Issuu on Google+

Informativo de campanha da Chapa 2 - Novo Tempo | Edição única Eleições do Sindicato dos Estivadores e Trabalhadores em Estiva de Minérios do Ceará

Companheiros, nós, que conhecemos o dia a dia dos portos e trabalhamos duro para conseguir uma vida digna, sabemos que as condições de trabalho dos estivadores no Ceará ainda precisam melhorar, e muito. Nos últimos anos, o reajuste salarial não teve aumento real, pois o único fator levado em conta foi a inflação. Isso significa que o nosso pagamento aumentou da mesma maneira que os preços dos produtos que compramos também aumentaram. Não passamos a ganhar mais, o valor real do nosso salário continua o mesmo. Com um governo voltado para os trabalhadores, o presidente Lula realizou projetos que permitiram que milhões de pessoas saíssem da linha da pobreza; o poder de compra aumentou e os salários também; o Brasil passou a ser reconhecido internacionalmente por seus avanços. De modo geral, podemos dizer sim que a vida do brasileiro melhorou, mas nossa categoria praticamente não andou. Enquanto companheiros comemoram conquistas pelo país, ficamos sujeitos à vontade das empresas aqui. Um dos grandes responsáveis por essa situação é o atual Sindicato dos Estivadores e Trabalhadores em Estiva de Minérios do Ceará.

Omisso e longe de ser uma instituição de defesa dos nossos direitos, o Sindicato fica calado para tudo que as empresas dizem. Como esquecer o acordo da log-in, em que a diretoria aprovou a convenção 2008 - 2010 eliminando a bonificação de 50% no overtime para as horas trabalhadas em sábados e domingos? Não podemos permitir que essa gestão continue administrando um Sindicato que é de todos nós como se fosse uma empresa deles. Precisamos reagir para poder seguir em frente. Renovar a diretoria do Sindicato e fazer com que ele funcione seguindo o estatuto é uma necessidade urgente. Por isso nos reunimos e formamos a Chapa 2, em oposição à diretoria atual. Queremos, com a sua ajuda, construir uma gestão participante, responsável, na qual os estivado-res realmente saibam o que o Sindicato está fazendo para garantir o fortalecimento da categoria. Nós podemos Já mostramos que somos capazes de alcançar nossos objetivos em benefício de todos. Quando a gestão atual foi afastada do Sindicato pelas irregularidades no acordo da log-in, houve uma intervenção do nosso grupo na diretoria por dois meses. Durante este curto período, conseguimos

fazer mais do que eles, que tiveram tanto tempo para planejar ações. Confira os benefícios que alcançamos: - Adquirimos uma TV de 40” e um bebedouro para uso dos trabalhadores no Sindicato; - Demos espaço para o lazer, promovendo a festa da Semana Santa e a do Dia do Trabalhador; - Fizemos um acordo que impediu o leilão da Casa de Saúde e Maternidade São Pedro, que pertence ao Sindicato, logo é de todos os estivadores. A Casa ia ser vendida para quitar uma dívida trabalhista, mas não permitimos que um imóvel que é de todos nós fosse perdido. Negociamos o débito e conseguimos garantir a posse da Casa para o sindicato; - Por vontade própria, repassamos 30% da verba homem-diretor para a conta do Sindicato, pois compreendemos que esse dinheiro não é da diretoria, mas do Sindicato e, portanto, deve ser investido em ações coletivas. Nós podemos e queremos fazer mais. Contamos com o seu apoio, vote Chapa 2!

î Marque na agenda Eleições do Sindicato dos Estivadores e Trabalhadores em Estiva de Minérios do Ceará Data: Sábado, 29 de janeiro Horário: 8h às 14h Local: Sede do Sindicato


Nosso grupo surgiu a partir das conversas rotineiras sobre as demandas dos estivadores. Após a direção atual do Sindicato acatar o acordo da Log-in, resolvemos lutar pelo cancelamento da Convenção de Trabalho 2008-2010. Agora, formamos a Chapa 2 com o objetivo de contribuir ainda mais com a nossa categoria. Diretoria Executiva Jorge Luis de Carvalho Presidente Francisco Gilvan de Sousa Secretário Eliésio da Silva Moura Tesoureiro Conselho Fiscal Antônio Acioli de Sousa Francisco de Assis Queiroz José Flávio Silvano da Silva Delegados Edson Riberio Lopes Luiz Enilson Felix Rodrigues Suplentes Edmilson Oliveira Araújo Francisco Lobato de Araújo José hugo de Lima Adairton da Silva Sampaio Eduardo Ferreira de Sousa Antonio Evaristo dos Santos Silvio Cézar Santos de Paula Francisco Carlos Evangelista

Verba Homem-diretor Atualmente os diretores recebem a verba homem-diretor diretamente nas suas contas pessoais. Queremos que na próxima convenção fique determinado que 100% da verba seja depositada na conta do sindicato para que este recurso também possa estar presente na prestação contas, garantindo a transparência da gestão e o ganho coletivo. Transparência A prestação de contas será realizada semestralmente com distribuição de panfletos e fixação de informativos nos flanelógrafos. Imóveis Uma auditoria verificará todos os contratos de aluguel dos imóveis do Sindicato. Contratos que não contemplem a categoria como um todo serão renegociados ou cancelados. Do mesmo modo que a verba homem-diretor, queremos que o recurso seja depositado diretamente na conta do Sindicato.

cooperativas e planos de saúde para oferecer serviços para os estivadores no local. Ainda criaremos um fundo de reserva para ajudar os estivadores que se afasterem por doença ou acidente de trabalho (enquanto não recebem o seguro do INSS). Esporte e Lazer Nossa gestão vai promover as festas tradicionais da categoria e garantir espaços para a prática de esportes, realizando também campeonatos desportivos entre os trabalhadores. Qualificação B u s c a re m o s p a rc e r i a s p a ra oferecer aos associados e seus filhos cursos de qualificação profissional. Redução de desconto A contribuição atual para o sindicato é de 10,25%. Desejamos reduzir esse desconto na próxima convenção para 7%.

Saúde O Sindicato possui a Casa de Saúde e Maternidade São Pedro, que hoje é alugado para um grupo de médicos que não realiza nenhuma ação em nosso benefício. Analisaremos o contrato de aluguel da Casa e tentaremos negociar com

Convenção digna Há 15 anos não temos aumento real, por isso vamos lutar pelos anos perdidos e negociar ganho real. Também será discutida a retirada do desconto nas fainas dos produtos siderúrgicos (incluindo a bobina de aço) e do transbordo, além da redução de homens no serviço externo.

Luiz Domingos de Lima, o "Luiz da Vassoura", ficou por 20 anos da direção do nosso Sindicato. Duas décadas de irresponsabilidade, e falta de respeito com os estivadores. Em 2005, foi condenado por sonegação fiscal. Em fevereiro de 2010, afastado da direção. A falta de

transparência foi tamanha que não houve prestação de contas da sua gestão. Agora, como é impedido por lei de retornar ao cargo, está apoiando o restante do seu grupo na reeleição. Não podemos deixar isso acontecer. Diga Luiz não, mamãe, e vote chapa 2.

EXPEDIENTE Informativo de campanha da Chapa 2 | Redação: Diretoria da Chapa 2 | Diagramação: Washington Forte | Tiragem: 500 exemplares


Informativo Novo Tempo