Issuu on Google+

Criação de E-book Grátis http://www.ebook-gratis-download.com


E-Book

As Dez Palavras de Deus

PrincĂ­pios Morais de Deus Por: Pr. Valdunier Pereira JĂşnior


As Dez Palavras de Deus Princípios Morais de Deus (Estudo bíblico)

“As palavras do SENHOR são palavras puras, como prata refinada em fornalha de barro, purificada sete vezes.” (Salmos 12 : 6) “Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.” (Salmos 119 : 11) "Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho." (Salmos 119 : 105) "O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar." (Mateus 24 : 35)

Escrito por: Pr. Valdunier Pereira Júnior Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008

Contatos: pereiravald@yahoo.com.br valdunier.pereira@hotmail.com Web site:http://www.pastoronline.brvit.com Guapimirim RJ


Dedicatória Dedico mais este estudo a todos os santos espalhados pelas Igrejas do nosso Senhor Jesus Cristo que está em toda a face da terra, aos santificados em Cristo Jesus, a todos os que invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Aqueles que tem os mandamentos do Senhor e os guarda. E que com seus corações voltados para Deus, buscam o aperfeiçoamento concernente à interpretação da Sua Palavra. A todos, graça, paz e sabedoria da parte de Deus Pai e da do Senhor Jesus Cristo.

Agradecimentos Agradeço ao o nosso Deus, o Todo-Poderoso, e a Seu Filho Jesus Cristo, que pelo Seu Espírito Santo me concedeu da sua graça para o conhecimento e a verdadeira interpretação da Sua Palavra, para orientar o seu povo a desfrutar de uma vida abundante de acordo com a Sua perfeita vontade por Jesus Cristo nosso Salvador. A Ele, glória para todo o sempre. Amém!


Introdução O ser humano vive dividido entre a espiritualidade e a moralidade, nunca se tem ao certo um caminho para percorrer, isto é, tem sim por que a vida espiritual torna-se um reflexo da material vivida de forma ética e moral. Deus desde tempos mais remotos se dirigiu ao homem mostrando a ele que esse caminho o moral é o suficiente para agradá-lo não necessita o homem de nenhum sacrifício mirabolante para tanto. Já prestou a atenção no tão famoso “Decálogo, isto é, as Dez Palavras” ou os Dez mandamentos da lei de Deus, já viu que ele trata exatamente de princípios morais ? o interessante é que ele é a base doutrinária de vários seguimentos religiosos; vamos conferir?


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus Não terás outros deuses diante de mim Não farás para ti imagem esculpida Vamos começar lendo Êxodo 20 1:17 1. “Não terás outros deuses diante de mim” (20:3) 2. “Não farás para ti imagem esculpida” (20:4) 3. “Não tomaras o nome do Senhor teu Deus em vão” (20:7) 4. “Lembra-te do dia de sábado, para o santificar” (20:8) 5. “Honra a teu pai e a tua mãe” (20:12) 6. “Não matarás” (20:13) 7. “Não adulterarás” (20:14) 8. “Não furtarás” (20:15) 9. “Não dirás falso testemunho” (20:16) 10.“Não cobiçarás” (20:17) Note nas palavras proferidas por Deus na declaração dos mandamentos “Eu Sou o Senhor, teu Deus que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão”. v. 1 isso não é: seja honrado, grato, reconheça quem é que realmente pode realizar um grande beneficio? Daí então “Não terás outros deuses diante de mim”. Porque eles são incapazes de qualquer ação favorável ao homem, note que no Egito havia uma grande soma de deuses e que não fizeram nada em favor dos hebreus que sofriam grandes injurias e desprezo pela vida humana. “Não farás para ti imagem esculpida, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu ,o SENHOR, teu Deus, sou Deus zeloso que visito a maldade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daquele que me aborrecem e faço misericórdia em milhares aos que me amam e guardam os meus mandamentos.” 4-6 note que sendo Deus único vivo e verdadeiro tendo dado provas mais que suficiente do seu pode e bondade, jamais aceitaria ver os homens encurvando-se em postura de adoração diante de imagens esculpidas de criaturas criadas por Ele recebendo honras que pertencem somente a um verdadeiro Deus. Continua...

Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus Não tomaras o nome do Senhor teu Deus em vão. “Não tomaras o nome do Senhor, teu Deus, em vão; porque o Senhor não terá por inocente o que o tomar o seu nome em vão” 20:7. A primeira idéia que temos e até mesmo fomos ensinados assim, é que o nome de Deus, só deve ser pronunciado com reverência, em conversas sérias; apesar de que muitas pessoas maduras, e mesmo crianças, quando estão brincando ou mesmo conversando coisas sem importância, tem o costume de dizer:

“Ai, meu Deus”,

“Deus me livre”, ou outras expressões parecidas. Vamos analisar um pouco.

“tomaras” 2ª pess. sing. fut. ind. de tomar verbo

transitivo, que entre outros verbetes encontramos: 1. Receber, aceitar 2. Assumir, adotar Assim sendo compreendemos que; o que é proibido não é meramente o uso do nome. Antes devemos compreender que os Nomes na Bíblia representam o caráter. Jacó recebeu este nome, porque nasceu segurando o calcanhar de seu irmão, uma atitude de enganador e suplantador. Já Nabal significa sem juízo, E ele foi realmente um desajuizado. Davi significa o amado, querido. O nome Jesus quer dizer “Ele salvará o seu povo dos pecados deles”. O nome de Deus é santo, justo, amoroso, bondoso, puro. Judeus ortodoxos há muito tempo tomaram a posição de que o nome sagrado YAHWEH (JEOVÁ) que significa: Aquele que existe por si só, é santo demais para ser tomado em nossos lábios. Mas em nenhum lugar na Escritura encontramos qualquer indicação de que nos seja proibido o uso desse nome, esse nome é a mais linda revelação do nosso Deus dentro de pacto ou acordo para conosco.

E embora receba aquele nome a ênfase nas palavras do terceiro

mandamento “Não tomarás o nome de JEHOVAH teu Deus em vão” não está escrito “nos teus lábios.”, mas sim diz o terceiro mandamento que não devemos tomar, ou, Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus receber, aceitar, assumir, adotar aquele nome em vão. O que temos é que esse mandamento é contra uma vida profana, contra a hipocrisia, quem toma o nome do SENHOR sobre si não deve viver uma dualidade; na igreja é um fervoroso cristão, no mundo age como um inconseqüente comportando-se como um leviano profanando o nome do senhor como está escrito em Romanos 2:17-24 “No dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo, segundo o meu evangelho.

Eis que tu que tens por sobrenome

judeu (ou Cristão) , e repousas na lei (na Bíblia), e te glorias em Deus; E sabes a sua vontade e aprovas as coisas excelentes, sendo instruído por lei; E confias que és guia dos cegos, luz dos que estão em trevas, Instrutor dos néscios, mestre de crianças, que tens a forma da ciência e da verdade na lei; Tu, pois, que ensinas a outro, e não te ensinas a ti mesmo? Tu, que pregas que não se deve furtar, furtas? Tu, que dizes que não se deve adulterar, adulteras? Tu, que abominas os ídolos, cometes sacrilégio? Tu, que te glorias na lei (na palavra de Deus), desonras a Deus pela transgressão da lei? Porque, como está escrito, o nome de Deus é blasfemado entre os gentios (ou pessoas) por causa de vós”. Quem toma o nome do Senhor deve saber que: “Fomos, pois, sepultados com ele pelo batismo na morte, para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se temos sido unidos a ele na semelhança da sua morte, certamente também o seremos na semelhança da sua ressurreição; sabendo isto, que o nosso homem velho foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado fosse desfeito, a fim de não servirmos mais ao pecado”. Romanos 6:4-6 “O Senhor conhece os seus, e: Aparte-se da injustiça todo àquele que profere o nome do Senhor”. II Timóteo 2:19

É triste saber que

muitos têm apenas nome de cristãos, mas suas vidas demonstram o contrário, no que vivem tomando o nome de Deus em vão. Saiba que é uma honra e ao mesmo tempo uma responsabilidade ser cristão. Em honra ao Seu nome, você e eu somos

Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus chamados a viver nEle. Graças a Deus por essa liberdade maravilhosa que Ele nos tem dado, de trilharmos o caminho da Sua Palavra. Por esse pecado, cujo castigo é a morte, foi que sofreu o Seu Filho, em nosso lugar. Cristo é o cumprimento da lei para a justiça de todo àquele que crê. Nele encontra-se a nossa vida. E na obediência encontra-se a nossa liberdade. Você crê nisso, amado? Viva para Ele, confesse o Seu nome com reverência e santo temor.

Lembra-te do dia de sábado, para o santificar

“Lembra-te do dia do sábado, para o santificar”. Êxodo 20:8 O quarto mandamento é sem duvida alguma o mais discutido em alguns seguimentos religiosos e mesmo até definido como o mais importante, dentre tantos outros que ao meu ver não devem ser desmerecidos.

Para

iniciarmos nossa compreensão dos fatos vamos começar definindo algumas palavras relevantes a esse mandamento a primeira é lembrar depois sábado e por ultimo santificar, por definição 1.

Para lembrar temos: vt. Trazer á memória; evocar, recordar

2.

Para sábado temos: sm. O sétimo dia da semana ,

3.

e para santificar temos: vt. Tornar santo, (santo = adj. Sagrado)

A expressão lembra-te aponta para o passado, para algo que já existia uma experiência vivida, porem devemos salientar que duas dessas palavras estão diretamente comprometidas com um contesto religioso; onde temos o sábado muito mais do que apenas sétimo dia e sim de acordo com o vocábulo Do idioma hebreu Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus SHABATH = REPOUSO, significa literalmente cessar de um trabalho, de uma atividade descansar. e o ato de santificar Do hebreu GADASH = AFASTAR DO USO COMUM.

Do

grego

HAGUISMOS

=

SANTIDADE,

CONSAGRAÇÃO,

SEPARAR,

CONSAGRAR. Então temos: “Não te esqueças do dia do descanso para dedicar”

é

o de separar ou dedicar; então temos: “Não te esqueças de separa o dia de descanso” Leia isso que esta, escrito em Gêneses 2: 2 e 3

“E havendo Deus

acabado no dia sétimo a obra que fizera, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito.

E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou;

porque nele descansou de toda a sua obra que Deus criara e fizera”. Abençoou Do hebreu BRAKAH = BEM-AVENTURADOS, FELIZES. Perceba aqui que Deus o criador depois de um grande trabalho na criação de todo o universo, e isso, em uma jornada diária de serviços; repousou, descansou de todo o seu trabalho, abençoando então esse dia o ultimo dia da jornada de trabalho assim como nós ansiamos o santo final de semana, ou um feriado ou aquelas férias, e isso por que ? porque é bom descansar, e Deus viu como era bom o merecido descanso. Quando Deus deu essa ordem ao povo de Israel dizendo: “te Lembra do dia do sábado, para o santificar” o fizera pensando nele mesmo que também desfrutou desse momento, abençoado por Ele mesmo, santo e maravilhoso descanso.

Mas esse

mandamento também foi dado como uma compensação de todo o sofrimento passado durante os anos de cativeiro e serviço escravo nas terras do Egito. Leia isso que esta escrito em Êxodo 1:13 e 14 “E os egípcios faziam servir os filhos de Israel com dureza; Assim que lhes fizeram amargar a vida com dura servidão, em barro e em tijolos, e com todo o trabalho no campo; com todo o seu serviço, em que os obrigavam com dureza”.

E ainda (Êxodo 6 : 9)

“Deste modo falou Moisés aos filhos de Israel, mas eles não ouviram a Moisés, por causa da angústia de espírito e da dura servidão.” E também esse Deuteronômio 26 : 6 ” Mas os egípcios nos maltrataram e nos afligiram, e sobre nós impuseram uma dura servidão.” Imagine você o sofrimento desse povo servindo como escravos, sem descanso, final de semana, feriados. Servindo todos os dias semanas e anos experimentando á crueldade egípcia como diz nos

Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus Salmos 74:20 “moradas de crueldade.” E tudo isso por quatrocentos e trinta anos (Êxodo 12 : 41). Podemos concluir que o sábado tem um propósito muito diferente do que mera especulação teológica os seus valores são morais e de preservação a vida e respeito mútuo com o próximo “Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o SENHOR o dia do sábado, e o santificou”. Êxodo 20:10 e 11 . Em cada mandamento Deus apresenta aspectos de Seu santo caráter, e ordena aos homens a respeitá-los e obedecê-los. O sábado não surgiu no monte Sinai no momento da declaração mandamentos recebido por Moises em tabuas de pedra para ensinamento do povo . O sábado adveio da Criação do mundo. O próprio mandamento declara “Porque em seis dias fez o Senhor o céu e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao sétimo descansou; por isso o Senhor abençoou o dia do sábado, e o santificou”. Portanto o sábado é mais remoto do que os filhos de Abraão, Isaque e Jacó. O sábado esta no contesto da raça humana, e é para desfrutarmos lembrese de descansar da labuta do dia-a-dia trabalhes seis descanse um. Leia o que diz Eclesiastes 2:22 e 23 “Pois, que alcança o homem com todo o seu trabalho e com a fadiga em que ele anda trabalhando debaixo do sol? Porque todos os seus dias são dores, e o seu trabalho é vexação; nem de noite o seu coração descansa”. Você tem a resposta para essa indagação? Não são assim os nossos dias? trabalhamos muito e mais ainda, e é só desgaste: físico, mental e psicológico, culminando numa estafa ou um estresse. Veja que nesse mesmo capitulo de Eclesiastes as palavras para aquele que se preserva curte a vida sem levá-la aos extremos alcança grandes benefícios que vem da bondade de Deus vv.24 e 26 “Não há nada melhor para o homem do que comer e beber, e fazer com que sua alma goze do bem do seu trabalho. Também vi que isto vem da mão de Deus. Porque ao homem que é bom diante dele, dá Deus sabedoria e conhecimento e alegria; mas ao pecador dá trabalho, para que ele ajunte, e amontoe, para dá-lo ao que é bom perante Deus”. O sábado não é apenas um dia de descanso. Mas também um dia de agradecimentos, ele deve ser dedicado para adoração a esse Deus tão maravilhoso que se preocupa conosco. Deus nos dá orientações sobre como respeitar e santificar o dia que Ele abençoou. a) Não profanar o sábado, isto é, não fazendo nossa própria vontade. (Ver Isaías 58:13). Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus b) Não se ocupando em suas empresas e negócios trabalhos (versículo 14) c) Não falando palavras vãs (versículo 13). d) Considerar o sábado um dia deleitoso e santo dia do Senhor (versículo 13). e) Ir à Igreja para adorar a Deus (Lucas 4: 16); d) Contemplar as obras criadas por Deus na natureza e voltar-se a Ele em adoração e louvor (ver Salmo 92); f) Socorrer necessitados, doentes e famintos são obras de amor e é um bom dia para essa pratica João 9: 14.

Honra a teu pai e a tua mãe. “Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR teu Deus te dá”. Êxodo 20 : 12 Este é o quinto mandamento o único proferido com promessa “para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR teu Deus te dá” Podemos imaginar que feito proporcionaria ao homem esse premio extraordinário de poder viver mais? Eu não consigo imaginar ou encontrar nada que alcance tamanho credito, no entanto deparamos com essa promessa maravilhosa de ter mais “dias” para viver. Este assunto requer de todos nós maior atenção, pois se trata de que muito nos interessa que viver mais. Vamos definir Honra:

Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus de honrar s. f., sentimento que leva o homem a procurar merecer e manter a consideração

pública;

consideração e homenagem à virtude, ao talento, às boas qualidades humanas; Temos

que

a

melhor

definição

para

o

assunto

que

estamos

abordando:

consideração e homenagem à virtude, ao talento, às boas qualidades humanas; é exatamente isso que deve partir dos filhos para com seus pais, e não apenas os gestos supostamente respeitosos com chamá-los de senhor ou senhora ou pedir a benção etc... mas o de considerar seus pais pelo fato deles abrirem mão de suas próprias vidas em dedicação aos filhos padecendo muitas vezes privações na preocupação de dar a melhor educação construir uma base para seus filhos viverem uma vida melhor do que a que eles mesmos tiveram, homenageá-los por sua virtude, dando-lhes uma velhice com dignidade cercada de atenção, carinho, companheirismo; proporcionando-lhes

que findem seus dias tranqüilos e em paz

sabendo que o que fizeram foi um trabalho bem feito, pelo talento de no meio de tantas adversidades sobrepujar sem se abaterem dando-lhes exemplos que deverão guardar para uma vida inteira e distribuir para seus próprios filhos.

Esta é com certeza a forma de honrar pai e

mãe, e não os abandonando em asilos “verdadeiros depósitos de velhinhos” omitindo-se do dever moral de cuidar proteger e dar conforto.

O apostolo Paulo faz

a seguinte recomendação aos filhos “Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa, para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a face da Terra” instrução

“sede obediente”

Efésios 6:1-3.

Vemos nessa recomendação a

o que nos aponta a obediência como um fator

importantíssimo no relacionamento filhos e pais, não é porque está velho que os

Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus filhos deixarão de escutá-los desprezando os seus pedidos.

Observe como Deus

leva a sério essa relação filhos e pais: 1.

Êxodo 20:12 – “Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem

os teus dias na Terra que o Senhor Teu Deus te dá”. 2.

Deuteronômio 5:16 – “Honra a teu pai e a tua mãe, como o Senhor

Deus te ordenou, para que se prolonguem os teus dias, e para que te vá bem na Terra que o Senhor teu Deus te dá”. 3.

Levítico 19:1-3 – “Disse mais o Senhor a Moisés: fala a toda a

congregação dos filhos de Israel, e dize-lhes: sereis santos, porque Eu, o Senhor vosso Deus, Sou Santo. Temerá cada um a sua mãe e a seu pai”. Os pais não podem ser tratados de forma desrespeitosa, por que há juízos de Deus para quem negligenciar: 1.

Deuteronômio 27:16 – “Maldito aquele que desprezar a seu pai ou a

sua mãe. E todo o povo dirá amém!” 2.

Levítico 20:9 – “Qualquer que amaldiçoar a seu pai ou a sua mãe,

certamente será morto; amaldiçoou a seu pai e a sua mãe; o seu sangue será sobre ele’.” 3.

Êxodo 21:17 – “Quem amaldiçoar a seu pai ou a sua mãe, certamente

será morto”. 4.

Provérbios 20;20 – “O que amaldiçoa a seu pai ou a sua mãe, apagar-

se-lhe-á a sua lâmpada nas mais densas trevas”. 5.

Provérbios 23:22 – “Ouve a teu pai que te gerou; e não desprezes a

tua mãe, quando ela envelhecer”.

Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus 6.

Provérbios 24:20 – “Porque o maligno não tem futuro; e a lâmpada

dos ímpios se apagará”. 7.

Provérbios 30:17 – “Os olhos que zombam do pai, ou desprezam a

mãe, serão arrancados pelos corvos do vale e devorados pelos filhos da águia”. Nossos pais devem ser ouvidos em todas as situações de nossa vida. A Bíblia declara que devemos submetermo-nos a eles no Senhor: 1.

Deuteronômio 27:16 – “Maldito aquele que desprezar a seu pai ou a

sua mãe. E todo o povo dirá amém!” 2.

Efésios 6:1,2 – “Vós filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor,

porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa, para que te vá bem e sejas de longa vida sobre a Terra”. 3.

Colossenses 3:20 – “Vós, filhos obedecei em tudo a vossos pais;

porque isto é agradável ao Senhor” 4.

Lucas 2:51 – “Então, descendo com eles, foi para Nazaré, e era-lhes

sujeito. E sua mãe guardava todas estas coisas no coração. E crescia Jesus em sabedoria, em estatura e em graça diante de Deus e dos homens”. 5.

Provérbios 1:8 – “Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não

deixes o ensino da tua mãe. Porque eles te serão uma grinalda de graça para a tua cabeça, e colares para o teu pescoço”. O sábio Salomão conhecedor das leis de Deus, e em observação aos mandamentos do Senhor traduz o quinto mandamento em suaves conselhos:

Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus 1.

Provérbios 4:1,2 – “Ouvi, filhos, a instrução do pai, e estai atentos

para conhecerdes o entendimento. Pois, eu vos dou boa doutrina; não abandoneis os meus ensino”. 2.

Provérbios 6:20-23 – “Filho meu, guarda o mandamento de teu pai, e

não abandones a instrução de tua mãe; ata-os perpetuamente ao teu coração, e pendura-os ao teu pescoço. Quando caminhares, isso te guiará; quando te deitares, te guardará; quando acordares, falará contigo. Porque o mandamento é uma lâmpada, e a instrução uma luz; e as repreensões da disciplina são o caminho da vida”. 3.

Provérbios 10:1-2 – “Um filho sábio alegra a seu pai; mas um filho

insensato é a tristeza de sua mãe. Os tesouros da impiedade de nada aproveitam, mas a justiça livra da morte”. 4.

Provérbios 13:1 – “O filho sábio ouve a instrução do pai; mas o

escarnecedor não escuta a repreensão”. 5.

Provérbios 15:20 – “O filho sábio ouve a seu pai; mas o insensato

despreza a sua mãe. A imbecilidade é alegria para o insensato; mas o homem de entendimento anda retamente”. Não fica duvidas quanto a pratica da obediência ao quinto mandamento, e as vantagens alcançadas por eles possa Deus cumprir o que diz o profeta Malaquias em nossas vidas. “Ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição”. Malaquias 4: 6

Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus Não matarás. “Não matarás”. Êxodo 20 : 13 Não matar: causar a morte, mais um mandamento cercado

por

dúvidas

e

sentimentos

morais,

este

mandamento não vem de uma procedência esquecida ele teve sua base fincada no episódio funesto inesquecível para toda a humanidade. “se levantou Caim contra o seu irmão Abel, e o matou”.

Gênesis

4 : 8

um

clássico homicídio doloso (com intenção) um assassínio traiçoeiro e covarde por não existir nenhuma razão aparente que fosse aceitável perante a sociedade, porque não havia crime algum que enquadrasse Abel como um criminoso. Daí a necessidade do grande arquiteto Deus moralizar e frear o homem quanto a essa prática cruel e desumana. “E agora maldito és”

Gênesis 4 :11

Deus não se poupou em proferir uma maldição sobre a vida do assassino cruel, pois a vida ceifada do inocente gritava por justiça “A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra” Gênesis 4 : 10. É importante que saibamos que Deus declarou leis sobre os criminosos ou culpados de algum crime, lembrando antes que a vida de um inocente jamais será perdoada, mas os culpados as leis se declaram bastante rigorosas: Gênesis 21 : 12; 14 - 17 “Quem ferir alguém, de modo que este morra, certamente será morto. Mas se alguém agir premeditadamente contra o seu próximo, matando-o à traição, tira-lo-ás do meu altar, para que morra. O que ferir a seu pai, ou a sua mãe, certamente será morto. E quem raptar um homem, e o vender, ou for achado na sua mão, certamente será morto. E quem amaldiçoar a seu pai ou a sua mãe, certamente será morto”.

A vida é um dom absoluto do Criador, portanto o

homem não tem o direito de tirar aquilo que incapaz de dar, salvo somente amparado pelas leis descritas por Ele, como vimos nos textos lidos, mas isso com um espírito compassivo de amor e misericórdia no intuito somente de aplicar as leis Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus sem ódio ou rancor sem reservas. Alem do que não se trata apenas do matar, mas também do matar-se, não cabe ao homem tirar sua própria vida que muito embora ele a viva mas não é dele preto”

“Porque não podes tornar um cabelo branco ou

Mateus 5 : 36 (isso naturalmente sem intervenção humana é claro).

Portanto, não matarás significa: Respeito ao próximo, compreensão,

paciência,

misericórdia, companheirismo, amizade, dedicação, etc...

Não adulterarás.

“Não adulterarás” Êxodo 20 : 14 A origem da palavra adultério vem da expressão latina “ad alterum torum” que significa “na cama de outro (a)” (violação da fé conjugal; infidelidade conjugal;) O Adultério é sem duvida alguma um dos mandamentos mas entristecedores para algumas pessoas cujos princípios morais são dúbios, não são poucos os que se gabam dos seus atos adultero, pelos bares, trabalho, roda de amigos; em fim realmente sentem-se orgulhosos deste ato desleal e não somente os homens mas também algumas mulheres que ostentam orgulhosamente sua vida extraconjugal. A minha impressão é que atualmente, as mulheres estão se igualando aos homens. Todavia, elas parecem estar conseguindo disfarçar melhor. A Constituição e o Código Civil Brasileiro apontam que a uma responsabilidade social para ser seguida. Veja um trecho do artigo: Efeitos pessoais no casamento no Novo Código Civil de Ana Thereza Ceita de Freitas publicado no site Webartigos.com Foi com a Constituição de 1988 que impôs a igualdade do homem e da mulher. Proclamou a igualdade em direitos e obrigações, bem como dos direitos e deveres referentes ao casamento, como dispõe a Constituição de 1988 e o Código Civil de 2002:: [...] Art. 226, § 5°: Os direitos e deveres referentes a sociedade conjugal são exercidos igualmente pelo homem e pela mulher. Art.1.511 CC/02: O casamento estabelece comunhão plena de vida, com base na igualdade de direitos e deveres dos cônjuges. Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus Deveres dos Cônjuges A necessidade de demarcar os núcleos familiares como elementos que estruturam a sociedade, leva o Estado a regular o casamento enquanto forma constituição da família. Assumindo o encargo de proteger a família, o Estado sente-se autorizado a atribuir responsabilidade aos cônjuges, estabelecendo direitos e deveres recíprocos. O Código Civil de 2002 enumera em seu artigo 1566 os direitos e deveres dos cônjuges: I- fidelidade recíproca II -vida em comum no domicilio conjugal III- mutua assistência IV- sustento, guarda e educação dos filhos V- respeito e consideração mutua. Apesar do extenso rol, a doutrina reconhece que a lei não cogita de todos os deveres inerentes a ambos os consortes, prevendo os mais importantes, isto e aqueles reclamados pela ordem pública e pelo interesse social . I Fidelidade recíproca A fidelidade recíproca é o corolário da família monogâmica admitida por nossa sociedade, que vem se mantendo através dos séculos e refletem o pensamento incessantemente admitido, sobretudo pelos povos de origem cristã. Este dever segundo a professora Maria Helena Diniz (2005, p.1269) "consiste em abster-se cada consorte de praticar relações sexuais com terceiros, sob pena de adultério, que é, concomitante mente, delito penal e civil, por constituir uma das causas de separação judicial, agravando a honra do outro cônjuge , injuriando-o gravemente." Mas a fidelidade recíproca não deve ser compreendida no mero sentido de exclusividade do direito do cônjuge às relações sexuais, pois a sociedade moderna conduz a humanidade a possibilidades não antes sonhadas de relações sexuais, algumas até no âmbito virtual. A comunicação virtual tornou-se um convite a uma nova forma de sociedade. As relações decorrentes do uso da comunicação via Internet , possibilita as pessoas manterem contatos íntimos, porém não físicos, mas que causam ofensas às relações tidas por tradicionais. Há de se adequar à definição de fidelidade, tornando-a mais próxima da realidade, como sugere o ilustre professor Camilo Colani Barbosa (2005, p.82) "dever de fidelidade é o dever de não praticar ou consentir que pratiquem consigo, atos sexuais reais ou virtuais , com a pessoa diversa do cônjuge." Como pode ser observado neste artigo, o adultério geralmente é objeto de forte reprovação moral e religiosa; o fato é que este comportamento já faz parte da cultura universal, indo contra um mandamento do Deus criador “Não adulterarás.” Êxodo 20 : 14 e este mandamento e tão importante que recebeu por parte de Jesus uma reiteração “Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério”. Mateus 5 : 27 “Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.” Mateus 5 : 28, não é o suficiente consumar o coito carnal, mas o próprio desejo carnal já é o bastante para que se cometa essa Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus transgressão; e é tão sério que Jesus segue dizendo o seguinte: “Portanto, se o teu olho direito te escandalizar, arranca-o e atira-o para longe de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno.” Mateus 5 : 29, ora é óbvio que isso não quer dizer que tenhas que fazer isso literalmente, mas desfazer todas as oportunidades e condições que seja propicias para te conduzir ao erro. Procurar viver uma vida espiritual fervorosa mantendo-se ocupado no servir a Deus em espírito e em verdade “Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias.” Mateus 15 : 19 “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia,” Gálatas 5 : 19, um coração cheio de concupiscências carnais vai cedo ou tarde se atirar a pratica do pecado. A palavra de Deus pelo ministério do Apostolo Paulo orienta ainda que os casados não devem viver distantes um do outro mantendo relações regulares nunca se negando um ao outro mas cuidadosamente para uma pratica devocional a Deus por tempo muito curto “Mas, por causa da prostituição, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido. O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido. A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também da mesma maneira o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no a mulher. Não vos priveis um ao outro, senão por consentimento mútuo por algum tempo, para vos aplicardes ao jejum e à oração; e depois ajuntai-vos outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência.” I Coríntios 7 : 2-5 E mais, a pratica do sexo é restrita aos casais casados. Os solteiros que mantém uma vida sexual ativa estão em pecado e são destituídos da glória do Senhor. “Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.” Apocalipse 21 : 8

Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus Não furtarás. “Não furtarás.” Êxodo 20 : 15 Primeiramente vamos definir a palavra chave que é furtar, que usualmente parece criar certa duvida mediante a uma outra palavra que é roubar. Que sempre fica a duvida de que fomos roubados ou furtados qual a diferença ou se há diferenças realmente, façamos uma simples comparação:

Roubar

Furtar

v. tr.,

v. tr.,

subtrair violentamente;

subtrair fraudulentamente;

tirar; raptar; plagiar;

apresentar como seu o que é de outrem; desviar da aplicação devida;

falsificar;

Podemos perceber que no ato do roubo ocorre o uso de violência, e com vitimas presente. Já no ato do furto a coisa fica no escondidinho, mesmo que haja vitimas presente à origem da palavra furto vem de uma outra que é furtivo, cuja definição da um bom esclarecimento:

Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus Vejamos como as leis definem este comportamento, no Código Penal temos:

Furtivo do Lat. furtivu adj., praticado a furto ou às escondidas; oculto, clandestino, secreto.

Roubo Art. 157 - Subtrair coisa móvel alheia, para si ou para outrem, mediante grave ameaça ou violência a pessoa, ou depois de havê-la, por qualquer meio, reduzido à impossibilidade de resistência: Pena - reclusão, de 4 (quatro) a 10 (dez) anos, e multa.

Furto Art. 155 - Subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel: Pena - reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa. Apropriação Indébita Art. 168 - Apropriar-se de coisa alheia móvel, de que tem a posse ou a detenção: Pena - reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa. Muito embora estes vocábulos sejam juridicamente distinguidos entre si, para as vitimas desta pratica não existe diferença alguma ser roubado ou furtado. Diante do oitavo mandamento “Não furtarás” , nos perguntaríamos: Qual o significado deste mandamento? Será que ele proíbe apenas o furto, e não o roubo? É obvio que este mandamento sintetiza toda a forma de agressão ao próximo apoderando-se dos seus pertences: ·

O roubo, que é o tirar ou o reter uma coisa contra a vontade de seu dono; “Não oprimirás o teu próximo, nem o roubarás; a paga do diarista não ficará contigo até pela manhã.” (Levítico 19 : 13)

·

A usura, que é o emprestar dinheiro ou outra coisa exigindo com juros excessivo; “Não lhe darás teu dinheiro com usura, nem darás do teu alimento por interesse.” (Levítico 25 : 37) “Não dando o seu dinheiro à usura, e não recebendo demais, desviando a sua mão da injustiça, e fazendo verdadeiro juízo entre homem e homem;” (Ezequiel 18 : 8)

Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus “Desviar do pobre a sua mão, não receber usura e juros, cumprir os meus juízos, e andar nos meus estatutos,” (Ezequiel 18 : 17) ·

A fraude, que é o não dar o justo peso ou medida, ou dar uma coisa pela outra, enganar; “Tu sabes os mandamentos: Não adulterarás; não matarás; não furtarás; não dirás falso testemunho; não defraudarás alguém; honra a teu pai e a tua mãe.” Marcos 10 : 19

“A ninguém trateis mal nem defraudeis, e contentai-vos com o vosso soldo.” Lucas 3 : 14 “Não furtareis, nem mentireis, nem usareis de falsidade cada um com o seu próximo;” Levítico 19 : 11 Portanto, este mandamento não proíbe apenas o furto ou roubo no sentido mais comum da palavra, mas também proíbe o reter deliberadamente objetos perdidos, pagar salários injustos, elevar os preços especulando com a ignorância ou a necessidade alheia, a especulação de terras, a corrupção que compra favores “propina”, o trabalho mal realizado, quebra de contrato, a fraude fiscal, a falsificação de cheques e faturas CDs DVDs softwares documentos certificados, os gastos excessivos, os desfalques, a mentira, a falsidade, o engano, a desonestidade, seqüestro de bens; moveis e imóveis ou pessoas. Sejamos honestos conosco e com Deus como está escrito: “Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo;” Filipenses 2 : 15 “A vós também, que noutro tempo éreis estranhos, e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora contudo vos reconciliou No corpo da sua carne, pela morte, para perante ele vos apresentar santos, e irrepreensíveis, e inculpáveis, Se, na verdade, permanecerdes fundados e firmes na fé, e não vos moverdes da esperança do evangelho que tendes ouvido, o qual foi pregado a toda criatura que há debaixo do céu,” Colossenses 1 : 21 - 23

Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus Não dirás falso testemunho contra o teu próximo. “Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.” Êxodo 20 : 16 É muito comum numa rivalidade entre pessoas utilizar-se de um artifício ardiloso e medíocre que é a calúnia. Em certas circunstancias perante juízo ou não, se explora o testemunho de alguém e é nesse momento onde um pecado e um crime pode ser cometido se a tal testemunha for um inescrupuloso sem princípios morais prestar um falso testemunho com alguém. Vamos definir a palavra chave que é testemunho:

testemunho do Lat. testimoniu s. m., depoimento de testemunha; a declaração ou alegação de uma testemunha em juízo; declaração fundamentada; prova; sinal; indício; vestígio; pop., calúnia;

Como podemos observar o depoimento de alguém pode fazer uma grande diferença na vida de alguém, agora imagine sendo esse depoimento falso que desastre ocasionara a esta vitima dessa calúnia vil, posso lembrar que perante as leis de nosso país é um crime o Falso testemunho conforme Código Penal:

Falso testemunho ou falsa Perícia Art. 342. - Fazer afirmação falsa, ou negar ou calar a verdade como testemunha, perito, contador, tradutor ou intérprete em processo judicial, ou administrativo, inquérito policial, ou em juízo arbitral : Pena - reclusão, de 1 (um) a 3 (três) anos, e multa Calúnia Art. 138. - Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime: Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus Portanto, sendo um pecado e um crime o falso testemunho não podemos nos esquecer a palavra de Deus que diz: “Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos.” Tiago 2 : 10 “O SENHOR é tardio em irar-se, mas grande em poder, e ao culpado não tem por inocente;” Naum 1 : 3 E mais ainda: “Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós,” Mateus 7 : 12 “Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor. Porque toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Se vós, porém, vos mordeis e devorais uns aos outros, vede não vos consumais também uns aos outros. Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne. Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis. Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei. Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia,Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos em Espírito, andemos também em Espírito. Não sejamos cobiçosos de vanglórias, irritando-nos uns aos outros, invejando-nos uns aos outros.” Gálatas 5 :13 a 26

Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus Não cobiçarás. Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo. Êxodo 20 : 170 Este é o ultimo mandamento do Decálogo, “Não cobiçarás” vamos já de inicio buscando a definição para essa palavra; Cobiçar cobiçar vt. 1. Ter cobiça de. 2. Desejar ardentemente.

Fica evidente que o desejo ardente de possuir ou ter semelhante algum bem ou objeto do seu próximo constitui-se uma falta grave aos olhos de Deus, muito embora na nossa consciência não nos pareça que estejamos transgredindo. As evidencias apontam para um fato incrível que o ser humano sem a comunhão com Deus

desperta seu estado carnal e malicioso só tem o seu coração voltado para o materialismo e com isso se apega às coisas não se contentando com o necessário e o suficiente, dando lugar à cobiça, que degrada o homem levando-o a um estado mesquinho. Observe que este ultimo mandamento é uma síntese de todos os outros nove, ou seja este é um reforço aos outros, vejamos num sentido generalizado homem ou mulher : 1. Só um cobiçoso ou cobiçosa se entregaria a outro deus servindo-o com adoração e cultos num ato de traição ao verdadeiro Deus, 2. Só um cobiçoso ou cobiçosa usaria o nome de Deus sem a verdadeira intenção de servi-lo e sim com propósitos interesseiros com receber os favores dEle como: Boa saúde, prosperidade, realizar bons negócios, etc... 3. Só um cobiçoso ou cobiçosa trabalharia exaustivamente não guardando um momento para adorar a Deus e dedicarem-se as orações, 4. Só um cobiçoso ou cobiçosa despreza seus velhos pais ou os abandona em um asilo qualquer na fuga das despesas decorrentes da idade avançada,

Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus 5. Só um cobiçoso ou cobiçosa mata, por dinheiro, mulher ou homem alheios, terras, casas, heranças, etc... 6. Só um cobiçoso ou cobiçosa se entrega a pratica do adultério não se satisfaz com sua mulher ou seu marido entregando-se a esta pratica vergonhosa, 7. Só um cobiçoso ou cobiçosa rouba aquilo que lhe pertence, 8. Só um cobiçoso ou cobiçosa diz falso testemunho contra o teu próximo na expectativa de obter algum lucro. O estado carnal do homem desperta o desejo desordenado de riquezas, e a soberba fazendo-o acreditar que não precisa de Deus por isso não mede esforços para alcançar seus objetivos vindo então a cometer uma ou varias injustiças que ocasionaria dano ao próximo em seus bens materiais. A cobiça leva a inveja ou tristeza que produz ver o bem do próximo, com o desejo desordenado de possuí-lo e dele se apropriar, ainda que de forma indevida. Não podemos descuidar e estarmos atento aos conselhos do Apostolo Pedro que diz:“DEIXANDO, pois, toda a malícia, e todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações,”I Pedro 2 : 1 Tiago também reforça alertando assim: “Porque onde há inveja e espírito faccioso aí há perturbação e toda a obra perversa.” Tiago 3 : 16 O Apostolo Paulo diz: “Não sejamos cobiçosos de vanglórias, irritando-nos uns aos outros, invejando-nos uns aos outros.” (Gálatas 5 : 26) Portanto compete aos filhos de Deus e todos que o amam se guardarem e zelosamente cumprir com todos os mandamentos de Deus como disse Jesus Cristo: “Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.” Mateus 5 : 48 “Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.” Gálatas 5 : 16 Concluo aqui esta série dos Dez Mandamentos de Deus ou as Dez Palavras de Deus. Que Deus te abençoe, poderosamente. Amem

Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


E-Book - As dez Palavras de Deus

Princípios Morais de Deus

Autor Eu sou Valdunier Pereira Júnior, tenho 48 anos, nasci na cidade do Rio de Janeiro, sou casado, e pai de três filhos cristão desde os doze anos de idade. Sou membro na Igreja Evangélica no bairro Segredo que fica em Guapimirim Estado do Rio de Janeiro, desde março de 1987; atualmente atuando como pastor auxiliar e ministro para terceira idade. Que o Senhor me de da sua graça para que pela ministração da sua palavra você e outros sejam alcançados pelas bênçãos do Deus eterno; de quem tenho sido ministro aquele que é, e que era, e que há de vir. Graça e paz sejam convosco. Criticas, Comentários e Sugestões sobre o conteúdo deste e-book serão bem-vindas. Contato: pereiravald@yahoo.com.br Web site: http://www.pastoronline.brvit.com

Todos os direitos reservados © Valdunier Pereira Júnior ANO 2008


As Dez Palavras de Deus