Issuu on Google+

x

1


x

2


x

Guia de meditação Bíblica 3


x

30-07 รก 04-08 de 2012 4


x

5


x

Palavras de Esperança A Semente Dominical X João, e o pé de Feijão Na semana passada em “Palavras de Esperança” falamos sobre a 6


x

diferença entre ter um coração inflado e um coração semeado. A idéia central destas reflexões é de cultivar em você uma noção bíblica de que a Palavra de Deus como semente, para que frutifique é necessário encontrar um solo saudável. O foco aqui não é a semente, pois quanto a esta sabemos que é boa e de confiança, o foco aqui é o solo, o seu coração. O que lhe parece mais fácil, empenhar-se em ter sementes milagreiras ou cultivar ás duras penas um solo? 7


x

Certamente que você já ouviu a história de João e o Pé de Feijão, aquele jovenzinho que comprou sementes mágicas que ao serem plantadas milagrosamente fizeram crescer um imenso pé de feijão que ia além das nuvens. O destino? É claro que o destino era o castelo do gigante com uma galinha que botava ovos de ouro e uma harpa que valia muito. Amados, a palavra de Deus pode operar milagres mas não será por acaso, há quem busque dominicalmente uma semente milagreira como a do 8


x

conto de Benjamin Tabart, porém, nós somos ensinados pelo próprio Jesus que sua palavra produzirá frutos na medida que nosso solo (coração) for cultivado por uma atitude contínua e constante de reflexão, aprendizado e oração. Os Guias de Meditação Bíblica (G.M.T) tem este propósito, de lhe dar condições de continuamente cultivar o seu solo, para que a semente germine em você. Empenhe-se! Mais do que ovos ou harpa de ouro temos o 9


x

maior de todos os tesouros, o conhecimento de Deus (Romanos 11:33) Esta é nossa segunda semana de preparo contínuo do nosso coração. Continue firme neste propósito de ser fiel e de almejar ser tudo o que Deus quer que você seja permitindo que Ele faça tudo que Ele não fez ainda na sua vida

10


x

Deus te abençoe

A Oração da Continuidade: 11


x

Leitura - Filipenese 1:9 á 11 Oração - Lembre-se de confessar seus pecados, lembre-se de agradecer a Deus pela sUa Palavra, lembre-se de pedir que Ele faça brotar a semente em seu coração. Falar da carta de Filipenses é falar sobre o sentimento que pulsava no coração de Paulo por eles. Teólogos das mais diversas formas de análise do texto podem tomar muitas conclusões, mas certamente cometerá um equívoco aquele que se esquecer de

12


x

mencionar a profundidade do sentimento de Paulo por aquele povo, aliás, o próprio Paulo diz “como tenho por justo sentir isto de todos vós”(1:7). É como se Paulo estivesse dizendo “não é pra menos que eu sinta isso por vocês”, quando orava por eles diz fazer com extrema alegria, o modo com que eles cooperaram com Paulo deixaram um marca profunda no seu coração pois não somente estavam lá assistindo o que acontecia com Paulo, mas participaram, e foi o tipo de participação incondicional, diz o Apóstolo “sois participantes da graça comigo”, isto é, quando estava algemado vocês estavam lá, quando fui posto em defesa do evangelho vocês estavam lá, participando comigo,

13


x

lavando-me os vergões e confortando-me o coração (Atos 16:33,40). Há um brado de exultação saindo das palavras de Paulo. Quem sabe você já tenha se sentido assim, ficou tão feliz em ver os resultados de do investimento espiritual que fez na vida de uma pessoa que mal se cabe em si mesmo. É o coração da mãe orgulhosa que recebe notícias do campo missionário em que sua filha está atuando, é o pastor que vê seu aluno de homilética pregando a primeira mensagem, é a professora de E.B.D que se emociona ao ouvir o testemunho de sua aluna dizendo: “foi ela quem me levou a Cristo”. Era exatamente assim que Paulo estava se sentindo,

14


x

exultante, feliz, sabendo que nada que havia passado durante a sua segunda viagem missionária poderia ser ruim o suficiente para lhe roubar horas de oração em gratidão a Deus pela vida daquela gente. Paulo finaliza sua saudação na carta dando detalhes do que pede em oração por eles; Veja o versículo 9 “e também faço esta oração, que o vosso amor aumente mais e mais”. Paulo está fazendo o que eu chamo aqui de A Oração da Continuidade, “Senhor, não os deixe parar, que eles continuem!” Sua oração era para que a obra de Deus pudesse continuar, e para isso seria

15


x

necessário que amassem muito mais do que coisas ou pessoas, mas que amessem conceitos. O aumento do amor a dois conceitos voltados para a vida prática e diária:

I. II.

Amar escolher sempre o que é o correto Amar fazer escolhas morais que agradam a Deus Note que o mais comum seja pensar que o aumento do amor produziria uma paixão mais ardente em nós, um desejo de cometer loucuras por Cristo ou fará com que

16


x

fossemos mais carinhosos, passaremos a dar mais flores e presentearemos mais, mas não é só isso. *Paulo afirma a necessidade do Filipenses terem um desejo contínuo de que as bases do seu amor fossem edificadas sobre a rocha do compromisso em Deus de agradÁ-lo. *PARE E RELITA NESTA FRASE

E você?

17


x

A continuidade da obra de Deus em nossa vida só será possível na medida em que formos capazes de fazer com que o cumprimento das nossas “responsabilidades” cristãs sejam resultados daquilo que somos e não a simples oportunidade de oferecermos a Deus nossos talentos. A continuidade ocorrerá quando nosso serviço for resultado de um caráter moldado e transformado pelas decisões cotidianas. É um pouco estranho Paulo falar isso pois nós imaginamos que para sermos cooperadores contínuos do evangelho basta continuar a fazer. Não, é necessário avaliarmos nossa conduta :

18


x

Nas Relações Cotidianas - Eu posso entender a razão da fala de Paulo, viver em Filipos poderia ser um desafio constante para os cristãos, uma cidade com tantas religiões, igrejas, representantes religiosos, uma sociedade corrompida pelo valores egoístas alimentados por satanás poderia levar aqueles irmãos a não serem tão transparentes quando deveriam para poder conseguir viver naquele “mundo cão”. Na Igreja- Por causa das pressões que muitas vezes a própria igreja faz sobre nós, somos levados a deixarmos de cultivar e aprimorar em Cristo nossa moral e ética e não poucas vezes colocamos os talentos acima do caráter.

19


x

Em Casa - Não são poucas as vezes em que nos transvestimos de uma imagem de espiritualidade que pouco se refere a quem de fato somos nos momentos de espontaneidade e intimidade. Somos capazes de fabricar um comportamento aceitável ao invés de lidar com nossa falta de caráter cristão, fato este facilmente apontado pelas pessoas mais próximas de nós. Você quer realmente ser um cooperador contínuo do evangelho? Então para e reflita sobre quais áreas da sua vida você tem dedicado sua inteligência para o mal. Se Deus vai continuar a usar sua vida revise já sua inteligência, sua moral, sua ética e diga para Deus que muita mais do que fazer, você quer ser para poder fazer!

20


x

Agora que você aprendeu, escreva aqui a sua “Oração da Continuidade” e diga para Deus o que você entende ser necessário que Ele faça. ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ _______________________________________________________

21


GMT #2 - A Oração da Continuidade