CC DD

5

6

10

11

Em seguida, incluiu um quinto número natural, ao qual chamou n, e informou a seus alunos que a média aritmética dos cinco números é igual à mediana destes. Portanto AA o valor de n é obrigatoriamente 8. BB o valor de n é obrigatoriamente menor que 18. CC o valor de n é obrigatoriamente maior que 8. DD a soma dos possíveis valores de n é 26. EE o produto dos possíveis valores de n é ímpar.

QUESTÃO 298 É muito comum uma pizzaria vender pizzas circulares com preços proporcionais às suas áreas. Um pizzaiolo deseja fazer uma pizza média de modo que seu preço seja 36% do preço da pizza grande. Para isso, ele recebeu as seguintes orientações de outros colegas do ramo: • • • • •

1a orientação: reduza o raio da pizza grande pela metade. 2a orientação: reduza o raio da pizza grande a 60% de seu tamanho inicial. 3a orientação: reduza o raio da pizza grande à quarta parte. 4a orientação: reduza o raio da pizza grande a 36% de seu tamanho inicial. 5a orientação: reduza o raio da pizza grande à terça parte.

Assim, para garantir a cobrança correta do preço da pizza média AA o pizzaiolo deve seguir a 1a orientação, pois é a que melhor se aproxima para satisfazer seu problema. BB o pizzaiolo deve seguir a 2a orientação, pois é a que satisfaz à condição do problema. CC o pizzaiolo deve seguir a 3a orientação, pois é a que melhor aproxima para satisfazer seu problema. DD o pizzaiolo deve seguir a 4a orientação, pois é a satisfaz à condição do problema. EE o pizzaiolo deve seguir a 5a orientação, pois é a que melhor se aproxima para satisfazer seu problema.

QUESTÃO 299 Professor Robério propôs a seus alunos o seguinte problema: Quantos números naturais com 7 algarismos têm produto dos algarismos igual a 14? Heliomar, seu aluno, argumentou com o professor que o problema era impossível de ser resolvido, pois não existiam 7 algarismos que, multiplicados, resultariam em 14. O argumento do aluno

MT | Página 94

EE

está correto e o professor deveria refazer a pergunta de maneira correta. está errado, pois existem 30 números que satisfazem às condições do problema. está errado, pois existem 42 números que satisfazem às condições do problema. está errado, pois existem 5! números que satisfazem às condições do problema. está errado, pois existem 7! números que satisfazem às condições do problema.

QUESTÃO 300 Suyanne e Ruth têm, cada uma, uma urna contendo cinco bolas nas cores azul, verde, preta, branca e roxa. As bolas só são distinguíveis pela cor que possuem. Suyanne transfere ao acaso uma bola de sua urna para a urna de Ruth. Em seguida, Ruth transfere uma bola de sua urna para a urna de Suyanne. Ao final das duas transferências, a probabilidade de que as duas urnas tenham a configuração inicial é de 1 . AA 2 BB

1. 3

CC

1. 5

DD

1 . 6

EE

1. 10

QUESTÃO 301 As seguradoras de automóveis A e B cobram um valor anual (prêmio) mais um valor que o usuário deve pagar em caso de acidente (franquia). Jeane quer fazer um seguro para seu automóvel e recebeu as seguintes propostas das seguradoras: Seguradora A: Prêmio anual de R$ 1500,00 e franquia de R$ 1400,00. Seguradora B: Prêmio anual de R$ 1700,00 e franquia de R$ 700,00. Para valer a pena Jeane contratar a Seguradora A, ela não deve se acidentar com o carro por pelo menos N anos.


As 336 + | ENEM 2014

O valor de N é AA 2. BB 3. CC 4. DD 5. EE 6.

QUESTÃO 302 Analise as instruções a seguir: I. Andar 4 metros em linha reta. II. Virar x graus à esquerda. III. Andar 4 metros em linha reta. IV. Repetir y vezes os comandos II e III.

QUESTÃO 305 O dono de uma pousada solicitou a um arquiteto o projeto de chalés, com três ambientes, em configuração diferente e atrativa. O projeto do arquiteto apresenta três cômodos hexagonais regulares, ligados por corredores de mesmas medidas a ser construído num terreno quadrangular de lado 12,70 m, como indicado na figura a seguir (medidas em metros).

Se as instruções são utilizadas para a construção de um pentágono regular, pode-se afirmar que o menor valor positivo de x.y é AA 144. BB 162. CC 216. DD 288. EE 324.

QUESTÃO 303 João possui três irmãos a mais do que irmãs. O número de irmãos de Joana, irmã de João, é igual ao dobro do número de suas irmãs. O número de filhos (homens e mulheres) que possui o pai de João e Joana é AA 10. BB 13. CC 16. DD 17. EE 20.

QUESTÃO 304 Sob um terreno em forma de pentágono regular ABCDE construiu-se uma grande cisterna cilíndrica de tal forma que BC e ED sejam tangentes à circunferência superior do cilindro em B e E, respectivamente.

Analisando o projeto, o dono da pousada resolveu plantar um determinado tipo de grama na área livre. Sabendo que o lado de cada cômodo mede 3 m e que a largura de cada corredor mede 2 m, a área a ser gramada, em metros quadrados, é AA BB CC DD EE

36,45. 68,59. 72,9. 92,7. 105,04.

QUESTÃO 306

Qual a medida do menor arco BE na circunferência? AA 72º BB 108º CC 120º DD 135º EE 144º

Lucas é o proprietário de uma loja de materiais de construção. Ele orienta seus funcionários a entregar nota fiscal para todos os compradores. Numa dessas compras, um de seus funcionários emitiu a nota fiscal abaixo, com todos os seus preços em reais.

MT | Página 95


As 336 + | ENEM 2014

NOME

CNPJ 000.000/000-00

Endereço completo

Inscrição Estadual

000.000

Destinatário ____________________________________ End. __________________ CNPJ/CPF 000.000/000-00 NOTA FISCAL DE VENDA AO CONSUMIDOR Data de emissão ........../........../.......... Quant. 2 5 4 5 10

Discriminação de mercadorias milheiros de telhas milheiros de tijolos milheiros de blocos sacos de argamassa sacos de cimento

000

Preço unit.

Total

x + 150 x x + 300 x – 193 x – 191

A B

Mediante os parâmetros mencionados AA a Rússia foi o país que melhor resistiu à crise, uma vez que a variação de sua moeda superou em muito a desvalorização no preço de suas ações. BB o país que melhor resistiu à referida crise financeira foi a Coreia do Sul, pois sua moeda valorizou quase 5% em relação ao dólar, enquanto a variação do preço de suas ações se manteve inalterado. CC o Brasil foi quem melhor resistiu à crise, pois ganhou tanto na valorização de sua moeda frente ao dólar quanto no preço de suas ações. DD a China foi quem melhor resistiu à crise, pois teve leve alta em relação à sua moeda e boa valorização no preço de suas ações. EE a África do Sul foi o país que melhor resistiu à crise, uma vez que a valorização no preço de suas ações superou em muito a perda da variação de sua moeda.

QUESTÃO 308 A figura representa uma fileira de n livros idênticos em uma estante de 2 m e 20 centímetros de comprimento.

Total geral

3.825,00

Nessa nota fiscal, o valor de A + B é AA R$ 1 700,00 BB R$ 2 700,00 CC R$ 3 000,00 DD R$ 3 500,00 EE R$ 3 580,00

É dado que AB = DC = 20 cm e AD = BC = 6 cm. Nas condições dadas, n é igual a AA 32. BB 33. CC 34. DD 35. EE 36.

QUESTÃO 307

QUESTÃO 309

O gráfico a seguir mostra um cenário após uma crise financeira mundial em que se apresentam posições de diversos países, relacionando-os com a variação de suas moedas locais em relação ao dólar e o preço das ações nas bolsas de valores.

Um lenhador empilhou 3 troncos de madeira num caminhão de largura 2,5 m, conforme a figura abaixo. Cada tronco é um cilindro reto, cujo raio da base mede 0,5 m. Logo, a altura h, em metros, é

Bolsa Forte Moeda Forte

Bolsa Forte Moeda Fraca

Variação do preço das ações (em %)

15 10 África do Sul Rússia

5 0 –5

Índia

–15 –20 –15

Bolsa Fraca Moeda Fraca

China

Brasil

–10

Coreia do Sul

Malásia

Tailândia Filipinas

Indonésia

–10

–5

0

5

Variação das moedas locais em relação ao dólar (em %)

10 Bolsa Fraca Moeda Forte

Revista Exame, 13 nov. 2013.

MT | Página 96

AA

D

BB

E

CC


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 312

QUESTÃO 310 Considere as seguintes informações: • De dois pontos A e B, localizados na mesma margem de um rio, avista-se um ponto C, de difícil acesso, localizado na margem oposta, conforme o modelo abaixo:

• • •

Sabe-se que B está distante 1000 metros de A; Com o auxílio de um teodolito (aparelho usado para medir ângulos), foram obtidas as seguintes medidas: BÂC = 30º e . Dados Ângulo Razão trigonométrica sen

30º

70º

80º

0,50 0,94 0,98

Deseja-se construir uma ponte sobre o rio, unindo o ponto C a um ponto D entre A e B, de modo que seu comprimento seja mínimo. Podemos afirmar que o comprimento da ponte será de, aproximadamente, AA 480 m BB 520 m CC 730 m DD 960 m EE 1 040 m

QUESTÃO 311 Um túnel, de 8 m de largura, tem forma de uma parábola representada pela equação y = ax2 + b, com a e b ∈  e a < 0, conforme figura abaixo.

A proprietária de uma banca de artesanatos registrou, ao longo de dois meses de trabalho, a quantidade diária de guardanapos bordados vendidos (g) e o preço unitário de venda praticado (p). Analisando os dados registrados, ela observou que existia uma relação quantitativa entre essas duas variáveis, a qual era dada pela lei:

O preço unitário pelo qual deve ser vendido o guardanapo bordado, para que a receita diária da proprietária seja máxima, é de AA R$ 12,50. BB R$ 9,75. CC R$ 6,25. DD R$ 4,25. EE R$ 2,00.

QUESTÃO 313 Ao conjunto {5, 6, 10, 11} inclui-se um número natural n, diferente dos quatro números que compõem esse conjunto. Se a média aritmética dos cinco elementos do novo conjunto é igual à sua mediana, então, a soma de todos os possíveis valores de n é igual a AA 20. BB 22. CC 23. DD 24. EE 26.

QUESTÃO 314 João e Maria herdaram um terreno, representado pelo polígono ABCDEF. Havia uma cerca reta separando o terreno em duas partes, mas como as áreas eram diferentes, João e Maria resolveram deslocá-la, mantendo-a reta, de forma que a extremidade em F fosse para o ponto P. Com isso, as duas áreas tornaram-se iguais.

Analisando essa figura, é correto afirmar que a distância entre O e P, em m, vale AA

.

BB

.

CC DD EE

5,0. 4,6. 4,0.

Supondo que os ângulos em A, B, D, E e F são retos, de quantos metros foi o deslocamento FP? AA 5 BB 8 CC 10 DD 12 EE 20 MT | Página 97


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 315 Uma bola de tênis é sacada de uma altura de 21 dm, com alta velocidade inicial e passa rente à rede, a uma altura de 9 dm. Desprezando-se os efeitos do atrito da bola com o ar e do seu movimento parabólico, considere a trajetória descrita pela bola como sendo retilínea e contida num plano ortogonal à rede. Se a bola foi sacada a uma distância de 120 dm da rede, a que distância da mesma, em metros, ela atingirá o outro lado da quadra? AA 5m BB 6m CC 7m DD 8m EE 9m

QUESTÃO 316 Uma pequena localidade é abastecida com água extraída de 6 poços, cada um possuindo uma vazão de 1.100 litros de água por hora, dessa forma a vazão total é 6 600 litros de água por hora. A prefeitura dessa cidade pretende aumentar o número de poços; porém, para cada poço adicional perfurado, estima-se que a vazão por poço diminui em 25 litros por hora. Por exemplo, com um poço adicional perfurado, a vazão de cada um dos 7 poços fica em 1.075 litros por hora, assim, a vazão total a passa a ser 7 525 litros de água por hora. O número de poços adicionais a serem perfurados de modo que a vazão total seja a maior possível é AA 16. BB 17. CC 18. DD 19. EE 20.

QUESTÃO 317 Considere duas paredes paralelas, com distância de 4 m entre si e alturas de 10 m e 5 m. Uma fonte de luz puntiforme encontra-se na base da parede mais baixa e começa a deslocar-se horizontalmente no sentido oposto à parede mais alta, com velocidade constante. São realizadas medições consecutivas, em intervalos de tempo iguais, da distância da fonte de luz até a base da parede mais baixa, obtendo-se uma sequência, cujos três primeiros valores são: x – 1, 3x – 2 e 2x. Sabendo-se que são realizadas 11 medições, qual será a altura da sombra da parede mais baixa na parede mais alta, projetada pela fonte de luz, no instante da décima primeira medição? AA 5m BB 6m CC 7m DD 8m EE 9m

MT | Página 98

QUESTÃO 318 Na figura abaixo temos um semicírculo de raio 1 inscrito em um quadrado de modo que seu centro passe por uma das diagonais do quadrado. Qual é a área do quadrado?

AA BB CC DD

4

EE

QUESTÃO 319 A figura mostra seis triângulos equiláteros com lados de comprimento 2 e um hexágono regular de lados de comprimento 1. Qual é a fração da área total que está pintada? AA BB CC DD EE

QUESTÃO 320 Um terreno triangular ADC, adquirido por uma incorporadora, foi dividido em duas regiões pelo segmento conforme mostra a figura, cujas dimensões indicadas estão em metros. Na região de maior área, será construída uma torre com apartamentos de 4 dormitórios e, na outra região, uma torre com apartamentos de 3 dormitórios.

Desse modo, a área da região destinada aos apartamentos de 4 dormitórios será, em m2, igual a AA 2800. BB 3100. CC 3200. DD 2900. EE 3000.


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 321 Em uma fábrica, foi confeccionada uma tabela de frequências relativas de 300 empregados segundo a idade. Idade Nº de pessoas %

19 a 21 22 a 24 15%

25%

25 a 27

28 a 30

31 a 33

40%

10%

10%

Quantos empregados têm idade entre 22 e 32 anos? AA 200 BB 210 CC 220 DD 240 EE 250

QUESTÃO 322 O sistema de numeração das cadeiras de um teatro com 324 lugares, distribuídos em 18 fileiras com 18 cadeiras cada uma, obedece à sequência do esquema a seguir.

Everton foi assistir a uma apresentação nesse teatro e comprou o ingresso de número 125. A cadeira com o número do ingresso de Everton ocupa AA a 5ª posição da 11ª fila do teatro. BB a 4ª posição da 11ª fila do teatro. CC a 4ª posição da 12ª fila do teatro. DD a 4ª posição da 13ª fila do teatro. EE a 5ª posição da 12ª fila do teatro.

QUESTÃO 323 Em um desenho animado, um herói na posição H enfrenta um vilão na posição V para defender o amigo, que está na posição A. O herói está localizado no ponto médio do segmento VA. O vilão usa, então, um ataque de energia com trajetória de um arco de circunferência de centro em H para acertar o amigo em A. O herói prevê o perigo e simultaneamente solta um ataque de energia em linha reta para colidir com o ataque do vilão no ponto B.

Sabendo que VA = 60 m, que o ataque do vilão tem velocidade 10π m/s e que o ataque do herói viaja a 15 m/s, determine o valor do ângulo ∠BHA. AA 10º BB 15º CC 30º DD 45º EE 60º

QUESTÃO 324 Uma gráfica foi contratada para a impressão de 2 lotes de folhetos, um com o dobro da quantidade do outro. No primeiro dia, todas as máquinas trabalharam na impressão do lote maior. No segundo dia, enquanto a metade das máquinas terminou o lote maior, a outra metade trabalhou na impressão do lote menor, restando, deste lote, uma quantidade que foi executada em 2 outros dias por uma única máquina. Sabendo-se que todas as máquinas trabalharam o mesmo número de horas por dia e que todas têm a mesma capacidade, podemos concluir que o número de máquinas utilizadas foi AA 12. BB 10. CC 8. DD 6. EE 14.

QUESTÃO 325 A extensão de uma rua foi medida e encontrou-se a seguinte indicação com precisão de três casas decimais. 23,501 hm Assim, o comprimento dessa rua possui AA vinte e três mil, quinhentos e um hectômetros. BB vinte e três hectômetros e quinhentos e um decâmetros. CC vinte e três hectômetros e quinhentos e um metros. DD vinte e três hectômetros e quinhentos e um decímetros. EE vinte e três hectômetros e quinhentos e um centímetros.

MT | Página 99


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 326 A primeira Olimpíada da Era Moderna aconteceu em Atenas, em 1896, e a última ocorreu em 2012, em Londres. Por causa das duas grandes guerras mundiais, houve interrupção dos jogos nos períodos de 1914 a 1918 e de 1939 a 1945. Houve uma edição comemorativa das Olimpíadas em 1906, na cidade de Atenas. Os jogos olímpicos ocorrem de quatro em quatro anos. Com base nas informações dadas, qual o número total de Olimpíadas efetivamente realizadas desde a primeira edição? AA 25 BB 26 CC 27 DD 28 EE 29

A quantidade de diagonais que esse polígono possui é AA 9. BB 18. CC 27. DD 36. EE 45.

QUESTÃO 329 Um gato subiu em uma escada de 12 m de comprimento que estava apoiada no piso e em uma parede, de tal forma que o ângulo de inclinação em relação ao piso é de 60º. Quando o gato chegou na metade da escada, ele parou e a mesma começou a escorregar no sentido das setas da figura a seguir.

QUESTÃO 327 Miguel possui uma casa cujo quintal é representado por um quadrado ABCD de lado 4 m, conforme a figura. B

A

E

Desprezando o tamanho do gato, se a escada deslizar até a horizontal e o gato permanecer imóvel, a trajetória que ele percorrerá está melhor representada por AA

F

D

C

Ele deseja construir de deck na área cinza e para isso fará o ladrilhamento da mesma com Pedra Cariri. A medida do segmento BE mede 1 m. Qual a área destinada ao deck? AA 8,32 m2. BB 7,86 m2. CC 7,42 m2. DD 6,84 m2. EE 6,16 m2.

QUESTÃO 328 A figura a seguir mostra três lados consecutivos de uma praça com formato de polígono regular.

40º

40º

MT | Página 100

BB

CC

DD

EE


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 330 Em uma competição de natação, Ricardo tornou-se o maior medalhista da mesma, conquistando 22 medalhas (18 de ouro, 2 de prata e 2 de bronze). A tabela mostra o desempenho dele nas piscinas.

h

h 0,25 km

100 m borboleta – 51s (ouro) 200 m borboleta – 1min 53s (prata)

d

200 m medley – 1min 54s (ouro) Revezamento 4 x 100 m livre – 3min 10s (prata)

A diferença entre a soma dos tempos das vitórias nas provas de revezamento e a soma dos tempos das vitórias nas provas individuais é igual a AA 7 minutos e 43 segundos. BB 7 minutos e 53 segundos. CC 8 minutos. DD 8 minutos e 43 segundos. EE 9 minutos.

No sistema de coordenadas cartesianas XOY, o eixo OY passa pelo ponto mais baixo do cabo (0,25 km acima do nível normal da água), e o eixo OX passa pelas duas torres, no nível normal da água do rio. Nessas condições, a distância indicada por d, em quilômetros, é AA 1,2. BB 1,5. CC 1,8. DD 2,0. EE 2,5.

QUESTÃO 331

QUESTÃO 333

Revezamento 4 x 100 m medley – 3min 29s (ouro) Revezamento 4 x 200 m livre – 6min 59s (ouro)

Gustavo possuía R$ 10,00 em janeiro de 2013 e recebeu de seu pai R$ 1,00 nesse mesmo mês. Em fevereiro do mesmo ano, ele recebeu R$ 2,00; em março do mesmo ano, recebeu R$ 4,00, e assim sucessivamente sempre dobrando o valor a cada mês subsequente. Admitindo que janeiro de 2013 seja o mês zero, após n meses contados a partir de janeiro de 2013, Gustavo possuirá um valor V tal que AA V = 2n+1 BB V = 10 · 2n+1 CC V = 9 + 2n+1 DD V = 11 + 2n EE V = 11 · 2n

QUESTÃO 332

Reprodução

Para transmitir energia elétrica produzida nas usinas, são utilizadas grandes torres de transmissão como as mostradas na figura.

Admita que um cabo elétrico suspenso entre duas torres de mesma altura h = 0,3 km, situadas à distância d (veja figura), assume a forma de uma parábola de equação 4 2 y= x + C. 125

Dicas para economia de água O consumo médio por pessoa hoje é de 161 litros por dia. O ideal é cada consumidor usar 110 litros por dia. A “cota” pode ser atingida da seguinte forma:

Banho de 5 minutos:

A conta só fecha se a pessoa fechar a torneira ao se ensaboar.

Lavar o rosto com a torneira meio aberta em 1 minuto:

Escovar os dentes fechando a torneira:

Lavar a louça fechando a torneira:

Acionar a privada por no máximo 6 segundos, 3 vezes ao dia:

A orientação é demorar o menos possível, isso também vale para se barbear.

Para economizar mais, enxague a boca com um copo de água.

Primeiro limpe os restos de comida dos pratos com esponja e sabão e, só ai, abra a torneira para molhá-los.

Não use a privada como lixeira ou cinzeiro e nunca acione a descarga à toa, pois ela gasta muita água.

Jornal Estado de S. Paulo, 4 fev. 14.

Uma companhia de água, preocupada com o crescente aumento no consumo de água, resolve dar orientações por meio de panfletos e informativos sobre o uso consciente da água e também dar descontos de 20% na conta para os consumidores que reduzirem o consumo. Uma família composta por quatro pessoas resolve aderir à campanha e cada um utilizará, por dia, a quantidade de litros propostos no infográfico anterior. Sabendo que o consumo atual de água da família é de 18 m3 e o preço médio do metro cúbico cobrado é de R$ 2,56, o valor da nova conta será de AA R$ 46,08. BB R$ 32,10. CC R$ 25,68. DD R$ 15,68. EE R$ 6,42.

MT | Página 101


As 336 + | ENEM 2014

QUESTÃO 334 Inscrições confirmadas no ENEM 2013 por faixa etária 16%

15%

14%

13%

12%

9%

10%

8%

8% 6%

7%

9% 6%

3%

4%

5%

4%

3%

3%

3%

2%

2%

2%

2%

2%

2%

1%

1%

1%

1%

35 M ai an or os de 35 an os

an os

an os

34

33

an os

32

an os

an os

31

30

an os

29

an os

28

an os

an os

27

26

an os

25

an os

an os

24

23

an os

22

an os

an os

21

20

an os

19

an os

18

an os

an os

17

16

M en or

qu e

16

an os

0%

Disponível em: <http://download.inep.gov.br/educacao_basica/enem/downloads/2013/enem2013_confirmados.pdf>.

O gráfico mostra o percentual, por faixa etária, dos participantes do ENEM 2013. Em relação às medidas de tendência central AA a mediana é 1,5% da moda. BB a mediana é 15% da moda. CC a mediana é 150% da moda. DD a moda é 15% da mediana. EE a moda é 150% da mediana.

QUESTÃO 335 Número de brasileiros que passam fome cai 40% em 20 anos, revela pesquisa da ONU O Brasil reduziu em 40% o número de pessoas que passam fome no país entre 1992 e 2013, informou a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) em seu último relatório sobre a segurança alimentar no mundo. Nesse período, o número de brasileiros que passam fome foi reduzido de 22,8 milhões para 13,6 milhões de pessoas. Disponível em: <http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2013-10-01/numero-de-brasileiros-que-passam-fome-cai-40-em-20-anos-revela-pesquisa-da-onu.html> (adaptado).

Sobre o número de pessoas que deixaram de passar fome no país AA aumentou em cerca de 40 milhões de brasileiros. BB reduziu em cerca de 40 milhões de brasileiros. CC reduziu 2% a cada ano ao longo dos 20 anos da pesquisa. DD aumentou em cerca de 9 milhões de brasileiros. EE reduziu, em média, 460 000 pessoas por ano ao longo dos 20 anos.

QUESTÃO 336 O dono de um lote retangular que mede 26 m de comprimento por 16 m de largura colocou o mesmo à venda. Porém, já faz oito meses desde que o imóvel foi anunciado e ninguém se interessou em comprá-lo, porque procuram um terreno com área de 816 m2. O dono resolveu, então, ampliar o terreno para buscar atender aos possíveis compradores e, para isso, analisou algumas alternativas que acredita que poderiam resolver seu problema. • Alternativa 1: aumentar o comprimento e a largura em 20% de sua medida. • Alternativa 2: aumentar o comprimento e a largura em 30% de sua medida. • Alternativa 3: aumentar uma faixa lateral no comprimento e na largura.

A melhor alternativa para esse proprietário é AA optar pela alternativa 1, pois ele conseguirá exatamente a área desejada. BB optar pela alternativa 2, pois ele conseguirá exatamente a área desejada. CC optar pela alternativa 3, desde que a faixa lateral tenha espessura de 40 m. DD optar pela alternativa 3, desde que a faixa lateral tenha espessura de 20 m. EE optar pela alternativa 3, desde que a faixa lateral tenha espessura de 8 m.

MT | Página 102


As 336 + | ENEM 2014

GABARITO 1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

B

B

C

D

C

A

B

E

D

A

B

B

D

B

D

B

C

D

C

A

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

C

D

D

D

E

A

E

D

B

D

A

A

C

E

C

E

D

C

E

D

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

A

B

B

E

A

D

C

E

C

E

C

C

D

C

A

D

D

D

C

D

61

62

63

64

65

66

67

68

69

70

71

72

73

74

75

76

77

78

79

80

D

B

D

C

A

E

E

A

E

A

D

A

D

B

D

A

D

B

E

E

81

82

83

84

85

86

87

88

89

90

91

92

93

94

95

96

97

98

99

100

B

D

A

B

E

B

D

B

D

C

D

D

A

A

D

D

B

D

B

D

110

111

112

113

114

115

116

117

118

119

120

B

B

C

B

B

E

D

B

A

C

B

101 102 103 104 105 106 107 108 109 B

C

E

C

E

D

C

C

B

121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 D

B

D

C

D

D

E

B

C

E

A

D

B

E

A

C

A

B

E

C

141 142 143 144 145 146 147 148 149 150 151 152 153 154 155 156 157 158 159 160 A

D

B

D

E

D

C

A

D

D

A

A

E

D

C

D

B

E

D

B

161 162 163 164 165 166 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176 177 178 179 180 E

A

E

C

B

A

C

A

C

B

A

C

C

B

E

D

D

C

A

D

181 182 183 184 185 186 187 188 189 190 191 192 193 194 195 196 197 198 199 200 B

A

A

D

C

E

E

D

A

A

201 202 203 204 205 206 207 208 209 210 B

B

C

D

A

A

C

E

D

C

E 211 E

D

D

B

B

A

E

E

A

D

212 213 214 215 216 217 218 219 220 D

B

A

A

D

C

E

D

E

221 222 223 224 225 226 227 228 229 230 231 232 233 234 235 236 237 238 239 240 B

A

C

D

C

A

C

C

A

B

C

C

D

B

B

A

E

D

C

B

241 242 243 244 245 246 247 248 249 250 251 252 253 254 255 256 257 258 259 260 A

D

B

A

A

A

C

E

A

A

E

B

D

C

B

B

E

D

B

D

261 262 263 264 265 266 267 268 269 270 271 272 273 274 275 276 277 278 279 280 A

E

A

D

E

E

A

C

E

A

C

E

B

D

C

D

C

D

C

B

281 282 283 284 285 286 287 288 289 290 291 292 293 294 295 296 297 298 299 300 C

B

A

D

A

B

E

B

D

C

301 302 303 304 305 306 307 308 309 310 C

C

C

E

B

C

B

D

E

B

E 311 B

E

E

E

C

E

D

B

C

B

312 313 314 315 316 317 318 319 320 C

E

B

E

D

C

A

D

E

321 322 323 324 325 326 327 328 329 330 331 332 333 334 335 336 B

C

E

C

D

B

E

C

A

A

C

E

C

C

E

E

MT | Pรกgina 103


As 336 + | ENEM 2014

Anotações

OSG: 3389-14 - CRCA/VM

MT | Página 104

Ari de sá 2014 336 questoes  
Ari de sá 2014 336 questoes  
Advertisement