Issuu on Google+

Seminário de Avaliação das Ações do Pacto na Bahia 29 e 30 de outubro de 2013


Heterogeneidade em sala de aula: Diferentes saberes, diferentes atividades.


Orientador: Alexsandro Palma Alfabetizador: Profa. Gabriela Reis Andrade Escola: Municipal Santa Angela das MercĂŞs MunicĂ­pio: Salvador Polo: Salvador Formador(a): Jardelina


Dona Baratinha


Diferentes saberes, diferentes atividades. • A profa. Gabriela, trabalhou o conto Dona Baratinha e numa sequência didática trouxe elementos lúdicos e reflexões cotidianas. Valores como honestidade, bom caráter e respeito foram refletidos. Questões como diversidade e relações de gênero também foram trabalhadas. • Sinopse: independente e decidida, dona Baratinha, após achar uma moeda sai pela floresta, em busca do marido ideal e vive situações inusitadas com seus cinco pretendentes. Na tentativa de impressionar e conquistar o coração de dona Baratinha, cada um deles também incorpora vícios morais como vaidade, ganância etc.


Roda de leitura e oralidade • Neste momento a professora trouxe reflexões sobre relações de gênero, diversidade e respeito ao diferente. • Dona Baratinha ficou sentada passiva à espera de um casamento? Ou mostrou ser uma barata independente e senhora de si? • O que fez D. Baratinha recusar seus pretendentes? • E se D. Baratinha tivesse escolhido outro pretendente? • -Vocês mudariam o final da história?


Diferentes saberes, diferentes atividades. • No conto, a personagem Dona Baratinha, durante suas peripécias recita dois versos rimados, a cada novo pretendente que surge. • Neste momento, a profa. Aproveitou para trabalhar rimas o que facilita ainda mais a memorização, e ajuda na apropriação do SEA.


Diferentes saberes, diferentes atividades. • QUEM QUER CASAR COM A DONA BARATINHA, QUE TEM FITA NO CABELO E DINHEIRO NA CAIXINHA. •

Trabalhando com a heterogeneidade de saberes, a profa. formou duplas com o seguinte critério: uma criança com hipótese silábica com valor sonoro (que representa cada sílaba por uma letra que expressa o som correspondente) e outro silábico sem valor sonoro (que representa cada sílaba por uma letra qualquer). Em seguida, ela distribuiu alfabetos móveis e pediu que com eles (as duplas) escrevessem o verso rimado citado acima. Neste momento foi possível perceber o conflito cognitivo acontecendo. Ao sugerir uma letra que não correspondia o colega mostrava que não era o ideal e apontava a letra correspondente. Juntos, os dois alunos refletiram sobre o SEA e aprenderam. Neste mesmo instante, também em duplas, os alunos silábico-alfabéticos e alfabéticos foram orientados a criar um outro verso rimado para dona Baratinha entoar, e escreveram este verso no caderno. Socializando mais tarde com todo o grupo.


Ainda trabalhando rimas a profa. Gabriela Fez uso da Cantiga de roda : “A barata diz que tem”. ♪ ♫ ♪ ♫ • Escreva uma palavra que rima com cada palavra da música no quadro a seguir. Veja o exemplo: • PALAVRA RIMA • FILÓ SÓ • VELUDO • MARFIM • FORMATURA • CACHEADO


Diferentes saberes, diferentes atividades. • Abordando o gênero textual, receita culinária os alunos produziram coletivamente uma receita de feijoada. Momento em que os que ainda não dominam a escrita puderam participar ativamente verbalizando os itens que compõe esta iguaria.


Escrita espontânea • A partir da colagem de um laço vermelho que está no meio do papel oficio desenhar um trecho da história contada (os alunos devem perceber que se trata do laço da Dona Baratinha). • Após o desenho os alunos escreveram o que fariam se achassem uma moeda.


Direitos de aprendizagem em Língua portuguesa contemplados neste trabalho: • Participar de interações orais em sala de aula; • Identificar semelhanças sonoras em sílabas e em rimas; • Localizar informações explícitas em textos de diferentes gêneros, lidos pelo professor; • Perceber que as vogais estão em todas as sílabas; • Dominar as correspondências entre letras ou grupos de letras e seu valor sonoro, de modo a ler e escrever palavras e textos.

Produzir e compreender textos orais e escritos com finalidades voltadas para a reflexão sobre valores e comportamentos sociais planejando e participando de situações de combate aos preconceitos e atitudes discriminatórias.


Referências • MACHADO, Ana Maria. História da Dona Baratinha. São Paulo: FTD, 1996. • COELHO, Adolfo. Contos Populares Portugueses. Lisboa, 1890. • Pacto nacional pela alfabetização na idade certa : Alfabetização para todos : diferentes percursos, direitos iguais : ano 01, unidade 07 / Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. -Brasília : MEC, SEB, 2012.


Slides apre ufba alex[1]