Page 22

Site: http://geocities.yahoo.com.br/gagaufera2003/

III.

Comentários sobre o diagnóstico

Se a pelve estiver devidamente equilibrada, os perfis da cintura no plano frontal encontram-se assimétricos, mas ao examinar-se a presença de gibosidade esta se apresentar do lado do ângulo mais fechado, provavelmente essa gibosidade seja dorsolombar (acompanhada, portanto, de uma lateroflexão para o lado do ângulo mais aberto) e não desça abaixo de L3, de forma que entre L3 e SI o segmento lombar comporta-se em lateroflexào compensatória, para o lado do ângulo mais fechado.

Deslocamento do tronco no plano frontal I.

Como realizar o exame 1. 2.

O paciente em pé mantém os pés na posição de passo. O terapeuta fica em pé, diante do paciente, a uma distância suficiente para avaliar o contorno da cintura dele contra uma parede de cor uniforme. 3. Apenas o contorno da pele da cintura deve ser apreciado. Não considerar a posição dos braços em relação ao corpo. A região inferior do tronco e a região superior da crista ilíaca formam um ângulo correspondente ao perfil da cintura. Se esses ângulos não estiverem simétricos, devemos anotar qual deles parece mais aberto, qual parece mais fechado. Em seguida, observar para que lado o tronco parece desviado. Como elaborar o diagnóstico 1. Se estiver desviado para o lado do ângulo mais fechado (Figuras IA e 1B), trata-se provavelmente de uma lateroflexão lombar com rotação

Angela santos diagnóstico clinico postural  
Angela santos diagnóstico clinico postural  
Advertisement