Page 1

R$ 9,90

0


Ă?ndice


Caríssimos Leitores, Viemos trazer nesta edição matérias surpreendentes em que visa a todos os nossos leitores onde temos matérias sobre a sustentabilidade, economia, tecnologia e entre outras que agradará a todos de forma satisfatória. TEM+ é uma revista piloto limitada onde terá uma única edição e que desde já agradece a todos os leitores que adquirirem a revista e que temos a total certeza que quem ler a TEM+ ficará bem informado e entretido com todo o conteúdo. Temos nessa edição os queridos redatores Walison Lemes Pereira, Aline Dias da Silva e Tayna Rodrigues Vaz que com muito entusiasmo e profissionalismo, fizeram parte desta edição limitada da revista TEM+, tudo que está publicado nesta revista devemos aos nossos queridos redatores e jornalistas citados acima. BOA LEITURA A TODOS!

Escrito por: Walison Lemes Pereira Aline Dias da Silva Tayna Rodrigues Vaz


SUSTENTABILIDADE: Nunca antes se ouviu falar tanto nessa palavra quanto nos dias atuais: Sustentabilidade. Mas, afinal de contas, o que é sustentabilidade? Segundo a Wikipédia: “sustentabilidade é um conceito sistêmico; relacionado com a continuidade dos aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais da sociedade humana”. Podemos dizer que esse conceito de sustentabilidade representa promover a exploração de áreas ou o uso de recursos planetários de forma a prejudicar o menos possível o equilíbrio entre o meio ambiente e as comunidades humanas e toda a biosfera que dele dependem para existir. Pode parecer um conceito difícil de ser implementado e, em muitos casos, economicamente inviável. No entanto, não é bem assim. Mesmo nas atividades humanas altamente impactantes no meio ambiente como a mineração; a extração vegetal, a agricultura em larga escala; a fabricação de papel e celulose e todas as outras; a aplicação de práticas sustentáveis nesses empreendimentos; revelou-se economicamente viável e em muitos deles trouxe um fôlego financeiro extra. De uma forma simples, podemos afirmar que garantir a sustentabilidade de um projeto ou de uma região determinada; é dar garantias de que mesmo explorada essa área continuará a prover recursos e bem estar econômico e social para as comunidades que nela vivem por muitas e muitas gerações. Mantendo a força vital e a capacidade de regenerar-se mesmo diante da ação e da presença atuante da mão humana. Enfim se todos fizer a parte que cabe a cada um o Mundo mudará rapidamente em questão de atos ecológicos como exemplos de não jogar lixo no chão ou mesmo que não for seu, mas recolher mesmo que não seja seu. Atos pequenos se tornam atos grandiosos. Comece desde já fazendo a sua parte! Escrito por Walison Lemes Pereira.


Religiões, todas nos levam a Deus. Religião (especula-se várias origens.Detalhes na seção etimologia) é um conjunto de sistemas culturais e de crenças, além de visões de mundo, que estabelece os símbolos que relacionam a humanidade com a espiritualidade e seu próprios valores morais.Muitas religiões têm narrativas, símbolos, tradições e histórias sagradas que se destinam a dar sentido à vida ou explicar a sua origem e do universo. As religiões tendem a derivar à moralidade, a ética, as leis religiosas ou um estilo de vida preferido de suas ideias sobre o cosmos e a natureza humana. A palavra religião é muitas vezes usada como sinônimo de fé ou sistema de crença, mas a religião difere da crença privada na medida em que tem um aspecto público. A maioria das religiões têm comportamentos organizados, incluindo hierarquias clericais, uma definição do que constitui a adesão ou filiação, congregações de leigos, reuniões regulares ou serviços para fins de veneração ou adoração de uma divindade ou para a oração, lugares (naturais ou arquitetônicos) e/ou escrituras sagradas para seus praticantes. A prática de uma religião pode também incluir sermões, comemoração das atividades de um deus ou deuses, sacrifícios, festivais, festas, transe, iniciações, serviços funerários, serviços matrimoniais, meditação, música, arte, dança, ou outros aspectos religiosos da cultura humana. O desenvolvimento da religião assumiu diferentes formas em diferentes culturas. Algumas religiões colocam a tônica na crença, enquanto outras enfatizam a prática. Algumas religiões focam na experiência religiosa subjetiva do indivíduo, enquanto outras consideram as atividades da comunidade religiosa como mais importantes. Algumas religiões afirmam serem universais, acreditando que suas leis e cosmologia são válidas ou obrigatórias para todas as pessoas, enquanto outras se destinam a serem praticada apenas por um grupo bem definido ou localizado. Em muitos lugares, a religião tem sido associada com instituições públicas, como educação, hospitais, família, governo e hierarquias políticas. Alguns acadêmicos que estudam o assunto têm dividido as religiões em três categorias amplas: religiões mundiais, um termo que se refere à crenças transculturais e internacionais; religiões indígenas, que se refere a grupos religiosos menores, oriundos de uma cultura ou nação específica; e o novo movimento religioso, que refere-se a crenças recentemente


desenvolvidas.Uma teoria acadêmica moderna sobre a religião, o construtivismo social, diz que a religião é um conceito moderno que sugere que toda a prática espiritual e adoração segue um modelo semelhante ao das religiões abraâmicas, como um sistema de orientação que ajuda a interpretar a realidade e definir os seres humanos[4] e, assim, a religião, como um conceito, tem sido aplicado de forma inadequada para culturas não ocidentais que não são baseadas em tais sistemas ou em que estes sistemas são uma construção substancialmente mais simples. FONTE: Wikipedia

A religião é uma forma do ser humano se comunicar com o próprio Deus, com o seu filho amado Jesus e seus intercessores por eles. Ir à igreja independentemente a religião, pois todas tem o mesmo intuito em buscar a salvação de todos e a remissão dos nossos pecados e o principalmente que nos encontrar como ele o Deus nosso grande maior e mestre. Enfim para conhecermos Deus temos que nos encontrar com ele, ou indo na igreja, ou simplesmente no silêncio do seu coração, temos que acreditar nele e nas suas infinidades bênçãos concedidas pois lembrando que ele nos deu seu filho amado para nos salvar de todos os nossos pecados. Escrito por Tayna Rodrigues Vaz. Com esse intuito fizemos uma pesquisa na turma de Aprendizagem em serviços Administrativos com 26 pessoas com as respectivas perguntas: 1 - Você acredita em Deus?

2- Você tem Religião?

1

1

Sim 25

Não

Sim 25

Não


3- Qual é a sua religião?

0 4

Católico

0 1

Envangélico Universal

1

Quadrangular

0

Assembléia de Deus

0 4

15

Testemunha de Jeová Congregação Cristã Sara Nossa Terra

Adventista Ateu


A escolha da profissão não é uma tarefa fácil, sempre surgem dúvidas na hora de decidir entre quais carreiras escolher. O Teste Vocacional da revista TEM + foi elaborado para que você possa descobrir quais carreiras mais combinam com você e com sua personalidade. O teste é composto por 14 questões objetivas, nas quais você deve selecionar uma única opção por pergunta. No final, você pode conferir qual opção obteve mais respostas e o resultado do seu teste profissional.

1) Quando penso numa profissão, o mais importante para mim é: A) Obter um bom retorno financeiro e ser bem sucedido. B)Trabalhar em algo que esteja em evidência no mercado. C)Fazer algo independente financeiro.

que do

D)Ser muito bem financeiramente. E)Poder atuar comunidade.

em

gosto, retorno

sucedido

minha

2) Das viagens abaixo, qual seria considerada por você como a viagem perfeita? A)Conhecer os castelos antigos da Europa e visitar os museus. B)Surf e aventuras radicais na Austrália. C)Compras e conforto, viajando pelos Estados Unidos. D) Conhecer as particularidades da cultura asiática no Japão. E)Descansar com a família em uma ilha paradisíaca.


3) A pessoa da sua família que você mais admira:

5) Qual país abaixo você desejaria conhecer?

A)Estudou bastante e possui uma posição de destaque no mercado de trabalho.

A)Egito.

B) É aventureira e viaja bastante.

C)Nova Zelândia.

C)Curte a vida e está sempre descobrindo coisas novas.

D)Tailândia.

B)Israel.

E)África do Sul

D)É bastante criativa e está sempre com novidades. E)Se dedica a algum trabalho de ajuda ao próximo.

4) Se eu tivesse que montar uma empresa hoje, esta empresa seria: A)Uma empresa baseada em algo de meu interesse pessoal como um passatempo ou atividade que pratico. B)Uma empresa direcionada as tendências atuais do mercado independentemente da área de atividade. C)Uma empresa familiar onde eu pudesse trabalhar perto de meus amigos e familiares. D) Uma empresa tradicional, com produtos ou serviços conservadores e de fácil comercialização. E)Uma empresa criativa onde eu pudesse arriscar e desenvolver novas ideias

6) Qual dos esportes abaixo você mais se identifica? A)Futebol. B)Lutas. C) Natação. D)Tênis. E) Não gosto de esportes.

7) Em um ambiente onde você não conhece ninguém, você costuma: A)Ficar em um lugar isolado. B)Conversar com alguém que possa lhe introduzir a um grupo. C)Curtir sozinho. D)Se socializar e conquistar amigos. E)Se sentir incomodado por estar sozinho e vai embora.


8) Em quais destes ambientes você se sente mais a vontade?

12) Na escola eu geralmente me destacava por:

A)Em um hospital.

A)Ser um aluno dedicado e tirar notas boas.

B)Em centros esportivos. C)Em uma floresta. D) Em shoppings. E)Em lugares isolados.

B)Ser atencioso e ajudar meus colegas. C)Ser bastante dedicado aos esportes. D)Não prestar atenção nas aulas e ser repreendido.

9) Dentre estas personalidades, a que mais admiro é: A)Bill Gates. B)Steve Jobs. C)Ronaldo. D)Angelina Jolie.

E)Ser engraçado e contar piadas.

13) Se eu ganhasse na loteria eu: A)Guardaria parte do dinheiro e investiria em um negócio. B)Dividiria meu dinheiro entre diversas opções de investimento.

E) Madre Tereza. C)Guardaria o dinheiro e me dedicaria a atividades que me interessam.

10) Estou fazendo este teste vocacional pois: A)Não tenho ideia de qual profissão escolher.

D)Usaria o dinheiro para uma causa nobre. F)Aposentaria e viveria viajando.

B)Estou na dúvida entre duas profissões.

14) Se eu tivesse que abrir um destes negócios seria:

C)Estou na dúvida entre 3 profissões ou mais.

A)Uma empresa de internet.

D)Sei qual profissão me interessa, mas não tenho certeza.

B)Uma fábrica de computadores.

E)Estou certo de qual profissão eu quero, apenas pretendo conferir.

D)Uma academia.,

C)Um restaurante.

F)Uma clínica médica.


Pontos por opção: A

B

C

D

E

A. Você valoriza o sucesso profissional. Lista das Profissões: Arquitetura, Artes Cênicas, Artes Plásticas, Astronomia, Ciências Biológicas (Biologia), Cinema, Engenharia Mecânica, Esporte, Filosofia, Jornalismo, Matemática, Publicidade, Rádio e TV, Turismo e Veterinária.

B. Você valoriza a ascensão social. Lista das Profissões: Medicina, Direito, Artes Cênicas, Arquitetura, Cinema, Editoração, Engenharia Aeronáutica, Jornalismo e Odontologia.

C. Você valoriza a segurança. Lista das Profissões: Medicina, Odontologia, Engenharia Civil, Engenharia da Computação, Letras, Nutrição, Pedagogia, Psicologia e Veterinária.

D. Você valoriza a qualidade de vida. Lista das Profissões: Administração, Ciências Contábeis, Análise de Sistemas, Economia, Engenharia da Computação, Farmácia, Física.

E. Você valoriza a solidariedade. Lista das Profissões: Ciências Sociais, Enfermagem, Fonoaudiologia, Engenharia de Alimentos, Jornalismo, Nutrição, Terapia Ocupacional, Psicologia, Serviço Social, Fisioterapia, Odontologia, Decoração e Moda.


A escola não pode se manter distante do mundo (virtual) lá fora, concordam diretores ou gestores dos colégios visitados pelo O POVO. O argumento é o primeiro da lista de porquês que respondem à necessidade de conectar o aprendizado a novas tecnologias. “Em casa, o aluno tem televisão, computador, tablet...”, espelha David Rocha, diretor do Christus, frente ao tradicional método pedagógico lousa-e-pincel. “Vamos ensinar de uma maneira que eles já estão acostumados a receber informação”, associa Celso Medeiros, coordenador de Informática da escola.Mas, entre ligar o computador (ou o tablet) e aprender, há uma distância tão grande quanto a resistência a mudanças na metodologia de ensino. Na avaliação do professor Francisco Herbert Lima Vasconcelos, doutorando em Teleinformática e integrante do Instituto UFC Virtual, “a aquisição de equipamentos como computadores, softwares, acesso a Internet em sala de aula dá a falsa ideia de que essa é a chegada das novas tecnologias no contexto escolar”.Falta o passo adiante, maior. “Uma mudança de postura e do método de ensino dos professores”, aponta Herbert Lima. Dessa forma, os recursos digitais deixarão de ser propaganda e terão uso efetivo, ampliando as possibilidades de um ensino qualificado. “É preciso investir na metodologia de ensino. Isso passa pela qualificação dos professores e mudanças de mentalidade cultural dos gestores da escola”, indica o pesquisador. O dever de casa dos que regem a educação é fazer a tecnologia funcionar “com profissionais treinados e conteúdo”, exercita Davi Lima, coordenador do Departamento de Informática da Secretaria Municipal de Educação.Davi comemora a inclusão digital dos 444 alunos da Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental (Emeif) Monteiro Lobato, por meio do programa Um Computador por Aluno, “do Infantil 4 até a 5ª série”. Os professores tentam acompanhar essa turminha. “Eles estão adotando (o computador) na sala de aula, mas também estão conhecendo agora. Nossos professores são alunos virtuais da UFC”, diz a diretora da Monteiro Lobato, Carolina Oliveira Muniz.E todos têm uma dúvida em comum: se já é difícil controlar o uso do celular na sala de aula, como manter os alunos conectados à matéria e não dispersos na internet e sua


multiplicidade de atrativos? “Ao mesmo tempo em que forneço uma série de possibilidades para o aluno, isso tem que ser muito bem gerenciado”, reconhece o gestor de Tecnologia do Ari de Sá, Andrey Lima. “Se mudo minha abordagem e tento solicitar uma reflexão sobre o tema, faço perguntas, estou minimizando esse lado negativo da Internet”, orienta Herbert Lima.E a palavra reflexão “abre” outro “link”: gerar conhecimento. “Converter essa quantidade exacerbada de informações em conhecimento efetivo”, indica Herbert Lima, passa pelo professormediador. É ele quem deve continuar filtrando e validando informações. “A tecnologia vem dizer: o papel do professor é fundamental. O fato de ter Internet, vídeo não me garante o aprendizado ou que o aluno tenha um ganho na capacidade de informação... Tecnologia não é solução para problemas escolares ou de aprendizagem e nem vai garantir a qualidade da educação. É um recurso, como outros que chegaram: o livro didático, os jogos educacionais”, ratifica Lima.A tecnologia aumenta o tempo, multiplica o conteúdo, facilita o trabalho. Mas as pessoas ainda vão se formar seres humanos no diálogo e no aprendizado mútuo. Que cidadãos o mundo real terá em breve? E que futuro (re)construir, com tanto conhecimento? Essas são perguntas que ainda esperam uma resposta definitiva da educação. E que vão se repetir, indefinidamente, feito os porquês das crianças. (Ana Mary C. Cavalcante)

Números 23 escolas públicas de Hortolândia (interior de São Paulo) participaram, durante 18 meses, do projeto Aula Interativa, da Dell (que somou tecnologia na sala de aula, capacitação dos professores e apoio da comunidade) 6 mil alunos e 100 professores de 5ª e 6ª séries do Ensino Fundamental e do 1º e 2º anos do Ensino Médio integraram o projeto 20% a mais de desempenho foi verificado, na disciplina de matemática, em uma avaliação feita pela Unesco (em junho deste ano). O percentual significa sete vezes mais que o grupo que não recebeu o projeto 44% dos alunos responderam que as aulas com o suporte da tecnologia ficam mais interessantes, segundo o estudo da Unesco 54% dos estudantes afirmaram que aulas do tipo incentivaram o interesse pelo estudo. Fonte: Jornal O POVO Online PESQUISADO POR: Aline Dias da Silva


Podem me chamar de louco, mas não acredito em tragédias. Na sociedade em que vivemos, pensar assim é tomar uma postura conformista e irresponsável. Respeito quem discorda de mim, mas tenho certeza que minhas palavras são menos duras que a realidade de cada família envolvida, de maneira direta ou indireta, vai ter que eternamente enfrentar. Este evento ao qual me recuso a chamar de tragédia tem inúmeras nuanças e desdobramentos para cada um que lê estas palavras. É quase um paradoxo a morte de jovens universitários de um país que tem 70% das escolas públicas que não dispõe de biblioteca. Estes raros jovens heróis mortos em Santa Maria são vitimas de um estado cinematográfico onde não se investe em educação, saúde, infraestrutura e segurança. Criamos um sistema que nos serve ao contrário... Ele tira de nós, tempo, saúde, qualidade de vida, mobilidade, educação e agora o futuro aos nacos... E fomos nós que criamos este Monstro. Nossa juventude é vitima da violência do trânsito, álcool, drogas e da pior coisa que o BRASIL tem: o jeitinho! Todos perdemos hoje mais do que os 231 jovens, o que já é um patrimônio incalculável, pois nos tira o sonho de um futuro melhor. Todos os dias morremos um pouco quando um jovem deixa de aprender por falta de qualidade da educação deste pais. Reduz-nos o senso crítico e passamos a acreditar em tragédias, o que é mais confortável. Não sofremos um ataque à bomba, mas temos suas repercussões imediatamente assustadoras, não temos um maluco solto com metralhadoras como acontece frequentemente nos EUA (aqui tb acontece, mas não é traço cultural do brasileiro). Nosso traço cultural me envergonha, o JEITINHO está enraizado em cada brasileiro e temos que mudar isso já. E este é o ponto: quando uma coisa dessas acontece nos EUA, existe uma estrutura de apoio secundária suficiente (estradas, hospitais, infraestrutura, segurança). Aqui não! Frase curta e quase tão assustadora quanto às fotos da tragédia. O sistema entra em colapso sempre que é exigido! Temos que transformar este acontecido em SM


para mudar nossa sociedade. Alvarás, recursos, segurança, educação, saúde tem seu propósito e fim. Toda a vez que há corrupção, estamos matando nosso povo. Temos que pressionar nossos representantes públicos a trabalharem por nós de forma efetiva e eficaz. Cada vez que o cidadão e seus representantes públicos se omitem e são condescendentes ao jeitinho e a corrupção, matamos nosso futuro um pouco. Numa estrada esburacada, numa rua escura, numa escola precária, num hospital desaparelhado... Temos que rever as verbas para festas típicas, os salários dos políticos, onde os mesmos educam seus filhos (acho que deveriam educar na rede pública) e tratam seus familiares (deveriam usar o SUS do local que o elegeu) enquanto a sociedade não tiver a real saúde e educação de qualidade. Neste momento de dor, temos que ter a lucidez de mudar nossa sociedade. Lamento pela família das vítimas, mas somente isso não vai prevenir uma futura tragédia. Temos que mudar agora. O jeitinho é o pai da corrupção!

Alessandro Barilli Alves Nefrologia Pesquisado por: Walison Lemes Pereira


É difícil encontrar uma mulher que não se importe em ter celulite, mas a verdade é que a maioria dos homens praticamente não liga para isso. Porém, o mesmo acontece com eles em relação à calvície – eles odeiam, mas elas talvez nem se importem.Seja qual for o problema ou o sexo da pessoa, é possível evitá-lo com uma dieta saudável e também disfarçá-lo com algumas técnicas.


No caso das mulheres, existem alguns fatores que podem combater ou até evitar o surgimento da celulite, como a drenagem linfática, a boa alimentação, como lembrou o endocrinologista Alfredo Halpern, e a prática de exercícios físicos, principalmente para a região dos glúteos e coxas.No entanto, para aquelas que já têm os indesejáveis furinhos na pele e se incomodam, é possível disfarçá-los com alguns procedimentos estéticos, com cremes, laser e até mesmo maquiagem.Segundo a maquiadora Guetti Reis, os sprays tonalizantes são ótimos contra a celulite porque deixam a pele mais bronzeada e uniformizada. Porém, vale ressaltar que o efeito é apenas imediato já que o pigmento do produto sai com o banho.Pessoas muito sensíveis e alérgicas devem evitar o uso desses cosméticos, como alertou a dermatologista Márcia Purceli. Existe também o bálsamo corporal cintilante, que rebate a luz e disfarça a celulite, e a meia-calça líquida que é à prova d´água e dura mais.Para os homens preocupados com a calvície, também existem alguns tipos de maquiagem. Os produtos à base de queratina são importados de outros países e são ótimas alternativas para disfarçar a queda de cabelo, mas não funcionam em pessoas que já são totalmente carecas. No Brasil, custam cerca de R$ 200 e podem durar até 40 aplicações. Porém, é importante saber que antes de se preocupar com as alternativas para amenizar a calvície, é preciso ficar atento aos sinais no cabelo. Caso o fio vá ficando fino com o tempo, vale procurar um médico para avaliar se não há uma predisposição genética para o problema.Fora a genética, o cabelo pode cair por diversos outros problemas, inclusive a alimentação – nesse caso, a dica é mudar a dieta para ver se diminui a queda; se não, é bom procurar também um médico. No caso das mulheres, a queda de cabelo pode ser causada por um problema na tiróide e também deve ser investigada, como alertou o endocrinologista Alfredo Halpern.Segundo a dermatologista Márcia Purceli, é importante tratar a calvície no início antes que os folículos capilares morram - caso isso aconteça, não é possível mais reverter. Homens que ainda têm um pouco de cabelo crescendo da raiz podem recorrer ao transplante capilar. Porém, aqueles que são totalmente carecas não têm mais como reverter e só conseguem ter cabelo se optarem pelo uso de uma peruca.


REVISTA TEM +  

REVISTA TEM + REVISTA TEM + REVISTA TEM + REVISTA TEM + REVISTA TEM + REVISTA TEM + REVISTA TEM +

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you