Issuu on Google+

Bauhauseando #1 a n e a e m e l s K a d l o u d a a t s P i v r e o r s t s n e E f o Pr

Gal er i a Bauhaus Móvei spar a i nspi r arsuacasa

Conhe ç aavi da eadi dá t i c ada dopr of e s s or de nt r odaef or a daBa uha us

I nspi r açõesf ut ur as:

Conheçaospr oj et osar qui t et ôni cos i nspi r adospel aBauhaus noosécul oXXI


Arte da semana

Der Bachs채nger (Helge Lindberg) Johannes Itten 1916


Ă?ndice 03 Projetos Futuros 11 Alicerce da semana 14 Galeria Bauhaus 20 Uma Aula Com Paul Klee 24 Galeria Bauhaus 30 Galeria Bauhaus

2


3

Bauhaus e o fu Nos dias atuais todos os designers sabem o que é ou já ouviram falar sobre a Bauhaus isso é parte da essência dessa categoria. A Staatliches Bauhaus ou apenas Bauhaus foi fundada em 1919 pelo arquiteto Walter Gropius na cidade de Weimar na Alemanha. Foi fundada com um pensamento de criar uma obra "total" e mesmo com o seu fundador sendo um arquiteto a escola não teve um departamento de arquitetura nos seus primeiros anos. Seus diretores foram Walter Gropius 1919-1928, Hannes Meyer 1928-1930 Ludwig Mies van der Rohe 1930-1933. Passando pelas cidades de Weimar 1919-1925, Dessau 1925-1932 e Berlin 1932-1933. Foi fechada por pressão do regime nazista, alegando que a escola era um centro comunista. A Bauhaus foi a ligação entre o artesão e a indústria o que se pode denominar como o atual design, que tem tanto sua alma de artista, mas que ao mesmo tempo tem que entender do modo como aquilo será feito e sobre o mercado atual. A escola era multifaceta-


uturo da, e tinha isso como essência, com professores e diretores com perfis antagônicos, como Gropius e Itten, com o expressionismo e misticismo versus Nagy e Meyer sendo tecnicistas e racionalistas. Os designers bebem da Bauhaus diariamente, do seu minimalismo da sua construção em massa, porém com toda a delicadeza e o como detalhes de algo feito por um artesão, no mais uniu o homem e a maquina. O uso das cores primárias como essência, o uso do branco, as abusadas formas geométricas são características “bauhauseanas”. Em geral a Bauhaus ensinou a todos os designers que as ideias não surgem apenas de partes complexas mas sim de coisas mais simples como um cubo ou apenas o horizonte. O principal tópico que a Bauhaus deixa para todos os artistas é: Procure inspirações no mundo ao seu redor! Nas próximas páginas você conferirá as realizações desse tópico que muitos arquitetos absorveram. 4


5

The Colossal Burj Dubai, Dubai


The Freedom Tower, New York

6


International Finance Centre (IFC), Hong Kong

7


8


9

The Beautiful Taipei 101 , Taipei


10


O O nosso nosso alicerce alicerce entrevistado entrevistado da da semana semana éé oo profesprofessor sor ee pintor pintor Paul Paul Klee Klee

Paul Klee antes de se consagrar como pintor já era desenhista, músico e escritor. Ele busca uma linguagem que perturbe a ordem das coisas.


Alicerce Da Semana “Com uma única asa, um personagem preso ao chão, por causa de sua enfermidade, insistirá em voar, um anjo inacabado que irá visitá-lo constantemente, uma alegoria que ilustra a condição humana, divina evntre o céu e a terra, entre o trágico e o cômico”.

Começamos a entrevista com uma pergunta clássica que se faz a um homem tão talentoso que contribuiu com mais de nove mil obras para a humanidade:

Bauhauseando: Como você estabelece sua rotina de vida para criar tanto, não só na pintura, mas também na literatura e filosofia?

Paul Klee: Estabeleço a seguinte ordem: Em primeiro lugar, a arte da vida, depois, como profissão ideal, arte poética e a filosofia, como profissão realista, as artes plásticas, e finalmente, devido a falta de renda, a arte do desenho. 12


Alicerce Alicerce Da Da Semana Semana

13

Bauhaseando: Bauhaseando: O O senhor senhor pode pode nos nos contar contar como como foi foi aa experiência experiência de de fazer fazer parte parte do do grupo grupo de de Van Van Guarda Guarda O O Cavaleiro Cavaleiro Azul? Azul?

P. P. Klee: Klee: Foi Foi uma uma experiência experiência enriqueceenriquecedora, dora, principalmente principalmente porque porque foi foi lá lá que que conheci conheci meu meu grande grande amigo amigo Kandinsky, Kandinsky, ele ele era era muito muito mais mais evoluído evoluído do do que que eu, eu, eu eu poderia poderia ter ter sido sido aluno aluno dele, dele, oo que que fui fui de de certa certa forma, forma, pois pois às às vezes vezes alguns alguns conceitos conceitos dele dele podiam podiam esclarecer esclarecer minhas minhas pesquisas pesquisas de de forma forma positiva positiva ee encoraencorajadora. jadora.


Galeria Bauhaus Criada em 1929 pelo futuro líder da Bauhaus Ludwig Mies van der Rohe em parceria com Lily Reich, as gentis linhas da cadeira Barcelona serviram como precursoras do que seria o movimento de mobília moderna da metade do século.

Embora inteiramente feito à mão, este bule tem uma estética industrial, e Brandt posteriormente passou a projetar para a produção em massa. O funcionalismo deste projeto é aparente no built-in filtro puro, o bico não-gotejamento, a colocação fora do centro da tampa, ea escolha de ébano resistente ao calor para as alças, que de outra forma seria muito quente para segurar

14


Alicerce Alicerce Da Da Semana Semana

15

Bauhausiando: Você produziu quadros bastante coloridos e cheios de entusiasmo durante sua viagem em 1914, à Tunísia, pelo visto você se encantou com oriente. Como foi essa empreitada, o que te inspirou?

P. Klee: Minha mente estava repleta de visões noturnas do dia anterior, a arte, a natureza, comecei logo a trabalhar e pintar uma tela no bairro árabe, trabalhei na síntese da arquitetura da cidade e da arquitetura do quadro, não ainda em estado puro, mas com esforço, cheio de charme e a euforia da viagem se misturando.


Alicerce Alicerce Da Da Semana Semana

“pude sentir que a cor e eu éramos um só e eu pude dizer, eu sou pintor.”

Bauhausiando: E quanto aquele jogo de cores surpreendentes, como você chegava a tais conclusões?

P.K.: Era algo espontâneo, natural, a atmosfera penetrava em mim com tanta suavidade que, sem notar, sentia-me cada vez mais seguro, a cor me possuía, não precisava procura-la, ela me possuía, eu sabia disso, naquele momento tive uma sensação de momento feliz, pude sentir que a cor e eu éramos um só e eu pude dizer, eu sou pintor.

16


Alicerce Alicerce Da Da Semana Semana

Bauhauseando: Nossa, realmente inspirador! E quanto à hospitalidade, como você foi recebido pelos orientais?

17

P. Klee: Para conhecermos a cidade de Kairuan, por exemplo, fomos preparados para isso, matamos a sede com chá num casamento árabe e como num fragmento de mil e uma noites, uma refeição

régia foi servida, junto a bebidas deliciosas, o lugar tinha um aroma petrante e ao mesmo tempo embriagante, não houve nenhuma impressão isolada, mas um conjunto.


Alicerce Alicerce Da Da Semana Semana Equilibrio Instável

“Me interessei logo pelos jogos de equilíbrio, estudei as leis físicas e as tentava expor em meus trabalhos.”

Bauhauseano: Agora, voltando a Munique, você foi convidado para ministrar aulas na Bauhaus, como você se sentiu ao ser reconhecido de maneira tão celebre?

P.K.: Fiquei realmente entusiasmado com aquele convite e ainda mais após reencontrar o Kandinsky. Lá dentro, me interessei logo pelos jogos de equilíbrio, estudei as leis físicas e às tentava expor em meus trabalhos. 18


Alicerce Alicerce Da Da Semana Semana

Bauhauseano: Você foi criado em uma família de melômanos, como você conciliava essas as duas artes?

“Pra mim a música é como uma amante enfeitiçada que inspira muitas obras abstratas.” thoven e Schubert. Além de todas as manhãs eu começar o dia tocando uma hora de violino antes de começar a trabalhar. Pra mim a música é como uma amante enfeitiçada que inspira muitas obras abstratas.

19

P.K.: A música e as artes plásticas sempre impunham paralelos a mim, apesar disso não consigo analisá-los, certamente as duas artes tem uma natureza temporal. Quando vivíamos em Munique, havia um cômodo em nosso apartamento reservado apenas para música, lá minha esposa ministrava aulas de piano e quase todas as noites eu e Lili tocávamos Bach, Mozart, Bee-


Alicerce Alicerce Da Da Semana Semana uma Aula com Paul Klee Voltamos a perguntar sobre a Bauhaus e como era sua postura durante as aulas e, generosamente, Klee pegou suas anotações e nos honrou com uma breve explicação de suas aulas da teoria de composição pictórica:

Ent end o m end o éto do

“O exercício propunha a combinação de estruturas sólidas e fluidas, o resultado final deve ser a composição rítmica entre o fixo e o móvel.”

Um dos alunos respondeu com essa forma:

Em si, ela poderia significar alguma coisa

Como fazer para que esse encontro se torne uma fonte de riqueza?

Um vaso alargado no meio

Uma luminária com pé

Ou qualquer outro objeto

Um péndulo de um relógio

“Uma simples fusão de objeto só pode constituir aqui uma vulgar solução de superposição, nenhum conflito orgânico entre o círculo e a reta, nenhum espírito”.

20


Alicerce Alicerce Da Da Semana Semana

21

uma Aula com Paul Klee “Agora vamos passar uma ripa de madeira por trás de um fundo de garrafa, uma lente ótica ou uma bola de vidro”

Ent end o m end o éto do

“Nesse caso, o círculo é mais forte que a reta. A reta será deformada assim que adentrar o círculo, por sua vez o círculo não muda, a vitória é do aspecto fluido sobre o sólido”.

Aplicando esse conceito podemos ter:


Alicerce Alicerce Da Da Semana Semana uma Aula com Paul Klee “imaginemos a situação inversa, agora, com a reta utilizando a sua força de penetração mais violenta”

Ent end o m end o éto do

Apliquemos:

“O círculo será modificado pela reta, então é ela que vence e fica em evidência”

22


Alicerce Alicerce Da Da Semana Semana

23

uma Aula com Paul Klee “E finalmente as duas figuras concorrem, ambas a si modificarem por um fenômeno de assimilação recíproca, o círculo não é mais um círculo , nem a reta é mais uma reta”

“Vou escolhendo cada vez, seguindo o espírito da composição, um ou outro motivo e vou obtendo uma formação de combate ou de amizade”.

Assim, Klee deu um rosto a essa demonstração:

Ent end o m end o éto do


Galeria Bauhaus

Sem dúvida a peça mais famosa desenhada por Walter Gropius, as formas geométricas e industriais, como os seus parafusos expostos, das maçanetas Bauhaus floresceram e deram o tom sobre o que a estética da Bauhaus era. O DNA de design encontrado nessa maçaneta permanece vivo em objetos contemporâneos, como o iPhone 4S.

Em espírito e em estatura, cadeira Wassily de Marcel Breuer (1925) a partir de Knoll tem poucos iguais. Acredita-se que o primeiro projeto da cadeira de aço tubular curvado, o Presidente Wassily destila a cadeira tradicional clube a uma série de peças, linhas fortes, firmados com dinâmica contraponto material. O reluzente cromo-acabados de aço tubular pelas graciosas curvas, guidão da bicicleta Adler-é perfeita em sua assembléia de inspiração quadro. Slings de couro couro grossas criar superfícies de assento do projeto, que mantêm a sua tautness nítido durante décadas 24


Alicerce Alicerce Da Da Semana Semana

“A c éu u “Tudo se resume a duas palavras, vontade e dedicação”. Bauhausiando: Impressionante seu potencial criativo, temos conhecimento de que o senhor é capaz de trabalhar em várias telas ao mesmo tempo, como se dispõe sua técnica e sua mente para concretizar essa façanha?

25

P.K.: Para ter sucesso no que fazemos é essencial nunca trabalhar tendo em mente uma imagem final, pelo contrário. Devemos nos dedicar inteiramente ao que está sendo pintado, tudo se resume a duas palavras, vontade e dedicação.


Alicerce Alicerce Da Da Semana Semana

contemplação uma revelação, um olhar sobre o atelier de Deus” “

Bauhausiano: Para finalizar as perguntas sobre a Bauhaus, o senhor tem algo para comentar ou aconselhar a outros professores de artes pelo mundo?

P.K.: Sim, claro. Quando a necessidade surgir, leve seus alunos para a natureza, deixem que experimentem, que vejam como um botão se forma, como uma árvore cresce, como uma borboleta

nasce, eles também se tornarão tão ricos e tão determinados quanto a natureza, pois a contemplação é uma revelação, um olhar sobre o atelier de Deus, é aí que repousa o mistério da criação.

26


Alicerce Alicerce Da Da Semana Semana

Bauhausiando: Saindo um pouco do ramo artístico, vamos ao Paul Klee como homem político, o que você achou da ascensão de Hitler? 27

P.K.: Até hoje não gosto de falar sobre isso, mas fiquei bastante preocupado, desacreditei da possibilidade de ajudar a massa e havia muitas coisas a fazer, o povo

era decididamente despreparado para a realidade, nesse assunto ele era muito estúpido.


Alicerce Alicerce Da Da Semana Semana

Bauhausiando: Percebemos que durante esse período suas obras mudaram bastante, como você se sentia? P.K.: Estava aflito, eu descobria, reagia e me exprimia em silêncio através de meus desenhos, com figuras nervosas e até violentas, realmente foi um período perturbador. Bauhausiando: Você se sente confortável em comentar sobre a investigação nazista ao seu atelier?

P.K.: Confortável de jeito nenhum, mas não vejo problema para isso agora, já que estou no fim de minha carreira. Fazer qualquer coisa contra aquela injuria tão grosseira parecia indigno de mim, mesmo se eu fosse judeu, isso não mudaria em nada o valor da minha pessoa e da minha obra, um judeu ou um estrangeiro, não são necessariamente inferiores a um alemão, eu não tenho direito de abonar esse ponto de vista a menos que eu me torne imortalizado como ridículo.

28


Alicerce Alicerce Da Da Semana Semana

Bauhausiando: Como o senhor mesmo falou, você está no fim de sua carreira, seus trabalhos passaram a apresentar figuras angelicais, algumas tristes ou outras felizes, isso é uma espécie de iluminação ou presságio?

P.K.: Naturalmente eu não chego por acaso ao caminho fatal, a maior parte dos meus trabalhos mostra e proclama, chegou a hora. Neste mundo, nada pode me segurar, pois eu resido tanto com os mortos como com aqueles que ainda não nasceram. Um pouco mais perto da criação como de costume, apesar disso, ainda bastante distante. 29


Galeria Bauhaus

Criada em 1926 por Josef Albers em colaboração com Anni Albers.O que é, hoje, um design Bauhaus icônico marcante e amplamente aclamado foi bastante revolucionário em 1926. Josef Albers projetou este conjunto de 4 mesas de nidificação para a casa da família Moellenhof em Berlim, enquanto ele era o diretor artístico do departamento de mobiliário na Bauhaus de Weimar. Características, design minimalista fluxo alinhada, combinado com forma geométrica clara eo uso de cores de trabalho Josef Albers como pintor. Disponível apenas como um conjunto de 4 móveis.

Criada em 1924 por William Wagenfeld É provalvemente é peça de luz mais icônica saída da BAUHAUS. Feita com metal e vidro precisamente cortados, uma verdadeira obra de arte. Surgiu na época do regime tecnologico da Bauhaus. Período conhecido como o do racionalismo formalista.

30


Arte da semana

Sitting Woman Johannes Itten 1919


Fontes http://www.theguardian.com/books/2007/nov/17/architecture.art http://nymag.com/homedesign/features/61726/ http://www.abstract-art-framed.com/bauhaus.html http://www.creativebloq.com/design/easy-guide-design-movements-bauhaus-8134146 http://www.apartmenttherapy.com/post-241-93344 http://gizmodo.com/5918142/8-beautiful-things-from-bauhaus-the-single-most-influential-school-of-design http://www.theartwolf.com/architecture/skyscrapers.htm http://shhdesign.co.uk/the-use-of-basic-shapes-and-colour-in-design-the-influence-of-the-bauhaus/ http://smearedblackink.com/swiss_style_timeline/ http://www.linotype.com/794-12592/influenceofthebauhaus.html http://edelhaus.hubpages.com/hub/bauhaus http://bauhausinteriors.com/blog/the-bauhaus-movement/ http://designhistory.org/index.html http://mundoestranho.abril.com.br/materia/o-que-foi-a-bauhaus http://abduzeedo.com/bauhaus-influence Documentรกrio: Paul Klee - O Diรกrio de Um Artista


Hist贸ria do Design 2013.2

Jo茫o Marcelo Alves Walter Gabriel Melo de Lima


Bauhauseando #1