Issuu on Google+

Boletim do Contribuinte A

S

A

S

D

E

S

O

C

O

R

A M - PA - R O - R R - G O - B R A S I L

R

O

MARÇO - 2012

Alegria e tristeza na bagagem de um piloto alguns dias, no sábado, logo após o ANAC). Hoje, ao retornar para Porto Velho, H áalmoço, recebemos uma ligação pedindo depois de uma semana, fomos chamados para SEÇÃO: DIÁRIO DE BORDO

um voo urgente. A emergência era que um índio da etnia Deni tinha sido picado por uma cobra venenosa. Saí imediatamente para chamar o Andrés, o novo piloto da base, e juntos começarmos a preparar o avião para o voo. O mau tempo e a hora avançada nos impediram de ir no mesmo dia para a aldeia

voo, o pré-voo, contatamos as pessoas que iriam nos ajudar a por o avião na água – pois temos um hidroavião - e aguardamos o mau tempo passar, orando para que o índio pudesse resistir. Enquanto isso, Janecir, minha esposa, tentava desmarcar minha passagem para Manaus no dia seguinte, viagem que faria para revalidar minha carteira de saúde. os últimos preparativos, colocamos o avião na água e, às 7h, eu e o Andrés decolamos. Chegando à aldeia, acomodamos o índio no avião e em duas horas estávamos na beira do Rio Madeira. Ele e um amigo que o acompanhava foram levados para o hospital. Ele teria que operar a perna para tirar o tecido necrosado. Missão cumprida, fui para Manaus renovar minha carteira de saúde (exigência da

ir novamente à aldeia, dessa vez, infelizmente, conduzindo um caixão. O índio Deni levou duas picadas de uma cobra muito venenosa e ainda antes da cirurgia, sofreu complicações renais e faleceu. Muito pranto nos recebeu ao pousarmos o avião com o caixão. Nosso coração se entristece diante da nossa impotência. Um censo feito em 1993 constatou a presença de cerca de 500 indígenas desta etnia em nove aldeias da região. Esse número hoje é maior. Ainda assim uma pequena população, que não pode ser esquecida. Orem pela família deste índio, pelo nosso trabalho e pela equipe em Asas de Socorro Porto Velho (Andrés e Camila, 1 - Um censo populacional feito pelas equipes da pastoral indigenista de Tefé e Lábrea em 1993, constatou a presença de 255 índios da etnia Deni em cinco aldeias do Rio Xeruã e 243 em quatro aldeias do Rio Cuniuá. Fonte: http://www.greenpeace.org.br/amazonia/indios_deni.pdf

Nivaldo Carvalho nivaldo.carvalho@asasdesocorro.org.br Piloto-mecânico, missionário - Porto Velho - RO

NO CAMPO - 2012

Amados Irmãos e Parceiros

se inicia e com ele renovamos a espeM aisrançaumdeanovermos muitas pessoas se rendendo aos

TESTEMUNHO

pés do Senhor Jesus! O ano de 2011 foi rico em experiências e queremos compartilhá-las com você, que fez e faz parte do trabalho que é realizado por nós, quer apoiando em nosso sustento, quer com os projetos da Missão. Visitamos igrejas em diversas cidades dos estados de SP, RJ, PR e MG, sempre protegidos pelo Senhor, onde conhecemos muitos irmãos comprometidos com a expansão do Reino de Deus. Participamos de conferências missionárias promovidas por diferentes denominações e vimos o quanto o Senhor tem trabalhado no meio do seu povo; despertado jovens para o curso de piloto e mecânico, ou mesmo nas áreas de saúde, educação e tantas outras úteis nos

trarmos pessoas se aposentando no trabalho secular e se colocando à disposição do trabalho missionário, pois há muito a fazer e nunca é tarde para começar. A campanha dos 16 mil dólares para trazermos o avião dos EUA (doado pela MMS Aviation) para Santarém foi a prova de que “juntos”, cada um contribuindo com um pouco, podemos ir longe! O avião já está em processo de nacionalização, chegando de vez a Santarém pela graça de Deus. E você fez parte disso. Deus seja louvado! Estamos iniciando a nossa agenda para 2012, colocando-nos à disposição de igrejas e irmãos que queiram conhecer melhor o Ministério de Asas de Socorro. Temos material com imagens e histórias que vivenciamos nos anos que moramos na Região Amazônica. Nosso prazer é compartilhar quão longe, em equipe, podemos chegar! Continuamos contando com suas orações; e também pedimos ao Senhor que lhe abençoe para que você continue “dando asas aos que dão suas vidas!”. Desejamos um novo ano repleto de bênçãos pra você e sua família. Anderson e Hilma Ribeiro

Missionários de Asas de Socorro - Americana - SP

anderson.ribeiro@asasdesocorro.org.br Fones (19) 3604-4778 / (19) 9109-3975

EU TAMBÉM DOU ASAS AOS QUE DÃO SUAS VIDAS "Deus começou a trabalhar na minha vida há muito tempo, quando encheu meu coração de vontade de ajudar o próximo, sempre inquietando meu coração. E a cada dia me fazendo enxergar a necessiem uma missão para atender a população necessitada, cada vez que vejo uma pessoa sendo transformada espiritualmente com a minha pequena contribuição ou melhorando sua qualidade de vida mês eu participo do Projeto Vida. Faço atendimento a adultos e crianças, palestras e dou orientação individual no escovódromo. Ao conhecer Asas de Socorro encontrei vidas sendo transformadas e Missões e comecei a enxergar melhor que podemos contribuir de várias formas, orando, contribuindo ou INDO. Hoje, eu contribuo mensalmente com esse projeto lindo que alcança a população ribeirinha e tem melhorado sua qualidade de vida. Meu projeto, para um futuro breve, é contribuir como dentista voluntária em uma das clínicas temporárias.” EXPEDIENTE

Claudia Gama claudiacg40@hotmail.com Campina Grande - PB

Boletim Asas: Depto. de Captação Editor: Keith Dalmon Ferreira Fotos: Asas de Socorro - arquivo

Redatora Chefe: Quezia Queiroz Magri Revisão: Gisele Celestino Diagramação: Depto. Criação Asas

"Em Deus faremos proezas" – Salmos 60:12 DEPÓSITO IDENTIFICADO OU TRANSFERÊNCIA BRADESCO - Ag: 0240-2 c/c: 55508 - 8 CNPJ: 01.052.752/0001- 69 Asas está presente no: Amazonas

CADASTRE-SE E RECEBA MAIS INFORMAÇÕES doacoes.projetos@asasdesocorro.org.br Pará - Rondônia - Roraima - Goiás

www.asasdesocorro.org.br Av. JK, Qd 08, Lote 13, Setor Aeroporto Industrial, CEP 75.024-970, C.P. 184

(62) 4014 0333 Sede: Anápolis - Goiás - Brasil


boletim_asas_03_2012