Page 77

Site: http://geocities.yahoo.com.br/gagaufera2003/

-

-

Se os joelhos estiverem em hiperextensão, a tíbia deve estar sendo tracionada pelo solear, quando então o ângulo tibiotársico também se encontra aberto, com valor maior do que 90 graus (Figuras 2 e 5). Tíbia e fêmur estão em continuidade mas formam um ângulo aberto para a frente. Se os joelhos estiverem em flexão, provavelmente os isquiotibiais, especialmente os semis (tendíneo e membranoso), encontram-se retraídos (Figura 4).

Figura 2

Figura 3

Figura 4

Figura 5

3. Ângulo da coxofemoral (Figura 6): -

-

Para localizar o eixo médio do ilíaco palpa-se seu bordo anterior e posterior, calculando-se aproximadamente seu eixo mediano em direção ao trocanter. Marcá-lo com um dos braços do goniômetro (Figura 6). O eixo médio do fêmur deve ser imaginado partindo do trocanter em direção ao centro da espessura do joelho no plano sagital. Marcá-lo com o outro braço do goniômetro (Figura 6). O eixo médio do ilíaco deve formar 90 graus com o eixo médio do fêmur. Na Figura 7 o ângulo aproxima-se desse valor. Se o ângulo coxofemoral for maior do que 90 graus, os pelvitrocanterianos (especialmente piriforme) e os glúteos devem estar retraídos. Também se podem imaginar o semitendinoso e o

Angela santos diagnóstico clinico postural  
Angela santos diagnóstico clinico postural  
Advertisement