Page 1

Futeboleiro.com entrevista

Na estreia deste quadro dentro do Futeboleiro.com, entrevistamos Flávio Pontes, presidente do Ypiranga, que está no seu terceiro (e segundo ele, o último) mandato. Flávio e o Ypiranga se preparam para mais um Campeonato Pernambucano à frente da Máquina do Interior e nos conta dos novos desafios, contratações, patrocinadores, e de um futuro próximo, com a provável venda do Estádio Otávio Limeira Alves. Walter Miro: Como está a expectativa do Ypiranga nesta pré-temporada desde o início de dezembro e agora com um jogo-treino realizado, e mais três amistosos marcados?

Flávio Pontes: O trabalho está muito forte. Independente do resultado conquistado nos amistosos e jogos-treino, o que vale é a evolução do trabalho. No primeiro jogo-treino, contra a Seleção de Cupira, o nosso objetivo era de enfrentar um adversário de menos qualidade, para que os jogadores se soltassem em campo.

mais do que se soltou, goleou, mostrou a força de um time profissional e compromissado com grandes objetivos.

JUAN BALBINO

WM: Quais são os próximos passos?

FP: Nosso objetivo agora é dar ao time uma sequência mais dura, com adversários profissionais, para sabermos o que realmente temos em mãos e onde devemos investir para fazer um grande Campeonato Pernambucano. Temos os amistosos agora contra o Potiguar-RN e duas vezes contra o Treze-PB [um em Campina WM: Mas o que foi Grande (PB) e ouvisto em campo não tro em Santa Cruz foi isso. do Capibaribe(PE)], serão bons testes. FP: Exatamente, nós não esperáva- WM: Qual a chegamos um jogo de da prevista de contanto contato físico, tratações? foi um jogo muito viril, com jogadas FP: Temos dois joríspidas, e o time gadores chegando

Para Flávio, a energia dentro do Ypiranga é muito positiva ao time, um se apresenta neste dia 28 de dezembro [o zagueiro Everaldo, ex-Icasa-CE] e outro no dia 2 de janeiro de 2012 [Henrique, zagueiro, ex-Salgueiro-PE], e estamos em constante conversação com o técnico Dado Cavalcanti para correr atrás de mais um ou dois atletas que virão para compor o elenco.

na do Interior no Campeonato?

FP: Estão faltando apenas os anunciantes das mangas da camisa, mas graças a Deus tivemos uma surpresa, que foi o retorno de uma empresa que procuramos há algum tempo [Tintas Iquine], e que quer conversar conosco para que possamos tentar firmar um acordo, além de WM: Como estão mais apoios que reos patrocínios que ceberemos para poajudarão a Máqui- der fechar o grupo e

dar um bom suporte financeiro ao Ypiranga em 2012.

WM: Presidente, existem clubes que procuram empresas de marketing e programas para arrecadação de recursos além de tentar trazer mais sócios para os quadros. Algo está sendo feito neste sentido no Ypiranga? FP: Existem duas situações distintas no Ypiranga, mas que caminham juntas: o social e o futebol. Logo que voltei à presidência do clube, pedi para que alguns diretores ficassem encarregados do futebol para que eu me dedicasse ao social, onde encontrei diversos problemas, inclusive no quadro social. WM: O que foi feito diante deste panorama? FP: Consegui fazer alguns ajustes.


Futeboleiro.com entrevista

Pinturas, pequenas reformas na estrutura e uma ampla reforma na cozinha do Clube Ypiranga. Depois disso coloquei para trabalhar lá uma equipe que está sendo uma grata surpresa, criando um calendário social, festas de repercussão local que acabam ajudando muito todo o Ypiranga. Essas ações estão repercutindo e essa repercussão é muito positiva, ajuda o social e o futebol. Quando voltei à presidência do Ypiranga nós tínhamos 37 sócios, hoje temos 350, e nossa meta, até o final do ano é de chegar aos 600. WM: Mudando de assunto, uma questão que mexe diretamente com o bols do torcedor. Já se tem ideia do preço dos ingressos para o Campeonato Pernambucano? FP: Estamos em reunião sempre para que possamos chegar a estes valores. Na próxima segunda ou terça-feira podemos informar com mais certeza. Certamente não iremos cobrar va-

lores abusivos, pois sabemos da realidade da população e da nossa torcida e estamos brigando com a FPF-PE para que sejam valores acessíveis. Os torcedores têm que compreender que eles estão contribuindo um pouco com o pagamento da folha salarial através do ingresso, mas que não iremos explorar ninguém. WM: Pensando não para este momento, mas mais na frente, existe algum projeto de ampliação do Estádio Otávio Limeira Alves? FP: Se for planejado de forma responsável, o nosso estádio pode chegar a ter 12 mil lugares. Mas todos nós sabemos que em caso de uma eventual emergência, o Limeirão só tem uma saída [a rua Major Negrinho], também há o problema de estacionamento em volta do Estádio, e mais, para que o Ypiranga possa disputar uma competição nacional, como o Campeonato Brasileiro da Série D e Série C que são nossos objetivos, a linha lateral preci-

sa ter no mínimo 3 metros da parede, e aqui no nosso estádio temos apenas 2,10 m, ou seja, teríamos problemas sérios.

2020, com cerca de FP: Que essa escrita 180 mil habitantes. se mantenha (risos). O nosso grupo foi WM: Já se tem em escolhido a dedo, mente onde seria o ambiente é o meesta futura localiza- lhor possível, temos ção do Estádio do que ressaltar os nosYpiranga, que não sos objetivos: Série WM: Então qual seria mais o Otávio D, Copa do Noré sua posição e da Limeira Alves e sim deste e quem sabe o diretoria? Vender o uma arena? tão sonhado título. Estádio Otávio LiTemos que pensar meira Alves? FP: Sim, já existem em trabalhar o ano algumas localiza- inteiro, não exisFP: Não é o fato de ções em vista, con- te mais o Ypiranga vender por vender, versas preliminares. que trabalha só 5 estamos tentando Da localização atual ou 6 meses, temos colocar junto com do nosso Estádio, que pensar em caa diretoria pelo me- no máximo ficaría- lendário o ano todo, nos a discussão com mos há 4 quilôme- com planejamento, a sociedade, com os tros. Se as pessoas calma e pensando sócio-patrimoniais, pensarem direito, positivamente em da possibilidade verão que temos a grandes trabalhos. de uma troca deste necessidade de ter A energia aqui é a terreno que está em um estádio maior melhor possível, uma área muito va- do que temos hoje entre elenco, direlorizada, para outro e que aqui não po- toria, torcida, tudo terreno, com amplo deremos continuar está dando certo, espaço e um estádio por muito tempo. então vamos pensar pronto com capacigrande e agir maior dade para no míni- WM: Geralmen- ainda. mo 15 mil lugares, te em anos pares já pensando que se o Ypiranga realiza WM: Sua mensaestima um aumen- grandes campanhas gem final. to populacional de (1994, 2004, 2006, Santa Cruz do Ca- 2008, 2010), o que FP: Quero aproveipibaribe no ano de se esperar em 2012? tar este clima festivo de final de ano para desejar muito sucesso aos nossos Quando voltei à torcedores, para o Ypiranga, para Sanpresidência do ta Cruz do CapibaYpiranga, tínhamos ribe, trabalhando 37 sócios, hoje temos todo mundo unido, teremos grandes 350. Nossa meta é objetivos e conquistas ainda maiores. chegar aos 600.”

Flávio Pontes

Futeboleiro Entrevista - Flávio Pontes  

O Futeboleiro.com entrevistou o presidente do Ypiranga, Flávio Pontes, sobre as expectativas do Campeonato Pernambucano 2012, metas, objetiv...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you