Issuu on Google+


Abril/2014

EXPEDIENTE

Rua Bruno Giorgi, S/N Barra da Tijuca, CEP: 22775-054. Tels.: (21) 2421-5741/2421-3683/3411-7761

Presidência do Conselho Comunitário: Presidente: Luis Silva Vice-Presidente: Marcello Magaldi

Conselheiros Fiscais Efetivos: Presidente: João Luiz Mello (Verano-Ibiza/Mallorca) Bruno Luciano (Alsácia) e Tânia Gaeta (Gênova)

Residenciais

Conselheiros comunitários

Síndicos

Alsácia

Renan Moraes

Renan Moraes

Borgonha

Genilton José Vieira

Genilton José Vieira

Bretanha

Alexandre Magalhães

Roni Silva

Côte d’Azur

Marcelo Marins

Paulo Batista

Fontana di Trevi

Luis Silva

Luis Silva

FrontLake

Valdecir Fereira

Valdecir Ferereira

Gênova

Carlos Henrique Mendonça

Carlos Henrique Mendonça

Green Park 1.000

Xisto da Silva Mattos

Xisto da Silva Mattos

Green Park 2.000

Alexandre de Assis

Elcio de Souza da Fonseca

Green Park 3.000/4.000 Marcello Magaldi

Marcello Magaldi

Normandie

Sueli Meyer

Sueli Meyer

Provence

Agostinho Teixeira

Paulo Roberto Ceabra da Cruz

San Remo

Erico Jereissati

Ligia Moura

Sardenha

Nilson Abreu

Nelson Barcellar

Sicília

Luis Fernando da Cunha Matos

Júlio Cesar Pereira Werneck

Verano: Capri Residence Erika Jordão Service

Luiz Cláudio Borges

Verano: Grimaldi Residence Service

Roney C. das Neves

Luiz Paulo Pereira Oviedo

Verano: Ibiza e Mallorca Residence Service

Andresson Rodrigues Batista

Andresson Rodrigues Batista

Verano: Málaga Residence Service

Luiz Flintz

Luiz Flintz

Verano: Marbella Residence Service

Ivanderson Nunes

Ivanderson Nunes

Verano: Palma e Águilas Residence Service

Ronaldo Amaral

Leonardo Willis Fernandez

Verano: Termoli Residence Service

Leonardo Frederico

Alter Weber Nunes de Azevedo

Verano Stay

Jorge Eduardo

Grazieli

Verona

José Heber

Maria da Glória Almeida Moreira

Colégio Marista São José: Representado pelo Irmão Jadir Carvalho Hosken: Representado pelo Sr. Marcos Rocha Shopping Rio2: Representado pela Carvalho Hosken

Av. das Américas, 3.500 Bloco 7, grupo 329 Tel.: (21) 3798-5505 contato@agenciatrato.com.br www.agenciatrato.com.br

Diretora de conteúdo Juliana Campello Diretora de projetos Ivone Vilete Diretor de arte Jorge Iquiene

Designer Gráfico Roberta Arman e Sandro Bueno Redação e Revisão Sadon França, Andréia Brandão e Marianna Rodrigues

O conteúdo publicado não expressa necessariamente a opinião da editora. É de responsabilidade da AMORio2.


EDITORIAL Compromisso e dever ratificados Há exatas três edições, a Revista Rio2 vem refletindo a proposta precípua dos gestores do condomínio: levar credibilidade e transparência aos moradores-leitores, é claro, com a qualidade de uma grande publicação. Isso porque sabemos que os problemas e as soluções que encontramos por aqui vão além dos muros que cercam mas não separam esta da realidade macro. Por isso, aqui representantes do bairro, da cidade e do estado têm a palavra; voluntários e ONGs com belos projetos são grandes amigos; por isso demonstramos a importância do esporte para a formação das crianças e o contato constante com a arte até para os mais velhos; e tocamos em temas nem sempre amistosos. Nesse número não poderia ser diferente. Sua leitura será, sem dúvidas, prazerosa e informativa, com artes marciais, em Esporte e lazer, atividade física e saúde aliada à Área comum, muita solidariedade em Voluntariado e, na matéria de Capa, tudo sobre a estação de tratamento de esgotos, um revés que, no entanto, se transformou em saída. Buscálas é o nosso pacto. Além de uma boa leitura, desejamos que você, cada vez mais, faça parte desse projeto. Até breve!


6 10 12 17 29

32


sumário 6 10 12 17 26 29 32 38

RESIDENCIAL Frontlake, um lugar para viver plenamente ÁREA COMUM Como aproveitar ao máximo esses espaços GASTRONOMIA Bolos com cara de arte CAPA Tratamento de esgoto para morador ver ESPORTE E LAZER A prática de esportes de contato e seus benefícios NEGÓCIOS Héric Lopes e uma carreira bem-sucedida VOLUNTARIADO Para onde olha o Girassol NOTAS O novo subprefeito da Barra e seus projetos Promoção do Dia das Mães Cancelas, câmeras e demais novidades do condomínio

42

SUA VOZ Respostas para as suas perguntas


6

residencial

Frontlake

Uma vis達o profissional de morar bem


7

residencial

Q

uando se chega a um condomínio como o Rio2, com todas as suas benesses e diferenciais é difícil escolher em qual prédio morar. Oportunidades de compra e aluguel geralmente são os principais motivos que levam a este ou àquele residencial, mas, se a qualidade de serviços e o pensamento coletivo unem o empreendimento, outras qualidades dão personalidade a cada um dos espaços. Nesta edição falaremos do Frontlake, que está localizado na Rua Mário Agostinelli, 50, de frente para a lagoa e com o benefício inerente ao local de estar a apenas três minutos da praia da Barra da Tijuca. Formado por duas torres – a Lake View e a Lake Vision –, com 13 pavimentos e 244 unidades habitacionais, o residencial dispõe, ainda, de cinco elevadores sociais e três de serviço. O projeto arquitetônico foi assinado pela STA Arquitetura, o paisagístico por Benedito Abbud e a decoração ficou sob a tutela de Chico Gouvêa.

Para falar com outro apartamento Torre Lake View digite 1 + nº do apart. Ex.: Apart. 101 Lake View digite 1101

Torre Lake Vision digite 2 + nº do apto. Ex.: Apart. 101 Lake Vision digite 2101

Um ponto diferencial é a gestão feita por um síndico profissional, Valdecir Ferreira, que já trabalhava como gerente na empresa então gestora do empreendimento. Convidado pelos moradores aceitou a missão: “Acredito que nosso maior destaque é o entendimento dos moradores quanto à harmonia estética dos prédios. Por exemplo, não é permitido colocar varal nas varandas. Até mesmo moradores de outros locais elogiam esse ponto”, destaca ele. Este modelo torna a relação com os moradores mais profissional, o gestor se coloca na posição de prestador de serviço e é cobrado desta forma. “O relacionamento não é difícil e a cobrança é mútua em benefício do bem comum”, esclarece Valdecir.

Em prol de todos As áreas comuns, invariavelmente, são um destaque nos condomínios residenciais. Pessoas de todas as idades aproveitam esses espaços para seus momentos de lazer e esporte, com amigos ou fa-

miliares. Afinal, é sempre revigorante dar um mergulho na piscina ou levar as crianças para se divertir. No Frontlake as opções são variadas: o lounge gourmet conta com fogão, refrigerador, depurador de ar e micro-ondas. Funciona de segunda a domingo, das 10 às 22h. Com capacidade para abrigar até 70 pessoas, é decorado com sofás, poltronas, mesas e cadeiras. Vasos de vime com palmeiras completam o visual. A saúde não pode ser esquecida e o espaço fitness disponibiliza uma academia no próprio empreendimento. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 6 às 11h e das 16 às 22h. Sábado das 6 às 12h. Pensando na qualidade do serviço prestado, conta com profissionais para acompanhamento, orientação e desenvolvimento de atividades, esteiras, bicicletas, TV e som. A central de atendimento funciona das 9 às 21h, recebe autorizações, correspondências, solicitações de serviços pay


8

per use, reservas e suporte para eventos, recepção de visitantes e cadastro de novos moradores. São ofertados, ainda, os seguintes serviços: despertar, entrega de chaves e orientação para o uso das áreas comuns. A criançada merece atenção e é a isso que se propõe a brinquedoteca, um espaço voltado aos pequeninos que funciona todos os dias das 9 às 22h. As crianças devem estar acompanhadas dos responsáveis no espaço munido de TV, brinquedos para faixa etária de até 5 anos, copa, freezer, fogão e depurador de ar. O spa atende às necessidades de descanso e relaxamento dos moradores. Aberto diariamente das 9 às 22h, conta com sauna seca, sauna a vapor, espreguiçadeiras e ducha. O calor está em alta? É hora de um bom mergulho nas piscinas adulta e infantil. Abertas de terça a domingo, das 8 às 17h. Um guardião devidamente treinado está sempre presente e o espaço é repleto de mesas, cadeiras e espreguiçadeiras. A raia possibilita a prática esportiva e há, ainda, aulas de hidroginástica. Se divertir a valer em um salão de jogos é fácil, entre amigos o carteado mobiliza e a confra-

residencial

ternização é completa. Aberto todos os dias das 9 às 22h, o espaço é equipado com mesas, sofá, poltronas e TV. Se acessar a internet é necessário em vários momentos do dia, não poderia faltar no residencial uma lan house. Equipada com computadores e acesso banda larga está aberta todos os dias das 9 às 22h. O uso das áreas comuns é destacado por Valdecir: “Buscamos fazer eventos patrocinados por empresas, bailes infantis de carnaval, café da manhã e aulas

abertas na academia. Inclusive, estamos tentando colocar um telão nas dependências do Frontlake para que os moradores possam acompanhar os jogos da Copa do Mundo”, adianta. Quando o assunto se volta para o que não tem sido possível fazer, o síndico revela um pedido recorrente dos moradores: “Colocar o quiosque da piscina para funcionar é uma questão que já tentamos de diversas formas. Muitas pessoas nos questionam desta possibilidade, mas não é financeiramente viável. As pessoas começam a trabalhar, logo há prejuízo e o serviço é finalizado”, revela.

Telefones úteis Central de atendimento 24 horas

94

Administração

811

Espaço goumert

802

Fitness

810

Lan house

812

Salão de jogos adulto

812

Guarita

866

Piscina

805

Lavanderia

808

Sauna

813

Concierge

815

Brinquedoteca

819

Central de limpeza

821


9

residencial

Os procedimentos internos do residencial também podem ser destacados. É importante, pensando nisso, salientar que a entrada dos condôminos se dará somente com a apresentação do cartão de acesso. Conforme regulamentação interna, os animais ficam proibidos de permanecer nas áreas comuns e a presença na unidade não deve gerar incômodo. No que diz respeito à antena coletiva, a manutenção em casos de interferência é acionada, privilegiando a celeridade do serviço. A autorização para a entrada dos prestadores de serviços, também é de extrema importância para a manutenção da segurança do local, desta forma deve ser feita por escrito e deixada na central de atendimento. A coleta de lixo é realizada diariamente em dois momentos: pela manhã, a partir das 9h, e à tarde, após às 17h. Como detalhado anteriormente, as correspondências são recebidas e

separadas na central de atendimento e posteriormente colocadas nos escaninhos. Com tantos serviços, o residencial necessita da utilização coerente de suas verbas e quanto a isso Valdecir se mantém concentrado: “Vivemos uma realidade de taxa de ocupação por locação maior que a de proprietários e temos uma inadimplência considerada alta. Por outro lado, um grupo considerável de moradores é bastante participativo e isso auxilia muito o desenvolvimento do trabalho”, enaltece. Outra questão que sempre levanta dúvidas diz respeito a obras nas unidades que devem ser realizadas de segunda a sexta-feira, das 9 às 17h, e sábados das 10 às 13h. Aos domingos e feriados não são permitidas. Se for necessário fazer içamentos durante mudanças ou recebimento de produtos, faz-se necessário preencher um termo de responsabilidade na central de atendimento, e após

Projetos realizados e futuros Controle de acesso no portão; Reforma da casinha de madeira; Controle de acesso veicular; Gerador de energia; Controle de vagas de visitantes. aprovação fica a cargo do morador contratar o serviço. Com base na confiança dos moradores, o síndico do Frontlake finaliza com uma mensagem aos moradores: “Agradeço a todos pela oportunidade e confiança, por me permitirem desenvolver o trabalho e pela participação de todos no dia a dia”, reconhece.


10

área comum

Áreas comuns, lugar de saúde Como aproveitar esses espaços, incluir exercícios e bem-estar na sua rotina

L

eva r u m e st i l o d e vida saudável é a primeira prescrição de 10 entre 10 médicos para prevenir ou curar boa parte dos males de saúde modernos. Obesidade, problemas cardiovasculares, nos ossos e articulações e estresse são apenas alguns dos principais. Subir de escadas em vez de usar o elevador, descer dois pontos antes do destino, intercalar o tempo que se passa de pé e sentado são recomendações clássicas, válidas para manter o corpo saudável apesar da correria do dia a dia. Mas está comprovado que se movimentar além da rotina habitual é fundamental. Uma hora por dia é o suficiente para obter melhorias no condicionamento, respiração, postura, se livrar do estresse, ganhar mais disposição e bom-humor. Além de necessário, desfrutar desse bem-estar é possível com muita força de vontade, alguma disciplina e um cenário convidativo, como as áreas comuns do Condomínio Rio2.


11

área comum

Segurança Utilizar os espaços que foram desenvolvidos e estruturados pensando nos moradores pode ser uma maneira de otimizar seu tempo e aproveitar melhor o hiato entre a correria nossa de cada dia e um momento só seu. Mas, além de beleza e geografia, a segurança talvez seja o ponto mais importante atualmente. Nos dias de hoje, em que, infelizmente, as ruas não são mais lugares tão seguros, exercitar-se sem sair de casa é mais que um privilégio, é um ato de prudência. Por outro lado, o exercício ao ar livre é melhor aproveitado pelo corpo, o momento torna-se mais agradável, além de as opções irem além da musculação e do treino pesado. É por esse e outros motivos que os espaços comuns do Rio2 foram tão bem planejados. Jardins, áreas de convivência ou mesmo as academiais são cuidados, mantidos e vigiados de modo a servirem, ao mesmo tempo, como estímulo e locação para a atividade física de moradores de todas as tribos e idades.

Uma hora por dia é o suficiente para obter melhorias no condicionamento, respiração, postura, se livrar do estresse e ganhar mais disposição.

Saúde

Bem-estar

Como se sabe, não se exercitar é uma alternativa contra a vida. Sem exageros, a falta de algum tipo de atividade física reduz não só a expectativa, mas a qualidade de vida dos indivíduos que fazem essa opção ou, pior, não pensam a respeito. Movimentarse traz, comprovadamente, melhorias no corpo e mente que você tem no presente e naquele que um dia terá no futuro. Mais que modelar a silhueta, reduz o risco de doenças cardíacas e as chamadas demências senis, como o Alzheimer. Além de prevenir, as atividades físicas contribuem para o tratamento de muitas doenças, entre elas problemas de saúde pública, como o diabetes e a hipertensão.

A ginástica contribui com a atividade cerebral e aspectos como o que costuma-se chamar de foco, pois libera endorfinas e melhora a saúde e as habilidades físicas e emocionais dos adeptos. Isso faz de quem se movimenta pelo menos três vezes por semana pessoas mais produtivas, dispostas, concentradas, bem-humoradas, de autoestima elevada e felizes, apontam pesquisas. Bicicleta, piscina, corrida, caminhada, alongamento, yoga ou seja qual for sua opção, pela manhã ou no fim do dia, o lugar da sua saúde é no seu Condomínio Rio2.


12

Gastronomia

A magia dos bolos artísticos

Requinte, sofisticação e surpresas a cada nova festa


13

Gastronomia

“Eu aproveito bastante o condomínio, adoro as áreas comuns e meu marido utiliza, também, o serviço de transporte.”

A

mente vagueia em direção aos espaços de exposições artísticas e de pronto o que se materializam são pinturas, esculturas, grupos de dança e canto. As mais variadas nacionalidades e estilos, os mais conceituados museus, teatros e centros culturais são lembrados, com riqueza de detalhes. Artesãos, entretanto, estão presentes a cada esquina acompanhados dos mais variados materiais: barbante, nylon, bambu, miçangas, peças metálicas, retalhos, massa americana... Massa americana?! Caminhando pelas áreas verdes, logo após a rua do Shopping Rio2, passando pela fonte que embeleza o espaço, chega-se ao Residencial Verano Marbella. E entre saídas e chegadas, visitantes e moradores, pedestres e motorizados, é possível encontrar diversas histórias, personagens únicos de um cotidiano diverso. Ali encontramos também a família Garrido, formada pelo casal Paula e Paulo e sua pequena Ana, vindos de Pernambuco por motivo de transferência de trabalho do patriarca, funcionário da Petrobras. Chegaram à cidade maravilhosa, primeiramente

a Botafogo e, em seguida, foram para o “lar dos sonhos”, como Paula costuma se referir a seu cantinho no condomínio. A filha, falante e ligada em tecnologia, se preocupa com os trabalhos escolares e guarda com carinho em seu tablet as fotos dos “mais que bolos” preparados pela mãe. Ora, mas isso lá é arte? Questionariam alguns. O artesanato concebido para decorar é um trabalho de transposição de ideias, sentimentos e sonhos para “tela”, que neste caso é o bolo. Se a matériaprima do pintor é a tinta, para a confeiteira de Rio2 a massa americana é o ponto inicial, (tingida, trabalhada, moldada

e) concebida para dar forma aos mais diferentes assuntos. As confeiteiras remontam ao antigo Egito, no qual existem indícios de uma confeitaria em 1175 aC, na monarquia teocrática do faraó Ramsés III. Em relação ao produto consumido nos dias de hoje, uma versão italiana produzida com base em amêndoas e difundida em Nápoles, nos longínquos anos de 1478 é a mais semelhante. Igualmente, a arte de decorar é originária dos boleiros fratelli d’Itália, quando Catarina de Médici se matrimoniou com o rei da França, Henrique II, levou a tiracolo seus confeiteiros e teve, desta forma, o primeiro bolo de casamento concebido em andares e totalmente decorado. “Por questões de tamanho e estilo, eu não faço bolos de casamento. Mas tenho muitas encomendas para todas as outras datas festivas, os mais diferentes momentos do ano e com temas diversificados”, conta Paula. A criadora da “Bolo Carioca” relata que leva até três dias para terminar uma de suas preparações, sendo necessário um processo meticuloso para o resultado final desejado. Quanto ao bolo, é preciso dividi-lo ao meio formando


14

assim dois círculos. Posicionados em um aro de inox ele deve ser umedecido e recheado de forma nivelada, formando uma superfície regular. Posteriormente é preciso prensar o bolo utilizando um objeto pesado, posicionado sobre um disco de alumínio sobre a massa, uma panela repleta de água pode ser utilizada, tendo o cuidado de não esmagar ou deformar o preparado. “Esse processo é muito importante, a partir dele é possível cobrir o bolo com perfeição, sem marcas e deixá-lo bem lisinho”, ensina. No momento da cobertura a massa deve ser aberta até a espessura de dois milímetros aproximadamente, posi-

Gastronomia

cionada sobre o bolo e adequada com a utilização de duas desempenadeiras. “Sou muito perfeccionista, enquanto não estou satisfeita com o resultado o trabalho ainda não acabou. Quando volto a Pernambuco as pessoas sempre me pedem para ensinar as técnicas, o que dificulta isso é a ausência de ferramentas necessárias para que tudo seja feito adequadamente”, lamenta a confeiteira, que deixa claro o quanto gosta de ensinar e multiplicar seu saber. Atendendo pedidos de amigos e através da divulgação boca a boca, os negócios foram crescendo. Hoje Paula Garrido

não passa um mês sem fazer uma de suas criações e ainda vende o tradicional e delicioso bolo de rolo. O negócio próprio te dá o privilégio de ter tempo para si e para a família. “Eu aproveito bastante o condomínio, adoro as áreas comuns e meu marido utiliza também o serviço de transporte. Alguns vizinhos consomem os meus bolos, mas acho que ainda existem muitos que não conhecem”, declara. Para conhecer o trabalho dessa boleira de mão cheia: www. bolocarioca.com.br e facebook. com/arteembolosbolocarioca.


15

Gastronomia

A base para as suas criações BOLO-BASE Ingredientes:

Preparo:

150 g de manteiga ou margarina culinária;

Acrescentando um a um, bata a manteiga, o açúcar e os ovos. Continue até obter uma mistura branca e fofa, desligue a batedeira e acrescente a farinha, o leite e o fermento. Misture bem. Coloque em uma forma untada e polvilhada com farinha de trigo e leve para assar em forno médio pré-aquecido a 180°C.

2 xícaras de açúcar; 3 xícaras de farinha de trigo; 3 ovos ; 1 xícaras de leite (adicione gotas de baunilha para aromatizar); 1 colher (sopa) de fermento em pó.

A medida rende um tabuleiro nº 3 (38x26) ou duas formas de 20 cm.


17

CAPA

Estação de tratamento CONHEÇA O PROCESSO QUE ADEQUA O ESGOTO PRODUZIDO PELO CONDOMÍNIO ÀS NORMAS DA CEDAE E DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA


18

CAPA

O lado Rio2 que você não vê

estação de tratamento mantém a poluição longe

O

Rio2, com 24 residenciais e mais de 20 mil moradores produz uma quantidade substancial de esgoto. A necessidade, portanto, de tratar todo esse material antes de devolvê-lo ao sistema de esgotamento sanitário é real e controlada por legislação. Em parceria com a Carvalho Hosken, a AMORio2 vem investindo nas suas estações de tratamento, para que seja possível manter os padrões exigidos. Nos últimos anos a empresa carioca fundada em 1951, investiu cerca de 4 milhões de reais na manutenção e modernização da ETE utilizada no condomínio. Segundo Marcello Magaldi, vicepresidente da associação dos moradores do Rio2, o funcionamen-

to deste tipo de procedimento é fundamental: “Nós trabalhamos diariamente com este objetivo, temos profissionais de duas empresas especializadas, a Caf Química e a Zad Ambiental, monitorando todo o processo”, esclarece. Além disso, o técnico em elétrica, Reginaldo Ferreira de Araújo, e o operador da estação II, Reinaldo Rodrigues, são contratados pela Carvalho Hosken. A gestão dos espaços é compartilhada e os envolvidos neste trabalho se mostram muito orgulhosos do que vêm desenvolvendo, entretanto poucos são os que (re)conhecem sua importância: “Nós estamos sempre atentos às variações existentes. Em geral, o que pode acontecer de errado é a passagem de algum objeto maior pelas grades de separação de sólidos.

Por isso, solicitamos aos moradores que não joguem materiais sólidos, como sacolas e potes, nos esgotos”, ressalta Cristiano Ribeiro, operador da Caf Química. O modelo utilizado é o anaeróbio, que se caracteriza pela ausência de fase aerada. Todo o procedimento é biológico, ou seja, o esgoto é degradado por bactérias que não necessitam de oxigênio para sobreviver e neste modelo de ação a grande vantagem é a redução dos custos de operação e manutenção, além dos recursos iniciais para implantação. As estações elevatórias são parte da ETE e funcionam com bombas hidráulicas e tanques para aumentar a pressão, filtrar e peneirar o efluente antes de ser elevado.


19

CAPA

Voz profissional Em entrevista à Revista Rio2, a responsável pelo departamento técnico da Zad Ambiental, Eliane Zadminas, explica um pouco mais sobre o procedimento e as necessidades a ele destinadas. A empresa oferece serviços personalizados na área ambiental, direcionados para as necessidades de cada cliente. A auditoria prestada segue as normas e está em conformidade com a legislação: DZ-056.R3 (INEA/RJ); Lei nº 13.448 (IAP/PR); resolução CONAMA nº 306/02 e nº 381/06 (federal). Qual a importância deste tipo de trabalho? O tratamento do esgoto sanitário gerado é uma obrigatoriedade legal prevista nas legislações estadual e federal. A ETE opera hoje sob uma licença ambiental municipal emitida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente – SMAC – em junho de 2010 e válida até junho de 2015. A licença foi concedida à época para a titular Carvalho Hosken S/A Engenharia e Construções, responsável pelo empreendimento como um todo, mas o Condomínio Rio2, como gerador efetivo do despejo sanitário, possui demandas legais diretas e corresponsabilidade na manutenção do atendimento à legislação ambiental pertinente. Sendo assim, todas as ações da AMORio2 são de extrema importância para que o Condomínio Rio2 esteja em conformidade com a legislação ambiental e, com isso, prevenir a poluição ambiental no seu entorno. No que diz respeito à fiscalização, o que é feito e que critérios devem ser observados? A fiscalização referente à licença ambiental municipal é realizada pela SMAC, que trata diretamente com a Carvalho Hosken, em função da mesma ser a titular da licença. A AMORio2 se mantém à disposição da Carvalho

Hosken para quaisquer necessidades colaborativas em prol do atendimento às demandas legais. Já no que diz respeito às ações requeridas pelo Instituto Estadual do Ambiente – INEA –, como o gerenciamento de resíduos sólidos da ETE e emissão mensal do Relatório de Acompanhamento de Efluentes – RAE – em atendimento ao Procon Água, a tratativa é realizada diretamente com a AMORio2, que tem o apoio da Zad Ambiental para seu desenvolvimento. Deve ser observado que o não atendimento a requisitos legais pode gerar multas, cancelamento da licença ambiental e sanções penais, vistos os requisitos previstos na Lei de Crimes Ambientais – Lei Federal nº 9.605 de 12/02/1998, que dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente e dá outras providências. Que outros pontos você acredita serem interessantes destacar? É importante manter as pessoas informadas e sensibilizadas sobre as ações de meio ambiente relacionadas ao tratamento de esgoto, pois o ganho ambiental na diminuição da poluição de rios, lagos, lagoas e mares é de grande importância para todos nós da cidade do Rio de janeiro.

Benefícios do sistema: Remoção de carga orgânica considerável; Economia no processo; Não contaminação do lençol freático; Instalação prática; Operação simplificada; Impacto ambiental reduzido; Em média, 40 anos de vida útil.


20

CAPA

Diretrizes de manutenção A Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) foi criada em 1º de agosto de 1975, após a fusão dos Estados da Guanabara e do Rio de Janeiro para garantir a qualidade do tratamento de esgotos sanitários. A Estação Barra da Tijuca, lança no emissário submarino da Barra o esgoto proveniente da região. Com capacidade final de até 5,3 mil litros por segundo, volume suficiente para atender a região por um longo período de tempo, opera hoje com 1,4 mil litros. A norma geral para projeto, construção e operação de pequenas estações de tratamento de esgoto define a forma como devem ser construídas e operadas as estações da Cedae e alguns pontos são destacados:

Reduzir a diversidade de processos de tratamento, visando facilitar a operação e manutenção de pequenas ETEs sob responsabilidade da Cedae Facilitar o projeto, a operação e a manutenção de pequenas ETEs, empregando-se; equipamentos e elementos de controle padronizados; Reduzir os estoques de peças de reserva para manutenção; Permitir o intercâmbio de peças entre ETEs; Permitir a redução de arquivos de documentação técnica.

Estação de Tratamento e Reuso de Água (ETRA).


21

CAPA

Estação de tratamento de esgoto Conheça um pouco mais sobre o assunto

O

objetivo fundamental de uma estação de tratamento de esgoto é decompor a matéria orgânica de uma forma mais prática e rápida do que acontece na natureza. Toda a água que circula pelos lares e empreendimentos se transforma em esgoto e segue para as redes de coleta. O processo é feito separando a parte líquida da sólida e tratando-as isoladamente, com o intuito de reduzir satisfatoriamente a carga de poluição, dejetos, coliformes fecais e outros materiais danosos ao meio ambiente. A parte líquida do esgoto passa por cinco fases de tratamento: peneiramento, caixa de areia, primeira decantação, aeração e segunda decantação. O esgoto é primeiramente peneirado para que as sujeiras maiores possam ser retidas e separadas; na segunda etapa a areia é retirada e o processo segue com a sedimentação das partículas mais

pesadas. Em seguida, tanques de aeração fornecem ar para que aconteça a multiplicação dos microrganismos; propiciando assim que estes se alimentem do material orgânico presente e gerando a formação de lodo. A segunda decantação remove 90% das impurezas por intermédio da retirada desse lodo. Já os componentes sólidos passam por seis fases: entrada de lodo, adensamento, flotação, digestores, filtros e despacho. Primeiramente ocorre separação do líquido do lodo por sedimentação, posteriormente os adensadores tornam o material mais concentrado, soma-se então água com microbolhas de ar. Os digestores contêm microrganismos anaeróbicos que auxiliam na deterioração da matéria orgânica do lodo, gerando o gás metano. Por fim, os filtros desidratam o material, fazendo com que os sólidos se reduzam a 40% e os resíduos são armazenados e dispostos em aterros sanitários.

Todos esses procedimentos são de fundamental importância. Quando deixados de lado, contribuem sobremaneira para a proliferação de inúmeras doenças e degradação da água. Assim, pensar no saneamento básico de uma forma adequada é de vital importância para a saúde pública. Inúmeras doenças podem ter sua disseminação facilitada pela contaminação dos esgotos, como: febre tifoide, cólera, disenterias, hepatite e casos variados de verminoses. Quanto à degradação dos lençóis freáticos, é fundamental que os resíduos sejam destinados a locais adequados, porque a matéria orgânica tende a diminuir o oxigênio, matando peixes e organismos aquáticos em geral. Além disso, os líquidos se tornam escuros e malcheirosos. Há ainda a possibilidade do crescimento acelerado de algas devido à presença de nutrientes, estas conferem odor, gosto e podem tornar a água tóxica.

Se liga na lei Com o intuito de controlar a forma como o esgoto de empreendimentos imobiliários é tratado, existe o decreto nº 41.310 de 15 de maio de 2008, que concede prazo de 60 dias para que os condomínios e edificações no âmbito do estado do Rio de Janeiro se conectem à rede de esgoto da Cedae ou da concessionária prestadora de serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário local.

Cedae: Companhia Estadual de Águas e Esgotos


22

CAPA

Reutilização

Soluções sensatas para uma crise iminente

D

esde os tenros tempos da escola primária, escutamos muito sobre a grande quantidade de água potável existente nos solos brasileiros, entretanto pouco se fala sobre o fato deste recurso natural não ser infinito. Longe disso, em alguns lugares é bastante escasso. Pensando nisso é necessário, cada vez mais, economizar este líquido fundamental à vida no planeta e investir no uso consciente. Um dos métodos mais interessantes é o reuso. A água de reuso é um efluente que passa por um processo de tratamento, visando à purificação e pode ser utilizado, segundo parâmetros de qualidade exigidos, para fins diferentes do consumo humano. Prática que pode ser adotada futuramente no Rio2.


23

CAPA

Após o tratamento do esgoto in natura é perceptível a melhoria da qualidade da água

Especialistas garantem que esta água é própria para ser utilizada na irrigação agrícola e de jardins, em processos industriais, na lavagem de espaços públicos como ruas e calçadas e, até mesmo, de automóveis. Não possui, no entanto, qualidade suficiente para ser ingerida. Um bom exemplo é a nova sede da Cedae, com mais de 20 mil m² de área construída e localizada na Av. Presidente Vargas, que adota a tecnologia ecologicamente responsável. O local

reutiliza a água de chuveiros, lavatórios e do ar-condicionado para fins não potáveis. A água da chuva é coletada na cobertura do prédio por meio de ralos estrategicamente posicionados. Nos aparelhos de refrigeração o líquido segue por tubulações até o andar térreo. Mas não é só no Sudeste que a prática vem se difundindo. No Rio Grande do Norte, a CAERN, companhia de águas e esgotos do estado potiguar, utiliza a água de reuso para irrigar uma planta-

ção no município de Pendências. São 700 mil litros disponibilizados para irrigação da gramínea que é destinada à ração de animais e fabricação de ecolenha. Tendo a importância destes atos em mente é possível tornar o uso da água muito mais adequado e inteligente. Outros métodos, ações e políticas devem ser implantados visando à evolução de todos os processos que envolvam o tratamento dos esgotos.


26

ESPORTE E LAZER

Movimentos de esporte com pegada de arte

Popularidade cada vez maior revela benefícios da prática de lutas

N

ão só de peladas vivem os brasileiros. As artes marciais sempre foram muito populares no Brasil e a variedade praticada por aqui é cada vez maior. O moderno MMA e figuras como Anderson Silva levaram o nome do país aos quatro cantos do mundo e – o que é melhor – para além das dicotomias clássicas e do olhar estrangeiro, na maioria das vezes feitos de alguns equívocos, muito carnaval, bossa, alegria e, impreterivelmente, futebol.

No mundo inteiro, os benefícios da prática são reconhecidos e recomendados por profissionais de educação física e da saúde.

As artes, ao mesmo tempo, suaves e contundentes são muito mais que uma temática recorrente no cinema. No mundo inteiro, os benefícios da prática são reconhecidos e recomendados por profissionais de educação física e da saúde. Queima de calorias, alívio do estresse e melhora do condicionamento físico são apenas alguns deles. As lutas são, sobretudo, esportes de muita movimentação. Num treino de rotina perde-se, em média, de 800 a 1.200 ca-

lorias e ganha-se nos quesitos corpo e mente. Os benefícios podem ser vistos na saúde e no físico homens e mulheres, já que trabalham braços, pernas, abdômen e nelas ajudam ainda a conquistar ou manter a cintura fina e a ter noções de defesa pessoal. A seguir, entenda um pouco mais cada um dos principais esportes de contato. Sem dúvidas, começar a se movimentar através dessa tradição milenar vai te trazer qualidade de vida.


27

O pugilismo é um dos esportes de combate mais antigos do mundo. O treinamento físico é muito forte, o chamado ‘jogo de pernas’ define a mobilidade do boxer no ring, bem como a capacidade de reflexos rápidos que propiciam melhores esquivas. O desenvolvimento do espírito competitivo e da disputa limpa são, também, aspectos primordiais desenvolvidos pelos praticantes deste esporte. Um dos esportes mais tradicionais do mundo, o pugilismo possui a forma olímpica e profissional de ser praticada, com pontuação e objetivos diferenciados.

Esta arte marcial japonesa é conhecida por sua técnica de chão, rica em torções e pressões para derrubar e dominar o oponente. Apesar disso, seu repertório de golpes de agarramento, controle e submissão incluem também golpes traumáticos. A força é um elemento básico do combate, mas, como ocorre em outras lutas, no jiu jitsu utilizar-se da força do adversário de maneira estratégica é uma habilidade valiosa. A arte suave foi aperfeiçoada em território brasileiro e hoje é reconhecida mundialmente. A dedicação aos treinos transforma as técnicas em ações instintivas.

Para atingir o objetivo da luta, que é imobilizar o adversário, é necessário usar muito tronco e braços. Suas técnicas, ademais, utilizam basicamente a força e equilíbrio do oponente contra ele. Um conjunto que traz inúmeros benefícios à saúde física. Porém, outro objetivo precípuo da prática do desporto é fortalecer, de forma integrada, também mente e espírito. Todos esses fatores fazem desse um esporte muito aceito e praticado mundo afora. Disciplina, quimono e faixa é tudo que se precisa para praticar e fazer do judô um estilo de vida.

Capoeira

Judô

Jiu-jitsu

Boxe

ESPORTE E LAZER

O Brasil também tem seu próprio esporte de contato. A capoeira, que combina luta, música e dança, remonta do século XVI e surgiu em terras brasileiras, onde escravos africanos resgatavam tradições, ao mesmo tempo que criavam novas formas de manifestação cultural, então já nativas. Esta, que é considerada uma das mais originais artes marciais, conta com o gingado tipicamente brasileiro e um jogo acrobático bastante fluido. Golpes com o corpo e técnicas mais raras, como tapas, socos, batidas de cotovelo, além das características fintas, marcam a arte afro-brasileira.


28

ESPORTE E LAZER

Equipe-se e vá à luta! Os equipamentos são imprescindíveis para as mais diferentes práticas esportivas. A segurança e o desenvolvimento do atleta dependem, também nas lutas, de uma utilização correta. A vestimenta é parte das regras de disputa e caracteriza os combatentes. Veja a seguir alguns exemplos. Em breve a AMORio2 disponibilizará um espaço para prática destes esportes.

Boxe luvas

Judô

protetores calção CORDA

TATAME quimono protetores faixa

Jiu-jitsu

Capoeira

tatame quimono protetores faixa

berimbau cordel


29

CAPA nEGÓCIOS

CAPITALIZANDO CONHECImENTO

GERENTE GERAL DO BANCO SAFRA fala SOBRE SUA EXPERIÊNCIA

A

carreira na área da economia já atraiu mais adeptos. Em áureos tempos, o economista provocava não apenas admiração, mas o desejo em muitos jovens de seguir uma carreira brilhante e promissora. Grandes crises mundiais e a ampliação da demanda por cursos amplos – como matemática, direito, engenharias e administração – fizeram, por um momento, esse profissional parecer artigo de luxo para as corporações. A especialização, no entanto, colocou-o no lugar onde merecia. Grandes instituições, interessadas em aumentar sua riqueza, sabem que o economista faz, como ninguém, esse papel. Mas esse especialista, para o ser, vai além dos números. Um bom economista está antenado em tudo o que acontece ao seu redor, em seu país e no mundo. E sabe que informação vale muito. Por isso, comumente, grandes nomes da área afirmam que o economista é um profissional


31

CAPA nEGÓCIOS

fundamentais para o seu sucesso profissional? Após trabalhar no Itaú e na Ipiranga, trabalhei aproximadamente dez anos no banco HSBC, onde fiz minha carreira comercial de trainee e cheguei a gerente regional, trabalhando em Santa Catarina. Após este período, fui contratado pelo Banco Safra, em que, em breve, completo três anos, tendo atuado na Barra e agora em Niterói. Acredito que alguns diferenciais são a persistência, a resiliência, estudo em boas instituições e mobilidade.

muito mais completo e que é um erro limitar a área às chamadas ‘exatas’. Afinal, interpretar fenômenos sociais que, mais tarde, refletem diretamente em seu trabalho é apenas uma de suas funções.

“Acredito que alguns diferenciais são a persistência, a resiliência, estudo em boas instituições e mobilidade.”

Héric Lopes é um bom exemplo de profissional bem-sucedido. Inicialmente, a paixão por números o atraiu à Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, onde estudou e aprendeu muito mais que sobre cálculos e cifras. O desenvolvimento das habilidades numéricas, porém, foi só um dos braços da sua formação. Foram mais que complementares, integram-se e se equivalem em relevância importantes e complexas questões da teoria da economia, senso crítico e o olhar aguçado que aperfeiçoou para fatos históricos, que, na verdade, para ele, são nada menos que movimentos do mercado financeiro. Esse, por sua vez, tão importante quanto, por exemplo, políticas públicas para o panorama nacional. Ter essa bagagem e noção faz do vizinho Lopes um profissional atento a seus deveres e alguém que sonha em multiplicar o que aprendeu e vivenciou na sala de aula.

Há quanto tempo você mora no Rio2? Há aproximadamente oito anos. Fale sobre seu residencial e sobre o que mais gosta no condomínio. Moro no Provence há um ano e meio, e antes morei no Sicília. O que mais gosto no condomínio é a segurança para minha família, a proximidade do Colégio São José, no qual minha filha estuda, e bons amigos feitos neste período. Como foi sua formação, de onde veio a motivação e como escolheu este caminho? Sou graduado em Economia pela Uerj e entendo que a formação deve ser contínua. Já fiz uma pós em finanças na UCAM e estou terminando um MBA em finanças no IBMEC. A motivação veio do meu interesse pela matemática e pelas questões econômicas do país. E o desenvolvimento profissional até hoje, como se deu? Quais foram os passos que você considera

Qual é a missão de um gerente geral de uma instituição com o Banco Safra? Como você desenvolve seu trabalho, quais são os resultados esperados? No Safra tenho que gerar bons resultados; uma meta sempre maior que a do mês anterior para a unidade de negócios. Para conseguir isso, preciso, em primeiro lugar, contar com uma boa equipe que tenha conhecimento da praça em que vai atuar e grande relacionamento com empresas. Faço visitas às companhias junto com os gerentes para identificar suas necessidades financeiras, além de saber lidar com a pressão por resultados. Quais são seus planos para o futuro? Tenho planos de fazer mestrado para ampliar os conhecimentos, dar aula, abrir uma consultoria, continuar buscando crescimento na carreira e, quem sabe, abrir uma empresa. Além, é claro, de estar sempre presente na vida da minha família.


32

VOLUNTARIADO

ONG Girassol de Solidariedade

Florescendo o dia a dia de quem precisa


33

VOLUNTARIADO

G

lória, paixão e dignidade são os significados da flor representante da ONG Girassol de Solidariedade, que em oito anos de atuação já perdeu a conta de quantas pessoas ajudou com pelo menos um dia de felicidade.

Ao todo são 26 as entidades que atendem de idosos a crianças com câncer e moradores de rua de toda faixa etária. Basicamente, a ONG criada pelo casal Cátia e Paulo Correia funciona como ponte entre doadores e beneficiados, necessitantes de remédios, alimentos não perecíveis, brinquedos e vestuário. Anualmente, mais precisamente em datas como Páscoa, Dia das Crianças e Natal, Cátia, o marido e outros voluntários entram em ação. Apesar das datas sazonais serem um pouco distantes entre si, o trabalho deles acontece durante os 365 dias do ano, ininterruptamente. Através de contatos telefônicos ou on-line a captação de recursos e a procura por novos colaboradores e concessores não cessa. Além disso, um cronograma anual reúne todas as ações efetuadas. Descanso é uma palavra inexistente no vocabulário desse grupo.

são vinte e seis as entidades que atendem de idosos a crianças com câncer e moradores de rua de toda faixa etária

Segundo a presidente, a motivação para o nascimento do projeto partiu da vontade de não se entregar à depressão obtida pela perda de Felipe, caçula de três filhos, que com apenas 17 anos não resistiu à colisão com um caminhão em um acidente automobilístico no ano de 2005. Do sentimento de dor e saudade à ajuda humanitária, a flor girassol tão apreciada por Felipe se tornou o símbolo da luta diária de sua família para que pessoas carentes possam ter dias melhores.

A organização social possui matriz na casa da fundadora, que reside na Ilha do Governador e, devido a isso, encaminha a maioria das doações diretamente para os sub-bairros da região. Fator que, no entanto, não impede outros bairros da cidade e até municípios do estado do Rio de Janeiro de serem agraciados. Inegavelmente, o projeto ganhou notoriedade da mídia pela iniciativa principalmente após Cátia dar seu depoimento na novela “Viver a vida”, folhetim no qual ao final de cada capítulo um telespectador contava sua história de superação. No vídeo, imagens do filho se intercalavam com a de pessoas acolhidas por sua mãe, que segue na tentativa de transformar a perda em algo bom para o próximo. Por enquanto, a família Correia segue no plantio de sementes através de muito trabalho, com a certeza de que cada vez mais girassóis nascerão como fruto da caridade exercida por cada um.


34

VOLUNTARIADO

Campanhas e projetos da Girassol Solidariedade Famílias

Páscoa

Assistência de 50 famílias carentes, com doações mensais de cestas básicas, roupas, calçados e outras necessidades.

Distribuição de saquinhos de bombons, ovos e barras de chocolates em instituições e comunidades.

Apadrinhamentos

O recebimento das doações de agasalhos são repassadas durante o ano inteiro.

Apadrinhamento de crianças.

Aniversariantes do mês As crianças são cadastradas e no mês de aniversário recebem um kit presente com brinquedo, roupa, calçado e uma caixa de bombons.

Um sonho real Concretização de algo que uma criança goste ou deseje. O pedido é feito através da cartinha, podendo ser escrita ou desenhada, postada no site e divulgada em redes sociais.

Kit Dia das Crianças Campanha também realizada através de apadrinhamento.

Brinquedo de criança Distribuição de brinquedos novos e usados para crianças carentes no Dia das Crianças.

Kit de Natal Campanha através de apadrinhamento.

Natal de brinquedos Distribuição de brinquedos novos e usados para crianças carentes em campanha especial para o Natal.

Alimentos Doação de 550 kg por mês em alimentos para necessitados.

Campanha de inverno

Projeto roupas e calçados Distribuição às instituições e famílias assistidas, comunidades, moradores de rua. A ONG aceita doações durante o ano inteiro.

SOS crianças especiais Doação de cesta básica personalizada, além de fraldas e medicamentos necessários. E mais uma cesta de alimentos.

Banco de cadeiras de rodas e similares Cadastro em forma de empréstimo de cadeiras de rodas, cadeiras higiênicas e similares sem tempo estipulado.

Ação social Distribuição de quentinhas, sobremesas, bebidas, kits higiene, roupas, calçados e cobertores.

Ação a abrigos de animais carentes Envio de an imais aban don ados para abrigos.


35

VOLUNTARIADO

Girassol em números Projeto Brinquedo de criança

2.000 doações Projeto Natal de brinquedos

2.000 sorrisos

Projeto Ação a abrigos de animais carentes

300 animais recebidos mensalmente

Kit escolar completo. Entregue a

400 crianças de 6 a 15 anos Kit creche. Para

200 crianças de 0 a 5 anos

Projeto Banco de cadeira de rodas e similares

20 cadeirantes assistidos

Kit higiene. Destinados a

120 crianças de 5 a 12 anos Projeto Páscoa

1.500 saquinhos

Kit bebê

50 recém-nascidos favorecidos

com produtos distribuídos

Kit presente

80 crianças felizes Kit Dia das Crianças

80 beneficiadas Kit de Natal

500 contemplados

Kit idoso

50 agraciados


36

VOLUNTARIADO

Comunidade Califórnia em Paracatu

Comunidade Favelinha

ONG Amiguinhosde Jesus

Comunidade Gardênia

Casa da Sopa Bezerra de Menezes

Creche Casulo do Dendê

Casa de Acolhimento São Gabriel

ONG Tia Lúcia

Lar Irmã Robertina Abrigo Alma

Casa Sorriso da Criança Abrigo Romão Duarte Asilo Getsemani

Instituições assistidas

Casa da Tia Edith Comunidade da Maré Comunidade do Pixunas Comunidade Dendê Comunidade João Teles Comunidade da Chatuba Projeto Social Amiguinhos de Jesus

Pontos voluntários para entrega de doações e kits Glória Cel.: 9.9377-7550 (Alexandre e Márcia)

Botafogo Tel.: 2159-6594 | Cel.: 9.8764-0533 (Frances)

Barra da Tijuca Cel.: 9.8405-4463 (Camila Marqs)

Jacarepaguá Cel.: 7837-5819 (Magda Araújo)

Vila Isabel Tel.: 3798-2362 | Cel.: 9.212-4045 / 9.376-6526 (Hyeres Maria)

Engenho de Dentro Tel.: 2289-0586 | Cel.: 9.8721-0586 (Cremilda)

Vila da Penha Tel.: 3391-5446 (Alzira)

Para maiores informações: www.onggrupogirassol.org Facebook: /grupogirassoldesolidariedade E-mail: onggrupogirassol@gmail.com Cel.: 9.9933-7068 / 9.6419-0181 (Cátia ou Paulo)

Orfanato Santa Rita de Cássia Projeto Crescendo para o Bem Projeto de Dança Crianças de Jesus Comunidade Vila Joaniza ONG Voluntários Fazendo Criança Sorrir Casa de Apoio à Criança com Câncer S. V. de Paulo


38

Notas

NOVO SUBPREFEITO, ALEX COSTA, TOMA POSSE

N

o mês de abril, Alexander Vieira da Costa, popularmente conhecido como Alex Costa, tomou posse como subprefeito da Barra da Tijuca e Jacarepaguá. Com 42 anos, 14 deles dedicados ao cargo de assessor de Eduardo Paes, foi secretário municipal de Ordem Pública na gestão do atual prefeito e já exerceu a função de subprefeito dos bairros da Zona Oeste pela primeira vez entre 2001 e 2003. Responsável por uma área com mais de um milhão de habitantes, Alex é formado em sociologia e um carioca da gema apaixonado pela sua cidade. Nascido em Vila Valqueire e morador da Barrinha, o cargo de chefe de área compactua com sua filosofia de vida: “Estou trazendo a minha experiência em um cargo que cuidava de toda a cidade para somar ainda mais e atender aos pedidos dos moradores dessa região que é uma das que mais crescem e a que está recebendo grandes investimentos”, ressalta. Prova disso foi a reunião que teve com moradores dos condomínios da região, e em que entre os presentes estava o presidente do Rio2, Luís Silva, além de diretores da associação de moradores.

“Todas as questões que foram apresentadas por eles, durante essa primeira reunião, já tiveram uma sinalização do que o condomínio pode ou não fazer. A Prefeitura deu carta branca a al-

guns assuntos, como espaços sem uso de área pública dentro do condomínio. Não foram estabelecidos prazos, porque vai depender também da própria administração do condomínio”.


39

CAPA Notas

SUBPREFEITURA APROVA CRIAÇÃO DE PISTA DE CICLISMO

O

subprefeito da Barra da Tijuca e Jacarepaguá Alex Costa recebeu em seu gabinete um grupo de ciclistas que solicitou a criação de uma Área de Proteção ao Ciclismo de Competição (APCC). Liderados por Rafael Pazos, os atletas planejam que o espaço seja no mesmo padrão do existente no Aterro do Flamengo. Como sugestão está a Av. Lúcio Costa, no trecho da Reserva entre a Av. do Contorno até a Av. Ayrton Senna. Ao todo, são 8 km reunidos de boas condições, como a ausência de cruzamentos e uma via onde os veículos circu-

lam paralelamente. Além disso, está programada a utilização de segunda a sexta-feira, entre 4h30 e 5h da manhã. Na ocasião, foi destacado que tais medidas são de baixo custo e que a transformação será primordial para a redução de acidentes com os competidores. Assim, ciente do pedido, o subprefeito aprovou o projeto e agora o grupo encontra-se em negociação com a CET-Rio para que as medidas sejam implantadas de forma a garantir a segurança dos adeptos ao esporte sem que haja transtornos ao trânsito do bairro.


40

Notas

Uma beleza de presente para sua mãe

O

Dia das Mães é mais que uma data comercial, como muitos querem acreditar. Heróis da democracia ou religiosos, todos, têm um dia para lembrar e reverenciar seus feitos. Da mesma maneira, esse é um dia reservado a heroínas anônimas, que vivem para amar e cujo carinho e dedicação levamos por toda a vida como exemplo e símbolo daquele que é o maior dos sentimentos.

Poste na fanpage oficial da AMORio2 uma foto homenageando a sua mãe e coloque a hashtag #AmoMinhaMaeRio2. As fotos mais curtidas ganharão prêmios e um dia de beleza.

Este dia especial e todinho delas está chegando e a AMORio2 quer honrá-las também.

#AmoMinhaMaeRio2

Participe! Sua mãe merece o seu e o nosso carinho. Facebook: /AMORIO2oficial


CAPA Notas

41

Novidades de segurança para o condomínio

A

s cancelas das entradas 1, 2 e 3 estão sendo substituídas por novas, a segurança e o controle no acesso de pessoas ao interior do condomínio está mais rápido devido à automatização. Este processo visa à continuidade do processo de modernização e estruturação de todos os espaços. Neste mesmo caminho estão sendo instaladas câmeras nas portarias. As obras de preparação do local para instalação do cabeamento e demais questões necessárias já estão adiantadas. O próximo passo diz respeito à instalação propriamente dita do equipamento.

Manutenção necessária

O terreno próximo à quadra de tênis é outro destaque, um dos espaços sem manutenção mostrados na última edição da revista, que foi totalmente limpo pela empresa Carvalho Hosken.


42

Transporte sua voz

Aqui sua voz ecoa por todos os corredores do Rio2

S

e você tem questões a serem elucidadas ou sugestões para a melhoria dos serviços prestados no condomínio, entre em contato conosco. A busca por aperfeiçoar a forma como a AMORio2 interage com os associados é um dos pilares desta gestão e gostaríamos de ouvir sua opinião. Pratique seus deveres de cidadão, busque seus direitos de condômino. Participe conosco da modernização do nosso espaço.

A porta de entrada da unidade pode ser trocada?

É lícito protestar o boleto do condomínio?

A votação de uma assembleia pode ser secreta?

Este tipo de alteração dependerá da concordância e autorização dos condôminos residentes do andar.

Sim. No dia 22 de julho de 2008 a Lei Estadual nº 13.160 foi publicada apresentando novas indicações e possibilitando essa prática.

Não. Este tipo de votação é proibida devido à necessidade de contagem dos votos com base na fração ideal de cada um dos condôminos e, também, pela possibilidade de fraudes.

É permitida a instalação de arcondicionado?

O síndico pode impedir o aluguel de uma unidade inadimplente?

Envidraçar varandas ou colocar grades e telas altera a fachada do edifício? Este é um assunto complexo e bastante discutido. O envidraçamento é permitido quando não compromete a harmonia da fachada segundo o padrão adotado. De todo modo, em qualquer caso, este tipo de alteração deve ser previamente aprovado.

Sim, desde que a edificação possua capacidade elétrica, locais de instalação adequados e os dados e informações sejam levadas à aprovação. É conveniente, entretanto, que o condomínio discuta o assunto em assembleia geral, criando padrões para a instalação deste tipo de equipamento.

De forma alguma. Somente as penas previstas nos artigos 1.336, § 1º, e 1.337, caput, do novo Código Civil, e da restrição prevista no art. 1.335, III, devem ser aplicadas. Deste modo, não é licito privar o condômino, ainda que inadimplente, de utilizar das áreas comuns, particulares e muito menos de alugar seu imóvel.

Envie sua dúvida, sugestão, elogios e críticas para: centraldeserviços@amorio2.com.br. Entre em contato conosco também através dos números: (21) 2421-1254, 2421-3683, 2421-5741.



Revista rio2 ed 29